Francisco Carlos Rocha de Barros Junior

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1085274416109765
  • Última atualização do currículo em 21/11/2018


Possui graduação em Oceanografia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1992), mestrado em Ecologia pelo Instituto de Biociencias - Universidade de Sao Paulo (1997), doutorado em Ecologia Marinha no Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities, Universidade de Sydney (2002), pós-doutorado pela Universidade de Sydney (2002), pela UFBA (DCR, 2003-2005) e Moss Landing Marine Laboratories, California (2013-2014). Contratado como professor pela Universidade Federal da Bahia em 2006. Tem experiência na área de Oceanografia Biologica e Ecologia, com ênfase em ecologia bentonica marinha, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia marinha, bentos, sistemas estuarinos, macrofauna bentonica e delineamento experimental. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Francisco Carlos Rocha de Barros Junior
Nome em citações bibliográficas
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia, Instituto de Biologia, Departamento de Zoologia.
Rua Barao de Geremoabo, s/n., LEB (Laboratorio de Ecologia Bentonica)
Ondina
40170-000 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32836552
URL da Homepage: www.ufba.br


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2002
Doutorado em Ecologia Marinha.
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
Título: Spatial variability in macrofaunal assemblages in shallow subtidal sandy habitats, Ano de obtenção: 2002.
Orientador: A. J. Underwood.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: spatial variability; Soft sediments; Benthos; ecology; Subtidal; macrofauna.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: ECOLOGIA MARINHA.
Setores de atividade: Educação Superior.
1995 - 1997
Mestrado em Ecologia.
Instituto de Biociencias - Universidade de Sao Paulo, IB-USP, Brasil.
Título: A macrofauna bentônica em praias adjacentes à Baía de Guaratuba, Paraná, Brasil,Ano de Obtenção: 1997.
Orientador: Sergio Rosso.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Invertebrados marinhos; Ecologia Bentonica; praias arenosas.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: ECOLOGIA MARINHA.
Setores de atividade: Educação Superior.
1994 - 1994
Aperfeiçoamento em Ecologia de Ecossistemas.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Ecologia das praias arenosas do litoral do Parana. Ano de finalização: 1994.
Orientador: Carlos Alberto Borzone.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1993 - 1993
Aperfeiçoamento em Oceanografia Geologica.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Título: Macrofauna Bentonica da Praia dos Concheiros-RS. Ano de finalização: 1993.
Orientador: Lauro Julio Calliari.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1988 - 1992
Graduação em Oceanografia.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2014
Pós-Doutorado.
California State University (System), CSU System, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.
2003 - 2006
Pós-Doutorado.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: ECOLOGIA MARINHA.
2002 - 2002
Pós-Doutorado.
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
Bolsista do(a): Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities - Sydney, CREICC, Austrália.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Impactos Ambientais.


Formação Complementar


2005 - 2005
Extensão universitária em Estatistica Aplicada a Ecologia (Dr P. Rocha). (Carga horária: 48h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2005 - 2005
Analise Multivariada (Dr Roney J Poppi). (Carga horária: 15h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2002 - 2002
PRIMER-V (Dr. K. R. Clarke). (Carga horária: 24h).
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
1999 - 1999
Analises Multivariadas (Dra. M. J. Anderson). (Carga horária: 24h).
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
1999 - 1999
ANOVA (Dr. A. J. Underwood). (Carga horária: 32h).
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
1999 - 1999
Design Experimental (Dr. A. J. Underwood). (Carga horária: 32h).
The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.


Atuação Profissional



California State University (System), CSU System, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Visitante (PDE CNPq), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Bolsista DCR-CNPq, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 40
Outras informações
DCR CNPq

Atividades

06/2014 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Biologia, Laboratório de Ecologia Bentônica.

Atividade de extensão realizada
Membro Voluntário do Grupo de Trabalho para criação do Parque Marinho da Barra.
01/2012 - Atual
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estatistica Aplicada a Biologia
3/2006 - Atual
Ensino, Ciencias Biologicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biometria Básica (BIO 138)
Ecologia de Ambientes Estuarinos (BIO 169)
3/2006 - Atual
Ensino, Oceanografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bentologia (BIO 167)
Biometria Básica (BIO 138)
Ecologia de Ambientes Estuarinos (BIO 169)
6/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, Programa de Pós Graduação Em Ecologia e Biomonitoramento.

02/2005 - Atual
Ensino, Ecologia e Biomonitoramento, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia de Campo
4/2004 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biologia, Departamento de Zoologia.

Cargo ou função
Consultor Ad-hoc PIBIC-UFBA.
7/2003 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, Departamento de Zoologia.

02/2015 - 04/2017
Direção e administração, PPG Ecologia e Biomonitoramento, .

Cargo ou função
Vice Coordenador do PPG Ecologia e Biomonitoramento.
02/2009 - 02/2011
Direção e administração, PPG Ecologia e Biomonitoramento, .

Cargo ou função
Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ecologia e Biomonitoramento.
2/2005 - 02/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biologia, Programa de Pós Graduação Em Ecologia e Biomonitoramento.

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Curso de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento.
07/2009 - 01/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, PIBIC - UFBA - PRPPG, .

Cargo ou função
Comite Local PIBIC UFBA.
01/2008 - 01/2010
Ensino, Ecologia e Biomonitoramento, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Bioestatística
Campo em Ecologia
2/2007 - 1/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, PPG Ecologia e Biomonitoramento, .

Cargo ou função
Vice Coordenador da Pós Graduação em Ecologia e Biomonitoramento.
06/2008 - 12/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biologia, .

Cargo ou função
Membro da Comissao para alocacao de vagas de Docentes no Departamento de Zoologia.
11/2005 - 3/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biologia, Programa de Pós Graduação Em Ecologia e Biomonitoramento.

Cargo ou função
Membro da comissão de seleção da PPG em Ecologia e Biomonitoramento.
11/2004 - 3/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biologia, Programa de Pós Graduação Em Ecologia e Biomonitoramento.

Cargo ou função
Membro da comissão de seleção do Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento (2005).
7/2003 - 2/2005
Ensino, Ecologia e Biomonitoriamento, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Prof. colaborador Metodos de Campo (Pos Graduacao)
Prof. responsavel de Bioestatistica (Pos Graduacao)

The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Postdoctoral Fellow (Research), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

3/2002 - 11/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Centre For Research On Ecological Impacts Of Coastal Cities, Marine Ecology Laboratories.

3/2002 - 11/2002
Ensino, Marine Ecology, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Algumas aulas dentro do curso de ecologia marinha
3/2002 - 11/2002
Treinamentos ministrados , Centre For Research On Ecological Impacts Of Coastal Cities, Marine Ecology Laboratories.

Treinamentos ministrados
Tecnicas de campo, tecnicas de laboratorio e identificacao de invertebrados para tecnicos e estudantes

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Bolsista do CNPq, Enquadramento Funcional: estudante de mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1/1991 - 2/1991
Estágios , Setor de Ciências Biológicas, Departamento de Zoologia.

Estágio realizado
Estágio no Laboratório de Bentos do Centro de Estudos do Mar, sob orientação do Prof. Dr. Paulo Lana..

Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1992
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 30
Outras informações
Estágio no Laboratório de Comunidades Bentônicas, sob orientação do Prof. Dr. Carlos Emílio Benvenuti.

Vínculo institucional

1992 - 1992
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 12

Atividades

1/1992 - 12/1992
Estágios , Departamento de Oceanografia, Laboratorio de Comunidades Bentonicas.

Estágio realizado
Estágio no Laboratório de Comunidades Bentônicas, sob orientação do Prof. Dr. Carlos Emílio Benvenuti...
4/1992 - 11/1992
Ensino, Oceanografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitor da Disciplina de Bentos

Hydros, CH2MHILL-HYDROS, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor interno, Carga horária: 40

Atividades

5/2003 - 6/2003
Serviços técnicos especializados , Hydros, .

Serviço realizado
Consultor tecnico-cientifico.
5/2003 - 6/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Hydros, .

Cargo ou função
Consultor interno.


Linhas de pesquisa


1.
Ecologia Bentonica
2.
Impactos ambientais
3.
Comunidades Bentonicas na Baia de Todos os Santos e suas respostas a impactos antrópicos
4.
Ecologia Marinha
5.
Ecologia de Comunidades
6.
Ecologia de Populacoes


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estudos Interdisciplinares e Transdisciplinares em Ecologia e Evolução (INCT IN-TREE)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Charbel Nino El Hani em 18/04/2017.
Descrição: O IN-TREE visa produzir e investigar a produção de conhecimento inter- e transdisciplinar em ecologia e evolução a partir da interação entre pesquisadores e estudantes brasileiros e estrangeiros e setores da sociedade brasileira, como órgãos ambientais e escolas. Com isso, atuará na fronteira do conhecimento, impactando de modo relevante esses campos científicos e contribuindo para a solução de problemas nacionais em áreas consideradas estratégicas nas políticas públicas de meio ambiente, C&T&I, educação e extensão universitária, e relacionadas a pelo menos dois dos temas estratégicos do edital. O IN-TREE inclui 154 pesquisadores e técnicos ambientais (20 deles bolsistas PQ do CNPq) de 49 laboratórios de 11 instituições brasileiras, principalmente do Nordeste, vinculados a 26 programas de pós-graduação (dos quais 10 possuem conceito entre 5 e 7) e 45 pesquisadores estrangeiros de 14 países. A rede de laboratórios associados ao IN-TREE desenvolverá 13 projetos temáticos (PT), abordando questões de pesquisa na fronteira do conhecimento em ecologia e/ou evolução a partir de uma diversidade de abordagens, incluindo: (a) procedimentos empíricos (de laboratório e de campo; mensurativos e manipulativos) e teóricos (modelagem conceitual, matemática, computacional, estatística, evolutiva) com foco em métodos, substâncias/moléculas, genes, fisiologia, desenvolvimento, indivíduos, comportamentos, plasticidade fenotípica, populações, filogenias, interações ecológicas, comunidades, ecossistemas, propriedades dos ecossistemas, serviços ecossistêmicos, sistemas socioecológicos, e impactos; (b) métodos relacionados às áreas da epistemologia, ética, educação, sociologia, antropologia, comunicação e economia; (c) metodologias participativos relacionadas à interação com a sociedade. Além disso, serão desenvolvidos cinco projetos integradores (PI), transversais aos projetos temáticos, que estimularão as equipes dos PT a adorar perspectivas inter- e transdisciplinares nos campos da modelagem, epistemologia/ética, interação com sociedade, comunicação e inovação. Uma série de estratégias, que incluem a atuação do Comitê Gestor, o uso de tecnologias de informação e comunicação, seminários, estabelecimento de comitês interdisciplinares de orientação e promoção de cursos serão adotadas pelo IN-TREE para catalisar a atuação interdisciplinar e transdisciplinar dos laboratórios. O IN-TREE possui um conjunto de ações de interação da sociedade que, para além da divulgação e popularização da ciência, estabelecerão estratégias de envolvimento de setores da sociedade na produção de conhecimento voltado para a solução de problemas, contribuindo para a implementação de políticas públicas e para o desenvolvimento social. Conta ainda com um PI especialmente voltado à prospecção de produtos e processos do Instituto que configurem inovação tecnológica e para criação de uma cultura de proteção à propriedade intelectual e transferência de tecnologia. Dentro do INCT IN TREE, Francisco Barros coordena o Projeto Temático 4: Distúrbios Naturais e Antrópicos na Baia de Todos os Santos (DiNA - BTS). A equipe listada se refere somente aos membros associados ao PT4,.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / P. Archambault - Integrante / Charbel Nino El Hani - Coordenador / Yuri Costa - Integrante / Lara Raphaele Silva de Carvalho - Integrante / Jose de Anchieta Cintra da Costa Nunes - Integrante / Angelo Fraga Bernardino - Integrante / Ricardo Jessouroun de Miranda - Integrante / Aline Gonzeles Egres - Integrante / Antonio Dorea - Integrante / alice reis - Integrante / Rodolpho Mafei - Integrante / Fernanda Fernandes Cavalcanti - Integrante / Emilio de Lanna Neto - Integrante / Daniel Blumstein - Integrante / Angelo Conrado Loula - Integrante / Isabela Baleeiro Curado - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
Serviços ecossistêmicos e impactos ambientais na Baía de Todos os Santos

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Vanessa Hatje em 19/11/2018.
Descrição: Determinação do papel dos manguezais, gramas marinhas e seus microbiomas associados nos estoques de C e avaliação de sua sensibilidade à distúrbios ambientais; - Avaliação dos fluxos de elementos tecnologicamente críticos (ETC) e impactos nas águas da BTS e plataforma adjacente por efluentes domésticos, hospitalares e industriais; - Continuidade das ações sistemáticas de levantamento de dados físicos, químicos e biológicos visando à construção de séries temporais de longo prazo, inéditas para as baías brasileiras; - Apoio à participação das instituições de pesquisa envolvidas nesta proposta em projetos internacionais de ampla envergadura, os quais apresentam interfaces com o presente projeto. A exemplo dos estudos de determinação de fluxos e processos internos controlando a dinâmica de elementos traços e seus isótopos na zona costeira adjacente à BTS (GEOTRACES e PIRATA), bem como a rede de monitoramento de gramas marinhas SeagrassNet. Somadas, estas ações subsidiarão: i. manejo e gestão sustentável dos ecossistemas da BTS; ii. identificação de áreas para priorizar ações de conservação nos diversos ecossistemas da Baía (manguezais, pradarias, estuários, e recifes); iii. discussão entre a sociedade civil, tomadores de decisão e academia visando o desenvolvimento sustentável da Baía e a qualidade e bem estar das populações (Evento Semana Kirimurê); iv. consolidação dos conhecimentos sobre o funcionamento dos ecossistemas da BTS. A produção de dados e seu uso efetivo nos conduz a melhores decisões políticas e regulatórias (Holmes and Clark, 2008). Tomadores de decisão precisam antecipar quais são as tendências futuras, os problemas, ameaças e oportunidades emergentes, ou seja, é preciso uma base de dados robusta e estratégica para balizar o desenvolvimento de regulações e tomadas de decisão (Bengston, 2013). A proposta deste projeto é identificar, por meio de linhas de múltipla evidência, marcadores, processos e serviços ecossistêmicos importantes de forma que tomadores de decisão possam planejar e agir em escala de tempo apropriada visando o desenvolvimento sustentável e benefícios socioeconômicos da BTS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Vanessa Hatje - Coordenador / Igor Cristino Cruz - Integrante / Joel Creed - Integrante / Washington de Jesus Sant'Anna da Franca Rocha - Integrante / Ana Cecília Rizzatti de Albergaria-Barbosa - Integrante / Pedro Meirelles - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
Estoques de Carbono em Manguezais de Estuários Tropicais
Descrição: Ecossistemas costeiros são críticos para manutenção do bem-estar humano e da biodiversidade do globo. Mais recentemente, esses sistemas naturais também foram reconhecidos pela capacidade de sequestrar e armazenar carbono da atmosfera e dos oceanos A intervenção humana no ciclo do carbono vem ocorrendo há milhares de anos. Entretanto, apenas nos dois últimos séculos o fluxo de carbono antrópico passou a ser comparável ao ciclo de carbono natural. Atualmente é amplamente aceito que manguezais realizam importantes funções e serviços ecossistêmicos mas a degradação dos manguezais também é notória, sendo que vários trabalhos estimaram que a degradação dos manguezais no mundo vem se agravando. Várias das funções e serviços prestados por esse ecossistema estão sendo perdidos, essencialmente devido à degradação relacionada a diferentes atividades antrópicas. Estimativas de C para vegetação e solos de manguezais ainda são incipientes no território brasileiro. O presente projeto terá duas frentes de pesquisa. A primeira irá estimar qual a quantidade de C estocada e há quanto tempo esse C vem sendo estocado. Para responder essa questão, os o estoque de carbono nos sedimentos e na floresta de manguezais serão quantificados; a cronologia de acumulação dos estoques de carbono nos manguezais será descrita; serão avaliadas potenciais diferenças nos estoques de carbono em regiões com diferentes regimes pluviométricos na Ecoregião Leste do Brasil (NE) e serão desenvolvidos trabalhos de medições de carbono em campo para estimar estoque de carbono em maiores escalas. A segunda frente de pesquisa irá avaliar como a contaminação e a carcinocultura podem afetar os estoques de C em manguezais. Para tal serão avaliados quanto de C estocado foi disponibilizado em áreas de manguezais modificadas para a carcinocultura e serão comparados os estoques de C em áreas com diferentes níveis de contaminação. A metodologia seguira padrões internacionais. O projeto conta com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros nas áreas de oceanografia biológica, oceanografia química, química, ecologia marinha, sensoriamento remoto e modelagem ecológica. Serão envolvidos alunos de graduação e de pós graduação de vários programas de pós graduação. Os resultados serão apresentados em conferencias internacionais e publicados em periódicos científicos de qualidade contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil (AGUARDANDO RECURSO FINANCEIRO).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Angelo Fraga Bernardino - Integrante / Vanessa Hatje - Integrante / John Boone Kauffman - Integrante / Pere Masqué - Integrante / Washington de Jesus Sant'Anna da Franca Rocha - Integrante / Rodrigo Nogueira de Vasconcelos - Integrante / Ana Cecília Rizzatti de Albergaria-Barbosa - Integrante / Elaine Cristina Cambui Barbosa - Integrante.
2013 - 2016
ESTRUTURA DA MACROFAUNA BENTÔNICA E CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS DOS SEDIMENTOS NOS PRINCIPAIS SISTEMAS ESTUARINOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS E DA BAÍA DO PONTAL: CONSTRUÇÃO DE UM MODELO GERAL
Descrição: O conhecimento dos padrões de distribuição espacial de macrozoobentos ao longo de gradientes estuarinos pode auxiliar na identificação de relações entre a distribuição das espécies e os processos ecológicos, podendo também elucidar questões acerca do funcionamento de ecossistemas estuarinos, sobre seus recursos naturais e corrobora para seu uso sustentável e/ou recuperação de áreas impactadas. Resultados de recentes estudos realizados em três estuários tropicais na Bahia motivaram a formulação de um modelo teórico de substituição de espécies de invertebrados bentônicos ao longo de diferentes estuários. Segundo esse modelo, alguns invertebrados são mais abundantes em áreas com menores salinidades (e.g. poliquetas Nereidae, bivalves Tellinidae), outros grupos em locais com valores de salinidade intermediários (e.g. poliquetas Magelonidae) e algumas espécies mais abundantes em regiões com condições marinhas (e.g. poliquetas Cirratulidae). Esses padrões foram relativamente consistentes em seis situações diferentes, onde foram amostrados três estuários em duas ocasiões distintas. Obviamente, para que seja possível estabelecer um modelo empírico abrangente, ou seja um padrão geral, uma maior quantidade de estuários tropicais e com diferentes características (e.g. graus de contaminação, comprimento, tamanho da bacia de drenagem, regimes hidrológicos) devem ser investigados utilizando-se desenho amostral, técnicas de coleta e preservação de amostra, técnicas laboratoriais, e análise de dados o mais similar possível. O presente projeto tem como foco a linha temática recursos naturais, irá gerar informações importantes para o uso sustentável dos sistemas estuarinos e informações para futuros projetos de recuperação de áreas impactadas. Os objetivos principais do presente projeto são: (i) testar a existência de um modelo espacial consistente sobre a distribuição das assembléias bentônicas em diferentes estuários da Bahia; (ii) caracterizar adequadamente a amplitude de variaçã.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Guisla Boehs - Integrante / Gisele Olímpio da Rocha - Integrante / Alexandra Elaine Rizzo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.Número de orientações: 5
2013 - 2014
Comparação dos padrões de diversidade de assembleias bentonicas em gradientes estuarinos tropicais (BA-Brasil) e sub-tropicais (France and California).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2015
ReBentos (Rede integrada de estudos dos habitats bentonicos do litoral brasileiro), SISBIOTA, Grupo Estuários
Descrição: O objetivo geral do presente projeto é a criação e implementação de uma rede integrada de estudos dos habitats bentônicos do litoral brasileiro (ReBentos), vinculada à Sub-Rede Zonas Costeiras da Rede Clima (MCT) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC), para detectar os efeitos das mudanças ambientais regionais e globais sobre esses organismos, dando início a uma série histórica de dados sobre a biodiversidade bentônica ao longo da costa brasileira. Participação no grupo de Estuários..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Paulo da Cunha Lana - Integrante / Alexander Turra - Coordenador / Paulo Pagliosa - Integrante / André Colling - Integrante / Tânia Marcia Costa - Integrante / Jose Souto Rosa Filho - Integrante / Larisse Faroni Perez - Integrante / Angelo Fraga Bernardino - Integrante.Financiador(es): CNPq - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2011 - 2014
Avaliação de indicadores de impactos antrópicos no entorno da Baía de Todos os Santos - Instituto Kirimurê
Descrição: Entender os processos que controlam a biodisponibilidade, a ciclagem e o impacto dos contaminantes ainda é um desafio a ser vencido. Isto se deve a complexidade envolvida, pois as relações entre contaminantes e fauna incluem uma gama de possíveis efeitos e, não apenas com os diversos contaminantes orgânicos e inorgânicos presentes no meio, mas também com outros estressores ambientais (e.g. salinidade, granulometria e temperatura). O objetivo deste estudo é avaliar de forma integrada os impactos ambientais e na saúde humana baseado no uso de linhas de múltiplas evidências, empregando marcadores bióticos e abióticos. Para tanto serão desenvolvidas metodologias analíticas para determinar contaminantes emergentes (hormônios, ftalatos e alquilfenóis) por cromatografia a gás, bem como a especiação química de elementos traços. A avaliação dos impactos ambientais utilizará as seguintes linhas de múltipla evidência: avaliação de teores de contaminantes orgânicos e inorgânicos nos compartimentos bióticos e abióticos, avaliação da estrutura de comunidades bentônicas, testes de ecotoxicidade, análise de risco toxicológico a saúde humana devido à ingestão de mariscos/peixes contaminados, entre outros. Estas ferramentas integradas conseguirão tratar de maneira concertada com a abrangência, heterogeneidade espaço-temporal e complexidade dos processos associados aos impactos ambientais no Entorno da Baía de Todos os Santos, BA...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Hatje V - Integrante / Wagna - Integrante / Jacira T Castro - Integrante / Lara Raphaele Silva de Carvalho - Integrante / Marcos Krull - Integrante / Gisele Olímpio da Rocha - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2010 - 2015
Integrando níveis de organização em modelos ecológicos preditivos: aportes da epistemologia, modelagem e investigação empírica.
Descrição: A literatura reconhece necessidade de maior integração das teorias sobre sistemas e processos ecológicos, produzidas a partir de diferentes abordagens, referenciais teóricos e escalas espaciais/temporais. Estudos epistemológicos e metodológicos são capazes de integrar conhecimento ecológico. Este projeto interdisciplinar combina ecologia, epistemologia e física estatística objetivando a produção de conhecimento teórico e empírico para construção de ecologia integrada e preditiva aplicável na gestão de recursos ambientais. Ele inclui cinco questões de pesquisa: (i) Investigação epistemológica de conceitos centrais da ecologia: (ii) fragmentação de habitat e respostas de comunidades ecológicas, (iii) distúrbios ambientais e distribuição espacial em sistemas ecológicos, (iv) teorias de comportamento e filogenia, e (v) relação entre ecossistemas e mudanças climáticas globais. Os eixos integradores do projeto são: (a) estudos epistemológicos, enfocando análise do conceito de biodiversidade e desenvolvimento de base para construção de modelos multiníveis; (b) modelagem de sistemas complexos, baseada em multi-agentes autônomos e redes complexas. O grupo proponente prevê interação entre pesquisadores experientes (UFBA-Salvador e UEFS) com jovens pesquisadores (UESB e UFBA-Vitória da Conquista) e articulações do Núcleo com pesquisadores estrangeiros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Pedro Luís Bernardo da Rocha - Integrante / Charbel Nino El Hani - Coordenador / Viana - Integrante / Hilton Japyasu - Integrante / Leonídia Maria Serretti Cruz - Integrante.Financiador(es): CNPq - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 8
2009 - 2012
Estudo do Ambiente Físico da Baía de Todos os Santos (Sub Projeto: Assembléias Bentônicas de Sedimentos Inconsolidados)
Descrição: O Objetivo geral deste projeto é estudar a Baía de Todos os Santos de modo inter e multidisciplinar gerando dados nas áreas de oceanografia, biologia, química e artes para contribuir para a gestão sustentável da Baía, voltada para a qualidade de vida do ambiente e de sua população, a partir da sistematização, articulação, produção e disseminação de conhecimentos sobre o seu ambiente físico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Gilson Correa de Carvalho - Integrante / Vanessa Hatje - Integrante / Rafael Brito Santana Araújo - Integrante / Gabriel Barros Gonçalves de Souza - Integrante / Yuri Costa - Integrante / Jailson Bitencourt de Andrade - Coordenador / Patricia Costa - Integrante / Lara Raphaele Silva de Carvalho - Integrante / Alice Rachel Moura Ribeiro Loyola Dantas - Integrante.Financiador(es): Governo do Estado da Bahia - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 4
2008 - 2011
Variação espacial das assembléias bentônicas em sistemas estuarinos da Baía de Todos os Santos
Descrição: O conhecimento dos padrões de distribuição espacial do macrozoobentos ao longo de gradientes estuarinos pode auxiliar na identificação de relações entre a distribuição das espécies e os processos ecológicos, podendo também elucidar questões acerca do funcionamento de ecossistemas estuarinos. Resultados de recentes estudos realizados em três estuários tropicais na Bahia (Barros et al., 2008; Hatje et al., 2006) motivaram a formulação de um modelo teórico de substituição de espécies de invertebrados bentônicos ao longo de diferentes estuários. Segundo esse modelo, alguns invertebrados são mais abundantes em áreas com menores salinidades (e.g. poliquetas Nereidae, bivalves Tellinidae), outros grupos em locais com valores de salinidade intermediários (e.g. poliquetas Magelonidae) e finalmente algumas espécies seriam mais abundantes em regiões com condições marinhas (e.g. poliquetas Cirratulidae). Esses padrões foram relativamente consistentes em seis situações diferentes, onde foram amostrados três estuários em duas ocasiões distintas. Obviamente, que para que seja possível estabelecer um padrão geral, com maior aplicabilidade, uma maior quantidade de estuários tropicais e com diferentes características (e.g. graus de contaminação, comprimento, tamanho da bacia de drenagem, regimes hidrológicos) devem ser investigados utilizando-se um desenho amostral, técnicas de coleta e preservação de amostra, técnicas laboratoriais, e análise de dados similares. Os objetivos principais do presente projeto são (i) testar a existência de um modelo espacial consistente na substituição de espécies de invertebrados bentônicos nos estuários da Baía de Todos os Santos; (ii) avaliar potenciais efeitos de diferentes atividades antrópicas (atividades industriais, esgotos domésticos e atividade petrolíferas) na estrutura das assembléias bentônicas nesses estuários; (iii) investigar grupos de invertebrados e/ou espécies como indicadores biológicos da qualidade de ambiental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Guilherme Camargo Lessa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 12 / Número de orientações: 3
2008 - 2010
Biogeoquímica dos sedimentos inconsolidados da Baía de Camamu ? Bahia: caracterização dos metais traços, matéria orgânica, hidrocarbonetos e estrutura da macrofauna bentônica antes de possíveis impactos por atividades de produção e exploração de petróleo.
Descrição: Financiado pelo CNPq Nos últimos anos muita atenção tem sido voltada para a Baía de Camamu (BC), sul do litoral da Bahia. Os interesses são diversos, entre eles devem ser destacados o potencial de turismo da área e as reservas de óleo e gás da plataforma. Recentemente, dezoito áreas exploratórias na plataforma continental adjacente a BC foram leiloadas. A indústria de petróleo já iniciou operações na região. Um grande número de trabalhos realizados na zona costeira mostrou a importância da caracterização da composição dos sedimentos e da estrutura da macrofauna bentônica para avaliar e monitorar impactos ambientais em regiões altamente habitadas e industrializadas. Entretanto, poucos estudos foram realizados em áreas preservadas e/ou pouco impactadas. No entanto, é sabido que para se detectar mudanças e atribuí-las a um impacto ambiental existe a necessidade de dados pré-impacto. A BC, uma Área de Proteção Ambiental, é uma baía rasa com uma área de aproximadamente 384 km2. Trata-se de um importante ecossistema devido à exuberância de seus manguezais, ilhas e remanescentes de Mata Atlântica, servindo de refúgio, área de alimentação e reprodução para várias espécies. A modelagem numérica com simulações de derramamentos de óleo na região mostrou que a BC poderia ser afetada em períodos de menos de um dia, no pior cenário. O objetivo deste projeto é gerar conhecimentos sobre a estrutura da macrofauna bentônica e biogeoquímica de metais traços, hidrocarbonetos, nutrientes e matéria orgânica na BC-BA. O notório crescimento das atividades de óleo e petróleo na região impõe a necessidade de ampliar os conhecimentos sobre a composição e fauna dos sedimentos da BC, assim como, analisar a relação entre dados bióticos e abióticos, fornecendo subsídios para o adequado gerenciamento local..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Vanessa Hatje - Coordenador.
2005 - 2007
Espécies Indicadoras da Qualidade Ambiental
Descrição: A grande expansão populacional e industrial que vem ocorrendo na BTS, potencialmente, tem gerado uma série de impactos ambientais. No entanto, apesar da relevância sócio-econômica da região, apenas um número limitado de trabalhos foram publicados sobre o impacto de atividades antrópicas em comunidades bentônicas. A maior parte destes estudos concentraram-se no efeito da contaminação orgânica sobre a fauna da região entre marés em poucas localidades ou testes ecotoxicológicos. A literatura que apresenta dados sobre a estrutura das comunidades bentônicas e suas relações com diferentes poluentes é bastante restrita e os dados são esparsamente distribuídos em termos de espaço e tempo. Assim, um estudo compreensivo das comunidades bentônicas juntamente com parâmetros geoquímicos dos principais tributários da BTS deve ser realizado. Os objetivos principais do presente projeto são (i) examinar a extensão dos efeitos de diferentes atividades antrópicas (e.g. indústrias químicas e refinarias) na estrutura (i.e. diversidade, composição e abundância) das comunidades bentônicas nos tributários da BTS e a variabilidade no espaço e no tempo desses efeitos; (ii) comparar a estrutura das comunidades bentônicas com a composição química do material em suspensão e do sedimento de fundo nos principais tributários da BTS; e (iii) investigar grupos de invertebrados e/ou espécies como indicadores biológicos da qualidade ambiental. Inicialmente serão estabelecidas estações fixas de amostragem, posicionadas acima do limite do estuário, nos rios Paraguaçu, Subaé e Jaguaripe. Os resultados gerados neste projeto serão apresentados em conferências e publicados na literatura científica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Vanessa Hatje - Integrante / Wagner Ferreira Magalhaes - Integrante / Guilherme Camargo Lessa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2004 - 2006
Dinâmica e reatividade de metais traços na
Descrição: Um número limitado de trabalhos foram publicados sobre o grau de contaminação dos sedimentos e águas da BTS e seus tributários. A maior parte destes estudos concentraram-se na determinação de compostos orgânicos e no efeito da contaminação orgânica sobre a biota. A literatura que apresenta dados de metais traços neste ambiente é bastante restrita e os dados são esparçamente distribuídos em termos de espaço e tempo. Vista a ausência de uma extensa base de dados de metais traços, elementos maiores e material em suspensão (MS) para a BTS e seus tributários (i.e. Rios Paraguaçu, Jaguaripe e Subaé), um estudo compreensivo da geoquímica destes elementos deve ser realizado. O material particulado em suspensão e parâmetros físico-químicos (pH, salinidade, turbidez, oxigênio dissolvido e temperatura) da coluna d'água dos tributários e da região estuarina da BTS serão examinados durante períodos chuvosos e secos para a avaliação da distribuição, comportamento, transporte e fluxos de metais traços para a BTS..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / Maria Betania Figueiredo Silva - Integrante / Vanessa Hatje - Coordenador / Wagner Ferreira Magalhaes - Integrante / Vera Cancio Santos - Integrante / Guilherme Camargo Lessa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2002 - 2002
Intemittently Closed and Open Lakes and Lagoons of NSW
Descrição: The knowledge on the ecology of the benthic assemblages in ICOLLs in NSW is sparse. Therefore, we initiated a study to obtain broad-scale baseline data on the composition, abundance and distribution of macro and meiobenthos in these environments, these data provided a important baseline against which upcoming changes can be monitored. The objective here was to use our initial data to test the hypotheses that the structure of benthic macrofaunal assemblages would: (i) show differences at different zones (mouth, middle and upper areas) within each lake; (ii) be similar at lakes with similar management and openness characteristics (i.e. naturally intermittently open, artificially intermittently open, naturally intermittently closed, artificially intermittently closed); and (iii) give support for the management orientations suggested by the Healthy Rivers Commission (HRC 2002). Additionally, we also investigated for potential relationships between sediment characteristics and macrofaunal benthic assemblages..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Coordenador / Arthur Dye - Integrante.Financiador(es): Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities - Sydney - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1


Outros Projetos


2003 - 2003
Estudos ambientais na area de influencia do emissario submarino do Rio Vermelho e do futuro emissario de Jaguaribe
Descrição: Diagnostico ambiental do SDO do Rio Vermelho e estudos na area do futuro SDO do Jaguaribe.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / HYDROS - Coordenador.
2003 - 2003
Diagnóstico do grau de contaminação da BTS por metais pesados e hidrocarbonetos de petróleo a partir da análise das suas concentrações nos sedimentos de fundo e na biota associada
Descrição: O reconhecimento da presença de fontes com grande potencial poluidor e os indícios de contaminação na Baía de Todos os Santos (BTS) em trabalhos anteriores, foram considerados na elaboração de um amplo programa de investigação contratado pelo Governo do Estado da Bahia, através do Centro de Recursos Ambientais (CRA). O objetivo geral deste trabalho foi diagnosticar o grau de contaminação da BTS por metais pesados e hidrocarbonetos de petróleo a partir da análise das suas concentrações nos sedimentos e na biota associada. Assim, os objetivos específicos foram, (i) identificar quais e em que concentrações os metais pesados de origem antropogênica e hidrocarbonetos de petróleo encontravam-se nos sedimentos da BTS; (ii) identificar as áreas contaminadas mais relevantes e (iii) avaliar o nível de contaminação da fauna bentônica. Contudo, considerando-se as repercussões ecológicas e de risco à saúde humana associadas à presença dos diferentes contaminantes estudados, estabeleceram-se os seguintes objetivos complementares, (iv) avaliar a estrutura das associações bentônicas como indicadora de efeitos estressores de origem antropogênica; (v) promover a avaliação ecotoxicologica dos sedimentos marinhos e (vi) realizar uma análise preliminar de risco a saúde humana associado ao consumo de moluscos e crustáceos contaminados pelas comunidades pesqueiras. De modo a se alcançar os objetivos propostos, o trabalho foi organizado para ser empreendido em duas etapas. Na primeira etapa, procurou-se realizar uma avaliação global da BTS voltada para a identificação de áreas críticas. Já na segunda etapa procedeu-se a investigação e avaliação focada nestas áreas críticas..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior - Integrante / HYDROS - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal da Bahia - Outra / Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Outra / Bid - Auxílio financeiro / Universidade de São Paulo - Outra.


Membro de comitê de assessoramento


2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia


Revisor de periódico


2001 - 2005
Periódico: Journal of Experimental Marine Biology and Ecology
2002 - Atual
Periódico: Marine Biology (Berlin)
2005 - Atual
Periódico: Estuarine, Coastal and Shelf Science
2005 - 2005
Periódico: Tropical Zoology
2018 - 2018
Periódico: Marine Environmental Research
2006 - 2006
Periódico: Marine Environmental Research
2007 - 2007
Periódico: Journal of Applied Ecology
2007 - 2014
Periódico: ICES Journal of Marine Science
2007 - 2011
Periódico: Acta Oecologica (Montrouge)
2008 - 2008
Periódico: Pan-American Journal of Aquatic Sciences
2008 - 2008
Periódico: Revista de Gestão Costeira Integrada
2008 - 2008
Periódico: Marine Pollution Bulletin
2009 - 2009
Periódico: Continental Shelf Research
2009 - 2014
Periódico: Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom (Print)
2008 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Zoologia (Impresso)
2011 - 2011
Periódico: International Review of Hydrobiology
2011 - 2011
Periódico: Environmental Monitoring and Assessment (Print)
2012 - Atual
Periódico: Journal of Sea Research (Den Burg. Print)
2014 - 2014
Periódico: Marine Environmental Research
2015 - Atual
Periódico: Wetlands
2015 - Atual
Periódico: Diversity
2015 - Atual
Periódico: Plos One
2014 - 2014
Periódico: Science of the Total Environment
2017 - 2017
Periódico: ECOGRAPHY
2016 - 2016
Periódico: MARINE AND FRESHWATER RESEARCH
2016 - 2016
Periódico: ENVIRONMENTAL POLLUTION


Revisor de projeto de fomento


2008 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: ECOLOGIA MARINHA.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Bentonica.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica/Especialidade: Interação entre os Organismos Marinhos e os Parâmetros Ambientais.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Impactos Ambientais.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2008
PublIC - UFBA. Orientador do aluno premiado Wagner Ferreira Magalhaes, Pro-Reitoria de Pesquisa e Pos Graduacao - Universidade Federal da Bahia.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:64
Total de citações:671
Fator H:15
Barros, Francisco C R Jr  Data: 21/11/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:53
Total de citações:692
H=17 - Scopus Author ID: 7102631163 (http://www.scopus.com/authid/detail.url?authorId=7102631163)  Data: 28/03/2018

Outras
Total de trabalhos:79
Total de citações:1212
http://scholar.google.com.br/citations?user=RHDSdxcAAAAJ (H = 20)  Data: 30/03/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
EGRES, A. G.2019EGRES, A. G. ; HATJE, Vanessa ; Miranda, D. ; Gallucci, F. ; Barros, F. . Functional response of tropical estuarine benthic assemblages to perturbation by Polycyclic Aromatic Hydrocarbons. ECOLOGICAL INDICATORS, v. 96, p. 229-240, 2019.

2.
NUNES, JOSÉ ANCHIETA C.C.2018NUNES, JOSÉ ANCHIETA C.C. ; COSTA, YURI ; BLUMSTEIN, DANIEL T. ; LEDUC, ANTOINE O.H.C. ; DOREA, ANTÔNIO C. ; BENEVIDES, LARISSA J. ; SAMPAIO, CLÁUDIO L.S. ; Barros, Francisco . Global trends on reef fishes? ecology of fear: Flight initiation distance for conservation. MARINE ENVIRONMENTAL RESEARCH, v. 1, p. 1-5, 2018.

3.
MIRANDA, RICARDO J.2018MIRANDA, RICARDO J. ; NUNES, JOSÉ DE ANCHIETA C.C. ; MARIANO-NETO, EDUARDO ; SIPPO, JAMES Z. ; Barros, Francisco . Do invasive corals alter coral reef processes? An empirical approach evaluating reef fish trophic interactions. MARINE ENVIRONMENTAL RESEARCH, v. 1, p. 1-10, 2018.

4.
LORDERS, FERNANDA L.2018LORDERS, FERNANDA L. ; MIRANDA, RICARDO J. ; NUNES, JOSÉ ANCHIETA C. C. ; Barros, Francisco . Spongivory by Fishes on Southwestern Atlantic Coral Reefs: No Evidence of Top-Down Control on Sponge Assemblages. FRONTIERS IN MARINE SCIENCE, v. 5, p. 1-9, 2018.

5.
Miranda, R. J.2018Miranda, R. J. ; Tagliafico A. ; Kelaher, B. P. ; Mariano-Neto E. ; Barros, F. . Impact of invasive corals Tubastrea spp. on native coral recruitment. MARINE ECOLOGY PROGRESS SERIES, v. 605, p. 125-133, 2018.

6.
NUNES, JOSÉDE ANCHIETA C.C.2018NUNES, JOSÉDE ANCHIETA C.C. ; SAMPAIO, CLÁUDIO L.S. ; Barros, Francisco ; LEDUC, ANTOINE O.H.C. . Plastic debris collars: An underreported stressor in tropical reef fishes. MARINE POLLUTION BULLETIN, v. 129, p. 802-805, 2018.

7.
Carvalho, L R S2017Carvalho, L R S ; LOIOLA, MIGUEL ; Barros, F. . Manipulating habitat complexity to understand its influence on benthic macrofauna. Journal of Experimental Marine Biology and Ecology, v. 489, p. 48-57, 2017.

8.
Carvalho, L R S2017Carvalho, L R S ; Barros, F. . Physical habitat structure in marine ecosystems: the meaning of complexity and heterogeneity. Hydrobiologia (The Hague. Print), v. 1, p. 1-9, 2017.

9.
Silva, E. C.2017Silva, E. C. ; Carmo R S ; Gomes, L. E. O. ; Barros, F. . Should we still talk about balance of nature in ecology? Contributions of marine ecology and bioinvasion. Filosofia e História da Biologia (Online), v. 12, p. 39-63, 2017.

10.
Pedreira, R.2017Pedreira, R. ; Barros, F. ; Farias, C. ; Wagener, A. ; Hatje, V. . A tropical bay as a reference area defined by multiple lines of evidences. MARINE POLLUTION BULLETIN, v. 1, p. 1-13, 2017.

11.
SOUZA, GABRIEL B. G.2017SOUZA, GABRIEL B. G. ; Barros, F. . Cost/benefit and the effect of sample preservation procedures on quantitative patterns in benthic ecology. HELGOLAND MARINE RESEARCH, v. 71, p. 1-10, 2017.

12.
Bernardino, A. F.2016Bernardino, A. F. ; Pagliosa, P ; Christofoletti, R. ; Barros, Francisco ; Netto S. ; Muniz, P. ; Lana P. C. . Benthic estuarine communities in Brazil: moving forward to long term studies to assess climate change impacts. Brazilian Journal of Oceanography (Online), v. 64, p. 81-96, 2016.

13.
Miranda, R. J.2016Miranda, R. J. ; Cruz, I C ; Barros, F. . Effects of the alien coral Tubastraea tagusensis on native coral assemblages in a southwestern Atlantic coral reef. Marine Biology (Berlin), v. 163, p. 1-12, 2016.

14.
Reis-Filho, J. A.2016Reis-Filho, J. A. ; Giarrizzo T. ; Barros, F. . Tidal migration and cross-habitat movements of fish assemblage within a mangrove ecotone. Marine Biology (Berlin), v. 163, p. 1-13, 2016.

15.
RIBEIRO, L. F.2016RIBEIRO, L. F. ; EÇA, GILMARA F. ; Barros, F. ; HATJE, VANESSA . Impacts of shrimp farming cultivation cycles on macrobenthic assemblages and chemistry of sediments. Environmental Pollution (1987), v. 211, p. 307-315, 2016.

16.
V, Hatje2016V, Hatje ; Souza, M. C. B. N. ; RIBEIRO, L. F. ; EÇA, GILMARA F. ; Barros, F. . Detection of environmental impacts of shrimp farming through multiple lines of evidence. Environmental Pollution (1987), v. 1, p. 1-13, 2016.

17.
Miranda, R. J.2016Miranda, R. J. ; Costa, Y. ; Lordes, F. L. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Barros, F. . New records of the alien cup-corals (Tubastraea spp.) within estuarine and reef systems in Todos os Santos Bay, Southwestern Atlantic. Marine Biodiversity Records, v. 9, p. 1-6, 2016.

18.
Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa2016Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; LOIOLA, MIGUEL ; Miranda, R. J. ; Sampaio, Cláudio Luis Santos ; Barros, Francisco . Are Abrolhos no-take area sites of naïve fish? An evaluation using flight initiation distance of labrids. Neotropical Ichthyology (Online), v. 14, p. 1-8, 2016.

19.
BERNARDINO, Angelo Fraga2016BERNARDINO, Angelo Fraga ; Pagliosa, P.R. ; CHRISTOFOLETTI, RONALDO A. ; Barros, F. ; NETTO, SÉRGIO A. ; MUNIZ, P. ; Lana, P.C. . Benthic estuarine communities in Brazil: moving forward to long term studies to assess climate change impacts. BRAZILIAN JOURNAL OF OCEANOGRAPHY, v. 64, p. 83, 2016.

20.
Silva, Eder Carvalho2015Silva, Eder Carvalho ; Barros, F. . Sensibility of the Invasive Snail (Müller, 1774) to Salinity Variations. Malacologia, v. 58, p. 365-369, 2015.

21.
NUNES, JOSÉ DE ANCHIETA C. C.2015NUNES, JOSÉ DE ANCHIETA C. C. ; SAMPAIO, CLÁUDIO L. S. ; Barros, Francisco . The influence of structural complexity and reef habitat types on flight initiation distance and escape behaviors in labrid fishes. Marine Biology (Berlin), v. 1, p. 1-7, 2015.

22.
Bernardino, A. F.2015Bernardino, A. F. ; Netto S. ; Pagliosa, P ; Barros, F. ; Christofoletti, R. ; Rosa Filho, J. S. ; Colling, A. ; Lana P. C. . Predicting ecological changes on benthic estuarine assemblages through decadal climate trends along Brazilian Marine Ecoregions. Estuarine, Coastal and Shelf Science (Print), v. 1, p. 1-10, 2015.

23.
DE CARVALHO, GILSON CORREIA2015DE CARVALHO, GILSON CORREIA ; DE SÁ-NETO, RAYMUNDO JOSÉ ; Barros, Francisco . Thirty years of use of multivariate quantitative methods in benthic community ecology of marine and coastal habitats: looking to the past to planning the future. Scientometrics (Print), v. 1, p. 1-18, 2015.

24.
Costa, P2015Costa, P ; Dorea, A ; Mariano-Neto E. ; Barros, Francisco . Are there general spatial patterns of mangrove structure and composition along estuarine salinity gradients in Todos os Santos Bay?. Estuarine, Coastal and Shelf Science (Print), v. 1, p. 1-9, 2015.

25.
JARDIM, ADRIANA2015JARDIM, ADRIANA ; LÓPEZ-MENDILAHARSU, MILAGROS ; Barros, Francisco . Demography and foraging ecology of Chelonia mydas on tropical shallow reefs in Bahia, Brazil. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom (Print), v. 1, p. 1-10, 2015.

26.
FERREIRA, CAMILO MOITINHO2015FERREIRA, CAMILO MOITINHO ; CONI, ERICKA O. CAVALCANTI ; MEDEIROS, DIEGO V. ; Sampaio, C.L.S. ; Reis-Filho, José Amorim ; Barros, F. ; LOIOLA, MIGUEL ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa . Community structure of shallow rocky shore fish in a tropical bay of the southwestern Atlantic. Brazilian Journal of Oceanography (Online), v. 63, p. 379-396, 2015.

27.
RIBEIRO, LUISA FERREIRA2014RIBEIRO, LUISA FERREIRA ; SOUZA, MANUEL C. M. B. N. DE ; Barros, Francisco ; HATJE, Vanessa . Desafios da carcinicultura: aspectos legais, impactos ambientais e alternativas mitigadoras. Revista da Gestão Costeira Integrada, v. 1, p. 1-20, 2014.

28.
Krull, Marcos2014Krull, Marcos ; Abessa, D. ; V, Hatje ; Barros, F. . Integrated assessment of metal contamination in sediments from two tropical estuaries. Ecotoxicology and Environmental Safety, v. 106, p. 195-203, 2014.

29.
Barros, F.2014 Barros, F.; BLANCHET, H. ; Hammerstrom K. ; Sauriau P.G. ; OLIVER, J. . A framework for investigating general patterns of benthic β-diversity along estuaries. Estuarine, Coastal and Shelf Science (Print), v. 1, p. 1-9, 2014.

30.
MARIANO, DANTE LUÍS SILVA2014MARIANO, DANTE LUÍS SILVA ; Barros, Francisco . Intertidal benthic macrofaunal assemblages: changes in structure along entire tropical estuarine salinity gradients. Journal of the Marine Biological Association of the UK (Online), v. 95, p. 1-11, 2014.

31.
SOUZA, GABRIEL B. G.2014SOUZA, GABRIEL B. G. ; Barros, Francisco . Analysis of sampling methods of estuarine benthic macrofaunal assemblages: sampling gear, mesh size, and taxonomic resolution. Hydrobiologia (The Hague. Print), v. 743, p. 157-174, 2014.

32.
Menezes , N2013Menezes , N ; Neves, E G ; Barros, F. ; KIKUSHI, Ruy ; Johnsson, R. . Intracolonial variation in Siderastrea de Blainville (Anthozoa, Scleractinia): taxonomy under challenging morphological constraints. Biota Neotropica (Edição em Português. Online), v. 13, p. 1-9, 2013.

33.
KRULL, M.2013KRULL, M. ; Krull, Marcos ; Barros, F. ; NEWMAN, MICHAEL . Pseudoreplication in ecotoxicology. Integrated Environmental Assessment and Management, v. 9, p. 531-533, 2013.

34.
NUNES, JOSÉ DE ANCHIETA C. C.2013NUNES, JOSÉ DE ANCHIETA C. C. ; SAMPAIO, CLÁUDIO L. S. ; Barros, Francisco . How wave exposure, group size and habitat complexity influence foraging and population densities in fishes of the genus Halichoeres (Perciformes: Labridae) on tropical rocky shores. Marine Biology (Berlin), v. 1, p. 1, 2013.

35.
Nunes, J. A. C. C.2012Nunes, J. A. C. C. ; Medeiros, D V ; Reis-Filho, J. A. ; Sampaio, C.L.S. ; Barros, F. . Reef fishes captured by recreational spearfishing on reefs of Bahia State, northeast Brazil. Biota Neotropica (Edição em Português. Online), v. 12, p. 179-185, 2012.

36.
V, Hatje2012V, Hatje ; Barros, F. . Overview of the 20th century impact of trace metal contamination in the estuaries of Todos os Santos Bay: Past, present and future scenarios. Marine Pollution Bulletin., v. 64, p. 2603-2614, 2012.

37.
Barros, F.2012 Barros, F.; CARVALHO, Gilson Correa de ; Costa, Y. ; HATJE, Vanessa . Subtidal benthic macroinfaunal assemblages in tropical estuaries: Generality amongst highly variable gradients. Marine Environmental Research, p. 43-52, 2012.

38.
Amorim Reis-Filho, José2012Amorim Reis-Filho, José ; da Silva, Eduardo M. ; de Anchieta Cintra da Costa Nunes, José ; Barros, Francisco . Effects of a red tide on the structure of estuarine fish assemblages in northeastern Brazil. International Review of Hydrobiology, v. 97, p. n/a-n/a, 2012.

39.
Barros, F.2012Barros, F.; Costa, P ; Cruz, I C ; Mariano, DLS ; Miranda, R. J. . Habitats Bentônicos na Baía de Todos os Santos. Revista Virtual de Química, v. 4, p. 551-565, 2012.

40.
KRULL, M.2012KRULL, M. ; Barros, F. . Key Issues in Aquatic Ecotoxicology in Brazil: A Critical Review. Journal of the Brazilian Society of Ecotoxicology, v. 7, p. 57-66, 2012.

41.
Reis-Filho, J. A.2011Reis-Filho, J. A. ; Barros, F. ; Nunes, J. A. C. C. ; Sampaio, C.L.S. ; Souza, G.B.G . Moon and tide effects on fish capture in a tropical tidal flat. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom (Print), v. 91, p. 735-743, 2011.

42.
Magalhães, W.F.2011Magalhães, W.F. ; Barros, F. . Structural and functional approaches to describe polychaete assemblages: ecological implications for estuarine ecosystems. Marine and Freshwater Research, v. 62, p. 918-926, 2011.

43.
Silva, Eder Carvalho2011Silva, Eder Carvalho ; Barros, Francisco . MACROFAUNA BENTÔNICA INTRODUZIDA NO BRASIL: LISTA DE ESPÉCIES MARINHAS E DULCÍCOLAS E DISTRIBUIÇÃO ATUAL. Oecologia Australis, v. 15, p. 326-344, 2011.

44.
Krull, Marcos2011Krull, Marcos ; de Lima, Cristiano C. Alves ; de Oliveira, Magno L.T. ; Carneiro, Alexandre C. ; da Silva, Eduardo M. ; Barros, Francisco . State of the art of Brazilian ecotoxicology. Integrated Environmental Assessment and Management (Online), v. 7, p. 690-691, 2011.

45.
Rondinelli, S F2010Rondinelli, S F ; Barros, F. . Evaluating shellfish gathering (Lucina pectinata) in a tropical mangrove system. Journal of Sea Research (Den Burg), v. 64, p. 401-407, 2010.

46.
Loyola, Alice2010Loyola, Alice ; Barros, Francisco . AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO DE ECÓLOGOS MARINHOS NA GRADUAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Oecologia Australis, v. 14, p. 989-1009, 2010.

47.
Magalhães, Wagner Ferreira2009Magalhães, Wagner Ferreira ; Lima, Juliana Barbosa ; Barros, F. ; Dominguez, José Maria Landim . Is Ocypode quadrata (Fabricius, 1787) a useful tool for exposed sandy beaches management in Bahia State (Northeast Brazil)?. Brazilian Journal of Oceanography (Impresso), v. 57, p. 149-152, 2009.

48.
HATJE, Vanessa2008HATJE, Vanessa ; Barros, F. ; MAGALHAES, Wagner Ferreira ; RIOTTO, V. B. ; AMORIN, F. N. ; SILVA, Maria Betania Figueiredo ; SPANO, S. ; Cirano, M. . Trace metals and benthic macrofauna distributions in Camamu Bay, Brazil: sediment quality prior oil and gas exploration. Marine Pollution Bulletin, v. 56, p. 363-370, 2008.

49.
Santos, W. P. C.2008Santos, W. P. C. ; V, Hatje ; Lima, L. N. ; Trigano, S. V. ; Barros, F. ; Castro, J. T. ; Korn, M. G. A. . Evaluation of sample preparation (grinding and sieving) of bivalves, coffee and cowpea beans for. Microchemical Journal, v. 89, p. 123-130, 2008.

50.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2008Barros, F.; HATJE, Vanessa ; FIGUEIREDO, M. B. ; MAGALHAES, Wagner Ferreira ; DOREA, H. S. ; EMIDIO, E. S. . The structure of the benthic macrofaunal assemblages and sediments characteristics of the Paraguaçu estuarine system, NE, Brazil.. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 78, p. 753-762, 2008.

51.
ROCHA, Pedro Luís Bernardo da2007ROCHA, Pedro Luís Bernardo da ; VIANA, B F ; HANI, Charbel Nino El ; SILVA, Eduardo Mendes da ; Barros, F. ; Ramalho, M. ; MAFALDA JR, Paulo de Oliveira ; SILVA, Sueli Almuiña Holmer . Pós-Graduação em Ecologia no Instituto de Biologia da UFBA: um currículo em evolução. RBPG. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 4, p. 227-244, 2007.

52.
HATJE, Vanessa2006HATJE, Vanessa ; Barros, F. ; FIGUEIREDO, Diomedes ; SANTOS, Vera Cancio ; PESOAGUIAR, Marlene Campos . Trace metal contamination and benthic assemblages in Subaé estuarine system, Brazil.. Marine Pollution Bulletin, v. 52, p. 982-987, 2006.

53.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2005Barros, F.. Evaluating the importance of predation on subtidal benthic assemblages in sandy habitats around rocky reefs.. Acta Oecologica (Montrouge), v. 27, n.3, p. 211-223, 2005.

54.
DYE, A. H.2005DYE, A. H. ; Barros, F. . Spatial patterns in MEIObenthic assemblages in intermittently open/closed coastal lakes in New South Wales, Australia.. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 62, p. 575-593, 2005.

55.
DYE, Arthur2005DYE, Arthur ; Barros, F. . Spatial patterns of MACROfaunal assemblages in intermittently closed/open coastal lakes in NSW, Australia.. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 64, p. 357-371, 2005.

56.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2004 Barros, F.; Underwood, A. J. ; Archambault, P. . The influence of troughs and crests of ripple marks on the structure of subtidal benthic assemblages around rocky reefs. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 60, p. 781-790, 2004.

57.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2002Barros, F.; A. J. Underwood ; Lindegarth, M. . A preliminary analysis of the structure of benthic assemblages of surf zones on two morphodynamic types of beach.. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom, v. 82, n.2, p. 353-357, 2002.

58.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2001 Barros, F.; Underwood, A. J. ; Lindegarth, M. . The influence of rocky reefs on structure of benthic macrofauna in nearby soft sediments. Estuarine, Coastal and Shelf Science, v. 52, p. 191-199, 2001.

59.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2001 Barros, F.. Ghost crabs as a tool for rapid assessment of human impacts on exposed sandy beaches.. Biological Conservation, UK, v. 97, p. 399-404, 2001.

60.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha2001Barros, F.; Borzone, C. A. ; Rosso, S. . Macroinfauna of six beaches near Guaratuba Bay, Southern Brazil.. Brazilian Archives of Biology and Technology, Brasil, v. 44, n.4, p. 351-364, 2001.

61.
Calliari, L. J.1996Calliari, L. J. ; Klein, A. H. F. ; Barros, F. . Beach differentiation along the Rio Grande do Sul coastline (Southern Brazil). Revista Chilena de Historia Natural, v. 69, p. 485-493, 1996.

62.
Barros, F.;Barros, Francisco;de Barros, Francisco Carlos Rocha1994Barros, F.; Calliari, L. J. ; Gianuca, N. M. . Estudo preliminar da macrofauna bentonica da praia dos Concheiros. Notas Técnicas, CECO, UFRGS, Porto Alegre, CECO/IG, UFRS, Porto Alegre-RS, v. 7, p. 33-37, 1994.

Capítulos de livros publicados
1.
BERNARDINO, Angelo Fraga ; Reis, Alice ; Pereira Filho, Antônio Carlos Dórea ; de Oliveira Gomes, Luiz Eduardo ; Bissoli, Lorena Bonno ; de Barros, Francisco Carlos Rocha . Benthic Estuarine Assemblages of the Eastern Marine Brazilian Ecoregion (EME). In: Lana P L, Bernardino A. (Org.). Brazilian Marine Biodiversity. 1ed.: Springer International Publishing, 2018, v. 1, p. 95-116.

2.
Reis-Filho, José Amorim ; Sampaio, Cláudio Luis Santos ; Oliveira, H. H. Q. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Barros, F. . Pesca artesanal e captura de organismos ornamentais na Baía de Todos os Santos. In: Hatje, V.; Dantas, L. M. V.; Andrade, J. B.. (Org.). Baía de Todos os Santos: avanços nos estudos de longo prazo. 01ed.Salvador: EDUFBA, 2018, v. 01, p. 95-126.

3.
Barros, F.; Almeida, A. C. S. ; Cavalcanti F F ; Miranda, R. J. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Reis-Filho, José Amorim ; Silva, E. C. . Espécies marinhas exóticas e invasoras na Baía de Todos os Santos. In: Hatje, V.; Dantas, L. M. V.; Andrade, J. B.. (Org.). Baía de Todos os Santos: avanços nos estudos de longo prazo. 01ed.Salvador: EDUFBA, 2018, v. 01, p. 127-154.

4.
Krull, M. ; Abessa, D. ; Barros, F. . Assessing the ecological effect of contaminants in estuaries in Brazil: gaps and future directions. In: Cristiano V.M. Araújo; Candida Helena Shinn. (Org.). Ecotoxicology in Latin America. 1ed.New York: Nova Science Publishers, 2017, v. 1, p. 1-591.

5.
Barros, Francisco. Soft Sediment Communities. In: Michael J. Kennish. (Org.). Encyclopedia of Earth Sciences Series. 1ed.: Springer Netherlands, 2016, v. , p. 606-606.

6.
Barros, Francisco. Exotic Species. In: Michael J. Kennish. (Org.). Encyclopedia of Earth Sciences Series. 1ed.: Springer Netherlands, 2016, v. , p. 311-312.

7.
Barros, Francisco. Introduced Species. In: Michael J. Kennish. (Org.). Encyclopedia of Earth Sciences Series. 1ed.: Springer Netherlands, 2016, v. , p. 361-362.

8.
Barros, Francisco. Infauna. In: Michael J. Kennish. (Org.). Encyclopedia of Earth Sciences Series. 1ed.: Springer Netherlands, 2016, v. , p. 360-360.

9.
Miloslavich, P. CRUZ-MOTTA, J.J. HERNANDEZ, A. HERRERA, C. KLEIN, E. Barros, F. BIGATTI, G. CARDENAS, M. CARRANZA, A. FLORES, A. GIL, P. GOBIN, J. GUTIERREZ, J. KRULL, M. LAZARUS, J. F. LONDONO, E. LOTUFO, T. MACAYA, E. MORA, E. NAVARRETE, S. PALOMO, G. PARRAGUE, M. PELLIZZARI, F. ROCHA, R. ROMERO, L. , et al.RETAMALES, R. SEPULVEDA, R. SILVA, M. C. SORIA, S. ; Benthic Assemblages in South American Intertidal Rocky Shores: Biodiversity, Services, and Threats. In: Rafael Riosmena-Rodríguez. (Org.). Marine Benthos: Biology, Ecosystem Functions and Environmental Impact. 1ed.New York: Nova Publishers, 2016, v. 1, p. 1-54.

10.
Bernardino, A. F. ; Barros, F. ; Perez, L. F. ; Netto S. ; Colling, A. ; Pagliosa, P ; Lana P. C. ; Maia, R. ; Christofoletti, R. ; Rosa Filho, J. S. ; Costa, T. M. . Monitoramento de Ecossistemas Bentônicos Estuarinos. In: Turra, A.; Denadai, M.R.. (Org.). Protocolos para o Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros - Rede de Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros - ReBentos. 1ed.Sao Paulo: IO USP, 2015, v. I, p. 134-154.

11.
Barros, F.; Cruz, I C ; KIKUCHI, Ruy ; LEAO, Zelinda M A N . Ambiente Bentônico. In: Vanessa Hatje; Jailson Bittencourt de Andrade. (Org.). Baia de Todos os Santos: aspectos oceanograficos. 1aed.Salvador: EDUFBA, 2009, v. I, p. 207-242.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Barros, F.. Spatial variability in macrofaunal assemblages in shallow subtidal sandy habitats. Newsletter of the Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities, 01 dez. 2002.

2.
Barros, F.. Spatial variability in macrofaunal assemblages in shallow subtidal sandy habitats (abstract da tese). Australian Marine Science Bulletin, Australia, , v. 160, p. 31 - 32, 01 out. 2002.

3.
Barros, F.. Ripples in the sandy sea-floor and their influence on animals in the sand. Newsletter of the Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities, 01 dez. 2001.

4.
Barros, F.. Ghost crabs and human impacts on exposed sandy beaches. Newsletter of the Centre for Research on Ecological Impacts of Coastal Cities, 01 nov. 2000.

5.
Barros, F.. Spatial variability in macrofaunal assemblages in shallow subtidal sandy habitats. Australian Marine Science Bulletin, , v. 160, p. 31 - 32.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Borzone, C. A. ; TAVARES, Y. ; Barros, F. . Beach morphodynamics and distribution of Mellita quinquesperforata (Leske, 1778) on sandy beaches of Southern Brazil. In: Echinoderms San Francisco, 1998, San Francisco. Echinoderms San Francisco. Rotterdam: Balkema, 1998. p. 581-586.

2.
Barros, F.; Borzone, C. A. . A macrofauna bentonica nos ambientes praiais oceanicos proximos a Baia de Guaratuba (Parana, Brasil). In: VII Congresso Latino-americano sobre Ciências do Mar, 1997, Santos - SP. VII Congresso Latino-americano sobre Ciências do Mar7o Congresso Latino-americano sobre Ciências do Mar, 1997. v. 1. p. 65-67.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Balbi, B. ; Matos, H. ; Costa, F. ; Alves, L. ; Souza, G. B. G. ; Barros, F. . Influência do tipo de substrato e tempo de exposição na evolução da bioincrustação na Baía de Todos os Santos - BA. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia (CBO 2010), 2010, Rio Grande. Resumos CBO 2010, 2010. v. 1. p. 1-3.

2.
Carvalho, L R S ; Costa, Y. ; Andrade, I. ; Araújo, R. B. S. ; Souza, G. B. G. ; Barros, F. . Comparação de abordagens categóricas e contínuas para a detecção de padrões em assembléias bentônicas marinhas. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia (CBO 2010), 2010, Rio Grande. Resumos CBO 2010, 2010. v. 1. p. 5-8.

3.
Caricchio, C. ; Abreu, I. ; Araujo, R. ; Avena, P. ; Krull, M. ; Carvalho, L R S ; Barros, F. . Avaliação preliminar do impacto da contaminação na comunidade bentônica do estuário de Cacha-Pregos - BA utilizando microcosmos.. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia (CBO 2010), 2010, Rio Grande. Resumos CBO 2010, 2010. v. 1. p. 10-13.

4.
Ramos, C.A.C. ; Souza, G.B.G ; Leite, C.M.P. ; Barros, F. . Complementaridade de precisão de métodos de amostragem de substrato não consolidados no acesso a comunidades macrozoobentônicas. In: III Congresso Latino Americamo de Ecologia, 2009, São Lourenço - MG. Trabalhos Científicos - CLAE, 2009. v. 1. p. 1-4.

5.
MAGALHAES, Wagner Ferreira ; Barros, F. . Análise estrutural e funcional trófica das assembléias macrobentônicas da porção estuarina do rio Jaguaripe e sua relação com as variáveis do sedimento. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Resumos do III CBO Fortaleza 2008, 2008. v. 1. p. 1-4.

6.
MAGALHAES, Wagner Ferreira ; Lima J B ; Barros, F. ; Dominguez, J. M. L. . Utilização de Ocypode quadrata como bioindicador do grau de urbanização de praias arenosas expostas do litoral norte baiano subsídios para gestão e adequação do projeto orla. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Resumos do III CBO Fortaleza 2008, 2008. v. 1. p. 1-4.

7.
Araújo, R. B. S. ; Domingues, R. M. ; Souza, M. C. B. N. ; Barros, F. . Comparação entre metodologias no estudo do costão rochoso do Largo da Vitória, Salvador, Bahia. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Resumos do III CBO Fortaleza 2008, 2008. v. 1. p. 1-4.

8.
MAGALHAES, Wagner Ferreira ; SILVA, Maria Betania Figueiredo ; Barros, F. ; HATJE, Vanessa . Tendências do padrão de diversidade alfa ao longo de um gradiente de salinidade no estuário do Rio Paraguaçu, Bahia, Brasil.. In: XII COLACMAR, 2007, Florianópolis. XII COLACMAR, 2007. v. 1. p. 1-3.

9.
Barros, F.; MAGALHAES, Wagner Ferreira ; HATJE, Vanessa ; SPANO, S. ; SILVA, Maria Betania Figueiredo ; CIRANO, M . Assembleias Bentonicas da Baia de Camamu, Bahia Brasil. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciencias do Mar, 2007, Florianopolis. XII COLACMAR, 2007. v. 1. p. 1-4.

10.
SILVA, Maria Betania Figueiredo ; Barros, F. ; MAGALHAES, Wagner Ferreira ; HATJE, Vanessa . Padrao de distribuicao das assembleias de macrozoobentos e sua relacao com variaveis ambientais no estuario do Rio Paraguacu. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciencias do Mar, 2007, Florianopolis. XII COLACMAR, 2007. v. 1. p. 1-4.

11.
HATJE, Vanessa ; LESSA, Guilherme Camargo ; RIOTTO, V. B. ; Barros, F. ; SILVA, Maria Betania Figueiredo . Geoquimica dos principais tributarios da Baia de Todos os Santos, Bahia, Brazil.. In: XII Congresso Latino-Americano de Ciencias do Mar, 2007, Florianopolis. XII COLAMAR, 2007. v. 1. p. 1-4.

12.
PACHECO, Rodrigo Stolze ; SAITO, Carlos Hiroo ; Barros, F. ; BERLINCK, Christian Niel . Pesca e Uso dos Recursos Aquáticos por uma População Pesqueira Residente na Baía de Camamu, Bahia.. In: III Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade (ANPPAS), 2006, Brasilia, 2006.

13.
SILVA, Maria Betania Figueiredo ; HATJE, Vanessa ; Barros, F. . Distribution and occurence of PAH`s in surface sediments of Paraguaçu River estuary, BTS, Bahia. In: 10th LATIN-AMERICAN ASSOCIATION OF ORGANIC GEOCHEMISTRY, 2006, Salvador. 10th LATIN-AMERICAN ASSOCIATION OF ORGANIC GEOCHEMISTRY, 2006. v. 1.

14.
C, Carvalho G ; C, Peso Aguiar M ; Barros, F. . Efeito da resolucao taxonomica em indices de estrutura de assembleias bentonicas no litoral norte do Estado da Bahia. In: II Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2005, Vitoria. II CBO'2005 resumos expandidos, 2005.

15.
Barros, F.; V, Hatje . Estudo das assembleias bentonicas e da geoquimica na porcao estuarina do Rio Subae, Baia de Todos os Santos, Salvador-BA. In: II Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2005, Vitoria-ES. II CBO'2005, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Barros, Francisco. AVANÇOS NA PESQUISA ECOLÓGICA MARINHA NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS: DESCREVENDO PADRÕES, ANALISANDO PROCESSOS E CRIANDO MODELOS.. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO 2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO 2016. Salvador: On Line, 2016. v. 1. p. 122-122.

2.
Lordes, F. L. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Miranda, R. J. ; Barros, F. . AVALIAÇÃO DA PREDAÇÃO POR PEIXES ESPONGÍVOROS (FAMÍLIA POMACANTHIDAE) SOBRE ASSEMBLEIAS DE ESPONJAS DE RECIFES DE CORAIS MARGINAIS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016. Salvador: online, 2016. v. 1. p. 123-123.

3.
Dorea, A ; Barros, F. . BIOMASSA EM MANGUEZAIS: MODELOS ALOMÉTRICOS PODEM SER APLICADAS EM DIFERENTES LOCAIS SEM PERDA DE CONFIABILIDADE. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 126-126.

4.
Mussi, G. ; Mussi, B. ; Barros, F. . PARQUE MARINHO: UMA PROPOSTA NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 131-131.

5.
Miranda, R. J. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Mariano-Neto E. ; Barros, F. . A INVASÃO DO CORAL-SOL (TUBASTRAEA SPP.) PODE ALTERAR PROCESSOS REALIZADOS POR PEIXES (HERBIVORIA E INVERTIVORIA) NOS RECIFES DE CORAIS?. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 168-168.

6.
Miranda, R. J. ; Costa, Y. ; Lordes, F. L. ; Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; Barros, Francisco . MONITORAMENTO DO CORAL-SOL INVASOR (TUBASTRAEA TAGUSENSIS E T. COCCINEA) NOS SISTEMAS ESTUARINOS E RECIFAIS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 169-169.

7.
Silva, Eder Carvalho ; Barros, F. . INFLUENCE OF THE NON-NATIVE PORTUNID Charybdis hellerii (H. MILNE EDWARDS, 1867) ON ESTUARINE MACROBENTHIC ASSEMBLAGES STRUCTURE. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO 2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 173-173.

8.
RIBEIRO, LUISA F. ; HATJE, V ; ECA, G. F. ; Barros, F. . IMPACTOS DA CARCINICULTURA NAS ASSEMBLEIAS BENTÔNICAS E NOS SEDIMENTOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 188-188.

9.
Nunes, José De Anchieta Cintra Da Costa ; LOIOLA, MIGUEL ; Miranda, R. J. ; Sampaio, C.L.S. ; Barros, F. . ARE ABROLHOS NO-TAKE AREAS SITES OF NAÏVE FISH? AN EVALUATION USING FLIGHT INITIATION DISTANCE OF LABRIDS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 263-263.

10.
Gonzaga, L.E.S. ; Barros, F. . VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DAS ASSEMBLEIAS MACROBENTÔNICAS NO ESTUÁRIO DO RIO JAGUARIPE, BAÍA DE TODOS OS SANTOS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 888-888.

11.
EGRES, A. G. ; Barros, F. ; Mariano-Neto E. . EFEITOS DA PERTURBAÇÃO POR HIDROCARBONETOS SOBRE OS TRAÇOS BIOLÓGICOS DAS ASSEMBLEIAS MACROBENTÔNICAS NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS (BAHIA-BRASIL). In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.s., 2016. v. 1. p. 896-896.

12.
De La Rosa, G. ; Lordes, F. L. ; Barros, F. . ASSEMBLEIAS DE PORIFERA (DEMOSPONGIAE) EM SUBSTRATOS NATURAIS E ARTIFICIAIS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 897-897.

13.
Martins, A ; Costa, Y. ; Barros, F. . COMPARAÇÃO DOS PADRÕES ESPACIAS DAS ASSEMBLEIAS BENTÔNICAS NO ESTUÁRIO DO RIO SUBAÉ ENTRE 2004 E 2013. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 916-916.

14.
Reis A ; Krull, M. ; Carvalho, L R S ; Barros, F. . FRAGMENTOS DE MARISMAS INFLUENCIAM A ESTRUTURA DE MACROFAUNA BENTÔNICA EM PLANÍCIES DE MARÉ TROPICAIS?. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 953-953.

15.
Carvalho, L R S ; LOIOLA, MIGUEL ; Reis A ; Barros, F. . MANIPULATING HABITAT STRUCTURE TO UNDERSTAND ITS INFLUENCE ON BENTHIC MACROFAUNA. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 954-954.

16.
Costa, Y. ; Barros, F. . MODELAGEM DA DINÂMICA POPULACIONAL E DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS EM GRADIENTES ESTUARINOS. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 1003-1003.

17.
BENEVIDES, L. J. ; Nunes, J. A. C. C. ; Sampaio, C.L.S. ; Barros, F. . PEIXES RECIFAIS EM FUGA! GLOBAL UTILIZAÇÃO DE MÉTRICAS DE ESCAPE EM ESTUDOS DO COMPORTAMENTO ANTIPREDATÓRIO. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO2016, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia. Salvador: n.a., 2016. v. 1. p. 1076-1076.

18.
Costa, P ; Dorea, A ; Mariano-Neto E. ; Barros, Francisco . Are there general spatial patterns of mangrove fringe forests structure and composition along estuarine salinity gradients?. In: Benthic Ecology Meeting, 2015, Quebec. BEM abstracts. Quebec: Laval University, 2015. v. 1. p. 1-1.

19.
Barros, Francisco. Beta, alfa and gamma benthic diversity on estuaries: what to expect?. In: Third International Symposium Effcts of Climate Change on Word's Oceans, 2015, Santos. Abstracts of the Third International Symposium Effcts of Climate Change on Word's Oceans. Sao Paulo: IOUSP/PICES, 2015. v. 1. p. 97.

20.
Barros, F.; Costa, P ; Mariano, DLS . General patterns in tropical estuarine systems: benthic macroinfauna and mangrove forest structure in Baía de Todos os Santos.. In: 50th ECSA, 2012, Veneza. 5oth Ecsa abstracts, 2012. v. 1. p. 1-1.

21.
Barros, F.; Costa, Y. ; Carvalho, L R S ; HATJE, Vanessa ; Magalhães, W.F. . UNFOLDING PATTERNS IN EXTREMELY VARIABLE ENVIRONMENTS: THE CASE OF MACROFAUNAL ASSEMBLAGES IN TROPICAL ESTUARINE SYSTEMS. In: ASLO 2011 Aquatic Sciences Meeting, 2011, San Juan. ASLO 2011 Aquatic Sciences Meeting Abstracts, 2011. v. 1. p. 1-1.

22.
Carvalho, L R S ; Costa, Y. ; Souza, G. B. G. ; Barros, F. . Avaliação da persistência do padrão de distribuição das assembléias bentônicas na região estuarina do Rio São Paulo, Baía de Todos os Santos. In: VII Semana de Biologia, 2011, Salvador. Resumos VII Semana de Biologia, 2011. v. 11. p. 1-1.

23.
Araújo, R. B. S. ; Barros, F. . Investigação sobre a relação entre modificações na microtopografia de fundo e alterações na estrutura da macrofauna bentônica.. In: SEMBIO 2009, 2009, Salvador - BA. Resumos do SEMBIO 2009, 2009. v. 1. p. 1-1.

24.
Costa, Y. ; Barros, F. . Caracterização da macrofauna bentônica e sedimentos da Baía de Camamu. In: SEMBIO 2009, 2009, Salvador - BA. Resumos do SEMBIO 2009, 2009. v. 1. p. 1-1.

25.
Sallenave, L. ; Barros, F. . Estudo comparativo entre a quantidade do lixo encontrado em áreas com e sem barracas de praia em Salvador, BA. In: SEMBIO 2009, 2009, Salvador - BA. Resumos do SEMBIO 2009, 2009. v. 1. p. 1-1.

26.
HATJE, Vanessa ; COTRIM, G. ; Barros, F. . Avaliacao da biodisponibilidade de metais tracos em sedimentos estuarinos. In: XIII Congresso Latinoamericano de Ciencias del Mar, 2009, Cuba. ColacMarCuba Resumos. Cuba, 2009. v. 1. p. 1-1.

27.
Barros, F.; Magalhães, W.F. ; Araújo, R. B. S. ; Costa, Y. . Padrões espaciais das assembléias bentônicas nos sedimentos dos principais sistemas estuarinos da Baía de Todos os Santos, Brasil.. In: XIII Congresso Latinoamericano de Ciencias del Mar, 2009, Cuba. ColacMarCuba Resumos. Cuba, 2009. v. 1. p. 1-1.

28.
MAGALHAES, Wagner Ferreira ; Barros, F. . Ophiuroidea (Echinodermata) de regioes estuarinas do Estado da Bahia. In: XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008, Curitiba. Resumos do XXVII CBZ, 2008. v. 1. p. 1-1.

29.
MAGALHAES, Wagner Ferreira ; Barros, F. . Relação entre a estrutura da macrofauna bentônica e as características granulométricas na porção estuarina do Rio Paraguaçu. In: VII Seminário de Pesquisa e Pós Graduação da UFBA, XXV SEMEP, 2006, Salvador. VII Seminário de Pesquisa e Pós Graduação da UFBA, XXV SEMEP, 2006. v. 1.

30.
HATJE, Vanessa ; LESSA, Guilherme Camargo ; Barros, F. ; RIOTTO, V. B. . Teores e fluxos de metais traços associados ao material particulado em suspensão dos principais tributários da Baía de Todos os Santos, BA.. In: III Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2006, São Paulo. Resumos do III SBO, 2006. v. 1.

31.
Barros, F.; HATJE, Vanessa ; SILVA, Maria Betania Figueiredo ; MAGALHAES, Wagner Ferreira ; MELO, Marcio Cropalato de . Avaliação da contaminação no estuário do Rio Paraguaçu, Baía de Todos os Santos-BA: assembléias bentônicas, metais traços e nutrientes.. In: III Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2006, São Paulo. Resumos III SBO, 2006. v. 1.

32.
AGUIAR, M C Peso ; E, Fontoura ; Barros, F. ; L, Dominguez J M ; N, Leao Z M A ; M, Cirano ; C, Carvalho G . Monitoramento de efluentes industriais liberados através de sistemas de disposição oceânica (SDO) no litoral da Bahia.. In: II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004, São Paulo. II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004. v. I. p. 1-1.

33.
Peso-Aguiar, M. C. ; E, Fontoura ; C, Carvalho G ; L, Dominguez J M ; N, Leao Z M A ; O, Mafalda P ; Barros, F. . Zoobenthic Communities as an Indicator of Environmental Conditions at Submarine Insdustrial Outfalls at the Northern Littoral of the State of Bahia - Brazil. In: 5th Iberian and 2nd Iberoamerican Congress of Environmental Contamination and Toxicology (CICTA 2003) Environmental problems in an Iberoamerican Context, 2003, Porto. 5th Iberian and 2nd Iberoamerican Congress of Environmental Contamination and Toxicology (CICTA 2003) Environmental problems in an Iberoamerican Context, 2003. v. 1. p. 326-326.

34.
Barros, F.. The influence of rocky reefs on structure of benthic macrofauna in nearby soft sediments. In: 30th Benthic Ecology Meeting, 2001, Durham. 30th Benthic Ecology Meeting, University of New Hampshire, Durham, USA. March 16-18, 2001. v. 1.

35.
Barros, F.. The influence of rocky reefs on assemblages of benthic macrofauna in nearby soft sediments. In: Australian Marine Sciences Association, 2000, Sydney. University of New South Wales, Sydney Australia. July 11-14., 2000. v. 1. p. 31-31.

36.
Barros, F.. The subtidal macrofaunal assemblages of sandy beaches. In: Australian Aquatic Ecology Post-Graduate Workshop, 1999, Sydney. Australian Aquatic Ecology Post-Graduate Workshop, 1999. v. 1. p. 31-31.

37.
Barros, F.. The influence of rocky reefs on the benthic macroinfaunal assemblages in surrounding soft sediments. In: 2nd IUPAC - International Conference on Biodiversity, 1999, Belo Horizonte. 2nd International Conference on Biodiversity, 1999. v. 1. p. 134-134.

38.
Borzone, C. A. ; PEZZUTO, P. R. ; Barros, F. . A pesca da vieira Pecten ziczac (Pelecypoda: Pectinidae) no Brasil: histórico e situação atual. In: A pesca da vieira Pecten ziczac (Pelecypoda: Pectinidae) no Brasil: histórico e situação atual Latin American Congress of Marine Science, 1995, Mar del Plata (23-27/10/1995). VI Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar, 1995. v. 1. p. 37-37.

39.
Barros, F.; SOARES, C. A. ; Borzone, C. A. . Caracterizacao morfodinamica das praias adjacente a Baia de Guaratuba-PR: subsidios para uma abordagem ecologica. In: VII Semana Nacional de Oceanografia - I Encontro Catarinense de Administração de Ambientes Costeiros - I Reunião Brasileira de Debates Oceanográficos, 1994, Itajai. VII Semana Nacional de Oceanografia, 1994. p. 48-48.

40.
Calliari, L. J. ; Klein, A. H. F. ; Barros, F. . Beach differentiation along the Rio Grande do Sul coastline (Southern Brazil). In: Sandy Beaches?94, 1994, Valencia - Chile. Sandy Beaches?94, Austral University of Chile, Valencia., 1994. p. 26-26.

Apresentações de Trabalho
1.
Barros, Francisco; Costa, P ; Dorea, A ; Mariano-Neto E. . Are there general spatial patterns of mangrove fringe forests structure and composition along estuarine salinity gradients?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Barros, Francisco. Beta, alpha and gamma benthic diversity on estuaries: what to expect?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
Barros, F.. Searching for patterns in highly variable environments LINK- https://www.youtube.com/watch?v=wagB_Uv12kY. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Barros, F.; Costa, P ; Mariano, DLS . General patterns in tropical estuarine systems: benthic macroinfauna and mangrove forest structure in Baía de Todos os Santos.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Barros, F.. QUANDO REGIONAL É GLOBAL: ECOLOGIA NOS ESTUÁRIOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Barros, F.; Costa, Y. ; Carvalho, L R S ; V, Hatje ; Magalhães, W.F. . Unfolding patterns in extremely variable systems: the case of macrofaunal assemblages in tropical estuarine systems (ASLO 2011). 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
Barros, F.. Unfolding patterns in extremely variable environments : the case of macrofaunal assemblages in tropical estuarine systems (convidado por ISMER, Canadá). 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Barros, F.. Padrões espaciais da assembléias bentônicas nos estuários da Baia de Todos os Santos (Academia Brasileira de Ciencias, Regional Nordeste 2010). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
Barros, F.. Assembleias bentonicas nos sistemas estuarinos da Baia de Todos os Santos (PPGem Oceanografia UFPE 2010). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
Barros, F.. A Sustentabilidade dos Programas de Pos-Graduacao sob perspectiva de um coordenador (Seminario Ciencias Biologicas UEFS 2010). 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
Barros, F.. O PPG em Ecologia da UFBA, suas metas e conteúdos relevantes (IV SEMBIO, UFBA 2008). 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
Barros, F.. Macrofauna bentônica e características dos sedimentos nos principais tributários da Baia de Todos os Santos (Apresentção no VII BIOINC, 2007). 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
Barros, F.; Rilov, G. ; Navarrete, S. ; Flores, A. ; CRUZ-MOTTA, J. J. . EXPERIMENTAL DESIGN: detecting environmental impacts on marine systems (cordenador de mesa do VII BIOINC 2007). 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Barros, F.. Avaliação dos Relatórios do Programa de Manejo de Ecossistemas Aquáticos e de Monitoramento Limnológicos e da Qualidade da Água e Ictiofanua - UHE Pedra do Cavalo. 2008.

2.
Barros, F.. Monitoriamento das areas de influencia dos emissarios submarinos da CETREL e da MILLENIUM (campanha verao-inverno 2004).. 2004.

3.
Barros, F.. Diagnóstico das comunidades bentônicas oceânicas e estuarinas da Bacia de Camamu, trecho: entre o Arquipélago Tinharé Boipeba e a Península de Maraú-BA. 2004.

4.
Peso-Aguiar, M. C. ; Barros, F. ; Cirano, M. ; Leao, Z. M. A. N. ; Dominguez, J. M. L. . Monitoriamento das areas de influencia dos emissarios submarinos da CETREL e da MILLENIUM (campanha verao-inverno 2003).. 2003.

5.
VARIOS ; Barros, F. . Diagnostico ambiental da BTS (1 campanha). 2003.

6.
VARIOS ; Barros, F. . Estudo da influencia do SDOE do Rio Vermelho e da area do futuro SDOE de Jaguaribe. 2003.

7.
MALSCHITZKY, I H ; C NETO, A F ; SOARES, C ; BORZONE, C A ; MARONI, e ; Barros, F. ; SOUZA, J R B ; BITTENCOURT, M L ; FACHIN, S . Levantamentos basicos para o dimensionamento da recuperacao da praia central de Matinhos. 1994.

Trabalhos técnicos
1.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado CNPq. 2015.

2.
Barros, Francisco. Parecer (n.1) sobre solicitacao de bolsa PQ. 2015.

3.
Barros, Francisco. Parecer (n.2) sobre solicitacao de bolsa PQ. 2015.

4.
Barros, Francisco. Parecer sobre projeto Chamada nº 05/2015 - PEC/PG 2015. 2015.

5.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado junior CNPq. 2014.

6.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de apoio a participacao de evento no exterior. 2014.

7.
Barros, Francisco. Parecer (n.1) sobre solicitacao para Edital Universal. 2014.

8.
Barros, Francisco. Parecer (n.2) sobre solicitacao para Edital Universal. 2014.

9.
Barros, Francisco. Parecer (n.1) sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado junior CNPq. 2014.

10.
Barros, Francisco. Parecer (n2.) sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado junior CNPq. 2014.

11.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado no exterior CNPq. 2014.

12.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado senior CNPq. 2013.

13.
Barros, F.. Parecer para projeto submetido a chamada MCT/CNPq nº 19/2011. 2012.

14.
Barros, Francisco. Parecer (n.2) sobre solicitacao de apoio a participacao de evento no exterior. 2012.

15.
Barros, Francisco. Parecer (n.1) sobre solicitacao de recurso Edital Universal. 2012.

16.
Barros, Francisco. Parecer (n.2) sobre solicitacao de recurso Edital Universal. 2012.

17.
Barros, Francisco. Parecer (n.3) sobre solicitacao de recurso Edital Universal. 2012.

18.
Barros, Francisco. Parecer sobre solicitacao de bolsa PQ. 2012.

19.
Barros, Francisco. Parecer (n.1) sobre solicitacao de apoio a participacao de evento no exterior. 2012.

20.
Barros, F.. Parecer sobre solicitação para participação em evento científico CNPq. 2011.

21.
Barros, F.. Parecer sobre solicitação de bolsa de Pós Doutor CNPq. 2011.

22.
Barros, F.. Parecer (n.1) sobre solicitacao para Edital Universal. 2011.

23.
Barros, F.. Parecer (n.2) sobre solicitacao para Edital Universal. 2011.

24.
Barros, F.. Parecere sobre solicitacao de bolsa PQ. 2011.

25.
Barros, F.. Parecer sobre solicitacao de apoio a participacao de evento no exterior. 2011.

26.
Barros, F.. Parecer sobre solicitacao de bolsa PQ (n.2 em 2011). 2011.

27.
Barros, F.. Parecer sobre solicitacao para participacao em eventos cientificos CNPq. 2010.

28.
Barros, F.. Parecer sobre cinco solicitacoes edital Universal CNPq. 2010.

29.
Barros, F.. Parecer sobre tres solicitacoes para o Edital 021/2010 - Apoio a Articulacao Pesquisa e Extensao - FAPESB. 2010.

30.
Barros, F.. CNPq - Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado do Para (FAPESPA). 2010.

31.
Barros, F.. Parecer sobre solicitacao de Bolsa de Produtividade do CNPq. 2009.

32.
Barros, F.. Parecer sobre solicitacao de bolsa de pos doutorado CNPq. 2009.

33.
Barros, F.. Consultor Ad Hoc dos resumos para a IIV Semana de Biologia. 2008.

34.
Barros, F.. Pareceres sobre duas solicitacoes de credenciamento no Programa de Pos-Graduacao em Ecologia e Biomonitoramento da Universidade Federal da Bahia.. 2008.

35.
Barros, F.. Parecer sobre a solicitacao de recredenciamento no Programa de Pos-Graduacao em Ecologia e Biomonitoramento da Universidade Federal da Bahia. 2005.

36.
Barros, F.. Consultor Ad Hoc sobre bolsa de Pos-Doutorado para FAPESB. 2005.

37.
Barros, F.. Consultor Ad Hoc dos resumos expandidos para o II Congresso Brasileiro de Oceanografia. 2005.

38.
Barros, F.. Parecer sobre a solicitacao de credenciamento no Programa de Pos-Graduacao em Ecologia e Biomonitoramento da Universidade Federal da Bahia.. 2005.

39.
Barros, F.. Ghost crabs as a tool for rapid assessment of human impacts on exposed sandy beaches. Annual report, CREICC, University of Sydney, Australia.. 2001.

40.
Barros, F.. Disturbances and human impacts on sandy beaches. Annual report, CREICC, University of Sydney, Australia.. 1999.

41.
BORZONE, C A ; SOARES, C A ; ANGULO, R J ; MARONE, e ; CAMARGO, R de ; PRATA JUNIOR, V P ; KLINGENFUSS, M S ; GROFFI, J L ; FERENCZ, F ; KRULL, R ; MORAES, V S ; SCHERER NETO, P ; LANA, P C ; MAIA, M F C ; Barros, F. ; TAVARES, Y A G ; FARIAS, J M S ; MATAREZI, J . Proposta para a categoria e o plano de manejo das ilhas oceanicas do litoral do Parana. 1994.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Barros, F.. Sobre o congresso da UFBA e a Universidade pública. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).


Demais tipos de produção técnica
1.
Barros, F.. DELINEAMENTO AMOSTRAL. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
Barros, F.. Mediador do Workshop: PLANEJAMENTO AMOSTRAL NOS ESTUDOS DE MONITORAMENTO AMBIENTAL. 2005 (Mediador de mesa redonda no II congresso Brasileiro de Oceanografia) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Barros, F.; Dalmolim, A C; Strenzel, G M R. Participação em banca de Juliana Nascimento Neres. Mapeamento do teor de clorofila no manguezal da Baía do Pontal, Ilhéus, Bahia. 2018. Dissertação (Mestrado em Sistemas Aquáticos Tropicais) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

2.
Copatti C E.; Hepp L. U.; Barros, F.. Participação em banca de Jessica Fernanda Gomes Pio. Influencia da ordem dos rios sobre a comunidade de macroinvertebrados bentônicos no Parque Nacional da Chapada da Diamantina, Nordeste do Brasil.. 2016. Dissertação (Mestrado em Diversidade Animal) - Universidade Federal da Bahia.

3.
Barros, F.; Joyeux J C; GHISOLFI, R. D.. Participação em banca de Lorena Bonno Bissoli. Estrutura da macrofauna e produção secundária bentônica em habitats vegetados e não vegetados de estuários tropicais na Ecorregião Marinha Leste do Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

4.
Barros, F.; Pimenta, A D; Neves, E G. Participação em banca de Dayane Sampaio Duarte Guimarães. Malacofauna associada ao coral sol bioinvasor Tubastraea tagusensis Wells, 1892 (Scleractinia: Dendrophyliidae) na Baia de Todos os Santos. 2016. Dissertação (Mestrado em Diversidade Animal) - Universidade Federal da Bahia.

5.
Barros, F.; Nunes, J M C; Kelmo, F. Participação em banca de Sol de Maria Cesar Ferreira. Distribuicao e abundancia de micro gastrópodos intertidais em um sistema estuarino oligotrófico, Baia de Camamu: Bahia-Brasi./. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

6.
Bernardino, A. F.; Barros, F.; Joyeux J C. Participação em banca de Mariane Silva Coutinho. Dinâmica espaço-temporal da macrofauna bentônica em duas praias arenosas da Ecorregião Marinha do Leste do Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo.

7.
Barros, F.; Santos, A. C. A.; Vierira, J. P.. Participação em banca de José Amorim Reis-Filho. Efeito da perda de habitat natural sobre a ictiofauna de áreas rasas em um estuário tropical. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

8.
Barros, F.; Silva, D. M. L.; Boehs, G.. Participação em banca de Thailla Macedo da Silva Ourives. Distribuição espacial da macrofauna bêntica no estuário do Rio Cachoeira, Ihéus, Bahia.. 2010. Dissertação (Mestrado em Sistemas Aquáticos Tropicais) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

9.
Barros, F.; Andrade, D. O. V.; KLein, W.. Participação em banca de Lucianne Dabes Haddad. Estudo do balanco hidrico em uma comunidade de anuros do Litoral Norte da Bahia, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

10.
Barros, F.; Thiengo, S. A. R. C.; Omena, E. P.. Participação em banca de Eder Carvalho da Silva. Dinâmica Populacional e Biologia Reprodutiva de Achatina fulica Bowdich, 1822 (Mollusca, Gastropoda) na Cidade de Salvador-Bahia. 2008. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

11.
ROCHA, Pedro Luís Bernardo da; Barros, F.; COLLI, G. R.. Participação em banca de Augustin Camacho Guerrero. Towards the understanding of relationships of lizards with habitats and microhabitats: a gradiente in the Atlantic Forest. 2006. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

12.
Barros, F.; LEAO, Zelinda; KIKUSHI, Ruy. Participação em banca de Saulo Spanó. Diagnóstico do estado de conservação dos recifes em franja do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. 2004. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal da Bahia.

13.
Barros, F.; MACHADO, Altair de Jesus; BRICHTA, Arno. Participação em banca de Claudia Ferreira da Cruz M. Macedo. Foraminiferos e Tecamebas (Arcellans) recentes na baia de Iguape e baixo curso do rio Paraguacu. 2004. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal da Bahia.

14.
Barros, F.; NAPOLI, Marcelo Felgueiras; ROCHA, Pedro Luís Bernardo da. Participação em banca de Misonete Gueidneli Cavalcanti Costa. Comparação da microfauna de vertebrados e artrópodes cursores de serrapilheira em região de Mata Atlântica e monocultura de eucalipto, no sul da Bahia.. 2004. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia.

15.
Barros, F.; MAFALDA JR, Paulo de Oliveira; LESSA, Rosângela Paula Teixeira. Participação em banca de Priscila Mesquita Marques de Souza. Distribuição e abundância do Ictioplâncton associadas com as condições oceanográficas na ZEE do Nordeste do Brasil. 2004. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoriamento) - Universidade Federal da Bahia.

16.
Barros, F.; LEAO, Zelinda M A N; KIKUSHI, Ruy. Participação em banca de Leo Ximenes Cabral Dutra. Os efeitos do aporte de sedimento na vitalidade dos recife de corais de Abrolhos, Bahia. 2003. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal da Bahia.

Teses de doutorado
1.
Barros, F.; Dominguez, J. M. L.; Queiroz, A.F.S; Rosa, E.V.C.; Cruz, M.J.M.. Participação em banca de Joana Fidelis da Paixão. Avaliação da qualidade dos sedimentos de manguezais da Baia de Camamu - Bahia/Brasil.. 2010. Tese (Doutorado em Geologia) - Universidade Federal da Bahia.

2.
Barros, F.; THRUSH, Simon; BUXTON, Bridget; ANDERSON, Marti. Participação em banca de Timothy John Langlois. Influence of Reef-Associated Predators on Adjacent Soft-Sediment Communities (Ph.D.). 2005. Tese (Doutorado em Department Of Statistics) - The University of Auckland.

Qualificações de Doutorado
1.
Barros, F.; SANTOS, P. J. P.; Feitosa, C.V.. Participação em banca de Lais de Carvalho Teixeira Chaves. Latitudinal consistency of damselfish distribution in Brazilian reef systems. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Oceanografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
Barros, F.; CASTRO, Marina Siqueira de; FERREIRA, Sergio Luis Costa; KORN, Maria das Gracas Andrade. Participação em banca de Marcus Luciano Souza de Ferreira Bandeira. Mel de abelha sem ferrao: Caracterizacao geografica e indicador de contaminacao do ambiente por Cadmio e Chumbo. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Química) - Universidade Federal da Bahia.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
Barros, F.; Underwood, A. J.. Participação em banca de Purdey Wong. Gastropods among microhabitats in wetlands. 2002. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Honours Degree (marine ecology)) - The University of Sydney.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
JAPYASU, H.; Malange, J.; Barros, F.. Participação em banca de Juliaana Lucatelli Doria Santana.Maior complexidade implica maior plasticidade do comportamento alimentar em Eupsittula aurea (Aves: Psittacidae)?. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Bahia.

2.
Barros, F.; NUNES, A. S.; Sampaio, C.L.S.. Participação em banca de Tiago Albuquerque.Peixes, turismo e conservacao nas piscinas naturais de Morere, Cairu, Bahia.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia.

3.
Barros, F.; Cruz, I C; Neves, E G. Participação em banca de Natália Matos de Menezes.Variação morfológica do gênero Siderastea de Blainville, 1830 (Anthozoa; Scleractinia) no Estado da Bahia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

4.
Barros, F.; Johnsson, R.; KIKUCHI, Ruy. Participação em banca de Amanda Ercilia de Carvalho do Nascimento.Dinamica populacional do coral Mussismilia braziliensis (Verrill 1868) em Abrolhos, Bahia, Brasil. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

5.
Barros, F.; ALVES, Orane Falcao de Souza; Couto, E. C. G.. Participação em banca de Camilla Alves Souto.Ophiuroidea associado ao fital da praia de Itapuã, Salvador-BA, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

6.
Barros, F.; NAPOLI, Marcelo Felgueiras; KLein, W.. Participação em banca de Lais da Cunha Maciel.Influência da umidade, temperatura e granulometria na taxa de eclosão de tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta, Linnaeus 1758) na praia de Santa Maria, Litoral Norte da Bahia, Brasil.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

7.
Barros, F.; Ramalho, M.; ROCHA, Pedro Luís Bernardo da. Participação em banca de Thiago Serravale de Sa.Artopodes do pequeno Sahara Brasileiro respondem a gradientes de microhabitat?. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

8.
Barros, F.; Peso-Aguiar, M. C.; ALVES, Orane Falcao de Souza. Participação em banca de Luciana Tosta Sobral.Caracterização da comunidade de meiofauna da Praia de Catussaba (Stella Mares, Salvador - Bahia). 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

9.
Barros, F.; Peso-Aguiar, M. C.; ALVES, Orane Falcao de Souza. Participação em banca de Luis Emanuel Moitinho Acácio.Levantamento da macrofauna bentônica da região nordeste da Baía de Todos os Santos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

10.
Barros, F.; LEAO, Zelinda; KIKUSHI, Ruy. Participação em banca de Igor Cristino Silva Cruz.Esforco amostral para a metodologia de video transect nos recifes de Itacolomis. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

11.
Barros, F.; OMENA, Elianne; ALCIOLY, Miguel. Participação em banca de Jakeline Couto Veloso.Anelida polichaeta associados a bancos de arenito na Praia da Pituba (Municipio de Salvador) e na praia de Ipitanga (Municipiode Lauro de Freitas) - BA. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Federal da Bahia.

12.
Barros, F.; HANI, Charbel Nino El; COVE, Valter Forastieri; MOREIRA, Lilia Maria. Participação em banca de Karla Uckonn Oliveira.Ordem de nascimento e homossexualidade masculina em Salvador-BA. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia.

13.
Barros, F.; SOUZA, Facelucia Barros Cortes; ALVES, Orane Falcao de Souza. Participação em banca de Karina Porto Goes.Padroes de distribuicao da diversidade e abundancia dos bivalves dos sedimentos infralitorais da Baia de Todos os Santos e suas associacoes. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Federal da Bahia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CRUZ, A. L.; Dobrovolski R; Barros, F.. Docente por tempo determinado (Substituto). 2015. Universidade Federal da Bahia.

2.
Barros, F.; TALORA, D. C.; Santana, C. C. S.. Presidente da banca examinadora do concurso publico para docente no magisterio superior. Ecologia e Paleontologia, IMSCAT-UFBA, Vitoria da Conquista. 2010. Universidade Federal da Bahia.

3.
Barros, F.; Peso-Aguiar, M. C.; MAFALDA, Paulo. Banca para seleção de professor substituto para as disciplinas "Ecologia "Animal" e "Ecologia de Ambientes Estuarinos". 2007. Universidade Federal da Bahia.

Avaliação de cursos
1.
Barros, F.; ASSIS, José Geraldo de Aquino; Bravo F.. Avaliador do Programa de Pós Graduação em Diversidade Animal. 2011. Universidade Federal da Bahia.

Outras participações
1.
Barros, C S.; Sano, P. T.; Canale, G. R.; Barros, F.. Seminários em Pesquisa sobre Ecologia e Conservação, no Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação da Biodiversidade,. 2014. Universidade Estadual de Santa Cruz.

2.
Barros, F.; Mariano-Neto E.; Solé M. Comissão avaliadora de projetos de Doutorado Sanduíche no Exterior do Programa de Pós Graduação em Ecologia e Biomonitoramento. 2011. Universidade Federal da Bahia.

3.
Barros, F.; Lana P. C.; Camargo, M. Avaliador da Semana Acadêmica do Curso de Pós Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos. 2011. Universidade Federal do Paraná.

4.
Barros, F.; Viana B. F.; Bravo I. S. J.; Mariano-Neto E.; Kleinert A. M. P.. Comissao de qualificacao dos alunos de mestrado do PPGEcoBio - UFBA. 2010. Universidade Federal da Bahia.

5.
Barros, F.. Membro da Comissão Externa de Avaliação dos Projetos de Pesquisa de Iniciação Cientifica, Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Salvador.. 2009. Faculdade de Tecnologia e Ciências.

6.
Barros, F.. Membro da Comissão Externa de Avaliação dos Projetos de Pesquisa de Iniciação Cientifica, Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Salvador.. 2008. Faculdade de Tecnologia e Ciências.

7.
ROCHA, Pedro Luís Bernardo da; Barros, F.; HOLMER, Sueli Almuiña; NAPOLI, Marcelo Filgueiras; KLein, W.. Banca de seleção do Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento IB-UFBA.. 2007. Universidade Federal da Bahia.

8.
Barros, F.; MAFALDA, Paulo; OMENA, Eliane; HOLMER, Sueli Almuiña. Banca de seleção do Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento IB-UFBA.. 2006. Universidade Federal da Bahia.

9.
Barros, F.. Membro do Comitê Assessor PIBIC UFBA. 2006.

10.
Barros, F.; HATJE, Vanessa; KIKUSHI, Ruy; Leao, Z. M. A. N.; LESSA, Guilherme Camargo. Membro dos Comitês Avaliadores dos Trabalhos de Iniciação Científica das Sessões em Ecologia (Instituto de Biologia) e Oceanografia-Sedimentologia (Instituto de Geociências). 2006. Universidade Federal da Bahia.

11.
HATJE, Vanessa; Barros, F.; LESSA, Guilherme Camargo; KIKUSHI, Ruy; LEAO, Zelinda M A N. Seminários de Pesquisa em Geociências - Comitê avaliador da sessão Oceanografia-Sedimentologia. 2006. Universidade Federal da Bahia.

12.
Barros, F.; O, Mafalda P; SILVA, Sueli Almuiña Holmer. Banca de seleção do Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento IB-UFBA. 2005. Universidade Federal da Bahia.

13.
Barros, F.. Membro do Comite Assessor do PIBIC-UFBA. 2005. Universidade Federal da Bahia.

14.
Barros, F.. Membro do Comite Assessor do PIBIC-UFBA. 2004. Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congresso da UFBA 2017. PARQUE MARINHO DA BARRA: CONSERVAÇÃO E ENGAJAMENTO AMBIENTAL NO CONTEXTO URBANO. 2017. (Congresso).

2.
IV RECONCITEC (Ciência, Tecnologia, Inovação e Cultura no Recôncavo da Bahia). Baía de Todos os Santos: evolução da pesquisa ecológica e iniciativas para conservação.. 2017. (Congresso).

3.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Coral Sol no Brasil. 2016. (Congresso).

4.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Avanços na Pesquisa Ecológica Marinha na Baía de Todos os Santos: Descrevendo Padrões, Analisando Processos e Criando Modelos. 2016. (Congresso).

5.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Mini-Simposio: Especies exóticas e especies invasoras. 2016. (Congresso).

6.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Sessao tematica: Ecologia Bentônica Estuarina. 2016. (Congresso).

7.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Quais são os pontos de partida para a discussão do coral-sol no Brasil?. 2016. (Congresso).

8.
3rd International Symposium on Effects of Climate Change on the World's Oceans.Beta, alpha and gamma benthic diversity on estuaries: what to expect?. 2015. (Simpósio).

9.
Benthic Ecology Meeting 2015. Are there general spatial patterns of mangrove fringe forests structure and composition along estuarine salinity gradients?. 2015. (Congresso).

10.
ASLO 2011 - Aquatic Sciences Meeting. Unfolding patterns in extremely variable systems: the case of macrofaunal assemblages in tropical estuarine systems. 2011. (Congresso).

11.
1º Simpósio em Gestão Ambiental: ferramentas e legislações..Palestra Ministrada: Delineamento amostral em estudos de impacto ambiental. 2010. (Simpósio).

12.
Academia Brasileira de Ciências, Regional Nordeste.Padrões espaciais da assembléias bentônicas nos estuários da Baia de Todos os Santos. 2010. (Simpósio).

13.
Forum de Coordenadores dos Programas de Pos Graduacao em Ecologia do Brasil.Representante do PPGEcoBio da UFBA. 2010. (Encontro).

14.
Second joint regional (Caribbean and South America) NaGISA workshop.Second joint regional (Caribbean and South America) NaGISA workshop. 2010. (Oficina).

15.
Seminario de Pos Graduacao em Ciencias Biologicas - UEFS.Sustentabilidade dos Programas de Pos Graduacao sob a perspectiva de um coordenador. 2010. (Seminário).

16.
Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia.Representante do PPGEcoBio UFBA. 2009. (Encontro).

17.
XIII Congresso Latinoamericano de Ciencias del Mar. Padrões espaciais das assembléias bentônicas nos sedimentos dos principais sistemas estuarinos da Baía de Todos os Santos, Brasil.. 2009. (Congresso).

18.
Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia.Representante do PPGEcoBio-UFBA. 2008. (Encontro).

19.
Reuniao de Coordenadores de Pos-Graduacao da area de Ecologia e Meio Ambiente, CAPES.Representante da PPG EcoBio-UFBA. 2008. (Encontro).

20.
XII Congresso Latino-Americano de Ciencias do Mar. ASSEMBLEIAS BENTONICAS DA BAIA DE CAMAMU, BAHIA, BRASIL. 2007. (Congresso).

21.
7th International Conference on Teaching Statistics. 2006. (Congresso).

22.
Palestra proferida em Mesa Redonda: AS AÇÕES ANTRÓPICAS E SEUS IMPACTOS NOS BIOMAS COSTEIROS E MARINHOS.I Simpósio sobre BIOMAS COSTEIROS e MARINHOS: recuperação, conservação e desenvolvimento.. 2006. (Simpósio).

23.
II Congresso Brasileiro de Oceanografia (CBO'2005). Delineamento amostral. 2005. (Congresso).

24.
2001- 30th Benthic Ecology Meeting, University of New Hampshire, Durham, USA. March, 16-18.. Causes of spatial variability in subtidal sediments. 2001. (Congresso).

25.
Marine Ecology Seminars.Marine Ecology Seminars, University of Laval, Quebec, Canada. April, 5. Patterns and causes of spatial variability of soft-sediments benthic assemblages (apresentação oral).. 2001. (Seminário).

26.
2000- Australian Marine Sciences Association, University of New South Wales, Sydney Australia. July, 11-14.. Australian Marine Sciences Association (AMSA 2000). 2000. (Congresso).

27.
2nd International Conference on Biodiversity, Federal University of Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil.. 2nd International Conference on Biodiversity. 1999. (Congresso).

28.
Australian Aquatic Ecology Post-Graduate Workshop, University of Sydney, Pearl Beach, Australia. April 28-30.Australian Aquatic Ecology Post-Graduate Workshop 99. 1999. (Encontro).

29.
VII Congresso Latino Americano de Ciencias do Mar. VII Congresso Latino Americano de Ciencias do Mar. 1997. (Congresso).

30.
VII Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar. VII Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar. 1995. (Congresso).

31.
2o Simpósio sobre Oceanografia. 1991. (Simpósio).

32.
3a Semana Nacional de Oceanografia/ 4a SUOCEAN. 1990. (Congresso).

33.
2a Semana Nacional de Oceanografia/ 3a SUOCEAN. 1988. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Talita Motta Beneli. Avaliação do potencial de resiliência de recifes de corais em diferentes níveis de distúrbio de origem antropogênica na Baia de Todos os Santos, BA.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Antonio Carlos Dórea Pereira Filho. Distribuição de estoques carbono ao longo de estuários tropicais. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Alice Reis de Barros e Azevedo. Refúgio em marismas tropicais para caranguejos do gênero Uca Leach (Crustacea, Decapoda, Ocypodidae). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Andreia Teixeira Alves. Distribuição das espécies de caranguejo do gênero Uca (Decapoda, Brachyura, Ocypodidae) ao longo de estuários tropicais.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Yuri Costa. Compreendendo a dinâmica das assembleias bentônicas em gradientes estuarinos através de modelos matemáticos e computacionais. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. (Orientador).

2.
Ricardo Jessouroun de Miranda. Como a invasão do Coral-Sol (Tubastraea tagusensis) pode afetar os processos ecossistêmicos dos recifes de corais do Atlântico Sul?. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Fernanda Leal Lorders. Predação de esponjas por peixes recifais em um Sistema coralíneo do Atlântico Sul: efeitos sobre a estrutura de assembleias, atividades de forrageio e interações com corais construtores.. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
Yuri Costa. Modelagem da dinâmica populacional e distribuição espacial de macroinvertebrados bentônicos em gradientes estuarinos. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

3.
Lara Raphaele Silva de Carvalho. Manipulando a estrutura do habitat para entender sua influencia sobre a macrofauna bentonica de fundos inconsolidados.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

4.
Leonídia Maria Serretti Cruz. CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA ECOLÓGICA PARA A AVALIAÇÃO DE IMPACTOS ECOLÓGICOS DE PORTOS MARÍTIMOS EM ECOSSISTEMAS MARINHOS. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

5.
Ricardo Jessouroun de Miranda. Efeitos do coral invasor Tubastreae tagusensis sobre corais nativos competidores e sobre a estrutura das assembleias bentônicas de um recife de coral tropical Atlântico.. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

6.
Marcos Krull Pinheiro Lima. Avaliação integrada da contaminação por metais em sedimentos de dois estuários da Baía de Todos os Santos , Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

7.
Manuel Cezar Macedo Barbosa Nogueira de Souza. Impacto na qualidade de água e sedimentos de ambientes receptores de efluentes de carciniculturas na Baía de Todos os Santos, Bahia, Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

8.
José de Anchieta Cintra da Costa Nunes. Influência da exposição de ondas, tamanho de grupo e complexidade do habitat no forrageio e densidades de peixes do gênero Halichoeres (Labridae) em costões rochosos tropicais. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

9.
Patrícia Carneiro Costa. Estrutura vegetal dos manguezais ao longo de gradientes estuarinos na Baía de Todos os Santos, BA.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

10.
Dante Luís Silva Mariano. Padrões espaciais das assembleias macrobentônicas de regiões entre-marés dos principais estuários da Baía de Todos os Santos, BA. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

11.
Adriana Jardim. Aspectos do uso de hábitat e estrutura populacional de Chelonia mydas em uma área de alimentação no Litoral Norte da Bahia, Brasil.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

12.
Alice Rachel Moura Ribeiro Loyola Dantas. Influência da intensidade do fluxo de água na estrutura de assembléias bentônicas em um estuário tropical.. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

13.
Gabriel Barros Gonçalves de Souza. Avaliação de métodos aplicados no estudo de assembléias macrozoobentônicas de substratos não consolidados. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

14.
Roberta Borges Botelho. Avaliação da resposta de assembléias bentônicas a alterações ambientais: estudo de caso da perfuração marítima de poços em ambiente tropical. 2009. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

15.
Simone Franco Rondinelli. A exploracao de lambreta, Lucina pectinata, nos maguezais de Garapua, BA.. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

16.
Maria Betania Figueiredo Silva. Avaliação do Nível de Contaminação nos Sedimentos e Estrutura das Assembléias Bentônicas da Porção Estuarina do Rio Paraguaçu, Bahia, Brasil.. 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

17.
Rodrigo Stolze Pacheco. Diversidade de pescado disponivel e nicho alimentar de uma populacao pesqueira na Baia de Camamu-BA. 2006. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

18.
Carlos Antonio Neves Junior. Variabilidade espacial das assembleias de macroinvertebrados bentonicos de uma planícies de maré no estuario do Rio Jaguaripe - Bahia.. 2005. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoriamento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

19.
Gilson Correa de Carvalho. Padrões quantitativos de assembléias zoobentônicas em diferentes níveis taxonômicos. 2004. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoriamento) - Universidade Federal da Bahia, . Coorientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Tese de doutorado
1.
Aline Gonzalez Egres. Avaliação da influencia de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos na estrutura taxonômica e funcional das assembleias bentônicas estuarinas na Baía de Todos os Santos. 2018. Tese (Doutorado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
José de Anchieta Cintra da Costa Nunes. Fuga em peixes recifais: a influencia da complexidade do habitat e da pesca. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

3.
Eder Carvalho da Silva. Efeito das espécies invasoras Melanoides tuberculatus e Charybdis hellerii sobre as assembleais bentonicas nativas. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

4.
José Amorim Reis-Filho. Efeito da maré na estrutura e padrões comportamentais de peixes de manguezais: Do método à conservação.. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

5.
Luisa Ferreira Ribeiro. Impacto da carcinicultura na biogeoquímica e estrutura de comunidades bentônicas na Baía de Todos os Santos, Bahia. 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Coorientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

6.
Gilson Correia de Carvalho. Interpretação de Padrões Multivariados de Assembléias Bentônicas em Ambientes Salinos. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Supervisão de pós-doutorado
1.
José de Anchieta Cintra da Costa Nunes. 2017. Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Victoria Cole. Vertical distribution of epifauna on urban structures. 2002. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Marine Ecology) - University of Sydney. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
Tobias Probst. NSW Coastal Lagoons: Inlet Behaviour, Catchment Size and Beach Type. 2002. 123 f. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Marine Science) - The University of Sydney. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Amanda Domingues Martins Freitas. Traços biológicos de poliquetas como ferramenta para acessar funções ecológicas no ambiente estuarino. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
Alice Reis de Barros e Azevedo. Fragmentos de marismas influenciam a estrutura da macrofauna bentônica em planícies de mare tropical?. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

3.
Gabriela Teixeira Vanegas de La Rosa. Assembleias de porífera (Demospongiae) em substratos naturais e artificiais na Baía de Todos os Santos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

4.
Antonio Dorea. Modelos Alométricos podem ser aplicados em diferentes locais sem perda de confiabilidade?. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

5.
Lize Egle Souza Gonzaga. VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DAS ASSEMBLEIAS MACROBENTÔNICAS NO ESTUARIO DO RIO JAGUARIPE, BAÍA DE TODOS OS SANTOS ? BA. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

6.
Bruno Balbi. ANÁLISE DA ESTRUTURA GENÉTICA DE POPULAÇÕES DA POLIQUETA Laeonereis acuta DE TRÊS ESTUÁRIOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS, BA.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

7.
Yuri Costa. AVALIAÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE MACROFAUNA BENTÔNICA E SALINIDADE NOS ESTUÁRIOS DO PARAGUAÇU, JAGUARIPE E SUBAÉ (BAÍA DE TODOS OS SANTOS). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

8.
LARA RAPHAELE SILVA DE CARVALHO. PADRÕES ESPACIAIS DAS ASSEMBLÉIAS MACROBENTÔNICAS AO LONGO DOS SISTEMAS ESTUARINOS DO RIO SÃO PAULO E DO RIO MATARIPE, BAÍA DE TODOS OS SANTOS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

9.
Marcos Krull Pinheiro Lima. Questões-chave na produção científica em ecotoxicologia aquática no Brasil: uma revisão critica.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

10.
Alice Rachel Moura Ribeiro Loyola Dantas. Análise das monografias em ecologia marinha no Instituto de Biologia da UFBA entre os anos de 2002 a 2008. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal da Bahia (PRPPG). Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

11.
Wagner Ferreira Magalhães. Análise Estrutural e Funcional das Assembléias de Poliquetas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Iniciação científica
1.
Luiz Eduardo Reis Tourinho. Parque Marinho da Barra: bases para o monitoramento da eficiência de uma área marinha protegida.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
Amanda Domingues Martins Freitas. Avalição de padrões de abundância e de diversidade macrozoobentônica em estuários da Baía de Todos os Santos. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

3.
Amanda Domingues Martins Freitas. Variabilidade espacial de assembleias bentônicas em secções transversais estuarinas.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

4.
Amanda Domingues Martins Freitas. COMPARAÇÃO DOS PADRÕES ESPACIAS DAS ASSEMBLEIAS BENTÔNICAS DO RIO SUBAÉ ENTRE 2004-2013. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

5.
Yuri Costa. Aplicação do modelo teórico de Remane nos principais sistemas estuarinos da Baía de Todos os Santos.. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

6.
Alice Reis. Comparação da abundância e da diversidade da macrofauna bentônica em planícies de maré com e sem marismas, nos sistemas estuarinos da Baía de Todos os Santos.. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

7.
Samara Dumont Fadigas. Avaliação de poliquetas da família Capitellidae em ambientes com diferentes níveis de contaminação nos estuários da Baía de Todos os Santos, Bahia, Brasil. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

8.
Samara Dumont Fadigas. Avaliação dos padrões espaciais e temporais da macrofauna bentônica e sua relação com características dos sedimentos em dois sistemas estuarinos (Mataripe e São Paulo) na Baía de Todos os Santos. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

9.
Bruno Balbi. Ferramentas moleculares para avaliação da conectividade entre populações estuarinas de Laeonereis culveri nos principais trubutários da Baía de Todos os Santos.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

10.
Yuri Costa. Avaliação da persistência dos padrões espaciais das assembléias bentônicas do sistema estuarino do Rio Paraguaçu, Baia de Todos os Santos. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

11.
Yuri Costa. Avaliação da persistência do padrão de distribuição espacial das assembléias bentônicas na região estuarina do Rio Mataripe, Baia de Todos os Santos. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

12.
Lara Raphaele Silva de Carvalho. Avaliação da persistência do padrão de distribuição espacial das assembléias bentônicas na região estuarina do Rio São Paulo, Baia de Todos os Santos. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

13.
Lara Raphaele Silva de Carvalho. Distribuição espacial das assembléias bentônicas e caracterização do substrato inconsolidado da região estuarina do Rio São Paulo, Baia de Todos os Santos.. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

14.
Yuri Costa. Avaliação da distribuição espacial das assembléias bentônicas da região estuarina do Rio Mataripe, Baia de Todos os Santos. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

15.
Rafael Brito Santana Araujo. Investigação sobre a relação entre modificações na microtopografia de fundo e modificações na estrutura da macrofauna bentônica. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

16.
Yuri Costa. Caracterização da macrofauna bentônica na Baía de Camamu antes de prováveis impactos da indústria petrolífera. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

17.
Rafael Brito Santana Araujo. Relação entre similaridade de assembléias bentônicas e microtopografia de fundos não consolidados na BTS. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

18.
Wagner Ferreira Magalhaes. Estrutura Trófica de Polychaeta nos Principais Tributários da BTS. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

19.
Wagner Ferreira Magalhaes. Assembléias bentônicas da porção estuarina do Rio Jaguaripe como indicadoras de qualidade ambiental.. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

20.
Wagner Ferreira Magalhaes. Relação entre a estrutura da macrofauna bentônica e as características dos sedimentos na porção estuarina do Rio Paraguaçu.. 2005. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

21.
Alexandre Borges de Araújo Góes. Efeitos antrópicos e naturais sobre as comunidades bentônicas na região estuarina do Rio Subaé, BTS.. 2004. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

Orientações de outra natureza
1.
Thais Dewitte Maciel. Grupo de Trabalho Baia de Todos os Santos - Apoio a resolução de problemas ambientais. 2012. Orientação de outra natureza. (Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia, MEC. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

2.
Samara Dumont Fadigas. Ecologia de assembléias bentônicas estuarinas (est. vol.). 2011. Orientação de outra natureza. (Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

3.
Igor Oliveira da Silva Andrade. Avaliacao de diferentes delineamentos para testar hipoteses sobre aumento de diversidade e abundancia na fauna bentonica com profundidade. 2009. Orientação de outra natureza. (Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

4.
Leo Sallenave. Influencia da proximidade das barracas de praia na quantidade de lixo em praias de Salvador-BA (estagio voluntario). 2008. Orientação de outra natureza. (Ciencias Biologicas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.

5.
Marcio Cropalato de Melo. Comunidades bentonicas da Baia de Camamu. 2006. 0 f. Orientação de outra natureza. (Oceanografia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Francisco Carlos Rocha de Barros Junior.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
Barros, F.2012Barros, F.; Costa, P ; Cruz, I C ; Mariano, DLS ; Miranda, R. J. . Habitats Bentônicos na Baía de Todos os Santos. Revista Virtual de Química, v. 4, p. 551-565, 2012.


Apresentações de Trabalho
1.
Barros, F.. Searching for patterns in highly variable environments LINK- https://www.youtube.com/watch?v=wagB_Uv12kY. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Barros, F.. Sobre o congresso da UFBA e a Universidade pública. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).



Outras informações relevantes


Extensiva experiência com mergulho em situações diversas (costas expostas, estuários, rios, zonas de arrebentação, recifes de corais) com mais de 300 horas de mergulho. Muita experiência com barcos de pequeno calado em estuários, rios e diversos outros ambientes de zonas costeiras. Desde 2014, participa da ação comunitária Fundo da Folia (https://www.facebook.com/projetofundodafolia/). Voluntário do Grupo de Trabalho junto a Secretaria do Desenvolvimento Sustentável de Salvador para criação e implementação do Parque Marinho da Barra. Entusiasta e praticante do surf e do ukulele.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 20:50:15