Claudia Ida Brodskyn

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1B - CA IM - Imunologia

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8510726976369443
  • Última atualização do currículo em 16/11/2018


Possui graduação em Biomedicas pela Universidade Federal de São Paulo (1979), mestrado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (1989) e doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal da Bahia e Pesquisador Titular do Instituto Gonçalo Moniz, FIOCRUZ-Bahia.Exerece o mandato da presidência da Sociedade Brasileira de Imunologia no biênio 2018-2019. Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Imunoparasitologia, atuando principalmente nos seguintes temas:imunidade inata e adaptativa, imunoregulação, Leishmania amazonensis, Leishmania chagasi, Leishmania braziliensis . (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Claudia Ida Brodskyn
Nome em citações bibliográficas
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.

Endereço


Endereço Profissional
Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Laboratório de Imunoparasitologia, Laboratório de Imunoregulação.
Rua Valdemar Falcão,121
Brotas
40296710 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 31762261
Fax: (71) 31762279


Formação acadêmica/titulação


1993 - 1996
Doutorado em Imunologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Avaliação da Citotoxicidade em Pacientes com Diferentes Formas de Leishmaniose, Ano de obtenção: 1996.
Orientador: Manoel Barral Netto.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Citotoxicidade; leishmania; Células NK; Células CD8; citocinas.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular / Especialidade: Imunoregulação.
Setores de atividade: Saúde Humana; Produtos e Processos Biotecnológicos; Educação.
1986 - 1989
Mestrado em Imunologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Remoção de formas tripomastigotas sanguícolas do T. cruzi da circulação sanguínea em camundongos injetados com diferentes isotipos de IgG.,Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: Ivan Motta.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: tripomastigotas; isotipos de IgG murino; clearance.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Saúde Humana; Produtos e Processos Biotecnológicos; Educação.
1976 - 1979
Graduação em Biomedicas.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.


Pós-doutorado


1997 - 1999
Pós-Doutorado.
Colorado State University System, CSU, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular / Especialidade: Imunoregulação.


Atuação Profissional



Instituto Gonçalo Moniz-FIOCRUZ/Bahia, IGM, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, CPQGM, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisador Titular, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2002 - 2007
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado, Carga horária: 40

Atividades

06/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Imunoregulação, .

08/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Imunoparasitologia, .

9/2002 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Fiocruz, Laboratório de Imunoparasitologia.

3/2000 - Atual
Ensino, Patologia Humana, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Imunologia

Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 20

Vínculo institucional

1996 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1989 - 1996
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1984 - 1989
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor auxiliar, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1982 - 1984
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Técnica de nível superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1980 - 1982
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40

Atividades

2005 - Atual
Ensino, Patologia Humana, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Imunologia
3/1984 - Atual
Ensino, Imunologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Imunologia Básica
3/1990 - 06/2005
Ensino, Imunologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Imunologia celular
03/2002 - 06/2004
Direção e administração, Instituto de Ciências da Saúde, Curso de Pós Graduação.

Cargo ou função
Coordenadora do Curso.
03/2000 - 06/2004
Direção e administração, Instituto de Ciências da Saúde, Curso de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro do Colegiado.

Sociedade Brasileira de Imunologia, SBI, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Presidente da SBI, Carga horária: 10



Linhas de pesquisa


1.
Imunoregulação em pacientes com diferentes formas de Leishmaniose

Objetivo: Avaliar os prinicpais mecanismo responsável pela proteção ou desenvolvimento de doença.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais.
Palavras-chave: Imunidade celular; Leishamniose tegumentar; Leishmania visceral; citocinas; Linfócitos T CD4; linfócitos T CD8.
2.
Estudo de células dendríticas provenientes de doaodres normais e sua interação com diferentes espécies de Leishmania

Objetivo: Estudar a interação entre células dendríticas humans e leishmania para entendimento dos eventos iniciais da infecção pelo parasita.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais.
Palavras-chave: células dendríticas; leishmania; neutrófilos.
3.
Avaliação de diferentes formulações vacinais contra leishmaniose

Objetivo: Diferentes formulações vacinais são testadas em diferentes modelos animaIS, testando-se a imunogenicidade das vacinas e o grau de proteção conferida por elas..
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais.
Palavras-chave: leishmania; Lutzomyia longipalpis; saliva; citocinas; proteção.
4.
Atividade imunomodulatória do Lactococcus lactis recombinante na infecçào por L. braziliensis em camundongos.
5.
Estudo de biomarcadores na Leishmaniose Visceral Canina


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
MICRORNAS COMO MARCADORES DE PROGNÓSTICO DE PACIENTES COM LEISHMANIOSE CUTANEA LOCALIZADA
Descrição: As leishmanioses estão entre as enfermidades mais negligenciadas no mundo, afetando as populações mais pobres,principalmente em países em desenvolvimento. A Leishmania é o agente etiológico destas doenças e, no Brasil, a Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) apresenta ampla distribuição, com casos em todos os estados, onde aBahia se encontra entre os líderes. A leishmaniose cutânea localizada (LCL) é a forma mais frequente das leishmanioses cutâneas. É uma doença caracterizada por lesão cutânea ulcerada e inflamação crônica descontrolada. Os mecanismos subjacentes à sua patogênese não são completamente compreendidos e pouco se sabe sobre aregulação pós-transcricional durante a LCL. A reprogramação de transcritos celulares do hospedeiro permite a modulação da expressão de genes relacionados à resposta imune e sua alteração por microorganimos. Neste processo, pequenos RNAs não-codificantes têm um papel fundamental. Os microRNAs (miRNAs) surgiram nos últimos anos como moléculas-chave na regulação gênica. Eles correspondem a 1-2% do genoma conhecido de eucariotos e são considerados reguladores da expressão gênica e protéica de, pelo menos, 60% dos genes humanos. Estima-se que para cada miRNA há centenas de RNAs mensageiro como alvos, sugerindo que a maioria dos RNAms são controlados por miRNAs. Estas evidências ressaltam a possibilidade de identificar a expressão de miRNAs para associação com prognóstico ou gravidade da doença. Um estudo prévio do nosso grupo , mostrou que omiR-193b, miR-671 e seus alvos estão fortemente correlacionadas com o tamanho da lesão dos pacientes com LCL. Além disso, o grupo de pacientes com melhor prognóstico (tempo de cura entre 0-59 dias) apresenta uma forte correlação entre os miR-193b, miR-671 e seu gene alvo TREM1. Estes achados sugerem que este eixo desempenha um papel significativo na LCL, além de serem candidatos potenciais para o desenvolvimento de novas ferramentas para gerenciar a doença. Além disso, comparamos o perfil de expressão de miRNAs com outras doenças inflamatórias de pele, onde apenas o miR-205 foi encontrado em comum, (com expressão inibida em todas as doenças). Recentemente, estudos demonstraram a importante desse miRNA na migração de queratinócitos, associando-o ao processo de cicatrização. Diante destas evidências, este estudo propõe avaliar o papel funcional dos miR-193b, miR-671 e miR-205 na exposição in vitro de diferentes células humanas à Leishmania braziliensis. bem como nas biópsias dos pacientes com LCL. Além disso, devido a clara associação entre o TREM-1 e a função dos diferentes microRNAs estudados, pretendemos por análise de proteomica identificar a ação deste receptor na resposta inflamatória nas células e biópsias dos pacientes com LCL e principalmente as vias de ativação envolvidas que levam ao aumento de sua expressão.Teremos assim, duas ações importantes junto ao SUS, a identificação de moléculas (microRNAs) importantes no prognóstico de tratamento dos pacientes, que podem levar a uma diminuição do tempo e tratamento, possibilitando utilizar terapias alternativas na ausência da associação entre os diferentes microRNAs e TREM-1 e a identificação de um novo alvo terapêutico como o TREM-1, principalmente nos caso de resistência ao glucantime (Sbv)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Tavares, Natália M. - Integrante / VERAS, PATRÍCIA SAMPAIO TAVARES - Integrante / Sara Nunes - Integrante / Lucas Carvalho - Integrante / Juliana Perrone - Integrante / deborah fraga - Integrante / Rafael Tiburcio - Integrante / Ivaneia Valeriano - Integrante / Mariana Ampuero Rosa - Integrante / Edgar Carvalho - Integrante / Thiago Cardoso - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
APRIMORAMENTO DOS EQUIPAMENTOS DE MICROSCOPIA ELETRÔNICA E HISTOTECNOLOGIA EM APOIO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA
Descrição: APRIMORAMENTO DOS EQUIPAMENTOS DE MICROSCOPIA ELETRÔNICA E HISTOTECNOLOGIA EM APOIO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
A utilização das proteínas salivares recombinantes de Lutzomyia longipalpis como marcadores de exposição canina ao vetor da leishmaniose visceral
Descrição: A utilização das proteínas salivares recombinantes de Lutzomyia longipalpis como marcadores de exposição canina ao vetor da leishmaniose visceral.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
CASPASES E GRANZIMA B COMO COMPONENTES DE GRAVIDADE
Descrição: CASPASES E GRANZIMA B COMO COMPONENTES DE GRAVIDADE DA DOENÇA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Estabelecimento de um modelo natural de transmissão de leishmania usando flebótomos infectados em camundongos e hamsters
Descrição: Estabelecimento de um modelo natural de transmissão de leishmania usando flebótomos infectados em camundongos e hamsters.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Interações entre o LPG e GIPL de Leishmania e DC e macrófagos humanos
Descrição: LPG e GIPL obtidos de Leishamnia braziliensise L. chagasi serão testados com DC e macrófagos humanos para a avaliação das diferentes ações destes produtos em células humanan e sua consequencias na resposta imune adaptativa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Clarissa Teixiera - Integrante / V Borges - Integrante / Theo Araujo-Santos - Integrante / Juliana Viana - Integrante / Martha Suarez - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE REGULADORA DE TREM-1 NA GRAVIDADE DA
Descrição: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE REGULADORA DE TREM-1 NA GRAVIDADE DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA (LTA) ATRAVÉS DE UMA ABORDAGEM TRANSLACIONAL.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Estudo da Leishmaniose Visceral Canina, considerando-se aspectos da exposiçào ao vetor, parâmetros de resist6encia e suscetibilidade e tratamento em cães da área rural e endêmica
Descrição: O controle da leishmaniose fundamenta-se no diagnóstico e tratamento dos casos humanos, atividades de educação em saúde, combate ao vetor e eliminação dos reservatórios (FUNASA, 2006). Cães domésticos constituem os principais reservatórios da doença, podendo desenvolver diferentes quadros clínicos, que variam em intensidade. O aumento gradativo de casos de LV humana e canina em regiões urbanas tem caracterizado uma mudança no perfil epidemiológico da LV, inicialmente exclusivo de áreas rurais A expansão do vetor Lu. longipalpis com características que facilitam a adaptação a novos criadouros tem acompanhado este crescimento Apesar do aumento do número de casos da LV e da presença do vetor já terem sido reconhecidos em diversas regiões do país, a caracterização do cão neste novo contexto epidemiológico tem importância fundamental para definição de novas estratégias de controle da LV. Portanto, na presente proposta, propomos a determinação da densidade flebotomínica através da captura mensal, utilizando-se armadilhas CDC em áreas urbanas e rurais, onde casos de LV canina têm sido reportados. O grau de exposição ao vetor em cães residentes nestas áreas também será determinado através da detecção e caracterização da cinética do desenvolvimento de anticorpos específicos anti-saliva do vetor. Uma dinâmica de exposição ao vetor em áreas para LV urbana ou rural diferenciada poderia resultar em diferentes formas clínicas da LV canina, o que permitiria uma melhor abordagem para controle do vetor e de cães infectados . Em cães a cura ou resistência à LV é dependente da resposta imune celular efetora podendo a resposta imune humoral exacerbada representar um marcador de susceptibilidade à doença sendo, entretanto, ineficaz no controle da infecção. A associação entre parasitismo esplênico e apresentações graves da LVC é intensificada pela ausência de resposta ao teste cutâneo da leishmanina (TCL) e pela desestruturação do tecido linfóide esplênico. O baço é um dos maiores reservatórios de células B efetoras e regulatórias, além dos plasmócitos. Desenvolvemos em nosso laboratório uma técnica de ?cell-block? que permite o exame da estrutura dos compartimentos esplênicos e uma estimativa da plasmocitose do baço, utilizando-se material aspirado do baço. Com essa técnica poderemos acompanhar a evolução das alterações do baço no curso da enfermidade. O QuantiFERON permite medir a produção de IFN-γ por células do sangue periférico em presença de antígenos de Leishmania, em condições de campo. Dado o custo, simplicidade e rapidez de resposta, consideramos relevante a adaptação e teste do QuantiFERON para uso em cães neste estudo. Dessa forma, além dos títulos de anticorpos pretendemos utilizar neste estudo três testes (teste cutâneo da leishmanina, teste rápido da produção de citocinas e celularidade esplênica) para compor um painel de ensaios laboratoriais que defina padrões de suscetibilidade e resistência à infecção por Leishmania, correlacionando estes dados ao quadro clínico do animal. Diferentemente do que ocorre em humanos, o tratamento da LVC não é recomendado devido à baixa eficácia nesses animais. Em razão da ausência de medidas eficazes, torna-se necessário o estabelecimento de esquemas terapêuticos mais efetivos para leishmaniose canina baseados no uso de novas drogas, com sistemas de liberação mais efetivos. Assim, o estudo aqui proposto tem como objetivo adicional, avaliar a resposta terapêutica de cães, frente a um novo quimioterápico, em fase de teste em roedores por nosso grupo. Os cães serão levados para um canil telado, onde serão tratados e avaliados quanto à resposta a esse tratamento. Nessa etapa do projeto, o painel de ensaios laboratoriais para definir padrões de suscetibilidade e resistência à infecção por Leishmania, também será empregado no acompanhamento da resposta dos animais submetidos a tratamento experimental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Patricia Veras - Integrante / Washington Conrado - Integrante / Clarissa Teixeira - Integrante / Deborah Fraga - Integrante / Manuela Solca - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
A importância do cão assintomático na transmissão da Leishmaniose Visceral.: Busca de biomarcadores de avaliação e validação de um modelo matemático
Descrição: No Brasil, os cães são considerados o principal reservatório doméstico para Leishmania infantum. Estudos mostram que cães assintomáticos participam na transmissão da infecção ao vetor, apesar desta ocorrer em menor frequência quando comparado aos cães sintomáticos. Umas das questões que permanece desconhecida na dinâmica de infecção da leishmaniose visceral (LV) é o impacto de cães assintomáticos na ocorrência da doença em humanos, uma vez que papel dos animais ainda não está claro. Assim, na presente proposta pretendemos avaliar a contribuição de cães assintomáticos no ciclo de transmissão da leishmaniose visceral, identificar biomarcadores de infectividade e desfecho clínico e estabelecer um modelo matemático a ser validado pelos dados obtidos de cães de dois municípios endêmicos para LV do estado da Bahia, Camaçari e Jequié, onde o grau de transmissibilidade é bastante elevado. O projeto será realizado em duas etapas, na primeira etapa, em Jequié serão examinados cães de clínicas veterinárias e em Camaçari, será realizado um estudo de corte transversal. Todos os cães serão examinados clinicamente e classificados em assintomáticos e sintomáticos. Serão realizados testes sorológicos para avaliação da presença de anticorpos contra Leishmania e contra a saliva do vetor e PCR quantitativa de sangue, pele e aspirado esplênico para avaliação de carga parasitária. Realizaremos também xenodiagnóstico para avaliarmos a transmissibilidade dos animais assintomáticos e sintomáticos. Na segunda etapa, selecionaremos apenas os cães sorologicamente negativos para saliva e o parasita, estes serão acompanhados por 1 ano, sendo avaliados mensalmente, tanto do ponto de vista clínico como laboratorial, para verificarmos se estes tornam-se positivos para saliva e/ou Leishmania. Os animais que se tornarem soropositivos para Leishmania, serão removidos das áreas endêmicas e serão colocados em um canil telado apropriadoe serão acompanhados por mais seis meses, para realizarmos a correlação entre os níveis de anticorpos anti-saliva e o desfecho clínico. O modelo matemático será construído com base em equações diferenciais ordinárias não-lineares. Com os dados obtidos dos animais, validaremos tal modelo, inserindo parâmetros como a clínica dos animais, a carga parasitária a infectividade e a resposta imune para a saliva do flebótomo. Essa abordagem possibilitará a inserção de políticas públicas de saúde que visem a diminuição da incidência na LV humana, abordando a questão dos animais assintomáticos. Dados do nosso grupo mostram uma correlação positiva entre o desenvolvimento de resposta imune anti-saliva de flebotomíneos e proteção contra a L. infantum, expressa como um resultado da reação de hipersensibilidade tardia positiva em seres humanos. Em cães, entretanto, não há estudos a este respeito. O estabelecimento de um biomarcador de exposição do cão (anticorpos anti-saliva) que se correlacionará com o desfecho clínico e transmissibilidade pode influenciam diretamente na implantação de políticas públicas de controle da LV o que resulta indiretamente na redução da incidência da doença humana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Patricia Veras - Integrante / Clarissa Teixeira - Integrante / Deborah Fraga - Integrante / Manuela Solca - Integrante / Suani Pinheiro - Integrante / Flora Villareal - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
Vacinas contra leishmaniose visceral baseada em produtos do vetor
Descrição: A Leishmaniose Visceral ocorre no Brasil de forma zoonótica, sendo o cão o principal reservatório. Estratégias de controle preconizadas pelo Ministério da Saúde têm sido implementadas há vários anos, no entanto, observa-se nas últimas décadas aumento na prevalência e área de ocorrência da doença, tornando-se necessário o estudo de novas ferramentas que possibilitem um controle mais efetivo. Estudos na produção de vacinas para cães têm sido realizados na intenção de se interferir na cadeia epidemiológica de transmissão, protegendo não somente animais, como também o homem. A literatura tem demonstrado que componentes salivares dos flebótomos apresentam papel fundamental no estabelecimento da infecção e assim, a indução de uma resposta imune contra estas proteínas é capaz de proteger animais da infecção por Leishmania. Nosso grupo desenvolveu um modelo experimental de LV em hamsters e neste modelo, obtivemos proteção parcial contra a infecção a partir da imunização de hamsters com plasmídeos de DNA que codificam moléculas presentes na saliva de L. longipalpis, mais uma vez demonstrando que estas moléculas tem a capacidade de induzir resposta protetora contra uma infecção por L. chagasi. Alem disso, nosso colaborador neste projeto, Dr. Jesus Valenzuela, do NIH, recentemente testou as vacinas baseadas em proteínas salivares, utilizando vírus Canarypox recombinante em cães e observou uma resposta imune com características importantes para a proteção desses animais quando desafiados. Paralelamente, nosso grupo desenvolveu um modelo de infecção em cães e um dos objetivos deste projeto é testar essas vacinas com capacidade protetora nos animais experimentalmente infectados. Adicionalmente, as vacinas bloqueadoras de transmissão têm sido o mais novo alvo para o controle de parasitos digenéticos e visa a indução de anticorpos, que atuam na inibição do desenvolvimento do parasito dentro da fêmea do mosquito, bloqueando a sua transmissão para novos hospedeiros. Este tipo de abordagem experimental foi testada , também pelo grupo do nosso colaborador, em camundongos apresentando excelentes resultados. Com esse propósito, justifica-se a realização deste estudo utilizando duas estratégias vacinais em cães: avaliar a resposta imunológica e sua proteção em cães imunizados com vacinas constituídas de proteína salivar de Lutzomyia longipalpis (LJM17 e/ou LJL143) administradas em vetores recombinantes utilizando Canarypoxvirus, bem como avaliar o bloqueio de transmissão da L. chagasi em flebótomos conferida pela imunização de cães com a proteína recombinante extraída do intestino m.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Jesus Valenzuela - Integrante / Lais Pereira - Integrante / Joachin Ryan - Integrante / Shaden Kamhawi - Integrante / Melissa Abbehunsen - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
2010 - Atual
Vacinas bloqueadoras da transmissão de Leishmania chagasi
Descrição: Neste projeto, pretende-se desnvolver vacinas que blqueiem a transmissão da Leishmana chagasi para flebótomos não infectados. Cães estão em processo de imunização com uma proteina denominas Luloper, que faz parte da matriz peritrófica que é formada após o repasto sanguíneo dos flebótomos. A imunização com esta proteina induziria a produção de anticorpos que seriam sugados pelos vetores durante o repasto e com isso este se uniriam a proteina impedidno a formaçãoa da matriz e portanto o desnvolvimento dos parasitas no vetor, contribuindo para a redução dos parasitas e consequentemente sua transmissão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Integrante / Jesus Valenzuela - Coordenador / S Kamhawi - Integrante / Melissa Moura Costa Abbehusen - Integrante / Jochin Ryan - Integrante / Lais Pereira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - Atual
Interação entre neutrófilos e células da resposta imune na leishmaniose
Descrição: Neste projeto avaliamos a interação de diferentes espécies de Leishmania com neutrófilos humanos e sua interação com as diferentes células da resposta imune com Dc, Linfócitos T..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / V Boaventura - Integrante / Natalia Machado Tavares - Integrante / Manoel Barral-Netto - Integrante / V Borges - Integrante.Número de orientações: 1
2009 - 2013
O papel dos linfócitos T CD4 e CD8+ na modulação da resposta imune inicial em biópsias de pacientes com leishmaniose cutânea localizada infectados por Leishmania braziliensis
Descrição: As leishmanioses são antropozoonoses causadas por protozoários do gênero Leishmania. No Brasil, elas incluem-se no quadro das grandes endemias que estão em um processo de expansão e crescimento. No Brasil foram registrados 19.043 casos da forma cutâneo localizada da doença em 2008, sendo que 2.490 notificações foram provenientes da Bahia, (MS/SVS, SES e SINAN, 2008). Na leishmaniose cutânea humana observa-se um amplo espectro de formas clínicas e a resposta imune desempenha um importante papel na patogênese, não existindo uma clara polarização da resposta imune em Th1 ou Th2 como o observado em modelos experimentais com L. major (Ajdary et al., 2000). O controle da infecção parece estar relacionado com uma resposta inflamatória modulada (Bottrel et al., 2001; Reed et al., 2003) -uma mistura de citocinas pró e antiinflamatórias. Na leishmaniose a resposta imune encontrada no tecido da lesão parece ser diferente da vista no sangue periférico (Pirmez et al., 1990). Em pacientes com LCL, causada por L. braziliensis, a cura da infecção esta associada à produção de IFN- (Kolde et al., 1996) e IL-2 que predominam sobre a produção de IL-4 (Louzir et al., 1998; Pirmez et al., 1993). No entanto, a alta freqüência de linfócitos T CD4 e T CD8 produzindo IFN- e TNF-α tem-se correlacionado com o tamanho da lesão, o que pode indicar que essas citocinas estejam contribuindo para o dano tecidual (Antonelli et al., 2005). Outra característica importante da resposta imune são as diferentes proteínas expressas pelos diferentes tipos celulares que compõem o infiltrado inflamatório. Nesse estudo pretendemos investigar a função desempenhada pelas células T CD8+ e T CD4+ em biópsias teciduais de pacientes com Leishmaniose Tegumentar Americana infectados com L. brazliensis, para isso analisaremos a expressão de diferentes marcadores expressos na superfície dos linfócitos, como também intracelularmente, assim como a expressão de diferentes proteínas por essas células..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / V Boaventura - Integrante / Aldina Barral - Integrante / Camila Indiani de Oliveira - Integrante / Manoel Barral-Netto - Integrante / Claire Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2009 - 2012
Papel das células Th17 e T regulatórias na Leeishmaniose Mucosa Humana
Descrição: Na leishmaniose mucosa (LM; 3 a 5% dos casos de LTA) ocorre intensa reação inflamatória levando a lesões ulcerativas desfigurantes. O fator chave que desencadeia essa quebra da barreira imunológica e perda do controle dos mecanismos de resolução da inflamação ainda não está esclarecido. A ausência de um padrão de resposta imunológica Th1 ou Th2 observado na infecção humana sugere que existam processos imunorregulatórios alternativos atuando. Treg e Th-17 As CMSP de pacientes com LM estimuladas com antígeno de Leishmania produzem altos níveis de IFN- e TNF- e este quadro não é possível ser revertido com IL-10 ou TGF-, sugerindo uma falha na imunomodulação destas células. Na Artrite Reumatóide (AR) ativa, onde também ocorre intensa atividade inflamatória, já foi demonstrada falha funcional das células T regulatórias (Treg). Nesta enfermidade, o tratamento com anti-TNF- é capaz de restaurar a capacidade inibitória destas células. Adicionalmente, uma subpopulação de linfócitos T que produzem IL-17 (Th17), a qual é regulada diretamente pelo balanço entre as citocinas TGF-, IL-6, IL-1 e IL-23, parecem estar diretamente envolvidas na inflamação observada em modelos intestinais e pulmonares de camundongos. Todas estas informações abrem novos caminhos para interpretação da resposta imunológica, uma vez que Th17 está sendo apontada como um elemento chave na manutenção da homeostasia e resolução da resposta inflamatória, juntamente com as células T reg. Células Treg já foram identificadas por nosso grupo em colaboração com Dr João Santana em lesões de pacientes com LC. Portanto, a nossa hipótese é que na LM ocorre uma falha funcional das células Treg. e nos mecanismos mediados por IL-17. Uma vez que o TNF- funcionaria como um mediador da regulação das células Treg, estas não estariam exercendo seu papel inibitório, levando a uma diferenciação das células Th17. A investigação dos mecanismos moleculares e celulares impli.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / V Boaventura - Integrante / Aldina Barral - Integrante / Valeria Borges - Integrante / Manoel Barral-Netto - Integrante / Claire Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2008 - 2011
Modulação da Resposta Imune Induzida pela infecção por Toxoplasam gondii e por saliva de flebotomíneos
Descrição: A Leishmaniose Visceral (LV), uma antropozoonose causada pela Leishmania chagasi nas Américas, é uma importante causa de morbidade e mortalidade entre crianças no nordeste do Brasil (EVANS et al., 1992). O flebótomo Lutzomyia longipalpis é descrito como o principal transmissor, predominando nas áreas rurais de clima semi-árido e que tem como reservatórios o cão e a raposa (ALENCAR., 1956., DEANE., 1958). Durante o repasto sangüíneo, o flebótomo infectado injeta no hospedeiro vertebrado, saliva juntamente com a forma infectante do parasita. A saliva secretada diretamente afeta a fisiologia do hospedeiro no sítio da picada, possivelmente beneficiando o parasita ou patógenos transmitidos pelo vetor. Atualmente, sabe-se que o aumento da transmissão da Leishmania pela saliva é provavelmente devido a componentes imunomodulatórios presentes na saliva dos vetores (Gomes et al., 2000). Dessa forma, diversos trabalhos na literatura investigam proteínas presentes na saliva do vetor, as quais podem impulsionar a elaboração de vacinas, e trazer mais evidências de que esses componentes imunomodulatórios auxiliam ativamente no estabelecimento da doença. Entretanto, uma explicação do efeito anti-Leishmania resultante da imunização do hospedeiro contra antígenos salivares não está ainda totalmente esclarecida . (Lemes et al., 1991; Belkaid et al., 2000; ) Dados do nosso laboratório demonstraram que a sensibilização de Hamsters com plasmídeos de proteínas da saliva de Lu. Longipalpis, conferiu ao hospedeiro uma resposta protetora na infecção por Leishmania chagasi , por induzir um ambiente desfavorável ao desenvolvimento do parasita, através de uma resposta de hipersensibilidade tardia. Entretanto, percebeu-se um aumento da carga parasitária nos linfonodos, 5 meses após a infecção, o que sugere que isso tenha ocorrido devido ao comprometimento do sistema imune ocasionado pelo avanço da idade dos hamsters..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Integrante / A Barral - Integrante / V Boaventura - Integrante / Joao Santana da Silva - Coordenador / Manoel Barral-Netto - Integrante / T R Moura - Integrante / C I de Oliveira - Integrante / Roberto José Meyer - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2007 - 2010
Potencial Biotecnológico das Proteinas da saliva de L. longipalpis
Descrição: Este projeto é financiado pelo Renorbio e consiste de 3 sub-projetos. O primeiro refere-se ao estudo de vacinas contra Leishmaniose Visceral Canina, utilizando plasmídeos codificadores de proteinas salivares de Lu. longipalpis e antígenos parasitários como KMP-11. O segundo sub-projeto refere-se ao estudo da atividade inflamatória e anti-inflamamtória das proteinas salivares de Lu. longipalpis e o terceiro constitui na elaboração de um kit de ELISA, utilizando proteinas recombinantes da saliva do vetor para detecção de populações expostas ao Lu. longipalpis.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Aldina Barral - Integrante / Dirceu Joaquim Costa - Integrante / Camila Indiani de Oliveira - Integrante / Manoel Barral-Netto - Integrante / V Borges - Integrante / Flavia Nascimento - Integrante / Silma Regina Pereira - Integrante / Roseane Guerra - Integrante / Jose Manuel Macario Rebelo - Integrante / Antonio Augusto Silva - Integrante / Ana Lucia Abreu Silva - Integrante / Rita Guerra - Integrante / Maria do Socorro Pires e Cruz - Integrante / Ivete Lopes de Mendonça - Integrante / Eduardo F Braz Lima - Integrante / Maria dos remédios B da Silva - Integrante / telma Lucia A T de Mendonça - Integrante / Alexandre Barbosa Reis - Integrante / Rodrigo Correa Oliveira - Integrante / Rodolfo Cordeiro Giunchetti - Integrante / Cláudia Martins Carneiro - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2006 - 2009
Avaliação da Imunidade Protetora de candidatos a vacinas de DNA responsáveis pela codificação de proteinas salivares de L. longipalpis e l. chagasi no modelo de LV em hamsters
Descrição: Avaliar a proteção conferida pela imunização de hamsters com plasmídeo codificador da proteína salivar de Lu. longipalpis (LJM19) e o plasmídeo que codifica KMP11, contra posterior desafio constituído de L. chagasi mais saliva. Determinar a resposta imune conferida pela imunização dos animais com plasmídeos LJM19 e KMP11; *Determinar carga parasitária no fígado e no baço dos animais imunizados e posteriormente infectados; * Avaliar os achados histopatológicos no fígado e no baço nos animais imunizados e posteriormente desafiados;.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / A Barral - Integrante / Camila Indiani de Oliveira - Integrante / Manoel Barral-Netto - Integrante / Robson Amaro da Silva - Integrante / Mayana Pitombo - Integrante / Larissa Barbosa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2006 - 2008
Avaliação da Imunidade protetora da saliva de L. longipalpis na infecção por L. braziliensis
Descrição: O objetivo deste estudo é investigar se a imunização de hamsters e camundongos BALB/c com saliva de Lutzomyia longipalpis e plasmídeos de DNA das proteínas salivares são capazes de confereir proteção contra uma infecção subseqüente com Leishmania braziliensis e/ou Leishmania braziliensis mais saliva de Lu. intermedia, principal vetor transmissor de L. braziliensis. Artigos da literatura têm mostrado a capacidade imunogênica da saliva de Lu. longipalpis em ralação à Lu. intermedia. Nossa hipótese é que reações cruzadas entre as proteínas salivares de duas espécies de flebotomíneos poderiam conferir proteção contra o parasita (L. braziliensis) não transmitido por Lu. longipalpis..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Camila Indiani de Oliveira - Integrante / D Costa - Integrante / Natalia Machado Tavares - Integrante / T R Moura - Integrante / Robson Amaro da Silva - Integrante / Mayana Pitombo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2005 - 2008
Vacinas de DNA capazes de bloquear a transmissão de L. chagasi em cães
Descrição: Leishmania parasites are transmitted to their vertebrate hosts by infected phlebotomine. The saliva of these and other blood-sucking insects cnotains a repertoire of pharmacologically active molecules that are able to interfere with host hemostatic, inflammatory and immune responses. In mice, these products exacerbate infection with L. major and may, in fact be elemental for establishing the parasite in the vertebrate host. Furthermore, a prior imune response to sand fly salivary components has been found to protect mice from subsequent infection with L. major. In Latin America, zoonotic visceral leishmaniasis is a major problem, particularly in Brazil and domestic dogs are the principal reservoir hosts. Data have been shown that widespread culling has not been associated with a reduction in the number of human cases. Therefore, vaccination of dogs in an endemic area for visceral leishmaniasis is an alternative to reduce the transmission of parasite, and consequently to diminish the incidence of disease. This study will be a pilot project in order to verify the possibility to vaccinate dogs with a mixture of cDNA constructs from Lutzomyia longipalpis, trying to decrease the transmission of parasite to uninfected sand flies. Our hypothesis is that molecules present in sand fly salivary glands elicit distinct immune responses in the vertebrate host. These immune response might contribute diferently to the establishment of the infectino by the parasite enhancing or decreasing the ability of the parasite to infect host cells. Determining the molecules able to affect the establishment of tthe infection by the parasite will enable us to identify potential vaccine candidates able to reduce the transmission of Leishmania chagasi in an endemic area for visceral leishmaniasis..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Integrante / Aldina Barral - Integrante / Manoel Barral Netto - Integrante / Dirceu Costa - Coordenador / Camila Indiane de Oliveira - Integrante / Jose Carlos Miranda - Integrante / Jesus Venezuela - Integrante / Claire Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2004 - 2006
Intervenção imunológica utilizando recombinantes para o controle e regulação de doenças infecciosas.
Descrição: O presente projeto, realizado em colaboração UFBA-UFMG, teve como objetivos a produção de antígenos para avaliação da imunogenicidade e antigenicidade, testes de imunodiagnósticos e de biologia molecular para prevenção da linfadenite caseosa em caprinos e identificação de infecção por este agente. No decorrer do projeto foram padronizados quatro ensaios imunoenzimáticos (ELISA) por métodos diferentes. O padrão ouro utilizado de amostras foi feito pelo isolamento microbiológico e a confirmação por PCR. Foram utilizadas amostras de soro de caprinos que apresentavam granulomas superficiais, dos quais isolou-se C. pseudotuberculosis e amostras de soro de caprinos clinicamente sadios. Para avaliação da resposta humoral foram testados ensaios de ELISA que foram padronizados com dois antígenos diferentes: o sobrenadante da cultura de C. pseudotuberculosis em caldo BHI e o outro obtido a partir do fracionamento em três fases (TPP) do sobrenadante de cultura de C. pseudotuberculosis. A sensibilidade e especificidade do ELISA indireto BHI foi de 98% e 98%. Para o ELISA indireto TPP obteve-se uma sensibilidade e especificidade de 100% e 100%. Para o ELISA sanduíche BHI a sensibilidade e especificidade foram, respectivamente, 86% e 84%. A sensibilidade e especificidade para o ELISA sanduíche TPP foram 74% e 72%. Os testes ELISA com perspectiva de uso em diagnostico sorológico resultaram em boas alternativas à necessidade de identificação do agente. Para o diagnostico alternativo por método molecular o PCR multiplex foi padronizado neste período de colaboração, com três genes da C. pseudotuberculosis: 16S rDNA, rpoB e pld e permitiu uma identificação eficiente de 40 amostras comprovadas por cultivo e isolamento bacteriano e identificação bioquímica. Analises de espécies relacionadas taxonômicamente não tiveram o mesmo perfil da amplificação no mPCR. Após a construção de 30.000 clones de insertos de 1 a 3 kb que representa 11 vezes o genona de C. pseudotuberculosis, iniciou-.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Songeli Menezes Freire - Integrante / Edgar Carvalho - Integrante / Maria Ilma Araujo - Integrante / Roberto José Meyer - Integrante / Sergio Oliveira Costa - Integrante / Amelia Ribeiro-Jesus - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2003 - 2006
Modulação da resposta de linfócitos humanos à leishmania por neutrófilos apoptóticos
Descrição: Dentre as células da imunidade inata que atuam na primeira linha de defesa do organismo contra a infecção por microorganismos, os neutrófilos ocupam lugar de destaque. Os neutrófilos estão constitutivamente programados para morte celular por apoptose, sendo rapidamente reconhecidos e fagocitados por macrófagos (Savill et al., 1989). O reconhecimento de neutrófilos apoptóticos envolve receptores de ACAMPs ("apoptotic cell associated molecular patterns") (Franc et al., 1999) e sua posterior fagocitose induz a produção mediadores anti-inflamatórios, tais como PGE2, PAF e TGF-b (Fadok et al., 1998). A maioria das moléculas de superfície envolvidas no reconhecimento de células apoptóticas foram descritos com células humanas (Savill & Fadok, 2000). Recentemente, mecanismos supressores induzidos pela captação de células apoptóticas por fagócitos profissionais têm sido sugerido como estratégias de escape para alguns patógenos intracelulares (Lopes et al., 2000). Esses eventos contribuem para desativação de macrófago infectados, promovendo o crescimento exacerbado desse parasito (Freire-de-Lima et al., 2000). Recentemente foi demonstrado que L. major é capaz de retardar, mas não bloquear a apoptose espontânea de neutrófilos humanos (Aga et al., 2002). Nesse projeto utilizaremos células humanas obtidas a partir de sangue periférico de doadores normais e investigaremos se moléculas de superfície envolvidas na interação de neutrófilos apoptóticos com macrófagos infectados influenciam (aumentando ou diminuindo) o crescimento intracelular da Leishmania. Além disso, pretendemos verificar se a eventual apoptose tardia de neutrófilos infectados por Leishmania, interfere na sobrevivência intracelular do parasito em macrófagos. Além do efeito direto de neutrófilos apoptóticos na infecção por Leishmania, será similarmente importante investigar as conseqüências desses eventos iniciais para a resposta linfocitária..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Integrante / Aldina Barral - Integrante / Manoel Barral Netto - Integrante / Lilian Afonso - Coordenador / Valeria Borges - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2002 - 2007
Host immune response against phlebotomine saliva
Descrição: Murine models have made it evident that the initial immune response to infection with Leishmania sp is critical in moulding subsequent events leading to adaptive immune responses. During the previously funded TMRC project on cutaneous leishmaniasis, we discovered that early immune responses also predict the subsequent response to Leishmania antigens in humans. In murine models, interventions that alter the initial response can determine whether adaptive immune responses develop in the direction of a type 1 response leading to disease cure, or to a type 2 response that promotes disease progression. Such intervention can take the form of co-administration of cytokines or neutralizing anti-cytokine antibodies with or soon after Leishmania infection. Other forms of intervention include the local inoculation of substances that modulate the local immune. A "natural" form of immune intervention occurs when the sand fly inoculates components of its saliva into a host while inoculating the parasite. Due to the fact that only a low percentage of sand flies carry Leishmania sp in endemic areas, most individuals have encountered sand fly salivary components may times prior to being infected with the Leishmania-sand fly saliva mixture. In mice, a prior immune response to sand fly salivary components has been found to protect mice from subsequent infection with L. major. In contrast, components of saliva have been found to enhance Leishmania virulence. How these opposing factors interact during human infection has not been explored..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Integrante / Manoel Barral Netto - Integrante / Clarissa Teixiera - Integrante / Camila Indiani de Oliveira - Integrante / Jose Carlos Miranda - Integrante / Regis Gomes - Integrante / MJ Teixeira - Integrante / Aldina Maria Prado Barral - Coordenador / Claire Silva - Integrante.Financiador(es): National Institutes Of Health - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 16 / Número de orientações: 3
2002 - 2006
O papel das quimiocinas na leishmaniose tegumentar americana
Descrição: O projeto está sendo executado conforme o cronograma apresentado. Continuamos coletando o material dos pacientes com leishmaniose tegumentar americana na região de Jequié e Jequiriça, no sudoeste do estado da Bahia. Iniciamos vários experimentos O projeto está sendo executado conforme o cronograma apresentado. Continuamos coletando o material dos pacientes com leishmaniose tegumentar americana na região de Jequié e Jequiriça, no sudoeste do estado da Bahia. Iniciamos vários experimentos relacionados à imunohistoquímica e a técnica encontra-se completamente padronizada em nosso laboratório. Já temos alguns resultados parciais, onde observamos diferenças significativas na expressão das quimiocinas e seus receptores, principalmente entre biópsias obtidas de pacientes com lesão cutânea localizada (LCL) e aqueles com leishmaniose difusa (LCD). Os nossos primeiros resultados indicam que a infecção por Leishmania induz a expressão de quimiocinas e que as células infiltrantes na derme são a principal fonte produtora destas substâncias, principalmente RANTES e IP-10. Por outro lado, observamos uma expressão diferencial de TARC e MIP-3b nas diferentes formas de leishmaniose e a imunoreatividade se concentrou nas células endoteliais, epiteliais e em menor intensidade nas células infiltrantes da lesão. Quanto aos receptores das quimiocinas presentes nas lesões dos pacientes com LCL, observamos a presença de CCR5, CXCR3, CCR4 e CCR3. Estes resultados estão sendo agora reanalisados, utilizando-se mais biópsias de pacientes com LCL. Estamos tendo um pouco de dificuldade para analisar a temporalidade da expressão das quimiocinas, uma vez que número de pacientes com LCL apresentando linfoadenopatia não tem sido muito freqüente. Por outro lado, não observamos diferenças significantes na expressão das quimiocinas entre os pacientes de LCL, que apresentação uma lesão mais recente ou tardia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Claudia Ida Brodskyn - Coordenador / Aldina Barral - Integrante / Manoel Barral Netto - Integrante / Ana Paula Campanelli - Integrante / João S da Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Revisor de periódico


2003 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Medical and Biological Research
2005 - Atual
Periódico: Microbes and Infection
2007 - Atual
Periódico: The Journal of Infectious Diseases
2007 - Atual
Periódico: The Journal of Immunology (1950)
2010 - Atual
Periódico: European Journal of Immunology
2008 - Atual
Periódico: PLoS Neglected Tropical Diseases (Online)
2012 - Atual
Periódico: Plos One
2016 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2016 - Atual
Periódico: Frontiers in Immunology (Online)


Revisor de projeto de fomento


2012 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2008 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular/Especialidade: Imunoparasitologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular/Especialidade: Imunoregulação.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Aplicada.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2006
Segundo lugar na área de Fisiopatogenia (Prêmio Novartis), XLII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
2005
Prêmio de Honra e Mérito, Sociedade Brasileira de Imunologia.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:54
Total de citações:1438
Fator H:24
Brodskyn, Claudia I  Data: 10/01/2017

SCOPUS

Artigos completos publicados em periódicos

1.
CUNHA, JUREMA M.2018CUNHA, JUREMA M. ; ABBEHUSEN, MELISSA ; SUAREZ, MARTHA ; VALENZUELA, Jesus ; Teixeira, Clarissa R. ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. . Immunization with LJM11 salivary protein protects against infection with Leishmania braziliensis in the presence of Lutzomyia longipalpis saliva. ACTA TROPICA, v. 177, p. 164-170, 2018.

2.
PEREIRA, MARCELA ARAÚJO2018PEREIRA, MARCELA ARAÚJO ; REBOUÇAS, JULIANA DE SOUZA ; FERRAZ-CARVALHO, RAFAELA DE SIQUEIRA ; DE REDÍN, INÉS LUIS ; GUERRA, PRISCILA VALERA ; GAMAZO, CARLOS ; Brodskyn, Claudia Ida ; IRACHE, JUAN M. ; SANTOS-MAGALHÃES, NEREIDE STELA . Poly(anhydride) nanoparticles containing cashew nut proteins can induce a strong Th1 and Treg immune response after oral administration. EUROPEAN JOURNAL OF PHARMACEUTICS AND BIOPHARMACEUTICS, v. 127, p. 51-60, 2018.

3.
NUNES, S.2018NUNES, S. ; SILVA, I. B. ; AMPUERO, M. ; NORONHA, A. ; SOUZA, L. C. ; CORREIA, T. C. ; Khouri, R. ; Boaventura, Viviane ; BARRAL, ALDINA MARIA ; RAMOS, P. I. ; Brodskyn, Claudia ; OLIVEIRA, P. R. ; TAVARES, N. . Integrated analysis reveals that miR-193b, miR-671 and TREM-1 correlate with a good response to treatment of human Localized Cutaneous Leishmaniasis caused by Leishmania braziliensis. Frontiers in Immunology, v. 9, p. 640, 2018.

4.
Teixeira, Clarissa R.2018Teixeira, Clarissa R. ; SANTOS, CLAIRE DA S. ; PRATES, DEBORACI B. ; DOS SANTOS, RAFAEL T. ; Araújo-Santos, Théo ; DE SOUZA-NETO, SEBASTIÃO M. ; BORGES, VALÉRIA M. ; Barral-Netto, Manoel ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. . Lutzomyia longipalpis Saliva Drives Interleukin-17-Induced Neutrophil Recruitment Favoring Leishmania infantum Infection. Frontiers in Microbiology, v. 9, p. xxxx, 2018.

5.
BRODSKYN, CLÁUDIA I.2018BRODSKYN, CLÁUDIA I.; Kamhawi, S . Biomarkers in Zoonotic Visceral Leishmaniasis. Frontiers in Cellular and Infection Microbiology, v. 8, p. 245, 2018.

6.
DIAS, B. R. S.2018DIAS, B. R. S. ; SOUZA, C. S. ; ALMEIDA, N. J. ; LIMA, J. G. B. ; Fukutani, K F ; MENEZES, J. P. B. ; SANTOS, T. S. B. ; FRANCA-COSTA, J. ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. ; COLOMBO, M. I. ; VERAS, PATRÍCIA SAMPAIO TAVARES . Autophagic Induction Greatly Enhances Leishmania major Intracellular Survival Compared to Leishmania amazonensis in CBA/j-Infected Macrophages. Frontiers in Microbiology, v. 9, p. Article 1890, 2018.

7.
ABBEHUSEN, M.2018ABBEHUSEN, M. ; CUNHA, JUREMA ; SUAREZ, M. ; TEIXEIRA, Clarissa ; ALMEIDA, VALTER DOS ANJOS ; PEREIRA, LAIS ; Bordoni, M ; GIL-SANTANA, L. ; SOLCÀ, MANUELA DA S. ; FRAGA, DEBORAH BITTENCOURT MOTÉ ; Fisher L ; BOZZA, P. T. ; Valenzuela JG ; Kamhawi, S ; Andrade, Bruno Bezerril ; Brodskyn, Claudia Ida . Immunization of experimental dogs with salivary proteins from Lutzomyia longipalpis, using DNA and recombinant Canarypox virus induces immune responses consistent with protection against Leishmania infantum.. Frontiers in Immunology (Online), v. xxxx, p. 1-8, 2018.

8.
ABBASI, IBRAHIM2018ABBASI, IBRAHIM ; TRANCOSO LOPO DE QUEIROZ, ARTUR ; KIRSTEIN, OSCAR DAVID ; NASEREDDIN, ABDELMAJEED ; HORWITZ, BEN ZION ; HAILU, ASRAT ; SALAH, IKRAM ; MOTA, TIAGO FEITOSA ; FRAGA, DEBORAH BITTENCOURT MOTHÉ ; VERAS, Patricia Sampaio Tavares ; POCHE, DAVID ; POCHE, RICHARD ; YESZHANOV, AIDYN ; Brodskyn, Cláudia ; TORRES-POCHE, ZARIA ; WARBURG, ALON . Plant-feeding phlebotomine sand flies, vectors of leishmaniasis, prefer Cannabis sativa. PROCEEDINGS OF THE NATIONAL ACADEMY OF SCIENCES OF THE UNITED STATES OF AMERICA, v. xxx, p. 201810435-04, 2018.

9.
QUINTELA-CARVALHO, GRAZIELE2017QUINTELA-CARVALHO, GRAZIELE ; LUZ, NÍVEA F. ; CELES, FABIANA S. ; ZANETTE, DALILA L. ; ANDRADE, DANIELA ; MENEZES, DIEGO ; Tavares, Natália M. ; Brodskyn, Claudia I. ; PRATES, DEBORACI B. ; GONÇALVES, MARILDA S. ; de Oliveira, Camila I. ; ALMEIDA, ROQUE P. ; BOZZA, MARCELO T. ; ANDRADE, BRUNO B. ; BORGES, VALERIA M. . Heme Drives Oxidative Stress-Associated Cell Death in Human Neutrophils Infected with Leishmania infantum. Frontiers in Immunology, v. 8, p. 1620, 2017.

10.
ABBEHUSEN, MELISSA MOURA COSTA2017ABBEHUSEN, MELISSA MOURA COSTA ; ALMEIDA, VALTER DOS ANJOS ; SOLCÀ, MANUELA DA S. ; PEREIRA, LAÍS DA SILVA ; COSTA, DIRCEU JOAQUIM ; GIL-SANTANA, LEONARDO ; BOZZA, PATRICIA TORRES ; FRAGA, DEBORAH BITTENCOURT MOTÉ ; VERAS, PATRÍCIA SAMPAIO TAVARES ; DOS-SANTOS, WASHINGTON LUIS CONRADO ; Andrade, Bruno Bezerril ; Brodskyn, Claudia Ida . Clinical and immunopathological findings during long term follow-up in Leishmania infantum experimentally infected dogs. Scientific Reports, v. 7, p. 15914, 2017.

11.
TAVARES, N.2016 TAVARES, N. ; AFONSO, L. ; SUAREZ, M. ; AMPUERO, M. ; PRATES, D. B. ; ARAUJO-SANTOS, T. ; BARRAL-NETTO, M. ; DOSREIS, G. A. ; Borges, V. M. ; Brodskyn, C. . Degranulating Neutrophils Promote Leukotriene B4 Production by Infected Macrophages To Kill Leishmania amazonensis Parasites. The Journal of Immunology (1950), v. 196, p. 000-0000, 2016.

12.
FEIJÓ, DANIEL2016FEIJÓ, DANIEL ; TIBÚRCIO, RAFAEL ; AMPUERO, MARIANA ; Brodskyn, Cláudia ; TAVARES, NATALIA . Dendritic Cells and Leishmania Infection: Adding Layers of Complexity to a Complex Disease. J IMMUNOL RES, v. 2016, p. 1-9, 2016.

13.
Solca, M2016Solca, M ; ANDRADE, B. B. ; Abbehusen MMC ; TEIXEIRA, C. R. ; Khouri, R ; VENEZUELA, Jesus ; Kamhawi, S ; Bozza PT ; Fraga, D ; Borges, Valéria Matos ; VERAS, Patricia Sampaio Tavares ; Brodskyn, Claudia Ida . Circulating Biomarkers of Immune Activation, Oxidative Stress and Inflammation Characterize Severe Canine Visceral Leishmaniasis. Scientific Reports, v. 6, p. 32619, 2016.

14.
PEREIRA, LAIS2015PEREIRA, LAIS ; ABBEHUSEN, MELISSA ; TEIXEIRA, Clarissa ; CUNHA, JUREMA ; NASCIMENTO, IVAN P. ; Fukutani, Kyioshi ; DOS-SANTOS, WASHINGTON ; BARRAL, Aldina ; de Oliveira, Camila Indiani ; Barral-Netto, Manoel ; SOTO, MANOEL ; Brodskyn, Cláudia Ida . Vaccination with Leishmania infantum Acidic Ribosomal P0 but Not with Nucleosomal Histones Proteins Controls Leishmania infantum Infection in Hamsters. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online), v. 10, p. e0003490, 2015.

15.
FRANCA-COSTA, J.2015FRANCA-COSTA, J. ; ANDRADE, B. B. ; Khouri, R. ; VAN WEYENBERGH, J. ; MALTA-SANTOS, H. ; SANTOS, C. ; BRODYSKN, C. I. ; COSTA, J. M. ; Barral, A. ; BOZZA, P. T. ; BOAVENTURA, V. ; Borges, V. M. . Differential expression of the eicosanoid pathway in patients with localized or mucosal cutaneous leishmaniasis. The Journal of Infectious Diseases, v. xxx, p. xx-xxx, 2015.

16.
TAVARES, Natalia Machado2014TAVARES, Natalia Machado ; Araujo-Santos T ; AFONSO, L. ; Nogueira PM ; LOPES, U. G. ; SOARES, R. P. ; BOZZA, P. T. ; BANDEIRA-MELO, C. ; BORGES, Valeria ; Brodskyn, C. . Understanding the mechanisms controlling Leishmania amazonensis infection in vitro: the role of LTB4 derived from human neutrophils. The Journal of Infectious Diseases, v. xxx, p. xxxx, 2014.

17.
SANTOS, C. S.2014SANTOS, C. S. ; ATTRHA, S. ; SAINI, R. K. ; Boaventura VS ; COSTA, J ; KHOURY, R. ; BARRAL-NETTO, M. ; BRODSKYN, C. I. ; SOUCHELNYTSKY, S. . Proteome Profiling of Human Cutaneous Leishmaniasis Lesion. Journal of Investigative Dermatology, v. 1, p. jidonline.org-11, 2014.

18.
DA SILVA SANTOS, CLAIRE2014DA SILVA SANTOS, CLAIRE ; BRODSKYN, CLáUDIA IDA . The Role of CD4 and CD8â T Cells in Human Cutaneous Leishmaniasis. Frontiers in Public Health, v. 2, p. 00165, 2014.

19.
Araújo-Santos, Théo2014Araújo-Santos, Théo ; Prates, Deboraci Brito ; FRANÇA-COSTA, JAQUELINE ; LUZ, NÍVEA F ; ANDRADE, BRUNO B ; Miranda, José Carlos ; BRODSKYN, CLAUDIA I ; BARRAL, Aldina ; BOZZA, PATRÍCIA T ; Borges, Valéria Matos . Prostaglandin E2 /Leukotriene B4 balance induced by Lutzomyia longipalpis saliva favors Leishmania infantum infection. Parasites & Vectors, v. 7, p. parasitesandvec-601, 2014.

20.
SILVA, C2013 SILVA, C ; Boaventura VS ; CARDOSO, C. R. ; TAVARES, Natalia Machado ; LORDELO, M. J. ; NORONHA, A. ; COSTA, J ; BORGES, V ; OLIVEIRA, C I de ; WEYEMBERGH, Johan Van ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; Brodskyn, Claudia Ida . CD8+ Granzyme B+ T cells-mediated tissue injury versus CD4+IFNγ+ T cells-mediated parasite killing in human cutaneous leishmaniasis. Journal of Investigative Dermatology, v. 133, p. 1533-1540, 2013.

21.
COSTA, D.2013COSTA, D. ; CARVALHO, R. A. ; ABBEHUSEN, M. ; TEIXEIRA, Clarissa ; PITOMBO, M. ; TRIGO, J. ; NASCIMENTO, F. ; AMORIM, L. ; ABREU-SILVA, A. L. ; CRUZ, M. S. P. ; MIRANDA, J. C. ; Fukutani, K F ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; Barral, A. ; Barral-Netto, Manoel ; Brodskyn, C. . Experimental Infection of Dogs with Leishmania and Saliva as a Model to Study Canine Visceral Leishmaniasis. Plos One, v. 8, p. e60535, 2013.

22.
Santos, DM2013Santos, DM ; Carneiro, M W ; de Moura, Tatiana R. ; Soto, Manuel ; PRATES, D. ; Luz NF ; Irache JM ; Brodskyn, Cláudia ; BARRAL, Aldina ; Barral-Netto, Manoel ; Espuelas S ; Borges, Valéria Matos ; OLIVEIRA, C. I. . PLGA nanoparticles loaded with KMP-11 stimulate innate immunity and induce the killing of Leishmania. Nanomedicine, v. 751, p. S1549-9634(13)0, 2013.

23.
CARREGARO, VANESSA2013CARREGARO, VANESSA ; COSTA, DIEGO LUIS ; Brodskyn, Claudia ; BARRAL, ALDINA MARIA ; BARRAL-NETTO, MANUEL ; CUNHA, FERNANDO Q ; SILVA, JOÃO SANTANA . Dual effect of Lutzomyia longipalpis saliva on Leishmania braziliensis infection is mediated by distinct saliva-induced cellular recruitment into BALB/c mice ear. BMC Microbiology (Online), v. 13, p. 102, 2013.

24.
de Moura, Tatiana R.2013de Moura, Tatiana R. ; Oliveira, Fabiano ; Carneiro, Marcia W. ; Miranda, José Carlos ; CLARÊNCIO, Jorge ; Barral-Netto, Manoel ; Brodskyn, Cláudia ; BARRAL, Aldina ; RIBEIRO, JOSÉ M. C. ; Valenzuela, Jesus G. ; de Oliveira, Camila I. . Functional Transcriptomics of Wild-Caught Lutzomyia intermedia Salivary Glands: Identification of a Protective Salivary Protein against Leishmania braziliensis Infection. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online), v. 7, p. e2242, 2013.

25.
Luz NF2012Luz NF ; ANDRADE, B B ; Feijó DF ; QUINTELA, G. C. ; Andrade, D ; ABANADES, D. R. ; Melo, EV ; SILVA, A. M. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL-NETTO, M. ; BARRAL, A ; ALMEIDA, Roque Pacheco ; Bozza, MT ; BORGES, Valeria . Heme-oxygenase-1 promotes the persistence of Leishmania chagasi infection. The Journal of Immunology (1950), v. 188, p. 4460-4467, 2012.

26.
Santos DM2012Santos DM ; Carneiro MW ; de Moura, Tatiana R. ; Fukutani, Kiyoshi F. ; CLARÊNCIO, J ; Soto, M ; Espuelas S ; Brodskyn, Claudia ; BARRAL, A ; BARRAL-NETTO, M. ; de Oliveira, C. I. . Towards the development of novel immunization strategies against leishmanasis using PLGA nanoparticles loaded with Kinetoplastid Membrane Protein 11. International Journal of Nanomedicine (Online), v. 7, p. 2115?212, 2012.

27.
Prates, Deboraci Brito2012Prates, Deboraci Brito ; Araújo-Santos, Théo ; Brodskyn, Cláudia ; Barral-Netto, Manoel ; BARRAL, Aldina ; Borges, Valéria Matos . New Insights on the Inflammatory Role of Lutzomyia longipalpis Saliva in Leishmaniasis. Journal of Parasitology Research (Print), v. 2012, p. 1-11, 2012.

28.
de Oliveira, Camila I.2012de Oliveira, Camila I. ; Brodskyn, Claudia I. . The immunobiology of Leishmania braziliensis infection. Frontiers in Immunology (Online), v. 3, p. 145, 2012.

29.
C. FALCÃO, SARAH2012C. FALCÃO, SARAH ; de Moura, Tatiana R. ; CLARÊNCIO, Jorge ; Brodskyn, Cláudia ; BARRAL, Aldina ; de Oliveira, Camila I. . The presence of Tregs does not preclude immunity to reinfection with Leishmania braziliensis. International Journal for Parasitology, v. 42, p. 771-780, 2012.

30.
Carneiro, Marcia W.2012Carneiro, Marcia W. ; SANTOS, DIEGO M. ; Fukutani, Kiyoshi F. ; CLARENCIO, JORGE ; MIRANDA, Jose Carlos ; Brodskyn, Claudia ; BARRAL, Aldina ; Barral-Netto, Manoel ; Soto, Manuel ; de Oliveira, Camila I. . Vaccination with L. infantum chagasi Nucleosomal Histones Confers Protection against New World Cutaneous Leishmaniasis Caused by Leishmania braziliensis. Plos One, v. 7, p. e52296, 2012.

31.
TAVARES, Natalia Machado2011TAVARES, Natalia Machado ; SILVA, Robson Amaro da ; COSTA, D. J. ; PITOMBO, M. ; Fukutani, Kiyoshi F. ; MIRANDA, Jose Carlos ; VALENZUELA, J. G. ; BARRAL, A ; de Oliveira, Camila Indiani ; BARRAL-NETTO, M. ; Brodskyn, C. . Lutzomyia longipalpis Saliva or Salivary Protein LJM19 Protects against Leishmania braziliensis and the Saliva ofIts Vector, Lutzomyia intermedia. Plos Neglected Tropical Diseases, v. 5, p. el 169, 2011.

32.
PRATES, D.2011PRATES, D. ; Araújo-Santos, Théo ; Luz NF ; ANDRADE, B B ; AFONSO, L ; CLARÊNCIO, J ; MIRANDA, J. C. ; Bozza PT ; DosReis, GA ; Brodskyn, C. ; BARRAL-NETTO, M. ; Borges, V. M. ; BARRAL, A . Lutzomyia longipalpis saliva drives apoptosis and enhances parasite burden in neutrophils. Journal of Leukocyte Biology, v. 90, p. September 2011, 2011.

33.
da Silva, Robson A.A.2011da Silva, Robson A.A. ; Tavares, Natália M. ; Costa, Dirceu ; Pitombo, Maiana ; Barbosa, Larissa ; Fukutani, Kyioshi ; Miranda, Jose C. ; de Oliveira, Camila I. ; Valenzuela, Jesus G. ; BARRAL, Aldina ; Soto, Manuel ; Barral-Netto, Manoel ; Brodskyn, Cláudia . DNA vaccination with KMP11 and Lutzomyia longipalpis salivary protein protects hamsters against visceral leishmaniasis. Acta Tropica, v. 120, p. 185-190, 2011.

34.
Souza, Ana Paula2010Souza, Ana Paula ; Andrade, Bruno Bezerril ; AQUINO, Dorlene ; Entringer, Petter ; Miranda, José Carlos ; Alcantara, Ruan ; Ruiz, Daniel ; Soto, Manuel ; Teixeira, Clarissa R. ; Valenzuela, Jesus G. ; de Oliveira, Camila Indiani ; Brodskyn, Cláudia Ida ; Barral-Netto, Manoel ; BARRAL, Aldina . Using Recombinant Proteins from Lutzomyia longipalpis Saliva to Estimate Human Vector Exposure in Visceral Leishmaniasis Endemic Areas. Plos Neglected Tropical Diseases, v. 4, p. e649, 2010.

35.
TEIXIERA, C.2010TEIXIERA, C. ; GOMES, Regis ; Collin N ; Reynoso D ; Jochin, R ; OLIVEIRA, F ; Seltz A ; Elnaiem, D-E ; CALDAS, Arlene ; SOUZA, A. P. ; Brodskyn, C. ; OLIVEIRA, C. I. ; Mendonça, I ; Costa, C.H.N. ; Volf P ; BARRAL, A ; KAMHAWI, S ; VALENZUELA, J. G. . Discovery of markers of exposure specific to bites of Lutzomyia longiplpis, vector of Leishmania chagsi infantum in Latin America. Plos Neglected Tropical Diseases, v. 4, p. e:638, 2010.

36.
de Moura, Tatiana R.2010de Moura, Tatiana R. ; Oliveira, Fabiano ; Rodrigues, Gabriele C. ; Carneiro, Marcia W. ; Fukutani, Kiyoshi F. ; Novais, Fernanda O. ; Miranda, José Carlos ; Barral-Netto, Manoel ; Brodskyn, Claudia ; BARRAL, Aldina ; de Oliveira, Camila I. . Immunity to Lutzomyia intermedia Saliva Modulates the Inflammatory Environment Induced by Leishmania braziliensis. Plos Neglected Tropical Diseases, v. 4, p. e712, 2010.

37.
Boaventura VS2010Boaventura VS ; SANTOS, Claire ; CARDOSO, C. R. ; SANTOS, Washington Luis Conrado dos ; SILVA, J. S. ; BORGES, Valeria ; BARRAL-NETTO, M. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A . Human Mucosal Leishmaniasis Neutrophils infiltrate area of tissue damage that express high levels of Th17-related cytokines. European Journal of Immunology, v. 40, p. 1-7, 2010.

38.
Araújo-Santos, Théo2010Araújo-Santos, Théo ; Prates, Deboraci Brito ; Andrade, Bruno Bezerril ; Nascimento, Danielle Oliveira ; CLARÊNCIO, Jorge ; Entringer, Petter F. ; Carneiro, Alan B. ; Silva-Neto, Mário A. C. ; Miranda, José Carlos ; Brodskyn, Cláudia Ida ; BARRAL, Aldina ; Bozza, Patrícia T. ; Borges, Valéria Matos . Lutzomyia longipalpis Saliva Triggers Lipid Body Formation and Prostaglandin E2 Production in Murine Macrophages. Plos Neglected Tropical Diseases, v. 4, p. e873, 2010.

39.
Campanelli, Ana P.2010Campanelli, Ana P. ; Brodskyn, Claudia I. ; Boaventura, Viviane ; SILVA, Claire ; Roselino, Ana M. ; COSTA, Jackson ; Saldanha, Ana Cristina ; Rodrigues de Freitas, Luiz Antônio ; de Oliveira, Camila Indiani ; Barral-Netto, Manoel ; SILVA, J. S. ; Barral, A. . Chemokines and chemokine receptors coordinate the inflammatory immune response in human cutaneous leishmaniasis. Human Immunology, v. 71, p. 1220-1227, 2010.

40.
Gonçalves, Thais Oliveira2010Gonçalves, Thais Oliveira ; Costa, Dirceu ; Brodskyn, Claudia Ida ; Duarte, Poliana Mendes ; Neto, João Batista César ; Nogueira-Filho, Getulio . Release of cytokines by stimulated peripheral blood mononuclear cells in chronic periodontitis. Archives of Oral Biology, v. 55, p. 975-980, 2010.

41.
CLARÊNCIO, J2009CLARÊNCIO, J ; OLIVEIRA, C I de ; FAVALI, C. ; MEDINA, O. ; CALDAS, Arlene ; COSTA, C. ; COSTA, D ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, Aldina ; BARRAL-NETTO, M. . Could the the lower frequency of CD8+CD18+CD45RO+ lymphocytes be biomarkers of human VL?. International Immunology, v. 21, p. 137-144, 2009.

42.
TOLEDO, J S2009TOLEDO, J S ; dos Santos, AFJ ; MOURA, T R ; Antoniaz, SA ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C I ; BARRAL, A ; Cruz, AK . Leishmania (Viannia) braziliensis transfectants overexpressing the miniexon gene lose virulence in vivo. Parasitology International, v. 58, p. 45-50, 2009.

43.
Novais, F. O.2009Novais, F. O. ; Santiago, R. C. ; BAFICA, A. ; Khouri, R. ; AFONSO, L. ; Borges, V. M. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL-NETTO, M. ; Barral, A. ; de Oliveira, C. I. . Neutrophils and Macrophages Cooperate in Host Resistance against Leishmania braziliensis Infection. The Journal of Immunology (1950), v. 183, p. online, Nov,18-0000-0000, 2009.

44.
TAVARES, Natalia Machado2009TAVARES, Natalia Machado ; Santos, DM ; de Oliveira, C. I. ; Brodskyn, C. . Estratégias de vacinação contra leishmaniose visceral e cutânea: Lições dos Modelos experimentais. Gazeta Médica da Bahia, v. 79, p. 110-121, 2009.

45.
Soto, Manuel2009Soto, Manuel ; Ramirez L ; Pineda MA ; Gonzlez VM ; Entringer, P ; de Oliveira, Camila Indiani ; Nascimento IP ; SOUZA, A. P. ; Corvo L ; Bonay P ; Brodskyn, C. ; BARRA, Aldina ; BARRAL-NETTO, M. ; Iborra S . Searching Genes encoding leishmania Antigens for Diagnosis and Protection. Scholarly Research Exchange, v. 2009, p. 1-25, 2009.

46.
GOMES, R2008 GOMES, R ; TEIXEIRA, Clarissa ; TEIXEIRA, Maria Jania ; OLIVEIRA, F. ; Menezes, Maria José ; SANTOS, Claire da Silva ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; Miranda, JC ; Elnaiem, D-E ; KAMHAWI, S ; VALENZUELA, J ; BRODSKYN, C. I. . Immunization with a sand fly salivary protein from a vector of visceral leishmaniasis protects against the fatal outcome of disease.. PNAS. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. 3, p. 7845-7850, 2008.

47.
AFONSO, L.2008AFONSO, L. ; BORGES, Valeria ; CRUZ, H. ; Ribeiro-Gomes F ; DosReis, GA ; DUTRA, A. N. ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, M ; BRODSKYN, C. I. . Interactions with apoptotic but not with necrotic neutrophils increase parasite burden in human macrophages infected with Leishmania amazonensis. Journal of Leukocyte Biology, v. 1, p. PMID: 18483206-May, 2008.

48.
Menezes, Maria José2008Menezes, Maria José ; COSTA, D. ; CLARÊNCIO, Jorge ; MIRANDA, J. C. ; BARRAL, A ; BARRAL-NETTO, M. ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C I de . IImmunomodulation of human monocytes following exposure to Lutzomyia intermedia saliva. BMC IMMUNOLOGY, v. 9, p. 12, 2008.

49.
GIUNCHETTI, R. C.2008GIUNCHETTI, R. C. ; Correia-Oliveira, R ; Correia-Oliveira, R ; teixeira-Carvalho, A ; Roatt, B M ; Aguiar-Soares, R D O ; Coura Vital, W ; Malaquias, L C C ; GONTIJO, N. F. ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C de ; COSTA, D. J. ; Lana, M ; REIS, A. B. . A killed Leishmania vaccine with sand fly saliva extract and saponin adjuvant displays immunogenicity in dogs. Vaccine (Guildford), v. 26, p. 623-638, 2008.

50.
ANDRADE, B B2007ANDRADE, B B ; OLIVEIRA, C I de ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A ; BARRAL-NETTO, M. . Role of sand fly saliva in human and experimental leishmaniasis: Current insights. Scandinavian Journal of Immunology, v. 66, p. 122-127, 2007.

51.
FAVALI, Cecília2007FAVALI, Cecília ; TAVARES, Natalia Machado ; CLARÊNCIO, J ; BARRAL, A ; BARRAL-NETTO, M. ; BRODSKYN, C. I. . Leishmania amazonensis infection impairs differentiation and function of human dendritic cells.. Journal of Leukocyte Biology, v. Epub, p. xx, 2007.

52.
MOURA, T2007BRODSKYN, C. I.; MOURA, T ; OLIVEIRA, F ; NOVAIS, F O ; CLARÊNCIO, J ; FOLADOR, I. ; CARVALHO, E. M. ; VALENZUELA, J G ; BARRAL-NETTO, M. ; BARRAL, A ; OLIVEIRA, C. I. . Enhanced Leishmania braziliensis Infection Following Pre-Exposure to Sandfly Saliva. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online), v. 1, p. e84, 2007.

53.
CALDAS, Arlene2006CALDAS, Arlene ; FAVALI, Cecília ; AQUINO, Dorlene ; VINHAS, Vera ; WEYEMBERGH, Johan Van ; COSTA, Jackson ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, Manoel ; BARRAL, Aldina . Balance of IL-10 and IFN-gamma plasma levels in human visceral leishmaniasis: implications in the pathogenesis.. BMC Infectious Diseases (Online), Grã Bretanha, v. 5, n.113, p. 1-9, 2006.

54.
SVENSJO, Erik2006SVENSJO, Erik ; BATISTA, Paulo ; BRODSKYN, C. I. ; SILVA, Robson ; PAULA, Ana ; LIMA, A ; SCHMITZ, Veronica ; SARAIVA, Elvira ; PESQUERO, Joao B ; MORI, Marcelo A S ; MULLER, Ester Werner ; SCHARFSTEIN, Julio . Interplay between parasite cysteine proteases and the host kinin system modulates microvascular leakage and macrophage infection by promastigotes of the Leishmania donovani complex. Microbes and Infection, v. 8, p. 206-220, 2006.

55.
Campanelli, Ana P.2006Campanelli, Ana P. ; Roselino, Ana M. ; Cavassani, Karen A. ; Pereira, Marcelo S. F. ; Mortara, Renato A. ; Brodskyn, Claudia I. ; Gonçalves, Heitor S. ; BELKAID, Yasmine ; Barral-Netto, Manoel ; BARRAL, Aldina ; Silva, João S. . CD4 + CD25 + T Cells in Skin Lesions of Patients with Cutaneous Leishmaniasis Exhibit Phenotypic and Functional Characteristics of Natural Regulatory T Cells. The Journal of Infectious Diseases, Estados Unidos, v. 193, p. 1313-1322, 2006.

56.
MASCARENHAS, Rita Elizabeth2006MASCARENHAS, Rita Elizabeth ; BRODSKYN, C. I. ; BARBOSA, Geisa ; CLARÊNCIO, Jorge ; ANDRADEFILHO, Antonio Souza ; FIGUEIROA, Frederico ; GALVÃOCASTRO, Bernado ; GRASSI, Fernanda . Peripheral Blood Monuclear Cells from Individuals Infected with Human T-Cell Lymphotropic Virus type 1 Have a Reduced Capacity to Respond to Recall antigens. Clinical and Vaccine Immunology, Estados Unidos, v. 13, n.5, p. 547-552, 2006.

57.
CLARÊNCIO, Jorge2006CLARÊNCIO, Jorge ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; BONFIM, Gória ; POMPEU, Margarida ; TEIXEIRA, Maria Jania ; BARBOSA, Theolis C ; SOUZANETO, Sebastião ; CARVALHO, Edgar ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, Aldina ; BARRALNETTO, Manoel . Characterization of the T-Cell Receptor V{beta} Repertoire in the Human Immune Response against Leishmania Parasites.. Infection and Immunity, Estados Unidos, v. 74, n.8, p. 4757-4765, 2006.

58.
BOAVENTURA, V.2006BOAVENTURA, V. ; Café, V ; COSTA, J ; OLIVEIRA, F. ; BAFICA, A. ; ROSATO, A ; FREITAS, L. A. R. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL-NETTO, M. ; BARRAL, A . Concomitant Early Mucosal and Cutaneous Leishmaniasis in Brazil. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. 75, p. 267-269, 2006.

59.
FAVALI, C2005FAVALI, C ; COSTA, D ; AFONSO, L ; CONCEIÇÃO, V ; ROSATO, A ; OLIVEIRA, F ; COSTA, J M L ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; BRODSKYN, C. I. . Role of co-stimulatory molecules on immune response from patients with tegumentary leishmaniasis. Microbes and Infection, v. 7, p. 86-92, 2005.

60.
TEIXEIRA, Maria Jania2005TEIXEIRA, Maria Jania ; FERNANDES, J.D. ; TEIXEIRA, C. R. ; ANDRADE, B. B. ; POMPEU, M. L. ; SILVA, J. S. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL-NETTO, M. ; BARRAL, Aldina . Distinct Leishmania braziliensis Isolates Induce Different Paces of Chemokine Expression Patterns. Infection and Immunity (Print), v. 73, n.2, p. 1191-1195, 2005.

61.
MOURA, T R2005MOURA, T R ; NOVAIS, F O ; CLARÊNCIO, J ; NORONHA, A ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C I de . Towards a novel experimental model of infection to study American Cutaneous Leishmaniasis caused by L. braziliensis.. Infection and Immunity, v. 73, p. 5827-5834, 2005.

62.
TEIXEIRA, Clarissa2005TEIXEIRA, Clarissa ; TEIXEIRA, Maria Janiia ; GOMES, Regis ; SANTOS, Claire ; ANDRADE, Bruno ; RAFAELLE NETTO, Imbroinise ; SILVA, João S da ; GUGLIELMOTTI, Angelo ; MIRANDA, Jose C ; BARRAL, Aldina ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, Manoel . Saliva from Lutzomyia longipalpis induces CC Chemokine Ligand 2? Monocyte Chemoattractant Protein-1Expression and Macrophage Recruitment. Journal of Immunology (Baltimore), Estados Unidos, v. 175, p. 8346-8353, 2005.

63.
TEIXEIRA, Clarissa2005TEIXEIRA, Clarissa ; GOMES, Regis ; BARRAL-NETTO, M. ; BARRAL, Aldina ; BRODSKYN, C. I. . Influência da saliva de flebotomíneos na leishmaniose experimental e humana. Gazeta Médica da Bahia, v. 75, p. 18-23, 2005.

64.
COSTA, D. J.2004COSTA, D. J. ; FAVALI, C. B. F. ; AFONSO, L. M. R. ; CONCEIÇÃO, V. ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, Manoel ; BRODSKYN, C. I. . Lutzomyia longipalpis salivary gland homogenate impairs cytokine production and costimulatory molecules expression on human monocytes and dendritic cells. Infection and Immunity (Print), Estados Unidos, v. 72, n.3, p. 1298-1305, 2004.

65.
OLIVEIRA, C I2004OLIVEIRA, C I ; TEIXEIRA, M J ; TEIXEIRA, C R ; JESUS, J R ; ROSATO, A B ; SILVA, J S ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, M ; BARRAL, A . Leishmania braziliensis isolates differing at the genome level display distinctive features in BALB/c mice. Microbes and Infection, v. 6, p. 977-984, 2004.

66.
OLIVEIRA, C I2004OLIVEIRA, C I ; TEIXEIRA, M J ; GOMES, R ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Animal models for infectious diseases caused by parasites: Leishmaniasis. Drug Discovery Today Disease Models, v. 1, n.1, p. 81-86, 2004.

67.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.2003BRODSKYN, C. I.; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, Manoel . Vaccines in Leishmaniasis: Advances in the last five years. Expert Review of Vaccines, v. 2, n.5, p. 705-717, 2003.

68.
DEKREY, G.K.2003DEKREY, G.K. ; JONES, J.J. ; MBOW, M L ; BRODSKYN, C. I. ; TITUS, R G . Short Report: Requeriment of B cells for delayed type hypersensitivity-like pathology after secondary infection with Leishmania major in resistant C57BL/6 mice. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. 69, p. 481-483, 2003.

69.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.2002BRODSKYN, C. I.; PATRÍCIO, J. ; OLIVEIRA, R. ; LOBO, L. ; PREVIATO, L. ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, Manoel . Glycoinositolphospholipids from Trypanosoma cruzi Imapir LPS-induced pro-inflammatory cytokines and co-stimulatory expression by human macrophages and dendritic cells. Infection and Immunity, Estados Unidos, v. 70, n.7, p. 3763-3743, 2002.

70.
ROGERS, K. A.2002ROGERS, K. A. ; DEKREY, G. K. ; MBOW, L. ; GILLESPIE, D. ; BRODSKYN, C. I. ; TITUS, R. G. . Type 1 and type 2 responses to Leishmania major. FEMS Microbiology Letters, Europa, v. 209, n.1, p. 1-7, 2002.

71.
GOMES, R. B. B.2002GOMES, R. B. B. ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C. I. ; COSTA, J. ; MIRANDA, J. C. ; CALDAS, Arlene ; VALENZUELA, J. G. ; M.BARRAL, ; BARRAL, A . Seroconversion Against Lutzomyia Longipalpis Saliva occurs in the Same Period as the Development of Anti- Leishmania DelayedType Hyper sensitivity. The Journal of Infectious Diseases, Estados Unidos, v. 186, p. 1530-1534, 2002.

72.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.2001BRODSKYN, C. I.; DEKREY, G. ; TITUS, R. G. . Influence of costimulatory molecules on immune response to Leishmania major by human cells in vitro. Infection and Immunity, Estados Unidos, v. 69, n.2, p. 665-672, 2001.

73.
POMPEU, Margarida2001POMPEU, Margarida ; BRODSKYN, C. I. ; TEIXEIRA, M. ; ANDRADE, J. C. ; CARDOSO, S. ; BARRAL, Aldina ; BARRALNETTO, Manoel . Differences in IFN-gama predict the pace of in vivo anti-Leishmania in normal volunteers. Infection and Immunity, Estados Unidos, v. 69, n.12, p. 7453-7460, 2001.

74.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.2000BRODSKYN, C. I.; BEVERLEY, S. M. ; TITUS, R G . Virulent or Avirulent (dhfrt-ts-) L. major elicit predominantly a type-1 cytokine response by human cells in vitro. Clinical and Experimental Immunology, Inglaterra, v. 119, n.2, p. 299-304, 2000.

75.
VERAS, P.1999VERAS, P. ; BRODSKYN, C. I. ; BALESTIERI, F. ; FREITAS, L. ; RAMOS, A. ; QUEIROZ, A. ; BARRAL, A ; BEVERLEY, S. ; BARRAL NETTO, M . A dhfr-ts- L. major knockout mutant cross protects against L. amazonensis. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, Brasil, v. 94, n.4, p. 491-496, 1999.

76.
BARRALNETTO, M.1998BARRALNETTO, M. ; BRODSKYN, C. I. ; CARVALHO, E. M. ; BARRAL, A . Human-leishmaniasis/cytokines.bahia.br. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, Brasil, v. 31, n.1, p. 149-155, 1998.

77.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.1997 BRODSKYN, C. I.; BARRAL, A ; BOAVENTURA, V. ; CARVALHO, E. ; BARRAL NETTO, M . Parasite-driven in vitro human lymphocyte cytotoxicity against autologous infected macrophages from mucosal leishmaniasis. Journal of Immunology (Baltimore), Estados Unidos, v. 159, n.9, p. 4467-4473, 1997.

78.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.1996BRODSKYN, C. I.; BARRAL, A ; BULHÕES, M. A. ; SOUTO, T. ; MACHADO, W. ; BARRAL NETTO, M . Cytotoxicity in patients with different clinical forms of Chagas disease. Clinical and Experimental Immunology, Inglaterra, v. 105, n.3, p. 450-455, 1996.

79.
BACELLAR, O.1995BACELLAR, O. ; BRODSKYN, C. I. ; GUERREIRO, J. ; BARRAL NETTO, M ; COSTA, C. ; COFFMAN, R. ; JOHNSON, W. ; CARVALHO, E. M. . IL-12 restores IFN-g production and cytotoxic responses in visceral leishmaniasis. The Journal of Infectious Diseases, Estados Unidos, v. 173, n.6, p. 1515-1518, 1995.

80.
BARRAL NETTO, M1995BARRAL NETTO, M ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. ; CARVALHO, E. ; REED, S. . Cytotoxicity in human mucosal and cutaneous leishmaniasis. Parasite Immunology, Inglaterra, v. 17, n.1, p. 21-28, 1995.

81.
CARVALHO, Edgar M1994CARVALHO, Edgar M ; BARRALNETTO, Manoel ; BARRAL, Aldina ; BRODSKYN, C. I. ; BACELLAR, O. . Immunoregulation in leishmaniasis. Ciência e Cultura (SBPC), Brasil, v. 46, n.5/6, p. 441-445, 1994.

82.
SILVA, A.1990SILVA, A. ; LIMA, M. ; NISHIKAWA, A. ; BRODSKYN, C. I. ; SANTOS, M. ; FURTADO, M. ; SILVA, W. ; MOTA, I. . Antigenic cross reactivity of venoms obtained from snakes of genus Bothrops. Toxicon, Inglaterra, v. 28, n.2, p. 181-188, 1990.

83.
TAKEHARA, H.1989TAKEHARA, H. ; SILVA, A. ; BRODSKYN, C. I. ; MOTA, I. . A comparative study of anti-Trypanonosoma cruzi serum obtained in acute and chronic phase of infection in mice. Immunology Letters, Inglaterra, v. 23, n.2, p. 81-85, 1989.

84.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.1989BRODSKYN, C. I.; SILVA, A. ; TAKEHARA, H. ; MOTA, I. . IgG subclasses responsible for immune clearance in mice infected with Trypanosoma cruzi. Immunology and Cell Biology, Australia, v. 67, n.6, p. 343-348, 1989.

85.
SILVA, A.1989SILVA, A. ; BRODSKYN, C. I. ; TAKEHARA, H. ; MOTA, I. . Differences in the antigenic profile of bloodstream and cell culture derived trypomastigotes of Trypanosoma cruzi. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, Brasil, v. 31, n.3, p. 146-150, 1989.

86.
BRODSKYN, C. I.;Brodskyn, C.;Brodskyn, Cláudia Ida;Brodskyn, Claudia;Brodskyn, Claudia I.;Brodskyn, Claudia Ida;Brodskyn, Cláudia;BRODSKYN, CLáUDIA IDA;BRODSKYN, CLAUDIA I;Brodskyn, C.I.;BRODYSKN, C. I.;Brodskyn, C;BRODSKYN, CLÁUDIA I.1988BRODSKYN, C. I.; SILVA, A. ; TAKEHARA, H. ; MOTA, I. . Characterization of antibody isotype responsible for immune clearance in mice infected with Trypanosoma cruzi. Immunology Letters, Inglaterra, v. 18, n.4, p. 255-258, 1988.

87.
SILVA, A.1988SILVA, A. ; BRODSKYN, C. I. ; TAKEHARA, H. ; MOTA, I. . Comparison between the antigenic composition of bloodstream and cell culture-derived trypomastigotes of Trypanosoma cruzi. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 21, n.5, p. 991-993, 1988.

88.
SADIGURSKY, M.1986SADIGURSKY, M. ; BRODSKYN, C. I. . A new liquid medium without blood and serum for culture of hemoflagellates. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, Estados Unidos, v. 35, n.5, p. 942-944, 1986.

89.
BUCH, C. S.1985BUCH, C. S. ; AM, A. ; ZWEERINK, H. ; SADIGURSKY, M. ; ANDERSEN, O. ; VONKREUTER, B. ; BRODSKYN, C. I. ; SADIGURSKY, C. ; CODY, R. . Primary muscle disease definition of a 25 kDa polypeptide myopathic specific Chagas antigen. Clinical Immunology and Immunopathology, Estados Unidos, v. 37, n.3, p. 334-350, 1985.

90.
ANDRADE, S.1985ANDRADE, S. ; ANDRADE, V. ; BRODSKYN, C. I. ; MAGALHÃES, J. ; BARRAL NETTO, M . Immunological responsee of Swiss mice to infection with three different strains of Trypanosoma cruzi.. Annals of Tropical Medicine and Parasitology, Inglaterra, v. 79, n.4, p. 397-407, 1985.

91.
ANDRADE, V.1983ANDRADE, V. ; BRODSKYN, C. I. ; ANDRADE, S. . Correlation between isoenzyme patterns and biologicla strains of Trypanosoma cruzi. Transactions of the Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene, Inglaterra, v. 77, n.6, p. 796-799, 1983.

Capítulos de livros publicados
1.
Kamhawi, S ; VALENZUELA, J ; COUTINHO-ABREU, I. V. ; Brodskyn, C.I. . Arthropod Saliva and Its role in pathogen transmission: Insect saliva-Role of Sand Fly on Leishmania infection and the potential of vector salivary proteins as vaccines. In: Nathalie Boulanger. (Org.). Skin and Arthropod Vectors. 1ed.Londres: Academic Press, 2018, v. 1, p. 83-118.

2.
TAVARES, Natalia Machado ; CASTELLUCCI, L. ; OLIVEIRA, C. I. ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. . Insect Borne-Pathogens and Skin Interface: Flagellate Parasites and Skin Interface. In: Nathalie Boulanger. (Org.). Skin and Arthropod Vectors. 1ed.Londres: Academic Press, 2018, v. 1, p. 193-238.

3.
de Oliveira, Camila Indiani ; Prates, Deboraci Brito ; Brodskyn, Claudia Ida . Leishmaniose e Imunoprofilaxia. In: Aldina Barral; Jackson Maurício Lopes Costa. (Org.). Leishmanias e leishmaniose nas Américas. 1ed.Salvador: Luciana Bastianelli, 2011, v. 01, p. 01-236.

4.
BRODSKYN, C. I.; BARRAL NETTO, M . Trypanosoma cruzi e Doença de Chagas. In: Z Brenner; Z Andrade; M Barral-Netto. (Org.). Trypanosoma cruzi e Doença de Chagas. 2aed.Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2000, v. 01, p. 170-176.

5.
BARRAL NETTO, M ; BRODSKYN, C. I. ; BONFIM, G. ; BARRAL, A . Cytokine regulation in human cutaneous leishmaniasis. In: Felix J Tapia; Gisela Cáceres-Dittmar; Martin A. Sanchez. (Org.). Molecular and Immune Mechanisms in the Pathogenesis of Cutaneous Leishmaniasis. 1ed.Austin, Texas, USA: RG Landes Co., Biomedical Publs, 1996, v. 01, p. 153-172.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BRODSKYN, C. I.; GOMES, R ; TEIXEIRA, C ; SILVA, C ; TEIXEIRA, M J ; BARRAL NETTO, M ; BARRAL, A ; VALENZUELA, J . Immunization with cDNA from L. longipalpis salivary protein glands protects hamsters from infection by L. chagasi. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

2.
OLIVEIRA, C I de ; MOURA, T R ; NOVAIS, F O ; OLIVEIRA, F ; CLARÊNCIO, J ; NORONHA, A ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Towards a novel experimental model of infection to study american cutaneous leishmaniasis caused by L. braziliensis. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

3.
TEIXEIRA, C R ; TEIXEIRA, M J ; GOMES, R B B ; ANDRADE, B B ; RAFFAELE NETTO, I ; SANTOS, C S ; SILVA, J S ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, M . Saliva from L. longipalpis induces CCL2/MCP-1 expression and macrophage recruitment. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

4.
VALENZUELA, J G ; OLIVEIRA, F ; SEITZ, A e ; PHAM, V M ; KAMHAWI, S ; LAWYER, P ; ROWTON, e ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; GOMEZ, R ; OLIVEIRA, C I de . Functional genomics of sand fly saliva: on the search of salivary vaccine candidates by DNA immunization and reverse antigen screening. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

5.
BARRAL, A ; NOVAIS, F O ; MOURA, T R ; OLIVEIRA, F ; MIRANDA, J C ; VALENZUELA, J ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C I de . Pre-exposure to Lu. intermedia saliva aggravates the outcome of L. braziliensis infection: a correlation among men and mice. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

6.
TOLEDO, J S ; SANTOS, A F J ; MOURA, T ; NOVAIS, F ; SILVA, C ; OLIVEIRA, C I de ; BRODSKYN, C. I. ; LAMONT, D ; BEATTIE, K ; FERGUSON, M ; CRUZ, A K . A proteomic approach to identify proteins differentially expressed in attenuated Leishmania overexpressing the miniexon gene. In: Third World Congress on Leishmaniosis, 2005, Palermo. Worldleish3, 2005.

7.
OLIVEIRA, C I de ; COSTA, D J ; MOURA, T ; NOVAIS, F ; MIRANDA, D ; MIRANDA, J C ; OLIVEIRA, F ; VALENZUELA, J G ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Sand fly saliva: in vivo and in vitro immune responses. In: Programa da XX Reunião da Sociedade de Protozoologia / XXXI Reunião para Pesquisa Básica em Doença de Chagas, 2005, Caxambu-MG, 2005.

8.
BRODSKYN, C. I.; GOMES, Regis ; TEIXEIRA, Clarissa ; TEIXEIRA, Maria Jania ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, Manoel ; VALENZUELA, Jesus . IMMUNIZATION WITH cDNA FROM LUTZOMYIA LONGIPALPIS SALIVARY PROTEIN GLANDS PROTECTS HAMSTERS FROM INFECTION BY LEISHMANIA CHAGASI. In: Meeting od American Society of tropical Medicine and Hygiene, 2005, Washington, DC. The American Journal of tropical Medicine and Hygiene, 2005. v. 73.

9.
AFONSO, L ; BORGES, V ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; BRODSKYN, C. I. . Effect of Human apoptotic neutrophils phagocytosis by Leishmania amazonensis infected macrophage. In: Programa da XX Reunião da Sociedade de Protozoologia / XXXI Reunião para Pesquisa Básica em Doença de Chagas, 2004, Caxambu-MG, 2004.

10.
MOURA, T ; NOVAIS, F ; CLARÊNCIO, J ; TEIXEIRA, M J ; OLIVEIRA, F ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. ; OLIVEIRA, C de . Development of a natural model of infection using Leishmania braziliensis.. In: Programa da XX Reunião da Sociedade de Protozoologia / XXXI Reunião para Pesquisa Básica em Doença de Chagas, 2004, Caxambu-MG, 2004.

11.
SOUZA NETTO, S M ; CLARÊNCIO, J ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Influence of saliva from Lutzomyia longipalpis in initial events of infection by Leishmania chagasi. In: Programa da XX Reunião da Sociedade de Protozoologia / XXXI Reunião para Pesquisa Básica em Doença de Chagas, 2004, Caxambu-MG, 2004.

12.
GOMES, R ; TEIXEIRA, C ; TEIXEIRA, Mj ; SANTOS, C ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; VALENZUELA, J G ; BRODSKYN, C. I. . cDNA vaccination from Lutzomyia longipalpis salivary proteins protects golden hamster against Leishmania chagasi. In: Programa da XX Reunião da Sociedade de Protozoologia / XXXI Reunião para Pesquisa Básica em Doença de Chagas, 2004, Caxambu-MG, 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BRODSKYN, C. I.; GOMES, Regis ; TEIXEIRA, Clarissa ; TEIXEIRA, Maria Jania ; SILVA, Claire ; RAFAELLE NETTO, Imbroinise ; OLIVEIRA, Camila Indiani de ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, Manoel ; VALENZUELA, Jesus . IMMUNIZATION WITH cDNA FROM LUTZOMYIA LONGIPALPIS SALIVARY PROTEIN GLANDS PROTECTS HAMSTERS FROM INFECTION BY LEISHMANIA CHAGASI. In: XXX Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2005, São Pedro. Anais XXX Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2005.

2.
BRODSKYN, C. I.. From the bush to the bench: role of sand fly saliva in human leishmaniasis. In: 3rd National Conference SIICA, 2004, Napoli. Italian Society of Immunology, Clinical Immunology and Allergylogy, 2004.

3.
BRODSKYN, C. I.; TEIXEIRA, J. ; FAVALI, C. B. F. ; BARRAL NETTO, Manoel ; BARRAL, A . The role of co-stmulatory molecules and chemokines in the immune response of human cutaneous leishmanisis. In: 7th Tropical medicine Research Center & Interantional Collaboration in Infectious Diseases Research, 2003. Anais do evento.

4.
GOMES, R B B ; VALENZUELA, J ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Humoral and cellular immune response against cDNA constructions from L. longipalpis saliva in the golden hamster. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 57.

5.
TEIXEIRA, C R ; TEIXEIRA, M J ; GOMES, R B B ; ANDRADE, B B ; NETTO, I R ; SANTOS, C S ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M . Saliva from L. longipalpis induces MCP-1 expression and monocytes recruitment in vitro and in vivo. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 61.

6.
OLIVEIRA, C I ; OLIVEIRA, F ; MIRANDA, J C ; MIRANDA, D ; PASSOS, e ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Immune response against Lutzomyia intermedia saliva in BALB/c mice. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 63.

7.
BRODSKYN, C. I.; SILVA, J S ; FRANCO, L S ; Corte-Real, S ; SOARES, M ; BOURGUIGNON, S C ; SANTOS, D O . Chemokines and inflammatory during early response to L. (V.) braziliensis infection. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 97.

8.
OLIVEIRA, C I ; OLIVEIRA, F ; NOVAIS, F O ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Outcome of L. (V.) braziliensis infection in the ear dermis of mice. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 122.

9.
SOUZA NETTO, S M ; AFONSO, L ; CLARÊNCIO, J ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, M . Influence of saliva from L. longipalpis in initial events of infection by L. (L.) chagasi using an in vitro priming system. In: XXX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease & XIX Meeting of the Brazilian Society of Protoxoology, 2003, Caxambú-MG. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2003. v. 45. p. 151.

10.
CAMPANELLI, A P ; ROSELINO, A M ; CAVASSANI, K A ; PEREIRA, M S F ; BRODSKYN, C. I. ; GONÇALVES, H S ; POMPEU, M M L ; BELKAID, Y ; BARRAL NETTO, M ; BARRAL, A ; SILVA, J S . Regulatory T cells (CD4+CD25+) in skin lesions of patients with cutaneous leishmaniasis. In: XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2003, Rio de Janeiro. Immunoregulation, 2003. p. 53.

11.
FAVALI, C. ; COSTA, D ; CONCEIÇÃO, V ; AFONSO, L ; COSTA, J ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M ; BRODSKYN, C. I. . Role of costimulatory molecules on immunomodulation of human tegumentary leishmaniasis. In: XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2003, Rio de Janeiro. Immunoregulation, 2003. p. 58.

12.
CLARÊNCIO, J ; MEDINA, O ; OLIVEIRA, C I ; SOUZA NETO, M ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A ; BARRAL NETTO, M . Localized cutaneous leishmaniasis: The possible role of TCR Vbeta12. In: XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2003, Rio de Janeiro. Immunology of Infectious Diseases, 2003. p. 108.

13.
OLIVEIRA, C I ; OLIVEIRA, F ; NOVAIS, F O ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Outcome of L. braziliensis infection in the ear dermis of mice. In: XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2003, Rio de Janeiro. Microbial and Parasite Immunology, 2003. p. 139.

14.
TEIXEIRA, C R ; IMBROINISE, R ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, M . Effect of Lutzomyia longipalpis saliva on human lymphocytes. In: XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2003, Rio de Janeiro. Microbal and Parasite Immunology, 2003. p. 142.

15.
TEIXEIRA, M. J. ; FERNANDES, J. ; JESUS, J. ; TEIXIERA, C. ; BRODSKYN, C. I. ; SILVA, J. S. ; BARRAL, Aldina . Biological Behaviour and Immune response against different Leishmania braziliensis isolates in Balb/c mice. In: XXVII Meeting of the brazilian Society of Immunology and V International Symposium on Allergy and Clinical Immunology, 2002, Salvador. Anais do Congresso, 2002. p. 50-50.

16.
FAVALI, Cecília ; AFONSO, L. ; CONCEIÇÃO, V. ; VERAS, P. ; BARRAL NETTO, Manoel ; BARRAL, Aldina ; BRODSKYN, C. I. . Leishmania amazonensis: Human dendritic cells interactions in vitro. In: XXVII Meeting of the brazilian Society of Immunology and V International Symposium on Allergy and Clinical Immunology, 2002, Salvador. Anais do Congresso, 2002. p. 51-51.

17.
OLIVEIRA, F. ; FAVALI, Cecília ; AFONSO, L. ; MIRANDA, J. C. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, Aldina ; BARRALNETTO, Manoel . Initial Events Against Leishmania chagasi using an in vitro priming system. In: XXIX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease and XVIII Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2002, Caxambu. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2002. v. 44. p. 33-33.

18.
FAVALI, Cecília ; COSTA, D. ; AFONSO, L. ; BARRAL, A ; BARRALNETTO, Manoel ; BRODSKYN, C. I. . Role od CD40-CD40L and CD28-B7 Pathways in Peripheral Blood Mononuclear Cells from Human Tegumentary Leishmaniasis. In: XIX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease and XVIII Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2002, Caxambu. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2002. v. 44. p. 122-122.

19.
COSTA, D. ; FAVALI, Cecília ; CONCEIÇÃO, V. ; MIRANDA, J. C. ; PRATES, D. ; NASCIMENTO, A. C. ; LNETTO, M. B. ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Effect of Sand Fly Saliva on Cytokine Production and Expression of Costimulatory Molecules by Human Monocytes, Macrophages and Dendritic Cells. In: XIX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease and XVIII Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2002, axambu. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, 2002. v. 44. p. 116-116.

20.
CAMPANELLI, Ana Paula ; TEIXEIRA, M. J. ; BRODSKYN, C. I. ; COSTA, Jackson ; ROSATO, A. ; SALDANHA, A. C. ; FREITAS, L. A. R. ; BARRAL NETTO, M ; SILVA, J. S. ; BARRAL, A . Differential Expression of Chemokines and chemokine receptorsin human cutaneous leishmaniasis. In: XXVII Meeting of the brazilian Society of Immunology and V International Symposium on Allergy and Clinical Immunology, 2002. Anais do Congresso. p. 126-126.

21.
OLIVEIRA, L. F. B. ; BAFICA, A. ; COSTA, D. ; C.B.MACHADO, C. ; VERAS, P. ; FREITAS, L. A. R. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL, A . Diversidade de Apresentações clinicas da Leishmaniose cutânea no Sudoeste Baiano: Correlação com resposta imune e aspectos Anatomo-patalógicos.. In: XXXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2001, Salvador-BA. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Salvador-BA: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2001. v. 34. p. 203-204.

22.
BRODSKYN, C. I.; PATRÍCIO, J. ; OLIVEIRA, R. ; LOBO, L. ; ARNHOLDT, A. ; PREVIATO, L. ; BARRAL, Aldina ; BARRALNETTO, M. . Glycoinositolphospholipids from Trypanosoma cruzi Interfere With Macrophages and Dendritic cell Responses Impairing Human innate Immunity. In: XXVI Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2001, Campos do Jordão-SP,Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Campos do Jordão-SP,Brazil: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2001. v. 34. p. 135-135.

23.
CLARÊNCIO, Jorge ; BRODSKYN, C. I. ; CALDAS, Arlene ; FAVALI, Cecília ; MEDINA, O. ; COSTA, J. ; BARRAL, Aldina ; LNETTO, M. B. . Ex vivo Evaluation of Activation, Apoptosis and V beta Repertoire oTcells in visceral Leishmaniasis. In: XXVI Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2001, Campos de Jordão-SP,Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Campos de Jordão-SP,Brasil: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 2001. v. 34. p. 198-198.

24.
COSTA, D. ; FAVALI, Cecília ; MIRANDA, J. C. ; PRATES, D. ; NASCIMENTO, A. C. ; BARRALNETTO, Manoel ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Efect of sand fly Saliva on Cytokine Production and Exression of Costimulatory Molecules by Human Macrophages and Dendritic cells. In: XXVIII Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease e XVII Annual Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2001, Caxambu,MG. Anais de XXVIII Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease. Caxambu,MG: Brazilian Society of Protozoology, 2001. p. 108-108.

25.
FAVALI, Cecília ; COSTA, D. ; CALDAS, Arlene ; BAFICA, A. ; COSTA, J. ; NASCIMENTO, E. ; BARRALNETTO, Manoel ; BARRAL, A ; BRODSKYN, C. I. . Role of Costimulatory Molecules in Cytokine Production by cells from Tegumentary and Visceral Leishmaniasis. In: XXVIII Annual Meeting on Basic Research in chagas Disease, e XVII Annual Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2001, Caxambu,MG,Brasil. Anais de XXVIII Annual Meeting on Basic Research in chagas Disease. Caxambu,MG,Brasil: Brazilian Society of Protozoology, 2001. p. 103-103.

26.
BRODSKYN, C. I.; FAVALI, Cecília ; COSTA, D. ; MIRANDA, J. C. ; BARRALNETTO, Manoel ; BARRAL, A . Effects of sand fly Saliva on early Respones to Leishmania by Human cells using an in vitro system. In: XXVIII Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease,e XVII Annual Meeting of the Brazilian Society of Protozoology, 2001, Caxambu,MG,Brasil. Anais de XXVIII Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease. Caxambu,MG,Brasil: Brazilian Society of Protozoology, 2001. p. 127-127.

27.
BRODSKYN, C. I.; DEKREY, G. ; TITUS, R. ; VILHENA, V. ; POMPEU, Margarida ; BARRAL, Aldina ; BARRAL NETTO, Manoel . Influence of costimulatory molecules in the imune response to L. major by human cells in vitro. In: International Meeting on Immunoregulation, 2000, Florianópolis. XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Vale do Itajaí: Editora da Univali, 2000. p. 232-232.

28.
BRODSKYN, C. I.; DEKREY, G. ; TITUS, R. G. ; VILHENA, V. ; BARRAL, A ; BARRALNETTO, Manoel . Influence of Costimulatory Molecules on the Immune Response to Leishmania Major by Human cells in vitro. In: Third Joint Meeting of the Ics and the Isicr, 2000, Amisterdan Holanda. EuropeanCytokine Network. Montrouge, France: John Libbey Eurotext Website:, 2000. v. 11. p. 180-180.

29.
V.VINHAS, ; COSTA, J. ; A.C.SALDANHA, ; VILHENA, V. ; CARDOSO, S. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRALNETTO, Manoel ; BARRAL, A . Attempts to Reverse Immunosuppression in Diffuse Cutaneous Leishminiasis. In: XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2000, Florianópolis,SC,Brasil. Anais do XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Florianópolis,SC, Itajaí,Brasi: Editora da Universidade do vale do Itajaí, 2000. p. 235-235.

30.
BRODSKYN, C. I.; POMPEU, Margarida ; BARRAL, Aldina ; TITUS, R. ; DEKREY, G. ; BARRALNETTO, Manoel . Lymphocyte Activation in leishmaniasis. In: XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2000, Florianópolis,SC,Brasil. Anais do XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Florianópolis,SC,Brasil: Editora da Universidade do Vale do Itajaí, 2000. p. 35-35.

31.
BRODSKYN, C. I.; TITUS, R. . Immune Response to Leishmania using the primary in vitro (PIV) System. In: Annual Meeting On Basic Research in Chagas Disease, 1998, Caxambu. Memórias do Instituto oswaldo Cruz, 1998. v. 93. p. 251-251.

32.
VERAS, P. ; BRODSKYN, C. I. ; BALESTIERI, F. ; RAMOS, A. ; QUEIROZ, A. ; BARRAL, A ; BEVERLEY, S. M. ; BARRAL NETTO, M . Dhfrt-ts- double knockout Leishmania major mutant crossreacts with Leishmania amazonensis. In: Annual meeting on Basic Research in Chagas'Disease, 1997, Caxambu. Memórias do Instituto Osvaldo Cruz, 1997. v. 82. p. 214-214.

33.
BRODSKYN, C. I.; BARRAL, A ; BOAVENTURA, V. ; CARVALHO, E. M. ; BARRAL NETTO, M . Parasite-driven lymphocyte cytotoxicity against autologous infected macrophages in mucosal leishmaniasis patients. In: Annual Meeting on Basic Research in Chagas'Disease, 1996, Caxambu. Memórias do Instituto Osvaldo Cruz, 1996. v. 91. p. 170-170.

34.
BRODSKYN, C. I.; BOAVENTURA, V. ; CARVALHO, E. ; BARRAL, A ; BARRALNETTO, Manoel . Parasite-driven in vitro Iymphocyte cytotoxicity against autologous infected Macrophages in Mucosal Leishmaniais patients. In: XXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Imunologia, 1996, Angra dos Reis,RJ,Brasil. Anais deXXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Imunologia, 1996.

35.
BARRALNETTO, Manoel ; BRODSKYN, C. I. ; POMPEU, Margarida ; BARRAL, Aldina . Cell Death in Leishmaniasis. In: XII Meeting of Brazilian Society of Protozoology, 1996, Caxambu,MG-Brasil. Anais de XII Meeting of Brazilian Society of Protozoology, 1996. v. 91. p. 13-14.

36.
BRODSKYN, C. I.; BARRAL, A ; CARVALHO, E. M. ; BARRAL NETTO, M . Evaluation of cytotoxicity in patients with different clinical forms of leishmaniasis. In: International Congress in Immunology, 1995, San Franscisco. Abstracts of the V Interantional Congress In Immunology, 1995.

37.
BRODSKYN, C. I.; SANTOS, S. ; BARRAL, A ; CARVALHO, E. M. ; BARRAL NETTO, M . IL-12, but not IFN-gamma, up-regulates cytotoxicity in human leishmaniasis. In: Annual Meeting on Basic Research in Chagas'Disease, 1995, Caxambu. Memórias do Instituto Osvaldo Cruz, 1995. v. 90. p. 184-184.

38.
BRODSKYN, C. I.; A.BULHOES, ; BARRAL, A ; CÂMARA, E. ; BARRALNETTO, Manoel . III Congreso de la Asociacion Latino Americano de In munologia (ALAI). In: III Congreso de la Asociacion Latino Americano de Immunologia (ALAI), 1993, Santiago de Chile. Anais de III Congreso de la Asociacion Latino Americano de In munologia (ALAI). Santiago de Chile: Cytotoxicity in Patients with Chagas Disease, 1993.

Artigos aceitos para publicação
1.
LUZ, NÍVEA F ; DESOUZA-VIEIRA, T. ; Castro, W ; Vivarini, AC ; Pereira L ; França, RR ; Mattos, P ; Costa, DL ; TEIXEIRA, Clarissa ; Meneses, C ; Boaventura, VS ; de Oliveira, Camila I. ; LOPES, U. G. ; Aronon, N ; ANDRADE, B. B. ; Brodskyn, Claudia Ida ; VALENZUELA, Jesus ; Kamhawi, S ; BORGES, V . Lutzomyia longipalpis saliva induces heme oxygenase-1 expression at bite sites. Frontiers in Immunology, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
BRODSKYN, CLÁUDIA I.. Antibodies to sand fly saliva as a biomarker of vector exposure in an endemic area for Canine Visceral Leishmaniasis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Brodskyn, Claudia. Neutrophils, Dendritic Cells, Macrophages and Leishmania. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Brodskyn, C.I.. Cytotoxic responses are responsible for tissue injury in the lesions of leishmaniasis cutaneous patients. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
TEIXEIRA, Clarissa ; Brodskyn, Claudia . Some aspects of interaction of innate and adaptive immune response in Leishmania infection. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Brodskyn, C; TAVARES, N. . Interactions between human neutrophils and Leishmania amazonensis.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
SANTOS, C. S. ; BARRAL-NETTO, MANUEL ; BRODSKYN, C. I. . The role of CD8T cells in human cutaneous leishmaniasis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
BRODSKYN, C. I.; BARRAL NETTO, Manoel ; BARRAL, Aldina ; GOMES, Regis ; VALENZUELA, Jesus . Lutzomyia longipalpis polypeptides and methods of use. 2004.

Processos ou técnicas
1.
BRODSKYN, C. I.; BARRAL, Aldina . Lutzomyia longipalpis polypeptides and methods of use. 2003.

Redes sociais, websites e blogs
1.
BONORINO, C. ; ANTONELLI, L. ; FRANKLIN, B. S. ; BARRAL NETTO, M ; MINEO, T. ; CALDAS, C. ; Brodskyn, Cláudia . SBolgI. 2012; Tema: Blogs sobre imunologia e atualidades da área. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
SILVA, J. S. ; PREVIATO, L. ; ALMEIDA, Roque ; Mineo,JR ; Taborda C ; Vitor R ; Gaspari A ; Vilanoto A ; Brodskyn, C. . Comitê de Avaliação Trienal da Área de Biológicas. 2010. (Participação como Membro).

2.
FREITAS, L. A. R. ; BARRAL, A ; GONÇALVES, Marilda de Souza ; Brodskyn, C. . Curso de pós-graduação em patologia humana e experimental. 2005. (Membro do Colegiado).

3.
FREIRE, S. M. ; MEYER, Roberto José ; ATTA, A. ; Brodskyn, C. ; Costa, MFD . Curso de Pós-Graduação em IMunologia (PPGIm). 2002. (Coordenadora do Colegiado).

Demais trabalhos
1.
FARIA, A. C. ; MAIOLI, T. U. ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. . XLII Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia. 2017 (Organização do XLII Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia) .



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 BRODSKYN, C. I.; BARRAL NETTO, Manoel ; BARRAL, Aldina ; GOMES, Regis ; VALENZUELA, Jesus . Lutzomyia longipalpis polypeptides and methods of use. 2004, Brasil.
Patente: Outro. Número do registro: PCT/US03/34453, título: "Lutzomyia longipalpis polypeptides and methods of use" . Depósito: 29/10/2002; Pedido do Exame: 29/10/2002; Concessão: 20/10/2004. Instituição(ões) financiadora(s): FIOCRUZ-BA.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MELLO, S. R. G.; RISTOW, P. C. L. V. B.; Brodskyn, Cláudia. Participação em banca de Fernanda Khouri Barreto. Utilização do HTLV-2 atenuado como vetor vacinal contra a infecção pelo HTLV-1. 2013. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós-Graduação de Biotecnologia em Saúde e) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz.

2.
Brodskyn, Cláudia; MIRANDA, Jose Carlos; RIBEIRO, G. S.. Participação em banca de Orlando Marcos Farias de Souza. Estudo da Infecção Natural de Lutzomyia longipalpis por Leishmania infantum e a tendência Sazonal de Flebotomíneos coletados no Município de Camaçari, Estado da Bahia. 2013. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós-Graduação de Biotecnologia em Saúde e) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz.

3.
POSTOL, E.; BRODSKYN, C. I.; CARDILLO, Fabiola. Participação em banca de Jorge Sadao Nihei. Estudo da migração de células TNK1.1+ no músculo estriado, durante a infecção experimental pelo trypanosoma cruzi em animais desprovidos de linfócitos B funcionais.. 2005. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia.

4.
SCHIEFER, N. A. B.; BRODSKYN, C. I.; VERAS, P.. Participação em banca de Tais Fontoura de Almeida. Avaliação da Expressão de osteopontina da Infecção in vitro e in vivo por Leishmania sp. 2005. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia.

5.
BRODSKYN, C. I.; ARNHOLTT, Andrea Cristina Vetto; OLIVEIRA, Lilian Bahia; DAMATTA, Renato Augusto. Participação em banca de Flavia Lima Ribeiro Gomes. Influxo e remoção de neutrófilos na polarização da resposta imune inata contra Leishmania major. 2004 - Universidade Federal da Bahia.

6.
BRODSKYN, C. I.; SANTOS, Washington Luis Conrado dos; CARVALHO, Edgar M. Participação em banca de Sara Timóteo Passos. Avaliação da resposta imune celular e humoral a antígenos recombinantes de leishmania. 2004 - Universidade Federal da Bahia.

7.
BRODSKYN, C. I.; VIANNA, Maria Isabel Pereira. Participação em banca de Marcia dos Anjos Brandão. Análise fenotípica dos linfócitos e perfil periodontal de trabalhadores com alterações hematimétricas após exposição ocupacional a benzeno. 2004 - Universidade Federal da Bahia.

8.
ALMEIDA, Roque; BRODSKYN, C. I.; VERAS, P.. Participação em banca de Angela Giudice Diniz. Avaliação da resistência Natural ao Óxido Nítrico de L. braziliensis e L. amazonensis e seu comportamento biológico. 2004. Dissertação (Mestrado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia.

9.
BRODSKYN, C. I.; VERAS, Patricia Sampaio Tavares; ALMEIDA, Roque Pacheco. Participação em banca de Dirceu Joaquim Costa. Efeito da saliva de flebótomos sobre células dendríticas, monócitos e macrófagos humanos estimulados com LPS. 2003 - Universidade Federal da Bahia.

10.
BRODSKYN, C. I.; BACELLAR, Maria Olivia Amado Ramos; CARDILLO, Fabiola. Participação em banca de Cecília Beatriz Fiuza Favali. Papel das moléculas co-estimulatórias na imunomodulação da leishmaniose tegumentar humana. 2003 - Fundação Oswaldo Cruz.

11.
BRODSKYN, C. I.; ALMEIDA, Roque; WEYENBERGH, Johan. Participação em banca de Letícia Santos Rezende. Avaliação da resposta imune celular em pacientes com leishmaniose tegumentar a antígenos de L. braziliensis geneticamente polimórficas. 2003 - Universidade Federal da Bahia.

12.
BRODSKYN, C. I.; GONÇALVES, Marilda de Souza; FRANKE, Carlos Roberto. Participação em banca de Evandro Moraes Silva. Estudo preliminar sobre o papel do suíno doméstico (Sus scrofa domesticus) como possível reservatório para leishmania. 2003 - Universidade Federal da Bahia.

13.
SHERLOCK, I.; SILVA, E. M.; BRODSKYN, C. I.; GONCALVES, M.. Participação em banca de Evandro Moraes Silva. Investigações sorológicas sobre o papel de suínos na epidemiologia da leishamnose visceral no Estado da Bahia, Brasil. 2001. Dissertação (Mestrado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia.

14.
ATTA, A.; COLOSSI, R.; BRODSKYN, C. I.; MATTOS, N.. Participação em banca de Renan Colossi. Avaliação da especificidade de anticorpos IgE e igG anti-leishmania chagasi na leishamniose visceral humana. 2001. Dissertação (Mestrado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia.

15.
LEMAIRE, D.; TAVARES, J.; BRODSKYN, C. I.. Participação em banca de Léa Castelucci. Análise do polimorfismo genético de TNF-alfa, HLA-DR, IFN-gama em pacientes com leishmaniose tegumentar. 2000. Dissertação (Mestrado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia.

Teses de doutorado
1.
Brodskyn, Claudia I.. Participação em banca de Jacqueline Araujo Fiuza. Uso de Leishmania donovani geneticamente modificada (LdCen-/-) como modelo de vacina protetora contra a leishamaniose visceral canina. 2013. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

2.
CARVALHO, E.; ALVES, C. R. B.; BRODSKYN, C. I.. Participação em banca de Rita Elisabeth Moreira Mascarenhas. Estudo da ativação e da resposta aos antígenos de memória em indivíduos infectados pelo HTLV-1. 2006. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular) - Fundação Oswaldo Cruz.

3.
SILVA, J. S.; BRODSKYN, C. I.; SANTOS, Washington Luis Conrado dos; BARRAL, Aldina; RIBEIRO-JESUS, A.. Participação em banca de Lucas Pedreira de Carvalho. Imunoregulação e resposta imune sist~emica e tecidual na Leishmaniose Mucosa. 2005. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia.

4.
BRODSKYN, C. I.. Participação em banca de Isis Fernandes Magalhães Santos. Calomys callosus renger 1830: (Rodentia-Cricetidae): Um modelo para o estudo da fibroclasia espontânea na infecção poelo T. cruzi. 2003 - Universidade Federal da Bahia.

Qualificações de Doutorado
1.
BRODSKYN, C. I.; VERAS, P.; NASCIMENTO, F.. Participação em banca de Letícia Andrade Castro. Estudo da Participação dos receptores Serotoninérgicos 5-HT2b/2c e 5HT3 Centrais sobre a excreção renal de Agua e sódio em ratos. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
JESUS, J. R.; BRODSKYN, C. I.; VERAS, P.; FREIRE, S. M.. Participação em banca de Joilson Ramos de Jesus.Estudo do comportamento biológico e da resposta imunológica de diferentes isolados de Leishmania braziliensis em camundongos BALB?C. 2002 - Universidade Federal da Bahia.

2.
ALMEIDA, T. F.; BRODSKYN, C. I.; FREITAS, L. A. R.; FREIRE, S. M.. Participação em banca de Tais Fontoura de Almeida.Caracterização dos leucócitos e da produção de quimiocinas envolvidas na resposta imune-inflamatória in situ de camundongos CBA infectados com Leishmania major e Leishmania amazonensis. 2002 - Universidade Federal da Bahia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
BRODYSKN, C. I.. Defesa de Memorial da Professora Marilda de Souza Gonçalves. 2016. Universidade Federal da Bahia.

Concurso público
1.
CARDILLO, Fabiola; BRODSKYN, C. I.; REIS, A.. Concurso para docente do magistério Superior da UFBA, campus Anísio Teixiera. 2006. Universidade Federal da Bahia.

Outras participações
1.
BRODSKYN, C. I.; LEMAIRE, D.; FREIRE, S. M.. Comissão julgadora para selecionar os candidatos para ingresso no Doutorado. 2003. Universidade Federal da Bahia.

2.
BRODSKYN, C. I.; LEMAIRE, D.; SCHAER, H. M.. Seleção de Mestrado. 2002. Universidade Federal da Bahia.

3.
BRODSKYN, C. I.. Doutorado P.P.G.Im ( Progama de Pós .Graduação em Imunologia ) ICS- UFBa. 2001. Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
WorldLeish5. CD8+ Granzyme B+ mediated tissue injury versus CD4+ IFN-g+ mediates parasite killing in Human cutaneous leishmaniasis. 2013. (Congresso).

2.
XXXVII Congress of the Brazilian Society of Immunology. The role of CD8 T cells in cutaneous huma leishmaniasis. 2012. (Congresso).

3.
The XIIth International Congress of Parasitology. Beyond mice: revisiting animal models of leishmaniasis. 2010. (Congresso).

4.
Gordon Research Conference. Salivary proteins from sand flies ca protect against an infection by Leishmania. 2009. (Congresso).

5.
16Th European Congress of Immunology. DNA vaccinationwith LJM19, a sand fly salivaryprotein, protects hamsters against the fatal outcome of visceral leishmaniasis. 2006. (Congresso).

6.
XXX Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Immunization with cDNA from Lutzomyia longipalpis salivary glands protects hamsters from infection by L. chagasi. 2005. (Congresso).

7.
IV Seminário de Pesquisa e Pós-graduação e XXII Seminário Estudantil de Pesquisa.Efeito da saliva de flebótomo na expressão de moléculas co-estimulatórias e na produção de citocinas em monócitos e células dendríticas humanas. 2003. (Seminário).

8.
Sessão Científica da FIOCRUZ-BA.Efeito da saliva de flebótomo em monócitos, macrófago e células dendríticas humanas. 2003. (Seminário).

9.
XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Outcome of L. braziliensis infection in the ear dermis of mice. 2003. (Congresso).

10.
XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Effect of Lutzomyia longipalpis saliva on human lymphocytes. 2003. (Congresso).

11.
XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Localized cutaneous leishmaniasis: the possible role of TCR VB12. 2003. (Congresso).

12.
XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Role of co-stimulatory molecules on immunomodulation of human tegumentary leishmaniasis. 2003. (Congresso).

13.
XXVIII Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Regulatory T cells (CD4+ CD25+) in skin lesions of patients with cutaneous leishmaniasis. 2003. (Congresso).

14.
Biology of Interactions Host-Parasite.Gordon Research Conferences. 2002. (Seminário).

15.
XXIX Annual Meeting on Basic Research in Chagas Disease and XVIII Meeting of the Brazilian Society of Protozoology. Immuneregulation in leishmaniasis (Mesa Redonda). 2002. (Congresso).

16.
XXVII Meeting of Brazilian Society of Immunlogy and V Interantional Symposium on Allergy and Clinical Immunology. Immune response against phlebotomine saliva (Mesa redonda). 2002. (Congresso).

17.
XXVI Meeting of the Brasilian Society of Immunology. Mucosal Immunology Frontiers & Intersections Inphysiology & Pathology, XXVI Meeting of the Brazilian Society of Immunology ( Coordenadora )Realizado em Campos do Jordão,SP, de 7 a 10 de Outubro de. 2001. (Congresso).

18.
XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology. Lymphocyte Activation in Leishmaniasis.XXV Meeting of the Brazilian Society of Immunology, (Palestrante) Realizado em Florrianópolis,SC, de12 a 15 de Agosto de. 2000. (Congresso).

19.
XXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Imunologia. Parasite-driven in vitro Lymphocyte Cytotoxicity against Autologous infected Macrophages in Mucosal Leishmaniais patients. XXI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Imunologia (Apresentação oral), Realizado em Angra dos Reis de 24 a 27 de Novembro. 1996. (Congresso).

20.
IX Reunião Anual da Federação de Sociedades Biologia Experimental. Cytokine regulation of cytotoxicity in Human Leishmaniasis. IX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. (Apresentação oral) Realizado em Caxambu,Minas Gerais de 24 a 27 de Agosto de. 1994. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRODSKYN, CLÁUDIA I.; OLIVEIRA, C. I. ; LEPIQUE, A. P. ; ALMEIDA, R. P. ; CARVALHO, L. . XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia. 2018. (Congresso).

2.
FARIA, A. M. C. ; MAIOLLI, T. ; BRODSKYN, CLÁUDIA I. . XLII Congresso da SBI. 2017. (Congresso).

3.
BARRA, Aldina ; GOLDBERG, A. C. ; BRODSKYN, C. I. ; BARRAL NETTO, Manoel . XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia. 2009. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Rafael Tibúrcio. Perfil metabolomico de monócitos e macrófagos humanos infectados comL. braziliensis. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Ivaneia Valeriano Nunes. Novas Abordagens nanotecnológicas para imunomodulação em modelo experimental de alergia alimentar. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Patologia Humana) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Martha Sena Suarez. INTERAÇÃO ENTRE DC HUMANAS E NEUTRÓFILOS INFECTADOS POR LEISHMANIA. Início: 2016. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Priscila Guerra. Lactococcus lactis produtor de HSP65 como imunomodulador para leishmaniose tegumentar causada pela Leishmania braziliensis. Início: 2014. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Juliana Souza Rebouças. Início: 2017. Instituto Gonçalo Moniz-FIOCRUZ/Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Iniciação científica
1.
Hugo Almeida. O papel dos linfócitos T CD4 e CD8+ na modulação da resposta imune inicial em biópsias de pacientes com leishmaniose cutânea localizada infectados por Leishmania braziliensis. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Martha Sena Suarez. Estudo da Interação entre neutrófilos, células dendríticas humanas e L. braziliensis. 2015. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

2.
Lais da Silva Pereira. Avaliação das histonas de L. infantum como candidatos vacinais na infecção por L.infantum em hamsters. 2013. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

3.
Jurema de Melo Cunha. Avaliação da proteina salivar de Lutzomyia longipalpis, LJM11, como candidato vacinal na proteção de camundongos BALB/c na infecção por Leishmania braziliensis. 2013. Dissertação (Mestrado em Progrma de pós graduação em Ciências da Saúde) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

4.
Melissa Moura Costa Abbehusen. Estudo da imunogenicidade de vacinas de Mycobacterium smegmatis recombinante, expressando o gene que codifica a proteina ácida ribossomal de Leishmania infantum (Lip0) contra a infecção por Leishmania chagasi em hamsters. 2011. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

5.
Claire da Silva Santos. Papel dos linfócitos T CD8+ em pacientes com leishmaniose tegumentar. 2009. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

6.
Natalia Machado Tavares. Avaliação da imunidade protetora conferida pela imunização de hamsters com saliva de flebotomíneo L. longipalpis contra desafio com Leishmania braziliensis na presença da saliva de diferntes veores.. 2008. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

7.
Lilian Maria Reis Afonso. Modulação da Infecção de Macrófago Humano por Leishmania amazonensis pela Interação com Neutrófilos Apoptóticos e Necróticos. 2006. 62 f. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

8.
Robson Amaro Augusto da Silva. Avaliação do Papel das Cininas na Infecção de Macrófagos por Leishmania chagasi. 2006. 81 f. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós Graduação Em Patologia Experimental) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

9.
Cecilia Beatriz Fiuza Favali. Papel da moléculas co-estimulatórias na imunoregulação da leishmaniose tegumentar humana. 2003. 85 f. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

10.
Dirceu Joaquim Costa. Efeito da saliva de flebótomos sobre células dendríticas, monócitos e macrófagos humanos estimuladas com LPS. 2003. 0 f. Dissertação - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

Tese de doutorado
1.
Priscila Valera Guerra. Lactococcus lactis produtor de HSP65 como um imunomodulador para Leishmaniose Cutânea causada por L. braziliensis. 2018. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

2.
Lais da Silva Pereira. Co-infecçào com Leishmania major e Trypanososma brucei brucei controla a gravidade da patologia da leishmaniose cutânea. 2015. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

3.
Melissa Moura Costa Abbehusen. Imunização de cães com produtos oriundos de Lutzomyia longipalpis em duas diferentes abordagens: Canarypoxvirus sp. expressando a proteína salivar LJM17 e/ou LJL143, e a proteína do intestino médio Luloper1 como vacina bloqueadora de transmissão. 2015. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

4.
Natália Machado Tavares. Avaliação dos mecanismos de controle da infecção por Leishmania amazonensis em neutrófilos humania: o papel do LTB4. 2013. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

5.
Claire da Silva Santos. Avaliação do papel das células TCD8+ e análise proteômica nas biópsias de pacientes com Leishmaniose cutâneas localizada infectados por Leishmania braziliensis. 2013. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

6.
Lilian Maria Reis Afonso. Interação entre neutrófilos humanos e macrófagos contribuem para o desfecho da infrcção por Leishmania amazonensis. 2010. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

7.
Dirceu Joaquim Costa. Vacinas de DNA codificadoras de proteinas salivares de Lutzomyia longipalpis na infecção contra Leishmnai chagasi em cães. 2009. Tese (Doutorado em Progrma de Pós-graduação em Imunolgia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

8.
Claire da Silva Santos. Avaliação das células T na lesão dos pacientes com Leishmaniose Tegumentar. 2009. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

9.
Robson Amaro Augusto da Silva. Imunização com plasmídeos codificantes para componentes salivares de Lutzomyia longipalpis e proteina KMP-11 protege hamsters contra infecção por Leishmania chagasi. 2008. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

10.
Cecília Beatriz Favali. Células dendríticas e Leishmania amazonensis: Aspectos celulares e imunológicos. 2007. Tese (Doutorado em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

11.
Regis B. B. Gomes. Estudo da imunidade da saliva de Lutzmyia longipalpis em hamsters: vacinas de DNA baseadas na saliva de L. longipalpis são capazes de proteger contra leishmaniose visceral. 2006. 99 f. Tese (Doutorado em Patologia Humana) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Daniel Feijó. 2016. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Claudia Ida Brodskyn.

2.
Daniel Feijó. 2015. Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Claudia Ida Brodskyn.

3.
Lilian Afonso. 2013. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Claudia Ida Brodskyn.

4.
Clarissa Teixeira. 2012. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação Oswaldo Cruz. Claudia Ida Brodskyn.

5.
Lilian Maria Reis Afonso. 2010. Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Claudia Ida Brodskyn.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Maiana Albuquerque Pitombo. Avaliação da |Imunidade Protetora de vacinas de DNA de proteinas de Leishmania spp. e/ou proteinas salivares de Lutzomyia longipalpis na infecção por Leishmania chagasi em cães. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

2.
Naíla Rocha de Medeiros. Avaliação da Imunidade Protetora conferida pela imunização de hamsters com a proteina salivar LJM19 de Lutzomyia longipalpis contra a infecção por Leishmania braziliensis.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana De medicina e Saúde Pública. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

3.
Joilson Ramos. Comportamento Biológico de diferentes cepas de L. braziliensis provenientes de diferentes áreas endêmicas no modelo murino. 2002. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciencias Biológicas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

Iniciação científica
1.
Rafael Tiburcio. Lactococcus lactis como alternativa terapeutica na Leishmanios cutanes experimental. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biologicas) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação de amparo a pesquisa no estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

2.
Mirella Aguiar. Interação entre Leishmania braziliensis e Leishmania amazonensis e células da resposta imune inata. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

3.
Seilma Santos da Cruz. Seilma Santos da Cruz. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação de amparo a pesquisa no estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

4.
Mariana Rosa Ampuero. Interação entre neutrófilos infectados por Leishmania e. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação de amparo a pesquisa no estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

5.
Juliana Viana. Efeito dos LPG e GIPL de L. brazliensis e L. chagasi sobre células apresentadoras de antígeno. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

6.
Suzane Amorim. Avaliação do efeito da HSP65 na formulação de lactococcus latis na infecção por Leishmania braziliensis. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

7.
Morgana de jesus Lordelo. Caracterização dos linfócitos TCD8+ com função regulatória na resposta imune em pacientes com leishmaniose cutânea localizada infectados por L. brasiliensis. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

8.
Lais Pereira. Avaliação proteora da M. smegmatis recombinante contendo o gene da LiP0 da L infantum na infecção por L. chagasi em hamsters. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Biológicas) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de amparo a pesquisa no estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

9.
Larissa Barbosa. Avaliação da Imunidade Protetora de vacinas de DNA codifcadora de L. longipalpis e L. chagasi no modelo de leishmaniose visceral em hamsters. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia e Bioquímica) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de amparo a pesquisa no estado da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

10.
Claire da Silva. Vacinas de DNA capazes de bloquear a infecção por L. chagasi em cães. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia e Bioquímica) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

11.
Lilian Maria Reis Afonso. Efeito da saliva de lutzmouia longipalpis sobre monócitos e células dendríticas humanas. 2003. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

12.
Imbroinise Raffaele Neto. Estudo da imunidade induzida pela saliva contra Lutzomyia longipalpis em hamster. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biologicas) - Universidade Católica do Salvador, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

13.
Rossi Carneiro. Estudo da resposta imune contra Lutzomyia longipalpis em voluntários normais expostos a picada de flebótomos não infectados. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

14.
Viviane conceição. Efeito da saliva de,Lutzmoyia longipalpis sobre a sensibilização de linfócitos humanos in vitro. 2002. 0 f. Iniciação Científica - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

15.
V Boaventura. Citotoxicidade em pacientes com diferentes formas clínicas de leishmaniose. 1996. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

16.
M A Bulhões. Citotoxicidade em Doença de Chagas. 1993. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.

17.
Marcos Batista. Imunoregulação na Doença de chagas experimental. 1990. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Imunologia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Claudia Ida Brodskyn.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, C. S. ; BARRAL-NETTO, MANUEL ; BRODSKYN, C. I. . The role of CD8T cells in human cutaneous leishmaniasis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRODSKYN, CLÁUDIA I.; OLIVEIRA, C. I. ; LEPIQUE, A. P. ; ALMEIDA, R. P. ; CARVALHO, L. . XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia. 2018. (Congresso).



Outras informações relevantes


Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Imunologia (PPGIm) de março de 2002 a junho de 2004
Membro do Colegiado do PPGIm desde março de 2000-2004.

Membro do Colegiado do curso de Pós graduação em Patologia Experimental e Humana (UFBA)
Coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Patologia (PGPAT) de 2012 até o presente.

Coordenadora da Câmara Técnica de Ciências Biológicas da Fapesb (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia) -06/2007-até o06/2009.

Eleita presidente da Sociedade brasileira de Imunologia no biênio 2018-2019.

Membro do CA de Imunologia do CNPq.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 10:15:31