Marcos Francisco Napolitano de Eugenio

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1250692781738939
  • Última atualização do currículo em 24/08/2018


Doutor (1999) e mestre (1994) em História Social pela Universidade de São Paulo, onde também graduou-se em História (1985). Foi professor no Departamento de História da Universidade Federal do Paraná (Curitiba), entre 1994 e 2004,e professor visitante do Instituto de Altos Estudos da América Latina (IHEAL) da Universidade de Paris III (2009). Atualmente, é professor de História do Brasil Independente e docente-orientador no Programa de História Social da USP. É assessor ad-hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e do CNPq. Especialista no período do Brasil Republicano, com ênfase no regime militar, e na área de história da cultura, com ênfase nas relações entre históira e música popular e história e cinema. Também possui experiência na formação de professores do ensino básico, com foco no uso do audiovisual na escola. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcos Francisco Napolitano de Eugenio
Nome em citações bibliográficas
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.
Rua Lineu Prestes 338
Cidade Universitária
05508900 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30913731


Formação acadêmica/titulação


1995 - 1999
Doutorado em História Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Seguindo a canção: engajamento político e indústria cultural na trajetória da Música Popular Brasileira (1959/1969), Ano de obtenção: 1999.
Orientador: ProfaDra.Maria Helena Rolim Capelato.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Brasil: Historia Social da Musica; Brasil: Arte e Politica; Musica Popular Brasileira: Historia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
1991 - 1994
Mestrado em História Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Nós, que amávamos tanto a democracia: protestos de rua na Grande São Paulo (1977/1984),Ano de Obtenção: 1994.
Orientador: Profa. Dra Maria Helena Capelato.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Brasil: Democracia; Brasil: Protesto Politico; Brasil: Regime Militar.
Grande área: Ciências Humanas
1981 - 1985
Graduação em História.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Livre-docência


2011
Livre-docência.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Coração Civil: arte, resistência e lutas culturais durante o regime militar brasileiro (1964-1980), Ano de obtenção: 2011.
Palavras-chave: Brasil: Arte e Politica; Brasil: História Cultural; Brasil: política cultural.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
Setores de atividade: Atividades artísticas, criativas e de espetáculos.


Atuação Profissional



Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor de Avaliação - Pós Graduação, Carga horária: 1


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor nomeado em publicação no D.O. Poder Executivo, em 02/10/2004

Atividades

08/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Reforma Curricular - Bacharelado em História.
03/2014 - Atual
Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
O golpe de 1964 e o regime militar brasileiro: novas perspectivas historiográficas
10/2008 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Membro da Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação (História Social).
03/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Comunicações e Artes, Departamento de Cinema Rádio e Televisão.

10/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Linhas de pesquisa
História, Cultura e Poder
10/2004 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
HIstória do Brasil Independente
Historia Social da Arte
09/2014 - 09/2016
Direção e administração, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Coordenação do Programa de Pós-Graduação em História Social.
6/2012 - 08/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Representante dos prof. Associados do DH na Congregação da FFLCH.
02/2014 - 06/2014
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História e fontes visuais
03/2005 - 12/2013
Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A questão da resistência artístico-cultural durante o regime militar brasileiro (FLH5150)
08/2009 - 09/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Membro da Comissão de Pesquisa da FFLCH (Depto.História).
11/2006 - 11/2008
Direção e administração, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Vice-Chefe de Departamento.
06/2005 - 06/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Membro da Comissão de Extensão da FFLCH/USP.

Universidade Paris III Nouvelle-Sorbonne (Institute de Hautes Études AL), IHEAL, França.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante temporário, Carga horária: 10

Atividades

01/2009 - 06/2009
Ensino, Master 1 - Profissionel, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Histoire du Brèsil XIx et XXe. siècles
01/2009 - 06/2009
Ensino, Master 2 Recherche, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Las dinamicas de la resistencia cultural frente al regimen militar brasileño

Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante
Outras informações
Professor Visitante do Curso de Pós-Graduação em História e co-orientador de doutorandos.

Vínculo institucional

1994 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2004 - 10/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Curso de Pós-Graduação em História, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado dos Cursos PG História.
02/2000 - 10/2004
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Doutorado
08/1999 - 10/2004
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos Avançados em História
História Cultura e Poder I e II
Seminários em Cultura e Poder (Mestrado)
03/1999 - 10/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Setor de Ciências Humanas Letras e Artes, .

Linhas de pesquisa
Cultura e Poder
03/1995 - 10/2004
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea
Teoria de História
Tópicos Especiais de História e Arte
Tópicos Especiais de História e Cultura
03/2003 - 06/2004
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea
01/2002 - 12/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, .

Cargo ou função
Membro da Comissão Gestora do PROF/CAPES - Representante titular da área de Humanas.
01/2002 - 12/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Setor de Ciências Humanas Letras e Artes, .

Cargo ou função
Conselho Setorial.
12/2001 - 12/2003
Direção e administração, Setor de Ciências Humanas Letras e Artes, Programa de Pós-Graduação em História.

Cargo ou função
Coordenador de Programa.

Escola de Música e Belas Artes do Paraná, EMBAP, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2000
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente de Pós-Graduação
Outras informações
Professor-Visitante dos Cursos de Especialização em História e Estética da Música

Atividades

03/1996 - 11/2000
Ensino, Especialização em História da Música, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Juízo Histórico e Juízo de Valor
História Social da canção brasileira

Faculdades Santa Marcelina, FASM, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: colaborador, Carga horária: 0
Outras informações
Professor visitante - disciplina de curso de especialização (latu sensu) - História da Canção Brasileira (curso Música Popular)



Linhas de pesquisa


1.
Cultura e Poder
2.
História e audiovisual: circularidades e formas de comunicação
3.
História, Cultura e Poder

Objetivo: sta Linha de Pesquisa engloba projetos que se realizam a partir das articulações entre os domínios da história política, da história cultural e da história da arte, mas que apontam para um novo enfoque que vai além da abordagem e recortes tradicionalmente consagrados por estas matrizes, superados pelo hibridismo de novos objetos e problemas. A chamada ?História Social inglesa? pautou as complexas articulações entre consciência, experiência, produção cultural e luta por hegemonia na sociedade, ampliando o uso muitas vezes restritivo da ideologia como categoria historiográfica. A história política renovada , por outro lado, propõe uma abordagem do político para além dos limites institucionais que formalizam as relações de poder (Estado, governo, sistema de partidos, movimentos político-ideológicos). A história das relações de gênero constituiu-se também enquanto âmbito investigativo e reflexivo atravessado pelas preocupações atinentes ao cultural e às relações de poder. Estas e outras vertentes teóricas apontaram para a necessidade de constituição de objetos e problemas situados no entre-lugar da história política e da história cultural tal como se delimitaram no debate historiográfico contemporâneo. Alguns exemplos: a história intelectual e dos intelectuais, as instituições culturais que operam no âmbito de poder e da luta política, o engajamento artístico-intelectual, propaganda, as políticas culturais, os movimentos socioculturais e suas identidades políticas. A partir destas abordagens e objetos, a Linha de Pesquisa reúne pesquisas que englobam as várias dimensões da produção cultural atravessada pelos jogos da política, reconhecendo que as desigualdades internas às sociedades e as assimetrias de poder entre países e regiões implicam em dimensões culturais tanto no exercício da dominação política quanto da resistência..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Palavras-chave: América Latina: Intelectuais; Arte e Politica; Brasil: História Cultural; Brasil: politica cultural.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
A Batalha do Brasil: Guerra Fria global, política e cultura (1958-1964)
Descrição: Este projeto pretende analisar o lugar do Brasil na diplomacia política, econômica e cultural da Guerra Fria entre 1958 e 1964, com o entrecruzamento de fontes primárias brasileiras, norte-americanas e, de maneira mais limitada às possibilidades de acesso, soviéticas. Partimos da hipótese que ao longo da periodização acima delimitada houve um processo de tensão crescente entre as opções políticas brasileiras (seja a política econômica interna e a nova política exterior) e os interesses norte-americanos, agravada pela nova estratégia soviética de aproximação com o chamado ?Terceiro Mundo? e pelo acirramento da Guerra Fria no continente, pós-Revolução Cubana. Nos quadros da ?Guerra Fria global?, o Brasil revisou sensivelmente os termos do ?alinhamento automático? aos Estados Unidos, desencadeando um conjunto de ações e reações de todas as partes envolvidas, que ainda não foram estudadas em seu conjunto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2018
O regime militar brasileiro: a imprensa e a construção da memória hegemônica (1974-1994)
Descrição: O objeto central deste projeto de pesquisa é o processo de construção e adensamento da memória sobre o regime militar brasileiro construída a partir de 1974, ano em que se delineia um processo de transição, ainda que errático e indefinido .Lembremos que a questão da memória está presente em vasto território de ações, como o testemunho dos protagonistas, as políticas de reparação, a produção de lugares de memória, a produção audiovisual e artística em geral. Reconhecendo este vasto domínio por onde se espraia o nosso objeto, vamos nos concentrar nesta primeira fase de uma pesquisa que se pretende estratégica e de longa duração, sobre o papel da imprensa periódica comercial (?grande imprensa?) na construção de uma memória sobre o regime militar brasileiro entre 1974 e 1994. Nossa hipótese é que neste período confirmou-se uma memória hegemônica sobre o regime militar, calcada em um viés crítico da experiência autoritária que sancionou o tema da "resistência civil" como categoria central da representação do regime no plano da memória social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Rafaela Lunardi - Integrante / Fernando Seliprandy - Integrante / Regina Egger - Integrante / Lucas Monteiro - Integrante / Magno Henrique - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 20 / Número de orientações: 9
2013 - Atual
Cinema e história no Brasil: estratégias discursivas do documentário na construção de uma memória sobre o regime militar
Descrição: O projeto pretende discutir as relações entre cinema e história a partir dos documentários brasileiros que se ocuparam do período do regime militar, analisando as estratégias de autenticação de seu discurso, como o uso de material de arquivo, do testemunho e da voz over, dentre outros procedimentos. Ao mesmo tempo, pretende mapear a discussão teórica sobre o campo, realizando, dentre outras ações, o levantamento da produção de dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas no Brasil sobre história e cinema..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (4) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Integrante / Eduardo Morettin - Coordenador / Fernando Seliprandy - Integrante / Mônica Kornis - Integrante / Rosane Kaminski - Integrante / Carolina Amaral Aguiar - Integrante / Ignácio Del Valle - Integrante / Regina Egger - Integrante / Cristiane Freitas Gutfreind - Integrante / Mariana Rodrigues Rosell - Integrante / Reinaldo Cardenuto - Integrante / Margarida Adamatti - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 5
2011 - 2014
A música brasileira no cinema: impasses e realizações de um projeto estético-ideológico (1951-1957)
Descrição: Este projeto tem por objeto a análise de quatro filmes produzidos nos anos 1950 ? Tudo Azul (Moacir Fenelon, 1951), Agulha no Palheiro (Alex Viany, 1953), Rio, 40 Graus (Nelson Pereira dos Santos, 1955) e Rio, Zona Norte (Nelson Pereira dos Santos, 1957) ? que partilham de um projeto de afirmação de um ?cinema popular? brasileiro, chancelado por intelectuais e realizadores de esquerda, cujas bases formais se alimentaram de fontes diversas como o filme musical, o melodrama de temática social, a chanchada e o neo-realismo italiano. Além disso, os quatro filmes incorporam a música brasileira como tema (principal ou secundário) e como elemento estruturante da narrativa na forma de trilha sonora diegética e extra-diegética, possibilitando um exercício historiográfico que conecte dois importantes campos de criação cultural e debates ideológicos. Partimos de duas hipóteses centrais: A primeira, que tais filmes tem sido analisados sem a devida atenção à suas historicidades específicas, por uma historiografia do cinema mais preocupada em entendê-los como precursores de um processo evolutivo que desaguaria no Cinema Novo dos anos 1960. Este movimento, por sinal, imporia novos paradigmas de análise e criação artística que negaria as bases nas quais repousavam os filmes citados. A outra hipótese, é que ao tematizar a música e o ambiente musical brasileiro, tais files projetavam os dilemas e impasses do cinema brasileiro, entendido como processo cultural, social e econômico de afirmação da ?cultura brasileira? tal como projetada pela esquerda influenciada pelo Partido Comunista Brasileiro, à época. Sendo assim, procuraremos analisar os quatro filmes de maneira detalhada, cruzando os resultados da análise individual de cada obra em si, e tentando estabelecer ilações com a história da cultura brasileira do período, seus debates, realizações e impasses..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Fernando Seliprandy - Integrante / Carolina Amaral de Aguiar - Integrante / Wine da Silva - Integrante / Ignácio Del Valle - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 13 / Número de orientações: 4
2010 - 2014
Exercicios de História cultural conectada: Brasil, América Latina e França
Descrição: Este projeto coletivo visa analisar, a partir de vários objetos e temas, as relações culturais entre Brasil, América Latina e França nos séculos XIX e XX, enfatizando transferências culturais e temas conectados relevante para a história cultural, política e intelectual..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Eduardo Morettin - Integrante / Gabriela Pellegrino - Integrante / Marício Cardoso - Integrante / Olivier Compagnon - Integrante / Anais Flechet - Integrante / Luiz Felipe de Alencastro - Integrante / Carolina Amaral Aguiar - Integrante.Financiador(es): COFECUB - Auxílio financeiro / Universidade de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 2
2008 - 2011
Políticas Culturais e resistência democrática no Brasil nos anos 1970
Descrição: Este projeto visa analisar as políticas e ações culturais de quatro correntes que compuseram o campo da resistência cultural ao regime militar implantado em 1964, no Brasil, a saber: comunistas, católicos, liberais e movimentos contraculturais. A questão da resistência ao regime colocou na ordem do dia a necessidade de conexão entre cultura e política, à medida que a primeira funcionava como espaço de rearticulação de identidades, valores e estratégias de ação que alimentavam a segunda, cuja ação estrita estava duramente reprimida pelo regime militar. As quatro correntes citadas produziram um corpo de textos e protagonizaram um conjunto de iniciativas culturais que traduzem um jogo complexo de alianças e dissensos entre elas, construindo visões diferenciadas e muitas vezes conflitantes sobre o papel da cultura na crítica ao regime. Portanto, o objetivo básico deste projeto é esquadrinhar o debate e as principais ações protagonizados pelas quatro correntes citadas, entre 1968 e 1979, período crucial de redefinições dos agentes socioculturais em face do autoritarismo e da modernização na sociedade brasileira. Como hipótese central, partimos da percepção de que o conceito dominante de ?resistência cultural? foi produto de uma aliança estratégica entre liberais e comunistas que acabaram por entrar em conflito com as correntes mais radicais - movimentos culturais de base católica ou contracultural ? que negavam três pilares da política cultural articulada por liberais e comunistas: a) os circuitos industriais da cultura; b) a estética nacional-popular ou erudita e; c) o papel tutelar do intelectual sobre as massas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Miliandre Garcia - Integrante / Tiago Bosi - Integrante / Eloisa Aragão - Integrante / Natalia Frizzo - Integrante / Eduardo Chammas - Integrante / Rafaela Lunardi - Integrante / Fabio Poletto - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 6
2005 - 2008
A Música Popular Brasileira (MPB) e a oposição ao regime militar (1969/1981).
Descrição: Este projeto busca dar continuidade às pesquisas iniciadas no doutorado, acerca das relações entre música popular e política na sociedade brasileira contemporênea, enfatizando uma períodização não abarcada pela pesquisa anterior. Neste sentido, a problemática específica que norteará esta pesquisa é a relação entre a música popular brasileira e a oposição civil ao regime militar, no período entre 1969 e 1981, tendo como mediadores a indústria fonográfica e a ação repressiva do regime, concentrada na censura e na vigilância sobre os circuitos de MPB. O objetivo principal da pesquisa é aprofundar a hipótese de que a MPB é um espaço sociocultural privilegiado para analisar os dilemas e as peculiaridades que marcam a arte politicamente engajada, quando inseridas na indústria da cultura. A tensão entre o artista engajado, o mercado e o Estado, atingiram no Brasil da década de 1970, situações que beiravam o paroxismo: censurada pelo regime, valorizada pelo mercado fonográfico, reconhecida pela hierarquia do gosto vigente, o circuito cultural da MPB strictu sensu (i.e., tipo de música popular que emerge da canção engajada dos anos 1960) não apenas fez circular canções que traduziram as aspirações da oposição civil, quanto serviu de esfera pública para recompor o senso de pertencimento dos grupos de oposição da sociedade civil ao regime militar, notadamente nos segmentos das classes médias. Assim, tentando ampliar o estado atual de conhecimento sobre o tema, colocamos a seguinte equação: como um tiipo de arte musical, herdeira da cultura nacional-popular de esquerda, politicamente engajada, pode estar inserida, estruturalmente, na indústria cultural e, ao mesmo tempo, continuar desempenhando um papel político significativo, na formatação de identidades coletivas no contexto da resistência civil ao autoritarismo? Tentando escapar das análises que ora romantizam a canção engajada, outorgando-lhe um estatuto não-comercial, ora denunciam a progressiva "cooptação" dos artistas pe.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3
2005 - Atual
História e Audiovisual: dimensões históricas do audiovisual
Descrição: Projeto coletivo que abriga vários projetos e pesquisas indivisuais, reconhecido pelo Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. Atua em 3 linhas de pesquisa: 1) Desenvolver metodologias apropriadas para a análise do cinema e da televisão como documento histórico. Neste processo, há uma dimensão na percepção do estilo que envolve a comparação com a produção internacional; e existe outra que destaca o modo como as fontes dialogam com outros suportes de veiculação de imagem que lhe são contemporâneos, compondo o leque de opções oferecido pelo contexto histórico para melhor definir o seu lugar dentro de um sistema de representações. 2) Analisar o lugar da crítica na construção de uma memória histórica acerca das obras audiovisuais e dos agentes históricos envolvidos em sua produção. Em relação à memória construída pelos produtos audiovisuais, uma dimensão reside na recepção pelo público do passado encenado pelas obras. Contribuindo para ampliar as fronteiras de circulação do saber histórico, o cinema e a televisão pertencem a um circuito de produção e perpetuação da memória. 3) Analisar as políticas culturais, os movimentos estético-ideológicos e as obras audiovisuais como integrante da ação política. Com essa linha, o destaque é dado à inserção dos produtos audiovisuais no jogo político de uma sociedade, onde os meios audiovisuais constituíram objeto de intervenção no cenário marcado pela disputa simbólica do poder..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Integrante / Mariana Martins Villaça - Integrante / C. ALMEIDA - Integrante / Eduardo Morettin - Coordenador / Ismail Xavier - Integrante.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 10
2004 - 2015
Identidade nacional e arte engajada no Brasil (1950/1968)
Descrição: Este projeto de pesquisa visa mapear e analisar as políticas culturais e as manifestações artísticas que refletiram sobre o problema da "brasilidade" e sobre a função sociopolítica da arte, no processo de modernização da sociedade brasileira, tendo como eixo a tensão entre a identidade nacional-popular e as perspectivas estéticas das vanguardas modernistas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 14 / Número de orientações: 7
2003 - 2004
Coração Civil: a música popular brasileira e a oposição civil ao regime militar (1969/1982)
Descrição: Este projeto visa analisar o papel da Música POpular Brasileira na vida políticó-cultural brasileira da "longa década de 70" (1969/1981), em dois níveis: 1) A participação das canções na construção de uma identidade da oposição civil ao regime militar, através da disseminação de valores, imaginários e experiências de "pertencimento"; 2) as tentativas de cerceamento da expressão musical feitas pelo Regime Militar através da censura sobre as canções e da vigilância sobre os artistas ligados à MPB. A primeira parte do projeto, qual seja, a organização de um corpo documental composto por canções, críticas de discos e shows, cifras de vendas de discos, entrevistas de artistas foi iniciada, com alguns produtos devidamente elaborados (artigos e apresentações de trabalhos em eventos). A ênfase, até aqui, foi dada ao mapeamento do cenário musical dos anos 70 e às articulações entre a MPB engajada e a indústria fonográfica. Atualmente, estamos aprofundando a análise das canções e iniciando a coleta de materiais produzidos pela censura e pelo DOPS (pareceres, processos, informes e dossiês), trabalho dificultado pela distância dos arquivos (localizados em São Paulo e Rio de Janeiro)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Eduardo Scoville - Integrante / Andrea Vizzoto Lopes - Integrante.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 3
1999 - 2002
Questões Heurísticas para o Estudo da Música Popular Brasileira
Descrição: Análise das bases documentais, dos conceitos e categorias de análise que pautaram a historiorafia da música popular brasileira, produzida entre 1970 e 1998. Exame da pauta historiográfica produzida pelos autores da área de história, sociologia, antropologia e letras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Maria Clara Wasserman - Integrante / Carine Dalmás - Integrante.
Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 2


Projetos de extensão


2016 - Atual
O Regime Militar e o ensino de humanidades
Descrição: Mini-Curso oferecido na programação do Encontro USP-Escola (IFUSP), com carga horária de 30 horas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (4) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador / Leandro Seawright - Integrante.Número de orientações: 8
2010 - 2011
O uso do cinema no ensino superior de História
Descrição: Projeto que faz parte do programa Ensinar com Pesquisa da Universidade de São Paulo (Prograd) dedicado à construção de roteiros comentados e detalhados de análise de filmes brasileiros e latino-americanos de tema histórico..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Coordenador.Financiador(es): Universidade de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 2


Projetos de desenvolvimento


2016 - Atual
Transcultur@ - Dicionário de História Cultural Transatlântica
Descrição: Transcultur@ est un projet de recherche collaborative internationale porté par une équipe franco-brésilienne de spécialistes de sciences humaines et sociales, arts et littérature. Il vise à la réalisation d?un Dictionnaire d?histoire culturelle transatlantique : une encyclopédie numérique éditée en ligne et en quatre langues (anglais, français, portugais, espagnol), destinée à analyser les dynamiques circulatoires dans l?espace atlantique et à comprendre le rôle de ce dernier dans le processus de mondialisation contemporain..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) Doutorado: (2) .
Integrantes: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio - Integrante / Nelson Schapochinik - Integrante / Eduardo Morettin - Integrante / Luis Felipe de Alencastro - Integrante / GERVAISEAU, Henri - Integrante / Gabriela Pellegrino - Coordenador / Anais Flechet - Integrante / Tania de Luca - Integrante.Financiador(es): Agence Nationale de la Recherche - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2006 - Atual
Periódico: ArtCultura (UFU)
2006 - Atual
Periódico: Revista da Faculdade de Artes do Paraná


Membro de comitê de assessoramento


2011 - Atual
Agência de fomento: (CAPES) Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Revisor de projeto de fomento


2011 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2005 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2001 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Regime Militar brasileiro.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Artes do Vídeo/Especialidade: História do Audiovisual no Brasil (cinema e televisão).
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Música/Especialidade: História da Música Popular Brasileira.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Império.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2011
Prêmio Jabuti (2ºlugar Ciências Humanas) - Participação na coletânea "Tempos de Fascismo", Câmara Brasileira do Livro.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:13
Total de citações:54
Marcos Napolitano  Data: 01/06/2015

Outras
Total de trabalhos:104
Total de citações:3497
NAPOLITANO, Marcos  Data: 05/11/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
NAPOLITANO, MARCOS2018NAPOLITANO, MARCOS. La crise politique brésilienne : histoire et perspectives d?une `terre en transe?A crise política brasileira: histórico e perspectivas de uma `terra em transe?The Brazilian Political Crisis : Historical Narrative and Future of an `Entranced Earth?. BRÉSIL(S) - SCIENCES HUMAINES ET SOCIALES, v. 1, p. 1-10, 2018.

2.
NAPOLITANO, MARCOS2017NAPOLITANO, MARCOS. A imprensa e a construção da memória do regime militar brasileiro (1965-1985). ESTUDOS IBERO-AMERICANOS (PUCRS. IMPRESSO), v. 43, p. 346-366, 2017.

3.
NAPOLITANO, M.2017NAPOLITANO, M.. Entre o imperativo da resistência e a consciência da derrota: a literatura brasileira durante o regime militar. Literatura e Sociedade, v. 23, p. 232-243, 2017.

4.
FLECHET, A.2015FLECHET, A. ; NAPOLITANO, M. . Musique populaire et dictature militaire au Brésil : dynamiques contestataires et logiques de marché (1964-1985). Nuevo Mundo-Mundos Nuevos, v. 2015, p. 1-20, 2015.

5.
FLECHET, A.2015FLECHET, A. ; NAPOLITANO, M. . Musique et politique en Amérique latine - Introduction du dossier. Nuevo Mundo-Mundos Nuevos, v. 2015, p. 1-6, 2015.

6.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2015NAPOLITANO, M.. Recordar é vencer: as dinâmicas e vicissitudes da construção da memória sobre o regime militar brasileiro. Antíteses (Londrina), v. 8, p. 9-44, 2015.

7.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. Rio, Zona Norte (1957) de Nelson Pereira dos Santos: a música popular como representação de um impasse cultural. PER MUSI (UFMG), p. 75-85, 2014.

8.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. No exílio, contra o isolamento: intelectuais comunistas, frentismo e questão democrática nos anos 1970. Estudos Avançados, v. 28, p. 41-58, 2014.

9.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. Art et Engagement politique lors du processus brésilien de retour à la democratie: la question des 'patroulles idéologiques' (1978-1981). Bresil(s), v. 5, p. 125-148, 2014.

10.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. Esquerdas, política e cultura no Brasil (1950-1970) um balanço historiográfico. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, v. 0, p. 35, 2014.

11.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. A breve primavera antes do longo inverno: uma cartografia da cultura brasileira antes do Golpe de Estado de 1964. História Unisinos, v. 18, p. 418-428, 2014.

12.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2014NAPOLITANO, M.. A formação da MPB e sua trajetória histórica (1965-1982). Revista Humania del Sur, v. 9, p. 51-63, 2014.

13.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2013NAPOLITANO, M.. Suicidas e foliões: chanchada, carnavalização e realismo no filme Tudo azul, de Moacyr Fenelon (1951). Estudos Historicos (Rio de Janeiro), v. 26, p. 133-153, 2013.

14.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2011NAPOLITANO, M.. A relação entre arte e política: uma introdução teórico-metodológica. Temáticas (UNICAMP), v. 37-38, p. 25-56, 2011.

15.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2011NAPOLITANO, M.. O golpe de 64 e o regime militar brasileiro: apontamentos para uma revisão bibliográfica. Contemporanea - Historia y problemas del siglo XX, v. 2, p. 208-217, 2011.

16.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2010NAPOLITANO, M.. MPB: a trilha sonora da abertura política (1975/1982). Estudos Avançados, v. 24, p. 389-402, 2010.

17.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2010NAPOLITANO, M.. A Música Brasileira na década de 1950. Revista USP, v. 87, p. 56-73, 2010.

18.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2009NAPOLITANO, M.. ?O Fantasma de um clássico?: recepção e reminiscências de Favela dos Meus Amores (Humberto Mauro, 1935). Significação (UTP), v. 32, p. 157-170, 2009.

19.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2007NAPOLITANO, M.. Hstória e música popular: um mapa de leitura e questões. Revista de História (USP), v. 157, p. 153-172, 2007.

20.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2006NAPOLITANO, M.. A historiografia da Música Popular Brasileira: síntese bibliográfica e desafios atuais da pesquisa histórica. ArtCultura (UFU), v. 8, p. 135-150, 2006.

21.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2005NAPOLITANO, M.. O olhar tropicalista sobre a cidade de São Paulo. VARIA HISTÓRIA (UFMG. IMPRESSO), Belo Horizonte, v. 21, n.34, p. 504-520, 2005.

22.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2004NAPOLITANO, M.. Cultura como instrumento de transformação social: limites e possibilidades. Revista Idéias, São Paulo, v. 32, p. 221-235, 2004.

23.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2004NAPOLITANO, M.. A MPB sob suspeita: a censura musical vista pela ótica dos serviços de vigilância política (1968-1981). REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (IMPRESSO), São Paulo, v. 24, n.47, p. 103-126, 2004.

24.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2003NAPOLITANO, M.. Allegro ma non Danzante: O Nacional-Popular em ?O Banquete? de Mário de Andrade. Latin American Music Review, Austin, Texas, v. 24, n.1, 2003.

25.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2003NAPOLITANO, M.. Hoje preciso refletir um pouco: ser social e tempo histórico na obra de Chico Buarque de Hollanda 1971/1978. HISTÓRIA (SÃO PAULO), Assis, v. 22, n.1, p. 115-134, 2003.

26.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2003NAPOLITANO, M.. A janela de Carolina e o espelho de Lindonéia: duas antimusas de um mundo que se desagrega. ArtCultura (UFU), Uberlândia (MG), v. 1, p. 9-16, 2003.

27.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2001NAPOLITANO, M.. A arte engajada e seus públicos (1955-1968). Estudos Historicos (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 28, p. 103-124, 2001.

28.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2001NAPOLITANO, M.. Eu organizo o movimento, eu oriento o carnaval: uma leitura comparativa das trajetórias de Edu Lobo e Caetano Veloso nos anos 60. Revista de Ciências Humanas (Curitiba), Curitiba, v. 10, n.1, p. 229-243, 2001.

29.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2000NAPOLITANO, M.; WASSERMAN, M. C. . Desde que o samba é samba: a questão das origens no debate historiográfico sobre a música popular brasileira. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (IMPRESSO), São Paulo, v. 20, n.39, p. 167-189, 2000.

30.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2000NAPOLITANO, M.. Já temos um passado: 40 anos do LP 'Chega de Saudade'. Latin American Music Review, Austin, Texas, v. 21, n.1, p. 59-65, 2000.

31.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2000NAPOLITANO, M.. O conceito de MPB nos anos 60. História. Questões e Debates, Curitiba, v. 16, n.31, p. 11-30, 2000.

32.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS2000NAPOLITANO, M.. A canção engajada no Brasil e no Chile: uma perspectiva comparada. Caderno de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, v. 14, p. 17-23, 2000.

33.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1999NAPOLITANO, M.. Do Sarau Ao Comício: Inovação Musical No Brasil (1959/1963). Revista USP, São Paulo, n.41, p. 168-187, 1999.

34.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1999NAPOLITANO, M.. A Música Popular Brasileira nos anos 60: apontamentos para um balanço historiográfico. História. Questões e Debates, Curitiba (PR), v. 28, p. 123-149, 1999.

35.
NAPOLITANO, M.1998NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. ; A Invenção da Música Popular Brasileira:Um Campo de Reflexão Para A História Social. Latin American Music Review, Austin, v. 19, n.01, p. 92-105, 1998.

36.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1998NAPOLITANO, M.; VILLAÇA, M. M. . Tropicalismo: As Relíquias do Brasil em Debate. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (IMPRESSO), São Paulo, v. 18, n.35, p. 53-75, 1998.

37.
NAPOLITANO, M.1998NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. ; A Canção Engajada No Brasil. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, v. 24, n.241, 1998.

38.
NAPOLITANO, M.1997NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. ; La Cancion Comprometida En Brasil. Cuadernos Americanos. Nueva Época, México, v. 5, n.65, 1997.

39.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1997NAPOLITANO, M.. Arte e Revolução: Entre O Artesanato dos Sonhos e A Engenharia das Almas(1917-1968). Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n.8, p. 07-20, 1997.

40.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1996NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. . Nós, Que Amávamos Tanto A Democracia: Protestos de Rua Contra O Regime Militar. Caderno de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, n.07, p. 52-60, 1996.

41.
NAPOLITANO, M.1996NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. ; Tradição e Ruptura: A Chave do Sucesso da Moderna Cancão Brasileira. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, v. 21, p. 24-29, 1996.

42.
NAPOLITANO, M.;NAPOLITANO, MARCOS1995NAPOLITANO, M.. Representações Políticas No Movimento Diretas-Já. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 15, n.29, p. 207-219, 1995.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
NAPOLITANO, M.. Coração Civil: a vida cultural brasileira sob o regime miltar (1964-1985) - ensaio histórico. 1. ed. São Paulo: Intermeios - Casa de Artes e Livros, 2017. v. 1. 397p .

2.
NAPOLITANO, M.. História do Brasil República: da queda da Monarquia ao fim do Estado Novo. 1. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2016. v. 1. 172p .

3.
NAPOLITANO, M.. 1964:História do Regime Militar Brasileiro. 1. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2014. v. 1. 365p .

4.
NAPOLITANO, M.; MOTTA, R. P. S. (Org.) ; CZAJKA, R. (Org.) . Comunistas Brasileiros: cultura política e produção cultural. 1. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013. v. 1. 362p .

5.
MORETTIN, E. (Org.) ; NAPOLITANO, M. (Org.) ; KORNIS, Mônica (Org.) . HIstória e Documentário. 1. ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2012. v. 1. 322p .

6.
NAPOLITANO, M.. A síncope das idéias: a questão da tradição na música popular brasileira. 1. ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2007. v. 1. 159p .

7.
NAPOLITANO, M.; MORETTIN, E. (Org.) ; SALIBA, E. (Org.) ; CAPELATO, M. H. (Org.) . História e Cinema. 1. ed. São Paulo: Editora Alameda, 2007. v. 1. 389p .

8.
NAPOLITANO, M.. Como usar o cinema em sala de aula. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2003. v. 1. 249p .

9.
NAPOLITANO, M.. Cultura e Poder no Brasil Contemporâneo (1977/1984). 1. ed. Curitiba: Juruá, 2002. v. 1. 178p .

10.
NAPOLITANO, M.. História e Música - História Cultural da Música Popular. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2002. v. 01. 117p .

11.
NAPOLITANO, M.. Seguindo a canção: engajamento político e indústria cultural na MPB (1959/1969). 1. ed. São Paulo: Anna Blume / FAPESP, 2001. v. 1. 370p .

12.
NAPOLITANO, M.. Cultura Brasileira: utopia e massificação (1950-1980). 1. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2000. v. 1. 136p .

13.
NAPOLITANO, M.. Como Usar A Tv Em Sala de Aula. 1. ed. São Paulo: Editora Contexto, 1999. 137p .

14.
NAPOLITANO, M.. O Regime Militar Brasileiro (1964-1985). 1. ed. São Paulo: Editora Atual, 1998. 108p .

Capítulos de livros publicados
1.
NAPOLITANO, MARCOS. The Brazilian Military Regime (1964-1985). In: William Beezley. (Org.). Oxford Research Enciclopedia of Latin American History. 1ed.New York City: Oxford University Press, 2018, v. 1, p. 1-29.

2.
NAPOLITANO, M.; GREEN, J. ; SCHPUN, M. . Résistance culturelle e vie politique sous la dictadure au Brésil. In: Monbica Schpun; James Green. (Org.). 1964: la dictadure brésilienne et son legs. 1ed.Paris: Le Poisson Volante, 2018, v. ', p. 186-208.

3.
RIBEIRO, D. R. ; NAPOLITANO, M. . Crises políticas a golpismo atávico na História recente do Brasil. In: André Machado; Maria Rita Toledo. (Org.). Golpes na História e na Escola: O Brasil dos séculos XX e XXI. 1ed.São Paulo: Editora Cortez / Anpuh-SP, 2017, v. 1, p. 49-74.

4.
NAPOLITANO, M.; VILLAÇA, M. M. . O ensino de história e os 'passados dolorosos' - A questão das ditaduras na América Latina. In: Tatyana Maia; Miriam Hermeto; Luis Alberto Alves;Claudia Ribeiro. (Org.). Reconstruindo o passado: o papel insubstituível do ensino de história. 1ed.Porto Alegre: Editora da PUCRS, 2016, v. 1, p. 155-196.

5.
NAPOLITANO, M.. Arte e política no Brasil: história e historiografia. In: André Egg; Artur Freitas; Rosane Kaminski. (Org.). Arte e política no Brasil: modernidades. 1ed.São Paulo: Editora Perspectiva, 2015, v. 1, p. 15-46.

6.
NAPOLITANO, M.. A emoção e a regra: apontamentos para uma história social da MPB. In: Claudia Neiva de Matos; Fernanda Teixeira de Mederos; Leonardo Davino de Oliveira. (Org.). Palavra Cantada: estudos transdisciplinares. 1ed.Rio de Janeiro: EDUERJ/FAPERJ, 2015, v. 1, p. 267-287.

7.
NAPOLITANO, M.. A Resistência cultural durante o regime militar brasileiro: um novo olhar historiográfico. In: Rodrigo Patto Sá Motta. (Org.). Ditaduras Militares: Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. 1ed.Belo Horizonte: Editora UFMG, 2015, v. 1, p. 193-212.

8.
NAPOLITANO, M.. HIstória e memória da resistência cultural durante o regime militar brasileiro. In: DOHLNIKOFF, Miriam; ALONSO, Angela. (Org.). 1964: do Golpe à democracia. 1ed.São Paulo: Hedra, 2015, v. 1, p. 201-212.

9.
NAPOLITANO, M.. Os historiadores na 'batalha da memória': resistência e transição democrática no Brasil. In: Samanta Viz Quadrat; Denise Rollemberg. (Org.). História e Memória das Ditaduras do século XX (Volume 1). 1ed.Rio de Janeiro: Editora FVG, 2015, v. 1, p. 96-108.

10.
NAPOLITANO, M.. Midia e cidadania na história recente do Brasil. In: Marcos Antonio de Menezes ; Murilo Borges Silva. (Org.). Escrita na água: história, sociedade e cultura. 1ed.Curitiba: Editora CRV, 2014, v. 1, p. 123-132.

11.
NAPOLITANO, M.. Political activists, playboys and hippies: musical movements and symbolic representations of Brazilian youths in the 1960s. In: Pablo Vila. (Org.). Music and Youth Culture in Latin America. 1ed.Oxford / New York: Oxford University Press, 2014, v. 1, p. 204-224.

12.
NAPOLITANO, M.. A ?estranha derrota?: os comunistas e a resistência cultural ao Regime Militar (1964-1968). In: Marcos Napolitano; Rodrigo Czajka; Rodrigo Patto Sá Motta. (Org.). Comunistas Brasileiros: cultura política e indústria cultural. 1ed.Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013, v. 1, p. 317-338.

13.
NAPOLITANO, M.. The era of song festivals: a fundamental moment in Musica Popular Brasileira (MPB), 1966-1968. In: Anaïs Fléchet; Pascale Goetschel; Patricia Hidiroglou; Sophie Jacotot; Caroline Moine; Julie Verlaine. (Org.). Une histoire des festivals xxe-xxie siècle. 1ed.Paris: Publications de la Sorbonne, 2013, v. 1, p. 79-88.

14.
NAPOLITANO, M.. Zwischen Erinnerung und Geschichtsschreibung: Der Widerstand gegen das brasilianische Militärregime (1964-1985). In: Shadia Husseini de Araújo; Lisa Tschorn; Tobias Schmitt. (Org.). Widerständigkeiten im ?Land der Zukunft? Andere Blicke auf und aus Brasilien. 1ed.Munster (Alemanha): Unrast Verlag, 2013, v. 1, p. 171-180.

15.
NAPOLITANO, M.. Nunca é cedo para se fazer história: O documentário Jango, de Silvio Tendler. In: Marcos Napolitano; Eduardo Morettin; Mônica Kornis. (Org.). História e Documentário. 1ed.Rio de Janeiro: FGV Editora, 2012, v. 1, p. 151-178.

16.
NAPOLITANO, M.. Já temos um passado: quarenta anos do LP 'Chega de Saudade'. In: Walter Garcia. (Org.). João Gilberto. 1ed.São Paulo: Cosac Naify, 2012, v. 1, p. 354-361.

17.
NAPOLITANO, M.. "Vencer Satã só com orações": políticas culturais e cultura de oposição no Brasil dos anos 1970. In: Denise Rollemberg; Samantha Vaz Quadrat. (Org.). A construção social dos regimes autoritários: legitimidade, consenso e consentimento no século XX. 1ed.Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2011, v. vol.2, p. 145-174.

18.
NAPOLITANO, M.. A MPB na era da TV. In: Ana Paula Ribeiro; Marco Roxo; Igor Sacramento. (Org.). História da Televisão no Brasil. 1ed.São Paulo: Contexto, 2010, v. 1, p. 85-106.

19.
NAPOLITANO, M.. Sambistas ou Arianos?: A Crítica Racista e a Higienização Poética do Samba nos Anos 1930 e 1940. In: Maria Luiza Tucci Carneiro; Federico Croci. (Org.). Tempos de fasciscmos: ideologia, intolerância, imaginário. São Paulo: EDUSP / Imprensa Oficial, 2010, v. 1, p. 421-432.

20.
NAPOLITANO, M.. Cultura. In: Carla Pinsky. (Org.). Novos temas nas aulas de história. 1ed.São Paulo: Editora Contexto, 2009, v. , p. 73-94.

21.
NAPOLITANO, M.. A Música Popular Brasileira nos anos de chumbo do regime militar. In: SALA, Massimiliano ; ILLIANO, Roberto. (Org.). Music and Dictatorship in Europe and Latin America. 1ed.Turnhout (Belgica)-Lucca: Brepols Publishers, 2009, v. 1, p. 641-671.

22.
NAPOLITANO, M.. Monumentalização e escrita filmica da história: uma comparação entre Danton e Amistad. In: Eduardo MORETTIN; Maria Helena CAPELATO; Elias Tomé SALIBA; Marcos NAPOLITANO. (Org.). História e Cinema: dimensões históricas do audiovisual. 1ed.São Paulo: Alameda Editorial / História Social-USP, 2007, v. , p. 65-83.

23.
NAPOLITANO, M.. Cultura. In: PINSKY, Jaime. (Org.). o Brasil no contexto (1987-2007). 1ed.São Paulo: Editora Contexto, 2007, v. 1, p. 139-150.

24.
NAPOLITANO, M.; Pinsky, Jaime . Cultura. In: Pinkky, Jaime. (Org.). Brasil en contexto. 1ed.Cali: Programa Editorial Universidade del Valle, 2007, v. 1, p. 95-.

25.
NAPOLITANO, M.. Forjando a revolução, remodelando o mercado: arte engajada no Brasil (1956-1968). In: Jorge Ferreira; Danião Aarão Reis. (Org.). Nacionalismo e reformismo radical (coleção "As esquerdas no Brasil"). 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007, v. 2, p. 585-617.

26.
NAPOLITANO, M.. Aquarela do Brasil. In: Arthur Nestrovski. (Org.). Lendo Música. São Paulo: Publifolha, 2007, v. 1, p. 119-139.

27.
NAPOLITANO, M.. O caso das patrulhas ideológicas na cena cultural brasileira do final dos anos 1970. In: João Roberto Martins Filho. (Org.). O golpe de 64 e o regime militar: novas perspectivas. 1ed.São Carlos: Editora da Universidade Federal de São Carlos-EDUFSCAR, 2006, v. , p. 39-46.

28.
NAPOLITANO, M.. Fontes audiovisuais: a história depois do papel. In: Carla Bassanezi Pinsky. (Org.). Fontes Históricas. 1ed.São Paulo: Editora Contexto, 2005, v. 1, p. 235-290.

29.
NAPOLITANO, M.. A Chronology of Brazilian Political History: 1960/2002. In: CODATO, Adriano. (Org.). Political Transition and Democratic Consolidation: Studies on Contemporary Brazil. 1ed.Haupaugge (NY): Nova Science Publishers, 2005, v. 1, p. -.

30.
NAPOLITANO, M.. MPB: totem e tabu da vida musical brasileira. In: Varios autores. (Org.). Anos 70: trajetórias. 1ed.São Paulo: Iluminuras / Itau Cultural, 2005, v. 1, p. 125-132.

31.
NAPOLITANO, M.. O tesouro perdido: a experiência da resistência no campo da cultura - Brasil (1969/1976). In: Marionilde Brepohl de Magalhães ; Cristina Lopreato ; André Duarte. (Org.). A banalização da violência: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt. 1ed.Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004, v. 1, p. 275-283.

32.
NAPOLITANO, M.. Cidade de Deus: dilemas da narrativa fílmica do povo brasileiro sob uma perspectiva historiográfica. In: Teresa Malatian; Marisa Leme; Ivan Aparecido Noel. (Org.). As múltiplas dimensões da política e da narrativa. 1ed.Franca/São Paulo: Olho D' àgua e Programa de Pós-Graduação em História/UNESP-Franca, 2004, v. 1, p. 219-232.

33.
NAPOLITANO, M.. Os festivais da canção como eventos de oposição ao regime militar (1966-1968). In: Daniel Reis Filho; Marcelo Ridenti; Rodrigo Sá Motta. (Org.). O golpe e a ditadura militar: 40 anos depois (1964-2004). 1ed.Bauru: EDUSC, 2004, v. 1, p. 203-216.

34.
NAPOLITANO, M.. História Contemporânea: pensando a estranha história sem fim. In: Leandro Karnal. (Org.). História na sala de aula. 1ed.São Paulo: Contexto, 2003, v. 1, p. 163-184.

35.
NAPOLITANO, M.. Cultura, modernidade e brasilidade. In: Maria Manuela Ribeiro ; Renato Lopes Leite ; Artur Isaia. (Org.). Portugal-Brasil no século XX: sociedade, cultura e ideologia. 1ed.Bauru: Editora Sagrado Coração (EDUSC), 2003, v. 1, p. 295-307.

36.
NAPOLITANO, M.. Escola e Indústria Cultural: entre o mesmo e o outro. In: Pedroso, Leda ; Bertoni, Luci. (Org.). Indústria cultural e educação: reflexões críticas. 1ed.Araraquara: JM Editora, 2002, v. , p. 113-128.

37.
NAPOLITANO, M.. A Televisão Como Documento. In: Circe Maria Bittencourt. (Org.). O saber histórico na sala de aula. 03ed.São Paulo: Editora Contexto, 1997, v. , p. 149-162.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
NAPOLITANO, M.. A esquerda brasileira diante da crise do petismo. Revista Brasileiros, São Paulo, 01 out. 2016.

2.
NAPOLITANO, M.. A rebelião das classes médias e a crise política brasileira. A rebelião das classes médias e a crise política brasileira, São Paulo, 12 set. 2016.

3.
NAPOLITANO, M.. OK, vamos falar sobre corrupção. Revista Brasileiros, São Paulo, p. 64 - 67, 01 jun. 2016.

4.
NAPOLITANO, M.. Foi golpe ou não foi golpe?. Revista Brasileiros, São Paulo, 21 abr. 2016.

5.
NAPOLITANO, M.. A crise brasileira em perspectiva histórica. Revista Brasileiros, São Paulo, 18 abr. 2016.

6.
NAPOLITANO, M.. A estratégia da corda bamba. Revista Brasileiros, São Paulo, p. 42 - 43, 01 ago. 2015.

7.
NAPOLITANO, M.. O que aconteceu com o Brasil em 31 de março de 1964?. Brasileiros, São Paulo, p. 94 - 95, 17 mar. 2014.

8.
NAPOLITANO, M.. O coro dos descontentes. Revista Nossa História, Rio de Janeiro/São Paulo, p. 66 - 69, 26 nov. 2005.

9.
NAPOLITANO, M.. A rica cultura oprimida. Desvendando a história, São Paulo, p. 59 - 59.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
NAPOLITANO, M.. A Música Popular Brasileira em 1968. In: 1968: 40 anos depois (História e Memória), 2009, Rio de Janeiro. 1968: 40 anos depois (História e Memória). Rio de Janeiro: 7 Letras, 2008. v. 1. p. 91-104.

2.
NAPOLITANO, M.. A produção do silêncio e da suspeita: a violência do regime militar contra a MPB dos anos 70. In: V Congresso do ramo latinoamericano da International Association for the Study of the Popular Music (IASPM), 2005, Rio de Janeiro. Anais do V Congresso da IASPM-Latin America. Rio de Janeiro: IASPM/Unirio (anais eletrônicos), 2004.

3.
NAPOLITANO, M.. Mário de Andrade e a cultura moderna brasileira. In: Portugal-Brasil: uma visão interdisciplinar do século XX, 2004, Coimbra. Idem. Coimbra: Quarteto, 2003. v. 1. p. 285-300.

4.
NAPOLITANO, M.. Engenheiros das almas ou vendedores de utopia? A inserção do artista intelectual engajado no Brasil dos anos 1970. In: Seminário 1964/2004 - 40 anos do golpe militar, 2004, Rio de Janeiro. Anais do seminário ?1964-2004: 40 Anos do Golpe - Ditadura militar e resistência no Brasil. Rio de Janeiro: FAPERJ/ 7 Letras, 2004. v. 1. p. 309-321.

5.
NAPOLITANO, M.. Música Popular Brasileira nos anos 70: entre a resistência política e o consumo cultural. In: V Congresso Latino Americano de IASPM*, 2002, México. Actas del V Congresso. Chile: IASPM, 2002.

6.
NAPOLITANO, M.. A indústria fonográfica no Brasil e a MPB (1959/1979). In: IV Conferência Internacional de História das Empresas / III Congresso Bras.História Econômica, 1999, Curitiba. Anais da IV Conf.Internacional de História das Empresas / III Congresso Bras.História Econômica. Curitiba: UFPR / ABPHE, 1999.

7.
NAPOLITANO, M.. A História Social da Arte e suas fronteiras. In: XX Simpósio Nacional de História, 1999, Florianópolis. História e Fronteiras - Anais do XX Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH /Humanitas, 1999. v. II. p. 901-913.

8.
NAPOLITANO, M.. O conceito de linha evolutiva na Música Popular Brasileira. In: II Seminário Latino Americano de Musicologia, 1998, Curitiba. Anais do II Seminário Latino Americano de Musicologia. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1998. p. 291-313.

9.
NAPOLITANO, M.; CAPELATO, M. H. ; ALMEIDA, C. ; NAPOLITANO, M. ; GURGUERA, F. . Linguagens e Ensino de História. In: Idem, 1996. II Encontro Perspectivas do Ensino de História - Anais. São Paulo.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
NAPOLITANO, MARCOS. Latinskaya Amerika: as relações entre a União Soviética e a América Latina (1955-1962). In: XIII Encontro Internacional da ANPHLAC, 2018, Mariana, MG. Unión, Libertad...Venceremos!. Mariana: UFOP, 2018. v. 1. p. 184-185.

2.
NAPOLITANO, M.. A música em Rio, Zona Norte: os impasses de um projeto estético-ideológico de esquerda nos anos 1950. In: XXV Símpósio Nacional de História, 2009, Fortaleza. XXV Simpósio Nacional de História - História e Ética. Fortaleza, 2009. v. 1. p. 320-320.

3.
NAPOLITANO, M.. Orgulho Vadio: canção e trabalho no Brasil. In: III Simpósio Nacional de História Cultural, 2006, Florianópolis. Caderno de Programação e Resumos. Florianópolis: GT de História Cultural - ANPUH, 2006. p. 185-185.

4.
NAPOLITANO, M.. O fonograma como produto cultural - o caso dos três primeiros longplays de João Gilberto (1959/1961). In: VI Cogresso da Associação INternacional para o Estudo da Música POpular (IASPM) - Ramo Latinoamericano, 2005, Buenos Aires. Música Popular - Exclusion, inclusion social y subjetividad en America Latina. Buenos Aires: Secretaria de Cultura - Presidencia de la Nacion (Argentina), 2005. v. 1. p. 83-84.

5.
NAPOLITANO, M.. cinema, poder e monumentalização: uma análise comparada dos filmes Amistad e Danton. In: XXIII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. História, Guerra e Paz - XXIII Simpósio Nacional - Anpuh. Londrina: Editorial Midia, 2005. v. 1. p. 322-322.

6.
NAPOLITANO, M.. Batalha de Argel - a questão da estética da fome e da violência no cinema político dos anos 1960. In: XVII Encontro Regional de História, 2004, Campinas. O lugar da História - XVII Encontro Regional da ANPUH-SP. São Paulo: ANPUH - Núcleo Regional de São Paulo, 2004. p. 203-203.

7.
NAPOLITANO, M.. Cidade de Deus: dilemas da narrativa fílmica sobre o povo brasileiro. In: XXII Simpósio Nacional de História, 2003, João Pessoa. Cadernos de Resumos do XXII Simpósio Nacional de História. João Pessoa: Universidade Federal da Paraína / Associação Nacional de História, 2003. v. 1. p. 267-267.

8.
NAPOLITANO, M.. O fonograma como fonte de pesquisa histórica sobre música popular. In: XIV Congresso da ANPPOM - Associação de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, 2003, Por to Alegre. Programas e Resumos de Comunicações. Porto Alegre: Programa de Pós-Graduação em Música - UFRGS, 2003. v. 1. p. 40-41.

9.
NAPOLITANO, M.. Toda história é remorso?Crônicas e memórias sobre a MPB. In: XV Excontro Regional de História, 2000, São Paulo. História 2000 - Perspectivas. Bauru: Editora da Universidade Sagrado Coração, 2000. v. 1. p. 207-207.

10.
NAPOLITANO, M.. Eu organizo o movimento, eu oriento o carnaval: uma leitura comparativa entre Caetano Veloso e Edu Lobo nos anos 60. In: I Congresso de Humanidades: diálogo entre os saberes, 2000, Curitiba. I Congresso de Humanidades: diálogo entre os saberes. Curitiba: Setor de Humanas / Imprensa Universitária, 2000. v. 1. p. 196-196.

11.
NAPOLITANO, M.. Engajamento Político e Indústria Cultural na MPB. In: XX Simpósio Nacional de História, 1999, Florianópolis. Cadernos de Resumos do XX Simpósio.... São Paulo: ANPUH NACIONAL, 1999. p. 572-572.

12.
NAPOLITANO, M.; NAPOLITANO, M. ; Música Engajada No Brasil e No Chile: Uma Perspectiva Comparada. In: Idem, 1997. XIX Simpósio Nacional de História - Cadernos de Resumos. Belo Horizonte.

13.
NAPOLITANO, M.. O tropicalismo no contexto dos festivais. In: Seminário: Tropicalismo , a explosão e seus estilhaços, 1997, Brasília. Cadernos de Resumo Seminário "Tropicalismo,a explosão e seus estilhaços". Brasília: Departametno de Teoria Literária - Universidade de Brasília, 1997.

14.
NAPOLITANO, M.; NAPOLTANO, M. ; A Canção Engajada No Brasil. In: Idem, 1996. VIII Congreso Internacional de La Federacion Internacional de Estudios sobre America Latina e Caribe. Talca(Chile).

Apresentações de Trabalho
1.
NAPOLITANO, M.. Coração Civil: arte, resistência e lutas culturais durante o regime militar brasileiro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
NAPOLITANO, MARCOS. Resistência cultural contra a ditadura militar: conceito, dinâmicas e variáveis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
NAPOLITANO, MARCOS. Ensino e audiovisual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
RIDENTI, M. ; NAPOLITANO, M. ; MOTTA, R. P. S. . Democracia política e tradições golpistas na história republicana brasileira.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
NAPOLITANO, MARCOS. O audiovisual no ensino de história. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
NAPOLITANO, M.. A Memória da ditadura militar: entre traumas e tabus. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
NAPOLITANO, MARCOS. Arte e Política na Russia Revolucionária. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
NAPOLITANO, M.. HIstória do Regime Militar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
NAPOLITANO, M.. Entre a consciência da resistência e da derrota: a literatura brasileira durante o regime miltar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
NAPOLITANO, M.. A resistência cultural durante o regime militar brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
NAPOLITANO, M.. Padrões de construção social da memória sobre as ditaduras; uma proposta de comparação entre Brasil e Argentina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
NAPOLITANO, M.. O golpe e o regime militar na historiografia: balanços e perspectivas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
XAVIER, I. ; NAPOLITANO, M. . Manifestações culturais de contestação. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
NAPOLITANO, M.. Forms of cultural resistance. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

15.
NAPOLITANO, M.. Luttes culturelles et construction mémorielle sur le régime militaire brésilien. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
NAPOLITANO, M.. Arte, lutas culturais e resistência durante o regime militar brasileiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
NAPOLITANO, M.. O regime militar brasileiro: memória e cultura. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
NAPOLITANO, M.. O artista e o estado autoritário: mercado e políticas culturais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
NAPOLITANO, M.. Os comunistas e o cinema nacional popular dos anos 1950. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
NAPOLITANO, M.. Música, História e Política. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
NAPOLITANO, M.. A resistência cultural e o mito da 'ditabranda'.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
NAPOLITANO, M.. Suicidas e Foliões: carnavalização e realismo em 'Tudo Azul' (Moacyr Fenelon, 1951). 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
NAPOLITANO, M.. Canção e Nacional-Populismo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
NAPOLITANO, M.. As intereferências do real no melodrama musical de esquerda: uma análise do filme 'Agulha no Palheiro! (Alex Viany, 1953). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
NAPOLITANO, M.. A emoção e a regra: apontamentos para uma história social da MPB. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

26.
NAPOLITANO, M.. A Estranha derrota: a resistência comunista ao regime militar brasileiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
NAPOLITANO, M.. A imprensa brasileira durante o regime militar (1964-1985). 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
NAPOLITANO, M.. Les historiens dans la bataille de la memoire: regard sur la résistance à la dictature er la transition démocratique au Brésil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
NAPOLITANO, M.. Bossa Nova et Jazz: deux matrices de la musique engagée brésilienne (1961-1963). 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
NAPOLITANO, M.. Análise de filmes em sala de aula. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
NAPOLITANO, M.. Aquarela do Brasil comme monument national. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
NAPOLITANO, M.. A Música em Rio, Zona Norte: os impasses de um projeto estético-ideológico de esquerda nos anos 1950. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
NAPOLITANO, M.. A pesquisa em música popular. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M. ; NAVES, S. . A cultura brasileira em 1968. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

35.
NAPOLITANO, M.. Cultura e política nos anos 70: entre a memória e a história. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
NAPOLITANO, M.; ULHOA, M. ; Garcia, Tania . Historiografia da Música Popular. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
NAPOLITANO, M.. A modernização do Brasil e a era JK. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
NAPOLITANO, M.. A MPB no período da Ditadura Militar. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
NAPOLITANO, M.. Midia e cidadania na história recente do Brasil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
NAPOLITANO, M.. A cultura na era JK. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
NAPOLITANO, M.. I Encontro de Música e Midia. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

42.
NAPOLITANO, M.. Entre o artesanato dos sonhos e a engenharia das almas: o artista intelectual engajado nos anos 70. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

43.
NAPOLITANO, M.. Os festivais da canção como eventos de oposição ao regime militar. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

44.
NAPOLITANO, M.. Simpósio INternacional "40 anos do golpe de 1964: novos diálogos, novas perspectivas". 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

45.
NAPOLITANO, M.. A produção do silêncio e da suspeita: a MPB sob o regime militar (1969/1976). 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
NAPOLITANO, M.. Batalha de Argel: a questão da estética da fome e da violência no cinema político dos anos 1960. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
NAPOLITANO, M.. História da Cultura e Política Cultural. 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

48.
NAPOLITANO, M.. Padrões de consumo da MPB nos anos 1960 e 1970. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

49.
NAPOLITANO, M.. Projetos Nacionais e Projetos Estéticos no Brasil (1950/1970). 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
NAPOLITANO, M.. Para uma história cultural da música popular. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
NAPOLITANO, M.. Mário de Andrade e a Cultura Brasileira Moderna. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

52.
NAPOLITANO, M.. O ser e o tempo na obra de Chico Buarque de Hollanda. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

53.
NAPOLITANO, M.. A TV em sala de aula. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
NAPOLITANO, M.. Resistindo à Indústria Cultural. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

55.
NAPOLITANO, M.. O tesouro perdido: a experiência coletiva da resistência no campo da cultura - Brasil (1969/1976). 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

56.
NAPOLITANO, M.. Aspectos da montagem cinematográfica. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

57.
NAPOLITANO, M.. A canção engajada. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

58.
NAPOLITANO, M.. Música Popular nos anos 70. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

59.
NAPOLITANO, M.. Brasilidade, Modernidade e Radicalismo (1922/1979). 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

60.
NAPOLITANO, M.; CONTIER, A. . O Banquete de Mário de Andrade: história e ideologia. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

61.
NAPOLITANO, M.. Musica e História do Brasil. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
NAPOLITANO, M.. JOão Goulart: um personagem em busca de uma história. Rio de Janeiro: Editora FGV/CPDOC, 2012 (Resenha).

2.
NAPOLITANO, M.. Sem título. Belo Horizonte, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

3.
NAPOLITANO, M.. Resenha "Brasilidade Revolucionária" de Marcelo Ridenti. Uberlândia: Editora Universidade Federal de Uberlândia, 2011 (Resenha).

4.
NAPOLITANO, M.. Sem título. São Paulo, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

5.
NAPOLITANO, M.. Lenguajes, imaginarios y mediaciones en la canción popular montevideana (1962-1999). Austin: University of Texas Press, 2005 (Resenha).

6.
NAPOLITANO, M.. Festivais da Canção. Rio de Janeiro: Campus, 2004 (Verbete).

7.
NAPOLITANO, M.. MPB. Rio de Janeiro: Campus, 2004 (Verbete).

8.
NAPOLITANO, M.. Resenha: Auxilio luxuoso: Samba simbolo nacional, geracao Noel Rosa e industria cultural. Austin: University of Texas Press, 2004 (Resenha).

9.
NAPOLITANO, M.. O retorno do reprimido: o lugar da música 'cafona' na historiografia da cultura brasileira. São Paulo: Editora 34/Programa Linteratura Brasileira - USP, 2004 (Resenha).

10.
NAPOLITANO, M.. Ao encontro da palavra cantada. Austin (EUA): University of Texas Press, 2003 (Resenha).

11.
NAPOLITANO, M.. Feitiço Decente. Curitiba: Editora da UFPR, 2002 (Resenha).

12.
NAPOLITANO, M.. Em busca do tempo perdido: utopia revolucionária e cultura engajada no Brasil. Curitiba: Editora UFPR, 2001 (Resenha).

13.
NAPOLITANO, M.; CZAJKA, R. . A flor e o canhão: a Bossa Nova e a música de protesto no Brasil (1958/1968). Curitiba: Editora UFPR, 2001. (Tradução/Artigo).

14.
NAPOLITANO, M.. Tradição e Modernidade: João Gilberto e a revolução musical brasileira. Curitiba: Editora UFPR, 1999 (Resenha).

15.
NAPOLITANO, M.. Multidões em cena: um outro olhar sobre o varguismo e o peronismo. Curitiba: Editora da UFPR, 1999 (Resenha).

16.
NAPOLITANO, M.. Do amor e outros demônios. São Paulo: Contexto/ANPUH, 1996 (Resenha).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
NAPOLITANO, M.; Teixeira, M. . 1964: ciclo de reportagens especiais. 2014.

Processos ou técnicas
1.
MARCO, V. ; SACRINI, M. ; PLASTINO, C. E. ; ARAUJO, C. ; HOSSNE, A. ; MEGIANI, A. P. ; PELLEGRINO, G. ; NAPOLITANO, M. . Práticas de Leitura e Escrita Acadêmica. 2016.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NAPOLITANO, M.; Teixeira, M. . Sobre o golpe de 1964. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
Alonso, A. ; Teixeira, M. ; NAPOLITANO, M. . Proclamação da República. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
NAPOLITANO, M.. História do Brasil Independente. 2013; Tema: História do Brasil Império e História do Brasil República. (Site).

2.
MORETTIN, E. ; NAPOLITANO, M. . História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação. 2013; Tema: História, cinema e televisão. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
FRANCO, S. M. ; NAPOLITANO, M. . Dossiê 'Politica y Sociedad en la Historia del Brasil Contemporaneo. 2018. (Editoração/Periódico).

2.
FLECHET, A. ; NAPOLITANO, M. . Dossiê 'Musique et politique en Amérique Latine, XXe-XXIe siècles' - Nuevo Mundo Mundos Nuevos. 2015. (Editoração/Periódico).

3.
NAPOLITANO, M.. Seminário - Pesquisa em História Política e Cultural. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
MOLINA, S. ; NAPOLITANO, M. . História da Canção Brasileira. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
MOLINA, S. ; NAPOLITANO, M. . História da Canção Brasileira. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
NAPOLITANO, M.; Teixeira, M. . 1964: Programas Especiais. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

7.
ABREU, A. R. ; NAPOLITANO, M. ; CATELLI JR, R. ; SACHETTA, P. . Memórias da Ditadura. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - HomePage(WebSite)).

8.
MOLINA, S. ; NAPOLITANO, M. . História da canção brasileira. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
NAPOLITANO, M.. História da Cançao Brasileira. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
NAPOLITANO, M.; FLECHET, A. ; COMPAGNON, O. ; MORETTIN, E. ; AGUIAR, C.A. ; PELLEGRINO, G. ; ALENCASTRO, L.F. . Exercícios de História Cultural Conectada: Brasil, França, América latina. 2012. (Relatório de pesquisa).

11.
NAPOLITANO, M.. O uso do cinema em sala de aula.. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

12.
NAPOLITANO, M.; DANTAS, e. ; COSTA, M. . Projeto Cinema e Escola - FDE/SP. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Ficha Técnica).

13.
NAPOLITANO, M.. A música popular brasileira e a oposição ao regime militar (1969/1981). 2008. (Relatório de pesquisa).

14.
NAPOLITANO, M.; MORETTIN, E. ; CAPELATO, M. H. ; SALIBA, E. . História e Cinema: dimensões históricas do audiovisual. 2007. (Editoração/Livro).

15.
NAPOLITANO, M.. História, memória e historiografia da música popular brasileira. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

16.
NAPOLITANO, M.. Samba, mediadores e Lutas culturais. 2006. (Palestra).

17.
NAPOLITANO, M.. História da Música Popular Brasileira. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

18.
NAPOLITANO, M.. História Cultural. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

19.
NAPOLITANO, M.. Revista História, Questões e Debates -Dossie Golpe Militar. 2004. (Editoração/Periódico).

20.
NAPOLITANO, M.. História da Música Popular Brasileira. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
NAPOLITANO, M.; Ochoa, A . Actas del V Congresso Latino Americano del IASPM (Musicologia). 2002. (Editoração/Anais).

22.
NAPOLITANO, M.. História, Questões e Debates (35) - Dossiê Violência. 2001. (Editoração/Periódico).

23.
NAPOLITANO, M.. Juízo Histórico e Juízo de Valor na Música. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

24.
NAPOLITANO, M.; VILLAÇA, M. M. ; WASSERMAN, M. C. . Projeto Alta Fidelidade - Apoio à Pesquisa Histórica em Música Popular Brasileira. 2000. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Home Page (Web Site)).

25.
NAPOLITANO, M.. História Social da Canção. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

26.
NAPOLITANO, M.. História Questões e Debates (31)- Dossiê MPB. 1999. (Editoração/Periódico).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
NAPOLITANO, M.; ROSSI, D. . Além da Pele (canções de resistência ao regime militar). 2002 (Assessoria Histórica para Espetáculo cênico musical).

2.
NAPOLITANO, M.; ROSSI, D. . História do Samba. 2000 (Assessoria Histórica para Espetáculo cênico musical).

Demais trabalhos
1.
NAPOLITANO, M.. Tipologias da música brasileira renovada - 1965 / 1968. 2000 (Apresentação de Trabalho - Seminário) .

2.
NAPOLITANO, M.. Seguindo A Canção: Engajamento Político e Indústria Cultural Na Trajetória da Música Popular Brasileira (1959/1969). 1999 (TESE DE DOUTORADO) .

3.
NAPOLITANO, M.. Nós, Que Amávamos Tanto A Democracia - Protestos de Rua Contra O Regime Militar Na Grande Sp - 1977/1984. 1994 (DISSERTAÇÃO DE MESTRADO) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MOTTA, M. H. S.; MOTTA, R. P. S.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Georgia de Oliveira. Jango (Silvio Tendler, 1984): um documentário que fez história. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
GARCIA, M.; EGG, A. A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Thayla Walzburger Melo. Os sons da dissonância: a arte do protesto nas músicas de Raul Seixas e Secos e Molhados em tempos de autoritarismo (1973-1974). 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

3.
NAPOLITANO, M.; CAMARGO, E. P.; SIQUEIRA, R.. Participação em banca de Mônica Teixeira. 1964 na USP: O IPM da Faculdade de Medicina como uma produção da direita paulista. 2018. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

4.
ORTELLADO, P.; SIMIS, A.; Meleiro, A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Gabriela Andrietta. Políticas para exibição cinematográfica: a experiência internacional. 2017. Dissertação (Mestrado em ESTUDOS CULTURAIS) - Universidade de São Paulo.

5.
REIS Filho, Daniel A.; CORDEIRO, J.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Diogo Eduardo Moyses Carvalho dos Santos. A memória das ditaduras (Brasil e Argentina) pelo olhar infantil no cinema contemporâneo. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

6.
CZAJKA, R.; NAPOLITANO, M.; TOTTI, M.. Participação em banca de Thiago Bicudo Castro. Arthur Poerner entre estudantes e intelectuais (1964-1968). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
CARLONI, K.; REIS Filho, Daniel A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Alexrandre Irigiyen Vander Velden. A experiência do cinema engajado brasileiro através de Cabra Marcado para Morrer: entre o cinema e a história. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

8.
IGLECIAS, W.; BRAGA, M. B.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Jorge Caceres Olave Junior. A Ditadura Militar no Brasil e no Chile: um estudo comparativo da participação dos militares e civis na trama golpista. 2016. Dissertação (Mestrado em Integração da América Latina) - Universidade de São Paulo.

9.
MORETTIN, E.; CAMPOS, F.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Robson Scarassati Bello. O videogame como representação histórica: Narrativa, espaço e jogabilidade em Assassin's Creed (2007-2015). 2016. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

10.
NUNES, S. C.; SOUSA, R. L.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Larissa Guedes Tokunaga. Coquetel Molotov contra o sistema: a construção do arquétipo de um sujeito anarcopunk no documentário Punk Molotov - Rio de Janeiro (1983-1984). 2016. Dissertação (Mestrado em Humanides, Direitos e Outras Legitimidades) - Universidade de São Paulo.

11.
GARCIA, W.; NAPOLITANO, M.; OLIVA, J.. Participação em banca de Lucas Marchezin. Nas quebradas do mundaréu: O samba paulistano na voz de Plínio Marcos, Geraldo Filme, Zeca da Casa Verde e Toniquinho Batuqueiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Culturas e Identidades Brasileiras) - Universidade de São Paulo.

12.
OLIVA, J.; NAPOLITANO, M.; CARVALHO, S.. Participação em banca de Paulo Cesar Torres da Silva. As canções da Ópera do malandro a partir dos estudos da paródia, do grotesco e da alegoria. 2016. Dissertação (Mestrado em Culturas e Identidades Brasileiras) - Universidade de São Paulo.

13.
NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M.; COSTA, M. C. C.; BUCCI, E.. Participação em banca de Laura Mattos Soares Quintas. Roque Santeiro e a ditadura militar brasileira em três atos: a política por trás das telas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

14.
VILLAÇA, M. M.; NAPOLITANO, M.; TOLEDO, E. T.. Participação em banca de Nayre Carolina Gomes Luz. Entre o marginal e o oficial: o samba e a crítica musical no Diário de Notícias do Rio de Janeiro (1930-1930). 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de São Paulo.

15.
LOUREIRO, I. M.; PACHECO, A. P.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de João Carlos Ribeiro Junior. Literatura e política nos romances de Patrícia Galvão. 2015. Dissertação (Mestrado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada)) - Universidade de São Paulo.

16.
MOTTA, R. P. S.; NAPOLITANO, M.; MOTTA, M. H. S.. Participação em banca de Gabriel Amato Bruno de LIma. Aula prática de Brasil: ditadura, estudantes universitários e imaginário nacionalista no Projeto Rondon (1967-1985). 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Minas Gerais.

17.
VASCONCELLOS, C. M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Agda Araújo Sardinha Pinto. O discurso identitário nos museus de Rio Branco, Acre: uma análise de narrativas expostitivas.. 2014. Dissertação (Mestrado em Museologia) - Universidade de São Paulo.

18.
NAPOLITANO, M.; BITTENCOURT, C. M. F.; FERNANDES, A. T. C.. Participação em banca de Laís Alves Sanchez. Ensino de história indígena através do cinema: uma experiência pedagógica. 2014. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

19.
Kaminski, Rosane; FREITAS, A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de José Gustavo Bononi. Traços do Visível: indícios fotográficos da constituição de um grupo de vanguarda (Teatro Oficina - 1958-1964). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

20.
Garcia, Tania; NAPOLITANO, M.; PINHEIRO, M. S.. Participação em banca de Natalia Ayo Schimiedecke. Tomemos la historia en nuestras manos: utopia revolucionária e música popular no Chile (1966-1973). 2013. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

21.
CAPELATO, M. H.; Garcia, Tania; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Caio de Souza Gomes. Quando um muro separa, uma ponte une: conexões transnacionais na canção engajada na América latina (anos 1960 e 1970). 2013. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

22.
MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.; BORGES, C. S.. Participação em banca de Tainah Negreiros Oliveira de Souza. A memória recriada: história e imagem em La Jetée (1962) e Sans Soleil (1982) de Chris Marker. 2013. Dissertação (Mestrado em Meios e Processos Audiovisuais) - Universidade de São Paulo.

23.
NAPOLITANO, M.; PELLEGRINO, G.; OLIVEIRA, L. M. B.. Participação em banca de Camilla Fontes de Souza. La accion cambiante: da luta armada aos direitos humanos nos cartazes argentinos (1973-1984). 2013. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

24.
MORETTIN, E.; XAVIER, I.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Sergio Eduardo Alpendre de Oliveira. O mal-estar da sociedade americana e sua representação no cinema (1975-1978). 2013. Dissertação (Mestrado em Meios e Processos Audiovisuais) - Universidade de São Paulo.

25.
MOTTA, M. H. S.; FURTADO, J. P.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Natalia Cristina Batista. Nos palcos da história: teatro, política e liberdade (1965-1967). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Minas Gerais.

26.
VICENTE, E.; MENDES, Eduardo S.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Sandra Maria de Oliveira. Hibridações: um estudo sobre as canções do compositor Zeca Baleiro. 2012. Dissertação (Mestrado em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

27.
JAREMTCHIK, D.; GOLDBERG, S.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Fabrícia Cabral de LIra Jordão. O núcleo de arte contemporânea da Universidade Federal da Paraíba 1978/1985. 2012. Dissertação (Mestrado em Artes) - Universidade de São Paulo.

28.
NAPOLITANO, M.; BIZERRIL, M.; ROTTA, Jeane C.. Participação em banca de Ana Constância Macedo de Faria. O cinema e a concepção de ciência por estudantes do ensino médio. 2011. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade de Brasília.

29.
NAPOLITANO, M.; OLIVEIRA, M. R.; GONCALVES, J.. Participação em banca de Lisandra Barbosa Macedo. Ginga Catarina: manifestações do samba em Florianópolis na década de 1930. 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

30.
SEGRILLO, Angelo; LIMA, Neide J.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Valéria Garcia de Oliveira. Carne de Fieras, Barrios Bajos e Aurora de Esperanza: o melodrama anarquista na produção cinematográfica da CNT durante a Guerra Civil Espanhola. 2011. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

31.
GERVAISEAU, Henri; SOARES, Rosana L.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Krishna Gomes Tavares. A luta operária no cinema militante de Renato Tapajós. 2011. Dissertação (Mestrado em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

32.
CANGUÇU, E.; CRUZ, H.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Washington Kuklinski Pereira. O traço e a pena: a campanha abolicionista de Angelo Agostini na Rev.Ilustrada. 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

33.
RAGO, A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Maurício Tintori Piqueira. Entre o entretenimento e a crítica social: a Telenovela Moderna da Rede Globo de Televisão e a formação de uma nova identidade nacional (1969-1975). 2010. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

34.
MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.; GERVAISEAU, Henri. Participação em banca de Priscila de Almeida Xavier. Representação cinematográfica e história institucional: uma análise dos filmes sobre o Instituto Butantã (1928-1953). 2010. Dissertação (Mestrado em Meios e Processos Audiovisuais) - Universidade de São Paulo.

35.
FREDERICO, C.; Silva, D.M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Mauricio Mello. O encontro da cutlura popular e dos meios de comunicação na obra de Solano Trindade. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

36.
NAPOLITANO, M.; Melo, Victor; Medeiros, S.. Participação em banca de Celso Branco. Noel Rosa e Chico Buarque comparados: a construção da tradição na canção popular brasileira. 2008. Dissertação (Mestrado em História Comparada) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

37.
Oliveira, D.; Sandman, M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Ulisses Quadros de Moraes. Políticas públicas e produção de música popular em Curitiba 1971-1983. 2008. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

38.
NAPOLITANO, M.; MORETTIN, E.; MACHADO, R.. Participação em banca de Daniela Pinto Senador. Das primeiras experiências ao fenômeno Zé do Caixão: um estudo sobre o modo de produção e a recepção dos filmes de José Mojica Marins-1953/1967. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

39.
CARLINI,A.; NAPOLITANO, M.; BUDASZ, R.. Participação em banca de Fernando Menon. Jeunesses Musicales e sua representação civil no Paraná: Juventude Musical Brasileira 8º Região PR/SC. 2008. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Federal do Paraná.

40.
NAPOLITANO, M.; FICO, C.; JANE, J.. Participação em banca de Maika Lois Carocha. Pelos Versos das canções: um estudo sobre o funcionamento da censura musical durante a ditadura militar brasileira (1964-1985). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

41.
NAPOLITANO, M.; Domingues, D.; Peccinini, D. Participação em banca de Carolina Amaral de Aguiar. Videoarte no MAC-USP: o suporte de idéias nos anos 1970. 2007. Dissertação (Mestrado em Estética e História da Arte) - Universidade de São Paulo.

42.
NAPOLITANO, M.; MORETTIN, E.; CARNEIRO, Maria L.Tucci. Participação em banca de Rodrigo Archangelo. Um Bandeirante nas telas de São Paulo: o discurso adhemarista em cinejornais (1947-1956). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

43.
NAPOLITANO, M.; MAGALHAES, M. B.; MARCHI, E.. Participação em banca de Maria Ximena Alvarez. O discurso dos militares para uma democracia sem conflitos: Uruguai em ditadura e sua fundação discursiva (1973/1985). 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

44.
Matos, E.; NAPOLITANO, M.; Alcantara, P.. Participação em banca de Marta Ouchar de Brito. O cinema e suas possibilidades metodológicas para o ensino de literatura. 2006. Dissertação (Mestrado em Educacao) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

45.
CAPELATO, M. H.; NAPOLITANO, M.; BAGGIO, K.. Participação em banca de Carine Dalmas. Brigadas muralistas e cartazes de propaganda da Experiência Chilena (1970-1973). 2006. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

46.
SILVA, H.elenice R.; RIBEIRO, L. C.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Ozias Paese Neves. Revista Civilização Brasileira (1965-1968): uma cultura de esquerda no cenário político ditatorial. 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

47.
NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M.; LOURENCO, F. A.. Participação em banca de Rodrigo Czajka. Páginas da Resistência: intelectuais e cultura na revista de civilização brasileira. 2005. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

48.
NAPOLITANO, M.; OLIVEIRA, M. R.; MARSHALL, F.. Participação em banca de Marcelo Robson Teo. A Vitrola Nostálgica: música e constituição cultural em Florianópolis (1930/1940). 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

49.
NAPOLITANO, M.; CERRI, L. F.; COSTA, R. C. D.. Participação em banca de Selma de Fátima Bonifácio. História e(m) quadrinhos: análises sobre a história ensinada na arte sequêncial. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

50.
NAPOLITANO, M.; BUENO, R. I.; AZEVEDO, M.. Participação em banca de Claudiomiro Vieira da Silva. A reinvenção do passado em "Tropical Sol da Liberdade". 2005. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal do Paraná.

51.
NAPOLITANO, M.; BAPTISTA, S.; SALLAS, A. L. F.. Participação em banca de Ana Paula Peters. De ouvido no rádio: os programas de auditório e o choro em Curitiba. 2005. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná.

52.
NAPOLITANO, M.; MAGALHAES, M. B.; MOTTA, R. P. S.. Participação em banca de Lorena Beghetto. O pesadelo comunista ameaça o Ocidente: o anticomunismo na Revista Seleções do Readers Digest (1946/1960). 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

53.
NAPOLITANO, M.; MAGALHAES, M. B.; BRANDAO, A.. Participação em banca de Arthur Correa. Estética da contestaçao: as artes plásticas nos anos de chumbo (Paraná - 1968/1973). 2003. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

54.
NAPOLITANO, M.; SILVEIRA, L.. Participação em banca de Rosane Kaminski. Imagens em Revistas Curitibanas (anos 70). 2003. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

55.
NAPOLITANO, M.; VIEIRA, C. E.; BENCOSTTA, M. L.. Participação em banca de Ana Carolina Caldas. O Centro Popular de Cultura no Paraná (1959/1964): encontros e desencontros entre arte, educação e política. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

56.
NAPOLITANO, M.; RIBEIRO, L. C.; MOTTA, R. P. S.. Participação em banca de Andrea Wosniak Gimenez. O medo da revolução na terra dos pinheirais: anticomunismo em Curitiba (1954-1964). 2003. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

57.
BAPTISTA, S.; NAPOLITANO, M.; STOLL, J.. Participação em banca de Daniella Rosito Muchelena Munhoz. Graffitti: uma etnografia dos atores da escrita urbana de Curitiba. 2003. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Paraná.

58.
NAPOLITANO, M.; DALESSIO, M.; PEREIRA, M. B.. Participação em banca de Andressa Maria Villar Ramos. A liberdade permitida: contradições, limites e conquistas do movimento pela anistia (1975/1980). 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

59.
NAPOLITANO, M.; LUPORINI, T. J.; SOZIM, M.. Participação em banca de Vanessa Saboia Zappia. A utilização da programação televisiva em sala de aula: a prática nas escolas de Ponta Grossa. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

60.
NAPOLITANO, M.; SALLAS, A. L. F.. Participação em banca de Eduardo Henrique Martins Lopez. A atuação da indústria fonográfica norte-americana no mercado da música rock/pop na década de 1960. 2002. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná.

61.
NAPOLITANO, M.; BAPTISTA, S.. Participação em banca de Patricia Rodrigues Esmanhoto. Imagem e representação: cinema e antropologia. Uma etnografia do pensamento moderno. 2002. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Paraná.

62.
NAPOLITANO, M.; RIBEIRO, L. C.; TABORDA, M.. Participação em banca de André Mendes Capraro. Football, uma prática elitista e civilizadora: investigando o ambiente social e esportivo paranaense do início do século XX. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

63.
NAPOLITANO, M.; MATOS, M. I.. Participação em banca de Valéria Aparecida Alves. Pra não dizer que não falei dos festivais: música e política na década de 60. 2001. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

64.
NAPOLITANO, M.; PRADO, M. L.; ORIENT, E. S.. Participação em banca de Fernando José Amed. História ao portador: interlocução privada e deslocamento no exercício da escrita de cartas de João Capistrano de Abreu (1853-1927). 2001. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

65.
NAPOLITANO, M.; JUSSARA, T.. Participação em banca de Regina Kawka Martins. O ensino de história no Paraná: legislações e práticas. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

66.
NAPOLITANO, M.; SCHIMIDT, M. A.. Participação em banca de Geraldo Balduino Horn. Teoria e Método em História: implicações didático-pedagógicas. 1995. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

Teses de doutorado
1.
STRECK, Lenio; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Danilo Pereira Lima. Legalidade e autoritarismo: o papel dos juristas na consolidação da ditadura militar de 1964. 2018. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

2.
MORETTIN, E.; MACHADO, R.; NAPOLITANO, M.; AUTRAN, Artur; OLIVEIRA, L.. Participação em banca de Izabel de Fátima Cruz Melo. Cinema, circuitos culturais e espaços formativos: novas sociabilidades e ambiência na Bahia (1968-1978). 2018. Tese (Doutorado em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

3.
NAPOLITANO, M.; MAGALHAES, M. B.; HEGEMEYER, R.; CARNEIRO JUNIOR, R.; URIZZI, E.. Participação em banca de David Antonio de Castro Netto. Nossos comerciais, por favor: ditadura militar e propaganda no Brasil. 2018. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

4.
GOLDBERG, S.; JAREMTCHIK, D.; WISNIK, G. T.; TORRES, F. L.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Fabrícia Cabral de LIra Jordão. As atuações e contribuições institucionais de artistas e intelectuais no campo das artes visuais durante o período da redemocratização brasileira (1974-1989). 2018. Tese (Doutorado em Artes) - Universidade de São Paulo.

5.
CANCELLI, E.; DALLARI, P.; NAPOLITANO, MARCOS; SPEKTOR, M.; GAUER, R.. Participação em banca de Julio Pignata Cattai. A Revolta dos fatos contra a lei: antitotalitarismo e modernização jurídica no Brasil da Guerra Fria.. 2018. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

6.
NAPOLITANO, M.; PALOMANES, F.; ROLLEMBERG, D.; RIDENTI, M.; FREIRE, A. G.. Participação em banca de Rodrigo Pezzonia. Exílio em Português: política e vivências de brasileiros em Portugal (1974-1982). 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

7.
RIDENTI, M.; NAPOLITANO, M.; NETTO, M. N.; ZAN, J. R.; FAVARETTO, C.. Participação em banca de Sheyla Castro Diniz. Desbundados e marginais: MPB e contracultura nos anos de chumbo (1969-1974). 2017. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

8.
PALOMANES, F.; SECCO, L. F.; FERREIRA, S. A.; MARTINHO, F. C. P.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Eloisa da Silva Aragão. Sophia de Mello Breyner Andresen: militância antifascista a partir da crise do Estado Novo (1958-1974). 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

9.
ROLLEMBERG, D.; FICO, C.; SACRAMENTO, I.; KNAUSS, P.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Katia Iracema Krause. O Brasil de Amaral Neto, o reporter (1968-1985). 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

10.
PALOMANES, F.; NAPOLITANO, M.; ARAUJO, M. P.; CAPELATO, M. H.; SCHIMIDT, B. B.. Participação em banca de Celso Ramos Figueiredo Filho. Partido Operário Comunista (POC): história e memória de uma organização marxista-leninista (1968-1971). 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

11.
PINHEIRO FILHO, F.; VICENTE, E.; MICELI, S.; ZAN, J. R.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Lucas Marcelo Tomaz de Souza. Construção e autoconstrução de um mito: análise sociológica da trajetória artística de Raul Seixas. 2016. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

12.
CANCELLI, E.; NAPOLITANO, M.; CHAVES, W. S.; SILVA, A. M. D.; OLIVEIRA, L.. Participação em banca de Renata Costa Reis de Meirelles. Acender as velas já é profissão: a atuação da Anistia Internacional em relação ao Brasil durante a ditadura. 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

13.
ROLLEMBERG, D.; CANCELLI, E.; NAPOLITANO, M.; CHAVES, W. S.; RIBEIRO, M. C. B.. Participação em banca de Fabio Lucas da Cruz. Brasileiros no exílio: Argel com local estratégico para a militância política (1965-1979). 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

14.
Ikeda, A.; NETO, Carlos Machado; Pinto, M.I.B.; NAPOLITANO, M.; PARANHOS, A.. Participação em banca de Ligia Nassif Conti. A memória do samba na capital do trabalho: os sambistas paulistanos e a construção de uma singularidade para o samba de São Paulo (1968-1991). 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

15.
MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.; SOARES, Rosana L.; MACHADO, R.; AUTRAN, Artur. Participação em banca de Margarida Maria Adamatti. A crítica cinematográfica no jornal alternativo Opinião: frentismo, estética e política nos anos setenta. 2015. Tese (Doutorado em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

16.
PINHEIRO FILHO, F.; NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M.; MICELI, S.; FREIRE FILHO, J. B. M.. Participação em banca de Marcelo Garson Braule Pinto. A Jovem Guarda e a Construção Social da Juventude na Indústria Cultural. 2015. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

17.
Kaminski, Rosane; PINTO, P. P.; NAPOLITANO, M.; GRUNER, C.; GUIMARAES, D. A.. Participação em banca de Luiz Carlos Sereza. Quebrando o silêncio: uma análise da ideia de serial killer en The Silence of the Lambs (1980-2002). 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

18.
TOTA, A. P.; PALOMANES, F.; NAPOLITANO, M.; LUCA, T.; LIMONCIC, F.. Participação em banca de Lindercy Francisco Tome de Souza Lins. To sell a product or to sell an idea: a propaganda oficial do Brasil nos Estados Unidos da América. 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

19.
MEHY, J.C.S.B.; KARNAL, L.; VASCONCELOS, J. A.; GOMES, A. M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Leandro Seawright Alonso. Ritos da Oralidade: a tradição messiânica de protestantes no Regime Militar Brasileiro. 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

20.
SCHAPOCHINIK, N.; SALIBA, E.; NAPOLITANO, M.; SOUZA, M. M. E.; ABDALA, R. D.. Participação em banca de João Rafael Coelho Cursino dos Santos. A cultura como protagonista do processo de reconstrução da cidade de São Luiz do Paraitinga/SP. 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

21.
MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.; FURTADO, J. P.; MAUAD, A. M.; FONSECA, T. N. L. E.; OLIVEIRA, B. J.. Participação em banca de Rodrigo de Almeida Ferreira. Cinema, história pública e Educação: circularidade do conhecimento histórico em Xica da Silva (1976) e Chico Rei (1985). 2014. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais.

22.
CITELLI, A.; COSTA, M. C.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Maria do Carmo Souza de Almeida. Prática educomunicativa com o cinema nas licenciaturas. 2014. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

23.
MEHY, J.C.S.B.; TOTA, A. P.; NAPOLITANO, M.; SOUZA, M. G.; LIMA, J. C. P.. Participação em banca de Glauber Cícero Ferreira Biazo. Entre a ditadura e a democracia: história oral da vida acadêmica (FFLCH-USP)". 2014. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

24.
MORETTIN, E.; XAVIER, I.; NAPOLITANO, M.; KORNIS, Mônica; FARIA, J. R.. Participação em banca de Reinaldo Cardenuto Filho. O cinema político de Leon Hirszman (1976-1981): engajamento e resistência durante o regime militar brasileiro. 2014. Tese (Doutorado em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

25.
QUELUZ, M. L.; RAMOS, P. E.; PORTELLA, J. R. B.; PINTO, P. P.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Rodrigo Otávio dos Santos. Rock e Quadrinhos nas páginas da Revista Chiclete com Banana (1985-1990). 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

26.
ZAN, J. R.; GARCIA, W.; NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M.; FENERICK, J. A.. Participação em banca de Daniela Vieira dos Santos. As representações da nação nas canções de Chico Buarque e Caetano Veloso: do nacional-popular à mundialização. 2014. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

27.
STARLING, H.; DUARTE, R. H.; LIMA, N. T.; MIRANDA, W. M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Marcela Telles Elian de Lima. Canção Sertaneja e a política agrária durante a ditadura militar. 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Minas Gerais.

28.
Reis, Paulo; Oliveira, Dennison; Meleiro, A.; Kaminski, Rosane; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Ulisses Quadros de Moraes. Políticas públicas para o audiovisual: as isenções fiscais e os limites entre o Estado e a inciativa privada (1986-2010). 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

29.
CAPELATO, M. H.; NAPOLITANO, M.; PRADO, M. L.; VALLEJOS, R.; FERRERAS, N.. Participação em banca de Carine Dalmás. Frentismo cultural em prosa e verso: comparações, conexões e circulação de idéias entre comunistas brasileiros e chilenos (1935-1948). 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

30.
SALIBA, E.; NAPOLITANO, M.; MORAES, J.G.V.; ELEUTERIO, M. L.; IAZETTA, F.. Participação em banca de Theophilo Augusto Pinto. Gente que brilha quando os maestros se encontram: música e músicos da Era de Ouro do rádio brasileiro (1945-1957). 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

31.
CANCELLI, E.; NAPOLITANO, M.; NAXARA, M.; GERTZ, R.; CAPELATO, M. H.. Participação em banca de Sergio Luiz Marlow. Confessionalidade a toda prova: o sínodo evangélico luterano do Brasil e a questão do germanismo e do nacional socialismo alemão durante o governo Vargas no Brasil. 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

32.
OLIVEIRA, L. L.; LUSTOSA, I.; GARCHET, H. B.; CASTRO, C.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Vicente Saul Moreira dos Santos. Minha alma canta, vejo o Rio de Janeiro: a Zona Sul carioca entre crônicas e canções. 2013. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

33.
Alambert, F.; FREITAS, A.; NAPOLITANO, M.; VENANCIO FILHO, P.; SPRICIGO, V.. Participação em banca de Tiago Machado de Jesus. Revelar o cenário, emprestar a paisgem: o trabalho in situ de Daniel Buren e o sistema de arte (1967-1987). 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

34.
ROLLEMBERG, D.; DIAS, M. T.; QUADRAT, S.; NAPOLITANO, M.; NAVES, S.. Participação em banca de Luisa Quarti Lamarão. A crista é a parte mais superficial da onda: mediações culturais na MPB (1968-1982). 2012. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

35.
CONTIER, A.; MORAES, J.G.V.; NAPOLITANO, M.; MOJOLA, C.A.; NOGUEIRA, M.F.P.. Participação em banca de Maria Lucia Suzigan. Tom Jobim e a moderna música popular brasileira - os anos 1950/60. 2012. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

36.
Menezes, Paulo; NAPOLITANO, M.; Augusto, M.H.O.; MIGLIORIN, C. A.; PEREIRA, Miguel. S.. Participação em banca de Paulo Cesar de Almeida Scarpa. Cinema e Realismo: Frederick Wiseman. 2012. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

37.
FERREIRA, M. M.; KORNIS, Mônica; CALABRE, L.; MARTINS, A.L.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Wolney Vianna Malafaia. Imagens do Brasil: o cinema novo e as metamorfoses da identidade nacional. 2012. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

38.
DEMANT, P.; FARAH, P. D.; LESSA, S. N.; CASTRO, C.M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Cesar Henrique de Queiroz Porto. Uma reflexão do Islã na Mídia Brasileira: televisão e mundo muçulmano. 2012. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

39.
RIDENTI, M.; NAPOLITANO, M.; ZAN, J. R.; ORTIZ, R.; DIAS, M. T.. Participação em banca de Daniela Ribas Ghezzi. Música em transe: o momento crítico da emergência da MPB (1958-1968). 2011. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

40.
SÁ, Simone P.; RIDENTI, M.; NAVES, S.; NAPOLITANO, M.; REIS Filho, Daniel A.. Participação em banca de Gustavo Alonso. Cowboys do asfalto: música sertaneja e modernização brasileira. 2011. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

41.
MORAES, J.G.V.; NAPOLITANO, M.; GARCIA, W.; VILELA, Ivan; NETO, Carlos Machado. Participação em banca de Priscila Gomes Correa. Do Cotidiano urbano à cultura: as canções de Caetano Veloso e de Chico Buarque. 2011. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

42.
SOARES, Ismar; FRANCO, M.; SETTON, M.G.; COSTA, M. C. C.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Claudia de Almeida Mogadouro. Educomunicação e escola: o cinema como mediação possível (desafios, práticas e proposta). 2011. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

43.
MICELI, S.; NAVES, S.; ABREU, M.; IDARGO, A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Lilian Alves Sampaio. Vaidade e ressentimento dos músicos populares e o universo musical do Rio de Janeiro no início do século XX. 2011. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

44.
CAPELATO, M. H.; NAPOLITANO, M.; PALOMANES, F.; PIGENET, Michel; GROPPO, Bruno. Participação em banca de Angelica Muller. A resistência do movimento estudantil brasileiro contra a ditadura e o retorno da UNE à cena pública (1969-1979). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

45.
CONTIER, A.; MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.; BURMESTER, A. M.; JUNQUEIRA, Mary Anne. Participação em banca de Flávio Vilas-Boas Trovão. O 'Exército Inútil' de Robert Altman: cinema e política (1983). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

46.
NAPOLITANO, M.; MOTTA, R. P. S.; NVES, Lucilia; STARLING, Heloisa. Participação em banca de Miriam Hermeto. Gota D'Agua: um evento no campo artístico-intelectual brasileiro (1975-1980). 2010. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Minas Gerais.

47.
NAPOLITANO, M.; ETCHEBEHERE, L.; MESGRAVIS, L.; BARBOSA, Wilson N.; FAUSTINO, E.. Participação em banca de Edison Minami. Casamento misto e ecumenismo em São Paulo (1958-1978). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

48.
BOSI, E.; ZAN, J. R.; STARLING, Heloisa; JARDIM, G.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Ivan Vilela Pinto. Cantando a própria história. 2010. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Universidade de São Paulo.

49.
NAPOLITANO, M.; CATANI, Afrani; Menezes, Paulo; ARAUJO, Samuel; FREIRE, Marcius. Participação em banca de Denise Tavares da Silva. As viagens de Salles, Solanas e Sarquis: identidade em travessias. 2009. Tese (Doutorado em Integração da América Latina) - Universidade de São Paulo.

50.
Alambert, F.; NAPOLITANO, M.; GARCIA, W.; BASTOS, Manoel Dourado; SALLES, P.T.C. Participação em banca de Maria Elisa Pereira. Você sabe de onde eu venho? O Brasil dos cantos de guerra (1942-1945). 2009. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

51.
GINZBURG, J.; VILLAÇA, A.; UMBACH, R.; SISCAR, M.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Cristiano Augusto Jutgla. Lírica e autoritarismo em A Rosa do Povo, de Carlos Drummond de Andrade. 2008. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) - Universidade de São Paulo.

52.
FICO, C.; NAPOLITANO, M.; ARAUJO, M. P.; PATRIOTA, R.; D'ARAUJO, M.C.. Participação em banca de Miliandre Garcia de Souza. Ou vocês mudam, ou acabam: teatro e política na ditadura militar. 2008. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

53.
MOURA, E. B.; NAPOLITANO, M.; SOUZA, S.A.; CANGUÇU, E.; MEHY, J.C.S.B.. Participação em banca de Creuza de Oliveira Berg. O quinto postulado: mulher, mentalidade e censura no microcosmo sócio-econômico do Pasquim (1969-1985). 2008. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo.

54.
CAPELATO, M. H.; NAPOLITANO, M.; MORETTIN, E.; CARNEIRO, Maria L.Tucci; Silva, F.C.T.. Participação em banca de Wagner Pinheiro Pereira. O império das imagens de Hitler: o projeto de expansão internacional do cinema nazi-fascista (1933-1955). 2008. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

55.
BURMESTER, A. M.; PEREIRA, M. B.; BONZATTO, E.; CRUZ, H.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Andressa Maria Villar Ramos. As sensibilidades coletivas nas ações políticas: a dimensão afetiva no movimento pela Anistia (1975-1980). 2008. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

56.
Augusto, M.H.O.; NAPOLITANO, M.; RIDENTI, M.; Menezes, Paulo; Durand, J.C.. Participação em banca de Eduardo Fragoaz de Souza. A Moeda da arte: a dinâmica dos campos artístico e econômico no patrocínio do CCBB. 2008. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

57.
FERRARESI, C.; Pinto, M.I.B.; MORAES, J.G.V.; CANGUÇU, E.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Rita de Cássia Guimarães. Lima Barreto: a experiência social e cultural na formação dos remediados. 2008. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

58.
AQUINO, M. A.; NAPOLITANO, M.; ALBIERI, S.; RAGO, A.. Participação em banca de Leticia Nunes de Moraes. Cotidiano e Política: em Davi Nasser e Carmem Silva (1963-1973). 2007. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

59.
REIS, Paulo; MAGALHAES, M. B.; MAMMI, L.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Artur Freitas. Contraarte: vanguarda, conceitualismo e arte de guerrilha - 1969/1973. 2007. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

60.
NAPOLITANO, M.; Alencastro, L.F.; FRANK, R.; Chimènes, M.; Ory, P.. Participação em banca de Anaïs Flechet. Aux rythmes du Brésil: exotisme, transferts culturels et apropriations. La musique populaire bresilienne em France au XX e. siècle. 2007. Tese (Doutorado em Histoire) - Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne.

61.
NAPOLITANO, M.; BARBOSA, C. A.; SCHAPOCHINIK, N.; SILVA, Z. L.; OLIVEIRA, F. A.. Participação em banca de Alexandre Felipe Fiuza. Entre um samba e um fado: a censura e a repressão aos músicos no Brasil e em Portugal nas décadas de 1960 e 1970. 2006. Tese (Doutorado em Doutorado) - Universidade Estadual Paulista.

62.
NAPOLITANO, M.; XAVIER, I.; MACHADO, R.; REWALD, R.; SOARES, M. C. P.. Participação em banca de Leandro Rocha Saraiva. Pequenos homens, grandes destinos e ironias líricas: o homem que copiava (Jorge Furtado) e Redentor (Claudio Torres). 2006. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

63.
NAPOLITANO, M.; MATOS, M. I.; RAGO, A.; BORGES, V.; PEDERIVA, A. B.. Participação em banca de Julio Cesar de Oliveira. Noite cheia de estrelas: a paisagem sonora do arraial do Tijuco e da Cidade de Diamantina. 2005. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

64.
NAPOLITANO, M.; PRADO, M. L.; BAGGIO, K.; DALESSIO, M.; CAPELATO, M. H.. Participação em banca de Silvia Cezar Miskulin. Os intelectuais e a política cultural da Revolução (1961/1975). 2005. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

65.
NAPOLITANO, M.; SALIBA, E.; BURMESTER, A. M.; DENIPOTI, C.. Participação em banca de Regina Saboia Iorio. Intrigas e novelas: literatos e literatura em Curitiba na década de 1920. 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

66.
NAPOLITANO, M.; CAPELATO, M. H.; PETERSEN, S.. Participação em banca de Rafael Rosa Hagemeyer. A identidade do cancioneiro antifascista na guerra civil espanhola. 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

67.
NAPOLITANO, M.; MARTINS, L.; FIGUEIREDO, M. C. L.; NOVA, V. L.. Participação em banca de Gilberto Xavier da Silva. Sabor de Veneno: vanguarda paulista na cena artístico-cultural brasileira dos anos 1980. 2004. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

68.
LUCA, T.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de José Estevam Gava. Momento Bossa Nova: arte, cultura e representações sob os olhares da Revista O Cruzeiro. 2003. Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

69.
NAPOLITANO, M.; MOURA, E. B.; SALIBA, E.; TATIT, L.; FRANCO, R. B.. Participação em banca de José Adriano Fenerick. Nem do morro, nem da cidade- O samba e a industria cultural -1920/45. 2002. Tese (Doutorado em História Econômica) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
MORETTIN, E.; XAVIER, I.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Reinaldo Cardenuto. ABC da Greve e Eles não usam Black Tie (Leon Hirszman). 2013. Exame de qualificação (Doutorando em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

2.
SOARES, Rosana L.; MORETTIN, E.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Margarida Maria Adamatti. A crítica cinematográfica em Movimento e Opinião. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em MEIOS E PROCESSOS AUDIOVISUAIS) - Universidade de São Paulo.

3.
NAPOLITANO, M.; MICELI, S.; PINHEIRO FILHO, F.. Participação em banca de Marcelo Garson Braule Pinto. Jovem Guarda - a construção social da juventude na indústria cultural. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

4.
NAPOLITANO, M.; SALLES, P. T.; COSTA, R. L.. Participação em banca de Sergio Molina. Processos composicionais em música popular cantada. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Música) - Universidade de São Paulo.

5.
RIDENTI, M.; GARCIA, W.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Daniela Vieira dos Santos. As Representações da Nação nas Canções de Chico Buarque e Caetano Veloso: do nacional popular à mundialização. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
ROLLEMBERG, D.; NAVES, S.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Luisa Quarti Lamarão. MPB, mediações e indústria fonográfica nos anos 1970. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

7.
NAPOLITANO, M.; CONTIER, A.; MORAES, J.G.V.. Participação em banca de Maria Lucia Suzigan. Tom Jobim: diálogos com Villa Lobos e o impressionismo. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade de São Paulo.

8.
NAPOLITANO, M.; Jordão, C.. Participação em banca de Manoel Dourado Bastos. Notas de Testemunho e recalque: Paulinho da Viola e Chico Buarque (1965-1985. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

9.
AQUINO, M. A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Ronaldo Morais. As práticas normativas e as tensões militares diante da politica do Exército no interior da caserna (1964-1977).. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade de São Paulo.

10.
Alambert, F.; Ikeda, A.; NAPOLITANO, M.. Participação em banca de Maria Elisa Pereira. Você sabe de onde eu venho: música brasileira e esforço de guerra (1942-1945). 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade de São Paulo.

11.
NAPOLITANO, M.; FICO, C.; ARAUJO, M. P.. Participação em banca de Miliandre Garcia de Souza. Ou vocês mudam ou acabam: o processo de politização da censura de diversões públicas através da censura teatral na ditadura militar (1964/1985). 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

12.
NAPOLITANO, M.; MAGALHAES, M. B.. Participação em banca de Artur Freitas. O olho ampliado: conceitualismo e política na arte brasileira. 1969/1973. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal do Paraná.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
NAPOLITANO, M.; ALGRANTI, L.; CANCELLI, E.; LONER, B.; GRINBERG, K.. Concurso docente para História do Brasil Independente. 2013. Universidade de São Paulo.

2.
NAPOLITANO, M.; PUPO, M.; KUHN, P.. Professor de História da Música Brasileira (RDIDP). 2006. Universidade Estadual Paulista.

3.
NAPOLITANO, M.; VIEIRA, C. E.. Professor Assistente de Prática de Ensino em Artes - Departamento de Teoria e Prática Ensino. 2002. Universidade Federal do Paraná.

Livre docência
1.
NAPOLITANO, M.; JUNQUEIRA, Mary Anne; HALL, M.; CANCELLI, E.; DALLARI, P.. História das Relações Internacionais. 2017. Universidade de São Paulo.

2.
JUNQUEIRA, Mary Anne; CAPELATO, M. H.; BEIRED, J. L. B.; THOMAS, L.; NAPOLITANO, M.. História da América. 2015. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
MACHADO, R.; NAPOLITANO, M.; TONI, F. C.; RAMOS, L. F.; VIDAL, D. G.. Som e Meios Audiovisuais. 2015. Universidade de São Paulo.

4.
CANCELLI, E.; LUCA, T.; HALL, M.; BEIRED, J. L. B.; NAPOLITANO, M.. História do Brasil Independente. 2014. Universidade de São Paulo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Simpósio America Latina entre os anos 1960 e 1970.Cultura e Política em Debate. 2018. (Simpósio).

2.
III Simpósio Internacional em História Contemporânea.Resistência cultural durante o Regime Militar Brasileiro. 2016. (Simpósio).

3.
1964: 50 anos depois.Manifestações culturais de oposição: memória e história. 2014. (Seminário).

4.
Brazil: from dictatorschip to democracy.Forms of Cultural Resistance. 2014. (Simpósio).

5.
Seminário 1964-2014: um olhar crítico para não esquecer.História e Memória. 2014. (Seminário).

6.
Simpósio de Música e Ciências Sociais.Música, história e política. 2013. (Simpósio).

7.
XXVII Simpósio Nacional de História.Os comunistas e o cinema nacional popular dos anos 1950. 2013. (Simpósio).

8.
I Colóquio História cultural conectada: Brasil, França, América Latina.O exílio comunista em Paris: 1970/1979. 2012. (Outra).

9.
I Seminário Música e Política.Canção e populismo nos anos 1950. 2012. (Seminário).

10.
Colóquio Comunistas Brasileiros: cultura política e produção cultural.A estranha derrota: a resistência cultural do PCB nos anos 1970. 2011. (Outra).

11.
Filme, história e pensamento.História e Filme musical: o caso de 'Agulha no Palheiro' (Alex Viany, 1953). 2011. (Seminário).

12.
I Colóquio Internacional de História e Música.Música, política e sociedade. 2011. (Outra).

13.
III Congresso Internacional de História. A Imprensa durante o regime militar brasileiro (1964-1985). 2011. (Congresso).

14.
III Encontro de Estudos da Palavra Cantada.Perspectivas diacrônicas da abordagem da palavra cantada. 2011. (Encontro).

15.
Pour une histoire des festivals (XIX e XXe.siècles).The era of song festivals and the institution of Brazilian Popular Music. 2011. (Outra).

16.
Festival da canção Unicamp.Os festivais da canção dos anos 1960. 2010. (Outra).

17.
História e Guerras. Batalha de Argel: cinema e descolonização. 2010. (Congresso).

18.
II Simpósio de Estudos Sobre Cultura.Linguagens e abordagens no campo da performance. 2010. (Simpósio).

19.
Seminário do Grupo de Estudos de Retórica e Argumentação.As narrativas historiográficas da música popular brasileira: entre a história e a memória. 2010. (Seminário).

20.
Où en est l'histoire culturelle du Brèsil?.HIstória cultural do Brasil: linhagens e tendências. 2009. (Encontro).

21.
Semana de História PUC-Campinas.História e Música: desafios metodológicos e quadro historiográfico. 2009. (Outra).

22.
Seminaire d'Histoire et Theorie de la Chanson.Aquarela do Brasil comme monument national. 2009. (Seminário).

23.
XXV Símpósio Nacional de História.A Música em Rio, Zona Norte: os impasses de um projeto estético-ideológico de esquerda nos anos 1950. 2009. (Simpósio).

24.
1958: que Brasil é este?.Arte engajada e Partido Comunista Brasileiro no final dos anos 1950. 2008. (Outra).

25.
68: para não esquecer.Impasses da arte engajada no Brasil em 1968. 2008. (Seminário).

26.
A Música na TV Brasileira.Música e TV nos anos 1960 e 1970. 2008. (Seminário).

27.
I Forum de Pesquisa em Musicologia - Universidade Sagrado Coração (USC).A pesquisa em música popular. 2008. (Outra).

28.
Intercâmbios políticos e mediações culturais nas Américas.MPB e Nueva Canção: diálogos e diferenças. 2008. (Seminário).

29.
Semana de História - UNIFIEO.40 anos de 1968. 2008. (Outra).

30.
XIII Semana de História.1968: Os impasses da cultura engajada no Brasil. 2008. (Outra).

31.
XIX Encontro Regional de História.Batalha de Argel. 2008. (Encontro).

32.
Encontro Regional de História - Associação Nacional de História - Núcleo SC.Midia e cidadania no Brasil. 2006. (Encontro).

33.
III Simpósio Nacional de História Cultural.Orgulho Vadio: a canção brasileira e os mundos do trabalho. 2006. (Simpósio).

34.
Intolerância em tempos de fascismo. Intolerância em tempos de Vargas. 2006. (Congresso).

35.
IV Encontro de Estudos da Realidade Brasileira - Programa de Pós-Graduação em História PUC-SP.A cultura na Era JK. 2006. (Encontro).

36.
Oficina de Projetos - Programa de Pós-Graduação em ´História - UFU.Avaliação de Projetos de Pesquisa. 2006. (Oficina).

37.
Palestra - Instituto de História - Universidade Federal de Uberlândia.História e música. 2006. (Outra).

38.
XXIII Simpósio Nacional de História.Cinema, poder e monumentalização: Uma comparação entre Danton e Amistad. 2005. (Simpósio).

39.
18º Bienal do Livro de São Paulo.O cinema como fonte de aprendizado em sala de aula. 2004. (Outra).

40.
18º Bienal do LIvro de São Paulo.O telejornal como fonte de aprendizado em sala de aula. 2004. (Outra).

41.
Seminário História e Cultura.História e Produção Cultural. 2001. (Seminário).

42.
XXI Simpósio Nacional de História.Música e história do Brasil. 2001. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CZAJKA, R. ; NAPOLITANO, M. ; RIDENTI, M. . A cultura e as artes no Regime Militar. 2014. (Congresso).

2.
CAPELATO, M. H. ; JAREMTCHIK, D. ; NAPOLITANO, M. ; GREEN, J. ; TELES, J. . O golpe de 1964 e a onda autoritária na América Latina. 2014. (Congresso).

3.
NAPOLITANO, M.; ALENCASTRO, L.F. ; AGUIAR, C.A. . I Colóquio "Perspectivas de HIstória cultural conectada: Brasil, França e América Latina". 2012. (Outro).

4.
NAPOLITANO, M.; CZAJKA, R. ; MOTTA, R. P. S. . Colóquio "Comunistas Brasileiros: cultura política e produção cultural". 2011. (Outro).

5.
NAPOLITANO, M.. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP - SIICUSP. 2011. (Outro).

6.
NAPOLITANO, M.; Magalhaes, A.P. ; Purdy,S ; Queiroz, F. . Semana de Graduação em História. 2007. (Outro).

7.
NAPOLITANO, M.; BRAGA, S. . Mostra Silvio Tendler. 2004. (Festival).

8.
NAPOLITANO, M.; BRAGA, S. . Um outro 11 de setembro: 30 anos da queda de Allende. 2003. (Outro).

9.
NAPOLITANO, M.. VIII Encontro Regional de História. 2002. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Marcus Vinicius Assis da Costa. Braço forte. Mão amiga? A tutela militar em tempos de transição no Brasil 1985-90. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Magno Henrique de Souza Freitas. Representações da derrota: a experiência da guerrilha urbana e a violência de Estado nas narrativas políticas da década de 1970. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Fabio Silva de Souza. A cidade do Recife na IV República: sociabilidade, cultura e subdesenvolvimento. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Elton John Farias. Glitter Rock: identidade e mercado fonográfico nos anos 1970. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Cecilia Riquino Heredia. Paradigmas da memória: Comissões da Verdade na Argentina, Paraguai e Brasil. Início: 2017. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

4.
Mélanie Yvonne Louise Toulhoat. Humor gráfico no Brasil durante o regime militar. Início: 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).

5.
Natalia Cristina Batista. A louca corrida do trem: hibridismos e dupla temporalidade na peça O Último Carro (João das Neves), 1964-1978. Início: 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

6.
Eduardo Zayat Chammas. O MDB/PMDB na transição política brasileira (1974-1984). Início: 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

7.
David Ricardo Sousa Ribeiro. Crise política, fim do Estado Novo e Gênese da República de 46 (1943-1946). Início: 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Jorge Pavez Ojeda. Início: 2017. Universidade de São Paulo, Comision Nacional de Invetigacion Cientifica y Tecnologica.

2.
Leandro Alonso Seawright. Início: 2016. Universidade de São Paulo.

Iniciação científica
1.
Alexia Sayuri Hino. A memória do regime militar nas exposições do MAC USP: Entre Atos 1964/1968 e Um dia terá que ter terminado 1969/1974. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
William de Almeida Silva. Iminência de uma guerra: a ditadura militar brasileira e a questão do Vietnã (1964-1968). Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Gustavo Nazario Ferreira Nunes. A volta dos populistas? A representação do conceito de populismo na grande imprensa paulista (1978-1989). Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Mayllon Marques Rodrigues. A luta por redemocratização no Brasil através do fotojornalismo (1977-1984). Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Mariana Rodrigues Rosell. "Artista sem consciência é bobo da corte": frentismo cultural e realismo na dramaturgia brasileira de matriz comunista (1973 - 1979). 2018. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Tiago Bosi Concagh. Pois é, pra quê: Sidney Miller e Sérgio Ricardo entre a crise e a transformação da MPB (1967-1974. 2017. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Cecilia Riquino Heredia. A caneta e a tesoura dinâmicas e vicissitudes da censura musical no regime militar. 2015. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
André Luiz Godoy Ponce. Florão da América: o projeto do Brasil Grande, a política externa e a diplomacia presidencial duante o regime miltar (1964-1973). 2015. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
Fábio Silva de Souza. O Movimento de Cultura Popular do Recife (1959-1964). 2014. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Lucas Monteiro de Oliveira. As dinâmicas da luta pela Anistia na transição política. 2014. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

7.
David Ricardo Sousa Ribeiro. Da crise política ao golpe de estado: conflitos entre o poder executivo e o poder legislativo durante o governo João Goulart. 2013. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

8.
Eduardo Chammas. A ditadura militar e a grande imprensa: os editoriais do Jornal do Brasil e do Correio da Manhã entre 1964-1968. 2012. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

9.
Fernando Seliprandy. Imagens divergentes, conciliação histórica: memória, melodrama e documentário nos filmes 'O que é isso, companheiro?' e 'Hércules 56'. 2012. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

10.
Rafaela Lunardi. Em busca do 'Falso Brilhante': performance e projeto autoral na trajetória de Elis Regina (Brasil, 165-1976). 2011. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

11.
Eloisa Aragão Maues. Em Câmara Lenta, de Renato Tapajós: a história do livro, experiência histórica da repressão e narrativa literária. 2008. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

12.
Graziela Naclério Forte. CAM e SPAM: arte, política e sociabilidade na São Paulo moderna dos anos 1930. 2008. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

13.
Cicero Joao da Costa Filho. Padaria Espiritual: cultura e política em Fortaleza no final do século XIX (1892-1898). 2007. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

14.
Fabio Guilherme Poletto. Tom Jobim e a modernidade musical brasileira (1953-1958). 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

15.
André Acastro Egg. O debate no campo do nacionalismo musical no Brasil (anos 1940 e 1950): o compositor Guerra Peixe. 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

16.
Maria Clara Wasserman. Abre a cortina do passado: A Revista da Música Popular e o pensamento folclorista-Rio de Janeiro (1954/56). 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

17.
Miliandre Garcia de Souza. Do Arena ao CPC: o debate sobre a arte engajada no Brasil (1959/1964). 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

18.
Liana Marisa Justus. Plateias e sociabilidades musicais em Curitiba nas três primeiras décadas do século XX. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

19.
Cinthia Maria Sant'Anna Braga Carneiro. O museu paranaense e Romário Martins: a busca de uma identidade para o Paraná (1902-1928). 2001. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Tese de doutorado
1.
Fernando Seliprandy. Documentário e memória intergeracional das ditaduras (Brasil, Argentina e Chile). 2018. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Regina Flora Egger Pazzanese. Fotogramas operários no documentário paulistano: uma análise sobre as representações das classes populares na luta política e sindical brasileira dos anos 1970. 2018. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Rafaela Lunardi. Preparando a tinta, enfeitando a praça. O papel da MPB na Abertura política brasileira (1977-1984). 2016. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
Regina Mesquita. Da Bossa à Barricada? Engajamento político e mercado na carreira de Geraldo Vandré (1961-1968). 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
Felipe Victor LIma. Literatura e Engajamento na trajetória da Associação Brasileira de Escritores (1942-1958). 2015. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Carolina Amaral de Aguiar. O Chile na obra de Chris Marker: um olha para a Unidade Popular desde a França. 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

7.
Fabio Guilherme Poletto. Saudades do Brasil: Tom Jobim na cena musical brasileira (1967-1976). 2011. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

8.
Silvano Baia. Historiografia da Música Popular no Brasil (1971-1999). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

9.
André Acastro Egg. Fazer-se compositor: Camargo Guarnieri (1923-1945). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

10.
Rosane Kaminski. A poética da angústia: história e ficção no cinema de Sylvio Back. 2008. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

11.
Eduardo Henrique Martins Lopez de Scoville. Na barriga da baleia: a Rede Globo de Televisão e a música popular brasileira na primeira metade da década de 1970. 2008. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

12.
Paulo Roberto Reis. Exposições de arte: vanguarda e política entre os anos 1965 e 1970. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

13.
Susana da Costa Ferreira. O professor como personagem e a escola como cenário: escola e sociedade em filmes norte-americanos (1955-1974). 2003. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Jean Rodrigues Sales. 2017. Universidade de São Paulo, . Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Rodrigo Patto Sá Motta. 2016. Universidade de São Paulo, . Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Felipe Polydoro. 2016. Universidade de São Paulo, . Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
Vinicius Liebel. 2015. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
Rodrigo de Almeida Ferreira. 2015. Universidade Federal Fluminense, . Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Ignácio Del Valle Dávila. REPRESENTAÇÕES CINEMATOGRÁFICAS DA INDEPENDÊNCIA SOB REGIMES AUTORITÁRIOS NA AMÉRICA LATINA:. 2013. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

7.
Dmitri Cerboncini Fernandes. A Cor do Samba: música popular e Movimento Negro (1970-1985). 2011. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

8.
Wagner Pinheiro. Os ditadores cinéfilos: política de massas, cinema e propaganda na Espanha franquista e na Alemnha Nazista. 2010. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

9.
Miliandre Garcia de Souza. 2009. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

10.
Monica Cristina de Araujo Lima. 2008. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
João Egashira. O "choro" em Curitiba. 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música POpular Brasileira) - Faculdade de Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Andrea Vizzoto Lopes. A cena musical paulistana dos anos 80 e o selo independente "Baratos Afins". 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música POpular Brasileira) - Faculdade de Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
João Carlos de Freitas. A Escola de Samba Colorado: a primeira escola de samba de Curitiba. 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música POpular Brasileira) - Faculdade de Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
Suzy Veloso Queiroz. O piano na Bossa Nova. 2002. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música) - Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
Fabio Poletto. O violão de Garoto (Anibal Sardinha). 2000. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música) - Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Maria Clara Wasserman. Para sempre desafinados: Concepção de MPB do Grupo Garganta Profunda. 1998. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História da Música) - Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Andreia Maria de Souza. Nelson Rodrigues e as transformações culturais do Brasil -1967 a 1973. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Rafaela Lunardi. Por mais distante, um errante - análise do filme Marvada Carne (1985). 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Izabella Gomes Bertoni. Conceitualismo e experimentação em um contexto autoritário: formas de atuação na obra de Cildo Meirelles (1970/1975). 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
Vanessa Rodrigues. Disco Music no Brasil: a redemocratização nos embalos da discoteque (1976/1979). 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
André Mendes. As "muitasmorfoses" do Rock de Raul Seixas: crítica social, política e cultural durante o regime militar (1968/1976). 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Laís Helena Teles. Surrealismo e cinema> o "Cão Andaluz" (1928). 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

7.
Juliana Ulbrich. A Oficina de Música de Curitiba. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

8.
Eliane Gulin Cordeiro Lemes. Música Como missão: As influências de Nara Leão na MPB (1963/1967). 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

9.
Daniel Chaves de Carvalho. Geraldo de Barros: fotoformas (1947/1951). 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

10.
Flavio Rogério Rocha. A produção independente de Super 8 no Estado do Paraná(1973/1980). 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

11.
Lilian Alcantara Soares. O redescobrimento do Brasil: representações da história nacional por Cândido Portinari. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

12.
Andrea Wosniak Gimenez. Representações do anticomunismo na imprensa curitibana-1961/1964. 1999. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

13.
Andréa Beatriz Wosniak Gimenez. As representações anticomunistas na grande imprensa curitibana(1961/1964). 1999. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

14.
Leonilda Ismael Pedro. A História no filme "Forrest Gump". 1999. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

15.
Andrey Fernando Klodzinski. A institucionalização do regime militar brasileiro: o papel da legislação(1964/1968). 1999. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

16.
Francisco Alberto Skorupa. "Klaatu barada niktu": o cinema de ficção científica na Guerra Fria. 1997. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

17.
Andressa Maria Villar Ramos. A Anistia em Curitiba e sua inserção na reconquista da democracia (1975/1980). 1996. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

18.
Semi de Oliveira Cavalcanti. O que não tem censura nem nunca terá: canção e censura nos anos 70. 1995. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Iniciação científica
1.
Marcus Vinicius Costa. As 'ordens do dia' do Exército e a construção da memória do Regime Militar. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Marta de Souza Rodrigues. Imprensa e memória do regime militar. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Reitoria USP. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Daniel Sean Bosi Concagh. O SAMBA ENTRE A RAIZ E A MODERNIDADE: PAULINHO DA VIOLA (1964 - 1968). 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

4.
Guilherme Mendes Cruz Silva. ODAIR JOSÉ: O REPÓRTER DA MÚSICA CAFONA. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

5.
Bruno Everton Bezerra da Rocha. Cultura e Política na Imprensa Alternativa: Versus e Em Tempo. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, USP - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

6.
Ana Paula Bertho. Vamos comemorar o quê?: O Primeiro de Maio no Brasil (1968-1985). 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

7.
Wine Viana da Silva. O mito no morro: a peça Orfeu da Conceição (Vinícius de Moraes/Tom jobim, 1956). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

8.
Filipe Garrote Balieiro. Abertura, transição política e democracia. O caso das Comunidades Eclesiais de Base da região de São Miguel Paulista. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

9.
Magno Henrique. Memória do regime militar em autobiografias de ex-guerrilheiros. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

10.
Cecilia Riquino Heredia. A censura musical no Brasil dos anos 1970. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

11.
Tiago Antonio Bosi Conalgh. O samba e a esquerda nacionalista nos anos 1960. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

12.
Jose Augusto Manhani. O rock como objeto historiográfico e sociológico. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

13.
Cynthia Liz Yosimoto. Olga Benário e a Revolução de 1935: a construção fílmica de uma história. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

14.
Mariana Rosell. Liberdade, Liberdade (1965): uma cena do teatro de resistência. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

15.
Natalia Frizzo de Almeida. A falsa vida da avenida: imagens do carnaval em Chico Buarque. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

16.
Raquel Elisa Cartoce. Publicidade, propaganda e desenvolvimentismo (anos 1950 e 1960). 2010. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

17.
Giuliana Almeida. Política cultural do regime militar na visão da imprensa alternativa de esquerda (anos 1970). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

18.
Newman Santana. O Movimento Negro Unificado. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

19.
David Ricardo Sousa Ribeiro. Do alto do palanque: análise dos discursos de João Goulart sobre as reformas de base (1962-1964). 2007. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Fac. de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

20.
Thais Batista Siqueira. Black Music no Brasil da década de 1970. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

21.
Ricardo Arashiro Rodriguez. A crítica musical na imprensa alternativa de esquerda: o caso dos Jornais Opinião e Movimento. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

22.
Carine Dalmás. Política cultural e Teatro Paiol: um cicuito cultural de MPB no regime militar brasileiro -Curitiba (1971/1979). 2003. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

Orientações de outra natureza
1.
Cynthia Liz Yosimoto. O uso do cinema no ensino superior. 2010. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

2.
Leonardo dos Reis Gandia. O uso do cinema no ensino superior. 2010. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.

3.
Alexsandro de Sousa e Silva. O uso do cinema no ensino superior. 2010. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marcos Francisco Napolitano de Eugenio.



Inovação



Processos ou técnicas
1.
MARCO, V. ; SACRINI, M. ; PLASTINO, C. E. ; ARAUJO, C. ; HOSSNE, A. ; MEGIANI, A. P. ; PELLEGRINO, G. ; NAPOLITANO, M. . Práticas de Leitura e Escrita Acadêmica. 2016.


Projeto de desenvolvimento tecnológico

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
NAPOLITANO, M.. Análise de filmes em sala de aula. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
NAPOLITANO, M.. O artista e o estado autoritário: mercado e políticas culturais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
MOLINA, S. ; NAPOLITANO, M. . História da Canção Brasileira. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
MOLINA, S. ; NAPOLITANO, M. . História da canção brasileira. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
NAPOLITANO, M.. O uso do cinema em sala de aula.. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Alonso, A. ; Teixeira, M. ; NAPOLITANO, M. . Proclamação da República. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
NAPOLITANO, M.; Teixeira, M. . Sobre o golpe de 1964. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Redes sociais, websites e blogs
1.
NAPOLITANO, M.. História do Brasil Independente. 2013; Tema: História do Brasil Império e História do Brasil República. (Site).

2.
MORETTIN, E. ; NAPOLITANO, M. . História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação. 2013; Tema: História, cinema e televisão. (Site).



Outras informações relevantes


ATIVIDADES ACADÊMICAS E DE PESQUISA

- Professor Visitante do Institut d'Hautes Etudes d'Amerique Latine (IHEAL) - Universidade Paris III (1/2009)
- Participação no Programa de Seminário (2000) do Center for the Study of Brazilian Culture and Society, Kings College - University of London, fevereiro de 2000, a convite do Prof. David Treece, com apoio da CAPES / MEC
- Líder do Grupo de Pesquisa "História e Audiovisual" (certificado pela USP) 
- Desenvolvimento / Gereciamento do website "Projeto Alta Fidelidade - Apoio à pesquisa histórica em MPB" (no ar desde outubro 1999) - www.geocities.com/altafidelidade 

ATIVIDADES INSTITUCIONAIS

Vice-Chefe do Departamento de História da USP (2006-2008)
Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (2001/2003)

PARTICIPAÇÃO EM SOCIEDADES CIENTÍFICAS

-Membro (desde 2000) e Vice-Presidente da Rama Latinoamericana da International Association for the Study of Popular Music (IASPM) - 2004/2006 
-Ex-Presidente da Associação Paranaense de História (APAH), gestão 2000-2002, entidade científica fundada em 1985, com sede em Curitiba (PR)
- Membro da Associação Nacional de História (ANPUH-PR)
- Ex-diretor do Núcleo Paraná da Associação Nacional de História (ANPUH-PR), entre 2000-2002
- Sócio da International Asoociation for the Study of Popular Music(IASPM)

ATIVIDADES COMO CONSULTOR AD HOC
- Fundação de Amparo à Pesquisa de SP (FAPESP)
- Fundação de Amparo à Pesquida de MG (FAPEMIG)
- CNPq
-Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 5:04:31