Marlon Miranda

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5880945632041850
  • Última atualização do currículo em 01/10/2018


Acadêmico do curso de História (Licenciatura) da Universidade Regional de Blumenau - FURB. Atualmente atua como bolsista de iniciação científica no núcleo de Pesquisas GPEAD (Grupo de Pesquisa: Ethos, Alteridade e Desenvolvimento). Tem experiência na área de História, com ênfase em História e Cultura Indígena do Vale do Itajaí. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marlon Miranda
Nome em citações bibliográficas
MIRANDA, M.


Formação acadêmica/titulação


2013
Graduação em andamento em História.
Fundação Universidade Regional de Blumenau, FURB, Brasil.
1990 - 2004
Ensino Médio (2º grau).
Escola Estadual de Ensino Médio Henrique Sommer, HS, Brasil.




Atuação Profissional



Fundação Universidade Regional de Blumenau, FURB, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Conflitos ambientais e Identidades étnicas no Vale do Itajaí (SC): leituras e olhares a partir de jornais regionais - período de 1889 a 1914
Descrição: Integrar a compreensão sobre a construção das identidades étnicas no Vale do Itajaí à reflexão sobre os conflitos ambientais em Santa Catarina, a partir de registros nos periódicos Blumenauer Zeitung e Der Urwaldsbote (Blumenau); O Dia e A República (Florianópolis) no período de 1889 a 1914, evidenciando a dimensão socioambiental no cumprimento da Lei n. 11.645/08..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marlon Miranda - Coordenador / Luciano Felix Florit - Integrante / Tasley Ramos Teixeira - Integrante.
2017 - 2017
Vozes e saberes Indígenas: tempos, espaços e lugares interculturais na diversidade da educação básica
Descrição: O presente projeto teve como foco a implementação da Lei nº. 11.645, de 10 de março de 2008 que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN) nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, já modificada pela Lei nº 10.639, de 09 de janeiro de 2003. De acordo com esta Lei é obrigatória à inclusão no currículo oficial da rede de ensino a temática História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena. Especificamente no âmbito deste projeto a atenção das ações esteve voltada às questões relativas à cultura e história dos Povos Indígenas, em especial, do Povo Indígena Laklãnõ Xokleng que habita a Terra Indígena Ibirama Lã Klanô (TIILK)/SC. No intuito de contribuir para a implementação da referida Lei, a proposta de extensão teve como objetivo geral promover encontros episte(me)todológicos de caráter intercultural entre educadores, educandos, comunidade escolar EIEF Vanhecú Patté da TIILK e escolas públicas da Educação Básica de Blumenau/SC..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlon Miranda - Integrante / LILIAN BLANCK DE OLIVEIRA - Coordenador / Jonathan Cristopher Dias - Integrante / Georgia Carneiro Fontoura - Integrante / Karla Lucia Bento - Integrante / Simone Riske Koch - Integrante.
2014 - Atual
CENTENÁRIO (1914 ? 2014) DA ?PACIFICAÇÃO? DO POVO XOKLENG LAKLÃNÕ NO VALE DO ITAJAÍ (SC): INVESTIGANDO CONCEITOS REGIONAIS
Descrição: Em 1914, quatro anos após a fundação do Serviço de Proteção ao Índios e Localização dos Trabalhadores Nacionais - SPILTN ocorreu a ?pacificação? do Povo Xokleng no Vale do Itajaí, mais precisamente na sub-região do Alto Vale do Itajaí (SC). Este território foi disputado historicamente por indígenas e imigrantes desde o século XIX, principalmente a partir do fluxo de imigrantes europeus e da fundação da colônia Blumenau em 1850. Foi o último reduto possível de fuga e sobrevivência do Povo Xokleng, micro-região onde foi criado o Posto Indígena Duque de Caxias, também conhecido como ?Reserva Indígena?, hoje Terra Indígena Xokleng Lakãnõ. Ao longo de cem anos (1914-2014), o termo ?pacificação? presente nas narrativas orais e escritas a descrever o fato na história regional, tem sido alvo de algumas reflexões criando diferentes situações e/ou problemáticas em relação aos sujeitos e contextos, que o constituíram político e culturalmente. (Objetivos) Este projeto objetiva investigar conceitos relativos ao evento histórico nominado como ?pacificação? do Vale do Itajaí (SC), buscando trazer à luz diferentes elementos a compor e tecer o termo no contexto regional, com vistas à visibilização de outros protagonistas, olhares e leituras, sentidos e significados imersos nos registros regionais. (Metodologia) A investigação de cunho qualitativo se constitui de pesquisa bibliográfica e documental nos acervos da Biblioteca da FURB e Arquivo Histórico José Ferreira da Silva. (Resultados) Os resultados serão socializados em eventos científicos, seminários e encontros pedagógicos buscando subsidiar e/ou fomentar estudos e pesquisas relacionadas ao tema..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marlon Miranda - Integrante / LILIAN BLANCK DE OLIVEIRA - Coordenador / Klinsmman da Silva Serra - Integrante.
2013 - 2013
HISTÓRIAS E CULTURAS INDÍGENAS NOS MUSEUS DO VALE DO ITAJAÍ.
Descrição: A cultura Indígena está presente no Vale do Itajaí a milhares de anos (PEREIRA, 1998). Com o processo colonizador, iniciado principalmente em 1850, inúmeros conflitos se instalaram entre os imigrantes europeus e os Povos Indígenas no Vale do Itajaí gerando grandes atritos. Passando mais de 150 anos vários espaços/lugares-registro/memórias, que retomam a esse passado entre eles, os Museus podem ser identificados no território. O presente projeto PIPE FURB Integrado ao projeto FAPESC, buscou investigar nos 35 museus da Mesorregião do Vale do Itajaí presenças e/ou ausências das histórias e culturas dos povos Indígenas que habitavam/habitam a região. A investigação de cunho quantitativo e qualitativo se constituiu de revisão bibliográfica, com maior ênfase nas obras de Silvio Coelho dos Santos e Luiza Wittmann, referentes à trajetória histórica dos povos indígenas presentes em Santa Catarina. A pesquisa social (questionários) foi desenvolvida com gestores, colaboradores e/ou funcionários dos Museus. Os resultados apontam para uma carência de espaços específicos da história e cultura indígena no Vale do Itajaí. Outro ponto levantado é a falta de pesquisa dentro dos museus em relação ao acervo indígena..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlon Miranda - Integrante / LILIAN BLANCK DE OLIVEIRA - Coordenador / Daiane Letícia Colombi - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
DAGNONI, Catia ; WARTHA, Rodrigo ; KREUZ, Martin ; FONTOURA, Georgia Carneiro ; CECCHETTI, Elcio ; MACHADO, Franciele ; OLIVEIRA, L. B. ; REIS, Raquel Maria Pimental dos ; RIFFEL, Raquel ; BAUMGARTNER, M. K. ; MIRANDA, M. ; COLOMBI, D. L. ; DAGNONI, C. ; KOCH, Simone Riske ; MARKUS Cledes . História e Cultura Indígena nos Museus do Vale do Itajaí. In: Lilian Blanck de Oliveira; Martin Kreuz; Rodrigo Wartha. (Org.). Educação, História e Cultura Indígena: desafios e perspectivas no Vale do Itajaí. 01ed.Blumenau: Edifurb - Editora da FURB, 2014, v. 01, p. 131-144.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
COLOMBI, D. L. ; MIRANDA, M. . ENTRE A MEMÓRIA E A HISTÓRIA: presenças e ausencias da cultura material do Povo Xokleng Laklãnõ nos Museus do Vale do Itajaí. In: II Seminário Internacional Culturas e Desenvolvimento, 2014, Chapecó - SC. II Seminário Internacional Culturas e Desenvolvimento. Chapecó-SC: Argos - Editora da UNOCHAPECÓ, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
MIRANDA, M.; COLOMBI, D. L. . Entre a Memória e a História: Presenças ou ausências da cultura material do Povo Xokleng Laklãnõ nos Museus do Vale do Itajaí. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
MIRANDA, M.; COLOMBI, D. L. . Entre a Memória e a História: Presenças ou ausências da cultura material do Povo Xokleng Laklãnõ nos Museus do Vale do Itajaí. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Seminário Internacional Culturas e Desenvolvimento. 2014. (Seminário).

2.
XXI Semana Acadêmica de História: "Ensinar e pesquisar História: Dilemas, Desafios e Perspectivas.. 2014. (Seminário).

3.
Para uma história fenomenologicamente consistente - ?Heidegger e o problema da história: da temporalidade do ser-aí humano à história do ser?. 2013. (Outra).

4.
VII Seminário História da Historiografia -Teoria da história e história da historiografia: diálogos Brasil - Alemanha.. 2013. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 6:29:44