Lincoln Ferreira Secco

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7343286498077538
  • Última atualização do currículo em 15/10/2018


Lincoln Secco é Professor Livre Docente de História Contemporânea na Universidade de São Paulo (USP). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Lincoln Ferreira Secco
Nome em citações bibliográficas
SECCO, L.;SECCO, LINCOLN

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo - FFLCH, Departamento de História.
Av. Professor Lineu Prestes, 338
Cidade Universitária
05508-900 - Sao Paulo, SP - Brasil


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2003
Doutorado em História Econômica.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A Crise do Império Colonial Português: Economias, Espaços e Tomadas de Cosnciência (1961-1975), Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Osvaldo Coggiola.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Longa Duração; Revolução Portuguesa; Portugal: História Contemporânea.
1995 - 1998
Mestrado em História Econômica.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A Recepção das Idéias de Gramsci no Brasil,Ano de Obtenção: 1998.
Orientador: Benedito Heloiz Nascimento e Osvaldo Coggiola.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: História do Brasil.
1990 - 1993
Graduação em História - Bacharelado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Livre-docência


2010
Livre-docência.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O Imperialismo Tardio (O Sul da Europa. 1870-1900), Ano de obtenção: 2010.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1/2012 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Coordenador do Laboratório de Economia Política e História Econômica (LEPHE - USP).
1/2011 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
membro da Coordenação do Programa de Pós Graduação em História Econômica.
1/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

1/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

1/2004 - 1/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

3/2004 - 6/2004
Extensão universitária , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

Atividade de extensão realizada
Curso Gramsci promovido pelo CEGE-USP.


Linhas de pesquisa


1.
Membro do Laboratório Marx (LeMarx-Cenedic)
2.
Coordenador do Grupo Fernand Braudel
3.
Coordenador do Grupo de pesquisa sobre Marx (GMarx - USP)


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
América Latina: Crises Econômicas, Movimentações Sociais e Projetos Políticos (1930-2013)
Descrição: O objetivo é discutir a natureza das transformações no poder de estado em diversos países latino americanos após a crise econômica de 1929; seu impacto no padrão das classes sociais; nos projetos de revolução de grupos radicais; na reação de cariz fascista e na consolidação do "populismo" / trabalhismo, com destaque para o caso brasileiro..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: REVISTA ESCRITA DA HISTÓRIA
2013 - Atual
Periódico: Mouro: Revista Marxista (Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Revista da Biblioteca Mário de Andrade
2012 - Atual
Periódico: Livro
2012 - Atual
Periódico: Critica Marxista (São Paulo)
2010 - Atual
Periódico: Margem Esquerda
2010 - Atual
Periódico: TD. Teoria e Debate
2010 - Atual
Periódico: Aurora (UNESP. Marília)
2008 - Atual
Periódico: Revista de Economia Política e História Econômica
2008 - Atual
Periódico: Tempos Históricos (EDUNIOESTE)
2008 - Atual
Periódico: Cadernos CEDEM
2008 - Atual
Periódico: O Escritor Revista da UBE
2007 - Atual
Periódico: Perseu: História, Memória e Política
2004 - Atual
Periódico: Revista Novos Rumos
1994 - 1998
Periódico: Revista Práxis


Revisor de projeto de fomento


2012 - 2013
Agência de fomento: Pró Reitoria de Pesquisa - USP
2011 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
2010 - 2010
Agência de fomento: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.


Prêmios e títulos


2009
Finalista Prêmio Jabuti - livro Caio Prado Junior: o sentido da Revolução, Câmara Brasileira do Livro.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:59
Total de citações:1032
Lincoln Secco  Data: 22/05/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SECCO, L.2018SECCO, L.. Gramsci: a gênese dos Estudos Subalternos. Revista de Politica Públicas da UFMA, v. 22, p. 367-384, 2018.

2.
6SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2017SECCO, L.. Tocqueville em junho de 1848. Mouro: Revista Marxista (Impresso), v. 11, p. 305-314, 2017.

3.
1SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2017SECCO, L.. Brasil Después del Impeachment Una Crisis de Hegemonía?. Revista Politica Latinoamericana, v. 5, p. 61-76, 2017.

4.
3SECCO, LINCOLN2017SECCO, LINCOLN. O centenário da Revolução Russa. Estudos Avançados, v. 31, p. 81-95, 2017.

5.
8SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2016SECCO, L.; FERREIRA, F. S. . Ciclos econômicos e conflitos sociais. Revista de Economia Política e História Econômica, v. 36, p. 61, 2016.

6.
4SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2016SECCO, L.. El golpe de abril de 2016. Revista Politica Latinoamericana, v. 2, p. 2, 2016.

7.
2SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2015SECCO, L.. Intelectuales Comunistas: Caio Prado Junior. Políticas de la Memoria, v. 15, p. 201-204, 2015.

8.
9SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2015SECCO, L.. 1932: Economia do Conflito Armado. Mouro: Revista Marxista (Impresso), v. 10, p. 20-35, 2015.

9.
43GOMES, Rosa. R. S. R.2015GOMES, Rosa. R. S. R. ; SECCO, L. . Economia Política da Violência: uma Nota Sobre Rosa Luxemburg e Henry Grossmann. MOURO: REVISTA MARXISTA (IMPRESSO), v. 9, p. 245-256, 2015.

10.
5SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2014SECCO, L.. La Democracia Racionada. Contrapunto, v. 4, p. 137-152, 2014.

11.
13SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2012SECCO, L.; GOMES, Rosa. R. S. R. . Rosa Luxemburgo em 1968. Mouro: Revista Marxista (Impresso), v. 7, p. 143, 2012.

12.
7SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2012SECCO, L.. La Traeyctoria de Lula y del Partido de los Trabajadores en Brasil. Contrahistorias, v. 19, p. 115-122, 2012.

13.
12SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2012SECCO, L.. Indignai-vos. Livro, v. 2, p. 429-431, 2012.

14.
11SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2012SECCO, L.. Império dos Livros. Livro, v. 2, p. 379-382, 2012.

15.
14SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2009SECCO, L.. O Império Português na África: Economias e Redes de Comércio (1850-1900).. Pesquisa em Debate (São Paulo. 2004), v. 1, p. 85-116, 2009.

16.
15SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2009SECCO, L.. Tradução do Marxismo no Brasil. Mouro: Revista Marxista (Impresso), v. 2, p. 7-24, 2009.

17.
10SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2009SECCO, L.. Laboratório de Gramsci. Critica Marxista (São Paulo), v. 29, p. 177, 2009.

18.
17SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2008SECCO, L.. O Espaço Técnico na Península Ibérica (1820-1914). Projeto História (PUCSP), v. 34, p. 45, 2008.

19.
18SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2008SECCO, L.. O marxismo de Caio Prado Júnior. Margem Esquerda, v. 11, p. 113-120, 2008.

20.
16SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2008SECCO, L.. As Rotas do Império Colonial Português. Geohistória (1850-1900). Caminhos da História (UNIMONTES), v. 13, p. 53-67, 2008.

21.
19SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2007SECCO, L.. O Imperialismo Tardio. História Revista (UFG), v. 11, p. 251-272, 2007.

22.
20SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2007SECCO, L.; SOUZA, L. E. S. ; MAO JR., J. R. . 100 anos de Caio Prado Júnior. Revista de Economia Política e História Econômica (São Paulo), v. 10, p. 76-115, 2007.

23.
21SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2006SECCO, L.. A imagem da mulher e a esquerda. Margem Esquerda, São Paulo, v. 7, p. 131-137, 2006.

24.
22SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2006SECCO, L.. O Comunismo Histórico. Projeto História (PUCSP), São Paulo, v. 30, p. 151-168, 2006.

25.
23SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2005SECCO, L.. Dois revolucionários e um poeta. Margem Esquerda, São Paulo, v. 6, p. 197-200, 2005.

26.
24SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2005SECCO, L.. O problema da transição na crítica do programa de Gotha. Revista de Economia Política e História Econômica (São Paulo), v. 3, p. 5-19, 2005.

27.
27SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2004SECCO, L.. Nacionalismo na África Portuguesa. Projeto História, São Paulo, v. 27, p. 191-204, 2004.

28.
29SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2004SECCO, L.. Trinta anos da Revolução dos Cravos. Revista ADUSP, São Paulo, v. 33, p. 6-12, 2004.

29.
26SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2004SECCO, L.. Mercado e Socialismo na Experiência Soviética. Revista de Economia Política e História Econômica, São Paulo, v. 1, p. 69-89, 2004.

30.
25SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2004SECCO, L.. Biblioteca gramsciana : os livros da prisão de Antonio Gramsci. Revista de História (USP), São Paulo, v. 150, p. 209-228, 2004.

31.
28SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2004SECCO, L.. Partido de los Trabajadores. Espacios, Ecuador, v. 12, p. 187-194, 2004.

32.
30SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2003SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . A São Paulo de Libero Badaró. Notícia Bibliográfica e Histórica (PUCCAMP), Campinas, v. 189, p. 151-178, 2003.

33.
31SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2003SECCO, L.. Cooperativas e Conselhos Operários. Lutas Sociais (PUCSP), São Paulo, v. 9/10, p. 169-178, 2003.

34.
33SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2002SECCO, L.. Terceiro império Português: estruturas econômicas e tomadas de consciência. Entre Passado e Futuro, São Paulo, v. 1, p. 58-82, 2002.

35.
32SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2002SECCO, L.. Notas para a história editorial de O Capital. Revista Novos Rumos, São Paulo, v. 37, p. 43-62, 2002.

36.
35SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2001SECCO, L.. Transformações da periferia sob o capital oligopolista internacional: o caso da Nicarágua. História Unisinos, São Leopoldo, v. 5, n.3, p. 181-216, 2001.

37.
34SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2001SECCO, L.. A Evolução Industrial de São Paulo por Edgard Carone. Revista de História (USP), v. 145, 2001.

38.
36SECCO, L.;SECCO, LINCOLN2000SECCO, L.. A "pré-história" de Gramsci no Brasil. Revista Novos Rumos, São Paulo, v. 32, p. 16-28, 2000.

39.
37SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1999SECCO, L.. A igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de São Paulo. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, São Paulo, v. XCV, p. 100-107, 1999.

40.
38SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1997SECCO, L.. O conceito de crise econômica em Marx. Universidade e Sociedade, São Paulo, p. 75-83, 1997.

41.
39SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1996SECCO, L.. Ciclos longos e renovação tecnológica no capitalismo. Praxis, Belo Horizonte, v. 6, p. 41-62, 1996.

42.
40SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1996SECCO, L.. O Destino do Trabalho. Universidade e Sociedade, São Paulo, v. 11, p. 174-181, 1996.

43.
42SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1995SECCO, L.. Trabalho Produtivo e serviços educacionais. Universidade e Sociedade, São Paulo, v. 8, p. 59-67, 1995.

44.
41SECCO, L.;SECCO, LINCOLN1995SECCO, L.. A crise da sociedade do trabalho. Praxis, Belo Horizonte, v. 3, p. 51-69, 1995.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SECCO, L.. História do PT 5 edição. 5. ed. Cotia: Ateliê, 2018.

2.
SECCO, L.. A Ideia. 1. ed. São Paulo: NEC, 2018. v. 1. 192p .

3.
SECCO, L.. A Batalha dos Livros. 1. ed. São Paulo: Ateliê, 2017. v. 1.

4.
SECCO, L.. Histoire du Parti des travailleurs au Brésil. 1. ed. Paris: Éditions du Sextant, 2016. v. 1. 237p .

5.
DEAECTO, M. M. ; SECCO, L. . Bibliomania. 1. ed. São Paulo: Ateliê, 2016. v. 1. 232p .

6.
SECCO, L.. História do PT 4 ed.. 4. ed. Cotia: Ateliê, 2015.

7.
SECCO, L.; PERICAS, L. B. (Org.) . Intérpretes do Brasil: Clássicos, Rebeldes e Renegados. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2014. 416p .

8.
SECCO, L.. História do PT - 3 ed.. 3. ed. , 2012.

9.
SECCO, L.. História do PT 2 ed. 2. ed. São Paulo: Ateliê, 2011. 313p .

10.
SECCO, L.. História do PT. 1. ed. São Paulo: Ateliê, 2011. v. 1.

11.
SECCO, L.. Retorno a Gramsci 2 ed.. 2. ed. , 2011.

12.
SECCO, L.. Retorno a Gramsci. 1. ed. São Paulo: LCTE, 2010. v. 1. 96p .

13.
SECCO, L.. Marx: da economia à revolução. 1. ed. São Paulo: LCTE, 2009. 80p .

14.
SECCO, L.. Caio Prado Júnior: O Sentido da Revolução. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2008. 256p .

15.
SECCO, L.; GLEZER, R. (Org.) ; DEAECTO, M. M. (Org.) ; SILVA, M. (Org.) . São Paulo: Espaço e História. 1. ed. São Paulo: LCTE, 2008.

16.
SECCO, L.. Gramsci e a Revolução. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2006. 240p .

17.
SECCO, L.. 25 de abril de 1974 - A Revolução dos Cravos. 1. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005. 96p .

18.
SECCO, L.. A Revolução dos Cravos e a Crise do Império Colonial Português. 1. ed. São Paulo: Alameda Casa Editorial / Fapesp / Cátedra Jaime Cortesão, 2004. 312p .

19.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. (Org.) ; CARONE, E. (Org.) . Edgard Carone: Leituras Marxistas e Outros Estudos. 1. ed. São Paulo: Xamã, 2004.

20.
SECCO, L.. Gramsci e o Brasil: recepção e difusão de suas idéias. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2002. 119p .

21.
SECCO, L.; MAO JR., J. R. . A Revolução Chinesa: até onde vai a força do dragão?. 1. ed. São Paulo: Scipione, 1999. 103p .

22.
SECCO, L.; SANTIAGO, C. O. (Org.) . Um olhar que persiste: ensaios críticos sobre o capítalismo e o socialismo (Prefácio de Florestan Fernandes). 1. ed. São Paulo: Anita Garibaldi, 1997. 287p .

Capítulos de livros publicados
1.
SECCO, L.. Questões Táticas. In: Del Roio; Gomes; Lole. (Org.). Gramsci e a Revolução Russa. 1ed.Rio de Janeiro: Mórula, 2017, v. 1, p. 195-206.

2.
SECCO, L.. Socialismo e Liberdade. Um partido necessário. 1ed.Rio de Janeiro: Lauro Campos, 2016, v. 1, p. 165-171.

3.
SECCO, L.. O Poder Moderador do Brasil. In: Francisco Corsi; José Marangoni; Agnaldo dos Santos. (Org.). A Conjuntura Econômica e Política Brasileira e Argentina. 1ed.Marília: Cultura Acadêmica, 2015, v. 1, p. 49-58.

4.
SECCO, L.. O Lulismo e o Petismo. In: Friedrich Ebert Stiftung. (Org.). Classes? Que Classes?. 1ed.São Paulo: Friedrich Ebert Stiftung, 2014, v. 1, p. 173-186.

5.
SECCO, L.. A Hegemonia Tardia. Ditadura: o que resta da transição. 1ed.São Paulo: Boitempo, 2014, v. , p. 231-246.

6.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . Seditious Books and ideas of revolution in Brazil (1830-71). In: Ana Claudia Suriani da Silva; Sandra Guardini Vasconcelos. (Org.). Books and periodicals in Brazil (1768-1930). 1ed.Londres: Legenda, 2014, v. , p. 52-67.

7.
SECCO, L.. Pós Neoliberalismo?. In: Corsi; Marangoni Camargo; Santos; Vieira. (Org.). Economia e sociedade: o Brasil e a América Latina na conjuntura de crise do capitalismo global. 1ed.Marília: , 2014, v. , p. 15-22.

8.
SECCO, L.. Les Journées de Juin. Villes Rebelles. 1ed.Paris: Éditions du Sextant, 2014, v. , p. 99-110.

9.
SECCO, L.; ZIZEK, S. ; HARVEY, D. ; ARANTES, P. ; ROLNIK, R. ; BRAGA, R. ; PESCHANSKI, J. A. ; MAIOR, J. S. ; DAVIS, M. ; IASI, M. . As Jornadas de Junho. Cidades Rebeldes. 1ed.São Paulo: Boitempo, 2013, v. 1, p. 10-.

10.
SECCO, L.. Partido dos Trabalhadores. Perspectivas para o Século XXI. 1ed.Lisboa: Universidade de Lisboa, 2013, v. 1, p. 341-.

11.
SECCO, L.. O Pensamento Econômico de Mao Tse-Tung. In: Paulino, L. A.; Pires, M. C.. (Org.). China e América Latina: a geopolítica da multipolaridade. 1ed.São Paulo: Fundação memorial da América Latina, 2012, v. , p. 29-44.

12.
SECCO, L.. Lenin. In: Milton Pinheiro. (Org.). Outubro e as experiencias socialistas do século XX. 1ed.Salvador: Quarteto, 2011, v. 1, p. 77-96.

13.
SECCO, L.. A Revolução Passiva no Brasil: hegemonia, legislação e poder local. In: Carlos Guilherme Mota. (Org.). Os Juristas na Formação do Estado-Nação Brasileiro (1930 - dias atuais). São Paulo: Saraiva, 2010, v. , p. 143-158.

14.
SECCO, L.. Gramsci e a Escrita da História. Antigos e Modernos: diálogos sobre a (escrita) da história. São Paulo: Alameda, 2009, v. , p. 265-276.

15.
SECCO, L.. Dialética do Brasil Recente (1984-2008). In: Adalberto Monteiro. (Org.). Seminário Desvendar o Brasil: suas singularidades, contradições e potencialidades. São Paulo: Anita Garibldi, 2009, v. , p. 138-154.

16.
SECCO, L.. A Historiografia Brasileira e as Idéias de Gramsci. In: Marcos Del Roio. (Org.). Aspectos de Gramsci. Marília: Oficina Universitária, 2009, v. , p. 87-100.

17.
SECCO, L.. A Revolução Liberal (O Império Português da Abertura dos Portos à Regeneração. 1808-1851). In: Ricupero, R.; Oliveira, L.. (Org.). A Abertura dos Portos. 1ed.São Paulo: Editora Senac, 2008, v. , p. -.

18.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . O que se deve ler para conhecer o Brasil. In: Marcos Antonio da Silva. (Org.). Dicionário crítico Nelson Werneck Sodré. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2008, v. , p. 331-334.

19.
SECCO, L.. Leitura e difusão de O Capital. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). Os caminhos da História. : , 2007, v. , p. 229-258.

20.
SECCO, L.. Os ciclos de Kondratiev: notas para uma história. In: Luiz Eduardo de Souza. (Org.). Ideologia e ciência econômica. São Paulo: LCTE Editora, 2006, v. , p. 117-134.

21.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . A difusão dos livros marxistas na América Latina. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). América Latina. São Paulo: Xamã, 2003, v. , p. 69-80.

22.
SECCO, L.. Introdução a Espanha Contemporanea. Novos Espaços Democráticos. São Paulo: Perseu Abramo, 2003, v. , p. -.

23.
SECCO, L.. Leandro Konder: Leitor de Gramsci. In: Maria Orlanda Pinassi. (Org.). Leandro Konder: a revanche da dialética. 1ed.São Paulo: Boitempo Editorial, 2002, v. , p. 103-114.

24.
SECCO, L.. O manifesto comunista e o proletariado no século XIX. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). Manifesto comunista: ontem e hoje. São Paulo: Xamã, 1999, v. , p. 109-119.

25.
SECCO, L.. Gramsci: hegemonia e pós-fordismo. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). História e revolução. São Paulo: Xamã, 1998, v. , p. 47-80.

26.
SECCO, L.. A sociologia como previsão: Florestan Fernandes e a Revolução dos Cravos. In: Paulo Henrique Martinez. (Org.). Florestan ou o sentido das coisas. 1ed.São Paulo: Boitempo, 1998, v. , p. 75-100.

27.
SECCO, L.. Marxismo e Democracia (o debate estratégico de Marx aos austromarxistas). In: Lincoln Secco; Carlos Santiago. (Org.). Um olhar que persiste: ensaios críticos sobre o capitalismo e o socialismo. 1ed.São Paulo: Anita garibaldi, 1997, v. 1, p. 63-92.

28.
SECCO, L.. A influência da Revolução Russa na Itália. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). A Revolução de Outubro sob o olhar da história. São Paulo: Scritta, 1997, v. , p. 225-255.

29.
SECCO, L.. Crise e estratégia em Gramsci. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). O outro Gramsci. São Paulo: Xamã, 1996, v. , p. 81-95.

30.
SECCO, L.. O colapso da modernização de Robert Kurz. In: Ilana Blaj; John Monteiro. (Org.). História e utopias. São Paulo: Anpuh / CNPQ, 1996, v. , p. 87-94.

31.
SECCO, L.. Engels e a crítica da economia política. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). Marx e Engels na história. São Paulo: Humanitas, 1996, v. , p. 277-290.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SECCO, L.. Embriagados de odio y al borde del abismo. La Nacion, 08 out. 2018.

2.
SECCO, L.. Secco, da USP: agora é a vez do moderado Haddad num PT radical. Exame, São Paulo, 11 set. 2018.

3.
SECCO, L.. Lincoln Secco: ?TRF-4 pode ter criado um lulismo mais radical, sem Lula e sem o PT, como é o peronismo?. El País, 28 jan. 2018.

4.
SECCO, L.. ANÁLISE: Campo petista ainda não tem alternativas. O Estado de S. Paulo, 21 jan. 2018.

5.
SECCO, L.. ANÁLISE: Impedimento de Lula reúne esquerda em torno de seu direito de concorrer à Presidência. O Estado de S. Paulo, 04 jan. 2018.

6.
SECCO, L.. ANÁLISE: O caminho para a reaproximação não será simples. O Estado de S. Paulo, 06 dez. 2017.

7.
SECCO, L.. O poder moderador de São Paulo na política nacional. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 maio 2016.

8.
SECCO, L.. O Centro da Conspiração. Folha de S. Paulo, 18 jul. 2015.

9.
SECCO, L.. Política. O Estado de S. Paulo, 16 mar. 2015.

10.
SECCO, L.. Recebimento de restos mortais por Dilma simboliza também transformação do PT. Folha de S. Paulo, 14 nov. 2013.

11.
SECCO, L.. O escândalo que mudou a cara do PT. O Estado de S. Paulo, 05 ago. 2012.

12.
SECCO, L.. Mensalão: o julgamento da história. Folha de S. Paulo, 27 jul. 2012.

13.
SECCO, L.. A Guerra de 1932. O Estado de S. Paulo, 09 jul. 2012.

14.
SECCO, L.. Detrás de la crisis, un volcán dormido de venganzas sociales. La Nacion.

15.
SECCO, L.. Análise: Recebimento de restos mortais por Dilma simboliza transformação do PT. Folha de S. Paulo.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SECCO, L.. Caio Prado Jr: Geógrafo. In: II Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico, 2010, São Paulo. Anais do II Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico. São Paulo: Fapesp, 2010. p. 293-306.

2.
SECCO, L.. As cidades em Fernand Braudel: notas para uma pesquisa. In: I Simpósio Nacional O Rural e o Urbano no Brasil (SiNARUB), 2006, São Paulo. Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil. São Paulo: USP - UFRGS, 2006.

3.
SECCO, L.. Portugal, Europa, Democracia. In: Primeiro Congresso da Democracia Portuguesa, 2004, Lisboa. Primeiro Congresso da Democracia Portuguesa, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
SECCO, L.. Las Ediciones Marxistas en América Latina. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
SECCO, L.. Brasil después del Impeachment: una crisis de hegemonia?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
SECCO, L.. Prólogo a Prensa tradicional y liderazgos populares en Brasil. Buenos Aires, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
SECCO, L.. À Margem da História. são paulo, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . Fernand Braudel (orelha). São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

4.
SECCO, L.. Apresentação das Questões Profissionais da Indústria do Livro. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

5.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . Prefácio à Edição Brasileira de O mediterrâneo de Fernand Braudel. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
SECCO, L.. Apresentação à Frente Nacional na Colômbia. Curitiba, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

7.
SECCO, L.. Prefácio: Uma História da UNE, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

8.
SECCO, L.. Orelha: Florestan Fernandes na Constituinte. São Paulo, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

9.
SECCO, L.. 1914 de Luciano Canfora. são paulo, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

10.
SECCO, L.. Apresentação de A Outra Guerra do Fim do Mundo. São Paulo, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

11.
SECCO, L.. A Surda: Prefácio. São Paulo, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

12.
SECCO, L.. Orelha: Amilcar Cabral e a crítica do colonialismo. São Paulo, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

13.
SECCO, L.. História Militar do Brasil de Nelson Werneck Sodré. São Paulo, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

14.
SECCO, L.. Os cangaceiros: Ensaio de Interpretação Histórica de L. B. Pericás. São Paulo, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

15.
SECCO, L.. A Revolução Cubana e a Questão Nacional de José Mao Jr.. São Paulo, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

16.
SECCO, L.. Comércio e Vida Urbana em São Paulo de Marisa Midori Deaecto. São Paulo, 2002. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

17.
SECCO, L.; DEAECTO, M. M. . Geohistória, de Fernand Braudel (Tradução). São Paulo: Xamã, 2002. (Tradução/Artigo).

18.
SECCO, L.; RICUPERO, B. . Entre a paz e a guerra na crise da democracia (tradução). São Paulo: ADUSP, 1999. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SECCO, L.. Entrevista Lincoln Secco ?As eleições serão muito violentas e o Presidente terá pouca legitimidade?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
SECCO, L.. Au Brésil, le « show » de Lula face à la justice. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
SECCO, L.. Entrevista: El letargo popular, símbolo de la larga decadencia del PT. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
SECCO, L.. Encarnar a Lula, la gran apuesta que enfrenta Haddad para captar sus votos. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
SECCO, L.. Entrevista: Fernando Haddad aims to be next Lula for Brazilian voters. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
SECCO, L.. Entrevista: Finalmente Lula desiste de candidatura para que Haddad (PT) compita por la Presidencia. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
SECCO, L.. Judge Orders Brazil?s Ex-President ?Lula? to Begin Prison Term on Friday. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
SECCO, L.. Lula : le Parti des travailleurs brésilien orphelin de son héros. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
SECCO, L.. Présidentielle au Brésil : remplaçant de Lula, Haddad confronté à plusieurs défis. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

10.
SECCO, L.. El PT busca reinventarse. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

11.
SECCO, L.. 'Esquerda não tem plano B sem ex-presidente', diz historiador. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
SECCO, L.. Un intrincado laberinto donde hallar la solución. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

13.
SECCO, L.. Um ano se passou desde o impeachment. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

14.
SECCO, L.. Brazil?s Lower House of Congress Votes for Impeachment of Dilma Rousseff. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
SECCO, L.. Brazil?s Beleaguered President Moves to Fire Up Supporters at May Day Rally. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
SECCO, L.. Sweeping Protests in Brazil Pull In an Array of Grievances. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
SECCO, L.. 'No tenemos ninguna idea de qué pasará con el PT'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

18.
SECCO, L.. ?Maior erro do PT foi seguir estratégia lulista de conciliação permanente?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
SECCO, L.. PT perdeu bandeira da ética e vive crise de identidade, afirma historiador. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

20.
SECCO, L.. A São Paulo, le «phénomène» évangélique qui défie le centre gauche. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

21.
SECCO, L.. Daniel GOLOVATY & Alexandre CARRASCO entrevista a Lincoln Secco, autor de história do PT. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica


Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SECCO, L.. História Contemporânea. 2013. Universidade de São Paulo.

2.
SECCO, L.. História Contemporânea. 2011. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA.

3.
SECCO, L.. História da Ásia. 2011. Universidade do Estado da Bahia.

4.
SECCO, L.. Sociologia. 2011. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA.

5.
SECCO, L.. ciencia política. 2011. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA.

6.
SECCO, L.. História Ibérica. 2010. Universidade de São Paulo.

7.
SECCO, L.. História Contemporânea. 2010. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
SECCO, L.. História. 2008. Universidade Federal de Goiás.

Livre docência
1.
Cruz, Sebastião Carlos Velasco; VIGEVANI, T.; BELIK, W.; PIRES, M. C.; SECCO, L.. ?China: a procura do caminho para o desenvolvimento?. 2017. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
SECCO, L.. Economia Chinesa. 2012. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congreso de Extensión de la AUGM - Uruguai. Qué luchas caminan por las calles de Brasil?. 2013. (Congresso).

2.
Marx em Maio. História do PT. 2012. (Congresso).

3.
II Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico.Caio Prado Junior. 2010. (Encontro).

4.
Gramsci e a Educação Unicamp.Recepção das Ideias de Gramsci. 2009. (Seminário).

5.
Teses em Debate Unesp.Revolução Cubna. 2009. (Outra).

6.
Marx e os Marximos.O Marxismo no Brasil: Caio Prado Junior. 2008. (Seminário).

7.
XVI SIICUSP.Governo Provincial. 2008. (Simpósio).

8.
I Simpósio Nacional O Rural e o Urbano no Brasil (SiNARUB).Braudel. 2006. (Simpósio).

9.
Primeiro Congresso da Democracia Portuguesa. Democracia depois de Abril. 2004. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SECCO, L.; COGGIOLA, O. L. A. . Cinquenta Anos de 1968 - A Era de Todas as Viradas. 2018. (Congresso).

2.
PIAZZAROLLI, A. ; SECCO, L. . I CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ESTUDOS CRÍTICOS ASIÁTICOS. 2016. (Congresso).

3.
SECCO, L.; COGGIOLA, O. L. A. ; ANDRADE, E. O. . Simpósio Internacional 70 Anos do Fim da Segunda Guerra Mundial. 2015. (Congresso).

4.
SECCO, L.; GRESPAN, J. ; COGGIOLA, O. L. A. . Mundo em Convulsão. 2013. (Congresso).

5.
SECCO, L.; COGGIOLA, O. L. A. . A Esquerda na América Latina. 2012. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Paola C. C. Estrada Camargo. Golpes de Estado na América Latina no Século XXI: uma análise comparativa dos casos do Paraguai (2012) e do Brasil (2016).. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Programa em Integração da América Latina) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).

2.
BrunoMassola Moda. A influência do pensamento de esquerda no desenvolvimento de arranjos internacionais na América Latina no século XXI.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Sociedade, Economia e Estado) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
camila alvarez djurovic. Impressões da Direita: ação editorial do IPES. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

4.
Liz Nátali Sória. A economia zapatista: comunidades agrárias e o exército libertador do sul (1914-1916). Início: 2015. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Maria Fernanda Pinto. O Anarquismo na Primeira República. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Andre Tomio Lopes Amano. Nos Trilhos do Imperialismo: o capital britânico nas ferrovias do Brasil durante a República Velha. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Felipe Castilho de Lacerda. Edição & Revolução: Maspero, Trikont Verlag e as Estratégias de Difusão da Esquerda Latino-Americana na Europa. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

4.
Fernando Sarti Ferreira. Refluxo e Estabilização: O movimento operário em Buenos Aires, 1922-1936. Início: 2015. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Silvia de Bernardinis. Conflitos de classes em um país de capitalismo avançado: o movimento operário italiano na restruturação produtiva (1968-1987). Início: 2014. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Wandercleyber da Silva Lima. A insurreição comunista de 1935 em Natal: levantamento de estudos bibliográficos e fontes. Início: 2017 - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Lorena Gnaccarini Falavigna. A Revolução de 1932 : Identificação de Acervos e Levantamento de Fontes sobre a Economia e o Esforço de Guerra. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade de São Paulo - FFLCH. PROGRAMA UNIFICADO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA APOIO E FORMAÇÃO DE ESTUDANTES. (Orientador).

2.
Adriana Carneiro Marinho. Curso de extensão universitária Introdução à Economia Política. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade de São Paulo - FFLCH. PROGRAMA UNIFICADO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA APOIO E FORMAÇÃO DE ESTUDANTES. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Jullyana Lopes Luporini Barbosa de Souza. Empresariado Industrial Paulista Frente ao novo: a Relação da Fiesp com o Governo Vargas. 2016. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

2.
Rosa Rosa de Souza Rosa Gomes. A Teoria do Colapso de Rosa Luxemburgo e o Debate sobre a Revolução na Social Democracia Alemã (1890-1914). 2013. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

3.
Apoena Cosenza. Estrutura Econômica do PCB. 2011. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

4.
Fernando Sarti Ferreira. Conflitos Trabalhistas e Crise Econômica em Buenos Aires (1919-1921). 2011. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

5.
Martinho Camargo Milani. Imperialismo no Congo Belga: a Sociedade Real Geográfica da Bélgica. 2009. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

6.
Nádia Saito. Formação do Fascismo no Japão (1929-1940). 2009. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

7.
Renato Soares Bastos. Empresariado e desenvolvimento econômico (1950-1970). 2008. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

8.
Silvia De Bernardinis. As experiências comunistas pós-soviéticas: refundação ou superação do projeto comunista? Uma analise da experiência italiana (1991-2006). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo - FFLCH, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

9.
Andréa da Conceição Pires França. Doutrina e Legislação: os bastidores da política dos militares no Brasil (1964-1985). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo - FFLCH, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

10.
Leonardo Pereira. O Sentido de História em Alexandre Herculano. 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo - FFLCH, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

11.
Francisco Barbosa de Macedo. Vidas operárias: redes informais de sociabilidade e formação da classe operária em São Bernardo do Campo (1960-1980). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo - FFLCH, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

12.
Carlos César Felix Vieira. Os jesuítas e a cidade de São Paulo: racionalidade econômica e conflito (1554-1640). 2006. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo - FFLCH, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

13.
Edney Santos Gualberto. Vanguarda Sindical: Os Gráficos em São Paulo. 2005. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

Tese de doutorado
1.
Francisco Barbosa Macedo. Edward Thompson na Historiografia do Trabalho Brasileira (1976-2012). 2013. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

2.
Andrea Piazzaroli Longobardi. A universidade dos Trabalhadores na Revolução Cultural Chinesa. 2013. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

3.
Fernando Furquim de Camargo. Relaçoes oficiais e oficiosas entre Estados Unidos, Brasil e Espanha (1936-1939). 2012. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

4.
Martinho Camargo Milani. DO ENCILHAMENTO À FARQUHAR: METALISTAS CONTRA PAPELISTAS NA REPÚBLICA VELHA? ( 1889-1914). 2012. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

5.
John Kennedy Ferreira. A Internacional Comunista na América Latina. 2012. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

6.
Ana Carolina Ramos e Silva. Economia e Conflitos Sociais na Colômbia. 2011. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

7.
Yuri Martins Fontes Leichsenring. Caio Prado Junior e Mariátegui. 2010. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

8.
Flamarion Maués Pelúcio Silva. Editoras de livros políticos nas transições das ditaduras no Brasil e em Portugal, anos 1970-80. 2009. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

9.
Jaeder Fernandes Cunha. Economia Mundo e Escrita da História. 2009. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

Iniciação científica
1.
Beatriz de Almeida Bau. O Lugar da Mulher na I República: Mercado de Trabalho e Sociabilização Feminina (1890-1930). 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História - Bacharelado) - Universidade de São Paulo, Pró Reitoria de Pesquisa - USP. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

2.
Caio Tavano Martins Ferreira. A experiência das Comissões de Fábrica na Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo (1978-1980). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História - Bacharelado) - Universidade de São Paulo, Reitoria da USP. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

3.
Felipe Castilho Lacerda. Agrarismo e Industrialismo. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Reitoria da USP. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

4.
Camila Alvarez Djurovic. Revista Movimento Comunista. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

5.
Felipe Castilho Lacerda. Ciclo Revolucionário Paulista (1924-1932). 2012. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

6.
Fabiana Marchetti. A difusão do Marxismo no Brasil: Levantamento Bibliográfico (1922-1989). 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

7.
Fabiana Marchetti. A Ideia de República na Obra de Edgard Carone. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

8.
Apoena Cosenza. O Imperialismo italiano: um estudo dos Bolletini della Società Geográfica Italiana (1870 a 1889). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

9.
Helena Wakim Moreno. Viagens de Exploração na África. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo - FFLCH, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

10.
Vivian Nanni Aires. Circulação de Mercadorias em São Paulo (1907-1918). 2008. Iniciação Científica - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

11.
Laís Olivato. A Falange Espanhola: Discursos Políticos de José Antonio Primo de Rivera perante o parlamento espanhol (1933-1935). 2006. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo - FFLCH, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

12.
Larissa Alves Lira. Geografia Braudeliana: a concepção de espaço na primeira parte de. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

13.
Luiz Gustavo Meira Barros. Geohistória do sul da Europa: imagens do Mediterrâneo nas geografias universais da segunda metade do século XIX.. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.

14.
Carlos Alberto Rizzi. A miséria do mezzogiorno: geoeconomias e Hegemonia Piemontesa. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade de São Paulo. Orientador: Lincoln Ferreira Secco.



Outras informações relevantes


Parecerista ad hoc da Fapesp e outras agências de fomento. Escreveu ou deu entrevistas aos periódicos: Linha direta, Práxis, Brasileiros, Caros Amigos, Folha de São Paulo, Cult, Le Monde Diplomatique, História Viva, Reportagem, O Estado de S. Paulo, Blog da Boitempo, Viomundo, Carta Maior, La Nación, El Mercurio, New York Times, Le Monde, O Público, Washington Post, Teoria e Debate entre outros. Escreveu inúmeros pareceres e relatórios de pesquisa na USP. Participou de centenas de eventos, debates, palestras, bancas de TGI, qualificação, mestrado, doutorado e de concurso público.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 20:03:17