Wolfgang Adolf Karl Döpcke

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8704338924143943
  • Última atualização do currículo em 11/03/2015


Possui especialização em Diploma in Historical Studies: African History pela University of Cambridge(1980), mestrado em História Geografia e Ciências Sociais pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover(1983), doutorado em História pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover(1989) e pós-doutorado pela Universidade de Hamburgo(1998). Atualmente é Prof. Adjunto da Universidade de Brasília e Membro de corpo editorial da Revista de Iniciação Científica em Relações Internacionais. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Moderna e Contemporânea. Atuando principalmente nos seguintes temas:Africa, colonialismo, Historia Economica e Social, Zimbábue. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)


Identificação


Nome
Wolfgang Adolf Karl Döpcke
Nome em citações bibliográficas
DÖPCKE, W.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.
Campus Universitário
Asa Norte
70910-900 - BRASILIA, DF - Brasil
Telefone: (61) 3482366
Fax: (61) 3477131
URL da Homepage: http://www.unb.br/ih/his/


Formação acadêmica/titulação


1983 - 1989
Doutorado em História.
Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover, LUH, Alemanha.
Título: DIE PERIPHERIE DER WELTWIRTSCHAFT WAHREND DER GROSSEN DEPRESSION. EINEWIRTSCHAFTS- UND SOZIALGESCHICHTE DES KOLONIALEN ZIMBABWE, 1928/1939, Ano de obtenção: 1989.
Orientador: HELMUT BLEY.
Bolsista do(a): Stiftung Volkswagenwerk.
Palavras-chave: Africa; colonialismo; Historia Economica e Social; Zimbábue.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
1977 - 1983
Mestrado em História Geografia e Ciências Sociais.
Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover, LUH, Alemanha.
Título: WHITE FARMERS AND BLACK PEASANTS IN BRITISH WHITE AFRICA TO THE SECONDWORLD WAR, WITH SPECIAL REFERENCE TO ZAMBIA.,Ano de Obtenção: 1983.
Orientador: HELMUT BLEY.
Palavras-chave: África; colonialismo; Sociedade Rural; Zâmbia.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
1979 - 1980
Especialização em Diploma in Historical Studies: African History.
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
Bolsista do(a): Deutscher Akademischer Austauschdienst.


Pós-doutorado


1998 - 1998
Pós-Doutorado.
Universidade de Hamburgo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UNB, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Prof. Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: PESQUISADOR

Atividades

1/2004 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Vice-Chefe.
9/2002 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História das Relações internacionais da África
4/2000 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Vice-Coordenador do Programa de Pós-graduação.
3/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Relações Internacionais, Departamento de Relações Internacionais.

1/1999 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.

Cargo ou função
Membro do Comité Interno do PIBIC.
1/1994 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
HISTORIA CONTEMPORANEA // HISTORIA DA AFRICA // INTRODUCAO AO ESTUDO DE HISTORIA // TOPICOS ESPECIAIS
História da Alemanha Nazista
1/1994 - Atual
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
SEMINARIO AVANCADO NA HISTORIA DAS RELACOES // INTERNACIONAIS
2/1994 - 2/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.


University of Oxford, OX, Inglaterra.
Vínculo institucional

1990 - 1991
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 0


Museum Celle, MUSCELLE, Alemanha.
Vínculo institucional

1986 - 1987
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador e Curador, Carga horária: 0


University Of Zimbabwe, UNIZIMB, Zimbabue.
Vínculo institucional

1986 - 1987
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Research Fellow, Carga horária: 0

Atividades

10/1986 - 9/1987
Pesquisa e desenvolvimento , History Department, History Department.


Universidade de Hannover, UNI HANNOVER, Alemanha.
Vínculo institucional

1991 - 1993
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador e Professor, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1988 - 1990
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1983 - 1985
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1981 - 1982
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Assistente, Carga horária: 0



Linhas de pesquisa


1.
História da Relações Internacionais
2.
História das Relações Internacionais Contemporânes
3.
História Social e Econômica da África


Projetos de pesquisa


2013 - Atual
História da África Contemporânea - uma síntese
Descrição: Este projeto tem como objetivo uma reflexão critica de síntese sobre os principais aspectos da História do continente africano depois do fim da Guerra Fria. Este reflexão vai questionar os discursos afro-otimistas mais recentes, que supões uma transformação autônoma e significante do continente depois do fim da Guerra Fria e especificamente a partir da primeira década do novo milênio. Estes discursos, que influenciam bastante a imagem pública e acadêmica do continente, destacam, entre outros, uma suposta interiorização de valores universais (democracia, direitos humanos, boa governança, segurança humana, limites à soberania westfaliana e legitimidade de ingerência), a retomada impressionante do crescimento econômico, a solução de conflitos armados e a redução significante de violência no continente, a transformação pacífica na África do Sul e a nova África do Sul como exemplo paradigmático da África transformada e a crescente eficácia dos organismos de integração regional e continental. A pesquisa vai apontar as limitações destas mudanças mais recentes no continente e vai interpretá-los como uma nova fase de inserção dependente e de extraversão (extraversion - Bayart) das suas elites. Esta fase retoma alguns momentos da inserção associativa que caracterizavam o continente durante os primeiros anos de independência nos anos 1960 (por exemplo, a democracia virtual e o autoritarismo competitivo , as economias abertas e a aceitação da divisão internacional do trabalho), porém demonstra ainda menos potencial para um desenvolvimento social autônomo por que representa uma (re-)inserção com base prioritária na exportação de matéria prima, o abandono de estratégias de industrialização e, conseqüentemente por menos potencial transformador da estrutura social. Metodologicamente a pesquisa se encontra na interface entre Ciências Políticas, Relações Internacionais e História Social e Política: orienta-se pelas abordagens teóricas das primeiras áreas de um lado e pelas idéias de agência humana individual e coletiva e por critérios de periodização e tempo da História de outro. A partir do segundo semestre de 2013, os seguintes sub-temas serão pesquisados: 1. A União Africana frente à revolução normativa nas relações internacionais (ver projeto em anexo). 2. Guerras com fim? A transformação de conflitos e de guerras na África sub-saariana. 3. Integração regional na África Austral e Ocidental frente ao Novo Regionalismo (SADC e ECOWAS). 4. A volta ao passado: a nova inserção internacional econômica liberal do continente africano. 5. Welcome in the Club! O fim da excepcionalidade da África do Sul? (política domestica e inserção continental). 6. Plus ça change, plus c est la même chose? O Estado africano neopatrimonial e a democratização dos regimes políticos. .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2014
A Pré-história e o Terceiro Reich
Descrição: Este projeto analisa as relações institucionais e intelectuais entre o regime nacional-socialista na Alemanha e a ciência da pré-história neste país, usando o método biográfico focalizando o arqueólogo Karl-Hermann Jacob-Friesen , Diretor do Museu Provincial de Hanôver, Alemanha..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Revista de Iniciação Científica em Relações Internacionais


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.


Idiomas


Alemão
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DÖPCKE, W.2013DÖPCKE, W.. The Survival of Capitalist Agriculture during the Great Depression: the role of the Farmer´s Debt Adjustment Board. Heritage of Zimbabwe, v. 32, p. 45-62, 2013.

2.
DÖPCKE, W.2011DÖPCKE, W.. Ordem, exotismo e raça representações 'do outro' num museu da província prussiana (1854 1943). Museologia e Patrimônio, v. 4, p. 3-25, 2011.

3.
DÖPCKE, W.2005DÖPCKE, W.; MASCHIETTO, Roberta Holanda . O desenvolvimento da arquitetura de segurança regional na África Austral (SADC). Líderes Regionais e Segurança Internacional Brasil Índia África do Sul, Brasília, p. 1-28, 2005.

4.
DÖPCKE, W.2004DÖPCKE, W.. Paz e Guerra na África. Meridiano 47 (UnB), Brasília, n.44-45, p. 14-19, 2004.

5.
DÖPCKE, W.2004DÖPCKE, W.. Como chegou a arte africana na Alemanha? A Exposição Arte da África e o colonialismo alemão. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, v. 26, p. 27-29, 2004.

6.
DÖPCKE, W.2003DÖPCKE, W.. Lula na Áfica II: o safari do Presidente e a imprensa brasileira. Meridiano 47 (UnB), Brasília, n.40/41, p. 23-26, 2003.

7.
DÖPCKE, W.2003DÖPCKE, W.. Lula na Africa: a politica africana do Brasil e a cooperação sul-sul. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.38/39, p. 29-31, 2003.

8.
DÖPCKE, W.2003DÖPCKE, W.. Renasceu o Terceiro Mundo em Cancún? Perspectivas Africanas. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.38/39, p. 17-22, 2003.

9.
DÖPCKE, W.2002DÖPCKE, W.. Há uma luz no coração da trevas? Guerra e paz no Congo. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.19, p. 16-28, 2002.

10.
DÖPCKE, W.2002DÖPCKE, W.. A dupla metamorforse do Robert Mugabe ou: as dimensões domésticas e internacionais das eleições em Zimbábue. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.19-20, p. 18-24, 2002.

11.
DÖPCKE, W.2002DÖPCKE, W.. Há salvação para a África? Thabo Mbeki e seu New Partnership for African Development. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 45, n.1, p. 146-155, 2002.

12.
DÖPCKE, W.2002DÖPCKE, W.. Um plano Marshall para a África? A NEPAD na reunião do G8. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.23-24, p. 20-23, 2002.

13.
DÖPCKE, W.2002DÖPCKE, W.. O 11 de Setembro e a África. Meridiano 47 (UnB), Brasília, v. 1, n.27, p. 18-21, 2002.

14.
DÖPCKE, W.2001DÖPCKE, W.. O Ocidente deveria indenizar as vítimas do tráfico transatlântico de escravos?. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 44, p. 26-45, 2001.

15.
DÖPCKE, W.2001DÖPCKE, W.. Back to the future - Relações entre a União Européia e a África sob o signo do neoliberalismo. Correio Internacional, Brasília, 2001.

16.
DÖPCKE, W.2001DÖPCKE, W.. África e a OMC - quem venceu no Catar?. Meridiano 47 (UnB), Brasília, n.18, p. 11-16, 2001.

17.
DÖPCKE, W.1999 DÖPCKE, W.. A vida longa da linhas retas: cinco mitos sobre as fronteiras na África Negra. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 42, n.1, p. 77-109, 1999.

18.
DÖPCKE, W.1998 DÖPCKE, W.. Uma nova política exterior depois do Apartheid? - Reflexões sobre as relações regionais da África do Sul, 1974 - 1998. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 41, n.1, p. 132-160, 1998.

19.
DÖPCKE, W.1995DÖPCKE, W.. O Significado de Fronteiras Na Historia de Zimbabue/Reflexoes Iniciais. TEXTOS DE HISTORIA, REVISTA DA POS-GRADUACAO EM HISTORIA, v. 3, p. 0-0, 1995.

20.
DÖPCKE, W.1994DÖPCKE, W.. Historia e Cidadania No Contexto da Africa Contemporanea. REVISTA BRASILEIRA DE POLITICA INTERNACIONAL, v. 37, n.2, p. 0-0, 1994.

21.
DÖPCKE, W.1993DÖPCKE, W.. Chefes Tradicionais e O Estado Moderno No Zimbabue Colonial, 1890/1939. TEXTOS DE HISTORIA, REVISTA DA POS-GRADUACAO EM HISTORIA, v. 1, n.2, p. 0-0, 1993.

22.
DÖPCKE, W.1990DÖPCKE, W.. Ein Wendepunkt in der Kolonialgeschichte? Die Grosse Depression im kolonialen Zimbabwe, Kenya und Tanzania. BEITRAGE ZUR HISTORISCHEN SOZIALKUNDE, Viena, v. 1, p. 0-0, 1990.

23.
DÖPCKE, W.1989DÖPCKE, W.. Famine In Zimbabwe/Essay Review. ZAMBEZIA, Harare/Zimbábue, p. 0-0, 1989.

24.
DÖPCKE, W.1988DÖPCKE, W.. Häuptling Mazembura und die Krise des Weltmarktes, 1931-1937. Eine Quelle zu den Auswirkungen der Grossen Depression auf die afrikanische Bevölkerung im kolonialen Zimbabwe. ZEITSCHRIFT DER UNIVERSITAT, Hannover, Alemanha, v. 1, p. 0-0, 1988.

25.
DÖPCKE, W.1987DÖPCKE, W.; DAVIS, B. . Survival and Accumulation in Gutu: Class Formation and the Rise of the State in Colonial Zimbabwe, 1900-1939. JOURNAL OF SOUTHERN AFRICAN STUDIES, v. 14, n.1, p. 0-0, 1987.

26.
DÖPCKE, W.1986DÖPCKE, W.. Kolonialismus und rechtliche Diskriminierung afrikanischer Frauen/Das Beispiel Zimbabwe. SOZIALWISSENSCHAFTLICHE INFORMATIONEN, v. 4, p. 0-0, 1986.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
DÖPCKE, W.. Pré-História e nacional-socialismo na Alemanha. Um ensaio biográ fico sobre o arqueólogo Karl Hermann Jacob-Friesen. 1. ed. Oxford, Bern, Berlin, Bruxelle: Peter Lang, 2014. v. 1. 206p .

2.
DÖPCKE, W.. Crises e Reconstruções - Estudos afro-brasileiros, africanos e asiáticos. Brasília: Linha Gráfica, 1998. v. 1. 260p .

3.
CERVO, A. (Org.) ; DÖPCKE, W. (Org.) . Relações Internacionais dos Paises Americanos. Vertentes da Historia. BRASILIA: EDITORA DA UNB, 1994. 441p .

4.
DÖPCKE, W.. Die Peripherie der Weltwirtschaft während der Grossen Depression. Eine Wirtschafts- und Sozialgeschichte des kolonialen Zimbabwe, 1928-1939. HAMBURGO: LIT VERLAG, 1992. 550p .

5.
DÖPCKE, W.. Bauern und Guerillas in Zimbabwe: Eine Literaturübersicht zu neueren Studien zum Befreiungskampf. STUTTGART: ZIMBABWE NETZWERK, 1991. 44p .

Capítulos de livros publicados
1.
DÖPCKE, W.. Apogeu e colapso do sistema internacional europeu. In: José Flávio Sombra Saraiva. (Org.). História das Relações Internacionais Contemporâneas. 2ed.São Paulo: Saraiva, 2007, v. 1, p. 77-129.

2.
DÖPCKE, W.. Exotik in der Provinz. Zur Ausstellungsgeschichte der ethnologischen Sammlung des Niedersächsischen Landesmuseums. In: Anna Schmid. (Org.). Mit Begeisterung und langem Atem. Ethnologie am Niedersächsischen Landesmuseum Hannover. Hannover: Niedersächsisches Landesmuseum, 2006, v. , p. 38-72.

3.
DÖPCKE, W.; MASCHIETTO, Roberta Holanda . The regional security architecture in southern Africa. In: VAZ, A. C.. (Org.). Intermediate States, Regional Leadership and International Security. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2006, v. 1, p. 30-50.

4.
DÖPCKE, W.. About the Mystery and Misery of Regional Integration in Africa. In: Joan Beaumont and Alfredo Canavero. (Org.). Globalization and Regionalisation in the History of International Relations. 1ed.Milão: Unicopli, 2005, v. 1, p. 50-75.

5.
DÖPCKE, W.. Foreign Policy and Political Regime: the Case of South Africa. In: Rolland, D.; Saraiva, F.. (Org.). Political Regime and Foreign Relations. A Historical Perspective. 1ed.Paris: L'Harmattan, 2004, v. 1, p. 213-247.

6.
DÖPCKE, W.. História Colonial da África Austral. In: Maria José Rocha; Selmna Pantoja. (Org.). Rompendo Silêncios: História da África nos Currículos da Educação Básica. 1ed.Brasília: DP Comunicações, 2004, v. , p. 47-49.

7.
DÖPCKE, W.. De babuínos, homosexuais e um presidente - ou: o fracasso da política exterior do Zimbábue depois do fim da Guerra Fria. In: Estevão Chaves de Rezende Martins. (Org.). Relações Internacionais. Visões do Brasil e da América Latina. 1ed.Brasília: IBRI, 2003, v. , p. 341-396.

8.
DÖPCKE, W.. O encontro estratégico: a União Africana, o Plano NEPAD e o novo discurso internacional. In: Pedro Motta Pinto Coelho. (Org.). Relações Brasil-África: um colóquio. Brasília: Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais - IPRI/FUNAG, 2003, v. , p. 143-183.

9.
DÖPCKE, W.. Apogeu e colapso do sistema internacional europeu. In: José Flávio Somra Saraiva. (Org.). Reloções Internacionais. dois Séculos de História, vol. 1. 2ed.Brasília: IBRI, 2001, v. vol 1, p. 105-172.

10.
DÖPCKE, W.. Poverty and the construction of Whiteness in racial discourse in colonial Zimbabwe. In: Wolfgang Döpcke. (Org.). Crises e Reconstruções - Estudos afro-brasileiros, africanos e asiáticos. Brasília: Linha Gráfica, 1998, v. 1, p. 180-200.

11.
DÖPCKE, W.. Apogeu e Colapso do sistema Internacional Europeu, 1871-1918. In: Flávio Sombra Saraiva. (Org.). Relações Internacionais Contemporâneas. Da Construção do Mundo Liberal à Globalização. Brasília: Paralelo 15, 1997, v. 1, p. 103-163.

12.
DÖPCKE, W.. Civilized labour policy em Zimbábue colonial: A lei de Conciliação Industrial e a discriminação do trabalhador africano. In: CEA-USP/SDG-Marinha/CAPES. (Org.). II. Reunião Internacional de História da África. A dimensão atlântica da África. São Paulo: CEA-USP/SDG-Marinha/CAPES, 1997, v. 1, p. 223-239.

13.
DÖPCKE, W.. Die Auswirkungen der Weltwirschaftskrise auf bäuerliche Gesellschaften im kolonialen Afrika. In: Helmut Bley. (Org.). DIE WELTWIRTSCHAFTSKRISE DER DREISSIGER JAHRE: SONDERFALL ODER EINSTIEG IN DIE STRUKTURKRISE DER GEGENWART?. HANNOVER: UNI HANNOVER, 1990, v. , p. 61-98.

14.
DÖPCKE, W.. "Magomo's Maize": State and Peasants during the Depression in Colonial Zimbabwe. In: Beck, J.. (Org.). THE ECONOMICS OF AFRICA AND ASIA DURING THE INTERWAR DEPRESSION. LONDRES: ROUTLEDGE, 1990, v. , p. 29-58.

15.
DÖPCKE, W.. Zur Geschichte der Sammlung ethnographischer Objekte aus Tibet in der Völkerkunde-Abteilung des Niedersächsischen Landesmuseums. In: Landesmuseum Hannover. (Org.). DIE TIBETISCHE SAMMLUNG DES LANDESMUSEUMS. HANNOVER: UNI HANNOVER, 1989, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DÖPCKE, W.. Paz e Guerra na África. Colunas de RelNet, Brasília, , v. 9, p. 1 - 5, 26 abr. 2004.

2.
DÖPCKE, W.. A visita do Lula é o in´cio de uma nova era. Correio Brasiliense - caderno pensar, Brasília, p. 6 - 7, 08 nov. 2003.

3.
DÖPCKE, W.. Lula na África - a política africana e a cooperação sul-sul. Correio internacional, Brasilia, p. 1 - 3, 06 nov. 2003.

4.
DÖPCKE, W.. O noivado das baleias e a política africana de Lula. Universiade de Brasília - Assesoria de comunicação, Brasíla, p. 1 - 2, 30 out. 2003.

5.
DÖPCKE, W.. Renasceu o Terceiro Mundo em Cancún? Perspetivas africanas. Correio Internacional, Brasilia, p. 1 - 5, 18 set. 2003.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
DÖPCKE, W.. THE END OF THE COLD WAR IN AFRICA - CHANGE OR CONTINUITY?. In: Session 2: What's new in the History (and theory) of International Relations after 1989) of the Comission of History of International Relations at the World Congress of History, 2005, Sidney. What s New in the History and Theory of International Relations after 1989?, 2005.

2.
DÖPCKE, W.. Political Regimes and Foreign Policies - the case of South Africa. In: Political Regimes and Foreign Policies: A Comparative Approach, 2003, Brasilia. Foreign Policy and Political Regimes, 2003. v. 1. p. 277-320.

3.
DÖPCKE, W.. A inserção internacional da África sob o signo da globalização e do fim da bipolaridade - tese e idéias. In: X congresso da ALADAA, 2001, Rio de Janeiro. Cultura, Poder e Tecnologia: áfrica e Ásia face à Globalização, 2000. v. 1. p. 27-41.

4.
DÖPCKE, W.. About the Mystery and Misery of Regional Intergration in Africa in the Age of Globalization. In: Seesion 1 (Globalization, Regionalization and history of International Relations) of the comission of history of International Relations at the World congress of History, 2000, Oslo. Papers presented to Session 1 (Globalization and History of International Relations) of the comission of the History of International Relations, 2000. p. 150-175.

5.
DÖPCKE, W.. Die Internationalen Beziehungen Afrikas. In: Seminário "Peripherie und Centrum", 1998, Hannover. não tem, 1988.

6.
DÖPCKE, W.. Southern Africa - the making of a region?. In: Seminário Internacional: "Procesos de Integración y Bloques Regionales. Historia, Economía y Política, 1997, Buenos Aires. não tem, 1997.

7.
DÖPCKE, W.. História e Cidadania na África. In: 19º Simpósio Nacional de História da ANPUH, 1997, Belo Horizonte. não tem, 1997.

8.
DÖPCKE, W.. Civilized labour policy em Zimbábue colonial: a lei de conciliação industrial e a discriminação do trabalhador africano. In: II. Reunião Internacional de História da África. A dimensão atlântica da África, 1996, Rio de Janeiro. II. Reunião Internacional de História da África. A dimensão atlântica da África, 1996. v. 1. p. 223-239.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DÖPCKE, W.. O Fim da Guerra Fria na África - Rupturas ou Continuidades. In: VII Congresso Nacional da Associação Latino-Americana de Estudos Afro-Asiáticos, 2004, Brasília. VII Congresso Nacional da Associação Latino-Americana de Estudos Afro-Asiáticos: Brasil-África-Ásia. dimensões de uma nova aproximação, 2004. p. 13-14.

Apresentações de Trabalho
1.
DÖPCKE, W.. A Guerra da Argélia e a Descolonização Africana. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
DÖPCKE, W.. Personalidade Dividida? Sobre as dificuldades de compreender vertentes contraditórias em biografias. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
DÖPCKE, W.. Resenha de: Cervo, A. & Calvet de Magalhães: Depois das Caravelas. As Relações entre Portugal e Brasil 1809-2000. Brasilia: Revista Brasileira de Política Internacional, 2000 (Resenha).

2.
DÖPCKE, W.. Resenha de LLadós, J.M, & Guuimarães, s.P. (orgs.): Perspectivas: Brasil e Argentina, Brasília 2000. Brasília: IBRI, 2000 (Resenha).

3.
DÖPCKE, W.. Resenha de: Engel, U. & Schleicher, H.-G.: Die beiden deutshcen Staaten in Afrika.. Brasília: Revista Brasileira de Política Internacional, 1999 (Resenha).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
DÖPCKE, W.. Exposicao Cientifica Sobre A Historia dos Antigos Artesaos Na Alemanha. 1987 (FILME, VIDEO OU AUDIOVISUAL DE DIVULGACAO CIENTIFICA REALIZADO).

2.
DÖPCKE, W.. Exposicao Cientifica Sobre A Historia Social dos Ferreiros Pre-Industriais e Profissionais Similiares Na Alemanha. 1987 (FILME, VIDEO OU AUDIOVISUAL DE DIVULGACAO CIENTIFICA REALIZADO).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
DÖPCKE, W.; VISENTINI, P. F.; PEREIRA, A. D.. Participação em banca de Anselmo Otavio. A África do Sul pós-apartheid: a inserção continental como prioridade diante da nova geopolítica mundial. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
V Simpósio Nacional de História Cultural.Ordem, exotismo e raça representações do outro na província prussiana (1900 1940). 2010. (Simpósio).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Xaman Korai Pinheiro Minillo. Enfrentando o Norte - Discursos e ideologia como fonte de poder para o regime de Robert Mugabe. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

2.
Roberta Holanda Maschietto. Soberania e Ingerência Internacional na África Subsaariana: uma topologia exploratória. 2005. 235 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

3.
Denise Lúcia Camatari Galvão. Conflitos armados e Recursos Naturais: As novas guerras na África. 2005. 215 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

4.
Creomar Lima Carvalho de Souza. O Brasil e a Descolonização Afro-Asiática, 1946-1968. 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

5.
Ana Beatriz Gaertner Marabuto Wang. Os Anos Geisel: Dilema Energético e Política Exterior. 2003. 156 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

6.
Maria Luiza da silva. Assunto Alheios: A Ingerência Democrática no Pós-Guerra Fria. 2003. 420 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

7.
Lidia Xavier. A Fronteira entre Brasil e a Bolívia no Século IX - intercâmbios e conflitos. 2000. 0 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

8.
Honorine Badji. A Política Exterior do Senegal e o Brasil. 2000. 0 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Paul Freitas Resende. Holocausto Impresso. Uma breve análise do anti-semitismo nazista no diário Carioca (1933-1945). 2005. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

Iniciação científica
1.
Eric de Sales. Eu sou Alemão - os Nazistas não são. A Identidade Nacional e Cultural em Victor Klemperer. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

2.
Diego Emilio Romero Rovais. Interpretando os diários do Victor Klemperer: Existia um Anti-semitismo Popular na Alemanha?. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

3.
Tiago Wolf Beckert. As operações de paz da ONU na África depois da Guerra Fria pesquisa comparativa - Estudos de caso: Namíbia, Angola, Moçambique. 2006. 50 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

4.
Gustavo Barros d eCarvalho. As operações de paz da ONU na África depois da Guerra Fria pesquisa comparativa - Estudos de caso: República Democrática do Congo, Ruanda, Burundi. 2006. 50 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

5.
Izadora Xavier do Monte. As operações de paz da ONU na África depois da Guerra Fria pesquisa comparativa - Estudos de caso: Somália, Libéria e Serra Leoa. 2006. 50 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

6.
Mirian de Freitas Sartori. A transformação de guerras civis em guerras por recursos na África. 2005. 50 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

7.
Lauriana de Magalhães Silva. A redemocratização do continente africano. 2004. 45 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

8.
Rafael Tavares Schleicher. As Relações Internacionais da África. 2003. 200 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

9.
Ernesto Ignacio de Carvalho. A Historia Social da Guerra Civil em Moçambique. 2001. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

10.
Rafael Tavares Schleicher. A Política Norte-Americana para a África no Pós-Guerra Fria. 2001. 60 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

11.
Roberta Holanda Machietto. A integração regional na África. 2000. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

12.
Rafael Farret. Projeto Tradição e Arte1: Fontes e Documentos para a História da Arte. 2000. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

13.
Anderson Ribeiro. Historiografia e Religião: Avanços e Caminhos da Hastória das Religiões no Brasil. 2000. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

14.
Luciana G. Mattos Vieira. Colonialismo e novas identidades: O surgimento da etniciade na África. 1997. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

15.
Israel Farias dos Santos. A Historiografia da África. 1997. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

16.
Eugenio Carlos Ferreira Braga. O surgimento do campesinato na África. 1997. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.

17.
Gustavo Andrade Barbosa de Souza. Do Tráfico de Escravos ao Comércio Legítimo. 1997. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Wolfgang Adolf Karl Döpcke.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 6:32:04