Gbekpo Aubains Hounsou Gbo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8417775721537044
  • Última atualização do currículo em 22/02/2018


Possui graduação em Physique - Université d? Abomey-Calavi (2007), mestrado em Océanographie Physique et Applications - Université d'Abomey-Calavi/CIPMA (2010) e doutorado em Oceanografia (Oceanografia Física) pela Universidade Federal de Pernambuco (2015). Tem experiência na área de Oceanografia, com ênfase em Interação do Oceano com a Atmosfera,atuando principalmente nos seguintes temas: processos físicos-oceanográficos em regiões costeiras e oceânicas e modelagem matemática e simulação numérica da hidrodinâmica (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Gbekpo Aubains Hounsou Gbo
Nome em citações bibliográficas
GBO, G. A. H.;HOUNSOU-GBO G. A.;HOUNSOU-GBO, G. A.;Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO;Aubains Hounsou-gbo;HOUNSOU-GBO, GBÈKPO AUBAINS;HOUNSOU-GBO, GBEKPO AUBAINS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pernambuco.
Avenida da Arquitetura
Cidade Universitária
50740550 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 21267224


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Oceanografia (Oceanografia Física).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Dinâmica do Atlântico tropical e seus impactos sobre o clima ao longo da costa do Nordeste do Brasil, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Moacyr Cunha de Araujo Filho.
Coorientador: Bernard Bourlès.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil.
2009 - 2010
Mestrado em Océanographie Physique et Applications.
Université d'Abomey-Calavi/CIPMA, UAC/CIPMA, Benin.
Título: Interactions SST-vent dans l'Atlantique équatorial à partir des observations satellitaires,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Frédéric Marin.
Coorientador: Julien Jouanno.
Bolsista do(a): Institut de Recherche pour le Développement, IRD, França.
2001 - 2007
Graduação em Maîtrise Physique.
Université d? Abomey-Calavi, UAC, Benin.


Pós-doutorado


2015
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra


Atuação Profissional



Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Projetos de pesquisa


2014 - 2016
PIRATABR17 - Continuidade do monitoramento meteoceanográfico do Atlântico tropical através das bóias PIRATA
Descrição: A continuidade do monitoramento das variáveis de estado meteoceanográficas sobre o Atlântico Tropical é fundamental para as seguranças hídrica, energética e alimentar sobre o Brasil, constituindo o sistema de bóias PIRATA numa das mais importante redes de observação implantada no Atlântico tropical. O suporte logístico para o desenvolvimento e manutenção da rede é dividido entre o Brasil, França e EUA. O Brasil é responsável pela manutenção do lado ocidental da rede, incluindo 5 fundeios do arranjo principal e 3 fundeios da extensão Sudoeste; a França é responsável pelo lado do oriental da rede, com cinco fundeios do arranjo principal e um fundeio da extensão Sudeste; os EUA são responsáveis por quatro fundeios da extensão Nordeste. Portanto, cabe ao Brasil realizar anualmente cruzeiros oceanográficos para a troca e manutenção de 08 (oito) bóias Atlas (Autonomous Temperature Line Acquisition System). Os cruzeiros brasileiros do Projeto PIRATA são realizados pela DHN-MB (cerca de 55 dias de mar), um dos signatários brasileiros do MoU PIRATA. Entretanto, para a realização das campanhas de mar, são necessários recursos para aquisição de novos sensores e equipamentos, pagamento de serviços de calibração de sensores de hidrografia, desenvolvimento de programas computacionais para controle de qualidade e distribuição de dados, transporte de equipamentos e equipe de embarque. A razão de submissão da presente proposta Projeto PIRATABR17 é o conjunto de motivos enunciados acima. O objetivo principal deste projeto é garantir a continuidade do sistema de observações meteoceanográficas no Atlântico tropical, realizadas através da rede de bóias do Projeto PIRATA sob a responsabilidade do Brasil em parceria com a França e os EUA..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
ARQ_MODEL II - Modelagem matemática da circulação, do transporte e dispersão de nutrientes e plâncton, e da troca oceano-atmosfera de CO2 na região equatorial do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (CNPq 405350/2012-0)
Descrição: O objetivo principal deste Projeto é identificar e quantificar os mecanismos físicos (ex.: ação de correntes, ressurgência de Ekman/talude, formação de vórtices, fluxos turbulentos oceano-atmosfera) e biogeoquímicos (ex.: mineralização da matéria orgânica, redisponibilização de nutrientes, produção primária, pastejo zooplanctônico, etc.) determinantes dos padrões de variabilidade sazonal da distribuição de transporte e dispersão de plâncton e nutrientes minerais, e na troca ar-mar de CO2, na região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo (referenciado a seguir por ASPSP). Especificamente, serão atingidos os seguintes objetivos : (a) Identificação dos padrões de variabilidade espaço-sazonal das propriedades termodinâmicas (T e S), biogeoquímicas, microestrutura turbulenta e fluxo de CO2 na interface oceano atmosfera da região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo; (b) Análise da influência do sistema de correntes/contra-correntes (CSEn/SCE/CSEe) sobre o transporte de constituintes bióticos (plâncton) e abióticos (nutrientes) na região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo. Análise dos mecanismos de geração de vórtices e de ressurgência orográfica; (c) Fornecimento de subsídios às pesquisas de Oceanografia pesqueira da região do Arquipélago, através da compreensão dos mecanismos de enriquecimento mineral, dinâmica/transporte de plâncton e de larvas, e fluxo de energia e de massa nos níveis inferiores da cadeia trófica; (c) Contribuição às atividades de pesquisa científica no âmbito dos Projetos de Cooperação Internacional Brasil-USA-França - Projeto PIRATA, e Brasil-Alemanha ? Projeto UFPE/LOFEC-IfM/GEOMAR..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Gbekpo Aubains Hounsou Gbo - Integrante / Moacyr Cunha de Araujo Filho - Coordenador / Marcus André Silva - Integrante / Jacques Servain - Integrante / Rodolfo Araujo da Silva - Integrante / Carmen Medeiros Limongi - Integrante / Guy Caniaux - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2014
PIRATABR16 - Continuidade do monitoramento meteoceanográfico do Atlântico tropical através das bóias PIRATA
Descrição: Este projeto se insere nas atividades previstas no âmbito do Projeto Prediction and Research Moored Array in Tropical Atlantic ? PIRATA. O Projeto PIRATA é uma rede de observação in situ composta por bóias fundeadas planejadas para monitorar uma série de variáveis dos processos de interação oceano-atmosfera no oceano Atlântico tropical. O projeto PIRATA é um programa de cooperação multinacional entre o Brasil, França e Estados Unidos. Estes três países dividem as tarefas de implementação e manutenção da rede. Todos as bóias fundeadas durante a parte piloto do estudo foram construídas pelo Pacific Marine Environmental Laboratory (PMEL) da NOAA. Sua responsabilidade também inclui o envio, calibração e reparo dos equipamentos. O Projeto PIRATA é reconhecido e endossado/recomendado pela comunidade científica e por programas de clima e de observação internacionais, tais como o CLIVAR-WRCP e GOOS. O suporte logístico para o desenvolvimento e manutenção da rede é dividido entre o Brasil e França. O Brasil é responsável pela manutenção do lado oeste da rede, e a França, do leste. Portanto, cabe ao Brasil realizar anualmente cruzeiros oceanográficos para a troca e manutenção de 08 (oito) bóias Atlas (Autonomous Temperature Line Acquisition System). Os cruzeiros brasileiros do Projeto PIRATA são realizados pela DHN-MB (cerca de 50 dias de mar), um dos signatários brasileiros do MoU PIRATA. Entretanto, para a realização das campanhas de mar, são necessários recursos para transporte de equipamentos e equipe de embarque, bem como pós-processamento e controle de qualidade dos dados coletados Esta é a razão de submissão da presente proposta Projeto PIRATABR16.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
PILOTE - Pôle d?Interaction pour une meilleure Lisibilité des études communes en Océanographie Tropicale atlantiquE (CNPq-IRD 490289/2013-4)
Descrição: A principal intenção em se propor este Projeto multidisciplinar e multi-agência ? Projeto PILOTE - é reunir cientistas do Norte e Nordeste do Brasil (UFPE, UFBA, FUNCEME, UFC, UFMA, UFPA, entre outras), envolvidos em vários programas/projetos nacionais e bi-nacionais de colaboração com parceiros franceses do IRD, já existentes (ou em fase de submissão), voltados para o Atlântico tropical. Esses vários programas (PIRATA, MUSCAT, INCT-AmbTropic, ARQ_Model II, CLIMAZ e BIOAMAZON), brevemente descritos a seguir, destinam-se a compreender melhor a variabilidade climática no Atlântico tropical (nas escalas de intra-sazonal a escala multi-decadal) e alguns aspectos da resposta ambiental à grande variabilidade espacial-temporal das características oceanográficas ao longo da costa brasileira. Pretende-se, através do Projeto PILOTE: (i) facilitar a cooperação Brasil-França em temáticas semelhantes ou complementares e torná-la mais visível para a comunidade científica dos dois países; (ii) definir ações prioritárias comuns e de interesse aos diferentes programas já existentes (ou em fase de submissão), que podem ser realizadas durante os próximos 4 anos; e (iii) incentivar colaborações com pesquisadores e/ou estudantes da África Oeste (fortalecimento da relação Sul-Sul), região do Atlântico tropical com muitas questões e interesses científicos idênticos aos abordados nos programas de pesquisa envolvendo o Norte e Nordeste do Brasil (clima, ambiente marinho, a erosão costeira, etc.)...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Projeto INCT AmbTrop - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ambientes Marinhos Tropicais (CNPq 565054/2010-4)
Descrição: As regiões Norte e Nordeste do Brasil, devido às suas características, apresentam uma oportunidade única para se avaliar de que maneira a heterogeneidade espacial e temporal dos ambientes marinhos tropicais influencia os padrões de resposta destes ambientes e sua resiliência às mudanças climáticas que afetarão a região neste século. Nesta região, compreendida entre os estados do Espírito Santo e Amapá, encontram-se as principais construções recifais do oceano Atlântico Sul Ocidental, os principais deltas brasileiros, uma das áreas mais extensas de manguezais do mundo, uma plataforma continental que varia da mais estreita a mais larga do Brasil, as principais ilhas e montes submarinos, variações extremas nos fluxos de sedimentos e nutrientes, além da sua importância inegável na transferência de calor e massa interhemisférica. Em sua concepção, o INCT AmbTropic está estruturado em 3 Pacotes de Trabalho que contemplam as três escalas espaciais principais de investigação. Cada um destes Pacotes de Trabalho se desdobram em Grupos de Trabalho (GT) que investigarão aspectos específicos dentro de cada uma destas escalas espaciais. A escolha dos temas dos Grupos de Trabalho e suas áreas específicas de investigação foram balizadas pelos seguintes principios: (i) contemplar a heterogeneidade espacial e temporal nas suas três escalas principais de investigação, privilegiando gradientes fisico-quimicos e dinâmicos (ondas, marés, CO2, circulação, etc.) e ambientes marinhos intrinsecamente associados à região tropical do Brasil, tais como recifes de corais, manguezais, recursos vivos, ilhas oceânicas, processos oceânicos etc., (ii) construir sobre a experiência dos grupos de pesquisa locais, (iii) concentrar os esforços dos GTs em areas geográficas comuns, não só para minimizar custos, como também estimular a sinergia entre os GTs, e (iv) avaliação de recursos naturais (vivos e não vivos) específicos da região...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física/Especialidade: Interação do Oceano com a Atmosfera.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física/Especialidade: Movimento da Água do Mar.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física/Especialidade: Variáveis Físicas da Água do Mar.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARAUJO, MOACYR2017ARAUJO, MOACYR ; NORIEGA, CARLOS ; HOUNSOU-GBO, GBEKPO AUBAINS ; VELEDA, DORIS ; ARAUJO, JULIA ; BRUTO, LEONARDO ; FEITOSA, FERNANDO ; FLORES-MONTES, MANUEL ; LEFÈVRE, NATHALIE ; MELO, PEDRO ; OTSUKA, AMANDA ; TRAVASSOS, KEYLA ; SCHWAMBORN, RALF ; NEUMANN-LEITÃO, SIGRID . A Synoptic Assessment of the Amazon River-Ocean Continuum during Boreal Autumn: From Physics to Plankton Communities and Carbon Flux. Frontiers in Microbiology, v. 8, p. 1/1358-18, 2017.

2.
HOUNSOU-GBO, GBÈKPO AUBAINS2016HOUNSOU-GBO, GBÈKPO AUBAINS; SERVAIN, JACQUES ; ARAUJO, MOACYR ; MARTINS, EDUARDO SÁVIO ; BOURLÈS, BERNARD ; CANIAUX, GUY . Oceanic Indices for Forecasting Seasonal Rainfall over the Northern Part of Brazilian Northeast. American Journal of Climate Change, v. 05, p. 261-274, 2016.

3.
HOUNSOU-GBO, G. A.2015HOUNSOU-GBO, G. A.; ARAUJO, M. ; BOURLÈS, B. ; VELEDA, D. ; SERVAIN, J. . Tropical Atlantic Contributions to Strong Rainfall Variability Along the Northeast Brazilian Coast. Advances in Meteorology, v. 2015, p. 1-13, 2015.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Aubains Hounsou-gbo; SERVAIN, J. ; CANIAUX, G. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. ; VELEDA, D. . Long-term variations of SST and heat content in the Atlantic Ocean. In: European Geosciences Union General Assembly 2015, 2015, vienna. Geophysical Research Abstracts, 2015. v. 17.

2.
HOUNSOU-GBO G. A.; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. ; VELEDA, D. ; CANIAUX, G. . Lagged relationship between Oceanic Heat Content and SST in the tropical Atlantic. In: TAV/PIRATA 19 - OceanSITES - Brazil-EU Dialogues in Marine Research Meeting, 2014, 2014, Porto de Galinhas. TAV/PIRATA 19 - OceanSITES - Brazil-EU Dialogues, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; SERVAIN, J. ; ARAUJO, MOACYR ; CANIAUX, GUY ; BOURLÈS, BERNARD ; Diogene Fontenele . Tropical Atlantic variability and impacts on Rainy Seasons Over the Brazilian Northeast. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. . Tropical Atlantic indices for forecasting seasonal rainfall along the eastern coast of Brazilian northeast. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. ; VELEDA, D. . Tropical South Atlantic indices for forecasting seasonal rainfall along the eastern coast of Brazilian Nordeste. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. . Highlighting the Impacts of the Tropical Atlantic Over the Rainfall Seasons of Northeast Brazil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; BOURLES, B. ; CANIAUX, GUY . Oceanic Indices for Forecasting Seasonal Rainfall Over the Northern part of Brazilian Northeast. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
HOUNSOU-GBO, G. A.; SERVAIN, J. ; ARAUJO, M. ; MARTINS, E. S. ; BOURLES, B. ; CANIAUX, G. . Oceanic Indices to Forecast the Seasonal Rainfall Over the Northern Northeast of Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO; ARAUJO, MOACYR ; BOURLÈS, BERNARD ; SERVAIN, J. ; CANIAUX, G. ; Doris Regina Aires Veleda . Contribuições do Atlântico tropical à forte variabilidade da chuva na borda leste do Nordeste do Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
HOUNSOU-GBO G. A.; Moacyr Cunha de Araujo Filho ; BOURLES, B. ; Doris Regina Aires Veleda ; SERVAIN, J. . Tropical Atlantic Contributions to Rainfall Variability Along the Northeast Brazilian Coast. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
HOUNSOU-GBO G. A.; Moacyr Cunha de Araujo Filho ; BOURLES, B. ; SERVAIN, J. ; Doris Regina Aires Veleda . Tropical Atlantic Contributions to Rainfall Variability Along the Northeast Brazilian Coast. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
HOUNSOU-GBO G. A.; Moacyr Cunha de Araujo Filho ; BOURLES, B. ; Doris Regina Aires Veleda . TROPICAL ATLANTIC DYNAMICS AND THE IMPACTS ON THE RAINFALL VARIABILITY IN THE EASTERN NORTHEAST BRAZIL. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Demais tipos de produção técnica
1.
ARAUJO, MOACYR ; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO . Modelagem de Sistemas Aquáticos. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ARAUJO, MOACYR ; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO . Oceanografia Física 2 (OC431). 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
Moacyr Cunha de Araujo Filho; Doris Regina Aires Veleda; Marcus André Silva; GASPAR, F. L.; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO. Participação em banca de Leonardo Vieira Bruto da Costa. Fluxo de CO2 na interface oceano-atmosfera na borda oeste do Atlântico Tropical sob influência da Pluma do Rio Amazonas. 2017. Tese (Doutorado em Oceanografia (Oceanografia Física)) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
Moacyr Cunha de Araujo Filho; Monica Costa; Paulo Travassos; MELO, PEDRO; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO. Participação em banca de PEDRO TYAQUIÇÃ DA SILVA SANTOS. INFLUENCE OF REMOTE PROCESSES ON A SPACE-TIME VARIABILITY OF THE AMAZON RIVER PLUME. 2017. Tese (Doutorado em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PIRATA Research Project 20 Years Conference. Tropical Atlantic variability and impacts on Rainy Seasons Over the Brazilian Northeast. 2017. (Congresso).

2.
Reunião de Analise e Previsão Climática para o setor Leste do Nordeste.Contribuições do Atlântico tropical à forte variabilidade da chuva na borda leste do Nordeste do Brasil. 2015. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Minto Dimoune. VARIABILITE DES COUCHES DE MELANGE ET BARRIERE DANS L?ATLANTIQUE TROPICAL. 2015. Dissertação (Mestrado em Océanographie Physique et Applications) - Université d? Abomey-Calavi, . Coorientador: Gbekpo Aubains Hounsou Gbo.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
ARAUJO, MOACYR ; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO . Oceanografia Física 2 (OC431). 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ARAUJO, MOACYR ; Gbèkpo Aubains HOUNSOU-GBO . Modelagem de Sistemas Aquáticos. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 18:33:29