Rafaella Capeletto Jurkfitz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7272645069007764
  • Última atualização do currículo em 11/12/2018


Graduanda em Medicina Veterinária pela Universidade Guarulhos (9° período), possui experiência em manejo e manutenção de animais selvagens, conservação e educação ambiental. Atualmente, desenvolve pesquisa científica no Laboratório de Ecologia e Evolução do Instituto Butantan. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rafaella Capeletto Jurkfitz
Nome em citações bibliográficas
JURKFITZ, R. C.


Formação acadêmica/titulação


2015
Graduação em andamento em Medicina Veterinária.
Universidade de Guarulhos, UNG, Brasil.
2010 - 2012
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Centurion, CC, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Medicina e conservação de Xenarthra. (Carga horária: 24h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ USP, Brasil.
2018 - 2018
Xenarthra: Manejo de filhotes. (Carga horária: 4h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ USP, Brasil.
2018 - 2018
Comportamento e bem-estar de animais silvestres. (Carga horária: 10h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ USP, Brasil.
2017 - 2017
Extensão universitária em Biologia reprodutiva de Squamata: serpentes, lagartos e anfisbenas. (Carga horária: 40h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2017 - 2017
Anatomia de animais selvagens aplicada à clínica: répteis e aves. (Carga horária: 10h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ USP, Brasil.
2016 - 2016
Manejo e Manutenção de Répteis. (Carga horária: 20h).
Instituto Rio Itariri, IRI, Brasil.
2016 - 2016
Reprodução de Squamatas. (Carga horária: 12h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ?USP, Brasil.
2016 - 2016
Ambulatório de Aves. (Carga horária: 14h).
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, FMVZ?USP, Brasil.
2016 - 2016
Urgência e Emergência Veterinária. (Carga horária: 20h).
Instituto Politécnico de Ensino a Distância, iPED, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Manejo de fauna silvestre e exótica. (Carga horária: 12h).
Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente, IBIMM, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Rio Itariri, IRI, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Voluntariado, Enquadramento Funcional: Estágio voluntário, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atuação em setores de nutrição, manejo, clínica médica e maternidade de animais selvagens e monitorias ambientais. (177h)

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Monitoria prestada durante o II Curso de Aves do Instituto Rio Itariri.


Universidade de Guarulhos, UNG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 8
Outras informações
Monitoria realizada com a disciplina de Fisiologia Avançada, sob orientação da Prof.ª Dr.ª Paola Goes

Atividades

11/2017 - 11/2017
Estágios , Universidade Guarulhos, .

Estágio realizado
Setor de clínica de animais silvestres. 22h.
11/2015 - 11/2015
Estágios , Universidade Guarulhos, .

Estágio realizado
Setor de clínica médica de pequenos animais.74h.
05/2015 - 05/2015
Estágios , Universidade Guarulhos, .

Estágio realizado
Setor de clínica médica cirúrgica de pequenos animais. 80h.

Zoo Care: Consultoria e manutenção de animais silvestres, ZOO CARE, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio voluntário, Carga horária: 30
Outras informações
Estágio nos setores de medicina veterinária, biologia e educação ambiental no Zoológico de Monguaguá. (60h)



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Estocagem espermática em Crotalus durissus: Onde ela ocorre?
Descrição: O ciclo reprodutivo de Crotalus durissus é marcadamente sazonal e sincrônico entre os indivíduos. O início da vitelogênese ocorre no outono e coincide com a cópula. Entretanto, decorrente da cópula ser dissociada da ovulação a estocagem de espermatozoides é obrigatória. Embora alguns autores defendam que as regiões ovidutais funcionem apenas como refúgio físico, outros apresentam evidências de que a secreção ovidutal fornece um refúgio químico e um local de nutrição para o espermatozoide armazenado. Assim, este trabalho visa relacionar a natureza de substâncias secretadas pela junção útero-vaginal e infundíbulo posterior de Crotalus durissus com estocagem espermática em estágios reprodutivos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rafaella Capeletto Jurkfitz - Integrante / Selma Maria de Almeida Santos - Coordenador / Karina Maria Pereira da Silva - Integrante.
2016 - 2016
Aplicação do Biocarrapaticidograma para controle eficaz do R. (B.) microplus em Piedade, São Paulo
Descrição: O Riphicephalus (Boophilus) microplus é um ectoparasita hematófago que causa importantes prejuízos econômicos na bovinocultura brasileira. O uso de carrapaticidas é o método profilático mais comum para o controle desse carrapato, contudo, com o uso continuo desses fármacos, em períodos inadequados, os carrapatos adquirem seleção de resistência. Objetivou-se, com uso do método biocarrapaticidograma, avaliar a eficiência de diversos princípios ativos sobre carrapatos presentes no rebanho de uma propriedade na cidade de Piedade, SP..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rafaella Capeletto Jurkfitz - Integrante / Guilbert Rodrigues de Araújo - Integrante / Gabrielly Bernardino Gomes - Integrante / Luany Adriane de Oliveira - Integrante / Paola Almeida de Araújo Goes - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, G. B. ; JURKFITZ, R. C. ; OLIVEIRA, L.A. ; ARAUJO, G.R. ; GOES, P. A. A. . Aplicação do biocarrapaticidograma para controle eficaz do R. (B.) microplus em Piedade, São Paulo. In: VII CONGRESSO PAULISTA DAS ESPECIALIDADES, 2017, São Paulo. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, 2017. v. 15. p. 91-92.

Apresentações de Trabalho
1.
JURKFITZ, R. C.; ARAUJO, G.R. ; OLIVEIRA, L.A. ; GOMES, G. B. ; MANTOVANELLI, L. M. . Projeto Serpente Amiga: Educação ambiental em prol da desmistificação e prevenção de acidentes ofídicos para o público infantil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
JURKFITZ, R. C.; SILVA, K. M. P. ; SANTOS, S. M. A. . Estocagem espermática em Crotalus durissus: Onde ela ocorre?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
GOMES, G. B. ; JURKFITZ, R. C. ; OLIVEIRA, L.A. ; ARAUJO, G.R. . Aplicação do biocarrapaticidograma para controle eficaz do R. (B.) microplus em Piedade, São Paulo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
VALE, L. J. O. ; JURKFITZ, R. C. . A influência do enriquecimento ambiental no comportamento de avestruzes mantidos em cativeiro. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
20° Reunião Científica Anual do Instituto Butantan. 2018. (Seminário).

2.
69° Conferência Anual SPMV e 1° Congresso de Biotecnologia e Preservação Animal. 2018. (Congresso).

3.
Ciclo de palestras: Squamatas: por que estudá-los?. 2018. (Outra).

4.
Congresso Brasileiro de Observação de Aves, AVISTAR 2018. 2018. (Congresso).

5.
Reanimação Cardiorrespiratória: Teórico-pratica. 2018. (Outra).

6.
Simpósio de Reprodução em Grandes Animais. 2018. (Simpósio).

7.
II Mostra Científica do VPT, FMVZ USP. 2017. (Outra).

8.
Odontologia de roedores e lagomorfos. 2017. (Outra).

9.
O papel do MV na condução da pesquisa básica e clínica. 2017. (Encontro).

10.
Simpósio de Medicina Integrativa em Animais Selvagens. 2017. (Simpósio).

11.
Visita técnica ao centro de recuperação de animais silvestres CRAS- PET. 2017. (Outra).

12.
XII Encontro Brasileiro de Observação de Aves, AVISTAR 2017. 2017. (Congresso).

13.
Assistência e emergências neonatais em pequenos animais. 2016. (Outra).

14.
Biologia, ecologia e conservação das tartarugas marinhas do Brasil. 2016. (Outra).

15.
Enriquecimento ambiental de animais silvestres. 2016. (Outra).

16.
III Simpósio GEAS- USP: Translocação e reintrodução de fauna. 2016. (Simpósio).

17.
Indicações transfusionais em cães, ACLIVET. 2016. (Outra).

18.
Principais afecções odontológicas em cães e gatos, ACLIVET. 2015. (Outra).

19.
V Semana Acadêmica de Medicina Veterinária UNG. 2015. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GOMES, G. B. ; JURKFITZ, R. C. ; DIOGO, C. M. ; SILVA, C. P. N. . VIII SEMAMVET UNG: Semana acadêmica do curso de medicina veterinária da Universidade Guarulhos. 2018. (Outro).

2.
JURKFITZ, R. C.; ARAUJO, G.R. ; OLIVEIRA, L.A. ; GOMES, G. B. . Prevenção de acidentes ofídicos. 2017. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 12:49:00