Ronaldo Serôa da Motta

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9829770299844295
  • Última atualização do currículo em 13/12/2018


Doutor em Economia pela University College London. É professor de Economia do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Ex-Coordenador de Estudos de Regulação e de Meio Ambiente do IPEA, Ex-Diretor da Agência Nacional de Aviação para as áreas de Pesquisa e Relações Internacionais, Ex-Diretor de Políticas Ambientais do Ministério do Meio Ambiente.Review Editor do IPCC/AR5/WGIII/Ch15. Atua principalmente nos seguintes temas: valoração e regulação econômica ambiental. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ronaldo Serôa da Motta
Nome em citações bibliográficas
Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Ciências Econômicas.
Rua São Francisco Xavier 524 ? 8º andar ? sala 8.019 B
Maracanã
20550013 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 23340223


Formação acadêmica/titulação


1981 - 1985
Doutorado em Economia.
University of London, UL, Inglaterra.
Título: Alcohol as Fuel: A Cost-Benefit Study of the Brazilian National Alcohol Programme, Ano de obtenção: 1985.
Orientador: Deepak Lal David Goodman e David Pearce.
Palavras-chave: Serôa; Alcohol; Brazilian National Alcohol Programme; Cost-Benefit Study.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Energia.
1978 - 1980
Mestrado em Projetos Industriais.
COPPE / UFRJ, COPPE / UFRJ, Brasil.
Título: Custo Social da Mão-de-Obra na Região Metropolitana do Rio de Janeiro,Ano de Obtenção: 1980.
Orientador: Cláudio Roberto Contador.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Projetos Industriais; Custo Social da Mão-de-Obra.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Mercado de Trabalho e Mão-De-Obra.
1973 - 1977
Graduação em Engenharia de Produção.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40
Outras informações
Professor de Avaliação de Projetos e Economia do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Coordenador do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Econômicas (PPGCE) e do Centro de Estudos de Estratégias de Desenvolvimento (CEDES) da UERJ.

Atividades

09/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Tecnologia e Ciências, .

01/2015 - Atual
Direção e administração, Programa de Pós Graduação de Ciências Econômicas da UERJ, .

Cargo ou função
Coordenador Geral.
01/2015 - Atual
Direção e administração, Centro de Estudos de Estratégias de Desenvolvimento (CEDES), .

Cargo ou função
Coordenador Geral.
01/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Políticas Públicas e Justiça Fiscal (LAPPJUS), .

01/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Engenharia, .

01/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós Graduação de Ciências Econômicas da UERJ, .

01/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós Graduação de Ciências Econômicas da UERJ, .

01/2012 - Atual
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação Econômica de Projetos e Economia do Meio Ambiente
01/2012 - Atual
Ensino, Ciência Econômica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação Social de Projetos

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF, IPEA, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnico em Pesquisa e Planejamento

Atividades

8/1987 - 8/2006
Direção e administração, Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, Coordenação de Estudos de Meio Ambiente.

Cargo ou função
Cargo administrativo.

Agência Nacional de Aviação Civil, ANAC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: DIretor, Regime: Dedicação exclusiva.


COPPE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO, COPPE-PPE, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: PROFESSOR COLABORADOR, Carga horária: 4

Atividades

03/2002 - Atual
Ensino, Economia Ambiental, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Economia ambiental

Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1987
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.


Grupo IBMEC, IBMEC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2014
Vínculo: Professor Adjunto, Enquadramento Funcional: Professor de Regulação Econômica, Carga horária: 20


Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal, MMA, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0

Atividades

10/1996 - 5/1997
Direção e administração, Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal, .

Cargo ou função
Diretor do Plano e Programas Ambientais.

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

1986 - 1996
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0

Atividades

5/1987 - 1996
Ensino, Planejamento Energético e Ambiental, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de Custo-Benefício
Política Ambiental

Universidade Santa Úrsula, USU, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 2002
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 0

Atividades

1/1995 - 08/2002
Ensino, Economia do Meio Ambiente, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de Custo-Benefício
Economia Ambiental

Grupo IBMEC RJ, IBMEC RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Linhas de pesquisa


1.
Valoração Econômica Ambiental
2.
Regulação Econômica Ambiental
3.
Incentivos Tributários para Controle de Poluição Automotiva
4.
Incentivos Econômicos para a Promoção de Veículos Elétricos
5.
MEANDROS - Estudos Interdisciplinares sobre Ciências, Tecnologias e Políticas Públicas em Saúde e Ambiente,


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Fortalecimento do Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas da UERJ
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (12) Doutorado: (5) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador.
2015 - Atual
VALORAÇÃO ECONÔMICA AMBIENTAL COM MÉTODOS DE PREFERÊNCIAS DECLARADAS: ESTIMATIVAS E TESTES DE VALIDADE
Descrição: Nesse projeto vamos dar continuidade a essa série de estudos analisando três questões que continuam cada vez mais atuais na literatura do tema, a saber: (i) a forma de elicitação da pergunta que questiona esses valores; (ii) o tratamento de valores não declarados na forma de protesto; e (iii) e os viés de escopo quando as percepções dos serviços ambiental podem afetar a decisão dos respondentes quanto participar da pesquisa ou aceitar revelar seu valor..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Modernização da Infraestrutura do Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas da UERJ
Descrição: O objetivo deste projeto é fortalecer a infraestrutura do PPGCE/UERJ (laboratório de informática, equipamentos para pequeno auditório, salas de aula, etc.), com vistas a dar condições adequadas aos alunos (mestrado e doutorado), docentes e assistentes de pesquisa para o desenvolvimento de suas atividades acadêmicas nas áreas de concentração do programa (Economia Aplicada e Economia Política), cujos resultados esperados estão vinculados à elaboração e publicação de artigos acadêmicos, dissertações e teses de doutorado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Licenciamento Ambiental e Projetos de Infraestrutura no Brasil: Determinantes do Tempo de Processo
Descrição: Estudar determinantes do processo de licenciamento ambiental em obras de infraestrutura no Brasil.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2013
Fundamentos e Justificativas de Caráter Tecnológico para a Introdução de Incentivos Tributários Visando Viabilizar a Produção, Comercialização e o Licenciamento dos Veículos Elétricos no Brasil
Descrição: Estudos interdisciplinar de engenharia, economia e direitos na UERJ para para sugerir incetivos econômicos a veículos elétricos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Instrumentos Fiscais para Regulação de Emiissão Veicular e Incentivos a Veículos |Elétricos
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
ENERGIAS RENOVÁVEIS, DESCENTRALIZAÇÃO E O PAPEL DOS ENTES FEDERADOS
Descrição: O objetivo geral da presente pesquisa consiste em analisar aspectos da produção e do emprego de energias renováveis no Brasil a partir de um federalismo que compatibiliza descentralização político-administrativa com cooperação material entre todos os seus integrantes, de modo a promover a sustentabilidade socioambiental a partir de padrões nacionais equivalentes, sem, contudo, desconsiderar as particularidades regionais e locais. Para apreender algumas dessas potencialidades brasileiras, serão estudadas as experiências francesas que já avançaram em questões de produção e incentivo de uso descentralizado de energias renováveis..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
Aspectos de Eficiência e Distributivos de um Mercado de Carbono no Brasil
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador.
2010 - 2012
Realização de estudos comparativos de mercados atacadistas de energia elétrica em outros países
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador / Gheisa Roberta Telles Esteves - Integrante.
2010 - 2012
Aspectos Regulatórios do Mercado de Carbono no Brasil
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador / Lilia Caiado Couto - Integrante / thais Mendonça Barrros - Integrante.
2007 - 2010
Critérios de Alocação de Recursos no Setor de Saneamento
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Ronaldo Serôa da Motta - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2002 - 2007
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2001 - Atual
Periódico: Environment and Development Economics


Revisor de periódico


1985 - Atual
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2001 - Atual
Periódico: Ecological Economics
2004 - Atual
Periódico: Revista de Economia Aplicada
2001 - Atual
Periódico: Environment and Development Economics
1988 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Economia
2000 - Atual
Periódico: Journal of Environmental Economics and Management
2007 - Atual
Periódico: Energy Policy
2007 - Atual
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2012 - Atual
Periódico: International Forestry Review
2009 - Atual
Periódico: Nova Economia (UFMG. Impresso)
2009 - Atual
Periódico: Revista de Economia Contemporânea (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Climate Policy
2013 - Atual
Periódico: Climatic Change
2012 - Atual
Periódico: Sustentabilidade em Debate
2014 - Atual
Periódico: Revista de Gestao Ambiental e Sustentabilidade


Revisor de projeto de fomento


2001 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
1998 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
1996 - Atual
Agência de fomento: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ
1994 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economias Agrária e dos Recursos Naturais/Especialidade: Economia dos Recursos Naturais.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia do Bem-Estar Social.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Industrial.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2007
Award Certificate for the Nobel Peace Prize IPCC/WMO/UNEP 2007 (50%), NOBEL FOUNDATION..


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1MOTTA, RONALDO SEROA DA2018 MOTTA, RONALDO SEROA DA; ORTIZ, RAMON ARIGONI . Costs and Perceptions Conditioning Willingness to Accept Payments for Ecosystem Services in a Brazilian Case. ECOLOGICAL ECONOMICS, v. 147, p. 333-342, 2018.

2.
STRAND, JON2018STRAND, JON ; SOARES-FILHO, BRITALDO ; COSTA, MARCOS HEIL ; OLIVEIRA, UBIRAJARA ; RIBEIRO, SONIA CARVALHO ; PIRES, GABRIELLE FERREIRA ; OLIVEIRA, ALINE ; RAJÃO, RAONI ; May, Peter ; VAN DER HOFF, RICHARD ; SIIKAMÄKI, JUHA ; DA MOTTA, RONALDO SEROA ; TOMAN, MICHAEL . Spatially explicit valuation of the Brazilian Amazon Forest’s Ecosystem Services. Nature Sustainability, v. 1, p. 657-664, 2018.

3.
2OUVERNEY, I. R.2017OUVERNEY, I. R. ; MOTTA, RONALDO SEROA DA ; Coelho, P.S. ; ORTIZ, RAMON ARIGONI . CONDICIONANTES DA DISPOSIÇÃO DE PARTICIPAR E ACEITAR PAGAMENTOS POR SERVIÇOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO DE CASO NO BRASIL. REVISTA DE ECONOMIA CONTEMPORÂNEA (IMPRESSO), v. 21, p. 1-27, 2017.

4.
3ESTACHE, ANTONIO2016ESTACHE, ANTONIO ; GARSOUS, GRÉGOIRE ; SEROA DA MOTTA, RONALDO . Shared Mandates, Moral Hazard, and Political (Mis)alignment in a Decentralized Economy. World Development, v. 83, p. 98-110, 2016.

5.
5Seroa da Motta, R.2015Seroa da Motta, R.; OUVERNEY, I. R. . INFRAESTRUTURA E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NO BRASIL. Revista de Direito da Cidade, v. 07, p. 760-775, 2015.

6.
4Seroa da Motta, R.2015Seroa da Motta, R.; ORTIZ, RAMON ARIGONI . ESTUDO DE VALORAÇÃO ECONÔMICA DA RESERVA NATURAL VALE, LINHARES, ESPÍRITO SANTO, BRASIL. Ciência & Ambiente, v. 49, p. 238-248, 2015.

7.
6MOTTA, RONALDO SEROA DA2015MOTTA, RONALDO SEROA DA; ORTIZ, RAMON ARIGONI . VALOR DE RECREAÇÃO DE UMA RESERVA NA MATA ATLÂNTICA. Ciência & Ambiente, v. 50, p. 135, 2015.

8.
8NEPSTAD, D.2014NEPSTAD, D. ; MCGRATH, D. ; STICKLER, C. ; ALENCAR, A. ; AZEVEDO, A. ; SWETTE, B. ; BEZERRA, T. ; DIGIANO, M. ; SHIMADA, J. ; Seroa da Motta, R. ; ARMIJO, E. ; CASTELLO, L. ; BRANDO, P. ; HANSEN, M. C. ; MCGRATH-HORN, M. ; CARVALHO, O. ; HESS, L. . Slowing Amazon deforestation through public policy and interventions in beef and soy supply chains. Science (New York, N.Y.), v. 344, p. 1118-1123, 2014.

9.
7DOMIINGUES, J. M.2014DOMIINGUES, J. M. ; PECORELLI, L. A. ; Seroa da Motta, R. . ENVIRONMENTAL REGULATION AND AUTOMOTIVE INDUSTRIAL POLICIES IN BRAZIL: THE CASE OF ?INOVAR-AUTO?. Law and Business Review of the Americas, v. 20, p. 399-419, 2014.

10.
10MOTTA, RONALDO SEROA DA2013MOTTA, RONALDO SEROA DA; ORTIZ, RAMON ARIGONI . Uma análise de custo-benefício do museu da imagem e do som da cidade do Rio de Janeiro. Revista de Economia Contemporânea (Impresso), v. 17, p. 177-194, 2013.

11.
9Castro, L.2013Castro, L. ; Seroa da Motta, R. . Mercado de Carbono no Brasil: analisando efeitos de eficiência e distributivos. Revista Paranaense de Desenvolvimento, v. 54, p. 57-78, 2013.

12.
11Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2012Seroa da Motta, R.; Couto, L. C. ; Castro, L. . CURVAS DE CUSTOS MARGINAIS DE ABATIMENTO DE GASES DE EFEITO ESTUFA NO BRASIL: RESENHA E OPORTUNIDADE DE MITIGAÇÃO. RADAR, v. 22, p. 73-83, 2012.

13.
14Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2011Seroa da Motta, R.. Valoração e precificação dos recursos ambientais para uma economia verde. Política Ambiental, v. 8, p. 179-190, 2011.

14.
12Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2011Seroa da Motta, R.; DUBEUX, C. . Mensuração nas Políticas de Transição Rumo à Economia Verde. Política Ambiental, v. 8, p. 197-207, 2011.

15.
13Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2011Seroa da Motta, R.. Morbidity costs associated with ambient air pollution exposure in Sao Paulo, Brazil. Atmospheric Pollution Research, v. 2, p. 1-10, 2011.

16.
16Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2010Seroa da Motta, R.. Aspectos Regulatórios das Mudanças Climáticas no Brasil. Boletim Regional, Urbano e Ambiental (IPEA), v. 04, p. 33-38, 2010.

17.
15Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2010Seroa da Motta, R.. Análise das Metas do Acordo de Copenhague. Boletim Regional, Urbano e Ambiental (IPEA), v. 04, p. 63-68, 2010.

18.
17Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2009Seroa da Motta, R.; MOREIRA, A. . Political Factors and the Efficiency of Municipal Expenditure in Brazil. Economia Aplicada (Impresso), v. 13, p. 353-370, 2009.

19.
18FERES, J. G.2008FERES, J. G. ; Reynaud, A. ; THOMAS, A. ; Seroa da Motta, R. . Competitiveness and effectiveness concerns in water charge implementation: a case study of the Paraíba do Sul River Basin, Brazil. Water Policy, v. 10, p. 595-612, 2008.

20.
19ADAMS, C.2008ADAMS, C. ; Seroa da Motta, R. ; ORTIZ, R. A. ; REID, J. ; AZNAR, C. . The use of contingent valuation for evaluating protected areas in the developing world: Economic valuation of Morro do Diabo State Park, Atlantic Rainforest, São Paulo State (Brazil). Ecological Economics (Amsterdam), v. 66, p. 359-370, 2008.

21.
20MOTTA, RONALDO SEROA DA2007MOTTA, RONALDO SEROA DA; MENDONCA, M. J. C. . Saúde e Saneamento no BraSil. Planejamento e Politicas Publicas, v. 30, p. 15-29, 2007.

22.
24Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2006 Seroa da Motta, R.; MOREIRA, A. . Efficiency and regulation in the sanitation sector in Brazil. Utilities Policy, v. 14, p. 185-195, 2006.

23.
21Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2006Seroa da Motta, R.. A experiência com o uso dos instrumentos econômicos na gestão ambiental. Megadiversidade (Belo Horizonte), v. 2, p. 10-12, 2006.

24.
22Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2006Seroa da Motta, R.. As opções de marco regulatório de saneamento no Brasil. Plenarium (Brasília), v. 3, p. 100-116, 2006.

25.
23Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2006Seroa da Motta, R.. Custos e benefícios do desmatamento na Amazônia. Ciência & Ambiente, v. 32, p. 73-84, 2006.

26.
26Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2005Seroa da Motta, R.. OS IMPACTOS AMBIENTAIS INDUSTRIAIS DA ALCA NO BRASIL. Economia Aplicada (Impresso), SÃO PAULO, v. 9, n.1, p. 5-23, 2005.

27.
25Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2005 Seroa da Motta, R.. Analyzing the environmental performance of the Brazilian industrial sector. Ecological Economics (Amsterdam), v. 57, p. 269-281, 2005.

28.
28Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2004Seroa da Motta, R.; MENDONCA, M. J. C. ; ORTIZ, R. A. ; ALENCAR, A. ; NEPSTAD, D. ; GOMES, J. C. . THE ECONOMIC COST OF THE USE OF FIRE IN THE AMAZON. Ecological Economics (Amsterdam), Amsterdam, v. 49, p. 89-105, 2004.

29.
27Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2004Seroa da Motta, R.. Padrão de consumo e degradação ambiental no Brasil. Ciência Hoje, v. 35, p. 35-37, 2004.

30.
30Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2002Seroa da Motta, R.. SOCIAL AND ECONOMIC ASPECTS OF CDM OPTIONS IN BRAZIL. International Journal of Global Environmental Issues, Inglaterra, v. 2, n.Nos 3/4, p. 310-321, 2002.

31.
29Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2002Seroa da Motta, R.; MENDONCA, M. J. ; NEPSTAD, D. ; ORTIZ, R. A. . O custo economico do fogo na Amazonia. Texto para Discussão IPEA-Instituto de Pesquisa Economica Aplicada, Rio de Janeiro, v. 912, 2002.

32.
31TOLMASQUIM, Mauricio Tiomno2001TOLMASQUIM, Mauricio Tiomno ; Seroa da Motta, R. ; ROVERE, Emilio Lebre La ; MONTEIRO, A. G. ; BARATA, Martha Macedo de Lima . Environmental valuation for long-term strategic planning - the case of the Brazilian power sector. Ecological Economics (Amsterdam), Estados Unidos, v. 37, p. 39-51, 2001.

33.
32FERRAZ, C.2001FERRAZ, C. ; Seroa da Motta, R. ; ORTIZ, R. A. . Estimando o Valor Ambiental do Parque Nacional do Iguaçu: Uma Aplicação do Método de Custos de Viagem. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 31, p. 33, 2001.

34.
34FERRAZ, C.2001FERRAZ, C. ; Seroa da Motta, R. . The Pattern of Compliance to Environmental Regulation: Evidence from the Automobile Industry. Economia Aplicada, v. 5, p. 33, 2001.

35.
33FERRAZ, Cláudio2001FERRAZ, Cláudio ; Seroa da Motta, R. ; FIUZA, Eduardo P. S. . Medindo os Efeitos de Regulação Ambiental em Mercados Oligopólicos com Produtos Diferenciados. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 31, n.3, p. 333-356, 2001.

36.
36Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2000Seroa da Motta, R.; FERRAZ, C. . ESTIMATING TIMBER DEPRECIATION IN THE BRAZILIAN AMAZON. Environment and Development Economics, v. 5, p. 129-142, 2000.

37.
38Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA2000Seroa da Motta, R.. INSTRUMENTOS ECONOMICOS E POLÍTICA AMBIENTAL. Revista de Direito Ambiental, v. 20, p. 86-93, 2000.

38.
37FERRAZ, C.2000FERRAZ, C. ; Seroa da Motta, R. . Exploração Florestal, Sustentabilidade e o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Ciência & Ambiente, Santa Maria, v. 20, p. 83-98, 2000.

39.
35ORTIZ, R. A.2000ORTIZ, R. A. ; Seroa da Motta, R. ; FERRAZ, C. . A estimacao do valor ambiental do Parque Nacional do Iguaçu através do método de custo de viagem. Pesquisa e Planejamento Econômico-PPE, Rio de Janeiro, v. 30, n.3, p. 355-382, 2000.

40.
39Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1999Seroa da Motta, R.; HUBER, R. M. ; RUITENBEEK, H. J. . MARKET BASED INSTRUMENTS FOR ENVIRONMENTAL POLICYMAKING IN LATIN AMERICA AND THE CARIBBEAN: LESSONS FROM ELEVEN COUNTRIES. Environment and Development Economics, Inglaterra, v. 4, n.2, p. 177-201, 1999.

41.
40FERRAZ, C.1998FERRAZ, C. ; Seroa da Motta, R. . Economic Incentives and Forest Concessions in Brazil. Planejamento e Políticas Públicas (IPEA), Brasília, v. 18, p. 33, 1998.

42.
41Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1997Seroa da Motta, R.. THE PRINCIPLE OF FAIR SHARING COSTS AND BENEFITS ARE MISSED ELSEWHERE. Environment and Development Economics, v. 2, n.2, p. 98-101, 1997.

43.
42Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1995Seroa da Motta, R.; MENDES, A. P. F. . CUSTOS DE SAUDE ASSOCIADOS A POLUICAO DO AR. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 25, p. 165-198, 1995.

44.
43YOUNG, C. E. F.1995YOUNG, C. E. F. ; Seroa da Motta, R. . Measuring sustainable income from mineral extraction in Brazil. Resources Policy, Reino Unido (Elsevier Science), v. 21, n.2, p. 113-125, 1995.

45.
45Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1994Seroa da Motta, R.. SOME COMMENTS ON DEPLETION AND DEGRADATION COSTS IN INCOME MEASUREMENT. Ecological Economics (Amsterdam), v. 11, n.1, p. 21-25, 1994.

46.
46REIS, J. E.1994REIS, J. E. ; Seroa da Motta, R. . The application of economic instruments in environmental policy: the Brazilian case. Revista Brasileira de Economia, v. 48, p. 551-575, 1994.

47.
44Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1994Seroa da Motta, R.; MENDES, A. P. F. ; MENDES, F. E. ; YOUNG, C. E. F. . Perdas e serviços ambientais do recurso água para o uso doméstico. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 24, p. 35-72, 1994.

48.
47Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1991Seroa da Motta, R.; PIN, A. C. . INDICES DE EXPORTACAO PARA O BRASIL, 1974-88. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 21, n.3, p. 253-286, 1991.

49.
49Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1991Seroa da Motta, R.; TURNER, D. P. K. . RESENHA: THE ECONOMICS OF NATURAL RESOURCES AND THE ENVIRONMENTAL. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 20, n.1, p. 211-218, 1991.

50.
48Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1991Seroa da Motta, R.. O PROGRAMA NACIONAL DO ALCOOL; REALIZACOES E REFORMULACOES. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, v. 19, n.1, p. 63-74, 1991.

51.
50Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1989Seroa da Motta, R.; ARAUJO, J. L. . DECOMPOSICAO DOS EFEITOS DE INTENSIDADE ENERGETICA NO SETOR INDUSTRIALBRASILEIRO. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 19, n.1, p. 113-132, 1989.

52.
51Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1988Seroa da Motta, R.; FERREIRA, L. R. . The Brazilian National Alcohol Programme: an economic reappraisal and adjustments. Energy Economics, Londres, v. 10, n.3, p. 229-234, 1988.

53.
53Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1987Seroa da Motta, R.. THE SOCIAL VIABILITY OF ETHANOL PRODUCTION IN BRAZIL. Energy Economics, v. 9, n.3, p. 176-182, 1987.

54.
54Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1987 Seroa da Motta, R.. UM ESTUDO DE CUSTO-BENEFICIO DO PROALCOOL. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 17, n.1, p. 65-92, 1987.

55.
52FERREIRA, L. R.1987FERREIRA, L. R. ; Seroa da Motta, R. . Reavaliação econômica e novos ajustamentos do PROÁLCOOL. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 41, n.1, p. 117-133, 1987.

56.
55Seroa da Motta, R.;MOTTA, RONALDO SEROA DA;SEROA DA MOTTA, RONALDO;DA MOTTA, RONALDO SEROA1981Seroa da Motta, R.. CUSTO SOCIAL DA MAO DE OBRA NA REGIAO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO. Revista Brasileira de Economia (Impresso), v. 35, n.3, p. 251-276, 1981.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Seroa da Motta, R.; HOHNE, ?. (Org.) ; KEJUN, J. (Org.) ; ROGELJ, J. (Org.) ; SHUKLA, P. R. (Org.) ; FENHANN, J. (Org.) ; OLHOFF , A. (Org.) ; SEGAFREDO, L. (Org.) ; PEDERSEN, M. B. (Org.) . The Emissions Gap Report 2012: A UNEP Sythesis Report.. 1. ed. Nairobi: United Nations Environment Programme, 2012. v. 1. 62p .

2.
Seroa da Motta, R.; LUEDEMANN, G. (Org.) ; GUTIERREZ, M. B. S. (Org.) ; HARGRAVE, J. (Org.) . Mudança do Clima no Brasil: aspectos econômicos, sociais e regulatórios. 1. ed. Brasilia: Ipea, 2011. 436p .

3.
Seroa da Motta, R.; HARGRAVE, J. (Org.) ; GUTIERREZ, M. B. S. (Org.) ; LUEDEMANN, G. (Org.) . Climate change in Brazil : economic, social and regulatory aspects. 1. ed. Brasilia: IPEA, 2011. v. 01. 358p .

4.
Seroa da Motta, R.. Marcos Regulatórios no Brasil - incentivos ao investimento e governança regulatória. Brasilia: Ipea, 2008. 212p .

5.
SALGADO, L. H. (Org.) ; Seroa da Motta, R. (Org.) . Regulação e Concorrência no Brasil - governança, incentivos e eficiência. Brasilia: Ipea, 2007. 316p .

6.
Seroa da Motta, R.. Critério Econômicos para a aplicação do Princípio do Protetor-Recebedor. Lagoa Santa: Conservation Strategy Fund, 2007.

7.
Seroa da Motta, R.. Economia Ambiental. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2006. v. 01. 225p .

8.
Seroa da Motta, R.; YOUNG, C. E. F. ; ORYAN, R. ; MILLER, S. ; FERRAZ, C. ; MIGUEL, C. ; MUNASINGHE, M. . Macroeconmic Policies for Sustainable Growth. Cheltenham: Edward Elgar Publishing, 2006. v. 01. 349p .

9.
Seroa da Motta, R.; FIUZA, E. P. S. (Org.) . Métodos Quantitativos em Defesa da Concorrência e Regulação Econômica. 01. ed. Rio de Janeiro: IPEA, 2006. v. 02. 932p .

10.
Seroa da Motta, R.; SALGADO, L. H. (Org.) . Marcos Regulatórios no Brasil: o que foi feito e o que falta fazer. Rio de Janeiro: IPEA, 2005. v. 01. 385p .

11.
Seroa da Motta, R.. Economic Instruments For Water Management: The Cases Of France, Mexico And Brazil. , 2005. v. 1.

12.
Seroa da Motta, R.; THOMAS, A. ; HAZIN, A. S. ; NAUGES, C. ; HAZIN, L. S. ; FERES, J. G. . ECONOMIC INSTRUMENTS FOR WATER MANAGEMENT: THE CASES OF FRANCE, MEXICO AND BRASIL. 1. ed. CHELTENHAM: EDWARD ELGAR PUBLISHING, 2004. v. 1. 151p .

13.
Seroa da Motta, R.. Environmental Sustainability in Trade: Evaluation of the Potential Industrial Environmental Impacts of the FTAA. 1. ed. Miami: University of Miami, 2003. 35p .

14.
Seroa da Motta, R.. ENVIRONMENTAL ECONOMICS AND POLICY MAKING IN DEVELOPING COUNTRIES. Cheltenham: Edward Elgar Publishing, 2001. 202p .

15.
Seroa da Motta, R.. Pricing the Planet: Economic Analysis for Sustainable Development. , 2000.

16.
Seroa da Motta, R.. Metodologias De Valoracao De Danos Ambientais Causados Pelo Setor Eletrico. , 2000.

17.
Seroa da Motta, R.. Manual para Valoração Econômica de Recursos Ambientais. 1. ed. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 1998. v. 1. 218p .

18.
Seroa da Motta, R.. Utlização de critérios econômicos para a valorização da água no Brasil. , 1998.

19.
Seroa da Motta, R.. Utilização de Critérios Econômicos para a Valorização da Água no Brasil. Rio de Janeiro: Planagua SEMA/GTZ, 1998.

20.
May, P. H. (Org.) ; Seroa da Motta, R. (Org.) . PRICING THE PLANET. Columbia University Press, 1996. 228p .

21.
Seroa da Motta, R.. Contabilidade Ambiental: Teoria, Metodologia e Estudos de Casos no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: IPEA, 1995. v. 1. 125p .

22.
Seroa da Motta, R.. CONTABILIDADE AMBIENTAL: TEORIA, METODOLOGIA E ESTUDOS DE CASOS NO BRASIL (COORD.). IPEA/DIPES, 1995.

23.
Seroa da Motta, R.; May, P. H. (Org.) . Valorando a Natureza. 1. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1994. v. 1. 195p .

24.
Seroa da Motta, R.; Suzigan, W. (Org.) ; Versiani, F. R. (Org.) . Estatísticas Históricas do Brasil: Séries Econômicas, Demográficas e Sociais de 1550 a 1988. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1988. 642p .

25.
Seroa da Motta, R.; VERSIANI, F. ; Suzigan, W. . ESTATISTICAS HISTORICAS DO BRASIL. IBGE, 1987.

Capítulos de livros publicados
1.
Seroa da Motta, R.. Current status of mitigation policies in Brazil. In: Geert Van Calster;Wim Vanderberghe; Leonie Reins. (Org.). Research Handbook on Climate Change Mitigation Law. 1ed.Nortthampton: Edward Elgar Publishing, 2015, v. 1, p. 603-614.

2.
Seroa da Motta, R.. A evolução do licenciamento ambiental em projetos de infraestrutura no Brasil. In: Lia Valls Pereira, Fernando Veloso, Yongming Fan, Zhogpi Pan. (Org.). Infraestrutura: Perspectivas do Brasil e da China. 1ed.Rio de Janeiro: E, 2015, v. , p. 109-122.

3.
Seroa da Motta, R.; OUVERNEY, I. R. . Infraestrutura e sustentabilidade ambiental. In: Armando Castela Pinheiro , Claudio Frischtak. (Org.). Gargalos e Soluções na Infraestrutura de Transportes. 6ed.Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2014, v. , p. 65-86.

4.
Seroa da Motta, R.. Public Policy: Environmental Degradation and Economic Growth. In: Fernando Augusto Adeodato Veloso; Lia Valls Pereira; Zheng Bingwen. (Org.). Surmounting the Middle Income Trap: The Main Issues in Brazil. 1ed.Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2013, v. , p. 309-330.

5.
Seroa da Motta, R.. Capítulo 12 Políticas públicas, degradação ambiental e crescimento econômico no Brasil. In: Lia Valls Pereira, Fernando Veloso, Zheng Bigwen. (Org.). Armadilha da Renda Média: visões do Brasil e da China. 1ed.Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2013, v. 1, p. 397-420.

6.
MOTTA, RONALDO SEROA DA; ORTIZ, RAMON ARIGONI . Criterios Económicos para la Aplicación del Principio del Protector-Receptor para el Cobro de Recursos Hídricos Protegidos por Unidades de Conservación en Brasil. In: Felix Dane;Marcela Perticara;Maria Lucia Rodriguez B.. (Org.). El desafío del desarrollo sustentable en América Latina.. 1ed.Rio de Janeiro: : Konrad-Adenauer-Stiftung, 2013, v. 1, p. 75-92.

7.
Seroa da Motta, R.. Valoração Econômica Ambiental. In: Paulo Jose Adissi, Francisco Alves Pinheiro e Rosangela da Silva Cradoso. (Org.). Gestão ambiental de Unidades Produtivas. 1ed.São Paulo: Elsevier, 2012, v. 1, p. 1-449.

8.
Seroa da Motta, R.; Segrafredo, L. . Chapter 4 - Bridging the Emissions Gap.. In: UNEP. (Org.). The UNEP Emissions Gap Report 2012. 1ed.Nairobi: UNEP, 2012, v. 1, p. 30-43.

9.
Seroa da Motta, R.. A política nacional sobre mudança do clima: aspectos regulatórios e de governança. In: Ronaldo Seroa da Motta; Jorge Hargrave; Gustavo Luedemann; Maria Bernadete Sarmiento Gutierrez. (Org.). Mudança do Clima no Brasil. Brasilia: Ipea, 2011, v. , p. -.

10.
Seroa da Motta, R.. Barreiras Comerciais nas Políticas de Regulação de Gases de Efeito Estufa. In: Ronaldo Seroa da Motta; Jorge Hargrave; Gustavo Luedemann; Maria Bernadete Sarmiento Gutierrez. (Org.). Mudança do Clima no Brasil. Brasilia: Ipea, 2011, v. , p. 211-233.

11.
Seroa da Motta, R.; HARGRAVE, J. ; LUEDEMANN, G. . Análises de custo-benefício das mudanças climáticas. In: Ronaldo Seroa da Motta; Jorge Hargrave; Gustavo Luedemann; Maria Bernadete Sarmiento Gutierrez. (Org.). Mudança do Clima no Brasil. Brasilia: Ipea, 2011, v. , p. 313-331.

12.
Seroa da Motta, R.; HARGRAVE, J. ; LUEDEMANN, G. . As metas do acordo de Copenhage e as decisões de Cancun. In: Ronaldo Seroa da Motta; Jorge Hargrave; Gustavo Luedemann; Maria Bernadete Sarmiento Gutierrez. (Org.). Mudança do Clima no Brasil. Brasilia: Ipea, 2011, v. , p. 331-347.

13.
Seroa da Motta, R.. A sustentabilidade ambiental do desenvolvimento .. In: Antonio Delfim Netto;Pedro Garcia Duarte;Simão Davi Silber;Joaquim Guilhoto. (Org.). O Brasil e a ciência econômica em debate:O estado da arte em economia ? Volume 2. 1ed.São Paulo: Saraiva, 2011, v. 2, p. 153-163.

14.
Seroa da Motta, R.. Princípios de regulação econômica. In: Pedro Ivo Sebba Ramalho. (Org.). Regulação e Agências Reguladoras: Governança e Análise de Impacto Regulatório. Brasíli: Anvisa, 2009, v. , p. 87-104.

15.
Seroa da Motta, R.. Critérios de Alocação de Recursos no Setor de Saneamento no Brasil. In: Gesner Oliveira; Pedro Scazufca. (Org.). Economia do saneamento no Brasil. São Paulo: Singular, 2009, v. , p. -.

16.
Seroa da Motta, R.. Saneamento, Renda, Saúde e Subsídios. In: Jacques Marcovitch. (Org.). Crescimento Econômico e Distribuição de Renda: prioridades para ação. São Paulo: Senac SP, edUSP, 2007, v. , p. 25-35.

17.
Seroa da Motta, R.; SALGADO, L. H. . As opções de Marco Regulatório de Saneamento no Brasil. In: Ronaldo Seroa da Motta; Lucia Helena Salgado. (Org.). Regulação e Concorrência no Brasil - governança, incentivos e eficiência. 1ed.Brasilia: Ipea, 2007, v. , p. 53-.

18.
Seroa da Motta, R.; MOREIRA, A. . A ausência de regulação econômica em saneamento no Brasil. In: Lucia Helena Salgado e Ronaldo Seroa da Motta. (Org.). Marcos Regulatórios no Brasil: o que foi feito e o que falta fazer. 1ed.Rio de Janeiro: IPEA, 2006, v. 01, p. 285-314.

19.
Seroa da Motta, R.; SRIVASTAVA, L. ; MARKANDYA, A. . THE CDM AND SUSTAINABLE DEVELOPMENT:CASE STUDIES FROM BRAZIL AND INDIA. CLIMATE CHANGE AND SUSTAINABLE DEVELOPMENT. : , 2002, v. , p. 247-284.

20.
ORTIZ, R. A. ; ALVES, YANN ; Seroa da Motta, R. . ACTORS AND DEVELOPMENT IN THE MUNICIPALITY OF GRUPÁ AND THE CHALLENGES OF CES. PROTECTING SOCIAL AND ECOLOGICAL CAPITAL. 1ed.SÃO PAULO: PEIROPOLIS, 2002, v. 1, p. 73-88.

21.
Seroa da Motta, R.. Incentivos Econômicos para a cooperação no Combate ao aquecimento Global. In: Magda Aparecida de Lima; Osvaldo Machado Rodrigues Cabral; José Domingos Gonzalez Miguez. (Org.). Mudanças Climáticas Globais e a Agropecuária Brasileira. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2001, v. , p. -.

22.
Seroa da Motta, R.; CONTRERAS, H. ; SAADE, L. . WASTEWATER EFFLUENT CHARGE IN MEXICO. ECONOMICAL INSTRUMENTS FOR ENVIRONMENTAL MANAGEMENT. : , 2000, v. , p. 159-166.

23.
Seroa da Motta, R.; RUDAS, G. ; RAMIREZ, J. M. . WATER POLUTION TAXES IN COLOMBIA. ECONOMIC INSTRUMENTS FOR ENVIRONMENTAL MANAGEMENT. : , 2000, v. , p. 167-177.

24.
Seroa da Motta, R.. FORESTRY TAXES AND FISCAL COMPENSATION IM BRAZIL. ECONOMIC INSTRUMENTS FOR ENVIRONMENTAL MANAGEMENT. : , 2000, v. , p. 185-196.

25.
Seroa da Motta, R.; BEHREM, M. R. . AIR POLUTION TRADABLE PERMITS IN SANTIAGO, CHILE. ECONOMIC INTRUMENTS FOR ENVIRONMENTAL MANAGEMENT. : , 2000, v. , p. 178-184.

26.
Seroa da Motta, R.; HUBER, R. M. ; RUITENBEEK, H. J. . Market based instruments for environmental policymaking in Latin America and the Caribbean: lessons from eleven countries. In: -. (Org.). Journal of Environment and Development Economics. : , 1999, v. , p. -.

27.
Seroa da Motta, R.; REZENDE, L. . Estimation of Quality Control Benefits and Instruments in Brazil. In: Peter May. (Org.). Natural Resource Valuation and Policy in Brazil: methods and cases. New York: Columbia University Press, 1999, v. , p. 173-.

28.
Seroa da Motta, R.. SUSTAINABILITY PRINCIPLES AND DEPRECIATION ESTIMATES OF NATURAL CAPITALIN BRAZIL. In: SYLVIE FAUCHEUX, MARTIN O' CONNOR AND JAN VAN DER STRAATEN. (Org.). SUSTAINABLE DEVELOPMENT: CONCEPTS, RATIONALITIES AND STRATEGIES. DORDRECHT: KLUWER ACADEMIC PUBLISHERS, 1998, v. , p. 211-226.

29.
Seroa da Motta, R.. Latin America Region Case Studies. In: Abaza, H.; Rietbergen-McCracken, J. (Org.). Economic Instruments for Environmental Management: a Worlwide Compendium of Case Studies. Geneva: UNEP/ETEU, 1998, v. , p. -.

30.
Seroa da Motta, R.; RUITENBEEK, J. ; HUBER, R. . APPLYING ECONOMIC INSTRUMENTS IN THE CONTEXT OF INSTITUTIONAL FRAGILITY:THE CASE OF LATIN AMERICA AND CARIBBEAN. In: UNITED NATIONS. (Org.). FINANCE FOR SUSTAINABLE DEVELOPMENT;THE ROAD AHEAD. NOVA YORK: UNITED NATIONS, 1997, v. , p. 253-284.

31.
Seroa da Motta, R.; MENDES, R. S. M. F. E. . INSTRUMENTOS ECONOMICOS NA GESTAO AMBIENTAL: ASPECTOS TEORICOS E DE IMPLANTACAO. In: FRANCISCO EDUARDO MENDES. (Org.). INSTRUMENTOS ECONOMICOS NA GESTAO AMBIENTAL: ASPECTOS TEORICOS E DE IMPLANTACAO. : IPEA, 1996, v. , p. -.

32.
Seroa da Motta, R.; MENDES, R. S. M. F. E. . PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA - 1996. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA-1996. : IPEA/RIO, 1996, v. , p. -.

33.
Seroa da Motta, R.; MENDES, R. S. M. F. E. . PROPOSTA DE UM IMPOSTO AMBIENTAL SOBRE OS COMBUSTIVEIS LIQUIDOS NO BRASIL. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA - 1996. : IPEA/RIO, 1996, v. , p. -.

34.
Seroa da Motta, R.; MENDES, A. P. F. . Health Costs Associated with Air Pollution in Brazil. In: Ronaldo Seroa; Peter May. (Org.). Pricing the Planet. Nova York: Columbia University Press, 1996, v. , p. 101-.

35.
Seroa da Motta, R.. MEDICION DEL INGRESO SUSTENTABLE: EL CASO DEL AGOTAMIENTO MINERO Y FLORESTAL EN BRASIL. In: JUAN IGNACIO VARAS. (Org.). ECONOMIA DEL MEDIO AMBIENTE EN AMERICA LATINA. : EDICIONES UNIVERSIDAD CATOLICA DE CHILE, 1995, v. , p. -.

36.
Seroa da Motta, R.. EL CASO DE BRASIL. In: J. QUIROZ. (Org.). ANALISIS ECONOMICO DE LA CONTAMINACION DE AGUAS EN AMERICA LATINA. : ICEG/ILADES, 1995, v. , p. -.

37.
Seroa da Motta, R.. Medición del ingreso sustentable: el caso del agotamiento minero y forestal en Brasil. In: Juan Ignacio Varas. (Org.). Economia del medio ambiente en America Latina. Santiago, Chile: Ediciones Universidad Católica de Chile, 1995, v. , p. 285-.

38.
Seroa da Motta, R.; MAY, R. S. M. P. H. . CONTABILIZANDO O CONSUMO DE CAPITAL NATURAL. In: RONALDO SEROA DA MOTTA/PETER HERMAN MAY. (Org.). VALORANDO A NATUREZA. RIO DE JANEIRO: CAMPUS, 1994, v. , p. 177-194.

39.
Seroa da Motta, R.. ESTIMATIVAS DE DEPRECIACAO DE CAPITAL NATURAL NO BRASIL. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA - 1994. : IPEA/DIPES, 1993, v. , p. -.

40.
Seroa da Motta, R.. AS TECNICAS DA ANALISEE DE CUSTO-BENEFICIO NA AVALIACAO AMBIENTAL. In: SAMIA TAUK (ORG.). (Org.). ANALISE AMBIENTAL: UMA VERSAO MULTIDISCIPLINAR. SAO PAULO: UNESP, 1991, v. , p. -.

41.
Seroa da Motta, R.. USO DE MECANISMOS DE MERCADO NA POLITICA AMBIENTAL BRASILEREIRA. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA - 1991. RIO DE JANEIRO: IPEA - RIO, 1991, v. , p. -.

42.
Seroa da Motta, R.. THE BRAZILIAN EXPERIENCE WITH ALCOHOL FUEL: MICROECONOMIC AND ENVIRONS. In: ERLY CARDOSO TEIXEIRA (ORG.). (Org.). A POLITICA AGRICOLA NA DECADA DE 90. VICOSA: IMPRENSA UNIVERSITARIA - UFV, 1991, v. , p. 174-180.

43.
Seroa da Motta, R.. RECENT EVOLUTION OF ENVIRONMENTAL MANAGEMENT IN THE BRAZILIAN PUBLIC SECTOR: ISSUES AND RECOMANDATIONS. In: DENIZHAN EROCAL. (Org.). ENVIRONMENTAL MANAGEMENT IN DEVELOPING COUNTRIES. PARIS: OECD, 1991, v. , p. 201-22220.

44.
Seroa da Motta, R.. MECANISMOS DE MERCADO NA POLITICA AMBIENTAL BRASILEIRA. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA - 1992. : IPEA, 1991, v. , p. -.

45.
Seroa da Motta, R.. ANALISE DE CUSTOS BENEFICIO DO MEIO-AMBIENTE. In: SERGIO MARGULIS. (Org.). MEIO AMBIENTE: ASPECTOS TECNICOS E ECONOMICOS. RIO DE JANEIRO: IPEA/PNUD, 1990, v. , p. -.

46.
CASTRO, N. ; ARDEO, W. ; Seroa da Motta, R. . OPCOES DA POLITICA ENERGETICA. In: IPEA. (Org.). PERSPECTIVAS DA ECONOMIA BRASILEIRA-1989. RIO DE JANEIRO: IPEA-RIO, 1989, v. , p. -.

47.
Seroa da Motta, R.; OLIVEIRA, R. S. M. A. . SECAO 9: ENERGIA. In: RONALDO SEROA DA MOTTA FLAVIO VERSIANI WILSON SUZIGAN. (Org.). ESTATISTICAS HISTORICAS DO BRASIL. : IBGE, 1987, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Seroa da Motta, R.. Gestão e Regulação dos Aeroportos Brasileiros. Valor Econômico, p. A16 - A16, 05 out. 2010.

2.
Seroa da Motta, R.. No que Acreditar Após a CoP-15. Valor Econômico, p. 12 - 12, 22 dez. 2009.

3.
Seroa da Motta, R.. O debate sobre o novo marco regulatório de saneamento. Estado de São Paulo, O Valor Econômico, 19 jul. 2005.

4.
Seroa da Motta, R.. A regulação no setor de saneamento. O Estado de São Paulo.

5.
Seroa da Motta, R.. A controvérsia no projeto de transposição do São Francisco. O Valor Econômico.

6.
Seroa da Motta, R.. O manejo e a preservação da floresta Amazônica. O Valor Econômico.

7.
Seroa da Motta, R.. Os desafios da regulação do setor de gás no Brasil. O Valor Econômico.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
OUVERNEY, I. R. ; ORTIZ, R. A. ; Coelho, P.S. ; MOTTA, RONALDO SEROA DA . CONDICIONANTES DA DISPOSIÇÃO A PARTICIPAR E A ACEITAR POR PAGAMENTOS POR SERVIÇOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO DE CASO NO BRASIL. In: 54º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: Desenvolvimento, território e biodiversidade, 2016, Maceió. 54º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: Desenvolvimento, território e biodiversidade, 2016.

2.
Seroa da Motta, R.; FERES, J. G. ; THOMAS, A. ; Reynaud, A. . DEMANDA POR ÁGUA E CUSTO DE CONTROLE DA POLUIÇÃO HÍDRICA EM INDÚSTRIAS DA BACIA DO RIO PARAÍBA DO SUL. In: XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 2006. ANAIS DO XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 2006.

3.
Seroa da Motta, R.. Consumption Pattern And Environmental Pressure In Brazil. In: 2002 World Congress of Environmental and Resource Economists, 2002, Monterey. PROCEEDINGS OF THE 2002 World Congress of Environmental and Resource Economists, 2002.

4.
Seroa da Motta, R.; FERRAZ, C. . Regulação, Mercado ou Pressão Social? Os Determinantes do Investimento Ambiental na Industria. In: XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 2001, Salvador. Anais do XXIX Encontro Nacional de Economia [Proceedings of the 29th Brazilian Economics Meeting], 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
MOTTA, RONALDO SEROA DA; ORTIZ, R. A. . Willingness of Farmers to Accept Payments for Environmental Services in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
MOTTA, RONALDO SEROA DA. Valoração de ativos ambientais e pagamento por serviços ecossistêmicos: mecanismos de conservação da sociobiodiversidade??. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Seroa da Motta, R.. Existence Values Estimates of a Natural Reserve Area of Atlantic Forest. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Seroa da Motta, R.; ORTIZ, RAMON ARIGONI . ESTIMATIVAS DE VALOR DE EXISTÊNCIA DE UMA RESERVA NATURAL NO BRASIL. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
Seroa da Motta, R.; MURADIAN, R. ; Soriano, M. ; Cohen, Claude . INCERTEZA DO PROPRIETÁRIO DE TERRAS AO TOMAR A DECISÃO DE CUMPRIR O NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
Seroa da Motta, R.. Economia de Baixo Carbono no Brasil: Vendo para Depois de 2020. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Seroa da Motta, R.; ORTIZ, R. A. . Critérios Econômicos para a Aplicação do Princípio do Protetor-Recebedor para Cobrança sobre Recursos Hídricos Protegidos por Unidades de Conservação no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Seroa da Motta, R.. Valoração e Avaliação dos Pagamentos por Serviços Ambientais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
Seroa da Motta, R.. THE ECONOMICS OF BIODIVERSITY IN BRAZIL. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Seroa da Motta, R.. ANALISIS ECONOMICO DE LA CONTAMINACION DE AGUAS EN AMERICA LATINA. 1995. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
Seroa da Motta, R.. ENVIRONMENTAL STANDARDS, REVENUE GENERATION AND POLLUTION TAXES: A SIMULATION FOR TIETE RIVER BASIN IN BRAZIL. 1994. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
Seroa da Motta, R.. THE USE OF ECONOMIC INSTRUMENTS IN BRAZILS ENVIRONMETAL POLICIES. 1994. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
Seroa da Motta, R.. SUSTAINABILITY PRINCIPLES AND DEPRECIATION ESTIMATES OF NATURAL RESOURCES IN BRAZIL. 1994. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
Seroa da Motta, R.. CURRENT POLICY ISSUES CONCERNING TROPICAL DEFORESTATION IN BRAZIL. 1994. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
Seroa da Motta, R.. STRUCTURAL AND TECHNOLOGICAL CHANGES DUE TO ENVIRONMENTAL RESTRICTIONS. 1991. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
Seroa da Motta, R.. O FINANCIAMENTO DO PROCESSO DE DESENVOLVIEMTNO. 1991. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
ESTACHE, A. ; GARSOUS, G. ; Seroa da Motta, R. . Shared Mandates, Moral Hazard, and Political (Mis)alignment in a Decentralized Economy. Washington: Interamerican Development Bank. Environment Rural Development Disaster Risk Management Division., 2015 (Working Paper IDB-WP-593).

2.
Seroa da Motta, R.. Introdução à Economia ambiental. Porto Alegre: AMGH EDITORA, 2014. (Tradução/Livro).

3.
Seroa da Motta, R.. Transporte Aéreo: Economia e Políticas Públicas, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Demais tipos de produção técnica
1.
Seroa da Motta, R.. Economia Ambiental. 2011. .

2.
Seroa da Motta, R.. Incorporação de serviços ecossistêmicos ao planejamento para o desenvolvimento. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
Seroa da Motta, R.. Programa de Fortalecimento de Competências em Gestão e em Regulação. 2010. .

4.
Seroa da Motta, R.. Análise Econômica de Políticas Ambientais. 2009. .

5.
Seroa da Motta, R.. Valoração Ambiental. 2009. .

6.
Seroa da Motta, R.. Economia Ambiental. 2007. .

7.
Seroa da Motta, R.. Princípios Ecológicos para a Tomada de Decisões na Amazônia. 2001. .

8.
Seroa da Motta, R.. I Curso Para Implantação do Sistema de Informações Ambientais. 2000. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SALGADO, L. H.; Hemsley, P.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Lucas Fazão da Silva. Políticas Públicas Brasileiras no Período 2007-20016: uma an´lise relativa de desempenho. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
Murça, M; Oliveira, A.; Silva, E.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Victor de Abreu Pinheiro Miranda. SLOTS AEROPORTUÁRIOS E A INTERNALIZAÇÃO DO CONGESTIONAMENTO PELAS COMPANHIAS AÉREAS: UM MODELO EMPÍRICO DE GERENCIAMENTO DE ATRASOS E CANCELAMENTOS DE VOOS NO BRASIL. 2018. Dissertação (Mestrado em Matematica Aplicada) - Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

3.
Netto, Henrique P. F.; CAULLIRAUX, H. M.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Francisco Junqueira Dausacker Bidone. O USO RACIONAL DOS RECURSOS NATURAIS COMO INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO AO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: UM ESTUDO DE CASO DAS CONCESSÕES FLORESTAIS NO COMPLEXO DE FLORESTAS ESTADUAIS DO RIO GREGÓRIO, TARAUACÁ ? ESTADO DO ACRE. 2015. Dissertação (Mestrado em Projetos Industriais) - COPPE / UFRJ.

4.
ELLIOT, L. G.; Orlando Filho, O.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Ana Luiza de Abreu Esteves. Programa Sesi: Cidadania:avaliação da avaliação de impacto. 2015 - Fundação Cesgranrio.

5.
Seroa da Motta, R.; ROVERE, E. L.; pereira, amaro; Henriques jr, m.. Participação em banca de Luisa Maia de Castro. Simulando mercado de carbono do Brasil: aspectos de eficiência e equidade. 2013. Dissertação (Mestrado em Economia Ambiental) - COPPE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO.

6.
FERREIRA, L. R.; SALGADO, L. H.; Prado, Luiz Carlos; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Monica Maria Apolinário Teixeira. Análise Econômica dos Modelos de Contrato de Concessão e Partilha de Produção no Setor Petrolífero do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

7.
Mello, J. M. P.; REZENDE, L.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Fábio Brener Roitman. Discriminação de Preços de Passagens Aéreas no Mercado Brasileiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

8.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Francisco de Souza Marta. Determinantes do Investimento em Controle Ambiental das Empresas Industriais Brasileiras em 2007. 2011. Dissertação (Mestrado em ESTUDOS POPULACIONAIS E PESQUISAS SOCIAIS) - Sociedade Científica da Escola Nacional de Ciências Estatísticas.

9.
FERES, J. G.; BRANDAO, A. S.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Felippe Ramos da Cás. Determinantes da cobertura de esgotamento sanitário no Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

10.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Vivian Mac Knight. Aplicação do Método de Valoração de Contingente para Estimação de Valores de Não Uso. 2008 - COPPE / UFRJ.

11.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Luciano Gusmão eloso. Estimação de um sistema de demanda paa o Brasil. 2006 - Grupo IBMEC.

12.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Rosane de Andrade Memória Moreno. Estimativa do potencial poluidor das indústrias - O caso do Estado do Rio de Janeiro. 2005. Dissertação (Mestrado em Economia) - Instituto Coppead de Administração.

13.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Ricardo José Shama dos Santos. A gestão ambiental em posto revendedor de combustíveis como instrumento de prevenção de passivo ambiental. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência Ambiental) - Universidade Federal Fluminense.

14.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Bernardo Baeta Neves Starssburg. O processo de conversão dos ambientes naturais: causas, consenquências e hipóteses para soluções. 2005 - COPPE PLANEJAMENTO ENERGÉTICO.

15.
LEMME, C. F.; AVILA, M. G.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Alexandre Mattos de Andrade. A CRIAÇÃO DE VALOR PARA PEQUENAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE SIDERURGIA A PARTIR DA INSERÇÃO NO MERCADO DE CARBONO: UM ESTUDO DE CASO. 2003. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

16.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Fernando José de Lacerda Carvalho Junior. O impacto da violência criminal urbana no valor dos imóveis residênciais do bairro da Tijuca, Cidade do Rio de Janeiro, no período de Junho de 200 à Janeiro de 2002. 2003. Dissertação (Mestrado em Economia) - Instituto Coppead de Administração.

17.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Vitor Ribeiro Vieira. Avaliação econômica do reaproveitamento da resina plástica PET: Um estudo no Município do Rio de Janeiro. 2003. Dissertação (Mestrado em Economia) - Instituto Coppead de Administração.

18.
ANTUNES, P. B.; SANTOS, T. A.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Rosane Blanco Ozório Bomfiglio. A CONTRIBUIÇÃO DE INTERVENÇÃO NO DOMÍNIO ECONOMICO AMBIENTAL. 2002. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Estácio de Sá.

19.
FIGUEIREDO, L. H.; ANDRADE, E. P.; YOUNG, C. E. F.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de FREDERICO CAVADAS BARCELLOS. PROPOSTA METODOLÓGICA DE INDICADORES AMBIENTAIS PARA O COMPLEXO PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI. 2001. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão) - Universidade Federal Fluminense.

20.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de MARCUS VINICÍUS FARIA DE ARAÚJO. DETERMINAÇÃO DOS CUSTOS DE ABATIMENTO DE POLVENTES NA ÁGUA BRUTA DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ÁGUA - ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE VOLTA REDONDA - RJ. 1999. Dissertação (Mestrado em PLANEJAMENTO ENERGÉTICO) - COPPE / UFRJ.

21.
DIAS, D. S.; Seroa da Motta, R.; May, P. H.; RODRIGUES, A. P.. Participação em banca de Annick Osthoff Ferreira de Barros. O USO DE INCENTIVOS ECONÔMICOS EM POLÍTICA AMBIENTAL: UMA REVISÂO DE LITERATURA. 1994. Dissertação (Mestrado em Engenharia Nuclear e Planejamento Energético) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
YOUNG, C. E. F.; PIMENTEIRA., C. A. P.; Queiroz, H; ALMEIDA, E. L. F.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de GABRIELLA LANTOS. CUSTOS DE DEPLEÇÃO E A RENDA AJUSTADA DA EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL NO BRASIL. 2018. Tese (Doutorado em Instituto de Economia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
Flores, R G; MOREIRA, H. L. A.; GONCALVES, E. D. L.; SOUZA, R. M.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Christiam Miguel Gonzales Chavez. Três Ensaios em Economia Aplicada. 2015. Tese (Doutorado em Economia) - Fundação Getúlio Vargas.

3.
Seroa da Motta, R.; May, Peter; COHEN, C.; MURADIAN, R.. Participação em banca de Manoel Tabet Soriano. Os efeitos da aplicação de mecanismos de mercado para o cumprimento dos objetivos da pol´tica nacional de resíduos sólidos e do novo código florestal brasileiros. 2015.

4.
menezes, A.; Dias, M.; YOUNG, C. E. F.; Giovannetti, B.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Andrea Lucchesi. Inovações ambientais: evidência da indústria brasileira. 2013. Tese (Doutorado em Economia) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

5.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de David Monteiro Dias. A influência da Renda sobre o Consumo e a Projeção de Demanda Residencial Urbana de Água e Energia Elétrica: Uma Avaliação Comparativa Entre as Realidades de Belo Horizonte e Porto Alegre. 2011. Tese (Doutorado em PÓS GRADUAÇÃO EM ECONOMIA) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Gláucia de Paula Falco. Valoração do Meio Ambiente: Uma Abordagem pela Teoria de Opções Reais. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em Engenharia Elétrica - Pontifícia Universidade Católica, RJ) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Luiz Henrique Moraes de Lima. O Tribunal de Contas da União e o Controle Externo de Gestão Ambiental. 2009 - COPPE / UFRJ.

8.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Ana Lucia Camphora Pacheco. Compensação ambiental como instrumento de financiamento das unidades de conservação: lições e desafios associados. 2006. Tese (Doutorado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

9.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Luciana de Figueiredo Lopes Lucena. Análise do custo benefício da reciclagem dos resíduos sólidos urbanos no Recife e Jaboatão dos Guararapes. 2004. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Pernambuco.

10.
ROVERE, E. L. L.; LEGEY, L. F. L.; TOIMASQUIM, M. T.; VIEIRA, P. R.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Martha Macedo de Lima Barata. ROTEIRO PARA APROPRIAÇÃO DOS CUSTOS AMBIENTAIS E AVALIAÇÃO NO DESEMPENHO ECONÔMICO DAS EMPRESAS. 2001. Tese (Doutorado em Planejamento Energético) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

11.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de PAULO DE BESSA ANTUNES. NATUREZA, MEIO AMBIENTE E DANO AMBIENTAL: CONSTRUÇÕES CULTURAIS DA HUMANIDADE. 1999. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
Nassar, Cristina; SERRA, E. G.; PACHECO, E. B. A. V.; DA MOTTA, RONALDO SEROA. Participação em banca de Ramon Noguchi. VIESES METODOLÓGICOS NA VALORAÇÃO CONTINGENTE: efeitos da confiabilidade, consequencialidade e altruísmo impuro (warm glow) na acurácia das mensurações.. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Engenharia Ambiental) - Escola Politécnica & Escola de Química.

2.
Mota, Mauricio; MOTTA, RONALDO SEROA DA; Azevedo, Cristiane. Participação em banca de LUIZ GUSTAVO ESCORCIO BEZERRA. Meio Ambiente, Direito e Economia. Os novos instrumentos econômicos no Direito Ambiental Brasileiro.. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente / PPG-MA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
Muradian, Roldan; Cohen, Claude; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Manoel Tabet Sorinao. Os efeitos da aplicação de mecanismos de mercado para o cumprimento dos objetivos da Politica Nacional de Resíduos Sólidos. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal Fluminense.

4.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Ana Lucia Camphora Machado. Compensação Ambiental como instrumento de financiamento das unidades de conservação. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
Kume, Honório; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Rodrigo Cavalcanti Rabelo. O comércio Brasil-China sob o enfoque do valor adicionado. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
Seroa da Motta, R.; Marinho, Alexandre. Participação em banca de Felipe Ponciano da Cruz. Eficiência do Setor de Saneamento no Brasil. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
kume, h.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Thiago V. C. Maiolino.Os novos rumos da indústria no Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ecnomia) - Faculaddaes IBMEC Rio de Janeiro.

2.
FERES, J. G.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Bruna Garcia Aran.Transição para Economia Verde no Brasil: Desafios e Oportunidades. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC.

3.
YOUNG, C. E. F.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Lilia Caiado Coelho Beltrão Couto.Custos Marginais de Abatimento de Gases de Efeito Estufa no Brasil: Uma Análise Industrial. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
FERES, J. G.; Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Renata Ayd Moraes.Impactos dos Acidentes Aéreos na Deamnda. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ecnomia) - Faculaddaes IBMEC Rio de Janeiro.

5.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Pedro Paulo de Hungria Machado Paes de Carvalho.Degradação ambiental: consequencias, resultados e alternativas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC.

6.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Alejandro Gomez Penarete.A Importância Econômica do Transporte Fluvial. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC.

7.
Seroa da Motta, R.. Participação em banca de Pedro Paulo de Hungria Machado Paes de Carvalho.A Degradação Ambiental: Consequências, Resultados e Alternativas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC.

8.
MELLO, H. P.; Seroa da Motta, R.; VIEIRA, M. L.. Participação em banca de Alexia de Freitas Rodrigues.DETERMINANTES DO INVESTIMENTO AMBIENTAL NA INDÚSTRIA BRASILEIRA. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal Fluminense.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
Seroa da Motta, R.. Concurso para professor doutor, na área de conhecimento: Teoria Econômica e Economia Aplicada. 2010. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

Concurso público
1.
Seroa da Motta, R.. Concurso Público para Professor Titulado Departamento de Análise Quantitativa. 2002. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
Seroa da Motta, R.. Concurso para Professor Adjunto, para Área de Planejamento Energético, do Programa de planejamento Energético da COPPE/UFRJ. 1999. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Outras participações
1.
LEMME, C. F.; Lopes, Juliana; Terreo, G.; Seroa da Motta, R.. Comissão Julgadora do 1º Prêmio Abrapp de Sustentabilidade. 2015. ASSICIAÇÃO BRASILEIRA DA ENTIDADES F. P. PRIVADA - ABRAPP.

2.
MOTTA, RONALDO SEROA DA; SANCHEZ, G. F.. Comissão Organizadora do Concurso Público. 2014. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
Seroa da Motta, R.; TOURINHO, O. A. F.; PAULA, L. F. R.; DANTAS, A.; BRANDAO, A. S.; SANCHEZ, G. F.. Comissão Seleção do Mestrado em Ciências Econômicas da UERJ. 2013. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXII Congresso Brasileiro de Economia. Economia Ambiental na Gestão Ambiental, Economia e Sustentabilidade. 2107. (Congresso).

2.
7o Seminário de Metodologia do IBGE.Metodologias de Valoração Ambiental. 2018. (Seminário).

3.
Encontro Internacional sobre Precificação de Carbono.Experiências de Precificação de Carbono no Brasil. 2018. (Encontro).

4.
Forum Latino Americano de Precificação de Carbono.Economia da Precificação do Carbono. 2018. (Outra).

5.
Forum Permanente de Direito do Ambiente - EMERJ.Valoração dos Danos em Face da Reparação Ambiental. 2018. (Outra).

6.
V Semana de Geociências.Metodologias de valoração de danos ambientais. 2018. (Encontro).

7.
18ª Congresso da International Economic Association (IEA),. ?Willingness of Farmers to Accept Payments for Environmental Services in Brazil?. 2017. (Congresso).

8.
2º Encontro de Economia Industrial e Inovação - ENEI. Análise da eficiência técnica e da produtividade dos serviços de água e esgotos no Brasil, 2006 a 2013. 2017. (Congresso).

9.
Congresso ABES 2017. VALORAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO: ABASTECIMENTO DE ÁGUA, COLETA E TRATAMENTO DE ESGOTOS EMBASAMENTO TEÓRICO, CASOS DE APLICAÇÃO E ANÁLISE CRÍTICA. 2017. (Congresso).

10.
o I Congresso de Sociobiodiversidade das Unidades de Conservação do Amapá e IX Seminário do PPBio. ?Valoração de ativos ambientais e pagamento por serviços ecossistêmicos: mecanismos de conservação da sociobiodiversidade??. 2017. (Congresso).

11.
54º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: Desenvolvimento, território e biodiversidade. CONDICIONANTES DA DISPOSIÇÃO A PARTICIPAR E A ACEITAR POR PAGAMENTOS POR SERVIÇOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO DE CASO NO BRASIL. 2016. (Congresso).

12.
XI Colóquio Ibérico de Estudos Rurais. Disposição a aceitar de produtores rurais por pagamentos por serviços ambientais no Brasil. 2016. (Congresso).

13.
53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). ESTIMATIVAS DE VALOR DE EXISTÊNCIA DE UMA RESERVA NATURAL NO BRASIL. 2015. (Congresso).

14.
Congresso 4º ECOINFRA ? Fórum de Licenciamento e Gestão Socioambiental para Infraestrutura. ?Licenciamento e Valoração Ambiental. 2015. (Congresso).

15.
The Climate Suumit of the Americas.The Clean Tech Innovation in Brzail. 2015. (Outra).

16.
Co-benefits Lab Programme Workshop.Climate Change Policies in Brazil. 2013. (Oficina).

17.
II Diálogo Multi-Setoriais.Como o SPJ poderia ser estruturado para dar o máximo de impcato. 2013. (Encontro).

18.
II Simpósio de Gestão Aplicada a Floresta: a Raiz da Economia Verde.Sustentabilidade e Economia Verde. 2013. (Simpósio).

19.
II Taller de la Plataforma Regional de Estrategias de Desarrollo bajo en Carbono para América Latina y el Caribe..La Valoración Económica de los Co-beneficios de las Políticas Climáticas. 2013. (Oficina).

20.
Política Tributária e Sustentabilidade: Uma plataforma para a nova economia.Elementos econômicos para uma política de tributação ambiental. 2013. (Simpósio).

21.
Semana da Administração das Faculdades Integradas Vianna Junior.Tributação Ambiental. 2013. (Encontro).

22.
Semana da Mata Atlântica 2013.Aplicabilidade de Instrumentos Financeiros para Conservação e Promoção do Uso Sustentável dos Recursos Naturais. 2013. (Simpósio).

23.
Seminário de Compreensão do Contexto Futuro e Influência nas Políticas Tributárias e Aduaneirasas.Um panorama da política ambiental brasileira - 2013-2022. 2013. (Seminário).

24.
Conferencia Internacional Economia, Sociedad y Medio Ambiente.Case of Brazil. 2012. (Seminário).

25.
Curso sobre Valoração de Danos Ambientais.Economia Ambiental/Métodos de Valoração. 2012. (Oficina).

26.
Ecosaldo. A Contabilidade da Economia Verde. 2012. (Congresso).

27.
Elaboração de Diretrizes para Atuação do Ministério Público na Valoração de Danos Ambientais e ao Patrimônio Cultural.Economia Ambiental/Técnicas de Valoração. 2012. (Oficina).

28.
IV Congresso Internacional de PSA. Mecanismos de Financiamento. 2012. (Congresso).

29.
National and Global GHG Emissions Registries.The Importance to the Brazilian Bussiness. 2012. (Seminário).

30.
UNDP Symposium Public Administration and Rio + 20 The role of the Visible Hnad of Public Instituitions in creating a Sustainable future.Internatonal subversion and deforestation. 2012. (Seminário).

31.
XXIV Seminário Internacional de Política Econômica.O Brasil e a Transição para uma Economia de Baixo Carbono. 2012. (Seminário).

32.
11th European Forum on Eco-Innovation - Working with emerging economies for green growth. BRIC Countries perspectives on eco-innovation cooperation with europe: how does it work and how could it work better. 2011. (Congresso).

33.
24a Reunião do Comitê de Mudança do Clima e Ecoeconomia.Aspectos Fundamentais da Economia Verde. 2011. (Encontro).

34.
31 Reunión Anual Latinoamericana de Petroquímica.Carbon tax. Políticas y comercio exterior. 2011. (Encontro).

35.
6o Encontro de Lideranças do Sistema Confea/Crea.Desafios Mundiais para a Sustentabilidade. 2011. (Encontro).

36.
Diálogos sobre investimento em REDD+.Modalidades e Veículos para Investimentos em REDD+. 2011. (Encontro).

37.
Dimensão socioambiental no âmbito do planejamento da oferta de energia elétrica. Apresentação. 2011. (Congresso).

38.
Economia Verde: Valoração dos Recursos Naturais.Oportunidades e riscos da adoção de conceitos de economia verde no planejamento do desenvolvimento regional e nacional. 2011. (Encontro).

39.
Encontro de desenvolvimento regional e meio ambiente.Sustentabilidade e Combate ao aquecimento Global. 2011. (Encontro).

40.
Fomento à Economia de Baixo Carbono e Crescimento Verde da Indústria Nacional.Mecanismos de financiamento e incentivo para o desenvolvimento industrial de baixo carbono. 2011. (Outra).

41.
Formação e Manutenção Tarifária no Setor de Saneamento. Regulação, Eficiência e Subsídios no Setor de Saneamento. 2011. (Congresso).

42.
III Seminário de História e Economia: Dimensões Históricas e Econômicas.Economia da Sustentabilidade. 2011. (Seminário).

43.
IPCC WGII/WGIII Expert Meeting on Economic Analysis, Costing Methods ans Ethics.Decision Making Under Uncertainty. 2011. (Encontro).

44.
VII Congresso Brasileiro de Regulação. Governança Regulatória - Princípios de Governança para as Agências Reguladoras. 2011. (Congresso).

45.
Workshop Indicadores Socioambientais para o PDE.Coordenador do Grupo de Dimensão Econômica. 2011. (Outra).

46.
Workshop preparatório para a COP17 do Clima.O que esperar e o que não esperar da COP17. 2011. (Outra).

47.
Centro de Pesquisa em Direito e Economia realiza Colóquio de Estudos Empíricos. Eficiência e Regulação nas Empresas de Saneamento no Brasil. 2010. (Congresso).

48.
Comércio e Mudança do Clima: uma Agenda para a coalizão empresarial brasileira.Impactos das Medidas sobre de clima sobre o comércio exterior brasileiro. 2010. (Encontro).

49.
Debates sobre método de pesquisa empírica em Direito.Eficiência e Regulação nas Empresas de Saneamento no Brasil. 2010. (Seminário).

50.
Foro América Latina y el Caribe - Unión Europea: Política Fiscal y Economia ambientalmente sustenible en el contexto del cambio climático. Sectores/temas relevantes prioritarios para el medio ambiente en el contexto del cambio climatico y su importancia en la UE y America Latina y el Caribe: Industria. 2010. (Congresso).

51.
Fórum da Sustentabilidade.Economia de carbono zero. 2010. (Outra).

52.
I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público. Tópicos Conceituais e Contemporâneos da Contabilidade e Custos Aplicados ao Setor. 2010. (Congresso).

53.
I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gato no Setor Público. Mensuração de ativos naturais. 2010. (Congresso).

54.
International Workshop on Carbon Markets in Emerging Economies.Reforming the CDM at the international level and perspective of the public policies on Climate Change in Brazil. 2010. (Outra).

55.
O Novo Saneamento Básico: o estado da arte e os desafios para a drenagem urbana e o manejo dos resíduos sólidos.Os desafios da Regulação dos Serviços de Gestão de resíduos sólidos e manejo de águas pluviais urbanas. 2010. (Encontro).

56.
Os desafios da Inserção Internacional Brasileira no Próximo Governo.Comércio e Mudanças Climáticas. 2010. (Seminário).

57.
Seminário Instrumentos Econômicos de Gestão Ambiental.Instrumentos Econômicos na Gestão Ambiental. 2010. (Seminário).

58.
Seminário Internacional Sobre Reservas da Biosfera, Serviços Ambientais e Indicadores de Sustentabilidade.O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera. 2010. (Seminário).

59.
2o Fórum Internacional pela Responsabilidade Socioambiental e o Turismo Sustentável.Sustentar 2009. 2009. (Outra).

60.
OECD Global Forum on Enviroment on Eco-Innovation. Opening Session: Setting the scene. 2009. (Congresso).

61.
PROFUNDÃO 2009.O lado verde da moeda. 2009. (Encontro).

62.
Um ano após a crise: o que mudou na agenda econômica global do Brasil. Agenda de Mudança Climática. 2009. (Congresso).

63.
VI Congresso Brasileiro de Regulação. Regulação como Instrumento de Desenvolvimento Econômico. 2009. (Congresso).

64.
VI Congresso Brasileiro de Regulação. Regulação do Setor de Transporte Aéreo - Estado da Arte, Tendências e Visão Futura. 2009. (Congresso).

65.
1o Seminário UFRJ-IBRAC de Economia e Direito da Concorrência e da Regulação.Regulação e Concorrência na Área de Transporte Aéreo. 2008. (Seminário).

66.
Em busca da sustentabilidade - 9o Encontro Técnico da ASEC.Os desafios de valorar os recursos naturais e os serviços dos ecossistemas. 2008. (Encontro).

67.
Mesa Redonda: Eco-Economia para um mundo sustentável.Eco-Economia para um mundo sustentável com a presença de Lester Brown. 2008. (Outra).

68.
O Estado da Arte em economia - A teoria econômica e o desenvolvimento sustentável.A teoria econômica e o desenvolvimento sustentável. 2008. (Seminário).

69.
10o Encontro da Atividades Científicas da UNOPAR.Consultor ad hoc. 2007. (Encontro).

70.
4o Relatório do IPCC - Workshop sobre oportunidades e mitigação.Políticas Públicas e Oportunidades de Mitigação. 2007. (Outra).

71.
Aquecimento Global - A responsabilidade do Poder Legislativo no estabelecimento de práticas ambientais inovadoras.Custos e Fontes de Financiamento da Política Pública Nacional de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas. 2007. (Seminário).

72.
Investimentos Ambientais na Indústria Brasileira - IBGE.Investimentos Ambientais na Indústria Brasileira. 2007. (Seminário).

73.
Quintas do Futuro.A Questão da Água no Futuro. 2007. (Outra).

74.
IBGE - 2o Encontro Nacional de Produtores e Usuários de Informações Sociais Econômicas e Territoriais..... 2006. (Encontro).

75.
IV Fórum de Regulação da Indústria de Energia.Impasses entre o setor elétrico e a legislação ambiental. 2006. (Seminário).

76.
Latin American Regional Tropical Forest Investment Forum: Issues and Opportunities for Investment in Natural Tropical Forests.Ecosystem Service Payment. 2006. (Outra).

77.
New Insitutional Economics Summer School.Regualtion and Efficiency in the Sanitation Sector in Brazil. 2006. (Outra).

78.
The role of subsidies as a means to promote sustainable development.Subsidies and sustainable development. 2006. (Outra).

79.
21 Forum Debates Projeto Brasil.Regulação em Saneamento no Brasil. 2005. (Outra).

80.
21o Fórum de debates projeto Brasil - Política de Saneamento.A Nova Política de Saneamento no Brasil. 2005. (Outra).

81.
Aspectos Jurídicos e Regulatórios do Setor Elétrico no Brasil.Regulação dos Mercados no Setor Elétrico. 2005. (Seminário).

82.
Câmara Técnica de Finanças Sustentáveis.Importância da Valoração Econômica dos Recursos Naturais. 2005. (Seminário).

83.
Congresso Brasileiro de Defesa ao Meio Ambiente. Produção e Consumo Sustentáveis. 2005. (Congresso).

84.
II Conferência Regional Sobre Mudanças Globais: América do Sul.Reforming the CDM at the International level and Perspective of the Public Policies on Climate Change in Brazil. 2005. (Outra).

85.
II Encontro Nacional de Antropologia do Consumo.O estado da arte das pesquisas sobre consumo. 2005. (Seminário).

86.
II Encontro Nacional de Antropologia do Consumo.Estado da Arte das Pesquisas Sobre Consumo. 2005. (Encontro).

87.
II Fórum Brasileiro Sobre as Agências Reguladoras.Apresentação sobre o tema. 2005. (Encontro).

88.
II Fórum Brasileiro Sobre as Agências Reguladoras.II Fórum Brasileiro Sobre as Agências Reguladoras. 2005. (Encontro).

89.
II Latin American Congress on Environmental Economics. Environmental impacts of the FTAA in Brazil. 2005. (Congresso).

90.
IV Congresso Brasileiro de Regulação. Eficiência e Regulação no Setor de Saneamento no Brasil. 2005. (Congresso).

91.
Open Meeting for the Human Dimensions of Global Environmental Change Reserach Community. Plenary: Challenges for Interdisciplinary In Global Research Changes. 2005. (Congresso).

92.
Panel of Experts on the effects of trade in sustainability in the Americas.Effects on Sustainability and Capacity Building needs in the context of Trade Liberalization in MERCOSUR: Regional Case Studies. 2005. (Outra).

93.
Seminário: Valoração da Floresta.A importância da Valoração dos Recursos Naturais. 2005. (Seminário).

94.
Seminário Nacional sobre Investimentos Econômicos e sustentabilidade: políticas públicas ambientais.Regulação e Setor Público Ambiental no Brasil. 2005. (Seminário).

95.
Seminário sobre Tecnologias Limpas.Cobrança pelo Reúso de Água como Fator de Redução do Consumo e Estímulo de Reúso. 2005. (Seminário).

96.
V Encontro Anual Aderasa. Regulação no Saneamento no Brasil. 2005. (Congresso).

97.
V Encontro Anual ADERASA.Palestra. 2005. (Encontro).

98.
VIII Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente. Oportunidades e Dificuldades na Defesa do Meio Ambiente. 2005. (Congresso).

99.
XIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural. Propriedade da Terra e Mercado de Terra no Brasil: Os Problemas de Ordem Institucional. 2005. (Congresso).

100.
XLIII Congresso da Sociedade Brasileira. Instituições, Eficiência, Gestão e Contratos no Sistema Agroindustrial. 2005. (Congresso).

101.
1o Seminário Sobre Saneamento Ambiental no Estado do Rio de Janeiro.A Visão da Área Acadêmica. 2004. (Seminário).

102.
1o Seminário Sobre Saneamento Ambiental no Estado do Rio de Janeiro.Palestra. 2004. (Seminário).

103.
Global Environmental Change, Globalization and International Security: New Challenges for the 21st Century.The Challenges of Interdisciplinarity in Global Change Research: Epistemological and Organizational Aspects. 2004. (Encontro).

104.
I Colóquio Juridico-econômico de Saneamento Básico.Saneamento Básico. 2004. (Encontro).

105.
I Colóquio Jurídico Econômico de Saneamento Básico.Cenários Futuros e Possibilidades de Arranjos Institucionais. 2004. (Outra).

106.
II Seminário de Perícias de Crimes Ambientais.Palestra. 2004. (Seminário).

107.
Saneamento básico - o modelo de concessões como alternativas para o setor.Saneamento básico - o modelo de concessões como alternativas para o setor. 2004. (Seminário).

108.
Avaliação de Sustentabilidade da Expansão do Cultivo da Soja Para Exportação no Brasil: Um estudo de caso do WWF.Avaliação de Sustentabilidade da Expansão do Cultivo da Soja Para Exportação no Brasil: Um estudo de caso do WWF. 2003. (Seminário).

109.
Congresso Organizado Pela Asociación Latinoamericana y del Caribe de Economistas Ambientales y Recursos Naturelas. Palestra. 2003. (Congresso).

110.
Developing the Science of the Conservation and Sustainable Use of Biodiversity.Debate. 2003. (Outra).

111.
Equilibrium Modeling Approaches at the Boundaries of Industrial Organization, Public Economics, and Environmental Economics.Equilibrium Modeling Approaches at the Boundaries of Industrial Organization, Public Economics, and Environmental Economics. 2003. (Oficina).

112.
Equilibrium Modeling Approaches at the Boundaries of Industrial Organization, Public Economics and Enviromental Economics.Measuring the Effects of Enviromental Regulations in Oligopolistic Markets: The Case of Vehicle Air Polution In Brazil. 2003. (Oficina).

113.
Experiences and Instruments for Integrated Water and Forest basin resource management.Utilization of Enviromental Policy Instruments for The Sucecessful Implementation of The Integrated Approach. 2003. (Oficina).

114.
III Seminário de Economia do Meio Ambiente.Regulação Estatal e Auto-Regulação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável. 2003. (Seminário).

115.
III Seminário de Economia do Meio Ambiente: Regulação Estatal e Auto-Regulação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável.III Seminário de Economia do Meio Ambiente: Regulação Estatal e Auto-Regulação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável. 2003. (Seminário).

116.
II Reunión de La Red de Médio Ambiente.Instrumentos Económicos Para La Gestión Ambiental: Conceptos básicos y tipológia. 2003. (Encontro).

117.
Markets of The Conservation and Use of Biodiversity.Markets of The Conservation and Use of Biodiversity. 2003. (Oficina).

118.
Política Fiscal y Medio Ambiental en America y el Caribe. Política Fiscal y Medio Ambiental en America y el Caribe. 2003. (Congresso).

119.
Rio Águas 2003.Rio Águas 2003. 2003. (Seminário).

120.
Seminário Rio Águas 2003.Coordenador de Mesa Redonda. 2003. (Seminário).

121.
Simpósio de Engenharia Ambiental.Valorização Ambiental: uma questão de Austentabilidade. 2003. (Simpósio).

122.
Technical Seminar On The Application Of Economic Instruments In Water Management.An Overview of the Application of Economic Instruments for Water Management in Latin America. 2003. (Seminário).

123.
Valorização Ambiental: uma questão de autentabilidade.Valorização Ambiental: uma questão de autentabilidade. 2003. (Simpósio).

124.
VIII Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas.VIII Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas. 2003. (Simpósio).

125.
VIII Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas.Meio Ambiente. 2003. (Outra).

126.
Câmara Temática Sobre Aspectos Econômicos e Sociais.Apresentação da CT de Impactos Econômicos e Sociais. 2002. (Outra).

127.
Câmara Temática Sobre Aspectos Econômicos e Sociais.Avaliação de Políticas Climáticas com Auxílio de um Modelo de Equilíbrio Geral. 2002. (Outra).

128.
Challenges and Oportunities for Development IPCC Working Group III Outreach Meating.Economic Impacts. 2002. (Encontro).

129.
Economia e Sustentabilidade. Instrumentos Econômicos e Sustentabilidade. 2002. (Congresso).

130.
Economia e Sustentabilidade.Instrumentos de Economia e Sustentabilidade. 2002. (Seminário).

131.
Economia e Sustentabilidade.Economia e Sustentabilidade. 2002. (Seminário).

132.
Expansão da Fronteira Agropecuária na Amazônia e Conversão de Florestas: Causas e Possíveis Soluções.Debate. 2002. (Oficina).

133.
Instrumentos de mercado y fuentes de financiamento para el desarollo sostenible.Valorización Económica del Medio Ambiente. Estudios de valoración ambiental: introducción a métodos (valoración directa e indirecta), análisis de resultados y limitaciones. 2002. (Outra).

134.
Instrumentos Econômicos para o desenvolvimento sustentável na amazônia brasileiro.Instrumentos Econômicos e Desenvolvimento Sustentável: Aspectos Conceituais. 2002. (Oficina).

135.
IPCC Working Group III Outreach Meeting.Climate Change mitigation: Challenges Opportunities for Development. 2002. (Encontro).

136.
Seminário:Instrumentos Econômicos para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia Brasileira.Instrumentos Econômicos para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia Brasileira. 2002. (Seminário).

137.
Seminário Internacional:Sustentabilidade e Crescimento Econômico.Sustentabilidade e Crescimento Econômico. 2002. (Seminário).

138.
Sustentabilidade do Crescimento Econômico.Padrões de Consumo Urbano, Produção Industrial e Desmatamento no Brasil. 2002. (Seminário).

139.
.Contabilidade e Auditoria Ambiental. 2001. (Outra).

140.
1o Seminário Sobre Monitoramento e Avaliação de Impactos Ambientais.Monitoramento e Avaliação Sócio-Econômica de Impactos Ambientais. 2001. (Seminário).

141.
1o Seminário Sobre Monitoramento e Avaliação de Impactos Ambientais.Exemplos de Aplicação de Valoração Econômica Ambiental. 2001. (Seminário).

142.
21o Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Saneamento Ambiental: Desafio para o Século XXI. 2001. (Congresso).

143.
Água, Justiça e Desenvolvimento.A Utilização de Instrumentos Econômicos na Gestão das Águas. 2001. (Seminário).

144.
A Política Nacional de Resíduos: Desafio Para o novo Milênio.A Visão Econômica. 2001. (Outra).

145.
A Utilização dos Recursos Naturais e a Proteção do Meio Ambiente.Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico. 2001. (Seminário).

146.
Brazil-US Economic and Enviromental Modeling Workshop Agenda.Some Modeling Aplications. 2001. (Oficina).

147.
Desafios para a gestão dos recursos Hídricos. A Utilização de Instrumentos Econômicos na Gestão das Águas. 2001. (Congresso).

148.
Geração Termelétrica a Gás Natural.Relatório Final do Workshop Geração Termelétrica a Gás Natural. 2001. (Oficina).

149.
IV Diálogo Interamericano de Gerenciamento de Águas.Diálogo Interamericano de Gerenciamento de Águas. 2001. (Encontro).

150.
Liberty, Development and Development as Freedom. Liberty, Development and Development as Freedom. 2001. (Congresso).

151.
Primeiro Seminário sobre Monitoramento e Avaliação de Impactos Ambientais.Primeiro Seminário sobre Monitoramento e Avaliação de Impactos Ambientais. 2001. (Seminário).

152.
XXIII Encontro Brasileiro de Econometria.Debate. 2001. (Encontro).

153.
XXIII ENCONTRO BRASILEIRO DE ECONOMETRIA.XXIII ENCONTRO BRASILEIRO DE ECONOMETRIA. 2001. (Encontro).

154.
XXIX Encontro Nacional de Economia.Biodiversity Conservation and Cabon Mitigation: Two Problems, One Solution? Searching for Answers Using Uncertainty and Game Theories. 2001. (Encontro).

155.
XXIX Encontro Nacional de Economia.Regulação, Mercado ou Pressão Social? Os Determinantes do Investimento Ambiental na Indústria. 2001. (Encontro).

156.
XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA.XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA. 2001. (Encontro).

157.
1o Seminário Fluminense de Indicadores.Sistemas de Contas Ambientais. 2000. (Seminário).

158.
4o Congresso Internacional de Direito Ambiental. -. 2000. (Congresso).

159.
Água, Bem mais preciosos do Milênio.Privatização do uso da água. 2000. (Seminário).

160.
Água, Bem mais preciosos do Milênio.Privatização do Uso da Água. 2000. (Seminário).

161.
Bem Mais Precioso do Milênio.Privatização do Uso da Água. 2000. (Seminário).

162.
Ciclo de Debates Sobre Economia e Meio-Ambiente.Consumo, Distribuição de Renda e Meio Ambiente. 2000. (Outra).

163.
Comisión Económica para América Latina y El Caribe.Aplicación de Instrumentos Económicos para la Gestión Ambiental. 2000. (Seminário).

164.
Desafios y propuestas para la implementaron efectiva de instrumentos económicos en la gestión ambiental de latino américa.Aplicación de Instrumentos Económicos para la Gestión Ambiental. 2000. (Seminário).

165.
Energy Program Annual Meeting.Debate. 2000. (Encontro).

166.
Instrumentos Econômicos e Ambientais.A Aplicação de Instrumentos Econômicos na Gestão Ambiental e dos Recursos Hídricos. 2000. (Seminário).

167.
Instrumentos Econômicos e Política Ambiental.Padrões de Consumo, Distribuição de Renda e Meio Ambiente. 2000. (Seminário).

168.
Resource for The Future Conference Centre.Health and Economic Values for Mortality and Morbidity Cases Associated with Air Pollution In Brazil. 2000. (Encontro).

169.
Saneamento Ambiental no Limiar do Século XXI " A Questão do Lixo Urbano".Saneamento Ambiental no Limiar do Século XXI " A Questão do Lixo Urbano". 2000. (Seminário).

170.
Seminário de Valoración Económica del Medio Ambiente.Conferência Magistral I. 2000. (Seminário).

171.
Seminário Internacional - Água, Bem mais precioso do Milênio.Água, Bem Econômico e de Domínio Público: Privatização do Uso da Água. 2000. (Seminário).

172.
Seminário Internacional - àgua, Bem mais precioso do Milênio.Água, Bem Econômico e de Domínio Público: Privatização do uso da água. 2000. (Seminário).

173.
Seminário Saneamento Ambiental no Limiar do Século XXI.A Questão do Lixo Urbano. 2000. (Seminário).

174.
Workshop em Estudos Econômicos de Meio Ambiente.Instrumentos Econômicos para Reciclagem no Brasil. 2000. (Outra).

175.
Congresso Internacional: Meio Ambiente - Oportunidade de Negócios. Meio Ambiente - Oportunidade de Negócios. 1999. (Congresso).

176.
Economya y Politica Ambiental para Argentina y El Cono Sur.Valoracion Ambiental. 1999. (Outra).

177.
Economya y Política Ambiental para Argentina y el Cono Sur.Economia de Zonas Secas. 1999. (Outra).

178.
Meio Ambiente - Oportunidades de Negócios. Palestra. 1999. (Congresso).

179.
Meio Ambiente - Oportunidades e Negócios. Fontes de Recursos Financeiros para o Desenvolvimento da Gestão Ambiental nas Indústrias. 1999. (Congresso).

180.
Mudanças Climáticas Globais e a Agropecuária Brasileira.Incentivos Econômicos para a Cooperação no Combate ao Aquecimento Global. 1999. (Oficina).

181.
Os Desafios para o Saneamento Ambiental no Próximo Milênio.Recursos Hídricos - Disponibilidade, Escassez e Cobrança de Água. 1999. (Encontro).

182.
Poluição Acidental.Valoração de Danos Ambientais. 1999. (Oficina).

183.
PRIMERA CONFERENCIA - TALLER ECONOMIA Y POLITICA AMBIENTAL PARA ARGENTINA Y EL CONO SUR. Primera Conferencia - Taller Economia y Politica Ambiental para Argentina y El Cono Sur. 1999. (Congresso).

184.
Primera Conferência - Taller Economia y Política Ambiental para Argentina y El Cono Sur.Conferencista. 1999. (Seminário).

185.
Seminário Internacional Tecnologias e Mudanças Climáticas.Conciliando As Prioridades Nacionais na Aplicação do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. 1999. (Seminário).

186.
SIMAI 99.Ativo X Passivo ambiental nas indústrias. 1999. (Outra).

187.
VII Congresso Nacional de Estudos Tributários. Conferencista. 1999. (Congresso).

188.
Workshop sobre mudanças climáticas globais e a agropecuária brasileira.Incentivos Econômicos para a Cooperação no Combate ao Aquecimento Global. 1999. (Oficina).

189.
XIV Congresso da ANGE. XIV Congresso da ANGE. 1999. (Congresso).

190.
XIV Congresso da ANGE. Conselho Regional de Economia 1a Região. 1999. (Congresso).

191.
Agenda Positiva para o setor florestal do Brasil.Concessões Florestais e Exploração da Madeira no Brasil: condicionantes para a sustentabilidade. 1998. (Oficina).

192.
Cidades, Saúde e Mudança Climática Global: Promovendo Conexões e Enfrentando o Desafio.Custos Econômicos da Poluição do Ar no Brasil. 1998. (Oficina).

193.
Seminário Reciclagem Garrafas Pet.Instrumentos Econômicos para Reciclagem. 1998. (Seminário).

194.
Sustainable Development In Latin American and the Caribbean: Policies, Programs and Financing.Local Externalities: Market Based Instruments as Mechanisms for Sustainability. 1998. (Encontro).

195.
1o Seminário para o desenvolvimento Sustentável do Município.Visão Econômica da Gestão Ambiental. 1997. (Seminário).

196.
4th Expert Group Meeting on Financial Issues.Applying economic instruments for enviromental management in the context of institucional fragility: the case of latin américa and the carribean. 1997. (Encontro).

197.
Comisión de Ambiente, Ecologia y Amazonia. Ley Orgánica para el Aprovechamiento de los Recursos Naturales. 1997. (Congresso).

198.
Conferência Internacional - Dimensões Humanas da Mudança Climática Global e do Manejo sustentável das florestas das américas.Dimensões Humanas da Mudança Climática. 1997. (Outra).

199.
Crescimento Econômico y Desarollo Sustentable en América Latina.Apresentação sobre o tema. 1997. (Seminário).

200.
Dimensões Humanas da Mudança Climática Global e do Manejo Sustentável das florestas das Américas: uma conferência interamericana.Apresentação sobre o tema. 1997. (Outra).

201.
Economic Growth and Sustainable Development.Sustainability of Economic Growth in Participant Countries. 1997. (Seminário).

202.
Ecotecnológica 97.Uma Visão Econômica da Gestão Ambiental. 1997. (Seminário).

203.
Enviromental Legislation In Brazil. Market Merchanisms in Enviromental Control. 1997. (Congresso).

204.
Instrumentos Económicos Para La Gestión Ambiental.Instrumentos Económicos Para La Gestión Ambiental. 1997. (Outra).

205.
Papel de Los Instrumentos en La Política Ambiental.Regulamentación Ambiental. 1997. (Seminário).

206.
Terceira Reunião Trimestral Temática.Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental, particularmente para combate a Desmatamento/Queimadas. 1997. (Encontro).

207.
V Workshop de Chefes de UC's.Valor Econômico de Unidades de Conservação. 1997. (Oficina).

208.
XII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos.Presidente. 1997. (Simpósio).

209.
Encontro Internacional de Florestas e Painel Nacional sobre a Agenda 21.Debate. 1996. (Encontro).

210.
I Encontro Nacional da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica.Os Aspectos Econômicos da Gestão Ambiental. 1996. (Encontro).

211.
Primeiro Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica.Organizador. 1996. (Encontro).

212.
A Economia da Reciclagem: Agenda para uma Política Nacional.Coordenador de Exposição. 1995. (Oficina).

213.
Palestra no IPEA.Economia do Meio Ambiente e Contabilização de Custos Ambientais. 1992. (Outra).

214.
Second Meeting of the International Society for Echological Economics.Sustainable Income From Mineral Extraction In Brazil. 1992. (Encontro).

215.
Seminário Planejamento, Grandes Projetos e Organização Territorial.Contabilização de Custos Ambientais. 1992. (Seminário).

216.
Seminário sobre Comércio Internacional, Medio Ambiente y Desarollo Sustentable.Seminário. 1992. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seroa da Motta, R.. International Workshop on Regulatory Aspects of Carbon Market in Brazil: Preliminary Modeling Outputs. 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Gabriela Lopes de Santiago. Licenciamento ambiental de projetos de infraestrutura no Brasil: condicionantes do tempo de processo. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

2.
Fillipe Guedes Soares. Impactos Socioeconômicos nas Emissões de CO2 pelo Setor de Energia no Brasil: Uma Abordagem por Unidades Federativas. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

3.
MARCELLA FORTES FALCÃO DA SILVA. DISPOSIÇÃO A PAGAR PARA PRODUTOS CERTIFICADOS PARA A CONSERVAÇÃO DA ONÇA-PINTADA (Panthera onca) (LINNAEUS, 1758) (CARNIVORA: FELIDAE). 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais.) - Universidade Federal de Uberlândia, . Coorientador: Ronaldo Serôa da Motta.

4.
Felipe Ponciano da Cruz. Análise da eficiência técnica das empresas brasileiras de saneamento. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

5.
Isaque Regis Ouverney. Análise dos Condicionantes das Disposições a Participar e a Aceitar Pagamentos por Serviços Ambientais no Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

6.
Amanda Regina Rodrigues Guimarães. Eficiência estatística das formas de elicitação na valoração contingente: um estudo de caso do formato dicotômico. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

7.
YANN LE BOULLUEC ALVES. UMA APLICAÇÃO AMBIENTAL DE UM MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL. 2003. Dissertação (Mestrado em Economia do Meio Ambiente) - Universidade Santa Úrsula, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

8.
Ramon Arigoni Ortiz. Valoração Ambiental do Parque Nacional do Iguaçu: Uma Aplicação do Método de Custos de Viagem com Destinos Múltiplos. 2000. Dissertação (Mestrado em Economia do Meio Ambiente) - Universidade Santa Úrsula, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

9.
FRANCISCO EDUARDO MENDES. UMA AVALIACAO DE CUSTOS DE CONTROLE DA POLUICAO HIDRICA DE ORIGEM. 1994. Dissertação (Mestrado em Planejamento Energético) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

10.
ANA PAULA FERNANDES MENDES. CUSTOS DE SAUDE ASSOCIADOS A POLUICAO DO AR NO BRASIL. 1993. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

11.
CARLOS EDUARDO FRIKMAN YOUNG. RENDA SUSTENTAVEL DA EXTRACAO MINERAL NO BRASIL. 1992. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

Tese de doutorado
1.
Manoela Tabet Soriano. Ferramentas Econômicas para Adequação ao Novo Código Florestal Brasileiro. 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal Fluminense, . Coorientador: Ronaldo Serôa da Motta.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
LISSA MARIA NOCKO. VALORAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO: ABASTECIMENTO DE ÁGUA, COLETA E TRATAMENTO DE ESGOTOS. 2014. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós em Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

2.
joão luís gonçalves. Indicadores de Gestão e Capacidade Suporte Ambiental e Distribuição Espacial de Investimento na Minimização para Ocorrência Desastre Natural/Antrópico em 2011 no Estado do Rio de Janeiro - Brasil. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Agildo Duarte da Silva Junior. Meio Ambiente e Infraestrutura no Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

2.
Tiago Filipe da Rocha. A ECONOMIA DA ENERGIA SOLAR NO CENÁRIO BRASILEIRO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

3.
Pedro Pereira Marques da Cunha. Estratégias Emergentes para o Desenvolvimento. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

4.
WILLIAN DOUGLAS DA SILVA REIS. DISPOSIÇÃO A PAGAR (DAP) PELO USO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO URBANAS: TIA NAIR, CUIABÁ-MT. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Mato Grosso. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

5.
Diogo Dias Queiroga de Melo. Interseções: Meio Ambiente, Homem e Pecuária. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Econômica) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

6.
Ruthiany Costa da Silva. Veículos Elétricos: Existe Espaço para sua implementação no Brasil?. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Econômica) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

7.
Mariana Luz Gonçalves da Rosa. Os Determinantes da Oferta do Setor Aéreo no Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ecnomia) - Faculaddaes IBMEC Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

8.
Pedro Serao Machado de Santana. Análise do Sistema Regulatório na Aviação Comercial Brasileira. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

9.
Rodolfo Kawada da Gama Magalhães. A Economia do Setor Aeroportuário: Regulação, Financiamento e Eficiência. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

10.
Paula Gonçalves dos Santos. Regulação da Solvência na Saúde Suplementar: Uma Análise da Evolução dos Dados. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

11.
Rodrigo Stallone Vieira da Silva. Aquecimento Global: fontes alternativas de energia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

12.
Marcelo Di Lullo Schindler. Sistema de Cap-and-trade: Possíveis Impactos Sobre a Indústria Brasileira. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

13.
Janaína Stewart-Richardson. Mercado de Carbono: Comparações de Experiências Internacionais. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

14.
Pedro Paulo de Hungria Machado Paes de Carvalho. A Degradação Ambiental: Consequências, Resultados e Alternativas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

15.
Alejandro Gomez Penarete. A Importância Econômica do Transporte Fluvial. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Grupo IBMEC. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

16.
LUCIANO DE GUSMÃO VELOSO. CONTRIBUIÇÃO DAS CLASSES DE RENDA URBANAS PARA AS EMISSÕES DE CO2 NO BRASIL EM 1996. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

Iniciação científica
1.
Agildo Duarte da Silva Junior. VALORAÇÃO ECONÔMICA AMBIENTAL COM MÉTODOS DE PREFERÊNCIAS DECLARADAS: ESTIMATIVAS E TESTES DE VALIDADE. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.

2.
Alexandre Zaire Romero. Valoração econômica ambiental com métodos de preferências declaradas: estimativas e testes de validade.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Econômica) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Ronaldo Serôa da Motta.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
Seroa da Motta, R.. Valoração Econômica Ambiental. In: Paulo Jose Adissi, Francisco Alves Pinheiro e Rosangela da Silva Cradoso. (Org.). Gestão ambiental de Unidades Produtivas. 1ed.São Paulo: Elsevier, 2012, v. 1, p. 1-449.

2.
Seroa da Motta, R.; Segrafredo, L. . Chapter 4 - Bridging the Emissions Gap.. In: UNEP. (Org.). The UNEP Emissions Gap Report 2012. 1ed.Nairobi: UNEP, 2012, v. 1, p. 30-43.


Apresentações de Trabalho
1.
Seroa da Motta, R.; ORTIZ, R. A. . Critérios Econômicos para a Aplicação do Princípio do Protetor-Recebedor para Cobrança sobre Recursos Hídricos Protegidos por Unidades de Conservação no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


1.	Coordenador do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Econômicas (PPGCE) 
2.	Membro da Comissão Científica na ANPEC da Área 11 - Economia Agrícola e do Meio Ambiente
3.	Review Editor do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC)- AR5/WGIII/Chapter 15: National and Sub-National Policies.
4.	Lead Author no IPCC/AR3/WGIII/Chapter 7 ? Costing Methodologies
5.	Membro da Association of Environmental and Resources Economists (AERE) and the European Association of Environmental and Resources Economists (EAERE).
6.	Membro da Sociedade Brasileira de Econometria (SBE) (Brazilian Econometric Society).
7.	United Nations Environment Program (UNEP): Leading coordinator for Latin America for the project Worldwide Compendium of the Application of Economic Instruments.
8.	World Bank: Projects on Economic Instruments for Environmental Management in Latin America; Elaboration of National Environmental Plan in Africa; Several studies on Forest, Water and Air Regulation and Valuation in Brazil, Latin America and Africa; Leading consultant to the OED evaluation of the World Bank Assistance on Environmental and Water&Sanitation areas in Brazil; Forestry Regulation in Mozambique; Choice Experiments for Evaluating Global Environmental Impacts; and Macroeconomic assessment of price-based instruments to implement a voluntary national Emission Reduction target in Brazil .
9.	GTZ: Projects on Economic Criteria for Biodiversity Monitoring and Economic Criteria for Water Pricing in Brazil; and Estudo de Valoração Econômica dos Serviços Ambientais de Áreas de Preservação Permanente.
10.	Inter-American Bank of Development: Research project on the Determinants of Environmental Investments in the Brazilian Industrial Sector at the Regional Policy Dialogue; 
11.	Membro da Delegação Brasileira na Conferência da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCC)
12. Membro da CONAREDD do Ministério do Meio Ambiente



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 20:59:17