Niury Novacek Gonçalves de Faria

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4128481281084638
  • Última atualização do currículo em 05/07/2017


Mestrando em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos do Rio de Janeiro (IESP-UERJ). Graduado em Ciência Política pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Pesquisador do Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo-IESP/UERJ) e da plataforma Latitude Sul. Tem interesse por temas de Ciência Política, Relações Internacionais e Sociologia, com ênfase em sociologia política e sociologia da educação. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Niury Novacek Gonçalves de Faria
Nome em citações bibliográficas
NOVACEK, N.


Formação acadêmica/titulação


2016
Mestrado em andamento em Sociologia.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil. Orientador: Breno Marques Bringel.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: Sociologia da Educação; Movimentos Sociais.
Grande área: Ciências Humanas
2012 - 2015
Graduação em Ciência Política.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Título: Autonomia para quem? A educação superior como instrumento de hegemonia cultural.
Orientador: Enara Echart Muñoz.




Formação Complementar


2013 - 2013
Extensão universitária em Relações Internacionais - Teoria e História. (Carga horária: 80h).
Instituto Legislativo Brasileiro, ILB, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em "O Processo Legistlativo". (Carga horária: 40h).
Instituto Legislativo Brasileiro, ILB, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de programa de extensão


Laboratório de Análise Política Mundial, LABMUNDO, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Grupo de Relações Internacionais e Sul Global, GRISUL, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica
Outras informações
Bolsista do programa Jovens Talentos para a Ciência


Associação Brasileira de Ciência Política, ABCP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário



Projetos de pesquisa


2015 - 2017
Cartografia Temática da Defesa Brasileira e seu Entorno Estratégico
Descrição: O projeto Cartografia Temática da Defesa Brasileira e seu Entorno Estratégico, visa aplicar a metodologia da cartografia temática na análise da política de defesa nacional e seu entorno estratégico (global e regional). A cartografia temática reune, de modo científico e didático, os principais temas relativos à projeção estratégica de poder do Brasil em seu entorno, utilizando-se de quantificação, demonstração gráfica e análise crítica das políticas públicas de defesa nacional. O projeto é importante diante da conjuntura de aumento da relevância do Brasil no sistema internacional e, simultaneamente, ampliação dos desafios geopolíticos e econômicos em distintas dimensões. Contudo, mesmo com o aumento do peso econômico e político do Brasil no mundo, no campo da segurança e da defesa nacional, a sensibilidade da sociedade é mais difusa, ainda que desde a criação do Ministério da Defesa em 1999, tenha avançado o diálogo entre Estado e sociedade. O projeto visa contribuir para a diminuição deste déficits de diálogo em matéria de defesa nacional e segurança internacional, partindo da premissa de que a superação dessa deficiência passa necessariamente pelo esforço de compreender, de modo espacial, a inserção estratégica do Brasil, tornando a temática mais acessível à sociedade como um todo. O Atlas da Política de Defesa e Segurança do Brasil, principal resultado esperado deste projeto, será material didático para fins de uso em disciplinas do Ensino Médio e Superior que tenham em suas análises temas internacionais, relativos à segurança global e à política de defesa, podendo beneficiar estudantes de muitas áreas do ensino médio e do ensino superior, nos campos da História, Geografia, Ciências Sociais e Ciência Política, Filosofia Política, Direito, Economia, Sociologia e mais em especial às graduações da grande área de Relações Internacionais e programas afins, como Estratégia e Defesa, Comércio Exterior. O projeto parte de uma experiência anterior (desenvolvimento do primeiro Atlas da Política Externa Brasileira, CLACSO/EdUerj, no prelo) e conta com a parceria entre dois grupos de pesquisa consolidados do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ: o Observatório Político Sul-Americano (OPSA) e o Laboratório de Análise Política Mundial (LABMUNDO). Também inclui a cooperação acadêmica com o Ateliê de Cartografia do Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Rubens de Siqueira Duarte - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Integrante / Tássia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Maria Regina Soares de Lima - Coordenador / Francisco Josué Medeiros de Freitas - Integrante / Igor Daniel Palhares Acácio - Integrante / Marianna Restum Antonio de Albuquerque - Integrante.
2014 - Atual
A cooperação Sul-Sul brasileira com Moçambique, Guiné-Bissau e Senegal:discursos, práticas e percepções no campo da alimentação
Descrição: A presente proposta visa a analisar as práticas de cooperação sul-sul do Brasil no campo da alimentação com três países africanos: Moçambique,Guiné-Bissau e Senegal. O momento é particularmente propício para que pesquisas como a que ora apresentamos sejam desenvolvidas: o Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação no sistema de cooperação internacional para o desenvolvimento, em áreas das mais diversas, mas com maior destaque para o desenvolvimento agrícola e a alimentação, que está se convertendo em uma referência internacional devido ao relativo êxito de programas internos (como o Bolsa Família e o Fome Zero) e à possibilidade de transferência externa dessas experiências. O governo brasileiro atua em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões do mundo, sobretudo na região latino-americana e no continente africano. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade, com um trabalho de campo empírico que permita entender a perspectiva dos diversos atores envolvidos,inclusive a dos atores não governamentais, redes e movimentos sociais, com o intuito de desenvolver eixos estratégicos de pesquisa e de ação política para melhorar o impacto e a coerência das práticas de cooperação sul-sul no desenvolvimento dos países parceiros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Integrante / Tássia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Rafael Carneiro Fidalgo - Integrante / Enara Echart Muñoz - Coordenador / Elsa Kraychete - Integrante.
2012 - 2014
Cartografia temática da política externa brasileira (FAPERJ-Edital Humanidades 2013-2015, CNPq Edital Universal 2013-1)
Descrição: Este projeto de Atlas da Política Externa Brasileira tem como objetivo o desenvolvimento de um livro de cartografia temática que analise o panorama da política externa brasileira contemporânea em uma perspectiva que aglutine, de modo didático, os principais temas relativos à inserção do país no sistema internacional. Sua proposta está inserida em um âmbito de crescente importância do Brasil no cenário internacional, assim como das relações internacionais na vida quotidiana da sociedade nacional. Para fins de ilustração, podem ser lembrados, entre outros, os seguintes aspectos: a ampla presença do Brasil em organismos e fóruns multilaterais (G-20, BRICS, IBAS, etc.); o aumento do corpo diplomático e do número de embaixadas e consulados brasileiros no exterior; a eleição do país e de suas cidades como sede de eventos de grande porte, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo da FIFA; a realização de algumas edições do Fórum Social Mundial no Brasil; a recepção de cúpulas da Organização das Nações Unidas, como a Rio+20; o aumento dos fluxos de comércio exterior e sua diversificação em número de parceiros e produtos; o fenômeno recente da internacionalização das empresas brasileiras; a internacionalização de políticas públicas brasileiras na esfera da cooperação Sul-Sul; a participação em operações de paz; e a presença cada vez mais influente da cultura e da música popular brasileira pelo mundo, por exemplo, por meio de eventos como o Ano do Brasil na França..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Rubens de Siqueira Duarte - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Magno Klein Silva - Integrante / Tássia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Rafael Carneiro Fidalgo - Integrante / Enara Echart Muñoz - Integrante.


Projetos de extensão


2015 - Atual
Ciência Política nas Escolas: Instituições Políticas, Democracia e Cidadania
Descrição: As manifestações de junho de 2013 fomentaram o interesse da sociedade, em geral, e dos jovens, em particular, pela dinâmica da política nacional, levantando questionamentos sobre a importância dos partidos políticos em um sistema democrático e sobre o funcionamento das instituições representativas. Contudo, pensamos que tal manifestação de interesse precisa ser acompanhada de um conhecimento dos processos decisórios e das instituições políticas mais embasado, nos diversos níveis de atuação (local, estadual, federal, internacional) e em perspectiva comparada. Como colaboradores de docentes e pesquisadores, seja nos projetos de ensino (monitoria), de pesquisa (iniciação científica) ou como jovem talento (Programa Jovens Talentos para a Ciência), os alunos do curso de Ciência Política, da Escola de Ciência Política do Centro de Ciências Jurídicas e Políticas da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (ECP/CCJP/UNIRIO), em parceria com a Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), e apoiados por um grupo de professores, pela Direção da Escola de Ciência Política e pela Decania do Centro de Ciências Jurídicas e Políticas (CCJP/UNIRIO), elaboraram este projeto de extensão para contribuir e participar desse processo de formação político-cidadã. Comprometidos com a formação de uma cidadania plena, informada e engajada, para uma participação ativa e responsável nos processos políticos democráticos brasileiros, e atentos à responsabilidade social de uma Universidade Pública, o objetivo deste projeto é contribuir para o aperfeiçoamento da formação política dos jovens, a partir de dinâmicas de ensino, pesquisa e extensão, apresentando de forma didática e acessível as principais temáticas e atores envolvidos na realidade política nacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Cristiane Corrêa Batista Santos - Coordenador.
2014 - 2015
Ubuntu: conhecendo a África
Descrição: Apesar do crescente interesse pelo continente africano nas áreas de relações internacionais e nos estudos de política externa brasileira, trata-se ainda de um continente bastante desconhecido, apresentado habitualmente como pobre e excluído, parado no tempo, sem ter em conta as diversas e verdadeiras nuances de uma África composta por uma multiplicidade de países e realidades. No entanto, o conhecimento do outro e essencial para o estabelecimento de relações de parceria, baseadas na horizontalidade, na solidariedade e no interesse mutuo. O objetivo deste trabalho é mostrar a complexidade da realidade africana atual (em áreas tão diversas como a política, a economia, a sociedade, a cooperação, os direitos humanos ou a cultura, entre outros), visando desconstruir noções pré-concebidas e estereótipos que a opinião pública costuma ter do continente africano. Resultado de um processo de pesquisa do GRISUL (Grupo de Relações Internacionais e Sul Global da Escola de Ciência Política da UNIRIO), que incluiu técnicas quantitativas levantamento bibliográfico (com foco em autores africanos e relatórios de organizações internações), e qualitativas (principalmente entrevistas a africanos residentes no Brasil), este material pretende difundir a voz e o conhecimento sobre a África. A linguagem accessível e a apresentação visual dos dados, a través da cartografia temática, facilitam essa aproximação, tanto para alunos do ensino médio e de graduação, como para um público mais amplo, servindo de material didático que será utilizado e divulgado pelos estudantes da Escola de Ciência Política da UNIRIO na realização de palestras e atividades de difusão.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Enara Echart Muñoz - Coordenador / Rubens de Siqueira Duarte - Integrante / Juliana Pinto Lemos da Silva - Integrante.
Número de produções C, T & A: 2
2013 - 2014
Conexões de Saberes - PROEXT - UNIRIO
Descrição: O princípio que fundamenta este programa, assim como os projetos a ele vinculados é o de que, para o caso das desigualdades raciais deve ser correto afirmar que a elitização do ensino superior não se inicia no processo de exclusão decorrente das provas de acesso orientadas para a absorção de indivíduos com mais elevada qualidade em seu treinamento , mas sim de um processo iniciado ainda nos períodos de formação na educação básica. As estratégias de exclusão, objetivamente percebidas nas análises acerca do terceiro nível de ensino e do acesso de camadas sociais não-hegemônicas, associam-se à mecanismos de auto-exclusão e/ou ao desconhecimento acerca do significado social do ensino superior. Torna-se então, pressuposto básico deste programa atuar sobre a promoção de igualdade racial no ensino superior sob a perspectiva, pouco considerada e investigada, de que as desigualdades raciais observáveis no ensino superior, fundamentam-se ainda nos processos formacionais do ensino básico: seja através da objetividade da qualidade do ensino, seja através da subjetiva formação identitária negativa acerca do que deveria ser visto como um natural pertencimento ao ensino superior. Assim, este programa tem como objetivo estabelecer a criação de um Plano de Promoção de Igualdade Racial no Ensino Superior que, através do desenvolvimento de três subprojetos, fundem eixos de atuação e desenvolvimento de medidas orientadas para a sensibilização e para a promoção de igualdade racial em espaços reconhecidamente definidos pelos efeitos negativos da desigualdade social e da desigualdade racial, ou seja, espaços notoriamente demarcados pelo corte de classe e pelo corte de cor..
Situação: Desativado; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Andréa Lopes da Costa Vieira - Coordenador.


Outros Projetos


2017 - Atual
Conjuntura Latitude Sul
Descrição: O Conjuntura Latitude Sul é uma publicação mensal voltada ao acompanhamento das notícias relacionadas aos temas de pesquisa dos grupos que integram a plataforma Latitude Sul (GRISUL, Labmundo, NEAAPE, OPSA). A publicação é destinada ao monitoramento dos seguintes temas: América do Sul: política externa e política doméstica; Política externa brasileira; Internacionalização das políticas públicas; Direitos humanos; Gênero e relações internacionais; Migrações; Cooperação Internacional para o desenvolvimento e cooperação sul-sul; Política externa em perspectiva comparada (em particular, África do Sul, China, Índia, México e Turquia); Meio ambiente e desenvolvimento sustentável na agenda internacional. A publicação é vinculada ao Programa de Pós-Graduação do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (IESP/UERJ) e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UNIRIO..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Niury Novacek Gonçalves de Faria - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Murilo Gomes da Costa - Integrante / Hugo Brás - Integrante / Maria Regina Soares de Lima - Integrante / Enara Echart Muñoz - Integrante / Letícia Pinheiro - Integrante.
2015 - 2016
Conjuntura Labmundo
Descrição: O Conjuntura Internacional do Labmundo acompanha majoritariamente notícias relacionadas ao principal tema de pesquisa do laboratório: A Cooperação Sul-Sul no Regime Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento (África do Sul, Brasil, México, China, Turquia e Índia em perspectiva comparada). A Política Externa Brasileira voltada para as potências emergentes, os agrupamentos do qual o Brasil faz parte com estes países, as relações Brasil X PALOPs e, finalmente, as expressões de política externa visando a reforma da governança global, entram como uma outra prioridade nesta seleção de notícias..
Situação: Desativado; Natureza: Outra.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Fundamentos da Educação/Especialidade: Sociologia da Educação.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Fundamentos da Sociologia/Especialidade: Teoria Sociológica.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Outras Sociologias Específicas.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
LIMA, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. ; DUARTE, Rubens de S. ; ALBUQUERQUE, M. R. A. ; ACACIO, I. D. P. ; CARVALHO, T. C. O. ; FREITAS, F. J. M. ; NOVACEK, N. ; GOMES DA COSTA, M. ; BRÁS, H. ; LEMOS, J. P. . Atlas da Política Brasileira de Defesa. 1. ed. Buenos Aires: CLACSO, 2017. v. 1. 119p .

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
NOVACEK, N.. Projetos de educação em disputa no Brasil: escolas em luta, futuro em aberto. In: I Encontro Internacional da Rede Escola Pública e Universidade, 2017, Santo André/SP. I Encontro Internacional da Rede Escola Pública e Universidade, 2016.

Outras produções bibliográficas
1.
ECHART MUÑOZ, E. ; DUARTE, Rubens de S. ; SILVA, J. P. L. ; NOVACEK, N. . Ubuntu: conhecendo a África 2015 (Material de divulgação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Encontro Internacional da Rede Escola Pública e Universidade.Projetos de educação em disputa no Brasil: escolas em luta, futuro em aberto. 2017. (Encontro).

2.
Dia da África da UNIRIO.Apresentação da cartilha "Ubuntu: conhecendo a África". 2015. (Seminário).

3.
"Emerging Powers and International Development Cooperation". 2013. (Outra).

4.
1º Fórum de Graduação UNIRIO-UFMG: Eleições, juventude e novas tecnologias. 2013. (Encontro).

5.
V Jornada de Ciência Política da UNIRIO. 2013. (Outra).

6.
"Bringing democracy back in? From local politics to global politics". 2012. (Outra).

7.
IV Jornada de Ciência Político da UNIRIO. 2012. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ECHART MUÑOZ, E. ; NOVACEK, N. ; SILVA, J. P. L. . Dia da África da UNIRIO. 2015. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
LIMA, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. ; DUARTE, Rubens de S. ; ALBUQUERQUE, M. R. A. ; ACACIO, I. D. P. ; CARVALHO, T. C. O. ; FREITAS, F. J. M. ; NOVACEK, N. ; GOMES DA COSTA, M. ; BRÁS, H. ; LEMOS, J. P. . Atlas da Política Brasileira de Defesa. 1. ed. Buenos Aires: CLACSO, 2017. v. 1. 119p .



Outras informações relevantes


Membro-fundador e presidente da Potentia Assessoria e Consultoria Política, empresa júnior vinculada à Escola de Ciência Política da UNIRIO, de abril de 2015 a fevereiro de 2016.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/10/2018 às 20:14:00