Soraia Girardi Bauermann

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1555486125805034
  • Última atualização do currículo em 08/01/2019


Possui graduação em Biologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1983), mestrado em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1989) e doutorado em Geociências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003). Atualmente é professora titular da Universidade Luterana do Brasil, coordenadora do Laboratório de Palinologia da ULBRA e Coordenadora de Pesquisa da ULBRA Canoas. Tem experiência na área de Botânica e Paleontologia, atuando principalmente nos seguintes temas: morfologia polínica, amostras superficiais e reconstituição de paleoambientes através da palinologia do Quaternário (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Soraia Girardi Bauermann
Nome em citações bibliográficas
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil Canoas, Centro de Ciências Naturais e Exatas Ccne.
Av. Farroupilha, 8.0001
São José
92420-280 - Canoas, RS - Brasil - Caixa-postal: 124
Telefone: (51) 4774000
Ramal: 2654
Fax: (51) 4771313
URL da Homepage: http://www.ulbra.br


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2003
Doutorado em Geociências.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Análises Palinológicas e Evolução Paleovegetacional e Paleoambiental das Turfeiras de Barrocadas e Águas Claras, Planície Costeira do Rio rande do Sul, Brasil., Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Marleni Marques-Toigo.
Palavras-chave: Paleoambiente; Reconstituição paleoambiental; Mudanças climáticas.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Setores de atividade: Educação.
1984 - 1989
Mestrado em Botânica.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Atividade colonizadora de Basidiomycetes xilófagos - in vitro",Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: Rosa Trinidad Guerrero.
Palavras-chave: Basidiomycetes; Atividade colonizadora; Fungos do solo.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos; Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado; Educação.
1979 - 1983
Graduação em Biologia.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.




Formação Complementar


2019 - 2019
Você sabe como captar recursos federais?. (Carga horária: 1h).
Filantropia, FILANTROPIA, Brasil.
2018 - 2019
Curso de Aperfeiçoamento de Marcas. (Carga horária: 8h).
Escola Superior de Advocacia, ESA, Brasil.
2018 - 2018
Extensão universitária em Capacitação Ambiente Aula. (Carga horária: 20h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2018 - 2018
Siconv para Convenentes 1. (Carga horária: 20h).
Escola Virtual de Governo, EVG, Brasil.
2018 - 2018
Formação Docente Continuada. (Carga horária: 8h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2018 - 2018
Gestão de Projetos. (Carga horária: 45h).
Universidade São Paulo, USP, Brasil.
2018 - 2018
Gestão do Conhecimento e Capital Intelectual. (Carga horária: 2h).
Unieducar Inteligência Educacional, UNIEDUCAR, Brasil.
2018 - 2018
Captação Internacional de Recursos e Elaboração de Projetos para a União Eu. (Carga horária: 4h).
Filantropia, FILANTROPIA, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Capacitação para Gerenciamento de Projetos. (Carga horária: 16h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2012 - 2012
II ENCONTRO DE FORMAÇÃO DE DOCENTE CONTINUADA. (Carga horária: 12h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2011 - 2011
Técnicas de observação e análise polínica no Labor. (Carga horária: 80h).
Georg-August-Universität Göttingen, GA, Alemanha.
2010 - 2010
Extensão universitária em Quistes de dinoflagelados fósiles de pared organic. (Carga horária: 8h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2007 - 2007
Programa de Capacitação Avaliadores Sinaes. (Carga horária: 24h).
Ministério da Educação, MEC, Brasil.
2005 - 2005
Programa de Capacitação Docente. (Carga horária: 4h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
2005 - 2005
Isolamento e Cultivo de Micrósporos e Grãos de Pól. (Carga horária: 7h).
56º Congresso Nacional de Botânica, CNB 56, Brasil.
2002 - 2002
Programa de Capacitação Docente. (Carga horária: 4h).
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - Atual
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Atividades

3/1998 - Atual
Serviços técnicos especializados , Universidade Luterana do Brasil Canoas, .

Serviço realizado
Análises palinológicas em sedimentos do Quaternário do Estado do Rio Grande do Sul.
3/1990 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Universidade Luterana do Brasil Canoas, Centro de Ciências Naturais e Exatas Ccne.

Linhas de pesquisa
Palinologia
3/1990 - Atual
Ensino, Fitoterapia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Botânica Aplicada
3/1990 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
Botânica I
Botânica II
Botânica III
Botânica Agrícola
Botânica aplicada à Farmácia

Associação dos Docentes da Ulbra, ADULBRA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Secretaria, Carga horária: 0


Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Atividades

1/1991 - 12/1991
Ensino,

Disciplinas ministradas
Bio 236
Bio 204
Bio 209
Bio 229

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1990 - 1990
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1984 - 1990
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 10
Outras informações
Coordenação do Projeto "Técnicas Histológicas em Botânica" durante o período de março a julho de 1988.

Atividades

3/1984 - 12/1989
Ensino,

Disciplinas ministradas
3/1988 - 12/1988
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Biociências, Faculdade de Biociências.

Atividade realizada
Coordenação do Projeto "Técnicas Histológicas em Botânica".

Asociación Latinoamericana de Paleobotánica y Palinología, ALPP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Tesoureira, Carga horária: 0


Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul, FAPERGS, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Coordenador, Enquadramento Funcional: Coordenador


Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, FBPN, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Responsável técnico, Enquadramento Funcional: Colaborador


Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, FZB/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Integrante


Sociedade Brasileira de Paleontologia, SBP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Segunda secretaria, Carga horária: 0

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Segunda secretaria, Carga horária: 0



Linhas de pesquisa


1.
Palinologia


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Study of flora and pollen grains for inclusion in the online pollen catalogue 'Rede de Catálogo Polínico online' (RCPol): a tool for the management and conservation of bees
Descrição: Descrição: Este projeto tem por objetivo identificar as plantas usadas na dieta de abelhas sociais e solitárias nativas e não nativas por meio dos grãos de pólen amostrados no corpo, células de cria, potes de alimento e fezes. Para isso, serão construídas novas palinotecas e integradas aquelas já existentes formando uma Rede de Catálogo Polínico Online (RCPol). Na RCPol serão disponibilizadas informações sobre plantas melitófilas, suas flores e grãos de pólen. Dessa forma será possível consultar as coleções online com o uso de chaves interativas com múltiplas entradas para as espécies de plantas importantes usadas na dieta das abelhas. A base de dados da RCPol será disponibilizada ao público geral e a comunidade científica de forma que todos terão acesso as informações disponíveis. Farão parte desse projeto Instituições e ensino e Pesquisa do Brasil e do exterior.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (4) ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Mudanças climáticas e ambientais: o Rio Grande do Sul dos dinossauros à Era do Gelo
Descrição: O Rio Grande do Sul é um pólo de referência na produção de conhecimento paleontológico, tanto para os microfósseis, quanto para os fósseis de vertebrados permo-triásicos. Nos últimos anos o Laboratório de Paleontologia de Vertebrados da Ulbra tem realizado diversas descobertas relevantes para a paleontologia brasileira, bem como tem publicado trabalhos relacionados a novos fósseis gaúchos. Entre os principais trabalhos em revistas internacionais e resumos apresentados em congressos. Da mesma forma o Laboratório de Paleontologia apresenta uma inovadora linha de pesquisa em histologia ósteo-dentária em fósseis Triássicos, com o que novas abordagens evolucionárias estão sendo desenvolvidas e publicadas. Notadamente, grande parte da cultura científica brasileira e de países emergentes é referenciada nos trabalhos técnicos realizados por pesquisadores internacionais e baseado na realidade da natureza dos seus próprios países de origem. Estes conhecimentos tendem a ocupar espaços hegemônicos nos conteúdos dos materiais de ensino (livros, filmes, apostilas e materiais didáticos de modo geral)e na mídia em geral. Sendo assim, o conhecimento científico trabalhado nas escolas reflete na maioria das vezes situações e verdades científicas muito diferentes da realidade que encontramos em nosso espaço natural (meio ambiente) no Rio Grande do Sul ou no Brasil. Dentro deste contexto, torna-se essencial fornecer aos nossos professores e alunos de ensino médio e técnico profissionalizante um contato direto com os conhecimentos produzidos nas universidades regionais para que possamos despertar a vocação científica e incentivar o surgimento de talentos potenciais e de novos estudos que reflitam e divulguem a realidade do nosso Estado. Ao possibilitar aos alunos o contato com o conhecimento geográfico e natural produzido em nosso Estado, o projeto quebra o paradigma estabelecido e permite que a construção do conhecimento do aluno seja realizada dentro da sua realidade, valorizando a biodiversidade de nosso próprio país e caracterizando-se como aprendizagem significativa. Além disso, a dinâmica deste projeto privilegia que o conhecimento produzido no meio científico local se dissemine direta e rapidamente nas escolas de ensino médio e na sociedade como um todo.Constitui como objetivo principal deste projeto fornecer aos alunos do Colégio Agrícola Estadual Daniel de Oliveira Paiva - CADOP interação com o sistema de produção de conhecimento científico da ULBRA-Canoas na área de paleontologia visando despertar a vocação científica, incentivar o surgimento de talentos potenciais e desenvolver a ciência com exemplos locais e que reflitam a realidade do nosso Estado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Soraia Girardi Bauermann - Coordenador / Andréia Cardoso Pacheco Evaldt - Integrante / Suelen Bomfim Nobre - Integrante / Sergio Furtado Cabreira - Integrante / Sissi Daianne Scheitt Furtado - Integrante / Maria Helena Lima Ribeiro Reche - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Calibração das assembléias polínicas para o Holoceno Tardio no bioma Pampa
Descrição: O Bioma Pampa, com existência única no RS, abrange 63% do território gaúcho e está sofrendo uma forte descaracterização devido ao plantio desmedido de essências arbóreas exóticas. É também o Bioma mais carente de estudos palinológicos tendo somente dois estudos finalizados realizados nesta área e um em andamento. Durante a realização do ?Workshop Quaternário do RS: integrando conhecimentos?, em 2007, os Campos Sulinos foram selecionados como área prioritária para estudos polínicos devido a sua importância estratégica para a biodiversidade fóssil e moderna. Desde então esforços foram feitos para a realização de estudos polínicos nesta área em nível regional. Os resultados obtidos mostraram que a região da Campanha foi continuamente vegetada por ervas desde o Pleistoceno até os dias de hoje. Entretanto, os estudos desenvolvidos nesta região trouxeram ao palco das discussões paleoambientais novas necessidades, pois sendo a região hegemonicamente campestre desde os 22Ka não há como realizar análises palinológicas sob a óptica do confronto entre assembléias polínicas arbóreas e herbáceas. Neste sentido, a análise polínica de subsuperfície é uma das importantes fontes de evidências para a reconstrução de paleovegetação. Todas as interpretações polínicas quaternárias estão baseadas nas suposições de que a composição e estrutura da vegetação ficam registradas nos registros polínicos. No entanto, estas suposições estão assentadas em análises de assembleias polínicas fósseis cujos grãos de pólen possuem processos tafonômicos, produção e dispersão diferenciadas, além de estarem depositadas em sedimentos variados. A correlação entre assembléias polínicas fósseis e suas análogas modernas devem ser analisadas para testar estas suposições ao mesmo tempo que irão fornecer dados para melhorar a fidedignidade das interpretações paleoambientais. Este projeto objetiva correlacionar as diferentes assembléias polínicas fósseis com suas análogas modernas com vistas a desenvolver uma m.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Soraia Girardi Bauermann - Coordenador / Luis Fernando Paiva Lima - Integrante / Andréia Cardoso Pacheco Evaldt - Integrante / Átila Stock da Rosa - Integrante / Jafferson Nunes Radaeski - Integrante / Thales Castilhos de Freitas - Integrante / André Fernandes Ramos - Integrante / Francini Rosa Paz - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
Variações composicionais da vegetação em função de mudanças ambientais naturais e induzidas: estratigrafia, palinologia e sistemas de informação geográfica em áreas de campos sulinos, cerrados e caatinga.
Descrição: A proposta de pesquisa está concebida enquanto rede, tal como previsto pelo Edital MCT/CNPq/MEC/CAPES/FNDCT Ação Transversal/FAPs Nº 47/2010 Sistema Nacional de Pesquisa em Biodiversidade - SISBIOTA BRASIL. E será desenvolvida através de quatro projetos de pesquisa, envolvendo quatro estados brasileiros: 1) Turfeiras e campos relictuais do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (PEST): história natural, mapeamento e conservação; 2) Cenário Ambiental do Bioma Pampa com base em palinologia; 3) Efeitos de mudanças climáticas nos Campos e Florestas com Araucária no Meio-Oeste catarinense: valorização dos registros palinológico e estratigráfico de turfeiras da Serra do Espigão; 4) Identificação e utilização de registros palinológicos no Parque Nacional do Catimbau (PE) e no Parque Nacional da Serra das Confusões (PI): caracterização dos efeitos de mudanças climáticas sobre interações entre os biomas cerrado e caatinga. A integração de metodologias de investigação do passado geoecológico constitui o núcleo central em torno do qual a rede está estruturada. Com efeito, a integração entre registros estratigráficos e palinológicos constitui o cerne da proposta, que visa caracterizar amplos aspectos ambientais, associados à dinâmica hídrica e a processos de superfície que têm influência sobre habitats naturais, determinando sua transformação ao longo do tempo. A integração metodológica entre estratigrafia e palinologia não é nova. Porém, a aplicação da estratigrafia de radar (GPR) aos depósitos turfosos brasileiros, depósitos que contêm os registros palinológicos que nos interessam, tem levantado novas questões e apontado para a elaboração de cenários paleoambientais relativamente consistentes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Micropaleontologia do Rio Grande do Sul: conhecer, ensinar, preservar.
Descrição: Estudos palinológicos tem demonstrado ser os campos a vegetação pretérita hegemônica do Rio Grande do Sul (RS) sendo a expansão das matas um fenômeno recente (Bauermann & Macedo, 2007; Bauermann et al., 2008; Behling et al., 2005). No entanto, a história pretérita do Bioma Pampa permanece desconhecida sob a ótica da Palinologia. Este ecossistema, que perfaz 63% do território gaúcho e abrange 760.00 Km2, tem somente dois estudos paleopolínicos realizados, embora esteja sob forte pressão para conversão de áreas em florestamentos com essências exóticas. A Palinologia do Quaternário tem se mostrado como ferramenta ímpar na elucidação de problemas relativos à dinâmica sucessional das paleovegetações fornecendo dados únicos para a restauração e manejo de ambientes. Estudos em paleopalinologia de sedimentos do Quaternário realizados no Estado do Rio Grande do Sul têm fornecido, principalmente, dados paleoclimáticos e sobre a evolução da planície costeira, documentando, através do registro de elementos marinhos, os marcos de natureza transgressiva.Por outro lado, a morfologia polínica é uma das linhas de pesquisa mais importantes atualmente em Botânica, pois além de permitir o conhecimento dos atributos polínicos, ainda pouco conhecidos em nosso meio, lança bases para estudos de ordem palinotaxonômicas, fitogeográficas e de filogenia vegetal, além de constituir forte embasamento para a investigação das floras pretéritas, pela comparação do pólen atual com aqueles depositados nos pacotes sedimentares. Por ser um período geológico recente e com grande influência nos dias de hoje, o Quaternário necessita ser melhor estudado, integrando várias áreas que fornecerão dados sobre a ecologia, hábito de vida e dinâmica populacional da fauna e flora atual, importantes para entendermos esses mecanismos no passado que fornecerão informações sobre os dados abióticos que também participam da formação dos ambientes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Soraia Girardi Bauermann - Coordenador / Andréia Cardoso Pacheco Evaldt - Integrante / Jafferson Nunes Radaeski - Integrante / Carla Josiane Terres - Integrante / Suelen Bomfim Nobre - Integrante.Financiador(es): Universidade Luterana do Brasil - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 3
2009 - 2012
Variações paleoecológicas e paleoambientais de depósitos quaternários da Bacia de Pelotas (RS e SC, Brasil) com base em estudos multiproxy
Descrição: Dados micropaleontológicos são comumente utilizados mundialmente na interpretação dos paleoambientes e no entendimento da dinâmica paleoecológica e paleoclimática. Nos ambientes costeiros, são potencialmente aplicados nos estudos sobre as variações do nível do mar, com efeito na confecção de modelos e na predição de eventos futuros. Este projeto tem como principal objetivo o entendimento da evolução paleoecológica e paleoambiental de determinados setores da Bacia de Pelotas durante o Quaternário, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, incluindo também áreas adjacentes associadas, visando a formulação de modelos integrados, advindos de distintas ferramentas: microfósseis (palinomorfos, diatomáceas), análise sedimentar e estratigráfica. O plano de trabalho inclui, como material de trabalho, diversos testemunhos de sondagem já realizados pela equipe e outros a serem perfurados em áreas selecionadas. Análises micropaleontológicas de alta resolução serão realizadas em amostras sedimentares e de sedimentos, calibradas com datações radiocarbônicas, e integração com dados sedimentológicos e estratigráficos, a fim de contribuir para o aprimoramento do conhecimento científico com relação às associações de microfósseis registradas e suas implicações em termos da dinâmica paleoecológica e paleoambiental. Os resultados pontuais deverão constituir trabalhos de graduação e pósgraduação; publicações relacionadas a estes trabalhos a às sínteses integradoras resultantes deverão ser veiculadas em forma de um relatório final, apresentação em certames e periódicos científicos das geociências. A equipe executora é composta por três laboratórios do Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com colaboração de pesquisadores de instituições externas (Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul e Universidade Luterana do Brasil), envolvendo ainda alunos de graduação e pós-graduação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Estudo integrado do Quaternário da Região Oeste do Rio Grande do Sul, Região Mesopotâmica e Pampeana da Argentina e Noroeste do Uruguai (CNPq/PROSUL 490299/2008-3)
Descrição: Descrição: O Quaternário é um período geológico com grande influência nos dias de hoje, sendo essencial para o entendimento de fenômenos atuais como os das mudanças climáticas, necessitando, então, ser estudado sob uma ótica multidisciplinar que integre diversas áreas do conhecimento. Na região temperada da América do Sul (20º-38ºS) (sul do Brasil, Uruguai e Leste da Argentina) são numerosos os sítios fossilíferos do Pleistoceno e Holoceno, cuja importância e necessidade de conhecimento, se devem, principalmente por ser uma área de contato entre distintas províncias biogeográficas, influenciadas por aquelas mais ao norte e mais austrais do continente assim como das flutuações do nível do mar daquela época. Espera-se com este projeto viabilizar a integração de profissionais de diferentes disciplinas em trabalhos sincronizados nas mesmas localidades, quando possível, aplicando similares metodologias de estudo em campo e laboratório, de modo a garantir uniformidade de análise, maior confiabilidade dos resultados e melhor correlação entre os dados. De tal forma, com a diminuição do isolamento dos dados, será possível entender melhor o que ocorreu em uma determinada localidade do Quaternário, como a variação sedimentológica e suas conseqüências tafonômicas, e posteriormente correlacioná-la com áreas próximas geograficamente. Além disto, é prevista a formação de recursos humanos, principalmente através de estudantes de Pós-Graduação, com temáticas relacionadas a palinologia e vertebrados, em especial mamíferos do Quaternário. . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Implementação da coleção de referência de pólen e esporos do Laboratório de Palinologia da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) (02/1477-1)
Descrição: O desenvolvimento deste projeto de pesquisa proporcionará à comunidade científica possibilidade de consulta ao acervo de grãos de pólen do sul do Brasil. Por outro lado, irá propiciar, aos estudantes em geral e aos leigos, a oportunidade de conhecer a importância dos esporomorfos. O acesso a coleção irá, também, fornecer subsídios para estudos de Palinologia do Quaternário que estão sendo realizados no sul do Brasil e outros estados brasileiros. A divulgação da diversidade polínica irá fundamentar a importância da preservação da palinoflora como coleção "in situ" do registro paleontológico vegetacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Análises palinológicas de alta resolução em sedimentos do refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Viamão, RS (04/1351.6)
Descrição: O projeto de pesquisa intitulado ?Análises palinológicas de alta resolução em sedimentos de Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Viamão, RS? busca refinar e averiguar hipóteses apontadas em trabalho anterior desenvolvido na região. Objetiva também fornecer dados para compor o panorama paleovegetacional, durante o Quaternário, da Planície Costeira do Rio Grande do Sul. Para alcançar os objetivos propostos será coletado testemunho de sondagem com aparelho ?Russian?. Em laboratório são extraídas amostras do perfil sedimentar as quais serão processadas por metodologia usual em Palinologia de Quaternário. As lâminas permanentes resultantes deste processo são analisadas incluindo a identificação e contagem mínima de 300 grãos de pólen em cada amostra. Estes dados brutos servirão de base para as análises estatísticas, através de programas específicos, e resultarão em palinodiagramas. A interpretação dos diagramas polínicos permitirá a reconstituição do panorama vegetacional e a delimitação das possíveis mudanças climáticas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2007
Projeto Inter-institucional Coleção de Grãos de Pólen de Referência de Plantas do Sul do Brasil
Descrição: O projeto objetiva o estudo e a elaboração de uma coleção palinológica (esporos e grãos de pólen) de referência de plantas a partir de grupos selecionados com base na coleção de plantas do Herbário Anchieta do IAP e de novas coletas, comtemplando plantas do sul do Brasil. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2010 - 2010
Levantamento Florístico Arbóreo do CampusCanoas Ulbra
Descrição: O PROJETO "CATALOGAÇÃO DE ÁRVORES DO CAMPUS CANOAS" SERÁ UMA ATIVIDADE REALIZADA AO LONGO DE UM ANO E QUE VISA O CONHECIMENTO E DIVULGAÇÃO DA FLORA ARBÓREA EXISTENTE NO CAMPUS CANOAS. NESTA PRIMEIRA ETAPA SERÃO LOCALIZADAS AS PRINCIPAIS ESPÉCIES ARBÓREAS DA CAMPUS CANOAS INCLUINDO IDENTIFICAÇÃO E CATALOGAÇÃO DAS MESMAS. Justificativa: O CONHECIMENTO DO AMBIENTE EM QUE SE VIVE É O PRIMEIRO PASSO PARA VALORIZAÇÃO DESTE AMBIENTE E PARA O DESENVOLVIMENTO DE CONSCIÊNCIA AMBIENTAL. A IDENTIFICAÇÃO DAS ESPÉCIES ARBÓREAS PERMITIRÁ A COMUNIDADE DISCENTE E AO PÚBLICO EM GERAL TOMAR CONTATO COM O LINGUAJAR CIENTÍFICO AO MESMO TEMPO QUE CONTEXTUALIZA O SABER COTIDIANO. SÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DESTE PROJETO: - LOCALIZAR AS ESPÉCIES ARBÓREAS DO CAMPUS; - IDENTIFICAR AS ESPÉCIES; - CATALOGAR ESTAS ESPÉCIES ATRAVÉS DE PLACAS DE MADEIRA; - FOTODOCUMENTAR AS ESPÉCIES COM VISTAS A UMA FUTURA DIVULGAÇÃO O PROJETO "CATALOGAÇÃO DE ÁRVORES DO CAMPUS CANOAS" TEMN POR OBJETIVO GERAL O CONHECIMENTO DA FLORA ARBÓREA DO CAMPUS. O LEVANTAMENTO DA FLORA ARBÓRES SERÁ FEITO ATRAVÉS DO MÉTODO DE CAMINHAMENTO EM LOCAIS PRÉ-ESTABELECIDOS. APÓS, SERÃO REALIZADAS COLETAS SAZONAIS SENDO O MATERIAL HERBORIZADO E IDENTIFICADO. O PROJETO SERÁ REALIZADO NO CAMPUS DE CANOAS E SOBRETUDO NOS LOCAIS DE MAIOR PASSAGEM DE ESTUDANTES..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Soraia Girardi Bauermann - Coordenador.Número de orientações: 1
2009 - Atual
Biologia sem Fronteiras
Descrição: ULBRA, EM SUA ATUAL FASE DE REESTRUTURAÇÃO, VEM BUSCANDO CADA VEZ MAIS FIRMAR O TRIPÉ ENSINO, EXTENSÃO E PESQUISA COMO UMA MANEIRA DE RESPONDER AOS DESAFIOS DE FORMAR CIDADÃOS E PROFISSIONAIS DE MANEIRA CONTÍNUA E ABRANGENTE. ATIVIDADES EXTENSIONISTAS NORMALMENTE TÊM O MÉRITO DE PROPICIAR A SOCIALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ACADÊMICO PROMOVENDO O DESENVOLVIMENTO SOCIAL. ESTA TROCA DE SABERES ENTRE O CIENTÍFICO E O SENSO COMUM PERMITE A CRIAÇÃO E REFORMULAÇÃO DE NOVOS CONHECIMENTOS PROMOVENDO A AUTOGESTÃO DOS PARCEIROS ENVOLVIDOS. O PROJETO ?BIOLOGIA SEM FRONTEIRAS? CONSTITUI-SE DE UM CONJUNTO DE AÇÕES QUE VISA À DISSEMINAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO EM VÁRIOS ÂMBITOS DA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL (ULBRA) QUE SERÃO DESENVOLVIDAS DE FORMA A CONTEMPLAR OS INTERESSES E NECESSIDADES DA COMUNIDADE. O "BIOLOGIA SEM FRONTEIRAS" TEM POR METAS ES´PECÍFICAS: - APROXIMAR UNIVERSIDADE E A COMUNIDADE; - DESENVOLVER AÇÕES DE VINCULAÇÃO COM A COMUNIDADE; - FOMENTAR INTERGRAÇÃO ENTRE O SABER COTIDIANO E O CIENTÍFICO. O ?BIOLOGIA SEM FRONTEIRAS? TEM COMO OBJETIVO PRINCIPAL INTEGRAR O ENSINO E A PESQUISA COM AS DEMANDAS DA COMUNIDADE PARA DESTA MANEIRA DEMOCRATIZAR E DIFUNDIR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO BUSCANDO UMA MAIOR APROXIMAÇÃO DA COMUNIDADE COM A UNIVERSIDADE. COM INTUITO DE SUPRIR O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE DEMANDAS O PROJETO CONSTITUI-SE DE VÁRIAS MODALIDADES, A SABER: - OFICINAS DE BOTÂNICA ? VISAM À DISSEMINAÇÃO DO CONHECIMENTO ACADÊMICO ATRAVÉS DE ATIVIDADES PRÁTICAS RELACIONADAS AO QUOTIDIANO DOS PARTICIPANTES. TEM COMO UMA DE SUAS METAS O DESENVOLVIMENTO DE UM ESPÍRITO DE PESQUISA, OU SEJA, QUE O PARTICIPANTE DA OFICINA DESENVOLVA UMA ATITUDE INVESTIGATIVA COMO UMA DE SUAS COMPETÊNCIAS NA VIDA PROFISSIONAL E ACADÊMICA. - JORNADAS DE ESTUDO ? SÃO ENCONTROS CIENTÍFICOS, QUE OCORREM AO LONGO DE UM DIA DE TRABALHO, E ABORDAM TEMAS ESPECÍFICOS DE PALINOLOGIA CONTANDO COM A PRESENÇA DE AUTORIDADES EM SUAS ÁREAS DE PESQUISA. - AÇÕES VOLANTES ? ATIVIDADES PONTUAIS (MOSTRAS, E.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Soraia Girardi Bauermann - Coordenador / Andréia Cardoso Pacheco Evaldt - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1


Outros Projetos


2008 - 2011
Campos do RS: janelas do passado
Descrição: Não é raro ainda se pensar que os Campos do Rio Grande do Sul são resultado de desflorestamento devido ao processo de desenvolvimento imposto pelas modernas sociedades agricultoras. No entanto, estudos recentes em palinologia vêm mostrando a importância das flutuações climáticas na conformação desse ecossistema natural (Behling et al. 2004, 2005). Na montagem de um histórico climático e vegetacional do RS, a palinologia é a ferramenta mais utilizada e, amarrada a datações radiocarbônicas, fornece excelentes dados para a compreensão desta história. O próprio elemento humano, sua presença e ação sobre o ambiente, podem ser detectados através dos registros palinológicos. Desta forma, é possível estabelecer alguma linha cronológica de eventos climáticos ocorridos no Estado, com conseqüentes alterações da paisagem. Sabe-se que o campo prevaleceu por todo o Holoceno Inferior e Médio, marcado com 3 prováveis meses de seca. Após 3.000 anos AP até o recente, as florestas iniciaram sua expansão sobre os campos como conseqüência do aumento da umidade (Ledru et al, 1998; Behling et al, 2001). A região do município de São Borja, porção mais oeste do Estado, por sua composição florística, é considerada uma Área de Tensão Ecológica pela interpenetração entre Savana e Estepe, recebendo, ainda, influência de elementos da Floresta Estacional Decidual. Esta configuração, aliada aos dados palinológicos, obtidos a partir de testemunho sedimentar, pode trazer importantes informações paleoecológicas aumentando o conhecimento dos processos de colonização de territórios por elementos vegetacionais alóctones, bem como a sucessão de eventos climáticos que determinaram estas ocupações. Cabe ressaltar a importância destes dados para um ecossistema que apresenta somente 0,3% de sua área protegida, cuja distribuição no Brasil está restrita ao RS e que atualmente está sob forte pressão sócio-econômica para conversão de grandes extensões territoriais em áreas de monoculturas exóticas. Com esta preo.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2007 - 2007
Workshop Quaternário do Rio Grande do Sul: integrando conhecimentos
Descrição: A solicitação de recursos para a realização do Workshop O Quaternário do Rio Grande do Sul: integrando conhecimentos contribuirá para o conhecimento sobre os paleoambientes do Rio Grande do Sul e países vizinhos (Argentina e Uruguai) e para o entendimento da dinâmica que propiciaram a formação dos ambientes atuais, fornecendo subsídios para ações de manejo dessas áreas...
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Membro de corpo editorial


2010 - Atual
Periódico: Iheringia. Série Botânica


Revisor de periódico


2005 - Atual
Periódico: Revista Arvore
2007 - Atual
Periódico: Brazilian Archives of Biology and Technology
2008 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Paleontologia
2008 - Atual
Periódico: Revista Gaea
2011 - Atual
Periódico: Iheringia. Série Botânica
2013 - Atual
Periódico: Revista de Iniciação Científica da ULBRA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Paleontologia/Especialidade: Palinologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Pouco, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Professora Homenageada, Curso de Ciências Biológicas.
2013
Destaque na área de Ciências Biológicas no I Salão de Iniciação Científica Júnior, ULBRA.
2012
Destaque na área de Ciências Biológicas no XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica da ULBRA, Universidade Luterana do Brasil.
2009
Destaque no XIV Salão de Iniciação Científica da Ulbra, Ulbra.
2007
Professora Homenageada, ULBRA.
2006
Distinção Recebida no XI Salão de Iniciação Científica da Ulbra, Ulbra.
2006
Distinção Recebida no XI Salão de Iniciação Científica da Ulbra, Ulbra.
2002
Distinção recebida no VIII Salão de Iniciação Científica da ULBRA, ULBRA.
2001
Distinção Recebida no VIII Salão de Iniciação Científica da ULBRA, ULBRA.
1998
Professora Homenageada, ULBRA.
1998
Premio Destaque no IV Salão de Iniciação Científica da ULBRA, ULBRA.
1997
Professora Homenageada, ULBRA.
1996
Professora Homenageada, ULBRA.
1994
Professora Homenageada, ULBRA.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
RADAESKI, J. N.2018RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Anthropic pollen indicators: poaceae pollen of nonnative species in Southern Brazil. Open Access Journal of Science, v. 2, p. 137-144, 2018.

2.
EVALDT, A. C. P.2018EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; PAZ, F. R. ; LIMA, G. L. ; RADAESKI, J. N. . Influence of Soil and Vegetation in the Pollen Spectrum Modeling from Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil. Open Access Journal of Agricultural Research, v. 3, p. 1-9, 2018.

3.
LISKOSKI, P. E.2018LISKOSKI, P. E. ; RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . VARIAÇÃO MENSAL NA PRODUÇÃO POLÍNICA DE Hibiscus sp. L. (MALVACEAE) AO LONGO DE UM SEMESTRE E SUA RELAÇÃO COM PRECIPITAÇÕES E TEMPERATURAS REGIONAIS. REVISTA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA ULBRA, v. 16, p. 19-27, 2018.

4.
RADAESKI, J. N.2017RADAESKI, J. N. ; CUNHA, D. J. ; BAUERMANN, S. G. . Diporate Pollen Grains of Poaceae Species: High Pollen Resolution for Reconstruction of Grasslands Vegetation. Open Access Journal of Agricultural Research, v. 2, p. 1-11, 2017.

5.
RADAESKI, J. N.2017RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . Access of Dynamics Vegetation during Holocene by Poaceae Pollen Grains. Open Access Journal of Science, v. 1, p. 15, 2017.

6.
RADAESKI, J. N.2017RADAESKI, J. N. ; CUNHA, D. J. ; BAUERMANN, S. G. . Diporate Pollen Grains of Poaceae Species: High Pollen Resolution for Reconstruction of Grasslands Vegetation. Journal of Agricultural Research, v. 2, p. 1-11, 2017.

7.
BEHLING, HERMANN2016BEHLING, HERMANN ; VERISSIMO, NUNO ; BAUERMANN, SORAIA ; BORDIGNON, SERGIO ; EVALDT, ANDREIA . Late Holocene Vegetation History and Early Evidence of Araucaria angustifolia in Caçapava do Sul in the Lowland Region of Rio Grande do Sul State, Southern Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology (Online), v. 59, p. 1-10, 2016.

8.
RAMOS, A. F.2016RAMOS, A. F. ; BAUERMANN, S. G. ; LOPES, L. A. ; EVALDT, A. C. P. . PRODUÇÃO POLÍNICA DE SOLANUM SISYMBRIIFOLIUM LAM. (SOLANACEAE) E A COLETA DE PÓLEN PELAS ABELHAS VISITANTES FLORAIS. Educação Ambiental em Ação, v. 57, p. 1-2, 2016.

9.
LADCHUK, D.P.P.T.2016LADCHUK, D.P.P.T. ; P, M ; BAUERMANN, S. G. . Revista Brasileira de Geografia Física. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 09, p. 1183-1196, 2016.

10.
RADAESKI, J. N.2016RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . Avaliação da produção polínica de Bromus catharticus Vahl e Guadua trinii(Nees) Nees ex Rupr. (Poaceae) para a interpretação de dados fósseis. Biotemas, v. 29, p. 9-18, 2016.

11.
WOLFF, J.2016WOLFF, J. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia polínica das espécies campestres de Asteraceae Martinov no Rio Grande do sul, Brasil. Revista de Iniciação Científica da ULBRA, v. 14, p. 76-84, 2016.

12.
RADAESKI, J. N.2016RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia polínica de espécies da família Asteraceae Martinov nos cerros da Campanha do Rio Grande do Sul, Brasil. Iheringia. Série Botânica, v. 71, p. 357-366, 2016.

13.
RADAESKI, JEFFERSON N.2016RADAESKI, JEFFERSON N. ; BAUERMANN, SORAIA G. ; PEREIRA, ANTONIO B. . Poaceae Pollen from Southern Brazil: Distinguishing Grasslands (Campos) from Forests by Analyzing a Diverse Range of Poaceae Species. Frontiers in Plant Science, v. 7, p. 1-18, 2016.

14.
LADCHUK, D.P.P.T.2016LADCHUK, D.P.P.T. ; P, M ; BAUERMANN, S. G. . Recuperação de palinomorfos e dados isotópicos (δ13C e δ 15N) em sedimentos turfosos e seu significado paleoambiental para a região de Campo Mourão-PR. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA, v. 9, p. 1183-1196, 2016.

15.
NOBRE, SUELEN BOMFIM2015NOBRE, SUELEN BOMFIM ; Bauermann, Soraia Girardi ; LOPES, LETICIA AZAMBUJA ; EVALDT, ANDRÉIA CARDOSO PACHECO . CARACTERÍSTICAS POLÍNICAS DE MÉIS DE Apis mellifera L. (HYMENOPTERA, APIDAE, APINI) DA REGIÃO DO LITORAL NORTE, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE), v. 9, p. 87-100, 2015.

16.
MARTINS DA COSTA RODRIGUES, IZABELLA2015MARTINS DA COSTA RODRIGUES, IZABELLA ; FERNANDES FALCÃO, BRUNO ; STEHMANN, JOÃO RENATO ; GIRARDI BAUERMANN, SORAIA . Pollen morphology in Athenaea Sendtn. and Aureliana Sendtn. (Solanaceae). Palynology (Austin, Tex. Print), v. August, p. 1-14, 2015.

17.
EVALDT, A. C. P.2014EVALDT, A. C. P. ; PAZ, F. R. ; BAUERMANN, S. G. . Laboratório de Palinologia da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Boletín de la Asociación Latinoamericana de Paleobotánica y Palinología, v. 1, p. 95-101, 2014.

18.
SILVA, C. I.2014SILVA, C. I. ; BAUERMANN, S. G. ; SANTOS, F. A. R. ; Saraiva, A.M . Producción de bases de datos computacionales para la construcción de la red de catálogos palinológicos online (RCPOL) con claves interactivas para la identificación de especies. Boletín de la Asociación Latinoamericana de Paleobotánica y Palinología, v. 1, p. 9-16, 2014.

19.
RADAESKI, J. N.2014RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; LIMA, G. L. . Diversidade de grãos de pólen e esporos dos Campos do sul do Brasil: descrições morfológicas e implicações paleoecológicas. Iheringia. Série Botânica, v. 69, p. 107-132, 2014.

20.
EVALDT, ANDRÉIA CARDOSO PACHECO2014EVALDT, ANDRÉIA CARDOSO PACHECO ; Bauermann, Soraia Girardi ; SOUZA, PAULO ALVES DE . Registros polínicos para o Holoceno tardio da região da Campanha (Rio Grande do Sul, Brasil) e seu significado na história dos paleoambientes da Savana Estépica Parque. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 17, p. 183-194, 2014.

21.
EVALDT, A. C. P.2014EVALDT, A. C. P. ; NOBRE, S. B. ; BAUERMANN, S. G. ; LOPES, L. A. ; LEAL, J. B. . A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA APLICADA AO ENSINO MÉDIO: A UTILIZAÇÃO DOS MICROFÓSSEIS PARA O ENSINO DO SISTEMA LAGUNA-BARREIRA. Educação Ambiental em Ação, v. 49, p. 1-7, 2014.

22.
RADAESKI, J. N.2014RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . GRÃOS DE PÓLEN DE ESPÉCIES OCORRENTES NA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO PARQUE ESTADUAL DO ESPINILHO, BARRA DO QUARAÍ, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. Pesquisas. Botânica, v. 65, p. 305-331, 2014.

23.
EVALDT, A. C. P.2013EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; SOUZA, P. A. . Descrições morfológicas de palinomorfos holocênicos de um fragmento da Savana Estépica Parque em Barra do Quaraí, Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas em Geociências (Online), v. 40, p. 209-232, 2013.

24.
HADLER, P.2012HADLER, P. ; DIAS, A. S. ; BAUERMANN, S. G. . Multidisciplinary studies of Southern Brazil Holocene: Archaeological, palynological and paleontological data. Quaternary International, v. 281, p. 1-8, 2012.

25.
EVALDT, A. C. P.2011EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; CANCELLI, R. R. ; Acioli, M. ; NEVES, P. C. P. . Morfologia polínica de Passifloraceae Juss. ex Kunth. no Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biociências (Online), v. 9, p. 75-87, 2011.

26.
BAUERMANN, S. G.2011BAUERMANN, S. G.. Áreas úmidas: registros únicos da vida de todos nós. Educação Ambiental em Ação, v. 36, p. 00-00, 2011.

27.
RADAESKI, J. N.2011RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; LIMA, G. L. ; BAUERMANN, S. G. . Grãos de pólen das formações campestres sul-brasileiras.. Revista de Iniciação Científica da ULBRA, v. 9, p. 59-67, 2011.

28.
Dantas, Mário André Trindade2011Dantas, Mário André Trindade ; Porpino, Kleberson de OLiveira ; Bauermann, Soraia Girardi ; Prata, Ana Paula do Nascimento ; Cozzuol, Mario Alberto ; Kinoshita, Angela ; Barbosa, Jeam Haroldo Oliveira ; Baffa, Oswaldo . Megafauna do Pleistoceno superior de Sergipe, Brasil: registros taxonômicos e cronológicos. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 14, p. 311-320, 2011.

29.
BAUERMANN, S. G.2011BAUERMANN, S. G.; BEHLING, H. ; PILLAR, V. D. . Paleoambientes do Cone Sul da América do Sul. Ciência & Ambiente, v. 42, p. 5-14, 2011.

30.
BAUERMANN, S. G.2011BAUERMANN, S. G.; BEHLING, H. ; PILLAR, V. D. . Paleoambientes do cone sul da Améica do Sul. Ciência & Ambiente, v. 00, p. 5-14, 2011.

31.
BAUERMANN, S. G.2010BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. ; ZANCHIN,J.R. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Diferenciação polínica de Butia, Euterpe, Geonoma, Syagrus e Thritrinax e implicações paleoecológicas de Arecaceae para o Rio Grande do Sul.. Iheringia. Série Botânica, v. 65, p. 35-46, 2010.

32.
Lima, Luis Fernando Paiva2010Lima, Luis Fernando Paiva ; Evaldt, Andreia Cardoso Pacheco ; Bauermann, Soraia Girardi ; Miotto, Silvia Teresinha Sfoggia ; BAUERMANN, S. G. . Pollen morphology of Brazilian Fevillea (Cucurbitaceae). Grana (Stockholm), v. 49, p. 263-268, 2010.

33.
BAUERMANN, S. G.2010BAUERMANN, S. G.; Da SILVA, J. . Ensino de paleontologia através de atividade prática com grãos de pólen. P@rtes (São Paulo), v. 00, p. 00-00, 2010.

34.
CANCELLI, R. R.2010CANCELLI, R. R. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Souza, P. A. de ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; MATZENBACHER, N. I. . Catálogo palinológico de táxons da família Asteraceae Martinov, no Rio Grande do Sul, Brasil. Iheringia. Série Botânica, v. 65, p. 201-280, 2010.

35.
EVALDT, A. C. P.2009EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Branco, S. B. ; DIESEL, S. ; CANCELLI, R. R. . Grãos de pólen esporos do Vale do Rio Caí, nordeste do Rio Grande do Sul, Brasil: descrições morfológicas e implicações paleoecológicas.. Gaea (São Leopoldo. Impresso) (Cessou em 2007. Cont. 1983-3628 Gaea (São Leopoldo. Online)), v. 5, p. 86-106, 2009.

36.
MACEDO, R. B.2009MACEDO, R. B. ; Souza, P. A. de ; BAUERMANN, S. G. . Catálogo de pólens, esporos e demais palinomorfos em sedimentos holocênicos de Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, Brasil.. Iheringia. Série Botânica, v. 64, p. 43-78, 2009.

37.
BAUERMANN, S. G.2009BAUERMANN, S. G.; Evaldt, Andreia Cardoso Pacheco ; Branco, Sabrina Castelo . Atlas de pólen e esporos do Vale do Rio Caí, RS, Brasil. Revista Árvore (Impresso), v. 33, p. 895-905, 2009.

38.
BASTOS, J. R.2009BASTOS, J. R. ; BAUERMANN, S. G. ; MARCHIORETTO, M. S. . Morfologia Polínica dos gêneros Hebanthe Mart. e Pfaffia Mart. nativos do rio grande do Sul. Revista de Iniciação Científica da ULBRA, v. 1, p. 37-42, 2009.

39.
BAUERMANN, S. G.2008 BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; BEHLING, H. ; PILLAR, V. D. ; NEVES, P. C. P. . Dinâmicas vegetacionais, climáticas e do fogo com base em palinologia e análise multivariada no Quaternário tardio do Sul do Brasil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 11, p. 87-96, 2008.

40.
Ferrazzo, M.2008Ferrazzo, M. ; BAUERMANN, S. G. ; LEIPNITZ, I. I. . Palinomorfos não polínicos provenientes de depósitos quaternários do delta do rio Doce, Espírito Santo, Brasil. Parte 1. Gaea (Unisinos), v. 4, p. 78-87, 2008.

41.
CORREA, M. V. G.2008CORREA, M. V. G. ; LIMA, L. F. P. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia Polínica das espécies brasileiras de Pterocaulon. Pesquisas. Botânica, v. 59, p. 263-278, 2008.

42.
MACEDO, R. B.2007MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; NEVES, P. C. P. . Palinologia de níveis do Holoceno da Planície Costeira do Rio Grande do Sul (localidade de Passinhos), Brasil. Gaea (Unisinos), v. 3, p. 68-74, 2007.

43.
CANCELLI, R. R.2006CANCELLI, R. R. ; SCHNEIDER, A. A. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia polínica do gênero Pluchea Cass. (Asteraceae), no Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Paleontologia, Porto Alegre, v. 9, p. 149-156, 2006.

44.
NEVES, P. C. P.2006NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; BITENCOURT, A. L. V. ; Souza, P. A. de ; MARCHIORETTO, M. S. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; MAUHS, J. . Palinoflora do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil: Phytolaccaceae R. Br.. Revista Brasileira de Paleontologia, Porto Alegre, v. 9, p. 157-164, 2006.

45.
CANCELLI, R. R.2006CANCELLI, R. R. ; GUERREIRO, C. T. ; BAUERMANN, S. G. . Diversidade Polínica em Asteraceae Martinov da Fazenda São Maximiano, Guaíba, RS. Parte II. Pesquisas. Botânica, v. 57, p. 137-147, 2006.

46.
BEHLING, H2005 BEHLING, H ; PILLAR, V ; BAUERMANN, S. G. . Late Quaternary grassland (Campos), gallery forest, fire and climate dynamics, studied by pollen, charcoal and multivariate analysis of the S?o Francisco de Assis core in western Rio Grande do Sul (southern Brazil). Review of Palaeobotany and Palynology, v. 133, p. 235-248, 2005.

47.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.2005BAUERMANN, S. G.; NEVES, P. C. P. . Métodos de Estudos em Palinologia do Quaternário e de Plantas Atuais. Cadernos La Salle (Canoas), Canoas, v. 2, p. 99-107, 2005.

48.
CANCELLI, R. R.2005CANCELLI, R. R. ; MACEDO, R. B. ; GUERREIRO, C. T. ; BAUERMANN, S. G. . Diversidade Polínica em Asteraceae Martinov da Fazenda São maximiliano, Guaíba, RS. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo - RS, v. 56, p. 209-228, 2005.

49.
NEVES, P. C. P.2004NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; ROSSONI, M. G. ; Jose Rafael Rosito Coiro ; MARQUESTOIGO, M. ; Abdul Rahman Ashraf . Considerations about the occurrence of pollen grains of the Valeriana eichleriana (C. A. Muller) Graebner, in sediments of the Upper Quaternary in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Journal Geoscience Research, Nordeste da Ásia, 2004.

50.
BEHLING, H2004BEHLING, H ; PILLAR, V ; ORLOCI, L ; BAUERMANN, S . Late Quaternary Araucaria forest, grassland (Campos), fire and climate dynamics, studied by high-resolution pollen, charcoal and multivariate analysis of the Cambará do Sul core in southern Brazil. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology, v. 203, p. 277-297, 2004.

51.
NEVES, P. C. P.2003NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Catálogo Palinológico de coberturas quaternárias no Estado do Rio Grande do Sul (Guaíba e Capão do Leão), Brasil. Descrições taxonômicas -Parte I: fungos, algas, palinomorfos outros e fragmentos de invertebrados. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo, v. 53, p. 35-45, 2003.

52.
NEVES, P. C. P.2003NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; KROEFF, V. N. . Catálogo Palinológico em coberturas quaternárias no estado do Rio Grande do Sul (Guaíba, Capão do Leão), Brasil. Descrições taxonômicas- Parte III: magnoliophyta (Liliopsida) e Gymnospermae.. Acta Geológica Leopoldensia, v. XXVI, p. 35-45, 2003.

53.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.2002BAUERMANN, S. G.; MARQUESTOIGO, M. ; BEHLING, H. . Aspectos tafonômicos em Palinologia de Quaternário.. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo-RS, v. 52, p. 223-239, 2002.

54.
KROEFF, V. N.2002KROEFF, V. N. ; JUNG, D. ; GROFF, G. ; NEVES, P. C. P. ; ROSSONI, M. G. ; BAUERMANN, S. G. ; BACCHI, F. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Morfologia polínica de Hyptis Jacq. (Lamiaceae) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. REvista de Iniciação Científica da ULBRA - 2002, Canoas, v. 1, p. 99-102, 2002.

55.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.2001BAUERMANN, S. G.; NEVES, P. C. P. . Feições de uma mata de restinga em Capão do Leão, Planície Costeira Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas. Botânica, São leopoldo, v. 51, p. 73-86, 2001.

56.
BACCHI, F.2001BACCHI, F. ; ROSSONI, M. G. ; KROEFF, V. N. ; BAUERMANN, S. G. ; AUGUSTIN, R. ; PROCHNOW, E. ; NEVES, P. C. P. . Novas ocorrências de pólen de Magonoliophyta no Quaternário do Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo, v. 51, p. 59-71, 2001.

57.
BEHLING, H2001 BEHLING, H ; BAUERMANN, S. G. ; NEVES, P. C. P. . Holocene environmental changes in the São Francisco de Paula region, southern Brazil. Journal of South American Earth Sciences, v. 14, p. 631-639, 2001.

58.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.2000BAUERMANN, S. G.; NEVES, P. C. P. ; AUGUSTIN, R. ; IRGANG, B. E. . Dispersão polínica no recente no município de Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo - RS, v. 50, p. 137-151, 2000.

59.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1999BAUERMANN, S. G.; NEVES, P. C. P. . Espectros de chuva polínica na região de Canoas - estação Caixa d`água. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo, v. 49, p. 143-154, 1999.

60.
PEDRON, L.1999PEDRON, L. ; BAUERMANN, S. G. . Polinose. Pesquisas. Botânica, São Leopoldo, v. 49, n.49, p. 155-162, 1999.

61.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1997BAUERMANN, S. G.. Atividade colonizadora de basidiomycetes xilófagos em condições de laboratório. Acta Biologica Leopoldensia, São Leopoldo, v. 19, n.1, p. 35-44, 1997.

62.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1997BAUERMANN, S. G.; AVILA, I. R. ; GIORDANI, G. . Espectros de chuva polínica no município de Canoas/RS (Campus da Ulbra e arredores). Pesquisas. Botânica, São Leopoldo, n.48, p. 193-205, 1997.

63.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1996BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Processos ecológicos envolvidos na colonização e degradação da madeira por fungos.. Acta Biologica Leopoldensia, São Leopoldo, v. 18, n.2, p. 21-30, 1996.

64.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1996BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. ; BETTUCCI, L. . Mycota de solo colonizadora de blocos estéreis de Eucalyptus incubados com fungos lignofílicos. Pesquisas. Botânica, sÃO lEOPOLDO, v. 46, p. 201-208, 1996.

65.
BAUERMANN, S. G.;BAUERMANN, S;Bauermann, Soraia Girardi;Soraia G Bauermann;BAUERMANN, SORAIA;GIRARDI BAUERMANN, SORAIA;BAUERMANN, SORAIA G.1988BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Estudo biossistemático de Tyromyces palustris (basidiomycetes). Napaea, Porto Alegre, v. 5, p. 1-3, 1988.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PRANDO, A. E. (Org.) ; BUSATO, A. L. S. (Org.) ; SANTANA, D. V. (Org.) ; CUNHA, J. L. (Org.) ; BAUERMANN, S. G. (Org.) . Adulbra 30 anos - História, Memória e Valor Cultural. 1. ed. Porto Alegre: Gráfica Evangraf, 2016. v. 1000. 119p .

2.
BAUERMANN, S. G.. Biodiversidade e Filogeina de Plantas II. 1. ed. Canoas: Editora da Ulbra, 2015.

3.
BAUERMANN, S. G.. BIODIVERSIDADE E FILOGENIA DE BACTÉRIAS, PROTISTAS E FUNGOS. 1. ed. CANOAS: , 2014. 123p .

4.
BAUERMANN, S. G.; RYOKITI, A. I. . Boletim de Resumos do XIX Salão de Iniciação Científica, I Salão de Iniciação Científica Júnior e XIII Fórum de Pesquisa, 5 a7 de novembro de 2013. 1. ed. Canoas: ULBRA, 2013. v. VI. 315p .

5.
BAUERMANN, S. G.; RADAESKI, J. N. ; Evaldt, Andreia Cardoso Pacheco ; QUEIROZ, E.P. ; MOURELLE, D. ; PRIETO, A. ; SILVA, C. I. . PÓLEN NAS ANGIOSPERMAS DIVERSIDADE E EVOLUÇÃO. 1. ed. Canoas: Editora da ULBRA, 2013. v. 1. 216p .

6.
SILVA, C. I. ; BALLESTEROS, P. L. O. ; PALMERO, M. A. ; BAUERMANN, S. G. ; EVALDT, A. C. P. ; OLIVEIRA, P. E. . Catálogo polínico: palinologia aplicada em estdudos de conservação de abelhas do gênero Xylocopa no Triângulo Mineiro. 1. ed. Uberlândia: Edufu, 2010. v. 1. 153p .

7.
RIBEIRO, A. M. ; BAUERMANN, S. G. ; SCHERER, C. . Quaternário do RS: integrando conhecimentos. 1. ed. Porto Alegre: Palotti, 2009. v. 1. 272p .

8.
Souza, P. A. de (Org.) ; IANNUZZI, R. (Org.) ; DUTRA, T. L. (Org.) ; BAUERMANN, S. G. (Org.) ; MEYER, K. E. (Org.) . Boletim de resumos da XI Reunião de Paleobotânicos e palinólogos. Porto Alegre: Gráfica da Ufrgs, 2004. v. v. 1. 160p .

9.
WILBERGER, T. P. ; STRANZ, A. ; PAZ, C. P. ; BOENI, B. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; MONDIN, C. A. ; DUTRA, T. L. . Flora do setor oriental do Planalto sul-rio-grandense. Guia das principais espécies vegetais.. 1. ed. São leopoldo: ALPP, 2004. 59p .

Capítulos de livros publicados
1.
LIMA, G. L. ; OLIVEIRA, M. A. ; BAUERMANN, S. G. . INTEGRAÇÃO DE DADOS ESTRATIGRÁFICOS E PALINOLÓGICOS PARA A INTERPRETAÇÃO PALEOAMBIENTAL: PLANALTO DE SÃO BENTO DO SUL, ESTADO DE SANTA CATARINA. Cenários da Vida. 1ed.Rio de Janeiro: Interciência, 2014, v. 5, p. 471-480.

2.
LIMA, G. L. ; OLIVEIRA, M. A. ; BAUERMANN, S. G. . INTEGRAÇÃO DE DADOS ESTRATIGRÁFICOS E PALINOLÓGICOS PARA A INTERPRETAÇÃO PALEOAMBIENTAL: PLANALTO DE SÃO BENTO DO SUL, ESTADO DE SANTA CATARINA. In: Ismar de Souza Carvalho; Maria Judite Garcia; Oscar Strohschoen Jr.; Cecília Cunha Lana. (Org.). Cenários da Vida. 1ed.Rio de Janeiro: Interciência, 2014, v. 5, p. 471-4780.

3.
FETT JUNIOR, N. ; BAUERMANN, S. G. . EVOLUÇÃO PALEOCLIMÁTICA DO BIOMA MATA ATLÂNTICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DURANTE O PLEISTOCENO SUPERIOR E O HOLOCENO. In: Ismar de Souza Carvalho; Maria Judite Garcia; Oscar Strohschoen Jr; Cecília Cunha Lana.. (Org.). Cenários da Vida. 1ed.Rio de Janeiro: Interciência, 2014, v. 5, p. 481-490.

4.
BAUERMANN, S. G.; FETT JUNIOR, N. . PALEOCLIMAS PLEISTOCÊNICOS E HOLOCÊNICOS NO DOMÍNIO DO BIOMA PAMPA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. In: Ismar de Souza Carvalho; Maria Judite Garcia; Oscar Strohschoen Jr.; Cecília Cunha Lana. (Org.). Cenários de Vida. 1ed.Rio de Janeiro: Interciência, 2014, v. 5, p. 491-500.

5.
BAUERMANN, S; MAGALHAES, E. . ESTUDOS POLÍNICOS NA RESERVA BIOLÓGICA DO LAMI JOSÉ LUTZENBERGER. In: Patrícia B. R. Witt. (Org.). FAUNA E FLORA DA RESERVA BIOLÓGICA DO LAMI JOSÉ LUTZENBERGER. 1ed.Porto Alegre: Secretaria Municipal do Meio Ambiente, 2013, v. 1, p. 283-290.

6.
SILVA, C. I. ; Silva, C.M. ; SANTOS, F. A. R. ; BAUERMANN, S. G. . O uso da palinologia como ferramenta em estudos sobre ecologia e conservação de polinizadores no Brasil. In: Imperatriz-Fonseca, V.L.; Canhos, Dal; Alves, da; Saraiva, A.M.. (Org.). Polinizadores no Brasil-contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais .. 1ed.São Paulo: Edusp, 2012, v. , p. 369-.

7.
BAUERMANN, S. G.; BEHLING, H. . Dinâmica paleovegetacional da Floresta com Araucária a partir do final do Pleistoceno: o que mostra a palinologia. In: FONSECA, C.R.; SOUZA, A.F; LEAL-ZANCHET, A.M; DUTRA, T; BACKES, A. & GRANADO, G.. (Org.). Floresta com Araucária: ecologia, conservação e desenvolvimento sustentável. Ribeirão Preto: Holos, 2009, v. 1, p. 35-38.

8.
BAUERMANN, S. G.; Evaldt, Andreia Cardoso Pacheco . Contando A História da Vida Através dos Grãos de Pólen. In: Marina Bento Soares. (Org.). Livro Digital de Paleontologia: a paleontologia na sala de aula.. 1ed.Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2009, v. 1, p. 00-00.

9.
BAUERMANN, S. G.; BEHLING, H. . Dinâmica Paleovegatcional da Floresta com Araucária no Quaternário Superior das regiões sul e sudeste do Brasil. In: Backes, A.;Souza, A.F. de; Leal-Zanchet, A.M.; Fonseca, C.R.; Ganade, G.; Dutra, T.L.. (Org.). Florestas com Araucária: Ecologia, Conservação e Desenvolvimento Sustentável. : Holos, 2006, v. , p. -.

10.
NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Late Quaternary palinological record in Rio GRande do Sul State. In: Dutra, Tania Lindner. (Org.). Geological, Biological and Palinological aspects from a transect in the northeastern coast of Rio Grande do Sul, Brazil: from the subtropical rainforest with Araucaria angustifolia to coastal peat bogs.. 1ed.São Leopoldo: Gráfica Unisisnos, 2004, v. 1, p. 23-26.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . O Pampa Microscópico. Revista Fapesp, 31 out. 2017.

2.
BAUERMANN, S. G.. Rio Grande do Sul: a história contada através dos grãos de pólen. Zero Hora, Porto Alegre, 21 out. 2008.

3.
COELHO, M. B. ; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; CORREA, M. V. G. . Ulbra realizará estudo ambiental em Dom Feliciano. A visão, Camaquã, p. 16 - 16, 22 jan. 2008.

4.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . A Fuligem das Folhas I. Zero Hora - Suplemento Campo e Lavoura, Porto Alegre, p. 2, 04 mar. 1988.

5.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . A Fuligem das Folhas II. Zero Hora - Suplemento Campo e Lavoura, Porto Alegre, p. 2 - 2.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. ; PEREIRA, A. B. . GRÃOS DE PÓLEN DE ESPÉCIES DA TRIBO ERAGROSTIDEAE (CHLORIDOIDEAE, POACEAE) NO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: XVI Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul e VIII Encontro Estadual de Herbários, 2015, Erechim. XVI Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul e VIII Encontro Estadual de Herbários, 2015. v. 1. p. 256-265.

2.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. ; FARIAS, M. E. ; Dal-Farra, Rossano André . NOVA ABORDAGEM METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE PALEONTOLOGIA: ESTUDO PRELIMINAR NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES. In: VIII Congresso Norte-Nordeste de Educação em Ciências e Matemática, 2010, Boa Vista. Anais do VIII Congresso Norte-Nordeste de Educação em Ciências e Matemática.. Roraima, 2010.

3.
BAUERMANN, S. G.; DUTRA, T. L. ; IANNUZZI, R. ; MERLOTTI, S. ; Souza, P. A. de . Guia de Excursão: Apé Kuri´y, o caminho da Araucária. In: XII Simpósio de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando fronteiras. Porto Alegre: ALPP, 2008. v. 1. p. 2-52.

4.
SOUZA, A. P. ; BAUERMANN, S. G. ; CORREA, M. V. G. ; Da SILVA, J. . Uso de atividade prática:conhecimento do grão de pólen no proceso de ensino de paleontologia. In: Encontro Nacional de Pesquisadores em Educação, 2007, Florian´polis. Anais do VI Enpec, 2007.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PILOTTO, N. ; SCHMITZ, J. A. K. ; BAUERMANN, S. G. ; RADAESKI, J. N. . ORIGEM FLORAL DE MÉIS DE Tetragonisca angustula (Latreille, 1811) e Scaptotrigona bipunctata (Lepeletier , 1836) NO VALE DO TAQUARI, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: XVI Fórum de Pesquisa da Ulbra, 2016, Canoas. XXII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XVI Fórum de Pesquisa, IV Salão de Iniciação Científica Júnior, III Mostra de Ciências da Ulbra, 2016. v. 1.

2.
SILVA, G. C. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . MODELOS DE GRÃOS DE PÓLEN EM 3D. In: 2º Colóquio Ulbra de Extensão, Pesquisa e Ensino, 2º Encontro Ulbra de bolsistas CNPq e Fapergs, 2016, Canoas. 2º Colóquio Ulbra de Extensão, Pesquisa e Ensino, 2º Encontro Ulbra de bolsistas CNPq e Fapergs, 2016.

3.
WOLFF, J. ; BAUERMANN, S. G. ; EVALDT, A. C. P. ; RADAESKI, J. N. . RECONSTITUIÇÃO AMBIENTAL COM BASE EM PALINOLOGIA. In: 2º Colóquio Ulbra de Extensão, Pesquisa e Ensino, 2º Encontro Ulbra de bolsistas CNPq e Fapergs, 2016, Canoas. 2º Colóquio Ulbra de Extensão, Pesquisa e Ensino, 2º Encontro Ulbra de bolsistas CNPq e Fapergs, 2016.

4.
RADAESKI, J. N. ; PEREIRA, A. B. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . MORFOLOGIA POLÍNICA DE ESPÉCIES DA TRIBO CYNODONTEAE (CHLORIDOIDEAE, POACEAE) COM OCORRÊNCIA NO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: XV Fórum de Pesquisa da Ulbra,, 2015, Canoas. XXI Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, III Salão de Iniciação Científica Júnior, II Mostra de Ciências e Inovação e XV Fórum de Pesquisa da Ulbra, 2015. v. 1.

5.
BARCELLOS, G. B. ; EVALDT, A. C. P. ; VARGAS, N. S. ; BAUERMANN, S. G. . Contribuições de uma experiência didática em Palinologia para alfabetização científica de alunos de Ensino Fundamental. In: XV Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica - ULBRA, 2015, Canoas. Anais do XV Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica - ULBRA, 2015.

6.
LIMA, L. F. P. ; OLIVEIRA, M. A. ; BAUERMANN, S. G. . The Palynologic and Stratigraphic Characterization of the Alluvial Deposits, Campo do Ciama, São Bonifácio Municipality, Santa Catarina, Brazil. In: International Lateinamerika-Kolloquium, 2009, Gottingen. International Lateinamerika-Kolloquium. Gottingen: Universitatsverlag Gottingen, 2009. v. 1. p. 159-161.

7.
CANCELLI, R. R. ; Souza, P. A. de ; BAUERMANN, S. G. ; EVALDT, A. C. P. . Palinologia de Asteraceae do Rio Grande do Sul: tipos Polínicos. In: 60 Congresso Nacional de Botânica, 2009, Feira de Santana. Anais do 60 Congresso Nacional de Botânica, 2009. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RADAESKI, J. N. ; LISKOSKI, P. E. ; BAUERMANN, S . Estudo de Caso Pólen e sua importância para o mel. In: XXII Congresso Brasileiro de Apicultura e VIII Congresso Brasileiro de Meliponicultura, 2018, Joinville. http://www.conbrapi2018.com.br/uploads/anais19062018.pdf, 2018. p. 15-15.

2.
RADAESKI, J. N. ; CUNHA, D. J. ; BAUERMANN, S. G. . Poaceae Pollen fro Rio Grande do Sul, Southern Brazil: Modern Pollen Grains and Distinction of Poaceae Pollen from Holocen Record. In: XVII Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinologa, 2018, Diamante. Boletín de la Associación Latinoamericana de paleobotânica y Palinologia. Damante: ALPP, 2018. v. 18. p. 54-54.

3.
SILVA, C. I. ; QUEIROZ, E.P. ; BAUERMANN, S. G. ; RADAESKI, J. N. ; Saraiva, A.M . THE ONLINE POLLEN CATALOGUE NETWORK (RCPOL): APPLICATION IN THE PALYNOLOGICAL STUDIES.. In: XVII Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología, 2018,, 2018, Diamante. Boletín de la Asociación Latinoamericana de Paleobotánica y Palinología.. Parana: ALPP, 2018. p. 44-44.

4.
RADAESKI, J. N. ; SILVA, C. I. ; BAUERMANN, S. G. . MELISSOPALINOLOGIA NO RIO GRANDE DO SUL: REVISÃO E CARACTERIZAÇÃO DAS ESPÉCIES POTENCIAIS À APICULTURA.. In: XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA, 2018, Joinville. ANAIS DO XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA,, 2018. p. 89-89.

5.
PACHECO, A. C. ; RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . ESTUDO DE CASO: PÓLEN E SUA IMPORTÂNCIA PARA O MEL. In: XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA. In: ANAIS DO XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA,, 2018, Joinville. ANAIS DO XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA,, 2018. p. 90-90.

6.
RADAESKI, J. N. ; LISKOSKI, P. E. ; BAUERMANN, S. G. ; SANTOS, R. S. S. . CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA DO PÓLEN E POLINIZAÇÃO DA MACIEIRA. In: XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA, 2018, Joinville. ANAIS DO XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MELIPONICULTURA, 2018. p. 95-95.

7.
BAUERMANN, S. G.; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; SECCHI, M. I. . Análise Morfológica dos Grãos de Pólen de Plantas do Município de Arvorezinha, Rio Grande do Sul, Brasil. In: XXIV Mostra Unisinos de Iniciação Cienmtífica e Tecnológica, 2017, São Leopoldo. http://repositorio.unisinos.br/anais/mostra/mostra2017/assets/basic-html/page-90.html#, 2017. p. 90-91.

8.
SILVA, G. C. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . AVANÇOS EM REPRESENTAÇÕES DE GRÃOS DE PÓLEN ATRAVÉS DE MODELOS EM 3D UTILIZANDO O SOFTWARE SWIFT 3D. In: IV Salão de Iniciação Científica Júnior, 2016, Canoas. XXII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XVI Fórum de Pesquisa, IV Salão de Iniciação Científica Júnior, III Mostra de Ciências da Ulbra, 2016. v. 1.

9.
WOLFF, J. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . MORFOLOGIA POLÍNICA DAS ESPÉCIES CAMPESTRES DE ASTERACEAE MARTINOV NO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: 68ª Reunião Anual da SBPC, 2016, Porto Seguro- Bahia. Anais da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2016.

10.
LISKOSKI, P. E. ; BAUERMANN, S. G. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; SECCHI, M. I. . ANÁLISE MORFOLÓGICA DOS GRÃOS DE PÓLEN DO MUNICÍPIO DE ARVOREZINHA, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: XXII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2016, Canoas. XXII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XVI Fórum de Pesquisa, IV Salão de Iniciação Científica Júnior, III Mostra de Ciências da Ulbra, 2016. v. 1.

11.
SILVA, G. C. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . DESENVOLVIMENTO DE GRÃO DE POLÉN DE GRAMÍNEA EM 3D. In: XV Fórum de Pesquisa da Ulbra, 2015, 2015, Canoas. XV Fórum de Pesquisa da Ulbra, 2015, Canoas. XXI Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, III Salão de Iniciação Científica Júnior, II Mostra de Ciências e Inovação e XV Fórum de Pesquisa da Ulbra, 2015.

12.
CUNHA, D. J. ; RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . PRIMEIRO REGISTRO DE GRÃOS DE PÓLEN DIPORADOS DA FAMÍLIA POACEAE EM SEDIMENTOS QUATERNÁRIOS DA AMÉRICA DO SUL. In: Paleo RS, 2015, São Gabriel. Paleo RS 2015, 2015. v. 1. p. 8-8.

13.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; RODRIGUES, P. H. . Ação Antrópica durante o Holoceno tardio no Nordeste do Rio Grande do Sul. In: XV Encontro de Botânicos do RS e VII Encontro Estadual de Herbários, 2014, Rio Grande. XV Encontro de Botânicos do RS e VII Encontro Estadual de Herbários, 2014.

14.
RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. ; PEREIRA, A. B. . Comparação entre a morfologia polínica de espécies de gramíneas com distribuição campestre, florestal e de banhado nativas do Rio Grande do Sul, Brasil. In: XV Encontro de Botânicos do RS, 2014, Rio Grande. XV Encontro de Botânicos, 2014.

15.
PAZ, F. R. ; ELLERT, P. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Produção polínica de algumas espécies do gênero Polygonum L. (POLYGONACEAE) no Rio Grande do Sul. In: XV Encontro de Botânicos, 2014, Rio Grande. XV Encontro de Botânicos, 2014.

16.
RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S ; EVALDT, A. C. P. ; LIMA, G. L. ; TERRES, C. J. . Grãos de pólen e esporos das fitofisionomias campestres sul-brasileiras: Bioma Pampa e Mata Atlântica. In: XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología, 2012, Corrientes. XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología. Corrientes: Orlando Popoff - Elsa Lattar, 2012.

17.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Souza, P. A. de . Análise palinológica de sedimentos modernos e holocênicos em um fragmento de savana estépica (Província do Espinal) no extremo oeste do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología, 2012, Corrientes. XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología. Corrientes: Orlando Popoff - Elsa Lattar, 2012.

18.
FREITAS, T. C. ; RAMOS, A. F. ; BAUERMANN, S. G. ; EVALDT, A. C. P. . Produção polínica de algumas espécies de angiospermas do Parque Estadual do espinilho, RS.. In: XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología, 2012, Corrientes. XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología. Corrientes: Orlando Popoff - Elsa Lattar, 2012.

19.
NOBRE, S. B. ; BAUERMANN, S. G. ; VITORIA, L. B. . Produção polínica e morfologia dos grãos de pólen de diferentes linhagens de Oryza sativa L. (Cyperales, Poaceae). In: XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología, 2012, Corrientes. XV Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinología II Simposio Argentino de Melisopalinología. Corrientes: Orlando Popoff - Elsa Lattar, 2012.

20.
NOBRE, S. B. ; Bauermann, Soraia Girardi ; PAZ, F. R. . Panorama palinológico do Quaternário em área de transição (ou ecótono) no município de Quaraí, Rio Grande do Sul, Brasil.. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XII Forúm de Pesquisa, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012.

21.
FREITAS, T. C. ; DUARTE, H. ; BAUERMANN, S ; EVALDT, A. C. P. . Análise Granulométrica de um perfil sedimentar em Barra do Quaraí, RS.. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XII Forúm de Pesquisa, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012.

22.
PAZ, F. R. ; Bauermann, Soraia Girardi ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. . Análises palinológicas de amostras superficiais do município de Caçapava do Sul, RS, Brasil.. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XII Forúm de Pesquisa, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012.

23.
RAMOS, A. F. ; BAUERMANN, S . Produção polínica e características ecológicas de espécies do município de Itacurubi - RS. In: 63 Congresso nacional de Botânica, 2012, Joinville. Botânica frente as mudanças globais, 2012.

24.
CARNEIRO, D. C. S. ; BAUERMANN, S ; EVALDT, A. C. P. ; PAZ, F. R. . Processamento físico-quimico de amostras superficiais do municipio de Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brasil.. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, XII Forúm de Pesquisa, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012.

25.
BAUERMANN, S. G.. Análise Granulométrica de um Perfil sedimentar em Barra do Quaraí, RS. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão de iniciação Científica e Tecnológica. Canoas: Editora da Ulbra, 2012.

26.
BAUERMANN, S. G.. Análises Palinológicas de Amostras Superficiais do Município de Caçapava do Sul, RS, Brasil. In: XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2012, Canoas. Anais do XVIII Salão Iniciação Científica e Tecnológica. Canoas: Editora da Ulbra, 2012.

27.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Recent palynological assemblages in surface sediments of the biomas from Southern Brazil. In: XVIII INQUA BERN 2011, 2011, Suiça. XVIII INQUA BERN 2011, 2011.

28.
BAUERMANN, S; BEHLING, H. . A synthesis of regional biomass and evolution of southern Brazil landscape, on the basis of paleopalinology. In: XVIII INQUA BERN 2011, 2011, Suiça. XVIII INQUA BERN 2011, 2011.

29.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Souza, P. A. de . Deposição palinológica em sedimentos de superfície do Parque Estadual do Espinilho, extremo oeste do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2010, Salvador. Paleobotânica e Palinologia: prospectando novas fronteiras. Feira de Santana: Print Mídia, 2010. p. 179-179.

30.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Campos do Rio Grande do Sul: um olhar sobre o Bioma Pampa. In: XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2010, Salvador. Paleobotânica e Palinologia: prospectando novas fronteiras. Feira de Santana: Print Mídia, 2010. p. 192-192.

31.
LIMA, G. L. ; BAUERMANN, S. G. ; OLIVEIRA, M. A. . Análise estratigráfica e palinológica de depósitos aluviais pleistocênicos: planalto de São Bento do Sul, estado de Santa Catarina, sul do Brasil. In: XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2010, Salvador. Paleobotânica e Palinologia: prospectando novas fronteiras. Feira de Santana: Print Mídia, 2010. p. 178-178.

32.
RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; LIMA, G. L. ; NASCIMENTO, J. K. . Diversidade polínica dos campos do sul do Brasil: descrições morfológicas e implicações paleoecológicas. In: XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2010, Salvador. Paleobotânica e Palinologia: prospectando novas fronteiras. Feira de Santana: Print Mídia, 2010. p. 221-221.

33.
RADAESKI, J. N. ; NASCIMENTO, J. K. ; LIMA, G. L. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . GRÃOS DE PÓLEN E ESPOROS DAS FORMAÇÕES CAMPESTRES SUL-BRASILEIRAS. In: X FÓRUM DE PESQUISA, XVI SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E MOSTRA DE INOVAÇÃO, 2010. XVI Salão de Iniciação Científica & X Forúm de Pesquisa. Canoas: Ulbra, 2010. p. 39-39.

34.
TERRES, C. J. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . PALINOFLORA DO MUNICIPIO DE ITACURUBI, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. In: X FÓRUM DE PESQUISA, XVI SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E MOSTRA DE INOVAÇÃO, 2010, Canoas. XVI Salão de Iniciação Científica e X Fórum de Pesquisa. Canoas: Ulbra, 2010. p. 53-53.

35.
WILBERGER, T. P. ; DUTRA, T. L. ; BAUERMANN, S. G. ; EVALDT, A. C. P. ; SEGER, G. ; TREVISAN, C. ; KERKHOFF, M. L. ; COVOLAN, R. D. ; NASCIMENTO, J. K. . Guia Ilustrado para identificação das Principais espécies Vegetais da Porção meridional do Planalto Sul-Brasileiro. In: 60 Congresso Nacional de Botânica, 2009, Feira de Santana. Anais do 60 Congresso Nacional de Botânica, 2009. v. 1.

36.
BAUERMANN, S. G.. Análises Palinológicas de Turfeira no Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Rio Grande do Sul, Brasil. In: XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 20-20.

37.
CANCELLI, R. R. ; Souza, P. A. de ; BAUERMANN, S. G. . Palinologia de Asteraceae do Rio Grande do Sul. In: XII Simpósio Brasileiro de palinologia e Paleobotânica, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 31-31.

38.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; LUCHETA, F. . Características Morfológicas da parede dos Grãos de pólen de Asteraceae, RS, Brasil e implicações Taxonômicas. In: XII Si´mpósio Brasileiro de palinologia e Paleobotânica, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 60-60.

39.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; ZANCHIN,J.R. . Morfodiagnose Polínica dos Gêneros Butia, Euterpe, geonoma, Syagrus e Thritrinax (Arecaceae) no Rio Grande do Sul, Brasil. In: XII Simpósio Brasileiro de Palebotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White- Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 61-61.

40.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Branco, S. B. ; DIESEL, S. . Atlas polínico das Espécies do Vale do Rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil. In: XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 62-62.

41.
Ferrazzo, M. ; BAUERMANN, S. G. ; LEIPNITZ, I. I. . Reconstituição Paleoambiental com Base em Palinomorfos do Quaternário do Baixo Vale do Rio Doce, ES, Brasil. In: XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 69-69.

42.
LIMA, G. L. ; BAUERMANN, S. G. ; OLIVEIRA, M. A. . Caracterização Estratigráfica e Palinológica de depósitos Aluviais Localidade de Salto do Engenho, Município d Campo Alegre, Planalto de São Bento do Sul-SC. In: XII Simpósio de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 115-115.

43.
Loporchio, F. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Análises Polínicas do Gênero Eryngium L. no Rio Grande do Sul. In: XII Simposio de paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianópolis. XII SBPP Revisitando a Coluna White - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1. p. 117-117.

44.
NASCIMENTO, J. K. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Palinoglora de Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. In: XII Simposio de Paleobotânica e Palinologia, 2008, Florianóplois. XII SBPP - Revisitando a Coluna Wite - Ampliando Fronteiras. Porto Alegre: UFRGS, 2008. v. 1.

45.
Loporchio, F. ; NASCIMENTO, J. K. ; MACEDO, R. B. ; BAUERMANN, S. G. . Análises Palinológicas em sedimentos Quaternário no estado do Rio Grande do Sul, BrasilParte I : descrições taxonômicas. In: VIII Fórum de Pesquisa e XIV Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2008. Anais do VIII Fóum de Pesquisa e XIV Salão de Iniciação Científica e tecnológia. Canoas: Editora da Ulbra, 2008.

46.
CORREA, M. V. G. ; LIMA, L. F. P. ; BAUERMANN, S. G. . Aspectos morfopolínicos (MEV) das espécies brasileira de Pterocaulon Ell. (Asteraceae). In: %7 Congresso nacional de Botânica, 2006, Gramado. Resumos do 57 Congresso nacional de Botânica, 2006.

47.
BAUERMANN, S. G.; BEHLING, H. ; Souza, P. A. de . Atlas polínico dos últimos milênios para a região de Santo Antônio da Patrulha. In: 57 Congresso Nacional de Botânica, 2006, Gramado. Resumos do 57 Congresso nacional de Botânica, 2006.

48.
CANCELLI, R. R. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; NEVES, P. C. P. . Morfologia polínica de Passifloraceae do RS. In: 57 Congresso Nacional de Botânica, 2006, Gramado. Anais do 57 Congresso Nacional de Botânica, 2006.

49.
CANCELLI, R. R. ; GUERREIRO, C. T. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Variabilidade Polínica de Asteraceae da Fazenda São maximiano, Rio rande do Sul, Brasil. In: XIII Simposio Argentino de Paleobotânica y Palinologia, 2006, Bahia Blanca. Anais do XIII Simposio Argentino de Paleobotânica y Palinologia. Bahia Blanca, 2006. v. 1. p. 1-3.

50.
CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; SCHNEIDER, A. A. . Palinotaxonomia do Gênero Stenachaenium Benth. (Asteraceae). In: 56º Congresso Nacional de Botânica, 2005, Curitiba - PR. 56º Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2005.

51.
MACEDO, R. B. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; BAUERMANN, S. G. . Palinoflora do Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Rio Grande do Sul, Brasil.. In: 56º Congresso Nacional de Botânica, 2005, Curitiba - PR. 56º Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2005.

52.
CORREA, M. V. G. ; LIMA, L. F. P. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia Polínica do Gênero Pterocaulon Elliot (Asteraceae), do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: 56º Congresso Nacional de Botânica, 2005, Curitiba - PR. 56º Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2005.

53.
GUERREIRO, C. T. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. . Diversidade Polínica em Asteraceae Martinov da Fazenda São Maximiliano, Guaíba, RS II. In: 56º Congresso Nacional de Botânica, 2005, Curitiba - PR. 56º Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2005.

54.
LOPES, A. L. ; BAUERMANN, S. G. ; DIESEL, S. . Diversidade Polínica da Bacia Hidrográfica do Rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil.. In: 56º Congresso Nacional de Botânica, 2005, Curitiba - PR. 56º Congresso Nacional de Botânica - Resumos, 2005.

55.
EVALDT, A. C. P. ; LOPES, A. L. ; GUERREIRO, C. T. ; CORREA, M. V. G. ; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; DIESEL, S. . Diversidade Polínica da Família Asteraceae na Bacia Hidrográfica do Rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil. In: 7º Encontro de Biólogos da Região Sul, 2005, Santa Cruz do Sul - RS. Desafios da Profissão. Porto Alegre: CRBio 3, 2005.

56.
CORREA, M. V. G. ; MACEDO, R. B. ; BAUERMANN, S. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Palinotaxonomia de Indicadores polínicos. In: XI Salão de Iniciação Científica e Tecnológica, 2005, Canoas. XI Salão de Iniciação Científica e Tecnológica CD Rom. Canoas, 2005.

57.
BITENCOURT, A. L. V. ; NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; MAUHS, J. . Projeto Coleção de Pólens de Referência de Plantas do Sul do Brasil. In: Paleo 2004, 2004, São Leopoldo. Paleontologia em Destaque. Porto Alegre: Renata Netto, 2004. v. 49. p. 14-14.

58.
CORREA, M. V. G. ; LIMA, L. F. P. ; LOPES, A. L. ; CANCELLI, R. R. ; MACEDO, R. B. ; GUERRERO, R. T. ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia Polínica do gênero Pterocaulon (Asteraceae) do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: V Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica/X Salão de Iniciação Científica da Ulbra, 2004, Canoas. V Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica/X Salão de Iniciação Científica da Ulbra. Canoas, RS, 2004. v. 5.

59.
MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. ; BAUERMANN, S. G. . Análise Palinológica e Evolução Ambiental da região do banhado da lagoa da Cidreira, RS. In: V Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica/X Salão de Iniciação Científica da Ulbra, 2004, Canoas, RS. V Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica/X Salão de Iniciação Científica da Ulbra. Canoas, RS: Editora da Ulbra, 2004. v. 5.

60.
MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Paleopalinoflora da Turfeira de Passinhos, Quaternário, Palnície Costeira do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. In: XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos, 2004, Gramado. XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos - Livro de Resumos, 2004. v. 1.

61.
GUERREIRO, C. T. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. ; MACEDO, R. B. ; BAUERMANN, S. G. . Variabilidade Polínica de Asteraceae da fazenda São Maximiano, Guaíba, RS. In: XI Reunião de paleobotânicos e Palinólogos, 2004, Gramado, RS. XI Reunião de paleobotânicos e Palinólogos - Livro de Resumos, 2004.

62.
MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. ; BAUERMANN, S. G. . Análise Palinológica e Evolução Ambiental da Região do Banhado da Lagoa de Cidreira, RS, Brasil. In: XVI Salão de Iniciação Científica, 2004, Porto Alegre. XVI Salão de Iniciação Científica - UFRGS 2004, 2004.

63.
CANCELLI, R. R. ; GUERREIRO, C. T. ; MACEDO, R. B. ; CORREA, M. V. G. ; LOPES, A. L. ; BAUERMANN, S. G. . Padrões polínicos em Asteraceae da fazenda São Maiximiano. In: XII Encontro Estadual de Botânicos e IV Encontro Estadual de Herbários, 2004, Guaiba. XII Encontro Estadual de Botânicos e IV Encontro Estadual de Herbários - Livro de Resumos, 2004.

64.
BAUERMANN, S. G.; MARQUESTOIGO, M. ; BEHLING, H. ; Souza, P. A. de . Análises Palinológicas da turfeira de Águas Claras, Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil. In: IX Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário/IICongresso do Quaternário de Países de Línguas Ibéricas/II Congresso sobre Palnejamento e gestão da Zona Costeira dos Países de Expressão Portuguesa, 2003, Recife. Livro de Resumos. Recife. p. 84-84.

65.
BAUERMANN, S. G. ; BEHLING, H. . Mudanças Paleoambientais no Holoceno Superior da Região de São Martinho da Serra, Sul do Brasil. In: Paleo 2003, 2003, Porto Alegre. Paleotologia em Destaque. Porto Alegre: Renata Netto, 2003. v. 44. p. 15-15.

66.
BAUERMANN, S. G.; MARQUESTOIGO, M. ; BEHLING, H. ; Souza, P. A. de . Análises Palinológicas da Turfeira de Águas Claras, Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil. In: IX Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, II Congresso do Quaternário dos Países de Ibéricas e II Congresso sobre Planejamento e Gestão da Zona Costeira dos Países de Expressão Portuguesa, 2003, Recife - PE. Anais do IX Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, II Congresso do Quaternário de Países de Linguas Ibéricas, II Congresso sobre Planejamento e Gestão da Zona Costeira dos Países de Expressão Portuguesa. São Paulo: Video Congress, 2003.

67.
JUNG, D. ; KROEFF, V. N. ; BAUERMANN, S. G. ; ROSSONI, M. G. ; BACCHI, F. . Sucessão Vegetacional na Região do Banhado do Jacaré, São Gabriel, Capanha-Oeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: 6º Encontro de biólogos da Região Sul, 2002, Porto Alegre. O Biólogo e os desafios atuais. Porto Alegre: Conselho Regional de Biologia, 2002. p. 31-31.

68.
BAUERMANN, S. G. ; MARQUESTOIGO, M. ; Jose Rafael Rosito Coiro ; Abdul Rahman Ashraf . Taxonomic considerations concerning the occurrence of pollen grains of Valeriana eichleriana (C.A.Miler) Graebner, in sediments from the Upper Quaternary of the Rio Grande do Sul State, Southern Brazil.. In: 6th European Paleobotany-Palynology Conference., 2002, Athens. Program Book Abstracts of the 6th European Paleobotany-Palynology, 2002. p. 66-66.

69.
BAUERMANN, S. G.; KROEFF, V. N. ; JUNG, D. ; ROSSONI, M. G. ; BACCHI, F. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Palinologia de Valeriana L. no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. In: 6º Encontro de Biólogos da região Sul, 2002, Porto Alegre. O Biólogo e os desafios atuais. Porto Alegre: Conselho Regional de Biologia, 2002. p. 22-22.

70.
BAUERMANN, S. G. ; MARQUESTOIGO, M. ; Jose Rafael Rosito Coiro ; Abdul Rahman Ashraf . Taxonomic considerations concerning the occurrence of polens grains of Valeriana eichleriana (C.A.Muller) Graebner, in sediments from the Upper Quaternary of the Rio Grande do Sul State, Sothern Brazil. In: 6th European Paleobotany-Palynology Conference, 2002, Athens. 6th European Paleobotany-Palynology Conference. Athens: University of Athens, 2002. p. 66-66.

71.
KROEFF, V. N. ; JUNG, D. ; GROFF, G. ; ROSSONI, M. G. ; NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; BACCHI, F. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Evidências da Transgressão Holocênica no banhado Domingos Petrolini, Província Costeira do Sul, Brasil e palinologia de Plantas Atuais - gênero Hyptis. In: II Forum de Pesquisa e VIII Salão de Iniciação Científica, 2002, Canoas. Anais do II Fórum de Pesquisa e VIII Salão de Iniciação Científica. Canoas: Editora da Ulbra, 2002.

72.
BAUERMANN, S. G.; BACCHI, F. ; KROEFF, V. N. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Palinologia de um depósito paludoso da região do banhado do Jacaré, Campanha do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. In: VIII Congresso da ABEQUA, 2001, Mariluz/Imbé. Anais do VIII Congresso da ABEQUA, 2001.

73.
BAUERMANN, S. G. ; BACCHI, F. . Traces of the Holocenic Transgression in the Southern Coastal Plain in the Rio Grande do Sul, Brazil.. In: Paleo, 2001, 2001, Porto Alegre. Paleo, 2001, 2001.

74.
KROEFF, V. N. ; BAUERMANN, S. G. ; BACCHI, F. ; ROSSONI, M. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Mudanças paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul. Palinologia dos banhados do Jacaré, Barrocadas, Águas Claras e Palinologia de Plantas Atuais-gênero Valeriana. In: II Forum de Pesquisa Científica e Tecnológica - VII Salão de Iniciação Científica, 2001, Canoas. Anais do II Forum de Pesquisa Científica e Tecnológica - VII Salão de Iniciação Científica. Canoas: ULBRA.

75.
BEHLING, H. ; BAUERMANN, S. G. . Holocene environmental changes from the São Francisco de Paula region in southern Brazil. In: VII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 1999, Porto Seguro. Porto Seguro: Associação Brasileira de estudos do Quaternário, 1999.

76.
BAUERMANN, S. G. . Aspectos do Holoceno de Capão do Leão, Planície Costeira do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil.. In: VII Congresso da Associação brasileira de Estudos do Quaternário, 1999, Porto Seguro. Anais do VII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário. Porto Seguro: Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 1999.

77.
MENDONÇA FILHO, J. G. ; MARQUESTOIGO, M. ; ASHRAF, R. A. ; REICHHART, K. ; BAUERMANN, S. G. ; MEYER, K. E. . Palynofacies and palinology investigation of Holocenic sediments from B-X borehole in the maquiné river valley, RS, Brazil.. In: VII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, 1999, Porto Seguro. Anais do VII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternáruio. Porto Seguro: Associação Brasielira de Estudos do Quaternário, 1999.

78.
RIVA, A. ; AUGUSTIN, R. ; BAUERMANN, S. G. . Um Sistema Específico de Biblioteca para o Laboratório de Palinologia da ULBRA. In: V Salão de Iniciação Científica, 1999, Canoas. resumos do V Salão de Iniciação Científica. Canoas: editora da ULBRA, 1999. p. 84.

79.
AUGUSTIN, R. ; RIVA, A. ; BAUERMANN, S. G. . Dispersão Polínica no Recente do Município de Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. In: V Salão de Iniciação Científica, 1999, Canoas. Resumos do V Salão de Iniciação Científica. Canoas: Editora da ULBRA, 1999. p. 83.

80.
BAUERMANN, S. G.. Espectro de chuva polínica no município de Canoas. In: IX Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul, 1998, Porto Alegre. Anais do IX Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Sociedade Botânica do Rio Grande do Sul - Secção RS, 1998.

81.
RIVA, A. ; AUGUSTIN, R. ; BAUERMANN, S. G. . Elaboração de Diagramas palinológicos para o Laboratório de Palinologia da ULBRA. In: IV Salão de Iniciação Científica, 1998, Canoas. Resumos do IV Salão de Iniciação Científica. Canoas: ditora da ULBRA, 1998. p. 47.

82.
AUGUSTIN, R. ; RIVA, A. ; BAUERMANN, S. G. . Palinologia de Quaternário no Rio Grande do Sul: Município de Encruzilhada do Sul, RS. In: IV Salão de Iniciação Científica, 1998, Canoas. Resumos do IV Salão de Iniciação Científica. Canoas: Editora da ULBRA, 1998. p. 48.

83.
BAUERMANN, S. G.. Espectros de chuva polínica no Campus da ULÇBRA e arredores. In: XII Simpósio Sul-Brasileiro de Ensino de Ciências, 1997, São Leopoldo. Anais do XII Encontro Sul-Brasileiro de Ensino de Ciências, 1997.

84.
BAUERMANN, S. G.. Palinologia do Quaternário da Serra do Sudeste do Rio Grande do Sul. In: Taller Internacional del Instituto Interamericano para la Investigación de Camios Globales, 1996, Canela. Anales del Taller Internacional para la Investigación de Cambios Globales, 1996. p. 26.

85.
BAUERMANN, S. G.; SILVEIRA, L. L. T. V. . Levantamento Preliminar de Fungos Saprófitos da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. In: IV Reunião Acadêmica de Biologia da UNISINOS, 1992, São Leopoldo. Resumos da IV Reunião Academica de Biologia da UNISINOS. São Leopoldo: Editora da UNISINOS, 1992. p. 36.

86.
BAUERMANN, S. G.; SACRAMENTO, C. ; GUERRERO, R. T. . O efeito dos metabólitos fúngicos extra-celulares sobre o crescimento vegetativo de três Basidiomycetes xilófagos. In: 40o. Congresso Nacional de Botânica, 1989, Cuiabá. Anais do 40o. Congresso Nacional de Botânica. São Paulo: Sociedade Botânica do Brasil, 1989. p. 03.

87.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Atividade de fungos do solo frente a Basidiomycetes xilófagos. In: 39o. Congresso nacional de Botânica, 1988, Belém do Pará. Anais do 39a. Congresso Nacional de Botânica. São Paulo: Sociedade Botânica do Brasil, 1988. p. 69.

88.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Ocorrência de fungos xilófagos em depósito de postes de Eucalyptus tratados com pentaclorofenol. In: 39o. Congresso nacional de Botânica, 1988, Belém do Pará. Anais do 39a. Congresso Nacional de Botânica. São Paulo: Sociedade Botânica do Brasil, 1988. p. 94.

89.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Estudo biossistemático de Tyromyces palustris (Basidiomycetes). In: IV Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul, 1988, Santa Maria. resumos do 4o. Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul. Santa Maria: Sociedade Botânica do Brasil - Secção RS, 1988. p. 33.

90.
BAUERMANN, S. G.; GUERRERO, R. T. . Biodegradação da madeira de Eucalyptus por fungos xilófagos. In: 29a. Semana Universitária Gaúcha de debates Biológicos, 1987, Porto Alegre. Resumos da 29a.semana Universitária Gaúcha de debates Biológicos. Porto Alegre: Sociedade de Biologia, 1987. p. 15-16.

Resumos publicados em anais de congressos (artigos)
1.
BITENCOURT, A. L. V.2005BITENCOURT, A. L. V. ; Souza, P. A. de ; BAUERMANN, S. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; MAUHS, J. . Projeto Coleção de pólen de referências de plantas do sul do Brasil.. Paleontologia Em Destaque,, Porto Alegre, v. 49, p. 15-15, 2005.

Artigos aceitos para publicação
1.
Ferrazzo, M. ; BAUERMANN, S. G. ; LEIPNITZ, I. I. . Catálogo polínico de depósitos quaternários do delta do Rio Doce, estado do Espírito Santo, Brasil.. Iheringia. Série Botânica, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
RADAESKI, J. N. ; LISKOSKI, P. E. ; BAUERMANN, S. G. ; SANTOS, R. S. S. . Caracterização Morfológica do Pólen e polinização da Macieira. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
RADAESKI, J. N. ; SILVA, C. I. ; BAUERMANN, S. G. . Melissopalinologia no Rio Grandedo Sul: Revisão e Caracterização das Espécies Potenciais à Apicultura. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
EVALDT, ANDRÉIA CARDOSO PACHECO ; RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . Estudo de caso: Pólen e sua Importância para o Mel. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
WOLFF, J. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, ANDREIA ; BAUERMANN, S. G. . Morfologia Polínica das Espécies Campestres de Asteraceae Martinov no Rio Grande do Sul, Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
BAUERMANN, S. G.. Pesquisa e Iniciação Científica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
DIAS, A. S. ; RODRIGUES, P. H. ; BAUERMANN, S. G. . Estudios Multidisciplinarios sobre el Holoceno en el sur de Brasil: Arqueología, Paleontología y Palinología. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
ARRUDA, B. A. A. C. ; MISK, S. P. ; MIRANDA, T. F. ; MEYER, K. E. ; BAUERMANN, S. G. ; Jasper, A. . Resultados preliminares do estudo de fitoclastos opacos em lâminas preparadas pelas técnicas palinológica e de palinofácies e sua implicação como indicadores de paleoincêncios no cerrado de Minas Gerais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Deposição Palinológica em sedimentos de superfície no oeste do RS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . A synthesis of regional biomes and evolution of southern Brazil landscape during the Quaternary on the basis of paleopalynology. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Reconciling modern and Quaternary rates os landscape evolution. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BAUERMANN, S. G.. Palaecological and pollen analytical studies in RS, southern Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BAUERMANN, S. G.. Paleoclimas do Rio Grande do Sul. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
LUCHETA, F. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Características morfológicas da parede dos grãos de pólen de Asteraceae,RS, Brasil e implicações taxonômicas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
Ferrazzo, M. ; BAUERMANN, S. G. ; LEIPNITZ, I. I. . Reconstituição paleoambiental com base em palinomorfos do Quaternário do baixo Vale do Rio Doce,ES, Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
LUCHETA, F. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Características morfológicas da Parede dos Grãos de Pólen de Asteraceae,RS,Brasil e Implicações taxonômicas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
BAUERMANN, S. G.. Atividade Prática com grãos de pólen: Construindo conhecimento em Paleontologia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. ; LUCHETA, F. . Diversidade polínica da Bacia Hidrográfica do rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

18.
BAUERMANN, S. G.; CORREA, M. V. G. ; Da SILVA, J. ; EVALDT, A. C. P. . Encontro Internacional de Educação. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
BAUERMANN, S. G.. Atividade Prática sobre o Grão de Pólen no Ensino de Paleobtologia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Diversidade polínica da Família Asteraceae na Bacia Hidrográfica do Rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
LIMA, L. F. P. ; CORREA, M. V. G. ; BAUERMANN, S. G. ; CANCELLI, R. R. ; SCHNEIDER, A. A. ; Ritter, M.R. ; MATZENBACHER, N. I. . A tribo Plucheeae (Asteraceae) no Rio Grande do Sul, brasil: uma abordagem polínica. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
CANCELLI, R. R. ; GUERREIRO, C. T. ; EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Variabilidade Polínica de asteraceae da fazenda São maximiano, Rio Grande do Sul, Brasil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

23.
MACEDO, R. B. ; BAUERMANN, S. G. . Reconstituição da vegetação através da palinologia. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
GUERREIRO, C. T. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. . Diversidade Polínica em Asteraceae (Martinov) da Fazenda São Maiximiano, Guaíba, RS, II. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. ; SCHNEIDER, A. A. . Pollen Morphology of the Genus Stenachaenium Benth. (Asteraceae) in Rio Grande do Sul. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
MACEDO, R. B. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; BAUERMANN, S. G. . Palinoflora do Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Rio Grande do Sul, Brasil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. ; BAUERMANN, S. G. . Análise palinológica e Evolução Ambiental da Região do Banhado da Lagoa da Cidreira,RS, Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

28.
COELHO, M. B. ; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; BAUERMANN, S. G. . Grãos de pólen e os processo alérgicos. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
BAUERMANN, S. G.; CANCELLI, R. R. . Morfologia Polínica do Gênero Pterocualon (Asteraceae), do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
Souza, P. A. de ; NEVES, P. C. P. ; BAUERMANN, S. G. ; MARCHIORETTO, M. S. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; MAUHS, J. . Paleo 2004. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

31.
BAUERMANN, S. G.; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; NEVES, P. C. P. . Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Palinologia de Plantas Atuais (estudo do gênero Cunila Royen ex L. - lamiaceae). 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

32.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; NEVES, P. C. P. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; Loporchio, F. . Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Caracterização Botânica e Preliminar do Banhado da Lagoa da Cidreira, localidade de Passinhos. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

33.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; NEVES, P. C. P. ; Loporchio, F. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Palinologia de Plantas Atuais da região do Banhado da Lagoa da Cidreira - Localidade de Passinhos. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

34.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; Loporchio, F. ; NEVES, P. C. P. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior do Rio Grande do Sul, Brasil - Caracterização Geológica Preliminar do Banhado da Lagoa da Cidreira - área Passinhos. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

35.
NEVES, P. C. P. ; BACCHI, F. ; ROSSONI, M. G. ; BAUERMANN, S. G. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon ; KROEFF, V. N. ; SOUZA, A. L. F. . Palinologia de um depósito paludoso da região do banhado do Jacaré, campanha do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
BAUERMANN, S. G.; Branco, S. B. . Identificação do Principais Grãos de Pólen Alergógenos, Canoas, RS. 2000. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
Souza, P. A. de ; IANNUZZI, R. ; DUTRA, T. L. ; BAUERMANN, S. G. ; MEYER, K. E. . Boletim de resumos da XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos 2004 (Edição de Boletim de Resumos).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BAUERMANN, S. G.. Congreso Latinoameicano de Botanica. 2014.

2.
BAUERMANN, S. G.. Consultora "Ad Hoc". 2004.

3.
BAUERMANN, S. G.. Consultora "Ad Hoc". 2003.

Programas de computador sem registro
1.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. . Grãos de pólen e os processos alérgicos. 2004.

2.
BAUERMANN, S. G.; BERG, T. . Tópicos Fundamentais em Algas. 2001.

Trabalhos técnicos
1.
BAUERMANN, S. G.. Visita Técnica - Parque Estadual do Turvo. 2011.

2.

3.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. . Análises palinológicas em Tese de Doutorado intitulada "Padrão de Assentamento e uso de espaço entre caçadores-coletores na Mata Atlântica- Santa Catarina, Brasil". Parte I. 2004.

4.
BAUERMANN, S. G.; CANCELLI, R. R. ; MACEDO, R. B. ; CORREA, M. V. G. . Análises palinológicas em Tese de Doutorado intitulada "Padrão de Assentamento e uso do espaço entre caçadores-coletores na Mata Atlântica - Santa Catarina, Brasil". Parte II. 2004.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BAUERMANN, S. G.; RADAESKI, J. N. ; LISKOSKI, P. E. ; EVALDT, ANDREIA ; WOLFF, J. . Ulbra Conhecimento - Pesquisa em Palinologia. 2018.

2.
BAUERMANN, S. InfoUlbra - Laboratório de Palinologia. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
BAUERMANN, S. G.. Transplante Diferenciado. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Palinologia. 2009. (Programa de rádio ou TV/Outra).

5.
BAUERMANN, S. G.. Cuidados que devemos ter com as plantas no inverno. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
BAUERMANN, S. G.; RADAESKI, J. N. ; SILVA, C. I. ; Saraiva, A.M . Rede de Catálogos Polínicos Online. 2017; Tema: Palinologia. (Site).

2.
SILVA, C. I. ; Saraiva, A.M ; BAUERMANN, S. G. ; RADAESKI, J. N. ; EVALDT, A. C. P. . Rede de Catálogos Polínicos Online. 2016; Tema: Palinologia. (Site).

3.
SILVA, C. I. ; Saraiva, A.M ; RADAESKI, J. N. ; BAUERMANN, S. G. . Rede de Catálogos Polínicos Online. 2015; Tema: Palinologia. (Site).

4.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, ANDREIA ; RADAESKI, J. N. . Laboratório de Palinologia. 2012; Tema: Atualizações em palinologia. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
BAUERMANN, S. G.. Dispersão polínica e processos tafonômicos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BAUERMANN, S. G.. Introdução ao estudo da palinologia. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
EVALDT, A. C. P. ; BAUERMANN, S. G. . Informativo Museu de Ciências Naturais ULBRA. 2011. (Editoração/Outra).

4.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Relatório técnico e financeiro. 2011. (Relatório de pesquisa).

5.
BAUERMANN, S. G.. Pólens, pasisagens e sua intima ligação I. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
BAUERMANN, S. G.. Pólens, paisagens e sua intima ligação II. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
BAUERMANN, S. G.. A família Asteraceae e sua repreentatiidade em sedimentos quaternários. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
BAUERMANN, S. G.. Campos de altitude do Sul do Brasil. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Biologia Sem Fronteiras: Encantos da Botânica. 2009. (Projeto de Pesquisa).

10.
BAUERMANN, S. G.. Variações climáticas na estação que chega. 2009. (Entrevista).

11.
BAUERMANN, S. G.; DUTRA, T. L. ; MERLOTTI, S. ; IANNUZZI, R. ; Souza, P. A. de . Revisitando a Coluna White: guia de campo do XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânicos e Palinólogos... 2008. (Editoração/Outra).

12.
BAUERMANN, S. G.. Oficina de Palinologia/Feira de Ciências. 2008. (Oficina).

13.
BAUERMANN, S. G.. Rio Grande do Sul: a história contada através dos grãos de pólen. 2008. (Coluna).

14.
BAUERMANN, S. G.; NEVES, P. C. P. ; Sergio Augusto de Loreto Bordignon . Estudo de polens e esporos recentes no extremo sul do Brasil e ilha rei George, Península Antártica.. 2007. (Relatório de pesquisa).

15.
BAUERMANN, S. G.; RIBEIRO, A. M. ; HADLER, P. . Workshop Quaternário do RS: Integrando Conhecimentos. 2007. (Relatório de pesquisa).

16.
CANCELLI, R. R. ; MACEDO, R. B. ; PLA JUNIOR, M. A. ; BAUERMANN, S. G. . Grãos de pólen: usos e aplicações. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Instrucional).

17.
BAUERMANN, S. G.. ANÁLISES PALINOLÓGICAS DE ALTA RESOLUÇÃO EM SEDIMENTOS DO REFÚGIO DE VIDA SILVESTRE BANHADO DOS PACHECOS, VIAMÃO,RS. 2006. (Relatório de pesquisa).

18.
BAUERMANN, S. G.; MACEDO, R. B. ; CANCELLI, R. R. ; CORREA, M. V. G. ; COELHO, M. B. . Grãos de Pólen e os Processos Alérgicos. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
Souza, P. A. de ; IANNUZZI, R. ; DUTRA, T. L. ; BAUERMANN, S. G. ; MEYER, K. E. . Boletim de Resumos da XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos. 2004. (Edição do Boletim de Resumos).

20.
BAUERMANN, S. G.. Polinose. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

21.
BAUERMANN, S. G.. Estudo do Pólen. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

22.
BAUERMANN, S. G.. Pólen: uma proposta prática para estudo. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

23.
BAUERMANN, S. G.; DANIEL, A. ; MILHEIRO, C. C. ; ZANIN, E. M. ; PRÁ, G. ; SCHMIDT, J. A. ; OLIVEIRA, V. . Educação para Crescer - Projeto melhoria da Qualide de Ensino. 20. Grau. 1993. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

24.
BAUERMANN, S. G.; DANIEL, A. ; MILHEIRO, C. C. ; ZANIN, E. M. ; PRÁ, G. ; SCHMIDT, J. A. . Educação para Crescer - Projeto Melhoria da Qualidade de Ensino. Biologia 20. Grau. 1992. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

Demais trabalhos
1.
BAUERMANN, S. G.. Laboratório de palinologia. 2007 (Vídeo) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
P, M; STEVAUX, J. C.; BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Leandro Domingos Luz. Aspectos paleoamientais do quaternário superior na região de Campo Mourão, Parana. 2014. Dissertação (Mestrado em Análise Regional e Ambiental) - Universidade Estadual de Maringá.

2.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Paulo Eduardo Ellert Pereira. O gênero Polygonum L. (Polygonaceae) em área úmida do Extremo Sul do Brasil.. 2014. Dissertação (Mestrado em Biologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Federal do Rio Grande.

3.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Gabriela Luiza Pereira Pires. Estudo palinológico da vereda do Juquinha/Cuba, Parque estadual da serra do Cabral, Minas Gerais.. 2014. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
PIRES, E.F.; LAGARES, K.F.; BAUERMANN, S. Participação em banca de Laís Aguiar da Silveira Mendes. Estudo Palinológico de um Testemunho Holocênico da Ilha do Bananal - TO. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Ecótonos) - Universidade Federal do Tocantins.

5.
Jasper, A.; MACHADO, N. T. G.; DULLIUS, M. M.; BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Mariela Inês Secchi. Avaliação antracológica em sítios pré-coloniais como ferramenta para a análise da História Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Forqueta, Rio Grande do Sul, Brasil.. 2012. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES.

6.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Paulo Ellert. Análise de caracteres de importância taxonômica em espécies de Polygonum de mbientes úmidos do extremo sul do Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Biologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Federal do Rio Grande.

7.
MEYER, K. E.; PARIZZI, M.G.; BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Flávio Lima Lorente. Análise palinológica da vereda da Fazenda Urbano, município Buritizeiro, Minas Gerais, Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
BAUERMANN, S. G.; Jasper, A.. Participação em banca de Isa Carla Osterkamp. Características Polínicas e físico-químicas de amostras de méis de Apis mellifera L., 1758 (Hymenoptera, Apidea) e de Tetragonista angustula Latreille, 1811 (Hymenoptera, Trigonini) da Região do Vale do Taquari, estado do Rio Grande do Sul. 2009. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES.

9.
BAUERMANN, S. G.; DUTRA, T. L.; LEIPNITZ, I. I.. Participação em banca de Mariana Ferrazzo. Reconstituição Paleoambiental com base em Palinomorfos do Quaternário do baixo Vale do rio Doce, ES, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

10.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Marjorie Kauffmann. Fragmentos de carvão (charcoal) como indicativo da ocorrência de incêndios vegetacionais durante o Quaternário do Planalto das Araucárias,RS, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES.

11.
BAUERMANN, S. G.; LEIPNITZ, I. I.; MEYER, K. E.; DUTRA, T. L.. Participação em banca de Mariana Ferrazzo. Reconstituição paleoambiental com base em palinomorfos do Quaternário do baixo vale do rio Doce, ES, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geologia) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

12.
BAUERMANN, S. G.; OAIGEN, E. R.; PUTZKE, J.. Participação em banca de Ionara Antunes Terra. Ensino de Botânica nos Cursos de graduação em Farmácia: sua contribuição na formação e atuação do farmacêutico. 2005. Dissertação (Mestrado em Farmácia) - Universidade Luterana do Brasil.

Teses de doutorado
1.
IANNUZZI, R.; Dal-Farra, Rossano André; CHIARA, M. C.; BAUERMANN, S. Participação em banca de Suelen Bomfim Nobre. O Ensino de Biologia Evolutiva sob a Luz do Pensamento Complexo: Interfaces Entre a Formação Acadêmica, os Saberes Mobilizados e a Prática Docente. 2018. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Luterana do Brasil.

2.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Ivan Luis Kirchner Eidt. Palinologia de depósitos aluviais quaternários, uma contrbuiçao à arqueologia do oeste catarinense. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

3.
PERCEQUILLO, A. R.; CARMIGNOTTO, A. P.; BALLESTER, M. V. R.; RODRIGUES, M. T. U.; PAVAN, A. C. D.; BAUERMANN, S. Participação em banca de Paulo Ricardo de Oliveira Roth. Pequenos roeedores holocênicos do nordeste do RS: descrevendo comunidades e suas respostas ante a mudnaças ambientais. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada) - Universidade São Paulo.

4.
BEHLING, H.; BAUERMANN, S. G.; ANGELICA, R. S.; GOUVEIA, S. E. M.. Participação em banca de Maria Ecilene Nunes da Silva Meneses. A evolução da paisagem de transição savana-floresta em Roraima durante o Holoceno Tardio: base mineralógica, geoquímica e palinológica. 2010. Tese (Doutorado em Geoquímica e Petrologia) - Universidade Federal do Pará.

5.
BARBOZA, G.; STEHMANN, J. R.; BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Márcia Vignoli-Silva. O Gênero Cestrum L. (Solanaceae) no Brasil Extra-amazônico. 2009. Tese (Doutorado em Botânica) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

6.
BAUERMANN, S. G.; FONSECA, V.L.I; CLARO, K.; ARAUJO, G. M.; OLIVEIRA, P. E. A. M.. Participação em banca de Claudia Inês da Silva. Distribuição Espaço-temporal de Recursos Florais Utilizados por Xylocopa spp. (Ltreille, 1802) e Interação com Plantas do Cerrado sentido restrito no Triângulo Mineiro. 2009. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais) - Universidade Federal de Uberlândia.

Qualificações de Doutorado
1.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Eliara Marin Piazza. Dinâmica Vegetacional e Climática em Área de Ecótono no Bioma pampa com base em dados palinológicos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
BAUERMANN, S. G.; ROGGE, J. H.. Participação em banca de Marriela Secchi. Ocupações pré-coloniais no vale do Taquari - uma abordagem arqueobotânica. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES.

3.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de isa Carla Osterkamp. Análise anatômica de lenhos carbonizados: uma base para construção de modelos tafonômicos e paleoambientais.. 2014.

4.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Izabella Martins da Costa Rodrigues. Morfologia polínica em Athenaea sendtn. e Aureliana Sendtn. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia.) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Ionara Antunes Terra. Ensino de Botânica nos Cursos de Graduação em Farmácia: sua Contrbuição na Formação e Atuação do Farmacêutico. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em PPGECIM) - Universidade Luterana do Brasil.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Isabele Corino Klein.Estudo dos táxons de Strombomonas na APA do Ibirapuitã, Rio Grande do Sul, Brasil. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências - Biologia) - Universidade Luterana do Brasil.

2.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Marta Xavier Guerreiro de Lemos.Efeito de diferentes substratos na germinação de sementes de rabanete (Raphanus sativus L., Brassicaceae). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil.

3.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Milena Lopes Araújo.Estudo Fitossociológico de Fragmentos de Mata do Morro São João, Montenegro-RS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil.

4.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Milena lopes de Araujo.Estudo fitossociológico de fragmentos de mata do morro São João, Montenegro,RS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil.

5.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Fabiane Lucheta.Levantamento de macrolíquens corticícolas do Jardim Botânico, Porto Alegre,RS. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil.

6.
BAUERMANN, S. G.; PROCHNOW, T. R.. Participação em banca de julio Ricardo Bastos.Levantamento da eficiência na remoção de CO2 atmosférico por árvores nativas e exóticas para obtenção de créditos de carbono. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil.

7.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Marjorie Kauffmann.Fragmentos de carvão (charcoal) como indicativo de ocorrência de incêndios vegetacionais durante o Quaternário do Planalto das Araucárias,RS, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES.

8.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de André Duarte Puente.Levantamento da Arboraização do Bairro Cidade Baixa, Porto Alegre,RS. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil.

9.
BAUERMANN, S. Participação em banca de Andreia Cardoso Pacheco Evaldt.Diversidade Morfopolínica da Família Asteraceae Martinov, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil.

10.
BAUERMANN, S. G.. Participação em banca de Pablo da Silveira Porto.Cravo-da-índia. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Luterana do Brasil.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BAUERMANN, S. G.. Fórum das Práticas Propositivas. 2016. Rede de Escolas da Ulbra.

2.
BAUERMANN, S. G.. Membro do Conselho Editorial da Editora da ULBRA. 2013. Universidade Luterana do Brasil.

3.
BAUERMANN, S. G.. Membro da Comissão Editorial de área Iheringia - Série Botãnica. 2013. Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

4.
BAUERMANN, S. G.. Membro Editorial Ad hoc da Revista Brasileira de Paleontologia. 2013. Sociedade Brasileira de Paleontologia.

5.
BAUERMANN, S. G.. Membro do Comitê Científica e Coordenador de Sessão no XXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia. 2013. Sociedade Brasileira de Paleontologia.

6.
BAUERMANN, S. G.. Consultora ad hoc dos Anais da Acadêmia Brasileira de Ciências. 2013. Academia Brasileira de Ciências.

7.
BAUERMANN, S. G.. XVII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica da Ulbra. 2011. Universidade Luterana do Brasil.

8.
BAUERMANN, S. G.. Membro da Comissão Científica do XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia. 2010. Universidade do Estado da Bahia.

9.
BAUERMANN, S. G.. Membro da Comissão Editorial da Editora ULBRA. 2010.

10.
BAUERMANN, S. G.. Membro da Comissão Editorial da Revista Iheringia série Botânica. 2010.

11.
BAUERMANN, S. G.. V Jornada de Iniciação Científica Meio Ambiente. 2009. Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

12.
BAUERMANN, S. G.. IV Jornada de Iniciação Científica - Sessão Botânica/Paleobotânica. 2008. Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

13.
BAUERMANN, S. G.; IANNUZZI, R.; DUTRA, T. L.; Souza, P. A. de; MERLOTTI, S.. XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica - corpo consultores para avaliação dos resumos submetidos. 2008. Assoaciação Latinoamericana de Paleobotânicos e Palinólogos.. 2008. Universidade Federal de Santa Catarina.

14.
BAUERMANN, S. G.. 23 mostra Internacional de Ciência e Tecnologia/ 15 Seminário Internacional de Educação Tecnológica. 2008. Fundação Escola Técnica Liberato Salzano da Cunha.

15.
BAUERMANN, S. G.. III Jornada de Iniciação Científica - Meio Ambiente. 2007. Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

16.
BAUERMANN, S. G.. Avaliador da 22a. Mostra Tecnológica e 140. Seminário Internacional de Educação. 2007. Fundação Escola Técnica Liberato Salzano da Cunha.

17.
BAUERMANN, S. G.. XII Salão de Iniciação Científica da Ulbra. 2006. Universidade Luterana do Brasil.

18.
BAUERMANN, S. G.. XII Salão de Iniciação Científica. 2006. Universidade Luterana do Brasil.

19.
BAUERMANN, S. G.. Avaliador XII Salão Iniciação Científica. 2006. Universidade Luterana do Brasil.

20.
BAUERMANN, S. G.. Avaliadora dos trabalhos do XI Salão de Iniciação Científica da Ulbra. 2005. Universidade Luterana do Brasil.

21.
BAUERMANN, S. G.. Avaliação de Projetos de Pesquisa como Consultora Ad hoc. 2004. Universidade Luterana do Brasil.

22.
BAUERMANN, S. G.. Avaliadora do IV Forum de Pesquisa Científica e Tecnológica e IX Salão de Iniciação Científica. 2003. Universidade Luterana do Brasil.

23.
BAUERMANN, S. G.. Avaliação de Projetos de Pesquisa como Consultora Ad hoc. 2003. Universidade Luterana do Brasil.

24.
BAUERMANN, S. Cravo-da-ìndia. 2003. Universidade Luterana do Brasil.

25.
BAUERMANN, S. G.. IV Fórum de Pesquisa científica e Tecnológica/IX Salão de Iniciação Científica. 2003. Universidade Luterana do Brasil.

26.
BAUERMANN, S. G.. Avaliador do III Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; VIII Salão de Iniciação Científica. 2002. Universidade Luterana do Brasil.

27.
BAUERMANN, S. G.. Avaliador do II Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica e VII Salão de Iniciação Científica. 2001. Universidade Luterana do Brasil.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Comeia Viva 5a. edição. 2018. (Outra).

2.
Seminário de Inovação, Ciência e tecnologia. 2018. (Seminário).

3.
Sinpro/RS Debate- Eleições 2018: Perspectivas para o Brasil e os brasileiros. 2018. (Outra).

4.
XVIII Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica.Análise olínica Qualitativa de Amostras Superficiais do Transecto do Sítio do Laranjal. 2018. (Outra).

5.
XXII Congresso Brasileiro de Apicultura e VIII Congresso Brasileiro de Meliponicultura. Estudo de Caso: Pólen e sua importância para o mel. 2018. (Congresso).

6.
XXII Congresso Brasileiro de Apicultura e VIII Congresso Brasileiro de Meliponicultura. Melissopalinologia no Rio Grande do Sul: Revisão e Caracterização das Espécies Potenciais À Apicultura. 2018. (Congresso).

7.
XXII Congresso Brasileiro de Apicultura e VIII Congresso Brasileiro de Meliponicultura. Caracterização Mofológica do Pólen e Polinização da Macieira. 2018. (Congresso).

8.
XVII Forum de Pesquisa Científica e Tecnológica.Grãos de Pólen de Gramíneas Introduzidas no RS utilizadas como Marcadores Polínicos Antrópicos. 2017. (Outra).

9.
XXIV Mostra Unisinos de Iniciação científica e Tecnológica.Análise Morfológica dos Grãos de Pólen de Plantas do Município de Arvorezinha, Rio Grande do Sul, Brasil. 2017. (Outra).

10.
Capacitação Docente - Educação Inclusiva e Acessibilidade na Perspectiva da educação especial no Ensino Superiorrio. 2015. (Outra).

11.
Expoulbra. 2014. (Feira).

12.
I Feira de Ciências e Inovação. I Feira de Ciências e Inovação. 2014. (Feira).

13.
XV Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul.Produção polínica de algumas espécies do gênero Polygonum no Rio Grande do Sul. 2014. (Encontro).

14.
XX Salão de Iniciação Científica e Tecnológica.Caracterização dos Conjuntos Polínicos de Superfície de Solo no Município de Bagé, Rio Grande do Sul, Brasil. 2014. (Outra).

15.
64 Congresso Nacional de Botânica. Flora do Piauí: brejos. 2013. (Congresso).

16.
I Seminario de Avaliação e Integração SISBIOTA. 2013. (Seminário).

17.
63 Congresso Nacional de Botânica. Produção polínica e características ecológicas de espécies do Município de Itacurubi - RS. 2012. (Congresso).

18.
XII Fórum de Pesquisa da Ulbra.Processamento Físico-químico de Amostras do Município de Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brasil. 2012. (Outra).

19.
XVIII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica.Análise Granulométrica de um Perfil sedimentar em Barra do Quaraí, RS. 2012. (Outra).

20.
INQUA. XVIII INQUA Congress. 2011. (Congresso).

21.
Quistes de dinoflagelados fosiles de pared organica. 2011. (Outra).

22.
XVII salão de Iniciação Científica e Mostra de Inovação. Palinoflora do município de Itacurubi,RS,Brasil. 2011. (Congresso).

23.
XVII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica. Morfologia e Produção polínica de espécies ocorrentes na estepe da região da campanha, RS,Brasil. 2011. (Congresso).

24.
XVII Salão de Iniciação Científica e Tecnológica. produção polínica de algumas espécies de angiospermas anemófilas e entomófilas do Parque estadual do Espinilho, RS, Brasil. 2011. (Congresso).

25.
XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia. Deposição palinológica em sedimentos de superfície no oeste do RS. 2011. (Congresso).

26.
XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia. XXII Congresso Brasileiro de Paleontologia. 2011. (Congresso).

27.
Aula Magna do Curso de Ciências Biológicas. 2010. (Outra).

28.
II Encontro de Formação Continuada - Vivenciando a educação "Ulbra em movimento". 2010. (Outra).

29.
X FÓRUM DE PESQUISA, XVI SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E MOSTRA DE INOVAÇÃO.PALINOFLORA DO MUNICÍPIO DE ITACURUBI, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.. 2010. (Outra).

30.
X FÓRUM DE PESQUISA, XVI SALÃO DE INICIAÇÃO E MOSTRA DE INOVAÇÃO.GRÃOS DE PÓLEN E ESPOROS DAS FORMAÇÕES CAMPESTRES SUL-BRASILEIRAS. 2010. (Outra).

31.
XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia.Sessão de Comunicação Oral. 2010. (Simpósio).

32.
XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia. 2010. (Simpósio).

33.
XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia.Campos do Rio Grande do Sul: um olhar sobre o Bioma Pampa. 2010. (Simpósio).

34.
XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia.Membro da Comissão Científica. 2010. (Simpósio).

35.
XIII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia.Deposição palinológica em sedimentos de superfície do Parque Estadual do Espinilho, extremo oeste do Rio Grande do Sul, Brasil. 2010. (Simpósio).

36.
XVI Salão de iniciação Científica e Mostra de Inovação. Palinoflora do Parque Estadual do Espinilho, RS, Brasil. 2010. (Congresso).

37.
XVI Salão de Iniciação Científica e Mostra de Inovação. Análises palinológicas da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, Brasil. 2010. (Congresso).

38.
XVI Salão de Iniciação Científica e Mostra de Inovação. Grãos de pólen e esporos das formações campestres sul-brasileiras. 2010. (Congresso).

39.
60 Congresso Nacional de Botânica. Guia ilustrado para identificação das principais espécies vegetais da porção meridional do planalto sul-brasileiro. 2009. (Congresso).

40.
Mutirão Ulbra.Mutirão Ulbra. 2009. (Outra).

41.
XXI Congresso Brasileiro de Paleontologia. Sítio arqueológico RS/S/32, Sangão, RS, Brasil: uma abordagem multidisciplinar.. 2009. (Congresso).

42.
VIII Fórum de Pesquisa e XIV Salão de Iniciação Científica e Tecnológica.ANÁLISES PALINOLÓGICAS EM SEDIMENTOS QUATERNÁRIO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. Parte I: Descrições taxômicas. 2008. (Outra).

43.
Capacitação do Banco de Avaliadores do Sinaes. 2007. (Outra).

44.
VII Fórum de Pesquisa Científica tecnológica/XIII Salão de Iniciação Científica.DIVERSIDADE POLÍNICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAÍ, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. 2007. (Outra).

45.
VII Fórum de Pesquisa Científica Tecnológica e XII salão de iniciação Científica Tecnológica.ATIVIDADE PRÁTICA SOBRE GRÃOS DE PÓLEN NO ENSINO DE PALEONTOLOGIA. 2007. (Outra).

46.
57º Congresso Nacional de Botânica. Morfologia Polínica de Passifloraceae do RS. 2006. (Congresso).

47.
57º Congresso Nacional de Botânica. Espectro polínico de amostras de meis provenientes do município de Arroio do meio, RS, Brasil. 2006. (Congresso).

48.
XIII Simposio Argentino de Paleobotánica y Palinologia. 2006. (Simpósio).

49.
56 Congresso nacional de Botânica. Morfologia Polínica do Gênero Pterocualon do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2005. (Congresso).

50.
56 Congresso Nacional de Botânica. Palinoflora do refúgio de vida silvestre no Banhado dos Pachecos, RS, Brasil. 2005. (Congresso).

51.
56 Congresso Nacional de Botânica. Diversidade polínica da Bcia Hidrográfica do rio Caí, Rio Grande do Sul, Brasil. 2005. (Congresso).

52.
56 Congresso Nacional de Botânica. Diversidade polínica em Asteraceae da fazenda São maximiano, Guaíba, RS. 2005. (Congresso).

53.
56 Congresso Nacional de Botânica. palinotaxonomia do gênero Stenachaenium Benth. (Asteraceae). 2005. (Congresso).

54.
Programa de Capacitação Docente. 2005. (Outra).

55.
XX Congresso Brasileiro de Microscopia Aplicada às Ciências Forenses. POLLEN MORPHOLOGY OF THE GENUS Stenachaenium Benth. (ASTERACEAE) IN RIO GRANDE DO SUL, BRAZIL. 2005. (Congresso).

56.
XX Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise/ I Simpósio Brasileiro de Microscopia Aplicada às Ciências Foresrenses. Pollen morphology of the genus Stenachaenium Benth, (Asteraceae) in Rio Grande do Sul, Brazil. 2005. (Congresso).

57.
56a. Reunião Regional da SBPC.Grãos de pólen e os processos alérgicos. 2004. (Oficina).

58.
Paleo 2004.Projeto Coleções de Pólens de Referência de Plantas do Sul do Brasil. 2004. (Outra).

59.
Reunião Regional da SBPC - RS.Grãos de Pólen e Processos Alérgicos. 2004. (Oficina).

60.
V Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; X Salão de Iniciação Científica.Análise Palinológica e Evolução Ambiental da Região do Banhado da Cidreira,RS, Brasil. 2004. (Outra).

61.
V Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; X Salão de Iniciação Científica.Morfologia Polínica do Gênero Pterocaulon (Asteraceae), do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2004. (Outra).

62.
XII Encontro Estadual de Botânicos/IV Encontro Estadual de Herbários. 2004. (Encontro).

63.
XI Reunião de Paleobotanicos e Palinólogos. Coordenação do Mini Curso Morfologia, Bioestratigrafia e Biogeografia de Dinoflagelados do Cretáceo. 2004. (Congresso).

64.
XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos. Coordenação do Mini Curso Interpretações Paleoclimáticas com base no Registro Palinológico. 2004. (Congresso).

65.
XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos. 2004. (Outra).

66.
XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos.Membro da Comissão Organizadora responsável pelos Mini - Cursos. 2004. (Outra).

67.
IV Fórum de Pesquisa Científica e técnológica; IX Salão de Iniciação Científica.Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Palinologia de Plantas Atuais (estudo do gênero Cunila Royen ex L. - Lamiaceae). 2003. (Outra).

68.
IV Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; IX Salão de Iniciação Científica.Mudanças Paleovegetacionais no Quaternário Superior no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Palinologia de Plantas Atuais da região do Banhado da Lagoa da Cidreira - localidade de Passinhos. 2003. (Outra).

69.
IV Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; IX Salão de Iniciação Científica.Mudanças paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil - Caracterização botânica preliminar do Banhado da Lagoa da Cidreira, localidade de Passinhos. 2003. (Outra).

70.
IV Fórum de Pesquisa Científica e Técnológica; IX Salão de Iniciação Científica.Mudanças paleovegetacionais no Quaternário Superior do Rio Grande do Sul, Brasil - Caracterização Geológica Preliminar do Banhado da Lagoa da Cidreira - área de Passinhos. 2003. (Outra).

71.
IV Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica e IX Salão de Iniciação Científica.Mudanças paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul - análise palinológica preliminar da região do Banhado da Lagoa de Cidreira - área de Passinhos.. 2003. (Outra).

72.
IX Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário dos países de Línguas Ibéricas. 2003. (Congresso).

73.
6o. Encontro de Biólogos da Região Sul.Encontro de Biólogos da Região Sul. 2002. (Encontro).

74.
II Forum de Pesquisa e VIII Salão de Iniciação Científica.Evidências da Transgressão Holocênica no Banhado de Domingos Petrolini, Provìncia Costeira do Sul, Rio grande do Sul, Brasil e Palinologia de Plantas Atuais - Gênero Hyptis. 2002. (Outra).

75.
Presidência do CRBio.Presidência das eleições do CRBio. 2002. (Outra).

76.
II Forum de Pesquisa Científica e VII Salão de Iniciação Científica.II Forum de Pesquisa e VII Salão de Iniciação Científica. 2001. (Outra).

77.
VIII Congresso da ABEQUA.Palinologia de um Depósito Paludoso da Região do banhado do Jacaré, Campanha do Estado do rio Grande do Sul, Brasil. 2001. (Outra).

78.
I Fórum de Pesquisa Científica e T´[ecnológica; VI Salão de Iniciação Científica.Identificação dos Principais Grãos Alergógenos, Canoas-RS. 2000. (Outra).

79.
Seminário Integrado ao Componente Curricular Biologia.Participante. 1993. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVA, C. I. ; BAUERMANN, S. G. . Curso de Capacitação da RCPOL: Palinologia, Palinoecologia, Paleopalinologiae Otganização de dados. 2017. (Outro).

2.
BAUERMANN, S. G.; SANTANA, D. V. ; JUSTO, F. ; BRUM, L. . Expoulbra. 2015. (Exposição).

3.
BAUERMANN, S. G.. XI CONGRESSO LATINOAMERICANO DE BOTÂNICA / LXV CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. 2014. (Congresso).

4.
BAUERMANN, S. G.; SANTANA, D. V. ; JUSTO, F. ; BRUM, L. . Expoulbfa. 2014. .

5.
BAUERMANN, S. G.. XIX Salão de Iniciação Científica. 2013. (Outro).

6.
BAUERMANN, S. G.. I Salão de Iniciação Científica Júnior. 2013. (Outro).

7.
BAUERMANN, S. G.. Membro da Comissão Organizadora do XXIII Congresso de Paleontologia. 2013. (Congresso).

8.
BAUERMANN, S. G.; SANTOS, F. A. R. ; SILVA, C. I. ; Saraiva, A.M . I Workshop sobre Ferramentas Computacionais para estudos palinológicos. 2013. (Outro).

9.
BAUERMANN, S. G.; SANTANA, D. V. ; JUSTO, F. ; BRUM, L. . Expoulbra. 2013. .

10.
BAUERMANN, S. G.. XIII Fórum de Pesquisa. 2013. (Outro).

11.
BAUERMANN, S. G.. Introdução ao estudo da Palinologia. 2011. (Outro).

12.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, A. C. P. . Jornadas de Estudo em Palinologia. 2009. (Outro).

13.
BAUERMANN, S. G.; DUTRA, T. L. ; IANNUZZI, R. ; Souza, P. A. de ; MERLOTTI, S. . XII Simpósio De paleobotânica e Palinologia. 2008. (Congresso).

14.
BAUERMANN, S. G.; RIBEIRO, A. M. ; RODRIGUES, P. H. . Quaternário do RS: integrando conhecimentos. 2007. (Outro).

15.
BAUERMANN, S. G.. 57 Congresso Nacional de Botânica. 2006. (Congresso).

16.
Souza, P. A. de ; IANNUZZI, R. ; DUTRA, T. L. ; BAUERMANN, S. G. . XI Reunião de Paleobotânica e Palinologia. 2004. (Outro).

17.
BAUERMANN, S. G.. Mini-Cursos da XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos. 2004. (Outro).

18.
BAUERMANN, S. G.. Ciclo de palestras sobre Métodos de Avaliação da Qualidade do meio Ambiente. 1989. (Outro).

19.
BAUERMANN, S. G.. II Encontro de Botânicos do Rio Grande do Sul. 1984. (Outro).

20.
BAUERMANN, S. G.. XXXIV Congresso Nacional de Botânica. 1983. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Jefferson Nunes Radaeski. Morfologia polínica das Tribos da Família Poaceae com ocorrência no Rio Grande do Sul, Brasil. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal do Pampa. (Coorientador).

2.
Paulo Eduardo Ellert Pereira. Análise de caracteres de importância taxonômica em espécies de Polygonum L. (Polygonaceae) de ambientes úmidos do extremo sul do Brasil. Início: 2011. Dissertação (Mestrado em Biologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Federal do Rio Grande. (Coorientador).

Iniciação científica
1.
Jerônimo de Oliveira Loureiro. Calibração das assembleias polínicas para o Holoceno tardio no Bioma Pampa. Início: 2013. Iniciação científica (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. (Orientador).

2.
Thales Castilhos de Freitas. Calibração de assembleias polínicas no Holoceno tardio do Bioma Pampa. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. (Orientador).

3.
Francini Rosa da Paz. Calibração de assembleias polínicas no Holoceno tardio do Bioma Pampa. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Jefferson Nunes Radeski. Morfologia Polínica das Tribos da família poaceae com ocorrência no Rio Grande do Sul, Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS) - Universidade Federal do Pampa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

2.
Andreia Cardoso Pacheco Evaldt. Reconstituição paleoambiental em remanescente de Savana Estépica Parque no extremo oeste do Rio Grande do Sul (Barra do Quaraí), com base em palinomorfos holocênicos. 2013. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, . Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

3.
Mario Dantas. Mastofauna pleistocênica da Fazenda Charco, Poço Redondo, Sergipe - interpretações paleoambientais. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

4.
Renato Backes Macedo. Análise palinológica do Quaternario, municipio de Santo Antônio Da Patrulha, Rio Grande do Sul, Brasil,. 2009. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

5.
Rodrigo Rodrigues Cancelli. Palinotaxonomia, registros quaternários e implicações paleoambientais de Asteraceae no Rio Grande do Sul.. 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

6.
Mariana Ferrazzo. Reconstituição paleoambiental com base em palinomorfos do Quaternário do baixo vale do rio Doce, ES, Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geologia) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Petróleo Brasileiro S. A.. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

Tese de doutorado
1.
Gisele Leite Lima. Estratigrafia e palinologia de depósitos colúvio-aluviais no Planalto de São Bento do Sul e no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, Santa Catarina. 2010. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Soraia Girardi Bauermann.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Jaqueline Henriques. Reaproveitamento do resíduo da madeira beneficiada em serraria. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

2.
Jayme Eduardo Oravec. Dunas de Cidreira, RS: Conflitos com a expanção imobiliária. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

3.
Adriana Lisboa Krampe. Avaliação da gestão ambiental pública com relação ao precesso de urbanizaão no cinturão verde em Santa Cruz do Sul - RS. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

4.
Lucas Bisol. Gestão ambiental para hotelaria. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

5.
Fernanda da Silva Fernandes. Produção de carvão vegetal em fornos no município de São Jerônimo: implicações ambientais. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

6.
Karin Preussler Constantino. Regularização fundiária sustentável: necessidade de uma visão urbana - ambiental. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Francini Rosa Paz. Análise de recursos alimentares de quirópteros em abrigo natural no Rio Grande do Sul, brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências - Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

2.
Djulhan Jacques da Cunha. Diferenciação de grãos de pólen fósseis da família Poaceae em sedimento Quaternário da planície costeira do RS, Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências - Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

3.
Renata Webber Drehmer. Estudo polínico do gênero Valeriana. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências - Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

4.
Suelen Bomfim Nobre. Caracterização polínica de méis de Apis mellifera L. (Hymenoptera, Apini) provenientes do Litoral Norte, Rio Grande do Sul, Brasil.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

5.
Andre Fernandes Ramos. Produção polínica de Solanum sisymbriifolium Lam. (Solanaceae) e captura de pólen pelas abelhas e visitantes florais. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

6.
Jefferson Radaeski Nunes. Palinologia da família Asteraceae nos cerros da Campanha Oeste do RS, Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

7.
Thais Camara Ribeiro. produção polínica das espécies nativas do gênero Eryngium L. (Apiaceae) no RS, Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

8.
Rosilene de Paula. produção polínica de espécies do Parque Estadual do Espinilho, RS, Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

9.
Eronaldo Silveira Flores. Levantamento florístico arbóreo do campus universitário ULBRA, Canoas, RS, Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

10.
Juliana Karine do Nascimento. Palinoflora de Caçapava do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

11.
Rodrigo Rodrigues Cancelli. MORFOLOGIA POLÍNICA DO GÊNERO STENACHAENIUM Benth. (ASTERACEAE), NO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

12.
Iula Roberta Avila. Espectros de chuva polínica no município de Novo hamburgo. 1997. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

13.
Luciano Pedron. Polinose. 1997. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

Iniciação científica
1.
Gabriel Cardoso da Silva. Modelo de Grãosde Pólen em 3D. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

2.
Gabriel Cardoso da Silva. Desenvolviemnto de Modelos em 3D dos principais palinomorfos das assembleias Polínicas Constituintes doHoloceno Tardio, no Bioma Pampa. 2015. Iniciação Científica - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

3.
Suelen Bomfim Nobre. Micropaleontologia: conhecer para ensinar a preservar. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

4.
Andre Fernandes Ramos. Produção polínica de espécies ocorrentes no Parque do Espinilho, RS. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

5.
Jefferson Nunes Radaeski. Micropaleontologia: conhecer para ensinar a preservar. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

6.
Carla Terres. Palinoflora do Município de Itacurubi, RS, Brasil. 2010. Iniciação Científica - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

7.
Nadia Siqueira Eberhardt. Análises palinológicas da fronteira oeste do RS, Brasil. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

8.
Juliana Karine do Nascimento. Palinoflora de Caçapava do Sul, RS, Brasil. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

9.
Julio Ricardo Bastos. Morfologia polínica de gêneros nativos de Amaranthaceae. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

10.
Andréia Cardoso Pacheco Evaldt. Análises Palinológicas de Alta Resolução em Sedimentos de Refúgios de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, Viamão, RS. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

11.
Millene Borges Coelho. Mudanças paleovegetacionais no Quaternário Superior do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

12.
Marcus Vinicius Gribov Corrêa. Palinotaxonomia de Pluchea (Asteraceae). 2004. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

13.
Diego Jung. Aspectos palinológicos do banhado Domingos Petrolini. 2001. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

14.
Roselaine Augustin; Aline Riva. Dispersão Polínica no Recente do municí+pio de Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. 1999. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

15.
Aline Riva; Roselaine Augustin. Um Sistema Específico de Biblioteca para o Laboratório de Palinologia da ULBRA. 1999. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

16.
Aline Riva; Roselaine Augustin. Elaboração de Diagramas palinológicos para o Laboraório de palinologia da ULBRA. 1998. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

17.
Roselaine Augustin; Aline Riva. Palinologia de Quaternário no Rio Grande do Sul: Município de Encruzilhada do Sul, RS. 1998. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil, Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

18.
Lilian de Lemos Timm; Vanderlei Silveira. levantamento de fungos macroscópicos na bacia hidrográfica do Rio dos Sinos. 1992. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

19.
Lilian de Lemos Timm; Vanderlei Silveira. Levantamento de fungos macroscopicos da bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. 1991. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

20.
Fernanda maurer Dagostine. Identificação de grãos de amido em alimentos industrializados. 1990. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

21.
Luiz Henrique sacchi dos Santos. Identificação de grãos de amido a ser utilizado como material de apoio em aulas práticas. 1989. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

Orientações de outra natureza
1.
Willian Gustavo Couto. Estudo comparativo de anatomia foliar de Oncidium bifolium e Habenaria josephensis, identificando as possíveis adaptações anatômico-ecológicas. 2013. Orientação de outra natureza. (Ciências biológicas) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

2.
Jefferson Nunes Radaeski. Biologia sem fronteiras - Palinologia. 2010. Orientação de outra natureza. (Biologia) - Universidade Luterana do Brasil. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

3.
Nívia Rosana Weber. Palinologia. 2008. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade do Oeste de Santa Catarina. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.

4.
André Soares Kley. Laboratório de Palinologia. 2007. Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Soraia Girardi Bauermann.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
BAUERMANN, S. G.; RYOKITI, A. I. . Boletim de Resumos do XIX Salão de Iniciação Científica, I Salão de Iniciação Científica Júnior e XIII Fórum de Pesquisa, 5 a7 de novembro de 2013. 1. ed. Canoas: ULBRA, 2013. v. VI. 315p .

1.
BAUERMANN, S; MAGALHAES, E. . ESTUDOS POLÍNICOS NA RESERVA BIOLÓGICA DO LAMI JOSÉ LUTZENBERGER. In: Patrícia B. R. Witt. (Org.). FAUNA E FLORA DA RESERVA BIOLÓGICA DO LAMI JOSÉ LUTZENBERGER. 1ed.Porto Alegre: Secretaria Municipal do Meio Ambiente, 2013, v. 1, p. 283-290.


Apresentações de Trabalho
1.
BAUERMANN, S. G.. Paleoclimas do Rio Grande do Sul. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BAUERMANN, S. G.. Pesquisa e Iniciação Científica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BAUERMANN, S. G.; RADAESKI, J. N. ; LISKOSKI, P. E. ; EVALDT, ANDREIA ; WOLFF, J. . Ulbra Conhecimento - Pesquisa em Palinologia. 2018.

2.
BAUERMANN, S. InfoUlbra - Laboratório de Palinologia. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
BAUERMANN, S. G.. Transplante Diferenciado. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Redes sociais, websites e blogs
1.
BAUERMANN, S. G.; EVALDT, ANDREIA ; RADAESKI, J. N. . Laboratório de Palinologia. 2012; Tema: Atualizações em palinologia. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 18:21:45