Josivânia Emanuelly Azevedo dos Santos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0238894157731037
  • Última atualização do currículo em 05/12/2018


Bacharel em Ecologia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Mestranda do programa de pós-graduação em Ambiente, Tecnologia e Sociedade (PPGATS) da UFERSA. Atualmente desenvolvendo pesquisas no Laboratório de Ecologia Evolutiva e Molecular (ECOMOL) sobre o turismo de observação de botos-cinza na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Josivânia Emanuelly Azevedo dos Santos
Nome em citações bibliográficas
SANTOS, J. E. A.


Formação acadêmica/titulação


2017
Mestrado em andamento em Ambiente, tecnologia e sociedade.
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Brasil.
Título: Fidelidade de botos-cinza na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte,Orientador: Diana Gonçalves Lunardi.
Coorientador: Vitor de Oliveira Lunardi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2011 - 2016
Graduação em Ecologia.
Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Brasil.
Título: Subsídios para o plano de manejo da Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte, Brasil.
Orientador: Diana Gonçalves Lunardi.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2011 - 2013
Curso técnico/profissionalizante em Edificações.
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, IFRN, Brasil.
Bolsista do(a): Petrobras,, PFRH, Brasil.
2008 - 2010
Ensino Médio (2º grau).
União Colégio e Curso, UCC, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Métodos de acústica aplicados à conservação de mamíferos marinhos. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
2017 - 2017
Turismo e Cultura como caminho para o desenvolvimento local. (Carga horária: 4h).
Centro Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas, CEMEP, Brasil.
2014 - 2014
Sala de Situação: Fique por Dentro. (Carga horária: 4h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2014 - 2014
Métodos de Estudo de Comportamento de Cetáceos. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Etologia, SBET, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Mestrado CAPES

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Estudante de Graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica (PIBIC), Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Programa de iniciação científica - CNPQ/UFERSA Participação no Projeto de Pesquisa: Turismo de observação de golfinhos na praia de Pipa, RN

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Estudante de Graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica (PICI), Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Programa Institucional de Iniciação Científica. Participação no Projeto de Pesquisa: Turismo de observação de golfinhos na praia de Pipa, RN



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Planejamento Ambiental de uma área natural protegida: Subsídios para o Plano de Manejo da Reserva de Fauna Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS)
Descrição: O projeto de pesquisa intitulado ?Planejamento Ambiental de uma área natural protegida: Subsídios para o Plano de Manejo da Reserva de Fauna Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS)? prevê a caracterização dos aspectos econômicos, sociais e ambientais da Reserva de Fauna Costeira de Tibau do Sul de forma a subsidiar o planejamento ambiental e a elaboração do plano de manejo desta Reserva. Neste estudo, deverão ser incluídos aspectos históricos, culturais e socioeconômicos da REFAUTS, assim como uma caracterização dos fatores abióticos e bióticos. Adicionalmente, serão investigados as atividades de uso múltiplo, conflitantes e ilegais e a definição de possíveis zonas para as múltiplas atividades e objetivos. Um programa de monitoramento ambiental da REFAUTS também deverá ser apresentado.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josivânia Emanuelly Azevedo dos Santos - Integrante / Diana Gonçalves Lunardi - Coordenador / Vitor de Oliveira Lunardi - Integrante / Gessica Rafaelly Dantas da Silva - Integrante / Maria Gabriela Fernandes Martins de Medeiros - Integrante.
2013 - Atual
Turismo de observação de golfinhos na praia de Pipa, RN
Descrição: Na praia de Pipa, litoral sul do Rio Grande do Norte, o turismo de observação a partir de embarcação ocorre em duas enseadas vizinhas: enseada do Madeiro e enseada do Curral. Esta atividade ocorre o ano inteiro, mas se intensifica no verão (principalmente de dezembro a fevereiro), nos finais de semana e feriados nacionais, quando o descumprimento às normas de conduta para observação de golfinhos se torna mais comum. Antes da delimitação de uma reserva costeira denominada REFAUTS (Reserva de Fauna Costeira de Tibau do Sul), localizada no litoral sul do Rio Grande do Norte, dois estudos nesta área apontaram alterações comportamentais em botos-cinza, Sotalia guianensis, na presença de embarcações de turismo. O número de turistas na praia de Pipa vem aumentando substancialmente nos últimos anos, devido principalmente a maior divulgação da praia do cenário internacional e ao aumento no número de barracas instaladas na praia, este último tem gerado uma preocupação quanto ao turismo desordenado na região. Levando-se em consideração a necessidade de conservação de áreas naturais e de sua fauna associada, e também a viabilidade da atividade turística de observação de golfinhos, torna-se fundamental o monitoramento comportamental destas espécies aliado a um programa de educação ambiental em longo prazo para principalmente: (i) identificar possíveis causas de alteração comportamental em golfinhos e faixas etárias mais vulneráveis ao turismo de observação, (iii) identificar principais consequências do turismo desordenado à população de golfinhos e à própria atividade turística e (iv) propor ações de orientação, e/ou corretivas e/ou de ajuste de conduta para o turismo de observação de cetáceos, de forma a viabilizar a sustentabilidade desta atividade e a permanência dos golfinhos em suas áreas de ocorrência original.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Fluxos migratórios, ecologia e conservação de aves limícolas (Charadriiformes) em complexos estuarinos do semiárido brasileiro: impactos da contrução de usinas eólicas
Descrição: Anualmente milhares de aves limícolas Charadriiformes realizam longas migrações entre suas áreas de reprodução, no Ártico e Subártico, e áreas de invernagem ou de parada temporária (stopovers), em regiões tropicais e temperadas. Áreas de invernagem e de stopovers são específicas e restritas, onde o clima e os suprimentos alimentares são adequados à sobrevivência destas durante o período de invernagem e à preparação para o retorno às suas áreas de origem. Entretanto, muitas destas áreas chaves estão sendo drasticamente degradadas pela ocupação humana e poluição, colocando em risco milhares de aves. Além destas ameaças, a implementação de usinas eólicas em regiões costeiras têm sido responsável pela mortandade de alguns indivíduos devido às colisões com hélices dos geradores durante os períodos migratórios. Assim, propõe-se neste projeto: (i) Analisar a abundância sazonal de aves limícolas e distribuição destas aves em relação às variáveis ambientais em ecossistemas estuarinos na costa semiárida brasileira, identificando microhábitats e requerimentos ecológicos de cada espécie; (ii) Estimar a importância das aves limícolas para o fluxo de energia nos estuários; (iii) Avaliar o impacto dos parques eólicos Ponta do Mel e Macau às populações de aves redidentes e migratórias; (vi) Analisar as estratégias de forrageamento de aves limícolas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Boas Práticas Sustentáveis: Integrando Escolas e Universidade
Descrição: O projeto "Boas Práticas Sustentáveis" surgiu em 2014, com o objetivo de estimular ações de sustentabilidade na UFERSA. Nesta atual proposta de continuidade do projeto, nós objetivamos integrar Escola e Universidade, de forma a compartilhar o conhecimento científico-tecnológico produzido na UFERSA com pelo menos 50 alunos da rede pública de ensino de duas comunidades carentes de Mossoró: Pintos e Barrocas. Adicionalmente, espera-se despertar nestes alunos uma consciência ambiental voltada para a proteção e o uso adequado dos recursos naturais, integrando o conhecimento científico-tecnológico à práticas de sustentabilidade. Os alunos da rede pública de ensino básico, participantes deste projeto, serão estimulados a desenvolver práticas e técnicas sustentáveis em eficiência energética, economia de água, gestão de resíduos, arborização e educação ambiental. Para tanto, usaremos como laboratório de práticas, além de outras instalações, as usinas solares fotovoltaicas, o abrigo temporário de resíduos, um estação de tratamento de efluentes, o recém inaugurado espaço ASA, o viveiro de mudas e o pomar, todos localizados na UFERSA, campus Mossoró. Os alunos de ensino fundamental e médio, selecionados para integrar o projeto ?Boas Práticas Sustentáveis: Integrando Escola e Universidade? também serão apresentados às profissões e profissionais da UFERSA, de forma a aproximá-los do ambiente universitário, despertando e ampliando o interesse pelo ensino superior. Ao todo, 40 discentes de graduação dos cursos de Ecologia e de Ciência e Tecnologia e os discentes do mestrado em Ambiente, Tecnologia e Sociedade e em Ecologia e Conservação participarão ativamente do projeto, atuando como monitores e instrutores voluntários dos alunos da rede pública de ensino básico. Nestes encontros entre alunos de ensino fundamental e médio e discentes de graduação e pós-graduação, haverá o desenvolvimento de práticas sustentáveis e troca de experiências, fomentando a integração Escola e Universidade. Os servidores participantes desta proposta atuarão como orientadores e mediadores do processo ensino-aprendizagem e no desenvolvimento de ciência e tecnologia para a sustentabilidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Josivânia Emanuelly Azevedo dos Santos - Integrante / Diana Gonçalves Lunardi - Coordenador / Vitor de Oliveira Lunardi - Integrante / Érica Emanuela de Medeiros e Silva - Integrante / Gessica Rafaelly Dantas da Silva - Integrante / Solange Aparecida Goularte Dombroski - Integrante / Júlio César Rodrigues de Sousa - Integrante / GEORGE BEZERRA RIBEIRO - Integrante / MARIA ARIDENISE MACENA FONTENELLE - Integrante / RAFAELA CORREIA RODRIGUES - Integrante / ANTONIO ALDISIO CARLOS JUNIOR - Integrante / DANIEL ELIAS NEGRAO DUARTE - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal Rural do Semi-Árido - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
PRÊMIO CSI-PCCB/UERN PARA O AVANÇO DA PESQUISA E CONSERVAÇÃO DE CETÁCEOS NO BRASIL, Cetacean Society International (CSI) e o Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB-UERN).


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTOS, J. E. A.2018 SANTOS, J. E. A.; LUNARDI, V. O. ; FREITAS, D. C. ; SILVA, M. M. S. ; LUNARDI, D. G. . Quem são e o que pensam os condutores de embarcações turísticas para observação de botos-cinza?. REVISTA BRASILEIRA DE ECOTURISMO, v. 11, p. 588-608, 2018.

2.
LUNARDI, D. G.2017LUNARDI, D. G. ; SANTOS, J. E. A. ; NASCIMENTO, L. ; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, V. O. . Avaliação do turismo de observação de botos-cinza na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte, Brasil. SUSTENTABILIDADE EM DEBATE, v. 8, p. 40, 2017.

3.
FREITAS, D. C.2016FREITAS, D. C. ; SILVA, P. C. M. ; LUNARDI, V. O. ; SANTOS, J. E. A. ; LUNARDI, D. G. . Land use and occupation at Coastal Wildlife Reserve of Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte, Brazil (1984 - 2015). REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA, v. 9, p. 1880-1887, 2016.

Capítulos de livros publicados
1.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, D. G. . Contribuições para o plano de manejo da Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul ? REFAUTS: 15 Anos de estudos sobre o boto-cinza na praia de Pipa, Rio Grande do Norte. In: Francisco Marlon Carneiro Feijó; Lucas Andrade de Morais. (Org.). Educação, Gestão e Sustentabilidade. 1ed.Mossoró: EdUFERSA, 2016, v. 2, p. 120-131.

2.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, D. G. ; LUNARDI, V. O. . Caracterização do perfil do turista de observação de golfinhos na Reserva Faunística de Tibau do Sul ? REFAUTS, Rio Grande do Norte. In: Giovanni Seabra. (Org.). TERRA ‒ Saúde Ambiental e Soberania Alimentar. 1ed.Ituiutaba: Barlavento, 2015, v. 2, p. 852-862.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . O turismo de observação de botos-cinza e a Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS): uma revisão de literatura. In: II Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, 2017, Campina Grande - PB. Anais II CONIDIS, 2017. v. 1.

2.
FREITAS, D. C. ; SANTOS, J. E. A. ; SILVA, M. M. S. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . O turismo de observação de boto-cinza e a Lei Municipal para o transporte marítimo na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte, Brasil. In: II Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, 2017, Campina Grande - PB. Anais II CONIDIS, 2017. v. 1.

3.
SILVA, G. R. D. ; FREITAS, D. C. ; SANTOS, J. E. A. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Taxa de visitação turística como subsídio à conservação de botos-cinza, Sotalia guianensis (cetacea; delphinidae), na costa do estado do Rio Grande do Norte. In: II Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, 2017, Campina Grande - PB. Anais II CONIDIS, 2017. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MEDEIROS, M. G. F. M. ; SANTOS, J. E. A. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Monitoramento do turismo de observação de botos-cinza Sotalia guianensis van Bénéden, 1864 (Cetacea: Delphinidae) na Reserva de Fauna Costeira de Tibau do sul (REFAUTS). In: XXIV Seminário de Iniciação Cientíica (SEMIC), 2018, Mossoró - RN. Anais do XXIV Seminário de Iniciação Cientíica (SEMIC), 2018.

2.
SILVA, G. R. D. ; SANTOS, J. E. A. ; FREITAS, D. C. ; SILVA, M. M. S. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . A taxa de visitação turística pode fomentar a conservação de botos-cinza, Sotalia guianensis (van bénéden, 1864) (cetacea; delphinidae), na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul ? REFAUTS, Rio Grande do Norte?. In: VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos, 2017, Natal. VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos - Livro de resumos. Natal, 2017.

3.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; SILVA, M. M. S. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Os condutores de embarcações e a normatização do turismo de observação de botos-cinza na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte. In: VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos, 2017, Natal. VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos - Livro de Resumos. Natal, 2017.

4.
FREITAS, D. C. ; SANTOS, J. E. A. ; SILVA, M. M. S. ; SILVA, P. C. M. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Rotas das embarcações de turismo de observação de botos-cinza, sotalia guianensis, na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS). In: VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos, 2017, Natal. VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos - Livro de resumos. Natal, 2017.

5.
SILVA, G. R. D. ; FREITAS, D. C. ; SANTOS, J. E. A. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Fluxo turístico espacial e temporal na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS). In: XXIII Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2017, Mossoró. Anais do XXIII Seminário de Iniciação Cientíica (SEMIC), 2017.

6.
SILVA, M. M. S. ; SANTOS, J. E. A. ; FREITAS, D. C. ; SILVA, G. R. D. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Subsídios para o zoneamento ambiental da Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte, Brasil. In: VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos, 2017, Natal. VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos - Livro de resumos. Natal, 2017.

7.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Turismo de observação de botos-cinza e a Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS) na praia de Pipa, Rio Grande do Norte, Brasil. In: XXII Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2016, Mossoró - RN. Anais do XXII Seminário de Iniciação Cientíica (SEMIC), 2016.

8.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; NASCIMENTO, L. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Caracterização do ecoturismo na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul - REFAUTS. In: XXI Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2015, Mossoró - RN. SEMIC - XXI Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2015.

9.
MENDONCA, M. L. ; SANTOS, J. E. A. ; ELIAS, A. P. R. ; LUNARDI, D. G. ; LUNARDI, V. O. . Uso do hábitat por aves limícolas em salinas no Estuário do Rio Apodi-Mossoró. In: XX Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2014, Mossoró - RN. SEMIC - XX Seminário de Iniciação Científica da UFERSA, 2014, Mossoró, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, J. E. A.; MEDEIROS, M. G. F. M. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Videomonitoramento como ferramenta de avaliação da conformidade do turismo de observação de botos-cinza em uma área protegida do Nordeste do Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; SILVA, M. M. S. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Os condutores de embarcações e a normatização do turismo de observação de botos-cinza na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS), Rio Grande do Norte. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . O turismo de observação de botos-cinza e a Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS): uma revisão de literatura. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Turismo de observação de botos-cinza e a Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul (REFAUTS) na praia de Pipa, Rio Grande do Norte, Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; NASCIMENTO, L. ; LUNARDI, V. O. ; LUNARDI, D. G. . Caracterização do ecoturismo na Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul - REFAUTS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, D. G. . Contribuições para o plano de manejo da Reserva Faunística Costeira de Tibau do Sul - REFAUTS: 15 anos de estudos sobre o boto-cinza na praia de Pipa, Rio Grande do Norte. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SANTOS, J. E. A.; FREITAS, D. C. ; LUNARDI, D. G. ; LUNARDI, V. O. . Caracterização do perfil do turista de observação de golfinhos na Reserva Faunística de Tibau do Sul - REFAUTS, Rio Grande do Norte. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
A Conferência da Terra Fórum Internacional do Meio Ambiente ? Produção, Consumo e Poluição. Videomonitoramento como ferramenta de avaliação da conformidade do turismo de observação de botos-cinza em uma área protegida do Nordeste do Brasil. 2018. (Congresso).

2.
Dia Nacional de Controle da Poluição Industrial. Dia Nacional de Controle da Poluição Industrial. 2018. (Exposição).

3.
I Simpósio em Ambiente, Tecnologia e Sociedade: Sustentabilidade no Semiárido. 2018. (Simpósio).

4.
VII Feira de Ciências do Semiárido Potiguar. Ciências para todos no Semiárido Potiguar. 2018. (Feira).

5.
II Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido. 2017. (Congresso).

6.
VIII Encontro nacional sobre Conservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos (ENCOPEMAQ). 2017. (Encontro).

7.
XXI Seminário de Iniciação Científica - SEMIC. 2015. (Seminário).

8.
A Conferência da Terra Fórum Internacional do Meio Ambiente - Agricultura Familiar, Natureza e Segurança Alimentar. 2014. (Congresso).

9.
III Semana de meio ambiente da UFERSA. 2014. (Outra).

10.
Implementando uma Unidade de Conservação a partir do marco zero: o caso do do Parque Nacional da Furna Feia. 2014. (Outra).

11.
XX Seminário de Iniciação Científica - SEMIC. 2014. (Seminário).

12.
I Ciclo de Palestras de Ecologia. 2011. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTOS, J. E. A.. I Simpósio de Ambiente, Tecnologia e Sociedade. 2018. (Congresso).

2.
LUNARDI, D. G. ; LUNARDI, V. O. ; MENDONCA, M. L. ; NASCIMENTO, L. ; CABRAL-DAVI, A. C. ; FREITAS, D. C. ; ELIAS, A. P. R. ; SANTOS, J. E. A. ; TORQUATO, J. L. ; SILVA, C. C. O. ; SILVA, E. E. M. E. . III Semana do Meio Ambiente - Boas Práticas Sustentáveis. 2014. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 22:24:28