Gabriela Martínez Sainz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6533557113078952
  • Última atualização do currículo em 02/10/2017


Possui graduação em Pedagogía (2007) e mestrado em História do Pensamento (2010) pela Universidad Panamericana em Mexico e mestrado em Pesquisa Educacional (2011) e doutorado em Educação (2015) pela University of Cambridge em Reino Unido. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação em Direitos Humanos, atuando principalmente nos seguintes temas: educação em direitos humanos, direitos da criança e educação para cidadania. Ela é membro do Sistema Nacional de Pesquisadores de CONACYT em Mexico e tem sido associada a o Centre for Governance and Human Rights na Universidade de Cambridge e do Centro de Estudos Socio-Legais da Universidade de Oxford. Ela é co-autora do livro 'Countering Online Hate Speech', publicado pela UNESCO e de livros didáticos para ensino medio e fundamental em temas como direitos humanos, educação cívica e ética no México. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Gabriela Martínez Sainz
Nome em citações bibliográficas
MARTINEZ SAINZ, G.

Endereço


Endereço Profissional
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento.
Rua Morgado de Mateus 615
Vila Mariana
04015051 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 970190518


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Doutorado em Educação.
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
Título: Teaching Human Rights in Mexico: A case study of educators' professional knowledge and practices, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Dr Ian Frowe / Professor Keith Taber.
Bolsista do(a): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Palavras-chave: Human rights education; Professional knowledge; Human rights practices; Mexico.
Grande área: Ciências Humanas
2010 - 2011
Mestrado em MPhil em Pesquisa Educacional.
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
Título: Theoretical approaches to human rights education,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Dr Ian Frowe.
Bolsista do(a): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Palavras-chave: Human rights education; Philosophy of education; Human rights.
Grande área: Ciências Humanas
2008 - 2010
Mestrado em MA em História do Pensamento.
Universidad Panamericana, U.PANAMERICANA, México.
Título: Fundamentación antropológica de los derechos de las niñas, niños y adolescentes,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Dr Hugo Saúl Ramírez García.
Coorientador: Sandra Anchondo Pavón.
2003 - 2007
Graduação em Pedagogía.
Universidad Panamericana, U.PANAMERICANA, México.


Pós-doutorado


2011
Pós-Doutorado.
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.


Formação Complementar


2016 - 2016
Reforma Educativa, Resistência e Lutas Sociais no México. (Carga horária: 4h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora de pós-doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Câmara de Pesquisadores, Programa de Pós-Doutorado Internacional.


University of Oxford, OX, Inglaterra.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa

Atividades

2014 - 2015
Pesquisa e desenvolvimento , Centre For Socio-Legal Studies, .


University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora de Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

10/2011 - 12/2015
Pesquisa e desenvolvimento , Churchill College, .

10/2012 - 06/2014
Ensino, MPhil em Pesquisa Educacional, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ética na pesquisa educacional
Pesquisa teórica em educação

University Campus Suffolk, UCSUFF, Inglaterra.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 4

Atividades

10/2012 - 06/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Faculty of Arts, Business and Applied Social Science, .

Linhas de pesquisa
Infancia e educação
10/2011 - 06/2014
Ensino, Estudos da Primeira Infância, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Perspectivas Internacionais de Educação da Primeira Infância

Universidad Panamericana, U.PANAMERICANA, México.
Vínculo institucional

2009 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora / Tutora, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora acadêmica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Responsável pela coordenação acadêmica e administrativa dos programas da Universidade Aberta, incluindo cursos de graduação abertos e on-line em Filosofia e Educação. ? Desenho curricular do cursos de graduação online em Filosofia e Pedagogia. ? Desenvolvimento e implementação da plataforma digital e LMS para os cursos on-line. ? Coordenação a função geral do departamento, incluindo 120 estudantes, 35 professores e tutores, e 4 membros da equipe.

Atividades

01/2009 - 06/2015
Ensino, Pedagogía, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa educativa
Pesquisa Aplicada em Educação
Fundamentos de Educação e Pedagogia
10/2012 - 12/2012
Ensino, MA em História do Pensamento, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ética e direitos humanos
08/2008 - 08/2010
Direção e administração, Universidad Abierta - Facultad de Filosofía, .

Cargo ou função
Coordenadora académica.
08/2008 - 08/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Universidad Abierta - Facultad de Filosofía, .



Linhas de pesquisa


1.
Direitos das crianças
2.
Educação em direitos humanos
3.
Infancia e educação
4.
Educação em direitos humanos
5.
Educação para a paz
6.
Educação para a cidadania
7.
Educação para a cidadania global
8.
Movimentos sociais e educação


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Aprendizagem do Ativismo Juvenil na Era Digital: Uma Análise Comparativa das Experiências de Aprendizagem sobre Direitos Humanos e Cidadania no México e no Brasil
Descrição: Há um crescente corpo de literatura que reconhece os jovens na vanguarda dos movimentos sociais em todo o mundo e como, particularmente nas últimas duas décadas, sua participação política tem sido fortemente mediada pelo uso de mídias digitais e redes sociais. Devido a estas novas plataformas de comunicação, o acesso à informação, a expressão de opiniões, a disseminação de conteúdo e a mobilização social são mais fáceis, mais rápidos e mais baratos que nunca, produzindo um aumento das atividades políticas participativas entre os jovens. O ativismo digital e suas práticas participativas resultantes - desde o estabelecimento de diálogos politicos até a organização de protestos e mobilizações - mostram que os jovens estão aprendendo a exercer seus direitos civis e políticos através dessas plataformas. Ao mesmo tempo, pesquisas anteriores reconhecem que esses espaços os ajudam a definir o que implica ser um ator cívico no mundo de hoje. No entanto, o papel das redes sociais como espaços informais de aprendizagem para cidadania e educação em direitos humanos não foi explorado. Como conseqüência, não é possível saber o que os jovens estão realmente aprendendo nessas plataformas, como exatamente esses processos de aprendizagem ocorrem, quão valioso ou significativo é, e as implicações que ele tem na forma como a política, a cidadania e os direitos humanos são ensinado. O projeto de pesquisa atual visa preencher essa lacuna na literatura, analisando as experiências de jovens ativistas envolvidos em movimentos sociais e seus caminhos de aprendizagem para entender as oportunidades e limitações educacionais das mídias digitais e das redes sociais como espaços de aprendizagem. Para isso, vou realizar uma análise qualitativa comparativa dos casos nos quais o ativismo juvenil e a mídia digital desempenharam um papel fundamental no México e no Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Gabriela Martínez Sainz - Coordenador.
2014 - 2015
Countering Online Hate Speech
Descrição: O estudo foi desenvolvido em cooperação com o Programa de Legislação e Política Comparada de Mídia (PCMLP) na Universidade de Oxford. Ele fornece uma visão global das dinâmicas que caracterizam o discurso do ódio on-line e algumas das medidas adotadas para neutralizar e mitigar, destacando as boas práticas que emergiram nos níveis local e mundial. Embora o estudo ofereça uma análise abrangente dos quadros normativos internacionais, regionais e nacionais desenvolvidos para abordar os discursos de ódio em linha e suas repercussões para a liberdade de expressão, coloca especial ênfase nos mecanismos sociais e não-regulatórios que podem ajudar a combater a produção, disseminação e impacto de mensagens odiosas online. Quatro áreas principais de tensão que surgem entre os padrões internacionais destinados a regular a liberdade de expressão e as obrigações dos estados e sociedades para contrariar ou limitar o discurso de ódio são abordadas no estudo. Analisa, primeiro, a definição do discurso de ódio; em segundo lugar, a jurisdição dos governos nacionais e o papel das empresas transnacionais; em terceiro lugar, o caráter do discurso de ódio em linha e sua relação com a fala e a ação offline; e em quarto lugar, identifica uma variedade de métodos que foram usados ​​para resolver problemas específicos e contextuais. O estudo centra-se em quatro tipos de iniciativas que foram lançadas para contrariar o surgimento e / ou a difusão de mensagens odiosas: i) investigar os esforços para monitorar a forma como o discurso de ódio em linha emerge e se espalha, desenvolvendo sistemas de alerta precoce e métodos para distinguir entre diferentes tipologias de atos de fala; ii) ações coordenadas de membros da sociedade civil que procuram criar coalizões nacionais e internacionais para enfrentar ameaças emergentes que liguem o ódio e a violência em linha; iii) iniciativas para incentivar as plataformas de redes sociais e os provedores de serviços de Internet a desempenhar um papel mais robusto na resposta ativamente ao discurso de ódio em linha; e iv) campanhas de mídia e iniciativas destinadas a preparar os usuários para interpretar e reagir a mensagens odiosas. Com base nesses casos, o estudo forneceu um conjunto de recomendações que podem ser adotadas por uma variedade de partes interessadas para desenvolver respostas práticas e adaptadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Gabriela Martínez Sainz - Coordenador / Iginio Gagliardone - Integrante / Danit Gal - Integrante / Thiago Alves - Integrante.
2011 - 2015
Teaching Human Rights in Mexico: Case study of educators? professional knowledge and practices
Descrição: Pesquisa exploratória sobre programas de educação e treinamento em direitos humanos no México. Realização de entrevistas com profissionais, funcionários do governo, ativistas de direitos humanos e funcionários públicos de organizações locais e nacionais de direitos humanos; observação participante de programas educacionais sobre direitos humanos e análise documental de materiais didáticos e políticas sobre educação em direitos humanos. Práticas documentadas de direitos humanos e programas de treinamento e monitoramento do desenvolvimento do quadro jurídico e da política interna em matéria de direitos humanos. Desenvolvimento de análise qualitativa utilizando o CAQDAS (NVivo e MAXQDA) e apresentação dos resultados em vários formatos, incluindo documentos acadêmicos, cartazes, relatórios governamentais e entradas de blog..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Gabriela Martínez Sainz - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Estudios sobre Educación


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MARTINEZ SAINZ, G.2012 MARTINEZ SAINZ, G.. The influence of utilitarianism on human rights education.. Skepsis, v. 22, p. 237, 2012.

2.
MARTINEZ SAINZ, G.2009 MARTINEZ SAINZ, G.. Educación en derechos humanos: consideraciones a los diferentes modelos educativos.. ARS IURIS, v. 41, p. 41-52, 2009.

3.
MARTINEZ SAINZ, G.2009MARTINEZ SAINZ, G.. El rol del asesor en un modelo de educación a distancia. Revista Panamericana de Pedagogía, v. 15, p. 107-115, 2009.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GAGLIARDONE, I. ; GAL, D. ; ALVES, T. ; MARTINEZ SAINZ, G. . Countering Online Hate Speech. 1. ed. Paris: UNESCO, 2015.

Capítulos de livros publicados
1.
MARTINEZ SAINZ, G.. Afectividad y empatía como base para la educación en derechos humanos. In: José Manuel Roqueñí Rello. (Org.). Educación de la afectividad en México. Orígenes y perspectivas.. 1ed.México: Editorial Porrúa, 2012, v. , p. 24-.

Outras produções bibliográficas
1.
MARTINEZ SAINZ, G.. Safe spaces: Human rights education in diverse contexts by Roux, C. (Ed.). Teacher Development, 2014 (Resenha).

2.
MARTINEZ SAINZ, G.. Learning to flourish: A Philosophical Exploration of Liberal Education by DeNicola, D. Education Review, 2013 (Resenha).

3.
ZAGAL, H. ; ROSS, J. A. ; MARTINEZ SAINZ, G. . Formación Cívica y Ética 1. México: Editorial Santillana, 2012 (Livro didático para Ensino Medio).

4.
ZAGAL, H. ; ROSS, J. A. ; MARTINEZ SAINZ, G. . Formación Cívica y Ética 2. México: Editorial Santillana, 2012 (Livro didático para Ensino Medio).



Inovação



Projetos de pesquisa



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/02/2019 às 22:13:00