Darlan Perondi

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8050094213471369
  • Última atualização do currículo em 22/12/2018


Mestre em Ciências do Esporte pela Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional - EEFFTO da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2018). Membro do laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES) e membro do Laboratório de Estudos e Pesquisa em Esportes de Combate (LEPEC). Possui graduação de Bacharelado em Educação Física pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2015). Possui experiência na área de Educação (ensino superior), Treinamento Esportivo na modalidade de Futsal, Organização de Eventos Esportivos, Organização de Eventos Acadêmicos e Orientação de Atividades Físicas. Desenvolve estudos na perspectiva da Psicologia do Esporte com temas relacionados ao desenvolvimento de treinadores, também desenvolve estudos relacionados ao treinamento esportivo. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Darlan Perondi
Nome em citações bibliográficas
PERONDI, D.


Formação acadêmica/titulação


2016 - 2018
Mestrado em Ciências do Esporte.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Desenvolvimento de Treinadores Experts no Judô e Taekwondo.,Ano de Obtenção: 2018.
Orientador: Maicon Rodrigues Albuquerque.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.
2012 - 2015
Graduação em Educação Física.
Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
Título: Nível de Ansiedade Traço e Ansiedade Estado na Fase Preparatória e na Fase Pré Competição em Atletas de Futsal de Xavantina (SC).
Orientador: Sérgio Ricardo Mendes dos Santos.




Formação Complementar


2016 - 2016
III UFMG SOCCER SCIENCE/ I MINI-CURSO DE ESTATÍSTICA APLICADA AO FUTEBOL.. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Palestra: Treinamento MidWay. (Carga horária: 4h).
Sesi - Farmácia, SESI, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Palestra: Pesquisa e produção do conhecimento em E. (Carga horária: 5h).
Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Oficina 6: Periodização do Treinamento.. (Carga horária: 5h).
Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Oficina: Jogue, Brinque e Dançe.. (Carga horária: 5h).
Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Mesa T.: Organização e Gestão em Educação Física. (Carga horária: 5h).
Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
2013 - 2013
Treinamento Funcional - Aplicações Práticas. (Carga horária: 8h).
SESC - Agência Regional de Santa Catarina, SESC/SC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista FAPEMIG (Mestrado), Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20


SESC - Agência Regional de Santa Catarina, SESC/SC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Fiscal de Corridas de Rua, Carga horária: 5


Prefeitura Municipal de Xavantina (SC), CME XAVANTINA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Auxiliar técnico de Futsal, Carga horária: 30

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Árbitro de Futsal, Carga horária: 20


Fundação Catarinense de Esporte, FESPORTE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Gestor em organização de eventos esportivos., Regime: Dedicação exclusiva.


Academia Vita e Salute, VITA E SALUTE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Personal Trainer, Enquadramento Funcional: Orientador de Atividade Física, Carga horária: 20


Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas, CELER/FACISA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 6

Atividades

2018 - Atual
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia do Esporte
Educação Física Preventiva e Socorros


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Efeito da Idade Relativa em Atletas de Futsal
Descrição: Atualmente, muitas organizações esportivas utilizam somente um critério de corte para agrupar jovens participantes em categorias de idade em competições, sendo ela a data de nascimento. O agrupamento por faixa cronológica é utilizado com a finalidade de proporcionar o pareamento no desenvolvimento de jovens, igualdade entre os competidores e proporcionar uma competição justa. No entanto, critério de corte pela data de nascimento pode agrupar crianças de quase um ano de diferença, por exemplo, em um ponto de corte de 1 de Janeiro agrupa crianças que nasceram no dia 1 de Janeiro com crianças que nasceram no dia 31 de Dezembro do mesmo ano. Assim, crianças nascidas em Janeiro podem apresentar até 364 dias de vantagem na maturação cognitiva e física quando comparadas com crianças que nasceram no mês de Dezembro do mesmo ano. Em esportes competitivos, os atletas mais jovens, nascidos no final do ano, tendem a ser menos desenvolvidos, o que pode ser uma desvantagem em relação as capacidades funcionais e provocar diferenças no desempenho. A diferença de idade entre indivíduos da mesma faixa etária é conhecido como Idade Relativa (IR), as suas consequências são denominadas de Efeito da Idade Relativa (EIR).O estado de Santa Catarina, no sul do Brasil, é reconhecido como referência nacional da modalidade de futsal, principalmente no sexo feminino, concentrando a base da Seleção Nacional. Diante disso torna-se interessante a investigação do EIR nos atletas de alto rendimento de futsal..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Darlan Perondi - Coordenador / Paulo Roberto Dalla Valle - Integrante / Hebert Soares Bernardino - Integrante.
2016 - Atual
Desenvolvimento de Treinadores Brasileiros Experts de Judo e Taekwondo
Descrição: Vários fatores podem contribuir para o desenvolvimento do esporte, dentre eles o processo de treinamento merece destaque por estar ligado diretamente à melhora do desempenho de atletas e equipes. O treinador, por sua vez, é o principal responsável pelo planejamento e execução dos treinamentos. O treinador expert é reconhecido por apresentar acúmulo de conhecimento sobre o treinamento e a modalidade e possuir resultados positivos com o desempenho de atletas nos diferentes tipos de contextos de treinamento e por um longo período de tempo. No Brasil, onde o treinador esportivo é reconhecido como profissão, é possível especular que os treinadores que atuam em diferentes esportes podem apresentar diferentes perfis de formação devido ao contexto específico de cada uma das modalidades. Por exemplo, o caso das artes marciais, em que a atuação profissional fiscalizada pelo Conselho Federal de Educação Física possui decisões judiciais e projetos políticos que isentam treinadores de artes marciais de alguns estados brasileiros da fiscalização profissional. Além disso, investigação do desenvolvimento de treinadores experts pode contribuir no formação de novos treinadores competentes, compreendendo a desenvolvimento desse grupo de treinadores é possível estimular situações que foram importantes no desenvolvimento de treinadores experts em novos treinadores..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Darlan Perondi - Integrante / Maicon Rodrigues Albuquerque - Coordenador.
2015 - 2015
Nível de Ansiedade Traço e Ansiedade Estado na Fase Preparatória e na Fase Pré-Competição em Atletas de Futsal de Xavantina (SC).
Descrição: Muitos estudos apresentam a correlação entre a psicologia e o esporte, o que vem sendo apresentado em pesquisas e suas principais justificativas envolvem as relações pessoais, disciplina e desenvolvimento profissional, como fatores que contribuem para o desempenho e para a vida dos atletas envolvidos em competições. Diante disso, tem-se o objetivo de avaliar o nível de ansiedade-traço e ansiedade-estado na fase preparatória e na fase pré-competição em atletas de futsal do município de Xavantina (SC). A presente pesquisa caracteriza-se como descritiva com uma abordagem quantitativa e qualitativa. A população investigada foi determinada por atletas do sexo masculino e feminino da equipe CME Xavantina, a amostra foi composta por 19 atletas, sendo 11 do sexo masculino e 8 do sexo feminino. Para identificar o nível de ansiedadetraço foi utilizado o questionário Sport Competition Anxiety Test (SCAT), para se determinar o nível de ansiedade-estado foi utilizado o questionário Competitive State Anxiety Inventory 2 (CSAI-2). A coleta de dados ocorreu no período entre agosto e outubro de 2015, sendo que os resultados não demonstraram diferença significativa no nível de ansiedade-estado entre a fase preparatória e pré-competitiva. Atletas do sexo feminino obtiveram nível maior de ansiedade-traço que o sexo masculino, o mesmo foi verificado nos resultados do nível de ansiedade-estado. Para uma melhor avaliação da ansiedade em atletas énecessário mais estudos referentes ao assunto e posteriormente à criação de estratégias e técnicas para melhorar o nível de ansiedade. Palavras-chave: Ansiedade. Psicologia do esporte. Competição..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2015
Avaliação do Nível de Atividade Física, Hábitos Alimentares e Estilo de Vida de Idosos no Município de Xanxerê (SC).
Descrição: O idoso tende a se transformar em um novo ator social não mais ausente do conjunto de discursos que tratam dos desafios que a nação enfrenta, sabendo que o país será, em poucos anos, um dos maiores conglomerados de idosos do mundo. No novo paradigma da velhice deve haver a luta comum de manter-se dono do seu próprio caminho por mais tempo. Diante disso, tem-se o objetivo de avaliar o nível de atividade física, hábitos alimentares e estilo de vida em idosos dos Centros de Convivência no Município de Xanxerê, SC. A presente pesquisa caracteriza-se como descritiva, abordando como população idosos com idade igual ou superior a 60 anos, de ambos os gêneros e frequentadores regulares dos Centros de Convívio. A amostra foi composta por 138 idosos, sendo 62 do gênero masculino e 76 do gênero feminino. Para identificar o nível de atividade física, foi utilizado o questionário do Nível de Atividade Física (NAHAS, 2013); para avaliar a percepção dos hábitos saudáveis, foi utilizado o Questionário Elaborado por Russel R. Pate ? University Of South Carolina/EUA (QPHAS), adaptado por Nahas (2001); e, para a classificação do estilo de vida, foi utilizado o Pentáculo do Perfil do Estilo de Vida Individual ? adaptado de Nahas (2013). Com a coleta de dados realizada entre junho e novembro de 2014, os resultados indicaram que os idosos, de ambas as idades, obtiveram um resultado bom no nível de atividade física, pois grande parte foi classificada como Ativo, mas podendo ser melhorado o resultado; na percepção de hábitos saudáveis, a média geral foi classificada como Ótima Percepção de Hábitos Saudáveis; e, no Perfil de Vida Individual, os idosos em geral obtiveram a classificação de Perfil Próximo ao Desejável, precisando melhorar nas atividades físicas diárias. Para uma melhora na qualidade de vida desses idosos, é recomendado que sejam inseridos programas de atividade física no Núcleo. Para estudos futuros, sugere-se que sejam feitos em outros municípios, com o intuito de criar um banco de dados e melhorar a qualidade de vida do idosos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Darlan Perondi - Integrante / Sérgio Ricardo Mendes dos Santos - Coordenador.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2015
Prêmio de Honra ao Mérito Universitário, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).
2015
Prêmio de Honra ao Mérito Universitário, CREF-3.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LUDWIG, A. ; PAINA, D. ; MACULAN, L. ; PERONDI, D. . Fatores Motivacionais para Prática de Atividade Física em Atletas de Futsal. In: 3° Congresso Regional de Direitos Humanos, Educação. Ambiente e Saúde, 2018, Xaxim. Ciclo Temático Ciência, Saúde e Tecnologia, 2018. v. 3. p. 430-435.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FERNANDES, L. A. ; APLONARIO-SOUZA, T. ; RIBEIRO, S. R. O. ; PERONDI, D. ; LAGE, G. M. . Mudança no índice de dificuldade da tarefa altera o índice de assimetria manual?. In: VIII Seminário Mineiro de Comportamento Motor, 2017, Belo Horizonte. Brazilian Journal of Motor Behavior, 2017. v. 11.

2.
LAGE, G. M. ; TORRES, N. L. ; SALVADOR, M. G. ; PERONDI, D. ; ALBUQUERQUE, M. R. . Estrutura de prática e foco atencional: um estudo piloto de rastreamento visual.. In: VIII Congresso Brasileiro de Comportamento Motor, 2016, João Pessoa - PB. VIII Congresso Brasileiro de Comportamento Motor, 2016. v. 10. p. 113-113.

3.
PERONDI, D.; PEDROSO, S. C. ; SANTOS, S. R. M. . Nível de Ansiedade-Traço e Ansiedade-Estado na Fase Preparatória e na Fase Pré-Competição em Atletas de Futsal de Xavantina (SC). In: XXII Seminário de Iniciação Científica, IX Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unoesc e VII Mostra Universitária, 2016, Xanxerê. SIEPE. Joaçaba: Unoesc, 2016. v. 9.

4.
PERONDI, D.; SANTOS, S. R. M. . Avaliação do Nível de Atividade Física, Hábitos Alimentares e Estilo de Vida de Idosos do Município de Xanxerê (SC). In: XXI Seminário de Iniciação Científica, VIII Seminário Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unoesc e VII Mostra Universitária, 2015, Xanxerê. SIEPE. Joaçaba: Unoesc, 2015. v. 8.

Artigos aceitos para publicação
1.
PERONDI, D.; VALLE, P. R. D. ; BERNARDINO, H. S. . Efeito da Idade Relativa em Atletas Brasileiros de Futsal do Sexo Masculino e Feminino. REVISTA BRASILEIRA DE FUTSAL E FUTEBOL, 2019.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, S. R. M. ; PERONDI, D. . Nível de Ansiedade Traço e Ansiedade Estado na Fase Preparatória e na Fase Pré-Competição em Atletas de Futsal de Xavantina (SC). 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
PERONDI, D.; SANTOS, S. R. M. . AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, HÁBITOS ALIMENTARES E ESTILO DE VIDA DE IDOSOS NO MUNICÍPIO DE XANXERÊ (SC).. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
RAMOS, T.; PERONDI, D.; PEDROSA, A. F.. Participação em banca de Mayrê Moreira.O Estereótipo do Profissional de Educação Física na Sociedade Moderna pela Concepção Midiática. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas.

2.
RAMOS, T.; PERONDI, D.; PEDROSA, A. F.. Participação em banca de Bruna Pallaoro.Síndrome de Burnout: Um Estudo de Caso em Atletas da Categoria Sub 13 de Basquetebol. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas.

3.
CABRAL, J.; PERONDI, D.; PEDROSA, A. F.. Participação em banca de Susan Kelen Rossi.Efeito das Sessões de Equoterapia no Equilíbrio de Crianças com Síndrome de Down: Possibilidade ou Benefícios. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
3° Congresso Regional de Direitos Humanos, Educação, Ambiente e Saúde. 2018. (Congresso).

2.
4 Encontro Nacional de Artes Marciais e Esportes de Combate. 2017. (Encontro).

3.
VIII Seminário Mineiro de Comportamento Motor.Mudança do índice de dificuldade da tarefa altera o índice de assimetria manual?. 2017. (Seminário).

4.
I Colóquio Interno do GEDAM. 2016. (Outra).

5.
IX Congresso Internacional e XVI Congresso Brasileiro de Psicologia do Esporte. 2016. (Congresso).

6.
V Congresso Paradesportivo Internacional. 2016. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PERONDI, D.. 3° Congresso Regional de Direitos Humanos, Educação, Ambiente e Saúde. 2018. (Congresso).

2.
PERONDI, D.; MESQUITA, P. H. C. ; ALBUQUERQUE, M. R. . II Seminário: Ciência e Tecnologia nos Esportes de Combate. 2017. (Congresso).

3.
PERONDI, D.; MESQUITA, P. H. C. ; ALBUQUERQUE, M. R. . Seminário: Interfaces entre Neurociências e Atividade Física e Esporte. 2017. (Congresso).

4.
PERONDI, D.; ALBUQUERQUE, M. R. . Seminário: Ciência e Tecnologia nos Esportes de Combate. 2016. (Congresso).

5.
VALLE, P. R. D. ; PERONDI, D. . 27° Joguinhos Abertos de Santa Catarina - Fase Microregional. 2015. (Outro).

6.
VALLE, P. R. D. ; PERONDI, D. . 8° Jogos Abertos da Terceira Idade. 2015. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 2:27:47