Valter Cesar Pinheiro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6939351430135073
  • Última atualização do currículo em 28/09/2018


Professor de literatura francesa na Universidade Federal de Sergipe, fez graduação, mestrado e doutorado em Letras na Universidade de São Paulo e pós-doutorado na Sorbonne Université. Dedica-se a pesquisas no campo das literaturas brasileira, francesa e comparada, com ênfase no estudo das relações entre o Brasil e a França. Publicou A França em contos de Mário de Andrade (Editora UFS, 2014) e René Thiollier: Obra e Vida do Grão-Senhor da Villa Fortunata e da Academia Paulista de Letras (Ateliê Editorial, 2017). Endereço eletrônico: valterpinheiro@yahoo.com.br (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Valter Cesar Pinheiro
Nome em citações bibliográficas
PINHEIRO, V.C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Sergipe, Centro de Educação de Ciências Humanas.
Av. Marechal Rondon, s/n
Jardim Rosa Elze
49100000 - São Cristóvão, SE - Brasil
Telefone: (079) 21056600


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em LETRAS (EST. LING., LITERÁRIOS E TRADUTOLÓGICOS EM FRANCÊS).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Folheando a obra (e a vida) do grão-senhor da Villa Fortunata: um estudo sobre René Thiollier, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Regina Maria Salgado Campos.
Palavras-chave: René Thiollier; relações Brasil-França; Academia Paulista de Letras; Contos brasileiros; modernismo.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
2001 - 2005
Mestrado em LETRAS (EST. LING., LITERÁRIOS E TRADUTOLÓGICOS EM FRANCÊS).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A França em contos de Mário de Andrade,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Regina Maria Salgado Campos.
Palavras-chave: Mário de Andrade; modernismo; relações Brasil-França; contos; revistas literárias.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
1991 - 1995
Graduação em Francês e Português.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1991 - 1995
Graduação em Licenciatura em Letras - Francês e Português.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Pós-doutorado


2017 - 2018
Pós-Doutorado.
Sorbonne Université, SORBONNE, França.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Francesa.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada.


Formação Complementar


2000 - 2000
Stage de perfectionnement en enseignement du FLE. (Carga horária: 70h).
École des langues vivantes de la Faculté des Lettres de l'Université Laval, LAVAL, Canadá.
1998 - 1998
Extensão universitária em Mário de Andrade: prosa de ficção. (Carga horária: 120h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1998 - 1998
Stage Pédagogique. (Carga horária: 25h).
Centre de Linguistique Appliquée de Besançon - Université de Franche-Comté, CLA, França.
1998 - 1998
L'enseignement de la littérature française. (Carga horária: 120h).
Université de Nancy II, NANCY, França.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Cursos ministrados: Literaturas Francesas - I a V; Temas de Cultura e Civilização Francófonas.


Casa da Cultura Francesa - Aliança Francesa - SP, AF-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 2008
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 20
Outras informações
Cursos ministrados: Cours de base - 1,2,3; Cours intermédiaires - 1,2,3; Cours avancés - 1,2; Cours supérieurs - langue, littérature et civilisation; Cours de conversation; Cours de FOS - lecture de textes, français juridique


Colégio Palmares S.A., PALMARES, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Francês - disciplina da grade curricular obrigatória (Ensino Fundamental II). Professor dos cursos preparatórios para os exames do Delf Scolaire.


Escola Melo Alves, EMA, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 20
Outras informações
Francês - disciplina do currículo obrigatório dos alunos do Ensino Fundamental II. Pedagogia Waldorf.


Instituto de Estudos Avançados - USP, IEA-USP, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1999
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação científica e aperfeiçoamento, Carga horária: 10
Outras informações
Foi, de outubro de 1992 a julho de 1995, bolsista de iniciação científica - CNPq. De agosto de 1996 a julho de 1999, foi, também pelo CNPq, bolsista de aperfeiçoamento.


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Monitor bolsista, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 10
Outras informações
Curso de Francês ministrado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Bolsa-trabalho concedida pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, sob a coordenação do Prof. Dr. João Teodoro D'Olim Marote.



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
"De la musique avant toute chose": poemas franceses musicados por compositores brasileiros - do inventário à análise
Descrição: As relações entre a música e a poesia são profundas, como indica o verso de Verlaine que serve de título para esta proposta. Verlaine, aliás, é um dos poetas franceses mais musicados de todos os tempos: na esfera erudita (excluindo-se, por conseguinte, as versões em "chanson"), renderam-se à sua poesia compositores como Debussy, Fauré, Milhaud e Ravel. Seu equivalente, no Brasil, talvez tenha sido Vinícius de Moraes, cuja obra foi levada à música erudita por compositores como Cláudio Santoro, Edino Krieger e João Guilherme Ripper. Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade e Cecília Meirelles, entre outros, também tiveram inúmeros poemas transpostos para a música sinfônica. O objetivo deste projeto é examinar, no âmbito das relações literárias e culturais entre o Brasil e a França, as conexões entre a música erudita brasileira e a poesia francesa (isto é, escrita em francês, tenha sido ela redigida por autores de origem francesa ou não). Verter a lírica francesa (ou eventualmente brasileira, mas traduzida para o francês) para a música era prática corrente entre nossos compositores? Em caso afirmativo, por qual motivo? Quais compositores fizeram desta ação uma prática corrente? Sabe-se que Glauco Velasquez ("Cantique de soeur Béatrice"), Alberto Nepomuceno ("Miracle de la semence"), Luciano Gallet ("Alanguissement") e Villa-Lobos ("L'oiseau blessé d'une flèche", "Les mères"), entre tantos outros, musicaram textos franceses. Quantos outros o fizeram? Que peças são essas? Catalogar esse conjunto é o objetivo inicial desta pesquisa. Na sequência, o projeto desdobra-se: de um lado, buscar-se-á saber qual a origem e a filiação dos textos (Franceses? Brasileiros? De que corrente literária?); de outro, considerar sua correspondência com o gênero musical ao qual foram associados. Paralelamente, pretende-se traduzi-los para o português, para que todos os interessados pela música dos compositores repertoriados tenham acesso às letras das obras examinadas. Por fim, propõe-se o levantamento das partituras das peças repertoriadas e seu registro, em voz ou instrumental, para o acervo da UFS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Valter Cesar Pinheiro - Coordenador / Aline Soares Araujo - Integrante / Christiane Santos Alves Costa - Integrante / Carolina Santos Freire - Integrante.
2004 - 2014
Relações culturais Brasil/ França no século XX.
Descrição: Examinar a atuação de intelectuais franceses no Brasil no século XX, bem como a tradução para o português de obras francesas com a respectiva repercussão na vida literária brasileira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1996 - 1998
Presença francesa em revistas literárias brasileiras do século XX
Descrição: Levantamento das referências à França em revistas literárias brasileiras do século XX (Klaxon, Estética, A Revista, Terra Roxa e outras terras, Revista Antropofágica, Verde, Festa e Nova). Pesquisa integrante do projeto "Relações culturais entre Brasil e França: verso e reverso", desenvolvido pelo NUPEBRAF (Núcleo de Pesquisa Brasil - França), do Instituto de Estudos Avançados - IEA - USP.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1992 - 1995
Marcas da cultura francesa nas revistas literárias brasileiras do século XIX
Descrição: Levantamento das referências à França em revistas literárias brasileiras do século XIX (Nitheroy, Íris, O Brasil Artístico, Atheneu Paulistano, O Futuro, Revista da Academia, Revista Mensal do Ensaio Filosófico Paulistano e Almanaque Literário Paulista). Pesquisa integrante do projeto "Relações culturais entre Brasil e França: verso e reverso", desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa Brasil - França (NUPEBRAF), do Instituto de Estudos Avançados - IEA - USP.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2015 - 2017
Ópera da UFS
Descrição: O presente projeto se justifica pela escassez de apresentações operísticas em Sergipe. Justifica-se, ainda, pela oportunidade de trabalhar especificidades técnicas de repertórios de diferentes épocas, bem como pela experiência de produção, de palco e de expressão que os discentes terão. Além disso, o público poderá ampliar sua gama de conhecimentos culturais por meio da apreciação do espetáculo e de palestras..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - Atual
Projeto Cine Qua Non: culturas hispânicas e francófonas no cinema
Descrição: Este Projeto de Extensão é uma ação do grupo de pesquisa ?Literatura, Mobilidades e Identidades? (DLES) que se propõe organizar mostras de cinema com temática relacionada aos universos hispânicos e francófonos, conjugando desta maneira várias áreas culturais e de conhecimento. Inserido entre os estudos e as atividades do grupo de pesquisa, um dos laboratórios da Rede Internacional NEOS, o presente projeto de extensão tenciona favorecer a divulgação das culturas hispânicas e francófonas no âmbito do DLES, da UFS e da comunidade local. Almeja-se, portanto, selecionar e exibir filmes relacionados às culturas hispânicas e francófonas, visando aprimorar a formação cultural de nossos alunos e promover o acesso a manifestações culturais em língua espanhola e francesa..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2014 - 2017
Alors, on chante!
Descrição: O Projeto de Extensão Alors, on chante! visa, em parceria com a Rádio UFS, apresentar à comunidade acadêmica e sergipana de um modo geral, ouvinte desse veículo de comunicação, a música francófona em alguns de seus diversos vértices. Trata-se, então, de um programa de rádio voltado para a música francófona, ou seja, aquela que diz respeito a povos e grupos que falam francês, oferecendo aos ouvintes temas contemplados dentro dos seguintes eixos: (i) produções musicais contemporâneas, (ii) relações França/Brasil e (iii) clássicos da música francófona..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Valter Cesar Pinheiro - Integrante / Vanessa Gonzaga Nunes - Coordenador.
2014 - 2014
Radio France-Brésil
Descrição: Este Projeto de Extensão tem por objetivo apresentar ao público ouvinte da Rádio UFS, sob forma de pequenos esquetes, personagens e personalidades francesas que se tornaram, ao longo dos séculos, elementos constitutivos de nossa identidade cultural. As intervenções, veiculadas ao longo de toda a programação, visam contribuir para a formação cultural do ouvinte, trazendo-lhe importantes e curiosas informações históricas, linguísticas e artísticas de relevância regional e nacional..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Valter Cesar Pinheiro - Coordenador / Vanessa Gonzaga Nunes - Integrante / Maria Carolina de Melo Rosa - Integrante / Yasmin de Farias Nascimento - Integrante.


Outros Projetos


2016 - 2017
Projeto de Renovação e Ampliação do Acervo Bibliográfico do Curso de Letras Português-Francês
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Valter Cesar Pinheiro - Coordenador / Maria Carolina de Melo Rosa - Integrante / larissa yule amado santos - Integrante.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Synergies Brésil
2015 - 2017
Periódico: Editora UFS


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Francesa.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada.
4.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.
5.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Francesa.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende RazoavelmenteLê Bem.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PINHEIRO, V.C.2018PINHEIRO, V.C.. Mário de Andrade e a cultura popular: -Briga das Pastoras-, literatura e folclore. EM TESE (BELO HORIZONTE. ONLINE), v. 23, p. 170, 2018.

2.
PINHEIRO, V.C.2015PINHEIRO, V.C.. MÁRIO DE ANDRADE: OUTLAW OU AU-DESSUS DE LA MÊLÉE?. Literatura e Sociedade (USP), p. 30-42, 2015.

3.
PINHEIRO, V.C.2012PINHEIRO, V.C.. Lélio do Higino - Em busca do amor. Revista de Literatura, História e Memória (Impresso), v. 8, p. 96-110, 2012.

4.
PINHEIRO, V.C.2011PINHEIRO, V.C.. Arte grega clássica e arte moderna: aspectos axiológicos em O Minotauro. Fronteiraz (São Paulo), v. nº 6, p. 1-5, 2011.

5.
PINHEIRO, V.C.2011PINHEIRO, V.C.. Luzes na comarca - uma leitura de 'Um moço muito branco', de Guimarães Rosa. Revista Litteris, v. nº 7, p. 1-10, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINHEIRO, V.C.. René Thiollier: Obra e Vida do Grão-Senhor da Villa Fortunata e da Academia Paulista de Letras. 1. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2017. v. 1. 272p .

2.
PINHEIRO, V.C.. A França em contos de Mário de Andrade. 1. ed. São Cristóvão (SE): Editora UFS, 2014. 144p .

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PINHEIRO, V.C.; ARAUJO, A. S. . Alberto Nepomuceno e as canções francesas: comentários sobre 'Il flotte dans l'air', peça para piano e voz com texto de Henri Piazza. In: XV Congresso Internacional da ABRALIC, 2017, Rio de Janeiro. Anais do XV Congresso Internacional da ABRALIC -, 2017. v. 1. p. 1593-1604.

2.
PINHEIRO, V.C.. 'Um paradoxo irrespirável' (ou o papel do artista e do intelectual segundo Mário de Andrade). In: XIV Simpósio Nacional de Letras e Linguística e IV Simpósio Internacional de Letras e Linguística - SILEL, 2013, Uberlândia. Anais do SILEL, 2013. v. 3. p. 1-6.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PINHEIRO, V.C.. As epígrafes francesas de Folheando a Vida, de René Thiollier: 'un art poétique' oitocentista?. In: 4º CIELLI - Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários, 2016, Maringá. Caderno de Resumos - 4º CIELLI, 2016. p. 453-453.

2.
PINHEIRO, V.C.. Mário de Andrade e a cultura popular: 'Briga das Pastoras', literatura e folclore. In: Colloque 'Intellectuels et Médias dans les Espaces Lusophones et Hispanophones (XIXè-XXIè siècle), 2016, Rennes. Colloque "Intellectuels et Médias dans les Espaces Lusophones et Hispanophones (XIXè-XXIè siècle) - Résumés des communications, 2016. p. 23-23.

3.
PINHEIRO, V.C.. Das boates da Butte à Prisão de São Lázaro: um giro pela Paris da Belle-Époque em Senhor Dom Torres, de René Thiollier. In: XV Encontro da Associação Brasileira de Literatura Comparada - ABRALIC, 2016, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos - XV Encontro ABRALIC, 2016. v. 1. p. 339-340.

4.
PINHEIRO, V.C.. Monsieur Bergeret visita o Convento do Carmo: notas sobre a presença de Anatole France - e sua Histoire Contemporaine - em A Louca do Juqueri, de René Thiollier. In: XIV Congresso Internacional da ABRALIC, 2015, Belém. Anais do XIV Congresso Internacional da ABRALIC, 2015. v. 1. p. 523.

5.
PINHEIRO, V.C.. Monsieur Bergeret na Pauliceia: um estudo sobre René Thiollier. In: IV Encontro de Pesquisas do Francês, 2012, São Paulo. IV Encontro de Pesquisas do Francês - Caderno de Resumos, 2012. p. 30-30.

6.
PINHEIRO, V.C.. Marcas da cultura francesa em revistas literárias brasileiras do século XIX. In: III Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 1995, São Paulo. 3º Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 1995. v. 1. p. 316-316.

7.
PINHEIRO, V.C.. Marcas da cultura francesa nas revistas literárias brasileiras do século XIX.. In: II Simpósio de iniciação científica - FAU - IME - FFLCH, 1994, São Paulo. 2º simpósio de iniciação científica - Programas e resumos, 1994.

Apresentações de Trabalho
1.
PINHEIRO, V.C.. O lugar da língua francesa na criação simbolista brasileira: o caso de Sérgio Milliet. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
PINHEIRO, V.C.. O début literário de Sérgio Milliet: Par le Sentier (1917). 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
PINHEIRO, V.C.. 'À la manière de': cem anos de publicação de En Singeant...: Pastiches Littéraires, de Sérgio Milliet e Charles Reber. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
PINHEIRO, V.C.; ARAUJO, A. S. . Alberto Nepomuceno e as canções francesas: comentários sobre 'Il flotte dans l'air', peça para piano e voz com texto de Henri Piazza. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
PINHEIRO, V.C.. As epígrafes francesas de Folheando a Vida, de René Thiollier: 'un art poétique' oitocentista?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
PINHEIRO, V.C.. René Thiollier, leitor de Anatole France. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
PINHEIRO, V.C.. Das boates da Butte à Prisão de São Lázaro: um giro pela Paris da Belle-Époque em Senhor Dom Torres, de René Thiollier. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
PINHEIRO, V.C.. Mário de Andrade e a cultura popular: 'Briga das Pastoras', literatura e folclore. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
PINHEIRO, V.C.. Monsieur Bergeret visita o Convento do Carmo: notas sobre a presença de Anatole France - e sua Histoire Contemporaine - em A Louca do Juqueri, de René Thiollier. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
PINHEIRO, V.C.. Mário de Andrade: outlaw ou au-dessus de la mêlée?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
PINHEIRO, V.C.. Folheando a Vida e Histoire Contemporaine: observações acerca das referências a Anatole France no folhetim de René Thiollier. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
PINHEIRO, V.C.. Mário de Andrade, a França e os periódicos modernistas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
PINHEIRO, V.C.. Radio France-Brésil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
PINHEIRO, V.C.. 'Um paradoxo irrespirável' (ou o papel do artista e do intelectual segundo Mário de Andrade). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
PINHEIRO, V.C.. Monsieur Bergeret na Pauliceia: um estudo sobre René Thiollier. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
PINHEIRO, V.C.. Marcas da cultura francesa em revistas literárias brasileiras do século XIX. 1995. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
PINHEIRO, V.C.. Marcas da cultura francesa nas revistas literárias brasileiras do século XIX. 1994. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
GENETTE, G. ; PINHEIRO, V.C. . Paratextos Editoriais. Cotia: Ateliê Editorial, 2018 (Revisão de Tradução).

2.
PINHEIRO, V.C.; ARAUJO, A. S. ; LEGRAND, Raphaëlle . Orfeu, figura do Maravilhoso na ópera barroca. Belo Horizonte: Escola de Música - UFMG, 2018. (Tradução/Artigo).

3.
PINHEIRO, V.C.; DESWARTE-ROSA, S. . Prisca pictura e antiqua novitas, Francisco de Holanda e a taxonomia das figuras antigas. São Paulo: ECA - USP, 2006. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
PINHEIRO, V.C.. Em Tese. 2017.

2.
PINHEIRO, V.C.. Terra Roxa e outras terras: Revista de Estudos Literários. 2016.

3.
PINHEIRO, V.C.. A Palo Seco - escritos de filosofia e literatura. 2016.

4.
PINHEIRO, V.C.. Revista Letras Raras (UFCG). 2015.

5.
PINHEIRO, V.C.. Revista Digital Fronteiraz. 2015.


Demais tipos de produção técnica
1.
PINHEIRO, V.C.; ROCHA, R. D. C. . Macunaíma, 90 anos: 1928-2018. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MACEDO, M. A. A.; COSTA, W. J.; PINHEIRO, V.C.. Processo seletivo simplificado para professor de língua e literatura francesa. 2017. Universidade Federal de Sergipe.

2.
PAGEL, D.; OLIVEIRA, R.S.; PINHEIRO, V.C.. Processo seletivo simplificado para professor de língua francesa. 2015. Universidade Federal de Sergipe.

3.
PINHEIRO, V.C.; ARAUJO, M. L.; PLECH, M.. Processo seletivo simplificado para professor de literatura francesa. 2015. Universidade Federal de Sergipe.

4.
PINHEIRO, V.C.; PAGEL, D.; OLIVEIRA, R.S.. Processo seletivo simplificado para professor de literatura francesa. 2015. Universidade Federal de Sergipe.

Outras participações
1.
PINHEIRO, V.C.. Avaliador ad hoc de projetos de extensão pela Pró-Reitoria de Extensão da UFS. 2016. Universidade Federal de Sergipe.

2.
PINHEIRO, V.C.. 26º Encontro de Iniciação Científica. 2016. Universidade Federal de Sergipe.

3.
PINHEIRO, V.C.. 25º Encontro de Iniciação Científica. 2015. Universidade Federal de Sergipe.

4.
PINHEIRO, V.C.. Avaliador ad hoc de projetos de extensão pela Pró-Reitoria de Extensão da UFS. 2014. Universidade Federal de Sergipe.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio Brasil e França: Laços Literários. O début literário de Sérgio Milliet: Par le Sentier (1917). 2018. (Congresso).

2.
Congresso Internacional ABRALIC 2018. À la manière de: cem anos de publicação de En Singeant...: Pastiches Littéraires, de Sérgio Milliet e Charles Reber. 2018. (Congresso).

3.
Séminaire Doctoral des Études Lusophones: "Le travail de la langue".O lugar da língua francesa na criação simbolista brasileira: o caso de Sérgio Milliet. 2018. (Seminário).

4.
XV Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada - ABRALIC. Alberto Nepomuceno e as canções francesas: comentários sobre "Il flotte dans l'air", peça para piano e voz com texto de Henri Piazza. 2017. (Congresso).

5.
4º CIELLI - Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários. As epígrafes francesas de Folheando a Vida, de René Thiollier: "un art poétique" oitocentista?. 2016. (Congresso).

6.
Colloque "Intellectuels et Médias dans les Espaces Lusophones et Hispanophones (XIXè-XXIè siècle). Mário de Andrade e a cultura popular: "Briga das Pastoras", literatura e folclore. 2016. (Congresso).

7.
VII Seminário Nacional Literatura e Cultura - SENALIC.René Thiollier, leitor de Anatole France. 2016. (Seminário).

8.
XV Encontro da ABRALIC - Simpósio: "Diálogos Brasil-França: tradição e renovação".Das boates da Butte à Prisão de São Lázaro: um giro pela Paris da Belle-Époque em Senhor Dom Torres, de René Thiollier. 2016. (Encontro).

9.
II Congresso Nacional Mackenzie: "Letr@s em Rede". Simpósio: Literatura, Cultura e Identidade: a tensão de conceitos. Folheando a Vida e Histoire Contemporaine: observações acerca das referências a Anatole France no folhetim de René Thiollier. 2015. (Congresso).

10.
II Seminário do Laboratório de Estudos sobre Tradições (LETRA).Mário de Andrade: outlaw ou au-dessus de la mêlée?. 2015. (Seminário).

11.
XIV Congresso Internacional da ABRALIC - Simpósio: O Estrangeiro como me metáfora intertextual. Monsieur Bergeret visita o Convento do Carmo: notas sobre a presença de Anatole France - e sua Histoire Contemporaine - em A Louca do Juqueri, de René Thiollier. 2015. (Congresso).

12.
I Congresso Internacional sobre éticas gregas e Filosofia contemporânea. Tradutor da conferência do Pr. Dr. Jean-Marc Narbonne. 2013. (Congresso).

13.
XIV Simpósio Nacional de Letras e Linguística e IV Simpósio Internacional de Letras e Linguística - SILEL."Um paradoxo irrespirável" (ou o papel do artista e do intelectual segundo Mário de Andrade). 2013. (Simpósio).

14.
IV Encontro de Pesquisas do Francês.Monsieur Bergeret na Pauliceia: um estudo sobre René Thiollier. 2012. (Encontro).

15.
Biografias: A escrita da vida, da teoria à prática - Núcleo de Estudos em História da Cultura Intelectual - FFLCH - USP. 2011. (Oficina).

16.
Arte e música na modernidade - Centro Universitário Maria Antonia - USP. 2010. (Encontro).

17.
XXVII Bain Linguistique de l'APFESP.Atelier: Rédiger des biographies. 2009. (Outra).

18.
XXVII Bain Linguistique de l'APFESP.Atelier: Faire des portraits. 2009. (Outra).

19.
XXIV Journée Linguistique-Culturelle des Ados: Parlons d'amour.Atelier: Film. 2008. (Outra).

20.
IV Stage de Perfectionnement en Français Langue Étrangère, promovido pela APFESP - USP.Les rapports France - Brésil en littérature. 2005. (Outra).

21.
VI Colloque Annuel de l'Alliance Française de São Paulo: "Le français: pourquoi? comment?". 2004. (Outra).

22.
V Colloque Annuel de l'Alliance Française de São Paulo: "Français, une langue dans la ville". 2003. (Outra).

23.
I Stage de Mise à Niveau en Français Langue Étrangère - APFESP - USP.Atelier: L'expression des sentiments. 2002. (Outra).

24.
XIII Journée Linguistique - Culturelle - APFESP.Atelier: La météo: Quel temps fait-il?. 2002. (Outra).

25.
II Colloque Annuel de l'Alliance Française de São Paulo: "Le métier de professeur de français en l'an 2000: mutations et perspectives".. 2000. (Outra).

26.
I Colloque Annuel de l'Alliance Française de São Paulo: "À la croisée des réformes méthodologique et curriculaire".. 1999. (Outra).

27.
Estágio de formação contínua e reciclagem organizado pela Aliança Francesa de São Paulo. 1998. (Outra).

28.
Estágio de formação contínua e reciclagem organizado pela Aliança Francesa de São Paulo. 1997. (Outra).

29.
Jeux pour communiquer - Privilégier l'oral en cours de FLE. 1997. (Oficina).

30.
Multimédia et enseignement du FLE. 1997. (Oficina).

31.
Stage Pédagogique - "Professeurs Brésiliens", organizado pela Alliance Française de Paris. 1997. (Outra).

32.
Estágio de formação contínua e reciclagem organizado pela Aliança Francesa de São Paulo. 1996. (Outra).

33.
Estágio de formação profissional na área de ensino do idioma francês (Aliança Francesa / Fundação Liceu Pasteur / Consulado da França). 1995. (Outra).

34.
Méthode Espaces. 1995. (Oficina).

35.
Utilisation de la vidéo en classe de FLE. 1995. (Oficina).

36.
XII Congresso Nacional dos Professores de Francês (Universidade de São Paulo). 1995. (Congresso).

37.
XI Bain Linguistique de l'APFESP. 1993. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHEIRO, V.C.. VIII Mostra Cine Qua Non: o teatro clássico francês no cinema. 2017. (Outro).

2.
PINHEIRO, V.C.. V Mostra Cine Qua Non: Marguerite Duras no cinema - Aracaju. 2016. (Outro).

3.
PINHEIRO, V.C.. V Mostra Cine Qua Non: Marguerite Duras no cinema - Glória/SE. 2016. (Outro).

4.
PINHEIRO, V.C.. "Liberté, Égalité, Fraternité": o lema da Revolução Francesa na obra de Krzysztof Kieslowski. 2014. (Outro).

5.
PINHEIRO, V.C.; FLORES, C. N. ; MANNIS, G. D. B. . Cine Qua Non - Literatura e Ópera. 2014. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Carolina Santos Freire. Victor Hugo, Shakespeare e o Prefácio de Cromwell. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Valter Cesar Pinheiro.

2.
Maria Carolina de Melo Rosa. Eugênia Klabin Segall: vida e obra. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Valter Cesar Pinheiro.

3.
Lanna Gracieli Inácio da Silva. Marie Laurencin em poemas de Guillaume Apollinaire. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Valter Cesar Pinheiro.

4.
Monique Tayanine Santos Cruz. Marie Laurencin em poemas de Guillaume Apollinaire. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Valter Cesar Pinheiro.



Outras informações relevantes


Membro do Conselho Departamental de Letras Estrangeiras desde 2012/2; Membro do Colegiado de Francês desde 2012/2; Membro do NDE - Francês desde 2015/1; Subchefe do Departamento de Letras Estrangeiras da UFS de 17/10/2014 a 15/10/2016; Membro da Comissão Coordenadora do Exame de Proficiência em Língua Estrangeira (EPLE) de dezembro de 2014 a dezembro de 2016; Presidente do Colegiado e Coordenador do Curso de Licenciatura em Letras Português-Francês de 31/08/2016 a 30/03/2017.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/11/2018 às 23:14:27