Nadine Schubert

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3692233583263869
  • Última atualização do currículo em 06/12/2018


I am a research scientist specialized in photophysiology of seagrasses, macroalgae, scleractinian corals, and octocorals, focusing on the understanding of the photosynthetic performance of these organisms and the photoacclimatory mechanisms required for maintaining their photosynthetic rates under different environmental conditions. Over the last years I have undertaken numerous studies to determine the responses of the different groups of photosynthetic organisms to changes in environmental parameters (e.g., light, temperature, pH), in order to infer how these factors affect the ecological success, environmental tolerance limits and competitive ability of these organisms. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nadine Schubert
Nome em citações bibliográficas
SCHUBERT, N.;SCHUBERT, NADINE;SCHUBERT, N

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-graduação em Oceanografia, Ciências Físicas e Matemáticas.
UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
Trindade
88040900 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (0055) 484767
Ramal: 4767


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2008
Doutorado em Ecologia Marina.
Centro de Investigación Científica y de Educación Superior de Ensenada, CICESE, México.
Título: Photoprotective mechanisms in red algae, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Ernesto Garcia-Mendoza.
Bolsista do(a): Secretaria de Relaciones Exteriores, SRE, México.
Palavras-chave: macroalgae; ecophysiology; photoprotection; carotenoids; Chl a fluorescence; photosynthesis.
1996 - 2001
Mestrado em Marine Biology.
Universität Rostock, UNI/Rostock, Alemanha.
Título: ?The influence of the ostracod, Cyprideis torosa, on the development of microbial mats.?,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Günter Arlt.
Coorientador: Thoomas Hübener.
Bolsista do(a): Bafög, BAFÖG, Alemanha.
Palavras-chave: meiobenthos; ostracod; cyanobacteria; microbial mats; bioturbation.
Grande área: Ciências Biológicas


Pós-doutorado


2015 - 2015
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional Autonoma de Mexico, UNAM, México.
Bolsista do(a): National Oceanic and Atmospheric Administration, NOAA, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Biológicas
2014 - 2015
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.
Bolsista do(a): Animal Forest Health (Marie Curie fellowship, EU-funded), ANIMAL FOREST, México.
Grande área: Ciências Biológicas
2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.
Bolsista do(a): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Grande área: Ciências Biológicas
2010 - 2012
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.
Bolsista do(a): Future of Reefs in a Changing Environment (EU-funded), FORCE, México.
Grande área: Ciências Biológicas
2008 - 2010
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional Autónoma de Mexico, UNAM, México.
Bolsista do(a): Universidad Nacional Autonoma de Mexico, UNAM, México.
Grande área: Ciências Biológicas
2008 - 2008
Pós-Doutorado.
Centro de Investigación Científica y de Educación Superior de Ensenada, CICESE, México.
Bolsista do(a): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Grande área: Ciências Biológicas


Formação Complementar


2012 - 2012
Unisense User workshop. (Carga horária: 24h).
Unisense, UNISENSE, Dinamarca.
2010 - 2010
Microsensor Analysis in the Environmental Sciences. (Carga horária: 120h).
Aarhus University, AU, Dinamarca.


Atuação Profissional



Max-Planck_Institute for Marine Microbiology, MPMM, Alemanha.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Università del Salento, UniSalento, Itália.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Visitor Professor, Enquadramento Funcional: Full Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Laboratório de Ficologia Departamento de Botânica Centro de Ciências Biológicas

Atividades

2016 - Atual
Ensino, Oceanografia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecofisiologia de organismos fotossisntetizantes
Experimentos em Oceanografia Biológica: bactérias em simbiose com organismos bentônicos
Papel dos Micro-organismos em Ecossistemas Bentônicos Marinhos
09/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Oceanografia, Departamento de Geociências, .


Centro de Investigación Científica y de Educación Superior de Ensenada, CICESE, México.
Vínculo institucional

2005 - 2009
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Smithsonian Tropical Research Institute, STRI, Panamá.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: NSF-PASI workshop, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2009 - 09/2009
Ensino, NSF-PASI Advanced Methods in Tropical Phycology, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Introduction to Photobiology and Chlorophyll Fluorescence


Linhas de pesquisa


1.
ecofisiologia de organismos fotossintéticos marinhas bentônicas
2.
fotobiología de gramas marinhas
3.
Fisiología de corais
4.
Ecofisiolgía de macroalgas
5.
Efeito das mudancas climáticas nos organismos bentonicos fotossintetizantes


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Avaliação do impactos das mudanças climáticas e de estressores locais na ecofisiologia de rodolitos e macroalgas associadas ? subsídios para a gestão integrada de ecossistemas marinhos (AIMCs)
Descrição: O objetivo da presente proposta será avaliar a ecofisiologia de organismos marinhos e suas interações biologicas considerando os impactos de estressores globais (acidificação e aquecimento dos oceanos) e locais (enriquecimento por nutrientes) por meio de abordagens experimentais de mesocosmos (MEA), a fim de esclarecer o papel destes fatores na determinação da composição, estrutura de comunidades bentônicas. Estas informações irão alimentar modelos preditivos sobre as trajetórias de importantes ecossistemas ao longo da costa brasileira, tais como bancos de rodolitos e recifes biogênicos formados por poliquetas ou corais, subsidiando ações relacionadas à conservação e gestão de importantes ecossistemas. A presente proposta está em sintonia com as demandas de redes de pesquisa como Redealgas, Rebentos, SISBIOTA, assim como demandas de empresas do ramo do petróleo (representadas pelo Instituo Brasileiro para Óleo, Gás e Biocombustíveis - IBP) e do governo (GIGERCO), que têm no conhecimento do comportamento dos bancos de rodolitos, importante gargalo para a gestão costeira e eventual explotação de recursos diversos no litoral brasileiro. Destacam-se ainda as demandas internacionais apresentadas durante a COP 21, que ressaltam a necessidade de atenção das nações para a perda da qualidade ambiental nos oceanos, onde estressores globais, como a acidificação da água do mar, e a poluição costeira, interagem levando a perda de diversidade e de produtos e serviços ecossistêmicos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / José Bonomi Barufi - Integrante / João Silva - Integrante / HORTA, PAULO ANTUNES - Coordenador / RÖRIG, LEONARDO - Integrante / Zenilda Bouzon - Integrante / Paulo Pagliosa - Integrante / Rubens Duarte - Integrante / Alexander Turra - Integrante / Leticia Lotufo - Integrante / Carla Zilberberg - Integrante / Emiliano Calderon - Integrante / Adalto Bianchini - Integrante / Rodrigo Kerr - Integrante / Amaro Emiliano Trindade Silva - Integrante / Carlos Eduardo Ferreira - Integrante / José Eduardo A. Goncalves - Integrante / Pablo Riul - Integrante / VINÍCIUS WERNECK SALAZAR - Integrante / Walter Ambrose Rich - Integrante / Samara Dumont Fadigas - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
Impacto de espécies invasoras de coral sol em ecossistemas rochosos brasileiros
Descrição: As espécies do coral sol (Tubastraea spp.) são corais escleractíneos altamente invasivos que foram relatados pela primeira vez no Brasil no final dos anos 80. Novas ocorrências subsequentes começaram a ser registradas em outros locais ao longo da costa brasileira e atualmente, as espécies de Tubastraea são encontradas de forma descontínua ao longo de mais de 3000 km da costa brasileira sudoeste-atlântica em costas rochosas e recifes da Bahia até o estado de Santa Catarina. O alto sucesso dessas espécies como bioinvasoras fornece de sua alta capacidade de reprodução e dispersão, assim como de sua resistência ao estresse ambiental e de sua alta força competitiva. Primeiros estudos sobre o efeito de Tubastraea spp. em espécies de corais brasileiros nativos indicam que a expansão destas espécies invasoras para os ecossistemas brasileiros ao longo da costa pode ser extremamente negativa e reforça a necessidade urgente de entendimento de (1) os limites de tolerância desses invasores às mudanças ambientais e (2) suas interações competitivas com as espécies nativas, já que podem levar a mudanças de longo prazo nas comunidades rochosas nativas. Portanto, o objetivo desse projeto e a determinação das respostas dos corais sol invasivos (Tubastraea spp.) ás mudanças ambientais e seus efeitos sobre as espécies de corais nativos, a fim de definir seus limites fisiológicos e, portanto, de ocorrência potencial, avaliar seu impacto nos ecossistemas rochosos brasileiros e assim contribuir para o estabelecimento de estratégias de gestão eficazes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / Paulo Antunes Horta junior - Coordenador / Bárbara Segal Ramos - Integrante / Marcelo Schuler Crivellaro - Integrante / Antonella Carolina Alemida Saa - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Outra.
2017 - Atual
Subsídios para o plano controle do coral invasor coral-sol (Tubastraea coccinea) na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo: aspectos reprodutivos e modelagem da distribuição potencial
Descrição: Espécies invasoras são consideradas uma ameaça primária à biodiversidade global e ao funcionamento dos ecossistemas,alterando processos e modificando habitats e estrutura das comunidades nativas (Ruiz et al. 1997, Bax et al. 2003; Molnar et al. 2008). Em ambientes marinhos, duas espécies do coral invasor, Tubastraea coccinea Lesson, 1829 e Tubastraea tagusensis, foram introduzidas através da bioincrustação em plataformas petrolíferas e/ou navios de perfuração, com os primeiros registros no Brasil em medos 1980 (de Paula and Creed 2004). Ainda são poucos os registros de presença de T. coccínea, conhecido como coral-sol, para o estado de Santa Catarina, sendo um dos primeiros registros no entorno imediato da Reserva Biológica Marinha (REBIO) do Arvoredo (Mantelatto 2012), onde algumas poucas colônias já foram avistadas. Em 2015, T. coccinea foi encontrada em mais quatro pontos na Ilha do Arvoredo e um ponto para a Ilha da Galé, dentro dos limites da REBIO. Com o intuito de compreender os mecanismos de dispersão de T. coccinea o projeto tem como objetivos descrever a (I) biologia reprodutiva do coral invasor Tubastraea coccinea, em campo e laboratório, (II) descrever os habitats em que ocorre (III) e ajustar de um modelo de adequabilidade de habitat da espécie na ilha de Florianópolis, REBIO e seu entorno. A descrição da biologia reprodutiva do coral-sol nos limites da REBIO Arvoredo se dará pela coleta bimestral de colônias, durante o período de um ano, através de mergulho autônomo. Serão também aproveitadas campanhas de manejo realizadas periodicamente pelo órgão gestor (já devidamente acordado e respaldado por convênio "guarda-chuva" institucional) ao longo do período. As colônias serão fixadas em campo (Solução Formalina 10%) para posterior preparo de laminas histológicas em laboratório. A variável a ser obtida será o número de larvas em gametas produzido relativos ao tamanho da colônia. Em laboratório, colônias coletadas serão mantidas no laboratório de Ficologia da UFSC, e após a aclimatação, estas serão submetidas a diferentes temperaturas ( 16oC, 22oC, 28 oC). O procedimento histológico seguirá o mesmo protocolo e a variável a ser obtida será a quantidade de gametas e larvas produzidas relativos ao tamanho da colônia nas diferentes temperaturas. Com o objetivo de modelar a adequabilidade de habitat do coral-sol, serão descritos os habitas em que a espécie ocorre. A modelagem de habitat será realizada em duas escalas, micro escala e em escala regional. Para a modelagem em micro escala serão levantados nos habitats de ocorrência as seguintes variáveis: Fissura no substrato (presença/ausência); Profundidade (metros), Declividade (graus); Hidrodinâmica (leve/média/alta); Tipo de substrato (rocha/artificial). A modelagem em escala regional usará dados de ocorrência do coral sol (presença/ausência) em função das seguintes variáveis: distância das principais rotas de tráfego marinho (metros); distância de costões rochosos (metros); distância de portos e marinas (metros), temperatura da superfície do mar (graus Celsius), orientação do local em relação ao norte magnético (graus) e Batimetria (metros). Após o levantamento das variáveis, serão testadas diferentes modelos estatísticos para a modelagem da adequabilidade de habitat do coral-sol. Serão avaliados Modelos Lineares Generalizados, Árvores de Regressão, Redes Neurais e Máxima Entropia. A partir dos dados levantados de esforço reprodutivo (campo e laboratório), modelagem da adequabilidade de habitat em micro escala e escala regional, espera-se compreender o mecanismo de reprodução do coral-sol na área invadida e identificar os habitats potencialmente adequados para a expansão da espécie na região da REBIO Arvoredo e entorno. BAX, N.; WILLIAMSON, A.; AGUERO, M.; GONZALEZ, E.; GEEVES, W. Marine invasive alien species: a threat to global biodiversity. Marine policy, v. 27, n. 4,.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / HORTA, PAULO ANTUNES - Integrante / Bárbara Segal Ramos - Coordenador / Marcelo Schuler Crivellaro - Integrante / Antonella Carolina Alemida Saa - Integrante / Thiago Cesar Lima Silveira - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Outra.
2017 - Atual
Climate Change Impacts on Atlantic Rhodolith Beds
Descrição: The main objective of this project is the international collaboration between Brazilian and German partners, in order to share infrastructure and combine their expertise on Atlantic rhodoliths in a project investigating the effects of global stressors on productivity and physiological performance of dominant species from rhodolith beds at different latitudes in the Atlantic..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Key physiological tools to define marine macroalgal response to global and local stressors - Ferramentas fisiológicas chaves que definem ás respostas das macroalgas marinhas diante estressores globais e locais
Descrição: Marine benthic ecosystems are currently threatened by global stressors (ocean acidification, warming) that regionally can be associated with local stressors (e.g., eutrophication). In Brazil, ecosystems formed/dominated by macroalgae are of great ecological and economic importance, but so far studies about their response to the global and local threats are absent. The present proposal focusses on the physiological impacts of changes in environmental parameters on different macroalgal species, intending also to increase the knowledge of the underlying mechanisms that defines their responses. This last one has been identified as one key priorities in the field of global change research, as the physiological responses of organisms can result in changes in species composition and their biological interactions, and consequently result in repercussion for overall ecosystem biodiversity and functioning. Here, we propose an experimental approach in mesocosms to determine the susceptibility of different macroalgal species to environmental changes, as well as laboratory studies to examine in more detail the key mechanisms and possible differences that relate to the organisms? responses. This might allow identifying patterns that might be helpful in the development of predictive models about future ecosystem trajectories. Os ecossistemas bentônicos marinhos estão atualmente ameaçados pelas pressões globais (acidificação dos oceanos, o aquecimento) que regionalmente podem ser associados a estressores locais (por exemplo eutrofização). No Brasil, os ecossistemas formados/dominado por macroalgas são de grande importância ecológica e econômica, mas os estudos até o momento sobre sua resposta às ameaças globais e locais estão ausentes. A presente proposta tem como objetivo avaliar os impactos das mudanças nos parâmetros ambientais na fisiologia de diferentes espécies de macroalgas, pretendendo também para aumentar o conhecimento dos mecanismos subjacentes que definem suas respostas. Este último foi identificado como uma das prioridades-chave no campo de pesquisa em mudanças globais, já que as respostas fisiológicas de organismos podem resultar em mudanças na composição de espécies e suas interações biológicas e, consequentemente, resultar em repercussões para a biodiversidade do ecossistema global e funcionamento. Aqui, propomos uma abordagem experimental em mesocosmos para determinar a suscetibilidade de diferentes espécies de macroalgas às mudanças ambientais, bem como estudos de laboratório para examinar mais detalhadamente os mecanismos-chave e possíveis diferenças que se relacionam com as respostas dos organismos. Isso pode permitir identificar padrões que podem ser úteis no desenvolvimento de modelos de previsão sobre a trajetória futura dos ecossistemas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nadine Schubert - Coordenador / Sergio Rossi - Integrante / HORTA, PAULO A. - Integrante / José Bonomi Barufi - Integrante / VINÍCIUS WERNECK SALAZAR - Integrante / Walter Ambrose Rich - Integrante / Samara Dumont Fadigas - Integrante.
2016 - Atual
Photoacclimatory strategies in seagrasses
Descrição: Light availability is considered one of the most important factors regulating seagrass morphology, physiology and growth, being a key element to understand its biomass and distribution. Seagrasses have shown to adapt to their light environment in a number of ways - at the population level by modifying shoot density, at the plant level by morphological changes or at the cellular level by adjusting their photosynthetic apparatus. While the effects of light limitation have been well studied in seagrasses, much less attention has been payed to their high-light response at the leaf and canopy level and the intra- and interspecific differences in their strategies. Hence, the goal of this project will be to determine and compare the photoacclimatory strategies to cope with high-light conditions in different Atlantic seagrass species, specifically focusing on (1) the differences in the investment in photoprotection versus photodamage repair and (2) the importance of regulations at the canopy and plant level (shoot density, LAI) versus physiological adjustments..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2015
NOAA Coral Reef Watch, Work Assignment 012 Research-to-Operations
Descrição: Parametrization of the Light Stress Damage (LSD) algorithm developed by NOAA in collaboration with UNAM (Mexico), the University of Exceter (UK), and the University of Queensland (Australia), with coral physiological data collected in mesocosm studies under controlled temperature and irradiance..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Marine Animal Forests.
Descrição: The animal forest is a living three-dimensional structure, similar to a vegetation forest but composed basically of sponges, cnidarians, bryozoans, ascidians and other sessile animal organisms in the ocean benthos. These forests are dominated by ecosystem engineering species, organisms which directly or indirectly modulate the availability of resources to other species, causing changes to the physical condition of biotic or abiotic materials. The living structures of animal forests generate and enhance nutrient exchange, as well as capturing and retaining carbon, nitrogen and other elements from plankton, in their structures through complex biogeochemical cycles. The animals may be myxotrophic (e.g. symbiotic corals or sponges) or completely heterotrophic (e.g. non-symbiotic gorgonians, bryozoans or ascidians). These animals are called benthic suspension feeders because they capture particles from the water column that will be transformed into biomass and energy. Their self-organising structures allow them to pass from simple to more complex ecosystems, thereby increasing the biomass and biodiversity of other organisms. The more complex animal forests are the result of a long successive history of growth and structuring: the more structured the animal forest, the more capacity to process energy and matter and to retain particles from the more simply organised (and fast-growing) plankton. It is important to understand that the more mature animal forests consist of taller and more branched corals, more complex and bigger sponges, etc., structures that can alter current flow and particle retention, thus concentrating more life in their surroundings. In contrast, immature animal forests have a smaller surface exposed to the current, and therefore their capacity for capturing carbon, nitrogen, phosphorus and other elements (and retaining them) as well as its capability to return biomass to the system (in the form of reproductive output) is much lower. Animal forest may adapt to changing environmental parameters, being to a degree capable of overcoming occasional perturbations. Frequently, a profound perturbation (as a consequence of the direct or indirect effect of human management of benthic ecosystems) such as bottom trawling, over-fishing, eutrophication, pollutant release, excessive tourism, alien species introduction, etc., may be impossible for these complex structures to overcome, especially when they act synergistically..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
ANIMAL FOREST HEALTH
Descrição: The main objective of this project is to generate multidisciplinary tools to understand the role of the photosynthetic performance of the symbiotic algae in tropical octocorals on population fitness and potential reproduction patterns under multiple stress factors. These tools would be essential to understand how octocorals will respond to the future perspectives of ocean warming, acidification, and food availability changes. The information generated will allow the implementation of different models with utility in environmental management and the definition of conservation policies. Three different representative octocoral species and their symbionts will be studied in the Caribbean waters, Plexaura kuna, Gorgonia ventalina, Briareum asbestinum...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2015
Analysis of the effect of climate change and ocean acidification on calcification rates of main reef builders
Descrição: The objective of this project is to generate information about the effects of the increase in temperature and oc ean acidification on the photosynthetic and calcification rates of a representative group of main reef builders. This information will allow the development of predictive models on the trajectory of reef communities under different scenarios of global climate change...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / Susana Enriquez - Coordenador / Roman Vasquez-Elizondo - Integrante / Tim Scheufen - Integrante / Nancy Escandon-Flores - Integrante.Financiador(es): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología - Outra.
2010 - 2014
FORCE: Future of Reefs in a Changing Environment: WP6-R6 Task R6.1
Descrição: This project provides experimental data to clarify the exprected response of corals to different chronic and acute levels of thermal stress, that are mapped from a 20-year climatology in WP8-T1...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / Roberto Iglesias-Prieto - Integrante / Susana Enriquez - Coordenador / Tim Scheufen - Integrante / Wiebke Krämer - Integrante.
2008 - 2010
"Is calcification a mechanism that facilitates the photosynthesis in benthic macrophytes of the coral reef system? Physiological approximation in the cases of the seagrass Thalassia testudinum and the calcareous green alga Halimeda incrassata.
Descrição: The objective of this project is to provide information about processes, such as photosynthesis, respiration, and calcification and their relationship in two dominant primary producers (calcifiers), Halimeda incrassata and Thalassia testudinum, of the reef lagoon of Puerto Morelos. This work will be performed on different scales: molecular and celular (inorganic carbon and calcium transport mechanisms), organisms (relationship between photosynthesis and calcification), and ecosystem (contribution to productivity and community calcification, carbon flux)...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2008
?Environmental factors that affect photoprotection and photosynthetic efficiency in the kelp Macrocystis pyrifera.?
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nadine Schubert - Integrante / Ernesto Garcia-Mendoza - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: FRONTIERS IN MARINE SCIENCE


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Coral Reefs (Online)
2010 - Atual
Periódico: Botanica Marina (Print)
2015 - Atual
Periódico: Phycological Research (Print)
2015 - Atual
Periódico: New Phytologist (Online)
2015 - Atual
Periódico: Limnology and Oceanography
2016 - Atual
Periódico: Springer Meteor
2016 - Atual
Periódico: ICES Journal of Marine Science (Online)
2017 - Atual
Periódico: Marine Ecology
2017 - Atual
Periódico: MARINE ENVIRONMENTAL RESEARCH
2018 - Atual
Periódico: Peer J
2018 - Atual
Periódico: Estuaries and Coasts
2018 - Atual
Periódico: FRONTIERS IN MARINE SCIENCE


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fisiologia Vegetal/Especialidade: Ecofisiologia Vegetal.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecofisiologia de macroalgas.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecofisiologia de corales.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: EcoFisiologia de pastos marinos.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:15
Total de citações:117
Fator H:5
Schubert, Nadine  Data: 20/11/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:14
Total de citações:144
Schubert, N  Data: 06/12/2018

Outras
Total de trabalhos:16
Total de citações:197
https://scholar.google.com/citations?hl=de&user=WRI4-qAAAAAJ&view_op=list_works&gmla=AJsN-F6qCpaZGD7xde1Dxgp6uciK9Y7sN8Yv_s-o3QaU1ZAAOmDbpEkqS63SUznW1kac_YNm6QgPqmsUFiNPEE2Q6bGZ1ii3kBlwzZMID9Pt72dxJrcnZUnVKZl4RTbn9DkVdkzPcQTn  Data: 06/12/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
4Rossi, Sergio2018Rossi, Sergio ; SCHUBERT, NADINE ; Brown, Darren ; SOARES, MARCELO DE OLIVEIRA ; GROSSO, VICTORIA ; RANGEL-HUERTA, EMMA ; MALDONADO, ERNESTO . Linking host morphology and symbiont performance in octocorals. Scientific Reports, v. 8, p. 12823, 2018.

2.
13RICH, WALTER A.2018RICH, WALTER A. ; SCHUBERT, NADINE ; SCHLÄPFER, NINA ; CARVALHO, VANESSA F. ; HORTA, ANTONIO C.L. ; HORTA, PAULO A. . Physiological and biochemical responses of a coralline alga and a sea urchin to climate change: Implications for herbivory. MARINE ENVIRONMENTAL RESEARCH, v. 141, p. -, 2018.

3.
5SCHUBERT, NADINE2018SCHUBERT, NADINE; FREITAS, CÁTIA ; SILVA, ANDRÉ ; COSTA, MONYA M. ; BARROTE, ISABEL ; HORTA, PAULO A. ; RODRIGUES, ANA CLAUDIA ; SANTOS, RUI ; SILVA, JOÃO . Photoacclimation strategies in northeastern Atlantic seagrasses: Integrating responses across plant organizational levels. Scientific Reports, v. 8, p. 14825, 2018.

4.
8GOUVÊA, LIDIANE PIRES2017GOUVÊA, LIDIANE PIRES ; SCHUBERT, NADINE ; MARTINS, CINTIA DALCUCHE LEAL ; SISSINI, MARINA ; RAMLOV, FERNANDA ; RODRIGUES, EVA REGINA DE OLIVEIRA ; BASTOS, EDUARDO OLIVEIRA ; FREIRE, VANESSA CARVALHO ; MARASCHIN, MARCELO ; CARLOS SIMONASSI, JOSÉ ; VARELA, DONNANGELO A. ; FRANCO, DAVIDE ; CASSANO, VALERIA ; FONSECA, ALESSANDRA LARISSA ; BARUFI J, BONOMI ; HORTA, PAULO ANTUNES . Interactive effects of marine heatwaves and eutrophication on the ecophysiology of a widespread and ecologically important macroalga. LIMNOLOGY AND OCEANOGRAPHY, v. 1, p. 1, 2017.

5.
6SCHUBERT, N2017SCHUBERT, N; DEMES, K . Phenotypic plasticity in the marine angiosperm Halophila decipiens (Hydrocharitaceae, Streptophyta). MARINE ECOLOGY PROGRESS SERIES, v. 575, p. 81-93, 2017.

6.
12KERR, RODRIGO2016KERR, RODRIGO ; DA CUNHA, LETÍCIA C. ; KIKUCHI, RUY K. P. ; HORTA, PAULO A. ; ITO, ROSANE G. ; MÜLLER, MARIUS N. ; ORSELLI, IOLE B. M. ; LENCINA-AVILA, JANNINE M. ; DE ORTE, MANOELA R. ; SORDO, LAURA ; PINHEIRO, BÁRBARA R. ; BONOU, FRÉDÉRIC K. ; SCHUBERT, NADINE ; BERGSTROM, ELLIE ; COPERTINO, MARGARETH S. . The Western South Atlantic Ocean in a High-CO2 World: Current Measurement Capabilities and Perspectives. Environmental Management (New York), v. 57, p. 740-752, 2016.

7.
7MEYER, FRIEDRICH W.2016 MEYER, FRIEDRICH W. ; SCHUBERT, NADINE ; DIELE, KAREN ; TEICHBERG, MIRTA ; WILD, CHRISTIAN ; ENRÍQUEZ, SUSANA ; CHEN, CHAOLUN ALLEN . Effect of Inorganic and Organic Carbon Enrichments (DIC and DOC) on the Photosynthesis and Calcification Rates of Two Calcifying Green Algae from a Caribbean Reef Lagoon. Plos One, v. 11, p. e0160268, 2016.

8.
11HORTA, PAULO ANTUNES2016HORTA, PAULO ANTUNES ; RIUL, PABLO ; AMADO FILHO, GILBERTO M. ; GURGEL, CARLOS FREDERICO D. ; BERCHEZ, FLÁVIO ; NUNES, JOSÉ MARCOS DE CASTRO ; SCHERNER, FERNANDO ; PEREIRA, SONIA ; LOTUFO, TITO ; PERES, LETÍCIA ; SISSINI, MARINA ; BASTOS, EDUARDO DE OLIVEIRA ; ROSA, JOÃO ; MUNOZ, PAMELA ; MARTINS, CINTIA ; GOUVÊA, LIDIANE ; CARVALHO, VANESSA ; BERGSTROM, ELLIE ; SCHUBERT, NADINE ; BAHIA, RICARDO G. ; RODRIGUES, ANA CLAUDIA ; RÖRIG, LEONARDO ; BARUFI, JOSÉ BONOMI ; FIGUEIREDO, MARCIA . Rhodoliths in Brazil: Current knowledge and potential impacts of climate change. Brazilian Journal of Oceanography (Online), v. 64, p. 117-136, 2016.

9.
2SCHUBERT, NADINE2015 SCHUBERT, NADINE; COLOMBO-PALLOTA, MARÍA FLORENCIA ; ENRÍQUEZ, SUSANA . Leaf and canopy scale characterization of the photoprotective response to high-light stress of the seagrass. Limnology and Oceanography, v. 60, p. 286-302, 2015.

10.
2ENRÍQUEZ, SUSANA2014 ENRÍQUEZ, SUSANA ; SCHUBERT, NADINE . Direct contribution of the seagrass Thalassia testudinum to lime mud production. Nature Communications, v. 5, p. 3835, 2014.

11.
10SCHUBERT, NADINE2011 SCHUBERT, NADINE; GARCÍA-MENDOZA, ERNESTO ; ENRÍQUEZ, SUSANA . Is the photo-acclimatory response of Rhodophyta conditioned by the species carotenoid profile?. Limnology and Oceanography, v. 56, p. 2347-2361, 2011.

12.
9SCHUBERT, NADINE2008SCHUBERT, NADINE; GARCÍA-MENDOZA, ERNESTO . PHOTOINHIBITION IN RED ALGAL SPECIES WITH DIFFERENT CAROTENOID PROFILES. Journal of Phycology, v. 44, p. 1437-1446, 2008.

13.
3SCHUBERT, NADINE2006 SCHUBERT, NADINE; GARCÍA-MENDOZA, ERNESTO ; PACHECO-RUIZ, ISAI . CAROTENOID COMPOSITION OF MARINE RED ALGAE. Journal of Phycology, v. 42, p. 1208-1216, 2006.

Capítulos de livros publicados
1.
SCHUBERT, NADINE; Brown, Darren ; Rossi, Sergio . Symbiotic Versus Non-symbiotic Octocorals: Physiological and Ecological Implications. Marine Animal Forests. 1ed.: Springer International Publishing, 2016, v. , p. 1-32.


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
DIAS, J. M. A. ; RODRIGUES, R. R. ; NAGY, G. J. ; PEREIRA, P. S. ; SCHUBERT, N. . Ecossistemas marinhos na era das mudanças climáticas: o caso das comunidades fitobênticas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
SCHUBERT, N.; HORTA, P. ; GHILARDI-LOPES, N. . ESTADO ATUAL DA PESQUISA RELACIONADA AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
SCHUBERT, N.; FREDERICQ, S. ; WILSON, B. ; DIAZ-PULIDO, G. ; RIOSMENA, R. . NSF-PASI Advanced Methods in Tropical Phycology. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SCHUBERT, NADINE; Bonomi Barufi J; GURGEL, CARLOS FREDERICO D.; SILVA, J.. Participação em banca de Caroline Schmitz. Compostos fotoprotetores que absorvem radiação UV-VIS de algas pardas (Phaeophyceae) da costa do Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Biologia de Fungos, Algas e Plantas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
SCHUBERT, NADINE; GURGEL, CARLOS FREDERICO D.; Bonomi Barufi J; Hayashi, Leyla. Participação em banca de Bruno Briani de Paulo. Aminoácidos do tipo micosporina em macroalgas vermelhas ao longo da costa brasileira: ocorrencia, variacao e relacoes com fatores abióticos.. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
SCHUBERT, NADINE; BARUFI, JOSÉ BONOMI; BOUZON, Z. L.; GRINEVICIUS, V. M. A. S.. Participação em banca de Vanessa Martins Silveira de Andrade. ALGAS CALCÁRIAS DA REGIÃO ENTREMARÉS DA COSTA BRASILEIRA: uma descrição qualitativa e quantitativa dos carbonatos. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia de Fungos, Algas e Plantas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
SCHUBERT, N.; LOTUFO, TITO; Floeter, Sérgio Ricardo. Participação em banca de Cintia Dalcuche Leal Martins. Macroecologia e aspectos químicos de macroalgas do Atlântica Sul Oriental.. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
SCHUBERT, NADINE; GURGEL, CARLOS FREDERICO D.; da Rosa Persich, Graziela; Yunes, Joao S; Siomioni, Carmen. Participação em banca de Maria Cecília Miotto. Caracterização ecofisiológica e molecular de duas cepas de Cylindrospermopsis raciborskii, produtoras de saxitoxina, isoladas da Lagoa do Peri, Florianópolis, SC.. 2016. Tese (Doutorado em BIOTECNOLOGIA UFSC) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
Segal, BR; Paulo Pagliosa; SCHUBERT, NADINE. Participação em banca de Vanessa Freire de Carvalho. Causes and conseqences of rhodolith bed primary productivity: when descriptive ecology meets physiology.. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
SCHUBERT, NADINE; GURGEL, CARLOS FREDERICO D.; Floeter, Sérgio Ricardo. Participação em banca de Larisse Faroni Perez. Climate and environmental changes driving biogeographic shifts in polychaetes ecosystem engineers. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SCHUBERT, N.; SILVA, J.; HORTA JUNIOR, P. A.. Participação em banca de Manueal Vivanco Bercovich.O efeito do enterramento de fanerógamas marinhas com matéria organica sob luminosidade reduzida.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
13o Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado.Qualidade pós-colheita de frutos de goiabeira-serrana (Acca sellowiana O. Berg) Burret) em diferentes fases de crescimento.. 2018. (Seminário).

2.
VI International Rhodolith Workshop 2018. Rhodolith communities in a changing ocean: species-specific responses of Brazilian subtropical rhodoliths to global and local stressors. 2018. (Congresso).

3.
Xth International Conference on Marine Biological Invasions. Effects of changes in temperature in the invasive sun coral Tubastraea coccinea, the native zoanthid Palythoa caribaeorum and their interaction.. 2018. (Congresso).

4.
XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. EFEITOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM CORAL EXÓTICO PRESENTE NA REGIÃO SUBTROPICAL DO BRASIL. 2018. (Congresso).

5.
52nd European Marine Biology Symposium.Octocoral symbiosis: exploring the relationship between host morphological traits and symbiont photosynthesis. 2017. (Simpósio).

6.
European Coral Reef Symposium.Some aspects of the trophic ecology of two Caribbean octocorals: autotrophic and heterotrophic seasonal trends. 2017. (Simpósio).

7.
XXXVII Congreso de Ciencias del Mar. Effects of Ocean Acidification and Warming on an Algae-Herbivore Interaction. 2017. (Congresso).

8.
XVI Congresso Brasileiro de Ficologia. Efeitos do aumento do CO2 e temperatura na fisiologia de Sargassum stenophyllum e Lithothamnion crispatum. 2016. (Congresso).

9.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. ?Variabilidad estacional y respuesta al estrés térmico de la pigmentación y capacidad fotosintética de cuatro especies de corales escleractíneos constructoras arrecifales del caribe?. 2013. (Congresso).

10.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. ?Comparación de la respuesta de cuatro especies de corales del Caribe a incrementos en la temperatura bajo diferentes niveles de luz?. 2013. (Congresso).

11.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. Photosynthesis and calcification in the green alga Halimeda incrassata: Analysis of its response to changes in temperature and pH.. 2013. (Congresso).

12.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. ?Fotosíntesis y calcificación en el alga verde calcárea Halimeda incrassata: análisis de su respuesta a cambios en la temperatura y el pH?. 2013. (Congresso).

13.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. Comparison of the response of four Caribbean coral species to increments in temperature under different light levels.. 2013. (Congresso).

14.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos. ?Análisis comparativo de la capacidad de fotoprotección y de reparación del fotodaño en las especies de coral Montastraea faveolata, M. annularis, M. cavernosa y D. strigosa?. 2013. (Congresso).

15.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos, Merida, Mexico. Seasonal variability and response to thermal stress of pigmentation and photosynthetic capacity in four dominant Caribbean reef builder, Pseudodiploria strigosa, Orbicella faveolata, M. cavernosa, and O. annularis.. 2013. (Congresso).

16.
7º Congreso Mexicano y 1er Congreso Panamericano de Arrecifes Coralinos, Merida, Mexico. Comparative analysis of the photoprotective and photorepair capacity in the coral species Pseudodiploria strigosa, Orbicella faveolata, M. cavernosa, and O. annularis.. 2013. (Congresso).

17.
Universidad Laica Eloy Alfaro de Manabi.Light and Photosynthesis in Coral Reefs.. 2013. (Seminário).

18.
International Coral Reef Symposium (ICRS). Coral reef calcifiers under elevated CO2 and organic matter availability.. 2012. (Congresso).

19.
V Congreso Mexicano de Ficologia. Fotoproteccion en algas rojas. Un rol para los Carotenoides?. 2006. (Congresso).

20.
XIII. Congreso Estudiantil de Oceanología. Composition of carotenoids in marine red algae.. 2005. (Congresso).

21.
XIII Congreso Estudiantil de Oceanografia. La composicion de carotenoides en algas rojas marinas. 2005. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Manuel Vivanco Bercovich. ECOFISIOLOGIA DOS BANCOS DE RUPPIA MARÍTIMA DA LAGOA DA CONCEIÇÃO - SUBSÍDIOS PARA A COMPREENSÃO DO FUNCIONAMENTO E RESTAURAÇÃO DE BANCOS DE GRAMAS MARINHAS. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Coorientador).

2.
Antonella Carolina Almeida Saa. Os efeitos das mudanças climáticas em corais na região subtropical do Brasil. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Walter Ambrose Rich. Implicações fisiológicas e ecológicas de interações interespecíficas nos bentos marinho- Subsídio para o entendimento de cenários atuais e futuros.. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Nadine Schubert.

Iniciação científica
1.
VINÍCIUS WERNECK SALAZAR. Ferramentas Fisiológicas chaves que definem as respostas das macroalgas marinhas diante estressores globais e locais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica / PIICT. Orientador: Nadine Schubert.



Outras informações relevantes


Research experience with:
Macroalgae
	Monitoring of photosynthesis, calcification and growth of calcareous macroalgae (Halimeda, Udotea, Penicillus) responding to variations in temperature and pH in outdoor mesocosm systems
	Quantification of the relationship between calcification and photosynthesis in calcareous macroalgae by use of inhibitors of photosynthesis, carbonic anhydrases, bicarbonate transporters and Ca-ATPase 
Seagrass
	Monitoring of seagrass performance over the course of a full year using chlorophyll a fluorescence and measuring oxygen evolution and calcification rates
	Measuring of photoacclimatory leaf response for three species of seagrass (Thalassia, Syringodium, Halodule), including photosynthesis, photoprotective capacity, photodamage repair, and pigment content
	Quantification of the effect of increasing temperature on photosynthesis, respiration, and calcification in Thalassia testudinum
Corals
	Measurements of the effects of temperature stress on photosynthesis, calcification, pigments and cell content of Caribbean corals in outdoor mesocosms systems
	Comparison of photoprotective capacity (NPQ) and photodamage repair (D1 protein) in several dominant Caribbean coral species 
	Use of chlorophyll a fluorescence techniques to measure recovery in coral colonies that bleached in the field
Gorgonians
	Physiological characterization of different octocoral species 
	Quantification the effect of increments in temperature on photosynthesis and respiration 
	Monitoring seasonal changes in pigment and symbiont cell contents 

RESEARCH SKILLS
?	Quantification of photosynthesis and respiration by oxygen evolution (clark-type electrodes, optodes)
?	Chlorophyll a fluorescence methodology and fluorometer use
?	Pigment analysis using HPLC
?	Spectrophotometry (pigment content, light absorption, reflectance)
?	Alkalinity measurement techniques (calcific



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 12:23:05