Felipe Soares

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3314833135811743
  • Última atualização do currículo em 22/10/2018


Mestre em Letras na Área de Concentração em Interfaces ente Língua e Literatura, PPGL/UNICENTRO (2017); Graduação em Letras Português e Literatura de Língua Portuguesa, UNICENTRO (2012); Proficiência em Língua Francesa C1 - ELFA/CEFR (Cadre Européen de Référence, 2016); Atua como coordenador pedagógico (2018) e professor colaborador de Língua Francesa do Programa Multicultural de Línguas PROMUL (UNICENTRO) desde 2010; no Centro de Ensino de Línguas Estrangeiras TALKup desde 2018; nas Artes Plásticas desde 2004. Membro da Communauté Francophone des Amériques. Membro do Laboratório de Estudos do Discurso - LEDUNI/UNICENTRO (2016). Dissertação indicada ao prêmio ANPOLL (2018) nas categorias Línguística/ Análise do Discurso.Prêmio COMENDA da Academia Brasileira de Belas Artes em pintura contemporânea (2011). Ex-voluntário de Inciação Científica (PROIC); Ex-bolsista do Programa de Educação Tutorial (PET-LETRAS UNICENTRO). Possui experiência na área de ensino de Língua Francesa. Em produção artística possui experiência em Desenho e Pintura contemporânea (tela/mural) nas temáticas expressionista/hiper-realista. Atualmente, é pesquisador nas áreas de Análise do Discurso de linha francesa (de base foucaultiana) e Semiologia. Em seu currículo, as temáticas mais frequentes na contextualização da sua produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Análise do Discurso / Discursivisação sobre a loucura / Visualidades Contemporâneas / Artes Plásticas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Felipe Soares
Nome em citações bibliográficas
SOARES, F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava.
Rua Presidente Zacarias de Goes - até 1508/1509
Santa Cruz
85015430 - Guarapuava, PR - Brasil
Telefone: (42) 36211367


Formação acadêmica/titulação


2016 - 2017
Mestrado em Programa de Pós Graduação em Letras.
Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO, UNICENTRO, Brasil.
Título: EU, YAYOI KUSAMA, QUE RETRATEI MINHA OBSESSÃO, MINHA DESPERSONALIZAÇÃO E MINHAS FOBIAS: Por uma análise do discurso das imagens da loucura,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Denise Gabriel Witzel.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes Plásticas / Especialidade: Pintura.
2012 - 2016
Graduação em Letras.
Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Brasil.
Título: Pela arte da caligrafia: uma (re)leitura para o Haikai.
Orientador: Daniela Silva da Silva.
2004 - 2006
Ensino Médio (2º grau).
PAULO A. TOMAZINHO, C.E.PROF.-ENS.FUND./MED, P.A.T.C.E., Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
CURSO MONOGRÁFICO INTENSIVO I - Seminário avançado em SAUSSURE. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFMS, Brasil.
2016 - 2016
CURSO MONOGRÁFICO INTENSIVO 2 - seminário avançado em BENVENISTE. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFMS, Brasil.
2013 - 2016
Extensão universitária em Programa de Educação Tutorial - PET Letras. (Carga horária: 3120h).
Universidade Estadual do Centro Oeste, UNICENTRO, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Ministrante, Enquadramento Funcional: Professor de língua francesa, Carga horária: 10
Outras informações
Professor do Programa de Línguas Estrangeiras (PROMUL) da Universidade Estadual do Centro Oeste - UNICENTRO desde 2010. Ministra o idioma Francês, com ênfase nas seguintes áreas: L?enseignement de la grammaire en classe de français langue étrangère / Les chansons dans l?enseignement du FLE (Français Langue Étrangère) / Conversação / Instrumental / Modalidade Internacional de Intercâmbio Universitário / Proficiência para mestrado e doutorado.


Colégio Aliança, ALIANÇA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Literatua, Carga horária: 2
Outras informações
Professor da disciplina de Literatura do Programa SMARTANGLO do Colégio ALIANÇA de Guarapuava, PR; disciplina direcionada aos estudos de literaturas brasileira e portuguesa, por sua vez voltada a formação cultural dos alunos, bem como segue veiculada à análise das obras literárias elencadas nos processos de vestibulares locais e regionais.


Colégio Lobo - Ensino Fundamental, Médio e prévestibulares, LOBO, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Desenho livre, Carga horária: 2
Outras informações
Professor da disciplina eletiva de desenho livre com ênfase em História da Arte. Disciplina projetada para o preparo das habilidades específicas requeridas no processo de vestibulares referente aos cursos de Arquitetura, Design, Engenharia e Moda.


Wizard Brasil, WIZARD, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Língua Francesa, Carga horária: 10


Memorize Great English Cursos de Idiomas, MEMORIZE IDIOMAS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Língua Francesa, Carga horária: 20


Avance Idiomas, AVANCE IDIOMAS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Língua Francesa, Carga horária: 30



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
EU, YAYOI KUSAMA, QUE RETRATEI MINHA OBSESSÃO, MINHA DESPERSONALIZAÇÃO E MINHAS FOBIAS: Por uma análise do discurso das imagens da loucura
Descrição: Dissertação de Mestrado. Embasada nos parâmetros que a Análise do Discurso de linha francesa foucaultiana estabelece para a(s) natureza(s) de ?poder? (2010), verdades ?demonstrada/acontecimento? (2006), ?técnicas de si?, ?governamentalidade? (2006) e ?parrhesia? (2004), pretendemos, com a presente dissertação, também amparada pelos conceitos de ?memória discursiva?, ?intericonicidade?, formulados por Courtine (2013) junto com o ?paradigma indiciário? proposto por Ginzburg com sua ?Semiologia Histórica? (1989), mostrar a fabricação do sujeito histórico ?artista-louco?, a considerar Yayoi Kusama (1929-): artista que proclama ser a ?Suprema Sacerdotisa das Bolinhas? e que diz pintar como tema de sua obra a própria loucura. Propomos essa feita a partir da escansão arquegenealógica de enunciados imagéticos/verbais dessa artista, elegidos como material de análsie desse trabalho, os quais: Obsessão por sexo e comida (1966) e Auto-obliteração de Kusama (1967). Diante da base teórica acenada, objetivamos: (i) analisar o embate discursivo cujas produções de sentido (re)produzem uma subjetividade construída em torno do sujeito Kusama; ora artista-infame, ora artista-celebridade; (ii) examinar enunciados/indices referidos à interpretação da loucura fabricada pelo sujeito Kusama, materializados (ou não) em suas obras, lendo-os em sua imersão histórica que pode atestar (ou não) tal loucura, conforme estatuem os poderes/saberes do establishment artístico; (iii) escandir os enunciados verbais e não verbais que formam o material de análise deste trabalho por meio do aporte arqueológico foucaultiano, agregando ao processo a metodologia do ?paradigma indiciário?, de Ginzburg (2014); (iv) desenvolver uma análise das visualidades sob os conceitos de ?memória discursiva? e de ?intericonicidade? formulados por Courtine (2013), conjugando assim vida e obra de Kusama a partir de sua força operadora na memória social, no que respeita o papel da imagem do sujeito histórico ?artista-louco? no estabelecimento da memória coletiva, atualmente. Concluímos, diante dos resultados da análise proposta, que o sujeito Kusama fabrica-se/é fabricado em consequência dos processos subjetivadores/objetivadores decorrentes do embate entre poderes e saberes discursivisados pelo establishment/dispositivos médicos, bem como a forma ?artista-louco? emerge aí também como resultado da parrhesia, o corajoso/perigoso cuidado de si nessa confecção do si mesmo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Denise Gabriel Witzel - Coordenador.
2016 - 2017
EXPRESSÕES OBCECADAS: O DISCURSO DA LOUCURA COMO AUTORRETRATO DE YAYOI KUSAMA
Descrição: Dissertação de mestrado em andamento. Embasado nos parâmetros que a Análise do Discurso foucaultiana estabelece para a(s) natureza(s) de ?poder?, ?discurso?, ?enunciado? (2010; 2009), ?técnicas de si? e ?jogos de verdade? (1982), e também amparado no método indiciário de Carlo Ginzburg (2003), no presente artigo almejamos apresentar reflexões acerca dos enunciados e da noção de poder embutida nas produções discursivas (o poder psiquiátrico e o stabelishment das artes contemporâneas) que pretendem um saber sobre a persona Yayoi Kusama (1929-). Diante da base teórica acenada, se pretende contornar padrões que, materializados discursivamente nas obras da artista japonesa (enunciados pictóricos, plásticos e esculturais) remeteriam a persona Kusama à provável construção de uma subjetividade amparada em sua linguagem simbólica, então ligada a relações/embates estabelecidos entre as expressões estéticas e o assujeitamento dessa artista. Esperamos a partir do mapeamento de suas organizações expor um provável funcionamento da produção de efeitos gerados pelas ?práticas de si?, por sua vez arroladas aos ?jogos de verdade?, os quais verificariam como este sujeito, Yayoi Kusama, se projeta e é projetado discursivamente como ?louco? e ?artista? aos olhos da crítica e da mídia. Palavras-chave: Arte contemporânea; Discurso; Jogos de verdade; Técnicas de si; Yayoi Kusama;.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Denise Gabriel Witzel - Coordenador.
2016 - 2016
MITO EM FRATURAS: A FELICIDADE CONSUMADA DA LITERATURA AO CINEMA
Descrição: Ao considerar a obra literária A Espuma dos dias (L?Écume des jours, 1947), de Boris Vian (1920-1959) e a obra cinematográfica de mesmo título de 2013 de Michel Gondry, percebemos representadas nestas atmosferas paródicas e surreais uma Paris posterior à Ocupação Alemã. Tais narrativas, por sua vez, são apresentadas por uma estética que se conjuga conforme a consumação de emoções dos sentimentos de suas personagens. Nesse sentido, sugere-se haver nessas linguagens (literária e fílmica) a representação de um sistema simbólico, mítico, arquitetando os espaços em que as personagens transitam, então sujeito à êxtase ou à refração sentimental de suas protagonistas. Logo, conforme depreendemos tal construções narrativas, o presente trabalho pretende, embasado às teorias literárias, da comunicação, semióticas, simbólicas e mitológicas em Compagnon, Sant?Anna, Benardet, Blanchot, Barthes e Chevalier, bem como emparelhado às concessões históricas, econômicas e estereótipos culturais analisados das obras elencadas, realizar um mapeamento entre símbolo, personagem e espaço a fim de estabelecer uma jornada para a felicidade: mito eterno ou um bem provisório em jogo da Antiguidade às narrativas literária e fílmica de A Espuma dos dias..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Coordenador / Hertz Wendel de Camargo - Integrante.
2016 - 2016
ANTROPOFAGISMOS: HOJE É DIA DAS NÚPCIAS LITERÁRIAS, PLÁSTICAS E TELEVISIVAS!
Descrição: Ao considerar veiculadas Literatura e TV, nota-se da adaptação empreendida entre tais plataformas um possívelembate que implicarianessa relação à descaracterização da primeira (dada sua reprodutibilidade na segunda) como obra de arte,em razão também doenvolvimentoda TV com regras de padrões mercadológicos. Logo, um produto televisivo ?as teledramaturgias adaptadas de expressões artísticas como a Literatura, teriam seu valor determinado por tais regras e não por sua qualidade intrínseca.Diante da problemática pressuposta, esse artigo se perfila no embate arte versus espetáculo, a fim de repensar a natureza da obra de arte enquanto produto de expressão cultural relativo e remanescente ao movimento antropofágico brasileiro, por sua vez, fenômeno possivelmente também arrolado à natureza da teledramaturgia, no que diz respeito à construção de suas devidas concepções estéticas. Para tanto, a pesquisase ampara principalmente nas teoriasdacrítica literária (Benedito Nunes)e da Comunicação (Camargo Ferreira),dialogando com o universo da obra de Carlos Alberto Soffredini (1939-2001)Hoje é dia de Mariae a minissérie de mesmo título, de Luiz Fernando Carvalho (2004-2006). Espera-se, deste modo, revisaro embate elencado perante as reflexões tomadas sobre o universo da teledramaturgia, bem como àquelas das identidades artísticas que as inspiraram..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Hertz Wendel de Camargo - Coordenador.
2016 - 2016
LACIE POUND, UM ESPAÇO HETEROTÓPICO NARRADO EM BLACK MIRROR:O ESPELHO PANOPTICO E SEUS CORPOS-MÍDIAS
Descrição: A presente pesquisa mostra um exame da sociedade contemporânea, tomando-a a partir de sua discursivização arrolada às mídias sociais, conforme retratada no episódio Loser(Queda Livre, em português), da série televisiva britânica de ficção especulativa Black Mirror(2016), do web canal Netflix. Para tanto, empregam-se, por meio dessa pesquisa, a base teórica arquegenealógica que Michel Foucault estabelece para o fenômeno Panoptismo (Vigiar e Punir, 2012), bem como o fenômeno eco-logia, de NorvalBaitello Junior (2016), principalmente. Espera-se, diante da base teóricaacenadae atrelada ao cenário que se constrói em Loser? por sua vez, imerso nos embates que se estabelecem entre as relações humanas, seu usoda tecnologia, e seus efeitos sobre os sujeitos (corpos-mídias) assim discursivisados em tal narrativa ? perfilaro funcionamento discursivo dos novos espaços virtuais, o atual papel social das imagens e ospossíveis efeitos colaterais de sua reverberação excessiva, assim, desse modo,evidenciandoo corpo humano enquanto um suporte midiático fadado ao atravessamento do(s) espetáculo(s) contemporâneo(s) que cede(m) espaço à vigilância..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Denise Gabriel Witzel - Coordenador.
2016 - 2016
ENTRE AS DUAS FACES DE ANTÍGONA: A FALA MÍTICA ATRAVESSADA PELAS LEIS NÃO ESCRITAS
Descrição: Embasado nos parâmetros que a Análise do Discurso foucaultiana estabelece para a(s) natureza(s) do enunciado e do poder, e também perfilado na perspectiva de mito barthesiana, o presente artigo pretende mostrar uma possível atualização do mito Antígonana Contemporaneidade. Para tanto, a análise empreendida se perfila nos discursos midiático e artístico (fotografia jornalística, vídeo arte, pintura e escultura), os quais, por sua vez,corroborariam para a construção de acontecimentos que seus os expectadores/leitores compõem sobre a produção de sentidos acerca do mundo que os entorna. Diante da base teórica acenada, será examinado o funcionamento discursivo do enunciado ?Uma pietá contemporânea? que, mediante a sua composição (verbal-não verbal)apresenta para a sociedade atual um cadáver como espetáculo, remetendo-nos então a discursos outros que se cruzam pelos fios da memória, no interdiscurso: ou seja, a possívelatualização do mito Antígonade acordo com os saberes, os poderes e as verdades que tradicionalmente regularam os ideais da ritualística do enterroconforme permitidas pela emergência de leis ditas e as leis não-escritas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Denise Gabriel Witzel - Coordenador.
2016 - 2016
MORTE E POESIA-MÍTICA: DESDOBRAMENTOS CONTEMPORÂNEOS EM ROÇA BARROCA
Descrição: Empreendendo em Roça Barroca (2011),de Josely Vianna Baptista, o seu entrecruzamento mítico-poético, se perfila no presente artigo uma análise sobre a ampliação destatendo em vista as formas de sobrevivência da linguagem literária implicadas ao seu possível apagamento na sociedade moderna. Para tanto, a pesquisa se ampara no conceito da natureza ontológica da Literatura de Michel Foucault (2009), sendo consideras também as teorias mitológicas e etnopoéticas em Dolhnikoff e Simões. Espera-se com essa pesquisa disseminar tanto as reminiscências literárias dos cantos míticos dosMbyá-Guarani como ressaltar a importância do fazer-artístico referido às traduções desse gênero lírico, a etnopoesia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Denise Gabriel Witzel - Coordenador.
2015 - Atual
Encruzilhadas Modernas? Reverificando a identidade artística (im)prevista como herança histórica da semana de 22
Descrição: Notadas as vanguardas artísticas brasileiras da década de 1922 e aquelas de 1930, a presente pesquisa articulada ao PET LETRAS/UNICENTRO verifica uma provável problemática acerca da historiografia literária brasileira no que concerniria a identidade prometida pelos modernistas de 1922 e sua configuração literária posterior, revisitada em 1930. A pesquisa fundamenta sua perspectiva teórica principalmente no em Luís Bueno e Iglésias para explorar uma nova configuração histórica para o romance de 30 no país, fruto prometido pelo Modernismo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Coordenador / Daniela Silva da Silva - Integrante / Jéssica Bobroski - Integrante.
2014 - 2015
O JAZZ: UM TESTEMUNHO DA MÚSICA ATRAVÉS DO COTIDIANO DE 1970 ENTOADO EM AS MENINAS
Descrição: A partir de dois momentos históricos de repressão político-social, o cotidiano paulistano encarcerado pelo regime ditatorial brasileiro da década de 1970 representado na narrativa de As Meninas, de Lygia Fagundes Telles, e na mesma década a considerar as proibições de quaisquer insurreições à cultura negra nos Estados Unidos da América, essa pesquisa de Iniciação Científica propõe evidenciar dos campos artísticos apresentados um possível diálogo entre literatura e música que resiste enquanto testemunho histórico. Para tanto, a análise tomou o gênero musical como objeto representativo de seu tempo de ambas esteiras testemunhais asseverado por Seligmann e Daglian, a fim de avaliar o tráfego entre literatura e música do ano de 1970 realçando então o tom protestante recorrente na narrativa de As Meninas através da linguagem do recém -nascido gênero musical, o jazz..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Níncia Cecília Ribas Borges Teixeira - Coordenador.
2014 - 2015
O JAZZ: UM TESTEMUNHO DA MÚSICA ATRAVÉS DO COTIDIANO DE 1970 ENTOADO EM AS MENINAS
Descrição: A partir de dois momentos históricos de repressão político-social, o cotidiano paulistano encarcerado pelo regime ditatorial brasileiro da década de 1970 representado na narrativa de As Meninas, de Lygia Fagundes Telles, e na mesma década a considerar as proibições de quaisquer insurreições à cultura negra nos Estados Unidos da América, essa pesquisa de Iniciação Científica propõe evidenciar dos campos artísticos apresentados um possível diálogo entre literatura e música que resiste enquanto testemunho histórico. Para tanto, a análise tomou o gênero musical como objeto representativo de seu tempo de ambas esteiras testemunhais asseverado por Seligmann e Daglian, a fim de avaliar o tráfego entre literatura e música do ano de 1970 realçando então o tom protestante recorrente na narrativa de As Meninas através da linguagem do recém -nascido gênero musical, o jazz..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Níncia Cecília Ribas Borges Teixeira - Coordenador.
2014 - 2014
Estágio Curricular Supervisionado: O Ensino Re-configurado para a linguagem e o Gênero.
Descrição: A presente pesquisa decorre da discussão teórica e prática atrelada ao "como fazer" arrolado aos processos de planejamento e organização teórica-metodológica a respeito dos planos de aula e de ensino atrelados à ocasião da disciplina de Estágio Curricular Supervisionado, no Ensino Básico. Em seu desenvolvimento foram utilizados aportes teóricos como os de Bakhtin e Travaglia, além das premissas citadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais e nas Diretrizes Curriculares da Educação Básica. O material didático elaborado nesta pesquisa contempla o gênero História em Quadrinhos, buscando elucidar as relações dialógicas empenhadas para a produção e aplicação do mesmo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / Sonia Merith Claras - Coordenador.
2013 - 2013
O BREVE DIZER NA CONTEMPORANEIDADE: UMA HERANÇA BÉLICA
Descrição: Ao considerar o falar curto dos enunciados do campo publicitário contemporâneo, esse projeto de pesquisa articulado ao PET LETRAS / UNICENTRO se perfila sobre o estudo de uma possível formação discursiva lacônica tomando como objetos de investigação os enunciados elaborados no quadro dos produtos Axe Excite, sob a ótica das suas campanhas Even Angels Will Fall. Para a realização deste, o diálogo teórico empenhando parte da esteira teórica de Foucault em A Ordem do Discurso e a Arqueologia do Saber, tecendo uma possível realidade material discursiva acerca de tais enunciados sobre a luz do laconismo, do falar efêmero, e do domínio da memória..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Integrante / João Marcos Mateus Kogawa - Coordenador.
2012 - 2015
Cultura escrita em versos pintados: uma (re)leitura do Haikai
Descrição: Ao tomar as várias leituras e apropriações do haicai brasileiro, a presente pesquisa de conclusão de curso de graduação estuda, desses processos, a relação leitor-intérprete-obra-autor conforme suscita Roger Chartier. Esse trabalho se perfila sobre o cenário de intercâmbio cultural brasileiro e nipônico a partir da citação de Paulo Leminski acerca da impossibilidade tradutória de um haikai Japonês. A partir dela, a pesquisa alocada principalmente nas esteiras teóricas de Chatier, Franchetti, Hirashima, Dolgstein e Blunden compara o haikai de Matsuo Basho, Velha Lagoa, e a sua tradução de Leminki tomando os processos de escanção poéticas ocidental e oriental a fim de contornar a pressuposta imposição tradutória abordada ao foca-se sobremodo sobre o recurso poético Shodo; a arte da caligrafia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Felipe Soares - Coordenador / Daniela Silva da Silva - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Teoria e Análise Lingüística.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes Plásticas.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Japonês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2011
COMENDA - Pintura Contemporânea, Academia Brasileira de Belas Artes.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
SOARES, F.; Pablo, R. Juan . Diálogo dos Olhos. 01. ed. Calle Serrano: Chiado Editorial, 2015. v. 3000. 218p .

Capítulos de livros publicados
1.
SOARES, F.. CURTA LACIE POUND DEPOIS DE LER: DO PANOPTISMO AOS CORPOS-MÍDIAS EM BLACK MIRROR. In: Renata Marcelle Lara; Hertz Wendel de Camargo. (Org.). ECOS MIDIÁTICOS: SENTIDOS E SUBJETIVIDADES. 1ed.Curitiba: Syntagma Editora, 2017, v. 01, p. 287-296.

2.
SOARES, F.. UMA LEITURA DO CONSUMO PELA ESTRUTURA MÍTICA DE A ESPUMA DOS DIAS. UMA LEITURA DO CONSUMO PELA ESTRUTURA MÍTICA DE A ESPUMA DOS DIAS. 1ed.Londrina: Syntagma, 2017, v. 1, p. 129-150.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOARES, F.; BOBROSKI, J. . JORNAL LITERASHOW. Jornal Literashow, UNICENTRO, p. 01 - 10, 05 ago. 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SOARES, F.; CLARA, Merith . Estágio Curricular Supervisionado: O ensino reconfigurado para a linguagem e o gênero. In: Estágio Curricular Supervisionado: O ensino reconfigurado para a linguagem e o gênero, 2015, Ponta Grossa. VIII CIEL ? CICLO DE ESTUDOS EM LINGUAGEMe I CIEL ? CONGRESSO INTERNACIONAL DE ESTUDOS EM LINGUAGEM ?Culturas, Identidades e Subjetividades: Linguagens em Movimento?, 2015. v. VIII.

Apresentações de Trabalho
1.
SOARES, F.. EU, YAYOI KUSAMA, QUE RETRATEI MINHA OBSESSÃO, MINHA DESPERSONALISAÇÃO E MINHAS FOBIAS: Por uma análise do discurso das imagens.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
SOARES, F.. FELICIDADE EXTRAVIADA: UMA MERCADORIA NOS JOGOS DE CONSUMO DE A ESPUMA DOS DIAS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SOARES, F.. MORTE E POESIA-MÍTICA: DESDOBRAMENTOS CONTEMPORÂNEOS EM ROÇA BARROCA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
SOARES, F.. ENTRE AS DUAS FACES DE ANTÍGONA: A FALA MÍTICA ATRAVESSADA PELAS LEIS NÃO ESCRITAS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
SOARES, F.. MITO EM FRATURAS: A FELICIDADE CONSUMADA DA LITERATURA AO CINEMA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SOARES, F.; CLARA, Merith . Estágio Curricular Supervisionado: O Ensino Reconfigurado para a Linguagem e o Gênero. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SOARES, F.. Iniciação Científica: Música e Literatura em: As Meninas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
SOARES, F.. ENCRUZILHADAS MODERNAS? UMA REVERIFICAÇÃO DA IDENTIDADE ARTÍSTICA (IM)PREVISTA COMO HERANÇA HISTÓRICA DA SEMANA DE 22. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
SOARES, F.. Palestras das Obras do Vestibular 2014. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
SOARES, F.. Educação do Olhar: Literatura e o calígrafo através do Haikai. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
SOARES, F.. UN DÉTOUR EN ACTUALITÉ DE LA NOTION DE DÉMARCHE DISPOSITIVE?. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

2.
SOARES, F.. DISTANCES, ABSENCE, PROXIMITÉS ET PRÉSENCES: DES CONCEPTS EN DÉPLACEMENT. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

3.
SOARES, F.. PÉDAGOGIES ET PUBLICS DE FORMATION À DISTANCE. QUELQUES TOUCHES HISTORIQUES. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

4.
SOARES, F.. MÉDIAS, PÉDAGOGIE ET DÉMOCRATIE. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

5.
SOARES, F.. LES FILMS PROMOTEURS DE MOOC, UNE RHÉTORIQUE DE LA ?DIVISIO?. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

6.
SOARES, F.. LES VOIX DE LA DISTANCE. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

7.
SOARES, F.. VODCASTING, QUAND LES ÉTUDIANTS SE PRÉSENTENT. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

8.
SOARES, F.. DE L?ANALYSE SYSTÈMIQUE À LA PRODUCTION D?UNE THÉORIE GÉNÉRALE: PARCOURS D?UNE CHERCHEURE IMPLIQUÉE. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos de Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

9.
SOARES, F.. PAROLES ET IMAGES. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos de Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

10.
SOARES, F.. MOOC: LES CONDICTIONS DE LA RÉUSSITE. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos de Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

11.
SOARES, F.. POUR DÉCOUVRIR LES MOOC?S. cURITIBA: Revista Ação Midiática - Estudos de Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Outra).

12.
SOARES, F.. ON DEMANDE TOUJOURS DES INVENTEURS ET L?ON RECHERCHE ENCORE LES INNOVATEURS. Curitiba: Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, 2017. (Tradução/Artigo).

13.
SOARES, F.. Irreversível. Calle Serrano: Chiado Editorial, 2015 (Ilustração).

14.
SOARES, F.. IRREVERSÍVEL. Lisboa, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Posfácio)>.


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
SOARES, F.. ESTUDANTES DO SÉCULO XXI E JOGOS DIGITAIS: LINGUAGENS E ENGAJAMENTO PARA NOVAS EDUCAÇÕES. 2017.

2.
SOARES, F.. MULTIMODALIDADE E PROPAGABILIDADE NA CAMPANHA DE LANÇAMENTO DO LIVRO DECODED, DE JAY-Z. 2017.

3.
SOARES, F.. DESAFIOS DO DISCURSO COMUNICACIONAL PUBLICITÁRIO EM TEMPOS DE ?LOWSUMERISM?. 2017.

4.
SOARES, F.. O EXPRESSIONISMO ALEMÃO EM DOIS TEMPOS: DE WIENE A BURTON. 2017.

5.
SOARES, F.. A COMUNICAÇÃO INCONSCIENTE NO DISCURSO. 2017.

6.
SOARES, F.. A ADAPTAÇÃO E O ESPETÁCULO VISUAL: INCLUSÃO, DESLOCALIZAÇÃO E RECONSTRUÇÃO DE PHATOS. 2017.

7.
SOARES, F.. FÃS E FILMES NAS MÍDIAS DIGITAIS: REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DOS SUJEITOS EM PRÁTICAS DE INTERATIVIDADE. 2017.

8.
SOARES, F.. TRAUMAS EM CARNE E PLÁSTICO: A PAIXÃO PELO REAL NA SÉRIE WESTWORLD. 2017.

9.
SOARES, F.. A PUBLICIDADE EM LIPOVETSKY E A APROXIMAÇÃO COM A PRAGMÁTICA. 2017.

10.
SOARES, F.. O ETHOS DISCURSIVO EM SHREK 2: HUMOR, SUBVERSÃO E RESSIGNIFICAÇÃO DOS CONTOS DE FADAS. 2017.

11.
SOARES, F.. MÍDIA E SEXTING: A PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DA PRÁTICA DO CONSUMO ENTRE JOVENS. 2017.

12.
SOARES, F.. A TERCEIRA IDADE EVIDENCIADA: BREVES CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA EXPERIÊNCIA ESTÉTICA NAS NARRATIVAS PUBLICITÁRIAS. 2017.

13.
SOARES, F.. DOS QUADRINHOS AO CINEMA: UM CÓDIGO VISUAL EM FORMAÇÃO. 2017.

14.
SOARES, F.. A POLÊMICA DAS BIOGRAFIAS NO JORNAL GAZETA DO POVO. 2017.

15.
SOARES, F.. SUJEITOS SOCIAIS EM JOGOS IMAGINÁRIOS NA MINISSÉRIE FELIZES PARA SEMPRE?,. 2017.

16.
SOARES, F.. CRUZAMENTOS ENTRE MITO E TRANSGÊNERO NA SÉRIE SENSE 8. 2017.

17.
SOARES, F.. A CONSTRUÇÃO DO FEMININO COMO MARKETING ECOLÓGICO: NATUREZA, GÊNERO E CONSUMO. 2017.

18.
SOARES, F.. O ?REBAIXAMENTO? CORPORAL NAS IMAGENS MIDIÁTICAS. 2017.

19.
SOARES, F.. Francês Instrumental Modalidade Internacional. 2014.

20.
SOARES, F.. Literashow. 2013.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SOARES, F.. Gravações na rádio da Universidade - OBRAS LITERÁRIAS. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
SOARES, F.; BOBROSKI, J. . PETNEWS. 2013; Tema: DISSEMINAÇÃO DAS PESQUISAS EM ANDAMENTO NO GRUPO PET LETRAS. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
SOARES, F.. Curso Francês I. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SOARES, F.. Francês 1 (samedi). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SOARES, F.. FRANÇAIS BRAFRAGRI. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
SOARES, F.. AULÃO DE FRANCÊS. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
SOARES, F.. Curso Francês II. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
SOARES, F.. FRANÇAIS BRAFRAGRI. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SOARES, F.. FRANÇAIS III. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
SOARES, F.. Curso Francês IV. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
SOARES, F.. Curso Francês I. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
SOARES, F.. FRANCÊS 1. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
SOARES, F.. FRANÇAIS II. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
SOARES, F.. Ação Midiática ? Estudos em Comunicação Sociedade e Cultura, número 11.. 2016. (Revisão de periódico).

13.
SOARES, F.. Ação Midiática ? Estudos em Comunicação Sociedade e Cultura, número 12, dez 2016.. 2016. (Revisor Técnico em Língua Portuguesa e Inglesa).

14.
SOARES, F.. Francês Modalidade Internacional Módulo II - fevereiro/abril. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
SOARES, F.. Francês Instrumental - Modalidade A1 - setembro/dezembro. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

16.
SOARES, F.. FRANCÊS INSTRUMENTAL MODALIDADE INTERNACIONAL - A1. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

17.
SOARES, F.. Curso de Francês Modalidade Internacional - Módulo II. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

18.
SOARES, F.. FRANCÊS INSTRUMENTAL BRAFRAGRI. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

19.
SOARES, F.. Francês de leitura instrumental. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

20.
SOARES, F.. Curso Francês Fase II - março/junho. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

21.
SOARES, F.. Curso de Francês - Fase II. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

22.
SOARES, F.. Curso Francês - Fase I. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

23.
SOARES, F.. Francês Francês - Fase IV. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

24.
SOARES, F.. Curso de Francês - Fase III. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
SOARES, F.. Curso Francês Fase I. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
SOARES, F.. Francês Instrumental Modalidade Internacional. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Aula Magna).

27.
SOARES, F.. Educação dos Olhos: A literatura e o calígrafo através do Haikai:. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

28.
SOARES, F.. Francês Fase II. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

29.
SOARES, F.. Francês Fase I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

30.
SOARES, F.. Reforço em escrita, leitura e produção de texto. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

31.
SOARES, F.. Francês Fase II - Primeiro Semestre. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

32.
SOARES, F.. Francês Fase I - Primeiro Semestre. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

33.
SOARES, F.. Francês Fase II- Segundo Semestre. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

34.
SOARES, F.. Francês Fase I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

35.
SOARES, F.. Francês Fase I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

36.
SOARES, F.. Francês Fase I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

37.
SOARES, F.. Francês Fase I. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

38.
SOARES, F.. Francês Fase II. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

39.
SOARES, F.. Francês Fase IV. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

40.
SOARES, F.. Francês Fase I - Sábado. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

41.
SOARES, F.. Francês Fase I - Terça/Quinta-feira. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

42.
SOARES, F.. Francês Fase II - Sábado. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

43.
SOARES, F.. Françês Fase II - Quarta/Sexta-Feira. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

44.
SOARES, F.. Francês Fase III - Sábado. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

45.
SOARES, F.. Francês Fase I - Segunda & Quarta. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

46.
SOARES, F.. Francês Fase I - Sábado. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

47.
SOARES, F.. Introduction Générale à la Langue Française. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Ensino de língua francesa para brasileiros).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
SOARES, F.. 'Chá Verde'. 2011. Pintura.

2.
SOARES, F.. 'A Passagem'. 2011. Pintura.

3.
SOARES, F.. 'Puzzle'. 2011. Pintura.

4.
SOARES, F.. 'APAIXONADOS'. 2011. Outra.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II ENCONTRO FOUCAULT E DISCURSOS NO BRASIL: Discurso lisos como pedra - a a insurreição dos saberes sominados. 2017. (Encontro).

2.
II ENCONTRO FOUCAULT E DISCURSOS NO BRASIL: Discursos lisos como pedra - a insurreição dos saberes.EU, YAYOI KUSAMA, QUE RETRATEI MINHA OBSESSÃO, MINHA DESPERSONALIZAÇÃO E MINHAS FOBIAS: Por uma análise do discurso das imagens da loucura. 2017. (Encontro).

3.
1o Colóquio Museus, Arquivos: Lugares de Memória no/do Espaço Urbano.MORTE E POESIA MÍTICA: DESDOBRAMENTOS CONTEMPORÂNEOS EM ROÇA BARROCA. 2016. (Outra).

4.
CIELLI - 4 Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários.MITO EM FRATURAS: A FELICIDADE CONSUMADA DA LITERATURA AO CINEMA. 2016. (Outra).

5.
ESCOLA DE ALTOS ESTUDOS. 2016. (Seminário).

6.
SIEDUNI - Simpósio Nacional de Estudos do Discurso da Unicentro.ENTRE AS DUAS FACES DE ANTÍGONA: A FALA MÍTICA ATRAVESSADA PELAS LEIS NÃO ESCRITAS. 2016. (Simpósio).

7.
VIII ENPECOM - Encontro de Pesquisa em Comunicação, Crítica e Mídia. FELICIDADE EXTRAVIADA: UMA MERCADORIA NOS JOGOS DE CONSUMO DE A ESPUMA DOS DIAS. 2016. (Congresso).

8.
V SEDAN/II SEMINÁRIO LABELL - PPGL/UNICENTRO ? 2016.EXPRESSÕES OBCECADAS: O DISCURSO DA LOUCURA COMO AUTORRETRADO DE YAYOI KUSAMA. 2016. (Seminário).

9.
V SEDAN/II SEMINÁRIO LABELL - PPGL/UNICENTRO ? 2016.EXPRESSÕES OBCECADAS: O DISCURSO DA LOUCURA COMO AUTORRETRADO DE YAYOI KUSAMA. 2016. (Seminário).

10.
Expo Lobo 2015. Feira de obras literárias do vestibular 2015. 2015. (Feira).

11.
IV SEDAN - Seminário de dissertações em andamento.Música e Literatura em: As Meninas. 2015. (Seminário).

12.
IV SEDAN - Seminário de dissertações em andamento. 2015. (Seminário).

13.
IV SIEPE - Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão.Oficina de Escrita Criativa. 2015. (Oficina).

14.
Joparpet 2015.PET LETRAS - UNICENTRO. 2015. (Encontro).

15.
Literashow 2015.Paulo Leminski - Toda Poesia. 2015. (Outra).

16.
TELEVISANDO.Televisando 2015 - Capacitação para para avaliadores. 2015. (Outra).

17.
VIII CIEL - Ciclo de Estudos de Linguagem e I CIEL - Congresso Internacional de Estudos de Linguagem - Culturas, Id.... 2015. (Congresso).

18.
Campanha UNICENTRO ROSA - NOVEMBRO.Campanha UNICENTRO ROSA. 2014. (Outra).

19.
Campanha UNICENTRO ROSA - OUTUBRO.Campanha UNICENTRO ROSA. 2014. (Encontro).

20.
II ENCONTRO MULTICULTURAL.II ENCONTRO MULTICULTURAL. 2014. (Encontro).

21.
LEITURA, ESCRITA E ORALIDADE: PRÁTICA DE OFICINAS NA ESCOLA MOACYR JULIO SILVESTRE.LEITURA, ESCRITA E ORALIDADE: PRÁTICA DE OFICINAS NA ESCOLA MOACYR JULIO SILVESTRE. 2014. (Oficina).

22.
MOSTRA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO, ARTÍSTICO E DE EMPREEENDEDORISMO - 1ª MOCC. MOSTRA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO, ARTÍSTICO E DE EMPREEENDEDORISMO - 1ª MOCC. 2014. (Congresso).

23.
Palestra das Obras Literárias do vestibular 2014.Paulo Leminski - Toda Poesia. 2014. (Outra).

24.
Português Brasileiro para Estrangeiros.Português Brasileiro para Estrangeiros. 2014. (Oficina).

25.
V Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro - SELL-UNI. Monitoria do evento. 2014. (Congresso).

26.
Gravações na rádio da Universidade - OBRAS LITERÁRIAS.Gravações na rádio da Universidade - OBRAS LITERÁRIAS. 2013. (Oficina).

27.
III SIEPE - SEMANA DE INTEGRAÇÃO, ENSINO E EXTENÇÃO. Coordenador de Sessão no Evento de Extensão. 2013. (Congresso).

28.
III SIEPE - SEMANA DE INTEGRAÇÃO, ENSINO E EXTENÇÃO. 2013. (Congresso).

29.
III SIEPE - SEMANA DE INTEGRAÇÃO, ENSINO E EXTENÇÃO.Educação do Olhar: Literatura e o calígrafo através do Haikai. 2013. (Oficina).

30.
III SIIES - SEMINÁRIO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ. 2013. (Seminário).

31.
MESA REDONDA: Jabutis na poltrona - Cadê o leitor?. 2013. (Feira).

32.
Oficina de Língua e Literatura Portuguesa.Oficina de reforço em escrita, leitura e produção de texto no Colégio Liane Marta da Costa. 2013. (Oficina).

33.
V SELL-UNI - Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro. 2013. (Congresso).

34.
V SELL-UNI - Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro.Monitoria do evento. 2013. (Simpósio).

35.
V SELL-UNI - Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro.Educação do Olhar: Literatura e o calígrafo através do Haikai. 2013. (Simpósio).

36.
V SELL-UNI - Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro. 2013. (Simpósio).

37.
V SELL-UNI - Simpósio de Estudos Linguísticos e Literários da Unicentro.O BREVE DIZER NA CONTEMPORANEIDADE: UMA HERANÇA BÉLICA. 2013. (Simpósio).

38.
CONFERÊNCIA: Um olhar estrangeiro sobre o modernismo na Literatura Brasileira. 2012. (Outra).

39.
INTELECTUAIS VANGUARDISTAS E SUAS INTERVENÇÕES: O DIAGNÓSTICO DO TEMPO PRESENTE E A LEITURA DE NOVOS. 2012. (Simpósio).

40.
Intelectuais Vanguardistas e suas Intervenções: O diagnóstico do Tempo Presente e a Leitura e Novos Paradigmas. 2012. (Outra).

41.
I SIDAN - Seminário de Dissertações em Andamento. 2012. (Seminário).

42.
IV COLÓQUIO EM LETRAS. 2012. (Encontro).

43.
Semana Literária/Feira do Livro 2012 - SESC PARANÁ - IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO e MARINA COLASANTI. 2012. (Feira).

44.
Semana Literária/Feira do Livro 2012 - SESC PARANÁ - JOÃO GILBERTO NOLL e LUIS HENRIQUE PELLANDA. 2012. (Feira).

45.
I Seminário Internacional de Artes Marciais de Guarapuava.Bugeiko Taijutsu. 2009. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SOARES, F.. V NOITE MULTICULTURAL. 2018. (Festival).

2.
SOARES, F.. SEMANA MULTICULTURAL. 2017. (Exposição).

3.
SOARES, F.. III ENCONTRO MULTICULTURAL. 2016. (Outro).

4.
SOARES, F.. II ENCONTRO MULTICULTURAL. 2014. (Festival).

5.
SOARES, F.. Mostra de Conhecimento Científico, Artístico e de Emprendedorismo - 1a MOCC. 2014. (Exposição).

6.
SOARES, F.. APAIXONADOS/LES AMOUREUX/LOVERS. 2012. (Exposição).

7.
SOARES, F.. APAIXONADOS. 2011. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Felipe Soares. CULTURA ESCRITA EM VERSOS PINTADOS: UMA (RE)LEITURA DO HAIKAI. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Estadual do Centro-Oeste. (Orientador).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SOARES, F.. Educação do Olhar: Literatura e o calígrafo através do Haikai. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Cursos de curta duração ministrados
1.
SOARES, F.. Educação dos Olhos: A literatura e o calígrafo através do Haikai:. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Redes sociais, websites e blogs
1.
SOARES, F.; BOBROSKI, J. . PETNEWS. 2013; Tema: DISSEMINAÇÃO DAS PESQUISAS EM ANDAMENTO NO GRUPO PET LETRAS. (Blog).



Outras informações relevantes


?	2016 ? Membro da COMMUNAUTÉ FRANCOPHONE DES AMÉRIQUES, atua no compartilhamento de fontes pedagógicas no site da Bibliothèque numérique de la francophonie des Amériques, participa de discussões em webdiffusions transmitidas pela Radio Jeunesse des Amériques, além de ser responsável e contribuir com a disseminação da cultura francófona na América do Sul. Página de Membro disponível em:
https://www.carnetdesameriques.com/membres/accueil

?	2008 ? Foi estudante de Cultura e Artes Marciais tradicionais japonesas, com ênfase em Kenjutsu e Yaijustu (artes de esgrima e arquearia nipônicas) no Hombo Dojo da Associação Brasileira de Bugeiko Inzando Ryu (Maringá ? PR, Umuarama ? PR e Buenos Aires ? Argentina), com Menção Honrosa pela dedicação para com a Arte.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 14:17:42