Julia Martins de Araujo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3772914147134430
  • Última atualização do currículo em 15/10/2018


Oceanógrafa, formada no curso de Graduação em Bacharelado em Oceanografia da Universidade Federal de Pernambuco (2018), atuando na área de Oceanografia Física. Aluna do curso de Master 1 Atmosphère Océan Continent (AOC) da Université Toulouse III Paul Sabatier no período de 2015-2017. Bolsista do Programa Jovens Talentos para Ciência (CAPES) no período 2012-2013. Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) no período 2013-2014. Bolsista do Programa de Recursos Humanos (PRH-47, ANP/MCTI) no período 2014-2015. Bolsista do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) no período 2015-2016. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Julia Martins de Araujo
Nome em citações bibliográficas
ARAUJO, J.;ARAUJO, JULIA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Tecnologia, Departamento de Oceanografia.
Avenida da Arquitetura
Cidade Universitária
50740550 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 21268225
Fax: (81) 21268227


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2018
Graduação em Oceanografia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
com período sanduíche em Université Toulouse III Paul Sabatier (Orientador: Dominique Lambert).
Título: Variabilidade espaço-temporal da célula de ressurgência próximo à quebra de plataforma do Amazonas.
Orientador: Marcus André Silva.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2009 - 2011
Ensino Médio (2º grau).
Colégio NAP - Núcleo de Apoio Pedagógico, NAP, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Pirate 22 Summer School Tropical Atlantic Ocean View and Data Analysis. (Carga horária: 16h).
Mercator Océan, GIP - Mercator, França.
2015 - 2016
Extensão universitária em Master 1 - Atmosphère Océan Continent.
Université Toulouse III Paul Sabatier, UPS, França.
2012 - 2012
Treinamento do Portal de Periódicos da CAPES. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.


Atuação Profissional



Mercator Océan, GIP - Mercator, França.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Estágio profissionalizante, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 35, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estágio profissionalizante no âmbito do Master 1 AOC (Université Toulouse III Paul Sabatier)

Atividades

09/2016 - 02/2017
Estágios , Mercator Océan, .

Estágio realizado
Analyse des processus océaniques dans l'Atlantique tropical ouest, au large des côtes brésilienne, à l'aide des simulations numériques Mercator.

Laboratoire d'Études en Géophysique et Océanographie Spatiales, LEGOS, França.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Estágio curricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 35, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2016 - 06/2016
Estágios , LEGOS, .

Estágio realizado
Variabilité de la cellule d'upwelling au large de l'embouchure de l'Amazone.

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista do Programa de Recursos Humanos (PRH-47, ANP/MCTI)

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 12
Outras informações
Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC)

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 4
Outras informações
Bolsista do Programa Jovens Talentos para Ciência (CAPES)



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
International Joint Laboratory Tropical Atlantic Interdisciplinary laboratory on physical, biogeochemical, ecological and human dynamics - IJL TAPIOCA
Descrição: The host partners of the International Joint Laboratory ?Tropical Atlantic Interdisciplinary laboratory on physical, biogeochemical, ecological and human dynamics? (IJL TAPIOCA), the Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) and the Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) have a long history of interaction with IRD in marine science. Brazil recently recognized the major importance of the natural resources and mineral stocks along its 7,500 km of coastline (called "Blue Amazon" by the Brazil?s authorities) and TAPIOCA team members are involved in a variety of scientific and academic projects aiming at resolving key question on climate variability, biogeochemical, physical, biological and human interactions in the tropical Atlantic Ocean. Still, the federal agency responsible for the evaluation of Brazilian research and graduate programs (CAPES), recently pointed out two main aspects hampering the establishment of a centre of excellence in Recife. The first one is the still unsatisfactory level of internationalisation of local centres, despite their long histories of cooperation with several countries. The second obstacle is associated with the need for further developments in specific areas of Oceanography, which have not yet been explored (or even inexistent) either at UFPE and/or UFRPE. In this context, the IJL-TAPIOCA ambitions a structuring role for the establishment of a Regional Centre of Excellence in Marine Sciences for the tropical Atlantic at Recife, fulfilling at the same time both gaps pointed out in the last CAPES evaluation by (i) improving internationalisation; and (ii) filling the scientific, technological and methodological gaps and supporting the development of innovative research in areas not yet explored in Brazil. The TAPIOCA Interuniversity (UFPE-UFRPE) Platform is organised along two Axes hosted in the existing facilities in Recife. The first Axis ?Observing ocean structure and dynamics alongscale? will provide knowledge about the ocean structure. The second Axis ?Occupation of space by marine organisms and fishers using natural and artificial tags? will document how organisms and fishers move within this ocean space. TAPIOCA scientific advances should feed related projects and provide elements to respond key climatic, environmental and societal questions. In Axis 1 TAPIOCA proposes developing specific capacity on ecosystem acoustics (Axe 1.1) and turbulent microstructure measurements (Axe 1.2). A third mid-term objective (Axe 1.3.) is to build in Recife the group of reference in the western tropical Atlantic for the French-US Surface Water & Ocean Topography (SWOT) satellite to be launched in 2021. In Axis 2, TAPIOCA proposes developing capacity on the use of natural tags, in particular otolith microchemistry and stable isotope analysis that provide great advances in the comprehension of the ecosystem functioning (Axis 2.1.). The second specific objective (Axis 2.2.) is to foster expertise and exchanges on biologger?s use/development and data handling using advanced statistical modelling. In addition, student training is a mainstay of the IJL TAPIOCA and in phase with a clear political will to stimulate research education in marine sciences in Brazil in interaction with other countries. For that purpose, TAPIOCA will focus on four transversal aspects: (i) encourage student co-advising and co-badging; (ii) provide capacity building on the disciplines to be developed in Axes 1 and 2; (iii) organize international multidisciplinary summer schools on Tropical Marine Science and (iv) disseminate the expertise through new educational tools (e.g. MOOC) supported by the Brazilian Universities. The mid- long-term target of TAPIOCA is the construction of a facility hosting the Interuniversity Centre of excellence in Tropical Marine science with all involved scientists..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (10) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Julia Martins de Araujo - Integrante / Moacyr Cunha de Araujo Filho - Coordenador / Marcus André Silva - Integrante / Arnaud Bertrand - Integrante / Alex Costa da Silva - Integrante.Financiador(es): Institut de Recherche pour le Développement - Cooperação.
2016 - Atual
Simulating the Amazon River Plume and its Impacts using Climate Models
Descrição: The plume of freshwater entering the ocean from the Amazon River influences rainfall patterns and hurricane activity in the surrounding regions. The spreading of the Amazon plume and its impact on the atmosphere will be investigated using high-resolution coupled climate models in conjunction with field observations. This work unites the TAMU and UFPE/INPE numerical modeling expertise with the observational data obtained from different Brazilian cruises to understand the impacts of the Amazon River discharge on tropical Atlantic climate. At the highest spatial resolution (~3km), a fully coupled regional climate model (CRCM) developed at TAMU will be used to explicitly simulate the Amazon River plume influence. The results will be validated against in situ observations and compared to the output of the Brazilian Earth System Model (BESM), which is a coordinated national effort to develop a multidisciplinary research framework for understanding climate change..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Influência da variabilidade espaço-temporal do transporte oceânico de calor sobre a ocorrência de desastres naturais decorrentes de eventos extremos de precipitação no Estado de Pernambuco
Descrição: O objetivo geral desta proposta é analisar a variabilidade do transporte oceânico de calor e sua influência sobre a ocorrência de desastres naturais associados a eventos extremos de precipitação (secas e chuvas intensas) na região Nordeste do Brasil (ENEB), com foco no Estado de Pernambuco..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Projeto PIRATABR17 - Continuidade do monitoramento meteoceanográfico do Atlântico tropical através das bóias PIRATA
Descrição: A continuidade do monitoramento das variáveis de estado meteoceanográficas sobre o Atlântico Tropical é fundamental para as seguranças hídrica, energética e alimentar sobre o Brasil, constituindo o sistema de bóias PIRATA numa das mais importante redes de observação implantada no Atlântico tropical. O suporte logístico para o desenvolvimento e manutenção da rede é dividido entre o Brasil, França e EUA. O Brasil é responsável pela manutenção do lado ocidental da rede, incluindo 5 fundeios do arranjo principal e 3 fundeios da extensão Sudoeste; a França é responsável pelo lado do oriental da rede, com cinco fundeios do arranjo principal e um fundeio da extensão Sudeste; os EUA são responsáveis por quatro fundeios da extensão Nordeste. Portanto, cabe ao Brasil realizar anualmente cruzeiros oceanográficos para a troca e manutenção de 08 (oito) bóias Atlas (Autonomous Temperature Line Acquisition System). Os cruzeiros brasileiros do Projeto PIRATA são realizados pela DHN-MB (cerca de 55 dias de mar), um dos signatários brasileiros do MoU PIRATA. Entretanto, para a realização das campanhas de mar, são necessários recursos para aquisição de novos sensores e equipamentos, pagamento de serviços de calibração de sensores de hidrografia, desenvolvimento de programas computacionais para controle de qualidade e distribuição de dados, transporte de equipamentos e equipe de embarque. A razão de submissão da presente proposta Projeto PIRATABR17 é o conjunto de motivos enunciados acima. O objetivo principal deste projeto é garantir a continuidade do sistema de observações meteoceanográficas no Atlântico tropical, realizadas através da rede de bóias do Projeto PIRATA sob a responsabilidade do Brasil em parceria com a França e os EUA..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Projeto ARQ_MODEL II - Modelagem matemática da circulação, do transporte e dispersão de nutrientes e plâncton, e da troca oceano-atmosfera de CO2 na região equatorial do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (CNPq 405350/2012-0)
Descrição: O objetivo principal deste Projeto é identificar e quantificar os mecanismos físicos (ex.: ação de correntes, ressurgência de Ekman/talude, formação de vórtices, fluxos turbulentos oceano-atmosfera) e biogeoquímicos (ex.: mineralização da matéria orgânica, redisponibilização de nutrientes, produção primária, pastejo zooplanctônico, etc.) determinantes dos padrões de variabilidade sazonal da distribuição de transporte e dispersão de plâncton e nutrientes minerais, e na troca ar-mar de CO2, na região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo (referenciado a seguir por ASPSP). Especificamente, serão atingidos os seguintes objetivos : (a) Identificação dos padrões de variabilidade espaço-sazonal das propriedades termodinâmicas (T e S), biogeoquímicas, microestrutura turbulenta e fluxo de CO2 na interface oceano atmosfera da região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo; (b) Análise da influência do sistema de correntes/contra-correntes (CSEn/SCE/CSEe) sobre o transporte de constituintes bióticos (plâncton) e abióticos (nutrientes) na região oceânica adjacente ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo. Análise dos mecanismos de geração de vórtices e de ressurgência orográfica; (c) Fornecimento de subsídios às pesquisas de Oceanografia pesqueira da região do Arquipélago, através da compreensão dos mecanismos de enriquecimento mineral, dinâmica/transporte de plâncton e de larvas, e fluxo de energia e de massa nos níveis inferiores da cadeia trófica; (c) Contribuição às atividades de pesquisa científica no âmbito dos Projetos de Cooperação Internacional Brasil-USA-França - Projeto PIRATA, e Brasil-Alemanha ? Projeto UFPE/LOFEC-IfM/GEOMAR.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Projeto PILOTE - Pôle d'Interaction pour une meilleure Lisibilité des études communes en Océanographie Tropicale atlantiquE (CNPq-IRD 490289/2013-4)
Descrição: A principal intenção em se propor este Projeto multidisciplinar e multi-agência ? Projeto PILOTE - é reunir cientistas do Norte e Nordeste do Brasil (UFPE, UFBA, FUNCEME, UFC, UFMA, UFPA, entre outras), envolvidos em vários programas/projetos nacionais e bi-nacionais de colaboração com parceiros franceses do IRD, já existentes (ou em fase de submissão), voltados para o Atlântico tropical. Esses vários programas (PIRATA, MUSCAT, INCT-AmbTropic, ARQ_Model II, CLIMAZ e BIOAMAZON), brevemente descritos a seguir, destinam-se a compreender melhor a variabilidade climática no Atlântico tropical (nas escalas de intra-sazonal a escala multi-decadal) e alguns aspectos da resposta ambiental à grande variabilidade espacial-temporal das características oceanográficas ao longo da costa brasileira. Pretende-se, através do Projeto PILOTE: (i) facilitar a cooperação Brasil-França em temáticas semelhantes ou complementares e torná-la mais visível para a comunidade científica dos dois países; (ii) definir ações prioritárias comuns e de interesse aos diferentes programas já existentes (ou em fase de submissão), que podem ser realizadas durante os próximos 4 anos; e (iii) incentivar colaborações com pesquisadores e/ou estudantes da África Oeste (fortalecimento da relação Sul-Sul), região do Atlântico tropical com muitas questões e interesses científicos idênticos aos abordados nos programas de pesquisa envolvendo o Norte e Nordeste do Brasil (clima, ambiente marinho, a erosão costeira, etc.).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceano Atlântico Tropical.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARAUJO, MOACYR2017ARAUJO, MOACYR ; NORIEGA, CARLOS ; HOUNSOU-GBO, GBEKPO AUBAINS ; VELEDA, DORIS ; ARAUJO, JULIA ; BRUTO, LEONARDO ; FEITOSA, FERNANDO ; FLORES-MONTES, MANUEL ; LEFÈVRE, NATHALIE ; MELO, PEDRO ; OTSUKA, AMANDA ; TRAVASSOS, KEYLA ; SCHWAMBORN, RALF ; NEUMANN-LEITÃO, SIGRID . A Synoptic Assessment of the Amazon River-Ocean Continuum during Boreal Autumn: From Physics to Plankton Communities and Carbon Flux. Frontiers in Microbiology, v. 8, p. 1-18, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
ARAUJO, M. ; TCHAMABI, C. C. ; SILVA, M. A. ; BOURLES, B. ; ARAUJO, J. ; NORIEGA, CARLOS . Propriedade físicas e biogeoquímicas da região oceânica circundante ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo. In: Jorge Eduardo Lins Oliveira; Danielle de Lima Viana; Marco Antônio Carvalho de Souza. (Org.). Arquipélago de São Pedro e São Paulo: 20 anos de pesquisa. 1ed.Recife: Via Design Pubicações, 2018, v. 1, p. 248-262.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
HERNANDEZ, F. ; DIMOUNE, M. ; ARAUJO, J. ; ARAUJO, M. . A regional analysis of the west tropical Atlantic ocean variability. In: 25 Years of Progress in Radar Altimetry Symposium, 2018, Ponta Delgada, Azores. 25 Years of Progress in Radar Altimetry Symposium - Abstract Book. Ponta Delgada, Azores, 2018. v. 1. p. 1-188.

2.
ARAUJO, J.; MEZILET, Y. ; JOUANNO, J. ; MARIN, F. ; ARAUJO, M. . On the variability of the upwelling cell off the Amazon river mouth. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO'2016, 2016, Salvador, BA. Livro de Resumos - CBO 2016. Salvador, BA: AOCEANO, 2016. v. 1.

3.
ARAUJO, J.; VELEDA, D. R. A. ; SANTOS, P. T. S. ; ARAUJO, M. . Fluxos Turbulentos da Interface Oceano-Atmosfera da Pluma do Rio Amazonas. In: V Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO'2014, 2014, Itajaí, SC. Livro de Resumos - CBO'2014. Itajaí, SC: AOCEANO, 2014. v. 1.

Artigos aceitos para publicação
1.
NORIEGA, C. ; ARAUJO, M. ; FLORES-MONTES, M. ; ARAUJO, J. . Trophic dynamics (DIN and DIP)in tropical urban estuarine systems during periods of high and low river discharge rates. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIENCIAS, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
ARAUJO, J.; MEZILET, Y. ; JOUANNO, J. ; MARIN, F. ; ARAUJO, M. . On the variability of the upwelling cell off the Amazon river mouth. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
ARAUJO, J.; VELEDA, D. R. A. ; SANTOS, P. T. S. ; ARAUJO, M. C. . Fluxos Turbulentos da Interface Oceano-Atmosfera da Pluma do Rio Amazonas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
1st TAPIOCA Kick-off Meeting.Contribution to Work Axis 1 - Observing Ocean Structure and Dynamics along-scale. 2018. (Encontro).

2.
70a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Tropical Atlantic Interdisciplinary laboratory on physical, biogeochemical, ecological and human dynamics. 2018. (Exposição).

3.
Embarque (Cruzeiro Científico) - R/V METEOR.BMBF-collaborative project "Regional Atlantic Circulation and Global Change" (RACE II). 2018. (Outra).

4.
Ciclo de Palestras Crise Política e Democracia. 2017. (Seminário).

5.
Embarque (Cruzeiro Científico) - NPqHo Vital de Oliveira.Comissão PIRATA BR XVII. 2017. (Outra).

6.
II Semana de Oceanografia da UFPE. 2017. (Outra).

7.
PIRATA Research Project 20 Years Conference. 2017. (Congresso).

8.
Seminário Programas Básicos Ambientais da Refinaria Abreu e Lima -RNEST. 2017. (Seminário).

9.
CLIVAR Tropical Atlantic Variability Conference and PREFACE meeting. 2016. (Congresso).

10.
The Global Ocean Week (GOW). 2016. (Congresso).

11.
VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO'2016. On the variability of the upwelling cell off the Amazon river mouth. 2016. (Congresso).

12.
V Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO'2014. Fluxos turbulentos da interface oceano-atmosfera da pluma do Rio Amazonas. 2014. (Congresso).

13.
Congresso de Iniciação Científica. 2012. (Congresso).

14.
Semana Nacional de Oceanografia (SNO). 2012. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ARAUJO, T. C. M. ; LEITAO, S. N. ; FERREIRA, B. P. ; MONTES, M. J. F. ; ARAUJO, J. ; MELLO, M. R. . Tropical Oceans: Challenges for the 21st Century - Seminar. 2012. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 11:54:46