Claudio Miranda Correa

Bolsista de Mestrado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6904705846004432
  • Última atualização do currículo em 13/02/2019


Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Bacharel em História pela mesma instituição. Editor Auxiliar da Revista Maracanan e membro da Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos, do Laboratório Redes de Poder e Relaçãoes Culturais e do Grupo de Pesquisa do CNPq "Idéias, cultura e política na formação da nacionalidade brasileira". Tem interesse nos seguintes temas: Censura; História da Literatura; Iluminismo; História das Ideias Políticas; História do Livro e da Leitura; História Política do séc. XIX; Arquivos; Divulgação Científica; Ciência da Informação; Direitos Autorais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Claudio Miranda Correa
Nome em citações bibliográficas
CORREA, Claudio M.;CORREA, C. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
Maracanã
20550900 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 23340678
Ramal: 22
URL da Homepage: http://www.ppghistoria.com.br/


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em História.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Livros cerrados não fazem letrados: A Mesa do Desembargo do Paço e a Censura na Corte joanina (1808-1821),Orientador: Lucia Maria Bastos Pereira das Neves.
Coorientador: Ana Carolina Galante Delmas.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Censura; Livros Proibidos; Período Joanino; Luzes; Corte.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
Setores de atividade: Educação.
2013 - 2018
Graduação em História.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Livros cerrados não fazem letrados: A Mesa do Desembargo do Paço e a Censura na Corte joanina (1808-1821).
Orientador: Lucia Maria Bastos Pereira das Neves.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2010 - 2012
Ensino Médio (2º grau).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, IFRJ, Brasil.




Formação Complementar


2018
Extensão universitária em Panorâma Histórico da Ciência Aberta. (Carga horária: 10h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2018 - 2019
Extensão universitária em O que é Ciência Aberta?. (Carga horária: 10h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Mobilidade dos Textos (sec. XVI-XIX). Traduções, Materialidade e Leituras. (Carga horária: 12h).
Associação Brasileira de Literatura Comparada, ABRALIC, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Oficina de Fontes Judiciais. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em O saber na Idade Média: espaços de produção e form. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em Deuses, Templos e Múmias: as Religiões no Egito An. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em Ética e Formação de Competências. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2014 - 2014
História de Vida, Escrita da História: Os usos.... (Carga horária: 8h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Introdução a Sociedade Espartana. (Carga horária: 18h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado
Outras informações
Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) no Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Vínculo institucional

2015 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Treinamento e Capacitação Técnica, Carga horária: 40
Outras informações
Pesquisa, apoio à pesquisa e apoio técnico às atividades desenvolvidas pelo Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais, alocado no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, relacionado ao Projeto "O Inferno nas Bibliotecas Régias: Livros Proibidos nas Bibliotecas de Mafra e do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX)", sob orientação da Prof.ª Dr.ª Lucia Maria Bastos Pereira das Neves.

Atividades

07/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Cargo ou função
Editor Auxiliar da Revista Maracanan (PPGH-UERJ).
03/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Linhas de pesquisa
Política e Cultura
09/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

04/2018 - 08/2018
Estágios , Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Estágio realizado
Estágio Docente na disciplina História Moderna II, sob supervisão da Prof.ª Dr.ª Nívia Pombo Cirne dos Santos.
02/2017 - 07/2018
Estágios , Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Estágio realizado
Secretário Editorial da Revista Maracanan (PPGH-UERJ).
03/2014 - 03/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Cargo ou função
Membro do Grupo de Trabalho de Horários e Questões Pedagógicas do Departamento de História.

Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, AGCRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Estágio Interno Complementar, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto "A presença Postuguesa na Municipalidade Carioca: Séculos XIX e XX". Convênio AGCRJ/CONARQ/UERJ. Orientadora: Georgia da Costa Tavares.


Arquivo Nacional, AN, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Estágio Interno Complementar, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto de Organização de Fundos do Judiciário. Convênio: AN/CONARQ/UERJ.


Associação Nacional de História, ANPUH, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Associado


Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos, SEO, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Associado



Linhas de pesquisa


1.
Política e Cultura
2.
Cultura, intelectuais e poder


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Livros cerrados não fazem letrados: A Mesa do Desembargo do Paço e a Censura na Corte joanina (1808-1821)
Descrição: A censura constitui um dos mais característicos instrumentos de manutenção de poder nas sociedades do Antigo Regime. No mundo luso-brasileiro, ela foi modificada e reformada conforme os contornos políticos dos projetos estabelecidos pela coroa e pelas diversas conjunturas que tomaram forma no cenário externo. Em 1808, com a transferência da Corte portuguesa para o Brasil, instituiu-se a Mesa do Desembargo do Paço no Rio de Janeiro. Sob a jurisdição deste tribunal, fixou-se o exame dos impressos que viessem à luz na Impressão Régia ou cuja entrada fosse solicitada nas Alfândegas. Forma sutil de repressão, mas que mantinha afastados as elites letradas e o corpo mais denso da população; forma menos sutil de controle, impedindo que os sujeitos se dessem conta de um mundo mais amplo além daquilo que seus olhos podiam alcançar, resignificando, a partir das narrativas, a sua própria experiência. A atuação dos censores simbolizava, em si, a tensão característica do período, quando a difusão das Luzes e o medo dos ?perniciosos princípios franceses? representavam um perigo à ordem estabelecida. Nesse sentido, o presente projeto pretende analisar a censura e a atuação dos censores defrontados entre a tarefa de ler e escrever e o ofício de permitir ler e permitir circular o escrito..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4
2018 - Atual
Guerra civil, motim e revolução nos primórdios do Império do Brasil: os panfletos políticos de 1822-1825

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves em 20/07/2018.
Descrição: O objetivo principal do projeto volta-se para o estudo dos panfletos políticos nos primórdios do Império do Brasil (1822-1825), priorizando, na época das independências das antigas colônias ibéricas, três conceitos fundamentais da política moderna: Motim, Guerra Civil e Revolução, apropriados pelos agentes do período de um ponto de vista tanto inovador, quanto tradicional. De fato, ao longo de 1822, se o processo de emancipação política representou o ponto de partida para a estruturação do Império Brasílico, não se mostrou capaz de tornar realidade ainda, no entanto, a idéia moderna de uma nação. Já o ano de 1825, por seu turno, marcou o reconhecimento oficial da desintegração do Império Português..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Ana Carolina Galante Delmas - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Coordenador.
Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1
2016 - Atual
Um viajante infatigável: D. Pedro II no exterior (1871-1891)
Descrição: Viajante infatigável, d. Pedro II circulou por quatro continentes. Visitou países da Europa, da América do Norte, do Oriente Próximo e do norte da África. Seus diários de viagem compreendem 23 cadernetas repletas de anotações e desenhos, testemunhos que são complementados por farta documentação pessoal, abrangendo correspondências, rascunhos de itinerários e notas esparsas, além de fontes iconográficas. Apesar dessa riqueza documental, a historiografia ainda não se debruçou sobre a problemática das viagens imperiais como um campo de investigação próprio. A investigação parte dos seguintes pressupostos: a) As excursões ao exterior de d. Pedro II mais do que evidenciar o perfil cosmopolita e intelectual do imperador, tradicionalmente assinalado pela historiografia, permitem identificar práticas e representações da cultura coletiva de viagem que se desenvolveu no século XIX, que buscava combinar instrução e lazer; b) embora o imperador não viajasse para o estrangeiro na condição de chefe de Estado, seus périplos acabavam por tomar um caráter oficial, à medida que eram cuidadosamente preparados, envolvendo diversas redes de sociabilidades formadas por cientistas, letrados, diplomatas, políticos e artistas, além de cabeças coroadas europeias, ligadas por laços de parentesco ao soberano brasileiro; c) as viagens do imperador por quatro continentes também podem ser tomadas como campanhas, por assim dizer, que deram maior visibilidade ao Império do Cruzeiro do Sul, no âmbito internacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Lucia Maria Paschoal Guimarães - Coordenador.
Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2015 - 2018
O Inferno nas Bibliotecas Régias: Livros Proibidos nas Bibliotecas de Mafra e do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX)
Descrição: Este projeto tem por principal objetivo o estudo comparado dos livros proibidos existentes na Biblioteca do Palácio de Mafra, Portugal, e na Real Biblioteca do Rio de Janeiro. Mais do que simples inventário, contudo, ele pretende analisar tanto o conteúdo das obras selecionadas quanto o contexto, seja o de sua publicação, seja, sobretudo, aquele em que terminaram proibidas pela censura que as monarquias do período institucionalizaram. Subsidiariamente, o projeto propõe novo olhar sobre esses mecanismos de restrição à circulação do escrito no mundo luso-brasileiro. Uma vez que as publicações não se destinavam apenas a mosteiros e escolas religiosas, convém pensar as decisões a seu respeito como igualmente voltadas para o leitor mais amplo, identificado, em geral, à elite letrada, ligada a um espaço profissional inédito, que surgia da ampliação de atividades como as de jurista, médico, professor de universidade e até eclesiástico. Por fim, o foco recai, em especial, no século XVIII e princípios do XIX, quando o mundo em transformação passou a ver na censura um elemento paradoxal. Afinal, se, dessa maneira, o poder real e religioso tentava reprimir a sedição, a imoralidade e a heresia, tal controle revelava-se, ao mesmo tempo, no mais das vezes ineficaz. A pesquisa articula, assim, investigação empírica e reflexão teórica, buscando sua originalidade não só no estudo dos livros proibidos, mas também na recepção que tiveram junto a público que, embora ainda exíguo, estava situado em posições a partir das quais podia assimilar e difundir as novas linguagens políticas características da modernidade. Palavras-chave: Bibliotecas Régias Censura Relações de Poder Livros proibidos Modernidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Maira Moraes dos Santos Villares Vianna - Integrante / Stéphanie Santos Firenze - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Coordenador.
Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 21
2013 - 2018
Entre a Politica e as Letras: o lugar dos impressos no Brasil, 1ª metade do Oitocentos

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves em 10/01/2019.
Descrição: Este projeto integra o Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais, ligado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-graduação/UERJ, inserido no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq "Idéias, Cultura e Política na Formação da Nacionalidade Brasileira", liderado por Lúcia Guimarães. Dialoga ainda com o Pronex - FAPERJ/CNPq "Dimensões e fronteiras do Estado Brasileiro do século XIX" (2009-2012), sob a coordenação acadêmica de José Murilo de Carvalho. Apresenta como objetivo principal o estudo dos impressos que circularam no Brasil, na primeira metade do século XIX, voltando-se especificamente para os escritos tanto de caráter político quanto para aqueles que, na época, se consideravam como de cunho literário. Nesse sentido, propõe um novo olhar sobre a história dos impressos a partir da análise de folhetos, panfletos, jornais de opinião e imprensa periódica voltados para as letras, entendidas, naquele momento, como erudição, ciências e humanidades. Pretende, portanto, contribuir para uma história dos impressos, demonstrando que, se a grande maioria dos jornais existentes na primeira metade do oitocentos dedicava-se principalmente a discutir questões políticas, outros tipos de periódicos foram criados, inseridos em diversos campos das idéias e representações. Estes, ainda que não se voltassem para a discussão da política, em suas entrelinhas, refletiam as posturas de seus autores, que muitas vezes exerciam um duplo papel: o de letrados e o de políticos. Consideram-se pois que tais textos eram instrumentos de poder daqueles que detinham o privilégio do saber e da escrita, embora ainda dependessem do Estado para a sua sobrevivência. Afinal, esses indivíduos até então não se constituíam propriamente enquanto intelectuais. O trabalho articula a pesquisa empírica com reflexão teórica, consistindo sua originalidade não só no estudo da cultura impressa nessas múltiplas dimensões, como também dos conceitos e das linguagens utilizadas no período..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Coordenador / Isadora Tavares Maleval - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Revista Maracanan (SR3/UERJ) / Dinamização da Revista Maracanan (SR1/UERJ)
Descrição: As revistas universitárias são hoje importante indicador de qualidade do ensino e da pesquisa desenvolvidos pelos docentes e discentes nas universidades e centros de investigação científica e encontram-se em franco crescimento, haja vista a constante demanda para que os programas de pós-graduação do país realizem pesquisas e criem canais efetivos de difusão e intercâmbio de suas produções. A Revista Maracanan, publicada pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, é atualmente um periódico reconhecido e de grande relevância para a divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelos docentes da UERJ. Destaca-se também pela interação entre docentes e pesquisadores de instituições de todo o país, e mesmo estrangeiras, contando com a crescente colaboração de articulistas reconhecidos internacionalmente, tanto na condição de membros do Conselho Consultivo, quanto de autores..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Fabiano Vilaça dos Santos - Coordenador / Tania Maria Bessona Tavares da Cruz Ferreira - Integrante / Beatriz de Moraes Vieira - Integrante / Marina Monteiro Machado - Integrante.

Número de produções C, T & A: 8


Outros Projetos


2019 - Atual
Estudos históricos e arqueológicos no IFCH/UERJ: pesquisa , ensino e extensão
Descrição: As pesquisas no campo da História e da Arqueologia, desenvolvidas no âmbito do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UERJ, encontram-se sob a responsabilidade de um conjunto de laboratórios e núcleos de estudos diversificados, contribuindo, cada um deles à luz da especificidade de suas temáticas de estudo, para a formação de pós-graduandos, graduandos, e produzindo resultados expressivos, entre publicações, seminários, intercâmbios nacionais e internacionais e oferta de oficinas para professores da Educação Básica. De forma direta, cerca de seiscentos graduandos dos cursos de História e Arqueologia e de cem discentes do Programa de Pós-graduação em História, área de concentração em História Política, tem sua formação impactada pela atuação desses laboratórios e núcleos. No presente projeto, os Laboratórios Redes de Poder e Relações Culturais (REDES), o Núcleo de Estudos sobre Biografia, História, Ensino e Subjetividades (NUBHES) e o Laboratório de Estudos e Pesquisas da América Antiga (LEPAmA), com apoio do Departamento de História, do Departamento de Arqueologia e do Programa de Pós-graduação em História, objetivam dar continuidade e ampliar suas investigações e iniciativas de publicização de conhecimento, buscando para tal fim promover benfeitorias e adquirir equipamentos de modo a aparelhar e modernizar espaços comuns a serem utilizados para as atividades de pesquisa, de docência e de extensão..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Claudio Miranda Correa - Integrante / Lucia Maria Bastos Pereira das Neves - Integrante / Tania Maria Bessona Tavares da Cruz Ferreira - Integrante / Márcia de Almeida Gonçalves - Coordenador / Jaime Antunes da Silva - Integrante / Renata Figueiredo de Moraes - Integrante / Carlos Eduardo Pinto de Pinto - Integrante / Gláucia Aparecida Malerba - Integrante / Paulo Roberto Gomes Seda - Integrante.


Membro de corpo editorial


2018 - 2018
Periódico: DIA-LOGOS (RIO DE JANEIRO)
2017 - Atual
Periódico: REVISTA MARACANAN


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Lê Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Lê Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Lê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2008
1º Concurso ACERB de Redação: "Os 200 anos da Chegada da Família Real ao Brasil"., 8º CRE do Rio de Janeiro; ACERB & Grêmio Literário José Mauro de Vasconcelos..


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
CORREA, Claudio M.. Com licença do Desembargo do Paço: mecanismos de funcionamento da censura no início do século XIX. In: BESSONE, Tania; RIBEIRO, Gladys Sabina; GONÇALVES, Monique de Siqueira; MOMESSO, Beatriz. (Org.). Imprensa, livros e política no oitocentos. 1ed.São Paulo: Alameda, 2018, v. , p. 361-387.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CORREA, Claudio M.. Philobiblon ou O Diabo na Livraria do Marquês. In: 6ª Semana de História da UFF, 2019, Niterói, RJ. Anais da 6ª Semana de História da Universidade Federal Fluminense. Rio de Janeiro: ANPUH-Rio, 2018. p. 243-250.

2.
CORREA, Claudio M.. A instrução que convém à ordem: censores e leitores na corte do Rio de Janeiro (1808-1821). In: 8º Colóquio do Polo de Pesquisas Luso-brasileiras, 2017, Rio de Janeiro. Atas do 8º Colóquio do PPLB: 450 anos de portugueses no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Real Gabinete Português de Leitura, 2017. p. 1-10.

3.
CORREA, Claudio M.. Com Licença do Desembargo do Paço: Mecanismos de funcionamento da censura no início do século XIX. In: XVII Encontro de História da Anpuh-Rio: entre o local e o global., 2016, Nova Iguaçu. Anais do XVII Encontro de História da Anpuh-Rio: entre o local e o global.. Rio de Janeiro: Anpuh-Rio, 2016.

4.
CORREA, Claudio M.. A censura no Rio de Janeiro como traço do Antigo Regime. In: XI Semana de História Política: Relações de poder: crise, democracia e possibilidades / VIII Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade, 2016, Rio de Janeiro. ANAIS/ XI Semana de História Política: Relações de poder: crise, democracia e possibilidades / VIII Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade. Rio de Janeiro: UERJ/PPGH, 2016. p. 461-470.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CORREA, Claudio M.. Philobiblon ou O Diabo na livraria do Marquês. In: 6ª Semana de História da Universidade Federal Fluminense, 2018, Niterói. Caderno de Resumos da 6ª Semana de História da Universidade Federal Fluminense. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2018. v. 1. p. 66-66.

2.
CORREA, Claudio M.. Em defesa do método: o rigor científico como pressuposto à divulgação acadêmica. In: XII Semana de História Política. IX Seminário de História: Política, Cultura e Sociedade, 2017, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação em História - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2017. p. 391-392.

3.
CORREA, Claudio M.. Os descaminhos da censura: política impressa às vésperas da Independência. In: XXIX Simpósio Nacional de História, 2017, Brasília. Caderno de Programação. Brasília: ANPUH, 2017. v. 1. p. 1-1.

4.
CORREA, Claudio M.. O controle sobre a palavra impressa (1808-1821). In: 5ª Semana de História da UFF, 2017, Niterói - RJ. Caderno de Resumos. Niterói - RJ: Universidade Federal Fluminense, 2017. v. 1. p. 69-69.

5.
CORREA, Claudio M.. Com Licença do Desembargo do Paço: Mecanismos de funcionamento da censura no início do século XIX. In: XVII Encontro de História da Anpuh-Rio: entre o local e o global., 2016, Nova Iguaçu. Caderno de resumos. XVII Encontro de História da Anpuh ? Rio: entre o local e o global. Rio de Janeiro: Anpuh-Rio, 2016. p. 334-335.

6.
CORREA, Claudio M.. A censura no Rio de Janeiro como traço do Antigo Regime (1808-1821). In: XI Semana de História Política / VIII Seminário Nacional de História: Política Cultura e Sociedade, 2016, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos/ XI Semana de História Política: Relações de poder: crise, democracia e possibilidades / VIII Seminário Nacional de História: Política, Cultura e Sociedade. Rio de Janeiro: UERJ/PPGH, 2016. p. 51-51.

7.
CORREA, Claudio M.. A falta dos livros que se faz menção: A Mesa do Desembargo do Paço no Rio de Janeiro (1808-1821). In: VI Semana de História da UNIRIO, 2016, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2016. v. 1. p. 30-31.

Apresentações de Trabalho
1.
CORREA, Claudio M.. Philobiblon ou O Diabo na livraria do Marquês. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
CORREA, Claudio M.. Independência ou guerra civil?: Os acontecimentos de 1822 sob o prisma do Império Luso-brasileiro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CORREA, Claudio M.. Apontamentos sobre a história do saneamento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CORREA, Claudio M.. Os descaminhos da censura: política impressa às vésperas da Independência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
CORREA, Claudio M.. O controle sobre a palavra impressa (1808-1821). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
CORREA, Claudio M.. Dinamização da Revista Maracanan: a consolidação de um periódico eletrônico. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
CORREA, Claudio M.. Com Licença do Desembargo do Paço: Mecanismos de funcionamento da censura no início do século XIX. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
CORREA, Claudio M.. A falta dos livros que se faz menção: A Mesa do Desembargo do Paço no Rio de Janeiro (1808-1821). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
CORREA, Claudio M.. A censura no Rio de Janeiro como traço do Antigo Regime (1808-1821). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
CORREA, Claudio M.. A instrução que convém à ordem: Censores e leitores na Corte do Rio de Janeiro (1808-1821). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
ARANHA, Patricia ; CORREA, Claudio M. . Entrevista com Marieta de Moraes Ferreira. Rio de Janeiro: Topoi. Revista de História - Programa de Pós-graduação em História Social da UFRJ, 2019 (Entrevista).

2.
DELMAS, Ana Carolina G. ; TAVARES, Luiz Fabiano F. ; CORREA, Claudio M. . Os arquivos públicos e o acesso à informação: Entrevista com Jaime Antunes. Rio de Janeiro: Revista Maracanan - Programa de Pós-graduação em História da UERJ, 2017 (Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan, n. 20 - dossiê 'História das Religiões: da construção de uma disciplina aos seus desafios atuais'. 2019. (Editoração/Periódico).

2.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan, n. 18 - dossiê 'Crise na e da História: desafio à escrita e à reflexão crítica'. 2018. (Editoração/Periódico).

3.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan, n. 19 - dossiê 'Nobrezas e hierarquias sociais, séculos XV-XIX'. 2018. (Editoração/Periódico).

4.
CORREA, Claudio M.. Relatório Final de Atividades: 'O Inferno nas Bibliotecas Régias: Livros proibidos nas Bibliotecas de Mafra e do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX)'. 2018. (Relatório de pesquisa).

5.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan, n. 17 - dossiê 'Fontes e Métodos na escrita da História: novas perspectivas de abordagens'. 2017. (Editoração/Periódico).

6.
CORREA, Claudio M.. Relatório Parcial de Atividades: 'O Inferno nas Bibliotecas Régias: Livros proibidos nas Bibliotecas de Mafra e do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX)'. 2017. (Relatório de pesquisa).

7.
CORREA, Claudio M.. Relatório Parcial de Atividades: 'O Inferno nas Bibliotecas Régias: Livros proibidos nas Bibliotecas de Mafra e do Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX)'. 2016. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
28ª UERJ Sem Muros. Revista Maracanan. 2018. (Feira).

2.
6ª Semana de História da Universidade Federal Fluminense. Philobiblon ou O Diabo na livraria do Marquês. 2018. (Congresso).

3.
Capacitação à distância para aplicação do ENEM 2018. 2018. (Outra).

4.
Encontro de Revistas Discentes de História: Propriedade intelectual e desafios na produção acadêmica.Revista Maracanan. 2018. (Encontro).

5.
16ª Semana de Graduação. Dinamização da Revista Maracanan: a consolidação de um periódico eletrônico. 2017. (Exposição).

6.
5ª Semana de História da Universidade Federal Fluminense. O controle sobre a palavra impressa (1808-1821). 2017. (Congresso).

7.
Colóquio A Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra: um testemunho do tempo das Luzes. 2017. (Seminário).

8.
Workshop De D. João V a D. João VI: Temas e problemas da História do Livro. 2017. (Seminário).

9.
XX Encontro Regional dos Estudantes de Medicina - RJ e ES.Apontamentos sobre a história do saneamento. 2017. (Encontro).

10.
XXIX Simpósio Nacional de História da ANPUH. Os descaminhos da censura: política impressa às vésperas da Independência. 2017. (Congresso).

11.
5a edição do Evento de Alinhamento para Aplicação de Exames e Avaliações do Inep,. 2016. (Outra).

12.
8º Colóquio Internacional do Polo de Pesquisas Luso-Brasileiras do Real Gabinete português de Leitura. A instrução que convém à ordem: Censores e leitores na Corte do Rio de Janeiro (1808-1821). 2016. (Congresso).

13.
VI Semana de História da UNIRIO. A falta dos livros que se faz menção: A Mesa do Desembargo do Paço no Rio de Janeiro (1808-1821). 2016. (Congresso).

14.
XI Semana de História Política da UERJ / VIII Seminário Nacional de História. A censura no Rio de Janeiro como traço do Antigo Regime (1808-1821). 2016. (Congresso).

15.
XVII Encontro de História da Anpuh-Rio: entre o local e o global.Com Licença do Desembargo do Paço: Mecanismos de funcionamento da censura no início do século XIX. 2016. (Encontro).

16.
4ª edição do Evento de Alinhamento para Aplicação de Exames e Avaliações do Inep,. 2015. (Outra).

17.
Workshop Cooperação Brasil-Índia. 2014. (Seminário).

18.
XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio.(monitoria). 2014. (Encontro).

19.
XXXII Encontro Nacional dos Estudantes de História.(monitoria). 2013. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CORREA, Claudio M.. Palestra "Turismo e Negócios". 2018. (Outro).

2.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "As camélias do Leblon". 2018. (Outro).

3.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "O eterno problema do lixo". 2018. (Outro).

4.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "Um mandarim na corte de d. Pedro II". 2018. (Outro).

5.
NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; CORREA, Claudio M. . Colóquio A Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra: um testemunho do tempo das Luzes. 2017. (Congresso).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CORREA, Claudio M.. Dinamização da Revista Maracanan: a consolidação de um periódico eletrônico. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
CORREA, Claudio M.. Revista Maracanan. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CORREA, Claudio M.. Palestra "Turismo e Negócios". 2018. (Outro).

2.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "As camélias do Leblon". 2018. (Outro).

3.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "O eterno problema do lixo". 2018. (Outro).

4.
CORREA, Claudio M.; NEVES, Lucia Maria Bastos P. ; GUIMARÃES, Lucia Maria Paschoal . Palestra "Um mandarim na corte de d. Pedro II". 2018. (Outro).



Outras informações relevantes


1º Colocado na Seleção 2018 para o Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/02/2019 às 12:24:40