Alexandre Pires Marceniuk

Bolsista de Pós-doutorado Sênior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2706707385643099
  • Última atualização do currículo em 02/10/2018


Especialista em taxonomia, sistemática, filogenia e biogeografia de peixes marinho-estuarinos, com destaque para os bagres marinhos da família Ariidae. a_marceniuk@hotmail.com (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexandre Pires Marceniuk
Nome em citações bibliográficas
Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires

Endereço


Endereço Profissional
Museu Paraense Emílio Goeldi, Seção de Peixes.
Avenida Governador Magalhães Barata - até 520/521
Nazaré
66040170 - Belém, PA - Brasil
Telefone: (91) 30756128


Formação acadêmica/titulação


1997 - 2003
Doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Relações Filogenéticas e Revisão dos Gêneros da Família Ariidae (Ostariophysi, Siluriformes), Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Naércio Aquino Menezes.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Ariidae; Sistemática Filogenética; Revisão dos Gêneros; Morfologia; Anatomia Comparada; Evolução.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
Setores de atividade: Educação Superior; Pesca, Aqüicultura e Maricultura.
1994 - 1997
Mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Revisão Sistemática do Gênero Cathorops (Osteichthyes; Siluriformes, Ariidae),Ano de Obtenção: 1997.
Orientador: Naércio Aquino Menezes.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Arridae; Sistemática; Cathorops; Continente Americano; taxonomia; Morfologia.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Educação Superior.
2008 - 2009
Aperfeiçoamento em Museu, Educacao e Artes.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Estágio voluntário. Ano de finalização: 2009.
Orientador: Naércio Aquino Menezes.
1992 - 1993
Aperfeiçoamento em Iniciação Científica.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Caracterização morfológica dos Ariidae capturados por arrasto de Parelha e Camarão Rosa, entre cabo Frio e São Francisco do Sul, com observações a sua distribuição. Ano de finalização: 1993.
Orientador: Dr. Marco Fábio Maia Correa.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1990 - 1992
Aperfeiçoamento em Estágio. (Carga Horária: 3692h).
Instituto de Pesca, IP, Brasil.
Título: Biodiversidade, Pesca, e Biologia dos bagres da família Ariidae. Ano de finalização: 1992.
Orientador: Dr. Acácio Ribeiro Gomes Tomás.
Bolsista do(a): Programa de Bolsas de Aprimoramento de Estudantes, FUNDAP, Brasil.
1990 - 1990
Aperfeiçoamento em Estágio. (Carga Horária: 604h).
Instituto de Pesca, IP, Brasil.
Título: estatística Pesqueira. Ano de finalização: 1990.
Orientador: Dr. Alberto Ferreira de Amorim.
1989 - 1990
Aperfeiçoamento em Estágio.
Instituto de Pesca, IP, Brasil.
Título: Educação Ambiental e Taxodermia. Ano de finalização: 1990.
Orientador: Maria Cleonice Cefaly Machado.
1988 - 1992
Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas.
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Classificação Zoológica.
2016 - 2017
Pós-Doutorado.
Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2013 - 2014
Pós-Doutorado.
Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada / Especialidade: Conservação das Espécies Animais.
2011 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Pará, Instituto de Estudos Costeiros, IECOS, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes / Especialidade: Sistamática.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética.
2007 - 2010
Pós-Doutorado.
Universidade de Mogi das Cruzes, Núcleo Integrado de Biotecnologia, NIB/UMC, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes / Especialidade: Sistamática.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: evolução.
2004 - 2007
Pós-Doutorado.
Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, MZUSP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes / Especialidade: Sistamática.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: evolução.


Formação Complementar


1994 - 1994
Ecologia de Peixes e Sua Importância na Avaliação. (Carga horária: 10h).
Instituto de Pesca, IP*, Brasil.
1992 - 1992
Ecologia Estatística. (Carga horária: 35h).
Instituto de Pesca, IP*, Brasil.
1991 - 1991
Reprodução de Peixes.
Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
1991 - 1991
Introdução a Ecologia Matemática. (Carga horária: 40h).
Instituto de Pesca, IP*, Brasil.
1988 - 1988
Biologia e Pesca de Tubarões. (Carga horária: 42h).
Instituto de Pesca, IP*, Brasil.


Atuação Profissional



Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade de Mogi das Cruzes, UMC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Professor Orientador, Regime: Dedicação exclusiva.


Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, MZUSP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Biodiversidade e Conservação de Peixes Marinhos (Teleostei), da Costa Norte do Brasil, com a revisão taxonômica das espécies de cinco gêneros das famílias Ariidae, Sciaenidae, Carangidae, e Stromateidae.
Descrição: O termo biodiversidade tem adquirido amplo uso, entre biólogos, ambientalistas, líderes políticos e cidadãos comuns em todo o mundo. O uso do terno coincide com o aumento da preocupação com a degradação do meio ambiente e a perda de espécies nas últimas décadas do século XX. O aumento de atividades antrópicas tem gerado a perda de habitats costeiros, com a diminuição da qualidade da água em estuários e zonas costeiras, provocando o declínio da pesca comercial e artesanal em decorrência da diminuição dos estoques. As principais iniciativas para conservação da biodiversidade marinha incluem a realização de inventários da fauna, identificação de áreas-chave para conservação, monitoramento da atividade pesqueira e a criação de áreas de proteção. Reconhecida como importante área de endemismo marinho, a porção tropical do Atlântico Sul Ocidental, incluída na Zona Econômica Exclusiva Brasileira (ZEE), é uma das áreas prioritárias para conservação da biodiversidade marinha no oceano Atlântico, contudo a região permanece incompletamente conhecida. Praticamente inexistem estudos taxonômicos de peixes marinhos-estuarinos da costa Norte do Brasil, condição atribuída à pequena representatividade dos peixes marinhos da costa Norte em coleções zoológicas e ausência de taxonomistas trabalhando com os peixes marinhos-estuarinos da região. O problema é significativamente expresso pelo número de famílias de peixes representadas em coleções zoológicas brasileiras, com 21 famílias para região norte, contra 89 famílias para região nordeste e 119 famílias para as regiões sudeste e sul. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo concluir o trabalho de inventariamento realizado em zonas estuarinas, entre abril de 2013 a setembro de 2014 com bolsa DCR/CNPq/FAPESPA, realizando novas coletas em zonas costeiras da costa Norte. Complementarmente, com base nos resultados preliminares obtidos, pretende realizar a revisão taxonômica das espécies dos gêneros Notarius Gill, 1863 e Sciades Müller & Troschel, 1849, da família Ariidae, Bairdiella Gill, 1861, da família Sciaenidae, Hemicaranx Bleeker, 1862, da família Carangidae, e Peprilus Cuvier, 1829, da família Stromateidae. Os resultados gerados representam uma importante contribuição para a diminuição do gap do conhecimento taxonômico dos peixes marinhos-estuarinos da costa Norte do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alexandre Pires Marceniuk - Coordenador / Wolmar Benjamin Wosiacki - Integrante / Claudio Oliveira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2013 - 2014
Conservação da Biodiversidade de Peixes Marinhos e Estuarinos (Condrichthyes e Actinopterygii), da Costa Norte do Brasil
Descrição: O projeto de pesquisa tem como principal objetivo cobrir a lacuna existente em relação ao conhecimento da biodiversidade marinha e estuarina da região norte do Brasil. Desta forma, dedicara esforços ao trabalho de inventariamento, inicialmente de áreas litorâneas costeiras, procurando forma coleções representativas de espécies de valor comercial ou não, com exemplares de diferentes sexos e estágios ontogenéticos, sempre com amostras de tecido para futura extração e análise do DNA. Numa segunda etapa do trabalho, o esforço de coleta e inventariamento, será dirigido a espécies de águas mais profundas e afastadas da costa. Além cobrir a lacuna existente no conhecimento da fauna de peixes marinhos e estuarinos da região norte do Brasil, pretende impulsionar a produção de estudos de natureza taxonômica e sistemática, que representam a base do conhecimento sobre a diversidade biológica, treinando e formando novos especialistas em sistemática e taxonomia de peixes marinhos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Alexandre Pires Marceniuk - Coordenador / Wolmar Benjamin Wosiacki - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 11
2011 - 2013
Revisão da identidade taxonômica das espécies de bagres marinhos (Siluriformes, Ariidae) da costa brasileira, com base em dados morfológicos e moleculares
Descrição: Os bagres marinhos da família Ariidae são bastante comuns em regiões costeiras e estuários, com número restrito de espécies exclusivamente marinhas ou de água doce, em regiões tropicais e temperadas de todo o mundo. Muitas espécies possuem reconhecida importância para pesca artesanal e comercial, além de serem foco de estudos diversos de ecologia e biologia em regiões estuarinas. A família é detentora do maior número de espécies nominais com status taxonômico incerto em Siluriformes, isso como resultado da coloração uniforme e morfologia externa muito similar, que dificultam o reconhecimento das espécies e o estabelecimento de seus limites. O estudo da diversidade de espécies da costa brasileira é bastante antigo, a maioria das espécies em uso foram descritas nos séculos XIII e XIX, porém análises morfológicas e moleculares recentes mostram questões importantes relativas a identidade das espécies que necessitam ser investigadas. O gênero monofilético Genidens inclui 4 espécies bem definidas morfologicamente, mas que, com exceção de G. genidens, não são diferenciadas através de marcadores moleculares utilizados para diferenciar espécies de outros grupos taxonômicos. Condição semelhante é observada em representantes do gênero Cathorops, que diferentemente dos resultados obtidos através de análise morfológica, não são diferenciadas através da análise dos genes ribossômicos do 12S e 16S. Independentemente, evidências moleculares mostram que Bagre marinus teria distribuição restrita a América do Norte e o nome não se aplicaria aos representantes do gênero encontrados no Caribe e no Atlântico Sul ocidental, que representariam uma espécie distinta com nomenclatura incerta. Finalmente, Aspistor luniscutis é citada na literatura corrente da Guiana Francesa ao estado de São Paulo no Brasil, mas análises morfológicas preliminares revelam diferenças significativas entre exemplares coletados ao norte e ao sul do estado da Bahia, corroborando a existência de espécies diferentes. O projeto de pesquisa tem como objetivos rever e definir o status taxonômico das espécies nominais disponíveis para a costa brasileira com base em evidências morfológicas e moleculares, avaliar os marcadores moleculares e distâncias genéticas empregadas na definição de espécies de outros grupos taxonômicos, apresentando hipóteses que justifiquem resultados diferentes encontrados em análises morfológicas e moleculares. Com base nos dados obtidos, avaliar a existência e descrever novas espécies para costa brasileira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alexandre Pires Marceniuk - Coordenador / Sampaio, Iracilda - Integrante.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 2
2007 - 2010
Sistemática, Taxonomia, Evolução e Biogeografia de Espécies Neotropicais da Família Ariidae (Ostariophysi; Siluriformes)
Descrição: O entendimento da sistemática é de fundamental relevância no reconhecimento da identidade das espécies e extrema importância para o conhecimento da biodiversidade das áreas estudas com vista a sua conservação. O estudo da sistemática de Ariidae é importante para resolução de questões ainda não esclarecidas sobre a identidade das espécies do grupo, que são alvo de estudos diversos de biologia, ecologia e genética e apresentam ainda significativa importância econômica. Nos últimos anos, o desenvolvimento da sistemática filogenética permitiu um grande avanço no reconhecimento de agrupamentos naturais, com o monofiletismo de táxons de níveis diversos e o estabelecimento de hipóteses a respeito de suas relações de parentesco, principalmente com base em dados morfológicos. Por outro lado, poucos estudos baseados em dados moleculares foram realizados com objetivo de esclarecer questões referentes a identidades de espécies e sua variação intrapopulacional, como também suas relações de parentesco. O exame de dados moleculares, associado a informação morfológica é fundamental importante para o esclarecimento de questões referentes a identidade das espécies e sua variabilidade intra-populacional, estabelecimento de hipóteses evolutivas e diversificação biogeográfica das espécies brasileiras. O projeto de trabalho procurou aprimorar o conhecimento da sistemática e taxonomia dos Ariidae Neotropicais através da análise de caracteres moleculares e morfológicos, com ênfase nos gêneros e espécies encontradas na costa brasileira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Alexandre Pires Marceniuk - Coordenador / Alexandre W. S. Hilsdorf - Integrante.
Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 7
2004 - 2007
Revisão das Relações Filogenéticas e Monofiletismo dos Gêneros da Subfamília Ariinae (Siluriformes, Ariidae) e Biogeografia Histórica da Família Ariidae
Descrição: Os bagres da família Ariidae representam uma parcela importante da ictiofauna de regiões costeiras, estuarinas e de água-doce de regiões tropicais e temperadas em todo o mundo. O conhecimento da sistemática da família é importante para o conhecimento da biodiversidade do grupo, que possui reconhecido valor econômico e biológico nos ecossistemas que ocupam. Historicamente, trabalhos publicados a respeito da sistemática e taxonomia tem falhado ao limitar suas análises a um número pouco expressivo de espécies, na maioria das vezes limitadas a regiões geográficas restritas; como conseqüência gêneros e espécies permaneceram caracterizados e diagnosticados apenas com base em caracteres descritos na literatura antiga, empregados sem uma análise criteriosa de seus valores diagnósticos. Até muito recentemente, os 48 gêneros nominais pertencentes a família não haviam sido reavaliados, possuindo status taxonômico incerto e não existindo qualquer informação a respeito das relações de parentesco e monofiletismo dos mesmos. O único estudo realizado com base na metodologia cladística (Marceniuk, 2003), confirmou a condição monofilética da família Ariidae, permitiu o reconhecimento de agrupamentos monofiléticos e possibilitou a redefinição dos gêneros através de características derivadas. O estabelecimento de uma hipótese filogenética, revelou relações de parentesco inteiramente desconhecidas e produziu uma base para o estudo futuros das relações internas da família. Foram reconhecidos 23 gêneros válidos e outros 5 gêneros novos foram estabelecidos afim de expressar os resultados obtidos na análise. A família foi dividida em três agrupamentos monofiléticos muito bem corroborados, as subfamílias Galeichthinae, Bagrinae e Ariinae. A subfamília Ariinae composta por 26 gêneros foi definida com base em 10 sinapomorfias. As relações de parentesco e o monofiletismo dos gêneros de Ariinae, foram na maioria das vezes fortemente corroborados por sinapomorfias com um único surgimento. Mesmo assim, a condição monofilética e o relacionamento de alguns gêneros necessitam ainda de uma investigação adicional, razão pela qual não foram estabelecidos táxons no nível supra genérico, refletindo as relações internas de Ariinae. O projeto representa um refinamento do conhecimento, que permitirá o esclarecimento de questões não resolvidas completamente. O trabalho foi baseado no acervo de material adquirido em instituições estrangeiras, com a inclusão de espécies ainda não examinadas e principalmente na análise de caracteres novos, provenientes de complexos morfológicos não examinados anteriormente..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes/Especialidade: Sistamática.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes/Especialidade: Taxonomia.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Animal.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Biogeografia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1Aguilera, Orangel2018Aguilera, Orangel ; Marceniuk, Alexandre Pires . Neogene tropical sea catfish (Siluriformes; Ariidae), with insights into paleo and modern diversity within northeastern South America. JOURNAL OF SOUTH AMERICAN EARTH SCIENCES, v. 82, p. 108-121, 2018.

2.
4Marceniuk, Alexandre P.2017 Marceniuk, Alexandre P.; CAIRES, R. ; ROTUNDO, M. M. ; ALCANTARA, R. A. K. ; WOSIACKI, W. B. . The icthyofauna (Teleostei) of the Rio Caeté estuary, northeast Pará, Brazil, with a species identification key from northern Brazilian coast. PAN-AMERICAN JOURNAL OF AQUATIC SCIENCES, v. 12, p. 31-79, 2017.

3.
5Marceniuk, Alexandre P.2017Marceniuk, Alexandre P.; SICCHA-RAMIREZ, RAQUEL ; BARTHEM, RONALDO BORGES ; WOSIACKI, WOLMAR BENJAMIN . Redescription of Notarius grandicassis and Notarius parmocassis (Siluriformes; Ariidae), with insights into morphological plasticity and evidence of incipient speciation. Systematics and Biodiversity (Print), v. 1, p. 1-16, 2017.

4.
3Marceniuk, Alexandre P.2017Marceniuk, Alexandre P.; ACERO, ARTURO P. ; COOKE, RICHARD ; Betancur-R, Ricardo . Taxonomic revision of the New World genus Ariopsis Gill (Siluriformes: Ariidae), with description of two new species. ZOOTAXA (ONLINE), v. 4290, p. 1-42, 2017.

5.
2Marceniuk, Alexandre P.2017Marceniuk, Alexandre P.; BOGORODSKY, SERGEY V. ; MAL, AHMAD O. ; ALPERMANN, TILMAN J. . Redescription of the blacktip sea catfish Plicofollis dussumieri (Valenciennes) (Siluriformes: Ariidae), with a new record from the Red Sea and notes on the diversity and distribution of Plicofollis spp.. Marine Biodiversity, v. 48, p. 1-12, 2017.

6.
8Marceniuk, Alexandre P.2016Marceniuk, Alexandre P.; CAIRES, R. ; SICCHA-RAMIREZ, R. ; OLIVEIRA, C. . Review of the Harvestfishes, genus Peprilus (Perciformes: Stromateidae), of the Atlantic coast of South America. Zootaxa (Online), v. 4098, p. 311-332, 2016.

7.
7SILVA, WEMERSON C. DA2016SILVA, WEMERSON C. DA ; Marceniuk, Alexandre P. ; SALES, JOÃO BRAULLIO L. ; ARARIPE, JULIANA . Early Pleistocene lineages of Bagre bagre (Linnaeus, 1766) (Siluriformes: Ariidae), from the Atlantic coast of South America, with insights into the demography and biogeography of the species. Neotropical Ichthyology (Online), v. 14, p. 1-14, 2016.

8.
6Marceniuk, Alexandre P.2016Marceniuk, Alexandre P.; MARCHENA, JOSÉ ; Betancur-R., Ricardo . Cathorops festae (Boulenger 1898) (Siluriformes; Ariidae), a valid species from Ecuador and Peru. Zootaxa (Auckland. Print), v. 4170, p. 137-148, 2016.

9.
10Betancur-R, Ricardo2015Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, Alexandre P. ; MORAIS, L. ; SAGNA, A. ; DJIMAN, R. ; CARPENTER, K. E. ; CAMARA, K. ; NUNOO, F. ; SIDIBE, A. ; WILLIAMS, A. B. ; SYLLA, M. ; LINDEMAN, K. ; MONTIERO, V. ; QUARTEY, R. . Carlarius heudelotii, Smoothmouth Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T196813A, p. 1-8, 2015.

10.
9Betancur-R, Ricardo2015Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, Alexandre P. . Carlarius parkii, Guinean Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T196815A, p. 1-6, 2015.

11.
11Betancur-R., Ricardo2015Betancur-R., Ricardo ; Marceniuk, Alexandre P. . Carlarius latiscutatus, Rough-head Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. T196814A24, p. 1-6, 2015.

12.
18Betancur-R, Ricardo2015Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, A. P. ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. ; KNUDSEN, S. . Notarius grandicassis, Thomas Sea Catfish.. The IUCN Red List of Threatened Species, v. v. e.T1970, p. 1-6-6, 2015.

13.
21Betancur-R., Ricardo2015Betancur-R., Ricardo ; Marceniuk, A. P. ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. . Sciades herzbergii, Pemecou Sea Catfish.. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T190245A, p. 1-9, 2015.

14.
13Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R, Ricardo ; KNUDSEN, S. . Cathorops belizensis, Belize Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T196819A, p. 1-5, 2015.

15.
14Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R., Ricardo ; KNUDSEN, S. . Cathorops higuchii, Higuchi's Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T196820A, p. 1-7, 2015.

16.
19Betancur-R, Ricardo2015Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, A. P. ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. . Sciades passany, Passany Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T197031A, p. 1-8, 2015.

17.
16Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R, Ricardo ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. ; KNUDSEN, S. . Amphiarius phrygiatus, Kukwari Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T197078A, p. 1-8, 2015.

18.
15Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R, Ricardo ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. . Notarius quadriscutis, Bressou Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T190119A, p. 1-8, 2015.

19.
17Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R, Ricardo ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. ; KNUDSEN, S. . Bagre bagre, Coco Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T190228A, p. 1-10, 2015.

20.
12Marceniuk, A. P.2015Marceniuk, A. P.; Betancur-R, Ricardo ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. ; KNUDSEN, S. . Cathorops arenatus, Yellow Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T196818A, p. 1-7, 2015.

21.
20Betancur-R, Ricardo2015Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, A. P. ; Giarrizzo, T. ; FREDOU, F. L. . Sciades parkeri, Gillbacker Sea Catfish. The IUCN Red List of Threatened Species, v. e.T155018A, p. 1-12, 2015.

22.
23BARBANTI, B.2013BARBANTI, B. ; CAIRES, R. ; Marceniuk, A. P. . A ictiofauna do Canal de Bertioga, São Paulo, Brasil. Biota Neotropica (Edição em Português. Online), v. 13, p. 1-16, 2013.

23.
22Marceniuk, A. P.2013Marceniuk, A. P.; CAIRES, R. ; WOSIACKI, W. B. ; Di Dario, F. . Conhecimento e conservação dos peixes marinhos e estuarinos (Chondrichthyes e Teleostei) da Costa Norte do Brasil. Biota Neotropica (Edição em Português. Online), v. 13, p. 251-259, 2013.

24.
24Marceniuk, Alexandre P.2012 Marceniuk, Alexandre P.; MENEZES, NAÉRCIO A. ; BRITTO, MARCELO R. . Phylogenetic analysis of the family Ariidae (Ostariophysi: Siluriformes), with a hypothesis on the monophyly and relationships of the genera. Zoological Journal of the Linnean Society, v. 165, p. 534-669, 2012.

25.
25Marceniuk, Alexandre P.2012 Marceniuk, Alexandre P.; Betancur-R., Ricardo ; P., Arturo Acero ; Muriel-Cunha, Janice . Review of the Genus Cathorops (Siluriformes: Ariidae) from the Caribbean and Atlantic South America, with Description of a New Species. Copeia, v. 2012, p. 77-97, 2012.

26.
27Aguilera, Orangel2012Aguilera, Orangel ; Marceniuk, Alexander P. . Aspistor verumquadriscutis, a new fossil species of sea catfishes (Siluriformes; Ariidae) from the upper Miocene of Venezuela. Swiss Journal of Palaeontology, p. 1-10, 2012.

27.
26Betancur-R., Ricardo2012Betancur-R., Ricardo ; Ortí, Guillermo ; Stein, Ariel M. ; Marceniuk, A. P. ; Alexander Pyron, R. . Apparent signal of competition limiting diversification after ecological transitions from marine to freshwater habitats. Ecology Letters (Print), v. 15, p. 822-830, 2012.

28.
28MACHADO, RODRIGO2012MACHADO, RODRIGO ; OTT, PAULO HENRIQUE ; SUCUNZA, FEDERICO ; Marceniuk, Alexandre Pires . Occurrence of the marine catfish Genidens machadoi (Siluriformes, Ariidae) in the Tramandaí lagoon, southern Brazil. Neotropical Biology and Conservation, v. 7, p. 214-219, 2012.

29.
29Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2011Marceniuk, A. P.; Hilsdorf, A. W. S. ; Langeani, F. . A ictiofauna de cabeceiras do rio Tietê, São Paulo, Brasil.. Biota Neotropica (Edição em português. Impresso), v. 11, p. 1-20, 2011.

30.
31Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2010Marceniuk, A. P.; Birindelli, J. L. O. . Morphology of the Gas Bladder in Sea Catfishes (Siluriformes: Ariidae). Zootaxa (Online), v. 2579, p. 59-68, 2010.

31.
30da SILVA, C. C. F.2010da SILVA, C. C. F. ; da Matta, S. L. S. F. ; Hilsdorf, A. W. S. ; Langeani, F. ; Marceniuk, A. P. . Color pattern variation in Trichomycterus iheringi (Eigenmann, 1917). Neotropical Ichthyology (Impresso), v. 8, p. 49-56, 2010.

32.
32Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2009Marceniuk, A. P.; Betancur-R. R. ; Acero P. A. . A new species of Cathorops (Siluriformes; Ariidae) from Mesoamerica, with redescription of four species from the eastern Pacific. Bulletin of Marine Science, v. 85, p. 245-280, 2009.

33.
33Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2008 Marceniuk, A. P.; Betancur-R. R. . Revision of the species of the genus Cathorops (Siluriformes: Ariidae) from Mesoamerica and the Central American Caribbean, with description of three new species. Neotropical Ichthyology, v. 6, p. 25-44, 2008.

34.
34Betancur-R, Ricardo2008Betancur-R, Ricardo ; Marceniuk, Alexandre P. ; Béarez, Philippe . Taxonomic Status and Redescription of the Gillbacker Sea Catfish (Siluriformes: Ariidae: Sciades parkeri). Copeia, v. 2008, p. 827-834, 2008.

35.
37Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2007 Marceniuk, A. P.; MENEZES, Naércio Aquino . Systematics of the family Ariidae (Ostariophysi, Siluriformes), with a redefinition of the genera. Zootaxa (Online), v. 1416, p. 01-126, 2007.

36.
35Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2007Marceniuk, A. P.. Description of Cathorops manglarensis, a new species from the Colombian Pacific, with redescription of Cathorops multiradiatus (Siluriformes; Ariidae). Zootaxa (Online), v. 1529, p. 33-48, 2007.

37.
36Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2007Marceniuk, A. P.. Revalidação de Cathorops arenatus (Valenciennes, 1840) e Cathorops agassizii (Eigenmann & Eigenmann, 1888) (Siluriformes, Ariidae), bagres marinhos das regiões norte e nordeste da América do Sul.. Iheringia. Série Zoologia, v. 97, p. 360-375, 2007.

38.
39Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2005Marceniuk, A. P.. Redescrição de Genidens barbus (Lacépède, 1803) e Genidens machadoi (Miranda-Ribeiro, 1918), Bagres Marinhos (Siluriformes, Ariidae) do Atlântico Sul Ocidental.. Papéis Avulsos de Zoologia (USP.Museu de Zoologia. Impresso), v. 45, n.11, p. 111-125, 2005.

39.
38Marceniuk, A. P.;Marceniuk, Alexandre P.;Marceniuk, Alexander P.;Marceniuk, Alexandre Pires2005Marceniuk, A. P.. Chave para Identificação das Espécies de Bagres Marinhos (Siluriformes, Ariidae) da Costa Brasileira. Boletim do Instituto de Pesca (Online), v. 31, n.2, p. 89-101, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Marceniuk, A. P.; Hilsdorf, A. W. S. . Peixes das cabeceiras do rio Tietê e Parque das Neblinas. 1. ed. Bauru, SP: Canal 6, 2010. v. 2.500. 157p .

Capítulos de livros publicados
1.
Marceniuk, Alexander P.; SLEEN, P. V. D. . Ariidae-Sea Catfishes. In: Peter van der Sleen & James S Albert. (Org.). Field Guide to the Fishes of the Amazon, Orinoco, and Guianas. 1ed.: Princeton University Press, 2018, v. , p. 198-.

2.
Marceniuk, A. P.; FERRARIS JR, Carl J . Ariidae. In: Roberto E. Reis; Sven O. Kullander; Carl J. Ferraris, Jr.. (Org.). Check List of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003, v. 1, p. 447-455.

3.
Marceniuk, A. P.; MENEZES, Naércio Aquino . Família Ariidae. In: Naércio Aquino Menezes; Paulo Andreas Buckup; José Lima de Figueiredo; Rodrigo Leão de Moura. (Org.). Catáligo das Espécies de Peixes Marinhos do Brasil. Sâo Paulo: MZUSP, 2003, v. 1, p. 41-43.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Marceniuk, A. P.; Hilsdorf, A. W. S. . As cabeceiras de um Rio que ainda não Morreu. Scientific American Brasil, Brasil e Portugal, p. 50 - 53, 01 jun. 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ALCANTARA, R. A. K. ; Marceniuk, A. P. . Diversidade Filética dos Peixes Estuarinos (Chondrichthyes e Teleostei) do Brasil. In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Resumos do Congresso Brasileiro do Oceanografia, 2014.

2.
ALCANTARA, R. A. K. ; CAIRES, R. ; Marceniuk, A. P. . Biodiversidade e Sistemática do gênero Hemicaranx Bleeker, 1862 (Perciformes; Carangidae), na costa do Brasil. In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Resumos do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

3.
ALCANTARA, R. A. K. ; OLIVEIRA, C. ; Marceniuk, A. P. . Biodiversidade e Sistemática do gênero Peprilus Cuvier, 1829 (Perciformes, Stromateidae), na América do Sul). In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Resumos do Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

4.
Birindelli, J. L. O. ; Marceniuk, A. P. . Morfologia da bexiga natatória dos bagres marinhos da família Ariidae (Ostariophysi; Siluriformes). In: XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010, Belém - PA. Resumos do XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010.

5.
da SILVA, C. C. F. ; Marceniuk, A. P. ; Hilsdorf, A. W. S. ; da Matta, S. L. S. F. . Caracterização das espécies do gênero Trichomycterus (Siluriformes; Trichomycteridae) encontradas em rios das cabeceiras do rio Tietê, utilizando os marcadores COI e CYT B do DNA mitocondrial. In: 55 Congresso Brasileiro de Genética, 2009, Águas de Lindóia. ccc, 2009.

6.
Marceniuk, A. P.; MENEZES, Naércio Aquino . Composição específica e status taxonômico dos gêneros neotropicais da família Ariidae (Ostariophysi, Siluriformes). In: XVII EBI - Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007, Itajai. Resumos do XVII EBI - Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007.

7.
Marceniuk, A. P.; MENEZES, Naércio Aquino . Monofiletismo e relações filogenéticas do gênero Bagre Cloquet, 1816 (Siluriformes, Ariidae). In: XVII EBI - Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007, Itajai. Resumos do XVII EBI - Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007.

8.
Sampaio, Iracilda ; Muriel-Cunha, Janice ; Marceniuk, A. P. ; Schneider, Horacio . Caracterização molecular e morfológica de Cathorops spixii (Agassiz, 1829) (Ariidae, Siluriformes) da região costeira da América do Sul.. In: XVII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007, Itajai. Resumos do XVII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2007. p. 66-66.

9.
Marceniuk, A. P.. Monofiletismo do gênero Cathorops (Siluriformes, Ariidae) e respectivas espécies válidas para costa brasileira.. In: XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2006, Londrina. Resumos do XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2006.

10.
Marceniuk, A. P.. Monofiletismo e composição específica do gênero Genidens (Siluriformes, Ariidae), do Atlântico Sul Ocidental.. In: XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2006, Londrina. Resumos do XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2006.

11.
Marceniuk, A. P.; CASTRO, Paula Maria G ; COELHO, José Alfredo P . Identificação das Espécies e Considerações Quali-Quantitativas sobre a Categoria Bagre (Siluriformes, Ariidae) Desembarcada pela Frota de Arrasto de Parelha em Santos, SP. In: XI Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1995, Campinas. Resumos do XI Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1995. p. Q2.

12.
Marceniuk, A. P.; CASTRO, Paulo Maria G ; COELHO, José Alfredo P ; MUCINHATO, D M C . Considerações sobre a Distribuição da Categoria Bagre (Siluriformes, Ariidae) Desembarcada pela Frota de Arrasto de Parelha do Estado de São Paulo. In: XI Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1995. Resumos do XI Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1995. p. q2.

13.
Marceniuk, A. P.; FABRIS, Carla . Análise Morfométrica e Merística de Cathorops spixii (Agassiz, 1829) (Siluriformes, Ariidae) Procedentes da Baia de Santos, SP. In: X Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1993, São Paulo. Resumos do X Encontro Brasileiro de Ictiologia,, 1993. p. 78-78.

14.
Marceniuk, A. P.. Redescrição e Caracterização de Netuma barba (Lacepede, 1803) e Netuma machadoi (Ribeiro, 1918) (Siluriformes, Ariidae) Capturados Pela Pesca de Arrasto do Estado de São Paulo. In: X Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1993, São Paulo. Resumos do X Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1993. p. 79-79.

15.
Marceniuk, A. P.; TOMÁS, Acácio R G ; TUTUI, Segio S L ; TEIXEIRA, Monica ; SANTOS, Katia Christol dos . Cações Pelágicos nos Desembarques da Pesca do Camarão_Rosa do Estado de São Paulo.. In: Encontro Nacional de Pesca e Aquicultura, 1991, Santos. Resumos do Encontro Nacional de Pesca e Aquicultura, 1991. p. 33-33.

16.
Marceniuk, A. P.; TOMÁS, Acácio R G ; PUZZI, Aboré . Possível Utilização do Canal do Estuário de Santos (SP) como Estratégia Reprodutiva da Miraguaia, Pogonias chromis (Linnaeus, 1766). In: IX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1991, Maringá. Resumos do IX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1991. p. 47-47.

17.
Marceniuk, A. P.; TOMÁS, Acácio R G ; LOPES, Roberto G ; TEIXEIRA, Monica . Categoria Mistura da Pesca Dirigida ao Camarão-Rosa do Estado de São Paulo: I Avaliação Qualito-Quantitativa. In: IX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1991, Maringá. Resumos do IX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 1991. p. 161-161.

18.
Marceniuk, A. P.; TOMÁS, Acácio R G ; TUTUI, Segio S L ; TEIXEIRA, Monica . Cações Pelágicos nos Desembarques da Pesca do Camarão-Rosa do Estado de São Paulo.. In: VII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, 1991. Resumo do Encontro Nacional de Pesca e Aquicultura, 1991. p. 33-33.

Artigos aceitos para publicação
1.
Marceniuk, Alexander P.; Burlamaqui, T.C.T. ; OLIVEIRA, C. ; CARNEIRO, J. ; ELERES, B. ; SALES, JOÃO BRAULLIO L. . Incipient speciation, driven by distinct environmental conditions, in the marine catfishes of the genus Aspistor (Siluriformes, Ariidae), from the Atlantic coast of South America. JOURNAL OF ZOOLOGICAL SYSTEMATICS AND EVOLUTIONARY RESEARCH (ONLINE), 2018.

2.
Marceniuk, Alexander P.; Molina, E.G. ; CAIRES, R. ; ROTUNDO, M. M. ; WOSIACKI, W. B. ; OLIVEIRA, C. . Revision of Bairdiella (Sciaenidae, Perciformes) from the western South Atlantic, with insights into its diversity and biogeographical patterns. Neotropical Ichthyology, 2018.

3.
ROTUNDO, M. M. ; MACHADO, L. ; OLIVEIRA, C. ; Marceniuk, Alexander P. . Record of the rare Caribbean mud eel, Pythonichthys sanguineus Poey, 1868 (Heterenchelyidae, Anguilliformes), around of the Amazon Reef. ACTA AMAZONICA, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
Marceniuk, A. P.. Conservação da Biodiversidade de Peixes Marinhos e Estuarinos (Condrichthyes e Actinopterygii), da Costa Norte do Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Marceniuk, A. P.. Ictiofauna Marinha: diversidade, pesca e conservação. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
Marceniuk, A. P.. Taxonomia, sistemática e evolução dos bagres marinhos da família Ariidae (Siluriformesç Ariidae). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos de Sistemática e Taxonomia Zoológica. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
Marceniuk, A. P.; Betancur-R. R. . Oficina de Avaliação do Estado de Conservação de Actinopterygii Costeiros e Estuarinos. 2011. (Avaliação do estado de conservação dos Bagres Marinhos no Brasil).

3.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos Atuais em Taxonomia Animal. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos Atuais em Taxonomia Animal. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Hostim, M.; Barletta, M.; Marceniuk, A. P.. Participação em banca de Jonas de Assis Almeida Ramos. Alimentação e reprodução das espécies pertencentes a família Gerreidae (Actinopterigii - Perciformes) no estuátio do rio Goiana (PE/PB) e as características ambientais dos habitats que essas espécies utilizam am cada fase ontogenética. 2011. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
Barletta, M.; Marceniuk, A. P.; Hostim, M.. Participação em banca de André Ricardo de Araújo Lima. Eventos morfológicos e padrões de crescimento durante a ontogenio das espécies de bagres marinhos (Ostariophisii - Ariidae) no estuário do rio Goiania (PE/PB - Brasil). 2011. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
de Miranda V. F. O.; ASSIS, M. A.; Marceniuk, A. P.. Participação em banca de Carolina Agostini Mittelstaedt. Filogenia do gênero Utricularia L. (Lentibulariaceae) utilizando caracteres morfológicos e moleculares pelo método de otimização direta. 2008. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de Mogi das Cruzes.

4.
de Miranda V. F. O.; Sano, P. T.; Marceniuk, A. P.. Participação em banca de Débora Clivati. Filogenia do gênero Cambessedesia DC. (Melastomataceae) com base em dados morfológicos e moleculares (região its do DNAr). 2008. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de Mogi das Cruzes.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
Marceniuk, A. P.. Comissão examinadora para análise de projeto de Tese a ser desenvolvida no PPGZOOL. 2014. Museu Paraense Emílio Goeldi.

2.
Marceniuk, A. P.. Comissão examinadora para análise de projeto de Tese a ser desenvolvida no PPGZOOL. 2013.

3.
Marceniuk, A. P.; WOSIACKI, W. B.; PEIXOTO, L. A. W.. Banca Examinadora do Trabalho de Conclusao de Curso. 2013.

4.
Marceniuk, A. P.. Banca Examinadora da aula de qualificação do Doutorado em Zoologia. 2012. Museu Paraense Emílio Goeldi.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVII EBI - Encontro Brasileiro de Ictiologia. painel. 2007. (Congresso).

2.
XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia. XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia. 2006. (Congresso).

3.
II Jornada Científica do Museu de Zoologia da USP.II Jornada Científica do Museu de Zoologia da USP. 2001. (Outra).

4.
I Jornada Científica do Museu de Zoologia da USP.I Jornada Científica do Museu de Zoologia da USP. 1999. (Outra).

5.
XI Encontro Brasileiro de Ictiologia. XI Encontro Brasileiro de Ictiologia. 1995. (Congresso).

6.
XX Congresso Brasileiro de Zoologia. XX Congresso Brasileiro de Zoologia. 1994. (Congresso).

7.
II Reunião Anual do Instituto de Pesca.II Reunião Anual do Instituto de Pesca. 1993. (Outra).

8.
X Encontro Brasileiro de Ictiologia. X Encontro Brasileiro de Ictiologia. 1993. (Congresso).

9.
IX Encontro Brasileiro de Ictiologia. IX Encontro Brasileiro de Ictiologia. 1991. (Congresso).

10.
VII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca. VII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca. 1991. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Cintia Oliveira Carvalho. Revisão Taxonômica do complexo de espécies Haemulon steindachneri (Jordan; Gilbert, 1882) (Perciformes; Haemulidae). Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em BIODIVERSIDADE E EVOLUÇÃO) - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Najila Nolie Catarine Dantas Cerqueira. Análise genética de bagres marinhos dos gêneros Cathorops e Genidens (Siluriformes, Ariidae) no oceano Atlântico Ocidental. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciência Biológica AC.: Genética) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Najila Nolie Catarine Dantas Cerqueira. Análise comparativa da composição genética de exemplares da fauna de peixes marinho-estuarinos encontrados na costa do Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Genética)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, . Coorientador: Alexandre Pires Marceniuk.

2.
Wemerson Clayton da Silva. Variabilidade genética e estrutura populacional de bandeirado (Bagre bagre) na costa norte brasileira. 2012. Dissertação (Mestrado em Biologia Ambiental) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Alexandre Pires Marceniuk.

3.
Bruno Barbanti. Estudo da ictiofauna de um trecho do Canal de Bertioga, São Paulo, Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de Mogi das Cruzes, . Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

4.
Sara Lívia S. Fernandes da Matta. Identificação e caracterização molecular de Cichlidae da bacia do Alto rio Paraná utilizando o gene mitocondrial Citocromo Oxidase I (COI).. 2010. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de Mogi das Cruzes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Alexandre Pires Marceniuk.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Rafael Abdul Khalek de Alcântara. Diversidade Filética dos Peixes Estuarinos (Chondrichthyes e Teleostei) do Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Pará. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

2.
Cristiane Castilho Fernandes da Silva. Caracterização das espécies do gênero Trichomycterus (Siluriformes; Trichomycteridae) encontradas no Parque das Neblinas, estado de São Paulo. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Biologia) - Universidade de Mogi das Cruzes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

3.
Eduardo Cotrim Simon. Caracterização morfológica de duas variedades do lambari-do-rabo-vermelho, Astyanax fasciatus (Characiformes; Characidae), encontradas na barragem da Ponte Nova no rio Tietê.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Biologia) - Universidade de Mogi das Cruzes. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

Iniciação científica
1.
Rayla Roberta M. de S. Serra. Diversidade biológica de peixes marinhos estuarinos (teleostei) da costa norte do Brasil, avaliada com base em dados meristicos. 2017. Iniciação Científica - Museu Paraense Emílio Goeldi, Fundaçao Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa do estado do Pará. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

2.
Rafael Abdul Khalek de Alcântara. Diversidade de peixes do estuário do ri Caeté, Bragança, Pará.. 2014. Iniciação Científica - Museu Paraense Emílio Goeldi, Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

3.
Gisele Paula Silva da Silva. Diversidade de bagres marinhos do gênero Cathorops (Siluriformes; Ariidae) da região costeira do Pará. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Interdisciplinar em Ciências da Terra) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

4.
Willian Tadashi Kuwabara. Identidade taxonômica das espécies do gênero Astyanax Baird & Girard, 1854 (Characiformes; Characidae), da bacia de cabeceiras do rio Tietê, São Paulo.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Biologia) - Universidade de Mogi das Cruzes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

5.
Cristiane Castilho Fernandes da Silva. Caracterização molecular das espécies do gênero Genidens (Siluriformes; Ariidae), bagres marinhos do sudeste e sul da América do Sul. 2010. Iniciação Científica - Núcleo Integrado de Biotecnologia da Universidade de Mogi das Cuzes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.

6.
Cristiane Castilho Frenandes da Silva. Caracterização das espécies do gênero Trichomycterus (Siluriformes; Trichomycteridae) encontradas no rio Itatinga e rio Claro, do Estado de São Paulo. 2009. Iniciação Científica - Núcleo Integrado de Biotecnologia da Universidade de Mogi das Cuzes, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Pires Marceniuk.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Marceniuk, A. P.. Taxonomia, sistemática e evolução dos bagres marinhos da família Ariidae (Siluriformesç Ariidae). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Marceniuk, A. P.. Conservação da Biodiversidade de Peixes Marinhos e Estuarinos (Condrichthyes e Actinopterygii), da Costa Norte do Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Marceniuk, A. P.. Ictiofauna Marinha: diversidade, pesca e conservação. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos Atuais em Taxonomia Animal. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos Atuais em Taxonomia Animal. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
Marceniuk, Alexander P.. Tópicos de Sistemática e Taxonomia Zoológica. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/11/2018 às 6:38:32