Victor Saldanha Priebe

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4902802445795100
  • Última atualização do currículo em 20/12/2018


Mestre em Direito sob a linha de pesquisa de Políticas Públicas de Inclusão Social pela Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC. Especializando em Direito Processual Civil pela Escola Paulista de Direito - EPD. Graduado em Direito pela Universidade Luterana do Brasil - ULBRA. Membro do grupo de pesquisa Políticas públicas no tratamento de conflitos, vinculado ao CNPq e liderado pela Professora Pós-Drª Fabiana Marion Spengler. Advogado atuante na área do Direito Civil com ênfase em Direito Processual Civil. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Victor Saldanha Priebe
Nome em citações bibliográficas
PRIEBE, V. S.


Formação acadêmica/titulação


2015 - 2017
Mestrado em Direito.
Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC, Brasil.
Título: Tempos do Direito: A razoável duração do processo sob a ótica do Conselho Nacional de Justiça (CNJ),Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Fabiana Marion Spengler.
2018
Especialização em andamento em Direito Processual Civil. (Carga Horária: 360h).
Escola Paulista de Direito, EPD, Brasil.
Título: Princípio processual constitucional da razoável duração do processo: o papel da mediação e conciliação na celeridade da tramitação processual.
Orientador: Fernanda Tartuce Silva.
2008 - 2014
Graduação em Direito.
Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul, ULBRA, Brasil.
Título: Da (im)possibilidade de banalização na concessão de tutelas de urgência, a partir da garantia fundamental de razoável duração dos processos frente ao projeto de novo código de processo civil.
Orientador: Daniel Dottes de Freitas.




Formação Complementar


2018 - 2018
Extensão universitária em Princípios do processo civil. (Carga horária: 4h).
Escola Paulista de Direito, EPD, Brasil.
2018 - 2018
Extensão universitária em Formação docente para professores de direito. (Carga horária: 10h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
2018 - 2018
Extensão universitária em Argumentação jurídica. (Carga horária: 5h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
2018 - 2018
Extensão universitária em Desconsideração da personalidade jurídica. (Carga horária: 2h).
Escola Paulista de Direito, EPD, Brasil.
2017 - 2017
Extensão universitária em Novas tecnologias da aprendizagem: Políticas educacionais. (Carga horária: 12h).
Instituto Phorte Educação, IPE, Brasil.
2017 - 2017
Extensão universitária em Novas tecnologias na aprendizagem: Didática aplicada. (Carga horária: 12h).
Instituto Phorte Educação, IPE, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Curso Novo Código de Processo Civil. (Carga horária: 63h).
Escola Superior da Advocacia - RS, ESA, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em Capacitação em direito processual civil. (Carga horária: 21h).
Escola Superior da Advocacia - RS, ESA, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Atualização em direito. (Carga horária: 120h).
Faculdade IDC, FIDC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20

Atividades

03/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , PPGD - Mestrado, .


Saldanha Advogados, SALDANHA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Sócio, Enquadramento Funcional: Advogado, Carga horária: 20
Outras informações
Atua como advogado sócio especialmente nas áreas de Execuções, Recursos e Contratos. Atua também como auxiliar na manutenção dos processos cíveis.



Linhas de pesquisa


1.
Políticas públicas no tratamento de conflitos

Objetivo: 1. Identificar e delimitar as crises do Judiciário e as atuais Políticas Públicas no tratamento das mesmas; 2. Identificar e delimitar das atuais alternativas para superar tais crises; 3. Delinear os aspectos importantes de aplicação destas novas alternativas nas esferas judicial e extrajudicial; 4. Analise da importância da autonomização e do empoderamento das partes na resolução dos conflitos; 5. Investigar, na atual inserção social, a possibilidade de utilização da justiça comunitária como meio convencional, autonomizador e democrático para o tratamento de conflitos sociojurídicos.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Palavras-chave: consenso; Conflito; crise; Jurisdição; Mediação; Políticas Públicas.
2.
Acesso à justiça e jurisdição

Objetivo: a) Demarcar os contornos fundacionais dos modelos de Estado e Jurisdição definindo seus pontos de exaurimento; b) Perscrutar a natureza multifacetária da complexidade das relações sociais que determinam as transformações da jurisdição; c) Investigar as diversas formas e possiiblidades de acesso à justiça; d) Delimitar o acesso à justiça como o mais básico dos direitos.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público / Especialidade: Direito Processual Civil.
Palavras-chave: Acesso à justiça; Conflito; Conciliação; consenso; Jurisdição; Mediação.


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Revista Jurídica da UFERSA - REJUR


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Privado/Especialidade: Direito Civil.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Processual Civil.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito/Especialidade: Teoria Geral do Processo.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Tributário.
5.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Constitucional.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1PRIEBE, V. S.2018 PRIEBE, V. S.. Tempo social e do direito como instrumento da razoável duração do processo. REVISTA DE PROCESSO, v. 282, p. 141-175, 2018.

2.
3PRIEBE, V. S.2017PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . A razoável duração do processo na jurisdição brasileira. Revista eletrônica de direito processual, v. 18, p. 165-191, 2017.

3.
2PRIEBE, V. S.2017 PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . O papel do município como fomentador da política pública de tratamento adequado dos conflitos instituída na resolução 125 do CNJ. REVISTA LIBERTAS, v. 3, p. 180-197, 2017.

4.
4PRIEBE, V. S.2017PRIEBE, V. S.; FREITAS, D. D. . A política pública nacional de tratamento de conflitos como fonte de empoderamento social e democrático. REVISTA DIREITO E DESENVOLVIMENTO, v. 8, p. 55-70, 2017.

5.
6PRIEBE, V. S.2016PRIEBE, V. S.. Capacidade contributiva e progressividade como princípios tributários que facilitam a implementação da justiça fiscal. REVISTA TRIBUTÁRIA E DE FINANÇAS PÚBLICAS, v. 131, p. 127-138, 2016.

6.
5PRIEBE, V. S.2016PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . Resoluções 125/2010 e 194/2014 do CNJ: políticas públicas em prol da razoável duração dos processos através da qualidade na prestação jurisdicional e desenvolvimento social. Revista Jurídica Direito & Paz, v. 2, p. 320-336, 2016.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PRIEBE, V. S.. Tempos do direito: a razoável duração do processo sob a ótica do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 1. ed. Santa Cruz do Sul: Essere nel Mondo, 2018. 105p .

Capítulos de livros publicados
1.
FREITAS, D. D. ; PRIEBE, V. S. . Aporte contributivo dos métodos autocompositivos no regime democrático de direito bresileiro. In: Clovis Gorczevski. (Org.). Direitos Humanos e Participação Política. 1ed.Porto Alegre: Imprensa Livre, 2018, v. IX, p. 236-257.

2.
SANTOS, D. M. ; SCWANTES, H. ; PRIEBE, V. S. . O juiz como terceiro interessado no célere tratamento do conflito. In: Fabiana Marion Spengler; Theobaldo Spengler Neto. (Org.). O conflito e o terceiro: mediador árbitro, juiz, negociador e conciliador. 1ed.Santa Cruz do Sul: Essere nel Mondo, 2018, v. 1, p. 165-182.

3.
PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . Políticas Públicas do CNJ em prol da razoável duração dos processos. In: Marli M. Moraes da Costa; Mônia Clarissa Henning Leal. (Org.). Políticas públicas no constitucionalismo contemporâneo VIII. 1ed.Curitiba: Multideia, 2017, v. 1, p. 83-99.

4.
PRIEBE, V. S.; SCHWANTES, H. ; OLIVEIRA, J. . Impactos práticos e psicológicos das políticas públicas de autocomposição na razoável duração do processo civil brasileiro. In: Fabiana Marion Spengler; Theobaldo Spengler Neto. (Org.). Políticas públicas de autocomposição no Código de Processo Civil brasileiro. 1ed.Santa Cruz do Sul: Essere nel Mondo, 2017, v. , p. 32-51.

5.
PRIEBE, V. S.; SOUZA, D. K. ; DURANTE, I. S. . Arbitragem. In: Fabiana Marion Spengler; Theobaldo Spengler Neto. (Org.). Mediação, conciliação e arbitragem: artigo por artigo. 1ed.Rio de Janeiro: FGV Editora, 2016, v. 1, p. 179-215.

6.
PRIEBE, V. S.; MOTTA, C. ; WRASSE, H. P. . A política pública nacional de tratamento de conflito como fonte de empoderamento social e comunitário em prol da efetividade da jurisdição. In: Fabiana Marion Spengler; Theobaldo Spengler Netto. (Org.). As múltiplas portas do conflito e as políticas públicas para o seu tratamento. 1ed.Curitiba: Multideia, 2016, v. , p. 109-124.

7.
PRIEBE, V. S.. Os entrelaçamentos das concepções de tempo, poder e modernidade. In: Marli Marlene Moraes da Costa. (Org.). Direito & Políticas Públicas. XIed.Curitiba: Multideia, 2016, v. , p. 385-397.

8.
PRIEBE, V. S.. Da (im) possibilidade de banalização na concessão de tutelas de urgência, a partir da garantia fundamental de razoável duração dos processo frente ao projeto de novo código de processo civil. In: João Alexandre Netto Bittencourt; Daniel Dottes de Freitas. (Org.). Ex Libiris: Estudos Jurídicos da Ulbra Campus Cachoeira do Sul. 3ed.São Paulo: Perse, 2013, v. 1, p. 184-239.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SCHWANTES, H. ; OLIVEIRA, J. ; PRIEBE, V. S. . Repercussões práticas e psicológicas da autocomposição no tempo do processo. Revista Mediação & Justiça, Porto Alegre, p. 47 - 60, 11 set. 2018.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . Resoluções 125/2010 e 194/2014 do CNJ: políticas públicas em prol da razoável duração dos processos através da qualidade na prestação jurisdicional e desenvolvimento social. In: XIII Seminário Internacional de Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea, 2016, Santa Cruz do Sul. XIII Seminário Internacional de Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea. Santa Cruz do Sul, 2016.

2.
PRIEBE, V. S.. Os entrelaçamentos das concepções de tempo, poder e modernidade. In: XII Seminário nacional demandas sociais e políticas públicas na sociedade contemporânea e II Mostra de trabalhos científicos, 2016, Santa Cruz do Sul. Seminário Nacional Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea, 2016.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PRIEBE, V. S.; SCHWANTES, H. ; OLIVEIRA, J. . Tempo do processo e autocomposição: repercussões práticas e psicológicas. In: VIII Salâo de Ensino e de Extensâo, 2017, Santa Cruz do Sul. Salão de Ensino e de Extensâo: inovação na aprendizagem. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
PRIEBE, V. S.. Aspectos gerais da Mediação e Conciliação. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
PRIEBE, V. S.. Resolução de conflitos comunitários. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
PRIEBE, V. S.. O espaço local como fomentador da política pública de tratamento dos conflitos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
PRIEBE, V. S.; SCHWANTES, H. ; OLIVEIRA, J. . Tempo do processo e autocomposição: repercussões práticas e psicológicas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
PRIEBE, V. S.. Os entrelaçamentos das concepções de tempo, poder e modernidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
PRIEBE, V. S.; SPENGLER, F. M. . Resoluções 125/2010 e 194/2014 do CNJ: políticas públicas em prol da razoável duração dos processos através da qualidade na prestação jurisdicional e desenvolvimento social. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PRIEBE, V. S.; BITTENCOURT, J. A. N.; MAGALHAES, E.. Participação em banca de Ielva Terezinha Aued de Oliveira.Judicialização do direito à sáude: entre a dignidade da pessoa humana e a reserva do possível. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

2.
PRIEBE, V. S.; BITTENCOURT, J. A. N.; MAGALHAES, E.. Participação em banca de Ismael Silveira Loreto.Ineficácia do estatuto do desarmamento na regulação dos indícios de criminalidade do Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

3.
PRIEBE, V. S.; BITTENCOURT, J. A. N.; MAGALHAES, E.. Participação em banca de Luiz Rogério de Matos Júnior.Influências sociológicas na delinquência juvenil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

4.
PRIEBE, V. S.; BITTENCOURT, J. A. N.; MAGALHAES, E.. Participação em banca de Nathan Augusto Müller.Os desafios para a legislação brasileira no combate aos crimes cibernéticos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

5.
PRIEBE, V. S.; BITTENCOURT, J. A. N.; MUNHOZ, L. M. V.. Participação em banca de Clausiane Moreira Tatsch.O uso da carta psicografada como meio de prova no tribunal do júri. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

6.
PRIEBE, V. S.; MUNHOZ, L. M. V.; WILLIG, R. I. L.. Participação em banca de Douglas Pohlmann Bittencourt.Sistema prisional brasileiro: obstáculos à segurança pública. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

7.
PRIEBE, V. S.; DABULL, M. S.; MAGALHAES, E.. Participação em banca de Mairo de Melo Menezes.O conceito de saúde física do trabalhador e seu efeito na aposentadoria especial. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.

8.
PRIEBE, V. S.; DABULL, M. S.; ZAHN, R. F. S.. Participação em banca de José Augusto Pohlmann.Incidência da Súmula nº 636 do STF, nos recursos extraordinários contra decisões proferidas por Turmas Recursais dos Juizados Especiais. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Luterana do Brasil, Cachoeira do Sul.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Workshop - Mediação de conflitos: uma experiência viva. 2018. (Outra).

2.
Seminário intensivo de estudos e conhecimento sobre o método APAC. 2018. (Seminário).

3.
Aula Magna do Curso de Direito - O que é ser um jurista em um país de torcedores. 2017. (Outra).

4.
Giornata di studi su Conflitto, mediazione sociale, diritti umani - V Edizione. 2017. (Seminário).

5.
III Semana do Ministério Público - Cachoeira do sul. 2017. (Seminário).

6.
I Workshop - Mediação de conflitos: uma experiência viva. 2017. (Outra).

7.
XIII Seminário internacional demandas sociais e políticas públicas na sociedade contemporânea e IX Mostra internacional de trabalhos científicos. 2016. (Seminário).

8.
XII Seminário nacional demandas sociais e políticas públicas na sociedade contemporânea e II Mostra de trabalhos científicos. 2016. (Seminário).

9.
II Colóquio de ética, filosofia política e direito: um debate crítico sobre a bioética, políticas públicas de saúde e direito. 2015. (Simpósio).

10.
I Seminário internacional - Observatório da jurisdição constitucional latino-americana. 2015. (Seminário).

11.
XII Seminário Internacional de Demandas Sociais e Políticas Públicas e VIII Mostra de Trabalhos Jurídicos Científicos. 2015. (Seminário).

12.
XI Seminário nacional demandas sociais e políticas públicas na sociedade contemporânea. 2015. (Seminário).

13.
SEGURANÇA: um caminho com começo, meio e fim.. 2013. (Oficina).

14.
XIV Simpósio Nacional de Direito. 2013. (Simpósio).



Outras informações relevantes


Proficiente na língua inglesa.
Proficiente na língua espanhola.
Disponível para atuar como docente em campi que não seja na região onde reside.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 15:34:24