Mariana Marques de Lima

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0972252804840148
  • Última atualização do currículo em 16/01/2019


Doutoranda em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, sob a orientação da Prof. Drª.: Maria Immacolata Vassallo de Lopes, Mariana Lima é jornalista, com ênfase nos estudos de televisão, telenovela e crítica. Sua pesquisa é voltada para o estudo da crítica de telenovela, além dos desdobramentos no conteúdo e programação televisual. Sob a orientação do Prof. Doutor Rogério da Costa, finalizou o mestrado (2015) em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC - SP), abarcando a temática da permanência da grade de programação televisiva aberta no contexto brasileiro. Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade da Amazônia (UNAMA), (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mariana Marques de Lima
Nome em citações bibliográficas
LIMA, M. M.


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Ciências da Comunicação.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A Telenovela falada: Epistemologia e crítica de telenovela como operação de circulação de sentidos,
Orientador: Maria Immacolata Vassallo de Lopes.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Conhecimento.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Teoria da Comunicação.
2013 - 2015
Mestrado em Comunicação e Semiótica.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: A Permanência da Grade de Programação na Televisão aberta,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Rogério da Costa.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012
Especialização em andamento em Jornalismo Internacional.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
2008 - 2011
Graduação em Jornalismo.
Universidade da Amazônia, UNAMA, Brasil.
Título: Blog da Franssinete Florenzano x A Perereca da Vizinha: Tópicos afins e sua repercussão.
Orientador: Vera Segurado Pimentel.




Formação Complementar


2013
Francês.
Aliança Francesa, AF, Brasil.
2017 - 2017
Preparação Pedagógica de Aperfeiçoamento de Ensino - PAE. (Carga horária: 20h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2017 - 2017
Introducción al Análisis del Discurso. (Carga horária: 16h).
Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM, Brasil.
2014 - 2014
Das interações à interatividade, explorações semió. (Carga horária: 8h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
2013 - 2013
Semiótica da Interação. (Carga horária: 16h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
2012 - 2012
Novo Pensamento Estratégico em Comunicação. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2105
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Centro de Estudos de Telenovela, CETVN, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 5
Outras informações
Pesquisadora do Centro de Estudos de Telenovela.

Atividades

03/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Estudos de Telenovela, .



Linhas de pesquisa


1.
Ficção Seriada, Televisão, Comunicação, Metodologia, Epistemologia

Objetivo: Procura elaborar o conhecimento sob a perspectiva da interdisciplinaridade, buscando abarcar a multiplicidade de níveis e aspectos próprios do princípio da causalidade complexa que rege o objeto comunicacional. Tem como foco as tendências atuais de crítica e renovação das teorias e métodos de pesquisa em comunicação, para a construção de objetos teóricos de investigação e em diversos instrumentais metodológicos..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
A crítica de telenovela como operação de circulação de sentidos
Descrição: A pesquisa pretende trabalhar com as discussões teóricas e empíricas que permeiam as forças de circulação das telenovelas, bem como a crítica jornalística de telenovela. Interpela-se como a crítica jornalística de telenovela realizada em sites e blogs, vem sedimentando os discursos e abordagens sobre as ficções televisivas, e articulando as discussões..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Mariana Marques de Lima - Integrante / Maria Immacolata Vassallo de Lopes - Coordenador.
2016 - Atual
Ficção Televisiva e Fãs Online: Comunidades, Práticas e Trajetórias de Vida
Descrição: Tal como ocorreu em projetos anteriores, a presente investigação pretende trabalhar com dois objetos de estudo, naturalmente integrados. O primeiro objeto é a temática da produção e recepção transmídia presente na ficção televisiva ibero-americana e focada pelo Projeto Obitel - tanto por meio da rede Obitel, cujo prosseguimento no avanço de um protocolo teórico, metodológico e temático unificado já resultou na publicação de nove anuários, quanto do Grupo de Pesquisa Obitel Brasil, que tem aprofundado estudos temáticos sobre a ficção televisiva do país e já publicou seus resultados em quatro livros. O segundo objeto é a temática dos fãs online, abordados a partir de suas práticas, comportamentos e também como audiência que se afigura ativa e produtora de conteúdos nas diversas redes digitais. Abarcar-se-á principalmente a figura do fã coletivo, isto é, as comunidades de fãs nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, Tumblr, Flickr) em que estão hospedadas suas "páginas" (sites, blogs, vlogs, flogs, etc). O estudo se configura teórico com base empírica, pretendendo ir além dos estudos de caso que têm caracterizado as pesquisas brasileiras sobre fãs. No limite, ambiciona demonstrar que os estudos de fãs na internet são herdeiros da tradição latino-americana dos estudos de recepção e que a renovam combinando a permanência e o novo. O projeto tem como objetivo geral aprofundar o conhecimento teórico sobre fãs nas redes sociais mediante o esclarecimento da diversidade interna dos fandoms, o que, consequentemente, levará à elaboração de uma tipologia de fãs mais refinada e adequada à compreensão das relações que os fãs entretêm com a ficção televisiva brasileira - notadamente com a telenovela. Essa tipologia deverá refletir as estratégias de construção da identidade do fã-indivíduo em meio a comunidades nas quais suas performances têm lhe permitido alcançar significativa audiência como produtor de conteúdos acerca dessas ficções. Ambos os objetos mencionados se reforçam mutuamente dentro da perspectiva de nossos trabalhos dirigida às mudanças e inovações ocorrentes nos espaços de produção, circulação e recepção da ficção televisiva no Brasil e em outros países..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Mariana Marques de Lima - Integrante / Daniela Ortega - Integrante / Tissiana Nogueira Pereira Cechella - Integrante / Maria Immacolata Vassallo de Lopes - Coordenador / Clarice Greco - Integrante / Fernanda Castilho - Integrante / Ligia Maria Prezia Lemos - Integrante.
2013 - 2105
A Permanência da Grade de programação na TV aberta
Descrição: O principal objetivo da pesquisa é investigar como a grade de programação televisiva aberta ainda persiste em face das novas tecnologias, como o Netflix e os canais on demand, assim como analisar as faixas horárias e sua disposição na programação. Pergunta-se ainda como essa programação, em meio a grandes mudanças de cunho tecnológico, exibe uma grade quase inalterável. A pesquisa propõe compreender os meios adotados pela televisão aberta para atração e permanência de seu público. Para isso, a hipótese elaborada sugere que as mudanças da grade são um espelho para as mudanças sociais, tendo em vista que a sensibilidade do veículo televisivo, ao tratar com seus públicos, reforça o cotidiano através da repetição de sua grade. Com o intuito de analisar como a grade prossegue e a forma como ela se faz importante na rotina da maioria da população brasileira, o presente trabalho partiu de uma pesquisa exploratória sobre o cenário da televisão evidenciando suas principais tendências e modificações, entre as quais a boa relação com a internet e a apropriação de seus recursos, tendo como referências sobre a temática os autores: Vera V. França, Yvana Fechine, Esther Hamburguer e Arlindo Machado. Em seguida, a fim de apresentar uma tipologia dos programas, com seus gêneros e formatos, visualiza-se a programação a partir da grade da Rede Globo de Televisão, entre os anos de 2013 e 2015, período esse em que o veículo estava em conformidade com o boletim oficial de programação. À luz de Gilles Deleuze e de Félix Guattari, a partir do texto Postulados da Linguística, encontrou-se nos conceitos ―forma de conteúdo e de expressão‖ um embasamento filosófico para analisar a grade e compreender como o tempo e a organização dos programas se inserem nessa dinâmica. Por meio dessa abordagem, buscou-se aprofundar o entendimento dessa estreita relação que a grade de programação da televisão aberta apresenta com a vida social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Mariana Marques de Lima - Coordenador / Rogério da Costa - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Jornalismo e Editoração/Especialidade: Organização Editorial de Jornais.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LIMA, M. M.2017LIMA, M. M.; PEREIRA, Tissiana ; ORTEGA, D. . PANORAMA DOS ESTUDOS DE FICÇÃO TELEVISIVA BRASILEIRA: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 a 2015. Revista Cambiassu, v. 13, p. http://www.camb, 2017.

2.
LIMA, M. M.2016LIMA, M. M.. O Show do Eu: a intimidade como espetáculo. Rua, v. 22, p. http://www.labe, 2016.

Capítulos de livros publicados
1.
LOPES, M. I. V. ; LEMOS, L. M. P. ; GRECO, C. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana ; ORTEGA, D. ; NEIA, L. M. ; SANTOS, A. A. . BRASIL: dinâmicas da ficção televisiva na transição multicanal. Ficção televisiva Ibero-Americana em plataformas de video on demand. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2018, v. 1, p. 103-134.

2.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; LEMOS, L. M. P. ; CASTILHO, F. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana ; ORTEGA, D. ; NEIA, L. M. ; SANTOS, A. A. . BRAZIL: dynamics of television fiction in the multichannel transition. Ibero-American TV fiction on video on demand platforms. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2018, v. 1, p. 99-1281.

3.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; ORTEGA, D. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; NEIA, L. M. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana . BRASIL: rumo à produção e recepção 360°. In: Maria immacolata Vassallo de Lopes; Guillermo Orozco Gómez. (Org.). BRASIL: rumo à produção e recepção 360°. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2017, v. 1, p. 93-124.

4.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; PEREIRA, Tissiana ; LIMA, M. M. ; NEIA, L. M. ; ORTEGA, D. . Sujeito acadêmico e seu objeto de afeto: aca-fãs de ficção televisiva no Brasil. In: Maria immacolata Vassallo de Lopes. (Org.). Por uma teoria de fãs da fi cção televisiva brasileira II: práticas de fãs no ambiente da cultura participativa. 1ed.Porto Alegre: Editora Sulina, 2017, v. 1, p. 367-404.

5.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; ORTEGA, D. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; NEIA, L. M. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana . BRAZIL: towards 360º production and reception. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes; Guillermo Orozco Gómez. (Org.). http://www.obitel.net/wp-content/uploads/2017/09/obitel-2017-ingles.pdf. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2017, v. 1, p. 99-130.

6.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; ORTEGA, D. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; NEIA, L. M. ; CARNEVALLI, M. A. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana . BRASIL: a ?TV transformada? na ficção televisiva brasileira. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes; Guillermo Orozco Gómez. (Org.). (Re)invenção de gêneros e formatos da ficção televisiva. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2016, v. 10, p. 135-176.

7.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; ORTEGA, D. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; NEIA, L. M. ; CARNEVALLI, M. A. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana . BRAZIL: ?TV transformed? in Brazilian television fiction. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes; Guillermo Orozco Gómez. (Org.). (re)InventIon of tv fIctIon genres And formAts. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2016, v. 10, p. 131-170.

8.
LOPES, M. I. V. ; GRECO, C. ; ORTEGA, D. ; CASTILHO, F. ; LEMOS, L. M. P. ; NEIA, L. M. ; CARNEVALLI, M. A. ; LIMA, M. M. ; PEREIRA, Tissiana . BRASIL: la ?TV transformada? en la ficción televisiva brasileña. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes; Guillermo Orozco Gómez. (Org.). (Re)invención de géneros y formatos de la ficción televisiva. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2016, v. 10, p. 141-182.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LIMA, M. M.. A volta de Luciana Mello. O Liberal, Belém - Pará, 10 out. 2011.

2.
LIMA, M. M.. Cores e sabores da Amazônia. O Liberal, Belém - Pará, 27 set. 2011.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LIMA, M. M.; ORTEGA, D. ; PEREIRA, Tissiana . Panorama dos estudos de ficção televisiva brasileira: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 à 2015. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2016, São Paulo. Grupos de Pesquisa, 2016.

2.
LIMA, M. M.; NEIA, L. M. . Entre a telenovela e a série, a tradição e a experimentação: o horário das 23h da Rede Globo1. In: XXXVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 2015, Rio de Janeiro. Grupos de Pesquisas, 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
LIMA, M. M.; PEREIRA, Tissiana . La Ficción Seriada Conteporánea: hibridación de los formatos y nuevas serialidades. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
LIMA, M. M.. A telenovela falada: epistemologia e crítica de telenovela como operação de circulação de sentidos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
LIMA, M. M.. LER A TV: o discurso na crítica jornalística de televisão brasileira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LIMA, M. M.; NEIA, L. M. . Da Telenovela à Supersérie: Novas prospecções quanto ao horário das 23h da Globo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
LIMA, M. M.; ORTEGA, D. ; PEREIRA, Tissiana . Panorama dos estudos de ficção televisiva brasileira: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 à 2015. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
LIMA, M. M.; ORTEGA, D. ; PEREIRA, Tissiana . Panorama dos estudos de ficção televisiva brasileira: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 à 2015. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
LIMA, M. M.; NEIA, L. M. . Entre a telenovela e a série, a tradição e a experimentação: o horário das 23h da Rede Globo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
LIMA, M. M.; NEIA, L. M. . Entre a telenovela e a série, a tradição e a experimentação: o horário das 23h da Rede Globo1. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
LIMA, M. M.. O Show do Eu: a intimidade como espetáculo. Campinas: Laburb, 2016 (Resenha).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
LIMA, M. M.. JORNADA DE PESQUISA EM COMUNICAÇÃO ? PósCom/UnB. 2017.


Demais tipos de produção técnica
1.
LIMA, M. M.. Jornada Discente PósCom/UnB 2017. 2017. (Parecer).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2º Simpósio de Crítica de Mídia: Como fazer para criticar?. 2018. (Simpósio).

2.
Conexão Pós: Solidariedade na pesquisa e perspectivas de docência.A Crítica de Telenovela como operação de circulação de sentidos. 2018. (Seminário).

3.
Conferência com o sociólogo francês Michel Maffesoli. 2018. (Encontro).

4.
Jornada Internacional GEMInIS.Ficção Televisiva Ibero-americana em Plataformas de Video on Demand. 2018. (Seminário).

5.
XIII Seminário Internacional Obitel.Ficção televisiva Ibero-Americana em plataformas de video on demand. 2018. (Seminário).

6.
?Múltiplas proximidades entre a ficção televisiva e as audiências: o distanciamento entre distribuição global e consumo local?,. 2017. (Outra).

7.
"VIII Seminário Histórias de Roteiristas: Confabulações Imaginárias",.A telenovela falada: epistemologia e crítica de telenovela como operação de circulação de sentidos. 2017. (Seminário).

8.
Conexão Pós. 2017. (Seminário).

9.
Congresso Internacional de Nuevas Narrativas. La Ficción Seriada Contemporánea: hibridación de los formatos y nuevas serialidades. 2017. (Congresso).

10.
III Jornada e-Urbano - Sujeitos e Sentidos nas Margens: há um fora do digital?. 2017. (Seminário).

11.
Intercom. Da Telenovela à Supersérie: Novas Prospecções Quanto ao Horário das 23h da Globo. 2017. (Congresso).

12.
Mesa Temática 1 - CETVN/ECA/USP - 25 anos de estudos acadêmicos sobre ficção televisiva,. A telenovela falada: epistemologia e crítica de telenovela como operação de circulação de sentidos. 2017. (Exposição).

13.
Renato Ortiz: um olhar sociológico sobre a cultura. 2017. (Encontro).

14.
Semana Mulheres na ECA.10 anos Obitel: as mulheres na telenovela brasileira. 2017. (Outra).

15.
Seminário Avançado PROCAD USP/UFRN/UFMS - A Cooperação Acadêmica em Ciências da Comunicação. 2017. (Seminário).

16.
Seminário PROCAD CAPES 2017- Publicidade e Jornalismo: Comunicação e Mediações.. 2017. (Seminário).

17.
VI Encontro Obitel - Por uma teoria de Fãs da Ficção Televisiva II.Sujeito acadêmico e seu objeto de afeto: aca-fãs de ficção televisiva no Brasil. 2017. (Seminário).

18.
World television: from global to local. 2017. (Seminário).

19.
II Jornada Internacional Geminis. 2016. (Congresso).

20.
Pelos Labirintos do Saber ? Uma homenagem a Umberto Eco. 2016. (Seminário).

21.
XI SEMINÁRIO INTERNACIONAL OBITEL.(Re)Invenção de gêneros e formatos da ficção televisiva. 2016. (Seminário).

22.
XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Panorama dos estudos de ficção televisiva brasileira: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 à 2015. 2016. (Congresso).

23.
XXXVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO. Entre a telenovela e a série, a tradição e a experimentação: o horário das 23h da Rede Globo. 2015. (Congresso).

24.
Semiótica da Interação. 2013. (Outra).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Maria Immacolata Vassallo de Lopes. Entre o streaming e a grade de programação: a prática do Binge Watching nas séries e telenovelas.. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo. (Orientador).



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LIMA, M. M.. Cores e sabores da Amazônia. O Liberal, Belém - Pará, 27 set. 2011.

2.
LIMA, M. M.. A volta de Luciana Mello. O Liberal, Belém - Pará, 10 out. 2011.


Apresentações de Trabalho
1.
LIMA, M. M.; NEIA, L. M. . Entre a telenovela e a série, a tradição e a experimentação: o horário das 23h da Rede Globo1. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
LIMA, M. M.; ORTEGA, D. ; PEREIRA, Tissiana . Panorama dos estudos de ficção televisiva brasileira: um levantamento quantitativo das teses e dissertações de 2007 à 2015. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/02/2019 às 11:29:55