Daniela de Oliveira Faria

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0546161382554387
  • Última atualização do currículo em 30/03/2018


Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa do CNPQ Indisciplinar, sediado na Escola de Arquitetura da UFMG, nas linhas de pesquisa de "Cultura e Território", "Neoliberalização da Política Urbana e Gentrificação", "Cartografias críticas" e "Produção do Comum". Prévia atuação na área de Artes Visuais (Fotografia Digital). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Daniela de Oliveira Faria
Nome em citações bibliográficas
FARIA, D. O.


Formação acadêmica/titulação


2014
Graduação em andamento em Arquitetura e Urbanismo.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2011 - 2013
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Bernoulli, BERN, Brasil.
2003 - 2010
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Magnum Agostiniano Cidade Nova, CMA, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Intercâmbio 2016 - Edital Circula Minas. (Carga horária: 30h).
Madrid - Espanha, MADRID, Espanha.
2015 - 2015
Laboratórios cidadãos. (Carga horária: 4h).
Eletronika, ELETRONIKA, Brasil.
2015 - 2015
Workshop Em Breve Aqui. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2015 - 2015
Topologia de redes. (Carga horária: 18h).
Eletronika, ELETRONIKA, Brasil.
2007 - 2011
Curso de Língua Inglesa. (Carga horária: 360h).
Greenwich Schools, GS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 24


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 20

Atividades

02/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Arquitetura, .



Linhas de pesquisa


1.
Cultura e Território

Objetivo: A cultura e seus diversos campos teóricos relacionando cultura e natureza, cultura e civilização, cultura erudita e cultura popular, a lógica cultural do capitalismo tardio, cultura na era do capitalismo cognitivo, cultura e mercado, cidades criativas, cultura e território, cultura e resistência positiva, cultura e biopolítica, ativismo cultural, artes e artesanias, tecnologia social, criação e resistência.
2.
Neoliberalização da Política Urbana e Gentrificação

Objetivo: Procura-se investigar a neoliberalização da política urbana em curso a partir de uma avaliação crítica das experiências de aplicação e concepção de Operações Urbanas. Este instrumento urbanístico de flexibilização dos controles de uso e ocupação do solo a partir de PPPs vem assumindo uma primazia sobre os demais instrumentos de planejamento previstos no Plano Diretor Municipal, o que tem implicado na crescente subordinação dos interesses coletivos aos privados.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
3.
Cartografias críticas e Produção do Comum

Objetivo: Estudo e produção de cartografias (críticas, colaborativas e/ou experimentais) que são construídas coletivamente e não somente mapeiam o cotidiano dos campos de pesquisa do grupo como também têm um papel importante na transformação da realidade durante seu processo cartográfico. Produção micropolítica voltada para ações sociais e construção de um campo potente na práxis integrada ao desenvolvimento de conhecimento que se quer transformador e gerador de novas realidades sociais.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Urbana.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes Plásticas / Especialidade: Desenho.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Financiamento do desenvolvimento urbano, planejamento, inclusão socioterritorial e justiça social nas cidades brasileiras
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Cartografias das lutas territoriais
Descrição: Esta pesquisa faz parte do grupo de pesquisa Indisciplinar (www.indisciplinar.com) e foi resultado do início da construção de uma rede de investigação criada em 2014 denominada "Tecnopolíticas: territórios urbanos e redes digitais" e tem como objetivo desenvolver uma série de processos cartográficos através de de tecnopolíticas que conectem redes e ruas. Além de reuniões semanais entre pesquisadores e com movimentos sociais, participação em audiências públicsa, reuniões de conselhos municipais, atos e manifestações políticas, ações ativistas, construção de fanpages, flyers, memes, cartilhas, produção de artigos científicos, livros, revistas, realização de seminários e workshops, aulões abertos, realiza-se uma série de processos investigativos utilizam principalmente: 1) construção de plataformas georreferenciadas via crowdmap, identificando e georreferenciando as disputas territoriais em diversos níveis; 2) fanpages no facebook para que se possa realizar uma série de análises topológicas de rede que irão auxiliar na compreensão das formas de conexão, tanto territorial quanto de rede, entre os movimentos sociais, partidos, sindicatos, coletivos de arquitetura, advogados ativistas, enfim, os múltiplos atores envolvidos nas disputas territoriais em toda ibero américa; 3) página wiki contendo conteúdos detalhados que são também desenvolvidos e relatados coletivamente e colaborativamente. A principal plataforma que envolve múltiplas lutas territoriais é a URBANISMO BIOPOLÍTICO, mas muitas outras plataformas e frentes de ação estão envolvidas neste projeto: Natureza Urbana, Cultura e Território, EBA_ Em Breve Aqui, dentre outras. Esta pesquisa também se cruza aos projetos de extensão vinculados ao programa extensionista IND.LAB - Laboratório Nômade do Comum - , que busca formar uma rede de protagonismo comunitário à partir de tecnologia social baseada em plataformas online utilizando mapas georreferenciados, além da produção de diagramas e cartografias críticas colaborativas: 1) Cartografias Emergentes; 2) Compartilhamento e Distribuição do Comum; 3) Artesanias do comum. Pesquisas de Trabalho de Conclusão de Curso, de Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado também estão envolvidas nesta pesquisa Cartografia das Lutas Territoriais.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela de Oliveira Faria - Integrante / Natacha Rena - Coordenador / Marcelo Maia - Integrante / Julia Avila Franzoni - Integrante / Paula Bruzzi Berquó - Integrante / Nuno Neves - Integrante / Ana Isabel de Sá - Integrante / Marcela Silviano Brandão - Integrante / Clara Luiza Miranda - Integrante / Joviano Mayer - Integrante / André Victor Ramos - Integrante / Octávio Pena - Integrante / Amanda Guimarães - Integrante / Larissa Scarpelli - Integrante / Felipe Soares - Integrante / Mariana Moura - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Arquitetura e Urbanismo.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Fotografia.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Design.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FRANZONI, Júlia Ávila2016FRANZONI, Júlia Ávila ; FARIA, D. O. ; RENA, Natacha . Nós entre tramas: cartografia indisciplinar na Izidora. Revista Indisciplinar, v. 2, p. 29-55, 2016.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ÁVILA, Júlia ; FARIA, D. O. . E agora, Izidora?. InDebate, p. http://indebate.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ÁVILA, Júlia ; FARIA, D. O. . Ação-direta em rede e direito à cidade: #ResisteIzidora e a potência tecnopolítica das lutas urbanas. In: Urbanismo em Comum, 2017, Salvador. Anais do evento Urbanismo em Comum, 2017.

2.
ÁVILA, Júlia ; FARIA, D. O. ; RENA, Natacha . Cartografia Indisciplinar do conflito da Izidora em Belo Horizonte. In: Contested Cities, 2016, Madrid. Working Papers Series, 2016.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, N. ; FARIA, D. O. ; CHAVES, M. P. . Feminismo e o espaço urbano: apontamentos para o debate. In: XVII Encontro Nacional Anpur, 2017, São Paulo. Desenvolvimento, crise e resistência: quais os caminhos do planejamento urbano e regional?, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
ALVES, N. ; FARIA, D. O. ; CHAVES, M. P. . Feminismo e o espaço urbano: apontamentos para o debate. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
ÁVILA, Júlia ; FARIA, D. O. . Ação-direta em rede e direito à cidade: #ResisteIzidora e a potência tecnopolítica das lutas urbanas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
AVILA, J. ; RENA, Natacha ; FARIA, D. O. . Cartografia indisciplinar do conflito da Izidora em Belo Horizonte. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
FARIA, D. O.. Lutas territoriais e urbanismo biopolítico no Vetor Norte de Belo Horizonte. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
FARIA, D. O.. A arte na luta territorial das ocupações da Izidora. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
RENA, Natacha ; MALINI, F. ; RENA, A. ; BRUNO, F. ; DANDREA, C. ; FARIA, D. O. . O que dizem as redes?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
FARIA, D. O.. InDebate. 2016; Tema: Blog de debate do grupo de pesquisa Indisciplinar.. (Blog).

2.
RENA, N. S. A. ; FARIA, D. O. . DocPósDoc. 2016; Tema: Urbanismo Neoliberal, Produção do Comum e o Novo Municipalismo Espanhol. (Blog).

3.
FARIA, D. O.; GONCALVES, Brenda . Grupo de Pesquisa Indisciplinar. 2015. (Blog).

4.
RENA, Natacha ; AVILA, J. ; FARIA, D. O. ; CHAVES, M. P. ; GONCALVES, Brenda . Operações urbanas em Belo Horizonte. 2015; Tema: Operações urbanas em Belo Horizonte. (Blog).

5.
FARIA, D. O.. Urbanismo Biopolítico. 2015. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
ÁVILA, Júlia ; FARIA, D. O. ; CASTRO, B. . Workshop: Ferramentas Tecnopolíticas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
FARIA, D. O.; CASTRO, B. ; CHAVES, M. P. ; TAVARES, G. . Oficina: Tecnopolíticas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
RENA, Natacha ; SA, Ana Isabel ; BRANDAO, M. S. ; FARIA, D. O. . Workshop: Laboratorio Ciudadano Cartografías Indisciplinares del Urbanismo Biopolítico. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
RENA, Natacha ; FARIA, D. O. . Mapa Cultura BH - Mapeamento da cultura nas ocupações da Izidora. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

5.
RENA, Natacha ; MAIA, Marcelo ; FONSECA, Anne ; NEVES, N. ; MENDES, Octávio ; FARIA, D. O. . Mapa Natureza Urbana - mapeamento de parques de Belo Horizonte. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

6.
MAIA, Marcelo ; RENA, Natacha ; FARIA, D. O. . Mapa Em Breve Aqui - Mapeamento dos vazios no centro de Belo Horizonte. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

7.
FARIA, D. O.. Caravana: intervenção urbana em Catas Altas, Minas Gerais. 2014. (Caderno Técnico).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Terceira Oficina Nacional do Projeto: Financiamento do desenvolvimento urbano, planejamento, inclusão socioterritorial e justiça social nas cidades brasileiras. 2017. (Oficina).

2.
XVII Encontro Nacional Anpur. Feminismo e o espaço urbano: apontamentos para o debate. 2017. (Congresso).

3.
Circuito de Arquitetura e Urbanismo BH.BH S/A: Empresariamento do espaço urbano. 2016. (Seminário).

4.
Congresso Internacional Contested Cities. Cartografia indisciplinar do conflito da Izidora em Belo Horizonte. 2016. (Congresso).

5.
Primeira Oficina Nacional do Projeto: Financiamento do desenvolvimento urbano, planejamento, inclusão socioterritorial e justiça social nas cidades brasileiras.Ferramentas Tecnopolíticas. 2016. (Oficina).

6.
Segunda Oficina Nacional do Projeto: Financiamento do desenvolvimento urbano, planejamento, inclusão socioterritorial e justiça social nas cidades brasileiras.As novas e velhas formas de resistência: o caso Izidora.. 2016. (Oficina).

7.
Cidade Eletronika 2015.O que dizem as redes?. 2015. (Seminário).

8.
Fórum Urbano: Cidade e Ecologia. 2015. (Outra).

9.
II Seminário de Crítica e Estética da Arte (USP-SP).A arte na luta territorial das ocupações da Izidora. 2015. (Seminário).

10.
Semana do Conhecimento Luminosidades (UFMG).Lutas territoriais e urbanismo biopolítico no Vetor Norte de Belo Horizonte. 2015. (Outra).

11.
Arché+Techné - Discussão sobre o projeto da Escola de Arquitetura da UFMG no Campus Pampulha. 2014. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RENA, Natacha ; CHAVES, M. P. ; SOARES, F. ; ALVES, N. ; FARIA, D. O. ; MEZZACAPPA, L. ; CASTRO, B. . Verão Arte Contemporânea: A razão neoliberal ataca o território. 2017. (Outro).

2.
RENA, Natacha ; BRANDAO, M. S. ; BRAGANCA, L. ; SA, Ana Isabel ; FARIA, D. O. . Verão Arte Contemporânea: Natureza Urbana e Produção do Comum. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/10/2018 às 24:43:37