Antonio Barros de Castro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9966153152647545
  • Última atualização do currículo em 03/04/2012


Professor Emérito do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro do Institute for Advanced Study, Princeton, USA. Professor e pesquisador da CEPAL, Nações Unidas, de 1962 a 1973. De 1980 a 2003 foi Professor Titular do Instituto de Economia da UFRJ. Professor visitante nas Universidades do Chile, Cambridge (Inglaterra), Berkeley (USA) e Oxford. Foi Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (1992), Diretor do mesmo banco (2004-2007) e assessor da Presidência (2007-2010). Atualmente é Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento, do Instituto de Economia da UFRJ. Entre os diversos livros publicados, destaca-se a "A economia brasileira em marcha forçada", em parceria com Francisco Eduardo Pires de Souza. Suas principais áreas de interesse são: História Econômica Comparada, Política Econômica e Economia Industrial. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Antonio Barros de Castro
Nome em citações bibliográficas
CASTRO, A. B.


Formação acadêmica/titulação


1974 - 1977
Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas.
Título: ENGENHOS DE ACUCAR NO BRASIL COLONIAL. O TRABALHO DOS ESCRAVOS E A POLITICA ECONOMICA DOS SENHORES, Ano de obtenção: 1977.
Orientador: JORGE MIGLIOLI.
Palavras-chave: Desenvolvimento Economico; Engenho de Acucar; Politica Economica; Senhores de Engenho; Trabalho Escravo.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico.




Atuação Profissional



University of Oxford, OX, Inglaterra.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado
Outras informações
Professor convidado do Latin American Center

Atividades

01/2004 - 12/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Latin American Center, .

01/2004 - 12/2004
Ensino, Economia Brasileira, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Econonomia Brasileira

University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
Vínculo institucional

1973 - 1974
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: RESEARCH FELLOW
Outras informações
Visiting Scholar da Faculty of Economics.

Atividades

09/1973 - 06/1974
Pesquisa e desenvolvimento , Centre of Latin American Studies, .


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: PROFESSOR EMÉRITO, Carga horária: 8
Outras informações
Professor do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento do Instituto de Economia da UFRJ.

Vínculo institucional

1981 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Emérito e pesquisador do Instituto de Economia. Editor do Boletim de Conjuntura Econômica do IE/UFRJ

Atividades

03/1981 - 12/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Economia, .

03/1981 - 12/2004
Ensino, Política Econômica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
Política Econômica Comparada
03/1981 - 12/2004
Ensino, História econômica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
História da Industrialização
Instituições e Estratégias de Desenvolvimento Industrial
Política Econômica Comparada
03/1981 - 12/2004
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Economia, .

Atividade realizada
Editor Chefe do Boletim de Conjuntura da UFRJ.

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessor da Presidência, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Diretor de Planejamento, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1992 - 1993
Vínculo: Presidente, Enquadramento Funcional: Cargo designado, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2007 - Atual
Direção e administração, Presidência, .

Cargo ou função
Assessor da Presidência.
01/2004 - 12/2006
Direção e administração, Presidência, .

Cargo ou função
Diretor de Planejamento.
09/1992 - 04/1993
Direção e administração, Presidência, .

Cargo ou função
Presidente.

Center for Latin American Studies, Berkeley, CLAS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40
Outras informações
Curso no Center for Latin American Studies, Brazil in Transition

Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor visitante
Outras informações
Pesquisas e conferências no Center for Latin American Studies

Atividades

04/2003 - Atual
Ensino, Brazil in Transition, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Brazil in Transition
01/1999 - 03/1999
Pesquisa e desenvolvimento , Center for Latin American Studies, .

Linhas de pesquisa
Estratégias Empresariais

Institute for Advanced Study, IAS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1978 - 1979
Vínculo: Member, Enquadramento Funcional: Membro do Instituto
Outras informações
Institute for Advanced Study, Princeton.

Atividades

09/1978 - 06/1979
Pesquisa e desenvolvimento , School of Social Sciences, .


Nações Unidas, ONU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1963 - 1973
Vínculo: Membro da CEPAL, Enquadramento Funcional: Economista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atividades desenvolvidas inicialmente no Escritório Cepal/BNDES no Rio de Janeiro. Posteriormente na sede latinoamericana da CEPAL em Santiago do Chile

Vínculo institucional

1963 - 1973
Vínculo: Funcionário internacional, Enquadramento Funcional: Funcionário, professor, pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

05/1963 - 06/1973
Pesquisa e desenvolvimento , CEPAL, .

Linhas de pesquisa
Desenvolvimento Econômico
02/1963 - 06/1973
Treinamentos ministrados , CEPAL, .

Treinamentos ministrados
Professor do ILPES, Instituto Latinoamericano de Pesquisas Econômicas e Sociais

Universidade do Chile, UC, Chile.
Vínculo institucional

1972 - 1973
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

01/1972 - 12/1973
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teorias do Crescimento Econômico
Teoria da Acumulação de Capital


Linhas de pesquisa


1.
Economia Brasileira
2.
Economia Industrial
3.
Política Econômica
4.
Teorias do Crescimento Econômico
5.
Desenvolvimento Econômico
6.
História econômica do Brasil
7.
Estratégias Empresariais
8.
Políticas Industriais e Tecnológicas


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico/Especialidade: Economia Insustrial e Desenvolvimento Econômico.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico/Especialidade: Conjuntura Macroeconômica.


Idiomas


Inglês
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CASTRO, A. B.2011CASTRO, A. B.. A hipótese do crescimento rápido: novos argumentos. Revista de Economia Política (Impresso), v. 32, p. 1-34, 2011.

2.
CASTRO, A. B.2011CASTRO, A. B.. Em torno à questão das técnicas no escravismo. Estudos Sociedade e Agricultura (UFRJ), v. 19, p. 231-256, 2011.

3.
CASTRO, A. B.2008CASTRO, A. B.. From Semi-stagnation to Growth in a Sino-Centric Market. Revista de Economia Política (Impresso), v. 28, p. 15-45, 2008.

4.
CASTRO, A. B.2004CASTRO, A. B.. Entrevista com Antônio Barros de Castro. Pesquisa & Debate, v. 15, p. 163-176, 2004.

5.
CASTRO, A. B.2003CASTRO, A. B.. El segundo catch-up brasileño. Características y limitaciones. Revista de la CEPAL (Online), v. 80, p. 73-83, 2003.

6.
CASTRO, A. B.2003CASTRO, A. B.; BARROS, J. R. M. ; BELLUZZO, L. G. . Estratégias para voltar a crescer: debate. Novos Estudos. CEBRAP, v. 67, p. 03-33, 2003.

7.
CASTRO, A. B.2002CASTRO, A. B.. A Rica Fauna da Política Industrial e a sua Nova Fronteira. Revista Brasileira de Inovação, Rio de Janeiro, v. 1, n.2, p. 253-274, 2002.

8.
CASTRO, A. B.2001CASTRO, A. B.. A Reestruturação da Indústria Brasileira nos Anos 90: uma Interpretação. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 21, n.3, p. 3-26, 2001.

9.
CASTRO, A. B.2001CASTRO, A. B.. Re-evaluation of the Past and Discussion of the Future: A Perspective centred on Economic Growth. Münchener Wirtschaftswissenschaftliche Beiträge, Münchener, v. 05, n.01, p. 01-29, 2001.

10.
CASTRO, A. B.2000CASTRO, A. B.. A Solidão do Corredor de Longa Distância. Revista de Economia Aplicada, São Paulo, v. 4, n.4, p. 823-839, 2000.

11.
CASTRO, A. B.1998CASTRO, A. B.. L'a industrialisation du Nordeste et le rôle de l'Etat brésilien. Cahiers du Brésil Contemporain, v. 33-34, p. 99-106, 1998.

12.
CASTRO, A. B.1997CASTRO, A. B.. La Capacidad de Crecer como Problema. Quantum Revista de la Facultad de Ciencias Economicas y de Administracion, Montevideo, v. 3, n.8, p. 39-50, 1997.

13.
CASTRO, A. B.1996CASTRO, A. B.. O Estado, A Empresa e A Restauracao Neoclassica. CEPAL REVIEW, n.58, 1996.

14.
CASTRO, A. B.1996CASTRO, A. B.. A Capacidade de Crescer Como Problema. PRBLEMES D'AMERIQUE LATINE, 1996.

15.
CASTRO, A. B.1993CASTRO, A. B.. A Tarifa Externa Comum e o Setor de Informática. Boletim de Integração Latino-Americana, Brasilia, v. 1, n.10, p. 1-12, 1993.

16.
CASTRO, A. B.1991CASTRO, A. B.. O Plano como Reforma e Trégua. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 45, n.numero esp, p. 175-179, 1991.

17.
CASTRO, A. B.1986CASTRO, A. B.. Keynes e a Velha Tradição do Ciclo. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 16, n.2, p. 281-294, 1986.

18.
CASTRO, A. B.1984CASTRO, A. B.. Ajustement et adaptation structurelle: léxpérience brésillienne. Problemes d'Amerique Latine, Paris, v. 18, n.4768, p. 49-81, 1984.

19.
CASTRO, A. B.1980 CASTRO, A. B.. Brasil 1610: mudanças técnicas e conflitos sociais. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 10, n.3, p. 679-1980, 1980.

20.
CASTRO, A. B.1979CASTRO, A. B.. Política e Planejamento Energético. Cadernos de Tecnologia e Ciência, Petrópolis, Rio de Janeiro, v. 1, n.6, p. 27-32, 1979.

21.
CASTRO, A. B.1977 CASTRO, A. B.. Escravos e Senhores nos Engenhos do Brasil: Um Estudo sobre os trabalhos do açúcar e a política econômica dos senhores. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, São Paulo, p. 177-220, 1977.

22.
CASTRO, A. B.1973CASTRO, A. B.. O Mito do Desenvolvimento Econômico. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 4, n.3, p. 739-752, 1973.

23.
CASTRO, A. B.1968CASTRO, A. B.. Agricultura, Emprego e Desequilíbrios Regionais. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, n.3, p. 89-114, 1968.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CASTRO, A. B.. Antonio Barros de Castro: o inconformista. 1. ed. Brasília: IPEA/MPO, 2011. v. 1. 174p .

2.
CASTRO, A. B.. O Desenvolvimento Brasileiro da Era Geisel ao Nosso Tempo. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Forum, 2011. v. 1. 252p .

3.
CASTRO, A. B.; Possas, M.L. (Org.) ; Proença, A (Org.) . Estratégias Empresariais na Indústria Brasileira. Discutindo mudanças. 1. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1996. v. 1. 288p .

4.
CASTRO, A. B.; Souza, FEP . A Economia Brasileira em Marcha Forçada. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. v. 1. 217p .

5.
CASTRO, A. B.. El Capitalismo Hoy. 1. ed. México: Marcha Editores, 1982. v. 1. 207p .

6.
CASTRO, A. B.. O Capitalismo ainda é aquele. 1. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1979. v. 1. 187p .

7.
CASTRO, A. B.; Cardoso, F.H. ; Martins, L. ; De Las Casas, R. ; Kaplan, M. ; Serra, G. . LÁmérique Latine par Elle-Même. 1. ed. Paris: Le Mouvement du Christianisme Social, 1970. v. 1. 192p .

8.
CASTRO, A. B.; LESSA, C. F. . Introducción a la Economía. Un enfoque estructuralista. 42. ed. Mexico: Siglo XXI, 1969. v. 1. 164p .

9.
CASTRO, A. B.; LESSA, C. F. . Introdução à Economia. Uma abordagem Estruturalista. 36. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1967. v. 1. 163p .

10.
CASTRO, A. B.. Introducao A Economia.Uma Abordagem Estruturalista.Co-Autoria de Carlos Lessa Ed. Forense.1967./Sete Ensaios Sobre A Economia Brasilei-Ra, Ed. Forense.1969 e 1971. (Dois Volumes)/O Capitalismo Ainda e Aquele. Ed. Forense. 1974/ A Economia Brasileira Em Marcha Forcada. Ed. Paz e Terra. 1985.. , 1900.

Capítulos de livros publicados
1.
CASTRO, A. B.. Rumos da economia brasileira - a questão reaberta (No Prelo). In: Guido Mantega. (Org.). 200 anos do Ministério da Fazenda. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2010, v. , p. -.

2.
CASTRO, A. B.. No Espelho da China. In: Luiz Carlos Bresser Pereira. (Org.). Doença Holandesa e Indústria. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010, v. 1, p. 319-339.

3.
CASTRO, A. B.. Rumos da Economia - a questão reaberta. In: Ministério da Fazenda. (Org.). 200 Anos Ministério da Fazenda - Os Economistas. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010, v. 2, p. 23-40.

4.
CASTRO, A. B.. The Impact of Public Policies in Brazil Along the Path from Semi-Stagnation to Growth in a Sino-Centric Market.. In: DOSI Giovanni; CIMOLI Mario; STIGLITZ Joseph E.. (Org.). Industrial policy and development: the political economy of capabilities accumulation (paperback) (series: initiative for policy dialogue). 1ed.Oxford, NY: Oxford University Press, 2009, v. 1, p. 257-276.

5.
CASTRO, A. B.. No Espelho da China. In: Luiz Carlos Bresser Pereira. (Org.). Desenvolvimento Hoje. : Editor Fundação Getúlio Vargas, 2008, v. , p. -.

6.
CASTRO, A. B.. O BNDES e a inovação. In: João Paulo dos Reis Velloso (coord.). (Org.). Por que o Brasil não é um país de alto crescimento?. 1ed.Rio de Janeiro: José Olympio, 2006, v. , p. 383-398.

7.
CASTRO, A. B.; NEGRI, J. A. ; SALERNO, M. S. . Inovações, padrões tecnológicos e desempenho das firmas industriais brasileiras. In: João Alberto DNegrie; Mario Sergio Salerno. (Org.). Inovações, Padrões tecnológicos e desempenho das firmas industriais. 01ed.Brasília: IPEA, 2005, v. , p. 05-46.

8.
CASTRO, A. B.. A hipótese do crescimento rápido e sustentável. In: João Paulo dos Reis Velloso; Roberto Cavalcanti de Albuquerque. (Org.). Cinco décadas de questão social e os grandes desafios do Crescimento sustentado. 01ed.Rio de Janeiro: José Olympio, 2005, v. , p. 373-392.

9.
CASTRO, A. B.. Re-evaluation of the past and discussion of the future. A perspective centred on economic Growth. In: Chong-on Won; Luis Fernando de Lara Resende. (Org.). Brazil-Korea: an agenda for development. 1ed.Brasília: IPEA, 2004, v. , p. 75-95.

10.
CASTRO, A. B.; ÁVILA, J. P. C. de . Uma política Industrial e tecnológica voltada para o potencial das empresas. In: João Paulo dos Reis Velosso (coord.). (Org.). Economia do conhecimento, crescimento e inclusão social. 01ed.Rio de Janeiro: José Olympio, 2004, v. , p. 345-376.

11.
CASTRO, A. B.. Estratégias Industriais pós-abertura. In: João Paulo dos Reis Velloso (coord.). (Org.). Governo Lula, novas prioridades e desenvolvimento sustentado. 01ed.Rio de Janeiro: José Olympio, 2003, v. , p. 277-294.

12.
CASTRO, A. B.; Souza, FEP . A Coordenação Macroeconômica no Mercosul: Reflexões a partir da Experiência Brasileira. In: José Maria Fanelli. (Org.). Coordinación de políticas macro-económicas en el Mercosur. 1ed.Buenos Aires: Siglo XXI de Argentina Editores, 2001, v. 1, p. 71-106.

13.
CASTRO, A. B.. Novas Estratégias industriais: sobrevida ou inflexão?. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). Como vão o Desenvolvimento e a Democracia no Brasil?. 1ed.Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 2001, v. 1, p. 179-200.

14.
CASTRO, A. B.. O crescimento: revendo o passado e pensando o futuro. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). Brasil 500 anos. Futuro, presente, passado. 1ed.Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 2000, v. 1, p. 107-130.

15.
CASTRO, A. B.. Blockage versus continuance in Brazilian industrialization. In: Leonardo Burlamaqu; Ana Célia Castro; Ha-Joon Chang. (Org.). Institutions and the Role of the State. 1ed.Cheltenham: Edward Elgar, 2000, v. 1, p. 221-234.

16.
CASTRO, A. B.. Antonio Barros de Castro. In: Guido Mantega e José Marcio Rego. (Org.). Conversas com Economistas Brasileiros II. 1ed.São Paulo: Editora 34 Ltda, 1999, v. 1, p. 154-182.

17.
CASTRO, A. B.. O lado real do Real: o debate e algumas surpresas. In: João Paulo de Almeida Magalhães; Adhemar dos Santos Mineiro; Luiz Antonio Elias. (Org.). Vinte Anos de Economia Brasileira. 1ed.Rio de Janeiro: Contraponto, 1999, v. 1, p. 59-98.

18.
CASTRO, A. B.. Esgotamento versus continuidade na Industrialização brasileira. In: Antônio Barros de Castro [et al.]. (Org.). O futuro da indústria no Brasil e no mundo: os desafios do século XXI. 1ed.Rio de Janeiro: Campus, 1999, v. , p. 134-150.

19.
CASTRO, A. B.. Limitações e potencialidades da nova safra de investimentos. In: Adhemar dos Santos Mineiro; Luiz Antônio Elias; César Benjamin. (Org.). Visões da Crise. 1ed.Rio de Janeiro: Contraponto, 1998, v. 1, p. 129-140.

20.
CASTRO, A. B.. Crescimento reprimido versus balança de comércio como variável de ajuste. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). O Brasil e o Mundo no limiar do novo século. 1ed.Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1998, v. 1, p. 153-164.

21.
CASTRO, A. B.; LESSA, C. F. ; SERRA, J. ; TAVARES, M. C. . O pensamento e a personalidade de Aníbal Pinto. In: BID e BNDES. (Org.). Seminário Internacional modelos e políticas de desenvolvimento: tributo a Aníbal Pinto. 01ed.Rio de Janeiro: BID e BNDES, 1998, v. , p. 29-98.

22.
CASTRO, A. B.. Globalizacao, Tipos Industriais Regionais e Novas Estrategias. GLOBALIZACAO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL: CENARIOS PARA O SECULO XXI. RECIFE: SUDENE, 1997, v. , p. -.

23.
CASTRO, A. B.. O Plano Real e o reposicionamento das empresas. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). Brsil: Desafios de um país em transformação. 1ed.Rio de Janeiro: José Ollympio Editora, 1997, v. 1, p. 81-106.

24.
CASTRO, A. B.. O Estado, A Empresa e A Restauracao Neoclassica. ESTRATEGIAS EMPRESARIAIS NA INDUSTRIA BRASILEIRA. DISCUTINDO MUDANCAS. RIO DE JANEIRO: FORENSE UNIVERSITARIA, 1996, v. , p. -.

25.
CASTRO, A. B.. A Capacidade de Crescer Como Problema. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). O REAL, O CRESCIMENTO E AS REFORMAS. 1ed.RIO DE JANEIRO: JOSE OLYMPIO, 1996, v. 1, p. 75-94.

26.
CASTRO, A. B.. Esgotamento versus continuidade na industrialização brasileira. In: José Augusto Coelho Fernandes; Roberto Iglesias. (Org.). O Futuro da Indústria no Brasil e no Mundo. 1ed.Rio de Janeiro: Campus, 1996, v. 1, p. 134-150.

27.
CASTRO, A. B.. Estabilizar e crescer: o paradoxo do desajuste na estabilidade. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). O Real e o Futuro da Economia. 1ed.Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1995, v. 1, p. -.

28.
CASTRO, A. B.. O Nordeste e a Bahia no Contexto Criado pelo Plano Real. In: Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. (Org.). O Nordeste e a nova realidade econômica. 1ed.Salvador: SEI, 1995, v. 1, p. 7-30.

29.
CASTRO, A. B.. Estabilizacao, Crescimento e Politica Industrial. ESTABILIDADE E CRESCIMENTO. RIO DE JANEIRO: JOSE OLYMPIO, 1994, v. , p. 245-258.

30.
CASTRO, A. B.. Renegade Development: Rise And Demise of State-Led Development In Brazil. In: William Smith; Carlso H. Acuña; Eduardo A,. Gamarra. (Org.). DEMOCRACY, MARKETS AND STRUCTURAL REFORM IN LATIN AMERICA. 1ed.MIAMI: TRANSACTION PUBLISHERS, 1993, v. 1, p. 183-214.

31.
CASTRO, A. B.. Governar e Preciso. INFLACAO, MOEDA E DESINDEXACAO. RIO DE JANEIRO: NOBEL, 1993, v. , p. 15-20.

32.
CASTRO, A. B.. O Brasil e As Economias de Crescimento Rapido. In: João Paulo dos Reis Velloso. (Org.). ESTRATEGIA INDUSTRIAL E RETOMADA DO DESENVOLVIMENTO. 1ed.RIO DE JANEIRO: JOSE OLYMPIO, 1992, v. 1, p. 5-26.

33.
CASTRO, A. B.. Politica Industrial, Razoes e Restricoes. BRASIL EM MUDANCA. RIO DE JANEIRO: NOBEL, 1991, v. , p. 105-123.

34.
CASTRO, A. B.. Brésil: la pré-révolution de la consonnation de masses. In: Daniel Pecaut; Bernardo Sorj. (Org.). Métamorphoses de la Représentation Politique au Brésil et en Europe. 1ed.Paris: Éditions du Centre National de la Recherche Scientifique, 1991, v. 1, p. 195-204.

35.
CASTRO, A. B.. Política versus Economia:Ontem e Hoje. In: Cândido Grzybowski. (Org.). A Democracia como Proposta. 1ed.Rio de Janeiro: Ibase, 1991, v. 1, p. 65-76.

36.
CASTRO, A. B.. A Viabilidade da Moratória Unilateral. In: Carlos Alberto Plastino; Roberto Bouzas. (Org.). A América Latina ae a Crise Internacional. 1ed.Rio de Janeiro: Graal, 1991, v. 1, p. 144-156.

37.
CASTRO, A. B.. O Brasil A Caminho do Mercado de Consumo de Massa. AS PERSPECTIVAS DO BRASIL E O NOVO GOVERNO. RIO DE JANEIRO: NOBEL, 1990, v. , p. 121-126.

38.
CASTRO, A. B.. O Plano Como Resposta e Tregua. PLANO COLLOR, AVALIACAO E PERSPECTIVAS. RIO DE JANEIRO: LIVROS TECNICOS E CIENTIFICOS, 1990, v. , p. 175-179.

39.
CASTRO, A. B.. Rumo Ao Liberalismo: Ponderaçoes. ENSAIOS POLITICOS E ECONOMICOS SOBRE O GOVERNO COLLOR. RIO DE JANEIRO: RIO FUNDO EDITORA, 1990, v. , p. 71-76.

40.
CASTRO, A. B.. Brazilian Energy Policy at a Crossroad. In: Pierre Maillet; Douglas Hague; Chris Rowland. (Org.). The Economics of Choice between Energy Sources. 1ed.London: The Macmillan Press Ltd., 1987, v. 1, p. -.

41.
CASTRO, A. B.. A Viabilidade da Moratória Unilateral. In: Emilio de la Fuente. (Org.). América Latina: Deuda, Crisis y Perspectivas. 1ed.Madrid: Ediciones de Cultura Hispánica, 1984, v. 1, p. 245-254.

42.
CASTRO, A. B.. Alternativa para o petróleo na perspectiva da moratória unilateral. In: Luiz Pinguelli Rosa. (Org.). Energia e Crise. 1ed.Petrópolis: Vozes, 1984, v. 1, p. 188-196.

43.
CASTRO, A. B.. A Economia Política, o Captialismo e a Escravidão. In: José Roberto do Amaral Lapa. (Org.). Modos de Produção e Realidade Brasileira. 1ed.Petrópolis: Vozes, 1980, v. 1, p. 67-108.

44.
CASTRO, A. B.. As Mãos e os Pés do Senhor de Engenho. In: Paulo Sérgio Pinheiro. (Org.). Trabalho Escravo, Economia e Sociedade. 1ed.Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978, v. 1, p. 41-66.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CASTRO, A. B.. No espelho da China (Especial). Revista Custo Brasil, São Paulo, p. 12 - 22, 05 fev. 2008.

2.
CASTRO, A. B.. A controvérsia da demanda efetiva. Cadernos de Opinão, Guarulhos - SP, p. 112 - 123, 01 dez. 1979.

3.
CASTRO, A. B.. Coluna quinzenal na Folha de São Paulo. Folha de São Paulo, São Paulo, Brasil.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
A Emergência da China e a Tríplice Ruptura.A Emergência da China e a Tríplice Ruptura. 2009. (Outra).

2.
Seminário dos 200 anos do Ministério da Fazenda.Os padrões de desenvolvimento econômico no Brasil e a necessidade de se definir novos rumos. 2008. (Seminário).

3.
Seminário Interinstitucional Globalização Governança e desenvolvimento.Da semi-estagnaçãoao crescimento num mercado sino Cêntrico. 2007. (Seminário).

4.
Workshop globalization, State and development.Globalization, State and development. 2007. (Oficina).

5.
Seminário Internacional Modelos e Políticas de desenvolvimento: Tributo a Aníbal Pinto.O pensamento e a Personalidade de Aníbal Pinto. 1998. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, A. B.; Proença, A . Reposicionamentos estratégicos, políticas e inovação em tempos de crise. 2009. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Raphael Rezende Esteves. O Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel: carater estratégico e posicionamento no cenário global. Início: 2009. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Gustavo Costa de Souza. Reposicionamentos estratégicos empresariais face à tripla ruptura: emerg^ncia da economia chinesa, crise ambiental e crise sistêmica global. Início: 2009. Tese (Doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rafael Chelles Barroso. Ensaios sobre Contabilidade do Crescimento, Produto Potencial e Desenvolvimento Econômico. 2005. Dissertação (Mestrado em Economia da Indústria e da Tecnologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Antonio Barros de Castro.

Tese de doutorado
1.
Mônica Desidério. Queimando as Caravelas... de inovação organizacional a instituição. 2008. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: Antonio Barros de Castro.

2.
Adriane Helena Rodrigues. Três patamares tecnológicos na produção do etanol: a usina do Próalcool, a usina atual e a usina do Futuro. 2008. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: Antonio Barros de Castro.

3.
CLAUDIA NESSI ZONENSCHAIN. O CASO CHINÊS NA PERSPECTIVA DO CATCH-UP E DAS INSTITUIÇÕES SUBSTITUTAS. 2007. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: Antonio Barros de Castro.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 12:50:06