Alex Cardoso Bastos

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2951081353357019
  • Última atualização do currículo em 23/11/2018


possui graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993), mestrado em Geologia e Geofísica Marinha pela Universidade Federal Fluminense (1997) e doutorado em Dinâmica Sedimentar pela University of Southampton (2002) com Pós-Doutorado em Geofísica de Alta Resolução no National Oceanography Center, UK. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal do Espírito Santo, fazendo parte do corpo docente dos programas de pós-graduação em Oceanografia Ambiental (UFES) e Geologia e Geofísica Marinha (UFF). Tem experiência na área de Oceanografia Geológica, com ênfase em Geofísica e Sedimentação Marinha, atuando principalmente nos seguintes temas: processos sedimentares marinhos e costeiros e mapeamento de habitats. Pesquisador 2 do CNPq (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alex Cardoso Bastos
Nome em citações bibliográficas
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciencias Humanas e Naturais, Departamento de Ecologia e Recursos Naturais.
Av. Fernando Ferrari, 514
Goiabeiras
29090600 - Vitória, ES - Brasil
Telefone: (27) 33352878
URL da Homepage: http://www.doc.ufes.br/labogeo


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2002
Doutorado em Oceanografia Geológica.
University of Southampton, SOUTHAMPTON, Inglaterra.
Título: Sedimentary processes and deposits associated with a coastal headland, Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Prof Michael Collins.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: transporte de sedimento; bancos arenosos; morfodinamica da plataforma; mobilidade do fundo marinho; estrutura interna de depositos arenosos; sedimentologia.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geomorfologia Submarina.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geofísica Marinha.
1995 - 1997
Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Analise Morfodinamica e Caracterizacao dos Processos Erosivos ao longo do Litoral Norte-fluminense,Ano de Obtenção: 1997.
Orientador: Cleverson Guizan da Silva.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: erosao de praia; litoral norte-fluminense; geomorfologia costeira.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geomorfologia Submarina.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
1994 - 1994
Especialização em Especializacao Em Geologia e Geofisica Marinha.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1988 - 1993
Graduação em Geologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.


Pós-doutorado


2013
Pós-Doutorado.
Rosenstiel School of Marine and Atmospheric Science-Univ of Miami, RSMAS, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2003 - 2004
Pós-Doutorado.
University of Southampton, SOUTHAMPTON, Inglaterra.
Bolsista do(a): English Heritage, EH, Inglaterra.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geomorfologia Submarina.


Atuação Profissional



Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador PPG Oceanografia Ambiental

Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do PPG Oceanografia Ambiental

Atividades

03/2011 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciencias Humanas e Naturais, Departamento de Oceanografia e Ecologia.

Cargo ou função
Coordenador de Programa Pos Graduação.
08/2007 - Atual
Ensino, Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Aquisição, Processamento e Interpretação de Dados em Oceanografia Geológica
Oceanografia Ambiental
Oceanografia Geológica
Processos Sedimentares Marinhos
1/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciencias Humanas e Naturais, Departamento de Ecologia e Recursos Naturais.

6/2004 - Atual
Ensino, Oceanografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geofísica Marinha
Geologia Geral
Mineralogia
Morfologia do Fundo Oceânico
Sedimentação Marinha
03/2007 - 12/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciencias Humanas e Naturais, .

Cargo ou função
Representante na Comissão de Pesquisa e Pós-Graduação - PRPPG.
6/2004 - 12/2007
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geologia Geral
Hidrologia
7/2005 - 7/2007
Direção e administração, Centro de Ciencias Humanas e Naturais, Departamento de Ecologia e Recursos Naturais.

Cargo ou função
Vice-coordenador de Graduação.

University of Southampton, SOUTHAMPTON, Inglaterra.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Research Staff, Enquadramento Funcional: Research Fellow, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 2
Outras informações
Periodo de trabalho como monitor em varias disciplinas do curso de Graducao em Geofisica e Oceanografia e Mestrado em Oceanografia

Atividades

2/2003 - 5/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Southampton Oceanography Centre, School Of Ocean And Earth Science.

1/2002 - 6/2002
Ensino, Msc Oceanography, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Sampling and Surveying (Geophysics Module)
10/2001 - 12/2001
Ensino, Oceanography, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Practical techniques and Key Skills for Oceanography
Sedimentary Systems and Processes
2/2001 - 4/2001
Ensino, Msc Oceanography, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Sampling and Surveying

Geologia Geofisica e Geotectonica, GGG, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1998
Vínculo: prestador de servicos, Enquadramento Funcional: Geologo marinho, Carga horária: 40
Outras informações
Responsavel pela interpretacao de dados geofisicos e amostras de sedimento de fundo e confeccao de relatorios tecnicos. Participacao em mais de 15 projetos de aquisicao e interpretacao de dados geofisicos.

Vínculo institucional

1994 - 1995
Vínculo: Prestador de servico, Enquadramento Funcional: Geologo/Geofisico Marinho, Carga horária: 0

Atividades

12/1994 - 2/1995
Serviços técnicos especializados , Geologia Geofisica e Geotectonica, .

Serviço realizado
Embarque para coleta de dados geofisicos de sonar de varredura, batimetria e sismica rasa.

Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1994
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: estagiario, Carga horária: 20

Atividades

8/1992 - 3/1994
Estágios , Centro de Estudos Gerais, Departamento de Geologia.

Estágio realizado
Estudo da variacao morfologica da praia de Piratininga, Niteroi-RJ.

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello, CENPES, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1994
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 20

Atividades

3/1993 - 3/1994
Estágios , Divex, Setec Setor de Tectonica.

Estágio realizado
Analise de testemunhos e amostras para datacao.

Fundacao Educacional da Regiao dos Lagos, FERLAGOS, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 4

Atividades

8/1996 - 12/1996
Ensino, Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Elementos de Geologia e Paleontologia


Linhas de pesquisa


1.
Dinâmica sedimentar
2.
geofísica de alta resolução
3.
sedimentação marinha
4.
Geologia e Geomorfologia de Habitas Marinhos

Objetivo: Mapeamento geológico e geomorfológico do fundo marinho visando a determinação de diferentes tipos de fundo e feições morfológicas que condicionam a distribuição de habitats marinhos. Esta linha de pesquisa também engloba a caracterização morfológica de ambientes recifais e uso da morfologia como indicadores de variação relativa do nível do mar..
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geofísica Marinha.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geomorfologia Submarina.
5.
Processos Sedimentares e Evolução Holocênica de Ambientes Marinhos e Costeiros

Objetivo: Esta linha de pesquisa engloba o estudo da evolução sedimentar em ambientes marinhos e costeiros. O foco principal dos projetos desenvolvidos é o estudo da sedimentação e arquitetura deposicional de sistemas carbonáticos/siliclásticos ao longo de plataformas continentais. O objetivo é investigar a evolução dos regimes de sedimentação da plataforma continental durante o Quaternário a partir da relação de variação relativa do nível do mar, aporte sedimentar e produção carbonática. A evolução de ambientes estuarinos e costeiros em geral também está inserida nesta linha de pesquisa. A área de estudo engloba a plataforma norte do ES e sul da BA (Abrolhos) e todo o litoral capixaba..
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica / Especialidade: Geofísica Marinha.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
6.
Evolução Paleoambiental de Ambientes Marinhos

Objetivo: As pesquisa nesta linha de trabalho estão focadas nos estudos de ambientes carbonáticos e suas variações frente às variações relativas do nível do mar. Entender o processo de formação e evolução de ambientes recifais, bancos de rodolitos e investigar o uso de organismos e traços fósseis como indicadores paleoambientais e de evolução ecológica. Investigar a evolução paleoecológica e sua relação com a evolução sedimentar..
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física / Especialidade: Interação do Oceano com o Leito do Mar.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
Palavras-chave: sedimentação carbonática; recifes mesofóticos; variação do nível do mar.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
PELD ABROLHOS: MONITORAMENTO DO MAIOR COMPLEXO CORALÍNEO DO ATLÂNTICO SUL, ENTRE O SUL DA BAHIA E O NORTE DO ESPÍRITO SANTO
Descrição: O objetivo geral da proposta é ampliar e assegurar continuidade ao programa de monitoramento do maior e mais importante complexo recifal do país, Abrolhos, incluindo os bancos de rodolitos e outros megahabitats bênticos a eles associados. A aquisição e o processamento de um conjunto abrangente de dados físicos, químicos e biológicos é a base para compreender os principais processos funcionais que operam nesses ecossistemas, bem como suas respostas frente a distúrbios naturais, estressores antropogênicos e mudanças climáticas. Nesse contexto, o PELD Abrolhos endereça desde processos ecológicos que operam em escalas temporais relativamente curtas, de dias a anos, até escalas paleoecológicas, com milhares de anos. Prioritariamente, são exploradas questões teóricas e aplicadas sobre: 1) dinâmica de organismos mineralizadores de CaCO3 (e.g. corais, algas coralináceas) e grupos com eles envolvidos através de interações diretas e indiretas (e.g. peixes, microrganismos), 2) efeitos, efetividade e estratégias de ampliação da rede de Áreas Marinhas Protegidas, 3) papel dos recifes mesofóticos e bancos de rodolitos como matriz de conectividade e refúgio ou fonte de propágulos, 4) bioecologia, manejo e status de espécies comercialmente importantes ou ameaçadas, 5) biodiversidade de grupos ecologicamente importantes mas cronicamente negligenciados em estudos taxonômicos (e.g. esponjas, briozoários e ascídias). Além disso, a partir do próximo ciclo de monitoramento (2017-19), será possível avaliar aspectos centrais acerca da resiliência do sistema coralíneo, especificamente as respostas ao branqueamento em massa registrado detalhadamente pelo PELD Abrolhos em 2016 - ano mais quente do registro histórico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Guilherme H. Pereira Filho - Integrante / Leonardo T. Salgado - Integrante / Ronaldo B. Francini Filho - Integrante / GIBRAN, FERNANDO Z. - Integrante / GHISOLFI, RENATO D. - Integrante / MOTTA, FABIO S. - Integrante / Fernando Coreixas Moraes - Integrante.
2017 - Atual
IMPACTOS ASSOCIADOS A LAMA DE REJEITO NOS HABITATS MARINHOS E ESTUARINOS DA FOZ DO RIO DOCE: UMA VISÃO GEOLÓGICA, FÍSICA, QUÍMICA E BIOLÓGICA.
Descrição: Os rios aportam na plataforma e linha de costa adjacentes sedimentos finos das frações silte e argila, que são comumente associadas a matéria orgânica e poluentes de várias espécies desde orgânicos a inorgânicos. Isso faz do aporte fluvial a principal fonte de sedimentos terrígenos para os oceanos e consequentemente uma via importante de aporte de nutrientes para a região costeira. As características física, química e geológica deste ambiente formam então um sistema único com diluição de água salgada (estuários), aporte de nutrientes e acúmulo de sedimentos. Geralmente a plataforma continental adjacente à foz de um rio possui uma região conhecida como depocentro lamoso, que representa a principal área de deposição de sedimentos finos oriundos do rio. Como toda região de foz de um rio, o Rio Doce reflete geralmente as características dos múltiplos usos do entorno da bacia, acumulando e registrando produtos dos processos naturais e antrópicos. Não de forma diferente, essa região sofreu direta e indiretamente com o aporte da lama de rejeito oriunda do rompimento da Barragem de Fundão em Mariana MG em 05 de novembro de 2015. Os primeiros resultados obtidos pelas campanhas deste grupo indicam um afinamento da granulometria do sedimento que foi depositado e do material particulado em suspensão que aporta a região, além de impactos diretos na comunidade fito e zooplanctônica, além de metais pesados e aumento de nutriente na coluna d?água e sedimento. As principais problemáticas observadas a partir do impacto podem ser listadas como sendo: i) extensão, caracterização e variação temporal do impacto no ecossistema; ii) balneabilidade das praias e iii) impacto nos recursos vivos/pesqueiros. Estas problemáticas estão associadas diretamente à necessidade de se conhecer a influência do impacto na saúde humana e no meio social. para conservação da biodiversidade, uma vez que região marinha e costeira afetada, inclui Unidades de Conservação: Reserva Biológica de Comboios, Refúgio da Vida Silvestre de Santa Cruz e Área de Proteção Ambiental Costa das Algas. Assim, essa proposta tem como alvo investigar de forma integrada a extensão do impacto da lama de rejeito nos ambientes estuarino e marinho adjacente à foz do Rio Doce. Esta visão integrada engloba o mapeamento dos habitats marinhos e estuarinos tendo como base análises sedimentológicas, geoquímicas e biológicas do material que aportou oriundo do Desastre Ambiental de Mariana, e que continua aportando a região de estudo. O grupo de pesquisa envolvido nesta proposta possui uma análise de base da área afetada. Dados de sedimento de fundo com análises geológicas, geoquímicas e de comunidade bentônica existem para momentos anteriores ao desastre. Essa possibilidade de comparar momentos distintos é fundamental para entender o real impacto do evento no ambienta marinho. Outro ponto de grande relevância é o fato que o conhecimento, por ventura, gerado pela proposta apoiará as medidas de gestão, planejamento e implantação de áreas marinhas protegidas além de embasar a implementação de medidas mitigadoras para minimização dos impactos ambientais e sociais causados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Renato Neto - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Susana Beatriz Vinzón - Integrante / Leila Longo - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Integrante / Jose Antonio Baptista Neto - Integrante.
2016 - 2018
Monitoramento das mudanças climáticas no Banco dos Abrolhos - maior recife coralíneo do Atlântico Sul
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Dinâmica sedimentar em sistemas portuários: uma abordagem sistêmica e multidisciplinar ? SEDPORTOS
Descrição: Os problemas de ordem econômica e ambiental causados pelo assoreamento de canais de navegação é de largo conhecimento englobando desde perda de calado para navios de grande porte, distúrbios na coluna d?água e até questões de ordem política. Assim, é de grande valia o conhecimento dos processos sedimentares e técnicas de investigação mais adequadas a esses locais no intuito de facilitar a manutenção das profundidades ideais do canal de navegação e evitar danos ambientais. Outro aspecto inerente aos desafios logísticos relacionados a canais de navegação é o mapeamento do canal e controle de mudanças batimétricas, definição da espessura dos depósitos a serem dragados e a definição dos riscos geológicos. Na proposta em questão visitamos dois problemas específicos em regiões portuárias bem distintas: o Terminal do Porto de Tubarão (TPT, Espírito Santo) e o Terminal de Ponta da Madeira (TPM, Maranhão). O TPT está situado em um ambiente exposto a ação de ondas e micromaré e o TPM em uma região dominada por macromaré com forte influência fluvial. Estes sistemas costeiros distintos induzem, consequentemente, a processos sedimentares distintos. O escopo deste projeto envolve a aplicação de conceitos de oceanografia geológica e geoacústica nos estudos e investigações associadas ao transporte de sedimento em canais de navegação e a influência destes processos na manutenção e risco geológico associado a Terminais Portuários. O foco desta pesquisa será entender a dinâmica sedimentar associada a área de dois terminais importantes (Tubarão-ES e Ponta da Madeira-MA) da Vale e como o entendimento do comportamento dinâmico deste sedimentar poderá ser usado para um melhor gerenciamento e previsão de problemas relacionados a assoreamento e risco geológico para operação nos terminais. . Sendo assim, o projeto apresenta 3 eixos temáticos: 1. Dinâmica sedimentar: Investigação do processo de formação de lama fluida e assoreamento ao longo do canal de navegação do Porto de Tubarão. 2. Geoacústica: Aplicação de métodos acústico de multi-frequência no mapeamento de fundo e subfundo do canal de Tubarão; 3. Mobilidade de Formas de Fundo como Risco Geológico: Investigação da variabilidade da morfologia de fundo e suas causas e efeitos na região portuária do terminal marítimo de Ponto da madeira, São Luís ? MA.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Susana Beatriz Vinzón - Integrante / Josefa Varela Guerra - Integrante / Marcos Nicolas Gallo - Integrante / Arthur Ayres Neto - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Integrante.
2015 - Atual
IODP- RECONSTRUÇÃO PALEOECOLÓGICA E PALEOAMBIENTAL DA PLATAFORMA CONTINENTAL DE ABROLHOS ? QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DA EQUIPE EM DEPÓSITOS E ROCHAS CARBONÁTICAS
Descrição: O objetivo principal da proposta é qualificar a equipe de pesquisadores e alunos de pós-graduação para a interpretação da evolução paleoecológica e paleoambiental em ambientais marinhos frente às variações do nível do mar, estando alinhado com o foco do edital. Do ponto de vista científico, o projeto visa determinar a resposta sedimentar e ecológica da Plataforma de Abrolhos frente a eventos de variação do nível do mar..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Biodiversidade, estrutura e funcionamento do sistema coralíneo de Abrolhos - Geodiversidade, Paleoecologia e biogeoquímica da Plataforma Continental de Abrolhos - Ciências do Mar II
Descrição: A Plataforma Continental de Abrolhos é caracterizada pela ocorrência de áreas tipicamente recifais, descritas como arcos interno e externo por Leão e Ginsburg (1997), áreas de recifes mesofóticos, descritas por Moura et al. (2013) e por um extenso banco de rodolitos e hardground, descrito por Amado Filho et al. (2012). Esta configuração de plataforma carbonática indica diferentes compartimentos no que tange a produção de carbonato de cálcio. Um compartimento tipicamente formado por patch reefs, ilustrando uma produção conhecida como T-Factory ou tropical e um compartimento tipicamente em rampa marcado pela distribuição de rodolitos, o que se enquadra em um tipo C-factory, ou cool-water. Esta heterogeneidade morfológica e sedimentológica na plataforma continental estão diretamente relacionadas às variações relativas do nível do mar. Com o fim do último período glacial (cerca de 20 mil atrás), as plataformas continentais passaram por um processo transgressivo, levando a inundação de todo o sistema. No hemisfério norte, este processo continua até o presente, no hemisfério sul, de uma maneira geral, um máximo transgressivo já ocorreu a cerca de 5 mil anos atrás (para a costa leste brasileira, Ângulo et al., 2006) e estas regiões estariam em um estágio regressivo. O processo transgressivo não só afeta a sedimentação, como também leva a formação e distribuição de novos habitats marinhos. A relação entre as taxas de subida relativa do nível do mar, aporte sedimentar e produção de carbonato de cálcio irão influenciar diretamente a geo e biodiversidade da plataforma continental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Fabiano Thompson - Integrante / Ronaldo B. Francini Filho - Integrante / Carlos Eduardo Rezende - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2014 - Atual
Estudo Detalhado do Leito Oceânico no Interior da RVS de Santa Cruz, APA Costa das Algas e Entorno Imediato de 2000m
Descrição: A criação da APA Costa das Algas e da RVS de Santa Cruz decorreu, principalmente, por se tratar de uma região com grande variedade de fisionomias do relevo submarino e ocorrência predominante de sedimentos biodetríticos e biolitoclásticos e, também de couraças lateríticas e sedimentos litoclásticos. Além da ocorrência de grande variedade de macroalgas marinhas, calcárias e não calcárias, incrustantes e articuladas, da linha de praia até profundidade próximas aos 100 metros, no caso das laminarias, proporcionando substrato, abrigo e alimentação para diversificada fauna bentônica, demersal e pelágica, na região. Este estudo pretende conhecer melhor este ambiente através da sua caracterização física e biológica, auxiliando nos processos de gestão ambiental costeira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Renato Neto - Integrante / Luis Fernando Loureiro - Coordenador.
2014 - Atual
Mapeamento de Habitats Marinhos da Plataforma Continental do Espirito Santo
Descrição: De uma ótica aplicada, existe a necessidade de se obter o conhecimento acerca da distribuição dos diferentes tipos de fundo marinhos e a biodiversidade associada. O mapeamento de habitats se torna, desta forma, uma ferramenta fundamental para o melhor entendimento desta parcela da biodiversidade bêntica marinha. A influência dos tipos de substrato, sua geomorfologia e seus índices de mobilidade são parâmetros que podem definir o potencial de distribuição dos habitats bentônicos, apoiando medidas de gestão, inclusive o planejamento de áreas marinhas protegidas. No que tange a plataforma do Espírito Santo, não existe um levantamento ou um estudo sistemático para que seja caracterizada a distribuição de habitats bentônicos nesta região. Estudos específicos e localizados mostram a grande diversidade de habitats na plataforma adjacente aos municípios de Marataízes e Aracruz/Linhares, respectivamente. Com isso, considera-se que seja de interesse do estado o mapeamento dos diferentes tipos de habitats e a quantificação da diversidade bentônica ao longo da plataforma. Estes dados irão subsidiar os gestores para as tomadas de decisão e avaliação que leve ao desenvolvimento sustentável do ambiente marinho capixaba. O principal objetivo a ser alcançado é o mapeamento de habitats marinho e suas comunidades bentônicas associadas ao longo da plataforma interna dos ES, considerando o seu Mar Territorial (12 milhas). Os objetivos específicos da proposta são: Mapeamento geológico e geomorfológico do fundo marinho; Caracterização da comunidade bentônica associada ao diferentes tipos de fundo marinho (habitats); Mapeamento dos terraços de abrasão ao longo da linha de costa; Preparação de um banco de dados em sistema de informação geográfica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Jacqueline Albino - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Dieter Carl Ernst Heino Muehe - Integrante / Leila Longo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
PVE Ciencias Sem Fronteiras RECIFES AFOGADOS DA PLATAFORMA E QUEBRA DA PLATAFORMA DE ABROLHOS: GEOMORFOLOGIA, EVOLUÇÃO E INDICADORES DE VARIAÇÃO DO NÍVEL DO MAR - PVE Ciências Sem Fronteiras Prof. Jody Webster
Descrição: O objetivo geral desta proposta é investigar a evolução dos recifes mesofóticos de Abrolhos em função das variações do nível do mar e mudanças ambientais. As metas da proposta são: 1- Continuar com o mapeamento dos recifes mesofóticos até a quebra da plataforma, bem como a interpretação e contexto sismo-estratigráfico destes sistemas; 2- Investigar a composição, idade e morfologia dos recifes mesofóticos ao longo da plataforma e na região de quebra da plataforma de Abrolhos;Avaliar a influência da paleotopografia na distribuição dos habitats marinhos; 3- Determinar a relação entre composição das comunidades (corals, algae, sponges, octo corals etc) modernas dos recifes mesofóticos e a morfologia /gradiente de profundidade dos recifes; 4- Comparar o sistema recifal mesofótico da plataforma de Abrolhos com o da Grande Barreira de Corais (GBC), usando modelagem geomorfológica. Não obstante, a proposta PVE tem ainda como objetivo o estabelecimento de um parceria forte com o Geocoastal Research Group, liderado pelo Prof. Webster. Esta parceria visa a internacionalização do grupo de pesquisa do proponente (LaboGeo/Rede Abrolhos) e das pesquisas vinculadas no INCT AmbTropic e o fortalecimento do Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Ambiental da UFES (PPGOAm)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Jody Webster - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Outra.
2014 - Atual
RECIFES AFOGADOS DA PLATAFORMA DE ABROLHOS: GEOMORFOLOGIA, EVOLUÇÃO E INDICADORES DE VARIAÇÃO DO NÍVEL DO MAR
Descrição: Recifes submersos ou afogados constituem um importante registro geológico de variações do nível do mar, podendo indicar ainda a evolução paleoambiental e paleoecológica da plataforma continental. Além disso, esses recifes formam o substrato para a colonização de comunidades mesofóticas de corais modernos, sendo então descritos como recifes mesofóticos. No último máximo glacial, cerca de 18000 anos AP, o nível do mar chegou a uma cota de -120m e evidências de colonização de recifes rasos nas bordas de plataformas continentais são descritos em todo o mundo. Os pulsos de subida do nível durante a última transgressão também estão registrados em recifes submersos ao longo das plataformas, criando um registro geológico dos processos transgressivos. A Plataforma de Abrolhos compreende o mais importante complexo recifal do Atlântico Sul. Ao longo desta plataforma, recifes afogados já foram mapeados pelo grupo de pesquisa Rede Abrolhos, sendo recentemente amostrados por meio de sondagem submarina. A luz de novas tecnologias de mapeamento do fundo marinho (batimetria de multi-feixe e sísmica multi-frequência), esta proposta tem por objetivo investigar a ocorrência, a geomorfologia e a evolução holocênica dos recifes mesofóticos e de quebra de plataforma em Abrolhos. Estes recifes são muito pouco conhecidos e na questão de recifes de quebra da plataforma, não foram ainda mapeados ou reconhecidos efetivamente. A proposta compreende o mapeamento de áreas de recifes afogados usando batimetria multi-feixe concomitantemente com sísmica multi-frequência de alta resolução. O estudo da geologia destes recifes será realizado através de amostragem por sondagem submarina (drill pneumático operando até 45m de profundidade). A composição destes recifes será avaliada através de imageamento por ROV. O projeto busca desenvolver cientificamente o conhecimento acerca destas feições que ocorrem ao longo da Plataforma de Abrolhos e está inserido em um programa PVE Ciências Sem Fronteiras com o Prof. Jody Webster da Universidade de Sydney.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Jody Webster - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
PELD ABROLHOS: MONITORAMENTO DO MAIOR COMPLEXO CORALÍNEO DO ATLÂNTICO SUL

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Gilberto Menezes Amado Filho em 20/06/2014.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Coordenador / Fabiano Thompson - Integrante / Ronaldo B. Francini Filho - Integrante / Carlos Eduardo Rezende - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2013 - Atual
Reconstrução Paleoceanográfica ao longo dos Bancos da Cadeia Vitória-Trindade a partir de registros em Algas Calcáreas
Descrição: Caracterizar a variabilidade climática ao longo do tempo geológico é uma necessidade atual para que se possa compreender melhor a dinâmica do clima no planeta. Diversos proxies podem ser usados em investigações paleoclimáticas, porém é importante que estes proxies sejam também testados em escala espacial. Vários estudos apontam que algas calcáreas incrustantes são excelentes arquivos de variação paleoambiental porque possuem ocorrência global, podem crescer por centenas de anos, sendo que sua estrutura é caracterizada por incrementos ou camadas bem definidas com alta concentração de Mg, permitindo uma análise de alta resolução temporal nos parâmetros de variabilidade ambiental. O objetivo geral deste projeto é investigar a evolução da sedimentação biogênica no topo de montes submarinos da Cadeia Vitória-Trindade, buscando indicadores da variabilidade dos processos paleo-oceanográficos/paleoclimáticos. Objetivos Específicos 1- Mapear, em detalhe, a geomorfologia, geologia e faciologia do topo de dois montes da CVT; 2- Investigar a estratigrafia holocênica/pleistocênica visando identificar, temporalmente, a transição de domínios de erosão e sedimentação, e como o topo dos montes respondeu às variações relativas do nível do mar; 3- Investigar indicadores paleoclimáticos nos depósitos carbonáticos, principalmente em rodolitos; 4- Estimar a espessura da camada de rodolitos e sua relação com as variações relativas do nível do mar; 5- Estudar a evolução paleoecológica dos depósitos biogênicos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Daniele Peron D'Agostini - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Fabiano Thompson - Integrante / Guilherme H. Pereira Filho - Integrante / Ronaldo B. Francini Filho - Integrante / Leila Longo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
AMBES - Geologia, Geomorfologia, Sedimentologia da Plataforma Continental da Bacia do Espírito Santo e Norte da Bacia de Campos
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Valeria da Silva Quaresma - Integrante / Luis Parente Maia - Integrante.Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
Mapeamento Sedimentar de um Trecho da Plataforma Continental do Estado do Espírito Santo

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Valeria da Silva Quaresma em 14/03/2013.
Descrição: Projeto Universal FAPES. Mapeamento faciológico da plataforma norte do Espírito Santo, entre a Foz do Rio Doce e Vitória..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Coordenador / Alex Evaristo Silva - Integrante / Estefania Godinho - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2
2012 - 2014
EVOLUÇÃO SEDIMENTAR COSTEIRA DO LITORAL CENTRAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
Descrição: O estudo multidisciplinar dos depósitos Quaternários torna possível a reconstrução dos paleoambientes e das oscilações relativas do nível do mar (NM) por meio de evidências geológicas, geomorfológicas, topográficas, arqueológicas, sedimentológicas, geoquímicas e paleontológicas. Trabalhos desenvolvidos na literatura nacional e internacional se apóiam em evidências como presença de planícies costeiras, estuários e beachrocks para propor modelos evolutivos dos depósitos costeiros e, em indicadores geoambientais para construção de curvas de variação relativa do nível do mar (VRNM), como por exemplo, presença de organismos marinhos em depósitos sedimentares devidamente datados. No Brasil, apesar das formações dos depósitos sedimentares das desembocaduras dos principais rios brasileiros, incluindo a planície costeira do Rio Doce, já terem sido compreendidas, sérios questionamentos quanto às reais oscilações do nível relativo do mar durante o Holoceno no Brasil ainda são pauta de discussão. Considerando que muitos poucos trabalhos foram desenvolvidos no litoral do estado do Espírito Santo a respeito da compreensão da evolução dos depósitos quaternários costeiros, este projeto visa compreender a evolução recente, cerca de 10 mil anos, do litoral Centro-Sul do estado, propondo-se a investigar a existência de evidências geológicas como indicadores de VRNM na região da Grande Vitoria e inferir a interpretação de paleoambientes marinhos a partir de dados sedimentológicos, geofísico, paleontológicos e geoquímicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Giseli Modolo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
INCT AmbTropic: GT 2.1 Geodiversidade e Biodiversidade dos Substratos Plataformais
Descrição: A plataforma continental na região norte-nordeste do Brasil esteve exposta sub-aereamente a maior parte do tempo, tendo em vista que a quebra da plataforma continental nesta região é extremamente rasa (45-60 m de profundidade). Apenas durante breves intervalos de tempo, como nos dias atuais, esta plataforma esteve completamente inundada. Presentemente a maior parte da plataforma continental é recoberta por sedimentos cuja distribuição é controlada pela fisiografia herdada de um longo período de exposição, pelos aportes fluviais, e pela acumulação in situ das partes duras de organismos marinhos e ação de agentes marinhos (ondas e correntes). As diferenças nas caracteristicas sedimentares exercem uma influência direta, na densidade, biomassa, distribuição e diversidade das comunidades bentônicas. Este compartimento bentônico interage com o compartimento pelágico e vice-versa. O aumento de CO2 nos oceanos, ao afetar o processo de calcificação em organismos marinhos pode afetar a estrutura das comunidades bentônicas nas regiões plataformais, principalmente considerando-se o cenário atual de crescentes pressões antropogênicas nesses ambientes. Um grande obstáculo a compreensão destes impactos é a ausência de mapas de habitats bentônicos e comunidades associadas, particularmente na região norte-nordeste do Brasil. Tais mapas constituem uma poderosa ferramenta que permitirá a cientistas e gestores compreender a distribuição de recursos vivos e não-vivos no assoalho marinho bem como monitorar os efeitos das mudanças climáticas, a extensão e efeito da poluição por nutrientes e contaminantes, a implantação de reservas marinhas e obras de engenharia e a explotação de granulados marinhos para recuperação de praias. Objetivo Principal: avaliar a heterogeneidade espacial dos substratos plataformais da região norte-nordeste do Brasil, sua geodiversidade e biodiversidade e de que maneira estes aspectos são controlados pelas forçantes oceanográficas, suprimento de sedimentos e história evolutiva..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Daniele Peron D'Agostini - Integrante / Jose Maria Landim Dominguez - Coordenador / Helenice Vital - Integrante.
2011 - 2014
Rede Abrolhos: Estrutura, funcionamento e conservação do principal complexo coralíneo do Atlântico Sul.
Descrição: A Rede Abrolhos irá abordar os principais aspectos estruturais e funcionais do maior e mais rico conjunto recifal do Atlântico Sul (Abrolhos), em especial aqueles envolvidos na resistência e resiliência desse sistema hiper-biodiverso frente aos estressores que se configurarão ao longo do Século XXI, incluindo anomalias térmicas e acidificação, doenças emergentes em corais, aumento na sedimentação e contaminação decorrentes das atividades humanas na zona costeira, sobrepesca de grupos funcionais críticos e a exploração pesqueira crescente na zona mesofótica. Ao abordar, em múltiplas escalas espaciais e temporais, os processos ecológicos subjacentes aos padrões de distribuição e dinâmica da biodiversidade recifal, a Rede irá consolidar o conhecimento sobre a região de Abrolhos na forma de publicações e de um sistema de gestão da informação que subsidiará respostas de manejo em escalas apropriadas, incluindo planos e medidas para mitigação da perda de biodiversidade, restauração da funcionalidade e adaptação a mudanças nas condições climáticas e oceanográficas. Além de contribuir para o estabelecimento e/ou consolidação de patamares de referência para áreas recifais sob condicionantes ecológicas dissimilares e regimes de manejo diferenciados, utilizando modelos diversos (e.g. microbiota, comunidades bentônicas, peixes recifais) e variáveis de processo (e.g. recrutamento, níveis de herbivoria e coralivoria, taxas de crescimento de organismos construtores, desembarques pesqueiros), a Rede Abrolhos irá desenvolver um mecanismo de Planejamento Sistemático para Conservação (PSC) que permitirá determinar quais são as áreas-chave para a biodiversidade (KBAs) e as lacunas de conservação (GAP) na região de Abrolhos, incluindo a modelagem de cenários para o estabelecimento de novas áreas de proteção e manejo, levando em consideração as principais atividades econômicas que dependem (e.g. pesca) e influenciam (e.g. mineração) os serviços ambientais prestados pelos sistemas recifai.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante / Paulo Sumida - Integrante / Ronaldo Francini Filho - Integrante / Fabiano Thompson - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
REGIMES DE SEDIMENTAÇÃO DOMINANTES DURANTE O QUATERNÁRIO SUPERIOR NA PLATAFORMA CONTINENTAL DOS ABROLHOS: UMA ABORDAGEM SISMOESTRATIGRÁFICA
Descrição: A sedimentação da plataforma continental durante o período Quaternário está diretamente relacionada às variações relativas do nível do mar, proporcionando a construção de pacotes estratigráficos constituídos por sequências sedimentares de alta freqüência. Entretanto, os padrões de deposição para ambientes mistos, ou seja, com características de sedimentação carbonática e siliciclástica, respondem de forma diferente quando comparados aos ambientes dominantemente siliciclásticos. A produção in situ de sedimentos carbonáticos associado ao suprimento de sedimentos siliciclásticos devem ser considerados quando o alvo é responder como as mudanças no nível relativo do mar afetaram a formação destes depósitos. Dados recentes e ainda não publicados, mas apresentados em congressos, evidenciam o controle ou a relação imposta pelas mudanças de regimes sedimentares associados às flutuações do nível do mar ao longo da Plataforma Continental dos Abrolhos (PCA). A morfologia de fundo da plataforma, esculpida em depósitos carbonáticos pleistocênicos durante os eventos regressivos, e provavelmente com domínio siliciclástico, é dominada por paleocanais e uma extensa paleolaguna que hoje formam o relevo para o desenvolvimento de estruturas coralíneas, incluindo recifes de coral e fundos de algas calcáreas, como rodolitos. Dados sísmicos da região costeira evidenciam a mudança do regime de sedimentação carbonática para siliciclástica/terrígena. Observam-se fases de deposição siliciclástica sobre um paleorelevo carbonático. Este projeto de pesquisa propõe um estudo sismoestratigráfico na PCA, visando investigar os depósitos sedimentares desde a zona costeira até a plataforma externa, tendo como intervalo temporal o Quaternário Superior. Esta investigação tem dois focos principais: Investigar as mudanças impostas no regime de sedimentação siliciclástico/carbonático por eventos transgressivos e regressivos; Avaliar a influência da geologia/geomorfologia antecedente no desenvolvimento dos h.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Cleverson Guizan da Silva - Integrante / Daniele Peron D'Agostini - Integrante / Antonio Tadeu dos Reis - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante / Gilberto M Amado Filho - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2014
Sedimentos finos em estuários e PC: formação e dinâmica de depósitos lamosos
Descrição: Avaliar os processos referentes a resuspensão, transporte e deposição de sedimentos finos, bem como, os processos de formação e mobilidade de depósitos lamosos em vários tipos de ambientes, desde estuários até a plataforma externa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Coordenador / Susana Beatriz Vinzón - Integrante / Josefa Varela Guerra - Integrante / Marcos Nicolas Gallo - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Biodiversidade, Fisionomia e Conectividade na Zona Mesofótica da Cadeia de Montanhas Vitória-Trindade (CVT)
Descrição: O objetivo geral deste projeto é estabelecer um panorama abrangente e integrado acerca da biodiversidade da zona mesofótica (entre 30 e 110 m de profundidade) dos bancos submarinos da Cadeia Vitória Trindade (CVT). Dados preliminares de nosso grupo indicam que o topo das montanhas submarinas da CVT são dominados por bancos de rodolitos (i.e. nódulos de algas calcárias). A determinação da extensão destes bancos e caracterização das comunidades associadas a eles são informações críticas para a conservação e manejo destes ambientes de reconhecida importância para o manejo do mar territorial brasileiro. Além disso, os resultados provenientes deste projeto contribuirão para uma maior compreensão da importância do sistema CVT para a conectividade entre as comunidades marinhas dos sistemas da plataforma continental brasileira com as ilhas Oceânicas de Trindade e Martim Vaz. Os objetivos específicos englobam: a caracterização fisionômica e da estrutura das comunidades bentônicas; a caracterização da biodiversidade de comunidades (microorganismos, algas marinhas, corais, esponjiários e peixes); a determinação da ocorrência e extensão dos bancos de rodolitos (nódulos de algas calcárias); a determinação da qualidade físico-química e biológica da água, incluindo medida da concentração de nutrientes inorgânicos dissolvidos, carbono orgânico dissolvido e particulado, e abundância de bactérias; A determinação da diversidade molecular das populações de Mussismilia híspida. Será aplicada uma abordagem abrangente, incluindo análises do nível molecular ao sistêmico e que envolve: uso de sonar de varredura lateral para mapear o perfil do fundo marinho, técnicas de mergulho técnico para acesso as regiões mesofóticas, veículos de operação remota (ROV) para a obtenção de imagens em áreas de difícil acesso, análises de abundância de peixes e invertebrados, análises microbiológicas e de biologia molecular, medidas dos parâmetros físico-químicos da água..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Dinâmica Sedimentar associada a Eventos de Tempestade: Previsão Numérica e Medições in Situ na Plataforma Continental do Espírito Santo
Descrição: As pesquisas marinhas vêm se tornando cada vez necessárias em função do crescente uso dos recursos naturais marinhos. O uso do mar e explotação de seus recursos forçam a necessidade de um melhor entendimento de sua dinâmica física, química, geológica e ecológica. O Estado do Espírito Santo tem uma vocação para o mar tendo em vista seu litoral com cerca de 450 km de extensão marcado por grandes mudanças geomorfológicas, incluindo costões rochosos, falésias, praias arenosas, planícies deltaicas e manguezais. Esta vocação pode ser exemplificada pelos vários setores produtivos que utilizam o mar, tais como, o setor portuário, aquicultura e pesca, turismo, mergulho recreativo, regata e pesca esportiva, além de ser a mais nova fronteira na produção de óleo e gás do Brasil. Além disso, a pressão imobiliária e ocupação urbana do litoral é notória, o que exige um crescente investimento no estudo e caracterização do ambiente marinho. A plataforma continental do Espírito Santo é descrita geologicamente como uma plataforma dominada por ondas, ou seja, a ação de ondas, principalmente de ondas de tempestade, gera as principais mudanças no padrão de dinâmica sedimentar, instabilidade do fundo marinho e erosão da linha de costa. Este projeto propõe 3 metas a serem alcançadas a partir do desenvolvimento científico: 1) Classificar a plataforma continental do Estado do Espírito Santo com base no potencial de mobilização do fundo marinho a partir da ação de ondas e correntes; 2) Implementar um laboratório de estudos de dinâmica sedimentar visando medir in situ as alterações causadas por uma tempestade no padrão sedimentar e na erosão do fundo marinho; 3) Propor ações de monitoramento destes fenômenos tendo em vista a necessidade de planos estratégicos para o estado considerando os efeitos que podem ser causados por eventuais mudanças climáticas. A meta 1 tem por objetivo produzir mapas que mostrem áreas de risco potencial em função da ação de ondas de tempestade. Estes.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Eduardo Siegle - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
DEPRESSÕES CIRCULARES (BURACAS) DO FUNDO MARINHO NA PLATAFORMA DOS ABROLHOS (ES,BA)- FORMAÇÃO, GEOLOGIA E MORFOLOGIA
Descrição: Depressões circulares a semi-circulares presentes na Plataforma dos Abrolhos são denominadas ?buracas? por pescadores do extremo sul baiano. As buracas são localmente reconhecidas como áreas de grande acúmulo de matéria orgânica e com uma produção primária elevada, o que provoca a ocorrência de várias assembléias de espécies tipicamente recifais. Estas estruturas podem ser hoje consideradas como um novo tipo de estrutura recifal na área de Abrolhos. Levantamentos sonográficos na região do Banco possibilitaram o mapeamento de 35 estruturas e outras 17 posições são alvos potenciais. As informações disponíveis sobre as buracas são insuficientes para o entendimento de sua origem. As hipóteses iniciais levantadas são diversas - estruturas de escape de fluídos (pockmarks), dolinas submersas, estruturas de surgência de água subterrânea (wonky holes) e estruturas de origem tectônica. A presente proposta tem como objetivo a caracterização e elaboração de um modelo genético para as buracas. Envolve o uso de métodos geofísicos, coletas in situ com mergulho autônomo, datações radiométricas e análises isotópicas em amostras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Michel Michaelovitch de Mahiques - Integrante / Daniel Andreas Klein - Integrante / Rodrigo Leão de Moura - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
CARACTERIZAÇÃO ACÚSTICA DE DEPÓSITOS SEDIMENTARES LAMOSOS
Descrição: As características e o comportamento dos depósitos de lama são fortemente influenciados pela hidrodinâmica local e a relação entre esses processos é ainda pouco compreendida. A formação de um depósito lamoso pode ser descrita a partir do processo de deposição e consolidação de sedimentos coesivos, o que está diretamente relacionado ao tempo de deposição e as condições hidrodinâmicas (Mehta e Dyer, 1990; Winterwerp e van Kesteren, 2004). Estes estágios de formação de fundos coesivos produzem variações verticais na densidade do depósito lamoso (Winterwerp e van Kesteren, 2004), o que influencia diretamente no resultado do método indireto (acústico) de mapeamento (Quaresma et al., 2000; Vinzon et al.2009, Bastos et al., 2009; Veronez et al., 2009) e também no volume dinâmico de lama no ambiente. O objeto desta proposta é a caracterização acústica de depósitos lamosos costeiros, visando a determinação da relação entre a densidade do pacote sedimentar e suas resposta acústica a diferentes freqüências de alta resolução. Os métodos a serem aplicados no desenvolvimento deste projeto envolvem basicamente levantamentos geofísicos de alta resolução (batimetria de dupla freqüência e sísmica rasa), determinação de densidade do depósito in situ com densímetro acústico e testemunhos rasos com análises físicas. O projeto engloba duas áreas de estudos, sendo um ambiente tipicamente estuarino ? Baía de Vitória, e outro deltaico ? Delta do Rio Doce..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Coordenador / Susana Beatriz Vinzón - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2011
Caracterização de comunidades bentônicas da zona mesofótica da plataforma continental brasileira e da cadeia de montanhas submarinas Vitória Trindade
Descrição: Através de colaborações estabelecidas com instituições de ensino, de pesquisa e organizações não governamentais foram realizadas nos últimos dois anos amostragens em comunidades bentônicas em ambientes marinhos ainda desconhecidos do litoral brasileiro. Esses ambientes estão situados na zona mesofótica (entre 30 e 150 m de profundidade) e ocorrem sobre a plataforma continental e no topo de montanhas submarinas, com fisionomias dominadas por recifes coralíneos e bancos de rodolitos. As formações coralíneas da zona mesofótica têm sido apontadas como de grande importância para a manutenção da diversidade em regiões mais rasas da plataforma continental, pois tendem a sofrer menos com as mudanças climáticas e podem servir como refúgio para espécies de corais e peixes, mantendo a conectividade entre os ambientes através do fluxo larval. A falta de conhecimento sobre as formações coralíneas da zona mesofótica tem prejudicado o entendimento sobre ecologia, biodiversidade e conectividade entre sistemas marinhos brasileiros. Desta forma, nesse projeto, estamos propondo obter parte dos recursos financeiros necessários para ampliar nossa capacidade de amostragem da zona mesofótica de áreas estratégicas do litoral brasileiro como as porções próximas à quebra da plataforma continental no sul do Banco dos Abrolhos e o topo de montes e bancos submarinos, como o Banco Besnard e o Banco Vitória da Cadeia Vitória-Trindade. O principal objetivo é produzir um quadro completo e integrado da biodiversidade da região, desde as áreas mais rasas até cerca de 100 m de profundidade. Pretende-se a caracterização das fisionomias bentônicas, a realização de amostragens dos diferentes grupos de organismos (algas marinhas, corais, esponjiários e peixes) e a determinação da extensão dos bancos de rodolitos (nódulos de algas calcárias) que ocorrem em grandes concentrações nestas regiões. Serão utilizadas sonar de varredura lateral para mapear o perfil do fundo marinho, técnicas de mergulho técnico.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Estudo da variabilidade temporal do fluxo sedimentar na baía de Vitória: uma ferramenta ao gerenciamento de dragagens
Descrição: Estuários são ambientes altamente dinâmicos onde a combinação de várias forçantes levam por determinar a dinâmica de sólidos em suspensão que chega ao ambiente. A variação temporal e espacial na concentração do material particulado na coluna d água tem implicações econômicas para o gerenciamento da região estuarina, uma vez que a variação temporal na concentração de sedimento em suspensão influencia na qualidade da água (turbidez), na produção primária e na dispersão de poluentes orgânicos e metais pesados. Este projeto tem com área de estudo a Baía de Vitória, localizada no Estado do Espírito Santo, que é um sistema de vital importância para a economia do Estado, uma vez que abriga o Porto de Vitória Nas últimas décadas, a baía vem sofrendo forte degradação ambiental devido ao intenso processo de urbanização de seu entorno, atividade portuária e, principalmente, devido ao lançamento de esgotos. Mesmo com esse quadro de degradação ambiental e importância econômica, o conhecimento científico com relação, à atuação dos processos sedimentares recentes, é praticamente nula. Sendo assim, este projeto vem propor a aplicação de técnicas de medições e avaliação do impacto que a escala temporal das forçantes físicas imprimem ao fluxo e ao tempo de residência do sedimento no canal do estuário da baía de Vitória. Estas técnicas envolvem medições simultâneas e contínuas de correntes e material particulado em suspensão com a utilização de equipamentos acústicos (Acoustic Doppler Current Profiler), óticos (OBS) e coleta de água..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
2009 - 2011
PROCESSOS GEOQUÍMICOS, SEDIMENTARES E MODELAGEM EM ESTUÁRIOS COM MÚLTIPLOS USOS DO SEU ENTORNO.
Descrição: Esta proposta tem como objetivo fortalecer e consolidar a linha de pesquisa ?Processos Físicos, Químicos e Geomorflógicos de Sistemas Costeiros e Marinhos? da única área de Concentração ?Sistemas Costeiros e Marinhos? do Programa de Pós-Graduação de Oceanografia Ambiental (PPGOAm) da UFES através de uma parceria com o Programa de Pós-Graduação em Geoquímica Ambiental da Universidade Federal Fluminense (UFF). Como ferramenta e via de execução deste propósito, apresenta-se um projeto científico integrado de estudo dos processos geoquímicos, sedimentares e de modelagem numérica que pode ser aplicado a estuários com diversos usos do seu entorno. Como ferramenta de fortalecimento do programa não-consolidado, propõe-se um projeto científico com foco em estuários, área em que o programa consolidado possui forte vocação e experiência. Este poderá ser utilizado como temas nas dissertações de mestrado, teses de doutorado e disciplinas propostas. Os ecossistemas estuarinos possibilitam uma ampla gama de bens e serviços ambientais à sociedade, constituindo, portanto, considerável importância tanto ecológica como econômica. Em parte, tais benefícios são sustentados por elevadas taxas de produtividade biológica. Na região tropical, os estuários são muitas vezes associados aos manguezais que, além de promoverem a proteção física da costa contra a erosão costeira, atuam como berçários para inúmeras espécies de organismos, funcionando como fonte de alimento, renda e recreação humana. Porém a falta de planejamento e regulamentação de diversas atividades humanas tem provocado graves problemas ambientais nestes ecossistemas, como a eutrofização e contaminação química e, consequentemente, danos às comunidades bióticas, além de contaminação por microorganismos patogênicos. Devido ao incremento da degradação ambiental dos estuários torna-se necessário desenvolver programas de avaliação do nível de integridade dos ecossistemas estuarinos. Nesse contexto, o monitoramento da qualidade amb.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Renato Ghbisolfi - Integrante / Renato Neto - Integrante / Gilberto Barroso - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Integrante / Marcelo Correa Bernardes - Integrante / Emanoel Vieira da Silva Filho - Integrante / Bastian Adriaan Knoppers - Integrante / Ana Luiza Spaldano Albuquerque - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2007 - 2009
Mapeamento do fundo submarino do Banco dos Abrolhos- Inter-Reefal Habitats-Marine Management Areas Science
Descrição: The broader goal of this activity is to understand the inter-reefal areas of the coastal ocean as a habitat mosaic, or ?megahabitat? encompassing the complex maze of connected coral reef, mangrove, seagrass, soft-bottom, and river plume environments. The components of this megahabitat that lie between the reefs have largely been absent from direct marine conservation activities. These habitats, however, are known to be sites of significant biodiversity and endemism, besides being responsible for a significant part of coastal fisheries yields. For instance, in Abrolhos most lobster catches come from inter-reefal calcareous algae (rhodolith) beds. It is also noteworthy that many non-emergent reefs occur in these areas and the complex mosaic as a whole supports an interconnected system of coastal ecosystems. Effective scientific mapping is an essential first step for targeted research and subsequent conservation management and Marine Managed Area (MMA) design addressing the entire megahabitat. This activity addresses this need for effective scientific mapping and exploration of the inter-reefal domain..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Dinâmica Comportamental de Sedimentos Coesivos em Áreas Estuarinas e Portuárias.
Descrição: A importância do conhecimento do comportamento dinâmico do transporte, deposição e consolidação de lamas é fundamental no que tange o gerenciamento sustentável de áreas costeiras e marinhas. Este projeto compreende um estudo sistemático do comportamento dinâmico do sedimento coesivo in situ e em laboratório. O desenvolvimento do projeto seria uma integração entre um estudo de caso em área piloto e a implementação do laboratório de sedimento coesivo com a realização de experimentos com lamas desta área piloto..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Valeria da Silva Quaresma - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal do Espírito Santo - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2006 - 2009
Evolução Sedimentar das Baías de Vitória e Espírito Santo
Descrição: O projeto envolve a investigação da Evolução Sedimentar das Baías de Vitória e Espírito santo através da aplicação da sísmica de alta resolução e testemunhagem. Estão previstas datações dos testemunhos. Visando a entendimento da dinâmica atual da das baías, levantamento com sonar de varredura lateral será também realizado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 8
2006 - 2007
Estudo Hidrossedimentológico do Rio Jucu
Descrição: A dinâmica do sedimento na bacia hidrográfica é hoje um aspecto de fundamental importância para qualquer programa de planejamento e gestão dos recursos hídricos. A problemática do sedimento para a gestão de bacias envolve, principalmente, a produção ou erosão de sedimento, acarretando um aumento de sedimento transportado e depositado dentro da bacia. O aumento no volume de sedimento disponível para a bacia pode gerar prejuízos econômicos e impactos ambientais provocados pelo assoreamento de reservatórios (influenciando o abastecimento doméstico e produção de energia) o aumento de turbidez na água (afetando a qualidade da água, a balneabilidade e o turismo, a produção primária e os ecossistemas aquáticos e aumentando o custo do tratamento de água para abastecimento,), o assoreamento da região estuarina (afetando a navegação e atividade portuária), o aumento de turbidez na costa, a diminuição de aporte de sedimento na costa levando a implantação de processos erosivos, entre outros. Sendo assim, este projeto vem propor a aplicação de técnicas de medição em hidrossedimentologia visando uma avaliação dos diversos parâmetros que influenciam o fluxo sedimentar em um canal fluvial. Esta técnica envolve medições da variação espaço-temporal da concentração de sedimento em suspensão ao longo do canal fluvial e a correlação destas variações com parâmetros como uso do solo e índices de pluviosidade da bacia hidrográfica. O objetivo principal deste projeto é o de determinar a variação espaço-temporal na concentração de material particulado em suspensão e na taxa de transporte de sedimento de fundo ao longo do canal do Rio Jucu..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Valeria da Silva Quaresma - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo - Auxílio financeiro.
2005 - 2008
Monitoramento Ambiental da Área do Naufrágio do Victory 8B
Descrição: Análise da variação temporal de parâmetros oceanográficos na área de afundamento do navio Victory 8B..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (11) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Renato Ghbisolfi - Integrante / Renato Neto - Integrante / JeanChristophe Joyeux - Integrante / Gilberto Barroso - Integrante / Viviane Testa - Integrante / Camilo Dias - Integrante / Luis Fernando Loureiro - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - Auxílio financeiro.Número de orientações: 5
2005 - 2007
Aplicação da Sísmica de Alta Resolução no Estudo da Evolução Sedimentar da Baía de Vitória
Descrição: Este projeto vem propor um levantamento sísmico de alta resolução na região da baía de Vitória, seguido de locação de pontos de testemunhagem. O objetivo principal deste projeto seria o de analisar a evolução sedimentar da baía de Vitória através da caracterização de paleoambientes holocênicos submersos usando os conceitos de sismo-estratigrafia, bem como mapear a distribuição espacial da ocorrência de corais hermatípicos no interior da baía..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador.Financiador(es): Fundo de Amparo a Pesquisa do ES - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2004 - 2005
Instituto do Milênio - Projeto RECOS
Descrição: Recos - Uso e apropriação de recursos costeiros.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Integrante / Jacqueline Albino - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Espírito Santo - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2006 - 2009
IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS PROCESSOS DE RESUSPENSÃO E DISPERSÃO DE SEDIMENTOS NOS ECOSSISTEMAS COSTEIROS DE VITÓRIA-ES
Descrição: O projeto tem por objetivo identificar e medir os processos de resuspensão e dispersão sedimentar nos ecossistemas costeiros de Vitória através de um sistema autônomo de medição de correntes, ondas e sedimento em suspensão..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alex Cardoso Bastos - Coordenador / Valeria da Silva Quaresma - Integrante.Financiador(es): Fundo de Amparo a Ciência e Tecnologia de Vitoria - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 3


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: FRONTIERS IN EARTH SCIENCE


Membro de comitê de assessoramento


2017 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2010 - 2013
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo


Revisor de periódico


2004 - Atual
Periódico: Estuarine, Coastal and Shelf Science (0272-7714)
2005 - Atual
Periódico: Continental Shelf Research (0278-4343)
2005 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Geofísica (0102-261X)
2010 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Pesquisa Naval (SDM)


Revisor de projeto de fomento


2011 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2009 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica/Especialidade: Sedimentologia Marinha.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica/Especialidade: Geofísica Marinha.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Geológica/Especialidade: Geomorfologia Submarina.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Física/Especialidade: Interação do Oceano com o Leito do Mar.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Sedimentologia.
6.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Estratigrafia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Destaque em C&T do Estado do ES em 2016, Secretaria de Ciência e Tecnologia, Governo do Estado do ES.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:48
Total de citações:371
Fator H:10
Bastos, A.C.  Data: 10/06/2010

SCOPUS
Total de trabalhos:31
Total de citações:430
Bastos, A.C.  Data: 19/06/2014

Outras
Total de trabalhos:14
Total de citações:618
BASTOS, A.C.  Data: 23/11/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
Moura, Rodrigo L.2018Moura, Rodrigo L. ; MORAES, FERNANDO C. ; AMADO FILHO GM ; NEVES, LEONARDO M. ; KASSUGA, ALEXANDRE D. ; D?AGOSTINI, DANIELLE ; BASTOS, Alex Cardoso . A dark side of cleaning symbiosis: manned submersible observations. Marine Biodiversity, v. X, p. X, 2018.

2.
MACHADO, GISELI MODOLO VIEIRA2018MACHADO, GISELI MODOLO VIEIRA ; BASTOS, Alex Cardoso ; DA SILVA DE FREITAS, ALEX ; BAPTISTA NETO, J. A. . Sedimentary, Geochemical and Micropaleontological Responses to Sea Level Variations in the Vitoria Estuary, Espírito Santo. RADIOCARBON, v. 2, p. 1-18, 2018.

3.
BOURGUIGNON, SILVIA2018BOURGUIGNON, SILVIA ; BASTOS, ALEX ; QUARESMA, VALÉRIA ; VIEIRA, FERNANDA ; PINHEIRO, HUDSON ; AMADO-FILHO, GILBERTO ; DE MOURA, RODRIGO ; TEIXEIRA, JOÃO . Seabed Morphology and Sedimentary Regimes defining Fishing Grounds along the Eastern Brazilian Shelf. Geosciences, v. 8, p. 91, 2018.

4.
AMADO FILHO GM2018AMADO FILHO GM ; Bahia, Ricardo G. ; MARIATH, RODRIGO ; JESIONEK, MICHEL B. ; MOURA, RODRIGO LEÃO ; BASTOS, Alex Cardoso ; PEREIRA-FILHO, GUILHERME HENRIQUE ; Francini-Filho, Ronaldo Bastos . Spatial and temporal dynamics of the abundance of crustose calcareous algae on the southernmost coral reefs of the western Atlantic (Abrolhos Bank, Brazil). ALGAE, v. 33, p. 85-99, 2018.

5.
VALE, NICHOLAS F.2018VALE, NICHOLAS F. ; AMADO FILHO GM ; BRAGA, JUAN C. ; Brasileiro, Poliana S. ; KAREZ, CLÁUDIA S. ; MORAES, FERNANDO C. ; Bahia, Ricardo G. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Moura, Rodrigo L. . Structure and composition of rhodoliths from the Amazon River mouth, Brazil. JOURNAL OF SOUTH AMERICAN EARTH SCIENCES, v. X, p. XX-XX, 2018.

6.
GRILO, C.F.2018GRILO, C.F. ; QUARESMA, V. DA S. ; AMORIM, G.F.L. ; BASTOS, A.C. . Changes in flocculation patterns of cohesive sediments after an iron ore mining dam failure. MARINE GEOLOGY, v. 400, p. 1-11, 2018.

7.
DA SILVA DE FREITAS, ALEX2018DA SILVA DE FREITAS, ALEX ; FERREIRA BARRETO, CINTIA ; CARDOSO BASTOS, ALEX ; BAPTISTA NETO, JOSÉ ANTÔNIO . The Holocene palaeoenvironmental evolution of Vitória Bay, Espírito Santo, Brazil. PALYNOLOGY, v. 2, p. 1-11, 2018.

8.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2018BASTOS, Alex Cardoso; Moura, Rodrigo L. ; MORAES, FERNANDO C. ; VIEIRA, LAURA S. ; BRAGA, JUAN CARLOS ; RAMALHO, LAÍS V. ; AMADO FILHO GM ; MAGDALENA, ULISES R. ; WEBSTER, JODY M. . Bryozoans are Major Modern Builders of South Atlantic Oddly Shaped Reefs. Scientific Reports, v. 8, p. 9638, 2018.

9.
RAMALHO, LAÍS V.2018RAMALHO, LAÍS V. ; TAYLOR, PAUL D. ; MORAES, FERNANDO COREIXAS ; MOURA, RODRIGO ; AMADO FILHO GM ; BASTOS, Alex Cardoso . Bryozoan framework composition in the oddly shaped reefs from Abrolhos Bank, Brazil, southwestern Atlantic: taxonomy and ecology. ZOOTAXA (ONLINE), v. 4483, p. 155, 2018.

10.
Brasileiro, Poliana S.2018Brasileiro, Poliana S. ; BRAGA, JUAN C. ; AMADO FILHO GM ; Leal, Rachel N. ; Bassi, Davide ; FRANCO, TARCILA ; BASTOS, Alex Cardoso ; Moura, Rodrigo L. . BURIAL RATE DETERMINES HOLOCENE RHODOLITH DEVELOPMENT ON THE BRAZILIAN SHELF. PALAIOS, v. 33, p. 464-477, 2018.

11.
RIBEIRO, FELIPE V.2018RIBEIRO, FELIPE V. ; SÁ, JOÃO A. ; FISTAROL, GIOVANA O. ; SALOMON, PAULO S. ; Pereira, Renato C. ; SOUZA, MARIA LUIZA A.M. ; NEVES, LEONARDO M. ; AMADO FILHO GM ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; Salgado, Leonardo T. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Pereira-Filho, Guilherme H. ; MORAES, FERNANDO C. ; Moura, Rodrigo L. . Long-term effects of competition and environmental drivers on the growth of the endangered coral Mussismilia braziliensis (Verril, 1867). PeerJ, v. 6, p. e5419, 2018.

12.
TEIXEIRA, JO?O B.2017TEIXEIRA, JO?O B. ; Moura, Rodrigo L. ; MILLS, MORENA ; KLEIN, CARISSA ; BROWN, CHRISTOPHER J. ; ADAMS, VANESSA M. ; GRANTHAM, HEDLEY ; WATTS, MATTHEW ; FARIA, DEBORAH ; AMADO FILHO GM ; BASTOS, Alex Cardoso ; LOURIVAL, REINALDO ; POSSINGHAM, HUGH P. . A novel habitat-based approach to predict impacts of marine protected areas on fishers. CONSERVATION BIOLOGY, v. X, p. XX, 2017.

13.
DE FREITAS, ALEX DA SILVA2017DE FREITAS, ALEX DA SILVA ; FERREIRA BARRETO, CINTIA ; CARDOSO BASTOS, ALEX ; BAPTISTA NETO, JOSÉ ANTÔNIO . Paleoenvironmental Records Influenced by Sea Level Variations During the Holocene in the Vitória Bay Region, Espírito Santo State, Brazil. RADIOCARBON, v. 59, p. 1087-1102, 2017.

14.
CAGNIN, R.C.2017CAGNIN, R.C. ; Quaresma, V.S. ; CHAILLOU, G. ; FRANCO, T. ; BASTOS, A.C. . Arsenic enrichment in sediment on the eastern continental shelf of Brazil. SCIENCE OF THE TOTAL ENVIRONMENT, v. 607-608, p. 304-316, 2017.

15.
Amado-Filho, Gilberto M.2016Amado-Filho, Gilberto M. ; Moura, Rodrigo L. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; Pereira-Filho, Guilherme H. ; BAHIA, R. G. ; MORAES, FERNANDO C. ; MOTTA, FABIO S. . Mesophotic ecosystems of the unique South Atlantic atoll are composed by rhodolith beds and scattered consolidated reefs. Marine Biodiversity: international journal of marine science, v. n\a, p. n\a-n\a, 2016.

16.
LEITE, YURI L. R.2016LEITE, YURI L. R. ; COSTA, LEONORA P. ; LOSS, ANA CAROLINA ; ROCHA, RITA G. ; BATALHA-FILHO, HENRIQUE ; Bastos, Alex C. ; QUARESMA, VALÉRIA S. ; FAGUNDES, VALÉRIA ; PARESQUE, ROBERTA ; PASSAMANI, MARCELO ; PARDINI, RENATA . Neotropical forest expansion during the last glacial period challenges refuge hypothesis. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. E, p. 201513062, 2016.

17.
MOURA, R. L.2016MOURA, R. L. AMADO FILHO GM MORAES, F. C. BRASILEIRO, P. S. SALOMON, P. S. MAHIQUES, M. M. BASTOS, Alex Cardoso ALMEIDA, M. G. SILVA, J. M. ARAUJO, B. F. BRITO, F. P. RANGEL, T. P. OLIVEIRA, B. C. V. BAHIA, R. G. PARANHOS, R. P. DIAS, R. J. S. SIEGLE, E. FIGUEIREDO, A. G. PEREIRA, R. C. LEAL, C. V. HAJDU, E. ASP, N. E. GREGORACCI, G. B. NEUMANN-LEITAO, S. YAGER, P. L. , et al.FRANCINI-FILHO, R. B. FROES, A. CAMPEAO, M. SILVA, B. S. MOREIRA, A. P. B. OLIVEIRA, L. SOARES, A. C. ARAUJO, L. OLIVEIRA, N. L. TEIXEIRA, J. B. VALLE, R. A. B. THOMPSON, C. C. REZENDE, C. E. THOMPSON, F. L. ; An extensive reef system at the Amazon River mouth. Science Advances, v. 2, p. e1501252-e1501252, 2016.

18.
REIS, VANESSA MOURA DOS2016REIS, VANESSA MOURA DOS ; KAREZ, CLÁUDIA SANTIAGO ; MARIATH, RODRIGO ; DE MORAES, FERNANDO COREIXAS ; DE CARVALHO, RODRIGO TOMAZETTO ; BRASILEIRO, POLIANA SILVA ; BAHIA, RICARDO DA GAMA ; LOTUFO, TITO MONTEIRO DA CRUZ ; RAMALHO, LAÍS VIEIRA ; DE MOURA, RODRIGO LEÃO ; FRANCINI-FILHO, RONALDO BASTOS ; PEREIRA-FILHO, GUILHERME HENRIQUE ; THOMPSON, F. L. ; BASTOS, Alex Cardoso ; SALGADO, LEONARDO TAVARES ; AMADO-FILHO, GILBERTO MENEZES . Carbonate Production by Benthic Communities on Shallow Coralgal Reefs of Abrolhos Bank, Brazil. Plos One, v. 11, p. e0154417, 2016.

19.
FREITAS, ALEX DA SILVA2016FREITAS, ALEX DA SILVA ; Barreto, Cintia Ferreira ; BARTH, Ortrud Monika ; BASTOS, Alex Cardoso ; BAPTISTA NETO, J. A. . LATE HOLOCENE PALYNOLOGICAL RECORD AND LANDSCAPE CHANGE FROM THE PIRAQUÊ-AÇU AND PIRAQUÊ-MIRIM ESTUARINE SYSTEM, ESPÍRITO SANTO, BRAZIL. Journal of Sedimentary Environments, v. 1, p. 171-183, 2016.

20.
VIEIRA MACHADO, GISELI MODOLO2016VIEIRA MACHADO, GISELI MODOLO ; ALBINO, Jacqueline ; LEAL, ARTHUR PEREIRA ; BASTOS, Alex Cardoso . Quartz grain assessment for reconstructing the coastal palaeoenvironment. Journal of South American Earth Sciences, v. 70, p. 353-367, 2016.

21.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2016BASTOS, Alex Cardoso; AMADO FILHO GM ; Moura, Rodrigo L. ; SAMPAIO, FREDERICO M. ; Bassi, Davide ; BRAGA, JUAN C. . Origin and sedimentary evolution of sinkholes (buracas) in the Abrolhos continental shelf, Brazil. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology, v. 462, p. 101-111, 2016.

22.
D'AGOSTINI, D. P.2015D'AGOSTINI, D. P. ; BASTOS, A. C. ; DOS REIS, A. T. . The Modern Mixed Carbonate-Siliciclastic Abrolhos Shelf: Implications For A Mixed Depositional Model. Journal of Sedimentary Research, v. 85, p. 124-139, 2015.

23.
Meirelles, Pedro M.2015Meirelles, Pedro M. ; AMADO FILHO GM ; Pereira-Filho, Guilherme H. ; PINHEIRO, HUDSON T. ; de Moura, Rodrigo L. ; JOYEUX, JEAN-CHRISTOPHE ; MAZZEI, ERIC F. ; BASTOS, Alex Cardoso ; EDWARDS, ROBERT A. ; Dinsdale, Elizabeth ; Paranhos, Rodolfo ; SANTOS, EIDY O. ; IIDA, TETSUYA ; GOTOH, KAZUYOSHI ; NAKAMURA, SHOTA ; SAWABE, TOMOO ; Rezende, Carlos E. ; GADELHA, LUIZ M. R. ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; THOMPSON, CRISTIANE ; Thompson, Fabiano L. . Baseline Assessment of Mesophotic Reefs of the Vitória-Trindade Seamount Chain Based on Water Quality, Microbial Diversity, Benthic Cover and Fish Biomass Data. Plos One, v. 10, p. e0130084, 2015.

24.
VENTURINE, D. L.2015VENTURINE, D. L. ; QUARESMA, Valeria da Silva ; BASTOS, Alex Cardoso . Estudo de Caso da Dragagem do Porto de Tubarão (Vitória-ES): Utilização Integrada de Dados Geofísicos e Geotécnicos. Boletim SBGf, v. 91, p. 24-26, 2015.

25.
Bastos, Alex C.2015Bastos, Alex C.; QUARESMA, VALÉRIA S. ; MARANGONI, MARIANA B. ; D'AGOSTINI, DANIELLE P. ; BOURGUIGNON, SILVIA N. ; CETTO, PAULO H. ; SILVA, ALEX E. ; AMADO FILHO, GILBERTO M. ; Moura, Rodrigo L. ; COLLINS, Michael . Shelf morphology as an indicator of sedimentary regimes: A synthesis from a mixed siliciclastic-carbonate shelf on the eastern Brazilian margin. Journal of South American Earth Sciences, v. 63, p. 125-136, 2015.

26.
BRASILEIRO, P. S.2015BRASILEIRO, P. S. ; PEREIRA-FILHO, G. H. ; BAHIA, R. G. ; ABRANTES, D. P. ; GUIMARÃES, S. M. P. B. ; MOURA, Rodrigo Leão de ; Francini-Filho, R. B. ; BASTOS, Alex Cardoso ; AMADO-FILHO, G. M. . Macroalgal composition and community structure of the largest rhodolith beds in the world. Marine Biodiversity: international journal of marine science, v. 1, p. 1, 2015.

27.
QUARESMA, VALÉRIA DA SILVA2015QUARESMA, VALÉRIA DA SILVA ; CATABRIGA, GEÓRGIA ; BOURGUIGNON, SILVIA NOSSA ; GODINHO, ESTEFÂNIA ; BASTOS, Alex Cardoso . Modern sedimentary processes along the Doce river adjacent continental shelf. Brazilian Journal of Geology, v. 45, p. 635-644, 2015.

28.
MEIRELLES, PEDRO MILET2015MEIRELLES, PEDRO MILET ; GADELHA, LUIZ M. R. ; FRANCINI-FILHO, RONALDO BASTOS ; DE MOURA, RODRIGO LEÃO ; AMADO-FILHO, GILBERTO MENEZES ; BASTOS, Alex Cardoso ; PARANHOS, RODOLFO PINHEIRO DA ROCHA ; REZENDE, CARLOS EDUARDO ; SWINGS, JEAN ; SIEGLE, EDUARDO ; ASP NETO, NILS EDVIN ; LEITÃO, SIGRID NEUMANN ; COUTINHO, RICARDO ; MATTOSO, MARTA ; SALOMON, PAULO S. ; VALLE, ROGÉRIO A.B. ; PEREIRA, RENATO CRESPO ; KRUGER, RICARDO HENRIQUE ; THOMPSON, CRISTIANE ; Thompson, Fabiano L. . BaMBa: towards the integrated management of Brazilian marine environmental data. DATABASE-OXFORD, v. 2015, p. bav088, 2015.

29.
MENANDRO, P.S.2015MENANDRO, P.S. ; BASTOS, Alex Cardoso ; QUARESMA, Valeria da Silva ; VINZON, S. . ACOUSTIC RESPONSE OF AMAZON SHELF MUDDY SEDIMENTS. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 33, p. 1-12, 2015.

30.
MENDONÇA, RAQUEL2014MENDONÇA, RAQUEL ; KOSTEN, SARIAN ; SOBEK, SEBASTIAN ; COLE, JONATHAN J. ; Bastos, Alex C. ; ALBUQUERQUE, ANA LUIZA ; CARDOSO, SIMONE J. ; ROLAND, FÁBIO . Carbon Sequestration in a Large Hydroelectric Reservoir: An Integrative Seismic Approach. Ecosystems (New York. Print), v. 1, p. 1-12, 2014.

31.
BASTOS, Alex Cardoso2014BASTOS, Alex Cardoso; COSTA MOSCON, DAPHNNE MORAES ; CARMO, DANNILO ; NETO, JOSÉ ANTONIO BAPTISTA ; DA SILVA QUARESMA, VALÉRIA . Modern sedimentation processes in a wave-dominated coastal embayment: Espírito Santo Bay, southeast Brazil. Geo-Marine Letters, v. 35, p. 23-36, 2014.

32.
PEREIRA-FILHO, GUILHERME HENRIQUE2014PEREIRA-FILHO, GUILHERME HENRIQUE ; FRANCINI-FILHO, RONALDO BASTOS ; PIEROZZI-JR, IVAN ; PINHEIRO, HUDSON TÉRCIO ; BASTOS, Alex Cardoso ; DE MOURA, RODRIGO LEÃO ; MORAES, FERNANDO COREIXAS ; MATHEUS, ZAIRA ; DA GAMA BAHIA, RICARDO ; AMADO-FILHO, GILBERTO MENEZES . Sponges and fish facilitate succession from rhodolith beds to reefs. Bulletin of Marine Science, v. 91, p. 45-46, 2014.

33.
SILVA, A. E.2014SILVA, A. E. ; MENANDRO, P.S. ; Nascimento, K., A. ; QUARESMA, Valeria da Silva ; BASTOS, Alex Cardoso . INTERPRETATION OF SEDIMENTARY PROCESSES USING ECHO- CHARACTER DISTRIBUTION: CASE STUDY OF PIRAQUE-ACU AND PIRAQUE-MIRIM ESTUARINE SYSTEM, ARACRUZ ? ES (BRAZIL). Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 32, p. 301-309, 2014.

34.
Teixeira, J.B.2013Teixeira, J.B. ; MARTINS, A. S. ; Pinheiro, H.T. ; SECCHIN, N. A. ; MOURA, R. L. ; BASTOS, Alex Cardoso . Traditional Ecological Knowledge and the mapping of benthic marine habitats. Journal of Environmental Management, v. 115, p. 241-250, 2013.

35.
Francini-Filho, Ronaldo B.2013Francini-Filho, Ronaldo B. ; Coni, Ericka O. C. ; Meirelles, Pedro M. ; AMADO FILHO GM ; Amado-Filho, Gilberto M. ; Thompson, Fabiano L. ; Pereira-Filho, Guilherme H. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Abrantes, Douglas P. ; FERREIRA, CAMILO M. ; GIBRAN, FERNANDO Z. ; GÜTH, ARTHUR Z. ; SUMIDA, PAULO Y. G. ; OLIVEIRA, NARA L. ; Kaufman, Les ; MINTE-VERA, CAROLINA V. ; Moura, Rodrigo L. . Dynamics of Coral Reef Benthic Assemblages of the Abrolhos Bank, Eastern Brazil: Inferences on Natural and Anthropogenic Drivers. Plos One, v. 8, p. e54260, 2013.

36.
MOURA, R. L.2013MOURA, R. L. ; SECCHIN, N. A. ; AMADO FILHO, G. M. ; FRANCINI FILHO, R. B. ; FREITAS, M. O. ; Minter-Veras, C. ; Teixeira, J.B. ; THOMPSON, F. ; DUTRA, G. ; Sumida, Paulo Y. ; Guth, Arthur Z. ; LOPES, R. M. ; Bastos, Alex C. . Spatial patterns of benthic megahabitats and conservation planning in the Abrolhos Bank. Continental Shelf Research, p. 10.1016/j.csr.2, 2013.

37.
Bastos, Alex C.2013 Bastos, Alex C.; Moura, Rodrigo L. ; Amado-Filho, Gilberto M. ; DAGOSTINI, DANIELE P. ; SECCHIN, NÉLIO A. ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; GÜTH, ARTHUR Z. ; SUMIDA, PAULO Y.G. ; MAHIQUES, MICHEL ; Thompson, Fabiano L. . Buracas: Novel and unusual sinkhole-like features in the Abrolhos Bank. Continental Shelf Research, v. 1, p. csr.20130435, 2013.

38.
SILVA, A. E.2013SILVA, A. E. ; Quaresma, V.S. ; Bastos, Alex C. . Sedimentological Sectorization of An Estuarine System In A Regressive Coast, Southeast Brazil. Journal of Sedimentary Research, v. 83, p. 994-1003, 2013.

39.
CAVALCANTI, GISELLE S.2013CAVALCANTI, GISELLE S. ; GREGORACCI, GUSTAVO B. ; LONGO, LEILA DE L. ; BASTOS, Alex Cardoso ; FERREIRA, CAMILO M. ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; Paranhos, Rodolfo ; GHISOLFI, RENATO D. ; KRÜGER, RICARDO ; GÜTH, ARTHUR Z. ; SUMIDA, PAULO Y.G. ; Bruce, Thiago ; MAIA-NETO, OSWALDO ; DE O. SANTOS, EIDY ; IIDA, TETSUYA ; Moura, Rodrigo L. ; AMADO FILHO GM ; Thompson, Fabiano L. . Sinkhole-like structures as bioproductivity hotspots in the Abrolhos Bank. Continental Shelf Research, v. 70, p. 126-134, 2013.

40.
NEVES, R. C.2012NEVES, R. C. ; Quaresma, V.S. ; Bastos, Alex C. . SEDIMENTARY TRANSPORT IN COASTAL BAYS: CASE STUDY OF VITÓRIA AND ESPÍRITO SANTO BAYS ? ES ? BRAZIL. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 30, p. 181-189, 2012.

41.
Amado-Filho, Gilberto M.2012 Amado-Filho, Gilberto M. ; Moura, Rodrigo L. ; Bastos, Alex C. ; Salgado, Leonardo T. ; Sumida, Paulo Y. ; Guth, Arthur Z. ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; Pereira-Filho, Guilherme H. ; Abrantes, Douglas P. ; Brasileiro, Poliana S. ; Bahia, Ricardo G. ; Leal, Rachel N. ; Kaufman, Les ; Kleypas, Joanie A. ; Farina, Marcos ; Thompson, Fabiano L. . Rhodolith Beds Are Major CaCO3 Bio-Factories in the Tropical South West Atlantic. Plos One, v. 7, p. e35171, 2012.

42.
Pereira-Filho, Guilherme H.2012Pereira-Filho, Guilherme H. ; Amado-Filho, Gilberto M. ; de Moura, Rodrigo L. ; Bastos, Alex C. ; Guimarães, Silvia M. P. B. ; Salgado, Leonardo T. ; Francini-Filho, Ronaldo B. ; Bahia, Ricardo G. ; Abrantes, Douglas Pinto ; Guth, Arthur Z. ; Brasileiro, Poliana S. . Extensive Rhodolith Beds Cover the Summits of Southwestern Atlantic Ocean Seamounts. Journal of Coastal Research, v. 279, p. 261-269, 2012.

43.
Moura, Marcel G.2011Moura, Marcel G. ; Quaresma, Valeria S. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Veronez, Paulo . Field observations of SPM using ADV, ADP, and OBS in a shallow estuarine system with low SPM concentration Vitória Bay, SE Brazil. Ocean Dynamics (Print), v. 61, p. 273-283, 2011.

44.
DEINA, M. A.2011DEINA, M. A. ; Bastos, Alex C. ; Quaresma, V.S. . VARIAÇÃO MORFOLÓGICA DO CORDÃO LITORÂNEO ASSOCIADO À FOZ DO RIO JUCU (ES).. Geografares: Revista do Mestrado e do Departamento de Geografia, Centro de Ciências Humanas e Naturais, Universidade Federal do Espirito Santo, v. 9, p. 203-230, 2011.

45.
Quaresma, Valeria S.2011Quaresma, Valeria S. ; Bastos, Alex C. ; LOUREIRO, D. V. ; PAIXAO, S. . UTILIZAÇÃO DE MÉTODOS GEOFÍSICOS PARA MAPEAMENTO DE LAMA FLUIDA NO PORTO DE TUBARÃO, VITÓRIA (ES-BRASIL). Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 29, p. 487-496, 2011.

46.
VERONEZ JUNIOR, P.2010VERONEZ JUNIOR, P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Quaresma, V.S. . Morfologia e Distribuição Sedimentar em um Sistema Estuarino Tropical: Baía de Vitória, ES. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 27, p. 609-624, 2010.

47.
MOSCON, D. M. C.2010MOSCON, D. M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . OCCURRENCE OF STORM-GENERATED BEDFORMS ALONG THE INNER CONTINENTAL SHELF - SOUTHEASTERN BRAZIL. Brazilian Journal of Oceanography (Impresso), v. 58, p. 45-56, 2010.

48.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2010BASTOS, Alex Cardoso; VILELA, C. G. ; Quaresma, V.S. ; ALMEIDA, F. K. . Mid- to Late-Holocene estuarine infilling processes studied by radiocarbon dates, high resolution seismic and biofacies at Vitoria Bay, Espirito Santo, Southeastern Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso), v. 82, p. 761-770, 2010.

49.
MOURA, R. L.2010MOURA, R. L. ; FRANCINI FILHO, R. ; Minter-Veras, C. ; AMADO FILHO, G. M. ; SUMIDA, P. ; AMARAL, J. ; BASTOS, Alex Cardoso ; DUTRA, G. ; THOMPSON, F. . Pesquisas no oceano: desafios e oportunidades. Scientific American Brasil, v. 39, p. 30-35, 2010.

50.
VERONEZ JUNIOR, P.2009VERONEZ JUNIOR, P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; PIZZIN, B. F. ; GAVA, R. D. ; Quaresma, V.S. ; SILVA, Cleverson Guizan da . SONAR DE VARREDURA LATERAL E SÍSMICA DE ALTA RESOLUÇÃO APLICADOS NO ESTUDO DE ECOFÁCIES NA BAÍA DE VITÓRIA ? ES. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 27, p. 1-15, 2009.

51.
Quaresma, V.S.2007Quaresma, V.S. ; Amos, C.L. ; BASTOS, Alex Cardoso . The Influence of Articulated and Disarticulated Cockle Shells on the Erosion of a Cohesive Bed. Journal of Coastal Research, v. 23, p. 1443-1451, 2007.

52.
Quaresma, V.S.2007BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S. ; Amos, C.L. . Sedimentary processes over an intertidal flat: A field investigation at Hythe flats, Southampton Water (UK). Marine Geology (Print), v. 241, p. 117-136, 2007.

53.
PLETS,R2007PLETS,R ; DIX, Justin ; BASTOS, Alex Cardoso ; Best, A . Characterization of Buried Inundated Peat on Seismic (Chirp) Data,Inferred from Core Information. Archaeological Prospection, v. 14, p. 1-12, 2007.

54.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2004BASTOS, Alex Cardoso; PAPHITIS, Doros ; COLLINS, Michael . Short-term dynamics and maintenance processes of headland-associated sandbanks: Shambles Bank, English channel, UK.. Estuarine, Coastal and Shelf Science (Print), v. 59, p. 33-47, 2004.

55.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2003BASTOS, Alex Cardoso; COLLINS, Michael ; KENYON, Neil . Water and Sediment Movement around a Coastal headland: Portland Bill, southern UK.. Ocean Dynamics, v. 53, p. 309-321, 2003.

56.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2003BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Coastal Morphodynamics and Geomorphological Compartments along the Northeast Littoral of Rio de Janeiro State, Brazil.. Special Edition Journal Of Coastal Research Brazilian Sandy Beaches, v. 35, p. 309-317, 2003.

57.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2003BASTOS, Alex Cardoso; COLLINS, Michael ; KENYON, Neil . Morphology and Internal Structure of Inner Shelf Sedimentary Deposits: Sandshoals and Sandbanks off the Dorset Coast (southern UK). Sedimentology (Amsterdam. Print), v. 50, p. 1105-1122, 2003.

58.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2002 BASTOS, Alex Cardoso; KENYON, Neil ; COLLINS, Michael . Sedimentary processes, bedforms and facies associated with a coastal headland: Portland Bill, southern UK. Marine Geology, v. 187, p. 235-258, 2002.

59.
BASTOS, Alex Cardoso;Bastos, Alex C.;BASTOS, A. C.;CARDOSO BASTOS, ALEX;BASTOS, A.C.;BASTOS, ALEX2000BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Caracterizacao morfodinamica do Litoral Norte Fluminense, RJ.. Revista Brasileira de Oceanografia, Sao Paulo, v. 48, n.1, p. 41-60, 2000.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
THYGESEN, K. ; ROCHE, C. ; BAKER, E. ; CARDOSO BASTOS, ALEX ; BERNAUDAT, L. ; BLYTH, S. ; BROOKS, S. ; CHAMBERS, D. ; COUMANS, C. ; DEGUIGNET, M. ; FOURIE, A. ; LOTTERMOSER, B. ; MCLELLAN, B. ; PHILLIPS, J. ; REINHARDT, W. ; VALIX, M. ; WISDOM, T. . MINE TAILINGS STORAGE: SAFETY IS NO ACCIDENT. 1. ed. UNEP/GRID ARENDAL, 2017. 70p .

Capítulos de livros publicados
1.
PAPHITIS, Doros ; BASTOS, Alex Cardoso ; COLLINS, Michael ; EVANS, Graham . The English Channel (La Manche): evolution, oceanography and sediment dynamics ? a synthesis. In: WHITTAKER, J. E. & HART, M. B.. (Org.). Micropalaeontology, Sedimentary Environments and Stratigraphy: A Tribute to Dennis Curry (1912?2001). London: The Micropalaeontological Society of London, Special Publications, 2010, v. , p. 99-132.

2.
VELEGRAKIS, Adonis ; COLLINS, Michael ; BASTOS, Alex Cardoso ; PAPHITIS, Doros ; BRAMPTON, Alan . Seabed sediment transport pathway investigations: review of scientific approach and methodologies. In: P S Balson and M B Collins. (Org.). Coastal and Shelf Sediment Transport - Geological Soc. London Special Publication. 274ed.Londres: Geological Society of London, 2007, v. SP274, p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BASTOS, A. C.. A lama de Mariana, o Rio Doce e a academia. Site Museu do Amanhã - Observatório do Futuro, https://museudoamanha.org.br, p. 1 - 1, 15 nov. 2016.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MOURA, M. G. ; VERONEZ JUNIOR, P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Quaresma, V.S. . VARIAÇÃO DIÁRIA DE CORRENTES, SALINIDADE E MATERIAL PARTICULADO EM SUSPENSÃO EM UM PONTO DO SISTEMA ESTUARINO DA BAÍA DE VITÓRIA ? ES. In: XII Congresso da Abequa, 2009, La Plata. Anais do XII Congresso da Abequa, 2009. v. 1. p. 1-8.

2.
BASTOS, Alex Cardoso; KENYON, Neil ; COLLINS, Michael . Symmetrical convergent sand transport pattern associated with headlands: preliminary results from bedforms, sediment distribution and bathymetry. In: International Workshop in Marine Sandwave Dynamics, 2000, Lille. Proceedings of Marine Sandwave Dynamics (Ed. Trentesaux, A. & Garlan, T.). Lille: University of Lille, 2000. p. 161-168.

3.
POWELL, Huw ; VOULGARIS, George ; COLLINS, Michael ; BASTOS, Alex Cardoso . Wave-current interaction over bedforms: observations and model predictions. In: International Workshop in Marine Sandwave Dynamics, 2000, Lille. Proceedings Marine Sandwave Dynamics (Ed. Trentesaux, A. & Garlan, T.). Lille: University of Lille, 2000. p. 153-160.

4.
POWELL, Huw ; VOULGARIS, George ; COLLINS, Michael ; BASTOS, Alex Cardoso . Sediment transport rates over bedforms: observations and model predictions.. In: International Workshop in Marine Sandwave Dynamics, 2000, Lille. Proceedings Marine Sandwave Dynamics (Ed. Trentesaux, A. & Garlan, T.). Lille: University of Lille, 2000. p. 161-168.

5.
GORINI, Marcus Aguiar ; MALDONADO, P ; SILVA, Cleverson Guizan da ; SOUZA, Eduardo A ; BASTOS, Alex Cardoso . Evaluation of Deep Water Submarine Hazards at Campos Basin, Brazil.. In: Offshore Technology Conference, 1998, Houston. Proceedings 30th OTC, 1998. v. 1. p. 133-142.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, A. E. ; NASCIMENTO, K. A. ; Bastos, Alex C. ; Quaresma, V.S. . Morfologia de Fundo da desembocadura do Estuário do Piraquê-açu e da Plataforma Continental Interna Adjacente - Aracruz - ES. In: 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, 2011, Rio de Janeiro. CD-ROM, 2011.

2.
MENANDRO, P. S. ; NASCIMENTO, K. A. ; SILVA, A. E. ; Quaresma, V.S. ; Bastos, Alex C. . Mapeamento de ecocaráteres no sistema estuarino do Piraquê-açu - Aracruz - ES.. In: 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, 2011, Rio de Janeiro. CD-ROM, 2011.

3.
SILVA, A. E. ; Quaresma, V.S. ; Bastos, Alex C. ; FRANCO, T. . Uso de Sonar de Varredura Lateral na Avaliação de Áreas de Risco para Instalação de Estruturas Submarinas na Costa do Espírito Santo. In: 6º Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, 2011, Florianopolis. CD-ROM, 2011.

4.
BOURGUIGNON, S. N. ; Bastos, Alex C. ; SECCHIN, N. A. . Mapeamento Acústico do Canal de Abrolhos e seu entorno, Bahia - Brasil.. In: 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, 2011, Rio de Janeiro. CD-ROM, 2011.

5.
CATABRIGA, G. ; BOURGUIGNON, S. N. ; FARIAS, P. M. ; ACYPRESTE, F. ; SILVA, J. R. ; Bastos, Alex C. . Investigação da mobilidade e transporte sedimentar na Baía do Espírito Santo: uma análise integrada de diferentes métodos de estudo.. In: 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, 2011, Rio de Janeiro. CD-ROM, 2011.

6.
DAGOSTINI, D. P. ; Bastos, Alex C. ; LEAL, C. A. ; GODINHO, E. ; TSCHIEDEL, F. E. . Evolução sismoestratigráfica holocênica da Baía de Vitória. In: 12º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, 2011, Rio de Janeiro. CD-ROM, 2011.

7.
MENANDRO, P. S. ; Bastos, Alex C. . Expressão sísmica de gás em sedimentos rasos.. In: 6º Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, 2011, Florianopolis. CD-ROM, 2011.

8.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; MARANGONI, M. B. ; GOMES, P. M. S. . Análise espaço-temporal da distribuição dos sedimentos e formas de fundo na área de afundamento do recife artificial marinho: navio Victory 8-B, Guarapari-ES.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia,, 2010, Rio Grande. Resumos expandidos do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, 2010.

9.
MARANGONI, M. B. ; BASTOS, Alex Cardoso . Análise morfo-sedimentar da plataforma continental do Espírito Santo.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Resumos expandidos do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, 2010.

10.
NEVES, R. C. ; BASTOS, Alex Cardoso ; VERONEZ JUNIOR, P. ; SILVA, J. R. . Comparação entre dados hidrodinâmicos coletados por um ADP na Baía de Vitória e na Baía do Espírito Santo.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Resumos expandidos do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, 2010.

11.
BASTOS, Alex Cardoso; TORRONTEGUY, M. C. ; DELPUPO, D. F. . CARACTERIZAÇÃO FACIOLÓGICA E MORFOLÓGICA DA ANTEPRAIA E PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA DA REGIÃO DE UBU, SUL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL.. In: XII Congresso Latino Americano de Ciencias do Mar - COLACMAR, 2009, Havana. Anais XII Colacmar, 2009.

12.
BASTOS, Alex Cardoso; LOUREIRO, D. V. ; PAIXAO, S. . UTILIZAÇÃO DE MÉTODOS GEOFÍSICOS PARA MAPEAMENTO DE LAMA FLUIDA NO PORTO DE TUBARÃO, VITÓRIA (ES-BRASIL). In: 11th International Congress of the Brazilian Geophysical Society, 2009, Salvador. Anais do 11th CISBGf, 2009.

13.
KLEIN, D. A. ; SECCHIN, N. A. ; BASTOS, Alex Cardoso ; DUTRA, G. ; MOURA, R. L. . Sonographic patterns and reef mapping in Abrolhos shelf, Brazil. In: 11th International Congress of the Brazilian Geophysical Society, 2009, Salvador. Anais do 11th CISBGf, 2009.

14.
KLEIN, D. A. ; BASTOS, Alex Cardoso ; DUTRA, G. ; MOURA, R. L. . Side scan sonar mapping of seafloor depressions in the Abrolhos shelf, Brazil. In: 11th International Congress of the Brazilian Geophysical Society, 2009, Salvador. Anais do 11th CISBGf, 2009.

15.
VERONEZ JUNIOR, P. ; PIZZIN, B. F. ; GAVA, R. D. ; BASTOS, Alex Cardoso ; Quaresma, V.S. ; SILVA, Cleverson Guizan da . Echo Facies Distribution in Vitoria Bay, Southeast Brazil. In: 11th International Congress of the Brazilian Geophysical Society, 2009, Salvador. Anais do 11th CISBGf, 2009.

16.
MOURA, M. G. ; VERONEZ JUNIOR, P. ; Quaresma, V.S. ; BASTOS, Alex Cardoso . Field observations of fine suspend sediment from ADV, ADP and OBS in a shallow and low SPM concentration estuarine system Vitoria Bay ? Brazil. In: INTERCOH 09, 2009, Parati. INTERCOH 09 - Extended Abstracts, 2009.

17.
BASTOS, Alex Cardoso; LIMA, B. C. R. ; SIEGLE, E. ; MOSCON, D. M. C. ; PASOLINI, A. . Occurrence and Formation of Sediment-Storm Bedforms in a Coastal Bay, Southeast Brazil. In: Physics of Estuarine and Coastal Seas, 2008, Liverpool. Proc. Physics of Estuarine and Coastal Seas, 2008.

18.
DAGOSTINI, D. P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; TESTA, Viviane . Fácies Sedimentares Associadas ao Sistema Estuarino da Baía de Vitória-ES. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007, Florianópolis. Anais do XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007.

19.
TORRONTEGUY, M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . Uso do Sonar de Varredura Lateral no Estudo da Faciologia e Dinâmica Sedimentar da Plataforma do Espírito Santo. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007, Florianópolis. Anais do XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007.

20.
MOSCON, D. M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso ; MILL, G. N. . Estudo das Formas de Fundo de Tempestade na Plataforma Interna do Espírito Santo através de Métodos Sonográficos, Testemunhagem e Modelagem do Transporte de Sedimento. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007, Florianópolis. Anais do XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007.

21.
CETTO, P. H. ; BASTOS, Alex Cardoso . Faciologia de Sedimentos Carbonáticos Biogênicos na Plataforma Continental Interna de Guarapari, ES. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007, Florianópolis. Anais do XII Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar - XII COLACMAR, 2007.

22.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S. ; DALMASCHIO, R. G. ; CARMO, D. ; GOMES, P. M. S. ; LIMA, B. C. R. ; PIMENTEL, F. P. . Dinâmica Sedimentar e Morfologia de Fundo do sistema Estuarino de Vitória-ES. In: XI Congresso da ABEQUA, 2007, Belém. Anais XI Congresso da ABEQUA, 2007.

23.
BASTOS, Alex Cardoso; COLLINS, Michael . Water and Sediment Movement around a Coastal Headland: Portland Bill, Southern UK.. In: 11th International Biennal Conference on Physics of Estuaries and Coastal Seas (PECS), 2002, Hamburg. PECS Extended Abstracts, 2002. p. 453-456.

24.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Características Morfodinâmicas do Litoral entre Cabiúnas e Atafona, Nordeste do Estado do Rio de Janeiro.. In: VI Congresso ABEQUA, 1997, Curitiba. Boletim de Resumos, 1997. p. 40-43.

25.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Evidências de Períodos Erosivos Cíclicos na Planície de Cristas de Praia do Rio Paraíba do Sul, RJ.. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Geologia, 1996, Salvador. Anais XXXIX Congresso Bras. Geologia, 1996. v. 3. p. 379-383.

26.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Study of morphological variations from beach profiles in Piratininga Beach, Niterói -RJ-Brazil.. In: V Congresso ABEQUA / XI Symposium on Coastal Sedimentology, 1995, Niteroi. Anais V Cong ABEQUA, 1995. p. 205-210.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BOURGUIGNON, S. N. ; SILVA, A. E. ; Teixeira, J.B. ; Pinheiro, H.T. ; Quaresma, V.S. ; Bastos, Alex C. . The Influence of Long-Term Sedimentary Regimes on Seabed Marine Habitat Distribution (Eatern Brazilian Shelf). In: Geohab 2013, 2013, Roma. Proceeding GeoHab 2013 Rome, 2013. v. 1.

2.
Bastos, Alex C.; Moura, Rodrigo L. ; AMADO FILHO GM ; DAGOSTINI, D. P. ; FRANCINI FILHO, R. ; Guth, Arthur Z. ; Sumida, Paulo Y. ; MAHIQUES, M. M. ; THOMPSON, F. . Sinkhole-like Features (Buracas) as an Important Marine Habitat in the Abrolhos Bank. In: Geohab 2013, 2013, Roma. Proceeding GeoHab 2013 Rome, 2013. v. 1. p. CD.

3.
DAGOSTINI, DANIELE P. ; Bastos, Alex C. . Abrolhos shelf: modern mixed carbonate-siliciclastic sedimentation regime during the last 15,000 years ? eastern Brazil.. In: 30th IAS Meeting of Sedimentology, 2013, Manchester. Abstract Volume, 2013. v. 1. p. 5-5.

4.
DAGOSTINI, DANIELE P. ; Bastos, Alex C. ; REIS, A. T. . A Plataforma dos Abrolhos: Regimes de sedimentação mista carbonática-siliciclástica durante os últimos 15 mil anos.. In: XIV CONGRESSO DA ABEQUA, 2013, Natal. Livro de Resumos, 2013. v. 1. p. 20-20.

5.
MOURA, R. L. ; BASTOS, Alex Cardoso ; AMADO FILHO, G. M. ; SECCHIN, N. A. ; SUMIDA, P. ; GUTH, A. ; THOMPSON, F. . Spatial patterns of benthic megahabitats in the Abrolhos Bank. In: GeoHab 2012, 2012, Orcas Island. GeoHab, 2012. v. 1. p. 39-39.

6.
SECCHIN, N. A. ; BASTOS, Alex Cardoso ; MOURA, R. L. ; AMADO FILHO, G. M. ; SUMIDA, P. ; GUTH, A. ; FRANCINI FILHO, R. B. ; THOMPSON, F. . Seabed Mapping in a Tropical Shelf: The Case Study of MacroHabitats in the Abrolhos Bank, Brazil.. In: GeoHab - Marine Geological and Biological Habitat Mapping, 2011, Helsinki. Bulletin of the Geological Society of Finland - GeoHab Abstract Volume, 2011. v. 83. p. 83-84.

7.
BISI, F. N. ; NASCIMENTO, K. A. ; Bastos, Alex C. . Identificação sismo-acústica de Estruturas Rasas de Gás no Estuário do rio Piraquê-Açú (Aracruz-ES). In: XIV Congresso Latino-americano de Ciências do Mar (COLACMAR), 2011, Camburiu. CD-ROM, 2011.

8.
MENANDRO, P. S. ; Bastos, Alex C. . Interpretação sismoestratigráfica de uma porção do depósito sedimentar Holocênico do delta do Rio Doce.. In: XIV Congresso Latino-americano de Ciências do Mar (COLACMAR), 2011, Camburiu. CD-ROM, 2011.

9.
BASTOS, Alex Cardoso; VERONEZ JUNIOR, P. ; VILELA, C. G. ; Quaresma, V.S. . Estuarine infilling processes interpreted from surface sedimentary facies distribution (Vitoria Bay, southeast Brazil). In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza, Argentina. 18th International Sedimental Congress - CD-ROM, 2010.

10.
MOSCON, D. M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . Sedimentology and Sediment Dynamics of Storm Bedforms in a Coastal Bay. In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza, Argentina. 18th International Sedimental Congress - CD-ROM, 2010.

11.
Quaresma, V.S. ; NEVES, R. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . Spatial Variability in Temperature, Condutivity and SPM in a Tropical Estuarine System.. In: AGU Meeting of the Americas, 2010, Foz do Iguaçu. Abstract Book AGU The Meeting of the Americas, 2010.

12.
NEVES, R. C. ; Quaresma, V.S. ; BASTOS, Alex Cardoso . Hidrodinâmica e transporte de MPS nos dois braços do Sistema Estuarino Piraquê-açu e Piraquê-mirim (Aracruz-ES) durante o período chuvoso e seco de 2010.. In: III Seminário de Geoquímica Ambiental, 2010, Niterói. Resumos III Seminário de Geoquímica Ambiental, 2010.

13.
NASCIMENTO, K. A. ; BASTOS, Alex Cardoso . Estuário do rio Piraque-açu: indicações de um estuário em vale inciso.. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

14.
SILVA, A. E. ; Quaresma, V.S. ; BASTOS, Alex Cardoso . Caracterização Faciológica do Estuário Piraquê-Açú, Aracruz. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

15.
SILVA, A. E. ; MENANDRO, P. S. ; Quaresma, V.S. ; BASTOS, Alex Cardoso . Distribuição Sedimentar do Estuário Piraquê-açú, Aracruz. In: III Seminário de Geoquímica Ambiental, 2010, Niterói. Resumos III Seminário de Geoquímica Ambiental, 2010.

16.
BASTOS, Alex Cardoso. Sedimentation Processes along the Espirito Santo Shelf (Eastern Brazil). In: AGU Meeting of the Americas, 2010, Foz do Iguaçu. Abstract Book AGU The Meeting of the Americas, 2010.

17.
BERNARDO, G. A. ; BASTOS, Alex Cardoso . Depósitos Sedimentares do Delta de Cabeceira do Rio Santa Maria da Vitória, Baía de Vitória, ES. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

18.
BASTOS, Alex Cardoso; VILELA, C. G. ; ALMEIDA, F. K. ; Quaresma, V.S. . Depósitos Estuarinos da Baía de Vitória ? Primeiras Datações, Interpretação Sismo Estratigráfica e Biofaciológica. In: XII Congresso da Abequa, 2009, La Plata. Anais do XII Congresso da Abequa, 2009.

19.
BASTOS, Alex Cardoso; VERONEZ JUNIOR, P. ; Quaresma, V.S. . Significado Faciológico dos Sedimentos de Fundo da Baía de Vitória. In: XII Congresso da Abequa, 2009, La Plata. Anais do XII Congresso da Abequa, 2009.

20.
MOURA, R. L. ; AMADO FILHO, G. M. ; KLEIN, D. A. ; BASTOS, Alex Cardoso ; BAHIA, R. ; ABRANTES, D. ; SUMIDA, P. ; GUTH, A. ; FRANCINI FILHO, R. ; FERREIRA, C. ; SECCHIN, N. A. ; DUTRA, G. . Ferramentas inovadoras para a caracterização e conservação de hábitats bentônicos da plataforma continental: Um estudo sobre os bancos de rodolitos de Abrolhos (BA e ES). In: Congresso Nacional de Botânica, 2009, Feira de Santana. Anais do 60o. Congresso Nacional de Botânica, 2009.

21.
SUMIDA, P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; GUTH, A. ; MOURA, R. L. ; DUTRA, G. ; KLEIN, D. A. ; FRANCINI FILHO, R. ; BAHIA, R. ; ABRANTES, D. ; AMADO FILHO, G. M. . Desvendando o funcionamento do Ecossistema do Banco dos Abrolhos.. In: IX Congresso de Ecologia do Brasil, 2009, São Lourenço. Anais IX Congresso de Ecologia do Brasil, 2009.

22.
KLEIN, D. ; BASTOS, Alex Cardoso ; DUTRA, G. ; MUSINSKY, J. ; KIKUCHI, R. ; MOURA, R. . Mapping marine habitats in the largest reef area of Southern Atlantic: the Abrolhos Bank, Brazil. In: 11th International Coral Reef Symposium, 2008, Fort Lauderdale. Proc. 11th International Coral Reef Symposium, 2008.

23.
MOSCON, D. M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . EVIDÊNCIAS DE ?STORM BEDFORMS? NA PLATAFORMA INTERNA DO ESPÍRITO SANTO OBSERVADAS EM REGISTROS DE SONAR DE VARREDURA LATERAL. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais do III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

24.
GOMES, P. M. S. ; BASTOS, Alex Cardoso . ANÁLISE DA VARIAÇÃO TEMPORAL NO PADRÃO DE SEDIMENTAÇÃO DA PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA ENTRE AS ILHA ESCALVADA E RASA, GUARAPARI (ES). In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

25.
LIMA, B. C. R. ; BASTOS, Alex Cardoso . DINÂMICA DAS FORMAS DE FUNDO NA BAÍA DO ESPÍRITO SANTO, VITÓRIA ? ES. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

26.
DELPUPO, D. F. ; MILL, G. N. ; BASTOS, Alex Cardoso . ANÁLISE DA ESTABILIDADE DO FUNDO MARINHO NA PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESPÍRITO SANTO ADJACENTE A GUARAPARI - ES. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

27.
CARMO, D. ; MARANGONI, M. B. ; BASTOS, Alex Cardoso . Aplicação do Modelo de Tendências Granulométricas (GSTA) para Determinação do Padrão de Transporte de Sedimento na Baía do Espírito Santo, Vitória-ES. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

28.
ALMEIDA, F. K. ; MELLO, R. ; VILELA, C. G. ; BASTOS, Alex Cardoso . Foraminíferos bentônicos da baía de Vitória (ES) ? Resultados preliminares. In: 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

29.
CARMO, D. ; BASTOS, Alex Cardoso . Mapeamento Sonográfico da Baía do Espírito Santo, Vitória-ES. In: 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

30.
MOSCON, D. M. C. ; BASTOS, Alex Cardoso . FORMAS DE FUNDO DE TEMPESTADE E A OCORRÊNCIA DE TEMPESTITOS MODERNOS NA PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA DO ESPÍRITO SANTO. In: 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

31.
MUSINSKY, J. ; FISCHMAN, D. ; KLEIN, D. ; DUTRA, G. ; MOURA, R. ; LOBEL, P. ; STETSON, P. ; BASTOS, Alex Cardoso ; KIKUCHI, R. . Reef Mapping Technologies For Marine Management in Brazil And Belize. In: 11th International Coral Reef Symposium, 2008, Fort Lauderdale. Proc. 11th International Coral Reef Symposium, 2008.

32.
CARMO, D. ; BASTOS, Alex Cardoso . Aplicação do Modelo de Tendências Granulométricas (GSTA) para Determinação do Padrão de Transporte de Sedimento na Baía do Espírito Santo, Vitória-ES. In: XI Congresso da ABEQUA, 2007, Belém. Anais XI Congresso da ABEQUA, 2007.

33.
DALMASCHIO, R. G. ; BASTOS, Alex Cardoso . Distribuição Sedimentar da Superfície do Fundo da Baia de Vitória ? ES. In: XI Congresso da Abequa, 2007, Belém. Anais XI Congresso da Abequa, 2007.

34.
BASTOS, Alex Cardoso; DIX, Justin . Marine Geophysics from the Solent: Latest Results and implications for the Solent River System. In: Solent Field Meeting, IGCP 437 UK Working Group, 2003, Southampton. Solent Field Meeting, 2003.

35.
BASTOS, Alex Cardoso; COLLINS, Michael ; KENYON, Neil . Seabed Mobility of the Inner Continental Shelf in the Vicinity of a Coastal Headland: Portland Bill, Southern UK.. In: International Coastal Symposium, 2002. Journal of Coastal Research Special Issue 36 (Ed. Cooper, J.A.G & Jackson, D.W.T.), 2002. p. A2.

36.
COLLINS, Michael ; BASTOS, Alex Cardoso ; PAPHITIS, Doros ; VELEGRAKIS, Adonis ; BRAMPTON, Alan . Regional Seabed Mobility Studies: Methodological Approach. In: Coastal and Shelf Sediment Transport, 2002, Londres. Coastal and Shelf Sediment Transport 2002 (Ed. Balson, P. & Collins, M), 2002.

37.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Exemplos da mobilidade erosiva de perfis de praia ao longo do litoral nordeste do estado do Rio de Janeiro.. In: X Semana Nacional de Oceanografia, 1997, Itajai. Boletim de resumos, 1997.

38.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da . Beach Morphology Changes at Piratininga Beach, Niterói-RJ - Brazil.. In: 14th International Sedimentological Congress, 1994, Recife. Book of Abstracts, 1994. v. 1. p. J-3.

Apresentações de Trabalho
1.
BASTOS, Alex Cardoso. Mini-Curso no Congresso BrasileirÁreas Marinhas Protegidas: Mapeamento de Habitats como Base para o Planejamento Espacial. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
Bastos, Alex C.. Recifes do Atlantico Sul - CongressMapeamento de Habitats ? Uma Fronteira para o Conhecimento da Geodiversidade .. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SCHWARZER, K ; COLLINS, Michael ; BASTOS, Alex Cardoso . Integrated Coastal Zone Management in the Baltic States and Poland: Baltic Sates of Estonia, Lithuania and Latvia - Coastal Geology, Coastal Dynamics, Coastal processes Review.. 1999.

2.
VELEGRAKIS, Adonis ; BASTOS, Alex Cardoso . Offshore Wind Power: Environmental Parameters of the Selected Sites. 1999.

3.
GORINI, Marcus Aguiar ; SILVA, Cleverson Guizan da ; BASTOS, Alex Cardoso ; SOUZA, Eduardo A . Overview of the shallow geology, soils and geoharzards offshore Brazil. Report to Fugro-John Chance Inc.. 1997.

Trabalhos técnicos
1.
BASTOS, Alex Cardoso; COLLINS, Michael . Seabed mobility and sand transport pathways along the inner continental shelf: Dorset, Southern UK. 2002.

2.
GORINI, Marcus Aguiar ; SILVA, Cleverson Guizan da ; BASTOS, Alex Cardoso ; SOUZA, Eduardo A . Americas II Fiber Optic System - Shallow water cable rout survey: Bathymetry, side-scan-sonar, sub-bottom profiler, superficial and core sampling. Landing Sites: Fortaleza, CE(Brazil) and Cayenne (French Guyane). 1998.

3.
BASTOS, Alex Cardoso; GGG . Relatorios Tecnicos da Empresa GGG Consultoria. 1997.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CARDOSO BASTOS, ALEX. A Lama de Rejeito, o Rio Doce e a Academia. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
BASTOS, A. C.. moradores do es ainda sofrem com o rompimento da barragem da samarco. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
CARDOSO BASTOS, ALEX. CAMINHO DA LAMA - GLOBO REPÓRTER. 2017.

4.
BASTOS, A. C.. Pesquisadores da Ufes identi􀃒cam aumento na quantidade de metais na foz do Rio Doce. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
BASTOS, A. C.. Após dois anos, impacto ambiental do desastre em Mariana ainda não é totalmente conhecido. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
BASTOS, A. C.. Pesquisa revela que foz do Rio Doce tem até 4 vezes mais metais pesados do que antes da lama. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
BASTOS, A. C.. LAMA DA SAMARCO NO FUNDO DO MAR MUDA VIDA MARINHA NA FOZ DO RIO DOCE. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
BASTOS, A. C.. PESQUISADOR DA UFES PARTICIPA EM DESCOBERTA NA FOZ DO AMAZONAS. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
BASTOS, A. C.. TOXIC MUD. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; GHISOLFI, RENATO D. ; FERNANDES, L. F. L. ; DIAS, Camilo ; RODRIGUES NETO, R. ; SA, F. ; BONECKER, A. C. T. ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; PEREIRA, J. B. ; LAZARO, G. C. S. ; LEMOS, A. T. . Monitoramento da Influência da Pluma do Rio Doce após o rompimento da Barragem de Rejeitos em Mariana/MG ? Novembro de 2015: Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados VITÓRIA. 2017. (Relatório de pesquisa).

2.
BASTOS, A. C.. Mapeamento de Habitats Marinhos. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; GHISOLFI, RENATO D. ; FERNANDES, L. F. L. ; DIAS, Camilo ; SA, F. . Resultados Parciais das Análises Realizadas em Amostras Coletadas na Plataforma Adjacente a Foz do Rio Doce: Embarque NOc. Vital de Oliveira. 2016. (Relatório de pesquisa).

4.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; FERNANDES, L. F. L. ; DIAS, Camilo ; GHISOLFI, RENATO D. ; SA, F. ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; PEREIRA, J. B. ; LEMOS, A. T. ; LAZARO, G. C. S. ; BONECKER, A. C. T. ; CASTRO, M. S. ; RODRIGUES NETO, R. . Relatorio 1- Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados da área Estuarina e Marinha na Foz do Rio Doce-ES PRIMEIRO. 2016. (Relatório de pesquisa).

5.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; FERNANDES, L. F. L. ; GHISOLFI, RENATO D. ; RODRIGUES NETO, R. ; SA, F. ; BONECKER, A. C. T. ; DIAS, Camilo ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; LEMOS, A. T. ; CASTRO, M. S. ; LAZARO, G. C. S. ; PEREIRA, J. B. . Relatorio 2 - Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados da área Estuarina e Marinha na Foz do Rio Doce-ES. 2016. (Relatório de pesquisa).

6.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; FERNANDES, L. F. L. ; GHISOLFI, RENATO D. ; RODRIGUES NETO, R. ; BONECKER, A. C. T. ; SA, F. ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; PEREIRA, J. B. ; CASTRO, M. S. ; LAZARO, G. C. S. ; LEMOS, A. T. . Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados da área marinha adjacente à Foz do Rio São Mateus-ES. 2016. (Relatório de pesquisa).

7.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; FERNANDES, L. F. L. ; GHISOLFI, RENATO D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; RODRIGUES NETO, R. ; BONECKER, A. C. T. ; DIAS, Camilo ; LAZARO, G. C. S. ; CASTRO, M. S. ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; PEREIRA, J. B. ; SA, F. . PROCESSAMENTO, INTERPRETAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE DADOS DA ÁREA MARINHA ADJACENTE DOS RIOS SÃO MATEUS, MUCURI E CARAVELAS SEGUNDO RELATÓRIO - RIO MUCURI. 2016. (Relatório de pesquisa).

8.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; OLIVEIRA, K. S. S. ; GHISOLFI, RENATO D. ; SA, F. ; RODRIGUES NETO, R. ; BONECKER, A. C. T. ; FERNANDES, L. F. L. ; DIAS, Camilo ; CASTRO, M. S. . PROCESSAMENTO, INTERPRETAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE DADOS DA ÁREA MARINHA ADJACENTE DOS RIOS SÃO MATEUS, MUCURI E CARAVELAS TERCEIRO RELATÓRIO - RIO CARAVELAS. 2016. (Relatório de pesquisa).

9.
CARDOSO BASTOS, ALEX; QUARESMA, Valeria da Silva ; GHISOLFI, RENATO D. ; RODRIGUES NETO, R. ; SA, F. ; FERNANDES, L. F. L. ; BONECKER, A. C. T. ; TURBAY, C. V. C. ; ORLANDO, M. T. D. ; OLIVEIRA, K. S. S. ; CASTRO, M. S. ; LEMOS, A. T. ; LAZARO, G. C. S. . Relatorio 3- Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados da área Estuarina e Marinha na Foz do Rio Doce - ES. 2016. (Relatório de pesquisa).

10.
FORTES, P. T. F. O. ; Bastos, Alex C. ; LANA, C. E. ; ALTHOFF, F. J. ; ESPINOZA, J. A. A. ; CAMPOS, R. S. . Carta Geológica - Folha SE-24-Y-D-IV Aracruz. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

11.
FORTES, P. T. F. O. ; Bastos, Alex C. ; LANA, C. E. ; ALTHOFF, F. J. ; ESPINOZA, J. A. A. ; CAMPOS, R. S. . Carta Geológica - Folha SF-24-V-B-IV - Guarapari. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

12.
FORTES, P. T. F. O. ; Bastos, Alex C. ; LANA, C. E. ; ALTHOFF, F. J. ; ESPINOZA, J. A. A. ; CAMPOS, R. S. . Carta Geológica - SE-24-Y-D-V - Regência. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

13.
FORTES, P. T. F. O. ; Bastos, Alex C. ; LANA, C. E. ; ALTHOFF, F. J. ; ESPINOZA, J. A. A. ; CAMPOS, R. S. . Carta Geológica - Folha SF-24-V-B-I - Vitória.. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

14.
GHERARDI, D. F. ; CABRAL, A. ; ALBINO, Jacqueline ; BASTOS, Alex Cardoso ; Quaresma, V.S. ; DIAS, Camilo ; GHBISOLFI, Renato . Atlas de Sensibilidade Ambiental ao Óleo na Bacia Marítima do Espírito Santo. 2010. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

15.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; SABAINI, R. . 7o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2007. (Relatório de pesquisa).

16.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; SABAINI, R. . 3o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2006. (Relatório de pesquisa).

17.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; SABAINI, R. . 4o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2006. (Relatório de pesquisa).

18.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; SABAINI, R. . 5o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2006. (Relatório de pesquisa).

19.
BASTOS, Alex Cardoso; DAGOSTINI, D. P. ; SABAINI, R. . 6o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2006. (Relatório de pesquisa).

20.
BASTOS, Alex Cardoso; GARCIA, A. N. . 1o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2005. (Relatório de pesquisa).

21.
BASTOS, Alex Cardoso; GARCIA, A. N. . 2o Relatório Monitoramento Ambiental da Área de Afundamento do Navio Victory-8B, Guarapari-ES. 2005. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Araújo, T.M.C.; SOUZA FILHO, J. F.; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Enatielly Rosane Goes. Mapeamento preditivo dos habitats marinhos na plataforma continental interna adjacente aos municípios de Paulista e Olinda (PE). 2018. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
ALBINO, Jacqueline; OLIVEIRA, L. A. K.; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Brenda Silva de Souza. Desenvolvimento e morfodinâmica de praias sobre plataformas de abrasão em litorais de micromaré dominados por ondas. 2018. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

3.
RIGO, D.; Chacaltana, JTA; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Lorena Gregório Puppim. Modelagem do transporte de sedimentos suspensos de origem fluvial em um estuário com presença de mangue. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

4.
GHBISOLFI, Renato; BASTOS, A. C.; MILL, G. N.. Participação em banca de Júlia Tavares Salviato. A dinâmica da camada de mistura oceânica na região Abrolhos-Campos. 2015. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

5.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S.; VINZON, S. B.. Participação em banca de Fernanda Nascimento de Paula e Silva. Dinâmica de um canal estuarino fracamente estratificado. 2014. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

6.
BASTOS, Alex Cardoso; BAPTISTA NETO, J. A.. Participação em banca de Alex da Silva Freitas. Palinologia de sedimentos do estuário dos rios Piraquê-açu e Piraquê-mirim - ES.. 2014. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

7.
QUARESMA, Valeria da Silva; BASTOS, A. C.; GUERRA, J. V.. Participação em banca de Fernanda Nascimento de Paula e Silva. Dinâmica de um Canal Estuarino Fracamente estratificado. 2014. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

8.
MUEHE, D. C. E. H.; MOSER, G. A. O.; GUERRA, J. V.; Bastos, Alex C.. Participação em banca de Tatiana Pinheiro Dadalto. Distribuição do material particulado em suspensão na plataforma continental e talude superior entre Ubatuba e o cabo Búzios (RJ). 2012. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

9.
Quaresma, V.S.; DIAS, M. S.; Bastos, Alex C.. Participação em banca de Estefania Godinho. Interpretação de sinais acústicos de fundos lamosos em ambientes deposicionais distintos. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

10.
RIGO, D.; BASTOS, Alex Cardoso; BARROSO, Gilberto. Participação em banca de Alexandre Pelisson Manente Campos. Análise da variabilidade Espacial e Temporal da pluma do Rio Doce através de Sensoriamento Remoto. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

11.
BAPTISTA NETO, J. A.; Quaresma, V.S.; Bastos, Alex C.. Participação em banca de AMINE SELIM SALLES. HIDRODINÂMICA E TRANSPORTE DE MATERIAL PARTICULADO EM SUSPENSÃO NA DESEMBOCADURA DO SISTEMA ESTUARINO PIRAQUÊ-AÇU E PIRAQUÊ-MIRIM, ARACRUZ - ES. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

12.
RENATO NETO,; Quaresma, V.S.; BASTOS, Alex Cardoso; CARRERA, R.. Participação em banca de CAROLINE FIÓRIO GRILO. INFLUÊNCIA DA URBANIZAÇÃO RECENTE NA DEPOSIÇÃO DE MATÉRIA ORGÂNICA NA PLANÍCIE DE MARÉ DE UM ESTUÁRIO IMPACTADO. 2010. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

13.
FERNANDEZ, G. B.; BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da; MARQUES, J. S.. Participação em banca de Sérgio Cadena de Vasconcelos. Evolução Morfológica da Borda Norte do Delta do Rio Paraíba do Sul, RJ. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

14.
FERNANDEZ, G. B.; BASTOS, Alex Cardoso; BAPTISTA NETO, J. A.; MUEHE, D. C. E. H.. Participação em banca de Ricardo Álvares dos Santos. Morfodinâmica Costeira das Praias de Costa Azul e Mar do Norte- Rio das Ostras- Litoral do Estado do Rio de Janeiro. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

15.
MARTINS, A. S.; MOURA, R. L.; BASTOS, Alex Cardoso. Participação em banca de JoãoBatista Teixeira. OConhecimento Ecológico Tradicional como Ferramenta para Mapeamento de Ambientes Marinhos. 2010. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

16.
PALMA, J. J. C.; SILVA, Cleverson Guizan da; FIGUEIREDO JR., A. G.; Bastos, Alex C.. Participação em banca de Rodrigo Coutinho Abuchacra. Relação de Teor de Minerais Pesados com a densidade gama e susceptibilidade magnética em testemunhos da planície costeira do norte do Estado do Rio de Janeiro. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

17.
GHBISOLFI, Renato; BASTOS, Alex Cardoso; NOEMBERG, M.. Participação em banca de Priscilla Barbosa Gauitolini. ESTUDO DESCRITIVO DA CIRCULAÇÃO SOBRE A PLATAFORMA INTERNA E O EFEITO ILHA: ESTUDO DE CASO DE GUARAPARI (ES). 2010. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

18.
REIS, A. T.; BASTOS, Alex Cardoso; DIAS, M. S.. Participação em banca de Bruno Werner Penkhun. Estruturas Oceânicas e Dispersão Sedimentar na Região dos Montes Submarinos da Bahia. 2008. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

19.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, Cleverson Guizan da; BAPTISTA NETO, J. A.. Participação em banca de André Luiz Carvalho de Silva. Comportamento Morfológico e Sedimentológico do Litoral de Itaipuaçu e Piratininga, RJ, nas Últimas três Décadas. 2006. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

20.
BASTOS, Alex Cardoso; SILVA, M. A. M.; FERNANDEZ, G. B.. Participação em banca de Mauricio de Souza Dias Guimarães. Comportamento Morfodinâmico das Praias do Campista, Cavaleiros e Pecado, Litoral Sul de Macaé, RJ-Brasil. 2005. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Teses de doutorado
1.
Quaresma, V.S.; VINZON, S. B.; GALLO, M. N.; GHISOLFI, RENATO D.; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Kyssyanne Samihra Santos Oliveira. Influência das Condições de Vento e do Aporte Fluvial na Dinamica Sedimentar do trecho centro-norte da plataforma continental do Espirito Santo. 2018. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

2.
POSPELOVA, V.; BARRIE, J. V.; WALKER, I. J.; HILL, P. R.; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Sean Mullan. Tidal sedimentology and geomorphology in the central Salish Sea straits, British Columbia and Washington State. 2017. Tese (Doutorado em PhD) - University of Victoria.

3.
GUERRA, J. V.; REIS, A. T.; SILVA, A. L. C.; REBOUCAS, R. C.; BASTOS, A. C.; SILVA, Cleverson Guizan da. Participação em banca de TATIANA PINHEIRO DADALTO. ARQUITETURA ESTRATIGRÁFICA E EVOLUÇÃO GEOLÓGICA DA RESTINGA DA MARAMBAIA (RJ). 2017. Tese (Doutorado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

4.
SALGADO, L. T.; AMADO FILHO, G. M.; WERCKMANN, J.; ROSSI, A. L.; FARINA, M.; BASTOS, A. C.. Participação em banca de Rodrigo Tomazetto de Carvalho. Processos induzidos e controlados da mineralização do CaCO3 em macroalgas marinhas: da ontogenia da calcificação à influencia ambiental na polimorfia mineral. 2017. Tese (Doutorado em Botânica) - Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

5.
MOURA, R. L.; AMADO FILHO, G. M.; BASTOS, A. C.; MOTTA, F.; MORAES, F. C.. Participação em banca de João Batista Teixeira. SUBSÍDIOS DE PLANEJAMENTO SISTEMÁTICO PARA CONSERVAÇÃO NO CENTRO-OESTE DO ATLÂNTICO SUL. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação da Biodiversidade) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

6.
BASTOS, Alex Cardoso. Participação em banca de Gustavo Hinestrosa. Shelf-edge reefs of the Great Barrier Reef, Australia: A time-capsule from the last glaciation. 2015. Tese (Doutorado em PhD) - The University of Sydney.

7.
BASTOS, Alex Cardoso; RODRIGUES NETO, R.; BARROSO, Gilberto; FIGUEIRAS, R.. Participação em banca de Eduardo Schettini Costa. GEOQUÍMICA DEPOSICIONAL DE METAIS E HIDROCARBONETOS NO ESTUÁRIO DO CANAL DA PASSAGEM (VITÓRIA-ES) E NO SISTEMA ESTUARINO DOS RIOS PIRAQUÊ-AÇÚ E PIRAQUÊ-MIRIM DO ESPÍRITO SANTO (ARACRUZ-ES).. 2014. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

8.
BASTOS, Alex Cardoso; AMADO FILHO, G. M.; THOMPSON, F.; SALGADO, L. T.; FARINA, M.. Participação em banca de Rachel N. Leal. Processo de biomineralização de carbonato de cálcio em rodolitos da costa leste brasileira.. 2013. Tese (Doutorado em Botânica) - Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

9.
SILVA, Cleverson Guizan da; BAPTISTA NETO, J. A.; GUERRA, J. V.; FIGUEIREDO JR., A. G.; BASTOS, Alex Cardoso. Participação em banca de André Luiz Carvalho da Silva. Arquitetura sedimentar e Evolução Geológica da Planície Costeira Central de Maricá ao Longo do Quaternário. 2011. Tese (Doutorado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

10.
VINZON, S. B.; ROSMAN, P. C. C.; GUENNEC, B. L.; MUEHE, D. C. E. H.; BASTOS, Alex Cardoso. Participação em banca de Rodrigo Duarte Fernandes. FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DOS BANCOS DE AREIA DA FOZ DO RIO AMAZONAS. 2010. Tese (Doutorado em Engenharia Oceânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

11.
SILVA, Cleverson Guizan da; GUERRA, J. V.; GALLO, M. N.; AYRES NETO, A.; BASTOS, Alex Cardoso; BAPTISTA NETO, J. A.; VINZON, S. B.. Participação em banca de Gustavo Vaz de Melo. Hidrodinâmica do Estuário de Guapimirim - Baía de Guanabara. 2010. Tese (Doutorado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S.; CELSO, A.. Participação em banca de Diogo Poloni Médici..Mapa de Estimativa de Perda de Solos como Ferramenta de Suporte à Decisão e Planejamento Ambiental: Aplicação na Bacia Hidrográfica do Rio Santa Maria da Vitória.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

2.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; GIRARDI, G.. Participação em banca de Mayne Campos Pereira.Tipologia, Susceptibilidade e Vulnerabilidade Erosiva do Arco da Ponta da Fruta a Setiba, ES.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

3.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Quaresma, V.S.. Participação em banca de Paula Manoela Gomes de Souza.Análise da Variação Temporal do padrão de Sedimentação da Plataforma Continental Interna entre as Ilhas Escalvada e rasa, Guarapari-ES. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

4.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Quaresma, V.S.. Participação em banca de Danielly Falqueto Dalpupo.Análise da Estabilidade do Fundo marinho e determinação de riscos geológicos na plataforma continental do Espírito Santo adjacente a Guarapari. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

5.
BASTOS, Alex Cardoso; Chacaltana, JTA; TORRONTEGUY, M. C.. Participação em banca de Betina Carla Lima.Dinâmica das Formas de Fundo na Baía do Espírito Santo, ES. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

6.
BASTOS, Alex Cardoso; GHBISOLFI, Renato. Participação em banca de Priscila Barboza Guaitolini.Análise das correntes marinhas na região da plataforma interna de Guarapari - ES.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

7.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Quaresma, V.S.. Participação em banca de Daphnne Moraes Costa Moscon.Caracterização de Manchas Arenosas Sand Patches- na Plataforma Interna do Espírito Santo através de Levantamento Sonográfico e testemunhagem.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

8.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S.; TORRONTEGUY, M. C.. Participação em banca de Danillo Alves do Carmo.Transporte do Sedimento a Partir da Análise de Tendência Granulométrica na Baía do Espírito Santo, Vitória-ES.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

9.
BASTOS, Alex Cardoso; Chacaltana, JTA; Quaresma, V.S.. Participação em banca de Guilherme Nogueira Mill.Avaliação do transporte de Sedimentos na área de afundamento do recife artificial marinho Victory-8B, Guarapari-ES. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

10.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Quaresma, V.S.. Participação em banca de Maria Ester Franklin.Análise do comportamento hidráulico dos Minerais pesados na Praia da Areia Preta, guarapari-ES. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

11.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline. Participação em banca de Fabiana Cruz Pavan.Transporte longitudinal no arco prraial entre Ponta da Fruta e Setiba, Vila Velha - Guarapari - ES. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

12.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; GIRARDI, G.. Participação em banca de Eduardo Sardenberg.Dinâmica praial e interação entre praia e dunas frontais na praia central de Marataízes ES. 2006. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

13.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; TRAVASSOS, M.. Participação em banca de Bruno Andrade Coelho.Padrão de transporte de sedimentos do fundo na Baía do Espírito Santo a partir das concentrações de minerais pesados no sedimento.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

14.
BASTOS, Alex Cardoso; RENATO NETO,; DIAS, Camilo. Participação em banca de Roberta Maia Flores.Biomarcadores geoquímicos no material particulado do recife artificial marinho Victory 8B - Guarapari, ES. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

15.
BASTOS, Alex Cardoso; GHBISOLFI, Renato. Participação em banca de Marcelo Toffoli.Aspectos da circulação na região do Recife Artificial Marinho Victory 8B a partir de dados de ADCP. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

16.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; MACHADO FILHO, Luis. Participação em banca de Caroline Leão.Variação Temporal e Espacial das Cúspides da Praia de Camburi, Vitória-ES. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

17.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; MACHADO FILHO, Luis. Participação em banca de Ana Cláudia Jorge Marcondes.Vulnerabilidade Erosiva da Praia do Nenel, Ilha do Boi, Vitória-ES. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

18.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Chacaltana, JTA. Participação em banca de Alexandre Pasolini.Análise morfodinâmica da praia de Marataízes frente a um possível engordamento artificial.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

19.
ALBINO, Jacqueline; BASTOS, Alex Cardoso; BARROSO, Gilberto. Participação em banca de Ludmila Santos.Classificação do litorial de Marataízes, Espírito Santo, quanto a vulnerabilidade erosiva.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

20.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline; Chacaltana, JTA. Participação em banca de Paulo Veronez Jr.Análise dos processos sedimentares associados ao recife artificial marinho Victory 8B, Guarapari - ES.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

21.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S.; Chacaltana, JTA. Participação em banca de Danielle Peron Dagostini.Fácies sedimentares associadas ao sistema estuarino da Baía de Vitória (ES).. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

22.
BASTOS, Alex Cardoso; Quaresma, V.S.; ALBINO, Jacqueline. Participação em banca de Paulo Henrique Cetto.Sonografia e faciologia da plataforma continental interna situada entre as ilhas Escalvada e Rasa, Guarapari - ES. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

23.
BASTOS, Alex Cardoso; ALBINO, Jacqueline. Participação em banca de Pablo Merlo Prata.Distribuição temporal e espacial das areias da praia de Camburi, Vitória-ES. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BASTOS, Alex Cardoso; FIGUEIREDO JR., A. G.; DIAS, G. T. M.; GERARDES, M.. Professor Adjunto Geologia Geral. 2014. Universidade Federal Fluminense.

2.
BASTOS, Alex Cardoso; APARECIDA, M.; GERALDO, L.. Geofísica. 2008. Universidade Federal do Espírito Santo.

3.
BASTOS, Alex Cardoso; PEREIRA, E.; BERGAMASCHI, S.. Geologia do Petróleo, Estratigrafia e Paleontologia. 2008. Universidade Federal do Espírito Santo.

4.
ALBINO, Jacqueline; BASTOS, Alex Cardoso; MELLO, CL. Sedimentologia e estratigrafia. 2006. Universidade Federal do Espírito Santo.

5.
BASTOS, Alex Cardoso; ALMEIDA, S.; MUGGLER, C. C.. Mineralogia e petrologia. 2006. Universidade Federal do Espírito Santo.

Outras participações
1.
BASTOS, Alex Cardoso. Consultor ad hoc Fundo Amparo à Pesquisa do Estado do Espírito Santo-FAPES. 2006. Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo.



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BASTOS, A. C.. Mini Simpósio: Rio Doce e o Desastre de Mariana: Impactos Ambientais Costeiros e Marinhos. 2016. (Congresso).

2.
BASTOS, Alex Cardoso; DOMINGUEZ, J. M. L. ; VITAL, H. ; Araújo, T.M.C. . GeoHab 2015. 2015. (Congresso).

3.
BASTOS, Alex Cardoso; GODINHO, E. . II Semana de Oceanografia Ambiental PPGOAm-UFES. 2012. (Outro).

4.
Bastos, Alex C.. I SEMANA ACADÊMICA DE OCEANOGRAFIA AMBIENTAL. 2011. (Outro).

5.
BASTOS, Alex Cardoso. 39 Reunião Programa de Geologia e Geofísica Marinha. 2008. (Outro).

6.
BASTOS, Alex Cardoso. workshop Monitoramento Ambiental do Navio Victory 8B. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Gabriella Aleixo Rocha. Mapeamento Acústico de Fundos de Rodolitos na APA Costas das Algas, Espírito Santo. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Ludmila Fava Zogheib. O impacto do rompimento da barragem de minério de Fundão (MG) no depósito sedimentar da foz do Rio Doce. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. (Orientador).

3.
Alvaro Soares. Aplicação de Métodos Acústicos de Multifrequência para Obras Portuárias. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. (Orientador).

4.
Vinicius Jantorni. Geoacústica de Sedimentos Marinhos. Início: 2015. Dissertação (Mestrado profissional em Dinâmica dos Oceanos e da Terra) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Fabiana Karla de Almeida. Evolução paleoambiental e paleoceanográfica do Quaternário da Bacia do Espírito Santo, com base em foraminíferos bentônicos. Início: 2018. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Natacha de Oliveira. Mapeamento de habitats em paleocanais da plataforma do Espírito Santo. Início: 2017. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Rayme Loureiro dos Santos. CARACTERIZAÇÃO SEDIMENTOLÓGICA E GEOQUÍMICA DOS DEPÓSITOS HOLOCÊNICOS DA FRENTE DELTAICA DA FOZ DO RIO DOCE, PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESPÍRITO SANTO. Início: 2017. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. (Orientador).

4.
Paulo Henrique Cetto. VARIAÇÕES EUSTÁTICAS E A EVOLUÇÃO AMBIENTAL DA DEPRESSÃO DE ABROLHOS, UMA PALEOLAGUNA HOLOCÊNICA NA PLATAFORMA CONTINENTAL LESTE DO BRASIL. Início: 2017. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

5.
Laura Silveira Vieira. Resposta Recifal às Variações do Nível do Mar durante o Quaternário Superior na Plataforma de Abrolhos. Início: 2015. Tese (Doutorado em Dinâmica dos Oceanos e da Terra - DOT) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
André Rodrigues. Início: 2018. Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo.

2.
Tarcila Franco Menandro. Início: 2018. Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação Espirito Santense de Tecnologia.

3.
Belinda Bechnik. Início: 2017. Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

4.
Daniele Peron D´Agostini. Início: 2017. Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Apoio ?Cassiano Antônio Moraes?.

5.
Mary Lucia da Silva Nogueira. Início: 2016. Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo.

Iniciação científica
1.
Carolina Fioresi Dalvi. Mapeamento da Plataforma Continental Sul do ES por Métodos Diretos e Indiretos. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Fernanda Vedoato Vieira. Mapeamento do Fundo Marinho da Apa Costa das Algas. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Espírito Santo. Fundação de Apoio ?Cassiano Antônio Moraes?. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Fernanda Vedoato. SEDIMENTAÇÃO DA PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESPÍRITO SANTO: DO APORTE TERRÍGENO À OCORRÊNCIA DE FUNDOS RECIFAIS. 2017. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

2.
LUCAS CABRAL LAGE FERREIRA. Recifes submersos da Plataforma Continental de Abrolhos: Morfologia e distribuição espacial. 2017. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

3.
ana carolina lavagnino. Geomorfometria da Margem Continental Amazônica. 2016. Dissertação (Mestrado em Dinâmica dos Oceanos e da Terra) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

4.
Laura Silveira Vieira. REGISTRO GEOLÓGICO HOLOCÊNICO DE RECIFES SUBMERSOS NA PLATAFORMA DE ABROLHOS. 2015. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

5.
Frederico Mesquita Sampaio. Caracterização da estruturas carbonática de dolinas da Plataforma Continental de Abrolhos. 2015. Dissertação (Mestrado em Dinâmica dos Oceanos e da Terra) - Universidade Federal Fluminense, Brasoil ANP. Coorientador: Alex Cardoso Bastos.

6.
Marcus Daniel de Almeida Leite. FACIOLOGIA INTER-RECIFAL E GEOMORFOLOGIA DOS RECIFES SUBMERSOS DA PLATAFORMA INTERNA DE ABROLHOS, BAHIA - BRASIL. 2015. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

7.
Pedro Smith Menandro. ANÁLISE DA RESPOSTA ACÚSTICA EM SEDIMENTOS MARINHOS. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

8.
Silvia Nossa Bourguignon. INFLUÊNCIA DO REGIME DE SEDIMENTAÇÃO NA DISTRIBUIÇÃO DE HABITATS AO LONGO DA PLATAFORMA CENTRO NORTE DO ESPÍRITO SANTOS REGRESSIVOS E TRANSGRESSIVOS NO NORTE DA PLATAFORMA DO ESPÍRITO SANTO.. 2013. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

9.
Flavio Eduardo Tschiedel. Aspectos fisiográficos, sedimentológicos e arcabouço estrutural do fundo marinho em uma área da porção central da Bacia do Espírito Santo. 2013. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, . Orientador: Alex Cardoso Bastos.

10.
Georgia Catabriga. SEDIMENTAÇÃO HOLOCÊNICA NA PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA ADJACENTE À FOZ DO RIO DOCE - ES. 2013. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

11.
Alex Evaristo da Silva. CARACTERIZAÇÃO MORFOSEDIMENTAR E SETORIZAÇÃO DO SISTEMA ESTUARINO DOS RIOS PIRAQUÊ-AÇU E PIRAQUÊ-MIRIM E DA PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA ADJACENTE, ARACRUZ - ES. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Coorientador: Alex Cardoso Bastos.

12.
Nélio Augusto Secchinn. Mapeamento de Habitats Marinhos na Plataforma dos Abrolhos. 2011. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espirito Santo, . Orientador: Alex Cardoso Bastos.

13.
DANIELLY FALQUETO DELPUPO. DINÂMICA SEDIMENTAR NA PLATAFORMA CONTINENTAL INTERNA AO LARGO DA ENSEADA DE MEAÍPE - ES. 2011. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

14.
Daphnne Moscon. SEDIMENTOLOGIA E DINÂMICA DE FORMAS DE FUNDO ASSOCIADAS A EVENTOS DE ALTA ENERGIA. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

15.
Dannilo Alves. MAPEAMENTO FACIOLÓGICO DO FUNDO MARINHO COMO FERRAMENTA AO ENTENDIMENTO DA DINÂMICA SEDIMENTAR DA BAÍA DO ESPÍRITO SANTO, VITÓRIA-ES. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense, . Orientador: Alex Cardoso Bastos.

16.
DANIELLE PERON D?AGOSTINI. Sedimentação Quaternária em uma Plataforma Mista Carbonática/Siliciclástica. Abrolhos, Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

17.
Paulo Henrique Cetto. VALES INCISOS QUATERNÁRIOS DA PLATAFORMA CONTINENTAL NORTE DA BACIA DE CAMPOS (ES ? BRASIL). 2009. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense, . Coorientador: Alex Cardoso Bastos.

18.
Paulo Veronez Jr. ECOFÁCIES E FACIOLOGIA DOS SEDIMENTOS DE FUNDO DA BAÍA DE VITÓRIA ? E.S.. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

19.
Marcel Gianordoli Moura. Determinação de Taxas de Sedimentaçãona Baía de Vitória e sua Implicância para as Atividades Portuárias. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, . Orientador: Alex Cardoso Bastos.

20.
Fabiana Karla de Almeida. Distribuição de Foraminíferos bentônicos ao longo de Testemunhos na Baía de Vitória, ES, Sudeste do Brasil.. 2009. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Agencia Nacional do Petroleo. Coorientador: Alex Cardoso Bastos.

21.
Margarita Iatrae. Investigation of surface morphology and internal structure of a headland-associated sandbank: The Shambles Bank, Portland Bill, South England.. 2001. 85 f. Dissertação (Mestrado em Msc Oceanography) - University of Southampton, . Coorientador: Alex Cardoso Bastos.

Tese de doutorado
1.
Tarcila Franco. Análise da composição e estrutura interna de rodolitos da Cadeia Vitória ? Trindade e sua utilização como paleoindicadores da ecologia associada ao nódulo calcário. 2018. Tese (Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

2.
Danielle Peron Dagostini. A PLATAFORMA CONTINENTAL DE ABROLHOS: CONTEXTO PALEOAMBIENTAL, SISMOESTRATIGRAFIA E DOMÍNIOS SEDIMENTARES. 2017. Tese (Doutorado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, . Orientador: Alex Cardoso Bastos.

3.
Alex Evaristo da Silva. EVOLUÇÃO SEDIMENTAR RECENTE AO LONGO DE UMA PLATAFORMA CONTINENTAL COM ESTILO CONTRASTANTE DE SEDIMENTAÇÃO. 2017. Tese (Doutorado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

4.
Giseli Modolo Vieira Machado. SEDIMENTOLOGIA E ESTRATIGRAFIA QUATERNÁRIA DOS DEPÓSITOS COSTEIROS DA REGIÃO DE VITÓRIA, ES.. 2014. Tese (Doutorado em Mestrado e Doutorado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Gabriela Zamprogno. 2018. Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. Alex Cardoso Bastos.

2.
João Batista Teixeira. 2017. Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Alex Cardoso Bastos.

3.
Leila Longo. 2015. Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Alex Cardoso Bastos.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
KAREN LARYSSA OLIVEIRA FADINI. SEDIMENTAÇÃO LAMOSA AO LONGO DA PLATAFORMA CONTINENTAL NORTE DA FOZ DO RIO DOCE (ES). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

2.
Vanessa Regina Lima Oliveira. MOBILIDADE DE FUNDO NO ENTORNO DA PLATAFORMA ASSOCIADA AO PÍER IV DO TERMINAL MARÍTIMO DE PONTA DA MADEIRA, SÃO LUÍS ? MA SOB OCORRÊNCIAS DE DESLIZAMENTO DE TALUDE. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

3.
Arthur Pereira Leal. ANALISE DE PADRÕES DE SEDIMENTAÇÃO A PARTIR DE PARÂMETROS SEDIMENTOLÓGICOS EM TESTEMUNHO NO CANAL DA PASSAGEM, VITORIA ? ES.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

4.
Fernanda Vedoato. FACIOLOGIA DOS DEPÓSITOS QUATERNÁRIOS DE UM VALE INCISO SOBRE A FORMAÇÃO BARREIRA NO LITORAL NORTE DO ESPÍRITO SANTO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

5.
LARISSA CRISTINA DE LIMA NEVES. DINÂMICA SEDIMENTAR DE UMA PORÇÃO DO BANCO ARENOSO NA DESEMBOCADURA DO SISTEMA ESTUARINO PIRAQUÊ-AÇÚ E PIRAQUÊ-MIRÍM - ES. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

6.
LUCAS CABRAL LAGE FERREIRA. CARACTERIZAÇÃO GEOMORFOLÓGICA DOS RECIFES SUBMERSOS DA PORÇÃO CENTRO-NORTE DO BANCO DOS ABROLHOS (BAHIA-BRASIL). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

7.
LEONARDO PARTELLI BERTOLDI. MAPEAMENTO DO FUNDO MARINHO NA REGIÃO DA DEPRESSÃO DE ABROLHOS, LOCALIZADA AO SUL DO BANCO DOS ABROLHOS- BAHIA/BRASIL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

8.
FLORENÇA NUNES BISI. Parâmetros físicos de sedimentos em testemunhos do estuário do rio Piraquê, Aracruz - ES. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

9.
Laura Silveira Vieira. MAPEAMENTO DE HABITATS EM REGIÃO ADJACENTE À ILHA SUESTE, ABROLHOS ? BAHIA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

10.
Pedro Smith Menandro. SISMOESTRATIGRAFIA DO LOBO DELTAICO DO RIO DOCE. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

11.
Diego Venturini Loureiro. ANÁLISE COMPARATIVA DE DIFERENTES FONTES SÍSMICAS DE ALTA RESOLUÇÃO NA APLICAÇÃO DE ESTUDOS COSTEIROS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

12.
Georgia Catabriga. POTENCIAL DE MOBILIDADE DE FUNDO DEVIDO A AÇÃO DE ONDAS NA PLATAFORMA CONTINENTAL ADJACENTE À BAÍA DO ESPÍRITO SANTO. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

13.
Silvia Nossa Bourguignon. MAPEAMENTO ACÚSTICO DO CANAL DE ABROLHOS E SEU ENTORNO, BAHIA - BRASIL. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

14.
Rafael Carvalho Neves. HIDRODINÂMICA E TRANSPORTE DE MATERIAL PARTICULADO EM SUSPENSÃO NOS DOIS BRAÇOS DO SISTEMA ESTUARINO PIRAQUÊ-AÇU E PIRAQUÊ-MIRIM, ARACRUZ - ES. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

15.
Geandre Carlos Boni. TRANSPORTE SEDIMENTAR SOBRE O BANCO ARENOSO DA FOZ DO SISTEMA ESTUARINO DOS RIOS PIRAQUÊ-AÇU E PIRAQUÊ-MIRIM (SEPAPM), ARACRUZ (ES). 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

16.
Reginaldo Gava. Dinâmica Sedimentar da Desembocadura do Rio Santa Maria da Vitória. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparo a Ciência e Tecnologia de Vitoria. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

17.
NELIO AUGUSTO SECCHIN. CARACTERIZAÇÃO MORFO-SEDIMENTAR DE UMA ÁREA NO BANCO DOS ABROLHOS (BAHIA/BRASIL). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

18.
Paula Manuela Gomes Souza. Análise da Estabilidade do Fundo Marinho utilizando-se de uma Série Temporal de Imagens Sonográficas. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

19.
Danielle Falqueto Dalpupo. Análise integrada de estabilidade do fundo marinho na rota de um duto na plataforma do Espírito Santo. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

20.
Betina Lima. Dinâmica de formas de fundo na Baia de Vitoria. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

21.
Bruno Furtado Pizzin. Distribuição dos Padrões de Eco-Caráter na Baía de Vitoria. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

22.
Guilherme Mill. Avaliação do transporte de Sedimentos na área de afubndamento do recife artificial marinho Victory-8B, Guarapari-ES.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Instituto Estadual de Meio Ambiente. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

23.
Danillo Alves. Transporte do Sedimento a Partir da Análise de Tendência Granulométrica na Baía do Espírito Santo, Vitória-ES. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

24.
Luana Paula Lisboa. Análise Bioestratigráfica do talude Continental da Bacia do Espírito Santo com base em Foraminíferos: Estudo a partir de Dois Piston Cores.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

25.
Daphnne Moraes Costa Moscon. Caracterização de Manchas Arenosas ? Sand Patches- na Plataforma Interna do Espírito Santo através de Levantamento Sonográfico e testemunhagem.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Instituto Estadual de Meio Ambiente. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

26.
Maria Ester Franklin. Análise do comportamento hidráulico dos Minerais pesados na Praia da Areia Preta, guarapari-ES.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

27.
Paulo Veronez. Processos sedimentares associados a um recife artificial. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Instituto Estadual de Meio Ambiente. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

28.
Danielle Peron D'agostini. Fácies sedimentares associadas ao sistema estuarino da Baía de Vitória (ES).. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparao a Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

29.
Paulo Henrique Cetto. Sonografia e faciologia da plataforma continental interna situada entre as ilhas Escalvada e Rasa, Guarapari - ES. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

30.
Andrew Thyn-Jones. Threshold Determination of Biogenic Sands (Shell fragments) under Unidirectional Flow.. 2000. 90 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanography) - University of Southampton. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

Iniciação científica
1.
CAROLINA FIORESI DALVI. Mapeamento de Banco de Rodolitos na Plataforma do ES. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

2.
Mayara Rosado da Silva. Reconstituição paleoambiental através do estudo da distribuição vertical da fauna de foraminíferos em Abrolhos. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

3.
Anita Gomes Ruschi. Fauna Associada a Rodolitos do Banco Almirante Saldanha na Cadeia de Montanhas Submarinas Vitória-Trindade. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

4.
MARINA DE ARAUJO MESQUITA DOS SANTOS. Mapeamento de Recifes de Borda na Plataforma de Abrolhos. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

5.
Arthur Pereira Leal. Interpretação de ambientes deposicionais de uma planície fluvio-marinha na região do Mestre Álvaro, Es. 2013. Iniciação Científica - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

6.
Fernanda Vedoato Vieira. Análise estratigráfica de depósitos sedimentares em um vale da Formação Barreira no litoral de Guarapari, ES. 2013. Iniciação Científica - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

7.
Vanessa Regina Lima Oliveira. Geomorfologia das Estruturas Recifais do banco de Abrolhos, BA.. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

8.
Leonardo Bertoldi. Caracterização do sinal de retorno de estruturas carbonaticas (rodolito) ao sul do banco de Abrolhos. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

9.
Lucas Cabral Ferreira. Caracterização da porção Norte da plataforma de Abrolhos a partir do uso de Sonar de Varredura Lateral. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

10.
Florença Nunes Bisi. Características Geoacústicas em testemunhos estuarinos. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

11.
Lucas Cabral. Análise dos registros sonográficos e sísmicos de uma determinada área da plataforma de Abrolhos - Bahia.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

12.
Laura Silveira. Identificação dos tipos de fundo a partir de interpretação acústica de uma área adjacente à Ilha Sueste, Abrolhos ? Bahia.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

13.
Georgia Catabriga. Potencial de Mobilidade de Fundo da Plataforma Continental do Espírito Santo: um Estudo de Modelagem. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

14.
Rafael Carvalho Neves. INVESTIGAÇÃO DE DADOS HIDRODINÂMICOS E DE RESSUSPENSÃO DE SEDIMENTOS NA BAÍA DE VITÓRIA E NA BAÍA DO ESPÍRITO SANTO. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

15.
Silvia Nossa Bourguignon. Análise dos registros sonográficos e batimétricos de uma determinada área da plataforma de Abrolhos - Bahia. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

16.
GEANDRÉ CARLOS BONI. ESTUDO DAS FORMAS DE FUNDO DA FOZ DO ESTUÁRIO DO RIO PIRAQUÊ-AÇÚ, MUNICÍPIO DE ARACRUZ, ESPÍRITO SANTO. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

17.
Mariana Beltrão Marangoni. Avaliação da Estabilidade do Fundo Marinha ao longo da plataforma do Espírito Santo.. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

18.
Gabriela de Almeida Bernardo. Estabelecimento de um modelo geológico de um delta de cabeceira no sistema estuarino da Baía de Vitória. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

19.
Silvia Nossa Bourguignon. ANÁLISE DE TENDÊNCIAS GRANULOMÉTRICAS AO LONGO DA BAÍA DE VITÓRIA. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

20.
Betina Lima. Resuspensão e formação de formas de fundo na baía do Espírito Santo. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundo de Amparo a Ciência e Tecnologia de Vitoria. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

21.
Paula Manuela Gomes Souza. Análise da Estabilidade do Fundo Marinho utilizando-se de uma Série Temporal de Imagens Sonográficas.. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

22.
Danielle Falqueto Dalpupo. Análise integrada de estabilidade do fundo marinho na rota de um duto na plataforma do Espírito Santo. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Agencia Nacional do Petroleo. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

23.
Bruno Furtado. Estratigrafia do Holoceno da Porção Norte da Baía de Vitória, ES.. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

24.
Reginaldo Gava. Sonografia e sedimentologia da Baía de Vitória, ES. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

25.
Danielle Falqueto Dalpupo. Identificação de Foraminíferos em Testemunhos na Baia de Vitoria. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alex Cardoso Bastos.

Orientações de outra natureza
1.
Geandre Carlos Boni. Análise multifrequência acústica do fundo marinho da Apa Costa das Algas. 2017. Orientação de outra natureza. (Oceanografia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Apoio ?Cassiano Antônio Moraes?. Orientador: Alex Cardoso Bastos.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BASTOS, A. C.. A lama de Mariana, o Rio Doce e a academia. Site Museu do Amanhã - Observatório do Futuro, https://museudoamanha.org.br, p. 1 - 1, 15 nov. 2016.


Cursos de curta duração ministrados
1.
BASTOS, A. C.. Mapeamento de Habitats Marinhos. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 6:18:35