Estevao Chaves de Rezende Martins

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1A

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8217850863705574
  • Última atualização do currículo em 03/11/2018


possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras N S Medianeira (1971) e doutorado em Filosofia e História - Universitaet Muenchen (Ludwig-Maximilian) (1976). Professor (desde 1977) titular (desde 2008) da Universidade de Brasília, em exercício até 2017. Realizou pós-doutorados em Teoria e Filosofia da História e em História das Ideias na Alemanha, na Áustria e na França. Trabalha com os seguintes temas: teoria e metodologia da história, história política e institucional do Brasil, cultura histórica, história contemporânea (Europa, União Europeia e relações internacionais) e história política (Brasil, Europa ocidental e relações internacionais). Pesquisador Colaborador Sênior na UnB desde 11.10.2017 (História). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Estevao Chaves de Rezende Martins
Nome em citações bibliográficas
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.
UnB - Caixa Postal 04363
Asa Norte
70904-970 - Brasilia, DF - Brasil
Telefone: (61) 31077524
Fax: (61) 32745362


Formação acadêmica/titulação


1973 - 1976
Doutorado em Filosofia e História.
Ludwig-Maximilians-Universität München, LMU, Alemanha.
Título: Studien zu Kants Freiheitsauffassung in der vorkritischen Periode 1747-1770, Ano de obtenção: 1976.
Orientador: Wolfgang Röd.
Bolsista do(a): Deutscher Akademischer Austauchdienst, DAAD, Alemanha.
Palavras-chave: Categoria; Historia; Teoria; Kant; Liberdade; Iluminismo.
Grande área: Ciências Humanas
1970 - 1970
Especialização em Filosofia.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras N S Medianeira, FFCLNSM, Brasil.
1967 - 1971
Graduação em Filosofia.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras N S Medianeira, FFCLNSM, Brasil.
1967 - 1970
Graduação em Filosofia.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras N S Medianeira, FFCLNSM, Brasil.
Título: Liberdade e técnica.
Orientador: Luciano Pedro Mendes de Almeida.


Pós-doutorado


2009 - 2010
Pós-Doutorado.
Kulturwissenschaftli Institut Essen, KWI, Alemanha.
Bolsista do(a): Alexander Von Humboldt Stiftung, AVH, Alemanha.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Europa moderna e contemporânea.
1998 - 1999
Pós-Doutorado.
Kulturwissenschaftliches Institut Essen, KWI-ESSEN, Alemanha.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
1989 - 1990
Pós-Doutorado.
Karl Franzens Universität Graz, KFU, Austria.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História / Especialidade: Metodologia da Hist Ória do Brasil e da América Latina.
1989 - 1990
Pós-Doutorado.
Universität Bochum Fakultät Für Geschichtswissenscha, UB, Alemanha.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História / Especialidade: Teoria e Metodologia da Ciência Histórica.
1982 - 1983
Pós-Doutorado.
Ludwig-Maximilians-Universität München, LMU, Alemanha.
Bolsista do(a): Alexander Von Humboldt Stiftung, AVH, Alemanha.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador
Outras informações
Pesquisador colaborador do Laboratório de Pesquisa em Educação História (LAPEDUH) - PPG Educação


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador-Geral de Cooperação Internacional, Carga horária: 40

Atividades

02/2003 - 09/2003
Direção e administração, Coordenação-Geral de Cooperação Internacional, .

Cargo ou função
Cargo administrativo.

Ministério das Relações Exteriores - DF, MRE, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 1988
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: PROFESSOR VISITANTE, Carga horária: 4

Atividades

03/1988 - 11/1988
Ensino, Curso de Formação de Diplomatas, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História das Idéias Políticas

Senado Federal, SF, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1998
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: ASSESSOR LEGISLATIVO, Carga horária: 40

Atividades

03/1985 - 7/1998
Direção e administração, .

Cargo ou função
POLITICA SOCIAL E CIENCIA E TECNOLOGIA; HISTORIA POLITICA E PARLAMENTAR.

Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular
Outras informações
Pesquisador Colaborador Sênior junto ao Programa de Pós-Graduação em História a contar de 11.10.2017

Vínculo institucional

2008 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor titular de Teoria da História por concurso público realizado em 10 e 11 de abril de 2008. Banca examinadora: Nelson G. Gomes (UnB), Raquel Glezer (USP), Lucia Maria BAstos Pereira das Neves (UERJ), Braz Augusto Aquino Brancato (PUC-RS), Ronaldo Vainfas (UFF), na gestão do Prof. Dr. Wolfgang Döpcke na Chefia do Departamento de História da Universidade de Brasília. Aposentado em 13 de junho de 2017.

Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1979 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto MS C 4, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1977 - 1978
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor colaborador

Atividades

03/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Educação, .

06/2004 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação, .

Cargo ou função
Membro titular (Representante do Instituto de Ciências Humanas).
03/2002 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Cultura e poder nas Relações Internacionais
03/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Relações Internacionais, .

03/2000 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História da União Européia
História dos Direitos Humanos no Ocidente
Metodolologia da pesquisa em Relações Internacionais
09/1996 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea (séc. 19)
Teoria da História
História Contemporânea (século 20)
3/1977 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História.

3/1977 - Atual
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História da Europa (ocidental, moderna e contemporânea)
História dos direitos humanos no ocidente (1776-atual)
TEORIA GERAL DA HISTORIA, METODOS E TECNICAS DA PESQUISA HISTORICA, DIALETICA, FILOSOFIA ANALITICA, HISTORIA DO IDEALISMO, TEORIA POLITICA, HISTORIA DAS IDEIAS POLITICAS
03/1977 - Atual
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História da União Européia
História das instituições políticas
Política, cultura e poder
Teoria e Metodologia da História
02/2007 - 01/2011
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Diretor de Unidade.
03/2005 - 12/2007
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Epistemologia e pesquisa em ciências sociais
3/1977 - 12/1995
Estágios , Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Estágio realizado
Supervisão de estágio docente.
3/1986 - 2/1988
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Cargo ou função
SUBCHEFE DO DEPARTAMENTO (1986-88); CHEFE DO DEPARTAMENTO, EM EXERCICIO (FEV-JUN 1988); COORDENADOR DE GRADUACAO (1986-87); MEMBRO DE CONGREGACOES DE CARREIRA E DO CONSELHO DEPARTAMENTAL DO INST. DE CIENCIAS HUMANAS (1977-1988)..

Universidade Gama Filho, UGF, Brasil.
Vínculo institucional

1973 - 1977
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSOR AUXILIAR, Carga horária: 16

Atividades

03/1972 - 03/1973
Ensino,

Disciplinas ministradas
ENSINO DE METODOLOGIA DAS CIENCIAS E DE HISTORIA DAS IDEIAS

Faculdade de Filosofia Ciências e Letras N S Medianeira, FFCLNSM, Brasil.
Vínculo institucional

1968 - 1969
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 8

Atividades

3/1968 - 12/1969
Ensino,

Disciplinas ministradas
Cultura Grega
Iniciação à Metodologia Científica

Fundação Educacional Inaciana Padre Sabóia de Medeiros, FEI, Brasil.
Vínculo institucional

1968 - 1969
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ASSISTENTE, Carga horária: 8

Atividades

01/1968 - 12/1969
Ensino,

Disciplinas ministradas
ENSINO DE INTRODUCAO A FILOSOFIA

Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaborador PPG HIS, Enquadramento Funcional: Professor colaborador do PPG HIS
Outras informações
Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em História da UFSM (doutorado).


Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Membro da Diretoria, Enquadramento Funcional: Membro da Diretoria
Outras informações
Mandato da Diretoria da Anpuh-Brasil: 2017-2019



Linhas de pesquisa


1.
História e historiografia das Idéias

Objetivo: Pesquisa e análise dos fundamentos do conhecimento histórico, da teoria e dos procedimentos metódicos da história como ciência, das concepções filosóficas da história como ciência e como cosmovisão..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História / Especialidade: Teoria e Metodologia da Ciência Histórica.
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Epistemologia; Filosofia; Teoria da história; método da história; Conhecimento histórico.
2.
Epistemologia e pesquisa em ciências sociais

Objetivo: Análise dos fundamentos teóricos e metódicos da produção de conhecimento científico nas ciências sociais, em particular na História. Investigação da interação disciplinar da História, como ciência social, com a Sociologia, a Economia, a Política, o Direito, a Antropologia contemporâneas..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Ciencias Sociais; Conhecimento histórico; Consciência histórica; Cultura histórica; Epistemologia; Teoria da história.
3.
Relações Internacionais Contemporâneas (séculos 18-20)

Objetivo: Relações Internacionais Contemporâneas, destinada ao estudo das relações internacionais nos dois últimos séculos, com ênfase nos fenômenos característicos da ordem internacional e das relações regionais, em especial quanto aos processos de integração europeia..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Europa moderna e contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: História das relações internacionais; História contemporânea; História política; Direitos humanos; História da Europa; História cultural.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Memórias brasileiras: conflitos sociais (Vale da Ribeira)
Descrição: Projeto que tenciona construir uma relação de ensino e aprendizagem da História em âmbito escolar e social, utilizando diferentes estratégias de constituição de sentido histórico, com o objetivo de produzir conhecimentos e atribuir novos sentidos a experiências de conflitos recentes na História brasileira em sua relação com a História da Humanidade, como no caso da guerrilha do Vale do Ribeira, nos anos 1970. A análise dos depoimentos e dos caminhos da memória dos moradores dessa região busca reconstituir um dos episódios mais representativos da história política recente do país, possivelmente um dos mais desconhecidos da sociedade brasileira. A dimensão trágica e traumática da herança histórica desse episódio e de um processo de silenciamento promovido pelo Estado e seus agentes, ao longo dos mais de quarenta anos passados, fazem das narrativas históricas dos diversos combates, tocaias e fugas da guerrilha um drama que envolveu camponeses, indígenas e quilombolas da região, vistos pelo Estado como colaboradores e entusiastas da guerrilha. As consequências dessa distorção remanescem até os dias de hoje, pelo que a investigação histórica de sua origem, de seu impacto e de sua ressignificação crítica representa um ganho científico e social tanto para a historiografia quanto para o ensino de História. Projeto colaborativo entre pesquisadores das seguintes universidades: UFPR, UEL, UFSM e UnB..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (10) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Integrante / Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt - Coordenador / Marcelo Fronza - Integrante / Rosi Terezinha Ferrarini Gevaerd - Integrante / Ana Claudia Urban - Integrante / Marlene Rosa Cainelli - Integrante / Thiago Divardim de Oliveira - Integrante / Jorge Luiz da Cunha - Integrante.
2012 - Atual
A MODERNIDADE EUROPEIA EM TEMPOS GLOBAIS Do fim da 2ª Guerra Mundial a nossos dias
Descrição: Análise do discurso político e dos pressupostos teóricos da modelização cultural do paradigma ?Europa? nas fontes e nos metadiscursos agrupados tematicamente na literatura selecionada. Estruturação do discurso europeísta como fator organizador do paradigma ?euro-ocidental? a partir de quatro categorias agregadoras: Valores civilizatórios expressos nas declarações de direitos humanos; Tabulação dos principais argumentos favoráveis à Europa como modelo internacional de organização econômica e política (universalismo, liberalismo, tolerância); Comparação dos discursos concorrentes: (a) euro-otimismo no entre-guerras (1920-1939; ?só há salvação fora do nacionalismo?), (b) euro-ceticismo no pós-guerra (1945-1972: ?a Europa nos esvazia? ? no dizer dos britânicos; (c) euro-entusiasmo no pós-queda do muro de Berlim (1989-2004: a Europa é a União Europeia e somente nela nos reencontramos); (c) euro-crise desde a expansão de 2004. O fracasso do êxito: os riscos de bloqueio do funcionamento da União Europeia, a partir de 2004, em função de seu sucesso como projeto integrador. Qualificação discursiva do processo de liderança política no espaço europeu, notadamente as ?duplas de iniciativa?, por exemplo: Alemanha-França (1950-1990; entre 2007 e 2012 notadamente Merkel-Sarkozy; frieza Merkel-Hollande, desde maio de 2012); Grã-Bretanha-Itália (1990-1995); Espanha-Polônia (2004); França-Grã-Bretanha (2005); Bruxelas-organismos financeiros internacionais (Banco Mundial, FMI): a ?troika?. Análise comparativa das alternativas de projeto quanto ao sentido de Europa (continente, cultura, civilização versus União Europeia).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador / Luiz Fernando Castelo Branco Rebello Horta - Integrante / Solène Marié - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 5
2005 - 2012
Cultura, poder e ética nas relações intra- e internacionais
Descrição: Investigação dos fatores sócio-culturais e éticos que orientam a ação de agentes em planos extra- e paraestatais, a partir da agenda dos direitos humanos, da ideia de nação autônoma e com identidade própria (individual, grupal e societária) e da correlação ética entre intenção e ação, desde uma perspectiva histórica, a partir do paradigma do Iluminismo europeu do século 18..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador / Fábio Amaro da Silveira Duval - Integrante / MARCIO BARBTO DE OLIVEIRA - Integrante / THAÍS MENEZES - Integrante.Número de orientações: 3
2004 - 2010
Teoria e metodologia das ciências sociais
Descrição: Análise e estruturação de matrizes disciplinares nas e para as ciências sociais, em particular a partir dos modelos propostos pela analítica, pela hermenêutica e pela fenomenologia na 2a. metade do século 20 em diante..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador / Ana Carolina Barbosa Pereira - Integrante.Número de orientações: 2
1998 - 2011
História da União Europeia
Descrição: Investigação sistemática de dois pontos fundamentais na formação do projeto europeu de integração: (a) a origem e o formato da ideia de Europa desde o século 9 (período carolíngeo) e (b) os projetos de constituição de uma união europeia no século 20, em particular o das Comunidades Europeias..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador / Aline Contti Castro - Integrante / Bruno Theodoro Luciano - Integrante / Vivian Peron - Integrante.Número de orientações: 2
1996 - 2016
História da Europa Ocidental (séculos 18-20)
Descrição: Processos sociais e culturais do desenvolvimento europeu ocidental desde o Iluminismo até os nossos dias, com ênfase no século 20. A realização do projeto europeu de integração: a constituição da União Europeia a partir de 1950. Modelização e função paradigmática de organização política, social, cultural e econômica. Projeto apoiado no âmbito da Bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq (desde 2007).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador.
1977 - Atual
Teoria da história (conhecimento histórico, teoria e método da ciência histórica)
Descrição: IInvestigação dos pressupostos epistemológicos e metodológicos da produção do conhecimento histórico na historiografia mediante o uso de quatro categorias-diretrizes: pensamento histórico, consciência histórica, cultura histórica e narrativa historiográfica. Análise e estruturação de matrizes disciplinares nas e para as ciências sociais, em particular a partir dos modelos propostos para a história, pelo historicismo, pela dialática, pela analítica, pela hermenêutica, pela fenomenologia, pelo estruturalismo na 2a. metade do século 20 em diante. Projeto apoiado pelo CNPq (bolsa de pesquisa)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador / Ana Carolina Barbosa Pereira - Integrante / Walkiria de Oliveira - Integrante.Número de orientações: 30


Projetos de extensão


2010 - 2014
Noctua - Revista de História
Descrição: Projeto de extensão de ação continuada, de apoio à formação graduada em História e à prática de ensino de História na escolaridade fundamental e básica, promovendo a reflexão e a produção de textos de História,.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .
Integrantes: Estevao Chaves de Rezende Martins - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Estudos Ibero-Americanos (PUCRS. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Monções
2012 - Atual
Periódico: Revista de Educação Histórica
2009 - Atual
Periódico: Territórios e Fronteiras
2009 - Atual
Periódico: Historia Contemporánea
2009 - Atual
Periódico: Caminhos da História (UNIMONTES)
2008 - Atual
Periódico: História & Perspectivas
2008 - 2013
Periódico: História da Historiografia
2008 - Atual
Periódico: Estudos do Século XX
2008 - 2013
Periódico: Humanidades (Brasília)
2008 - Atual
Periódico: Aedos
2007 - 2013
Periódico: Liber intellectus
2005 - Atual
Periódico: História Revista (UFG. Impresso)
2004 - Atual
Periódico: História. Debates e Tendências (Passo Fundo)
2007 - Atual
Periódico: Parliaments, Estates & Representation
2003 - 2007
Periódico: Parliaments, Estates & Representation
2003 - Atual
Periódico: Revista Diálogos
2002 - 2016
Periódico: Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea/Especialidade: História da Europa Séculos 18 20.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das relações internacionais (sécs. 18-20).
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História/Especialidade: Teoria e Metodologia da Ciência Histórica.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Latim
Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2017MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Democracy and the Threat of Populism. ESTUDOS DO SÉCULO XX, v. 17, p. 91-111, 2017.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2016MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Processos históricos, aprendizagem e educação de uma 'segunda natureza humana'. Educar em Revista (Impresso), v. 60, p. 73-91, 2016.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2015MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Vitam impendere vero: moral e verdade na pesquisa. História & Perspectivas (Online), v. 52, p. 13-37, 2015.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2015MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Intentionen und Metaintentionen. Erwagen, Wissen, Ethik, v. 26, p. 514-516, 2015.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2013MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Parcerias intraeuropeias: 50 anos do Tratado do Eliseu (1963-2013). Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 56, p. 60-84, 2013.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2013MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Cultura, história, cultura histórica. ArtCultura (UFU), v. 25, p. 61-79, 2013.

7.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2012MARTINS, E. C. R.. História: consciência, pensamento, cultura, ensino. Educar em Revista (Impresso), v. 42, p. 43-58, 2012.

8.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2011MARTINS, E. C. R.. Conhecimento histórico e historiografia brasileira contemporânea. Revista Portuguesa de História, v. 42, p. 197-219, 2011.

9.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2011MARTINS, E. C. R.. Geschichtstheorie: ein unentbehrliches Fach. Erwägen, Wissen, Ethik, v. 22, p. 557-559, 2011.

10.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2010MARTINS, E. C. R.. História: conhecimento, verdade, argumento. Revista de História (UFES), v. 24, p. 15-42, 2010.

11.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2010MARTINS, E. C. R.. Crítica e crise na história contemporânea. Estudos do Século XX, v. 10, p. 85-100, 2010.

12.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2010MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Die Konstitutionalisierung des unabhängigen Brasilien (1824-1988). Rechtsgeschichtliche Vorträge, v. 63, p. 1-23, 2010.

13.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2009MARTINS, E. C. R.. Veritas filia temporis? O conhecimento histórico e a distinção entre filosofia e teoria da história. Síntese (Belo Horizonte), v. 34, p. 5-25, 2009.

14.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2009MARTINS, E. C. R.. Historiografia: o sentido da escrita e a escrita do sentido. Historia & Perspectivas (UFU), v. 40, p. 55-80, 2009.

15.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2009MARTINS, E. C. R.. The Wall Came Down! Hope Returned!. Panorama. Insights into Southeast Asian and European Affairs., v. 1, p. 131-136, 2009.

16.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2008MARTINS, E. C. R.. Memória e experiência vivida: a domesticação do tempo na história. Antíteses (Londrina), v. 1, p. 17-30, 2008.

17.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2008MARTINS, E. C. R.. O enigma do passado: construção social da memória histórica. Textos de História, v. 15, p. 35-48, 2008.

18.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2008MARTINS, E. C. R.. História, discurso e estrutura. Diálogos (Maringá), v. 12/1, p. 57-66, 2008.

19.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2008MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. A exemplaridade da História. Práticas e vivências do ensino. Colóquios (Palmas), v. 1, p. 13-21, 2008.

20.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2007MARTINS, E. C. R.. Tempo e memória: a construção social da lembrança e do esquecimento. Liber Intellectus, v. 1, p. 1-15, 2007.

21.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2006MARTINS, E. C. R.. História e teoria na era dos extremos. Fênix (Uberlândia), Uberlândia, v. 3, n.2, p. 1-19, 2006.

22.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2006MARTINS, E. C. R.. Identidade e diferença: convergências e divergências na América Latina. Revista del CESLA, v. 8, p. 119-130, 2006.

23.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Historicismo: tese, legado, fragilidade. História Revista (UFG), Gioânia, v. 7, n.1/2, p. 1-22, 2004.

24.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. A prática jurídica ocidental. A inteligência e a voz. Revista de Informação Legislativa, Brasília, v. 41, n.162, p. 115-120, 2004.

25.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. História. Critica na Rede, Lisboa, 2004.

26.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Memory and Identity: How Societies construct and administer their past?. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 11-14, 2004.

27.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Tempo e memória. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 5-7, 2004.

28.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Pensamento histórico, cultura e identidade. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 215-219, 2004.

29.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Europa: uma idéia em mutação?. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 221-224, 2004.

30.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Cultura, multiculturalismo e os desafios da compreensão histórica. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 225-230, 2004.

31.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. O alargamento da União Européia e a América Latina. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 47, n.2, p. 5-24, 2004.

32.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2004MARTINS, E. C. R.. Que sentidos para a história e a historiografia? Propostas quanto à razão, ao contra-senso, à narrativa e à cultura. Textos de História, Brasília, v. 10, n.1/2, p. 135-150, 2004.

33.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2002MARTINS, E. C. R.. Moral e relações internacionais. Elementos de história de um conflito político-cultural. Problèmes Politiques et Sociaux, Curitiba, v. 20, p. 23-37, 2002.

34.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2002MARTINS, E. C. R.. Brésil 1840: la majorité anticipée de l'empereur, un coup d'état conservateur?. Parliaments, Estates & Representation, Inglaterra, v. 22, p. 125-136, 2002.

35.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2002MARTINS, E. C. R.. História das relações internacionais. Revista da SBPH, Curitiba, v. 22, p. 121-123, 2002.

36.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2002MARTINS, E. C. R.. Historiografia contemporânea: um ensaio de tipologia comparativa. Varia História, Belo Horizonte, v. 27, p. 13-26, 2002.

37.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2001MARTINS, E. C. R.. Ética e relações internacionais: elementos de uma agenda político-cultural. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 44, n.2, p. 5-25, 2001.

38.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE2001MARTINS, E. C. R.. Cultura histórica e identidade: a América Latina e o Mercosul. Estudos de História, Franca SP, v. 7, n.2, p. 11-36, 2001.

39.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1999MARTINS, E. C. R.. Bürger Und Bürgerlichkeit In Der Brasilianischen Geschichte Der Neuzeit. Geschichte und Gegenwart, Graz, Áustria, v. 18, n.1, p. 3-12, 1999.

40.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1999MARTINS, E. C. R.. Tolerância e Novo Mundo: Voltaire diante do desconhecido. Textos de História, v. 7, p. 7-25, 1999.

41.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1996MARTINS, E. C. R.. Burgueses, Cidadãos e Patriotas. Textos de História, Brasília, v. 3, n.2, p. 148-153, 1996.

42.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1996MARTINS, E. C. R.. Um Certo Ar de Família.... Textos de História, Brasília, v. 4, n.1, p. 153-156, 1996.

43.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1995MARTINS, E. C. R.. Lateinamerika - Eigenweg Oder Labyrinth?. Geschichte und Gegenwart, Graz, Áustria, v. 14, n.1, p. 15-32, 1995.

44.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1995MARTINS, E. C. R.. Guerra É Guerra. Humanidades, Brasília, v. 10, n.3, p. 226-233, 1995.

45.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1995MARTINS, E. C. R.. Ver, Sentir e Fazer A História. Textos de História, Brasília, v. 2, n.4, p. 175-180, 1995.

46.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1995MARTINS, E. C. R.. O Respeito Às Regras. Correio Braziliense, Série Estudos, Brasília, v. 3, n.-, p. 4-4, 1995.

47.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1994MARTINS, E. C. R.. Dom Henrique, O Navegador. Correio Filatélico, Brasília, v. 18, n.147, p. 18-19, 1994.

48.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1994MARTINS, E. C. R.. Tratado de Tordesilhas. Correio Filatélico, Brasília, v. 18, n.148, p. 27-28, 1994.

49.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1994MARTINS, E. C. R.. A Enciclopédia de 1775 e O Surgimento da 'Crítica da Razão Pura'. Reflexão, Campinas, v. 57, n.-, p. 172-180, 1994.

50.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1994MARTINS, E. C. R.. Crusius e Kant: Crítica do Racionalismo. Revista Portuguesa de Filosofia, Braga (Portugal), v. 50, n.-, p. 253-260, 1994.

51.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1994MARTINS, E. C. R.. A ideologia morreu, viva a ideologia!. Humanidades, Brasília, v. 9, n.2, p. 151-158, 1994.

52.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1992MARTINS, E. C. R.. Consciência histórica, práxis e cultura. A propósito da teoria da História de Jörn Rüsen. SINTESE (BELO HORIZONTE. 1974), v. 19, p. 59-73, 1992.

53.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1992MARTINS, E. C. R.. O encontro de dois mundos: Cristóvão Colombo e as Américas. Correio Filatélico, v. 16, p. 19-22, 1992.

54.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1991MARTINS, E. C. R.. Quem fez a Revolução Francesa?. Humanidades (Brasília), v. 7, p. 168-179, 1991.

55.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1991MARTINS, E. C. R.. Aconsolidação do regime parlamentar britânico na segunda metade do século XIX. Revista de Informação Legislativa, v. 28, p. 411-428, 1991.

56.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1991MARTINS, E. C. R.. The Legislative Power in the Brazilian Constitution of 1988. Parliaments, Estates and Representation, v. 11, p. 27-37, 1991.

57.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1991MARTINS, E. C. R.. Ruy Barbosa e a paz mundial. Arquivos do Ministério da Justiça, v. 44, p. 19-29, 1991.

58.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1990MARTINS, E. C. R.. La Révolution au Brésil: l'idée du nouveau et du définitf. Cahiers des Amériques Latines (Paris), v. 10, p. 81-89, 1990.

59.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1989MARTINS, E. C. R.. O Poder Legislativo Na Constituicao de 1988. CADERNOS DO CENTRO DE ESTUDOS E ACOMPANHAMENTO DA CONSTITUINTE, n.3, p. 0-0, 1989.

60.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1989MARTINS, E. C. R.. La revolución como concepto. Cuadernos Americanos. Nueva Época, v. III/18, p. 41-54, 1989.

61.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1988MARTINS, E. C. R.. Victor Farias: Heidegger Et Le Nazisme. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS PEDAGOGICOS, n.161, p. 167-172, 1988.

62.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1986MARTINS, E. C. R.. Compreender, Explicar e Narrar.. ANAIS DA V REUNIAO ANUAL DA SOCI. BRASIL. DE PESQUISA HISTORICA, p. 85-87, 1986.

63.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1986MARTINS, E. C. R.. O Carater Conjectural do Conhecimento Segundo Nicolau de Cusa. LEOPOLDIANUM, v. 13, n.38, p. 148-161, 1986.

64.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1985MARTINS, E. C. R.. 1762: O Brasil Na Mira da Franca. ANAIS DA 4 REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISA HISTORICA, v. 4, p. 173-176, 1985.

65.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1984MARTINS, E. C. R.. O Moralismo Escoces No Seculo Xviii e Sua Influencia Sobre A Concepcao da Liberdade No Kant Pre-Critico (I) e (Ii).. REVISTA PORTUGUESA DE FILOSOFIA, v. (II)40, p. 225-247, 1984.

66.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1984MARTINS, E. C. R.. Die Situation Der Philosophie In Brasilien.. ZEITSCHRIFT FUR PHILOSOPHISCHE FORSCHUNG, v. 38, p. 648-658, 1984.

67.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1984MARTINS, E. C. R.. O Problema da Objetividade Nas Ciencias Sociais. REVISTA BRASILEIRA DE FILOSOFIA, v. 34, p. 147-172, 1984.

68.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1983MARTINS, E. C. R.. Atualidade e Relevancia da Teoria da Historia. Um Debate Contemporaneo.. REVISTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISA HISTORICA, v. 1, n.1, p. 49-58, 1983.

69.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1983MARTINS, E. C. R.. Esquema e Imagem Segundo Os Pressupostos de Kant. CADERNOS DE HISTORIA E FILOSOFIA DA CIENCIA, v. 5, p. 29-37, 1983.

70.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1982MARTINS, E. C. R.. O Uso das Categorias Na Ciencia Historia.. LEOPOLDIANUM, v. 10, p. 5-24, 1982.

71.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1980MARTINS, E. C. R.. O Caminho Para A Antonomia. Baumgarten e A Concepcao da Liberdade No Kant Pre-Critico. REVISTA LATINOAMERICANA DE FILOSOFIA, v. 6, n.2, p. 99-117, 1980.

72.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1979MARTINS, E. C. R.. Historia e Teoria Transcendental.. EDUCACAO, n.30, p. 32-35, 1979.

73.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1979MARTINS, E. C. R.. Cafe Et Politique: Groupes D'Interet A Campinas (1880-1900).. REVUE FRANCAISE D'HISTOIRE D'OUTRE-MER, v. 66, n.244/245, p. 421-433, 1979.

74.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1979MARTINS, E. C. R.. Sentido e Compreensao Em Historia. Por Uma Teoria Transcendental da Historia.. LEOPOLODIANUM, v. 6, n.12, p. 25-36, 1979.

75.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1978MARTINS, E. C. R.. Sistemas Dialeticos de Teoria da Historia.. LEOPOLDIANUM, v. 5, n.12, p. 7-28, 1978.

76.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1978MARTINS, E. C. R.. Autonomia e Liberdade. A Influencia de Rousseau Sobre A Etica Pre-Critica de Kant.. REVISTA LATINOAMERICANA DE FILOSOFIA, v. 4, p. 99-117, 1978.

77.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1978MARTINS, E. C. R.. Antropologia e Historia.. ANUARIO ANTROPOLOGICO, p. 308-313, 1978.

78.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1977MARTINS, E. C. R.. Despotismo Esclarecido e Filosofia Politica.. LEOPOLDIANUM, v. 4, n.11, p. 7-19, 1977.

79.
MARTINS, E. C. R.;MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE1975MARTINS, E. C. R.. O Argumento Ontologico na introdução ao Ser e o Nada de Jean-Paul Sartre. Convivium, v. 14, p. 238-254, 1975.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
URBAN, A. C. (Org.) ; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE (Org.) ; CAINELLI, M. R. (Org.) . Educação Histórica - ousadia e inovação em Educação e História: escritos em homenagem a Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt. 1. ed. Curitiba: W. A. Editores, 2018. v. 1. 448p .

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Teoria e Filosofia da História. Contribuições para o ensino de História. 1. ed. Curitiba: W. A. Editores, 2017. v. 1. 334p .

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MOLLO, Helena (Org.) . Desafios e caminhos da teoria e da história da historiografia: 2013. 1. ed. Mariana/MG: Editora da SBTHH, 2016. v. 1. 604p .

4.
SCHMIDT, M. A. M. S. (Org.) ; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE (Org.) . Jörn Rüsen: contribuições para uma teoria da Didática da História. 1. ed. Curitiba: W. A. Editores, 2016. v. 1. 112p .

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MOLLO, Helena (Org.) . Desafios e caminhos da Teoria e da História da Historiografia - 2012. 1. ed. Mariana: Editora SBTHH, 2015. v. 1. 202p .

6.
MARTINS, E. C. R.. Parcerias almejadas. Política externa, segurança, defesa e história na Europa. 1. ed. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012. v. 1. 209p .

7.
MARTINS, E. C. R.; MOREIRA, F. K. (Org.) . As relações internacionais na fronteira norte do Brasil. 1. ed. Boa Vista: Editora da Universidade Federal de Roraima, 2011. v. 1. 258p .

8.
MARTINS, E. C. R.; ASSIS, A. A. O. (Org.) ; SILVA, L. S. D. (Org.) ; LEITE, R. L. (Org.) ; CALDAS, P. S. P. (Org.) ; ARAUJO, Valdei (Org.) ; MATA, Sérgio da (Org.) ; FERNANDES, Cássio S. (Org.) ; SCHEIDT, Deborah (Org.) . A História pensada. Teoria e método na historiografia europeia do século XIX. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2010. v. 1. 256p .

9.
SCHMIDT, M. A. (Org.) ; BARCA, Isabel (Org.) ; MARTINS, E. C. R. (Org.) . Jörn Rüsen e o ensino de História. 1. ed. Curitiba/Braga: Editora UFPR - Universidade do Minho (Portugal), 2010. v. 1. 150p .

10.
MARTINS, E. C. R.; Saraiva, Miriam G. (Org.) . Brasil - União Europeia - América do Sul: Anos 2010-2020. 1. ed. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2009. v. 1. 261p .

11.
MARTINS, E. C. R.. Cultura e Poder. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2007. v. 1. 152p .

12.
MARTINS, E. C. R.; BRIGNOLI, H. P. (Org.) . Teoría y metodología en la Historia de América Latina. 1. ed. Madri: Editorial Trotta - Ediciones Unesco, 2006. v. 1. 334p .

13.
MARTINS, E. C. R.. Memória, Identidade e Historiografia. Brasília: PG de História da Universidade de Brasília, 2004. v. 1. 235p .

14.
MARTINS, E. C. R.. Relações Internacionais: Visões do Brasil e da América Latina. 1. ed. Brasília: IBRI/FUNAG, 2003. 480p .

15.
MARTINS, E. C. R.. Relações internacionais: cultura e poder. 1. ed. Brasília: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais/Fundação Alexandre de Gusmão, 2002. 183p .

16.
MARTINS, E. C. R.. A propósito da social-democracia. 1. ed. Brasília: Instituto Teotônio Vilela, 1997. v. 1. 12p .

17.
MARTINS, E. C. R.. Studien Zu Kants Freiheitsauffassung In Der Vorkritischen Periode (1747-1770).. 1. ed. MUNIQUE - AUGSBURGO: BLASADITSCH, 1976. 00325p .

Capítulos de livros publicados
1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. História: aprender o quê, por quê, para quê?. In: Urban, Ana Claudia; Martins, Estevão C. de Rezende; Cainelli, Marlene. (Org.). Educação historica - Ousadia e inovação em Educação e História - escritos em homenagem a Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt. 1ed.Curitiba: W. A. Editores, 2018, v. 1, p. 35-43.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Realismo, ambição e frustração: o Brasil e sua política internacional (1985-2015). In: Jorge Ferreira; Lucília de Almeida Neves Delgado. (Org.). O Brasil Republicano 5: O Tempo da Nova República. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018, v. 5, p. 389-414.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Tempo: experiência reflexão, medida. In: Marlon Salomon. (Org.). Heterocronias. 1ed.Goiânia: Ricochete, 2018, v. , p. 73-84.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Europa: ideia, cultura, projeto - 'europeidade' como tarefa e como proposta. In: Isabel Maria Freitas Valente. (Org.). Europa, Atlântico e o Mundo. Mobilidades, crises, dinâmicas culturais. 1ed.Coimbra: Coimbra University Press, 2017, v. 1, p. 73-98.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. The desired constitution: remembrance of the authoritarian rule and the hope of overcoming the crisis. The Brazilian Process of Making the Constitution 1986- 1988. Culture parlamentari a confronto. Modelli della rappresentanza politica e identità nazionali. 1ed.Bolonh: CLUEB, 2016, v. 1, p. 375-387.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Geschichte machen, Geschiche schreiben, Geschichte lehren. In: Holger Thünemmann; Jürgen Elvert; Christiane Gundermann; Wolfgang Hasberg. (Org.). Begriffene Geschichte - Geschichte begreifen. 1ed.Frankfurt am Main: Peter Lang Edition, 2016, v. 3, p. 63-81.

7.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Geschichtsbewusstsein und Identitätsbildung: Wechselseitige Abhängigkeit. In: Gerd Jüttemann. (Org.). Psychogenese - Das zentrale Erkenntnisobjekt einer integrativen Humanwissenschaft. 1ed.Lengerich: Alemanha, 2016, v. IV, p. 135-146.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. As matrizes do pensamento histórico em Jörn Rüsen. In: Maria Auxiliadora Schmidt; Estevão de Rezende Martins. (Org.). Jörn Rüsen: contribuições para uma teoria da Didática da História. 1ed.Curitiba: W. A. Editores, 2016, v. 1, p. 100-110.

9.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. A coragem do alargamento de 2004: um desafio compensador. Dez anos reinventando uma aventura europeia.. In: Elena Lazarou; Bruno Theodoro Luciano. (Org.). A União Europeia alargada em tempos de novos desafios. 1ed.Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2015, v. , p. 69-81.

10.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Federalismo versus centralismo: impasses no Estado?. In: Luis Moita, Luís Tomé. (Org.). Janus - Anuário de Relações Internacionais. 1ed.Lisboa: Cooperativa de Ensino Universitário, CRL, 2014, v. 16, p. 72-74.

11.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Fazer história, escrever história, ensinar história. In: Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt; Isabel Barca; Ana Claudia Urban. (Org.). Passados possíveis: a educação histórica em debate. 1ed.Ijuí: Editora Unijuí, 2014, v. , p. 41-56.

12.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Brazil, Germany: Historiographies, Identities. In: Fernandes, Luiz Estevam O.; Rauter Pereira, L.; Mata, Sérgio da. (Org.). Contributions to Theory and Comparative History of Historiography. 1ed.Frankfurt/Berlim/Berna/N.Y.: Peter Lang Publishers, 2014, v. , p. 21-40.

13.
MARTINS, E. C. R.; CALDAS, P. S. P. . Leopold von Ranke (1785-1886). In: Julio Bentivoglio; Marcos Antônio Lopes. (Org.). Leopold von Ranke (1795-1886). 1ed.Petrópolis: Vozes, 2013, v. , p. 13-32.

14.
MARTINS, E. C. R.. Nicolás de Cusa (1401-1464): política y poder en La Concordancia Católica. In: José Antônio de C. R. de Souzaa; Bernardo Bayona Aznar. (Org.). Doctrinas y relaciones de poder en el Cisma de Occidente y en la época conciliar (1378-1449). 1ed.Zaragoza: Prensas de la Universidad Zaragoza, 2013, v. , p. 337-366.

15.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. União Europeira: política externa entre ambição e ficção. In: Antonio Carlos Lessa; Henrique Altemani de Oliveira. (Org.). Parcerias estratégicas do Brasil: a dimensão multilateral e as parcerias emergentes. 1ed.Belo Horizonte: Fino Traço, 2013, v. , p. 215-236.

16.
MARTINS, E. C. R.. Alemanha e Brasil: uma convergência intencional. In: Fundação Konrad Adenauer. (Org.). Relações Brasil-Alemanha. 1ed.Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2013, v. , p. 69-80.

17.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Une trajectoire politique depuis le retour à la démocratie. In: Denis Rolland; Marie-José Ferreira dos Santos; Simele Rodrigues. (Org.). Le Brésil. Territoire d'Histoire. Historiographie du Brésil contemporain. 1ed.Paris: l'Harmattan, 2013, v. , p. 81-90.

18.
MARTINS, E. C. R.. História das Relações Internacionais. In: Ciro Falamrion Cardoso; Ronaldo Vainfas. (Org.). |Novos Domínios da História. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, v. , p. 73-93.

19.
MARTINS, E. C. R.. Memória, politica e cultura: o efeito bumerangue. In: Cibele Barbosa. (Org.). Teoria da História e Historiografia: debates pós-68. Recife: Fundação Joaquim Nabuco/Editora Massangana, 2012, v. , p. 45-57.

20.
MARTINS, E. C. R.. O conhecimento histórico e sua rede fatorial. In: Maria Emília Prado; Oswaldo Munteal. (Org.). Francisco Falcon. O ofício de historiador.. 1ed.Rio de Janeiro: Revan, 2012, v. , p. 99-121.

21.
MARTINS, E. C. R.. A renovação contemporânea da historiografia. In: Samuel Simon. (Org.). Um século de conhecimento. Arte, filosofia, ciência e tecnologia no século XX. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2011, v. , p. 945-985.

22.
MARTINS, E. C. R.. Utopia: uma história sem fim. In: Marcos Antônio Lopes; Renato Moscatelli. (Org.). Histórias de países imaginários. Variedades dos lugares utópicos. 1ed.Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2011, v. , p. 11-19.

23.
MARTINS, E. C. R.. A exemplaridade da História: prática e vivência do ensino. In: Selva Guimarães Fonseca; Décio Gatti Júnior. (Org.). Perspectivas do ensino de História: ensino, cidadania e consciência histórica. Uberlândia: Editora da Universidade Federal de Uberlândia, 2011, v. , p. 83-92.

24.
MARTINS, E. C. R.. Tempo e verdade. Proposta de critério para um conhecimento histórico confiável. In: Marlon Salomon. (Org.). História, verdade e tempo. 1ed.Chapecó, SC: Argos, 2011, v. , p. 291-321.

25.
MARTINS, E. C. R.. Nicolau de Cusa: política e poder no "De concordantia catholica". In: SOUZA, José Antônio C. R. de; DE BONI, Luis Alberto. (Org.). As relações de poder: do Cisma do Ocidente a Nicolau de Cusa. Porto Alegre: EST Edições, 2011, v. , p. 208-227.

26.
MARTINS, E. C. R.. Educação e consciência histórica. In: Marlene Cainelli; Maria Auxiliadora Schmidt. (Org.). Educação histórica. Teoria e Pesquisa,. Ijuí: Editora Unijuí, 2011, v. , p. 49-80.

27.
MARTINS, E. C. R.. O renascimento da História como ciência. In: Estevão de Rezende Martins. (Org.). A História pensada. Teoria e método na historiografia europeia do século XIX. 1ed.São Paulo: Contexto, 2010, v. 1, p. 7-14.

28.
MARTINS, E. C. R.. Theodor Mommsen (1817-1903) - O ofício do historiador (1874).. In: Estevão de Rezende Martins. (Org.). A História pensada. Teoria e método na historiografia europeia do século XIX. 1ed.São Paulo: Contexto, 2010, v. 1, p. 101-122.

29.
MARTINS, E. C. R.. George Macaulay Trevelyan (1876-1962) - Viés na História (1947).. In: Estevão de Rezende Martins. (Org.). A História pensada. Teoria e método na historiografia europeia do século XIX. 1ed.São Paulo: Contexto, 2010, v. 1, p. 133-156.

30.
MARTINS, E. C. R.. A exemplaridade da História: prática e vivência do ensino. In: Luiz Carlos Bento. (Org.). História e ensino da História: as perspectivas do saber histórico e sua culminância para o desenvolvimento de um projeto de homem. 1ed.Jundiaí: Paco Editorial, 2010, v. , p. 49-61.

31.
MARTINS, E. C. R.. La vie politique du Brésil du XXIè siècle. In: Denis Rolland; Antônio Carlos Lessa. (Org.). Relations Internationales du Brésil. Les chemins de la puissance. 1ed.Paris: L'Harmattan, 2010, v. I, p. 285-295.

32.
MARTINS, E. C. R.. Présidence forte-Parlement faible : les chocs et les alliances entre exécutif et législatif au Brésil depuis 1946. In: Garrigues, J.; Anceau, E.; Attal, F.; Castagnez, N.; Dauphin, N.; Jansen, S.; Tort, O.. (Org.). Assemblées et parlements dans le monde: du Moyen-Âge à nos jours. Paris: Assemblée Nationale, 2010, v. , p. 983-1014.

33.
MARTINS, E. C. R.. Emmanuel Le Roy Ladurie. In: Marcos Antôbio Lopes; Sidnei J. Munhoz. (Org.). Historiadores de nosso tempo. São Paulo: Alameda, 2010, v. , p. 53-69.

34.
MARTINS, E. C. R.. A rivalidade entre Legislativo e Executivo no Brasil desde 1946. In: Maria Helena da Cruz Coelho; Maria Manuela Tavares Ribeiro. (Org.). Parlamentos: a lei, a prática e as representações. Lisboa: Assembleia da Republica, 2010, v. , p. 521-535.

35.
MARTINS, E. C. R.. Parliaments in Latin America: Transatlantic Political Culture and Parliamentary Institutions. In: Joseba Agirreazkuenaga. (Org.). The Making of Parliaments: 19th and 20th Century, Europe and America. Gipuzkoa: Eusko Ikaskuntza, 2010, v. , p. 21-37.

36.
MARTINS, E. C. R.. Brasil, Alemanha, Europa. Reconstrução, parceria, cosmopolitismo. In: Wilhelm Hofmeister. (Org.). Pol[itica, sociedade, cooperação internacional. Rio de Janeiro: Konrad Adenauer Stiftung, 2009, v. , p. 190-201.

37.
MARTINS, E. C. R.. Império austro-húngaro: finis Austriae ou o Ocaso da Monarquia do Danúbio. In: Francisco Carlos Teixeira da Silva; Ricardo Pereira Cabral; Sidnei J. Munhoz. (Org.). Impérios na História. Rio de Janeiro: Elsevier (Campus), 2009, v. , p. 205-214.

38.
MARTINS, E. C. R.. Representação, legitimidade, cultura e identidade: Estados, governos e sociedades nos processos de parceira entre blocos. In: Estevão C. de Rezende Martins; Miriam G. Saraiva. (Org.). Brasil-Uniã0 Europeia-América do Sul: Anos 2010-2020. 1ed.Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2009, v. , p. 180-204.

39.
MARTINS, E. C. R.. Historicismo: o útil e o desagradável. In: VARELLA, Flávia F.; MOLLO, Helena M.; MATA, Sérgio R. da; ARAÚJO, Valdei L. de. (Org.). A dinâmica do Historicismo. Revisitando a historiografia moderna. 1ed.Belo Horizonte: Argumentum, 2008, v. , p. 15-48.

40.
MARTINS, E. C. R.. História e política no pensamento de Nicolau de Cusa. In: Ernildo Stein. (Org.). A Cidade dos Homens e a Cidade de Deus. 1ed.Porto Alegre: EST, 2007, v. , p. 214-230.

41.
MARTINS, E. C. R.. Voltaire. In: Marcos Antônio Lopes. (Org.). Idéias de História. Tradição e Inovação de Maquiavel a Herder. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2007, v. , p. 177-202.

42.
MARTINS, E. C. R.. Historiografia alemã no século 20: encontros e desencontros. In: Jurandir Malerba;Carlos Aguirre R.. (Org.). Historiografia contemporânea. Perspectiva crítica. Bauru: Edusc, 2007, v. , p. 45-67.

43.
MARTINS, E. C. R.. Culture politique et pratique parlementaire au Brésil (1945-1964). In: W. Uruszczak; K. Baran; A. Karabowicz. (Org.). Separation of powers and Parliamentarism: the Past and the Present. Law, Doctrine, Practice. 1ed.Varsóvia: Sejm Publishing Office, 2007, v. , p. 603-633.

44.
MARTINS, E. C. R.. A revolução atlântica: fronteira ou traço de união?. In: Maria Manuela Tavares Ribeiro. (Org.). Mare Oceanus - Atlântico: espaço de diálogos. 1ed.Coimbra: Almedina, 2007, v. , p. 77-115.

45.
MARTINS, E. C. R.. O futuro da educação e a reforma universitária. In: Wilhelm Hofmeister. (Org.). Brasil: o que resta fazer. Rio de Janeiro: Konrad Adenauer Stiftung, 2006, v. , p. 41-60.

46.
MARTINS, E. C. R.. Sentido da história: significado e implicações culturais. In: Nythamar de Oliveira;Draiton Gonzaga de Souza. (Org.). Hermenêutica e filosofia primeira. Ijuí: Editora Unijuí, 2006, v. , p. 95-113.

47.
MARTINS, E. C. R.. Staatsreform - eine Herausforderung im Interesse der Allgemeinheit und eine Frage des sozialen Realismus. In: Schwamborn, F; Hollensteiner, S.. (Org.). Staat, Zivilgesellschaft und Reformprozess in Brasilien und Deutschland. 1ed.Bonn: DAAD, 2004, v. 56, p. 112-132.

48.
MARTINS, E. C. R.. POLÍTICA EXTERNA, TENSÕES INTERNACIONAIS E DESEQUILÍBRIOS DE PODER.. In: CAMARGO, Fernando. (Org.). Estados Americanos: relações continentais e intercontinentais. Passo Fundo/RS: Universidade de Passo Fundo, 2004, v. , p. 1-39.

49.
MARTINS, E. C. R.. Consciência histórica, práxis cultural e identidade nacional. In: Gonçalves, A. T. M.;Souza, A. M.; Serpa, E. C.; Bittencourt, L. B.. (Org.). Escritas da História. Intelectuais e Poder. 1ed.Goiânia: Editora da Universidade Católica de Goiás, 2004, v. , p. 11-33.

50.
MARTINS, E. C. R.. Identidade e diferença: o processo de união européia visto desde a América Latina. In: Maria Manuela Tavares Ribeiro. (Org.). Idéias de Europa: que fronteiras?. Coimbra: Quarteto Editora, 2004, v. , p. 223-241.

51.
MARTINS, E. C. R.. Procedures and Legitimacy: The Brazilian Parliament 1945-1988. In: Jiri Georgiev;Jan Kysela. (Org.). Kapitoly z dejin stavovského a parlamentního zrizeni. 1ed.Praga: Eurolex Bohemia, 2004, v. , p. 357-381.

52.
MARTINS, E. C. R.. Consciência histórica, práxis e cultura. Transformações na Europa da integração da segunda metade do século XX. In: C.M.Szesz;M.Manuela T. Ribeiro;Sandra M. L. Brancato; Renato L. Leite; Artur C. Isaia. (Org.). Portugal-Brasil no século XX. Sociedade, cultura e ideologia. 1ed.Bauru: EDUSC, 2003, v. , p. 403-442.

53.
MARTINS, E. C. R.. O olhar crítico brasileiro e latino-americano. In: Estevão Chaves de Rezende Martins. (Org.). Relações Internacionais: Visões do Brasil e da América Latina. 1ed.Brasília: IBRI/FUNAG, 2003, v. , p. 11-16.

54.
MARTINS, E. C. R.. Os direitos humanos em perspectiva histórica: universalismo, particularismo e exílio virtual. In: Carlos Eduardo de Abreu Boucault; Teresa Malatian. (Org.). Políticas Migratórias. Fronteiras dos direitos humanos no século XXI. 1ed.Rio de Janeiro: Renovar, 2003, v. , p. 1-39.

55.
MARTINS, E. C. R.. Reforma do Estado: uma questão de interesse público e de realismo social. In: Stephan Hollensteiner. (Org.). Estado e Sociedade Civil no Processo de Reformas no Brasil e na Alemanha. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris/DAAD, 2003, v. , p. 169-201.

56.
MARTINS, E. C. R.. Los sistemas parlamentarios en América Latina. In: Eusko Legebiltzarra. (Org.). El Parlamento en el Tiempo. 1ed.Vitoria-Gasteiz: Parlamento Vasco, 2003, v. , p. 451-491.

57.
MARTINS, E. C. R.. América Latina: cultura histórica e identidade. In: Carmen Balart Carmona;Henryk Siewierski. (Org.). Heranças e desafios na América Latina. 1ed.Brasília: Plano, 2003, v. , p. 29-42.

58.
MARTINS, E. C. R.. Brasil visto por si mismo (siglos XVIII-XIX). In: Josefina Z. Vázquez;Manuel Miño Grijalva. (Org.). La construcción de las naciones latinoamericanas 1820-1870. 1ed.Paris/Madrid: Ediciones UNESCO/Editorial Trotta, 2003, v. VI, p. 631-656.

59.
MARTINS, E. C. R.. O espelho e o encantamento. In: Carmen Lícia Palazzo. (Org.). Entre mitos, utopias e razão. Os olhares franceses sobre o Brasil (séculos XVI a XVIII). 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, v. , p. 9-13.

60.
MARTINS, E. C. R.. Consciência histórica e construção de identidade. Elementos comparativos entre a experiência européia e a latino-americana. In: Maria Manuela Tavares Ribeiro. (Org.). Identidade europeia e Multiculturalismo. 1ed.Coimbra: Quarteto, 2002, v. , p. 211-254.

61.
MARTINS, E. C. R.. Educar para a humanidade. História e Iluminismo. In: Valério Rohden. (Org.). Idéias de Universidade. 1ed.Canoas: ULBRA, 2002, v. , p. 63-92.

62.
MARTINS, E. C. R.. Die europäische Leitkultur aus lateinamerikanischer Sicht. In: Karl Acham. (Org.). Europa - wohin?. 1ed.Viena: Passagen Verlag, 2002, v. , p. 115-124.

63.
MARTINS, E. C. R.. O caráter relacional do conhecimento histórico. In: Cléria Botêlho da Costa. (Org.). Um passeio com Clio. Brasília: Paralelo 15, 2002, v. , p. 11-26.

64.
MARTINS, E. C. R.. A construção da União Européia: uma questão de princípios. In: Wilhelm Hoffmeister; Frankoin Trein. (Org.). Anuário Brasil-Europa 2001: relações de cooperação em ciência e tecnologia. 1ed.Rio de Janeiro: Fundaçào Konrad Adenauer, 2002, v. , p. 11-26.

65.
MARTINS, E. C. R.. Geschichtsbewusstsein und kulturelle Praxis. In: Werner Roggausch. (Org.). Germanistentreffren. Bonn: DAAD, 2002, v. , p. 165-177.

66.
MARTINS, E. C. R.. Estado social de direito: projeto e missão da social-democracia na América Latina e no Brasil. In: João Paulo M. Peixoto. (Org.). Reforma e Modernização do Estado. 1ed.Sobral: Edições Universidade Estadual do Vale do Acaraú (Ceará), 2001, v. --, p. 25-70.

67.
MARTINS, E. C. R.. O argumento histórico como argumento político. In: Carlos Cirne-Lima; Custódio Almeida. (Org.). Nós e o absoluto. 1ed.São Paulo: Edições Loyola, 2001, v. , p. 99-112.

68.
MARTINS, E. C. R.. Autonomia e responsabilidade. In: Carlos Roberto Jamil Cury. (Org.). Cidadania republicana e educação. Governo Provisório do Mal. Deodoro e Congresso Constituinte de 1890-1891. Rio de Janeiro: DP&A, 2001, v. , p. 7-10.

69.
MARTINS, E. C. R.. History of Parliaments. In: N. J. Smelser; Paul B. Baltes. (Org.). International Encyclopedia of Social & Behavioral Sciences. 1ed.Oxford (Inglaterra): Elsevier Science, 2001, v. 11, p. 11058-11063.

70.
MARTINS, E. C. R.. History of Political Parties. In: N. J. Smelser; Paul B. Baltes. (Org.). International Encyclopedia of Social & Behavioral Sciences. 1ed.Oxford (Inglaterra): Elsevier Science, 2001, v. 11, p. 11687-11693.

71.
MARTINS, E. C. R.. Pensar e agir. Glória e ilusão na cooperação acadêmica. In: F. Schwamborn. (Org.). Rumos a novos horizontes. Rio de Janeiro: DAAD/CAPES, 2000, v. , p. 104-112.

72.
MARTINS, E. C. R.. Pensar histórico e ação racional. Aproximações teóricas para um proposta de comparação intercultural. In: F. Schwamborn. (Org.). Rumos a novos horizontes. Rio de Janeiro: DAAD/CAPES, 2000, v. , p. 113-125.

73.
MARTINS, E. C. R.. Europa. In: Francisco Carlos Teixeira da Silva; Sabrina E. Medeiros; Alexander M. Vianna. (Org.). Dicionário Crítico do Pensamento da Direita. Rio de Janeiro: Tempo/Mauad/Faperj, 2000, v. , p. 159-161.

74.
MARTINS, E. C. R.. 1762, Le Brésil pour la France: un objet de convoitise. In: Kátia de Queirós Mattoso; Denis Rolland; Idelette Muzart. (Org.). Le Brésil, l'Europe et les équilibres internationaux XVIe-XXe Siècles. Paris: Presses de l'Université de Paris Sorbonne, 1999, v. , p. 149-160.

75.
MARTINS, E. C. R.. The Brazilian Federal Parliament and the State Parliaments in the Republican History 1891-1988. In: Wilhelm Brauneder; Elisabeth Berger. (Org.). Repräsentation in Föderalismus und Korporativismus. 1ed.Frankfurt/Viena/N.Iorque/...: Peter Lang, 1999, v. , p. 71-100.

76.
MARTINS, E. C. R.. Relações entre o Poder Legislativo e o Poder Executivo. In: Maria das Graças Ruas; Maria Izabel Valladão de Carvalho. (Org.). O estudo da política. Brasília: Paralelo 15, 1998, v. , p. 45-80.

77.
MARTINS, E. C. R.. América Latina: construção histórica de identidades. O projeto de uma História Geral da América Latina e sua relevância para o processo de construção da identidade. In: Afrânio Mendes Catani. (Org.). América Latine e Caribe e os desafios da nova ordem mundial. São Paulo: PROLAM//USP, 1998, v. 1, p. 195-203.

78.
MARTINS, E. C. R.. América Latina: construção histórica de identidades. O projeto de uma História Geral da América Latina e sua relevância para o. In: Jaime de Almeida. (Org.). Caminhos da História da América no Brasil. Brasília: ANPHLAC, 1998, v. , p. 51-61.

79.
MARTINS, E. C. R.. Direitos humanos em perspectiva história. Elementos de uma teoria multiculturalista comparativa. In: Jessé de Souza. (Org.). Multiculturalismo e racismo. 1ed.Brasília: Paralelo 15, 1997, v. , p. 171-188.

80.
MARTINS, E. C. R.. Experiência de intercâmbio e critério de seleção: pesquisa e estudos avançados na Alemanha Federal. In: Albene M. F. Menezes; Mercedes G. Kothe. (Org.). Brasil-Alemanha 1827-1997. Perspectivas históricas. 170 Anos da assinatura do primeiro tratado de comércio e navegação.. 1ed.Brasília: Thesaurus, 1997, v. , p. 83-90.

81.
MARTINS, E. C. R.. Fiat Iustitia, Pereat Mundus - Regras Valem Para Todos. In: Adriano Naves de Brito;José Nicolau Heck. (Org.). Ética e Política. Goiânia: Editora da UFG, 1997, v. , p. 61-73.

82.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia e História da Filosofia. In: Luis A. de Boni. (Org.). Finitude e transcendência. 1ed.Petrópolis/Porto Alegre: Vozes/EDIPUCRS, 1996, v. 1, p. 108-119.

83.
MARTINS, E. C. R.. A Constituinte Vista Por Si Mesma (Introdução). In: Estevão Chaves de Rezende Martins. (Org.). A Constituinte vista por si mesma. 1ed.Brasília: Senado Federal, 1996, v. 1, p. -.

84.
MARTINS, E. C. R.. Das Neue Europa In Den Augen Lateinamerikas - Selbstverstädnisse, Missverstädnisse.. In: Oesterreichisches College Vienna. (Org.). Zeit und Wahrheit. 1ed.Viena, Áustria: Österreichisches Kolleg, 1995, v. 1, p. 379-392.

85.
MARTINS, E. C. R.. O Tratamento, Pelo Congresso Nacional, dos Atos e Acordos Internacionais. In: Antonio Augusto Cançado Trindade. (Org.). A incorporação das normas internacionais de proteção dos direitos humanos no direito brasileiro. 1ed.San José de Costa Rica: IDRH/ACNUR/CIVC/CVE, 1994, v. 1, p. 263-271.

86.
MARTINS, E. C. R.. Pluralismo científico. In: Ernildo Stein; Luís Alberto de Boni. (Org.). Dialética e Liberdade. 1ed.Porto Alegre/Petrópolis: EdURGS/Vozes, 1993, v. , p. 104-116.

87.
MARTINS, E. C. R.. Já raiou a liberdade no horizonte do Brasil. In: José Alberto Pinho Neves. (Org.). Tiradentes. Brasília: MEC/CEF, 1993, v. , p. 15-28.

88.
MARTINS, E. C. R.. Sistema eleitoral e governabilidade. In: Hélgio Trindade. (Org.). Reforma Eleitoral e Representação Política. 1ed.Porto Alegre: EdUFRGS, 1992, v. , p. 198-204.

89.
MARTINS, E. C. R.. La Revolution Comme Concept. Itineraire D'Un Probleme Moderne.. In: Michel Vovelle. (Org.). L'IMAGE DE LA REVOLUTION FRANCAISE. PARIS - LONDRES: PERGAMON PRESS, 1990, v. 2, p. 1141-1148.

90.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia Analitica da Historia. In: Maria Cecília Maringoni de Carvalho. (Org.). PARAFIGMAS FILOSOFICOS DA ATUALIDADE. CAMPINAS: PAPYRUS, 1989, v. , p. 0083-0095.

91.
MARTINS, E. C. R.. Nordosten: Wirklichkeit Und Perspectiven. In: Comissão Suíça para a UNESCO. (Org.). DER HUNGER IN DER WELT AM BEISPIEL DES NORDOSTENS BRASILIENS. EMMETTEN/BERNA: SCHW. UNESCO - KOMMISSION, 1986, v. , p. 0144-0190.

92.
MARTINS, E. C. R.. Le problème du commerce dans les instructions aux diplomates français au Portugal au XVIIIe siècle. In: Paul Teyssier. (Org.). Bulletin des Études Portugaises et Brésiliennes. Paris: Ed. Recherches sur les Civilisations, 1985, v. 44-45, p. 165-174.

93.
MARTINS, E. C. R.. El Punto de Partida Y Las Perspectivas de La Teoria Moderna de La Cincia. In: Nicanor Ursua Lezaun. (Org.). FILOSOFIA DE LA CIENCIA Y METODOLOGIA CIENTIFICA. BILBAO: DESCLEE DE BROUWER, 1981, v. , p. 85-104.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MARTINS, E. C. R.. História sem fim. Leituras da História (Ciência & Vida), São Paulo/SP, p. 74 - 80, 20 dez. 2008.

2.
MARTINS, E. C. R.. Excelência universitária no Brasil. Newsletter DAAD - Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico, rRio de Janeiro, p. 1 - 3, 11 dez. 2006.

3.
MARTINS, E. C. R.. A chantagem atômica. O Popular, Goiânia/GO, p. 6 - 6, 22 jan. 2006.

4.
MARTINS, E. C. R.. A Europa dos 25. Correio Braziliense, Brasília, p. 28, 01 maio 2004.

5.
MARTINS, E. C. R.. A política é para todos - 2. Momento Político, B rasília, p. 12 - 12, 04 jun. 1992.

6.
MARTINS, E. C. R.. A política é para todos - I. Momento Político, Brasília, p. 6 - 6, 28 maio 1992.

7.
MARTINS, E. C. R.. Entwicklung in Brasilien. Wir diskurieren, Innsbruck (Áustria), p. 1 - 1, 01 nov. 1972.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MARTINS, E. C. R.. A dimensão cultural da ordem internacional contemporânea. In: 1o. Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2007, Brasília. Transformações na ordem internacional da 1a. década do século 21. Brasília/Belo Horizonte: ABRI, 2007. v. 1. p. 1-8.

2.
MARTINS, E. C. R.. Tempo e memória: a construção social do passado na História. In: XXIV Simpósio Nacional de História - História e multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos, 2007, São Leopoldo. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História. São Leopoldo/RS: UNISINOS, 2007. v. Compl.. p. 1-10.

3.
MARTINS, E. C. R.. O enigma do passado. In: II Congreso Internacional de Filosofía de la Historia, 2006, Buenos Aires. Reescrituras de la memoria social. Buenos Aires: Universidade de Buenos Aires, 2006. p. 1-16.

4.
MARTINS, E. C. R.. La Revolution Au Bresil: L'Idee Du Nouveau Et Du Definitif. In: LA REVOLUTION FRANCAISE ET L'AMERIQUE LATINE (AFSSAL), 1990, Paris. Cahiers des Amériques Latines: L'Amérique Latine face à la Révolution Française - l'héritage révolutionnaire: une modernité de rupture.. PARIS/FRANCA: IHEAL, 1989. p. 81-89.

5.
MARTINS, E. C. R.. La Revolution En Tant Que Concept: Intineraire D'Un Probleme Moderne. In: CONG. MONDIAL DE RECH.E HIST. POUR LE BICENTENAIRE DE LA REV. FRACAISE: L'IMAGE DE LA REV. FRANCAISE, 1989, Paris. L'Image de la Révolution Française. Paris/Londres/N.Iorque/Toronto: Pergamon Press, 1989. v. 2. p. 1481-1488.

6.
MARTINS, E. C. R.. Revolution Oder Reform: Ideologie Konfilkte Im Gegenwartigen Brasilien. In: CLUB ALPBACH PUR EUROPAISCHE KULTUR: SYMPOSIUM 1989, 1989, Graz. GRAZ/AUSTRIA, 1989. p. 0-0.

7.
MARTINS, E. C. R.. Historia e Historia da Filosofia: Uma Questao de Metodo. In: FILOSOFIA E HISTORIA (SIMPOSIO NA PUC/RJ), 1988. RIO DE JANEIRO/RJ. p. 0-0.

8.
MARTINS, E. C. R.. A Constituicao Federal e O Espaco das Constituintes Estaduais. In: ENCONTRO NACIONAL DA UNIAO PARLAMENTAR INTERESTADUAL, 1988. NATAL/RN. p. 0-0.

9.
MARTINS, E. C. R.. Dialetica: Tarefa e Missao da Filosofia. In: XV SEMANA DE FILOSOFIA DA UNIV. DE BRASILIA, 1988. BRASILIA/DF. p. 0-0.

10.
MARTINS, E. C. R.. Pluralismo Cientifico. In: SEMINARIO DE TROPICOLOGIA/FUNDACAO IDAQUIM NABUCO, 1987. RECIFE/PE. p. 0-0.

11.
MARTINS, E. C. R.. Revolucao Como Conceito. In: COLOQUIO "1789 - SOMBRAS E LUZES" (ANPOF), 1987. SAO PAULO/SP. p. 0-0.

12.
MARTINS, E. C. R.. Os Estados e A Constituicao Federal. In: ENCONTRO NACIONAL DA UNIAO PARLAMENTAR INTERESTADUAL, 1987. CAMPO GRANDE/MS. p. 0-0.

13.
MARTINS, E. C. R.. A Enciclopedia de 1775 e O Surgimento da "Critica da Razao Pura". In: II ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA/ANPOF, 1986. SAO PAULO/SP. p. 0-0.

14.
MARTINS, E. C. R.. Estabilidade Constitucional e Democracia. In: VI REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISA HISTORICA, 1986. RECIFE/PE. p. 0-0.

15.
MARTINS, E. C. R.. Conceituacao Filosofica do Tempo. In: "O TEMPO" - SIMPOSIO NA UNIV. DE BRASILIA, 1985. BRASILIA/DF. p. 0-0.

16.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia e Crise Politica. In: II SIMPOSIO DE FILOSOFIA DO NORDESTE, 1984. SAO LUIS/MA. p. 0-0.

17.
MARTINS, E. C. R.. A Ecologia Como Questao Filosofica: Abordagem Etica. In: IV ENCONTRO NACIONAL DOS DEPARTAMENTOS DE FILOSOFIA, 1984. CUIABA/MT. p. 0-0.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARTINS, E. C. R.. O caráter relacional do conhecimento histórico. In: XV Encontro Regional de História - ANPUG/MG, 2006, São João del-Rei. Cadernos de resumo e programação. São João del-Rei: Universidade Federal de São João del-Rei, 2006. p. 125-125.

2.
MARTINS, E. C. R.. Tempo e memória: a construção social da lembrança e do esquecimento. In: Lembrar ou punir. Como lidar com regimes autoritários., 2006, São Paulo. Lembrar ou Punir/Erinnern oder Strafen. Rio de Janeiro: DAAD, 2006. v. 1. p. 5-5.

Outras produções bibliográficas
1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Trauma, memória e cultura histórica. Curitiba, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Utopia e História. O sonho do urbanista e o choque da realidade. Jundiaí, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Alianças e Intrigas. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
SCHMIDT, M. A. M. S. ; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE . Jörn Rüsen e a Didática da História. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. How to do History with Thoughts. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Direitos humanos e responsabilidade do historiador. Curitiba, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

7.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SCHMIDT, M. A. M. S. ; ASSIS, A. A. O. . A obra de Jörn Rüsen e sua relevância - introdução à edição brasileira. Curitiba, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Teoria da História. Uma teoria da história como ciência. Curitiba: Editora da Universidade Federal do Paraná, 2015. (Tradução/Livro).

9.
MARTINS, E. C. R.. Capítulos de vida, capítulos de história. Aracaju, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

10.
MARTINS, E. C. R.; MOREIRA, F. K. . Fronteiras: linhas de discórdia, traços de união. Boa Vista, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

11.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. História: filha e mestra do tempo. Rio de Janeiro, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

12.
MARTINS, E. C. R.. Historicidade e consciência histórica. Curitiba/Braga, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

13.
MARTINS, E. C. R.. Tempo e memória: a construção social da lembrança. Brasília, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

14.
MARTINS, E. C. R.. Historia: magistra aut ancilla vitae. Porto Alegre, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

15.
MARTINS, E. C. R.. As teias da memória e as redes do poder. São Paulo, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

16.
Patrício, Raquel ; MARTINS, E. C. R. . As relações em eixo franco-alemãs e as relações em eixo argentino-brasileiras.Génese dos processos de integração. Lisboa, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

17.
Rüsen, Jörn ; MARTINS, E. C. R. . História viva. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2007. (Tradução/Livro).

18.
Rüsen, Jörn ; Alcaide, Asta-Rose ; MARTINS, E. C. R. . Reconstrução do passado. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2007. (Tradução/Livro).

19.
MARTINS, E. C. R.. Liberdade e liberalismo: paradoxos no Brasil republicano. Goiânia, 2006. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

20.
MARTINS, E. C. R.. Historiografia cognitiva e historiografia normativa. São Paulo: Contexto, 2006. (Tradução/Outra).

21.
MARTINS, E. C. R.. O rei e nós. Brasília, 2005. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

22.
MARTINS, E. C. R.. 15 + 10 = a nova União Européia. Brasília: Universidade de Brasília, 2004 (Artigo na internet).

23.
MARTINS, E. C. R.. O Parlamento na vida política contemporânea. Brasília: Senado Federal, 2003.

24.
MARTINS, E. C. R.. Razão Histórica. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2001. (Tradução/Livro).

25.
MARTINS, E. C. R.. A União Européia. História, Instituições, Processos. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2001. (Tradução/Livro).

26.
MARTINS, E. C. R.. Política e graça. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1997. (Tradução/Livro).

27.
MARTINS, E. C. R.. Europa, o desemprego e o Kondratieff. Brasília: PPG História da UnB, 1995. (Tradução/Artigo).

28.
MARTINS, E. C. R.. 1492. Brasília, 1993. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

29.
MARTINS, E. C. R.. O papel histórico do Brasil na economia de plantation. Brasília: Arquivos (Ministério da Justiça), 1993. (Tradução/Artigo).

30.
MARTINS, E. C. R.. Os grandes descobrimentos ibéricos e seu impacto sobre a transformação da visão européia do mundo. Brasília: Arquivos do Ministério da Justiça, 1993. (Tradução/Artigo).

31.
MARTINS, E. C. R.. Herzen, Alexander. Lisboa - São Paulo: Verbo, 1990 (Verbete de enciclopédia).

32.
MARTINS, E. C. R.. Baden, Escola de. Lisboa - São Paulo: Verbo, 1989 (Verbete de enciclopédia).

33.
MARTINS, E. C. R.. Ciência social teórica e explicação histórica. Santos/SP: Leopoldianum, 1986. (Tradução/Artigo).

34.
MARTINS, E. C. R.; Carvalho, Maria Cecília M. . Filosofia dialética moderna. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1980. (Tradução/Livro).

35.
MARTINS, E. C. R.. Fenomenologia aplicada: Max Scheler. São Paulo: E.P.U.EdUSP, 1977. (Tradução/Outra).

36.
MARTINS, E. C. R.. Realismo crítico: Nicolai Hartmann. São Paulo: E.P.U. - EdUSP, 1977. (Tradução/Outra).

37.
MARTINS, E. C. R.. Razão e Revolução. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1977. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MARTINS, E. C. R.. FAPESP. 2013.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. CNPq - Comitê Assessor de História. 2013.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. CAPES - Projetos na área de História. 2013.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. CAPES - Projetos de fomento na área de Filosofia. 2013.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. CNPq - Consultoria na área de Cooperação Internacional. 2013.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
MARTINS, E. C. R.. Comitê assessor de História (CNPq). 2010. (Comissão especializada).

2.
MARTINS, E. C. R.. Consultoria ad hoc (CNPQ). 2002. (Consultoria).

3.
MARTINS, E. C. R.. Comitê assessor de História (CAPES). 2002. (Consultoria).

4.
MARTINS, E. C. R.. Comissão International de Teoria e História da Historiografia. 1999. (Membro de comissão especializada permanete).

5.
MARTINS, E. C. R.. Comissão Internacional de História dos Parlamentos e das Instituições Representativas. 1995. (Comissão especializada).

6.
MARTINS, E. C. R.. Comissão Internacional de História das Relações Internacionais. 1990. (Membro de comissão especializada permanete).

7.
MARTINS, E. C. R.. Comitê Científico da História Geral da América Latina (Unesco). 1984. (Consultoria).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
MARTINS, E. C. R.. O conhecimento histórico e sua rede fatorial. 2011 (Conferência).

Demais trabalhos
1.
MARTINS, E. C. R.. As ideias de força e a força das ideias: cultura do poder e poder da cultura.. 2011 (Conferência) .

2.
NAVARRO-SWAIN, T. ; MARTINS, E. C. R. . Entrevista com a professora Tania Nvarro-Swain. 2008 (Entrevista) .

3.
MARTINS, E. C. R.. A revolução atlântica: fronteira ou traço de união?. 2006 (Conferência) .

4.
MARTINS, E. C. R.. Estado, cultura e poder. 2005 (Conferência) .

5.
MARTINS, E. C. R.. Ética e responsabilidade na História. 2004 (Conferência) .

6.
MARTINS, E. C. R.. Romantismo e realismo: relações bilaterais na era das integrações regionais. 2004 (Conferência) .

7.
MARTINS, E. C. R.. O tratamento dos atos e a acordos internacionais no e pelo Congresso Nacional. 1993 (Conferência) .

8.
MARTINS, E. C. R.. Crise e crises: do conceito histórico-político ao conceito filosófico. 1992 (Conferência) .

9.
MARTINS, E. C. R.. O argumento histórico como instrumento político. 1991 (Conferência) .

10.
MARTINS, E. C. R.. Sistema eleitoral e governabilidade. 1990 (Conferência) .

11.
MARTINS, E. C. R.. Controle de contas e Constituição: os Tribunais de Contas após 5.10.1988. 1989 (Conferência) .

12.
MARTINS, E. C. R.. La révolution en tant que concept. Itinéraire d'un problème moderne. 1989 (Conferência) .

13.
MARTINS, E. C. R.. Revolution oder Reform: Ideologiekonflikte im gegenwärtigen Brasilien. 1989 (Conferência) .

14.
MARTINS, E. C. R.. Politik aus Geschichte: wie sich die Brasilianer eine neue Verfassung gegeben haben. 1989 (Conferência) .

15.
MARTINS, E. C. R.. O Poder do Estado e sua organização segundo a Constituição de 1988. 1989 (Conferência) .

16.
MARTINS, E. C. R.. La révolution au Brésil: l'idée du nouveau et du définitif. 1989 (Conferência) .

17.
MARTINS, E. C. R.. Sozialwissenschaftliches Denken zwischen Fachkompetenz und Befreiungsideologie. 1989 (Conferência) .

18.
MARTINS, E. C. R.. Schopenhauer e Kant: o impossível diálogo. 1988 (Conferência) .

19.
MARTINS, E. C. R.. Dialética: tarefa e missão da filosofia. 1988 (Conferência) .

20.
MARTINS, E. C. R.. Como é possível o imperativo categórico?. 1988 (Conferência) .

21.
MARTINS, E. C. R.. A Constituição Federal e o espaço das Constituintes Estaduais. 1988 (Conferência) .

22.
MARTINS, E. C. R.. História e História da filosofia: uma questão de método. 1988 (Conferência) .

23.
MARTINS, E. C. R.. Sistema educacional alemão e formação da cidadania. 1987 (Conferência) .

24.
MARTINS, E. C. R.. A revolução como conceito. 1987 (Conferência) .

25.
MARTINS, E. C. R.. Pluralismo Científico. 1987 (Conferência) .

26.
MARTINS, E. C. R.. Os Estados e a Constituição Federal. 1987 (Conferência) .

27.
MARTINS, E. C. R.. Assessoramento na Constituinte Federal e as Constituintes Estaduais. 1987 (Conferência) .

28.
MARTINS, E. C. R.. Estabilidade constitucional e democracia. 1986 (Conferência) .

29.
MARTINS, E. C. R.. O caráter conjectural do conhecimento segundo Nicolau de Cusa. 1986 (Conferência) .

30.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia social e política e Constituinte. 1986 (Conferência) .

31.
MARTINS, E. C. R.. A Enciclopédia de 1775 e o surgimento da Crítica da Razão Pura. 1986 (Conferência) .

32.
MARTINS, E. C. R.. Krise oder Revolution: Brasiliens Gegenwart. 1985 (Conferência) .

33.
MARTINS, E. C. R.. Compreender, explicar e narrar. 1985 (Conferência) .

34.
MARTINS, E. C. R.. Conceituação filosófica do tempo. 1985 (Conferência) .

35.
MARTINS, E. C. R.. Teoria e metodologia da História. 1984 (Mini-curso) .

36.
MARTINS, E. C. R.. O uso das categorias na ciência histórica. 1984 (Conferência) .

37.
MARTINS, E. C. R.. A gênese do conceito de liberdade no Kant pré-critico. 1984 (Conferência) .

38.
MARTINS, E. C. R.. A gênese do conceito de liberdade no Kant pré-critico. 1984 (Conferência) .

39.
MARTINS, E. C. R.. A constituição de uma teoria da História. 1984 (Mini-curso) .

40.
MARTINS, E. C. R.. A filosofia no Brasil setecentista. 1984 (Conferência) .

41.
MARTINS, E. C. R.. Epistemologia das ciências sociais. 1984 (Mini-curso) .

42.
MARTINS, E. C. R.. Ambição política e interesse econômico da França quanto ao Brasil em 1762. 1984 (Conferência) .

43.
MARTINS, E. C. R.. Historiografia alemã federal contemporânea. 1984 (Conferência) .

44.
MARTINS, E. C. R.. A ecologia como questão filosófica: abordagem ética. 1984 (Conferência) .

45.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia e crise política. 1984 (Conferência) .

46.
MARTINS, E. C. R.. Neuere Tendenzen in der republikanischen Geschichte Brasiliens. 1983 (Conferência) .

47.
MARTINS, E. C. R.. Die Situation der Philosophie in Brasilien. 1983 (Conferência) .

48.
MARTINS, E. C. R.. Educação e dialética. 1983 (Conferência) .

49.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia: perspectivas atuais. 1983 (Mini-curso) .

50.
MARTINS, E. C. R.. O problema da objetividade nas ciências sociais. 1982 (Conferência) .

51.
MARTINS, E. C. R.. O processo de teorização nas ciências empíricas. 1981 (Conferência) .

52.
MARTINS, E. C. R.. Os métodos analítico e dialético: um debate contemporâneo. 1981 (Conferência) .

53.
MARTINS, E. C. R.. Aspectos do esquematismo da razão pura em Kant. 1981 (Conferência) .

54.
MARTINS, E. C. R.. Filosofia e metodologia das ciências. 1981 (Conferência) .

55.
MARTINS, E. C. R.. Epistemologia da História. 1981 (Mini-curso) .

56.
MARTINS, E. C. R.. Grandeza e miséria da filosofia de Jean-Paul Sartre. 1980 (Conferência) .

57.
MARTINS, E. C. R.. Café et politique: groupes d'intérêt a Campinas 1880-1900. 1979 (Conferência) .

58.
MARTINS, E. C. R.. Conceito de liberdade no Kant pré-crítico. 1978 (Conferência) .

59.
MARTINS, E. C. R.. "Despotismo esclarecido e filosofia política".. 1977 (Conferência) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BORIN, M. R.; KRZYWICKA, Katarzyna; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Paula Antonia Henn. A configuração da política vaticana de 1939 a 1945. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
ARAUJO, A. G. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ALMEIDA, J.. Participação em banca de Gabriel Araújo Feitosoa. Uma história para a nova nação: George Wrong (1860-1948) e o estabelecimento da história crítica no Canadá. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; BORIN, M. R.; DORATIOTO, F. F. M.. Participação em banca de Rebeka Leite Costa. A Igreja católica e as independências platinas - o discurso oficial da Igreja e o reconhecimento do poder de fato. 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; Patrício, Raquel; SILVA, K. S.. Participação em banca de Arthur Betti Rocco. Processo decisório da União Europeia: um estudo do pacote Clima/Energia 2020. 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ROCHA, E. S.; FRISSO, G. M.. Participação em banca de Leonardo Augusto Peres. Genocídio como problema internacional contemporâneo: um estudo do caso sudanês. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MARIANO, K.; Tomazini, Rosana. Participação em banca de Angélica Saraiva Szucko. Identidade europeia (e)levada ao cubo: um modelo de distribuição espacial das percepções identitárias na União Europeia. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

7.
ROSSATO, Luciana; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; LOHN, R. L.. Participação em banca de Chrystian Wilson Pereira. Derrubada a Bastilha do século XX: o colapso do comunismo entre narrativas da imprensa brasileira, a fabricação do acontecimento histórico e a temporalização da política (1989-1991). 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ROCHA, E. S.; SAUER, Sergio. Participação em banca de Laura Lyrio Gonçalves. O agrário na contemporaneidade: as políticas fundiárias do Banco Mundial no Brasil de 1975 a 2010 e a atuação da Via Campesina. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

9.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ROCHA, E. S.; NOVION, Jacques. Participação em banca de Márcio César Barbato de Oliveira. Raça, cultura e poder: eurocentrismo e colonialidade nas narrativas nacionais de Domingos Faustino Sarmiento e Francisco Adolpho de Varnhagen. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

10.
ROCHA, A. J. Ramalho da; BAUMANN, R.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Rafael Henrique Dias Manzi. A crise na zona do euro e os desafios do crescimento econômico. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

11.
SILVA, L. S. D.; MARTINS, E. C. R.; Teixeira, R. S.. Participação em banca de Flávio Silva de Oliveira. Da historicidade no conceito de antirrepresentacionismo de Richard Rorty: da epistemologia à hermenêutica (1972-1979). 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás.

12.
SCHMIDT, M. A. M. S.; GARCIA, T. M. F. B.; DALLA-BONA, E. M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Solange Maria do Nascimento. Narrativa literária e aprendizagem histórica nos anos iniciais: um estudo a partir dos manuais didáticos de História. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

13.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; DRUMOND, M.C.; MARIANO, K.. Participação em banca de Bruno Theodoro Luciano. Democratizando a integração: eleições diretas para os Parlamentos Europeu e do Mercosul. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

14.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; CALDAS, P. S. P.; ARAUJO, A. G. M.. Participação em banca de Walkiria Oliveira Silva. Alemanha Secreta: Biografia e História no Círculo de Stefan George.. 2013. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

15.
MARTINS, E. C. R.; Kegel, Patrícia; ARRAES, Virgílio C.. Participação em banca de Marcos Aurélio Santiago Françozo. O princípio da subsidiariedade: um estudo de caso da União Europeia. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

16.
VICENTINI, Albertina; CARVALHO, Maria Luiza Laboissière; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de José Carlos Henrique. O teatro goiano no contexto da ditadura militar: a dramaturgia de Migue Jorge. 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

17.
VAZ, Alcides C.; ROCHA, A. J. Ramalho da; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Artur Andrade da Silva Machado. A semiótica do regional no pensamento geoestratégico brasileiro: ideias e conceitos do regionalismo sul-americano. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

18.
MARTINS, E. C. R.; CALDAS, P. S. P.; ASSIS, A. A. O.. Participação em banca de Johnny Roberto Rosa. Responsabilidade histórica e direitos humanos. Considerações ético-sociais sobre a profissão de historiador e o impacto da Declaração Universal dos Direitos Humanos no estudo da história. 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

19.
MARTINS, E. C. R.; ROCHA, E. S.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Tchella Fernandes Maso. As clivagens de um discurso aparente: os acordos educacionais do Banco Mundial entre 1991 e 2002. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

20.
MARTINS, E. C. R.; SOARES, M. S. A.; VAZ, Alcides C.. Participação em banca de Janira Trípodi Borja. A retórica do silêncio: a cultura no Mercosul. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

21.
LEITE, R. L.; MARTINS, E. C. R.; PEREIRA, Magnus R. M.. Participação em banca de Paulo Henrique de Magalhães Arruda. Uma universidade a serviço do Estado: o projeto político por trás das reformas pombalinas do ensino conimbricense (1772). 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

22.
ROCHA, A. J. Ramalho da; SOARES, Samuel A.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Lara Martim Rodrigues Selis. Deslimites da razão: um estudo sobre a teoria neorrealista de Kenneth Waltz. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

23.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, L. S. D.; Brea, G.. Participação em banca de Rodrigo Fernandes da Silva. Fundamentação em ciências da cultura: investigações originário-fenomenológicas da hermenêutica. 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

24.
MARTINS, E. C. R.; ROCHA, E. S.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Gustavo da Frota Simões. Turbulência política interna e política externa do Governo Castello Branco (1964-1967). 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

25.
SCHLEE, A. R.; FICHER, S.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Lenora de Castro Barbo. Preexistências de Brasília. Reconstruir o território para construir a memória. 2010. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

26.
ALBIERI, Sara; LITTO, F. M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Fábio Sapragonas Andrioni. A arquitetura do destino: a ciência do futuro e a teoria da história em 'O ano 2000' de Herman Kahn e Anthony J. Wiener. 2010. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade de São Paulo.

27.
MARTINS, E. C. R.; LUCCHI, José Pedro; LIMA, Erick C.. Participação em banca de Sérgio Gomes e Silva. A CONCEPÇÃO DE DEUS E SUA FUNÇÃO EM A RELIGIÃO NOS LIMITES DA SIMPLES RAZÃO DE IMMANUEL KANT.. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília.

28.
SARAIVA, J. F. S.; LECCHINI, Gladys; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Vicente Costa Pithon Barreto. Política externa independente (1961-1964): o parlamento e o caso do colonialismo português. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

29.
FICHER, S.; SCHLEE, A. R.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Wilson Carlos Jardim Vieira Júnior. Vestígios no Parque Nacional de Brasília e na Reserva Biológica da Contagem: do campo da invisibilidade aos lugares de memória. 2010. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

30.
SARAIVA, J. F. S.; NOGUEIRA, J. F.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Thalita Carneiro Ary. O tráfico de pessoas nas relações internacionais: evolução, globalização e a rota Brasil-Europa. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

31.
PERARO, Maria Adenir; PENNA FILHO, Pio; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Leonam Lauro Nunes da Silva. Relações na tríplice fronteira: a Bolívia no contexto da 'Guerra Grande' (1865-1868). 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Mato Grosso.

32.
Guimarães, Lucia M. Paschoal; MARTINS, E. C. R.; MARTINHO, F. C. P.. Participação em banca de Celine Gomes da Silva Blotta. A presença brasileira nas Comemorações Centenárias de Portugal. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

33.
SARAIVA, J. F. S.; Franco, G. C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Ana Clarissa Bernardino Maia. Uma recorrente comunidade lusófona: percepções jornalísticas brasileiras e portuguesas acerca do processo de gestação e formalização da CPLP. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

34.
REIS, Cláudio A.; Carvalho Netto, M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Raphael Greco Bandeira. Princípio jurídico da dignidade da pessoa humana. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília.

35.
GUSMAO, L. A.; MARTINS, E. C. R.; ARAUJO, C. E. P.. Participação em banca de João Daniel Cardoso de Lima. Ficções Sociológicas. Três ensaios de interpretação literária. 2009. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

36.
DOBRORUKA, V. C. R. A.; HAMELIN, Guy; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Fabrício Santos Barbacena. O tema das sete idades do mundo no pensamento de Agostinho de Hipona sobre o sentido da História. 2008. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

37.
MARTINS, E. C. R.; MESSARI, Nizar; ROCHA, A. J. Ramalho da. Participação em banca de Mariana Bertol Carpanezzi. É preciso palavras para construir o silêncio: o genocídio de Ruanda no discurso oficial do Conselho de Segurança das Nações Unidas. 2008. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

38.
MARTINS, E. C. R.; CALDAS, P. S. P.; SILVA, L. S. D.. Participação em banca de Rodrigo Oliveira Marquez. A teoria da escrita histórica em Hayden White. Do Meta-História ao Realismo Figural.. 2008. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

39.
BUENO, C.; MARTINS, E. C. R.; BEIRED, J. L. B.. Participação em banca de Andrew Patrick Traumann. A diplomacia dos petrodólares: relações do Brasil com o mundo árabe (1973-1985). 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

40.
SERPA, E. C.; MARTINS, E. C. R.; ALENCAR, M. A. G.. Participação em banca de Lindsay Borges. Revista da Arquidiocese de Goiânia (1957-1967): as representações da diferença e a construção da unidade religiosa. 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás.

41.
PALACIOS, J. G. A.; MARTINS, E. C. R.; CORREIA, A.. Participação em banca de Roberta Pereira de Santana Gordo. A paz perpétua kantiana: a filosofia das relações internacionais. 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás.

42.
MARTINS, E. C. R.; CAVALCANTE, B. O.; SILVA, L. S. D.. Participação em banca de Ana Carolina Barbosa Pereira. Que objetividade para a ciência da História? O "Índio brasileiro e a Revolução Francesa" de Afonso Arinos de Mello Franco à luz das teorias de Hayden White e Jörn Rüsen. 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

43.
FONSECA, C. S.; SERPA, E. C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Fernando Dominience Menezes. Enunciados sobre o futuro: ditadura militar, Transamazônica e a construção do "Brasil grande". 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

44.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, L. S. D.; CARPINTERO, A. C. C.. Participação em banca de Anamaria Diniz Batista de Aguiar Teixeira. Goiânia de Attílio Corrêa Lima (1932-1935). Ideal estético e realidade política.. 2007. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

45.
KIRSCHNER, T. C.; ALEIXO, J. C. B.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Flávio Rey de Carvalho. Um Iluminismo português? A Reforma da Universidade de Coimbra de 1772. 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

46.
LEITE, R. L.; MARTINS, E. C. R.; OLIVEIRA, D.. Participação em banca de Luiz Fernando Rankel. A construção de uma memória para a nação: a participação do Museu Paranaense na Exposição Antropológica Brasileira de 1882. 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

47.
FONSECA, C. S.; MARTINS, E. C. R.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Paula Freitas Resende. A perseguição e o extermínio dos judeus pela Alemanha nazista enquanto notícia: memória nas páginas do Jornal do Brasil, Jornal do Comércio e O Estado de São Paulo (1933-1945). 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

48.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, D. A.; SCARAMAL, E.. Participação em banca de Carolina da Cunha Rocha. Chama da fé, luz da razão: o ideário de Frei Servando Teresa de Mier no contexto das independências hispano-americanas. 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

49.
SILVA, L. S. D.; MARTINS, E. C. R.; BERBERT JR, C. O.. Participação em banca de Rogério Chaves da Silva. O Jesuíta e o Historiador. A produção historiográfica de Luís Palacín sob o prisma da matriz disciplinar de Jörn Rüsen. 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás.

50.
FICHER, S.; SCHLEE, A. R.; MARTINS, E. C. R.; KOTHE, F. R.. Participação em banca de Pedro Paulo Palazzo de Almeida. A ordem da distinção. Arquitetura cívica no período entre guerras. 2006. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

51.
MARTINS, E. C. R.; LEITE, R. L.; SILVA, H. R.. Participação em banca de Eduardo Teixeira de Carvalho Junior. Verney e a questão do Iluminismo em Portugal. 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Paraná.

52.
MARTINS, E. C. R.; APARECIDA, G. D.; BUARQUE, C.. Participação em banca de Martin-León Jacques Ibáñez de Novion. A idéia de segurança continental: uma análise do Plano Dignidade, Plano Colômbia e Plano Panamá. 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

53.
MARTINS, E. C. R.; GRESPAN, J.; SILVA, F. L. E.. Participação em banca de André Gustavo de Melo Araújo. A atualidade do acontecer. Contribuição à leitura do projeto dialógico de mediação histórica na hermenêutica filosófica de Hans Georg Gadamer. 2005. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo.

54.
MARTINS, E. C. R.; CHACON, V.; FLEISCHER, D.; KRAMER, P.. Participação em banca de Claus Rommel Rodarte. A oligarquia mineira e o unitarismo varguista: o artifício da unidade. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de Brasília.

55.
MARTINS, E. C. R.; ALMEIDA, J.; CERVO, A. L.. Participação em banca de Regina da Cunha Rocha. Entre o trono e o altar. A política pendular da Santa Sé no reconhecimento das independências hispano-americanas. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

56.
MARTINS, E. C. R.; MONTEIRO, J. P.; KUNZ, R.. Participação em banca de Sara Albieri. História e natureza humana em David Hume. 1986. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
SCHMIDT, M. A. M. S.; FRONZA, M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; URBAN, A. C.; GEVAERD, R. T. F.. Participação em banca de João Luis da Silva Bertolini. Manuais didáticos e as mediações entre a cultura histórica e a cultura escolar: o caso da narrativa sobre o Islã em manuais didáticos brasileiros e portugueses. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; CALDAS, P. S. P.; PEREIRA, A. C. B.; ASSIS, A. A. O.. Participação em banca de Walkiria Oliveira Silva. O historiador é o protetor da Bildung: Friedrich Gundolf e a dimensão formativa da História (1890-1930). 2018. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

3.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SCHNEIDER, A.; MANZUR, T. M. B. G.; Franco, G. C.. Participação em banca de Luiz Fernando Castelo Branco Rebello Horta. Tambores de guerra: o realismo e o poder das ideias no início da Guerra Fria (1945-1960). 2018. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MOREIRA, J. B.; JUBILUT, L. L.; ZERBINI, Renato; SARAIVA, J. F. S.. Participação em banca de Thaís Silva Menezes. Refúgio e soberania: tensões na política internacional relativa aos refugiados (de 1949 a 2015). 2017. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

5.
SCHMIDT, M. A. M. S.; MONTEIRO, Ana Maria; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MELLO, Paulo Eduardo; FRONZA, M.. Participação em banca de Lucas Pydd Necchi. O novo humanismo como princípio de sentido da Didática da História: reflexões a partir da consciência histórica de jovens ingleses e brasileiros. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

6.
SCHMIDT, M. A. M. S.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; Teixeira, R. S.; URBAN, A. C.; GERMINARI, G. D.. Participação em banca de Thiago Augusto Divardim de Oliveira. A formação histórica (Bildung) como princípio da Didática da História para o Ensino Médio: teoria e práxis. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

7.
MACHADO, I. A. P.; CERVO, A. L.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SILVEIRA, Helder G.; HEINSFELD, Adelar. Participação em banca de Emannuel Henrich Reichert. Tribunais consulares dos Estados Unidos no Japão: extraterritorialidade, poder e justiça (1859-1899). 2017. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Passo Fundo.

8.
MARTINS, E. C. R.; ITUASSU, Arthur; BÜLOW, Marisa v.; ROCHA, E. S.; FRISSO, G. M.. Participação em banca de Vivian Patrícia Peron Vieira. OS EFEITOS DA COMUNICAÇÃO DIGITAL NA DINÂMICA DO ATIVISMO TRANSNACIONAL: UM ESTUDO SOBRE AL-QAEDA, WIKILEAKS E PRIMAVERA ÁRABE. 2016. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

9.
BERBERT JR, C. O.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; Quadros, E. G.; CARVALHO, Eugênio R. de; Teixeira, R. S.. Participação em banca de Rodrigo Tavares Godoi. O encerramento do passado como pressuposto para a memória-compreensão. Um estudo a partir da noção de endosmose em Henri Bergson. 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás.

10.
LUCAS, Meize; DE LUCA, Tania R.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; RIOS, K. S.; DUARTE, A. R. F.. Participação em banca de Raquel da Silva Alves. Formas de contar a história: ensino de história na escola primária cearense nas décadas de 1920/30. 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Ceará.

11.
PEIXOTO, E. R.; Fernandes, Ana Maria; MORAES, Marcos Antonio de; MELLO, M. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Anamaria Diniz. O itinerário pioneiro do urbanista Attilio Corrêa Lima. 2015. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

12.
SILVA, L. S. D.; CASTELLO BRANCO, Lena; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SANDES, Noé F.; OLIVEIRA, Eliézer C.. Participação em banca de Rogério Chaves da Silva. Reflexões sobre o "fazer histórico": uma história da historiografia em (sobre) Goiás (da década de 1920 à e 1990). 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás.

13.
VELUT, S.; ROLLAND, D.; MÉRIAN, J.-Y.; BARROS, Ana F. G.; LESSA, A. C.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Bruna Rodrigues Schaustek de Almeida. Les stratégies énergétiques et l'insertion internationale du Brésil (2003-2010). 2015. Tese (Doutorado em Études latino-américaines) - Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3.

14.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; VIZENTINI, P. G. F.; NASCIMENTO, Paulo César; NOVION, Jacques; JATOBÁ, Daniel. Participação em banca de Fabio Amaro da Silveira Duval. Os movimentos e povos indígenas e a politização da etnicidade na Bolívia e no Peru: das etnogêneses às esquerdas no poder. 2014. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

15.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MEDEIROS, Marcelo de A.; LESSA, A. C.; ROCHA, A. J. Ramalho da; Patrício, Raquel. Participação em banca de Aline Contti Castro. A política de coesão europeia em Portugal: governança multinível assimétrica e impactos sobre o desenvolvimento (1994-2013). 2014. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

16.
LITTO, F. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SILVA, F. C. T.; QUEIROZ, F. A de; ALBIERI, Sara. Participação em banca de Fábio Sapragonas Andrioni. Quando a história também é futuro: as concepções de tempo passado, de futuro e do Brasil em Herman Kahn e no Hudson Institute (1947-1979). 2014. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

17.
SILVA, H. R.; MARTINS, E. C. R.; VASCONCELOS, J. A.; MALERBA, J.; LEITE, R. L.. Participação em banca de Diogo da Silva Roiz. A dialética entre o "intelectual-letrado" e o "letrado-intelectual": projetos, tensões e debates na escrita da história da Alfredo Ellis Jr. e Sérgio Buarque de Holanda (1929-1959). 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

18.
SCHMIDT, M. A. M. S.; ABUD, K. M.; SOUSA, J. J. M.; FRONZA, M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Luciano de Azambuja. Jovens alunos e aprendizagem histórica: perspectivas e princípios metodológicos a partir do trabalho com a canção popular. 2013. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

19.
ARAUJO, M. P. N.; MARTINS, E. C. R.; ABREU, A.; ROLLEMBERG, D.; FRANCO, M.; FICO, C.. Participação em banca de Adrianna Cristina Lopes Setemy. Sentinelas das fronteiras: o Itamaraty e a diplomacia brasileira na produção de informações para o combate ao inimigo comunista (1935-1966). 2013. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

20.
ALMEIDA, J.; GIL, A. C.; MARTINS, E. C. R.; Vidigal, C. E.; DORATIOTO, F. F. M.. Participação em banca de Luis Cláudio Rocha Henriques de Moura. Ideias de nação na Argentina, no Brasil e no Chile (1830-1860): Juan Bautista Alberdi, José Inácio de Abreu e Lima, Andrés Bello. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

21.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, L. S. D.; BERBERT JR, C. O.; ASSIS, A. A. O.; ARAUJO, A. G. M.. Participação em banca de Ana Carolina Barbosa Pereira. Na transversal do tempo: natureza e cultura à prova da História. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

22.
LEITE, R. L.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; VIEIRA, C. E.; SANTOS, A. C. A.; PORTELLA, J. R. B.. Participação em banca de Caroline Baron Marach. Discursos e linguagem na Revista do Clube Curitibano 1890-1912. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

23.
MARTINS, E. C. R.; Franco, G. C.; CAMPOS, Rodrigo P.; BARROS, Ana F. G.; SATO, Eiiti. Participação em banca de Daniel Oppermann. Governança multisetorial e o processo de governança da internet: um estudo de caso sobre crime cibernético e filtragem na internet entre 1990 e 2010. 2012. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

24.
VAINFAS, R.; MARTINS, E. C. R.; Guimarães, Lucia M. Paschoal; HERMANN, Jacqueline; MARTINS, Ismênia de L.. Participação em banca de Jaques Mario Brand. Névoas contra o sol. Revolta & viés na historiografia de D. Francisco Manuel de Melo - com uma leitura analítica das. 2012. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

25.
MELLO E SOUZA, Laura; MARTINS, E. C. R.; VAINFAS, R.; RAMINELLI, Ronald; MEGIANI, A. P. T.. Participação em banca de Christian Purpura. O olhar do longínquo. Sociedade, politica e religião no horizonte geográfico de Giovanni Botero. 2012. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

26.
MARTINS, E. C. R.; NOGUEIRA, J. P.; RODRIGUES, Samuel J. S.; ROCHA, A. J. Ramalho da; SARAIVA, J. F. S.. Participação em banca de Flávio Elias Riche. A guinada quântica de Alexander Wendt e suas consequências para a teoria das relações internacionais. 2012. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

27.
SANDES, Noé F.; DIETRICH, Ana M.; MARTINS, E. C. R.; SERPA, E. C.; FREDRIGO, Fabiana de S.. Participação em banca de Rodrigo Lustosa Victor. O labirinto integralista; o PRP e o conflito de memórias (1938-1962). 2012. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás.

28.
SALOMON, Marlon; Quadros, E. G.; MARTINS, E. C. R.; SANDES, Noé F.; ARRAIS, Cristiano. Participação em banca de Lindsay Borges. Memória e sacralização de Dom Fernando Gomes dos Santos:o "Arcebispo da Providência". 2011. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Goiás.

29.
ALBIERI, Sara; MARTINS, E. C. R.; GONZALEZ PORTA, M. A.; JANOTTI, Maria de Lourdes M.. Participação em banca de Gustavo Freitas Pereira. A Teoria da História de R. G. Collingwood: formação, recepção e principais argumentos. 2011. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade de São Paulo.

30.
Rüsen, Jörn; Jaeger, Friedrich; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de André de Melo Araújo. Vielfalt in Zusammenhang. Weltgeschichte und Anthropologie in Göttingen, 1756-1815. 2011. Tese (Doutorado em História) - Universitaet Witten-Herdecke.

31.
TRINDADE, A. A. C.; SOUSA JR, José Geraldo; PEREIRA, Antonio Carlos A.; GOFFREDO, Gustavo S. de; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Giovanna Maria Frisso. Os direitos das vítimas em Serra Leoa: as contribuições da Comissão da Verdade e Reconciliação e do Tribunal Especial para Serra Leoa. 2010. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade de Brasília.

32.
CABRERA, Olga; CAMPOS, Francisco Itami; MELO, Orlinda Carrijo; MELLO, M. T. F. N.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Julia Buena de Morais Silva. Identidade, territorialidade e ensino nas comunidades Almeida e Porto Almeida. 2010. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

33.
MARTINS, E. C. R.; VIOLA, E. J.; Kegel, Patrícia; Leis, Héctor; GARCIA, M. P. P.. Participação em banca de Camila Serrano Giunchetti. Globalização e Direitos Humanos. Estudo acerca da influência da Corte Interamericana de Direitos Humanos sobre as instituições domésticas: o caso do presídio "Urso Branco" (RO). 2010. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

34.
MARTINS, E. C. R.; VIOLA, E. J.; Kegel, Patrícia; Leis, Héctor; GARCIA, M. P. P.. Participação em banca de Camila Serrano Giunchetti. Globalização e Direitos Humanos. Estudo acerca da influência da Corte Interamericana de Direitos Humanos sobre as instituições domésticas: o caso do presídio "Urso Branco" (RO). 2010. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

35.
MARTINS, E. C. R.; FERRAZ, F. C.; LESSA, A. C.; FONSECA, C. S.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Adriana Iop Bellintani. O Exército Brasileiro e a Missão Militar Francesa: instrução, doutrina, organização, modernidade e profissionalismo (1920-1940).. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

36.
LACERDA, Sonia M. S.; LIMA, L. C.; MADEIRA, Angelica; KIRSCHNER, T. C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de André Leme Lopes. O poeta que não existiu: James MacPherson e os poemas de Ossian. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

37.
MARTINS, E. C. R.; Palazzo, Carmem Lícia; VAINFAS, R.; GOMES, Nelson G.; MELLO, M. T. F. N.. Participação em banca de Maria Iabel Barboza de Morais Oliveira. O príncipe pacífico. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

38.
MARTINS, E. C. R.; NOGUEIRA, J. F.; GARCIA, M. P. P.; GALINDO, G. R. B.; CASTRO, M. F.. Participação em banca de Felipe Kern Moreira. A construção teórica do conceito de legitimidade no direito internacional: a inaplicabilidade da norma fundamental da teoria pura do Direito de Hans Kelsen. 2009. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

39.
Rüsen, Jörn; Jaeger, Friedrich; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Arthur Oliveira Alfaix Assis. Historical Thinking: Johann Gustav Droysen on the Value and Function of History. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universitaet Witten-Herdecke.

40.
MARTINS, E. C. R.; Guimarães, Lucia M. Paschoal; KRAMER, P.; BARBOSA, A. J.; BRASIL, V. M.. Participação em banca de Fábio Santiago Santacruz. Em busca da conciliação. Idéias políticas no Império do Brasil (1831-1855). 2008. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

41.
BRASIL, V. M.; BERNARDES, Genilda d'Arc; SANDES, Noé F.; MARTINS, E. C. R.; OLIVEIRA, Ione. Participação em banca de Sandro Dutra e Silva. Os estigmatizados: distinções urbanas às margens do Rio das Almas em Goiás (1941-1959). 2008. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

42.
ARAUJO, R.; MARTINS, E. C. R.; SIEWIERSKI, H.; NUTO, J. V. C.; LIMA, R. da S.. Participação em banca de Cláudia Felícia Falluh Balduíno Ferreira. A poesia árabe de temática bélica e o iconoclasmo islâmico. Tahar Ben Jelloun, La remontée des cendres. 2007. Tese (Doutorado em Literatura) - Universidade de Brasília.

43.
CERVO, A. L.; BUENO, C.; GARCIA, Eugenio V.; LESSA, A. C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Tereza Cristina Nascimento França. Self Made Nation. Domício da Gama e o pragmatismo de bom senso. 2007. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

44.
MARTINS, E. C. R.; MELLO, M. T. F. N.; SILVA, L. S. D.; OLIVEIRA, S.; ROCHA, E. S.. Participação em banca de Christiane Marques Szesz. Uma história intelectual de Ariano Suassuna: apropriações e leituras. 2007. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

45.
MARTINS, E. C. R.; ARAUJO, C. E. P.; SANTOS, E. C.; SOUZA, J.; LENZ, M. M.; GUSMAO, L. A.. Participação em banca de Roniere Ribeiro do Amaral. Milagre político: catolicismo e libertação. 2006. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

46.
MARTINS, E. C. R.; MELLO, M. T. F. N.; BRITO, E. Z. C.; SILVA, F. C. T.; KUYUMJIAN, M. M.. Participação em banca de Antonio Fernando de Araújo Sá. Filigranas da Memória. História e memória nas comemorações dos centenários de Canudos 1993/1997. 2006. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

47.
APARECIDA, G. D.; MANZUR, T. M. B. G.; VAZ, Alcides C.; PROCOPIO, A.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Igor Gonçalves Torres. Acordos de livre comércio, desnacionalização e sistemas financeiros. Os casos Brasil, Chile e México.. 2006. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

48.
KOTHE, F. R.; MARTINS, E. C. R.; ARAUJO, R.; BARROSO FILHO, W.; FREITAS, A. A.. Participação em banca de Josélia Almeida da Silva. Tragédia e política. 2006. Tese (Doutorado em Literatura) - Universidade de Brasília.

49.
CERVO, A. L.; VIZENTINI, P. G. F.; ALTEMANI, Henrique; LESSA, A. C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Danielly Silva Ramos. O Brasil e a República Popular da China: política externa comparada e relações bilaterais (1974-2004). 2006. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

50.
MUNIZ, D. G. C.; MARTINS, E. C. R.; SEGATO, R. L.; SILVA, M. R. N.; BROCHADO, C. C.. Participação em banca de Maria Elizabeth Ribeiro Carneiro. Procura-se. 2006. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

51.
MARTINS, E. C. R.; LEITE, R. L.; SILVA, L. S. D.; CALDAS, P. S. P.; KIRSCHNER, T. C.. Participação em banca de Carlos Oiti Berbert Jr. A história, a retórica e a crise dos paradigmas. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

52.
MARTINS, E. C. R.; FONSECA, C. S.; RIBEIRO, M. E. B.; NASCIMENTO, M. F.; AMARANTE, D.. Participação em banca de Alberto Brum de Souza. Raimundo Bernardo e os templários-cistercienses nos bastidores da Escola dos Tradutores de Toledo. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

53.
MARTINS, E. C. R.; ALEIXO, J. C. B.; LESSA, A. C.; BARBOSA, A. J.; NOGUEIRA, J. F.. Participação em banca de Maria Claudia Drummond. A democracia descontruída. O déficit democrático nas relações internacionais e os parlamentos de integração. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

54.
MARTINS, E. C. R.; MALTEZ, A. J.; CERVO, A. L.; SANTOS, N. B.; VIZENTINI, P. G. F.. Participação em banca de Raquel Cristina de Caria Patrício. As relações em eixo franco-alemãs e as relações em eixo argentino-brasileiras. 2005. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

55.
MARTINS, E. C. R.; RODRIGUES, F. A. R.; GUIMARAES, M. L. S.; LIMA, L. C.; ARAUJO, R. B.. Participação em banca de Pedro Spínola Pereira Caldas. Que significa pensar historicamente? Uma interpretação da teoria da história de Johann Gustav Droysen. 2004. Tese (Doutorado em História Social da Cultura) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

56.
MARTINS, E. C. R.; NAVARRO-SWAIN, T.; RAGO, M.; MELLO, M. T. F. N.. Participação em banca de Eleonora Zicari Costa de Brito. Corpo, sexualidade e gênero. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

57.
MARTINS, E. C. R.; SARAIVA, J. F. S.; BUENO, C.; CERVO, A. L.; PROCOPIO, A.. Participação em banca de Antonio José Barbosa. O Parlamento e a política externa brasileira. 2000. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

58.
MARTINS, E. C. R.; ALMEIDA, J.; AMADO, J.; CASTRO, H. M. C. G.; SUAREZ, M.. Participação em banca de René Marc da Costa Silva. POR ONDE O POVO ANDA... A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE QUILOMBOLA DOS NEGROS DE RIO DAS RÃS. 1998. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

59.
MARTINS, E. C. R.; MARCHI, E.; MAGALHAES, M. B.; BLAJ, I.. Participação em banca de Renato Lopes Leite. Republicanos e libertários: pensadores radicais da independência - Rio de Janeiro 1822. 1997. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná.

Qualificações de Doutorado
1.
SCHMIDT, M. A.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; URBAN, A. C.; CAINELLI, M. R.; OLIVEIRA, Thiago Divardim. Participação em banca de Everton Carlos Crema. A INFLUÊNCIA E A RELAÇÃO DA CULTURA HISTÓRICA E DA CULTURA ESCOLAR NO TRABALHO DOCENTE. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

2.
DORATIOTO, F. F. M.; RUST, L.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Rebeka Leite Costa. Os bastidores da diplomacia eclesiástica: as independências platinas e a |Igreja Católica. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

3.
ROCHA, A. J. Ramalho da; NASCIMENTO, Paulo César; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Bruno Mendelski de Souza. A islamofobia no nível governamental na Alemanha e na França: um estudo comparativo. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

4.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; GIL, Tiago L.; OLIVA, A.. Participação em banca de Luiz Henrique de Azevedo Borges. Um século de rivalidades nas crônicas esportivas: albicelestes e canarinhos nas redações dos rivais. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

5.
SCHMIDT, M. A. M. S.; MAGALHÃES, Olga; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; CAINELLI, M. R.; FRONZA, M.. Participação em banca de João Luís da Silva Bertolini. Competências de geração do sentido por meio da narrativa histórica: a presença do Islã nos manuais didáticos iberoamericanos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

6.
ARMANI, C. H.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; DIEHL, Astor; Cunha, Jorge L.; REMEDI, J M. R.. Participação em banca de Cláudio Kuczkowski. AMÉRICA LATINA EM TESES: A HISTORIOGRAFIA LATINO- AMERICANISTA RIO-GRANDENSE NAS TESES DOS CURSOS DE DOUTORADO EM HISTÓRIA NO RIO GRANDE DO SUL. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal de Santa Maria.

7.
RAPOPORT, Mario; CERVO, A. L.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; KONRAD, Diorge A.; TOMAIM, Cássio dos S.. Participação em banca de Günther Richter Mros. O BRASIL NA GUERRA DOS OUTROS: O INTERESSE NACIONAL EM MEIO A RESSIGNIFICAÇÕES SISTÊMICAS (1914 - 1919 & 1935 - 1946). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal de Santa Maria.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; JATOBÁ, Daniel; CAMPOS, Rodrigo P.. Participação em banca de Solène Adeline Marié. Production of territory and cross-border regions: the case of Brazil-Uruguay and France-Germany borders. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

9.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SILVA, F. C. T.; PENNA FILHO, Pio. Participação em banca de Luiz Fernando Castelo Branco Rebello Horta. Tambores de Guerra: O papel das ideias para o início da Guerra Fria de 1945-1960. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

10.
ALMEIDA, J.; PIMENTA, João Paulo; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Juan David Figueroa Cancino. Representações dos indígenas muíscas e do Novo Reino de Granada: da Colônia ao século XIX. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

11.
SATO, Eiiti; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; JATOBÁ, Daniel. Participação em banca de Raphael Spode. Entre a fé e a razão. Rui Barbosa e a formação de conceitos morais na política externa brasileira durante as primeiras décadas do século XX. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

12.
SCHMIDT, M. A. M. S.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; Teixeira, R. S.; GERMINARI, G. D.; URBAN, A. C.. Participação em banca de Thiago Augusto Divardim de Olivdeira. Aprendizagem e didática da História:. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

13.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ASSIS, A. A. O.; ARAUJO, A. G. M.. Participação em banca de Walkiria Oliveira Silva. O historiador é o protetor da Bildung: Friedrich Gundolf e a dimensão formativa da História (1890-1930). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

14.
VIOLA, E. J.; BARROS, Ana F. G.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Veronica Korber Gonçalves. A adoção de medidas unilaterais para incentivar a redução de emissão de gases de efeito estufa: o caso da aviação civil internacional. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

15.
PEIXOTO, E. R.; MELLO, M. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Anamaria Diniz. O itinerário pioneiro do urbanista Attílio Corrêa Lima. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

16.
SCHMIDT, M. A. M. S.; PEREIRA, A. C. B.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; GERMINARI, G. D.; GEVAERD, R. T. F.. Participação em banca de Lucas Pydd Nechi. O novo humanismo como função didática da História: poossibilidades a partir da consciência histórica de jovens ingleses e brasileiros. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal do Paraná.

17.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; SARAIVA, J. F. S.; ZERBINI, Renato. Participação em banca de Thaís Silva Menezes. A política internacional do refúgio: a soberania estatal em destaque. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

18.
ALMEIDA, J.; MARTINS, E. C. R.; NOGUEROL, Luiz Paulo. Participação em banca de Giliard da Silva Prado. Guerra de guerrilhas no campo da memória: as comemorações da Revolução Cubana (1959-2009). 2012. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

19.
MARTINS, E. C. R.; SARAIVA, J. F. S.; ROCHA, A. J. Ramalho da. Participação em banca de Fábio Amaro da Silva Duval. Os movimentos indígenas originários e as esquerdas na Bolívia e no Peru contemporâneos: das etnogêneses ao poder. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

20.
SARAIVA, J. F. S.; INOUE, Cristina; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Frederico Seixas Dias. Theodore Roosevelt, Woodrow Wilson e a fundação estadunidense da Teoria das Relações Internacionais. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

21.
MARTINS, E. C. R.; LESSA, A. C.; PENNA FILHO, Pio. Participação em banca de Aline Contti Castro. A política de coesão europeia e as regiões portuguesas: governança multinível e desenvolvimento socioeconômico (1994-2013). 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

22.
MARTINS, E. C. R.; ASSIS, A. A. O.; CALDAS, P. S. P.. Participação em banca de Ana Carolina Barbosa Pereira. Tempo histórico e construção histórica de sentido: o que há de universal, o que há de particular?. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

23.
MARTINS, E. C. R.; VIOLA, E. J.; RODRIGUES, Samuel J. S.. Participação em banca de Flavio Elias Riche. Antigas premissas, novas roupagens: a guinada quântica no construtiivismo de Alexander Went e suas implicações para as Relações Internacionais. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

24.
MOTTA, Luiz G.; MARTINS, E. C. R.; PORTO, Sérgio D.; CUNHA, Maria Jandyra. Participação em banca de Eduardo Luiz Correia. O choque de versões no interior da narrativa jornalística: o caso Celso Daniel. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Comunicação) - Universidade de Brasília.

25.
RODRIGUES, Samuel J. S.; SILVA F., Olavo L.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Ruslane Bião de Oliveira. História do conceito de luz na ciência moderna. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

26.
MARTINS, E. C. R.; VIOLA, E. J.; ROCHA, A. J. Ramalho da. Participação em banca de Camila Serrano Giunchetti. Globalização e proteção dos direitos humanos: a atuação da Corte Internacional no presídio Urso Branco (RO) e as possibilidades abertas pelo instituto das medidas provisórias. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

27.
SALOMON, Marlon; Quadros, E. G.; Duarte, T. M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Lindsay Borges. Dom Fernando Gomes dos Santos (1957-1985): trajetória e memória. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal de Goiás.

28.
KOTHE, F. R.; MARTINS, E. C. R.; CASTILHO, P.. Participação em banca de Erinaldo de Oliveira Sales. Sistemas estéticos. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

29.
TRINDADE, A. A. C.; PAIXAO, C.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Giovanna Maria Frisso. A participação da vítima no processo penal internacional e a construção de histórias legítimas pelo Tribunal Penal Internacional. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade de Brasília.

30.
CABRERA, Olga; MELLO, M. T. F. N.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Julia Bueno de Morais Silva. A dispersão das comunidades afrodescendentes em Goiás (remanescentes de quilombos) - tít. prov.. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

31.
KOTHE, F. R.; MARTINS, E. C. R.; FICHER, S.. Participação em banca de Pedro Paulo Palazzo de Almeida. Antigos, Modernos e Gentes de hoje: autoridade estética e influência italiana na arquitetura francesa do século XVII. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

32.
MARTINS, E. C. R.; SARAIVA, J. F. S.; NASCIMENTO, Paulo César. Participação em banca de Matheus Passos Silva. A formação da nação russa e seus reflexos no ambiente político russo contemporâneo. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

33.
SILVA, D. A.; MARTINS, E. C. R.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Jorge Eschriqui Vieira Pinto. A constituição de uma organização nacional no Brasil e no México: diagnósticos e tratamentos para duas sociedades enfermas. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

34.
MARTINS, E. C. R.; VAINFAS, R.; MELLO, M. T. F. N.. Participação em banca de Maria Izabel Barboza de Morais Oliveira. A imagem do príncipe pacífico em prol do fortalecimento da monarquia absolutista no livro IX da Politique de Bossuet 1685-1701. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

35.
BRASIL, V. M.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Sandro Dutra e Silva. Os estigmatizados. Distinções urbanas às margens do Rio das Almas em Goiás (1941-1959). 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

36.
BRITO, E. Z. C.; MARTINS, E. C. R.; Botelho R. U.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Maria de Fátima Araújo Guimarães. Ética e decoro no Senado brasileiro. História, mitos e representações. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

37.
KOTHE, F. R.; CASTILHO, P.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Tânia Mara Guerra de Oliveira. Ordem x excessos, ou a redenção da beleza mediante o trágico. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

38.
MARTINS, E. C. R.; MENEZES, A. M. F.; KOTHE, M. G.. Participação em banca de Adriana Iop Bellintani. As missões militares francesas e as modernização do Exército Brasileiro (1920-1940): a profissionalização militar nos novos rumos da política nacional. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

39.
MARTINS, E. C. R.; KUYUMJIAN, M. M.; SANTOS, M. V. M.. Participação em banca de Nancy A. Campos Muniz. A trajetória das representações políticas e institucionais dos tecnocratas da área de C&T no Brasil: uma abordagem histórica das atividades de planejamento no CNPq no período 1975-1995. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

40.
MARTINS, E. C. R.; FONSECA, C. S.; BRASIL, V. M.. Participação em banca de Fábio Santiago Santa Cruz. Em busca da conciliação. Idéias políticas no Parlamento do Império do Brasil 1831-1855. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
FICHER, S.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ROSSETTI, Eduardo P.. Participação em banca de Deborah de Oliveira Melo. Arquitetura à mesa: as pièces montées de Antonin Carême no início do século XIX. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília.

2.
FARIA, Daniel; NUTO, J. V. C.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Thaís Figueiredo Chaves. Entre ilhas: questões de história, memória e literatura no 'Arquipélago Gulag' de Aleksandr Soljenítsin. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

3.
ROCHA, A. J. Ramalho da; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MENEZES, Roberto G.. Participação em banca de Renato Ventocilla Franco. OF RULES AND (DIS)ORDER: THE CONFLICT BETWEEN GERMANY AND GREECE WITHIN THE EUROZONE CRISIS. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

4.
ALMEIDA, J.; OLIVEIRA, Susane R.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Participação em banca de Vinicius Matté Gregory. Heróis da Guerra de Arauco: representações da identidade indígena em La Araucana. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

5.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; JATOBÁ, Daniel; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Angélica Saraiva Szucko. Identidade europeia e o processo de integração regional. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; DORATIOTO, F. F. M.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Rebeka Leite Costa. A relação entre a Igreja Católica e as independências do Vice-Reino do Prata 1810-1835. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade de Brasília.

7.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; JATOBÁ, Daniel; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Arthur Betti Rocco. A PROMOÇÃO DOS INTERESSES NACIONAIS NO PROCESSO DECISÓRIO DA UNIÃO EUROPEIA: ESTADOS MEMBROS, INSTITUIÇÕES E OUTRAS INFLUÊNCIAS. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; PENNA FILHO, Pio; JATOBÁ, Daniel. Participação em banca de Leonardo Augusto Peres. Genocídio como problema internacional contemporâneo: um estudo do caso sudanês. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
PORTO JUNIOR, J. G. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; VIOTTI, M. L. R.; LUNA, M. E. T.; FELÍCIO, J. E.; DIDONET, E. S.; MAGALHAES, F. S.; CARDOSO, A. J. S.. Participação em banca de Bernard Jörg Leopold de Garcia Klingl. A evolução do processo de tomada da decisão na União Europeia e sua repercussão para o Brasil. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Altos Estudos - CAE) - Instituto Rio Branco.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ARAUJO, A. G. M.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ASSIS, A. A. O.. Participação em banca de Amanda Ferrari Vasconcellos.Lutero biografado: indivíduo e sociedade nas biografias de Heinz Schilling e Lyndal Roper. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; GIULI, Matteo. Participação em banca de Yohanna Lima Japiassu Amaro.A princesa de muitos noivos. Os acordos matrimoniais de Isabel, a Católica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

3.
VAZ, Alcides C.; MARTINS, E. C. R.; SARAIVA, J. F. S.. Participação em banca de Luiz Gustavo Aversa Franco.A política de segurança e defesa comum: segurança e defesa da União Europeia após o Tratado de Lisboa. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

4.
GUIMARAES, J. O. N.; Brea, G.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Lisiane Maria Matesco Aguiar.Hannah Arendt e a história do jogo de compromisso e de afastamento em relação ao mundo. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

5.
ROCHA, E. S.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Stella Menegucci Nogueira de Freitas.A americanização do Brasil durante a 2a. Guerra Mundial através de Hollywood. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

6.
ROCHA, E. S.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Natália Maria Félix de Souza.Poder e estratégia no pós-guerra fria: a mídia e a construção social da realidade em um mundo sem forma. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
ROCHA, E. S.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Fernando Réveilleau Teixeira.Uma análise discursiva-ideológica da UNCTAD e do UNHCR. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
BARBOSA, A. J.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Diego Emlio Romero Rovaris.O debate Goldhagen: origens, dinâmica e resultados. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

9.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, D. A.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Guilherme Neris dos Santos Losilla.Vivendo a utopia - entre a teoria e a prática do anarquismo. Espanha, décade de 1930. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

10.
CABRERA, J.; PAINE, S. R.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Antonio Luis Costa Vargas.Preâmbulo a um estudo do idealismo alemão como filosofia livre: a fundamentação do sistema kantiano na razão. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade de Brasília.

11.
ROCHA, E. S.; MARTINS, E. C. R.; Portugal, Ana Raquel. Participação em banca de Mila Ferraz Cunha Vilalva Dezan.Simbologia política nas Relações Internacionais: o cinema contemporâneo e sua relação com a construção da identidade na África. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

12.
ROCHA, E. S.; MARTINS, E. C. R.; ONUKI, J.. Participação em banca de Sabrina Soares.Nos bastidores do cenário internacional: a influência cultural na deflagração da guerra no Iraque. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

13.
MARTINS, E. C. R.; DOBRORUKA, V. C. R. A.; BARBOSA, A. J.. Participação em banca de Mayra Alice Cunha Valverde de Morais.Será a comunicação possível? Alguns aspectos a respeito do tempo e das relações de encontro entre os homens sob a ótica de E. M. Cioran. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

14.
VIOLA, E. J.; MARTINS, E. C. R.; KRAMER, P.. Participação em banca de Túlio Sousa Borges de Oliveira.Leo Strauss, os straussianos, e o estudo e a prática da política internacional. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

15.
MARTINS, E. C. R.; GUIMARAES, J. O. N.; Brea, G.. Participação em banca de Daniel Barbosa Cardoso.Martin Heidegger e a aparente evidência do conceito de História. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

16.
SARAIVA, J. F. S.; BARBOSA, A. J.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Guilherme Costa Gomes.Entre dois grandes: a política externa do Império Russo de Pedro, o Grande, a Catarina, a Grande, 1694-1796. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

17.
KIRSCHNER, T. C.; MARTINS, E. C. R.; GUIMARAES, J. O. N.. Participação em banca de Thiago Moutinho Atala Neto.Sociabilidade e alteridade na construção da natureza humana em David Hume. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

18.
ROCHA, E. S.; NEVES FILHO, A.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Marina Prado Galuppo Martins.A disparidade entre o discurso da ONU para legitimar as intervenções humanitárias e a realidade do Haiti. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

19.
ROCHA, E. S.; AGGIO, A.; MARTINS, E. C. R.. Participação em banca de Paula Ditzel Facci.A atuação da ONU nos processos de reconstrução de países: a questão cultural no Timor Leste. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MARTINS, M. C. Bohn; WASSERMAN, Cláudia; SAUTTER, Frank T.. Promoção a Classe E - UFSM Maria Medianeira Padoin. 2018. Universidade Federal de Santa Maria.

2.
CARVALHO, Eugênio R. de; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; RIBEIRO, Maria E. S. R. C.; AGGIO, A.. Pormoção a Classe E - UFG: Libertad Borges Bittencourt. 2018. Universidade Federal de Goiás.

3.
ROCHA, Leandro M.; THEODORO, Janice; GUTIERREZ, Horacio; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Promoção à Classe E - Professor titular (UFG - FH - Eugênio Rezende de Carvalho). 2016. Universidade Federal de Goiás.

4.
NEVES, Clarissa E. Baeta; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; FICO, C.; ARAUJO, Cícero R. R. de. Concurso publico para professor titular-livre (História/Humanidades). 2015. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

5.
CHAUL, Masr; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; FLORES, Bernardete; FRÓES, Vânia. Promoção à classe E - professor titular; Universidade Federal de Goiás. 2015. Universidade Federal de Goiás.

6.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; COMAS, C. E. D.; LOSCHIAVO, M. C.. Promoção à classe E - Professor Titular (FAU/UnB: Sylvia Ficher). 2015. Universidade de Brasília.

7.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; REGNER, A. C. K. P.; SOUZA FILHO, D. M.; DUTRA, L. H.. Promoção à Classe E - Professor Titular (UnB/FIL - Paulo César Coelho Abrantes). 2015. Universidade de Brasília.

8.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; FICO, C.; FURTADO, Júnia; NEVES, Lucia M. B.Pereira das. Promoção à Classe E Professor Titular (UnB-História - Tereza Cristina Kirschner). 2015. Universidade de Brasília.

9.
BORGES NETO, J.; SILVEIRA, J. F.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; NEVES, Lucia M. B.Pereira das. Promoção à Classe E - Professor Titular (UFPR/História - Fátima Regina Fernandes Frighetto. 2015. Universidade Federal do Paraná.

10.
BECKER, J. L.; MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; TAMBARA, Elomar; SEITENFUS, Ricardo; TURATO, Egberto; OLIVEIRA, Valeska F. de. Promoção à classe(E) de professor titular na Univ. Fed. de Santa Maria. 2014. Universidade Federal de Santa Maria.

11.
MARTINS, E. C. R.; MARCONDES, Ciro; FREITAG, Barbara; ALMEIDA, Regina; MEDINA, Cremilda. Teorias e epistemologia da Comunicação. 2010. Universidade de Brasília.

12.
ARRUDA, M. Arminda N.; BENZAQUEM, Ricardo; MARTINS, E. C. R.; FREITAG, Barbara; MICELI, Sérgio. Sociologia da cultura. 2009. Universidade de São Paulo.

Concurso público
1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; MOREIRA, F. D.; MARQUES, S. M.. Teoria e História da Arquitetura. 2016. Universidade de Brasília.

2.
CANAVARROS, Otávio; RODRIGUES, Cândido M.; MARTINS, E. C. R.. História moderna e contemporânea. 2011. Universidade Federal de Mato Grosso.

3.
BARATA, Alexandre; ARAUJO, Valdei; MARTINS, E. C. R.. Introdução ao Estudo da História, Metodologia da História, História e Interdisciplinaridade. 2011. Universidade Federal de Juiz de Fora.

4.
ARAUJO, Valdei; MARTINS, E. C. R.; TURIN, Rodrigo. Teoria e Filosofia da História. 2011. Universidade Federal de Ouro Preto.

5.
NEVES, Lucia M. B.Pereira das; MARTINS, E. C. R.; MARTINS, William de S.. História moderna e contemporânea. 2011. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
CORDEIRO, Ivone; LUCAS, Meize; MARTINS, E. C. R.. Teoria e metodologia da História. 2010. Universidade Federal do Ceará.

7.
MARTINS, E. C. R.; NEVES, Lucia M. B.Pereira das; VAINFAS, R.. Concurso público para professor adjunto (História Moderna) - UnB. 2010. Universidade de Brasília.

8.
ALBIERI, Sara; GONÇALVES, Márcia A.; MALATIAN, Teresa M.; GRESPAN, J.; MARTINS, E. C. R.. Concurso público para professor doutor (Metodologia e Teoria da História) - USP. 2010. Universidade de São Paulo.

9.
COSTA, W. P.; D'ALÉSSIO, Márcia M.; FRANZINI, Fábio; LEWKOWSKI, I.; IUMATTI, Paulo T.; MARTINS, E. C. R.. Teoria da História (Professor Adjunto) - UNIFESP/Guarulhos. 2010. Universidade Federal de São Paulo.

10.
MARTINS, E. C. R.; FICO, C.; ALBUQUERQUE JR, Durval M.; DAHER, A.; HANSEN, J. A.. Concurso público para professor adjunto (Teoria e Metodologia da História) - UFRJ. 2009. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

11.
MARTINS, E. C. R.; NEVES, Lucia M. B.Pereira das; BICALHO, M. F.. Concurso público para professor adjunto (História Moderna) - UnB. 2009. Universidade de Brasília.

12.
MARTINS, E. C. R.; ALBIERI, Sara; GONÇALVES, Márcia A.. Concurso público Teoria e Metodologia da História (professor adjunto) - UnB. 2009. Universidade de Brasília.

13.
ALMEIDA, J.; KARNAL, Leandro; MARTINS, E. C. R.. Concurso público para professor adjunto 1 (História da América) - UnB. 2008. Universidade de Brasília.

14.
GLEZER, Raquel; ALBIERI, Sara; ALBUQUERQUE JR, Durval M.; MARTINS, E. C. R.; GONÇALVES, Márcia A.. Concurso público para professor doutor (Teoria da História) - USP. 2008. Universidade de São Paulo.

15.
BERBERT JR, C. O.; SALOMON, Marlon; MARTINS, E. C. R.. Concurso público para professor adjunto (Teoria e metodologia da História) - UFG. 2008. Universidade Federal de Goiás.

16.
MARTINS, E. C. R.; ANDRADE, J. E. B.; MEDEIROS, M. B.. Banca de acesso a professor associado. 2008. Universidade de Brasília.

17.
MARTINS, E. C. R.; MACIEL, L. A.; ALMEIDA, P. R.. Concurso público para provimento de vaga de professor doutor (adjunto). 2006. Universidade Federal de Uberlândia.

18.
MARTINS, E. C. R.; GUIMARAES, M. L. S.; FICO, C.; BRESCIANI, M. S. M.; PETERSEN, S.. Concurso público para provimento de vaga de professor adjunto (Teoria da história). 2006. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

19.
MARTINS, E. C. R.; D'ALÉSSIO, Márcia M.; GLEZER, Raquel; GRESPAN, J.; BEZERRA, H.. Concurso público para professor doutor (Teoria da História). 2004. Universidade de São Paulo.

20.
MARTINS, E. C. R.; GOMES, Nelson G.; FERREIRA, J.. COncurso público para professor adjunto 1 (Filosofia e História da Ciência). 1987. Universidade de Brasília.

Livre docência
1.
FREITAS, Marcos Cezar; MARTINS, E. C. R.; DELGADO, Lucília; DE LUCA, Tania R.; PRADO, Maria Lígia; COSTA, W. P.. História e historiografia - inquietações em torno do conhecimento histórico. 2011. Universidade Federal de São Paulo.

2.
GLEZER, Raquel; SALIBA, Elias Thomé; Guimarães, Lucia M. Paschoal; ALBUQUERQUE JR, Durval M.; MARTINS, E. C. R.. Livre docência (Teoria da História). 2009. Universidade de São Paulo.

3.
MANOEL, Ivan A.; HARDMAN, Francisco F.; MALATIAN, Teresa M.; MARTINS, E. C. R.; Reis F. Daniel Aarão. Subjetividades comunistas. 2008. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Outras participações
1.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE; ARAUJO, A. G. M.; ASSIS, A. A. O.. Seleção simplificada para Professor Visitante de Teoria e Metodologia da História. 2016. Universidade de Brasília.

2.
MARTINS, ESTEVÃO C. DE REZENDE. Comitê Científico do IV Simpósio de Relações Internacionais e Comércio Exterior. 2014. Universidade de Ribeirão Preto.

3.
ROCHA, A. J. Ramalho da; SATO, Eiiti; MARTINS, E. C. R.. A evolução dos indicadores econômicos dos países da zona euro e a percepção de risco dos investidores internacionais na Europa entre 2000 e 2011. 2012. Universidade de Brasília.

4.
SILVA, L. S. D.; PALACIOS, J. G. A.; MARTINS, E. C. R.. Da historicidade no conceito de antirrepresentacionalismo de Richard Rorty: da epistemologia à hermenêutica (1972-1979). 2012. Universidade Federal de Goiás.

5.
VAZ, Alcides C.; Carvalho-Pinto, V.; MARTINS, E. C. R.. A influência da religião na política internacional de 1979 a 2010. 2011. Universidade de Brasília.

6.
VAZ, Alcides C.; ROCHA, A. J. Ramalho da; MARTINS, E. C. R.. Semiótica da segurança regional. 2011. Universidade de Brasília.

7.
MARTINS, E. C. R.; MACIEIRA, F.; MOURÃO, Santiago; FELÍCIO, J. E.; JAGUARIBE, R.; PEREZ, A. C.; MOURÃO, G.; CASSIANO, E.. Tese de conclusão LVI Curso de Altos Estudos - Instituto Rio Branco. 2011. Instituto Rio Branco.

8.
MILOVIC, Miroslav; MARTINS, E. C. R.; RUFINONI, Priscila. Autoritarismo, sofrimento e perdão: significação da ação política do regime militar no Brasil e da anistia. 2010. Universidade de Brasília.

9.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, L. S. D.; ASSIS, A. A. O.. Fundamentação das ciências da cultura: investigações originário-fenomenológicas da hermenêutica. 2010. Universidade de Brasília.

10.
MARTINS, E. C. R.; SILVA, L. S. D.; ASSIS, A. A. O.. Responsabilidade histórica e direitos humanos. 2010. Universidade de Brasília.

11.
DÖPCKE, Wolfgang; MARTINS, E. C. R.; OLIVEIRA, Ione. Weltanschauung: significações hitleristas acerca do cristianismo. 2010. Universidade de Brasília.

12.
ROCHA, A. J. Ramalho da; MARTINS, E. C. R.; JATOBÁ, Daniel. Teoria neorrealista: entre o progresso científico e a reificação da conduta política. 2010.

13.
SARAIVA, J. F. S.; BARBOSA, A. J.; MARTINS, E. C. R.. Banca de qualificação de mestrado. 2009. Universidade de Brasília.

14.
SCHLEE, A. R.; MARTINS, E. C. R.. Banca de qualificação de mestrado. 2009. Universidade de Brasília.

15.
ALMEIDA, J.; BRITO, E. Z. C.; MARTINS, E. C. R.. Exame de qualificação de mestrado. 2008. Universidade de Brasília.

16.
PERARO, Maria Adenir; PENNA FILHO, Pio; COSTA, M. F.; MARTINS, E. C. R.. Relações na tríplice fronteira: a Bolívia no contexto da "Guerra Grande" (1865-1868). 2008. Universidade Federal de Mato Grosso.

17.
GUSMÃO, Luís de; MARTINS, E. C. R.; ARAUJO, C. E. P.. Bourdieu, analista de Flaubert. 2008. Universidade de Brasília.

18.
Guimarães, Lucia M. Paschoal; MARTINS, E. C. R.; SUPPO, Hugo R.. A presença brasileira nas comemorações centenárias de Portugal em 1940. 2008. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

19.
LESSA, A. C.; SATO, Eiiti; MARTINS, E. C. R.. A institucionalização acadêmica do ensino de Relações Internacionais no Brasil: sentido, dinâmica e perspectivas (1974-2008). 2008. Universidade de Brasília.

20.
MARTINS, E. C. R.; SARAIVA, J. F. S.; BARBOSA, A. J.. Turbulência política interna e política externa no governo Castello Branco (1964-1967). 2008. Universidade de Brasília.

21.
MARTINS, E. C. R.. Comitê Multidisciplinar de Cooperação Internacional Bilateral. 2007. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

22.
MARTINS, E. C. R.; VOGT, C. A.. Cooperação com a Universidade de Salamanca: Centro de Estudos Brasileiros. 2007. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

23.
DOBRORUKA, V. C. R. A.; PAINE, S. R.; MARTINS, E. C. R.. Setedias para a ciaçãodo mundo, sete eras para a História: a divisão septenária da História em Agostinho de Hipona. 2007. Universidade de Brasília.

24.
KIRSCHNER, T. C.; BERBERT JR, C. O.; MARTINS, E. C. R.. Relações entre linguagem e História: Hayden White e Reinhardt Koselleck. 2007. Universidade de Brasília.

25.
MARTINS, E. C. R.. Comitê Multidisciplinar de Cooperação Internacional Bilateral. 2006. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

26.
MARTINS, E. C. R.; SERPA, E. C.; ALENCAR, M. A. G.. Exame de qualificação de mestrado. 2006. Universidade Federal de Goiás.

27.
SANTOS, M. H. C.; CARVALHO, M. I. V.; PROCOPIO, A.; SARAIVA, J. F. S.; MARTINS, E. C. R.. Comissão de Seleção para o Doutoramento em Relações Internacionais. 2006. Universidade de Brasília.

28.
MARTINS, E. C. R.; BETHELL, L.. Cooperação com a Universidade de Oxford: Centro de Estudos Brasileiros. 2006. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
70th Conference of the International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. Political Infidelity and Disloyalty. The diruption of politcal parties in Brazil (2015-2018). 2018. (Congresso).

2.
I Seminário de Estudos Históricos da UFPR.História: aprender o quê, por quê e para quê?. 2018. (Seminário).

3.
What are Historians Doing: Practice and Pragmatics of History Writing. Experience, Reflection, Measure: The Pragmatic Concept of Time for and of Historians. 2018. (Congresso).

4.
69ème Congrès Internationale pour l'Histoire des Assemblées d'État. La déstitution de la Présidente du Brésil en 2016: le débat autour de la thèse du coup d'État parlementaire. 2017. (Congresso).

5.
Aula Magna 2017 - 60 Anos do IFCH e da FED/UPF.Conjuntura internacional: problemas e desafios contemporâneos. 2017. (Outra).

6.
II Colóquio Internacional de Educação Histórica.Memória, História, Identidade e Trauma. 2017. (Simpósio).

7.
Theorizing Historical Culture. Historical Culture, Historical Consciousness, and Historical Education. 2017. (Congresso).

8.
XVII Congresso Internacional Jornadas de Educação Histórica. Desafios da Educação Histórica. 2017. (Congresso).

9.
XVII Congresso Internacional Jornadas de Educação Histórica. Teoria e filosofia da História: contribuições para o ensino de História. 2017. (Congresso).

10.
16as Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Sentido e racionalidade. O caminho à narrativa historiográfica. 2016. (Congresso).

11.
68th Conference of the International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. Parlement de les iilles Balears. 2016. (Congresso).

12.
8èmes Entretiens Européens d'Enghien. 2016. (Seminário).

13.
Ehrenkolloquium zur goldenen Promotion Jörn Rüsens in Köln.Geschichte machen, Geschichte schreiben, Geschichte lehren. 2016. (Simpósio).

14.
Europa, Atlântico, Mundo. Mobilidades, Crises, Dinâmicas Culturais. Europa: ideia, cultura projeto - 'europeidade' como proposta e como projeto. 2016. (Congresso).

15.
Projeto Bildung. Ciclo de Humanidades.O ensino médio e a formação humana: disciplina militar ou formação humanista?. 2015. (Simpósio).

16.
Research Excellence in a Globalised World - Experiences and Challenges from a Brazilian-German Perspective.Modernisation of Government. 2015. (Simpósio).

17.
XXVIII Simpósio Nacional de História. Diálogos contemporàneos: História, verdade e ética. 2015. (Congresso).

18.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Simpósio temático: Pesquisa histórica e relevância social da historiografia: interesse, continuidade e responsabilidade como problemas para o historiador do século 21. 2015. (Simpósio).

19.
3rd Europe Day Conference. The boldness of the 2004 enlargement - a rewarding challenge. 2014. (Congresso).

20.
8o. Seminário Brasileiro de História da Historiografia. Narratives, history, theory and historiography in comparative perspective. 2014. (Congresso).

21.
IV Simpósio de Relações Internacionais e Comércio Exterior.Projeto e papel da integração europeia em um mundo multipolar: desafios e perspectivas no século 21. 2014. (Simpósio).

22.
VII Seminário de Educãção História do LAPEDUH.Educação História: teoria, historiografia e pesquisa. 2014. (Seminário).

23.
XIV Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Narrativa histórica, narrativa historiográfica. 2014. (Congresso).

24.
6o. Seminário Brasileiro de Educação Histórica.Epistemologia e Educação Historica. 2013. (Seminário).

25.
7o. Seminário Brasileiro de História da Historiografia. Alemanha, Brasil: historiografias, identidades. 2013. (Congresso).

26.
Historians as Engaged Intellectuals. Historical Writing and Social Cristicism.Social Responsibiliy of Historians. 2013. (Seminário).

27.
ICHTH Dissertation Prize 2013.Avaliação de teses de doutorado do Prêmio de Teses da International Commission for the History and Theory of Historiography. 2013. (Outra).

28.
II. Conferência de Relações Exteriores.Pensamento diplomático brasileiro: a Primeira República. 2013. (Seminário).

29.
II. Seminário Internacional de Diálogos Culturais em Santa Maria.HISTORIOGRAFIA CRÍTICA Esclarecimento e emancipação em tempos de neonacionalismos. A Escola de Frankfurt e as metamorfoses da História. 2013. (Seminário).

30.
Parcerias Estratégicas do Brasil: a construção do conceito e as experiência em uso.Parcerias almejadas : política externa, segurança, defesa e história na Europa. 2013. (Seminário).

31.
XIII Jornadas Internacionais de Educação Histórica. História: consciência, pensamento, cultura, ensino. 2013. (Congresso).

32.
1st Conference of the International Research Association for History and Social Sciences. Les enjeux interdisciplinaires de l'apprentissage historique. 2012. (Congresso).

33.
Historical Studies and Humanism. An Intercultural Perspective. Paradigms and Models. Convergence and Conflicts. Latin Americam Historiography and Europe in the 20th Century. 2012. (Congresso).

34.
I Fórum de Licenciatura, Docência e Pesquisa/II Encontro PIBID:Vivências da iniciação à docência.Cultura histórica e ensino de História. 2012. (Simpósio).

35.
62o. Congresso da International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. Représentation parlementaire et centralisme éxécutif au Brésil. 2011. (Congresso).

36.
Annual Congress of the International Commission for the Theory and History of Historiography. Social Responsibility of Historians. 2011. (Congresso).

37.
IX. Seminário de Pesquisa em História da Universidade Federal do Ceará.Tempo, memória e história consignada. 2011. (Seminário).

38.
XXVI Simpósio Nacional de História. 096. Metahistória: ação humana e produção do conhecimento histórico.. 2011. (Congresso).

39.
4o. Simpósio Nacional de História da Historiografia. Simpósio temático: Teoria da História. 2010. (Congresso).

40.
61st Conference of the International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. Direction/Editorial Board/General Business Meetings. 2010. (Congresso).

41.
Le Brésil, future grande puissance? Relations internationales du Brésil au 21ème siècle. Bilan des gouvernements Lula.La vie politique du Brésil au 21ème siècle. 2010. (Seminário).

42.
X. Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Consciência histórica e práxis educativa. 2010. (Congresso).

43.
2o. Dia Internacional da Democracia.Democracia na Europa: 1789 - 1989 - 2009. 2009. (Simpósio).

44.
60th Conference of the International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. A rivalidade entre Legislativo e Executivo no Brasil desde 1946. 2009. (Congresso).

45.
Antonio Marongiu e la storia delle istituzioni parlamentari. Le rivalità tra i poteri e la legittimità rappresentativa nel Brasile contemporaneo.. 2009. (Congresso).

46.
IX Semana de História (UFS Aracaju). A contribuição dos Annales para a Teoria da História. 2009. (Congresso).

47.
Seminário de Reflexão sobre Epistemologia da História e Investigação em Educação Histórica Consciência Histórica e Educação Histórica: Diálogos Possíveis.What does historical consciousness mean?. 2009. (Seminário).

48.
1o Seminário Nacional de Teoria da História e Historiografia.Memória, cultura e política: o efeito bumerangue de 1968. 2008. (Seminário).

49.
59th Congress of the International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions. Vent'anni della Costituzione brasiliana (1988-2008): un Parlamento alla ricerca di sè. 2008. (Congresso).

50.
A Corte nos trópicos: o bicentenário da vinda da Família Real Portuguesa ao Brasil.A Corte nos trópicos: o bicentenário da vinda da Família Real Portuguesa ao Brasil. 2008. (Outra).

51.
Aula Inagural do Ano Acadêmico de 2008 da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia.Veritas filia temporis? O problema do critério de verdade e a distinção entre teoria e filosofia da história. 2008. (Outra).

52.
Aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Londrina.Tempo e verdade. A questão do critério de verdade no conhecimento histórico. 2008. (Outra).

53.
Brasil 1968-2008.40 anos de Sessenta e oito. 2008. (Seminário).

54.
Contextos e repercussões da história colonial brasileira (II Colóquio Nacional de História no Vale do Iguaçu). A exemplaridade da história: prática e vivência do ensino. 2008. (Congresso).

55.
Redes de poder e relações culturais.Afinidades Atlânticas II: a inauguração da "Sala do Brasil" na Universidade de Coimbra. 2008. (Oficina).

56.
Teorias e conceitos de Relações Internacionais: perspectivas nacionais e regionais.Ásia, África e América Latina. 2008. (Seminário).

57.
1o. Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.A dimensão cultural da ordem internacional contemporânea. 2007. (Encontro).

58.
58th Conference of the International Commission for the History of Parliaments and Representative Institutions. The desired Constitution: remembrance of the authorian rule and the hope of overcoming the crisis: the Brazilian process of making the Constitution 1986-1988. 2007. (Congresso).

59.
A lusofonia nas relações Portugal-Brasil.Cultura política, regimes políticos, parlamentos e política externa. 2007. (Seminário).

60.
IV Encontro da ANPUH/DF.Tempo e memória: a constituição social da lembrança e do esquecimento. 2007. (Encontro).

61.
The making of Parliaments in 20th Century Europe and America. Parliaments in the Americas: transatlantic political culture and parliamentary institutions. 2007. (Congresso).

62.
VI Semana de História da Anpuh-GO - Jussara/I Semana de História da UEG Jussara.História e Didática da História. 2007. (Encontro).

63.
Wissenschaftlermigrations - Wissenschaftsinternationalisierung.Internationalsierung der Wissenchaft - Nationale Förderinteressen. 2007. (Simpósio).

64.
XXIV Simpósio Nacional de História.Simpósio Temático: História e historiografia - teora e prática contemporâneas. 2007. (Simpósio).

65.
XXIV Simpósio Nacional de História - História e multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos.Tempo e memória: a construção social do passado na História. 2007. (Simpósio).

66.
II Congreso Internacional de Filosofía de la Historia. O enigma do passado. 2006. (Congresso).

67.
Lembrar ou punir. Como lidar com regimes autoritários..Tempo e memória: a construção social da memória e do esquecimento. 2006. (Seminário).

68.
Mare Oceanus - Atlântico, espaço de diálogos. A revolução atlântica: fronteira ou traço de união?. 2006. (Congresso).

69.
Présidence forte - parlement faible: les chocs et les alliances entre Exécutif et Législatif au Brésil depuis 1946. 57o. Congresso da Comissão Internacional de História dos Parlamentos. 2006. (Congresso).

70.
XV Encontro Regional de História ANPUH-MG.O caráter relacional do conhecimento histórico. 2006. (Encontro).

71.
20th International Congress of Historical Sciences. Human Rights: a critical approach from a historical perspective. 2005. (Congresso).

72.
20th International Congress of Historical Sciences.Representante do Brasil na Assembléia Geral do Comitê Internacional de Ciências Histórias. 2005. (Outra).

73.
55th Conference of the International Commission on History of Representative and Parliamentary Institutions.New Perspectives on Parliamentary History. 2005. (Simpósio).

74.
56th Conference of the International Commission of the History of Representative and Parliamentary Institutions. Political culture in the Brazilian parliamentary praxis 1945-1964. 2005. (Congresso).

75.
Mundo transtornado, mundo transformado: 60 anos após o fim da 2a. Guerra Mundial.Mundo transtornado, mundo transformado: 60 anos após o fim da 2a. Guerra Mundial. 2005. (Seminário).

76.
Scientific Assembly of the Commission of History of International Relations;. Pouvoir, nation et ordre international : l?après 1989. 2005. (Congresso).

77.
Historical Studies: Disciplines and Discourses. European paradigms and models in the Latin American Historiography (20th century). 2004. (Congresso).

78.
Teoria e método em História: Seminário regional do GT de Teoria e Metodologia da ANPUH em Goiânia e Brasília.Teoria e método em História: Seminário regional do GT de Teoria e Metodologia da ANPUH em Goiânia e Brasília. 2004. (Encontro).

79.
53o. Congresso Anual da Comissao de História dos Parlamentos. Systèmes parlementaires en Amérique Latine. 2003. (Congresso).

80.
IV Simpósio Estados Americanos.Política externa, tensões internacionais e desequilíbrios de poder: uma agenda ética. 2003. (Simpósio).

81.
XXIII Reunião Anual da SBPH. Relações culturais e científicas do Brasil no intercâmbio internacional. 2003. (Congresso).

82.
XXII Simpósio Nacional de História.Cultura histórica e narrativa. 2003. (Simpósio).

83.
22a Reunião Anual da SBPH. História das Relações Internacionais - Novas abordagens. 2002. (Congresso).

84.
A Sociedade do Conhecimento e as Novas Dimensões do Público e do Privado.A Sociedade do Conhecimento. 2002. (Encontro).

85.
II Seminário de Teoria e História da Ciência.Tipologia historiográfica contemporânea. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MARTINS, E. C. R.; Saraiva, Miriam G. . Brasil-União Européia-América do Sul. Anos 2010-2020. 2008. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Solène Marié. Eixos regionais e integração cultural: o caso da cooperação cultural e das identidades transfronteiriças entre Brasil-Argentina e França-Alemanha (1980-2015). Início: 2016. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Carlos Fico da Silva Jr. Início: 2018. Universidade de Brasília.

2.
Denise Rollemberg Cruz. Início: 2018. Universidade de Brasília.


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rebeka Leite Costa. A Igreja Católica e as independências do Vice-Reino do Rio da Prata (1810-1825). 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

2.
Angélica Szucko. IDENTIDADE EUROPEIA E O PROCESSO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL. 2015. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

3.
Arthur Betti Rocco. Processo decisório da União Europeia: um estudo sobre o pacote Clima/Energia 2020. 2015. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

4.
Leonardo Augusto Peres. Genocídio como problema internacional contemporâneo: um estudo do caso sudanês. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

5.
Márcio César Barbato de Oliveira. Identidades, política e poder no Extremo Ocidente. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

6.
Walkiria Oliveira Silva. Alemanha Secreta: Biografia e História no Círculo de Stefan George.. 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

7.
Laura Lyrio Gonçalves. O agrário na contemporaneidade: as políticas fundiárias do Banco Mundial no Brasil de 1975 a 2010 e a atuação da Via Campesina. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

8.
Bruno Theodoro Luciano. DEMOCRATIZANDO A INTEGRAÇÃO? ELEIÇÕES DIRETAS NO PARLAMENTO EUROPEU E NO PARLAMENTO DO MERCOSUL. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

9.
Marcos Aurélio Santiago Françozo. Análise da questão da subsidiariedade sob o prisma da ordem internacional: um estudo a partir do caso europeu. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

10.
Tchella Fernandes Maso. O Banco Mundial e sua atuação na educação brasileira em tempos de transição. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

11.
Janira Trípodi Borja. A dimensão cultural dos processos de integração - o caso Mercosul. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

12.
Johnny Roberto Rosa. Responsabilidade histórica e direitos humanos. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

13.
Rodrigo Silva Fernandes. Fundamentação em ciências da cultura: investigações originário-fenomenológicas da hermenêutica. 2009. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

14.
Rodrigo Marquez de Oliveira. A teoria da escrita histórica em Hayden White. Do Meta-História ao Realismo0 Figural.. 2008. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

15.
Gustavo da Frota Simões. Turbulência política interna e política externa no Governo Castello Branco (1964-1967). 2008. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

16.
Sérgio Gomes e Silva. A CONCEPÇÃO DE DEUS E SUA FUNÇÃO EM A RELIGIÃO NOS LIMITES DA SIMPLES RAZÃO DE IMMANUEL KANT.. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

17.
Ana Carolina Barbosa Pereira. Que objetividade para a ciência da História? O Índio Brasileiro e a Revolução Francesa, de Afonso Arinos de Melo Franco, à luz das teorias de Jörn Rüsen e Hayden White. 2007. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

18.
Anamaria Diniz Batista de Aguiar Teixeira. Goiânia de Attílio Corrêa Lima (1932-1935). Ideal estético e realidade política.. 2007. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

19.
Ana Paula de Almeida Kobe. A seleção dos diplomatas brasileiros entre 1870 e 1945: dos salões aos exames de admissão. 2007. Dissertação (Mestrado em Instituto Rio Branco Mre) - Ministério das Relações Exteriores - DF, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

20.
Julia Faria Camargo. Ecos do fragor: a invasão do Iraque em 2003. A mídia internacional e a imprensa brasileira. 2006. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

21.
Mariana Bertol Carpanezzi. É preciso palavras para construir o silêncio: o genocídio de Ruanda no discurso oficial do Conselho de Segurança das Nações Unidas. 2006. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

22.
Maitê de Souza Schmitz. Independência e imparcialidade dos juízes internacionais: análise dos votos dos juízes nacionais ou indicados pelas partes em casos na Corte Internacional de Justiça. 2006. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

23.
José Alberto Grisi Dantas. Universalidade ou relativismo? Direitos humanos e missões de paz da ONU na década de 1990: o caso da Bósnia-Herzegovina. 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

24.
Lalisa Dittrich Froeder. O debate teórico e a opinião pública sobre multiculturalismo na União Européia no pós-11 de setembro. 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

25.
Arthur Oliveira Alfaix Assis. O que fazem os historiadores, quando fazem história? A teoria da história de Jörn Rüsen e. 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

26.
Thiago C. Dória de Menezes. Educação e história: Platão e Rousseau. 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

27.
Carolina da Cunha Rocha. Chama da fé, luz da razão: o ideário de Frei Servando Tereza de Mier no contexto das independências hispano-americanas. 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

28.
Simone Cristina Schmaltz de Rezende. A criação da capitania de Goiás e as relações de poder na colônia e com a metrópole. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

29.
José Atanásio de Souza Filho. O cenário social do movimento abolicionista na cidade de Goiás entre 1870 e 1888. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

30.
Fábio Santiago Santa Cruz. Irmãs e rivais. Resistências paraibanas à influência do Recife 1870-1889.. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

31.
Gabriela Lafetá Borges. Lei e virtude na história. O papel do legislador no pensamento de Rousseau. 2002. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

32.
Marcos Torres de Araújo. A lei, o ídolo e o pastor. 1999. 0 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

33.
MARCOS DE CAMARGO VON ZUBEN. A idéia de história como progresso necessário em Kant. 1999. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

34.
SILVANA ROMANCINI SILVA. Politica Externa Brasileira Para Os Paises Arabes de 1974 A 1984. 1988. Dissertação - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

35.
LUIZ SERGIO DUARTE DA SILVA. Discurso e Pratica Liberal Nos Anos Trinta: O Enigma dos Aneis e dos Dedos.. 1988. Dissertação - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

36.
DORA BEATRIZ SANTOS CARDOSO. O Plano de Metas do Governo Kubitschek e Sua Repercussao Politica.. 1987. Dissertação - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

37.
MARIA CRISTINA ABDU EL-MOOR. A Consolidacao da Republica e Os Atos de Excecao: A Intervencao No Rio Grande do Sul (1893-1895). 1987. Dissertação - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

38.
MARIA CARMEM CORTES MAGALHAES. O Mecanismo das "Comissoes Verificadoras de Poderes" (Estabilidade e Dominacao Politica 1894-1830). 1986. Dissertação - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

39.
LEDENICE DAMASIO DA SILVA. Os Processos de Inserção e Rejeição Sócio-Econômica do Negro: uma contribuição para a história de Cantagalo. 1980. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

Tese de doutorado
1.
Walkíria Oliveira Silva. O historiador é o protetor da Bildung: Friedrich Gundolf e a dimensão formativa da História (1890-1930). 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

2.
Luiz Fernando Castelo Branco Rebello Horta. Realismo e Guerra Fria: a construção das Relações Internacionais. 2014. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

3.
Thaís Silva Menezes. Refúgio e soberania: tensões na política internacional relativa aos refugiados (de 1949 a 2016). 2013. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

4.
Aline Contti Castro. Política de Coesão Européia em Portugal e na Irlanda (2000-2006): um estudo de caso de sua concepção, prática, avanços e recuos.. 2012. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

5.
Vivian Patricia Peron Vieira. OS EFEITOS DA COMUNICAÇÃO DIGITAL NA DINÂMICA DO ATIVISMO TRANSNACIONAL: UM ESTUDO SOBRE AL-QAEDA, WIKILEAKS E PRIMAVERA ÁRABE. 2012. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

6.
Flávia Lemos Mota de Azevedo. H.R. Immerwahr e François Hartog leitores de Heródoto: história, antropologia e narrativa. 2012. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

7.
Fábio Amaro da Silva Duval. Movimentos e Políticas Indigenistas nos Países Amazônicos no marco da Convenção 169 da OIT: atores, instituições e processos.. 2011. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

8.
Felipe Kern Moreira. A construção teórica do conceito de legitimidade no direito internacional: a inaplicabilidade da norma fundamental da teoria pura do Direito de Hans Kelsen. 2009. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

9.
Flavio Elias Riche. Paradigmas, teorias, conceitos. O uso de instrumentos analíticos nas Relações Internacionais. 2009. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

10.
Camila Serrano Giunchetti. Globalização e Proteção do Ser Humano: a Atuação da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Presídio Urso Branco (Porto Velho ? RO) e as Possibilidades Abertas pelo Instituto das Medidas Provisórias. 2009. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

11.
Ana Carolina Barbosa Pereira. ?Tempo Histórico? e construção histórica de sentido: o que há de universal e o que há de particular?. 2009. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

12.
Adrianna Cristina Lopes Setemy. Punhos de renda com abotoaduras de chumbo: o Itamaraty no processo de estruturação e institucionalização da atividade de informações no Brasil (1927-1990). 2009. Tese (Doutorado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

13.
Regina da Cunha Rocha. Parlamento e política exterior na República (1889-1930): da sombra à luz, uma história politica. 2009. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

14.
Daniel Oppermann. Governança multisetorial e o processo de governança da internet. Um estudo de caso sobre crime cibernético e filtros da internet entre 1990 e 2010.. 2007. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

15.
Matheus Passos Silva. Nação e identidade na Rússia contemporânea. 2006. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

16.
Maria Izabel Barboza de Moraes Oliveira. A imagem do príncipe pacífico em prol do fortalecimento da monarquia absolutista, nos textos de Bossuet. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

17.
Adrina Iop Bellintani. O Exército Brasileiro e a Missão Militar Francesa: instrução, doutrina, organização, modernidade e profissionalismo (1920-1940).. 2005. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

18.
Luís Correa Lima. Fernand Braudel e o Brasil. Vivência e brasilianismo 1935-1945. 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

19.
Eliesse dos Santos Teixeira Scaramal. Fenomenologia de uma barbárie: a abjeção ao migrante haitiano no Caribe. 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

20.
Fábio Santiago Santa Cruz. EM BUSCA DA CONCILIAÇÃO - Idéias Políticas no Império do Brasil (1831-1853). 2004. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

21.
Christiane Marques Szesz. Uma história intelectual de Ariano Suassuna: apropriações e leituras. 2003. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

22.
Cristina Angela Retta Sivolella von Römer. Los Palestinos: historia de una guerra sin fin y de una paz ilusoria en el Cercano Oriente (1947-1995). 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

23.
Maria Claudia Drummond. O papel dos parlamentos no processo de integração regional ? Mercosul/União Européia. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

24.
Alison Sutton. A agenda internacional dos direitos humanos e sua realidade no Brasil. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

25.
Carlos Oiti Bebert Junior. O discurso metafórico: comparação entre elementos teóricos da história e da cosmologia. 2001. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

26.
Renato Lopes Leite. Republicanos e Libertários: Pensadores Radicais da Independência - Rio de Janeiro, 1822. 1998. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal do Paraná, . Coorientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Giovanna Maria Frisso. 2017. Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Estevao Chaves de Rezende Martins.

2.
Vivian Patrícia Peron Vieira. 2017. Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Estevao Chaves de Rezende Martins.

3.
Rafael Pereira da Silva. 2017. Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Estevao Chaves de Rezende Martins.

4.
Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidt. 2016. Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estevao Chaves de Rezende Martins.

5.
Meize Regina de Lucena Lucas. 2013. Universidade de Brasília, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

6.
Eugênio Rezende de Carvalho. 2012. Universidade de Brasília, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

7.
Rosa Helena de Santana Girão de Moraes. 2011. Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estevao Chaves de Rezende Martins.

8.
Adriana Iop Bellintani. A missão militar francesa no Uruguai. 2010. Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estevao Chaves de Rezende Martins.

9.
Jorge Luiz Fontoura Nogueira. 2009. Universidade de Brasília, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

10.
Vânia Carvalho-Pinto. A Cúpula América do Sul-Países Árabes. Ideias, valores e mecanismos de persuasão num experimento de cooperação interregional sul-sul. 2009. Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estevao Chaves de Rezende Martins.

11.
Elizabete Sanches Rocha. Cultura e poder nas relações internacionais (Literatura engajada e emancipação política). 2008. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

12.
Luiz Sérgio Duarte da Silva. 2004. Universidade Federal de Goiás, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

13.
Renato Lopes Leite. 2003. Universidade Federal do Paraná, . Estevao Chaves de Rezende Martins.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Saulo Maia Said. Tocqueville e a longa Revolução Francesa: revisionismo, filosofia e sociologia comparada. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

2.
Guilherme Neris dos Santos Losilla. Vivendo a utopia - entre a teoria e a prática do anarquismo. Espanha. década de 1930. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

3.
Gabriel Mattos Fonteles. Índios e Igreja no Brasil: crise e transformação. A criação e a afirmação do Conselho Indigenista Missionário 1960-1979.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

4.
Fabrício Santos Barbacena. Em busca das trevas - mal e existência no pensamento do Agostinho pré-conversão e na obra De Ordine (354-386). 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

5.
Mayra Alice Cunha Valverde Morais. SERÁ A COMUNICAÇÃO POSSÍVEL? Alguns aspectos a respeito do tempo e das relações de encontro entre os homens sob a ótica de E.M Cioran.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

6.
Daniel Barbosa Cardoso. Martin Heidegger e a aparente evidência do conceito de História. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

7.
Ana Carolina Araújo Jorge. Jean Monnet e a construção européia. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

8.
Aline Bresolin. A relação fé e razão em Agostinho e Pelágio. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

9.
Luciano Antunes. A categoria tempo na historiografia - estudo de caso. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

10.
Simone Miranda Soares. Identidade nacional: os projetos de José Bonifácio. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

11.
Fernanda Joffily França. Museu como lugar de memória. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

12.
Cassie Mirella Trautmann. Federalismo e constituinte de 1890. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

Iniciação científica
1.
Camila Torres Rêgo. OS IMPACTOS DO ALARGAMENTO DE 2004 NA IDENTIDADE CULTURAL DA UNIÃO EUROPEIA. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

2.
Carolina Vieira de Simone. Direitos humanos em perspectiva histórica: a saturação das declarações de direitos e as fragilidades do sistema internacional da ONU. A vulnerabilidade do sistema de DH diante do problema da pobreza na 2ª metade do século 20.. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

3.
Naysa Brasil Teodoro. Os objetivos do Milênio e o sistema internacional de Direitos Humanos. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

4.
Simone Miranda Soares. História dos direitos humanos no Ocidente; questões de identidade. 2001. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

5.
Jana Petaccia de Macedo. História dos direitos humanos no Ocidente; questões de identidade. 2001. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

6.
Renato Lopes Leite. Teoria da revolução. 1989. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

7.
Andréa Soares Moreira. Teoria da revolução. 1989. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

8.
Marcos Magalhães Aguiar. Teoria da revolução. 1989. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

9.
Marcelo Barroso Lacombe. Teoria da revolução. 1989. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

10.
Renato Lopes Leite. Teoria da história do Brasil. 1987. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

11.
André Soares Moreira. Teoria da história do Brasil. 1987. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

12.
Ana Lúcia Barbosa. Teoria da história do Brasil. 1987. Iniciação Científica - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.

13.
Jorge Safatle. Teoria da história do Brasil. 1987. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Estevao Chaves de Rezende Martins.



Inovação



Projeto de extensão


Outras informações relevantes


Membro titular da Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação da UnB (2004-2007).
Pesquisador 1 D (2007-2013); 1 B (desde 2013), área de Teoria da História e História Contemporânea (História da Europa).
Membro da Direção da International Commission for the History and Theory of Historiography (2010-2015; 2015-2020).
Diretor do Instituto de Ciências Humanas da Universidade de Brasília (2007-2010).
Secretário Geral (2005-2011) da International Commission for the History of Representative and Parliamentary Institutions - ICHRPI (sede: Bilbao, Espanha); Vice-presidente da ICHRPI (1999-2004; 2011-2015; 2015-2019).
Consultor Legislativo do Senado Federal (1985-1998); Consultor Geral Legislativo do Senado Federal (1995-1998).
Diretor do Departamento de Estudos Legislativos do Ministério da Justiça (1990).
Secretário Federal de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça (1990-1992).
Secretário de Administração Geral do Ministério da Justiça (1992-1993).
Diretor da Subsecretaria de Coordenação Legislativa do Senado Federal (1993-1995).
Bolsista do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) em julho-agosto de 1972 (curso avançado de alemão - Oberstufe) e de 1973 a 1976: doutoramento na Universidade de Munique (Alemanha).
Bolsista de pós-doutorado da Fundação Humboldt (1982-83; 1984-85; 1989-90; 1998-99; 2009-10).
Bolsista de pós-doutorado do CNPq (1989-90 e 1998-99).
Apoio financeiro do CNPq para projeto no Edital de Ciências Humanas e Sociais (2006-08).
Coordenador do Grupo de Trabalho de Teoria, Metodologia e Historiografia da Associação Nacional de História (Anpuh, até 2009).
Presidente da Sociedade Brasileira de Teoria da História e História da Historiografia (2009-2012; 2012-2015).
Diretor da regional ANPUH-DF (2010-2012).
The Berendel Foundation (Londres): membro do Advisory Board (2010-2013).
Membro da Comissão de Pós-Graduação em História (2012-2014; 2014-2016) e da Pós-Graduação em Relações Internacionais (2012-2016)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 12:02:40