Nuno Miguel Pereira Castanheira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2074282295154166
  • Última atualização do currículo em 25/11/2018


Doutorado em Filosofia Política pela Universidade de Lisboa (2015), revalidado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós-Graduação em Ética e Política e Graduação em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. Atualmente é pesquisador de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nuno Miguel Pereira Castanheira
Nome em citações bibliográficas
CASTANHEIRA, N. M. P.;Castanheira, Nuno Pereira


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2015
Doutorado em Filosofia Política.
Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, CFUL, Portugal.
Título: Estar em Casa no Mundo - Hannah Arendt, Crise do Sentido e Ser do Humano, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Maria Cristina Monteiro Beckert de Assunção.
Bolsista do(a): .
2003 - 2004
Especialização em Especialização em Ética e Política. (Carga Horária: 480h).
Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Título: Monografia não requerida.
1997 - 2003
Graduação em Filosofia.
Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Título: Monografia não requerida.


Pós-doutorado


2016
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia da Existência.


Formação Complementar


2008 - 2009
Filosofia do Espaço Público. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
2008 - 2009
Bioética - Fundamentos Filosóficos. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
2004 - 2004
Fenomenologia da Comunicação. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
2003 - 2004
Do Sentimento. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
2003 - 2004
Ética e Política na Filosofia do Direito de Hegel. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
2003 - 2004
Ética Aristotélica da Medida. (Carga horária: 420h).
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pós-Doutorado, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista Procad/CAPES Professor da disciplina de graduação "Tópicos Especiais de Filosofia Política"; Professor do seminário de pós-graduação "A Condição Humana de Hannah Arendt: temas, influências, debates e atualidade".

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Convidado, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 12
Outras informações
Leccionação de módulo de Ética Ambiental no âmbito de curso de especialização promovido pelo Departamento de Zoologia.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pós-Doutorado, Carga horária: 40
Outras informações
Professor da disciplina de graduação "Tópicos Especiais de Filosofia Política"; Professor do seminário de pós-graduação "A Condição Humana de Hannah Arendt: temas, influências, debates e atualidade".

Atividades

3/2017 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Filosofia Contemporânea - Introdução à Fenomenologia
08/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

04/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

04/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

05/2017 - 05/2017
Outras atividades técnico-científicas , CELG - Centro de Estudos Luís Guedes, CELG - Centro de Estudos Luís Guedes.

Atividade realizada
Mini-curso de Introdução à Fenomenologia direccionado a profissionais e pesquisadores da área da saúde mental.
04/2017 - 04/2017
Ensino, Biologia Animal, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Biologia Animal - Filosofia da Ciência
08/2016 - 12/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais de Filosofia Política
08/2016 - 12/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Pós-Graduação - A Condição Humana, de Hannah Arendt: Temas, Influências, Debates e Atualidade
01/2016 - 01/2016
Ensino, CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM INVENTARIAMENTO E MONITORAMENTO DE FAUNA, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Ética Ambiental

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, FLUL, Portugal.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador

Vínculo institucional

2008 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador de PhD, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, .

09/2012 - 01/2015
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa.

Atividade realizada
Editor-adjunto da Philosophica - Revista do Departamento de Filosofia da Universidade de Lisboa.
11/2012 - 08/2013
Serviços técnicos especializados , Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, .

Serviço realizado
Revisão tipográfica e formatação do livro Ética - Teoria e Prática.
10/2009 - 06/2013
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética
Filosofia Política
09/2010 - 06/2011
Ensino, Filosofia da Natureza, da Paisagem e do Ambiente, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Módulo "As Origens da Crise Ambiental e a Emergência da Ética Ambiental"

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 45
Outras informações
Disciplina optativa História e Filosofia das Ciências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Atividades

11/2015 - 11/2015
Ensino, Ecologia e Conservação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência


Linhas de pesquisa


1.
Filosofia da Acção e dos Valores
2.
Grupo de Estudos Hannah Arendt
3.
Núcleo de Estudos Hegelianos
4.
A Filosofia Política de Hannah Arendt à Luz da Filosofia Especulativa de Hegel


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
HANNAH ARENDT E A ONTOLOGIA POLÍTICA: JUÍZO E CONSTITUIÇÃO POLÍTICA DA SUBJECTIVIDADE
Descrição: O presente projecto pretende dar conta das perspectivas de Hannah Arendt sobre o juízo e a revolução, bem como do seu papel na constituição de subjectividades políticas, assumindo o ponto de vista da ontologia política. A ontologia política é um campo de pesquisa que se baseia na perspectiva de que os pressupostos ontológicos determinam as compreensões epistemológica e metodológica das experiências políticas. Num contexto de globalização, traduzido para a linguagem conceptual arendtiana como ser-do-mundo ? isto é, a intramundanidade factual da existência ?, e diante de renovadas perplexidades experienciadas no quadro da fundamentação dos direitos humanos devido a fenómenos como os dos refugiados, dos migrantes e dos social e politicamente excluídos, este projecto procura chegar a uma compreensão renovada do sentido da distinção entre os reinos social e político assente numa reinterpretação da noção arendtiana de juízo, uma noção central para a constituição de subjectividades políticas e para a fundação dos seus direitos. Assim, este projecto é orientado seguinte questão: Como conceber a subjectividade política de modo a que esta seja capaz não só de resistir e de se libertar da dialéctica de produção/consumo e da progressiva ausência de direitos que dominam a experiência contemporânea de mundanidade, mas também de reconstituir esta mundanidade criando as condições para uma liberdade e participação efectivas numa comunidade política alargada?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Experimentação e Dissidência
Descrição: Experimentacão e dissidência são tomados neste projeto como meta-conceitos transversais e aglutinadores da investigação. Os meta-conceitos inspiram -se em Sören Kierkegaard, o qual usa explicitamente a ideia de um pensamento experimental, articulado com a critica de Hegel e dos hegelianos dinamarqueses, tambem visível no pape! que atribui à infinitude do pensar, por ex. na pseudonimia em jogo; em simultâneo, pratica a dissidência no plano estético, ético e religioso, em relação à universidade e à igreja, com fortes implicações filosóficas e políticas. 0 projecto parte da crítica do Iluminismo (séc . XVIII, 2.a met.) e da crítica das versões mais institucionallzadas do Idealismo (sec . XIX), para surgir na crítica do intelectualismo estrito e do niilismo (1860- 1950) e, por fim, desemboca na crítica da sociedade do espetáculo e das correntes políticas ou estéticas associadas (séc. xx, anos 60 a 90) . De entre estas práticas periféricas face as correntes dominantes, destacamos as de Johann G. HAMANN, de S. KIERKEGAARD, de Fried. NIETZSCHE e de Guy DEBORD; considerando os ecos produzidos ao longo dos tempos e até à atualidade, pensamos serem estes pensadores os que me!hor demonstram a pertinência e a novidade desta investigação. Três vertentes marcam a originalidade e a novidade a nivel nacional e internacional: 1) a experimentação e a dissidência são responsáveis por aspetos vários da rutura e da novidade em filosofia nos ultimos dois séculos com seminais consequências na atualidade; estão, aliás, no centro da ligação entre a filosofia e o agir concreto, rompendo com sucessivos isolamentos em que a filosofia se viu confinada. 2) a componente de crítica da linguagem filosófica marca a originalidade do projeto; a experimentação própria dos autores chave passa indeleve[mente por estilos do pensar que comportam uma acentuada crítica da linguagem da tradição filosófica, evidenciando-se assim essa componente, fundamental no desenvolvimento da novidade de pensamento que se joga no período em causa na atividade de pensadores não alinhados com as correntes dominantes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Ética - Teoria e Prática
Descrição: Este projecto teve como finalidade exclusiva a publicação de um volume destinado a fornecer ao leitor um quadro teórico-prático da Ética como disciplina filosófica e uma apresentação dos sistemas morais vigentes nas principais mundividências e culturas, prestando especial atenção à civilização ocidental, com a análise das correntes éticas dominantes no seu seio. A questão da fundamentação da Ética e a polémica gerada acerca da natureza ou da cultura como fonte de onde brotam os sistemas morais, bem como as grandes questões que marcam a ética ocidental ? a natureza do bem e a possibilidade do mal, a relação entre o plano do ser e o do dever ser, a oposição entre liberdade e determinismo e o estatuto da alteridade como objecto de responsabilidade ? são igualmente temáticas imprescindíveis para a cabal compreensão desta área temática da filosofia. Por fim, numa tentativa de resposta aos desafios que a contemporaneidade lança, são perscrutadas as linhas de convergência e divergência entre a Ética e outros domínios do saber, nomeadamente, a Política, o Direito, a Estética e as diversas ciências, no intuito de delimitar o seu espaço e alcance próprios. Com o mesmo objectivo, far-se-á uma incursão na ética aplicada, mostrando a necessidade premente de alargar o domínio da consideração ética para além dos preconceitos de ordem racial, cultural, de género ou de espécie..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
A Filosofia Política de Hannah Arendt à Luz da Filosofia Especulativa de Hegel
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2012 - 2015
Periódico: Philosophica (Lisboa)


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: Philosophica (Lisboa)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: FILOSOFIA POLÍTICA.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Fenomenologia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia da Existência.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ontologia Política.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CASTANHEIRA, N. M. P.2018CASTANHEIRA, N. M. P.; PERTILLE, J. P. . Tempo e conceito - Arendt leitora de Hegel. Revista Dialectus, v. 12, p. 374-399, 2018.

2.
Castanheira, Nuno Pereira2017 Castanheira, Nuno Pereira. Pode o pensar nos impedir de fazer o mal? uma questão de consciência. TRANS/FORM/AÇÃO (UNESP. MARÍLIA. ON LINE), v. 40, p. 209-236, 2017.

3.
CASTANHEIRA, N. M. P.2012 CASTANHEIRA, N. M. P.. «Ser humano desalojado: para uma compreensão da ?crise ecológica?». PHILOSOPHICA (LISBOA), v. 39, p. 57-68, 2012.

4.
CASTANHEIRA, N. M. P.2009CASTANHEIRA, N. M. P.. «Consciência e Alteridade em L'être et le Néant, de Jean-Paul Sartre». PHILOSOPHICA (LISBOA), v. 33, p. 43-74, 2009.

5.
CASTANHEIRA, N. M. P.2009 CASTANHEIRA, N. M. P.. «Hannah Arendt y la Conquista del Espacio: Repensar la condición humana». Bajo Palabra: revista de filosolfia, v. 4, p. 237-245, 2009.

6.
CASTANHEIRA, N. M. P.2006CASTANHEIRA, N. M. P.. «A consciência e a questão da humanidade do humano em Das Wesen des Christentums, de Ludwig Feuerbach». Philosophica (Lisboa), v. 28, p. 135-164, 2006.

7.
Castanheira, Nuno Pereira2005Castanheira, Nuno Pereira. «A eudaimonia no Livro I da Ética a Nicómaco». PHILOSOPHICA (LISBOA), v. 26, p. 99-127, 2005.

Capítulos de livros publicados
1.
Castanheira, Nuno Pereira; Grevet, E.H. ; Cordioli, A.V. . Aspectos conceituais e raízes históricas das psicoterapias. In: CORDIOLI, A. V. ; GREVET, E. H.. (Org.). Psicoterapias: abordagens atuais. 4ed.Porto Alegre: Artmed, 2018, v. , p. 3-24.

2.
CASTANHEIRA, N. M. P.. Reflexões sobre Política e Ambiente com Arendt e Marx - Desenvolvimento: O Ponto Cego da Sustentabilidade. In: Filipa Afonso; José Luis Pérez; Lavínia Pereira; Maria José Varandas; Maria Luísa Ribeiro Ferreira; Sandra Escobar; Viriato Soromenho Marques. (Org.). Pensar para o Outro. Desafios Éticos Contemporâneos - Homenagem a Cristina Beckert. 1ed.Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2017, v. , p. 269-280.

3.
Castanheira, Nuno Pereira. Política e liberdade: a defesa arendtiana de uma ?improbabilidade infinita?. In: Adriana V. Serrão, Carla M. Simões, Elisabete M. de Sousa, Filipa Afonso, Maria Luísa Ribeiro Ferreira, Pedro Calafate Simões, Ubirajara Rancan de Azevedo Marques. (Org.). Poética da Razão. Homenagem a Leonel Ribeiro dos Santos. 1ed.Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2013, v. , p. 883-894.

4.
Castanheira, Nuno Pereira. «Ética e Filosofias da Existência: Pensar no que estamos a fazer». In: Cristina Beckert, Manuel João Pires, Sara Fernandes, Teresa Antunes. (Org.). Ética - Teoria e Prática. 1ed.Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2012, v. , p. 227-250.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Castanheira, Nuno Pereira. Pequena nota sobre terrorismo e terror. A Gazeta, Porto Alegre, p. 8 - 9, 15 jul. 2017.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Castanheira, Nuno Pereira. «Estado-nação e Imperialismo: Prolegómeno a uma Crítica Arendtiana dos Direitos do Homem». In: JORNADAS DE JOVENS INVESTIGADORES DE FILOSOFIA SEGUNDAS JORNADAS INTERNACIONAIS, 2010, Évora. ACTAS DAS JORNADAS DE JOVENS INVESTIGADORES DE FILOSOFIA SEGUNDAS JORNADAS INTERNACIONAIS, 2010. v. 2. p. 281-294.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CASTANHEIRA, N. M. P.. Revolutionizing values in the Anthropocene with Arendt and Marcuse. In: IX Braga Meetings on Ethics and Political Philosophy, 2018, Braga. Book of Abstracts IX Braga Meetings on Ethics and Political Philosophy, 2018. p. 71-71.

Apresentações de Trabalho
1.
CASTANHEIRA, N. M. P.. Revolutionizing Values in the Anthropocene with Arendt and Marcuse. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
Castanheira, Nuno Pereira. Phenomenology: Continuity and break in Arendt and Heidegger. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Castanheira, Nuno Pereira. Hannah Arendt e um ?direito a ter direitos? sem natureza nem história: uma perspectiva ontológico-política. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
Castanheira, Nuno Pereira. Desenvolvimento: O Ponto Cego da Sustentabilidade. Uma Encruzilhada Ética, Política e Existencial. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Castanheira, Nuno Pereira. Ser-do-humano e banalidade do mal: entre justiça e lei. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Castanheira, Nuno Pereira. Um ensaio de resposta à questão 'Qual o papel da filosofia para a política?'. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
Castanheira, Nuno Pereira. Pode o pensar impedir-nos de fazer o mal? Uma leitura arendtiana de duas proposições socráticas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Castanheira, Nuno Pereira. Ser humano desalojado: para uma compreensão da ?crise ecológica?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
Castanheira, Nuno Pereira. Retracing our steps: ?being at home in the world? and the origins of the ?ecological? crisis. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
Castanheira, Nuno Pereira. Estado-nação e Imperialismo: Prolegómeno a uma Crítica Arendtiana dos Direitos do Homem. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
Castanheira, Nuno Pereira. Hannah Arendt: Liberdade e Política. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
Castanheira, Nuno Pereira. Hannah Arendt y la Conquista del Espacio: Repensar la condición humana. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
Castanheira, Nuno Pereira. Crisis and the Mechanics of Political Domination: An (Extremely) Short Outline 2018 (Texto filosófico em site de projeto de pesquisa em filosofia política).

2.
Castanheira, Nuno Pereira; Natureza, Liga para a Protecção da . VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO NATURAL DO CAMPO BRANCO. Lisboa: Liga para a Protecção da Natureza, 2017. (Tradução/Outra).

3.
CASTANHEIRA, N. M. P.. The Power of Dialogue - Sustainability in the 21st Century. Lisboa: MARGov Project - Collaborative Governance of Marine Protected Areas, 2015. (Tradução/Livro).

4.
Castanheira, Nuno Pereira. Projecto Lagoons 2014 (Revisão de textos em língua inglesa).

5.
Castanheira, Nuno Pereira. Projecto Marlisco Portugal. Lisboa, 2014. (Tradução/Outra).

6.
Castanheira, Nuno Pereira. Livre Arbítrio, Capacidade Para a Acção, Personalidade, Assassinos Natos: Karma e Predestinação numa Tradição Hindu Um Exercício em Ética 'Hindu'. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2013. (Tradução/Artigo).

7.
Castanheira, Nuno Pereira. Ética do Discurso. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2013. (Tradução/Artigo).

8.
Castanheira, Nuno Pereira; Pereira, MJVCR ; Natureza, Liga para a Protecção da . Financiamento da Natura 2000 - Manual de Referência. WWF, 2005. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Natureza, Liga para a Protecção da ; Castanheira, Nuno Pereira ; Lezírias, Companhia das ; Beneficiários da Lezíria Grande de Vila Franca de Xira, Ass. ; Aquaves, Associação ; Vila Franca de Xira, Câmara Municipal de ; Conservação da Natureza e das Florestas, Instituto de . EVOA - Espaço de Visitação e Observação de Aves. 2007.

Trabalhos técnicos
Redes sociais, websites e blogs
1.
Castanheira, Nuno Pereira. Mere Act of Existing. 2012; Tema: Política, Cultura e Sociedade. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
Natureza, Liga para a Protecção da ; Castanheira, Nuno Pereira . Liberne. 2007. (Editoração/Periódico).

2.
Castanheira, Nuno Pereira; Natureza, Liga para a Protecção da . Newsletter LPNatureza. 2007. (Editoração/Periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Schio, S.; Barbosa, Evandro; Castanheira, Nuno Pereira. Participação em banca de Juliana Scherdien Amaral. Hannah Arendt: Política e Responsabilidade do "Homem da Massa". 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Pelotas.

2.
PERTILLE, J. P.; SILVA, F. G.; Schio, S.; Castanheira, Nuno Pereira. Participação em banca de Gil Moraes Monti. Compreensão e Política em Hannah Arendt. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Teses de doutorado
1.
PERTILLE, J. P.; Rosenfield, Denis L.; SILVA, F. G.; Castanheira, Nuno Pereira; Heuer, Wolfgang. Participação em banca de Rafael L. Kasper. What does it mean to be a pariah? Assimilation, depersonalization and uniqueness in the thought of Hannah Arendt. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
Rosenfield, Denis L.; SILVA, F. G.; Amintrano, G.; Silva, A. Correia; Castanheira, Nuno Pereira. Participação em banca de Alfons Carles Salellas Bosch. Hannah Arendt: Uma Filosofia da Fragilidade. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Doutorado
1.
Castanheira, Nuno Pereira; PERTILLE, J. P.; SILVA, F. G.. Participação em banca de Rafael Lembert Kasper. What does it mean to be a pariah? Assimilation, depersonalization and personal singularity in the philosophy of Hannah Arendt. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
SILVA, F. G.; Castanheira, Nuno Pereira; Rosenfield, Denis L.. Participação em banca de Alfons Carles Salellas Bosch. Hannah Arendt: Uma Filosofia da Fragilidade. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Mestrado
1.
RUDIGER, F.; SOBOTTKA, E. A.; Castanheira, Nuno Pereira. Participação em banca de Lana Baumgarten. Ação Política no Ciberespaço - Hannah Arendt e o Pensamento Contemporâneo. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Comunicação Social) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CASTANHEIRA, N. M. P.; ARCE, G. T.. Participação em banca de Daniel Chiechelski.A teoria da pena na Filosofia do Direito de Hegel. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.




Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Castanheira, Nuno Pereira; RODRIGUES, L. ; PEREZ, J. L. ; DIAS, B. P. ; ZAGALO, G. . CIFLx I - I Colóquio Internacional de Filosofia de Lisboa. 2011. (Congresso).

2.
Castanheira, Nuno Pereira; RIBEIRO, A. S. . Workshop Financiamento e Gestão Integrados da Rede Natura 2000. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Daniel de Melo Sita. DA NECESSIDADE À REVOLUÇÃO: SOBRE A CRÍTICA DE HANNAH ARENDT AO CONCEITO DE TRABALHO DE KARL MARX E SUAS IMPLICAÇÕES. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Nuno Miguel Pereira Castanheira.

2.
Jaderson da Silva Santos. A PERSPECTIVA ARENDTIANA DO TRABALHO [LABOR] ENQUANTO PASSATEMPO [HOBBY]. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Nuno Miguel Pereira Castanheira.

3.
Isabel Cristina Dalmoro. Consumo e Sociedade de Massas em Hannah Arendt. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Nuno Miguel Pereira Castanheira.

Iniciação científica
1.
Matheus Cenachi. A relação com outrem e a presença de Hegel em. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Nuno Miguel Pereira Castanheira.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Castanheira, Nuno Pereira. Pequena nota sobre terrorismo e terror. A Gazeta, Porto Alegre, p. 8 - 9, 15 jul. 2017.


Redes sociais, websites e blogs
1.
Castanheira, Nuno Pereira. Mere Act of Existing. 2012; Tema: Política, Cultura e Sociedade. (Blog).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 1:45:57