Ghisana Fedrigo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0975452022325817
  • Última atualização do currículo em 31/10/2018


Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, atuando principalmente na linha de pesquisa em ligas leves. Têm experiência em soldagem por fricção em ligas de alumínio, especialmente na liga Al7075. Atualmente dedica-se a pesquisa em ligas de titânio e os processos de fabricação para este material, principalmente na liga Ti6Al4V - ELI. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ghisana Fedrigo
Nome em citações bibliográficas
FEDRIGO, G.


Formação acadêmica/titulação


2013
Graduação em andamento em Engenharia Mecânica.
Instituto Federal Catarinense, IF-Catarinense, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2010 - 2012
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Marista Frei Rogério, CMFR, Brasil.
2002 - 2009
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Marista Frei Rogério, CMFR, Brasil.




Atuação Profissional



Instituto Federal Catarinense, IF-Catarinense, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de pesquisa, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2015 - 2015
Otimização dos parâmetros de soldagem de fricção por ponto com pino consumível em liga Al7075

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Mario Wolfart Junior em 29/07/2016.
Descrição: O projeto objetiva o reparo de matrizes de Al7075 com solda por fricção com pino consumível também dessa liga, já que métodos convencionais de soldagem nesta liga, apresentam uma série de dificuldades devido às características deste metal. Sendo assim, pode-se realizar esta soldagem na liga Al7075 em função dos parâmetros pré-determinados como, velocidade de rotação e carga axial, sendo que estes influenciam na qualidade da solda. Este processo de soldagem foi patenteado na década de 1990, porém há poucos estudos desta técnica no alumínio, principalmente na liga Al7075. No Brasil, há pouco histórico da realização deste processo de soldagem. Desta forma, será adaptada a fresadora diplomatic 3001 no IFC para realizar o processo. Assim, já com a liga soldada, serão realizadas as analises macroscópicas no microscópio estéreo, microscópicas no microscópio ótico, ensaio de dureza, para observar as características desta solda da qualidade da mesma. Além disso, será possível escrever o relatório final e adaptação dessa técnica de soldagem na empresa Moldes Brasil, da região do Meio Oeste Catarinense que conta com a presença de diversas indústrias do ramo metal mecânico. O desenvolvimento deste projeto de extensão auxiliará as empresas envolvidas com a confecção de moldes de alumínio, na obtenção de melhores resultados na soldagem da liga Al7075 através do processo de solda por fricção com pino consumível. Por sua vez, pelo fato de ser fácil de automatizar, acarretará em boa repetitividade dos resultados e alto nível de qualidade. Além disso, com a introdução deste tipo de soldagem, não existe agressão ao sistema respiratório do operador, devido à ausência da emissão de gases e radiação residual, em comparação com as soldas convencionais. Também por causa disso, este processo se torna amigável ao meio ambiente. O resultado esperado é um equipamento que realize a soldagem por fricção com pino consumível, otimizando os parâmetros para que se obtenha um cordão de solda sem defeitos, sem porosidade, com uma adesão do depósito ao substrato, modificação da microestrutura e redução da zona termicamente afetada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2014
Otimização de parâmetros de solda por deposição superficial por fricção em liga de alumínio AL7075.

Projeto certificado pela empresa MOLDES BRASIL FERRAMENTARIA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - EPP em 04/03/2015.
Descrição: O principal objetivo deste projeto é a caracterização da solda por deposição superficial por fricção na liga de alumínio Al7075. Este processo de soldagem foi patenteado em 1941, porém há poucos estudos desta técnica no alumínio, principalmente na liga Al7075. No Brasil, há pouco histórico da realização deste processo de soldagem. A região do meio oeste catarinense conta com a presença de diversas indústrias do metal ? mecânica. Com o desenvolvimento deste projeto de pesquisa, será possível auxiliara as mesmas na obtenção e recuperação de melhores soldas na liga Al7075 através do processo de deposição superficial por fricção. Também, por ser fácil de automatizar, acarretará em boa repetitividade dos resultados e alto nível de qualidade. O projeto consistirá a otimização de um equipamento capaz de realizar o processo de soldagem por deposição superficial por fricção. Através disso, pode-se realizar esta soldagem na liga Al7075 em função dos parâmetros pré-determinados que influenciem na qualidade da solda. Assim, já com a liga soldada, serão realizados as analises macroscópicas e microscópicas e ensaios de dobra, para observar a características desta solda a qualidade da mesma. Serão comparados os resultados na bibliografia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ghisana Fedrigo - Integrante / Mario Wolfart Júnior - Coordenador / Gabriel Alvisio Wolfart - Integrante.


Projetos de extensão


2016 - Atual
Avaliação do comportamento da fadiga da liga de titânio Ti-6Al-4V em componentes biomédicos e aeroespaciais.

Projeto certificado pela empresa INDUSTRIA CATARINENSE AEROESPACIAL LTDA - ME em 14/03/2017.
Descrição: A ligas de titânio Ti-6Al-4V é altamente aplicada na indústria aeroespacial, automobilística, petroquímica, naval e biomédica devido as propriedades importâncias como boa resistência à corrosão e a fluência, alta resistência específica, biocompatibilidade e estabilidade metalúrgica. Como grande parte da sua aplicação são em peças e componentes que sofrem tensões e carregamentos cíclicos, é importante entender o comportamento da vida em fadiga. Grande parte das falhas mecânicas são decorrentes da propagação de trinca e ruptura ocasionadas pela fadiga. A presença das fases alfa e beta α+β, influenciam na microestrutura da liga, que por sua vez também influência no comportamento da fadiga. Quanto mais refinada for microestrutura lamelar, maior é a resistência à fadiga. Para determinar a vida em fadiga desta liga, será realizado ensaios de fadiga no equipamento de flexão cíclica desenvolvido no IFC Luzerna. Os corpos de prova para o ensaio de fadiga serão fabricados no IFC Luzerna, após a otimização de parâmetros de usinagem para esta liga. Através destes ensaios de flexão cíclica, será levantado a curva S-N, indicando a quantidade de ciclos que a liga suporta a determinada carga aplicada. Com os resultados obtidos do projeto, será possível auxiliar o Arranjo Produtivo Local ? APL com informações como melhorias no processo de fabricação de componentes da liga Ti-6Al-4V, e também dados da vida em fadiga destes componentes. As empresas NMT -New Medical Technology, localizada em Luzerna e a ICA - Industria Catarinense Aeroespacial, localizada em Joaçaba são parceiras neste projeto e possuem projetos que utilizam ligas de titânio, inclusive a liga Ti-6Al-4V..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Ghisana Fedrigo - Integrante / Mario Wolfart Júnior - Coordenador / Mario Wolfart Junior - Integrante.
2015 - 2016
Desenvolvimento de um processo de solda por fricção com pino consumível em matrizes e moldes da liga de alumínio Al7075

Projeto certificado pela empresa MOLDES BRASIL FERRAMENTARIA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - EPP em 23/02/2016.
Descrição: O projeto objetiva o reparo de matrizes de Al7075 com solda por fricção com pino consumível também dessa liga, já que métodos convencionais de soldagem nesta liga, apresentam uma série de dificuldades devido às características deste metal. Sendo assim, pode-se realizar esta soldagem na liga Al7075 em função dos parâmetros pré-determinados como, velocidade de rotação, velocidade de avanço e carga axial, sendo que estes influenciam na qualidade da solda. Desta forma, foi definido a geometria esférica para o furo e para extremidade do pino, com diâmetro de 10mm e folga máxima de 0,05mm. Defino da geometria, foi realizada a confecção dos corpos de prova. Para a realização da soldagem foi adaptada a fresadora Diplomatic 3001 do IFC-Luzerna, utilizando a velocidade de avanço da mesa de 7mm/s para diferentes rotações do pino (2500 rpm, 3000 rpm, 3500 rpm e 4000 rpm) e sem movimentar o substrato após a furação. Assim, já com a liga soldada, foram realizadas as análises macroscópicas no estéreo, microscópicas no microscópio ótico, ensaio de microdureza Vickers, para observar as características desta solda. Com a continuidade deste projeto de extensão, que teve seu início no ano de 2014, será possível auxiliar as empresas que trabalham com ligas de alumínio especiais, como por exemplo, no reparo de moldes da empresa Moldes Brasil (Arranjo Produtivo Local ? APL), que produz moldes de injeção de alta resistência. Através dos resultados obtidos, conforme foi aumentando a velocidade de rotação, verificou melhor adesão e preenchimento nas paredes do furo e também a formação de uma zona termicamente afetada muito pequena. O melhor resultado obtido foi utilizando a rotação de 4000 rpm com um avanço de 7m/s. Portanto, fresadora é capaz de realizar a solda por fricção com pino consumível com uma adesão do depósito ao substrato e sem defeitos como porosidade, inclusões de escória e rechupes e uma zona termicamente afetada muito pequena..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ghisana Fedrigo - Integrante / Mario Wolfart Júnior - Coordenador.
2014 - 2014
Desenvolvimento de um equipamento de solda por deposição superficial por fricção em liga de alumínio Al7075

Projeto certificado pela empresa MOLDES BRASIL FERRAMENTARIA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA - EPP em 14/03/2017.
Descrição: O principal objetivo deste projeto é a caracterização da solda por deposição superficial por fricção na liga de alumínio Al7075. Este processo de soldagem foi patenteado em 1941, porém há poucos estudos desta técnica no alumínio, principalmente na liga Al7075. No Brasil, há pouco histórico da realização deste processo de soldagem. O projeto consistirá no desenvolvimento de um equipamento capaz de realizar o processo de soldagem por deposição superficial por fricção. Através disso, pode-se realizar esta soldagem na liga Al7075 em função dos parâmetros pré-determinados que influenciem na qualidade da solda. Assim, já com a liga soldada, serão realizados as analises estruturais macroscópicas e microscópicas, o ensaio de tração, analise de dureza e ensaios de dobramento, para observar a características desta solda a qualidade da mesma. Serão comparados os resultados na bibliografia. Posteriormente serão realizados ensaios práticos em empresas (parceiras) da região, substituindo o processo atual TIG pelo processo moderno de deposição superficial por fricção..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ghisana Fedrigo - Integrante / Mario Wolfart Júnior - Coordenador.Financiador(es): Instituto Federal Catarinense - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
WOLFART JUNIOR, M.2016WOLFART JUNIOR, M. ; FEDRIGO, G. ; PECCIN, V. ; SOUZA, T. F. . DESENVOLVIMENTO DE UM TERMOANALISADOR PARA MEDIR O GRAU DE MODIFICAÇÃO POR ESTRÔNCIO EM LIGAS DE ALUMÍNIO. Revista da Abifa, v. 1, p. 51-56, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
FEDRIGO, G.; WOLFART JUNIOR, M. . Desenvolvimento de um equipamento de solda por deposição superficial por fricção em ligas de alumíno AL7075. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MICTI X. AVALIAÇÃO DA LIGA DE TITÂNIO TI6AL4V PARA APLICAÇÃO DE COMPONENTES AEROESPACIAIS. 2017. (Congresso).

2.
SECITEC VI. AVALIAÇÃO DA MICROESTRUTURA DA LIGA DE TITÂNIO TI6AL4V APÓS TRATAMENTO TÉRMICO DE ENVELHECIMENTO. 2017. (Congresso).

3.
MICTI.INFLUÊNCIA DOS PARÂMETROS DE SOLDAGEM PARA DIFERENTES GEOMETRIA NA SOLDA POR FRICÇÃO NA LIGA DE ALUMÍNIO AL7075. 2016. (Outra).

4.
SECITEC V 2016.INFLUÊNCIA DOS PARÂMETROS DE SOLDAGEM PARA DIFERENTES GEOMETRIA NA SOLDA POR FRICÇÃO NA LIGA DE ALUMÍNIO AL7075. 2016. (Outra).

5.
SECITEC 2015.Otimização dos parâmetros de soldagem de fricção por ponto com pino consumível em liga de alumínio Al7075. 2015. (Outra).



Inovação



Projeto de extensão



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 16:13:34