José Eduardo Bonini

Bolsista de Mestrado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0557440768814373
  • Última atualização do currículo em 29/10/2018


Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Geografia Física (PPGF) da Universidade de São Paulo (USP), possui Bacharel em Geografia pela mesma instituição. Atua na área de geografia física, com ênfase nos processos de movimentos gravitacionais de massa e em métodos de análise de suscetibilidade e risco a estes processos, especificamente modelos quantitativos e qualitativos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Eduardo Bonini
Nome em citações bibliográficas
BONINI, J. E.;BONINI, José Eduardo


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Geografia (Geografia Física).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Abordagem multiescalar do risco a movimentos de massa e da fragilidade ambiental: um ensaio no município de Ilhabela (SP),Orientador: Jurandyr Luciano Sanches Ross.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2014 - 2017
Graduação em Bacharelado em Geografia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Análise comparativa da capacidade preditiva entre dois modelos matemáticos para avaliação de suscetibilidade à escorregamentos rasos: um estudo de caso em Itaóca (Vale do Ribeira, SP).
Orientador: Profa. Dra. Bianca Carvalho Vieira.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Geoprocessamento aplicado à geomorfologia e ao Mapeamento Geomorfológico. (Carga horária: 9h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2018 - 2018
Cartografia de Riscos Naturais (Monitor). (Carga horária: 12h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2017 - 2017
Cartografia de Riscos Naturais. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2017 - 2017
Aplicações básicas do SIG à Geomorfologia.. (Carga horária: 8h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 8
Outras informações
Monitoria voluntária na disciplina FLG0251 - Geomorfologia I, ministrada pela Profa. Dra. Bianca Carvalho Vieira

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4
Outras informações
Monitoria voluntária na disciplina FLG0162 - Geografia Econômica, ministrada pela Profa. Dra. Maria Mónica Arroyo


Universidade do Porto, U.PORTO, Portugal.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Estágio de Pesquisa no Exterior, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estágio realizado com Bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE-IC - FAPESP). Projeto intitulado "Aplicação do Sistema de Informações Geográficas System for Automated Geoscientific Analyses na identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos utilizando modelos matemáticos de bases físicas", vinculado ao Projeto de Iniciação Científica FAPESP. Estágio realizado no Laboratório de Geografia Física da Universidade do Porto sob supervisão do Prof. Dr. Carlos Valdir de Meneses Bateira


Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto de Iniciação Científica intitulado "Identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos no município de Itaoca (Vale do Ribeira - SP)", sob orientação da Profª Dra. Bianca Carvalho Vieira.


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica (PIBIC), Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto de Iniciação Científica intitulado "A modernidade técnico-científica no cultivo de cana-de-açúcar para produção sucroalcooleira: Uma análise comparativa das províncias/Estados de São Paulo e Pernambuco (1875-1929)", sob orientação da Profª Dra. Rosa Ester Rossini.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica (PIBIC), Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto de Iniciação Científica (PIBIC) intitulado "A inserção das trabalhadoras de origem nipônica na agricultura familiar: o caso da região do Alto Tietê", sob orientação da Profª Dra. Rosa Ester Rossini.



Projetos de pesquisa


2017 - 2017
Aplicação do Sistema de Informações Geográficas System for Automated Geoscientific Analyses na identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos utilizando modelos matemáticos de bases físicas
Descrição: O software SAGA é um SIG relativamente recente, de livre acesso e com uma grande variedade aplicações; contudo, seu uso em pesquisas científicas é ainda bastante restrito no Brasil. Deste modo, o objetivo principal deste projeto foi aprofundar o conhecimento do programa SAGA, especialmente na geração de produtos cartográficos que apresentem parâmetros geotécnicos e hidrológicos variáveis e espacialmente distribuídos, aumentando eficiência das avaliações de suscetibilidade por meio do modelo SHALSTAB. Para atingir este objetivo foram estabelecidas três etapas metodológicas: (a) Trabalho em laboratório com o software SAGA GIS; (b) Trabalho de campo para medição de parâmetros hidrológicos e pedológicos de solos; e (c) Aplicação do SAGA GIS para tratamento e análise dos dados obtidos em campo. Os principais resultados foram os mapas de suscetibilidade com parâmetros geotécnicos e hidrológicos espacialmente distribuídos, gerados a partir do modelo matemático SHALSTAB..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Eduardo Bonini - Integrante / Carlos Valdir de Meneses Bateira - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2016 - 2017
Identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos no município de Itaoca (Vale do Rio Ribeira - SP)
Descrição: Vários métodos são usados usualmente para prever escorregamentos rasos em escalas de bacias hidrográficas. Dentre eles os modelos matemáticos em bases físicas apresentam vantagens por descrever fisicamente o processo por meio de equações matemáticas. Desta forma, o objetivo principal desta pesquisa consiste na identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos usando o modelo matemático SHALSTAB e valores geotécnicos e hidrológicos distribuídos utilizando o System for Automated Geoscientific Analyses. Foi selecionada uma bacia piloto na Serra do Mar, chamada Guarda-Mão e localizada no Vale do Ribeira de Iguape, devido a centenas de escorregamentos e uma grande corrida de detritos gerada após intensas chuvas em janeiro de 2014. Os métodos foram divididos em 3 etapas: (a) levantamento dos parâmetros geotécnicos, hidrológicos e cartográficos, e; (b) mapas de Suscetibilidade usando o modelo SHALSTAB dentro do SAGA e (c) estimativa do volume de sedimentos que podem alcançar as corridas de detritos. Os principais produtos gerados por este projeto serão os mapas de suscetibilidade a escorregamentos translacionais rasos utilizando valores distribuídos (ex. coesão) e a estimativa do volume de sedimentos que poderá alcançar as principais redes de drenagem e aumentar a capacidade de transporte e a magnitude das corridas de detritos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Eduardo Bonini - Integrante / Bianca Carvalho Vieira - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2016 - Atual
Mapeamento de Perigo a Corridas de Detritos: Proposta Metodológica para Previsão de Impactos
Descrição: A proposta tem como objetivo central avaliar o perigo a corridas de detritos a partir do uso conjunto de parâmetros morfométricos/morfológicos, de modelos matemáticos em bases físicas e do mapeamento do uso do solo. Esta pesquisa pretende focar seus objetivos em bacias hidrográficas localizadas em duas áreas experimentais que foram afetadas por intensas corridas de detritos da Serra do Mar Paulista, nos litorais Norte (Caraguatatuba) e Sul (Itaoca). Quanto aos métodos, pretende-se realizar (i) o levantamento dos parâmetros morfométricos e morfológicos, (ii) a caracterização das feições sedimentares geradas pelas corridas de detritos, (iii) a definição da suscetibilidade a escorregamentos rasos e a estimativa do volume de sedimentos, (iv) a correlação entre os volumes de precipitação os escorregamentos e as corridas de detritos e, por fim, (v) a definição do grau de perigo, considerando a definição dos tipos de uso e ocupação do solo. Com isso, acredita-se que esta proposta poderá contribuir com políticas públicas de previsão e monitoramento de área de perigo a corridas de detritos, podendo diminuir, assim, os danos causados por estes processos...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: José Eduardo Bonini - Integrante / Carlos Valdir de Meneses Bateira - Integrante / Camila Bertaglia Carou - Integrante / Bianca Carvalho Vieira - Coordenador / Tiago Damas Martins - Integrante / Marcelo Fischer Gramani - Integrante / Fabrizio de Luiz Rosito Listo - Integrante / Vivian Cristina Dias - Integrante / Maria Carolina Villaça Gomes - Integrante / Marcio Roberto M. de Andrade - Integrante / Irasema Alcántara Ayala - Integrante / Helen Cristina Dias - Integrante / Rebeca Durço Coelho - Integrante.
2015 - 2016
A modernidade técnico-científica no cultivo de cana-de-açúcar para produção sucroalcooleira: Uma análise comparativa das províncias/Estados de São Paulo e Pernambuco (1875-1929).
Descrição: Este trabalho teve como objetivo analisar as causas do insucesso dos engenhos centrais e sua subsequente transformação em Usinas Açucareiras nos Estados de Pernambuco e São Paulo,entre 1875 a 1945. Nossa metodologia consistiu em consultas a fontes primárias de dados referentes ao período, utilizando os conceitos de técnica, forma e função de Santos (1996) como base conceitual. Observou-se nos registros históricos uma nítida evolução das técnicas empregadas neste segmento da indústria, marcando o surgimento de um meio técnico-científico da indústria açucareira. A obsolescência do modelo dos engenhos centrais era um fato já no início do século XX, embora tenha representado, no seu surgimento, um grande avanço nas técnicas produtivas e, assim, um embrião do meio técnico-científico. A instalação de Usinas Açucareiras consolida o meio técnico-científico, sendo apoiada por uma política intervencionista do Instituto do Açúcar e do Álcool e por institutos de pesquisa agronômica. Contudo, tal política prejudicou, no longo prazo, o desenvolvimento das forças produtivas, dada sua longa vigência. É marcante seletividade espacial do processo de modernização desta indústria, muito mais pronunciado no Estado de São Paulo que no de Pernambuco..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Eduardo Bonini - Integrante / Rosa Ester Rossini - Coordenador.
2015 - 2015
A inserção das trabalhadoras de origem nipônica na agricultura familiar: o caso da região do Alto Tietê.
Descrição: Estudo que se refere à imigração japonesa para o Brasil, em especifico a cidade de Mogi das Cruzes, abordando o papel da mulher nipônica na agricultura familiar. Considerando a imigração japonesa no início do século XX até o período atual. Aborda-se nesta pesquisa o território e seu uso pelas mulheres nipônicas da comunidade, na cidade de Mogi das Cruzes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Eduardo Bonini - Integrante / Rosa Ester Rossini - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
BONINI, José Eduardo; Vieira, Bianca Carvalho ; Martins, Tiago Damas ; Gramani, Marcelo . Parâmetros morfológicos e os escorregamentos na bacia do rio Gurutuba, Vale do Ribeira (SP). In: Archimedes Perez Filho; Raul Reis Amorim. (Org.). Os Desafios da Geografia Física na Fronteira do Conhecimento. 1ed.: INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - UNICAMP, 2017, v. 1, p. 4011-4019.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CAROU, C. B. ; BONINI, J. E. ; VIEIRA, B. C. ; MARTINS, T. D. ; GRAMANI, M. F. . Morphological assessment of shallow landslides in Gurutuba basin, São Paulo state, Brazil. In: 9th INTERNATIONAL CONFERENCE ON GEOMORPHOLOGY (9th ICG), 2017, New Delhi. 9th INTERNATIONAL CONFERENCE ON GEOMORPHOLOGY (9th ICG), 2017.


Demais tipos de produção técnica
1.
BONINI, J. E.. Introdução ao SAGA GIS - System for Automated Geoscientific Analyses. 2018. .



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
25º Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP.Identificação de áreas suscetíveis a escorregamentos rasos no município de Itaóca (Vale do Ribeira, SP). 2017. (Simpósio).

2.
XVII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada.Parâmetros morfológicos e os escorregamentos na bacia do rio Gurutuba, Vale do Ribeira (SP). 2017. (Simpósio).

3.
24º Seminário Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP (SIICUSP).Iniciação Científica (PIBIC-CNPq) "A modernidade técnico-científica no cultivo de cana-de-açúcar para produção sucroalcooleira: Uma análise comparativa das províncias/Estados de São Paulo e Pernambuco no período 1875-1929".. 2016. (Seminário).

4.
Avaliação da Suscetibilidade a Movimentos de Vertentes: Métodos de Bases Estatísticas (Palestra GPmorfo. 2016. (Encontro).

5.
I Workshop do Programa de Pós-Graduação em Geografia Física (monitor). 2016. (Encontro).

6.
Seminário Internacional Geografia e Finanças. 2016. (Seminário).

7.
23º Seminário Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP (SIICUSP).Iniciação Científica (PIBIC-CNPq) "A inserção das trabalhadoras de origem nipônica na agricultura familiar: o caso da região do Alto Tietê".. 2015. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/11/2018 às 1:17:12