Carlos Roberto Sanchez Milani

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5543774684916326
  • Última atualização do currículo em 18/04/2014


Possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais (UFRGS, 1989), é formado pelo Instituto Rio Branco no Curso de Preparação à Carreira de Diplomata (Ministério das Relações Exteriores, 1992), Mestrado em Ciência Política (Universidade de Paris III, 1993), Doutorado em Estudos do Desenvolvimento pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS/Paris, 1997). Fez um primeiro pós-doutorado na Universidade Federal da Bahia (2002-2004, bolsa PRODOC/FAPESB) e um segundo no Instituto de Estudos Políticos de Paris (2008-2009, bolsa CAPES). Foi funcionário internacional da UNESCO junto ao Setor de Ciências Sociais e Humanas (Paris, 1995-2002), professor no IEP de Paris (1997-2002) e professor convidado nas seguintes universidades: Université de Montréal, Universidad de Colima, UFRGS e Universidad Complutense de Madrid. Atualmente, é professor-adjunto do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, e coordenador do Laboratório de Análise Política Mundial (LABMUNDO, antena Rio de Janeiro). Também é o atual Secretário Executivo da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), bem como sócio-pleno da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI), da International Political Science Association (IPSA) e da International Studies Association (ISA). Suas atuais linhas de pesquisa incluem cooperação internacional para o desenvolvimento (Norte-Sul e Sul-Sul), atores e agendas da política externa brasileira e política externa em perspectiva comparada. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Carlos Roberto Sanchez Milani
Nome em citações bibliográficas
MILANI, Carlos R. S.;SANCHEZ MILANI, Carlos;MILANI, Carlos;SANCHEZ MILANI, Carlos R.;MILANI, Carlos Sanchez

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP).
Rua da Matriz, 82
Botafogo
22260-100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22668300
Fax: (21) 22668345
URL da Homepage: www.iesp.uerj.br


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2009
Pós-Doutorado.
Institut D'etudes Politiques Sciences Po.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Organizações Internacionais.
2002 - 2004
Pós-Doutorado.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, FAPESB, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Organizações Internacionais.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
1993 - 1997
Doutorado em Estudos do Desenvolvimento.
Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França.
Título: L'environnement et la refondation de l'ordre mondial : régulation concertée ou régulation par le marché?, Ano de obtenção: 1997.
Orientador: Ignacy Sachs.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Meio ambiente; Globalização e meio ambiente; Relações internacionais.
1992 - 1993
Mestrado em Ciência Política.
Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, PARIS 3, França.
Título: La problématique de l'environnement dans la structuration des relations internationales en Amérique Latine depuis 1972,Ano de Obtenção: 1993.
Orientador: Georges Couffignal.
1990 - 1992
Mestrado em Curso de Preparação à Carreira de Diplomata.
Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco.
Título: A Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento: o caso das negociações sobre o efeito estufa,Ano de Obtenção: 1992.
Orientador: Antônio Augusto Cançado Trindade.
Bolsista do(a): Instituto Rio Branco.
Palavras-chave: Relações internacionais; Política ambiental mundial; Globalização e meio ambiente.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.
1985 - 1989
Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: A eficácia da ONU no jogo das relações internacionais.
Orientador: Ivo Sefton de Azevedo.


Formação Complementar


1991 - 1991
Extensão universitária em Integración Regional y Mercosur. (Carga horária: 35h).
Instituto Del Servicio Exterior de La Nación.
1989 - 1989
Extensão universitária em Relações Internacionais. (Carga horária: 20h).
Sociedade de Economia do Rio Grande do Sul.
1988 - 1988
Extensão universitária em Clássicos do Pensamento Político. (Carga horária: 35h).
Instituto Goethe.
1988 - 1988
Extensão universitária em Pensamento Humano: Introd. à História da Filosofia. (Carga horária: 35h).
Instituto Goethe.
1986 - 1987
Graduação Incompleta Em Letras Inglês e Português. (Carga horária: 100h).
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor-adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista PROCIENCIA desde novembro de 2012.

Atividades

03/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP), .

03/2012 - Atual
Ensino, CIÊNCIA POLÍTICA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Política Externa em Perspectiva Comparada
Cooperação Internacional para o Desenvolvimento

Associação Brasileira de Ciência Política, ABCP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Secretário Executivo, Enquadramento Funcional: Secretário Executivo


Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor-colaborador

Atividades

10/2009 - 12/2012
Ensino, Facultad de ciencias políticas y sociología, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Brasil, política, sociedade e desenvolvimento (curso à distância, mestrado acadêmico, uma vez por ano)
Contestación política en América Latina y Brasil: redes activitas y movimientos sociales en el orden mundial contemporáneo

Universidade do Grande Rio, UNIGRANRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Professor Doutor, Enquadramento Funcional: Professor-colaborador, Carga horária: 20


Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor-adjunto

Atividades

08/2010 - 10/2012
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
POLITICA EXTERNA BRASILEIRA
TEORIA DAS RELAÇOES INTERNACIONAIS

Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor-adjunto III, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Realizou o concurso em maio de 2004 e tomou posse em setembro de 2004 (aprovação em primeiro lugar com nota final de 99,5). Ministrou as disciplinas: Abordagem Sócio-Política das Organizações (Graduação); Relações internacionais (Graduação); Globalização, Organizações Internacionais e Governança Global (mestrado/doutorado em Administração, 2007-2009); Globalização e Política Internacional (mestrado/doutorado em Ciências Sociais, 2008); e Tópicos Especiais em Desenvolvimento e Sociedade (mestrado/doutorado em Administração, 2008).

Atividades

01/2008 - 12/2009
Direção e administração, Escola de Administração, Núcleo de Pós Graduação Em Administração Npga.

Cargo ou função
Coordenador de Curso (ESPECIALIZAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS).

United Nations Educational Scientific And Cultural Organization, UNESCO, França.
Vínculo institucional

1995 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Especialista do Programa MOST, Carga horária: 40
Outras informações
O título institucional que tive entre abril de 1995 e outubro de 2002 foi o seguinte: Especialista do Programa MOST (Management of Social Transformations), cujo trabalho consistiu fundamentalmente em montar redes de pesquisa sobre temas relacionados com globalização, governaça mundial, democracia e sociedade civil, gestão social e papel das ONGs.

Atividades

3/1995 - 10/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Divisão de Ciências Sociais Pesquisa e Políticas, Programa Management Of Social Transformations Most.

Institut D'etudes Politiques Sciences Po, IEP DE PARIS, França.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor visitante e pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Programa desenvolvido no âmbito do projeto CAPES-COFECUB (Solidariedades Internacionais e Transnacionais Brasil-França), envolvendo as universidades UFBA, UFRGS e Sciences-Po. Os três meses (bolsa CAPES entre dezembro de 2008 e fevereiro de 2009) foram dedicados a pesquisa (que resultou em duas publicacoes: organizacao do livro "Compreendendo a complexidade socioespacial contemporanea" e artigo "Environmental Security Studies" da Enciclopedia de Ciencia Politica da IPSA/International Political Science Association).

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro (especifique) Professor visitante, Carga horária: 5
Outras informações
Fui professor convidado em 2005 no IEP de Paris, para ministrar a disciplina "Políticas Públicas e Participação" (60 horas)

Vínculo institucional

1997 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Outro (especifique) Professor convidado, Carga horária: 4
Outras informações
Professor convidado do Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences-Po) nas disciplinas de Relações internacionais e Políticas e Gestão do Desenvolvimento Internacional.

Atividades

1/2005 - 3/2005
Ensino, Diplôme de l Iep de Paris, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Políticas Públicas e Participação
10/2000 - 06/2002
Ensino, Majeure Métiers Du Développement, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Gestão de Projetos de Desenvolvimento
Políticas de Desenvolvimento
10/1997 - 06/2002
Ensino, Diplôme de L'iep de Paris, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Políticas de Desenvolvimento
Relações internacionais

Universidad de Colima, U.COLIMA, México.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 4
Outras informações
Professor visitante na Faculdade de Ciência Política e Administração da Universidade de Colima, para ministrar a disciplina "Globalização, Políticas Públicas e Participação".

Atividades

1/2006 - 2/2006
Ensino, Ciência Política e Administração, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Políticas Públicas e Administração

Université de Montreal, UdeM, Canadá.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 6
Outras informações
Professor visitante na disciplina "Théories du développement", com ênfase no tema "Capital social et politiques de développement local" (entre fevereiro e abril de 2004).

Atividades

2/2004 - 4/2004
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Capital social e políticas de desenvolvimento local

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2007
Vínculo: Professor convidado, Enquadramento Funcional: Professor colaborador
Outras informações
Professor convidado para a Disciplina Globalização e Fragmentação no Mundo Conteporâneo (2003). Professor co-orientador de dissertações de Mestrado (Mestrado em Relações Internacionais), desde 2003. Professor colaborador e conferencista em 2006 e 2007 (Mestrado em Relações Internacionais e PPGA/UFRGS).

Atividades

11/2006 - 11/2007
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ordem hegemônica, legitimidade e contestação internacional
6/2003 - 7/2003
Ensino, Mestrado de Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Globalização e Fragmentação no Mundo Contemporâneo

Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 30
Outras informações
Trata-se de um curso dado no âmbito do NUMA (Núcleo de Meio Ambiente), a convite da UFPA como professor de uma disciplina de 30 horas.

Atividades

9/1994 - 9/1994
Ensino, Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Instrumentos Legais de Política Ambiental

Ministério das Relações Exteriores - DF, MRE, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - 1992
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Bolsista no Instituto Rio Branco, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Fui selecionado por concurso para o Curso de Preparação à Carreira de Diplomata, terminei o Instituto Rio Branco e tive duas experiências profissionais como estagiário (na Divisão de Meio Ambiente e na Embaixada do Brasil em Lima). Em 1992, fui para a França a fim de prosseguir meus estudos em pós-graduação (novo Mestrado e Doutorado).

Atividades

2/1992 - 4/1992
Estágios , Instituto Rio Branco, Embaixada do Brasil Em Lima.

Estágio realizado
Análise política peruana e política externa peruana.
1/1990 - 4/1992
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Rio Branco, Instituto Rio Branco.
10/1991 - 12/1991
Estágios , Instituto Rio Branco, Divisão do Meio Ambiente.

Estágio realizado
Preparação da Conferência do Rio de Janeiro (Rio 92).


Linhas de pesquisa


1.
Cooperação internacional para o desenvolvimento: Norte-Sul e Sul-Sul
2.
Organizações internacionais, redes de ativismo e contestação política
3.
Atores e agendas de política externa em perspectiva comparada
4.
Política internacional e análise de política externa


Projetos de pesquisa


2013 - Atual
Cartografia temática da política externa brasileira (FAPERJ-Edital Humanidades 2013-2015, CNPq Edital Universal 2013-1)

Descrição: Este projeto de Atlas da Política Externa Brasileira tem como objetivo o desenvolvimento de um livro de cartografia temática que analise o panorama da política externa brasileira contemporânea em uma perspectiva que aglutine, de modo didático, os principais temas relativos à inserção do país no sistema internacional. Sua proposta está inserida em um âmbito de crescente importância do Brasil no cenário internacional, assim como das relações internacionais na vida quotidiana da sociedade nacional. Para fins de ilustração, podem ser lembrados, entre outros, os seguintes aspectos: a ampla presença do Brasil em organismos e fóruns multilaterais (G-20, BRICS, IBAS, etc.); o aumento do corpo diplomático e do número de embaixadas e consulados brasileiros no exterior; a eleição do país e de suas cidades como sede de eventos de grande porte, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo da FIFA; a realização de algumas edições do Fórum Social Mundial no Brasil; a recepção de cúpulas da Organização das Nações Unidas, como a Rio+20; o aumento dos fluxos de comércio exterior e sua diversificação em número de parceiros e produtos; o fenômeno recente da internacionalização das empresas brasileiras; a internacionalização de políticas públicas brasileiras na esfera da cooperação Sul-Sul; a participação em operações de paz; e a presença cada vez mais influente da cultura e da música popular brasileira pelo mundo, por exemplo, por meio de eventos como o Ano do Brasil na França..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Tassia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Enara Echart - Integrante / Rubens Duarte - Integrante / Magno Klein - Integrante / Allan Medeiros Pessôa - Integrante / Isabela Ribeiro Nascimento Silva - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Cooperação Sul-Sul e Politicas de Desenvolvimento na América Latina (GT CLACSO 2013-2016)

Descrição: A presente proposta visa a analisar como as estratégias de Cooperação Sul-Sul (CSS) se integram nas agendas de política externa dos países latino-americanos e, concomitantemente, a compreender como se relacionam com o debate sobre modelos e políticas de desenvolvimento na região. Os países da América Latina selecionados para a pesquisa (Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, México e Venezuela) não são apenas beneficiários, mas também fornecedores de cooperação. Financiam projetos e prestam cooperação técnica em áreas das mais diversas, incluindo saúde pública, educação fundamental, intercâmbio universitário, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, bem como desenvolvimento de infraestruturas. Atuam em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões (África, América Latina, Oriente Médio e Ásia), podendo também atuar por meio de programas de cooperação triangular (Norte-Sul-Sul ou Sul-Sul-Sul). A integração de estratégias de CSS em suas políticas externas é concomitante à importância que passam a desempenhar na agenda política e econômica internacional, mormente nos processos de reforma da governança global (Banco Mundial, FMI, OMC, G-20 financeiro) e de reconfiguração de alianças regionais e coalizões inter-regionais (UNASUL/União das nações sul-americanas, Aliança do Pacífico, Trans Pacific Partnership, Fórum IBAS, grupo BRICS, Cúpulas África-América do Sul e América do Sul-Países Árabes). A certeza de que, entre os países latino-americanos, existem diferenças em termos de desenho institucional de suas políticas de CSS, de comportamento multilateral, tamanho de suas respectivas economias, inserção regional, modelo produtivo e de desenvolvimento, assim como de política doméstica só que enriquece o método comparativo em nossa análise, com base no princípio das semelhanças e diferenças existentes e dos desafios lançados por autores como Badie e Hermet (2001), Beasley et al. (2002), Breuning (2007), Caporaso (1997), Meny & Surel (2009) e Scmitter (2009)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Enara Echart - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante / Maria Regina Soares de Lima - Integrante / Leticia Pinheiro - Integrante / Bruno Ayllon Pino - Integrante / Juan Pablo Prado Lallande - Integrante / Paulo Luiz Moreaux Lavigne ESTEVES - Integrante / Adriana Erthal ABDENUR - Integrante / Karin Costa Vazquez - Integrante / Rita Giacalone - Integrante / Denisse Amara Grandas Estepa - Integrante / Carolina Mera - Integrante / Camilo MOLINA Bolívar - Integrante / Dayanuvis Tahina Ojeda Medina - Integrante / Jaime Preciado Coronado - Integrante / Javier Leonardo Surasky - Integrante.
Financiador(es): Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina - Cooperação.
2012 - Atual
A Inserção do Rio de Janeiro nas Agendas da Cooperação Sul-Sul Descentralizada (Edital FAPERJ 19/2011 Programa Pensa Rio)

Descrição: A presente proposta visa a produzir elementos de análise que contribuam para a definição de estratégias locais e regionais de inserção do Rio de Janeiro nas agendas da política externa brasileira de cooperação sul-sul. O momento é particularmente propício para que pesquisas como a que ora apresentamos sejam desenvolvidas: o Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação não mais apenas enquanto beneficiário, mas também como doador no campo da cooperação internacional, em áreas das mais diversas (saúde pública, educação formal, cooperação universitária, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, etc.) e em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões do mundo, sobretudo no continente africano e na região latino-americana. Isso ocorre no mesmo momento em que outros grandes países periféricos e potências emergentes (África do Sul, China, Índia, México, Turquia, por exemplo) passam a desempenhar papéis relevantes nessa agenda política e estratégica. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade, inclusive na perspectiva de atores não governamentais, redes e movimentos, com o intuito de desenvolver eixos estratégicos de pesquisa e de ação política para o estado do Rio de Janeiro, no que tange à cooperação sul-sul descentralizada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (6) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Integrante / Enara Echart - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante / Maria Regina Soares de Lima - Coordenador / Leticia Pinheiro - Integrante / Mónica Salomón - Integrante / Daniel Aragão - Integrante / Maria Priscilla Kreitlon - Integrante / Camila Carneiro Dias Rigolin - Integrante / Miriam Gomes Saraiva - Integrante / Alfa Oumar Dialo - Integrante / Bruno Ayllon Pino - Integrante / Juan Pablo Prado Lallande - Integrante / Henrique Sartori de Almeida Prado - Integrante.
Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
Cooperação Sul-Sul e Agendas de Política Externa em Perspectiva Comparada: África do Sul, Brasil, China, México, Índia e Turquia (IPEA, MCTI/CNPq/MEC/CAPES N º 18/2012 e bolsa PQ/CNPq 2013-2016))

Descrição: A presente proposta, cujo desenvolvimento se iniciou na UNIRIO e segue sendo implementada no IESP-UERJ, visa a produzir elementos de análise que contribuam para a definição de estratégias nacionais de inserção soberana no cenário internacional, particularmente no campo da cooperação para o desenvolvimento. O momento é particularmente propício para que pesquisas como a que ora apresentamos sejam desenvolvidas: o Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação (não mais apenas enquanto beneficiário, mas também como doador) no campo da cooperação para o desenvolvimento, em áreas das mais diversas (saúde pública, educação formal e universitária, educação não formal, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, etc.) e em parceria com países de diferentes regiões do mundo (sobretudo no continente africano e na região latino-americana), no mesmo momento em que outros grandes países periféricos e potências intermediárias (África do Sul, China, Índia, México, Turquia, por exemplo) passam a desempenhar um papel relevante na cooperação sul-sul. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade do regime internacional da cooperação para o desenvolvimento, mormente no que diz respeito a práticas, discursos, visões e construções institucionais do Brasil em comparação com seus principais parceiros nas novas alianças e coalizões..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Tassia Camila de Oliveira Carvalho - Integrante / Enara Echart - Integrante / Wallace da Silva Mello - Integrante / Renata Albuquerque Ribeiro - Integrante / Francisco Carlos da Conceição - Integrante / Kássio Vinicius Fontes de Azevedo - Integrante / Laura Escudeiro de Vasconcelos - Integrante / Layla Waltenberg - Integrante.
2010 - 2012
Globalização e organizações públicas: novos arranjos institucionais face às demandas de participação de redes da sociedade civil em foros internacionais e de política externa (Bolsa PQ/CNPq e CAPES/CNPq edital 02/2010)

Descrição: Contraditórios e multidimensionais, os processos de globalização, mais além de seus aspectos exclusivamente econômicos, propiciam o desenvolvimento de esferas públicas transnacionais e arenas de disputa social e política por novos valores e modelos de sociedade veiculados e defendidos por agências internacionais, Estados nacionais, organizações da mídia, empresas globais, bem como organizações da sociedade civil e redes sociais de natureza contestatória. Foi nesse sentido que, nos últimos anos e mais particularmente desde o início da primeira bolsa de produtividade CNPq/PQ, temos pesquisado e orientado trabalhos sobre a temática das organizações e redes do movimento antiglobalização (ou altermundialismo) no âmbito do Fórum Social Mundial, analisando suas múltiplas escalas (locais, regionais, nacionais e mundiais), mecanismos de gestão e sistemas de financiamento, bem como suas mais variadas expressões identitárias (Via Campesina, SOS Mata Atlântica, Greenpeace, Marcha Mundial das Mulheres, ATTAC, Justiça Global, a nebulosa em torno do Foro Social USA). Como pudemos constatar ao longo da pesquisa, muitas dessas organizações são de natureza reticular e transnacional, visando não somente a combater a desregulamentação dos mercados financeiros ou a liberalização comercial, mas também a denunciar processos decisórios nacionais e internacionais por elas considerados democraticamente deficitários. Da emergência e do desenvolvimento de tais organizações e redes transnacionais têm resultado demandas de participação nas agendas de consulta e de decisão de organizações públicas, além de novos arranjos institucionais favorecendo uma gestão quiçá mais democrática das políticas e ações públicas, em seus conteúdos e formatos. O projeto obteve dois financiamentos: bolsa PQ/CNPq e edital C. Sociais CAPES/CNPq 02/2010. Projeto desenvolvido no âmbito da linha de pesquisa Estudos em Organizações do grupo de pesquisa Organizações, Desenvolvimento e Poderes Locais e Globais do PPGA/Unigr.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2008 - 2009
Solidariedades Internacionais e Transnacionais, perspectivas da Franca e do Brasil (CAPES/COFECUB)

Descrição: Neste projeto, a partir da análise desse contexto em mutação constante, procurar-se-á responder a uma série de questionamentos, a saber: a) quais seriam as relações entre esses dois tipos de solidariedades (internacionais/interestatais e transnacionais) ? quais seriam as convergências e as divergências? que expressões de instrumentalização recíproca podem ser encontradas no cenário mundial contemporâneo? b) quais são as infra-estruturas políticas e organizacionais utilizadas (funcionamento em rede, organizações horizontais, liderança difusa, novas formas de representação, compartilhamento de responsabilidades, política de reconhecimento)? c) quais são as conseqüências sobre os modos de regulação da governança mundial (evoluções e transformações do multilateralismo)? A França e o Brasil, em suas respectivas diplomacias e também nas relações entre atores não-estatais (redes intelectuais, cooperação científica, etc.) têm apresentado visões convergentes sobre o futuro almejado para o multilateralismo e o papel da ONU (com sua reforma, por exemplo, do Conselho de Segurança). Da mesma forma, atores e organizações de ambos os países encontram-se na origem da co-produção das redes hoje transnacionais em torno do espaço-movimento Fórum Social Mundial (ATTAC, Le Monde Diplomatique, Coordination Sud, Confédération Paysanne, ABONG, IBASE, MST, etc.). Em ambos os países desenvolvem-se redes de cooperação em torno de novos modelos experimentais de economia (economia solidária e social, comércio justo). Por conseguinte, justifica-se empírica e historicamente o olhar sobre a problemática das solidariedades inter/transnacionais, na perspectiva dos atores presentes nessas duas sociedades. .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (3) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Ruhty Nadia Laniado - Integrante / João Martins Tude - Integrante / André Luiís Nascimento - Integrante / Cristina Almeida de Freitas - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1
2008 - 2009
Redes transnacionais de contestação na política mundial contemporânea: redefinindo parâmetros teórico-metodológicos no campo das Relações Internacionais (FAPESB)

Descrição: A globalização, mais além da competição por novas oportunidades de mercado e da busca de elevadas taxas de crescimento econômico, constitui uma arena de disputa social e política por novos valores e ideais veiculados e defendidos por agências internacionais, Estados, mídia, empresas globais, bem como organizações da sociedade civil e redes transnacionais de natureza contestatória. As redes de contestação transnacional visam não somente a combater a desregulamentação dos mercados financeiros ou a liberalização comercial, mas também a denunciar processos decisórios nacionais e internacionais considerados por essas organizações como deficitários do ponto de vista democrático. A emergência e o desenvolvimento de organizações e atores transnacionais em contraposição à regulação intergovernamental e à integração econômica tout court têm resultado em novas estruturas de oportunidade que favorecem a contestação anti/alterglobalista e renovam o campo das Relações Internacionais. O presente projeto busca, assim, construir parâmetros de análise teórica e metodológica no campo interdisciplinar situado entre os Estudos Organizacionais e as Relações Internacionais, a fim de compreender o papel contemporâneo das redes e organizações transnacionais no sistema-mundo, seus repertórios de ação política, mecanismos de gestão e sistemas de financiamento, além das relações que estabelecem com as instituições estatais e intergovernamentais tendo como foco a dinâmica do Fórum Social Mundial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 4
2007 - 2009
GLOBALIZAÇÃO E CONTESTAÇÃO POLÍTICA: ORGANIZAÇÕES RETICULARES E GESTÃO TRANSNACIONAL NO ÂMBITO DO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL (PQ/CNPq)

Descrição: A globalização envolve inúmeros aspectos além da competição por novas oportunidades de mercado e da busca de elevadas taxas de crescimento econômico; ela constitui uma arena de disputa social e política por novos valores e ideais veiculados e defendidos por agências internacionais, Estados, organizações da mídia, empresas globais, bem como organizações da sociedade civil e redes sociais transnacionais de natureza contestatória. Nesse sentido, o Fórum Social Mundial (FSM), enquanto espaço-movimento e organização reticular transnacional, visa não somente a combater a desregulamentação dos mercados financeiros ou a liberalização comercial, mas também a denunciar processos decisórios nacionais e internacionais considerados deficitários do ponto de vista democrático. Após suas diversas edições a partir de 2001 (Porto Alegre, Mumbai e os foros descentralizados de 2006), o movimento alterglobalista se transforma em resistência e contestação contra o sistema econômico mundial, encontrando-se hoje diante do desafio de construir e propor alternativas concretas em prol de um ideal de justiça social global e de um mundo ambientalmente sustentável. A emergência e o desenvolvimento de organizações, atores e redes transnacionais, em contraposição à regulação intergovernamental e à integração econômica tout court, têm resultado em novas estruturas de oportunidade que favorecem a contestação alterglobalista e representam tipos organizacionais de natureza reticular cujos sistemas de gestão transnacional inovam em seus conteúdos e formatos. O presente projeto busca, assim, construir parâmetros de análise teórica e metodológica no campo interdisciplinar situado entre os Estudos Organizacionais e as Relações Internacionais, a fim de compreender o papel contemporâneo das redes e organizações transnacionais no sistema-mundo, seus mecanismos de gestão e sistemas de financiamento, tendo como foco a dinâmica do próprio FSM..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 6
2003 - 2004
Contestação Internacional e Controles Democráticos

Descrição: projeto visa a analisar novas formas e expressões da contestação internacional. Objetivos: 1) Identificar os principais movimentos de contestação à globalização econômica, que tiveram maior visibilidade em grandes eventos de protestos, como nas manifestações de Seattle, Praga, Gênova e, principalmente, nas três edições do Fórum Social Mundial em Porto Alegre, em 2001, 2002 e 2003; 2) Estudar sua organização, objetivos e propostas, através de documentos, publicações e material de propaganda, bem como pela realização de entrevista com algumas de suas lideranças e representantes; 3) Verificar as articulações interestatais que visam a controlar e, eventualmente, reprimir estes movimentos, sobretudo a partir dos atentados de 11 de setembro de 2001, pelo exame das principais medidas jurídicas de controle e repressão destes movimentos da parte dos governos e instituições internacionais, sobretudo no âmbito da União Européia, onde estes procedimentos encontram-se mais desenvolvidos; 4) Identificar as áreas de "judicialização" dos conflitos internacionais e estudar as estratégias que tendem a legitimar e dar visibilidade a determinadas demandas conflituosas a partir de seu deferimento a um terceiro que aja segundo o modo adjucativo, seja ele um tribunal internacional, um mediador, uma instância humanitária, etc. 5) Analisar o impacto e os desafios teóricos e metodológicos postos pela contestação internacional às ciências sociais e ao direito internacional para o estudo deste fenômeno (sociedade civil internacional, governança mundial, novos atores internacionais, etc.). Website do projeto: http://www5.ufrgs.br/altermundialismo .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Integrante / Carlos Arturi - Coordenador / Raul Rojo - Integrante.

Número de produções C, T & A: 3
2002 - 2006
Capital social, participação política e desenvolvimento local (projeto FAPESB/Prodoc)

Descrição: O projeto adotou uma perspectiva interdisciplinar e uma epistemologia baseada na complexidade, no construtivismo e no racionalismo crítico. As relações entre teoria e prática foram consideradas dialeticamente. O projeto priviligiou a dimensão cultural e política do desenvolvimento e defendeu a necessária contextualização histórica e cultural na definição de indicadores de capital social como condicionantes do desenvolvimento local. Apresentou três objetivos principais: Revisar as teorias existentes sobre capital social, com vistas a sua análise à luz do contexto baiano; Analisar as mediações estratégicas entre os atores do setor público governamental, setor associativo e setor privado no proceso de formulação, implementação e avaliação de políticas de desenvolvimento territorial e local, bem como os mecanismos e canais existentes para alianças possíveis entre os três setores; Testar hipóteses e formular recomendações no âmbito de políticas de desenvolvimento local e territorial. O objeto de pesquisa deste projeto foi a relevância da constituição de capital social no processo de formulação, avaliação e implementação de políticas de desenvolvimento territorial e local na Bahia. A partir deste objeto, foram analisadas as relações de mediação que se estabelecem entre os diversos atores (públicos, associativos e privados), bem como a capacidade de organização destes atores (sobretudo os menos influentes) no processo complexo de formulação, implementação e avaliação de políticas de desenvolvimento local na Bahia. A análise deste objeto permitiu-nos a definição de variáveis e fatores do capital social na Bahia que nos permitiram propor instrumentos científicos e estratégicos (indicadores e metodologias) para a avaliação da sustentabilidade de políticas públicas e projetos de desenvolvimento territorial e local no estado. Websote: http://www.adm.ufba.br/capitalsocial/index.html.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissionalizante: (5) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.Número de orientações: 17


Projetos de desenvolvimento


2009 - 2011
PROADM Rede de Cooperação Acadêmica para a Formação em Gestão Internacional (CAPES, Coordenação Geral)

Descrição: A importância do estudo, pesquisa e formação em gestão internacional tem crescido significativamente no Brasil. Entretanto, estudos recentes realizados por consultores da CAPES/MEC revelam a pouca atenção dada nos programas e currículos brasileiros à gestão internacional e às organizações internacionais pelas Escolas de Administração. Diante deste cenário, busca-se, por meio deste projeto, formar uma rede interdisciplinar de formação e pesquisa em gestão internacional. A formação desta rede prevê o desenvolvimento das seguintes ações: desenvolver a disciplina de Relações Internacionais nas graduações em administração das universidades parceiras; dar continuidade ao Curso de Especialização em Relações Internacionais ofertado pelo NPGA-UFBA, envolvendo os parceiros da rede; promover, bienalmente, a Semana de Relações Internacionais ; desenvolver seminários temáticos e pontuais de pesquisa graças à participação dos membros desta rede, tanto em Salvador (UFBA) quanto em Maceió (UFAL), assegurando a difusão dos conhecimentos no Nordeste do Brasil; integrar os resultados das pesquisas desenvolvidas no âmbito das disciplinas de pós-graduação do NPGA/UFBA, da FFCH/UFBA e da UFRGS/Mestrado em Relações Internacionais; dar manutenção ao Portal LABMUNDO (www.labmundo.org), visando a disponibilizar as informações disponíveis sobre esta área do conhecimento e a capacitar e qualificar profissionais oriundos de organizações do setor público, das empresas e das organizações da sociedade civil; orientar, ao longo de quatro anos, doze mestres e seis doutores nas linhas de pesquisa apresentadas neste projeto. Vale ressaltar que esta rede trabalhará com duas principais linhas de pesquisa e ensino: Linha 1: Globalização e novos atores do sistema-mundo contemporâneo; Linha 2: Organizações internacionais e governança mundial. Universidades da Rede: UFBA, UFAL, UFRGS, UniRio, Unigranrio, Colima, UCM, UNC..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Carlos Arturi - Integrante / José Célio Silveira Andrade - Integrante / João Martins Tude - Integrante / André Luiís Nascimento - Integrante / Cristina Almeida de Freitas - Integrante / Mateus Santos Silva - Integrante / Elsa Kraychete - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2005 - 2008
PROJETO ALFA-AMELAT XXI COOPERAÇÃO ACADÊMICA ENTRE A UNIÃO EUROPÉIA E A AMÉRICA LATINA

Descrição: Objetivo geral do projeto: implementar um programa de Mestrado em Estudos Latino-americanos, à distância, contando com a realização de duas Escolas de Verão em Guadalajara (2006) e Helsinki (2007). Universidades do projeto: a) Europa: Universidad Complutense de Madrid (Espanha, coordenação geral), Universidad Nacional de Educación a Distancia (Espanha), Universidade Nova de Lisboa (Portugal), University of Cambridge (Reino Unido), London Metropolitan University (Reino Unido), Helsingin Yliopisto (Finlândia) e Osterreichische Lateinamerika Institut (Áustria). b) América Latina: Universidad de Guadalajara (México), Universidad de la Habana (Cuba), Universidad de Costa Rica (Costa Rica), Universidade Federal da Bahia (Brasil), Universidad de la República (Uruguai) e Universidad Piloto de Colombia (Colombia). c) Coordenação geral: Universidad Complutense de Madrid, Professor Heiberto Cairo Carou, Departamento de ciência política e administração III, Faculdade de Ciências Políticas e Sociologia..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador.
Financiador(es): União Européia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1


Outros Projetos


2008 - 2009
Ano da França no Brasil (exposição, tradução e publicação de quatro livros, colóquio internacional)

Descrição: No âmbito do Ano da França no Brasil, este projeto, organizado em torno da temática das SOLIDARIEDADES INTERNACIONAIS E TRANSNACIONAIS: Brasil e França no cenário mundial contemporâneo, é composto de uma de exposição de painéis (na antiga Faculdade de Medicina da UFBA/Pelourinho), tradução e publicação de quatro livros (Atlas da Mundialização, Sociologia das Relações Internacionais, O diplomata e o intruso, Pensamento francês nas Relações Internacionais), além de um colóquio internacional (01/09/2009). O projeto é co-financiado por Cultures France, Embaixada da França e pelo Programa CAPES/COFECUB..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Tacilla Siqueira - Integrante / Ruthy Nadia Laniado - Integrante / André Luiís Nascimento - Integrante / Cristina Almeida de Freitas - Integrante / Joannes Souza - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Embaixada da França - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2010 - Atual
Periódico: Meridiano 47 (UnB)
2010 - Atual
Periódico: Geopolítica(s) Revista de Estudios sobre Espacio y Poder
2012 - Atual
Periódico: Monções: Revista de Relações Internacionais da UFGD
2008 - Atual
Periódico: Cadernos EBAPE.BR (FGV)


Revisor de periódico


2004 - Atual
Periódico: O&S. Organizações & Sociedade
2006 - Atual
Periódico: Cadernos do CRH (UFBA)
2006 - Atual
Periódico: Cadernos EBAPE.BR
2005 - Atual
Periódico: RAC. Revista de Administração Contemporânea
2009 - Atual
Periódico: Brazilian Political Science Review
2008 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política
2008 - Atual
Periódico: Política Hoje
2008 - 2008
Periódico: BAR. Brazilian Administration Review
2008 - 2008
Periódico: Revue canadienne des sciences régionales
2007 - Atual
Periódico: Cena Internacional (UnB)
2009 - Atual
Periódico: The Hague Journal of Diplomacy
2009 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política
2011 - Atual
Periódico: International Political Science Review
2011 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Canadian Journal of Latin American and Caribbean Studies
2013 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Development and Change (Print)
2013 - Atual
Periódico: História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Critique internationale
2014 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of International Relations


Revisor de projeto de fomento


2014 - Atual
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
2010 - Atual
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2013 - Atual
Projeto: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ
2013 - Atual
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Política Externa do Brasil.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Organizações Internacionais.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Chinês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2008
Bolsista CAPES de Pós-doutorado na França (junto ao IEP de Paris), CAPES.
2006
Prêmio EDELSTEIN Agendas da Globalização, Associação Brasileira de Ciência Política e Centro Edelstein de Pesquisas Sociais.
2002
Bolsista PRODOC instalação de doutores no Brasil (2002-2004), FAPESB (Bahia) e CAPES.
2001
Selecionado para a 'International Governance Summer School', DIE ZEIT Bucerius Foundation.
1994
Bolsista de doutorado pleno na França (1994-1997), CAPES.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MILANI, Carlos R. S.2014MILANI, Carlos R. S. . Brésil, insertion internationale et politique étrangère : l émergence d un global player ?. Revue Accomex (Actualités du commerce extérieur), v. 110-111, p. 11-15, 2014.

2.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. . Relations internationales, écologie politique et contestation transnationale en Amérique latine. Ecologie Politique, v. 46, p. 21-40, 2013.

3.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. ; CARVALHO, T. C. O. . Cooperação Sul-Sul e Política Externa: Brasil e China no Continente Africano. Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, v. 1, p. 11-35, 2013.

4.
TUDE, João Martins2013TUDE, João Martins ; MILANI, Carlos Sanchez . A Política Externa Brasileira em relação ao Fundo Monetário Internacional durante o Governo Lula. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 56, p. 85-103, 2013.

5.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. . Brésil: politique étrangère, puissance et quête d'autonomia. CERISCOPE (Sciences Po-Paris), v. 3, p. 1-20, 2013.

6.
MILANI, Carlos R. S.2013 MILANI, Carlos R. S. ; PINHEIRO, L. . Política externa brasileira: os desafios de sua caracterização como política pública. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 35, p. 11-41, 2013.

7.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. ; LOUREIRO, JULIO CESAR DE S. . Cooperação internacional e desenvolvimento: análise da atuação de agências internacionais em Duque de Caxias (Rio de Janeiro). Cadernos EBAPE.BR (FGV), v. 11, p. 234-255, 2013.

8.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. ; ECHART, Enara . Does the South challenge the Geopolitics of International Development Cooperation?. Geopolitica(s): revista de estudios sobre espacio y poder, v. 4, p. 35-41, 2013.

9.
OLIVEIRA, I. T. M.2012OLIVEIRA, I. T. M. ; MILANI, Carlos R. S. . Atores não estatais e trade policy - making no Brasil: análise dos interesses e das estratégias da CEB e da REBRIP. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 55, p. 367-401, 2012.

10.
MILANI, Carlos R. S.2012MILANI, Carlos R. S. . Aprendendo com a história: críticas à experiência da Cooperação Norte-Sul e atuais desafios à Cooperação Sul-Sul. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 25, p. 211-231, 2012.

11.
MILANI, Carlos R. S.2012MILANI, Carlos R. S. . Multilateralismo en Crisis, Cooperación Sur-Sur y Política Externa Brasileña. Línea Sur - Revista de Política Exterior, v. I, p. 40-55, 2012.

12.
MILANI, Carlos R. S.2011MILANI, Carlos R. S. ; RIBEIRO, M. Clotilde M. . International Relations and the Paradiplomacy of Brazilian Cities: Crafting the Concept of Local International Management. BAR. Brazilian Administration Review, v. 8, p. 21-36, 2011.

13.
MILANI, Carlos R. S.2011MILANI, Carlos R. S. . A importância das relações Brasil-Estados Unidos na política externa brasileira. Boletim de Economia e Política Internacional, v. 6, p. 69-85, 2011.

14.
MILANI, Carlos R. S.2011 MILANI, Carlos R. S. . Les pays émergents dans l'actuel ordre mondial: changements et légitimité politique. La Revue Internationale et Strategique, v. 82, p. 53-62, 2011.

15.
MILANI, Carlos R. S.2010MILANI, Carlos R. S. ; RIBEIRO, M. Clotilde M. . Paradiplomacia y proyección internacional de las ciudades brasileñas: la elaboración del concepto de gestión internacional local. Geopolitica(s): revista de estudios sobre espacio y poder, v. I, p. 23-40, 2010.

16.
MILANI, Carlos R. S.2009MILANI, Carlos R. S. . Political Ecology, Environmental Movements and Transnational Contention in Latin America. RGSA: Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 3, p. 141-159, 2009.

17.
MILANI, Carlos R. S.2008MILANI, Carlos R. S. . O princípio da participação social na gestão de políticas públicas locais: uma análise de experiências latino-americanas e européias. Revista de Administração Pública (Impresso), v. 42, p. 551-579, 2008.

18.
MILANI, Carlos R. S.2008MILANI, Carlos R. S. . Discursos y mitos de la participación social en la cooperación internacional para el desarrollo: una mirada a partir de Brasil. Revista Española de Desarrollo y Cooperación, v. 22, p. 161-182, 2008.

19.
MILANI, Carlos R. S.2008MILANI, Carlos R. S. . Ecologia política, movimentos ambientalistas e contestação transnacional na América Latina. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 21, p. 289-303, 2008.

20.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. . O Anti/alterglobalismo e o Fórum Social Mundial de Nairóbi: Contestação e Redes Transnacionais na Política Mundial. Cena Internacional (UnB), v. 9, p. 102-122, 2007.

21.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. . NEM COLA, NEM LUBRIFICANTE SOCIOLÓGICO, MAS CAMPO ELETROMAGNÉTICO: as metáforas do capital social no campo do desenvolvimento local. Redes (Santa Cruz do Sul), v. 12, p. 195-224, 2007.

22.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. ; FREITAS, C. A. . O Fórum Social dos Estados Unidos em 2007: a manifestação alterglobalista no coração da hegemonia. Portas (São Paulo), v. 1, p. 43-66, 2007.

23.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. . Brésil, objectifs diplomatiques. Courrier de la Planète, v. 84, p. 55-58, 2007.

24.
MILANI, Carlos R. S.2007 MILANI, Carlos R. S. ; LANIADO, Ruthy Nadia . Transnational Social Movements and the Globalization Agenda: a methodological approach based on the analysis of the World Social Forum. Brazilian Political Science Review, v. 1, p. 10-39, 2007.

25.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. ; KERAGHEL, C. . Développement durable, contestation et légitimité: la perspective des mouvements altermondialistes. Cahiers des Amériques Latines (Paris), v. 54/55, p. 137-151, 2007.

26.
MILANI, Carlos R. S.2007MILANI, Carlos R. S. ; LANIADO, Ruhty Nadia . Solidarités environnementales, contestation transnationale et renouvellement de la politique mondiale. Lien social et Politiques, v. 58, p. 133-144, 2007.

27.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. ; ROJO, Raúl ; ARTURI, Carlos . Guójì kàngzheng de biaodá mínzhu kòngzhì jizhì. Guoji Shehui Kexue Zazhi, Beijing, v. 22, n.4, p. 149-162, 2006.

28.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. ; ROJO, Raúl ; ARTURI, Carlos . A kâl al-munâza'ât al-dawliyya wa âlyât al-i râf al-dimuqrâty. Al Majalla Al Dawliyya Lil Ulum Al Ljtima Iyya, Cairo, v. 1, n.182, p. 182-211, 2006.

29.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. ; SIQUEIRA, Tacilla . Re-Definindo a sustentabilidade no complexo contexto da gestão social: reflexões a partir de duas práticas sociais. Cadernos EBAPE.BR (FGV), Rio de Janeiro, v. IV, n.2, p. 2-27, 2006.

30.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. . Políticas públicas locais e participação na Bahia: o dilema gestão versus política. Sociologias (UFRGS. Impresso), Porto Alegre, n.16, p. 180-214, 2006.

31.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. . Globalização e contestação política na ordem mundial contemporânea. Cadernos do CRH (UFBA), v. 19, p. 377-383, 2006.

32.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. ; LANIADO, Ruthy Nadia . Espaço mundial e ordem política contemporânea: uma agenda de pesquisa para um novo sentido da internacionalização. Cadernos do CRH (UFBA), v. 19, p. 479-498, 2006.

33.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. . Review: L´altermondialisme en France. La longue histoire d´une nouvelle cause. International Social Science Journal, v. 189, p. 527-531, 2006.

34.
MILANI, Carlos R. S.2005MILANI, Carlos R. S. . Resenha: A dialética da pós-modernidade, a sociedade em transformação (Eurípedes Falcão Vieira e Marcelo Milano Falcão Vieira). O&S. Organizações & Sociedade, Salvador, Bahia, v. 11, n.31, p. 189-192, 2005.

35.
MILANI, Carlos R. S.2005MILANI, Carlos R. S. . Participation citoyenne. Courrier de la Planète, Montpellier, v. 77, p. 46-47, 2005.

36.
MILANI, Carlos R. S.2004MILANI, Carlos R. S. . Teorias do Capital Social e Desenvolvimento Local: lições a partir da experiência de Pintadas (Bahia, Brasil). O&S. Organizações & Sociedade, Salvador, v. 11, n.edição esp, p. 95-113, 2004.

37.
MILANI, Carlos R. S.2004MILANI, Carlos R. S. ; ROJO, Raúl ; ARTURI, Carlos . Expressions of international contestation and mechanisms of democratic control. International Social Science Journal (Print), Paris, v. 182, p. 615-628, 2004.

38.
MILANI, Carlos R. S.2004MILANI, Carlos R. S. . Como articular o 'capital'e o 'social'? Teorias sobre o capital social e implicações para o desenvolvimento local. Redes (Santa Cruz do Sul), UNISC (Santa Cruz do Sul), v. 9, n.2, p. 31-54, 2004.

39.
ROJO, Raúl2004ROJO, Raúl ; MILANI, Carlos R. S. ; ARTURI, Carlos . Les expressions de la contestation internationale et les mécanismes de contrôle démocratique. Revue Internationale des Sciences Sociales, v. 182, p. 681-696, 2004.

40.
MILANI, Carlos R. S.2001MILANI, Carlos R. S. . La gouvernance renouvelle l'espace public international . Problèmes Économiques La Documentation Française, França, n.2706, p. 17-19, 2001.

41.
MILANI, Carlos R. S.2001MILANI, Carlos R. S. ; SOLINÍS, Germán . A New International?. Courrier de la Planète, França, v. III, n.63, p. 56-61, 2001.

42.
MILANI, Carlos R. S.2000MILANI, Carlos R. S. . Les différentes dimensions de la globalisation et l'essai d'une régulation par le marché . Cahiers du Brésil Contemporain, Paris, França, n.41/42, p. 97-135, 2000.

43.
MILANI, Carlos R. S.2000MILANI, Carlos R. S. . La complexité dans l'analyse du système-monde : l'environnement et les régulations mondiales . Droit et Société, França, n.46, p. 424-455, 2000.

44.
MILANI, Carlos R. S.2000MILANI, Carlos R. S. . Développement : une approche éthique du pouvoir . Courrier de la Planète, França, n.58, p. 9-11, 2000.

45.
MILANI, Carlos R. S.1999MILANI, Carlos R. S. . Instrumentos de política ambiental . Novos Cadernos do Naea, Belém, Pará, v. 1, n.1, p. 79-109, 1999.

46.
MILANI, Carlos R. S.1998MILANI, Carlos R. S. . O Meio ambiente e a Regulação da Ordem Mundial. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), Rio de Janeiro, v. 20, n.2, p. 303-347, 1998.

47.
MILANI, Carlos R. S.1998MILANI, Carlos R. S. . La globalisation, les organisations internationales et le débat sur la gouvernance. Les Cahiers Du Gemdev, Paris, França, n.26, p. 87-108, 1998.

48.
MILANI, Carlos R. S.1996MILANI, Carlos R. S. . Globalisation et urbanisation: un enjeu de MOST. La Lettre de Most Programme Unesco, n.6/7, p. 15-16, 1996.

49.
MILANI, Carlos R. S.1996MILANI, Carlos R. S. ; DEHLAVI, Ali . Global Transformations and Coping Strategies: a research agenda for the MOST Programme. Most Discussion Papers Series, Paris, Unesco, 1996.

50.
MILANI, Carlos R. S.1995MILANI, Carlos R. S. . Les rapports commerce-environnement et les dangers de l'écoprotectionnisme . Cahiers des Amériques Latines (Paris), Paris, França, n.20, p. 5-28, 1995.

51.
MILANI, Carlos R. S.1994MILANI, Carlos R. S. . Meio ambiente e relações internacionais: pesquisa e referência em ciências sociais. Revista Europea de Información de América Latina, Paris, França, n.4, 1994.

52.
MILANI, Carlos R. S.1994MILANI, Carlos R. S. ; DROULERS, M. . Meio ambiente e pesquisa no Brasil . Revista Europea de Información de América Latina, Paris, França, n.4, 1994.

53.
MILANI, Carlos R. S.1989MILANI, Carlos R. S. . A eficácia das Nações Unidas no jogo das relações internacionais. Estudos Jurídicos (UNISINOS), UNISINOS, Porto Alegre, v. 22, n.56, p. 53-74, 1989.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINHEIRO, L. (Org.) ; MILANI, Carlos R. S. (Org.) . Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas. 1. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2012. v. 1. 350p .

2.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) ; GILDO DE LA CRUZ, Maria Gabriela (Org.) . A Politica Mundial Contemporanea: atores e agendas na perspectiva do Brasil e do Mexico. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2010. v. 1. 459p .

3.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) . Relações Internacionais: perspectivas francesas. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2010. v. 1. 393p .

4.
RIBEIRO, Maria Teresa Franco (Org.) ; MILANI, Carlos R. S. (Org.) . Compreendendo a complexidade socioespacial contemporânea. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2009. v. 1. 215p .

5.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) . Ordem Mundial e Contestação Política. 19. ed. Salvador: Caderno CRH, 2006. v. 1. 121p .

6.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) ; NEFISSA, Sarah Ben (Org.) ; HANAFI, Sari (Org.) ; FATTAH, Nabil Abd Al (Org.) . NGOs and Governance in the Arab World. 1. ed. Cairo/New York: The American University in Cairo Press, 2005. v. 1. 388p .

7.
MILANI, Carlos R. S. ; NEFISSA, Sarah Ben ; FATTAH, Nabil Abd Al ; HANAFI, Sari . ONG et Gouvernance dans le monde arabe. Paris/Le Caire: Karthala/CEDEJ, 2004. v. 1. 421p .

8.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) ; ARTURI, Carlos (Org.) ; SOLINÍS, Germán (Org.) . Démocratie et Gouvernance Globale. 1. ed. Paris: Unesco/Khartala, Collection Tropiques, 2003. v. 1. 303p .

9.
MILANI, Carlos R. S. (Org.) ; ARTURI, Carlos (Org.) ; SOLINÍS, Germán (Org.) . Democracia e Governança Mundial. 1. ed. Porto Alegre: UFRGS/UNESCO, 2002. v. 1. 295p .

Capítulos de livros publicados
1.
MILANI, Carlos R. S. . Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e ONGs Brasileiras: financiamento e autonomia política. In: Patricia M. E. Mendonça; Mario Aquino Alves; Fernando do A. Nogueira. (Org.). Arquitetura institucional de apoio às organizações da sociedade civil no Brasil. 1ed.São Paulo: FGV, 2013, v. 1, p. 66-79.

2.
MILANI, Carlos R. S. . Atores e agendas no campo da Política Externa Brasileira de Direitos Humanos. In: Leticia Pinheiro; Carlos R. S. Milani. (Org.). Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas. 1ed.Rio de Janeiro: FGV, 2012, v. 1, p. 33-70.

3.
MILANI, Carlos R. S. . Crise Política e Relações Internacionais: uma análise escalar da política externa brasileira. VI Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional. 1ed.Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG/MRE), 2012, v. 1, p. 43-60.

4.
MILANI, Carlos R. S. . Están cambiando el orden mundial las potencias emergentes?. In: Bertrand BADIE; Dominique VIDAL. (Org.). El Estado del Mundo. 1ed.Madri: Editorial AKAL, 2011, v. 1, p. 34-39.

5.
MILANI, Carlos R. S. ; FREITAS, C. A. . Les rapports Brésil-Etats-Unis: quelle complémentarité?. Annuaire français de relations internationales. 1ed.Paris: La Documentation Française/Bruylant, 2011, v. XII, p. 609-630.

6.
MILANI, Carlos R. S. ; OLIVEIRA, I. T. M. . Atores e Agendas da Política Externa Brasileira em 2008. In: Jaime A. Preciado Coronado. (Org.). Anuario de la Integración Latinoameriana y Caribeña. 1ed.Guadalajara: ITESO, 2011, v. , p. 207-220.

7.
MILANI, Carlos R. S. . International organizations, social science research and national policy-making in Brazil: is it only evidence that matters?. In: Giorgios PAPANAGNOU. (Org.). Social Science and Policy Changes: Democracy, Values and Capacities. 1ed.Paris: UNESCO Publishing, 2011, v. 1, p. 245-280.

8.
MILANI, Carlos R. S. . Brasil y las potencias emergentes: qué cambios provocan en el orden mundial?. In: Diego Buffa; Juan José Vagni et alii. (Org.). Cooperación, Integración Regional e Interregionalismo. 1ed.Córdoba: CIECS/CONICET/UNC, 2011, v. 1, p. 203-224.

9.
MILANI, Carlos R. S. . Environmental Security Studies. In: Bertrand Badie; Dirk Berg-Schlosser; Leonardo Morlino. (Org.). International Encyclopedia of Political Science. 1ed.Londres: Sage Publications, 2011, v. 3, p. 782-787.

10.
LANIADO, Ruhty Nadia ; MILANI, Carlos R. S. . Contestacao politica e solidariedades transnacionais: movimentos feministas e redes ambientalistas na renovacao da ordem politica mundial. In: MILANI, Carlos R. S.; GILDO DE LA CRUZ, Maria Gabriela. (Org.). A politica mundial contemporanea: atores e agendas na perspectiva do Brasil e do Mexico. 1ed.Salvador: EDUFBA, 2010, v. 1, p. 361-399.

11.
MILANI, Carlos R. S. . Les puissances émergentes changent-elles l ordre mondial?. In: Bertrand BADIE; Dominique VIDAL. (Org.). La fin du monde unique, l'état du monde 2011. 1ed.Paris: La Découverte, 2010, v. 1, p. 35-42.

12.
MILANI, Carlos R. S. . Conclusão LOGOS e EROS, CRONOS e KAYROS no espaço mundial contemporâneo: os múltiplos territórios das redes, organizações e movimentos transnacionais. In: Maria Teresa Franco Ribeiro; Carlos R. S. Milani. (Org.). Compreendendo a complexidade socioespacial contemporânea: o território como categoria de diálogo intedisciplinar. 1ed.Salvador: EDUFBA, 2009, v. 1, p. 288-306.

13.
MILANI, Carlos R. S. . La relation entre sciences sociales et decisions politiques. In: Scoala Academica de Sociologie, Academia Romana (Escola academica de sociologia, Academia Romena de Ciencias). (Org.). Politici Sociale si Dezvoltare Durabila (Politiques sociales et developpement durable). 1ed.Bucareste: Academia Romena de Ciencias, 2009, v. 1, p. 30-45.

14.
MILANI, Carlos R. S. . Contestación política y movimientos sociales transnacionales en América Latina: el caso de Vía Campesina. In: Heriberto Cairo; Gerónimo de Sierra. (Org.). América Latina, una y diversa: teorías y métodos para su análisis. San José (Costa Rica): Librería Alma Mater, 2008, v. 1, p. 83-97.

15.
MILANI, Carlos R. S. ; KERAGHEL, C. . The International Agenda for Sustainable Development: International Contestatory Movements. In: Sophie Thoyer; Benoit Martimort. (Org.). Participation for Sustainability in Trade. 1ed.Londres: Ashgate Publishers, 2007, v. 1, p. 93-109.

16.
MILANI, Carlos R. S. . Participação social e ação pública local na Bahia. In: Leonardo Avritzer. (Org.). A participação social no Nordeste. 1ed.Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2007, v. 1, p. 215-235.

17.
MILANI, Carlos R. S. . Mitos construídos acerca da participação no âmbito da cooperação internacional para o desenvolvimento: um olhar a partir da experiência brasileira recente. In: Luiz Carrizo; Enrique Gallicchio. (Org.). Desarrollo Local y Gobernanza: enfoques transdisciplinarios. 1a.ed.Montevidéu: CLAEH/UNESCO/CAF, 2006, v. , p. 125-135.

18.
MILANI, Carlos R. S. . Les paradoxes du principe participatif dans la gestion publique locale. In: Daniel Van EEuwen. (Org.). Le Nouveau Brésil de Lula. 1a.ed.La Tour d´Aigues: Editions de l´Aube (Collection Monde en cours), 2006, v. , p. 213-238.

19.
MILANI, Carlos R. S. . Relations entre sciences sociales et décision politique: le chercheur, ses institutions, les décideurs et la gouvernance. In: Germán Solinís. (Org.). Construire des gouvernances: entre citoyens, décideurs et scientifiques. 1ed.Bruxelles (Bélgica): Editions P.I.E. - Peter Lang, 2005, v. 1, p. 217-251.

20.
MILANI, Carlos R. S. . Non-Governmental Organizations in Global Governance. In: Carlos MILANI; Sarah BEN NEFISSA; Sari HANAFI; Nabil ABD AL FATTAH. (Org.). NGOs and Governance in the Arab World. 1ed.Cairo/New York: The American University in Cairo Press, 2005, v. 1, p. 19-37.

21.
MILANI, Carlos R. S. . A Formação Universitária em Desenvolvimento Local e Gestão Social:reflexões a partir do caso francês. In: Tânia Fischer. (Org.). : Coletânea organizada pela Professora Tânia Fischer, a ser publicada em 2004, 2004, v. , p. -.

22.
MILANI, Carlos R. S. . Les ONG dans la gouvernance mondiale. In: Carlos R. S. Milani; Sarah Ben Nefissa; Sari Hanafi; Nabil Abd al Fattah. (Org.). ONG et Gouvernance dans le monde arabe. 1ed.Paris/Cairo: Karthala/Cedej, 2004, v. 1, p. 29-48.

23.
MILANI, Carlos R. S. ; SOLINÍS, Germán . Pensar a democracia na governança mundial:algumas pistas para o futuro . In: Carlos Milani; Carlos Arturi; Germán Solinís. (Org.). Democracia e Governança Mundial. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2002, v. , p. -.

24.
MILANI, Carlos R. S. . La globalisation, les organisations internationales et le débat sur la gouvernance. In: Michel BEAUD. (Org.). Mondialisation, les mots et les choses. 1ed.Paris: GEMDEV/Karthala, 1999, v. 1, p. 169-185.

25.
MILANI, Carlos R. S. . Governança global e meio ambiente : como compatibilizar economia, política e ecologia . In: Fundação Konrad Adenauer. (Org.). Governança Global, reorganização da política em todos os níveis de ação. São Paulo: Série Pesquisas, Fundação Konrad Adenauer, 1999, v. , p. 97-128.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . Por que democratizar a política externa brasileira?. Correio Braziliense, Brasília, 16 abr. 2014.

2.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . O Brasil na ordem mundial: projetos em disputa?. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, p. 1 - 2, 15 abr. 2014.

3.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . Privatização ou democratização da Política Externa Brasileira?. Carta Maior, S. Paulo, 01 abr. 2014.

4.
MILANI, Carlos R. S. . Crise política no Paraguai: um teste para a região?. Carta Maior, S. Paulo, 07 jul. 2012.

5.
MILANI, Carlos R. S. . Para além da crise. ATARDE, Caderno Cultural, Salvador, p. 5, 15 nov. 2008.

6.
MILANI, Carlos R. S. ; ECHART, Enara . Migrações Internacionais e as novas diretrizes da União Européia. Jornal ATARDE, Salvador, p. 27 - 27, 29 jun. 2008.

7.
MILANI, Carlos R. S. . Eleições Presidenciais nos EUA. Jornal A TARDE, Salvador (Bahia), p. 26 - 26, 27 jan. 2008.

8.
MILANI, Carlos R. S. . Pós-Graduação no Brasil: o desafio de separar o joio do trigo. Folha Dirigida, São Paulo, p. 16 - 16, 04 jul. 2006.

9.
MILANI, Carlos R. S. . La démocratie participative et la gestion urbaine au Brésil. Visages d´Amérique Latine - Revista de Estudios Iberoamericanos, Poitiers (França), , v. 2, p. 53 - 55, 01 jun. 2005.

10.
MILANI, Carlos R. S. ; EDUARDO, Davel . Além da Globalização. GV Executivo, São Paulo, , v. 4, p. 80 - 84, 01 fev. 2005.

11.
MILANI, Carlos R. S. ; KERAGHEL, C. . Les transformations économiques et sociales liées aux problèmes internationaux des drogues: le programme MOST de l'UNESCO. REVUE TOXIBASE, LYON, , v. 5, p. 34 - 38, 01 mar. 2002.

12.
MILANI, Carlos R. S. . El estado debe aceptar el control ciudadano a través de las ONGs. La República, Montevidéu, p. 29 - 29, 30 nov. 2001.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MILANI, Carlos R. S. . South-South Cooperation and Foreign Policy Agendas: comparing discourses, announced priorities, and institutions in Brazil, China, India, Mexico, South Africa and Turkey. In: Annual Congress of the International Studies Association, 2012, San Diego. Annals of the Annual Convention of the International Studies Association (2012), 2012.

2.
MILANI, Carlos R. S. . South-South Cooperation and Foreign Policy Agendas: a comparative framework. In: 22nd World Congress of Political Science (IPSA), 2012, Madri. 22nd World Congress of Political Science, 2012.

3.
Ribeiro, Maria Clotilde ; MILANI, Carlos R. S. . Sovereignty and Today´s Municipal Paradiplomacy in Brazil: Political Tensions between Nation-State and Sub-National Actors. In: Fifth Annul ISA Convention, 2009. Exploring the Past, Anticipating the Future. Tucson (Arizona): International Studies Association (ISA), 2009.

4.
MILANI, Carlos R. S. . Political Contestation and International Relations in Latin America: environmental movements and transnational contention. In: 28th International Congress of the Latin American Studies Association (Rethinking Inequalities), 2009, Rio de Janeiro. Annals of the 28th International Congress of the LASA, 2009.

5.
MILANI, Carlos R. S. . Transnational Social Movements, Identity and Territory in World Politics: SOS Mata Atlantica and Via Campesina. In: 21st World Congress of Political Science, 2009, Santiago (Chile). Annals of the 21st IPSA World Congress of Political Science, 2009.

6.
MILANI, Carlos R. S. . Bridging divides between environmental governance and transnational contestatory movements: culture of politics and institutional perspectives in the sustainable development agenda. In: International Studies Association (ISA) 49th Annual Convention, 2008, São Francisco (Califórnia). Archives of the 49th ISA Annual Convention, 2008.

7.
MILANI, Carlos R. S. ; LANIADO, Ruthy Nadia . Contestação Política e Solidariedades Transnacionais: a contribuição política dos movimentos feministas e das redes ambientalistas para uma nova ordem mundial. In: Segundo Seminário Nacional, 2007, Florianópolis. Anais do ... Seminário Nacional Movimentos Sociais, Participação e Democracia. Florianópolis: UFSC, 2007.

8.
MILANI, Carlos R. S. ; GUEDES, Thiago Almeida ; CUNHA, Sheila Santos . Gestão pública e participação social na Região Metropolitana de Salvador: qual o papel dos conselhos municipais?. In: XIII Congresso Brasileiro de Sociologia 'Desigualdade, Diferença, Reconhecimento', 2007, Recife. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Sociologia 'Desigualdade, Diferença, Reconhecimento', 2007.

9.
MILANI, Carlos R. S. . Porto Alegre´s World Social Forum in Perspective: an analysis of the relationships between transnational social movements, political parties and trade unions in contemporary world politics. In: 4th European Consortium on Political Research (ECPR) Conference, 2007, Pisa (Itália). Annals of the 4th European Consortium on Political Research (ECPR) Conference, 2007.

10.
MILANI, Carlos R. S. . Global Governance, Legitimacy and Contestation: a methodological approach based on the analysis of transnational social movements. In: Sixth Pan-European International Relations Conference, 2007, Torino. Annals of the Sixth Pan-European International Relations Conference, 2007.

11.
MILANI, Carlos R. S. . Solidariedades sem fronteiras e política mundial na contemporaneidade. In: IX Congresso Internacional da Associação Brasileira de Estudos Canadenses, 2007, Salvador. Anais do IX Congresso da ABECAN, 2007.

12.
MILANI, Carlos R. S. ; LANIADO, Ruthy Nadia . Transnational Social Movements in a Globalising World: a Methodological Approach Based on the Analysis of the World Social Forum. In: Transnationalization of Solidarities and Women Movements, 2006, Montreal. Annals of the International Seminar on Transnationalization of Solidarities and Women Movements, 2006.

13.
MILANI, Carlos R. S. . Governo local e cidadania: análise sobre a participação política na Bahia contemporânea. In: Terceiro Congresso Internacional da Associação Latino-Americana de Ciência Política (ALACIP), 2006, Campinas. CD Rom do Terceiro Congresso Internacional da Associação Latino-Americana de Ciência Política (ALACIP). Campinas: UNICAMP, 2006. p. 1-25.

14.
MILANI, Carlos R. S. . Capital social e desenvolvimento local: nem cola, nem lubrificante social, mas campo eletromagnético. In: Terceiro Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional, 2006, Santa Cruz do Sul. Anais do Terceiro Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional, 2006. p. 1-31.

15.
MILANI, Carlos R. S. ; CUNHA, Sheila Santos . A Rede Pintadas (Bahia) e a Ambivalência das Teorias do Capital Social. In: XII Encontro de Ciências Sociais Norte e Nordeste (CISO), 2005, Belém. Anais Diversidade e Pluralismo no Norte e Nordeste do Brasil, 2005.

16.
MILANI, Carlos R. S. . O princípio participativo na formulação de políticas públicas locais: análise comparativa de experiências européias e latino-americanas. In: ANPOCS, 2005, Caxambu. CD-Rom do XXIX Encontro da ANPOCS, 2005.

17.
MILANI, Carlos R. S. ; ALEXANDRINA, Ósia ; SIQUEIRA, Tacilla ; AGUIAR, Vicente . Re)Definindo a Sustentabilidade no âmbito da Gestão Social: Reflexões a partir de duas Práticas Sociais . In: ENANPAD, 2005, Brasília. Anais do ENANPAD 2005, 2005.

18.
MILANI, Carlos R. S. . Les paradoxes du principe participatif dans la gestion publique locale au Brésil face à la crise du Parti des Travailleurs et du gouvernement Lula en 2005. In: Colloque International Le Brésil de Lula - La dynamique des paradoxes, 2005, Aix-en-Provence, 2005.

19.
MILANI, Carlos R. S. ; CUNHA, Sheila . O papel da cultura no desenvolvimento local: a experiência da Rede Pintadas (Bahia). In: ENECULT (Encontro Multidisciplinar de Estudos em Cultura), 2005, Salvador. Anais do I ENECULT (CD-Rom), 2005. p. 1-19.

20.
MILANI, Carlos R. S. . Reflexões a partir da Formação Universitária Francesa em Desenvolvimento Local e Gestão Social . In: Colóquio Internacional sobre Poder Local, 2003, Salvador. Anais do Colóquio Internacional sobre Poder Local, 2003.

21.
MILANI, Carlos R. S. . Como Articular o Capital e o Social? Teorias sobre o Capital Social e Implicações para o Desenvolvimento Local . In: Colóquio Internacional sobre Poder Local, 2003, Salvador. Anais do Colóquio Internacional sobre Poder Local, 2003.

22.
MILANI, Carlos R. S. . Social Capital and Local Development Theories. In: International Society for Third Sector Research - Regional Conference, 2003, San José. Proceedings of the Latin American ISTR Regional Conference, 2003.

23.
MILANI, Carlos R. S. . Contestação Política, Desenvolvimento Local e Capital Social: lições a partir da experiência de Pintadas (Bahia, Brasil). In: Colóquio Internacional Paulo Freire, Política, Ética e Educação, 2003, Recife. Anais do Colóquio Internacional Paulo Freire, Política, Ética e Educação, 2003.

24.
MILANI, Carlos R. S. . Rede Pintadas: emancipação política e desenvolvimento local. In: Colloque international Paulo Freire: interrogeons nos pratiques (UNESCO), 2003, Paris, 2003.

Apresentações de Trabalho
1.
MILANI, Carlos R. S. . South South Cooperation and Brazil's Foreign Policy: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MILANI, Carlos R. S. . Brazilian Foreign Policy after 1988: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MILANI, Carlos R. S. . Brazilian Foreign Policy and South South Cooperation: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MILANI, Carlos R. S. . Nairobi´s World Social Forum and Global Social Movements: the Role of Transnational Actors in Contemporary World Politics. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
MILANI, Carlos R. S. . Brazil s South South Co-operation Strategies: From Foreign Policy to Public Policy. Johannesburg: South African Institute of International Affairs, 2014 (SAIIA Occasional Paper).

2.
MILANI, Carlos R. S. ; SUYAMA, Bianca ; LOPES, Luara L. . Políticas de cooperação internacional para o desenvolvimento no Norte e no Sul : que lições e desafios para o Brasil?. São Paulo: Friedrich Ebert Stiftung, 2013 (Cadernos de Análise / Friedrich Ebert Stiftung Brasil).

3.
MILANI, Carlos R. S. . Atlas da Mundializacao. Sao Paulo: Saraiva, 2009. (Tradução/Livro).

4.
MILANI, Carlos R. S. . Sociologia das relações internacionais. Salvador: EDUFBA, 2009. (Tradução/Livro).

5.
MILANI, Carlos R. S. . O diplomata e o intruso, a entrada das sociedades na arena internacional. Salvador: EDUFBA, 2009. (Tradução/Livro).

6.
MILANI, Carlos R. S. . Eric Agrikoliansky, Olivier Filleule, Nonna Mayer (dir. publ.). L´attermondialisme en France, la longue histoire d´une nouvelle cause. Paris: UNESCO, 2007 (Resenha - Revue Internationale des Sciences Sociales).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MILANI, Carlos R. S. . Arquitetura Institucional de Apoio a Organizações da Sociedade Civil - Eixo Cooperação Internacional (FGV-SP). 2013.

2.
MILANI, Carlos R. S. . Avaliador externo do CNPq. 2013.

3.
MILANI, Carlos R. S. ; SUYAMA, Bianca ; LOPES, Luara L. . Políticas de cooperação internacional para o desenvolvimento no Norte e no Sul : que lições e desafios para o Brasil?. 2013.

4.
MILANI, Carlos R. S. . Curso PROTAPI (USP/UFBA/MCT/Itamaraty) Cooperacao Internacional, Agencias e Gestao. 2010.

5.
MILANI, Carlos R. S. . Membro-Conselheiro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CODES) da Bahia. 2010.

6.
MILANI, Carlos R. S. . Evidence-Based Policy Research: a Critical Review of Multilateral Organizations Programs. 2009.

7.
MILANI, Carlos R. S. . Evaluation et Indicateurs de Développement Local au Maroc. 2006.

8.
MILANI, Carlos R. S. . Towards Knowledge Societies. 2005.

9.
MILANI, Carlos R. S. . La participation politique à travers le dialogue interculturel: quand un Brésilien et un Libanais causent sur les enjeux de la participation et la démocratie. 2004.

10.
MILANI, Carlos R. S. . Synergies between formal and non formal education: analysis of sixteen local development experiences in Latin America (Argentina, Brazil, Chile, and Mexico). 2004.

11.
MILANI, Carlos R. S. . Savoirs et Développement Durable - Contribution à l´élaboration du Rapport Mondial de l´UNESCO sur les Sociétes du Savoir. 2003.

12.
MILANI, Carlos R. S. ; SOLINÍS, Germán . Coordenação da equipe UNESCO no Forum Social Mundial. 2001.

13.
MILANI, Carlos R. S. . Projeto Mundialização e Drogas. 1999.

Trabalhos técnicos
1.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista Cadernos EBAPE desde 2006. 2012.

2.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista International Political Science Review desde 2011. 2012.

3.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista Dados (Rio de Janeiro. Impresso) desde 2011. 2012.

4.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista BAR. Brazilian Administration Review desde 2008. 2012.

5.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista Brazilian Political Science Review desde 2009. 2012.

6.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista RAC. Revista de Administração Contemporânea desde 2005. 2012.

7.
MILANI, Carlos R. S. . Membro do Conselho Editorial da Revista Meridiano 47 (UnB) desde 2010. 2012.

8.
MILANI, Carlos R. S. . Membro do Conselho Editorial da Geopolítica(s) Revista de Estudios sobre Espacio y Poder desde 2010. 2012.

9.
MILANI, Carlos R. S. . Desenvolvimento da graduacao em Relacoes Internacionais na UNIRIO. 2010.

10.
MILANI, Carlos R. S. . V Simpósio Internacional de Administração e Marketing. 2010.

11.
MILANI, Carlos R. S. . Globalizacao e Novos Atores: as Cidades brasileiras e o desenvolvimento da paradiplomacia. 2009.

12.
MILANI, Carlos R. S. . Avaliação de artigo para a Revue Canadienne de Sciences Régionales. 2007.

13.
MILANI, Carlos R. S. . Parecerista da revista Organizações e Sociedade desde 2004. 2004.

14.
MILANI, Carlos R. S. ; BAWAZIR, N. . Projeto Governança participativa e ONGs (Tunísia, Marrocos, Egito, Yêmen e Líbano). 2000.

15.
MILANI, Carlos R. S. ; DROULERS, M. ; BIAGGI, E. . Projeto Desenvolvimento Local e Turismo em Tarrafal (Cabo Verde). 2000.

16.
MILANI, Carlos R. S. ; GUÉNEAU, S. ; BIAGIOTTI, I. . Fichas pedagógicas 'Mundialização e Desenvolvimento Sustentável'. 1999.

17.
MILANI, Carlos R. S. . Rede de pesquisa Modernização de Políticas Sociais em quatro países latino-americanos (Argentina, Brasil, Chile e México). 1997.

18.
MILANI, Carlos R. S. . Circumpolar Coping Processes Project. 1996.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MILANI, Carlos R. S. . Concepções da Cooperação Internacional: avanços e desafios. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
MILANI, Carlos R. S. . Carlos R. S. Milani pesquisador. 2013; Tema: Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais. (Blog).

2.
MILANI, Carlos R. S. ; KRAYCHETE, Elsa. ; ECHART, Enara . Laboratório de Análise Política Mundial - LABMUNDO. 2013; Tema: Relações internacionais. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
MILANI, Carlos R. S. . Teorias da Política Internacional e Abordagens da Política Externa. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
MILANI, Carlos R. S. . Brazil s South South Co-operation Strategies: From Foreign Policy to Public Policy (SAIIA Occasional Paper 179). 2014. (Relatório de pesquisa).

3.
MILANI, Carlos R. S. ; ECHART, Enara ; KLEIN, Magno ; DUARTE, Rubens . Tradução de Mapas sobre Temas de Política internacional (Atelier de Cartographie de Sciences Po). 2012. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

4.
MILANI, Carlos R. S. . Relatório de Pesquisa sobre Histórico da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento: vertente Norte-Sul.. 2012. (Relatório de pesquisa).

5.
MILANI, Carlos R. S. . Curso de Especialização em Relações Internacionais (CERI). 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
MILANI, Carlos R. S. ; ECHART, Enara . Gobernanza y democracia en la cooperación para el desarrollo. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Módulo Didático para ensino à distância).

7.
MILANI, Carlos R. S. ; ANDRADE, José Célio Silveira ; TEIXEIRA, Luiza Reis ; VENTURA, Andrea ; TUDE, João Martins . Brasil y el proceso de redemocratización: sociedad, política y desarrollo. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Módulo Didático para ensino à distância).

8.
MILANI, Carlos R. S. . Curso de Gestão da Internacionalização Universitária (Agências da Cooperação Internacional e Mecanismos de Financiamento). 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
MILANI, Carlos R. S. . Política, Cooperación Internacional y Desarrollo. 2007. .

Demais trabalhos
1.
MILANI, Carlos R. S. . Oficina - Ética e Governança Corporativa. 2004 (Curso Ministrado) .

2.
MILANI, Carlos R. S. . Organizações Sociais no Brasil: Como definir? Como fazer pesquisa nessa área?. 2004 (Demais trabalhos relevantes) .

3.
MILANI, Carlos R. S. . Reforma do Estado e Governança nos Países em Desenvolvimento. 2001 (Curso Ministrado) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Lima, Maria Regina Soares de.; MARTINS, Carlos Eduardo R.; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Renata Albuquerque Ribeiro. Inserção Internacional e Energia: A Política Externa de Lula para Biocombustíveis. 2014. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
MILANI, Carlos R. S.; ECHART, Enara; TOSTES, Ana Paula. Participação em banca de Katarzyna Maria Baran. O Brasil como agente de Cooperação Sul-Sul. O caso do Haiti.. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
MILANI, Carlos R. S.; RIGOLIN, C. C. D.; PREVOT, R.. Participação em banca de Roberta Nunes Lopes. O GOVERNO BRASILEIRO E A COOPERAÇÃO SUL-SUL COM MOÇAMBIQUE NO CAMPO DA SAÚDE PÚBLICA. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

4.
MILANI, Carlos R. S.; GUEDES, A.; KREITLON, M. P.. Participação em banca de Tassia Camila de O. Carvalho. A agenda ambiental na Cooperação Internacional para o Desenvolvimento: discutindo conflitos entre o Estado e a sociedade civil na Cooperação Sul-Sul oficial do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

5.
MILANI, Carlos R. S.; ESTEVES, Paulo; ABDENUR, Adriana Erthal. Participação em banca de Geovana Zoccal Gomes. Brasil e o subcampo da CSS: as práticas brasileiras na cooperação agrícola entre EMBRAPA-ABC e Moçambique. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

6.
ORIENTADOR, G. C. M.; MATTOS, R. A.; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Patricia Maria Barros Thomas. A Cooperação Internacional e o Agente Comunitário de Saúde: o caso Brasil-Angola. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

7.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Simone Cardozo de Assumpção Mello. Cooperação Internacional e Transferência de Políticas Públicas no Campo da Comunicação Social: O Papel da UNESCO na Reforma da Radiofusão do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

8.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa S. (orientadora); ANDRADE, José Célio Silveira. Participação em banca de Mateus dos Santos da Silva. Cooperação Internacional e Meio Ambiente: o lugar do Global Environmental Facility na construção da Política Externa Ambiental Brasileira. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

9.
MILANI, Carlos R. S.; GUEDES, A. L. M.; CUNHA, Armando S. M. da. Participação em banca de Miguel Angelo Arab. Governança Global e a Visão Brasileira das Organizações e Regime pós-2008. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getúlio Vargas - Matriz.

10.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Maria Teresa Machado de Araújo. Processos de reforma do Estado brasileiro e estratégias de mudança em organizações públicas: o caso do Instituto de Pesquisas da Marinha (1990-2002). 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

11.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa S. (orientadora); LANIADO, Ruhty Nadia. Participação em banca de Elga Lessa de Almeida. Inserção de políticas públicas étinicas para terreiro de candomblé na agenda brasileira: os intercruzamentos entre o global e o local. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

12.
GUEDES, A. L. M.; GUIMARÃES, Roberto P.; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Yuna Souza dos Reis da Fontoura. Governança Global e Transferência de Política: do Protocolo de Cartagena à Política Nacional de Biossegurança. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getúlio Vargas - Matriz.

13.
MILANI, Carlos R. S.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves. Cooperação Sul-Sul e Política Externa: um estudo sobre a participação de atores sociais. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

14.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Cristina Almeida de Freitas. Segurança, Poder e Expertise: o papel das Think Tanks norte-americanas na governamentalidade da ordem internacional pós-89. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

15.
CASALI, Saulo; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Victor Insali. A protecao dos direitos e liberdades fundamentais na Carta africana dos direitos do homem e dos povos. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal da Bahia.

16.
MILANI, Carlos R. S.; PINHEIRO, L.; SALOMON, Mónica. Participação em banca de Pablo de Rezende Saturnino Braga. A rede de ativismo transnacional contra o apartheid na África do Sul. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Maria Teresa Machado de Araújo. Processos de reforma do Estado brasileiro e estratégias de mudança em organizações públicas: o caso do Instituto de Pesquisas da Marinha. 2010. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio.

18.
LANIADO, Ruhty Nadia; KRAYCHETE, Elsa.; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Dimitri Leonardo Santana Martins de Oliveira. Do neoliberalismo ao posneoliberalismo: uma analise critica da mudanca do discurso do FMI faca a crise financeira internacional dos anos 1990 e a emergencia das propostas altermundialistas da ATTAC. 2009. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

19.
MILANI, Carlos R. S.; RUBIM, Albino (orientador). Participação em banca de Giuliana Del Rei de Sa Kauark. Oportuna Diversidade: a participacao do Ministerio da Cultura durante a negociacao da Convencao sobre a Protecao e a Promocao da Diversidade das Expressoes Culturais. 2009. Dissertação (Mestrado em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal da Bahia.

20.
MILANI, Carlos R. S.; LESSA GUIMARAES, Maria do Carmo. Participação em banca de Tiago Almeida Guedes. Participação cidadã: análise do papel do Conselho Municipal de Saúde de Lauro de Freitas no desenvolvimento da democracia participativa local. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

21.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Diana Aguiar Orrico Santos. Crônica de uma frustração anunciada: dilemas de (des)engajamentos feministas na agenda de financiamento do "desenvolvimento" em Monterrey. Consenso de quem?. 2008. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

22.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Maria Clotilde Meirelles Ribeiro. Globalizaçao e Novos Atores: As Cidades Brasileiras e o Desenvolvimento da Paradiplomacia. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

23.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de André Luís Nascimento dos Santos. A Influência das Organizações Internacionais na Reforma dos Judiciários de Argentina, Brasil e México: o Banco Mundial e a Agenda do Acesso à Justiça. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

24.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Sheila Santos Cunha. O Perfil da Participação nos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) e de Saúde (CMS) em Camaçari (Bahia): uma análise sobre quem e como participa. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

25.
MILANI, Carlos R. S.; CUNHA, Eneida Leal; RUBIM, Albino (orientador). Participação em banca de Giuliana D´El Rei de Sá Kauark. Diversidade Cultural à Brasileira: a participação do Brasil na aprovação da Convenção da UNESCO sobre a proteção e a promoção das expressões culturais (qualificação). 2008. Dissertação (Mestrado em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal da Bahia.

26.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Christiane dos Reis de Oliveira. Gestão em Organizações Não Governamentais: uma ação necessária à sustentabilidade. 2008. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social) - Universidade Católica do Salvador.

27.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Maria de Fátima Pereira do Nascimento. A participação cidadã no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador. 2008. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

28.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa S. (orientadora). Participação em banca de Cristiane dos Reis de Oliveira. GESTÃO EM ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS : um estudo da AATR no estado da Bahia. 2008. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social) - Universidade Católica do Salvador.

29.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Ivan Tiago Machado Oliveira. Comércio Internacional, Diplomacia e Desenvolvimento: uma análise a partir da inserção do Brasil no sistema multilateral de comércio. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

30.
MILANI, Carlos R. S.; ROCHA, A. (orientador); CAIRO, Heriberto C.. Participação em banca de Daniel Efrén Morales. Brasil como potencial regional en el sistema internacional. 2008. Dissertação (Mestrado em Facultad de ciencias políticas y sociología) - Universidad Complutense de Madrid.

31.
CAIRO, Heriberto C.; MILANI, Carlos R. S.; SIERRA, G.. Participação em banca de Breno Marquez Bringel. De la transición democrática a la democracia en transición. Ciclos de acción colectiva y política contestaria en el Brasil postdictatorial (1978-2007). 2008 - Universidad Complutense de Madrid.

32.
MILANI, Carlos R. S.; LANIADO, Ruthy Nadia; IVO, Anete. Participação em banca de Saskya Miranda Lopes. Exame de Qualificação Mestrado Acadêmico. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciencias Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

33.
MILANI, Carlos R. S.; ANDRADE, Jackeline A. de; DE SOUSA, Sérgio Alves. Participação em banca de Alessandra Cabral Nogueira. Pontos de Cultura, particularidades na gestão? Um estudo na primeira capital brasileira da cultura. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco.

34.
ANDRADE, Jackeline A. de; CARVALHO, Cristina Amélia; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Ana Beatriz Nunes da Silva. Do pensar ao agir: a participação na teia para a (re)construção da política cultural no município de Olinda. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco.

35.
MILANI, Carlos R. S.; MENDES, Vera L. P. S.. Participação em banca de Jorgas Marques Rodrigues. Participação Cidadã e Acesso dos Usuários em Situação de Pobreza aos Serviços Básicos de Saúde (Qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Bahia.

36.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Marcus Humberto Leitão de Souza. A inserção das microfinanças na agenda de reformas para o desenvolvimento: origens, premissas e significados dos programas de incentivo às microfinanças no Brasil. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

37.
MILANI, Carlos R. S.; ESPINHEIRA, Victoria; GUIMARÃES Iracema B. Participação em banca de Fabiane Alves Regino. Tecendo a fibra da democracia no Sertão: uma análise das ações políticas da APAEB-BA. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

38.
MILANI, Carlos R. S.; LANIADO, Ruthy Nadia; IVO, Anete. Participação em banca de Saskya Miranda Lopes. Os Juizados de Defesa do Consumidor em Salvador: a institucionalização dos direitos e a percepção dos juízes em relação a cidadania e justiça social. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciencias Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

39.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Maria de Fátima Pereira do Nascimento. Movimento social e gestão local: possibilidades e limites da participação popular em Salvador (Qualificação). 2007. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

40.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de João Martins Tude. Geração de recursos próprios: uma análise dos seus efeitos na sustentabilidade de ONGs. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

41.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Tatiane Andrade Serfert. Da exceção cultural à diversidade cultural: a discussão dos bens e erviços culturais no comércio internacional. 2007. Dissertação (Mestrado em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal da Bahia.

42.
MILANI, Carlos R. S.; ARTURI, Carlos. Participação em banca de Elisa Batalha. A mídia altermundialista: a participação do Le Monde Diplomatique no Fórum Social Mundial. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado de Relações Internacionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

43.
MILANI, Carlos R. S.; LANIADO, Ruthy Nadia; TEIXEIRA, Carmen. Participação em banca de Jonas Araújo Filho. O Conselho Distrital de Saúde dos Povos Indígenas da Bahia: Participação e Ação Democrática. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

44.
MILANI, Carlos R. S.; SILVA, Marcelo Kunrath. Participação em banca de Juliana Luiza Scheibler. A emergência de fóruns reguladores globais: relações e conflitos entre atores locais no processo de regulação do tabaco. 2006. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

45.
MILANI, Carlos R. S.; GONZÁLEZ, Maria Victoria Espiñeira; LANIADO, Ruthy Nadia. Participação em banca de Soraia dos Santos Brito. Uma cidadania para a democracia participativa: analisando discurso e prática das ONGs na Bahia (Banca de Qualificação). 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

46.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Soraia dos Santos Brito. Exame de Qualificação. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

47.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Alba de Oliveira Barbosa. A Responsabilidade Social Corporativa no processo de privatização em Pernambuco: uma leitura institucional. 2005. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco.

48.
MILANI, Carlos R. S.; FRANÇA, Genauto; LANIADO, Ruthy Nadia. Participação em banca de Maria Estela Araújo Ferreira Santos. Representações sociais da responsabilidade social corporativa: imagens e substâncias refletidas pelo olhar dos trabalhadores. 2005. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

49.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Tatiana Araújo Reis. A sustentabilidade em empreendimentos da economia solidária: pluralidade e interconexão de dimensões. 2005. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

50.
MILANI, Carlos R. S.; ALBAN, Mascus; ALMEIDA, Paulo Henrique de. Participação em banca de Maria das Graças Leite. Avaliação da sustentabilidade dos programas de combate à pobrezsa rural no Nordeste do Brasil: estudo de caso do projeto de desenvolvimento comunitário da região do Rio Gavião (1997-2001). 2004. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

51.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Boaz Rios da Silva. A sustentabilidade das ONGs de assistância social: examinando experiências no município de Vitória da Conquista. 2004. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

52.
MILANI, Carlos R. S.; ANDRADE, Célio; QUINTELLA, Rogério. Participação em banca de Adriano Stefano Santos Pereira Darzé. A gestão da política ambiental como fator de desestímulo ao investimento no setor privado de geração de energia hidrelétrica no Brasil. 2003. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

53.
MILANI, Carlos R. S.; BAIARDI, Amilcar; LANIADO, Ruthy. Participação em banca de Marcelo Medalha Mollicone. Responsabilidade social empresarial: modismo, civismo ou demanda de mercado?. 2003. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

54.
MILANI, Carlos R. S.; ANDRADE, Célio. Participação em banca de Sônia Maria Pereira Lago. Educação ambiental como estratégia para ISO 14001: o caso da ABB Ltda 1999-2001. 2002. Dissertação (Mestrado em Administração Estratégica) - Universidade Salvador.

Teses de doutorado
1.
KRAYCHETE, Elsa.; OLIVEIRA, I. T. M.; VADELL, J.; SHERMAN, Garnett; MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de João Martins Tude. A Grande Transformação: uma reflexão sobre as contribuições de Karl Polanyi para a compreensão das Organizações Intergovernamentais. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

2.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; ARAGAO, D.; VITALE, D.; ECHART, Enara. Participação em banca de Tacilla da Costa e Sá Siqueira. Entre o Norte e o Sul: um estudo sobre o papel das organizações da sociedade civil brasileira na cooperação internacional para o desenvolvimento. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

3.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Ednaldo Soares. Pequenas e Médias Empresas Brasileiras: Proposição de um Modelo Comportamental Evolutivo para a Internacionalização de Firmas de HPPC. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

4.
MILANI, Carlos R. S.; Lima, Maria Regina Soares de.; HIRST, M.; SARAIVA, M. G.; AMORIM NETO, Octavio. Participação em banca de Fidel Irving Pérez Flores. Brasil e México frente aos Estados Unidos: Crises Bilaterais Assimétricas e Coalizões Domésticas de Política Externa. 2014. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

5.
MILANI, Carlos R. S.; Lima, Maria Regina Soares de.; POGREBINSCHI, Thamy; TAVARES, Julio Cesar de S.; NKOSI, Jose K.. Participação em banca de Nelson Domingos Antonio. Transição pela Transação: uma análise da democratização em Angola. 2013. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
MILANI, Carlos R. S.; ABBERS, R. N.; BAIOCCHI, G.; LAVALLE, A. G.; MARQUES, E.; ARRETCHE, M.. Participação em banca de Osmany Porto de Oliveira. Embaixadores da Participação: a difusão internacional do orçamento participativo a partir do Brasil. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

7.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; MIURA, I. K.; BIANCHETTI, L.; LANIADO, Ruthy Nadia. Participação em banca de Sonia Pereira Laus. A internacionalização da educação superior: um estudo de caso da Universidade Federal de Santa Catarina. 2012. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

8.
MILANI, Carlos R. S.; ARTURI, Carlos. Participação em banca de Teresa Cristina Schneider Marques. Militância Política e Solidariedades Transnacionais: a trajetória política dos exilados brasileiros no Chile e na França. 2011. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

9.
KRAYCHETE, Elsa.; MILANI, Carlos R. S.; BAUMANN, R.; Lima, Maria Regina Soares de.; ARAGAO, D.. Participação em banca de Ivan Tiago Machado de Oliveira. Determinantes sistêmicos e domésticos da política comercial externa brasileira: uma análise das estratégias de negociação comercial do Brasil (1995-2010). 2011. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

10.
MILANI, Carlos R. S.; MEDEIROS, Marcelo de Almeida (Orientador); ONUKI, Janina; LIMA, Marcos F. da Costa; CARVALHO NETO, Ernani Rodrigues de.. Participação em banca de Andrea Quirino Steiner. A Eficacia da Convençao sobre Diversidade Biologica: o caso brasileiro. 2011. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

11.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Daniel Maurício Cavalcanti de Aragão. Responsabilidade como Legitimação: Capital Transnacional e Governança Global das Nações Unidas. 2010. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Mélanie Albaret. Le Brésil et le Mexique dans le multilatéralisme onusien depuis 1945 : les dynamiques circulaires de l engagement multilatéral. 2010. Tese (Doutorado em Doctorat S. Politiques/Relations Internationales) - Institut D'etudes Politiques Sciences Po.

13.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Antonio Eduardo Alves de Oliveira. A formação de blocos regionais para a integração e o desenvolvimento no contexto da globalização: o caso da União Europeia e do Mercado Comum do Sul. 2010. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

14.
MILANI, Carlos R. S.; LANIADO, Ruthy Nadia. Participação em banca de Silvio Cesar Oliveira Benevides. A Nova Politica e a Acao dos Atores Jovens nos Espacos Plurais da Sociedade Civil. 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política/Sociologia/Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

15.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Camila Carneiro Dias Rigolin. Circulacao e apropriacao de conhecimento tradicional associado a biodiversidade: estudos de caso peruanos. 2009. Tese (Doutorado em Política Científica e Tecnológica) - Universidade Estadual de Campinas.

16.
MILANI, Carlos R. S.; SOUZA, Celina. Participação em banca de Isabela Cardoso de Matos Pinto. Ascensão e queda de uma questão na agenda governamental: o caso das Organizações Sociais na saúde na Bahia. 2004. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

17.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de J. C.S. Andrade. Cooperação e Convenções: a dimensão político-institucional das estratégias da Aracruz Celulose S.A. (1990-1999).. 2000. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

Qualificações de Doutorado
1.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa S. (orientadora). Participação em banca de Elga Lessa Guimarães. Cooperação técnica Brasil-África: o sentido da ação cooperativa brasileira para o desenvolvimento em Moçambique no governo Lula. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

2.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Bibiana Volkmer Martins. Governança Global da Segurança Alimentar: entraves e perspectivas. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

3.
MILANI, Carlos R. S.; ANDRADE, José Célio Silveira; LADEIRA, R. (orientador). Participação em banca de Ednaldo Soares. Pequenas e médias empresas em economias de industrialização recente: proposição de um modelo comportamental evolutivo para o processo de internacionalização. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

4.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; ECHART, Enara. Participação em banca de Tacilla da Costa e Sá Siqueira Santos. O Lugar do Não Governamental na Cooperação Sul-Sul Brasileira: Estudo de Casos Latino-Americanos. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

5.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Priscilla Borgonhoni Chagas. Política de Ciência e Tecnologia e Dependência: evidências no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Estado do Rio Grande do Sul. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

6.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; OLIVEIRA, I. T. M.. Participação em banca de João Martins Tude. As Políticas Externas dos BRICS em relação às Reformas do Fundo Monetário Internacional. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

7.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Sonia Pereira Laus. A internacionalização da educação superior: um estudo de caso das instituições públicas do Estado de Santa Catarina. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

8.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de André Luiz Nascimento dos Santos. A União Europeia e a sua diplomacia dos direitos humanos para a América Latina e a África Subsaariana. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

9.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; Lima, Maria Regina Soares de.. Participação em banca de Ivan Tiago Machado Oliveira. Repensando o regime internacional de comercio: a economia politica das negociacoes na OMC. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

10.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de André Luiz Nascimento dos Santos. A União europeia e a cooperação internacional no campo dos Direitos Humanos. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

11.
MILANI, Carlos R. S.; LANIADO, Ruthy Nadia. Participação em banca de Antônio Eduardo Alves de Oliveira. A construção do sentido de região em tempos de globalização: o Nordeste brasileiro e as regiões da União Européia. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

12.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Camila Carneiro Dias. Participação Social em Redes de Bioprospecção: o caso do Peru. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Universidade Estadual de Campinas.

13.
MILANI, Carlos R. S.; FORNI, Pablo. Participação em banca de Silvana Lado. Movimiento vecinal, identidad colectiva y procesos de gestión urbana en la ciudad de Mar del Plata. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Doctorado En Ciencias Sociales) - Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales.

14.
MILANI, Carlos R. S.; ALMEIDA, Edmar de; CARVALHO, Cristina Amélia. Participação em banca de Maria Pirscilla Kreitlon. A Responsabilidade Social Empresarial como Estratégia de Poder e Legitimidade: Análise no Campo da Indústria Brasileira de Petróleo e Gás. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

15.
MILANI, Carlos R. S.; RIBEIRO, Maria Teresa Franco. Participação em banca de Ênio Rezende. Globalização, regime de propriedade intelectual e gestão de conhecimentos tradicionais. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Universidade Federal da Bahia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Tássia Camila de Oliveira Carvalho.Contestação Política e Ecologismo do Sul: o exemplo da Rede Friends of the Earth na América Latina. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

2.
MILANI, Carlos R. S.; ESPIÑEIRA, M. V.; NETO, Joviniano. Participação em banca de Joannes Cruz Souza.La Via Campesina: o campo como um ator em rede nas relações internacionais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

3.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Fabio Pablo de Almeida Santana.Uma instituição em transformação? O Itamaraty frente às mudanças no campo da política externa brasileira. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

4.
MILANI, Carlos R. S.. Participação em banca de Gustavo Adolfo Menezes Vieira.Acesso à Justiça Transnacional: reflexões sobre o campo jurídico-político interamericano a partir do estudo de caso Ximenes. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Bahia.

Outros tipos
1.
MILANI, Carlos R. S.; ANDRADE, Jacqueline. Participação em banca de Alessandra Cabral Nogueira. Organizações e Cultura: análise dos Pontos de Cultura em Pernambuco. 2006. Outra participação, Universidade Federal de Pernambuco.

2.
MILANI, Carlos R. S.; ESPINHEIRA, Victoria. Participação em banca de Fabiane Alves Regino. Poder local e democracia: análise da APAEB em Valente. 2006. Outra participação, Universidade Federal da Bahia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MILANI, Carlos R. S.; QUINTANA, F.; BAPTISTA, Cristiane. Concurso para Provimento de Vaga de Professor-Adjunto em Teoria das Relações Internacionais. 2013. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

2.
MILANI, Carlos R. S.; CAMPOS, Pedro; FERREIRA, M. G.; PADULA, Raphael; RODRIGUES, Thiago. Concurso Público para a área de Relações Internacionais da UFRRJ. 2013. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
MILANI, Carlos R. S.; KRAYCHETE, Elsa.; IVO, Anete L. B.. Banca para selecionar professor-adjunto. 2010. Universidade Federal da Bahia.

4.
MILANI, Carlos R. S.; NASCIMENTO, Luiz Felipe Machado do.; NETO., A. M. C.. Banca para selecionar professor-adjunto. 2009. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

5.
MILANI, Carlos R. S.. Seleção de Professor Substituto para o Departamento de Estudos Organizacionais (disciplinas ADM-218 Abordagem Sócio-política das Organizações e ADM-223 Estudos Antropológicos das Organizações. 2008. Universidade Federal da Bahia.

Outras participações
1.
MILANI, Carlos R. S.. Membro do Comitê Acdêmico do 53o. Congresso Internacional de Americanistas (a ser realizado no México-DF em 19-24 de julho de 2009). 2008. Congresso Internacional dos Americanistas.

2.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador de artigos para a Revista ASTROLABIO (Centro de Estudios Avanzados). 2007. Universidad Nacional de Córdoba - Argentina.

3.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc da Companhia de Desenvolvimento de Vitória (FACITEC). 2007.

4.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc da revista CENA INTERNACIONAL. 2007. Universidade de Brasília.

5.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc da Revista Ciências da Administração. 2007. Universidade Federal de Santa Catarina.

6.
MILANI, Carlos R. S.. Membro do grupo de avaliadores ad hoc da revista eletrôncia Cadernos EBAPE (FGV - RJ). 2006. Fundação Getúlio Vargas - Matriz.

7.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc de projeto de pesquisa para o Social Sciences and Humanities Research Council of Canada. 2005. Social Sciences And Humanities Research Council.

8.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc de artigos para a Revista de Administração Contemporânea. 2005. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

9.
MILANI, Carlos R. S.. Membro do Conselho Científico da Revista francesa Courrier de la Planète. 2004. Courrier de La Planète.

10.
MILANI, Carlos R. S.. Membro do Grupo de Avaliadores do Eixo Temático Pesquisa e Ensino em Administração para o ENANPAD. 2004. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

11.
MILANI, Carlos R. S.. Avaliador ad hoc de artigos propostos para o ENANPAD 2004 (área Ensino e Pesquisa). 2004. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

12.
MILANI, Carlos R. S.. Membro do grupo de Avaliadores Ad Hoc da Revista Organizações e Sociedade. 2003. Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Latinoamérica dividida? Procesos de integración y cooperación sur-sur.Brasil y los países emergentes en la cooperación sur-sur. 2014. (Seminário).

2.
Sixth BRICS Academic Forum.Definition, Measurement, Evaluation and Institutional Design of International Development Cooperation: the Case of Brazil. 2014. (Seminário).

3.
Diálogos sobre Política Externa (Ministério das Relações Exteriores).Política externa brasileira e cooperação internacional para o desenvolvimento: os desafios da construção de uma política pública participativa. 2014. (Encontro).

4.
12ème Congrès de l'Association française de science politique. Table ronde sur l'état de la science politique au Brésil et en Amérique latine. 2013. (Congresso).

5.
I Congreso de la Asociación Mexicana de Ciencia Política. Reunión de la Red Iberoamericana de Asociaciones de Ciencia Política. 2013. (Congresso).

6.
ANPOCS. Política Externa: política pública?. 2013. (Congresso).

7.
Terceira Semana Baiana de Relações Internacionais.Potências emergentes e Cooperação Sul-Sul no continente africano. 2013. (Seminário).

8.
VII SINCTEC (UNIGRANRIO).Avaliador Externo do Comitê do CNPq. 2013. (Seminário).

9.
BRICS engagement in Post-2015 Development Goals.Cooperação Sul-Sul, Política Externa Brasileira e Desafios para a Agenda de Desenvolvimento pós-2015. 2013. (Seminário).

10.
RECONFIGURACIONES GEOPOLÍTICAS Y MODERNIDAD GLOBAL: AMÉRICA LATINA Y EUROPA EN PERSPECTIVA COMPARADA (Projeto CAPES).América Latina dividida: geopolítica, inserción internacional y modelos de desarrollo. 2013. (Seminário).

11.
Quarto Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.Potências emergentes e multilateralismo. 2013. (Encontro).

12.
Terceiro Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política.Debatedor no Grupo de Trabalho de Relações Internacionais. 2013. (Encontro).

13.
Conferência Magna BUAP (Puebla).Brasil, política exterior y cooperación sur-sur. 2013. (Encontro).

14.
XIII Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA.Concepções da Cooperação Internacional: avanços e desafios. 2013. (Encontro).

15.
53rd Annual Convention of the International Studies Association. South-South Cooperation and Foreign Policy Agendas: comparing discourses, announced priorities, and institutions in Brazil, China, India, Mexico, South Africa and Turkey. 2012. (Congresso).

16.
22nd World Congress of Political Science (IPSA). South-South Cooperation and Foreign Policy Agendas: a comparative framework. 2012. (Congresso).

17.
VIII Congresso Mundial de Administração. Desenvolvimento local e contexto sociopolítico, o caso de Duque de Caxias. 2012. (Congresso).

18.
Seminário Regional Programa de Cooperação Técnica Descentralizada Sul-Sul.Política Externa Brasileira e Cooperação Sul-Sul Descentralizada: propostas normativas. 2012. (Seminário).

19.
Terceira Semana Acadêmica de Relações Internacionais.As múltiplas faces da cooperação sul-sul. 2012. (Seminário).

20.
International Seminar Global Modernity and Social Contestation.Social Contestation, Rights and Citizenship in Comparative Perspective. 2012. (Seminário).

21.
Primeiro Seminário de Pesquisa do Laboratório de Direitos Humanos da UFRJ.Cooperação Sul-Sul e Agendas de Política Externa em Perspectiva Comparada: África do Sul, Brasil, China, Índia, México e Turquia. 2012. (Seminário).

22.
Segundo Seminário dos Estudantes de Pós-Graduação em Ciências Sociais do Estado do Rio de Janeiro (II SEPOCS-Rio).Conjunturas e Perspectivas para a Pós-Graduação no Brasil. 2012. (Seminário).

23.
Seminários do Departamento de Ciência Política da USP.Cooperação Sul-Sul e Política Externa Comparada. 2012. (Seminário).

24.
Os BRICS e a Cooperação Sul-Sul.Cooperação Sul-Sul: tendências e dilemas. 2012. (Oficina).

25.
Quarta Jornada de Ciência Política.Inserção profissional do cientista político: a perspectiva das Relações Internacionais. 2012. (Encontro).

26.
Oitavo Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Cooperação sul-sul e agendas de política externa em perspectiva comparada. 2012. (Encontro).

27.
52nd Annual Convention of the International Studies Association. Do Emerging Diplomacies Change the World Order?. 2011. (Congresso).

28.
Terceiro Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais. A Contribuição do Pensamento Francês para as Relações Internacionais. 2011. (Congresso).

29.
Primeiro Seminário da UFRJ sobre Internacionalização.A educação superior como ferramenta da cooperação internacional: contradições e desafios. 2011. (Seminário).

30.
Relações Sul-Sul: coalizões políticas e cooperação para o desenvolvimento.Novos desafios da cooperação para o desenvolvimento. 2011. (Seminário).

31.
Cooperação Internacional em Tempos de Crise: o Norte e o Sul entre Impasses e Desafios.Debatedor das apresentações de Monica Hirst (Univ. Torquato di Tella) , Enara Echart (UNIRIO) e Bruno Ayllón Pino (UCM-IUDC). 2011. (Seminário).

32.
Sexta Conferência Nacional de Política Externa e Pollítica Internacional (CNPEPI/FUNAG).Relações Internacionais em Tempo de Crise Política: uma análise escalar da política externa brasileira. 2011. (Seminário).

33.
Aula de abertura do Curso de Relações Internacionais em 2011 (primeiro semestre).Cooperação Sul-Sul: o que muda no regime internacional de cooperação para o desenvolvimento?. 2011. (Encontro).

34.
Relações Internacionais: perspectivas francesas.Relações Internacionais: perspectivas francesas. 2011. (Encontro).

35.
Encontros de Psicanálise da Escola Letra Freudiana.Maquiavel e as leituras sobre a política mundial contemporânea. 2011. (Encontro).

36.
Colloque Saint-Hilaire Les rencontres de la coopération scientifique franco-brésilienne en sciences humaines et sociales.Le sens des frontières dans les relations internationales. 2011. (Encontro).

37.
Sétimo Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas hoje e ontem. 2010. (Congresso).

38.
Graduação em Relações Internacionais: formação, padrões nacionais e inserção profissional.A Formação do Docente no campo das Relações Internacionais. 2010. (Seminário).

39.
Agendas e Atores da Política Externa: perspectivas do Norte e do Sul.Estados Unidos e Europa. 2010. (Seminário).

40.
Temas Especiais da Ordem Mundial Contemporânea.Que papel para os movimentos sociais e as ONG no mundo das relações internacionais?. 2010. (Seminário).

41.
34º Encontro Anual da ANPOCS.Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas. 2010. (Encontro).

42.
Primeiro Congresso Alagoano de Gestão Pública. O campo da gestao internacional: redefinindo parametros teorico-metodologicos. 2009. (Congresso).

43.
Primeiro Coloquio Brasil-Franca.Relacoes Brasil-Franca e a Crise Mundial. 2009. (Seminário).

44.
Segundo Seminário Paraibano de Estudos e Pesquisas em Relações Internacionais.Das relações internacionais às relações intersocietais: a necessária renovação do campo teórico das RI. 2009. (Seminário).

45.
Segundo Seminário Paraibano de Estudos e Pesquisas em Relações Internacionais.Processos de Integração Regional. 2009. (Seminário).

46.
V Ciclo de Debates em Politicas Culturais na America Latina: integracao e cooperacao regional.Praticas e perspectivas das relacoes internacionais da Bahia na area da cultura. 2009. (Seminário).

47.
Lançamento do Estudo O BRASIL NA ECONOMIA MUNDIAL: MEDINDO OS GANHOS COMERCIAIS.AS INSUFICIÊNCIAS DO CRESCIMENTO ECONÔMICO E A NECESSÁRIA POLITIZAÇÃO DO DEBATE SOBRE A INSERÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL. 2009. (Encontro).

48.
Brasil-Ásia, Estudos Avançados e Parceria Estratégica.Agendas de Pesquisa no campo dos Estudos Asiáticos. 2009. (Encontro).

49.
International Studies Association (ISA) 49th Annual Convention. Bridging divides between environmental governance and transnational contestatory movements: culture of politics and institutional perspectives in the sustainable development agenda. 2008. (Congresso).

50.
49th Annual Convention of the International Studies Association (ISA). Europeanization and European Integration. 2008. (Congresso).

51.
Brown Summer Institute on Social Movements and the State in a Transnational and Interdisciplinary Context.The World Social Forum Process in Brazil: a transient space-movement of contentious politics?. 2008. (Seminário).

52.
V Seminário de Negociações Internacionais.A cooperação internacional e a difícil construção do desenvolvimento sustentável. 2008. (Seminário).

53.
Seminário Atores e Agendas da Política Externa Brasileira: Renovação ou Reconfiguração?.Direitos Humanos, Meio Ambiente e Integração Regional. 2008. (Seminário).

54.
Seminario Internacional Cooperación Internacional y Gobiernos Locales en América Latina.Agencias de la cooperación internacional y agendas localesde políticas públicas en Brasil. 2008. (Seminário).

55.
Seminário K. Adenauer INTEGRAÇÃO REGIONAL E DESENVOLVIMENTO LOCAL: O PAPEL DO MERCOSUL NO DESENVOLVIMENTO DOS ENTES SUBNACIONAIS BRASILEIROS.A identidade cultural e a política de integração. 2008. (Seminário).

56.
Seminários Temáticos em Cultura (Projeto de Extensão, Departamento de Comunicação da UFBA).Cultura e Relações Internacionais. 2008. (Seminário).

57.
Segundo Seminário Políticas Sociais e Cidadanis.Cidadania, Participação e Democracia em tempos de Globalização. 2008. (Seminário).

58.
IX Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação da UFBA (estudantes PIBIC).Redes e movimentos de contestação (três artigos com os estudantes Cristina Almeida, Joannes Souza e Mateus Santos). 2008. (Seminário).

59.
V Seminário Estudantil de Pesquisa em Administração (UFBA).Membro da Comissão Científica e Editorial dos Cadernos do SEPADM. 2008. (Seminário).

60.
Panel Internacional Postgrados de ciencias sociales en sistemas virtuales.América Latina como objeto de estudio en ambientes virtuales. 2008. (Simpósio).

61.
Paradiplomacia e institucionalização da cooperação descentralizada.Interação dos atores na paradiplomacia. 2008. (Encontro).

62.
Quinto Colóquio sobre Estudos Norte-Americanos no Brasil (Embaixada dos EUA) sobre o tema: Adaptation, Incorporation, Loyalties and Identites: a colloquium on the American experience.. 2008. (Encontro).

63.
Primeiro Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI). Painel "Segurança Mundial: Soberania versus Responsabilidade" (organizador). 2007. (Congresso).

64.
Congreso Internacional Reforma del Estado: Democracia, Gobierno e Instituciones. Transnacionalización, democracia y contestación política. 2007. (Congresso).

65.
Congreso Internacional Reforma del Estado: Democracia, Gobierno e Instituciones. Estado y Sociedad. 2007. (Congresso).

66.
Escuela de Investigación del Master de Estudios Contemporáneos de América Latina.Globalización y Contestación Política en el Orden Mundial Contemporáneo. 2007. (Seminário).

67.
Curso de Gestão da Internacionalização Universitária (ANDIFES).Agências da Cooperação Internacional e Mecanismos de Financiamento. 2007. (Oficina).

68.
Fórum Internacional Nexo Ciências Sociais e Políticas Públicas. Tensões Contemporâneas entre Ciências Sociais e Políticas Públicas. 2006. (Congresso).

69.
X Colóquio Internacional sobre Poder Local. Sessão Temática "Globalização". 2006. (Congresso).

70.
Segunda Conferência Internacional de Gestão Social.Gestão Social e Políticas Públicas: Tensões entre Interesses Públicos e Privados no Capitalismo Contemporâneo. 2006. (Seminário).

71.
Elecciones y perspectivas de la gobernabilidad democrática en América Latina.Elecciones 2006 y los retos de la democracia en el Brasil contemporaneo. 2006. (Seminário).

72.
XXV Seminário Estudantil de Pesquisa da UFBA (orientador de bolsista IC).A economia global no pós-Consenso de Washington: uma análise das crises financeiras ocorridas nos países emergentes na década de 1990. 2006. (Seminário).

73.
Segundo Seminário de Ciência Política da UFPE.Ordem hegemônica, globalização e atores da contestação política. 2006. (Seminário).

74.
Segundo Seminário de Ciência Política da UFPE.Sessão Temática: Federalismo. 2006. (Seminário).

75.
Seminario de formación a la investigación sobre "Políticas Públicas en América Latina".Gobierno, ciudadanía y democracia: dialogando com América Latina a partir de la realidad brasileña. 2006. (Oficina).

76.
Aula Magna en la Facultad de Ciencias Políticas de la Universidad de Colima.La globalización, el desarrollo local y los retos de la democracia. 2006. (Encontro).

77.
Segunda Reunión de Seguimiento de la RED ALFA AMELAT 21.Red ALFA AMELAT XXI (II reunión de seguimiento). 2006. (Encontro).

78.
30 Encontro Anual da ANPOCS. 2006. (Encontro).

79.
Debate Comemorativo dos Direitos Humanos.Migrações Internacionais: Violações Contemporâneas de Direitos Humanos. 2006. (Encontro).

80.
Groupe d´études et de recherche sur les gouvernances démocratiques en Amérique Latine.Un bilan provisoire des expériences de démocratie participative au Brésil. 2005. (Seminário).

81.
Claiming Citizenship in the Americas.Does local social development involve local citizenship claims in Brazil?. 2005. (Seminário).

82.
Jornadas de integración, reforma del Estado y movimientos sociales en América Latina.Participación ciudadana y democracia local en el Brasil post-1988. 2005. (Seminário).

83.
BRESIL: la diversité comme identité.Política e Desenvolvimento no Brasil atual. 2005. (Simpósio).

84.
Colloque International.Bilan sur les expériences de démocratie participative au Brésil depuis 1988. 2005. (Simpósio).

85.
Viva Brasil! Cinéma, musique, débats.Démocratie participative: le modèle brésilien?. 2005. (Encontro).

86.
Colloque International: Les régionalisations dans la mondialisation: regards croisés sur l´Amérique Latine et l´Europe.Les régionalisations dans la mondialisale cas du MERCOSUR. 2004. (Seminário).

87.
Escuela de Verano MOST/Unesco para América Latina.Desarrollo Local y Gobernancia: Enfoques Transdisciplinarios (Escuela de Verano MOST/UNESCO). 2003. (Seminário).

88.
Forum Social Mundial. 2003. (Oficina).

89.
Forum Social Europeu.Forum Social Europeu - FSE (pesquisa de campo). 2003. (Outra).

90.
Forum Social Mundial (pesquisa de campo). 2002. (Congresso).

91.
5 Congresso Internacional da 'International Society for Third Sector Research'. 2002. (Congresso).

92.
Séminaires de Recherches du CERI.Les enjeux de la Gouvernance Mondiale: renforcer le rôle du politique au 21e siècle. 2002. (Oficina).

93.
Globalization and Development.Globalization, International Organizations and the Governance Debate. 2002. (Oficina).

94.
Gouvernance et développement en Afrique du Nord.Développement local et éducation: quelle formation pour les agents de développement local?. 2001. (Seminário).

95.
Seminário Regional da UNESCO sobre Governança e Democracia.ONG e Governança: que desafios para a teoria política. 2001. (Seminário).

96.
Desenvolvimento local e educação nos países do Maghreb.La formation pour et dans le dévellopement: quels défis?. 2001. (Oficina).

97.
Metodologias para a Formação de Agentes do Desenvolvimento.La formation des agents du développement local. 2001. (Oficina).

98.
Feira Internacional de Hannover. O papel da UNESCO na promoção do desenvolvimento e dos direitos humanos. 2000. (Congresso).

99.
II Congresso de Turismo Cultural, Lusofonia e Desenvolvimento. Estratégias de Desenvolvimento Local nos PALOPs: o caso de Cabo Verde. 2000. (Congresso).

100.
NGOs and Governance in the promotion of development.Methodological Approaches to Mainstreaming Democracy in Development. 2000. (Oficina).

101.
Séminaires de recherche de l´Université de Lausanne.Les ONGs dans la gouvernance mondiale. 2000. (Oficina).

102.
Global Forum on Human Development (UNDP). 1999. (Congresso).

103.
A Globalização e as Novas Formas do Trabalho.Les différentes dimensions de la mondialisation. 1999. (Seminário).

104.
Seminário Regional sobre Indicadores de Desenvolvimento nos PALOPs.Indicadores de desenvolvimento: metodologias em perspectiva comparativa. 1999. (Seminário).

105.
Exclusão Social e Dignidade Humana. Exclusion sociale et démocratie: quelles options pour le développement?. 1998. (Congresso).

106.
Global Conference on Sustainable Development and Technologies (MIT).Sustainable Development and Participation. 1998. (Seminário).

107.
Economia do Desenvolvimento. Développement et démocratie. 1997. (Congresso).

108.
Oficina internacional UNESCO/MOST.A UNESCO e a cooperação científica: o caso do Programa MOST. 1996. (Oficina).

109.
Oficina regional do PROGRAMA MOST.Meio ambiente e dinâmicas populacionais na Asia Central. 1996. (Oficina).

110.
Reunião do Comitê Científico do Progama MOST.Cooperação científica no âmbito das Nações Unidas. 1996. (Oficina).

111.
Cooperação e desenvolvimento nos países africanos de língua portuguesa.A UNESCO e a cooperação intelectual nos países lusófonos. 1995. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MILANI, Carlos R. S. . Seminário Regional "Ciência Política no Brasil" (Rio de Janeiro). 2014. (Outro).

2.
MILANI, Carlos R. S. ; AYLLON PINO, Bruno . Seminario GT CLACSO "Latinoamérica dividida? Procesos de integración y cooperación sur-sur.Brasil y los países emergentes en la cooperación sur-sur". 2014. (Outro).

3.
MILANI, Carlos R. S. . Cooperação Sul-Sul, Cooperação Triangular e Cooperação Descentralizada: experiências e desafios. 2012. (Outro).

4.
MILANI, Carlos R. S. . Primeira Semana Baiana de Relações Internacionais. 2009. (Congresso).

5.
MILANI, Carlos R. S. . Espaços e Tempos do Brasil e da França na Globalização. 2009. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Leandro Carlos Dias Conde. Desenvolvimento e Política Externa (título provisório). Início: 2014. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Timóteo Saba Mbunde. Comparando Programas de Cooperação Sul-Sul de Brasil e China. Início: 2013. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).

3.
Wallace da Silva Mello. Cooperação sul-sul de defesa e suas implicações para a política externa do Brasil (título provisório). Início: 2012. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Renata Albuquerque Ribeiro. Política Externa Brasileira para Biocombustíveis (título provisório). Início: 2014. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Pablo de Rezende Saturnino Braga. Política Externa Comparada: Brasil e Africa do Sul (título provisório). Início: 2013. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).

3.
Henrique Sartori de Almeida Prado. CSS em região de fronteira: o papel das entidades subnacionais (título provisório). Início: 2013. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (Orientador).

4.
Danielle Costa da Silva. A atuação das organizações não governamentais na política externa brasileira de direitos humanos (título provisório). Início: 2012. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Francisco Carlos da Conceição. Cooperação Sul-Sul e Presença de Brasil e China em Moçambique (título provisório). Início: 2012. Tese (Doutorado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Renata Albuquerque Ribeiro. Inserção Internacional e Energia: A Política Externa de Lula para Biocombustíveis. 2014. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
Roberta Nunes Lopes. O Governo Brasileiro e a Cooperação Sul-Sul com Moçambique no Campo da Saúde Pública. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

3.
Simone Cardozo de Assumpção Mello. Cooperação Internacional e Transferência de Políticas Públicas no Campo da Comunicação Social: O Papel da UNESCO na Reforma da Radiofusão do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

4.
Tássia Camila de Oliveira Carvalho. A agenda ambiental na Cooperação Internacional para o Desenvolvimento: discutindo conflitos entre o Estado e a sociedade civil na Cooperação Sul-Sul oficial do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

5.
Laura Elizabeth Tulchin. Brazil's New Footing on the International Stage: Roles, Recognition, Status and Identity and the Case of the G-20. 2013. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

6.
Milena S. Santos Mendonça. Organizações de Direitos Humanos e Ação Coletiva Transnacional: análise do caso da Conectas-Direitos Humanos. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

7.
Julio Cesar de Souza Loureiro. A atuação das agências da cooperação internacional para o desenvolvimento na promoção do desenvolvimento local: um estudo de caso sobre Duque de Caxias. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

8.
Ivan Tiago Machado Oliveira. Atores Estatais e Não Estatais e a Formulação da Política Comercial Externa Brasileira (1995-2010). 2012. Dissertação (Mestrado em Facultad de ciencias políticas y sociología) - Universidad Complutense de Madrid, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

9.
Cristina Almeida de Freitas. Segurança, Poder e Expertise: o papel das Think Tanks norte-americanas na governamentalidade da ordem internacional pós-89. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

10.
Maria Teresa Machado de Araújo. Processos de reforma do Estado brasileiro e estratégias de mudança em organizações públicas: o caso do Instituto de Pesquisas da Marinha (1190-2002). 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade do Grande Rio, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

11.
Dimitri Leonardo Santana Martins de Oliveira. Do neoliberalismo ao pos-neoliberalismo: uma analise critica da mudanca do discuros do FMI face a crise financeira internacional dos anos 1990 e a emergencia das propostas altermundialistas da ATTAC. 2009. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

12.
Sheila Santos Cunha. O perfil da participação nos conselhos municipais de assistência social (CMAS) e de saúde (CMS) em Camaçari (Bahia): uma análise sobre QUEM e COMO participa. 2008. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

13.
Harley Henriques Nascimento. Relações internacionais e cooperação Norte-Sul: impacto de agências não governamentais no sistema de gestão de organizações da sociedade civil no estado da Bahia. 2008. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

14.
André Luís Nascimento dos Santos. A influência das organizações internacionais na reforma dos judiciários de Argentina, Brasil e México: o caso Banco Mundial e a agenda para o acesso à justiça. 2008. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

15.
Tiago Almeida Guedes. Participação cidadã: uma análise do papel do Conselho Municipal de Saúde de Lauro de Freitas no desenvolvimento da democracia participativa local. 2008. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

16.
Ivan Tiago Machado Oliveira. Comércio Internacional, Diplomacia e Desenvolvimento: uma análise da inserção do Brasil no sistema multilateral de comércio. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

17.
Maria Clotilde Meirelles Ribeiro. Globalização e novos atores: as cidades brasileiras e o desenvolvimento da paradiplomacia. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

18.
Marcus Humberto Leitão de Souza. A inserção das microfinanças na agenda de reformas para o desenvolvimento: origens, premissas e significados dos programas de incentivo às microfinanças no Brasil. 2007. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

19.
Karin Koshima. Cooperação internacional e políticas públicas: a influência do POMMAR/USAID na agenda pública brasileira de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. 2006. 237 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

20.
Gustavo Antunes Soares. Responsabilidade Social Empresarial: Teoria e Prática. Uma análise contrastando a prática nas empresas e a abordagem do tema pelos cursos de administração no município de Salvador. 2006. 119 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

21.
Luiza Reis Teixeira. A ideologia política na economia solidária: análise de empreendimentos solidários na cidade de Salvador (2000-2004). 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

22.
Sandro Pasini. A Gestão de Projetos de Desenvolvimento Territorial frente aos Desafios da Localização e da Sustentabilidade. 2006. 134 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

23.
André Orrico. O encerramento da SUSEP em mercados regionais periféricos e a perspectiva da accountability: o fim das ações públicas de seguros privados na Bahia. 2006. 285 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

24.
Elisa Batalha. A mídia altermundialista: a participação do Le Monde Diplomatique no Fórum Social Mundial. 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado de Relações Internacionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, . Co-Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

25.
Simone Spinola. O papel da qualificação profissional realizada pelo SENAI-Bahia no desenvolvimento industrial baiano no período de 1998 a 2003. 2005. 105 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

26.
Tacilla Siqueira. A definição da sustentabilidade no âmbito das organizações da sociedade civil: estudo de caso do GAPA-BA. 2005. 185 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

27.
Carina Mascarenhas. História Recente e Avaliação do Programa Fome Zero na Bahia. 2005. 145 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

28.
Iara Martins Icó Souto. Desenvolvimento local: adaptação ou contestação? As realidades de Garapuá e Barra dos Carvalhos (Bahia). 2005. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

29.
Maria das Graças Leite. Avaliação da sustentabilidade dos programas de combate à pobreza rural no Nordeste do Brasil: estudo de caso do projeto de desenvolvimento comunitário na região do rio Gavião (1997-2001). 2004. 168 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

30.
Pauline Bensoussan. O sistema de cooperativas no sertão da Bahia: o caso da APAEB de Valente. 2004. 90 f. Dissertação (Mestrado em Dea Diplôme d Etudes Approfondies) - Institut de Hautes Etudes de l Amérique Latine, . Co-Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

Tese de doutorado
1.
Tacilla da Costa e Sá Siqueira Santos. Entre o Norte e o Sul: um estudo sobre o papel das organizações da sociedade civil brasileira na cooperação internacional para o desenvolvimento. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
João Martins Tude. A Grande Transformação: uma reflexão sobre as contribuições de Karl Polanyi para a compreensão das Organizações Intergovernamentais. 2014. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

3.
Sonia Pereira Laus. A internacionalização da educação superior: um estudo da Universidade Federal de Santa Catarina. 2012. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

4.
André Luis Nascimento dos Santos. Ensaio sobre a União Europeia dos Direitos Humanos e a sua Diplomacia Cooperante para a América Latina. 2012. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

5.
Ivan Tiago Machado Oliveira. Determinantes Sistêmicos e Domésticos da Política Comercial Externa Brasileira: uma análise das estratégias de negociação comercial do Brasil (1995-2010). 2011. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

6.
Maria Priscilla Kreitlon. O discurso da responsabilidade social empresarial ou a lógica e a retórica da legitimação: um olhar sobre o campo do petróleo. 2008. 0 f. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

7.
Pauline Bensoussan (Paris-3/UFBA). Crédito Rural: instrumento de desenvolvimento no sertão da Bahia?. 2008. 0 f. Tese (Doutorado em Geografia do desenvolvimento) - Institut de Hautes Etudes de l Amérique Latine, Embaixada da França. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Morjane Armstrong Santos. Paradiplomacia e integração regional no MERCOSUL: uma análise da participação das entidades subnacionais no Foro Consultivo de Municípios, Estados Federados, Departamentos e Províncias do MERCOSUL no período 2007-2008.. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Relações Internacionais) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
Thomas Husson. Desenvolvimento local e sociedade civil: o caso da Fundação Zakoura no Marrocos. 2002. 82 f. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Majeure Métiers Du Développement) - Institut D'etudes Politiques Sciences Po. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Laura Escudeiro de Vasconcelos. A Cooperação Cubana para o Desenvolvimento: a história versus o modismo. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
Kássio Vinicius Fontes de Azevedo. A máscara inacabada: a projeção internacional do Brasil em Angola e em Moçambique. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

3.
Hannah Waisman Motta da Silva. O NASCIMENTO DO OUTRO: DIFERENTES OLHARES SOBRE A CONDIÇÃO DE REFUGIADO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

4.
Tássia Camila de Oliveira Carvalho. Contestação Política e Ecologismo do Sul: o exemplo da Rede Friends of the Earth na América Latina. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

5.
Gustavo Adolfo Menezes Vieira. Acesso à Justiça Transnacional: reflexões sobre o campo jurídico-político interamericano a partir do estudo de caso Ximenes. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

6.
Fabio Pablo de Almeida Santana. Uma Instituição em Transformação? O Itamaraty frente às mudanças no campo da política externa brasileira. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

7.
Aguida Assis. AÇÃO PARADIPLOMÁTICA NO MUNICÍPIO DE SALVADOR: atuacao da sociedade civil nos campos de Educação e da Cultura.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Administração) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

Iniciação científica
1.
Julio Freire Dalmaso. Terrorismo internacional, mídia e representação social. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
Jéssica Maria de Oliveira Baptista Pereira. Brasil, o que te move? Uma análise sobre a Política energética Brasileira e a construção do Gasoduto Brasil-Bolívia. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

3.
Layla Waltenberg. Cooperação Sul-Sul e Internacionalização das Universidades Brasileiras (os casos da UNILA e da UNILAB). 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

4.
Taísa Rezende Soares. Opinião Pública e Política Externa Brasileira (título provisório). 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

5.
Indira Guimarães Fagundes. O Pacto Global das Nações Unidas e a Responsabilidade Social Empresarial. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

6.
Mateus Santos da Silva. Ambientalismo e gestão transnacional em rede: uma análise do GREENPEACE Brasil. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

7.
Cristina Almeida de Freitas. O altermundialismo nos Estados Unidos: redes transnacionais e contra-hegemonia. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

8.
Davi Ribeiro Brasil. Organizações ambientalistas brasileiras e Altermundialismo transnacional. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

9.
Gustavo Adolfo Menezes Vieira. Direitos humanos e política internacional: o caso Damião Ximenes na Corte Interamericana de Justiça. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

10.
Danilo Mendonça. A USAID na Cooperação Internacional: uma análise de sua atuação na América Latina durante o governo Bush (2000-2008). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

11.
Joannes Souza. Movimentos sociais transnacionais e Política Mundial: a VIA CAMPESINA como organização-em-rede no altermundialismo (Projeto Permanecer UFBA). 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

12.
Fabio Pablo de Almeida Santana. Política externa e participação da sociedade civil: análise comparativa Brasil-México. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

13.
Tássia Camila de Oliveira Carvalho. Redes ambientalistas e Altermundialismo: mapeamento de movimentos e organizações no Fórum social mundial. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

14.
Luciana da Luz Silva. Cartografia analítica das Redes e Organizações do Fórum Social Mundial. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

15.
Dimitri Leonardo Santana Martins de Oliveira. Sistema de Gestão e Financiamento do Fórum Social Mundial: estudo de caso aprofundado e comparativo de duas Organizações Internacionais atuantes no Fórum Social Mundial. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

16.
Sheila Santos Cunha. Cultura e desenvolvimento local: lições a partir da experiência de Pintadas na Bahia. 2005. 25 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

17.
Karine de Oliveira. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: análise do caso da CAMMPI em Salvador. 2005. 15 f. Iniciação Científica. (Graduando em Secretariado Executivo) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

18.
Naiana Guedes. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: o caso da APAEB em Valente. 2005. 15 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

19.
Uliana Esteves. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: o caso do MOC em Feira de Santana. 2005. 18 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

20.
Rafael Issa Portinho. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: aproximações teóricas. 2004. 20 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

21.
Charlotte Parvis. Rencontres Métiers du Développement. 2002. 65 f. Iniciação Científica. (Graduando em Majeure Métiers Du Développement) - Institut D'etudes Politiques Sciences Po. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

22.
Diana Aguiar. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: a APAEB e a Rede Pintadas. 2002. 30 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

23.
Thiago Almeida Guedes. Capital social e desenvolvimento local na Bahia: teoria e metodologia. 2002. 30 f. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

Orientações de outra natureza
1.
Heloise Nez. Participação cidadã e políticas públicas locais na Bahia. 2004. Orientação de outra natureza - Institut D'etudes Politiques Sciences Po. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.

2.
Jeremie Cavé. Desenvolvimento local e participação cidadã na Bahia. 2004. Orientação de outra natureza - Institut D'etudes Politiques Sciences Po. Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
MILANI, Carlos R. S.2006MILANI, Carlos R. S. . Políticas públicas locais e participação na Bahia: o dilema gestão versus política. Sociologias (UFRGS. Impresso), Porto Alegre, n.16, p. 180-214, 2006.

2.
MILANI, Carlos R. S.2008MILANI, Carlos R. S. . Ecologia política, movimentos ambientalistas e contestação transnacional na América Latina. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 21, p. 289-303, 2008.

3.
MILANI, Carlos R. S.2011MILANI, Carlos R. S. ; RIBEIRO, M. Clotilde M. . International Relations and the Paradiplomacy of Brazilian Cities: Crafting the Concept of Local International Management. BAR. Brazilian Administration Review, v. 8, p. 21-36, 2011.

4.
OLIVEIRA, I. T. M.2012OLIVEIRA, I. T. M. ; MILANI, Carlos R. S. . Atores não estatais e trade policy - making no Brasil: análise dos interesses e das estratégias da CEB e da REBRIP. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 55, p. 367-401, 2012.

5.
MILANI, Carlos R. S.2012MILANI, Carlos R. S. . Aprendendo com a história: críticas à experiência da Cooperação Norte-Sul e atuais desafios à Cooperação Sul-Sul. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 25, p. 211-231, 2012.

6.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. ; CARVALHO, T. C. O. . Cooperação Sul-Sul e Política Externa: Brasil e China no Continente Africano. Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas, v. 1, p. 11-35, 2013.

7.
TUDE, João Martins2013TUDE, João Martins ; MILANI, Carlos Sanchez . A Política Externa Brasileira em relação ao Fundo Monetário Internacional durante o Governo Lula. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 56, p. 85-103, 2013.

8.
MILANI, Carlos R. S.2013 MILANI, Carlos R. S. ; PINHEIRO, L. . Política externa brasileira: os desafios de sua caracterização como política pública. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 35, p. 11-41, 2013.

9.
MILANI, Carlos R. S.2013MILANI, Carlos R. S. ; ECHART, Enara . Does the South challenge the Geopolitics of International Development Cooperation?. Geopolitica(s): revista de estudios sobre espacio y poder, v. 4, p. 35-41, 2013.

10.
MILANI, Carlos R. S.2014MILANI, Carlos R. S. . Brésil, insertion internationale et politique étrangère : l émergence d un global player ?. Revue Accomex (Actualités du commerce extérieur), v. 110-111, p. 11-15, 2014.


Livros e capítulos
1.
MILANI, Carlos R. S. . Crise Política e Relações Internacionais: uma análise escalar da política externa brasileira. VI Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional. 1ed.Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG/MRE), 2012, v. 1, p. 43-60.

2.
MILANI, Carlos R. S. . Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e ONGs Brasileiras: financiamento e autonomia política. In: Patricia M. E. Mendonça; Mario Aquino Alves; Fernando do A. Nogueira. (Org.). Arquitetura institucional de apoio às organizações da sociedade civil no Brasil. 1ed.São Paulo: FGV, 2013, v. 1, p. 66-79.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . Privatização ou democratização da Política Externa Brasileira?. Carta Maior, S. Paulo, 01 abr. 2014.

2.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . O Brasil na ordem mundial: projetos em disputa?. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, p. 1 - 2, 15 abr. 2014.

3.
Lima, Maria Regina Soares de. ; MILANI, Carlos R. S. . Por que democratizar a política externa brasileira?. Correio Braziliense, Brasília, 16 abr. 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
MILANI, Carlos R. S. . South South Cooperation and Brazil's Foreign Policy: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MILANI, Carlos R. S. . Brazilian Foreign Policy after 1988: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MILANI, Carlos R. S. . Brazilian Foreign Policy and South South Cooperation: Actors and Agendas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
MILANI, Carlos R. S. . Teorias da Política Internacional e Abordagens da Política Externa. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MILANI, Carlos R. S. . Concepções da Cooperação Internacional: avanços e desafios. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MILANI, Carlos R. S. . Cooperação Sul-Sul, Cooperação Triangular e Cooperação Descentralizada: experiências e desafios. 2012. (Outro).

2.
MILANI, Carlos R. S. . Seminário Regional "Ciência Política no Brasil" (Rio de Janeiro). 2014. (Outro).

3.
MILANI, Carlos R. S. ; AYLLON PINO, Bruno . Seminario GT CLACSO "Latinoamérica dividida? Procesos de integración y cooperación sur-sur.Brasil y los países emergentes en la cooperación sur-sur". 2014. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
MILANI, Carlos R. S. . Carlos R. S. Milani pesquisador. 2013; Tema: Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais. (Blog).

2.
MILANI, Carlos R. S. ; KRAYCHETE, Elsa. ; ECHART, Enara . Laboratório de Análise Política Mundial - LABMUNDO. 2013; Tema: Relações internacionais. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/04/2014 às 8:58:16