Daniela Lupinacci Villanova

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3509017902526900
  • Última atualização do currículo em 16/08/2018


possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996), mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004) , atuando principalmente nos seguintes temas: materiais cerâmicos, propriedades físicas e mecânicas, argila vermelha e resíduos como cinza de carvão mineral. Desenvolveu pós-doutorado em materiais nanoestruturados. Atualmente é docente do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS - Câmpus Farroupilha. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Daniela Lupinacci Villanova
Nome em citações bibliográficas
VILLANOVA, D. L.;VILLANOVA, DANIELA LUPINACCI

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Farroupilha.
Av.São Vicente, 785
Centro
95180-000 - Farroupilha, RS - Brasil
Telefone: (54) 32602400


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2004
Doutorado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Processamento cerâmico, evolução microestrutural e controle de propriedades em corpos cerâmicos produzidos à base de cinza pesada de carvão termoelétrico e vidro sodo-cálcico, Ano de obtenção: 2004.
Orientador: Carlos Pérez Bergmann.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: cinza de carvão mineral; cinza pesada; vidro; propriedades.
Grande área: Engenharias
Setores de atividade: Construção Civil; Desenvolvimento de Novos Materiais.
1996 - 1999
Mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Fadiga Térmica de Materiais Cerâmicos Aspergidos por Plasma Spray com Função de Barreira Térmica,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Carlos Pérez Bergmann.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: aspersão térmica; fadiga térmica; alumina; zircônia.
Grande área: Engenharias
Setores de atividade: Desenvolvimento de Novos Materiais; Indústria Metal-Mecânica.
1990 - 1996
Graduação em Engenharia Mecânica.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.


Pós-doutorado


2009 - 2010
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Engenharias
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia de Materiais e Metalúrgica / Subárea: Materiais Não-Metálicos / Especialidade: Cerâmicos.


Formação Complementar


2011 - 2013
Curso Avançado de Língua e Cultura Italiana. (Carga horária: 128h).
Associazione Culturale Italiana del Rio Grande do Sul, ACIRS, Brasil.
2011 - 2011
Espanhol Instrumental. (Carga horária: 26h).
Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha, IFRS, Brasil.
2001 - 2001
Mechanical Properties Of Advanced Engineering Cera. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2000 - 2000
Structure And Properties Of Ceramic Materials. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
1996 - 1998
Lìngua e Cultura Italiana. (Carga horária: 360h).
Associazione Culturale Italiana del Rio Grande do Sul, ACIRS, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2015 - Atual
Ensino, Mestrado profissional em Tecnologia e Engenharia de Materiais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Materiais Metálicos, Processos Metalúrgicos, Ciência dos Materiais
03/2012 - Atual
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Desenho Técnico I, Ciência e Tecnologia dos Materiais, Materiais de Construção
03/2012 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Presidente do Núcleo Docente Estruturante do Curso Superior em Engenharia Mecânica.
03/2012 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Presidente do Colegiado do Curso Superior em Engenharia Mecânica.
07/2010 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
Ciência dos Materiais, Tratamentos Térmicos, Ensaios Mecânicos, Introdução à Metalurgia Física
03/2014 - 08/2016
Direção e administração, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Coordenação do Curso Superior em Engenharia Mecânica.
09/2011 - 04/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Implementação do Programa de Coleta Seletiva Solidáira.
08/2011 - 04/2013
Direção e administração, Campus Farroupilha, .

Cargo ou função
Coordenador de Pesquisa e Inovação.
12/2012 - 01/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Patrimônio.
08/2010 - 12/2011
Direção e administração, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Representante do Curso Técnico em Metalurgia.
10/2010 - 10/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Farroupilha, .

Cargo ou função
Membro da Subcomissão Própria de Avaliação SPA.
02/2011 - 06/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmpus Farroupilha, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Avaliação e Gestão de Projetos de Pesquisa e Inovação - CAGPPI.

Universidade de Santa Cruz do Sul, UNISC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Professor horista, Enquadramento Funcional: Horista, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista
Outras informações
PROJETO CASADINHO - UFRGS (Laboratório de Materiais Cerâmicos)/UNISC (Tecnologia Ambiental)

Atividades

03/2009 - 06/2010
Ensino, Engenharia de Produção, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ensaios Mecânicos, Materiais para Construção Mecânica
03/2009 - 06/2010
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Materiais de Construção Mecãnica, Ensaios Mecânicos
03/2009 - 06/2010
Ensino, Engenharia Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Poluição Atmosférica

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Bolsa-pesquisa, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40
Outras informações
Bolsa-pesquisa pela Fundação Luiz Englert Local de atuação: Laboratório de Materiais Cerâmicos-LACER auxílio-pesquisa (taxa de bancada)

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Atividades

3/2004 - 12/2005
Ensino, Engenharia de Materiais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência dos Materiais
Materiais de Construção Mecânica II
Vidros
Processos de Fabricação de Materiais Cerâmicos
9/1999 - 10/2003
Outras atividades técnico-científicas , Escola de Engenharia, Escola de Engenharia.

Atividade realizada
Bolsista de Doutorado.
3/1996 - 5/1999
Outras atividades técnico-científicas , Escola de Engenharia, Escola de Engenharia.

Atividade realizada
Bolsista de Mestrado.
1/1993 - 2/1996
Outras atividades técnico-científicas , Escola de Engenharia, Escola de Engenharia.

Atividade realizada
Bolsista de Iniciação Científica.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Avaliação experimental da influência da rugosidade superficial em modelo obtido por diferentes processos de fundição no desenvolvimento de perfis de escoamento
Descrição: O entendimento de escoamentos ao redor de objetos de diferentes geometrias tem sido fundamental para o desenvolvimento da tecnologia em várias áreas do conhecimento, sendo a visualização de escoamentos uma importante ferramenta para o estudo qualitativo de características dos mesmos. A importância de se conhecer e dominar tal assunto pode ser facilmente reconhecida quando se observa que grande parte dos objetos de interesse em engenharia está exposta à passagem de uma corrente de ar ou de água. Muitos desses objetos acabam por apresentar acabamentos diferentes, com rugosidades associadas, em virtude dos mais variados processos de fabricação, o que pode gerar diferentes perfis de escoamento. Face ao exposto, o presente trabalho visa à avaliação da influência da rugosidade superficial de um objeto (modelo de estudo) no desenvolvimento de perfis de escoamento. Para tal serão estudados diferentes acabamentos superficiais obtidos com a fabricação do modelo de estudo em três diferentes processos de fundição: areia verde, microfusão e fundição em coquilha. Empregar-se-á como técnica experimental a visualização de escoamentos, sendo os ensaios realizados, para diferentes números de Reynolds, utilizando-se a bancada didática 'canal de escoamento aberto', devidamente adaptada, do Laboratório de Fenômenos, do IFRS-Campus Farroupilha. A partir dos resultados obtidos será possível correlacionar a rugosidade superficial dada por cada processo de fabricação com o comportamento do perfil de escoamento obtido..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Lisiane Trevisan - Integrante / Fernanda Raquel Brand - Coordenador / Carlos eduardo Avelleda - Integrante / Sergio Wortmann - Integrante.Financiador(es): Fomento Interno - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Otimização de material e tratamentos térmicos na produção de pinos utilizados em máquinas agrícolas
Descrição: Tratores são máquinas utilizadas para tracionar variados tipos de carga, principalmente na agricultura. Estes equipamentos se destacam principalmente pela robustez e força e devido a essas características, a sua constituição principal é a base de metais, sejam ligas de aço ou fundidas, que passam por vários processos produtivos até chegar ao componente final. Nos últimos anos, devido à necessidade de produzir mais alimentos, os tratores fabricados são cada vez mais dedicados para a produção e aplicados de forma especifica em uma determinada cultura, tendo suas características ajustadas conforme a necessidade de sua aplicação. Com isso, seus componentes construtivos devem acompanhar essa evolução para garantir o melhor aproveitamento do equipamento, garantindo durabilidade e segurança ao produtor rural, bem como reduzir o custo do equipamento para se manter competitivo no mercado. Exigências estas que influenciam desde a construção de suas estruturas, que devem suportar as grandes cargas transportadas, até seus sistemas de levantes hidráulicos, que devem promover confiança, agilidade e segurança nos momentos de operação. Na sua construção o sistema de levante hidráulico é constituído por vários pinos que servem como eixos para possibilitar a mobilidade, mantendo-se articulável numa determinada posição e com certa rigidez em outras. Para isso, é necessário que os pinos resistam as cargas impostas sobre eles, suportando deformações, desgastes e garantindo o não rompimento do componente. A baixa resistência ao desgaste em pinos de articulações é um dos fatores que afetam o desempenho do sistema de levante em um implemento agrícola. Ao desgastar o eixo, o sistema acaba com folgas excessivas, prejudicando a operação onde se utiliza implementos mais precisos e que necessitem de um sistema mais robusto e eficiente. Assim, o objetivo desta proposta é avaliar a influência de alguns tipos de aços, bem como o tratamento térmico neles aplicados, e verificar qual a real importância destes sobre o desempenho dos pinos e eixos utilizados nos tratores, além de otimizar a relação custo-benefício, com o aumento da segurança e durabilidade desde a produção até o uso destes componentes do sistema de levante hidráulico em produtos a campo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Luiz Antonio Odorcick - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação da influência da variação da densidade de corrente e do pH do eletrólito na obtenção de revestimentos metálicos eletrodepositados
Descrição: Os metais são bastante susceptíveis ao processo corrosivo, um fenômeno de degradação que pode provocar a falha direta dos metais, sendo responsável pelo colapso de diversos componentes metálicos. As técnicas de tratamento de superfície visam aumentar a resistência do material ao meio, minimizando o dano sofrido pelo processo corrosivo. A galvanoplastia, um processo de eletrodeposição, promove a formação de uma camada de material mais resistente, impedindo o contato direto do material com o meio, ou seja, constituindo uma película protetora. A qualidade do revestimento está associada diretamente ao controle dos parâmetros processuais. Dentre estes, destacam-se a composição do banho (eletrólito), a influência do pH, a temperatura do meio, a densidade de corrente, a agitação mecânica do banho e a preparação do substrato. Nesse trabalho, pretende-se investigar a influência da variação da densidade de corrente e do pH do eletrólito na obtenção e na qualidade de revestimentos metálicos obtidos por eletrodeposição. Os testes iniciais serão conduzidos em uma célula de Hull, que permite a realização da eletrodeposição em pequena escala. Os revestimentos obtidos serão caracterizados através de inspeção visual, análise microscópica, teste de aderência, testes de espessura e uniformidade. Tabulando os dados obtidos pretende-se estabelecer relações entre eles. Com o foco do trabalho na análise destes dois parâmetros, visa-se ampliar o conhecimento e o domínio da produção destes revestimentos metálicos, bem como estabelecer a pesquisa nessa área de conhecimento no Campus Farroupilha ? IFRS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Fernanda Raquel Brand - Integrante / Elisangela Muncinelli Caldas Barbosa - Integrante / Laura de Andrade Souza - Integrante.
2015 - 2016
Título: PROJETO, CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE UMA BANCADA PARA PRÁTICAS DE ELETRODEPOSIÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO REVESTIMENTO OBTIDO
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos eduardo Avelleda - Integrante / Jorge da Luz Matos - Coordenador / Edson Luiz Francisquetti - Integrante.
2015 - Atual
Avaliação dos Parâmetros Processuais na Adesão e no Comportamento Mecânico de Uma Junta Soldada de PP e PE
Descrição: Soldagem Polimérica é a união de dois ou mais componentes, confeccionados em materiais iguais ou similares, sob calor e pressão. As superfícies de junta ou união são aquecidas até atingirem um estado termoplástico para posteriormente serem unidas sob pressão e resfriadas até sua estabilidade. Por esta razão, somente materiais termoplásticos podem ser soldados, devido ao seu comportamento térmico e plástico. A união de peças poliméricas conformadas mostra-se necessária nas mais diversas situações industriais. Alguns setores já utilizam variações deste processo há anos, como na fabricação de sacolas plásticas e outros filmes finos até a confecção de faróis para a indústria automobilística. O uso de solda representa um processo mais limpo, sem a necessidade, na maior parte dos casos, de aplicação de complexos sistemas de encaixe ou do envolvimento direto do operador, reduzindo variáveis e custos fixos no processo. Entretanto, no Brasil, este processo ainda está limitado a grandes empresas e a alguns setores da indústria, deixando uma carência de conhecimento e oportunidades para aplicação em produtos de uso cotidiano, como utilidades domésticas e produtos para lazer, os quais são o foco de aplicação deste estudo. Sendo atualmente os dois polímeros mais processados mundialmente e representando também as principais matérias-primas com aplicação para o mercado de utilidades domésticas, soldas em Polipropileno (PP) e Polietileno de alta densidade (PEAD) são as aplicações de maior interesse e foco de pesquisa para este estudo. Diversos fatores podem influenciar a soldagem dos componentes, como cristalinidade ou estrutura amorfa dos materiais a serem soldados ou sua resposta térmica, dentre outros. O objetivo desse trabalho é investigar a solda em Polipropileno (PP) e Polietileno de Alta Densidade (PEAD), atualmente as principais matérias-primas com aplicação para o mercado de utilidades domésticas. Diversos tipos de soldas termoplásticas foram avaliados e dentre, estes foram definidos para essa investigação as soldas por atrito rotacional e por ultrassom. Os corpos de prova padrão serão confeccionados através de injeção termoplástica e soldados com variação de parâmetros como tempo, pressão e temperatura. Serão caracterizados quanto à ensaio de tração e análise DMTA, para verificação da qualidade da junta soldada em relação à adesão, tensão de ruptura e ciclagem térmica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Edson Luiz Francisquetti - Integrante / Ricardo Coleoni Borges - Integrante.
2012 - 2013
Caracterização de Materiais
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Melissa Dietrich da Rosa - Integrante / Luciane Calabria - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2012 - 2012
Avaliação das propriedades térmicas de matrizes cerâmicas obtidas por Processo Shaw
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Lisiane Trevisan - Integrante / Fernanda Raquel Brand - Integrante / Gilmar da Luz Junior - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha - Auxílio financeiro.
2010 - 2013
MOAGEM DE REJEITOS DA INDÚSTRIA DE BENEFICIAMENTO DE PEDRAS PRECIOSAS PARA APLICAÇÃO NA INDÚSTRIA CERÂMICA, CONSTRUÇÃO CIVIL E IMPRESSÃO 3D DE ARTEFATOS CERÂMICOS
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Desenvolvimento de Fotobiorreatores para mitigação das emissões de CO2 em Usinas Termoelétricas com o uso de microalgas
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Juliane Vicenzi - Integrante / Tania Maria Basegio - Integrante / Rosana de Cássia de Souza Schneider - Integrante.Financiador(es): AES Uruguaiana Empreendimentos - Auxílio financeiro.
2009 - 2012
AVALIAÇÃO TÉCNICA E AMBIENTAL DO PROCESSO PRODUTIVO DE JÓIAS E FOLHEADOS: ECOEFICIÊNCIA ASSOCIADA AO TINGIMENTO DE ÁGATAS E AO PROCESSO DE GALVANIZAÇÃO
Descrição: Esta proposta visa avaliar técnica e ambientalmente dois setores da cadeia produtiva de jóias e folheados, propondo, por um lado, a inclusão da ecoeficiência no processamento do tingimento de ágatas e, por outro lado, a busca por alternativas de reaproveitamento do lodo galvânico proveniente da produção de jóias e folheados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2013
FUNCIONALIZAÇÃO DE NANOESTRUTURAS PARA APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS
Descrição: Esta proposta pretende criar um intercâmbio científico entre as 4 IES participantes: UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), UNISC (Universidade de Santa Cruz) e UNIFRA (Centro Universitário Francisco). As equipes com linhas de pesquisa atualmente já desenvolvidas pretendem unir esforços na área de nanotecnologia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
GERAÇÃO - Definição de critérios de materiais antifouling para fazer frente a formação de incrustações (Mexilhão Dourado) em equipamentos de transporte e captação de água de usinas hidroelétricas

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carlos Pérez Bergmann em 30/07/2012.
Descrição: Descrição: Identificar, quantificar e avaliar o grau de incrustação do mexilhão dourado nas Usinas Hidrelétricas do Sistema do Jacuí da CEEE, tendo em vista a presença deste molusco no Delta do Jacuí e definir critérios de materiais antifouling para fazer frente à formação de incrustações em equipamentos de transporte e captação de água das usinas hidroelétricas. Pretende-se assim, definir medidas de prevenção, materiais ou recobrimentos mais adequados para eliminar ou minimizar a ocorrência de incrustações de mexilhões dourados no sistema de geração hidroelétrica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Juliane Vicenzi - Integrante / Tania Maria Basegio - Integrante / Waleska Campos Guaglianoni - Integrante / Julio César Cestari Pureza - Integrante.Financiador(es): Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica - Matriz - Auxílio financeiro.
2007 - 2009
REAPROVEITAMENTO DE LODO GALVÂNICO PROVENIENTE DA PRODUÇÃO DE JÓIAS E FOLHEADOS COMO MATÉRIA-PRIMA PARA A INDÚSTRIA CERÂMICA
Descrição: Este projeto objetiva a utilização de lodo galvânico proveniente de jóias e folheados como matéria-prima na indústria cerâmica.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Tania Maria Basegio - Integrante / Andrea Pokorny - Integrante / Gustavo Castanheira - Integrante / Bruna Gruber Fernades - Integrante / Chyntia Thompson - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2007 - 2009
Desenvolvimento de Técnicas para Remediação de Solos Contaminados por Pequenos Vazamentos de Óleos Minerais

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carlos Pérez Bergmann em 30/07/2012.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Tania Maria Basegio - Integrante / Felipe Amorim Berutti - Integrante / Felipe Fernandes de Oliveira - Integrante.
2006 - 2010
REUTILIZAÇÃO E REVALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS COMO MATERIAL AGREGADO EM MATERIAIS CERÂMICOS
Descrição: Projeto em parceria com a UFRGS/PPGEM, através do Edital 003/2006, Programa de Apoio à Cooperação ente cursos de Pós-Graduação Strictu Sensu 'Casadinhos' - PAPG.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
CORRELAÇÃO ENTRE POZOLANICIDADE DE SÍLICAS E SUA CRISTALINIDADE E ÁREA SUPERFICIAL
Descrição: A presente pesquisa tem por objetivo a análise da correlação entre a pozolanicidade de sílicas em função da cristalinidade e da variação da área superficial Para a obtenção do objetivo geral proposto será necessário atingir os seguintes objetivos específicos: caracterização das sílicas quanto a composição química, mineralogia, granulometria e área superficial; obtenção de sílicas com diferentes granulometrias e áreas superficiais; determinação da granulometria e área superficial das sílicas moídas ; determinação do índice de pozolanidade das sílicas moídas; análise da correlação entre a pozolanicidade das sílicas moídas sua cristalinidade e área superficial.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Margarete Regina Freitas Gonçalves - Integrante / Maria Luisa Fasolo Klein - Integrante.
2005 - 2008
REDUÇÃO DO DESGASTE EROSIVO EM TROCADORES DE CALOR DE USINAS TERMOELTÉRICAS A CARVÃO MINERAL ATRAVÉS DO USO DE REVESTIMENTOS PROTETORES - 2a Fase
Descrição: Nenhuma das fontes energéticas por si só é suficiente para atender a todas as necessidades do Brasil em termos de energia. A geração termoelétrica de energia através da queima de carvão mineral é uma alternativa que utiliza uma fonte de energia barata (carvão mineral) e totaliza 39% da matriz mundial em geração de energia. No Brasil, esta fonte energética representa a maior fonte de combustíveis fósseis, principalmente no sul do país. Além disso, também constitui a principal fonte de energia para o consumo interno de empresas de grande porte, que necessitam de energia em grande quantidade e tempo integral. No entanto, durante a geração de energia através da queima de carvão mineral são geradas dois tipos de cinzas: pesadas (recolhidas em precipitadores) e leves (que tendem a acompanhar os gases aquecidos no processo). O intenso e localizado desgaste provocado pelo fluxo de cinzas leves nas caldeiras gera um maior custo operacional através da redução da vida útil dos componentes e do aumento no número de paradas para manutenção. Nas Usinas Termoelétricas da Tractebel Energia (com unidades no RS e SC), por exemplo, cerca de 10% dos custos de manutenção provêm de paradas não programadas devido à erosão no interior das caldeiras, principalmente em tubos de trocadores de calor. Além disso, há o custo.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (16) / Especialização: (8) / Mestrado acadêmico: (7) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (11) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Juliane Vicenzi - Integrante / Mônica Jung de Andrade - Integrante / CAio Marcelo Marques - Integrante / Antonio Shigueaki Takimi - Integrante / Marcio Dias Lima - Integrante / João Marcos Hohemberger - Integrante / Andrei Locatelli - Integrante / Kareline Bueno Guerino - Integrante / Saulo Roca Bragança - Integrante / Alexandre Veeck - Integrante / Ângela Beatris Coelho Arnt - Integrante / Cassiano Scapinelli - Integrante / Clarice Terui Kunioshi - Integrante / Clésio Ismério de Oliveira - Integrante / Darlan Geremia - Integrante / Diego Pereira Tarragó - Integrante / Eduardo Augusto Brefere Arnoni - Integrante / Elidio Angioletto - Integrante / Everaldo Carvalho da Silva - Integrante / Felipe Nobre de Souza - Integrante / Flávio Camargo - Integrante / Frederico Guilherme Muller - Integrante / Gilmar Bohrz - Integrante / João Paulo Moura da Silva - Integrante / Lalgudi Venkaterman Ramanathan - Integrante / Leonardo Geremia - Integrante / Leonardo Ladeira de Oliveira - Integrante / Luiz Carlos Greggianin - Integrante / Luiz Felippe - Integrante / Marcos Marques da Silva Paula - Integrante / Matheus Remus Mezomo - Integrante / Michael Peterson - Integrante / Renato Bonadiman - Integrante / Ricardo Brambila da Fonseca - Integrante / Ricardo Rocha Noro - Integrante / Ricardo Thomé da Cruz - Integrante / Rubens Camaratta - Integrante / Rubens Walter Oses - Integrante / Stela Maria de Carvalho Fernandes - Integrante / Vilson Carlos da Silva Ferreira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2002 - 2003
PRODUÇÃO DE MATERIAIS CERÂMICOS UTILIZANDO CINZAS DE CARVÃO: ADAPTAÇÃO/TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA DE ESCALA DE LABORATÓRIO A ESCALA INDUSTRIAL
Descrição: Este projeto dará continuidade às etapas realizadas nos anos anteriores, onde o título do projeto era: "Reutilização de Cinzas Geradas na Queima de Carvão Mineral para Produção de Energia Elétrica". Esta etapa prevê a transferência da tecnologia já estudada no âmbito industrial, em escala piloto, para que a pesquisa seja efetivamente utilizada na prática. Trata-se de continuação do projeto anterior iniciado no ciclo 2000, previsto sua conclusão no ciclo 2003/2004 (15 meses, de setembro/2002 até novembro/2003). O início deste projeto foi aprovado no ciclo 2002/2003..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador.Financiador(es): Tractebel Energia Sa - Auxílio financeiro.
2001 - 2002
REUTILIZAÇÃO DE CINZAS GERADAS NA QUEIMA DE CARVÃO MINERAL PARA A PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
Descrição: Desenvolvimento de produtos cerâmicos utilizando-se cinzas de carvão mineral como matéria-prima..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Michele Goulart da Silva - Integrante / Mônica Jung de Andrade - Integrante.Financiador(es): Gerasul Sa - Auxílio financeiro.
2001 - 2002
DESENVOLVIMENTO DE SUPERFÍCIES COM ELEVADA RESISTÊNCIA AO DESGASTE: SELEÇÃO DE MATERIAIS E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS REVESTIMENTOS APLICADOS POR ASPERSÃO TÉRMICA
Descrição: Avaliação de superfícies termicamente aspergidas com elevada resistência ao desgaste para a aplicação em equipamentos de usinas térmicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Juliane Vicenzi - Integrante / CAio Marcelo Marques - Integrante / Antonio Shigueaki Takimi - Integrante / Marcio Dias Lima - Integrante.Financiador(es): Companhia de Geração de Energia Elétrica - Auxílio financeiro.
1999 - 2000
UTILIZAÇÃO DE CINZAS GERADAS NA QUEIMA DE CARVÃO NA TERMOELÉTRICA JORGE LACERDA - SC
Descrição: Desenvolvimento de metodologia visando utilizar as cinzas de carvão geradas na queima do carvão mineral..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Michele Goulart da Silva - Integrante / Mônica Jung de Andrade - Integrante / Carlos Pérez Bergamnn - Coordenador.Financiador(es): Jorge Lacerda - Auxílio financeiro.
1997 - 1998
VIABILIDADE DA APLICAÇÃO DE ESCÓRIA COMO MATÉRIA-PRIMA NA INDÚSTRIA DE VIDROS E VIDRADOS E DE CERÂMICAS E REFRATÁRIOS
Descrição: Este projeto visa determinar a viabilidade da aplicação de escória como matéria--prima na indústria de vidros e vidrados e de cerâmicas e refratários..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Juliane Vicenzi - Integrante / Tania Maria Basegio - Integrante / Felipe Berutti - Integrante.Financiador(es): Grupo Gerdau S/A - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2016 - 2016
Desafio do Carrinho de Ratoeira
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
Desafio NAPNE- Engenharia: Desenvolvimento de projetos visando à inclusão de pessoas com necessidades especiais no contexto Lazer e Esporte Coletivo
Descrição: O lazer é uma atividade que deve ser disponibilizada a qualquer pessoa, independente de sua condição física ou psicológica. Nesse sentido, o desenvolvimento de ações que visem a inclusão de pessoas com necessidades especiais vem adquirindo cada vez mais importância. Essa proposta visa a criação e/ou o aperfeiçoamento de projetos voltados à inclusão de pessoas com necessidades especiais tanto no lazer quanto no esporte coletivo pelos alunos dos cursos de engenharia. Dessa forma, também estará sendo desenvolvido nesse alunos uma visão inclusiva e de aceitação da diversidade e será trabalhado o conceito de interdisciplinaridade a partir do momento em que será necessário o emprego de diversos conceitos abordados nos cursos na elaboração dos projetos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Coordenador / Carolina Wiedemann Chaves - Integrante / Gustavo Kunzel - Integrante / Ademar Kuminiki - Integrante / Douglas Severo Silveira - Integrante / Graciele Rosa da Costa Soares - Integrante / Jocianne Giacomuzzi Pires - Integrante.
2012 - 2014
3º Ciclo de Palestras e 3ª Feira Tecnológica - IFRS Câmpus Farroupilha
Descrição: Realização da 3ª feira científica no IFRS - Campus Farroupilha, com o objetivo de oportunizar a apresentação e discussão de trabalhos elaborados por estudantes do campus e demais campi desta Instituição e escolas da região, alémd o desenvolvimento de trabalhos práticos.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2011 - 2012
TecnoFeira - Feira de Ciências e Tecnologia do IFRS ? Campus Farroupilha
Descrição: Realização de feira científica no IFRS - Campus Farroupilha, com o objetivo de oportunizar a apresentação e discussão de trabalhos elaborados por estudantes do campus e demais campi desta Instituição e escolas da região, alémd o desenvolvimento de trabalhos práticos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Projetos de desenvolvimento


2004 - 2007
CONVERSÃO DE FORNOS DE TRATAMENTO TÉRMICO PARA GÁS NATURAL
Descrição: Esta proposta visa projetar e implementar a conversão para Gás Natural de fornos modelo IPSEN de tratamento térmico de metais operando com GLP e eletricidade, situados em empresas do pólo metal-mecânico do RS. A introdução do Gás Natural nestas empresas terá repercussão em todo o setor metal-mecânico regional. Os resultados da conversão serão avaliados quanto a sua economicidade, produtividade, qualidade do produto final, servindo de paradigma para conversões futuras e catalisar o desenvolvimento de clientes do setor metal-mecânico para a RdeGásEnergia.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Daniela Lupinacci Villanova - Integrante / Carlos Pérez Bergmann - Coordenador / Tania Maria Basegio - Integrante / João Marcos Hohemberger - Integrante.Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Auxílio financeiro / Transportadora Brasileira Gasoduto Bolivía-Brasil - Cooperação / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro / Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2012
1º Lugar - Categoria Diversificada - Nível Superior: "Caracterização de poliestireno expandido (EPS), IFRS - Câmpus Farroupilha - 3º Ciclo de Palestras e 3ª Feira Tecnológica.
1994
Menção Honrosa - VI Salão de Iniciação Científica, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
1993
Menção Honrosa - V Salão de Iniciação Científica, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
Villanova, D.L.  Data: 29/08/2007

Artigos completos publicados em periódicos

1.
BORGES, RICARDO COLEONI2018BORGES, RICARDO COLEONI ; VILLANOVA, DANIELA LUPINACCI ; FRANCISQUETTI, EDSON . Fatores de influência na adesão e na resistência mecânica de peças poliméricas soldadas por atrito rotacional: uma revisão da literatura. Tecno-lógica (Santa Cruz do Sul . Online), v. 22, p. 136, 2018.

2.
TELOEKEN, A. C.2011TELOEKEN, A. C. ; VILLANOVA, D. L. ; BASEGIO, T. M. ; BERGMANN, C. P. . UTILIZAÇÃO DE LODO GALVÂNICO COMO MATÉRIA-PRIMA EM CERÂMICA VERMELHA E CARACTERIZAÇÃO DOS CORPOS CERÂMICOS OBTIDOS QUANTO A PROPRIEDADES TECNOLÓGICAS E A IMOBILIZAÇÃO DE METAIS. Cerâmica Industrial (Impresso), v. 16, p. 14-19, 2011.

3.
VILLANOVA, D. L.;VILLANOVA, DANIELA LUPINACCI2010VILLANOVA, D. L.; BERGAMNN, C. P. . INFLUÊNCIA DA VARIAÇÃO GRANULOMÉTRICA DAS MATÉRIAS-PRIMAS NAS PROPRIEDADES TECNOLÓGICAS EM CORPOS CERÂMICOS A BASE DE CINZA PESADA DE CARVÃO MINERAL E VIDRO SODO-CÁLCICO. Cerâmica Industrial, v. 15, p. 15-21, 2010.

4.
VILLANOVA, D. L.;VILLANOVA, DANIELA LUPINACCI2007 VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . SINTERABILITY STUDY OF CERAMIC BODIES MADE FROM A MIXTURE OF MINERAL COAL BOTTOM ASH AND SODA-LIME GLASS CULLET. Waste Management Research, v. 25, p. 77-82, 2007.

5.
VICENZI, J.2006 VICENZI, J. ; VILLANOVA, D. L. ; LIMA, M. D. ; TAKIMI, A. S. ; MARQUES, C. M. ; BERGMANN, C. P. . HVOF-coatings against high temperature erosion (300ºC) by coal fly ash in thermoelectric power plant. Materials and Design, v. 27, p. 236-242, 2006.

6.
BERGMANN, C. P.2003BERGMANN, C. P. ; TAKIMI, A. S. ; MARQUES, C. M. ; VILLANOVA, D. L. ; VICENZI, J. ; LIMA, M. D. . REVESTIMENTOS PROTETORES APLICADOS POR HVOF: ESTUDO COMPARATIVO DA RESISTÊNCIA A EROSÃO A QUENTE POR CINZAS DE CARVÃO MINERAL. Www Infomet Com Br, www.infomet.com.br/Artigostecn, 2003.

Capítulos de livros publicados
1.
BERGMANN, C. P. ; VICENZI, J. ; BASEGIO, T. M. ; VILLANOVA, D. L. ; PEREIRA, D. ; BERGONCI, P. ; SANTOS, C. P. ; MANSUR, M. C. D. . SELEÇÃO DE MATERIAIS E REVESTIMENTOS PARA O CONTROLE DE INCRUSTAÇÕES DO MEXILHÃO DOURADO EM HIDRELÉTRICAS. In: Maria Cristina DREHER MANSUR; Cíntia PINHEIRO DOS SANTOS; Daniel PEREIRA; Isabel Cristina PADULA PAZ; Manuel Luiz LEITE ZURITA; Maria Teresa RAYA RODRIGUEZ; Marinei VILAR NEHRKE; Paulo Eduardo AYDOS BERGONCI. (Org.). Moluscos Límnicos - Invasores no Brasil. Porto Alegre: Redes Editora, 2012, v. , p. 317-322.

2.
VILLANOVA, D. L.; BASEGIO, T. M. ; TELOEKEN, A. C. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação das potencialidades de utilização dos resíduos do processo de galvanoplastia gerados na indústria joalheira. In: Léo Afraneo Hartmann; Juliano Tonezer da Silva. (Org.). Tecnologias para o setor de gemas, joias e mineração. : , 2010, v. , p. 106-116.

3.
BASEGIO, T. M. ; Leão, A. P. B. ; VILLANOVA, D. L. ; HOHEMBERGER, J. M. ; BERNARDES, A. ; IONESCU, L. G. ; BERGMANN, C. P. . Immobilization of chromium ion from ashes generated by incineration of leather shavings by means of vitrified ceramic bodies. In: Paul B. Lin. (Org.). Ceramics Materials Research Trends. Nova Iorque: Nova Science Publishers, 2007, v. , p. 271-319.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SILVA JUNIOR, F. A. ; BRAND, F. R. ; TREVISAN, L. ; VILLANOVA, D. L. ; NONEMACHER, B. . Experimental evaluation of the influence of surface roughness on a model obtained by different casting processes in the development of flow profiles. In: 24th ABCM International Congress of Mechanical Engineering, 2017, Curitiba. Anais do 24th ABCM International Congress of Mechanical Engineering, 2017.

2.
ALMEIDA, M. K. ; RODRIGUEZ, A. L. ; BERGMANN, C. P. ; VILLANOVA, D. L. ; WERMUTH, T. B. . Fotocatálise heterogênea aplicada na degradação do corante Rodamina-B utilizando nanopartículas de dióxido de titânio. In: 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2011, Porto Alegre. Anais do 26º CBESA, 2011.

3.
RECH, A. ; SOUZA, M. P. ; GRESSLER, P. ; SCHNEIDER, R. C. S. ; BJERK, T. ; ALCAYAGA, E. L. ; BERGMANN, C. P. ; VILLANOVA, D. L. . Uso de Efluente Urbano no Cultivo de Desmodesmus subspicatus (Chodat) (CHLOROPHYTA) em Fotobiorreator Tubular, Produção de Energia e Biorremediação. In: 5° Congresso Internacional de Bioenergia, 2010, Curitiba. Anais do 5° Congresso Internacional de Bioenergia, 2010.

4.
TELOEKEN, C. O. ; RODRIGUEZ, A. L. ; LOPEZ, D. A. R. ; Mählmann, C. M. ; VILLANOVA, D. L. . Obtenção de produtos cerâmicos convencionais partindo da utilização de dregs e grits provenientes do processo kraft da produção de papel. In: VII Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental, 2010, Porto Alegre. Anais do VII Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental, 2010.

5.
VILLANOVA, D. L.; RODRIGUEZ, A. L. ; LOPEZ, D. A. R. ; BERGMANN, C. P. . Utilização de pó de fumo como agregado em material cerâmico. In: 25º CBESA - Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2009, Recife. 25º CBESA - Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2009, Recife. Anais do 25 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2009.

6.
BASEGIO, T. M. ; VILLANOVA, D. L. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação da adição de vidro na lixiviação e solubilização de produtos cerâmicos à base de lodo galvânico. In: 18º CBECIMAT - Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2008, Porto de Galinhas. Avaliação da adição de vidro na lixiviação e solubilização de produtos cerâmicos à base de lodo galvânico, 2008.

7.
VILLANOVA, D. L.; LOPEZ, D. A. R. ; BERGMANN, C. P. ; Mählmann, C. M. ; RODRIGUEZ, A. L. . Avaliação do resíduo da indústria fumageira como agregado em produtos cerâmicos. In: 18º CBECIMAT - Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2008, Porto de Galinhas. Avaliação do resíduo da indústria fumageira como agregado em produtos cerâmicos, 2008.

8.
VILLANOVA, D. L.; BASEGIO, T. M. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação da influência do teor e do limite de plasticidade de diferentes argilas na resistência mecânica de corpos cerâmicos verdes à base de cinza pesada de carvão mineral. In: 51 Congresso Brasileiro de Cerâmica - I Seminário de Cerâmica Vermelha, 2007, Salvador. Anais do 51 Congresso Brasileiro de Cerâmica, 2007.

9.
BASEGIO, T. M. ; VILLANOVA, D. L. ; BERGMANN, C. P. . Obtenção de produtos cerâmicos convencionais a base de lodo galvânico. In: 51 Congresso Brasileiro de Cerâmica - I Seminário de Cerâmica Vermelha, 2007, Salvador. Anais do 51 Congresso Brasileiro de Cerâmica, 2007.

10.
VICENZI, J. ; VILLANOVA, D. L. ; LIMA, M. D. ; TAKIMI, A. S. ; MARQUES, C. M. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação do desgaste erosivo à quente (300ºC) por cinzas de carvão mineral em revestimentos obtidos por aspersão térmica. In: II Congresso de Inovação Tecnológica em Energia Elétrica, 2003. Anais do II CITENEL/2003. p. 325-329.

11.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . Reaproveitamento da cinza de carvão através do processamento cerâmico convencional. In: XV Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2002, Natal, 2002.

12.
VILLANOVA, D. L.; VICENZI, J. ; MADRUGA, T. P. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação de uma massa cerâmica de argila vermelha aditivada com chamota - parte II: propriedades físicas e mecânicas após a queima. In: 55° Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais, 2000, Rio de Janeiro. Anais do 55° Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais, 2000. p. 1569-1578.

13.
VICENZI, J. ; VILLANOVA, D. L. ; MADRUGA, T. P. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação de uma massa cerâmica de argila vermelha aditivada com chamota. Parte I: plasticidade e secagem. In: 55° Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais, 2000, Rio de Janeiro. Anais do 55° Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais, 2000. p. 1579-1588.

14.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . ANÁLISE DA ESTRUTURA DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS OBTIDOS POR ASPERSÃO TÉRMICA SUBMETIDOS À FADIGA TÉRMICA. In: 43° CONGRESSO BRASILEIRO DE CERÂMICA, 1999, Florianópolis. Anais do 43º Congresso Brasileiro de Cerâmica, 1999.

15.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . EFEITO DOS CICLOS TÉRMICOS NA ESTRUTURA DE REVESTIMENTOS DE BARREIRA TÉRMICA. In: 42º CONGRESSO BRASILEIRO DE CERÂMICA E 4º IBEROAMERICANO DE CERAMICA, VIDRIOS Y REFRATARIOS, 1998, Poços de Caldas. Anais do 42º Congresso Brasileiro de Cerâmica, 1998. v. 1. p. 364-367.

16.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . Fadiga térmica de revestimentos de Al2O3 aplicados por thermal spray. In: X Congreso Nacional de Metalurgia, 1998, Atacama. Anales 1998, 1998. p. 237-245.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BANGEMANN, B. ; ROSA, M. D. ; VILLANOVA, D. L. ; CALABRIA, L. . BLENDAS BIODEGRADÁVEIS PARA FABRICAÇÃO DE EMBALAGENS. In: 12° Congresso Brasileiro de Polímeros, 2013, Florianópolis. Anais o 12° CBPol, 2013.

2.
BERUTTI, Felipe Amorim ; OLIVEIRA, F. F. ; ALVES, Annelise Kopp ; BASEGIO, T. M. ; VILLANOVA, D. L. ; BERGMANN, C. P. . South Brazilian Soils Remediation using Fenton's Reagent. In: The 15th International Conference on Advanced Oxidation Technologies for Treatment of Water, Air and Soil, 2009, Niagara Falls, USA. AOTs-15 Abstracts, 2009.

3.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . Ceramic bodies produced with bottom ash and the influence of granulometry on their technological properties. In: V SBPMAT, 2006, Florianópolis. SBPMAT, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ZIMMER, F. ; BARBOSA, E. M. C. ; VILLANOVA, D. L. . Avaliação do pH de banhos ácidos e alcalinos na qualidade de revestimentos de zinco eletrodepositados em célula de Hull. In: 2ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural do Campus Farroupilha - IFRS, 2016, Farroupilha. Anais da 2ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural do Campus Farroupilha - IFRS, 2016.

2.
LUZ JUNIOR, G. ; FRITZEN, B. M. ; VILLANOVA, D. L. . Avaliação da influência da temperatura de envelhecimento em propriedades mecânicas na liga AA 6351.. In: 2ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural do Campus Farroupilha - IFRS, 2016, Farroupilha. Anais da 2ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural do Campus Farroupilha - IFRS, 2016.

3.
VILLANOVA, D. L.; ZIMMER, F. . Construção e Validação de uma célula de Hull e uma câmara de névoa salina para práticas experimentais. In: 1ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural - Campus Farroupilha - IFRS, 2015, Farroupilha. Anais da 1ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural - Campus Farroupilha - IFRS, 2015.

4.
VILLANOVA, D. L.; ZIMMER, F. . Projeto, construção e validação de uma bancada com Célula de HUll e Câmara de Névoa Salina. In: 4º SICT - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 2015, Bento Gonçalves. Anais do 4º SICT - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 2015.

5.
CALABRIA, L. ; BANGEMANN, B. ; VILLANOVA, D. L. ; ROSA, M. D. . Biodegradable blends based on starch and polycaprolactone for packing manufacturing. In: XII Brazilian MRS Meeting, 2013, Campos do Jordão. Anais do XII Brazilian MRS Meeting, 2013.

6.
VICENZI, J. ; VILLANOVA, D. L. ; LIMA, M. D. ; TAKIMI, A. S. ; MARQUES, C. M. ; BERGMANN, C. P. . Avaliação do desgaste erosivo à quente em revestimentos termicamente aspergidos. In: Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2002, Natal. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2002.

7.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . ESTUDO DO EFEITO DE CICLOS TÉRMICOS NA ESTRUTURA DE REVESTIMENTOSDE BARREIRA TÉRMICA. In: Jornadas SAM '98, 1998, Rosário. Anais Jornadas SAM '98, 1998.

8.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . ESTUDO DA ADIÇÃO DE CHAMOTA NAS PROPRIEDADES DE UMA ARGILA VERMELHA PARA FORMULAÇÃO DE MASSA CERÂMICA. In: VI Jornadas de Jóvenes Investigadores - Grupo Montevideo, 1998, Santa Fé, 1998.

9.
VILLANOVA, D. L.; BERGMANN, C. P. . ESTUDO DO EFEITO DE CICLOS TÉRMICOS NA ESTRUTURA DE REVESTIMENTOS DE BARREIRA TERMICA. In: 5a. Jornada de Investigación, 1997, 1997. p. 170.

Outras produções bibliográficas
1.
BERGMANN, C. P. ; VILLANOVA, D. L. ; VICENZI, J. ; MANSUR, M. C. . Introdução à Biologia das Invasões. O mexilhão dourado na América do Sul: biologia, dispersão, impacto e controle. São Carlos: Cubo Editora, 2009. (Tradução/Livro).


Demais tipos de produção técnica
1.
VILLANOVA, D. L.. Curso de Leitura e Interpretação de Desenho (LID) e Metrologia. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BERGMANN, C. P.; AL-QURESHI, H. A.; VILLANOVA, D. L.; MATOZO, L. T.; CASARIL, A.. Participação em banca de Isis Michelena. Influência da porosidade no módulo de elasticidade de um material compósito com foco na indústria de materiais de fricção. 2013. Dissertação (Mestrado em PPGEM) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
VILLANOVA, D. L.; MACHADO, E. L.; RODRIGUEZ, A. L.. Participação em banca de Daniel Brinckmann Teixeira. Análise do desempenho tecnológico e ambiental de produtos cerâmicos contendo resíduo industrial como material agregado. 2012. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental) - Universidade de Santa Cruz do Sul.

3.
RODRIGUEZ, A. A. L.; BERGMANN, C. P.; VILLANOVA, D. L.; Kist, L. T.. Participação em banca de Maurício Knack de Almeida. Fotocatálise Heterogênea aplicada na degradação do corante Rodamina-B utilizando Nanopartículas de Dióxido de Titânio. 2011. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental) - Universidade de Santa Cruz do Sul.

4.
VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Simone Maríndia Biolo. Reúso do resíduo de fundição areia verde na produção de blocos cerâmicos. 2005. Dissertação (Mestrado em PPGEM) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Doutorado
1.
BERGMANN, C. P.; VILLANOVA, D. L.; PIZZOLATO, T. M.. Participação em banca de Regina Felisberto. Efeito dos gases sulfurosos em massa de lodo galvânico industrial contendo resíduo de vidro e adição de CaO tratada termicamente para obtenção de produtos vítreos e inertização de contaminantes. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em PPGEM/UFRGS Programa de Pós-Graduação em Eng Minas, Metalúrgica e Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
VILLANOVA, D. L.; VICENZI, J.. Participação em banca de Andrea Pokorny. Relação entre porosidade e composição química em espumas vítreas obtidas a partir de resíduos de vidro e calcário dolomítico. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em PPGEM) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SOARES, G. G.; VILLANOVA, D. L.; FREITAS, N. R.. Participação em banca de Bruno Nonemacher.Estudo comparativo entre as potências de corte real e teórica para um processo de torneamento. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

2.
TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.; AVELLEDA, C. E.. Participação em banca de Eduardo Felipe dos Santos.Otimização de matriz de injeção de alumínio usando software de simulação numérica. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

3.
WORTMANN, S.; VILLANOVA, D. L.; AVELLEDA, C. E.. Participação em banca de Marciano Roberto Rossatto.Projeto de sistema de exaustão para laboratório de soldagem do Instituto Federal. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

4.
FRANCISQUETTI, E. L.; VILLANOVA, D. L.; BISCHOFF, E.. Participação em banca de Rafael Domingos Dalagnol.Estudo de plastificante polimérico alternativo ao dioctil ftalato nas propriedades do policloreto de vinila (PVC). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

5.
TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.; AVELLEDA, C. E.. Participação em banca de Fabrício Pertile.Influência do sentido de laminação na resistência ao impacto de aços ferramentas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

6.
TREVISAN, L.; AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Carla Pires Brandstetter.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

7.
TREVISAN, L.; SOARES, G. G.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Magnum de Oliveira.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

8.
TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.; AVELLEDA, C. E.. Participação em banca de Cleo Roberto Casagrande.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

9.
BRAND, F. R.; VILLANOVA, D. L.; AVELLEDA, C. E.. Participação em banca de João Luiz dos Santos Freitas.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

10.
AVELLEDA, C. E.; TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Iago José Nunes.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

11.
AVELLEDA, C. E.; TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Alexandre Cesar Giacomin.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

12.
AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.; MATOS, J. L.. Participação em banca de Guilherme Eiji Takaki.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

13.
AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.; MATOS, J. L.. Participação em banca de Leandro Spinelli.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

14.
ROMAN, L. T.; AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Julio César de Bona.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

15.
AVELLEDA, C. E.; MATOS, J. L.; VILLANOVA, D. L.. Participação em banca de Vandoir Machado.Banca de Avaliação de Estágio - Técnico em Metalurgia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
VILLANOVA, D. L.; SOARES, G. G.; SOARES, G. R. C.. Banca de Seleção para contração de Professor Substituto - Engenharia Mecânica. 2015. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

2.
VILLANOVA, D. L.. Banca de Avaliação de Desempenho Didático - Engenharia Mecânica. 2015. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul.

3.
VILLANOVA, D. L.; RODRIGUES, L. J.; ALVES, C. R. R.. Banca de Avaliação para Contratação de Professor Temporário - Engenharia Mecânica. 2014. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

4.
VILLANOVA, D. L.; RODRIGUES, L. J.; WORTMANN, S.. Banca de Avaliação para Contratação de Professor Temporário - Engenharia Mecânica. 2014. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

5.
TREVISAN, L.; VILLANOVA, D. L.; OLIVEIRA, J. A.. Banca de Avaliação para Contratação de Professor Temporário. 2013. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

6.
VILLANOVA, D. L.. Elaboração e revisão de questões para concurso público. 2013. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

7.
AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.; TREVISAN, L.. Banca de Avaliação para contratação de Professor Temporário. 2012. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

8.
VILLANOVA, D. L.; TREVISAN, L.; AVELLEDA, C. E.; MATOS, J. L.. Banca de Avaliação para contratação de Professor Temporário. 2011. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

Outras participações
1.
VILLANOVA, D. L.. 1ª Jornada Científica, Tecnológica e Cultural - Campus Farroupilha - IFRS. 2015. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

2.
VILLANOVA, D. L.. 4º SICT - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica - IFRS. 2015. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul.

3.
AVELLEDA, C. E.; VILLANOVA, D. L.. Metalurgia é Arte. 2014. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

4.
VILLANOVA, D. L.; TREVISAN, L.; MATOS, J. L.. Banca do Processo Seletivo para Professor do Curso de Desenhista Mecânico PRONATEC. 2013. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

5.
BOTTIN, E. L.; OLIVEIRA, J. A.; VILLANOVA, D. L.. Banca do Processo Seletivo PRONATEC. 2013. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

6.
VILLANOVA, D. L.. I Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica do IFRS. 2012. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul.

7.
BOTTIN, E. L.; BRAND, F. R.; VILLANOVA, D. L.. Banca do Processo Seletivo PRONATEC. 2012. Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha.

8.
VILLANOVA, D. L.. XV Seminário de Iniciação Científica - XIV Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão - UNISC. 2009. Universidade de Santa Cruz do Sul.

9.
VILLANOVA, D. L.. XXI Salão de Iniciação Científica - UFRGS. 2009. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

10.
VILLANOVA, D. L.; BRAGANÇA, Saulo Roca. XX Salão de Iniciação Científica da UFRGS. 2008. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

11.
MARQUES, C. M.; VILLANOVA, D. L.; KINDLEIN JR, W.. XIX Salão de Iniciação Científica. 2007. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

12.
VILLANOVA, D. L.. XVII Salão de Iniciação Científica. 2005. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

13.
VILLANOVA, D. L.. XVI Salão de Iniciação Científica. 2004. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XII Brazilian MRS Meeting. Biodegradable blends based on starch and polycaprolactone for packing manufacturing. 2013. (Congresso).

2.
1º Ciclo de Palestras sobre Núcleo de Inovação Tecnológica da Serra Gaúcha. 2011. (Encontro).

3.
26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambienal. Fotocatálise Heterogênea aplicada na Degradação do Corante Rodamina B utilizando Nanopartículas de Dióxido de Titânio. 2011. (Congresso).

4.
1º Seminário Internac. sobre Qualidade e Monitoramento do Ar Ar. 2010. (Seminário).

5.
25º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Utilização de Pó de Fumo como Agregado em Material Cerâmico. 2009. (Congresso).

6.
28º Encontro de Debates sobre o Ensino de Química.Avaliação técnico-ambiental da adição de pó de fumo calcinado como agregado em produtos cerâmicos. 2008. (Encontro).

7.
XIV Seminário de Iniciação Científica.Avaliação do resíduo da indústria fumageira como agregado em produtos cerâmicos. 2008. (Seminário).

8.
51 Congresso Brasileiro de Cerâmica. Avaliação da influência do teor e do limite de plasticidade de diferentes argilas na resistência mecânica de corpos cerâmicos verdes à base de cinza pesada de carvão mineral. 2007. (Congresso).

9.
51º Congresso Brasileiro de Cerâmica. Obtenção de produtos cerâmicos convencionais a base de lodo galvânico. 2007. (Congresso).

10.
I Seminário da Rede Gás & Energia - Universidade Petrobrás. 2006. (Seminário).

11.
V SBPMAT. Ceramic bodies produced with bottom ash and the influence of granulometry on their technological properties. 2006. (Congresso).

12.
XVI CBECIMAT. 2004. (Congresso).

13.
XV CBECIMAT. Reaproveitamento da cinza de carvão através do processamento cerâmico convencional. 2002. (Congresso).

14.
Glazes and Enamels - 5th Meeting of Ibero-American Network of Glass Science and Technology. 2001. (Encontro).

15.
55º Congresso da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais. Avaliação de uma massa cerâmica de argila vermelha aditivada com chamota - Parte II: propriedades físicas e mecânicas após queima. 2000. (Congresso).

16.
43º Congresso Brasileiro de Cerâmica/4º Congresso de Cerâmica do Mercosul. Análise da estrutura de revestimentos cerâmicos obtidos por aspersão témica submetidos à fadiga térmica. 1999. (Congresso).

17.
XIV Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica. Análise da Estrutura de Revestimentos Cerâmicos Obtidos por Aspersão Térmica Submetidos à Fadiga Térmica. 1999. (Congresso).

18.
42º Congresso Brasileiro de Cerâmica/4º Iber-Americano de Cerámica, Vidros y Refractarios. Estudo do efeito de ciclos térmicos na estrutura de revestimentos de barreira térmica. 1998. (Congresso).

19.
42º Congresso Brasileiro de Cerâmica/4º Ibero-Americano de Cerámica, Vidrios y Refractários. Influência da adição de chamota no comportamento de uma argila vermelha. 1998. (Congresso).

20.
Jornadas SAM'98 - IBEROMET V. Estudo do efeito de ciclos térmicos na estrutura de revestimentos de barreira térmica. 1998. (Congresso).

21.
VI Jornadas de Jóvenes Investigadores Grupo Montevideo. Estudo da adição de chamota nas propriedades de uma argila vermelha para formulação de massa cerâmica. 1998. (Congresso).

22.
V Jornadas de Investigacíon Grupo Montevideo. Estudo do efeito de ciclos térmicos na estrutura de revestimentos de barreira térmica. 1997. (Congresso).

23.
VI Salão de Iniciação Cinetífica UFRGS. Obtenção de matrizes cerâmicas pelo processo Shaw. 1994. (Congresso).

24.
V Salão de Iniciação Científica UFRGS. Fabricação de tubos cerãmicos por aspersão térmica. 1993. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRAND, F. R. ; VILLANOVA, D. L. ; ROSA, M. D. ; BENCKE, D. B. ; AVELLEDA, C. E. ; GABE, I. J. ; TRICHES, C. F. ; AZAMBUJA, R. X. . 3ª Feira Tecnológica e 3º Ciclo de Palestras. 2012. (Congresso).

2.
VILLANOVA, D. L.; BRAND, F. R. ; TREVISAN, L. ; ROSA, M. D. ; CANAL, I. P. ; BENCKE, D. B. ; GONÇALVES, L. V. . 2º Ciclo de Palestras e 2ª Feira Tecnológica - IFRS - Campus Farroupilha. 2011. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Katia Michele Zini. Avaliação do processo de eletrocoagulação para o tratamento de efluentes de uma indústria metalúrgica e valorização de seu resíduo como matéria prima para produtos cerâmicos. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado profissional em Tecnologia e Engenharia de Materiais) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. (Orientador).

2.
Ricardo Coleoni Borges. Avaliação dos Parâmetros Processuais na Adesão e no Comportamento Mecânico de Uma Junta Soldada de PP e PE. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado profissional em Tecnologia e Engenharia de Materiais) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Anderson dos Santos. Avaliação da influência de diferentes ciclos de revenimento na tenacidade ao impacto do aço din 1.2767. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

Iniciação científica
1.
Fabrício Zimmer. Avaliação da influência da variação da densidade de corrente e do pH do eletrólito na obtenção de revestimentos metálicos eletrodepositados. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS - Fomento Inerno. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

2.
Fabrício Zimmer. PROJETO, CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE UMA BANCADA PARA PRÁTICAS DE ELETRODEPOSIÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO REVESTIMENTO OBTIDO. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS - Fomento Inerno. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

3.
Matheus Baginski Pasa. Caracterização de Materiais - Jovens Talentos para a Ciência - Capes. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

4.
Gustavo Santos da Silva. Caracterização de Materiais - Jovens Talentos para a Ciência - Capes. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

5.
Bianca Bangemann. Caracterização de Materiais - 3° Ciclo de Palestras e 3ª Feira Tecnológica. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecãnica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

6.
Rafael de Bona. Desenvolvimento de matrizes cerâmicas por Processo Shaw. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha, Fomento Interno. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

7.
Felipe Vetorazzi Hoff. Avaliação de propriedades térmicas de matrizes cerâmicas. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

8.
Bianca Bangemann. Caracterização de Poliestireno Expandido (EPS). 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico em Plásticos) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

9.
Matheus Antonio Heck Sumny. Utilização de Dregs e Grits provenientes do processo Kraft de produção de papel na obtenção de produtos cerâmicos convencionais - Co-orientação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação Luiz Englert. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

10.
Matheus Araujo da Cunha. Caracterização do resíduo formado pelo processo de cera perdida ou microfundição visando sua utilização na obtenção de produtos cerâmicos - Co-orientação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação Luiz Englert. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

11.
Maria Luísa Fasolo Klein. Avaliação do efeito do ácido fluorídrico nas propriedades físicas e na microestrutura da sílica cristalina - Co-orientação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação Luiz Englert. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

12.
Bruna Gruber Fernandes. Influência do tipo de vidro na imobilizaçõ de elementos tóxicos presentes em formulações a base de lodo de galvanoplastia, proveniente da indústria de jóias e folhedos em produção de produtos cerâmicos - Co-orientação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

13.
Waleska Campos Guaglianoni. Avaliação da compatibilidade ambiental da incorporação de lodo galvânico no processo produtivo de materiais cerâmicos - Co-orientação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação Luiz Englert. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

14.
Bruna Gruber Fernandes. Avaliação do uso do lodo de galvanoplastia proveniente da indústria de jóias e folheados na produção de produtos cerâmicos convencionais - Co-orientação. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

15.
Cynthia Thompson. Obtenção de materiais cerâmicos a partir da incorporação de resíduos da indústria fumageira - Co-orientação. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

16.
Matheus Antônio Heck Sumny. Estudo da viabilidade técnico-ambiental da adição de resíduo de celulose em materiais cerâmicos - Co-orientação. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

17.
Diego Machado Gelain. Avaliação da influência do tipo de vidro na imobilização de elementos perigosos presentes em formulações a base lodo galvânico e argila vermelha - Co-orientação. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

18.
Maria Luiza Fasolo Klein. Análise da pozolanicidade de sílicas de diferentes estruturas a partir da variação granulométrica - Co-orientação. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fundação Luiz Englert. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

19.
Bruna Gruber Fernandes. Avaliação da influência do teor e do limite de plasticidade de diferentes argilas na resistência mecânica de corpos cerâmicos verdes à base de cinza pesada de carvão mineral - Co-orientação. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

20.
Diego Machado Gelain. Avaliação da potencialidade de uso do lodo de galvanoplastia na obtenção de produtos cerâmicos convencionais - Co-orientação. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

21.
Morgana Leonora Coral. Avaliação de aditivos para a extrusão de formulações à base de cinza pesada de carvão mineral - Co-orientação. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

22.
Emeli Samanta Koch. Estudo da sinterabilidade de formulações à base de cinza pesada de carvão mineral - Co-orientação. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

23.
Érika Katsuko Ishigami Funakoshi. Avaliação da influência da distribuição granulométrica na resistência mecânica em formulações à base de cinza pesada de carvão mineral - Co-orientação. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

24.
Emeli Samanta Koch. Reaproveitamento da cinza de carvão através do processamento cerâmico convencional - Co-orientação. 2002. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

25.
Monica Jung de Andrade. Utilização de cinzas de carvão e casca de arroz na obtenção de materiais vitro-cerâmicos - Co-orientação. 2000. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

26.
Juliano Moni Bento. Avaliação de uma massa cerâmica de argila vermelha aditivada com chamota : propriedades físicas e mecânicas após queima - Co-orientação. 2000. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

Orientações de outra natureza
1.
Anderson dos Santos. Estágio Supervisionado - Engenharia Mecânica. 2016. Orientação de outra natureza. (Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

2.
Fabrício Pertile. Estágio Supervisionado - Engenharia Mecânica. 2016. Orientação de outra natureza. (Engenharia Mecânica) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

3.
Rafael Callegari. Confecção de suporte e preparação didática para caixa de câmbio e avaliação das características metalúrgicas das engrenagens. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

4.
Jaime Fernando Schabarum. Confecção de suporte e preparação didática para caixa de câmbio e avaliação das características metalúrgicas das engrenagens. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

5.
Felix Wartha. Desenvolvimento de garras robóticas. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

6.
Fabrício Marchet. Fabricação de peças em nylon através de processos de usinagem para aplicação nas disciplinas de desenho técnico. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

7.
Bruna Fritzen. Avaliação da temperatura de envelhecimento nas propriedades mecânicas de uma liga de alumínio AA 6351. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

8.
Fabrício Wartha. Projeto e construção de uma bancada de laboratório. 2015. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

9.
Felipe Vettorazzi Hoff. Fundição de Alumínio para Obtenção de Peça Metálica em Matriz Cerâmica. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

10.
Rafael de Bona. Fundição de Alumínio em Coquilha. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

11.
Lucas Onzi Campeol. Desenvolvimento de um Processo para Entalhe de Corpos de Prova para o Ensaio de Impacto. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

12.
Rodrigo Scotti. Sistema de Qualidade e Controle Instrumental e ferramental Acompanhamento dos processos ? Fras-le. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

13.
Vinicio Ghisleri. Organização de laboratórios da área metal mecânica e construção do bicicletário. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

14.
Felipe Grando. Construção do Equipamento Jominy. 2014. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.

15.
Rudinei Fritzen. Comparação de Custo do Processo de Macharia - Estágio Curricular. 2013. Orientação de outra natureza. (Técnico em Metalurgia) - Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Farroupilha. Orientador: Daniela Lupinacci Villanova.



Outras informações relevantes


Aprovação em Concursos Públicos:

- Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Cpara professor adjunto na área Materiais Cerâmicos, subárea: Processamento de Materiais Cerâmicos - Grau 9,03
(23/05/2006)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 3:09:23