Jayne de Morais Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9411209056500648
  • Última atualização do currículo em 28/10/2018


Bacharelando em Sistemas de Informação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará campus Crato (IFCE). Participante do Grupo de Estudos Avançados e Aplicados em Sistemas de Informação, do(a) Instituto Federal do Ceará - Reitoria desenvolvendo atividades de Iniciação Científica. Ex-bolsista de mobilidade acadêmica pelo Instituto Politécnico de Bragança (IPB - Portugal) no semestre acadêmico de 2014/2015. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Jayne de Morais Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, J. M.


Formação acadêmica/titulação


2013
Graduação em andamento em Sistemas de Informação.
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará campus Crato., IFCE - CRATO, Brasil.
2009 - 2011
Ensino Médio (2º grau).
EEFM José Correia Lima, JOS%E9%20CORREIA, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2018
Inglês.
British And American, B&A, Brasil.
2016 - 2017
Roteamento e switching do CCNA 2: conceitos essenciais.
Cisco Systems, CISCO, Estados Unidos.
2016 - 2016
My English Online (MEO), nível 2. (Carga horária: 60h).
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2016 - 2016
Entrepreneurship.
Cisco Systems, CISCO, Estados Unidos.
2016 - 2016
Roteamento e switching CCNA 1: Introdução à Redes.
Cisco Systems, CISCO, Estados Unidos.
2015 - 2015
Ferramentas e Métodos de Otimização. (Carga horária: 20h).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará campus Crato., IFCE - CRATO, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Programador PHP. (Carga horária: 300h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CE, SENAC/CE, Brasil., SENAC/CE, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Programador Java EE com Servlets e JSP. (Carga horária: 120h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CE, SENAC/CE, Brasil., SENAC/CE, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. (Carga horária: 300h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CE, SENAC/CE, Brasil., SENAC/CE, Brasil.
2014 - 2014
PREPARAÇÃO PARA A MARATONA DE PROGRAMAÇÃO 2014. (Carga horária: 10h).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Ceará, IFCE, Brasil.
2014 - 2014
My English Online (MEO), nível 1.
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2014 - 2014
Segurança de Informação I. (Carga horária: 6h).
Intel Corporation, INTEL, Estados Unidos.
2014 - 2014
Segurança de Informação II. (Carga horária: 8h).
Intel Corporation, INTEL, Estados Unidos.
2014 - 2014
Essencial da Linha de Comando em Linux‏. (Carga horária: 20h).
Instituto Politécnico de Bragança, Portugal, IPB, Portugal.
2013 - 2013
Programador Python. (Carga horária: 16h).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, IFCE, Brasil.
2011 - 2012
Operador de Micro. (Carga horária: 80h).
New Treinner Informática, NEW TREINNER, Brasil.
2011 - 2012
Gestão Empresarial. (Carga horária: 160h).
New Treinner Informática, NEW TREINNER, Brasil.
2010 - 2010
Operador de Micro e Gestão Empresarial. (Carga horária: 80h).
New Treinner Informática, NEW TREINNER, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, IFCE, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 16
Outras informações
Um software tradutor da língua de sinais para o auxílio comunicativo entre comunidades surda e ouvinte. Projeto aprovado no Edital Nº 01/2016 - PRPI Programa Institucional De Bolsas De Iniciação Científica PIBIC CNPq/FUNCAP/IFCE. Indicação como bolsista de Iniciação Científica. Membro do Information Systems Laboratory (LAIS) do IFCE - campus Crato

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 12
Outras informações
UM SISTEMA DE RECONHECIMENTO DA LÍNGUA DE SINAIS COMO AUXÍLIO COMUNICATIVO ENTRE COMUNIDADES SURDA E OUVINTE Projeto aprovado no Edital Nº 01/2016 - PRPI Programa ESTUDANTE VOLUNTÁRIO EM PESQUISA E INOVAÇÃO (PEVPI) ? 2016 Indicação como bolsista de Iniciação Científica. Membro do Information Systems Laboratory (LAIS) do IFCE - campus Crato

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Monitor(a), Enquadramento Funcional: Monitora da disciplina Banco de Dados I, Carga horária: 10
Outras informações
O Programa de Monitoria voluntária representa uma estratégia pedagógica de auxílio no processo de reforço de aprendizagem dos alunos com baixo desempenho acadêmico nas disciplinas específicas e visa promover a participação dos estudantes regularmente matriculados nos cursos Técnicos e de Graduação do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) - Campus Crato no processo educacional por meio do desenvolvimento de atividades relativas de ensino ou de apoio ao ensino sob orientação/supervisão de um professor.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mobilidade Acadêmica, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
O Programa de Bolsas IFCE Internacional visa consolidar a internacionalização do IFCE, propiciando a interiorização destas ações, bem como oportunizar a participação de alunos de diferentes níveis de ensino, oportunizando a participação de discentes do ensino técnico cuja oferta para mobilidade internacional é quase inexistente. A fim de intensificar as atividades já desenvolvidas com instituições de ensino estrangeiras parceiras do IFCE, os discentes selecionados pelo presente edital serão enviados para cursar um semestre acadêmico nessas instituições. Saiba mais: http://ifce.edu.br/instituto/gabinetedoreitor/ ifceinternacional

Atividades

2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Campus Crato, .


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará campus Crato., IFCE - CRATO, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Instrutor, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio no curso Técnico em Informática para internet. Disciplina de Desenvolvimento Web.


Brisanet Telecomunicações, BRISANET, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Programador Pleno, Carga horária: 44



Linhas de pesquisa


1.
Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: visão computacional, processamento digital de imagens, inteligência artificial, reconhecimento de gestos, língua de sinais e deficiência auditiva.


Projetos de pesquisa


2016 - 2017
UM SOFTWARE TRADUTOR DA LÍNGUA DE SINAIS PARA O AUXÍLIO COMUNICATIVO ENTRE COMUNIDADES SURDA E OUVINTE.
Descrição: Em geral, os surdos têm dificuldade para se comunicar com pessoas não conhecedoras da Língua de Sinais (LS). Com o objetivo de lidar com tal dificuldade, atualmente, têm sido propostos novos aplicativos para dispositivos móveis que são capazes de traduzir expressões da Língua Portuguesa (LP) para gestos da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) por meio da animação de um intérprete virtual 3D. Como exemplos, podemos citar os aplicativos ProDeaf e HandTald. Tais aplicativos possibilitam que websites sejam acessíveis em LIBRAS ao converter o texto dos websites em animações de um intérprete virtual 3D. Em contrapartida, mesmo com a existência destes aplicativos, atualmente, ainda existe a necessidade de novos aplicativos que propiciem uma abordagem de tradução bidirecional, ou no mínimo inversa. Isto é, possibilitar que os gestos em LIBRAS sejam reconhecidos e traduzidos para a Língua Portuguesa, de forma a facilitar que o indivíduo não conhecedor da LIBRAS possa compreender o significado de cada gesto. Com isto, o indivíduo não conhecedor da LIBRAS poderia interagir com o indivíduo surdo através do auxílio deste novo aplicativo. Dada esta problemática, neste projeto de pesquisa é proposto o desenvolvimento de um novo aplicativo, o qual através de uma câmera, seja capaz de detectar, capturar, reconhecer os sinais da LIBRAS e propiciar a tradução dos mesmos para a Língua Portuguesa. Desta forma, a comunicação entre indivíduos que possuem deficiência auditiva e os que não possuem pode ser aprimorada ao utilizar esta nova tecnologia como mediadora da comunicação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jayne de Morais Silva - Integrante / Talles Brito Viana - Coordenador.Financiador(es): iNSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ - Bolsa.
2015 - 2016
UM SISTEMA DE RECONHECIMENTO DA LÍNGUA DE SINAIS COMO AUXÍLIO COMUNICATIVO ENTRE COMUNIDADES SURDA E OUVINTE
Descrição: Descrição: Existem mais de 300 (trezentos) milhões de deficientes auditivos no mundo e, deste total, 9,7 milhões estão concentrados no Brasil (CENSO IBGE 2010). A maioria dos surdos tem dificuldade em ler e escrever a língua escrita em seu país, assim como, comunicarse com os ouvintes não sinalizadores. Atualmente existem diferentes aplicativos mobile que utilizam o recurso de tradução de voz e texto para LIBRAS, através de uma animação/personagem 3D. Aplicações como o ProDeaf e o HandTalk, mostram automaticamente como é feito/gestualizado o sinal de cada expressão solicitada, como também, são capazes de tornar sites acessíveis em LIBRAS. Em contrapartida, mesmo com a existência desses utilitários, sentese a necessidade de uma aplicação/ambiente que propicie um cenário inverso, isto é, possibilitar que o reconhecimento dos gestos da Língua de Sinais (LS) seja convertido para formato de texto e voz, facilitando que o indivíduo não conhecedor da LS possa compreender o significado de cada gesto e poder interagir com o indivíduo surdo, sem necessitar que o indivíduo receptor da mensagem saiba se comunicar através da LIBRAS. Tendo em vista a gravidade do problema, propõese desenvolver um ambiente, o qual através de uma câmera, seja capaz de detectar, capturar, reconhecer os sinais da LIBRAS e propiciar a tradução dos mesmos para o português em texto e voz, possibilitando que a comunicação entre indivíduos que possuem deficiência auditiva e os que não possuem seja favorecida, como também a interação com outras LS ou diferentes línguas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jayne de Morais Silva - Integrante / Talles Brito Viana - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Visão Computacional.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Banco de Dados.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Inteligência Artificial.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Sistemas de Informação.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Linguagens de Programação.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
ECOMAPSS  Data: 22/05/2018

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CALDAS, P. P. ; SILVA, J. M. ; ESMERALDO, G. A. R. M. ; SA, I. . JOGOS DIGITAIS COMO TRATAMENTO ALTERNATIVO DA DOENÇA DE ALZHEIMER EM FASES INICIAIS. In: VII Semana de Iniciação Científica da Faculdade de Juazeiro do Norte, 2015, Juazeiro do Norte. Anais da VII Semana de Iniciação Científica da Faculdade de Juazeiro do Norte., 2015.

2.
SILVA, J. M.; ESMERALDO, G. A. R. M. ; BEZERRA, A. R. D. ; DUARTE, D. W. A. ; ABREU, J. A. B. . UMA FERRAMENTA DE RECONHECIMENTO DE GESTOS COMO AUXÍLIO COMUNICATIVO ENTRE COMUNIDADES SURDA E OUVINTE. In: VII Semana de Iniciação Científica da Faculdade de Juazeiro do Norte, 2015, Juazeiro do Norte. Anais da VII Semana de Iniciação Científica da Faculdade de Juazeiro do Norte, 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, J. M.. Experiência de Intercâmbio dos Alunos do Curso de Sistemas de Informação do IFCE Campus Crato. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
HACKDAY SENDI 2018.HackDay Sendi 2018. 2018. (Outra).

2.
I Mostra de Projetos de Sistemas de Informação. 2018. (Exposição).

3.
XXII Maratona de Programação - International Collegiate Programming Contest. XXII Maratona de Programação - ICPC (Competidor). 2017. (Olimpíada).

4.
EXPOTEC 2016. Participante de Minicursos e Palestras. 2016. (Exposição).

5.
I Semana de Iniciação Científica dos Cursos de Sistemas de Informação e Técnico em Informática. 2016. (Exposição).

6.
XXI Maratona de Programação - International Collegiate Programming Contest. XXI Maratona de Programação - ICPC (Staff). 2016. (Olimpíada).

7.
Overdose Python 2015.Overdose Python 2015. 2015. (Outra).

8.
VII Semana de Iniciação Científica da Faculdade de Juazeiro do Norte. 2015. (Outra).

9.
XX Maratona de Programação - International Collegiate Programming Contest. XX Maratona de Programação - ICPC (Competidor). 2015. (Olimpíada).

10.
TECHDAY 2.0.TECHDAY 2.0. 2014. (Outra).

11.
TECHDAY 3.0.TECHDAY 3.0. 2014. (Outra).

12.
IV FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIA E CULTURA. CONHECENDO PARA PROTEGER: A CULTURA DA LARANJA NO SÍTIO VACARIA EM VÁRZEA ALEGRE. 2010. (Feira).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVA, J. M.. Overdose Python. 2015. (Outro).



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, J. M.. Experiência de Intercâmbio dos Alunos do Curso de Sistemas de Informação do IFCE Campus Crato. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


Possui Carteira Nacional de Habilitação categorias A e B



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 16:28:26