Juliana Sampaio Farinaci

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2663584791791424
  • Última atualização do currículo em 19/10/2018


Atua em pesquisa, ensino e extensão com foco nas interações homem-ambiente. Possui Doutorado interdisciplinar em Ambiente e Sociedade pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP - 2012), Mestrado em Genética e Biologia Molecular pela UNICAMP (2001) e Graduação em Biologia pela UNICAMP (1996). Atualmente é Pesquisadora de Pós-Doutorado no Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e participa da Plataforma Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES) e da Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Sampaio Farinaci
Nome em citações bibliográficas
FARINACI, J. S.;FARINACI, JULIANA SAMPAIO;FARINACI, JULIANA;FARINACI, JULIANA S.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Diretor, Centro de Ciência do Sistema Terrestre.
Avenida dos Astronautas - de 1372/1373 ao fim
Jardim da Granja
12227010 - São José dos Campos, SP - Brasil
Telefone: (12) 32087926
URL da Homepage: http://www.ccst.inpe.br/


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em Ambiente e Sociedade.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: As novas matas do estado de São Paulo: um estudo multiescalar sob a perspectiva da teoria da transição florestal, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Mateus Batistella.
Coorientador: Cristiana Simão Seixas.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: São Paulo; transição florestal; recuperação florestal; cobertura florestal nativa; proprietários rurais; Mata Atlântica.
Grande área: Outros
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada.
1998 - 2000
Mestrado em Genética e Biologia Molecular.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Variabilidade Genética em Algumas Espécies de Bulbophyllum Thouars (Orchidaceae) de Campos Rupestres,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Vera Nisaka Solferini.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: genética de populações; evolução; campos rupestres; orchidaceae; Bulbophyllum; poliploidia.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Vegetal.
1996 - 1997
Aperfeiçoamento em Genética de Populações e Evolução.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Variabilidade Genética em Vernonia (Asteraceae). Ano de finalização: 1997.
Orientador: Vera Nisaka Solferini.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1993 - 1995
Graduação em Biologia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Orientador: Domingos da Silva Leite.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2016
Pós-Doutorado.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2015 - 2016
Pós-Doutorado.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Outros
2013 - 2015
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Outros
2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Grande área: Outros


Formação Complementar


2012 - 2012
Brown International Advanced Research Institutes. (Carga horária: 80h).
Brown University, BROWN, Estados Unidos.
2011 - 2011
Public Engagement: From theory into practice. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2011 - 2011
Prog. Germinar - formação de líderes facilitadores. (Carga horária: 150h).
Instituto Ecosocial, ECOSOCIAL, Brasil.
2003 - 2004
Técnico em Paisagismo. (Carga horária: 810h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SENAC CAMPINAS, Brasil.


Atuação Profissional



Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - São Paulo, SBPC, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pós-Doutorado, Carga horária: 40
Outras informações
Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST)


Nepam - Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador, Carga horária: 40
Outras informações
Professora nas disciplinas: AS 002 - Teoria Ecológica (2012 e 2013) AS 038 - Resiliência e Capacidade Adaptativa de Sistemas Socioecoólgicos (2013)

Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.


Portal Clickidéia, CLICKIDEIA.COM.B, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Prestador de Serviços
Outras informações
Formulação de material didático multimídia de Biologia para Ensino Médio, por meio de textos e ferramentas que buscam contextualizar o conteúdo das matérias através da transversalidade e da interdisciplinaridade.

Atividades

09/2001 - 02/2003
Ensino,

Disciplinas ministradas
Produção de Material Didático

Phytobios - Matriz, PHYTOBIOS, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: prestador de serviços
Outras informações
Realização de levantamento bibliográfico sobre biologia reprodutiva, ecologia e silvicultura de espécies florestais ocorrentes na região amazônica.

Atividades

11/2005 - 02/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, YBios S/A, .

Cargo ou função
Prestador de Serviços.

Vial Engenharia e Construtora, VIAL, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Consultor técnico, Enquadramento Funcional: Prestador de Serviços
Outras informações
Elaboração de projeto técnico de reflorestamento misto através do plantio de 13 mil mudas de árvores nativas da região de Campinas, SP.

Atividades

2006 - 2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Vial Engenharia e Construtora, .

Cargo ou função
Prestador de Serviços.

GTEC Produção e Videocomunicação Ltda, GTEC, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Prestador de Serviços
Outras informações
Elaboração de material de ensino à distância, para veiculação na internet.

Atividades

06/2003 - 07/2003
Ensino,

Disciplinas ministradas
Material Didático

Floricultura Campineira, FLORIC. CAMPINEI, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30
Outras informações
Atuação no Departamento de Paisagismo, na elaboração e implantação de projetos.

Atividades

02/2003 - 05/2004
Estágios , Floricultura Campineira, .

Estágio realizado
Elaboração e implantação de projetos paisagísticos.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: não se aplica


INDIANA UNIVERSITY, BLOOMINGTON, INDIANA UNIVERST, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador


Projeto Herbert de Souza, PROJETO HERBERT, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 5
Outras informações
O "Projeto Herbert de Souza" é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo principal é facilitar o acesso de estudantes provenientes de escolas públicas ao ensino universitário de qualidade, com foco nas Universidades públicas paulistas. Assim, a instituição oferece curso pré-vestibular a estudantes de baixa renda residentes nas regiões periféricas de Campinas, SP.

Atividades

02/2000 - 02/2003
Ensino,

Disciplinas ministradas
Evolução
Ecologia
Biologia Vegetal - Botânica e Fisiologia Vegetal

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador


Plataforma Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos, IPBES, Alemanha.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Young fellows programme



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
GESTÃO DE RECURSOS NATURAIS EM SISTEMAS SOCIOECOLÓGICOS: INTEGRANDO CONSERVAÇÃO AMBIENTAL E DESENVOLVIMENTO LOCAL
Descrição: A sustentabilidade dos ecossistemas depende, entre outros aspectos, de sua capacidade adaptativa frente a vetores de mudanças, sejam eles socioeconômicos, políticos ou ecológicos. A capacidade adaptativa de um sistema é resultado de dinâmicas que envolvem os atores sociais, as instituições e o conhecimento disponível para a gestão. Neste contexto, este projeto busca contribuir para a gestão e conservação de ecossistemas considerando o envolvimento das populações que deles dependem, integrando três abordagens teóricas: resiliência e capacidade adaptativa de sistemas socioecológicos complexos; gestão participativa de recursos de uso comum; e ecosystem stewardship (integrando conservação e desenvolvimento). A partir de estudos de caso diversos quanto ao nível de análise e abrangência territorial, temos como objetivo principal identificar potencialidades e obstáculos de diferentes arranjos institucionais para o manejo e conservação integrados ao desenvolvimento em nível local. Os objetivos específicos são: (i) analisar a evolução dos arranjos de gestão e conservação de ecossistemas envolvendo comunidades locais, (ii) investigar como os diferentes grupos sociais (ex., usuários de recursos, governo, ONGs, pesquisadores, empresas) têm atuado na gestão e conservação de ecossistemas, (iii) identificar como o conhecimento ecológico e práticas locais influenciam a gestão e resiliência dos sistemas socioecológicos, (iv) investigar formas de monitoramento de variáveis sociais e ecológicas no manejo e conservação de recursos naturais envolvendo comunidades humanas, (v) identificar os mecanismos de feedbacks presentes nestes sistemas socioecológicos, tendo em vista a adaptabilidade e resiliência socioecológica local; e (vi) identificar fatores condicionantes para processos de auto- organização local para a gestão. Os dados serão coletados por meio da abordagem metodológica de múltiplos métodos de pesquisa em estudo de caso. As áreas de estudo se concentram na Mata Atlântica, mas haverá estudos de caso no Cerrado, na Amazônia brasileira, na costa nordeste e sul do Brasil, além de casos internacionais, na Guiana e em Moçambique..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (6) .
Integrantes: Juliana Sampaio Farinaci - Integrante / Cristiana Simão Seixas - Coordenador / Simone Aparecida Vieira - Integrante / Paula Chamy Pereira da Costa - Integrante / Luciana Gomes de Araujo - Integrante / Rodrigo Rodrigues de Freitas - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
Análise da distribuição geoespacial e da viabilidade do eucalipto para o desenvolvimento sustentável na Bacia do Rio Paraíba do Sul
Descrição: Na Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul a silvicultura do eucalipto vem ganhando espaço e muitos questionamentos são levantados no tocante às consequências ambientais, econômicas e sociais. Particularmente no município de São Luis do Paraitinga, no ano de 2008, por influência dos movimentos populares criaram-se instrumentos legais para barrar a expansão dos plantios de eucalipto. A restrição a essa expansão está se estendendo para outros municípios da região. O cultivo do eucalipto nas pequenas propriedades da Bacia supre as necessidades familiares e torna-se muitas vezes a única opção de renda na ocupação das áreas declivosas muito peculiares da região do Vale do Rio Paraíba do Sul. Existe, por parte da gestão municipal de vários municípios e de representantes dos agricultores do Vale do Paraíba, uma demanda por um melhor entendimento desta questão, à qual o presente projeto se propõe a atender. Este projeto terá como objetivo principal analisar os impactos positivos e negativos da eucaliptocultura em toda a extensão do Vale do Paraíba. Para tanto, além de avaliar a ocupação espaço temporal do eucalipto, serão analisadas as alterações ambientais da mudança de uso e cobertura do solo, provocadas pelo avanço das áreas de eucalipto. A ocupação de áreas protegidas por lei, os impactos para a biodiversidade da flora e fauna, os balanços de carbono e fluxos da evapotranspiração, bem como as consequências econômicas e sociais do cultivo do eucalipto nas propriedades rurais serão os eixos da pesquisa. Os resultados possibilitarão um embasamento técnico-científico que auxiliará na formulação do zoneamento agroecológico previsto no Plano Diretor do município de São Luís do Paraitinga, SP (Lei municipal 1.347/2010). Os resultados serão extrapolados para os municípios de toda região da Bacia do Rio Paraíba do Sul, onde os debates em torno dos impactos da expansão da eucaliptocultura estão ocorrendo atualmente. A relevância dessa proposta está na atualização do uso e ocupaç.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Projeto Temático BIOTA & NERC-UK ECOFOR: Biodiversity and Ecosystem Functioning in degraded and recovering Amazonian and Atlantic Forests
Descrição: Tropical Forests hold half of the total stock of carbon in the world's vegetation and produce 34% of the total gross primary productivity in terrestrial systems across the planet, which represents the largest contribution to Earths' productivity from a single biome and is more than four times the contribution from boreal and temperate forests combined. At the same time, tropical forests support staggering levels of biodiversity, and are notable hotspots for almost all terrestrial plant and animal groups. They are also highly threatened by human activities with deforestation rates reaching 8 - 10 Million hectares yr-1 from 2000-2010. The remaining forests have already been degraded by over-exploitation of timber and non¬-timber resources, patch isolation and edge-effects, fire and climate change. Yet we still have a limited understanding of how these forests are functioning, whether they are providing critical ecosystem services, and the prospects for long-term biodiversity persistence. Five areas of scientific research are urgently needing to address these knowledge gaps and help inform appropriate management of these ecosystems: i) Impacts on ecosystem functioning, especially cycling of organic matter and nutrients and relationships between biophysical processes, soil, biodiversity and climate; li) Linking ecosystem functioning and biological traits, where Trait-based approaches will provide insights into the stability and resilience of degraded and regenerating forests; iii) Understanding the generality of ecosystem responses: Can insights into ecosystem functioning derived from one region accurately predict responses in tropical forests in other continents?; iv) Understanding the consequences of human-modification across the whole landscapes and multi spatial scales; and v) Closing the science-policy gap. This project aims to deliver a step-change in our understanding of the consequences of forest degradation and regeneration for biodiversity and associated ecological processes and services in Amazon and Atlantic Forests. We will: 1) establish the first intensive network of long-term monitoring sites along a gradient from intact to severely altered forests in the Brazilian Amazon, and significantly enhance the existing network of modified and intact sites in the Atlantic Forest; 2) complement these intensive-sites with a network of extensive study plots across multiple river catchments in the Amazon and the Atlantic Forest, enabling us to answer questions about changes in biodiversity, functional traits and carbon stocks at the landscape level; and 3) develop an integrated research framework that links the data and process understanding from both intensive and extensive observations of human-modified gradients to multi-scale ecosystem models. The project will be focusing on four types of forest along a disturbance gradient, considering the two predominant degradation processes, selective logging and fires. The Intensive study will be performed in two plots set: Biota program plots in the Serra do Mar State Park, South-eastern Brazilian Atlantic Forest; and Santarém-Belterra region, Amazonian Forest. Within the Amazon forest, we will also make use of two existing permanent plots set in degraded forests to test the generality of our findings in the Santarem region, Acre and Paragominas. The expected results will contribute to the development of meaningful hypotheses about the functional consequences of changes in plant and bird communities, used here as biodiversity surrogates, following human-modification of tropical forests. The project will leave an important legacy, both in knowledge and infrastructure, which will continue to allow improvements in our understanding of HMTFs beyond the end of project, since the studied plots will be converted into long-term monitoring sites across the Amazon and Atlantic Forest..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
Sítio PELD Gradiente Funcional da Floresta Ombrófila Densa Atlântica
Descrição: Composição florística, estrutura e dinâmica do funcionamento da Floresta Ombrófila Densa Atlântica nos Núcleos Caraguatatuba, Cunha, Picinguaba e Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo, Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2013
Urban growth, vulnerability and adaptation: social and ecological dimensions of climate change on the Coast of São Paulo
Descrição: This project seeks to lay the groundwork for the long-term study of the environmental consequences of climate change on the Coast of São Paulo. It asks specific scientific questions about the spatial and demographic constraints which will condition adaptive response to climate change by coastal communities and local -regional governments; about the context of social conflict concerning the appropriation of the region?s natural resources and the potential solutions this conflict may generate for resolving the new tensions introduced by climate change; about local and regional governmental actors? knowledge, concern and actions regarding climate change; and about the ecological changes which may occur as a consequence of climate change. While the project is a multi -method, multi-scale research program, which includes all 15 municipalities of the São Paulo Coast and Cubatão (socio-economically, geographically and ecologically an integral part of the region, but not directly on the Coast), much of the research will be centered in Caraguatatuba. There, large-scale infrastructure investments in extraction and transportation of offshore oil and gas, planned and now underway, will condition the range of possible mitigation measures, socio-demographic and ecological vulnerabilities and adaptive responses to climate change. While the research team which presents this project has a long history of cooperative research, the complex nature of climate change demands new levels of integration. In associating geospatial, demographic, political, cultural and ecological dimensions within a single project, we seek to advance in the construction of more appropriate paradigms of coupled social and ecologic al systems. Given its pioneering character, the project will also establish databases designed for future monitoring and research. In addition to the University of Campinas, three other universities and two public research institutions will participate..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Dynamics of Reforestation in Coupled Social-Ecological Systems: Modeling Land- Use Decision Making and Policy Impacts
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2013 - 2014
Núcleos de aprendizagem comunitária em conservação e desenvolvimento integrados - Ano II
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) .
Integrantes: Juliana Sampaio Farinaci - Integrante / Cristiana Simão Seixas - Coordenador / Paula Chamy Pereira da Costa - Integrante / Natália Cristina Fidelis Bahia - Integrante / Deborah Santos Prado - Integrante / Luciana Abrahamsson Marcondes Pereira - Integrante / Ana Carolina Esteves Dias - Integrante / Camila Alvez Islas - Integrante / Alice Ramos de Moraes - Integrante / Rafael Eichemberger Ummus - Integrante.Financiador(es): Fundação de Desenvolvimento da UNICAMP - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Núcleos de aprendizagem comunitária em conservação e desenvolvimento integrados
Descrição: Conservação e desenvolvimento local são geralmente considerados antagônicos, entretanto diversos casos registrados pela Iniciativa Equatorial (PNUD) têm demonstrado que ambos os objetivos podem ser atingidos por comunidades rurais que buscam a sustentabilidade de seus modos de vida. A fim de promover uma sensibilização da relação entre conservação ambiental e bem-estar humano/qualidade de vida, e de instigar ações de conservação ao mesmo tempo que se busca o desenvolvimento econômico local, este projeto busca fomentar núcleos de aprendizagem em duas comunidades rurais do Bioma Mata Atlântica ? uma caiçara (Trindade em Paraty/RJ) e uma caipira (Catuçaba em São Luiz do Paraitinga/SP). Os núcleos de aprendizagem (learning communities) visam realizar uma reflexão sobre as trajetórias de desenvolvimento local e os processos de degradação e conservação dos serviços ecossistêmicos na região, a fim de suscitar stewardship (i.e, sentir-se responsável e cuidar) nas comunidades sobre a conservação ambiental e identificar ?janelas de oportunidades? para o desenvolvimento econômico local. As comunidades foram escolhidas com base em trabalho prévio do grupo, e a metodologia de trabalho consiste em facilitar os diálogos e processos de reflexão a partir dos conteúdos fornecidos pela própria comunidade..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Juliana Sampaio Farinaci - Integrante / Cristiana Simão Seixas - Coordenador / Simone Aparecida Vieira - Integrante / Paula Chamy Pereira da Costa - Integrante / Natália Cristina Fidelis Bahia - Integrante / Deborah Santos Prado - Integrante / Luciana Abrahamsson Marcondes Pereira - Integrante / Ana Carolina Esteves Dias - Integrante / Luciana Gomes de Araujo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Desenvolvimento da UNICAMP - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2016 - Atual
Avaliação do estado-da-arte da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos nos moldes da Plataforma Intergovernamental em Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES)
Descrição: A PLATAFORMA BRASILEIRA DE BIODIVERSIDADE E SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS é, formalmente, um Grupo de Trabalho da SBPC que tem a mmissão de produzir sínteses do melhor conhecimento disponível pela ciência acadêmica e saberes tradicionais sobre Biodiversidade, Serviços Ecossistêmicos e suas relações com o bem-estar humano. Nossa sigla, BPBES, é o acrônimo de nosso nome em inglês: Brazilian Platform on Biodiversity and Ecosystem Services. A Plataforma Brasileira tem então o guarda-chuva de uma instituição de caráter nacional e conta também com o apoio financeiro/ logístico do CNPq, do Programa BIOTA/FAPESP e da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável/FBDS..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Landscape and Urban Planning
2013 - Atual
Periódico: Environmental Conservation
2014 - Atual
Periódico: Biota Neotropica (Online. Edição em Inglês)
2015 - Atual
Periódico: Sustentabilidade em Debate
2016 - Atual
Periódico: Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFPR)


Revisor de projeto de fomento


2014 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
2014 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais.
2.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Governança Ambiental.
3.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos.
4.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Resiliência de Sistemas Socioecológicos.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Ambiental.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2013
Prêmio Capes de Tese 2013 - área de Ciências Ambientais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
2012
VI Prêmio ANPPAS - categoria Tese de Doutorado, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade.
2012
Opening Science Frontiers: the BIARI 2012 Experience, Brown University (EUA) e Santander Universities.
2012
Forest transitions in Brazil and Spain: drivers and socio-ecological implications, Brown University (EUA) e Santander Universities.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CALABONI, ADRIANE2018CALABONI, ADRIANE ; TAMBOSI, LEANDRO R. ; IGARI, ALEXANDRE T. ; FARINACI, JULIANA S. ; METZGER, JEAN PAUL ; URIARTE, MARIA . The forest transition in São Paulo, Brazil: historical patterns and potential drivers. ECOLOGY AND SOCIETY, v. 23, p. art7, 2018.

2.
SILVA, RAMON FELIPE BICUDO DA2017 SILVA, RAMON FELIPE BICUDO DA ; RODRIGUES, MARJORIE DELGADO ALVES ; VIEIRA, SIMONE APARECIDA ; BATISTELLA, MATEUS ; FARINACI, JULIANA . Perspectives for environmental conservation and ecosystem services on coupled rural-urban systems. Perspectives in Ecology and Conservation, v. 15, p. 74-81, 2017.

3.
FARINACI, J. S.;FARINACI, JULIANA SAMPAIO;FARINACI, JULIANA;FARINACI, JULIANA S.2013 FARINACI, J. S.; FERREIRA, L. C. ; BATISTELLA, M. . Transição florestal e modernização ecológica: a eucaliptocultura para além do bem e do mal. Ambiente & Sociedade (Online), v. 16, p. 25-46, 2013.

4.
FARINACI, J. S.;FARINACI, JULIANA SAMPAIO;FARINACI, JULIANA;FARINACI, JULIANA S.2012 FARINACI, J. S.; BATISTELLA, M. . Variação na cobertura vegetal nativa em São Paulo: um panorama do conhecimento atual. Revista Árvore (Impresso), v. 36, p. 695-705, 2012.

5.
SILVA, R. F. B.2012SILVA, R. F. B. ; ARAOS-LEIVA, F. ; FARINACI, J. S. ; FERREIRA, L. C. . Monocultivo de eucalipto, reflexividade e arena: diálogos interdisciplinares em Ambiente e Sociedade. Revista Terceiro Incluído, v. 2, p. 3, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
FARINACI, JULIANA SAMPAIO; SILVA, R. F. B. ; Vieira, S.A. . Transição florestal em São Paulo: Uma nova história para a Mata Atlântica?. In: Diogo de Carvalho Cabral; Ana Goulart Bustamante. (Org.). Metamorfoses florestais: Culturas, ecologias e as transformações históricas da Mata Atlântica. 1ed.Curitiba: Prismas, 2016, v. , p. 413-433.

2.
FARINACI, J. S.; RUSEVA, T. ; TUCKER, C. ; EVANS, T. P. ; BATISTELLA, M. . Humans as agents of change in forest landscapes. In: João C. Azevedo; Ajith H. Perera; Maria Alice Pinto. (Org.). Forest landscapes and global change: challenges for research and management. 1ed.Nova York: Springer, 2014, v. 1, p. 1-50.

3.
WILLAARTS, B. A. ; SALMORAL, G. ; FARINACI, J. S. ; SANZ-SANCHEZ, M. J. . Trends in land use and ecosystem services in Latin America. In: Willaarts, B.A.; Garrido, A.; Llamas, M.R.. (Org.). Water for food security and well-being in Latin America and the Caribbean: social and environmental implications for a globalized economy. 1ed.Oxon: Routledge, 2014, v. 1, p. 55-80.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FARINACI, J. S.; Seixas, C.S. . Resposta a inundações e reorganização de sistemas socioecológicos sob a perspectiva de resiliência. In: Congresso Brasileiro Sobre Desastres Naturais, 2012, Rio Claro, SP. Congresso Brasileiro Sobre Desastres Naturais, 2012.

2.
FARINACI, J. S.. Contribuição da modernização ecológica para discussões acerca da transição florestal: o caso das monoculturas florestais. In: VI Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2012, Belém, PA. VI Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2012.

3.
SILVA, R. F. B. ; ARAOS-LEIVA, F. ; FARINACI, J. S. ; FERREIRA, L. C. . Monocultivos de eucalipto, reflexividade e arena: diálogos interdisciplinares em ambiente e sociedade. In: VI Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2012, Belém, PA. VI Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Bahia, N.C.F. ; Seixas, C.S. ; Araújo, L.G. ; FARINACI, J. S. ; Costa, P.C.P. . Implementation of a National Park over traditional lands of the Trindade community in Paraty, Brazil. In: Protected Areas and Place Making Conference, 2013, Foz do Iguaçú, PR. Protected Areas and Place Making Conference - Proceedings, 2013.

2.
FARINACI, J. S.. Transição Florestal e Modernização Ecológica: Afinidades Teóricas, Críticas e Perspectivas. In: V Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade (ANPPAS), 2010, Florianópolis. V ENANPPAS, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RUSEVA, T. ; TUCKER, C. ; FARINACI, J. S. . What?s causing people to conserve forest? - A comparative analysis of private forest conservation and reforestation in the United States and Brazi. In: AESS's 2011 Annual Meeting and Conference: Confronting Complexity, 2011, Burlington. AESS's 2011 Annual Meeting and Conference: Confronting Complexity, 2011.

2.
EVANS, T. P. ; CAYLOR, K. ; SWEENEY, S. ; BATISTELLA, M. ; FARINACI, J. S. ; MORAN, E.F. . Balancing Social and Ecological Complexity in Models of Reforestation in Indiana (USA) and São Paulo (Brazil). In: Association of American Geographers (AAG) - 2010 Annual Meeting, 2010, Washington, DC. Association of American Geographers (AAG) - 2010 Annual Meeting, 2010.

3.
FARINACI, J. S.; DRUCKER, D. P. ; ALVES, H. P. F. . Population and Forest Cover Change in São Paulo Coast, Southeastern Brazil. In: IUFRO Landscape Ecology Working Group International Conference, 2010, Bragança. Forest Landscapes and Global Management: New Frontiers in Management, Conservation and Restoration. Bragança: Instituto Politécnico de Bragança, 2010. p. 56-56.

4.
BATISTELLA, M. ; FARINACI, J. S. ; CARMO, R. L. ; EVANS, T. P. ; MORAN, E.F. . Dynamics of Reforestation in Coupled Social-Ecological Systems: The State of São Paulo. In: IUFRO Landscape Ecology Working Group International Conference, 2010, Bragança. Forest Landscapes and Global Management: New Frontiers in Management, Conservation and Restoration. Bragança: Instituto Politécnico de Bragança, 2010. p. 62-62.

5.
BATISTELLA, M. ; FARINACI, J. S. ; MORAN, E.F. ; CARMO, R. L. . Dynamics of Reforestation in Coupled Social-Ecological Systems: preliminary results for the State of São Paulo, Brazil. In: Latin American IALE Conference, 2009, Campos do Jordão. Landscape Ecology in Latin America: Challenges and Perspectives, 2009.

6.
FARINACI, J. S.; Solferini, V.N ; Semir, J. . Estudos Isoenzimáticos em Bulbophyllum Thouars (Orchidaceae) de Campos Rupestres. In: 46o Congresso Nacional de Genética, 2000, Águas de Lindoia. Genetics and Molecular Biology, 2000. v. 23. p. 412-412.

7.
Felix, J. M. ; FARINACI, J. S. ; Borba, E. L. ; Semir, J. ; Solferini, V.N . Estruturação genética em Bulbophyllum ipanemense Hoehne (Orchidaceae). In: 44o Congresso Nacional de Genética, 1998, Águas de Lindoia. Genetics and Molecular Biology, 1998. v. 21. p. 268-268.

8.
FARINACI, J. S.; Solferini, V.N ; Shepherd, G. J. . Studies of of isozymes in a population of Miconia chamissois Naudin (Melastomataceae). In: 42o Congresso Nacional de Genética, 1996, Caxambu. Revista Brasileira de Genética, 1996. v. 19. p. 287-287.

Apresentações de Trabalho
1.
FARINACI, J. S.; BRANDAO, C. R. ; MARQUES, A. . Meio Ambiente, Cultura Popular e Ciência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
FARINACI, J. S.. Recuperação (em área) da Cobertura Florestal Nativa das Últimas Décadas no Estado de SP. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
FARINACI, J. S.; Seixas, C.S. . Resposta a inundações e reorganização de sistemas socioecológicos sob a perspectiva de resiliência. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
FARINACI, J. S.. Response to natural disasters and reorganization in social-ecological systems from a resilience perspective: the case of São Luiz do Paraitinga, São Paulo State, Brazil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
FARINACI, J. S.. Contribuição da modernização ecológica para discussões acerca da transição florestal: o caso das monoculturas florestais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
EVANS, T. P. ; CAYLOR, K. ; FARINACI, J. S. ; BATISTELLA, M. ; MORAN, E.F. . Forest Transition Theory and Thresholds of Reforestation in the Midwest United States and State of Sao Paulo, Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
FARINACI, J. S.; DRUCKER, D. P. ; ALVES, H. P. F. . Population and Forest Cover Change in São Paulo Coast, Southeastern Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
FARINACI, J. S.. Transição Florestal e Modernização Ecológica: Afinidades Teóricas, Críticas e Perspectivas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
FARINACI, J. S.. Some aspects of recent change in land use and land cover on the Coast of São Paulo (Brazil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
FARINACI, J. S.; Moraes, A. R. ; Islas, C. A. . Subsídios para um plano de restauração florestal da Bacia do Rio do Chapéu - São Luiz do Paraitinga, SP. São Luis do Paraitinga: Akarui, 2017 (Livreto).

2.
Islas, C. A. ; Moraes, A. R. ; FARINACI, J. S. ; Seixas, C.S. . São Luis Do Paraitinga and Catuçaba, Brazil: From land degradation and disaster to community conservation and development. Halifax: Community Conservation Research Network, 2017 (Texto em website de projeto).

3.
FARINACI, J. S.. Contribuição da modernização ecológica para discussões acerca da transição florestal: o caso das monoculturas florestais. ANPPAS, 2014 (capítulo de livro (no prelo)).

4.
TRANNIN, M. C. ; FARINACI, J. S. ; UMBELINO, G. ; MARANDOLA JR., E. . Opening Science Frontiers: the BIARI 2012 Experience. Providence, RI: Brown University, 2013 (Livreto).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
FARINACI, J. S.. Revista Paisagismo e Jardinagem. 2007.

Trabalhos técnicos
1.
FARINACI, J. S.; QUINTEIRO, S. R. . Cuidando do Futuro: Desenvolvimento de Lideranças de Cooperativas de Reciclagem. 2015.

2.
FARINACI, J. S.; QUINTEIRO, S. R. . Cuidando do Futuro: Desenvolvimento de Lideranças de Cooperativas de Reciclagem. 2014.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
FARINACI, J. S.; VOIVODIC, M. ; WALDHOFF, P. ; CARIOBA, A. C. B. M. ; BRAGA, D. . Desmatamento Zero e Progresso Social. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
FARINACI, J. S.; BATISTELLA, M. . Pesquisa em Pauta: As novas matas do estado de São Paulo. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
FARINACI, J. S.; FUNARI, P. P. . Diálogo sem Fronteira: Resiliência Socioecológica. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
FARINACI, J. S.. Video-aula: As novas matas do estado de São Paulo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

5.
FARINACI, J. S.. Urbanidades Possíveis (TEDxUnicamp City 2.0). 2012. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

Redes sociais, websites e blogs
1.
FARINACI, J. S.; Seixas, C.S. . Conservação e Gestão de Commons. 2011. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
FARINACI, J. S.. Jardinagem / Paisagismo Básico. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
FARINACI, J. S.. Jardinagem. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
FARINACI, J. S.. Jardinagem. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
FARINACI, J. S.. Identificação e Cultivo de Plantas em Ambientes de Interiores. 2005. (Palestra).

5.
FARINACI, J. S.. Oficina: ?Uso e Cultivo de Ervas Aromáticas e Condimentares". 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
FARINACI, J. S.. Oficina: ?Princípios do Cultivo de Orquídeas?. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
FARINACI, J. S.. Oficina: "Jardinagem Básica". 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
FARINACI, J. S.. Núcleo Editorial Magma. 2004. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Didático).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FARINACI, J. S.; FREITAS, S.; WERNECK, M. S.. Participação em banca de Leandro Wada Simone. Padrões de ocupação do território e a distribuição da cobertura florestal na área de expansão urbana: O caso da região de Paranapiacaba e Parque Andreense no município de Santo André (SP). 2015. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Gestão do Território) - Universidade Federal do ABC.

Teses de doutorado
1.
FARINACI, J. S.; MORAN, E.F.; FERREIRA, L. C.; ADAMS, C.; MAGRO, T. C.. Participação em banca de Arelys Sotillo Enriquez. Uso e gestão florestal na Reserva de Biosfera Ciénaga de Zapata, Cuba: interações homem-floresta nas características socioambientais atuais. 2017. Tese (Doutorado em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
Vieira, S.A.; FARINACI, JULIANA SAMPAIO; Seixas, C.S.; CAMARGO, P. B.; UEZU, A.. Participação em banca de Marjorie Delgado Alves Rodrigues. Tomada de decisão e motivação para conservação de ecossistemas: estudo de caso do "Conservador das Águas". 2016. Tese (Doutorado em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
FERREIRA, L. C.; FARINACI, JULIANA SAMPAIO; TEIXEIRA, L. R.; FERREIRA, L. C.; DANTONA, A.. Participação em banca de Raquel Carnivalle Silva Melillo. A paisagem do litoral norte paulista: um enfoque interdisciplinar nas relações entre população humana e cobertura vegetal nativa. 2016. Tese (Doutorado em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

4.
YUNES, J. A.; FARINACI, JULIANA SAMPAIO; ACHATZ, M. I. A. S. W.; ASSUMPCAO, J. G.; KLACZKO, L. B.. Participação em banca de Isabel Pereira Caminha. Prevalência da mutação germinativa TP53 p.R337H na região metropolitana de Campinas e cidades circunvizinhas. 2015. Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
FARINACI, J. S.; DI GIULIO, G. M.; Vieira, S.A.; FERREIRA, L. C.; TEIXEIRA, L. R.. Participação em banca de Carolina Joly Moreira. PESQUISA CIENTÍFICA EM ÁREAS PROTEGIDAS DO LITORAL NORTE DE SÃO PAULO - LIMITAÇÕES E PERSPECTIVAS VISANDO À CONSERVAÇÃO. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
FARINACI, J. S.; Seixas, C.S.; MARQUES, J. G. W.; SANTOS, C.. Participação em banca de Leopoldo Cavaleri Gerhardinger. INOVAÇÃO, GOVERNABILIDADE E PROTAGONISMO DE PESSOAS-CHAVE NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DA BALEIA FRANCA (SANTA CATARINA, BRASIL). 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Doutorado
1.
OMETTO, J. P. H. B.; LAHSEN, M. H.; TOLEDO, P. M.; AGUIAR, A. P. D.; FARINACI, J. S.. Participação em banca de Raquel Henriques Melo Santos. Transição para sustentabilidade e o nexo agua-energia-agricultura: Aplicação do Barômetro de Sustentabilidade nos municípios afetados pelo Sistema Produtor São Lourenço e o potencial de cenários participativos. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

2.
FARINACI, J. S.; PAES, M. T. D.; FUNARI, P. P.; ALFONSO, L. P.. Participação em banca de Isabela Barbosa Frederico. O papel da espiritualidade para o turismo em áreas protegidas: o caso da RPPN Santuário do Caraça/MG. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
FARINACI, J. S.; BITENCOURT, M. D.; IGARI, A. T.. Participação em banca de Adriane Calaboni. Variação entre dados de cobertura florestal por meio de levantamento censitário e sensoriamento remoto e sua implicação para estudos de transição florestal no Estado de São Paulo. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade de São Paulo.

4.
FARINACI, J. S.; SANTOS, F. M.; SANTOS, J. S.. Participação em banca de Laura Riba Hernandez. Fragmentação de habitats terrestres: causas e consequências. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
FARINACI, J. S.; SANTOS, F. M.; Seixas, C.S.. Participação em banca de Cristina Maria Nunes Antunes. Indicadores biológicos e conservação. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
FARINACI, J. S.; SANTOS, F. M.; SAWAYA, R. J.. Participação em banca de Alice Ramos de Moraes. Mudanças climáticas e evolução das espécies. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
FARINACI, J. S.; MORAN, E.F.; Seixas, C.S.. Participação em banca de Arelys Sotillo Enriquez. Interações homem-ambiente em Reservas de Biosfera: Uso e gestão florestal na Reserva de Biosfera Ciénaga de Zapata, Cuba. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ambiente e Sociedade) - Universidade Estadual de Campinas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
FARINACI, J. S.; COURA, D.. Participação em banca de Ana Carolina de Faria Santos.Percepção das comunidades do entorno do parque estadual da Serra do Mar (Núcleo Santa Virgínia e Núcleo Picinguaba) acerca da extração do fruto de Euterpe edulis Martius. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade de Taubaté.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Workshop Brasileiro para Avaliação de Ameaças, Vulnerabilidades, Exposição e Redução de Risco de Desastres ? BRAHVE. 2017. (Seminário).

2.
Latin American & Caribbean ESP Conference. Does perception on ecosystem services quality differ among stakeholders in a rural socialecological system? A case study from Brazil. 2016. (Congresso).

3.
XIII SIGA - Seminário para interação em gestão ambiental.Recuperação da Cobertura Florestal Nativa das Últimas Décadas no Estado de SP. 2016. (Seminário).

4.
Resilience 2014. Response to disaster and reorganization in social-ecological systems: the 2010 flood in São Luiz do Paraitinga (Brazil) from a resilience perspective.. 2014. (Congresso).

5.
Congresso Brasileiro Sobre Desastres Naturais. Resposta a inundações e reorganização de sistemas socioecológicos sob a perspectiva de resiliência. 2012. (Congresso).

6.
1o Workshop de Cooperação Internacional Mudanças Climáticas em Áreas Costeiras no Estado de São Paulo, SP, e Southeast Queensland, Austrália. 2011. (Oficina).

7.
Análise e Mapeamento de Risco a Eventos Geodinâmicos. 2011. (Outra).

8.
Workshop "Técnicas e Conceitos da Escrita Científica com ênfase na Língua Inglesa". 2011. (Oficina).

9.
BIOTA/FAPESP: Ampliando Objetivos e Estimulando Novas Interfaces. 2010. (Seminário).

10.
IUFRO Landscape Ecology Working Group International Conference. Population and Forest Cover Change in São Paulo Coast, Southeastern Brazil. 2010. (Congresso).

11.
V Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade (ANPPAS).Transição Florestal e Modernização Ecológica: Afinidades Teóricas, Críticas e Perspectivas. 2010. (Encontro).

12.
Latin American IALE Conference. Dynamics of Reforestation in Coupled Social-Ecological Systems: preliminary results for the State of São Paulo, Brazil. 2009. (Congresso).

13.
A Questão Ambiental, Interdisciplinaridade, Teoria Social e Produção Intelectual na América Latina. 2008. (Seminário).

14.
Evolutionary Biology and Biodiversity Conservation: Scientific and Social Aspects. 2008. (Simpósio).

15.
Workshop on Methods of Spatial Data Integration: A SEDAC User Workshop. 2008. (Oficina).

16.
7o Congresso Nacional de Paisagismo. 2004. (Congresso).

17.
II Seminário Internacional de Paisagismo. 2004. (Seminário).

18.
46o Congresso Nacional de Genética. Estudos Isoenzimáticos em Bulbophyllum Thouars (Orchidaceae) de Campos Rupestres. 2000. (Congresso).

19.
44o Congresso Nacional de Genética. Estruturação Genética em Bulbophyllum ipanemense Hoehne (Orchidaceae). 1998. (Congresso).

20.
IV Eugene Warming Lectures in Evolutionary Ecology. 1998. (Seminário).

21.
III Eugene Warming Lectures in Evolutionary Ecology. 1997. (Simpósio).

22.
42o Congresso Nacional de Genética. Studies of isozymes in a population of Miconia Chamissois Naudin (Melastomataceae). 1996. (Congresso).

23.
I Simpósio de Etnobiologia e Etnoecologia. 1996. (Simpósio).

24.
I Simpósio sobre Ecologia e Manejo de Fragmentos Florestais. 1996. (Simpósio).

25.
XLVII Congresso Nacional de Botânica. 1996. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FARINACI, J. S.. XI Congresso Aberto aos Estudantes de Biologia (CAEB). 2013. (Congresso).

2.
BATISTELLA, M. ; FARINACI, J. S. . Landscape change and forest transition theory:towards a multiscale approach. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Camila Alvez Islas. IMPLICAÇÕES DA ESTRUTURA SOCIAL E BIOFÍSICA DE PAISAGENS RURAIS PARA A CONSERVAÇÃO DE MAMÍFEROS. Início: 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Tese de doutorado
1.
Adriane Calaboni. Transição florestal no estado de São Paulo: fatores associados ao desmatamento e regeneração de matas nativas. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Juliana Sampaio Farinaci.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
FARINACI, J. S.; VOIVODIC, M. ; WALDHOFF, P. ; CARIOBA, A. C. B. M. ; BRAGA, D. . Desmatamento Zero e Progresso Social. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
FARINACI, J. S.; BATISTELLA, M. . Pesquisa em Pauta: As novas matas do estado de São Paulo. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
FARINACI, J. S.; FUNARI, P. P. . Diálogo sem Fronteira: Resiliência Socioecológica. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
FARINACI, J. S.. Video-aula: As novas matas do estado de São Paulo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).



Outras informações relevantes


Estágio no exterior (out/nov 2009): ACT - Anthropological Center for Training and Research on Global Environmental Change, Indiana University (IU), EUA. Sob supervisão do Dr.Emilio Moran ----------------------



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 13:06:19