Leticia de Abreu Pinheiro

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4376327572484778
  • Última atualização do currículo em 18/09/2018


graduou-se em Ciencias Sociais pela Universidade Federal Fluminense (1980), é mestre em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1988) e doutora em Relações Internacionais pela London School of Economics and Political Science (1995). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, nível 2, Cientista do Nosso Estado da FAPERJ, atualmente é professora adjunta do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (IESP/UERJ) e coordenadora do Núcleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa (NEAAPE /http://agendasdepoliticaexterna.com.br/). Foi professora adjunta do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1997-2014), editou o periódico Brazilian Political Science Review da Associação Brasileira de Ciência Política com Gilberto Hochman (Fiocruz) entre 2006 e 2012. Foi Visiting Research Associate junto ao Brazilian Studies Programme/ Latin American Studies da University of Oxford em 2012. É especialista em Política Externa Brasileira, trabalhando principalmente nos seguintes temas: processo decisório, cooperação sul-sul, democracia e política externa, análise de política externa. Possui diversos artigos publicados em revistas nacionais e internacionais sobre a política externa brasileira contemporânea. Leticia Pinheiro foi Secretária Executiva da Associação Brasileira de Ciência Política (2006-2008) (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Leticia de Abreu Pinheiro
Nome em citações bibliográficas
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA

Endereço


Endereço Profissional
Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, IESP.
Rua da Matriz, 82
Botafogo
22260100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22668300


Formação acadêmica/titulação


1989 - 1995
Doutorado em International Relations.
London School of Economics and Political Science, LSE, Grã-Bretanha.
Título: FOREIGN POLICY DECISION-MAKING UNDER THE GEISEL GOVERNMENT: THE PRESIDENT, THE MILITARY AND THE FOREIGN MINISTRY, Ano de obtenção: 1995.
Orientador: CHRISTOPHER J. HILL.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Governo Geisel; Politica Externa Brasileira; Processo Decisorio.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Política Externa do Brasil.
Setores de atividade: Educação.
1984 - 1988
Mestrado em Relações Internacionais.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Ação Omissão: a ambiguidade da política brasileira no processo de descolonização africana, 1946/60,Ano de Obtenção: 1988.
Orientador: Gerson Moura.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Brasil-Africa; Politica Externa Brasileira; Descolonização Africana.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1977 - 1980
Graduação em Ciencias Sociais.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2012
Pós-Doutorado.
University of Oxford, OX, Inglaterra.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


1980 - 1980
Curso de Fotografia.
Associação Brasileira de Arte Fotográfica, ABAF, Brasil.
1977 - 1977
Extensão universitária em América Latina: Evolução Histórica e Social.
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
1977 - 1977
8o Curso de Noções de Antropologia.
Fundação Nacional do Índio, FUNAI, Brasil.


Atuação Profissional



University of Oslo, UiO, Noruega.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, IESP/UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40


Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1995 - 1996
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 36
Outras informações
Bolsa de Pesquisador Visitante concedida pela FAPERJ. Projeto: Terrorismo Transnacional na America Latina - análise do processo decisório e coordenação de política regional

Atividades

01/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

06/2007 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais.

Atividade realizada
Edição do livro "Política Externa Brasileira : idéias, atores e instituições" , co-autoria M.R.S.Lima (ed.Campus).
03/2006 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Relações Internacionais II
08/2002 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

Cargo ou função
presidente da Comissão de Seleção da Pós-Graduação.
7/2002 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Relações Internacionais da PUC RJ.

Cargo ou função
Coordenadora do Curso de Pós-Graduação.
3/1997 - 12/2009
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais, Instituto de Relações Internacionais da PUC RJ.

Linhas de pesquisa
Estudos de Política Externa
08/2005 - 12/2005
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais na Arte e na Literatura
08/2005 - 12/2005
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Política Externa Brasileira II
1/2000 - 09/2005
Direção e administração, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Relações Internacionais da PUC RJ.

Cargo ou função
Coordenadora do PIBIC/CNPq no IRI.
08/2004 - 07/2005
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de Política Externa
08/2004 - 12/2004
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Exame de Qualificação
Temas de Política Internacional Contemporânea
08/2003 - 12/2003
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
O sistema internacional do século XX
08/2003 - 12/2003
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Exame de Qualificação
3/2003 - 7/2003
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docência na Graduação
Teoria das Relações Internacionais I
8/2002 - 12/2002
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docência na Graduação
Tópicos Especiais em Relações Internacionais
Seminário de Dissertação
3/2002 - 7/2002
Ensino, Curso Sequencial Em Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais da América Latina
2001 - 2002
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Sociais, Centro de Ciências Sociais.

Atividade realizada
Participação na Equipe de Redação do Projeto de Criação do Curso de Graduação em Relações Internacionais da PUC-Rio.
11/2001 - 12/2001
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

Cargo ou função
membro da Comissão de Seleção da Pós-Graduação.
3/2001 - 12/2001
Ensino, Curso Sequencial Em Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de Política Externa
Relações Internacionais da América Latina
3/2001 - 7/2001
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Política Externa Brasileira I
2001 - 2001
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais.

Atividade realizada
Participação no projeto de criação do nível de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais.
8/2000 - 12/2000
Ensino, Curso Sequencial Em Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de Política Externa
5/1999 - 12/2000
Direção e administração, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Relações Internacionais da PUC RJ.

Cargo ou função
Coordenadora do Curso Sequencial em Relações Internacionais.
3/2000 - 7/2000
Ensino, Curso Sequencial Em Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política Externa Brasileira
3/2000 - 7/2000
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais de Política Externa Brasileira I
11/1999 - 12/1999
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

Cargo ou função
membro da Comissão de Seleção da Pós-Graduação.
3/1999 - 12/1999
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais de Relações Internacionais
Relações Internacionais do Brasil
11/1998 - 12/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

Cargo ou função
Comissão de Seleção da Pós-Graduação.
3/1998 - 12/1998
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais do Brasil
Tópicos Especiais de Relações Internacionais
3/1997 - 12/1998
Ensino, Sociologia e Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política Externa do Brasil
Seminários Especiais em Ciência Política
11/1997 - 12/1997
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Sociais / Instituto de Relações Interancionais, .

Cargo ou função
Comissão de Seleção da Pós-Graduação.
3/1997 - 12/1997
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Dissertação
Relações Internacionais do Brasil
3/1996 - 12/1996
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Dissertação
Relações Internacionais do Brasil
3/1995 - 12/1995
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais do Brasil
Seminário de Dissertação

Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1997
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PESQUISADORA, Carga horária: 40
Outras informações
Lotada no Setor de Pesquisa do Centro de Pesquisa e Documentação em Historia Contemporanea do Brasil - CPDOC

Vínculo institucional

1982 - 1985
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 60
Outras informações
Assistente de Pesquisa do Programa de Relações Internacionais do Setor de Pesquisa do CPDOC

Vínculo institucional

1978 - 1980
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiaria, Carga horária: 20

Atividades

4/1985 - 3/1997
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc, Setor de Pesquisa.
1997 - 1997
Ensino, História do Brasil Republicano, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais
Política Externa Brasileira
3/1996 - 3/1996
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc.

Atividade realizada
Participação do International Visitor Program da United States Information Agency.
1996 - 1996
Ensino, História do Brasil Republicano, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Relações Internacionais
Política Externa Brasileira
1/1989 - 7/1989
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc.

Atividade realizada
Coordenação do Projeto de Política Externa e Diplomacia Brasileira - uma história oral - entrevista com Mario Gibson Barboza (80hs).
3/1982 - 3/1985
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil Cpdoc, Setor de Pesquisa.

Linhas de pesquisa
Política Externa Brasileira

University of Oxford, OX, Inglaterra.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Visiting Research Associate
Outras informações
i Visiting Research Associate junto ao Brazilian Studies Programme/ Latin American Studies da University of Oxford por meio de bolsa Pos-Doutorado Senior da CAPES


Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 1989
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 20

Atividades

3/1988 - 2/1989
Ensino, Sociologia e Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Sociologia


Linhas de pesquisa


1.
Arquitetura do Sistema Internacional

Objetivo: Esta linha de pesquisa trata das estruturas, agentes, normas e processos do sistema internacional moderno. As pesquisas e disciplinas desta linha abordam os processos de formação do sistema e de constituição de seus agentes, com particular ênfase para o Estado, atores não-estatais e instituições, e suas diferentes práticas e funções. O eixo também agrega os debates conceituais e as disposições normativas que constituem e regulam o sistema internacional..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Processo Decisório.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.
Setores de atividade: Educação.
Palavras-chave: Cooperação Sul-Sul; Política Externa Brasileira; Processo Decisório; Política Pública.
2.
Estudos de Política Externa

Objetivo: Esta linha de pesquisa dedica-se a investigação do comportamento dos Estados no sistema internacional a partir de distintas perspectivas teóricas, buscando entender as principais variáveis endógenas e exógenas que conformam a linha de atuação dos Estados, seja nas suas relações bilaterais, multilaterais ou frente a temas específicos das relações internacionais..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Política Externa do Brasil.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Política Externa; Processo Decisório; Análise de Política Externa; Identidade e Política Externa; Política Externa Brasileira.
3.
Política Externa Brasileira


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Democracia e Política Externa - Instituições e Ideias na Política de Cooperação Sul-Sul do Brasil e da Africa do Sul
Descrição: Dentre os vetores que incidem sobre o conteúdo da política externa dos Estados, a natureza do regime político, sua estrutura de governança, de participação e de representação política e social, são elementos que, dia a dia, ganham maior relevância para a compreensão das decisões e políticas implementadas, deixando definitivamente para trás os tempos em que a política externa era preferencialmente explicada por fatores de ordem sistêmica. Após 26 anos (1988/2014) da retomada da democracia no Brasil e passados 20 anos (1994/2014) do fim do regime de Apartheid na África do Sul, entretanto, ainda são relativamente incipientes as pesquisas sobre como essas duas grandes mudanças na organização da vida política desses países incidiu sobre suas respectivas políticas externas, ambas atualmente de grande relevância nos planos regional e global. A partir de uma perspectiva comparada, este projeto visa analisar essa relação, elegendo para tanto duas vertentes de investigação: na primeira busca-se apresentar o atual arranjo institucional da arena decisória de política externa desses países, levando em conta as distinções entre os dois regimes ? presidencialista no caso brasileiro e parlamentarista no caso sul-africano ?, analisando como se deu o empoderamento de novos atores no processo de formulação das políticas, em particular no campo da cooperação sul-sul para o desenvolvimento, área de enorme destaque na agenda internacional de ambos os países; e a segunda visa investigar a correção da hipótese de que, neste processo, e devido a essa reconfiguração da arena decisória, ocorreu um processo de incorporação de princípios universais e equitativos no plano de iniciativas de cooperação internacional para o desenvolvimento, originários de novas instituições partícipes dos projetos. Por outro lado, trabalha-se também com a hipótese de que essas mudanças tenham sido balizadas por elementos de natureza estratégica e de viés realista que algumas vezes se impuseram sobre valores que, de outra forma, poderiam ter sido incorporados mais profundamente - ou de maneira mais eficaz - à política externa. A pesquisa se concentrará na análise de projetos de cooperação sul-sul para o desenvolvimento iniciados e concluídos nos governos de Luiz Inácio da Silva (2002-2010) e Dilma Roussef (2011-2014) no caso brasileiro; e nos governos de Thabo Mbeki (1999-2008), Kgalema Motlanthe (2008-2009) e no primeiro mandato de Jacob Zuma (2009-2013), no caso sul-africano..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.
2016 - Atual
Globus Project - Reconsidering European Contributions to Global Justice
Descrição: The challenges to global justice are multifaceted and what is just is contested amongst theorists as well as policy makers. Yet, since its inception the EU has proclaimed an ambition to promote justice at the global level. Reconsidering European Contributions to Global Justice (GLOBUS) combines normative and empirical research to critically assess the EU?s impact. GLOBUS? team of researchers covers the disciplines of politics, international relations, law, economics, sociology and political theory. The project is coordinated by ARENA Centre for European Studies at the University of Oslo and has partners in Brazil, China, Germany, India, Ireland, Italy and South Africa. . http://www.globus.uio.no/.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Caminhos da Democracia na Política Externa Brasileira - Instituições e Ideias no Campo da Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento (Edital FAPERJ N.º 26/2014 Programa ?Cientista do Nosso Estado)
Descrição: Após 26 anos (1988/2014) da retomada da democracia no Brasil, ainda é relativamente incipiente a pesquisa sobre como a consolidação desse regime incidiu sobre sua política externa. Este projeto visa explorar alguns caminhos pelos quais esse processo se realizou, a partir de duas vertentes de investigação que buscam contribuir para a compreensão do atual arranjo institucional da arena decisória de política externa e analisar como se deu o empoderamento de agencias ligadas direta ou indiretamente ao Poder Executivo federal no campo da cooperação sul-sul para o desenvolvimento; e fornecer elementos para a reflexão sobre em que medida ocorreu um processo de incorporação de valores e princípios de instituições partícipes dos projetos de cooperação no conteúdo da política externa. Para tanto, primeiramente pretende-se examinar os vetores que provocaram uma rearticulação do processo de formulação e implementação da política externa, em função da emergência e crescente protagonismo de novos atores; e apontar para as diferentes fases do processo decisório em que estes atores tiveram poder de agencia. Já no que se refere aos efeitos substantivos da participação de algumas agencias no processo de elaboração e implementação da política externa, pretende-se investigar se, através de algumas delas, houve neste período um processo de incorporação de princípios universais e equitativos em iniciativas de cooperação internacional para o desenvolvimento, notadamente no campo da saúde. A pesquisa se concentrará na análise de projetos de cooperação sul-sul para o desenvolvimento iniciados e concluídos nos governos de Luiz Inácio da Silva (2002-2010) e Dilma Roussef (2011-2014). Será examinada em particular a atuação da Fundação Osvaldo Cruz, instituição com participação expressiva em projetos de cooperação internacional implementados pelo Brasil que, outrossim, possui presença de grande destaque tanto econômico, como social no âmbito da cidade e do estado do Rio de Janeiro.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2013 - 2016
Cooperação Sul-Sul e Politicas de Desenvolvimento na América Latina GT CLACSO 2013-2016
Descrição: A presente proposta visa a analisar como as estratégias de Cooperação Sul-Sul (CSS) se integram nas agendas de política externa dos países latino-americanos e, concomitantemente, a compreender como se relacionam com o debate sobre modelos e políticas de desenvolvimento na região. Os países da América Latina selecionados para a pesquisa (Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, México e Venezuela) não são apenas beneficiários, mas também fornecedores de cooperação. Financiam projetos e prestam cooperação técnica em áreas das mais diversas, incluindo saúde pública, educação fundamental, intercâmbio universitário, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, bem como desenvolvimento de infraestruturas. Atuam em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões (África, América Latina, Oriente Médio e Ásia), podendo também atuar por meio de programas de cooperação triangular (Norte-Sul-Sul ou Sul-Sul-Sul). A integração de estratégias de CSS em suas políticas externas é concomitante à importância que passam a desempenhar na agenda política e econômica internacional, mormente nos processos de reforma da governança global (Banco Mundial, FMI, OMC, G-20 financeiro) e de reconfiguração de alianças regionais e coalizões inter-regionais (UNASUL/União das nações sul-americanas, Aliança do Pacífico, Trans Pacific Partnership, Fórum IBAS, grupo BRICS, Cúpulas África-América do Sul e América do Sul-Países Árabes). A certeza de que, entre os países latino-americanos, existem diferenças em termos de desenho institucional de suas políticas de CSS, de comportamento multilateral, tamanho de suas respectivas economias, inserção regional, modelo produtivo e de desenvolvimento, assim como de política doméstica ? só que enriquece o método comparativo em nossa análise.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Caminhos da Democracia na Política Externa Brasileira - Instituições, Interesses e Idéias no Campo da Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento (CNPq Edital Universal 14/2013 & Bolsa de Produtividade em Pesquisa (PQ/CNPq) - 2015/2018
Descrição: Após 26 anos (1988/2014) da retomada da democracia no Brasil, ainda é relativamente incipiente a pesquisa sobre como a consolidação desse regime incidiu sobre a política externa do país. Este projeto visa explorar alguns dos caminhos pelos quais esse processo se realizou, a partir de duas vertentes de investigação: a primeira busca contribuir para a compreensão do atual arranjo institucional da arena decisória de política externa e analisar como se deu o empoderamento de agencias ligadas direta ou indiretamente ao Poder Executivo federal no campo da cooperação sul-sul para o desenvolvimento; e a segunda visa fornecer elementos para a reflexão sobre em que medida ocorreu um processo de incorporação de valores e princípios originários de instituições partícipes dos projetos de cooperação no conteúdo da política externa. Para tanto, no primeiro caso pretende-se examinar os vetores que provocaram uma rearticulação do processo de formulação e implementação da política externa, em função da emergência e crescente protagonismo de novos atores; e apontar para as diferentes fases do processo decisório em que estes atores tiveram poder de agencia. Já no que se refere aos efeitos substantivos da participação de algumas agencias no processo de elaboração e implementação da política externa, pretende-se examinar a hipótese de que, através de algumas delas, houve neste período um processo de incorporação de princípios universais e equitativos em iniciativas cooperação internacional para o desenvolvimento, notadamente no campo da saúde. A pesquisa se concentrará na análise de projetos de cooperação sul-sul para o desenvolvimento iniciados e concluídos nos governos de Luiz Inácio da Silva (2002-2010) e Dilma Roussef (2011-2014). Será examinado em particular a atuação da Fundação Osvaldo Cruz/ Fiocruz, instituição de nível federal com participação expressiva em projetos de cooperação internacional implementados pelo Brasil que, outrossim, possui presença de grande destaque tanto econômico, como social no âmbito da cidade e do estado do Rio de Janeiro..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2012 - 2103
Da Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento à Cooperação Sul-Sul ? Diplomacia e Saúde na construção da norma de cooperação horizontal para o desenvolvimento
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 2
2012 - 2015
A Inserção do Rio de Janeiro nas Agendas da Cooperação Sul-Sul Descentralizada (Edital FAPERJ 19/2011 Programa Pensa Rio)
Descrição: a presente proposta visa a produzir elementos de análise que contribuam para a definição de estratégias locais e regionais de inserção do Rio de Janeiro nas agendas da política externa brasileira de cooperação sul-sul. O momento é particularmente propício para que pesquisas como a que ora apresentamos sejam desenvolvidas: o Brasil começa a tornar qualitativamente mais densa a sua participação ? não mais apenas enquanto beneficiário, mas também como doador ? no campo da cooperação internacional, em áreas das mais diversas (saúde pública, educação formal, cooperação universitária, educação não formal, meio ambiente, projetos de assistência técnica, desenvolvimento agrícola, cooperação tecnológica e desenvolvimento científico, gestão pública, etc.) e em parceria com países em desenvolvimento de diferentes regiões do mundo, sobretudo no continente africano e na região latinoamericana. Isso ocorre no mesmo momento em que outros grandes países periféricos e potências emergentes (África do Sul, China, Índia, México, Turquia, por exemplo) passam a desempenhar papéis relevantes nessa agenda política e estratégica. Daí resulta a necessidade de se conhecer mais detalhadamente essa realidade, inclusive na perspectiva de atores não governamentais, redes e movimentos, com o intuito de desenvolver eixos estratégicos de pesquisa e de ação política para o estado do Rio de Janeiro, no que tange à cooperação sul-sul descentralizada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Da Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento à Cooperação Sul-Sul ? Diplomacia e Saúde na construção da norma de cooperação horizontal para o desenvolvimento (Bolsa de Produtividade em Pesquisa (PQ/CNPQ) - 2012/2015
Descrição: O objetivo da pesquisa é analisar a constituição de uma comunidade epistêmica integrada por diplomatas e sanitaristas brasileiros e latino-americanos e sua participação na emergência da norma de cooperação técnica horizontal para o desenvolvimento que levou à construção do regime de Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento no final da década de 1970 e que, nos dias atuais sofre um processo de ressignificação ao ser incorporado na agenda da Política Externa Brasileira como Cooperação Sul-Sul..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2012 - 2015
SAÚDE E RELAÇÕES INTERNACIONAIS: POLÍTICA EXTERNA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM SAÚDE
Descrição: política externa brasileira da primeira década do novo mileniotem se diferenciado dos periodos anteriores e vem ampliando o escopo da cooperação internacional como um dos instrumentos fundamentais para a consolidação da nova inserção do Brasil no sistema mundial. A questão social, em particular a saúde, passou a ser considerada prioritária e ganhou relevância política internacional inédita. Isso acontece ao mesmo tempo em que novos conceitos − saúde global, diplomacia em saúde e governança global − adquirem relevo no discurso político e na literatura especializada. A participação internacional do Brasil nesse processo tem sido expressiva. Contudo, apesar do novo status político da saúde na política externa brasileira e nas relações internacionais em geral, pouco se tem discutido sobre o que impulsionou essa mudança e o que ela significa. Este projeto pretende contribuir para a compreensão da articulação entre relações internacionais e saúde, com o objetivo de subsidiar a participação do Brasil na cooperação internacional e na formulação e implementação de políticas voltadas para a saúde global, assim como capacitar profissionais para atuar nas atividades de diplomacia em saúde, tendo como eixo a cooperação Sul-Sul em saúde desenvolvida pela Fiocruz. A natureza interdisciplinar do objeto de investigação, inserido no campo da Saúde Coletiva, demanda um esforço inovador de articulação entre grupos de pesquisa diversificados, nucleados em quatro instituições do estado do Rio de Janeiro ? Fiocruz, UFRJ, UFRRJ e PUC ? envolvendo pesquisadores de diferentes disciplinas e linhas de pesquisa e com reconhecida trajetória acadêmica, bem como jovens pesquisadores e alunos de pós-graduação. Edital FAPERJ N° 29/2012 - Programa Apoio à Formação e Consolidação de Grupos de Pesquisa Multi-Institucionais e Interdisciplinares.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (15) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Integrante / Luis Manuel Fernandes - Integrante / Celia Almeida - Coordenador / Fernando Pires-Alves - Integrante / Carlos Hernique Paiva - Integrante / Paulo Buss - Integrante / JOÃO MÁRCIO MENDES PEREIRA - Integrante / ALEXANDRE JERONIMO DE FREITAS - Integrante / PEDRO HENRIQUE PEDREIRA CAMPOS - Integrante / ANDRÉS ERNESTO FERRARI HAINES - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2012 - 2012
Desenvolvimento e Cooperação Internacional no Pensamento Diplomático Brasileiro
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF - Auxílio financeiro.
2010 - 2014
O Brasil, as Américas e o Mundo
Descrição: Descrição: Projeto em parceria com o Centro de Investigación y Docencia Económicas (CIDE), México...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Integrante / Maria Regina Soares de Lima - Integrante / Janina Onuki - Coordenador / Amâncio Jorge de Oliveira - Integrante / Maria Hermínia Tavares de Almeida - Integrante / Leandro Piquet Carneiro - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2009 - 2012
A Nova Arquitetura da Arena Decisória da Política Externa Brasileira: Impactos sobre a Cooperação Internacional no Âmbito do Mercosul e da CPLP
Descrição: objetivo geral é contribuir para o estudo da relação entre o processo decisório da política externa brasileira ? em sua presumida nova arquitetura ? e seu impacto sobre o conteúdo desta mesma política. Para tanto, sem detrimento da investigação sobre a atuação do Ministério das Relações Exteriores que se mantém como um ator central neste universo, investiga-se o papel de outros atores na formulação da política externa, buscando refletir em que medida o conteúdo da política externa do país é influenciado ? positiva ou negativamente - pela ação de outras agências estatais normalmente voltadas para áreas de atuação distintas da política internacional. Assim fazendo, pretende-se avaliar como temas tradicionalmente não associados à agenda de política externa, assim como a participação de agências governamentais cujo campo de atuação não se volta diretamente para a dimensão da política internacional, atualmente ajudam a constituir a política externa brasileira. Ao fazê-lo, pretende-se avaliar como um novo tema é trazido para a agenda de política externa, seja pela agência responsável pela sua condução, seja por iniciativa de outras agencias governamentais, em ambos os casos avaliando seu impacto sobre o conteúdo da política externa, ao promover um novo campo de atuação para o país no exterior..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2007 - 2013
Expansão, Renovação e Fragmentação das Agendas e Atores de Política Externa
Descrição: Rede de Pesquisa reunindo 9 pesquisadores de diferenes instituições nacionais e internacionais cujo objetivo é investigar a atuação das agências estatais e não estatais em áreas que tradicionalmente fogem - ou fugiam - do campo da política externa tais como saúde, educação, cultura, etc. A pesquisa privilegia a investigação sobre a realidade brasileira, mas engloba igualmente a comparação com os casos do Mexico, Africa do Sul e India..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador / Bruno de Moura Borges - Integrante / Vera Crivella - Integrante / Vanessa Macedo - Integrante / Carlos Milani - Integrante / Marco Antonio Muxagata Vieira - Integrante / Monica Salomón - Integrante / André de Mello e Souza - Integrante / Miram Gomes Saraiva - Integrante / Gilberto Hochman - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 18 / Número de orientações: 8
2007 - 2009
Política Externa e Educação - um estudo comparativo sobre a atuação do Brasil na CPLP e no Setor Educacional do Mercosul
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2
2003 - 2009
Construção e Análise da Identidade Internacional do Brasil
Descrição: A pesquisa tem por objetivo analisar a produção de um saber sobre as relações internacionais e a política externa brasileira construído pelos próprios agentes diplomáticos e, por extensão, uma discussão acerca dos desdobramentos provocados pela reprodução deste saber por parte da academia, na análise desta mesma política. Para tanto pretende-se investigar a construção da identidade internacional na agenda diplomática brasileira em momentos distintos da história..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador / Gregory Louis Beshara - Integrante / Ana Clara Paiva - Integrante / Tatiana Santos Oliveira - Integrante.Número de orientações: 2
2001 - 2002
Brasil, Chile e Espanha - Política Externa e Transição Democrática em Perspectiva Comparada
Descrição: x.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 5
1998 - 2000
Processamento de Demandas e Alocação de Recursos na Política Externa Brasileira
Descrição: x.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Leticia de Abreu Pinheiro - Coordenador / Rodrigo de Souza Pain - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Outra.
Número de produções C, T & A: 1


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Global Governance
2013 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Online)
2013 - Atual
Periódico: Revista Mural Internacional
2013 - Atual
Periódico: Revista de Estudos Internacionais
2013 - Atual
Periódico: Revista de Iniciação Científica em Relações Internacionais
2009 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)
2008 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Estudos Estratégicos (REST)
2008 - Atual
Periódico: Journal of Political Science Education
1995 - 2009
Periódico: Contexto Internacional
1995 - 2008
Periódico: Estudos Históricos (Rio de Janeiro)


Membro de comitê de assessoramento


2018 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Revisor de periódico


1995 - Atual
Periódico: Estudos Históricos (Rio de Janeiro)
2010 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso)
2009 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Online)
2012 - Atual
Periódico: Brazilian Political Science Review
2010 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2010 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (Online)
2006 - Atual
Periódico: BIB Revista Brasileira de Informacao Bibliografica em Ciencias Sociais
2014 - Atual
Periódico: Mural Internacional (Online)
2013 - Atual
Periódico: Global Governance
2014 - Atual
Periódico: Cambridge Review of International Affairs
2011 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Journal of International Development
2015 - Atual
Periódico: Bulletin of Latin American Research - Journal for the SLAS
2015 - Atual
Periódico: Canada´s Journal of Global Analysis
2015 - Atual
Periódico: Civitas ? Revista de Ciências Sociais
2013 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro)
2016 - Atual
Periódico: Diplomacy and Statecraft
2015 - Atual
Periódico: Civitas: Revista de Ciências Sociais (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Bulletin of Latin American Research
2017 - Atual
Periódico: Revista do Serviço Público (Brasília)


Revisor de projeto de fomento


2010 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2009 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
1999 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
1998 - Atual
Agência de fomento: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Política Externa do Brasil.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Análise do Processo Decisório.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Primeiro Lugar Prêmio Olavo Brasil de Lima Júnior 2018 (Melhor Artigo, ABCP), ., Associação Brasileira de Ciência Política.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LIMA, M. R. S.2018LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, LETICIA . As eleições presidenciais na América Latina, o que se pode esperar? Editorial. BOLETIM OPSA, v. 12, p. 4-5, 2018.

2.
PINHEIRO, LETICIA2018PINHEIRO, LETICIA. Gênero, Migrações e Partidos Políticos no universo da Política Externa - Editorial. Boletim NEAAPE, v. 2, p. 4-5, 2018.

3.
BARBOZA, TAYNÁ MARQUES TORRES2017BARBOZA, TAYNÁ MARQUES TORRES ; PINHEIRO, LETÍCIA ; PIRES-ALVES, FERNANDO . O diálogo entre saúde e política externa brasileira nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010). Carta Internacional, v. 12, p. 175-198, 2017.

4.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.. Editorial. Boletim NEAAPE, v. 1, p. 4-5, 2017.

5.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.; GONCALVES, F. N. . 2017: o ano que, enfim, terminou. Boletim NEAAPE, v. 1, p. 4-5, 2017.

6.
LIMA, M. R. S.2017LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . Regionalismo e Exclusão. BOLETIM OPSA, v. 11, p. 4-4, 2017.

7.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Resistência e Confisco de direitos políticos e sociais. BOLETIM OPSA, v. 11, p. 4-4, 2017.

8.
MILANI, CARLOS R. S.2017MILANI, CARLOS R. S. ; PINHEIRO, LETICIA ; DE LIMA, MARIA REGINA SOARES . Brazil's foreign policy and the -graduation dilemma’. INTERNATIONAL AFFAIRS, v. 93, p. 585-605, 2017.

9.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.; MILANI, C. . The Politics of Brazilian Foreign Policy and its analytical challenges. Foreign Policy Analysis, v. 13, p. 278-296, 2017.

10.
LIMA, M. R. S.2015LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . O Fim do Ciclo Progressista?. Boletim OPSA, v. n.4, p. 2-4, 2015.

11.
PINHEIRO, L.2015PINHEIRO, L.; MILANI, C. . . 巴西对外政策 : 作为 公共政策特性的挑战 (Brazilian Foreign Policy: Challenges as a Public Policy). Journal of Latin American Studies, v. 37, p. 67-72-72, 2015.

12.
PINHEIRO, L.2015PINHEIRO, L.. Integração Regional - projetos, dimensões e dinâmicas. Observador on-line, v. 10, p. 1-5, 2015.

13.
PINHEIRO, L.2014PINHEIRO, L.; GAIO, G. . Cooperation for Development, Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. Brazilian Political Science Review, v. 8, p. 8-30, 2014.

14.
SALOMÓN, MÓNICA2013SALOMÓN, MÓNICA ; PINHEIRO, LETÍCIA . Análise de Política Externa e Política Externa Brasileira: trajetória, desafios e possibilidades de um campo de estudos. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 56, p. 40-59, 2013.

15.
PINHEIRO, L.2013 PINHEIRO, L.; MILANI, C. . Política externa brasileira: os desafios de sua caracterização como política pública. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 35, p. 11-41, 2013.

16.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2012PINHEIRO, L.; VEDOVELI, P. . Caminhos Cruzados: Diplomatas e Acadêmicos na Construção do Campo de Estudos de Política Externa Brasileira. Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 21, p. 211-254, 2012.

17.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2010PINHEIRO, L.. As faces de Jano e a introdução da questão racial na agenda da OPAS. Cadernos de Saúde Pública (ENSP. Impresso), v. 26, p. 863-864, 2010.

18.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2010PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. . A política externa brasileira em tempos de novos horizontes e desafíos. Nueva Sociedad, v. espec, p. 22-41, 2010.

19.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2009PINHEIRO, L.. Autores y actores de la política exterior brasileña. Foreign Affairs en Español, v. 9, p. 14-24, 2009.

20.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2007PINHEIRO, L.. Ao vencedor, as batatas - O reconhecimento da independência de Angola. Estudos Históricos (Rio de Janeiro), v. 1, p. 83-120, 2007.

21.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2003PINHEIRO, L.. Os véus da transparência: política externa e democracia no Brasl. IRI Textos, Rio de Janeiro, n.25, p. 1-18, 2003.

22.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA2000 PINHEIRO, L.. Traídos pelo Desejo: Um Ensaio sobre a Teoria e a Prática da Política Externa Brasileira Contemporânea. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 22, n.2, p. 305-304, 2000.

23.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1999PINHEIRO, L.. A flexibilidade de nossa atual política externa. Carta Internacional (São Paulo), São Paulo, n.71, p. 9-9, 1999.

24.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1998PINHEIRO, L.. O Itamaraty Na Virada do Milenio. CORREIOS, Rio de Janeiro, n.LII, p. 3-3, 1998.

25.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1998PINHEIRO, L.. Argentina - Brasil: O Regional e o Global. NETWORK, Rio de Janeiro, v. 7, n.1, p. 5-6, 1998.

26.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1998PINHEIRO, L.. 1997: O Ano Que Não Terminou. Carta Internacional (São Paulo), São Paulo, v. VI, n.59, p. 2-2, 1998.

27.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1997PINHEIRO, L.. A Política Externa precisa se traduzir em Democracia. Carta Internacional (São Paulo), São Paulo, n.47, p. 6-6, 1997.

28.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1996PINHEIRO, L.. FHC estabelece parceria estrategica com a India. Carta Internacional (São Paulo), São Paulo, n.36, p. 1-1, 1996.

29.
HIRST, M.1995HIRST, M. ; PINHEIRO, L. . A Política Externa Brasileira Em Dois Tempos. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, n.1, p. 5-23, 1995.

30.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1995PINHEIRO, L.. A Entrada do Brasil Na Segunda Guerra Mundial. Revista USP, São Paulo, v. 1, n.26, p. 108-119, 1995.

31.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1995PINHEIRO, L.; HIRST, M. . A Política Externa do Brasil em dois tempos. FLACSO - Serie de Documentos e Informes de Investigación, Buenos Aires, n.179, p. 1-27, 1995.

32.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1993PINHEIRO, L.. Restabelecimento de Relações Diplomáticas Com A República Popular da China: Uma Análise do Processo de Tomada de Decisão. Estudos Historicos (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 1, n.12, p. 247-270, 1993.

33.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1989PINHEIRO, L.. Brasil, Portugal e Descolonização Africana (1946-1960). Contexto Internacional, Rio de Janeiro, n.9, p. 91-111, 1989.

34.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1988PINHEIRO, L.. Diplomacia e Democracia: A Propósito de Um Diálogo. BRASIL - PERSPECTIVAS INTERNACIONAIS, Rio de Janeiro, n.18, p. 12-14, 1988.

35.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1987PINHEIRO, L.. La Diplomacia Brasileña Frente A La Question de Las Malvinas: Variaciones Sobre Un Mismo Tema. AMERICA LATINA / INTERNACIONAL, Buenos Aires, Argentina, v. 4, n.11, p. 92-96, 1987.

36.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1986PINHEIRO, L.. A Omissão Pragmática::A Diplomacia Brasileira Na Guerra das Malvinas. POLÍTICA E ESTRATÉGIA, São Paulo, v. IV, n.4, p. 587-604, 1986.

37.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1986PINHEIRO, L.. Malvinas, 1986: Variações Sobre Um Mesmo Tema. BRASIL - PERSPECTIVAS INTERNACIONAIS, Rio de Janeiro, n.12, p. 8-10, 1986.

38.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1985PINHEIRO, L.; MATHEWS, H. . From Gunboats to Diplomacy - resenha. Contexto Internacional, Rio de Janeiro, n.2, p. 110-110, 1985.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINHEIRO, L.; FRISONI, M. C. . Relações internacionais na sala de aula: ensino e aprendizado ativo e outras histórias. 1a. ed. Campina Grande: EDUEPB, 2018.

2.
PINHEIRO, L.. Foreign Policy Decision-Making under the Geisel Government: - the President, the Military and the Foreign Ministry. 1a. ed. Brasília: FUNAG, 2013. v. 1. 317p .

3.
PINHEIRO, L.; MILANI, C. (Org.) . Política externa brasileira: as práticas da política e a política das práticas. 1a. ed. Rio de Janeiro: Fundaçao Getulio Vargas, 2012.

4.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira, 1889-2002. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 2004. 81p .

Capítulos de livros publicados
1.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . Cooperation for Development, Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. In: Stephen Kingah; Cintia Quiliconi. (Org.). Global and Regional Leadership of BRICS countries. 1aed.New York: Springer, 2016, v. , p. 67-91.

2.
PINHEIRO, L.; PFEIFER, A. ; MOJANO-ROSAS, A. ; MALAMUD, C. ; HUGUENEY, C. ; VEIGA, P. M. . Integração Regional - projetos, dimensões e dinâmicas. In: Patrícia Lisa y Mª Dolores de Azategui. (Org.). Nuevas tendencias de cooperación política y comercial y sus impactos regionales / Novas tendências de cooperação política e comercial e seus impactos regionais. 1aed.Madrid: Secretaría Ejecutiva de la Red Iberoamericana de Estudios Internacionales, 2014, v. , p. 101-104.

3.
PINHEIRO, L.. O Brasil no Mundo. In: Angela Maria de Castro Gomes (org) ; Lilia M. Schwarcz (direção). (Org.). Olhando para dentro, 1930-1964. 1aed.Rio de Janeiro: Mapfre/Objetiva, 2013, v. 4, p. 143-177.

4.
PINHEIRO, L.; BESHARA, G. L. . Política externa e educação: confluências e perspectivas no marco da integração regional. In: Pinheiro, Leticia & Milani, Carlos R.S.. (Org.). Política externa brasileira: as práticas da política e a política das prática. 1aed.Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 2012, v. , p. 149-180.

5.
PINHEIRO, L.; MILANI, C. . Introdução. In: Pinheiro, Leticia & Milani, Carlos R.S.. (Org.). Política externa brasileira: as práticas da política e a política das práticas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2012, v. , p. -.

6.
PINHEIRO, L.; MILANI, C. . Conclusão. In: Pinheiro, Leticia & Milani, Carlos R.S.. (Org.). Política externa brasileira: as práticas da política e a política das práticas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2012, v. , p. -.

7.
PINHEIRO, L.. Os véus da transparência :política externa e democracia no Brasil. In: Aldo Rebelo; Luis Fernades; Carlos Henrique Cardim.. (Org.). Política Externa do Brasil para o Século XXI. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, Série Ação Parlamentar, 2003, v. , p. 53-73.

8.
PINHEIRO, L.. O Pragmatismo Responsável no arquivo do presidente Geisel. In: Celso Castro; Maria Celina Soares D'Araujo. (Org.). Dossiê Geisel. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002, v. , p. 75-88.

9.
PINHEIRO, L.; HIRST, M. . A Política Externa Brasileira entre a Guerra Fria e o Desenvolvimentismo. In: Celso Lafer; Carlos Cardim. (Org.). Horácio Láfer. Brasília: IPRI, 2002, v. , p. -.

10.
PINHEIRO, L.. Unidades de Decisão e Processo de Formulação de Política Externa Durante o Regime Militar. In: José Augusto Guilhon Albuquerque. (Org.). Sessenta Anos de Política Externa Brasileira, 1930-1990 / Prioridades, Atores e Políticas. 1ed.São Paulo: USP, 2000, v. 4, p. 449-474.

11.
PINHEIRO, L.; HIRST, M. . La Politica Exterior de Brasil en dos tiempos. In: Alberto van Klaveren. (Org.). America Latina en el Mundo. Santiago: Los Andes, 1993, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . O Itamaraty e o impeachment: equidistância pragmática?. Carta Capital - Blogo do GR-RI, São Paulo, 11 maio 2016.

2.
PINHEIRO, L.. Brazilian Foreign Policy. Academic Foresights, França, 04 jan. 2014.

3.
PINHEIRO, L.. Celso Amorim: Right Man, Right Place, Right Time. World Politics Review, Estados Unidos, 02 fev. 2010.

4.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HAAG, C. ; LAFER, C. ; SOUZA, A. . A permanência do assento permanente. Pesquisa FAPESP (Impresso), São Paulo, p. 84 - 89, 01 jun. 2009.

5.
PINHEIRO, L.. Do you speak English?. O Globo - Caderno Boa Chance, Rio de Janeiro, p. 1 - 1, 23 jan. 2005.

6.
PINHEIRO, L.. Diplomacia mais perto do cidadão. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 24 - 24, 17 dez. 2001.

7.
PINHEIRO, L.. Congresso de fora. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 2 - 2, 08 nov. 2001.

8.
PINHEIRO, L.. Timor foi entregue à raposa. Revista Manchete, Rio de Janeiro, p. 91 - 91, 11 set. 1999.

9.
PINHEIRO, L.; OUTROS . Países do bloco adotam novas diretrizes. Gazeta Mercantil Latino-Americana, São Paulo, p. 26 - 26.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . Cooperation for Development, Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. In: Global and Regional Powers in a Changing World - FLACSO-ISA Joint International Conference, 2014, Buenos Aires, Argentina. Global and Regional Powers in a Changing World, 2014.

2.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M. . ANÁLISE DE POLÍTICA EXTERNA E POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA:TRAJETÓRIA, DESAFIOS E POSSIBILIDADES DE UM CAMPO DE ESTUDOS. In: 3º Encontro Nacional da ABRI, 2011, São Paulo. Anais do 3º Encontro Nacional da ABRI, 2011.

3.
PINHEIRO, L.. Relações Hemisféricas e Política Regional: uma disputa Mercosul-EU ?. In: Brasil e a Politica Internacional, 1998, São Paulo. Brasil e a Política Internacional. Santiago, Chile: FLACSO-Chile/Wilson Center/IDESP, 1997. p. 55-61.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PINHEIRO, L.. Definindo uma agenda de pesquisas sobre desenvolvimento sustentável. In: Definindo uma agenda de pesquisas sobre desenvolvimento sustentável, 1996, Rio de Janeiro. Definindo uma agenda de pesquisas sobre desenvolvimento sustentável. Brasilia: Fundação Alexandre de Gusmão / MRE, 1994.

Artigos aceitos para publicação
1.
PINHEIRO, LETICIA; LIMA, M. R. S. . PINHEIRO, LETICIA & LIMA, MARIA REGINA SOARES de. Between Autonomy and Dependency ? The place of agency in Brazilian Foreign Policy. BRAZILIAN POLITICAL SCIENCE REVIEW, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira no passado e no presente. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
PINHEIRO, LETÍCIA. Dilemas Atuais das Potencias Emergentes. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
PINHEIRO, L.; DUARTE, R. . Relções Internacionais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Entre a Autonomia e a Heteronomia - o lugar da agencia na Política Externa Brasileira. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
PINHEIRO, L.. Política Externa na América do Sul: reconfigurações políticas e analíticas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
PINHEIRO, L.. Caminhos da Democracia na Política Externa Brasileira. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
PINHEIRO, L.. O campo de estudos de Política Externa Brasileira. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
PINHEIRO, L.. Diplomacy and Health in the Construction of Horizontal Development Cooperation (Diplomacia e Saúde na Construção da Cooperação Horizontal para o Desenvolvimento. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . The Role of Cooperation for Development on Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
PINHEIRO, L.. Prospects and limits of enhancing democracy on Brazilian Foreign Policy Formulation and Contents. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. ; VIGEVANI, T. . Política Externa, Desenvolvimento e Autonomia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
PINHEIRO, L.. Comentarios a Palestra de Dr Miriam Saraiva, Rio Branco Visitng Professor of the International Relations of Brazil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
PINHEIRO, L.. The Role of South-South Cooperation in Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
PINHEIRO, L.. Foreign Policy and Democracy. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
PINHEIRO, L.. Cooperação internacional para o desenvolvimento. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
PINHEIRO, L.. La formación del campo de estudio sobre política exterior brasileña y su vinculación con los escritos de los diplomáticos brasileños?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
PINHEIRO, L.. Politica Exterior en movimiento: poder, actores e instituciones. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
PINHEIRO, L.. COOPERAÇÃO SUL-SUL E LIDERANÇA REGIONAL DO BRASIL. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . The role of South-South Cooperation on Brazilina Regional Leadership and Global Protagonism. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
PINHEIRO, L.. La formación del campo de estudio sobre política exterior brasileña y su vinculación con los escritos de los diplomáticos brasileños. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
PINHEIRO, L.. Brazil´s development cooperation with the South:shouldn´t we also look into its domestic outcomes?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
PINHEIRO, L.. The role of South-South Cooperation on Brazilian Regional Leadership and Global Activism. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
SOUZA, A. M. E. ; MILANI, C. ; PINHEIRO, L. ; SARAIVA, M. G. . POLÍTICA EXTERNA E EDUCAÇÃO: CONFLUÊNCIAS E PERSPECTIVAS NO MARCO DA INTEGRAÇÃO REGIONAL. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

25.
PINHEIRO, L.. 'Os (difíceis) novos tempos da Análise da Política Externa Brasileira'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
PINHEIRO, L.. A construção diplomática da cooperação internacional em saúde. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
PINHEIRO, L.. Brazil´s evolving Security Identity: Regionalism and Global Aspirations. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

28.
PINHEIRO, L.. Relações Internacionais e Interdisciplinaridade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M. . Análise de Política Externa e Política Externa Brasileira; trajetória, desafios e possibilidades. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
PINHEIRO, L.; VEDOVELI, P. . O Diálogo enre a Diplomacia e a Academia no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

31.
PINHEIRO, L.; RATTON, M. S. ; SCHOR, A. ; JUNQUEIRA, M. . Relações Internacionais e Interdisciplinaridade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. . Abertura do Seminario RELAÇÕES SUL-SUL: COALIZÕES POLÍTICAS E COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

33.
PINHEIRO, L.. A Nova Arquitetura da Arena Decisória da Política Externa Brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
PINHEIRO, L.; VEDOVELI, P. . Autorização e Legitimidade nos Estudos de Política Externa Brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
PINHEIRO, L.; VEDOVELI, P. . Intelectuais, burocracia e democracia: a constituição do campo de política externa por acadêmicos e diplomatas intelectuais e sua relação com a questão da democracia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

36.
PINHEIRO, L.. A Cooperação Internacional para o Desenvolvimento na agenda da Política Externa Brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
PINHEIRO, L.. Abertura do Seminario AGENDAS E ATORES DA POLITICA EXTERNA: PERSPECTIVAS DO NORTE E DO SUL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

38.
PINHEIRO, L.. Rumos da Cooperação Sul-Sul. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
PINHEIRO, L.. Education and Foreign Policy ? identity building in the borders. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
PINHEIRO, L.. A nova arquitetura da arena decisória da Política Externa Brasileira. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

41.
PINHEIRO, L.. International Relations Studies in Brazil: Epistemological and Institutional Characteristics. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
PINHEIRO, L.. Abertura ATORES E AGENDAS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA: RENOVAÇÃO OU RECONFIGURAÇÃO?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

43.
PINHEIRO, L.. How much Foreing Policy Teaching could be Foreign Policy Making. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
PINHEIRO, L.. Educação, Identidade e Política Externa - debate acadêmico e possibilidades empíricas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
PINHEIRO, L.; MACEDO, V. ; NOGUEIRA, D. . Brazilian Foreign Policy: A tale of several voices?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

46.
PINHEIRO, L.. Brazil´s 2006 Presidential Elections - Brazilian Foreign Policy in the 2006 Election. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

47.
PINHEIRO, L.. Sistema Internacional, Multilateralismo e Política Externa Contemporânea. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
PINHEIRO, L.. A Construção Social da Identidade Internacional do Brasil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

49.
PINHEIRO, L.. A Campanha da Nacionalização e a Política Externa Brasileira. 2005. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

50.
PINHEIRO, L.. A política externa do governo militar em perspectiva. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

51.
PINHEIRO, L.. Eram os diplomatas, analistas ?. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

52.
PINHEIRO, L.. Os Véus da Transparência: política externa e democracia no Brasil. 2002. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

53.
PINHEIRO, L.. Internacionalização, Estruturas Políticas Domésticas e Política Externa no Brasil e no Chile. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

54.
PINHEIRO, L.. As relações internacionais do Brasil: tendências e perspectivas. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

55.
PINHEIRO, L.. As Políticas Exteriores do Brasil e da Espanha: notas sobre os efeitos da transição democrática. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

56.
PINHEIRO, L.. A Política Externa Brasileira na Virada do Milênio. 1999. (Apresentação de Trabalho/Outra).

57.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Internationalization, Democracy and Foreign Policy. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

58.
PINHEIRO, L.. Processos Domésticos e Política Externa: idéias e interesses em seu devido lugar. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

59.
PINHEIRO, L.. A Política Externa no Plano Doméstico e a Política Doméstica no Plano Internacional - distinções e superposições do processo decisório. 1998. (Apresentação de Trabalho/Outra).

60.
PINHEIRO, L.. Relações Hemisféricas e Política Regional: uma disputa Mercosul-UE?. 1998. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

61.
PINHEIRO, L.. Inter-American Policy Coordination to Prevent and Punish Acts of Terrorism. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

62.
PINHEIRO, L.. Novos Condicionantes da Política Externa: reformulando peguntas e buscando respostas para o caso brasileiro. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

63.
PINHEIRO, L.. O reconhecimento da independência de Angola pelo Brasil - uma análise do processo de decisão. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

64.
PINHEIRO, L.. A inserção do Brasil no atual cenário internacional. 1996. (Apresentação de Trabalho/Outra).

65.
PINHEIRO, L.. O Brasil e as Malvinas/Falklands em tempos de autoritarismo e democracia. 1996. (Apresentação de Trabalho/Outra).

66.
PINHEIRO, L.. O Reconhecimento da Independencia de Angola pelo Brasil - uma análise do processo de decisão. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

67.
PINHEIRO, L.. A Nova Ordem em Busca de Direitos e Deveres (presidente de mesa). 1995. (Apresentação de Trabalho/Outra).

68.
PINHEIRO, L.. A Evolução da Política Externa Brasileira, 1988 - Malvinas, um estudo de caso. 1988. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

69.
PINHEIRO, L.. A Politica Africana do Brasil. 1987. (Apresentação de Trabalho/Outra).

70.
PINHEIRO, L.. O Brasil e a Descolonização Africana, 1956-1960. 1986. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

71.
PINHEIRO, L.. A Omissão Pragmática - a diplomacia brasileira na guerra das Malvinas. 1985. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
PINHEIRO, L.. Prefácio do Livro O Brasil depois da Guerra Fira, de autoria de Arthur Ituassu. Rio de Janeiro, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
PINHEIRO, L.. Apresentação do livro RELAÇÕES EXTERIORES DO BRASIL 1939-1950, de Gerson Moura. Brasilia: FUNAG, 2012 (Apresentação do livro RELAÇÕES EXTERIORES DO BRASIL 1939-1950, de Gerson Moura).

3.
PINHEIRO, L.. Orelha de livro O Brasil e a Segunda Guerra Mundial - História de um envolvimento forçado. Rio de Janeiro: Editora PUC -Rio, 2002 (Orelha de livro O Brasil e a Segunda Guerra Mundial - História de um envolvimento forçado).

4.
PINHEIRO, L.; CPDOC ; OUTROS . A Era Vargas - 1o Tempo 1996 (cd-rom).

5.
PINHEIRO, L.; SILVA, A. M. E. . Diplomacia em Alto Mar. Rio de Janeiro: Ed.Fundação Getúlio Vargas, 1994 (Notas de livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
PINHEIRO, LETICIA. CNPq - Bolsas no Exterior - Pós Doutorado no Exterior - PDE. 2018.

2.
PINHEIRO, LETICIA. CNPq - Doutorado Sanduíche no Exterior. 2018.

Trabalhos técnicos
1.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer a manuscrito apresentado a Lua Nova - Revista de Cultura e Politica_2018. 2018.

2.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer a manuscrito apresentado a Dados - Revista de Ciencias Sociais_2018. 2018.

3.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer a Solictação de Bolsa de Mestrado a FAPESP_2018. 2018.

4.
PINHEIRO, LETICIA. CNPq - Bolsas no Exterior - Pós Doutorado no Exterior - PDE. 2018.

5.
PINHEIRO, L.. Parecer a manuscrito apresentado a Revista Colombia Internacional. 2017.

6.
PINHEIRO, L.. Parecer a Solicitação de Auxílio à Pesquisa encaminhado a FAPESP. 2017.

7.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer para a ChamadaCNPqNº 12/2017 - Bolsas de Produtividade emPesquisa - PQ. 2017.

8.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer Chamada nº 06/2017 - PEC/PG - Bolsa de Pós- graduação - Doutorado (GD). 2017.

9.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer Doutorado Sanduíche - SWE CNPq 2017. 2017.

10.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer a pedido de Pós-doutorado Sênior - PDS / CNPq 2017. 2017.

11.
PINHEIRO, LETICIA. Parecer a solicitação de bolsa de Mestrado a FAPESP. 2017.

12.
PINHEIRO, L.. Parecer a manuscrito apresentado a Revista do Serviço Publico para publicação. 2017.

13.
PINHEIRO, L.. Diplomacy & Satecraft. 2016.

14.
PINHEIRO, L.. CNPq - Apoio a Projetos de Pesquisa - Universal 01/2016. 2016.

15.
PINHEIRO, L.. CNPq - Apoio a Projetos de Pesquisa - Universal 01/2016. 2016.

16.
PINHEIRO, L.. CNPq - Apoio a Projetos de Pesquisa - Universal 01/2016. 2016.

17.
PINHEIRO, L.. CNPq - Apoio a Projetos de Pesquisa - Universal 01/2016. 2016.

18.
PINHEIRO, L.. Seminario do Altas da Politica Brasileira de Defesa. 2016.

19.
PINHEIRO, L.. Fapesp. 2016.

20.
PINHEIRO, L.. Editora Fiocruz. 2015.

21.
PINHEIRO, L.. Dados - Revista de Ciencias Sociais. 2015.

22.
PINHEIRO, L.. Civitas - Revista de Ciencias Sociais. 2015.

23.
PINHEIRO, L.. IPEA. 2015.

24.
PINHEIRO, L.. Brazilian Political Science Review. 2015.

25.
PINHEIRO, L.. Canada´s Journal of Global Policy Analysis. 2015.

26.
PINHEIRO, L.. CNPq. 2015.

27.
PINHEIRO, L.. Bulletin of Latin American Research. 2015.

28.
PINHEIRO, L.. CAPES. 2015.

29.
PINHEIRO, L.. Contexto Internacional. 2015.

30.
PINHEIRO, L.. FAPESP. 2015.

31.
PINHEIRO, L.. International Journal. 2015.

32.
PINHEIRO, L.. Revista Brasileira de Política Internacional. 2015.

33.
PINHEIRO, L.. SAÚDE E RELAÇÕES INTERNACIONAIS: POLÍTICA EXTERNA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM SAÚDE. 2015.

34.
PINHEIRO, L.. \CNPq Bolsa de Produtividade em Pesquisa 2012/2015) Edital PQ 10/2011-Produtividade em Pesquisa - PQ ? 2011. 2015.

35.
PINHEIRO, L.. Da Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento à Cooperação Sul-Sul ? Diplomacia e Saúde na construção da norma de cooperação horizontal para o desenvolvimento. 2015.

36.
PINHEIRO, L.. Diplomacia e Saúde na formulação e implementação da Política Brasileira de Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento. 2015.

37.
PINHEIRO, L.. Avaliação de Recursos no Comitê de Ciência Política e Relações Internacionais da CAPES. 2010.

38.
PINHEIRO, L.. Avaliação de Recursos no Comitê de Ciência Política e Relações Internacionais da CAPES. 2007.

39.
PINHEIRO, L.. Brazilian Political Science Review. 2006.

40.
PINHEIRO, L.. FAPERJ. 2006.

41.
PINHEIRO, L.. BIB - Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais. 2006.

42.
PINHEIRO, L.. CNPq. 2001.

43.
PINHEIRO, L.. Brasil, Chile e Espanha: Política Externa e Transição Democrática em Perspectiva Comparada. 2000.

44.
PINHEIRO, L.. Processamento de Demandas e Padrões de Alocação de Recursos na Formulação da Política Externa Brasileira. 2000.

45.
PINHEIRO, L.; HURRELL, A. . Globalization, State Power and INternational Institutions: Brazil in a new Age of Dependency. 1999.

46.
PINHEIRO, L.. FAPESP. 1997.

47.
PINHEIRO, L.. CAPES. 1997.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
PINHEIRO, L.. Maior desafio é reconhecer setor externo como política pública. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
PINHEIRO, L.. Canal de Notícias. 2004. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
PINHEIRO, L.. Notícias CBN. 2001. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
PINHEIRO, L.. Bom Dia com Notícias. 1999. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
PINHEIRO, L.. Entrevista. 1998. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
PINHEIRO, L.. Entrevista. 1996. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Carta Capital / Blog do GR-RI [on-line].. 2016; Tema: Itamaraty e o impeachment: equidistância pragmática?. (Blog).

2.
PINHEIRO, L.. Nucleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa. 2016; Tema: Processo decisório de política externa de países do Sul geopolítico. (Site).

3.
LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . Observatorio Politico Sul Americano. 2016; Tema: Politica interna e externa dos países da America do Sul. (Site).

4.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; MILANI, C. . Interim Research Note on Brazil´s foreign policy: presenting the concept of graduation dilemma. 2016; Tema: Política Externa Brasileira. (Blog).

5.
PINHEIRO, L.; MILANI, C. ; HOCHMAN, G. ; VIEIRA, M. A. M. C. ; SARAIVA, M. G. ; SALOMON, M. ; VEDOVELI, P. . Agendas e Atores de Política Externa. 2008; Tema: Politica Externa - formulação e conteúdo. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
MILANI, C. ; PINHEIRO, L. ; LIMA, M. R. S. . Interim Research Note on Brazil´s Foreign Policy; presenting the concept of graduation diilema. 2016. (Relatório de pesquisa).

2.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
PINHEIRO, L.. Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia da Saúde. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
PINHEIRO, L.. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da USP. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
PINHEIRO, L.. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da USP. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
PINHEIRO, L.. Relações Internacionais Contemporâneas - Atores e Processos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
PINHEIRO, L.. Relações Internacionais Contemporâneas - Atores e Processos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G. . Brazilian Political Science Review. 2010. (Editoração/Periódico).

9.
PINHEIRO, L.. As Relações Internacionais Contemporâneas - Atores e Processos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G. . Brazilian Political Science Review. 2009. (Editoração/Periódico).

11.
PINHEIRO, L.. CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE GLOBAL E DIPLOMACIA DA SAÚDE. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

12.
PINHEIRO, L.. Curso de Especialização em Relações Internacionais. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G. . Brazilian Political Science Review. 2008. (Editoração/Periódico).

14.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G. . Brazilian Political Science Review. 2007. (Editoração/Periódico).

15.
FIGUEIREDO, M. ; PINHEIRO, L. . Brazilian Political Science Review. 2006. (Editoração/Periódico).

16.
PINHEIRO, L.. Walt Disney and El Grupo. 2006. (Entrevista).

17.
PINHEIRO, L.; SOARES, J. C. B. . Sem Medo da Diplomacia. 2006. (Comentarista).

18.
ALMEIDA, M. H. T. ; PINHEIRO, L. ; FERES, J. . Associação Brasileira de Ciência Política. 2006. (Secretaria Executiva).

19.
PINHEIRO, L.. Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional - O Brasil no Mundo que vem aí. 2006. (Assistente).

20.
PINHEIRO, L.. Curso de Pós-Graduação Lato-sensu em Relações Internacionais. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

21.
PINHEIRO, L.; DAUDELIN, J. ; OLIVEIRA, A. J. . Coalizões e Multilateralismo: perspectivas da cooperação sul-sul (debatedora). 2005. (Comentarista).

22.
PINHEIRO, L.. A Construção da Identidade Internacional do Brasil. 2004. .

23.
PINHEIRO, L.. Cronologia de Relações Internacionais e Política Externa Brasileira. 2004. (Cronologia).

24.
PINHEIRO, L.. A 2a Guerra e a Nova Ordem Internacional. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
PINHEIRO, L.. Continuidade e ruptura na política externa brasileira no processo de transição para a democracia. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

26.
PINHEIRO, L.. A política externa brasileira pós-64. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
PINHEIRO, L.. Economia e Relações Internacionais (debatedora). 1998. (debatedora).

28.
PINHEIRO, L.. A 2a Guerra e a Nova Ordem Internacional. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

29.
PINHEIRO, L.. A 2a Guerra e a Nova Ordem Internacional. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

30.
PINHEIRO, L.. A Política Externa Brasileira no pós-64. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
PINHEIRO, L.. A Política Externa do Segundo Governo Vargas. 2004 (site) .

2.
PINHEIRO, L.. Trajetória Jango: a política externa independente. 2003 (site) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GOMES, E.; LEOPOLDI, M. A.; PINHEIRO, LETICIA. Participação em banca de Talita Anunciação da Silva Gomes. A Nova Rota da Seda do início do Século XXI: uma "Grande Estratégia" de coordenação interna e externa da China. 2018. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
PINHEIRO, LETICIA; VELASCO JUNIOR, P. A. M.; FONSECA JR., G.; SARAIVA, M. G.. Participação em banca de Ariane Costa dos Santos. Brasil e Argentina em Perspectiva: uma análise da relação de Buenos Aires com Washington no pós-Guerra Fria e o "Fator Brasil". 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
PINHEIRO, L.; LEHMANN, K. E.; GEYER, R.. Participação em banca de Victor Oliveira Tibau. Brazilian Foreign Policy in the 21st Century (2005-2015)/Política Externa Brasileira no século XXI: uma análise a partir da Teoria da Complexidade. 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Instituto de Relações Internacionais da USP.

4.
PINHEIRO, L.; COSTA, N. R.; CAMARGO JUNIOR, K. R.; MACHADO, C. V.; MATTA, G. C.. Participação em banca de Analice Pinto Braga. Cooperação Internacional em Saúde: a atuação do Ministério da Saúde do Brasil de 2003 a 2014. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

5.
PINHEIRO, LETÍCIA; SABOURIN, E.; AVILA, M.. Participação em banca de Marcos Aurelio Lopes Filho. Compras locais como fator de desenvolvimento rural: a experiencia da cooperação brasileira no Haiti. 2017. Dissertação (Mestrado em MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL) - Universidade de Brasília.

6.
PINHEIRO, L.; LOPES, D. E. B.; ANASTASIA, M. F. J.. Participação em banca de Aurelia Nicolau do Carmo Teixeira Neves. O consenso sobre a noção de 'Equidistância Pragmática' e a política de desenvolvimento de Vargas (1935-1942). 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

7.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M.; CASTELAN., D. R.; VOIGT, M. R.. Participação em banca de LEANDRO WOLPERT DOS SANTOS. MUDANÇAS NA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA EM RELAÇÃO AOS ESTADOS UNIDOS NO INÍCIO DO SÉCULO XXI: Da Acomodação ao Balanceamento Brando.. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

8.
PINHEIRO, L.; MILANI, C.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Leonildes Nazar Chaves. Para além do Terminus - entre a política, a academia e o diplomata intelectual: a construção socio-histórica da Análise de Política Externa no Brasil (1954-1974). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

9.
PINHEIRO, L.; KENKEL, K.; MULLER, A. E. S. G.; PEREIRA JUNIOR, A. O.. Participação em banca de Thauan dos Santos. Integração Energética da América do Sul: desdobramentos do desenvolvimento institucional. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10.
PINHEIRO, L.; ONUKI, J.; SCHOR, A.. Participação em banca de Tomé Fernando Bambo. Cooperação Sul-Sul: o acordo Brasil-Moçambique na área de biocombustíveis. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Instituto de Relações Internacionais da USP.

11.
PINHEIRO, L.; ALMEIDA, C.; PENNA FILHO, P.. Participação em banca de Alejandra Carillo Roa. A Agenda da Cooperação Sul-Sul em Saúde do Fórum IBAS - India. Brasil e Africa do Sul. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

12.
PINHEIRO, L.; PIRES-ALVES, F.; ALMEIDA, C.; SARAIVA, M. G.. Participação em banca de Tayná Marques Torres Barboza. A saúde na agenda da política externa brasileira nos governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010). 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

13.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; SARAIVA, M. G.. Participação em banca de Felipe Leal Ribeiro de Albuquerque. Atores e agendas da política externa brasileira para a África e a instrumentalização da cooperação em segurança alimentar (2003-2010). 2013. Dissertação (Mestrado em Progrma de Pós-Graduação em Relações Internacionai) - Progrma de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UERJ.

14.
MILANI, C.; PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Laura Elizabeth Tulchin. Brazi´s New Footing on the International Stage: Roles, Recognition, Status and Identity and teh case of the G-20. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ.

15.
PINHEIRO, L.; LAUS, S.; LINS, H.. Participação em banca de Karlla Zanesco. As Universidades como novos atores da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento: o caso do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

16.
PINHEIRO, L.; MOULIN, C.; POVOA, H.. Participação em banca de Jessica Ausier da Costa. Fronteiras, Migração e Identidade: o fenômeno brasiguaio. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
PINHEIRO, L.; LESSA, A. C.; LYNCH, C.. Participação em banca de Elizeu Santiago Tavares de Sousa. Agencia, Estrutura, Cognição: O Pensamento Internacional de Joaquim Nabuco e Oliveira Lima. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

18.
CAMPOS, T. L. C.; VADELL, J. A.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Luis Alejandro Araque Botero. O Desenvolvimento Econômico e Social como Bem Público Regional: Análise do Processo de Construção da Integração Física Sul-Americana. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

19.
PINHEIRO, L.; PEIXOTO, A. C. F. P.; GONCALVES, W.. Participação em banca de Guilherme Mello Graça. O Legado do Pensamento de San Tiago Dantas e de Araújo Castro. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

20.
PINHEIRO, L.; PEIXOTO, A. C. F. P.; SARAIVA, M. G.. Participação em banca de Paula Gomes Moreira. Análise do Processo Decisório de Política Externa Brasileira para a Amazônia: imperativos, atores e políticas (1964-2002). 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

21.
PINHEIRO, L.; FONSECA JR., G.; PEIXOTO, A. C. F. P.; SARAIVA, M. G.. Participação em banca de Luisa Santos Guedes Pereira. Da espera à ousadia: o papel das ideias no pleito pelo assento permanente no Conselho de Segurança da ONU nos governos Cardoso e Lual. 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

22.
PINHEIRO, L.; DERGHOUGASSIAN, K.; BOUZAS, R.. Participação em banca de Raquel Magalhães Neiva Santos. Petrobrás en la Politica Exterior del Gobierno de Lula: una mirada desde la Economia Politica Internacional. 2010. Dissertação (Mestrado em Relaciones y Negociaciones Inernacionales) - Universidad de San Andrés.

23.
PINHEIRO, L.; DINIZ, E. P. L.; LOPES, L. A.; DULCI, O. S.. Participação em banca de Carolina Dantas Nogueira. A cultura de segurança nacional japonesa: entendimentos acerca do posicionamento japonês no sistema internacional durante a Guerra Fria. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

24.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; GUIMARAES, C.. Participação em banca de Tatiana dos Santos Oliveira. O Político como Ação Comunicativa: Os Direitos Humanos Econômicos e Sociais sob a perspectiva da Justiça Internacional. 2010 - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

25.
PINHEIRO, L.; ALVES, W. C.; CABRAL, S.. Participação em banca de Suellen Borges de Lannes. O Batalhão Suez e a Política Externa de JK: um caso de alinhamento ?. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

26.
PINHEIRO, L.; VALADAO, M. I.; SANTOS, M. H. C.. Participação em banca de Eizen Wanderley Monteiro. Democracia e Política Externa (1979-1992): um estudo exploratório. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

27.
PINHEIRO, L.; VILLA, R. D.; ALMEIDA, M. H. T.. Participação em banca de Bruno Boti Bernardi. O processo de democratização e a política externa de direitos humanos: uma análise ao longo de duas décadas (1988-2006). 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

28.
LESSA, A. C.; PINHEIRO, L.; ROCHA, A. J. R.. Participação em banca de João Augusto Costa Vargas. Uma Esplêndida Tradição: João Augusto de Araujo Castro e a política exterior do Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

29.
FERNANDES, L. M.; LIMA, M. R. S.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Jean Marie Léon Degiron. "Os Impactos da Heterogeneidade e dos Antagonismos Internos na Conduta da Política Externa Brasileira: Um estudo do caso do Convênio de Pagamentos e Créditos Recíprocos (CCR) da Associação Latino-americana de Integração (ALADI)". 2008. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

30.
PINHEIRO, L.; ALVES, W. C.; HEYE, T. F.. Participação em banca de Paulo Roberto Rodrigues Pimentel. O Conflito das Malvinas sob o olhar realista. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

31.
PINHEIRO, L.; TEIXEIRA, F. C.; ZEHBIT, A.; MUNHOZ, S.. Participação em banca de Jorge Luiz Pereira Ferrer. A problemática das relações internacionais e seu impacto na Argentina, Brasil e Chile durante a Segunda Guerra Mundial (1938-1943). 2007. Dissertação (Mestrado em História Comparada) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

32.
PINHEIRO, L.; PAROLA, A. G. L.; MORAES, E. J.. Participação em banca de Wagner de Andrade Alves. Diplomacia Cultural: desenvolvimentos conceituais, axiológicos e estratégicos no após-Guerra Fria. 2006. Dissertação (Mestrado em Instituto Rio Branco Diplomafia) - Instituto Rio Branco.

33.
LIMA, M. R. S.; PINHEIRO, L.; SANTOS, F.. Participação em banca de Cristina Vieira Machado Alexandre. O Congresso e a Política Externa Brasileira. 2006. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

34.
PINHEIRO, L.; BAHADIAN, A. G.; SABOIA, G. V.; GUIMARAES, L. F. M. S.; MACHADO, V. L. B. C.; SANTOS, E.. Participação em banca de João da Silva. Diplomacia Pública: conceitos e sugestões para a promoção da imagem do Brasil no exterior. 2006. Dissertação (Mestrado em Instituto Rio Branco Diplomafia) - Instituto Rio Branco.

35.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; VALADAO, M. I.. Participação em banca de Sylvia Ferreira Marques. A imagem internacional do Brasil no governo Cardoso (1995-2002). 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

36.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica; MESSARI, Nizar. Participação em banca de Marcos Celso Alves. Um mandato para a Paz - o caso da negociação entre o governo Andrés Pastrana e as FARC (1998-2002). 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

37.
PINHEIRO, L.; GUEDES, A. L.; RUEDIGER, M. A.. Participação em banca de Ronaldo Guimarães Gueraldi. A Aplicação do conceito de poder brando (soft power) na política externa brasileira. 2005. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getúlio Vargas.

38.
PINHEIRO, L.; VALADAO, M. I.. Participação em banca de Breno Hermann. O Brasil e a Lei da Propriedade Industrial. 2004. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

39.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica; MESSARI, Nizar. Participação em banca de Barbara Sampaio Vieria Duarte. O comportamento do mediador no conflito árabe-isralense. 2003. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

40.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Claudia Lamarca. A Política Externa Australiana para o Timor Leste (1975-1999). 2003. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

41.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Any Correia Freitas. A Corte Interamericana de Direitos Humanos: instrumento ou ator ?. 2003. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

42.
PINHEIRO, L.; PEREIRA, J. M. N.; ALIMONDA, H.. Participação em banca de Rodrigo de Souza Pain. A inserção do Brasil na independência e no desenvolvimento da República Popular de Angola (1975/1986) - um caso de cooperação entre países em desenvolvimento. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

43.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; SANTOS, F.. Participação em banca de João Augusto de Castro Neves. Participação do Poder Legislativo na Política Externa Brasileira: o Caso do Mercosul. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia)) - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.

44.
PINHEIRO, L.; SANTOS, M. H. C.; VALADAO, M. I.; CERVO, A.. Participação em banca de Susan Elizabeth Martins Cesar. O Congresso Nacional e a Política Externa Brasileira. 2002. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

45.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Gabriela Maria de Medeiros Resende. Rio 92, Quioto e Haia: Estudo do aquecimento global e das mudanças climáticas sob a perspectiva das Relações Internacionais. 2002. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

46.
PINHEIRO, L.; CERVO, A.; SANTOS, N. B.. Participação em banca de Carlos Ricardo Caichiolo. Relações Brasil-China: do período quente da Guerra Fria à abertura da China ao Ocidente. 2001. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

47.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; HERZ, Monica. Participação em banca de Lauro Parente Rodrigues de Almeida. As Relações entre Estados Unidos e Cuba no primeiro governo Clinton: a influência da comunidade cubano-americana. 2001. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

48.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Viviane da Silva Simões. A Política Externa de Segurança do governo Collor de Mello. 2001. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

49.
PINHEIRO, L.; PAMPLONA, M. A.. Participação em banca de Arthur Cézar de Araújo Ituassu. Tradição e Política Externa Americana, de 1898 a 1917 - uma discussão sobre idéias e política. 2000. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

50.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica; FERNANDES, L. M.. Participação em banca de Ricardo da Silva Gomes. As políticas cafeeiras de Brasil e Colômbia: comportamentos opostos diante das grandes transformações mundiais no início dos anos 90. 2000. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

51.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Liana Araújo Lopes. A Política Externa Israelense em relação às negociações de paz com a Organização para Libertação da Palestina nos anos noventa. 2000. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

52.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Gustavo Sénéchal de Goffredo Júnior. Tradição, Normas e a Política Externa Brasileira para os direitos humanos. 2000. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

53.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Helton Reginaldo Presto Santana. Área de Livre Comércio das Américas (ALCA): determinantes domésticos e política externa brasileira. 2000. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

54.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Ronize Aline de Matos. Reforma da UNESCO no pós-guerra fria. 1999. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

55.
PINHEIRO, L.; SENECHAL, G. G.. Participação em banca de Maria Eulália do Carmo Ferreira. Cooperação Internacional e Política Ambiental: controle de poluição do mar, 1973-1979. 1998. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

56.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Flavia Grumbach Mendonça. As intervenções da ONU sob a perspectiva oficial brasileira; uma comparação entre os governos Collor e FHC. 1998. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

57.
PINHEIRO, L.; GOMES, E.; SILVA, A. A.. Participação em banca de Joana D´Arc Fernandes Ferraz. A Experiência do Itamaraty de 84 a 96: entre a tradição e a mudança. 1998. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

58.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Luciane Jardim Albertani. Regime Político e Política Externa na trajetória das relações Brasil-Argentina. 1998. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

59.
PINHEIRO, L.; MEDEIROS, L.. Participação em banca de Renata Cesar de Oliveira. A Trajetória de João Neves da Fontoura (1943 a 1953): percepção, formulação e ação em política externa. 1998. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

60.
PINHEIRO, L.. Participação em banca de Patricia Vasconcelos Cavalcanti Marotta. A Questão Trabalhista no Mercosul e o Posicionamento da Central Unica dos Trabalhadores (CUT-Brasil) neste contexto. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

61.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Luciana de Assis Maueler. A Negociação da dívida externa brasileira, 1990/1994: uma análise sob o enfoque dos jogos em dois níveis. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

62.
PINHEIRO, L.; PAMPLONA, M. A.. Participação em banca de André de Mello e Souza. Desenvolvimento e Etnocentrismo: a política externa dos Estados Unidos para a América Latina (1958-1968). 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

63.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de José Maria Arbilla. A diplomacia das idéias: a política da renovação conceitual da política externa na Argentina e no Brasil (19989-1994). 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

64.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Fatima Vianna Mello. ONGs no sistema internacional: uma discussão à luz da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

65.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Alexandre Dias de Almeida. O Problema do Nível de Análise Reexaminado: o realismo estrutural e a síntese integrativa. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

66.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica. Participação em banca de Maria Cristina Ferraz Alves. Análise Cognitiva da Diplomacia Nuclear Brasileira no Cone Sul no início da década de 80. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

67.
PINHEIRO, L.; SENECHAL, G. G.. Participação em banca de Simone Rocha Valente Pinto. As Nações Unidas e a Intervenção Humanitária no pós-guerra fria: aspectos jurídicos. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

68.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Luis Eduardo Barros Galvão. Soberania, Natureza e Segurança Nacional: um estudo sobre a política externa brasileira para o meio ambiente. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

69.
PINHEIRO, L.; HERZ, Monica; PAMPLONA, M. A.. Participação em banca de Vanessa Gaudio Rezende. A Democracia Liberal e a formação da imagem americana da Europa Ocidental. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

70.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Flavio Abrão Paes Leme. Convergências das Políticas Externas do Brasil e de Cuba para a crise centro-americana. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; BOSCHI, R.; CEPEDA, V.; GAITAN, F.. Participação em banca de Andrea Oliveira Ribeiro. Desenvolvimento e Coalizões no Pós-neoliberalismo: os casos do Brasil e Argentina (2003-2014). 2018. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

2.
MILANI, C.; LIMA, M. R. S.; PINHEIRO, L.; VIZENTINI, P.; SANTOURO, M.. Participação em banca de Pablo de Rezende Saturnino Braga. Potencias regionais por uma nova ordem? A política externa de Brasil e Africa do Sul no campo dos direitos humanos. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

3.
LIMA, M. R. S.; TONI, A.; SANTOURO, M.; PINHEIRO, L.; SILVA, O.. Participação em banca de Vanessa Rodrigues de Macedo. Transparencia: uma agenda da sociedade ou de governo?. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

4.
PINHEIRO, LETICIA; ALENCAR, J. A.; RAPOSO, E. V.; CARVALHO, R. E. I.; LIMA NETO, F. C.. Participação em banca de Marcelo Viana Estevão de Moraes. A Construção Saquarema da América do Sul: o Brasil, a Unasul e a integração regional. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

5.
PINHEIRO, L.; ONUKI, J.; LOTTA, G.; CARNEIRO, C. A. L.; VEIGA, J. P. C.. Participação em banca de Maria Isabel Meunier Ferraz. O estado incremental: ação e interação do executivo na política migratória brasileira. 2017. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Instituto de Relações Internacionais da USP.

6.
PINHEIRO, L.; FONTAINHA, F.; MEDEIROS, S.; HOLLANDA, C. B.; BEZERRA, G. A. N.. Participação em banca de Wilsimara Almeida Barreto Camacho. O Aproveitamento Hidrelétrico de Belo Monte: do regime militar a democracia. 2017. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

7.
PINHEIRO, L.; CRUZ, S. V. E.; ONUKI, J.; REIS, R. R.; LOUREIRO, F. P.. Participação em banca de Kjeld Jakobsen. Analise de Política Externa Brasileira:continuidades, mudanças e rupturas no governo Lula. 2016. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Instituto de Relações Internacionais da USP.

8.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; MILANI, C.. Participação em banca de Ana Amelia Campos Toni. Tensoes e dinamicas Norte-Sul da Sociedade civil Global. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ.

9.
PINHEIRO, L.; SARAIVA, M. G.; SARTI, I.; PEREIRA, F.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Regina Barbosa Kfuri. O Mercosul e o regionalismo multifacetado na América do Sul. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

10.
PINHEIRO, L.; MULLER, A. E. S. G.; MILANI, C.; LIMA, M. R. S.; ABDENUR, A.. Participação em banca de Francisco Carlos Antonio da Conceição. Implicações Políticas da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento de Moçambique: a Solidariedade Socialista, a Trajetória Tradicional do Norte e a Experiência Emergente do Sul (1975-2013). 2015. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

11.
PINHEIRO, L.; MAIA, J. M. E.; HOLLANDA, B. B. B.; ROCHA, A. L. M.; GOLDFELD, M. S.. Participação em banca de Clarice Cristine Ferreira Menezes. Representações Identitárias e Projeção Internacional: a diplomacia cultural brasileira (2003-2009). 2015. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Centro de Documentação de História Contemporanea do Brasil da FGV.

12.
PINHEIRO, L.; GUIMARAES, C.; LIMA, M. R. S.; SARAIVA, M. G.; VILLA, R. D.. Participação em banca de Bárbara Gomes Lamas. Em busca do Desenvolvimento: o papel dos Ministérios das Relações Exteriores na Argentina e no Brasil na década de 1990. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Políticos e Sociais.

13.
PINHEIRO, L.; KICKBUSCH, I.; DUPONT, C.. Participação em banca de Miriam Faid. The Relationship of Foreign Policy and (Global) Health in South-South Health Cooperation - an exploratory case study of Brazil´s Bilateral Technical Health Cooperation in Mozambique. 2013. Tese (Doutorado em Global Health) - Graduate Institute of International and Development Studies.

14.
PINHEIRO, L.; MILANI, C.; LIMA, M. R. S.; SARAIVA, J. F. S.. Participação em banca de Iara Costa Leite. O envolvimento da Embrapa e do Senai na Cooperação Sul-Sul: da indução à busca pela retroalimentação. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

15.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G.; CUETO, M.; SANTOS, L. A. C.. Participação em banca de Rodrigo Cesar da Silva Magalhães. A Campanha Continental para a erradicação do Aedes aegypti da OPAS e a Cooperação Internacional em Saude nas Americas (1918-1968). 2013. Tese (Doutorado em pÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DAS CIÊNCIA E DA SAÚDE) - Fundação Oswaldo Cruz.

16.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G.; SA, M. R.; KROPF, S. P.; Costa, Dilma Fatima A. C.. Participação em banca de Vivian da Silva Cunha. Centro Internacional de Leprologia: ciência, saúde e cooperação internacional no Brasil do entre guerras (1923-1939). 2011. Tese (Doutorado em pÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DAS CIÊNCIA E DA SAÚDE) - Fundação Oswaldo Cruz.

17.
PINHEIRO, L.; FERNANDES, L. M.; LIMA, M. R. S.; DAVILA, J.; GOMEZ, J. M.. Participação em banca de Carlos Mauricio Pires e Albuquerque Ardissone. Ideias, Instituições e Lideranças na Política Brasileira de Propriedade Intelectual: uma abordagem comparada dos Governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva (1995-2010). 2011. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

18.
PINHEIRO, L.; Maio, Marcos Chor; HOCHMAN, G.; CUETO, M.; Teixeira, L.A.. Participação em banca de Fernando Antonio Pires Alves. Cooperação Interamericana em Saúde na Era do Desenvolvimento: informação científica e tecnologias educacionais na formação de recuros humanos (1963-1983). 2011. Tese (Doutorado em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz.

19.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; GUIMARAES, C.; JASMIM, M.; ROCHA, A. J. R.. Participação em banca de Dawisson Belém Lopes. ?Da Razão de Estado ao Republicanismo Mitigado - A plausibilidade de uma política externa democraticamente orientada no Brasil contemporâneo?. 2010 - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

20.
PINHEIRO, L.; SARAIVA, M. G.; LECHINI, G.; LENGYEL, M.. Participação em banca de Marcia Maro. El papel de Itamaraty en el Reconocimiento de la Independencia de Angola y del Gobierono del MPLA. 2009. Tese (Doutorado em Programa de Doutorado en Ciencias Sociales) - Facultad Latino Americana de Ciencias Sociales - Buenos Aires.

21.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; FERNANDES, L. M.; SPEKTOR, M.; HABERT, A. B.; OLIVEIRA, I. A. R.. Participação em banca de Arthur Ituassu. 1989, um país de cabeça para baixo O Brasil e a economia mundial no ano da virada - uma análise de representações midiatizadas. 2008. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

22.
PINHEIRO, L.. Participação em banca de Renato da Silva. Malária e Desenvolvimento: a saúde públicano governo JK (1956-1961). 2008. Tese (Doutorado em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz.

23.
FERES, J.; LIMA, M. R. S.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Luiz Daniel Jatobá França. A Construção da Política Externa: Argentina e Brasil em Perspectiva Comparada (1989-2002). 2007. Tese (Doutorado em Doutorado) - Instituto Universitário de Pesquisas do RJ/TEC.

24.
VALADAO, M. I.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Andréia Freire de Lucena. Cooperar ou não cooperar, eis a questão: a OMC, o Brasil e o contencioso Embraer-Bombardier. 2006. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

25.
PINHEIRO, L.; GUIMARAES, C.; LIMA, M. R. S.; VIGEVANI, T.. Participação em banca de Vágner Camilo Alves. Dos Apeninos à Coréia: o processo decisório da participação militar brasileira em dois tempos. 2005. Tese (Doutorado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia)) - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.

26.
PINHEIRO, L.; PROENÇA JÚNIOR, D.; BARTHOLO, R. S.; LIMA, M. R. S.; CEPIK, M. A.; GOMES, M. G. F. M.. Participação em banca de Eugenio Pacelli Lazzarotti Diniz Costa. Clausewitz, o balanço ataque-defesa e a teoria das relações internacionais. 2002. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
PINHEIRO, LETICIA; MILANI, C.; TONI, A.. Participação em banca de Leonildes Nazar Chaves. Governança Climática e Cooperação Internacional no Brasil: trajetórias, (des)continuidades, conflitos e perspectivas (1992-2015). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em CIÊNCIA POLÍTICA) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; FONSECA JR., G.. Participação em banca de Mariann Restum Antonio de Albuquerque. Potencias Médias Emergentes e Uso da Força: comportamento de Brasil e India no Conselho de Segurança das Nações Unidas (1946-2012). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

3.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; CEPIK, M. A.. Participação em banca de Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves. Entre convergências e tensões: política externa e política de defesa no Brasil e na Colombia. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

4.
PINHEIRO, L.; MILANI, C.; FRATUCCI, A. C.. Participação em banca de Roberta Leal Raye. Turismo e Política Externa Brasileira: uma estratégia de soft power e de desenvolvimento econômico para o Brasil.. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

5.
LYNCH, C.; LOPES, D. E. B.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de João Henrique Catraio Monteiro Aguiar. Harmonia na Transição: sustentação de mudança paradigmática no período da Política Externa Independente (1961-1964).. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

6.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; MILANI, C.. Participação em banca de Leticia Tostes Freitas de Oliveira Afonso Ortega. A Política Nuclear Brasileira entre 1988 e 2010: a redefinição do papel da energia nuclear na Política Externa e na Política de Defesa. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

7.
PINHEIRO, L.; VENTURA, D.; NUNES, J. L. G. R.. Participação em banca de Flavia Thedim Costa Bueno. Vigilancia e resposta em saúde no plano regional: o caso da febre do zika virus. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Global e Sustentabilidade) - Universidade de São Paulo.

8.
PINHEIRO, L.; RAPOSO, E. V.; CARVALHO, R. E. I.. Participação em banca de Marcelo Viana Estevão de Moraes. A construção saquarema da América do Sul - o Brasil, a Unasul e a Integração Regional. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

9.
PINHEIRO, L.; ONUKI, J.; MILANI, C.. Participação em banca de Adriana Mesquita Corrêa Bueno. Política Externa Brasileira e Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento - um exame da estratégia de cooperação sul-sul brasileira para o fortalecimento do setor cotonícola de países em desenvolvimento. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

10.
PINHEIRO, L.; MILANI, C.; FUSER, I.. Participação em banca de Renata Albuquerque Ribeiro. Política Externa e Energia: os projetos de cooperação em biocombustíveis na África nos anos Lula. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

11.
PINHEIRO, L.; SARAIVA, M. G.; YAMATO, R.. Participação em banca de Carolina de Oliveira Salgado. Praticas de cooperação: um estudo sobre as relações bilaterais entre o Brasil e a União Europeia a partir das perspectivas ideacional e normativa das Relações Internacionais. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; MILANI, C.. Participação em banca de Vanessa Rodrigues de Macedo. Causas e Origens da Transparencia - compreendendo a disseminação das Leis de Acesso à Informação no Brasil e no Mexico. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

13.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; MILANI, C.. Participação em banca de Magno Klein Silva. A agenda normativa da política externa de FHC e Lula. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ.

14.
PINHEIRO, L.; ALMEIDA, M. H. T.; ONUKI, J.. Participação em banca de Suhayla Mohamed Khalil Viana. A Cooperação para o Desenvolvimento Sul-Sul Brasileira e Chinesa entre os anos 1987 e 2010. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de São Paulo.

15.
PINHEIRO, L.; Maio, Marcos Chor; BENCHIMOL, J.. Participação em banca de Rodrigo Cesar da Silva Magalhães. Desenvolvimento e Cooperação Internacional em Saúde: a campanha continental para a erradicação do Aedes aegypti e seus impactos no Brasil (1947-1965). 2010. Exame de qualificação (Doutorando em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz.

16.
PINHEIRO, L.; GUIMARAES, C.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Iara Costa Leite. Entre a Solidariedade e os Interesses: a Cooperação Sul-Sul como instrumento de polítca externa. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia)) - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.

17.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G.; SA, M. R.. Participação em banca de Vivian da Silva Cunha. O Centro Internacional de Leprologia: Ciência, Saúde e Relações Internacionais no Brasil do entre Guerras (1923-1939). 2008. Exame de qualificação (Doutorando em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz.

18.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; GUIMARAES, C.. Participação em banca de Dawisson Belém Lopes. Da Razão de Estado ao Republicanismo Mitigado: Estudo sobre a Plausibilidade de uma Política Externa Democraticamente Orientada no Brasil Contemporâneo. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.

19.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.; FERNANDES, L. M.. Participação em banca de Carlos Maurício Pires e Alburquerque Ardissone. A Política Externa dos Governso FHC e Lula e a Inserção do Brasil no Regime de Propriedade Intelecutal do Acordo TRIPS: Uma Análise da Ação Internacaional do Instituto Nacional da Propriedade Industrial entre 1995 e 2009. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

20.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M.; LIMA, M. R. S.. Participação em banca de Dieto Santos Vieira de Jesus. Treze passos para o Juízo Final: a flexibilidade estratégica e a nova era d desarmamento nuclear dos EUA e da Rússia (2000-2005). 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

21.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G.; Maio, Marcos Chor. Participação em banca de Fernando Antonio Pires Alves. Cooperação Interamericana em Saúde na Era do Desenvolvimento: informação científica e tecnologias educacionais na formação de recursos humanos (1963-1983). 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Ciências da Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz.

Qualificações de Mestrado
1.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M.; PAGLIARI, G. C.. Participação em banca de LEANDRO WOLPERT DOS SANTOS. MUDANÇAS NAS POLÍTICAS EXTERNAS DE ARGENTINA E BRASIL NO INÍCIO DO SÉCULO XXI EM PERSPECTIVA COMPARADA. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
PINHEIRO, L.; SARAIVA, M. G.; VELASCO JUNIOR, P. A. M.. Participação em banca de Zimmer de Souza Bom Gomes. Diplomacia Presidencial e Política Externa: um estudo sobre o papel de Lula (2003-2010). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Progrma de Pós-Graduação em Relações Internacionai) - Progrma de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UERJ.

3.
PINHEIRO, L.; DARAUJO, M. C. S.. Participação em banca de Raduan Eugenio Hussak van Velthem Meira. Papéis, desenvolvimento e integração regional: uma análise comparada entre Brasil, Chile e Venezuela. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

4.
PINHEIRO, L.. Participação em banca de Thauan dos Santos. Integração Energetica da America do Sul e o caso de Itaipu Binacional. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

5.
PINHEIRO, L.; PIRES-ALVES, F.; ALMEIDA, C.. Participação em banca de Tayná Marques Torres Barboza. A saúde na agenda da política externa brasileiranos governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inacio Lula da Silva. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SILVA, A. M. E.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Julio Cesar Pinguelli Jacomo.A "Revolução Dourada": o papel dos biocombustíveis na política externa da administração Luis Inacio "Lula" da Silva. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

2.
PINHEIRO, L.; SALOMON, M.. Participação em banca de Anna Carolina Mendes da Silva.Atração de recursos externos por unidades subnacionais pós-Constituição Federal de 1988.. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
FERNANDES, L. M.; PINHEIRO, L.; TEIXEIRA, F. C.. Concurso Público para Carreira de Magistério Superior ESG (CP-CMS-ESG). 2017. Escola Superior de Guerra.

2.
PINHEIRO, L.; FARIA, C. A. P.; VILLA, R. D.; IGNACIO, M. M.; LOPES, D. E. B.. Comissão Examinadora do Concurso para Professor Adjunto do DCP/UFMG. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
PINHEIRO, L.; HOCHMAN, G.; FARIA, C. A. P.. Concurso da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz para Especialista em História da Saúde Inrternacional. 2014.

4.
PINHEIRO, LETÍCIA; LIMONGI, F. M. P.; REIS, R. R.; NASSER, R. M.; FUSER, I.. Professor Doutor do Departamento de Ciencia Política da USP. 2014. Faculdade de Filosofia e Ciencia Política da USP.

5.
PINHEIRO, L.. Membro Comité Científico de Avaliação de projetos submetidos ao Edital INOVA Escola Nacional de Saúde Pública. 2013. Fundação Oswaldo Cruz.

6.
SOARES, M. S.; PINHEIRO, L.; ARIENTI, P. F. F.; SOUZA,M.; PAGLIARI, G. C.. Concurso Público para promivemtno de cargo de professora Adjunto 1, DE, Departamento de Economia e Relações Internacionais do Centro Sócio- Economico. 2012. Universidade Federal de Santa Catarina.

7.
PINHEIRO, L.; ARTURI, C.; ASSY, B.. Concurso Público para Professor Adjunto. 2011. Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

8.
PINHEIRO, L.; FARIA, C. A. P.; SILVA, J. A. R.; Ferreira, Marcos A.S.V.. CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR Assistente 1. 2011. Universidade Federal da Paraíba.

9.
PINHEIRO, L.. Programa Pesquisador Visitante - PV / Coordenação de Recursos Humanos em Pesquisa - CRHP. 2009. Fundação Oswaldo Cruz.

10.
PINHEIRO, L.; ALMEIDA, M. H. T.; VILLA, R. D.; CAMARGO, S.; CELLI JR., U.. Concurso publico para provimento de um cargo de Professor Doutor em Relações Internacionais. 2007. Universidade de São Paulo.

11.
PINHEIRO, L.; VAZ, A. C.; VITA, A.; VILLA, R. D.; CRUZ, S. V. E.. Concurso para provimento de cargo de Professor de Relações Internacionais. 2005. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Universidade de São Paulo.

Outras participações
1.
PINHEIRO, L.; FONTAINHA, F.; DOMINGUES, J. M.; ROMANELI, S. A.; REGHIN, M.; MOURA, R.. Comissão de Avaliação Interna do IESP / Programa de Doutorado-sanduíche no Exterior (PDSE). 2018. Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ.

2.
LIMA, M. R. S.; PINHEIRO, L.. 1o Premio de Melhor Tese de Doutorado - 2017 da ABCP. 2017. Associação Brasileira de Ciência Política.

3.
PINHEIRO, L.. VII Edición del Concurso de Tesis ALACIP - Premio Guillermo O´Donnell. 2017. Asociación Latinoamericana de Ciencia Politica.

4.
PINHEIRO, L.. 15a Jornada de Iniciação Cientifica da UNIRIO. 2016. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
PINHEIRO, L.; SARAIVA, M. G.; YAMATO, R.. Práticas de Cooperação: um estudo sobre as relações bilaterais Brasil-UE. 2014. Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro.

6.
PINHEIRO, L.; HEYMANN, L.. Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em História Política e Bens Culturais / Programa de Doutorado Sanduiche no Exterior CAPES. 2014. Centro de Documentação de História Contemporanea do Brasil da FGV.

7.
PINHEIRO, L.; FERES, J.; LIMA, M. R. S.. Banca Examinadora de Revalidação de Diploma de Doutorado em Ciência Política. 2011. Instituto de Estudos Sociais e Políticos.

8.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S.. A política externa dos Estados Unidos para a América Latina no pós-guerra fria (1989-2004). 2005. Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Relações Internacionais nas Ciências da Vida.A entrada da saúde na agenda da politica externa brasileira. 2018. (Seminário).

2.
Seminários em Relações Internacionais.Trajetórias de Política Externa e o Dilema de Graduação. 2018. (Seminário).

3.
XI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.MÉTODOS E RI. PESQUISA E PUBLICAÇÃO. 2018. (Encontro).

4.
XI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.POLÍTICA EXTERNA E SOCIEDADE CIVIL. TEMAS ECONÔMICO-COMERCIAIS. 2018. (Encontro).

5.
XI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.POLÍTICA EXTERNA SAT13- DEMOCRACIA E POLÍTICA EXTERNA. 2018. (Encontro).

6.
XI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Mesa Redonda - O DILEMA DA GRADUAÇÃO: DEBATENDO O CONCEITO. 2018. (Encontro).

7.
41o Encontro Anual da ANPOCS.GT 27 Relações Internacionais da America Latina. 2017. (Encontro).

8.
9o Encontro da ALACIP.Política Externa e Participação Social: Brasil e África do Sul em perspectiva comparada. 2017. (Encontro).

9.
II Jornada de Pensamento Político Brasileiro.Pensamento Internacional Brasileiro. 2017. (Outra).

10.
IV Seminario Internacional de Pesquisa e Extensão em Relações Internacionais.Politização e Pol~itica Externa. 2017. (Seminário).

11.
O Centenário de Azeredo da Silveira.Relações com os Estados Unidos. 2017. (Seminário).

12.
Seminário 30 anos da Constituição de 1988.Constituição Cidadã e Participação Social ? a política externa brasileira em debate no CONSEA e no CNS. 2017. (Seminário).

13.
Seminário Especial nterim Research Note on Brazil´s Foreign Policy; presenting the concept of graduation diilema.Interim Research Note on Brazil´s Foreign Policy; presenting the concept of graduation diilema. 2017. (Seminário).

14.
Symposium in Honour of Professor Christopher Hill.Roundtable on ?The Capabilities-Expectations Gap in 2017?. 2017. (Simpósio).

15.
Agenda de Direitos Humanos nas Relaçcoes Exteriores do Brasail: 10 anos do Comitê de Direitos Humanos e Política Externa.Agenda de Direitos Humanos nas Relaçcoes Exteriores do Brasail: 10 anos do Comitê de Direitos Humanos e Política Externa. 2016. (Seminário).

16.
Mesa de Abertura da VI Jornada Discente do Programa de Pós-graduação do CPDOC.Brasil: dilemas de graduação e estratégias de política externa. 2016. (Outra).

17.
o 3º Seminário de Relações Internacionais/ Repensando interesses e desafios para a inserção internacional do Brasil no século XXI..Política Externa e Democracia ? Agenda de Pesquisa. 2016. (Seminário).

18.
Seminário Discente Politicas Públicas - uma abordagem multi ddisciplinars.Responsabilidade e democracia: Política externa como Politica Pública. 2016. (Seminário).

19.
SIMPORI - Continuidades e Crises: Pensar um Internacional em Metamorafose.Política Externa, Democracia e a Conjuntura Atual. 2016. (Simpósio).

20.
X Encontro da ABCP. 2016. (Encontro).

21.
X Encontro da ABCP.Política Externa e Democracia: conceitos e práticas. 2016. (Encontro).

22.
X Encontro da ABCP.Entre a Autonomia e a Heteronomia - o lugar da agencia na politica externa brasileira. 2016. (Encontro).

23.
X Encontro da ABCP.Política Externa na América do Sul: reconfigurações politicas e analíticas. 2016. (Encontro).

24.
X Encontro da ABCP.Sessão da Área Tematica Ensino em Relaçõe Internacionais (coordenadora). 2016. (Encontro).

25.
X Encontro da ABCP.Sessão da Área Tematica Regimes Internacionais (debatedora). 2016. (Encontro).

26.
5o Encontro Nacional da ABRI.Política Externa Brasileira e os Caminhos da Democracia. 2015. (Encontro).

27.
5o Encontro Nacional da ABRI.Uma nova forma de analisar a política externa brasileira: introduzindo a Analise de Conteúdo de Discursos. 2015. (Encontro).

28.
Debate de Conjuntura sobre Política Externa Brasileira.Política Externa Brasileira. 2015. (Seminário).

29.
IV Fórum Brasileiro de Pós-Graduaçao em Ciência Política.Grupo de Trabalho 8 (Relações Internacionais). 2015. (Outra).

30.
IV Seminário Discente da Pós-Graduação do IRI/USP.Mesa 3: Política Externa. 2015. (Seminário).

31.
World Order, Inequalities and legitimacy: what role for rising powers ? ?.Rising Powers, Integration and Multilateral Institutions. 2015. (Seminário).

32.
Global and Regional Powers in a Changing World - FLACSO-ISA Joint International Conference. Challenges and Opportunities for Brazilian Leadership. 2014. (Congresso).

33.
Global and Regional Powers in a Changing World - FLACSO-ISA Joint International Conference. Engaging Students in the Classroom. 2014. (Congresso).

34.
IV Conferencia Internacional RIBEI - Nuevas tendencias de cooperacion política y comercial y sus impactos regionales.La iniciativa privada y la integración regional. 2014. (Outra).

35.
IX Encontro da ABCP.1964-2014: política externa, desenvolvimento e autonomia. 2014. (Encontro).

36.
IX Encontro da ABCP. 2014. (Encontro).

37.
IX Encontro da ABCP.A política externa brasileira em relação a países e regiões específicas. 2014. (Encontro).

38.
IX Encontro da ABCP.Conflitos e Violência - pesquisa, ensino e prevervenção. 2014. (Encontro).

39.
XII Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros. Prospects and limits of enhancing democracy on Brazilian Foreign Policy Formulation and Contents. 2014. (Congresso).

40.
XII Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros (BRASA). Prospects and limits of enhancinh democracyon Brazilian Foreign Policy Formulation and Contents. 2014. (Congresso).

41.
8o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciencia Politica.America Latina e o mundo: opinião publica e politica externa. 2012. (Encontro).

42.
8o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciencia Politica.Experiencias e Reflexões sobre o Ensino de CP e RI. 2012. (Encontro).

43.
8o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.Desenvolvimento e Cooperação Internacional no Pensamento Diplomático Brasileiro. 2012. (Encontro).

44.
Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação do IRI/USP.Os (difíceis) novos tempos da Análise da Política Externa Brasileira. 2012. (Outra).

45.
Os Rumos da Política Externa Brasileira.Brasil: líder regional e/ou poder regional?. 2012. (Seminário).

46.
1a Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.Relações Internacionais em Ciências e Saúde. 2011. (Outra).

47.
3o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciencia Politica.Experiencias e Reflexões sobre o Ensino de CP e RI. 2011. (Encontro).

48.
3o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.A construção diplomática da cooperação internacional em saúde. 2011. (Encontro).

49.
A Ciencia Política e as Relações Internacionais em revista: um debate sobre publicação em periódicos científicos.Mesa Redonda com Editores de Associações Científicas. 2011. (Seminário).

50.
Brazil?s Evolving Security Identity: Regionalism and Global Aspirations.Brazil?s Strategic Investments and Relationships: South-South Relations and an expanding Global Footprint. 2011. (Seminário).

51.
Horizontalização, Coordenação e Participação na Política Externa Brasileira.Horizontalização, Coordenação e Participação na Política Externa Brasileira. 2011. (Oficina).

52.
IX Congresso Brasileiro de Bioética. Bioética e Diplomacia em Saúde - Cooperação em Saúde: uma novidade velha ?. 2011. (Congresso).

53.
Relações Internacionais e Interdisciplinaridade.Ciência Política e Relações Internacionais. 2011. (Seminário).

54.
Relações Sul-Sul: coalizões políticas e cooperação para o desenvolvimento.Mesa Perspectivas da Cooperação Sul-Sul. 2011. (Seminário).

55.
Seminarios do Departamento de Ciência Política da USP.Uma nova arquitetura decisória de Política Externa Brasileira ou uma nova Política Externa ?. 2011. (Seminário).

56.
Seminarios do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política IESP/UERJ.Novas Agendas e Atores na Política Externa e o Dilema das Fontes. 2011. (Outra).

57.
What happened to North - South /IPSA-ECPR Joint Conference.South-South Cooperation : history, concepts, trends. 2011. (Outra).

58.
34° Encontro Anual da ANPOCS.Intelectuais, burocracia e democarcia:a constituição do campo de política externa por acadêmicos e diplomatas intelectuais e sua relação coma questão democrática. 2010. (Encontro).

59.
34° Encontro Anual da ANPOCS.MR17 - Rumos da Cooperação Sul-Sul. 2010. (Encontro).

60.
34° Encontro Anual da ANPOCS.MR10 - Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas.. 2010. (Encontro).

61.
34o Encontro Anual da ANPOCS.ST 26 ? POLÍTICA INTERNACIONAL COMPARADA / 2ª SESSÃO DE ST ? PODER, MULTILATERALISMO E GOVERNANÇA GLOBAL. 2010. (Encontro).

62.
7° Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Política Externa Brasileira: as práticas da política e a política das práticas hoje e ontem. 2010. (Encontro).

63.
Décimo Congresso Internacional da Brazilian Studies Association. A cooperação internacional para o desenvolvimento na agenda da política externa brasileira. 2010. (Congresso).

64.
Eleições 2010: Perspectivas para atuação internacional do Brasil.O Brasil nas Instituições Internacionais (OMC / OEA / ONU). 2010. (Seminário).

65.
III Seminário Nacional de Ciência Política - UFGRS.O Brasil em debate: os desafios internacionais da próxima administração. 2010. (Seminário).

66.
V Congresso da Associação Portuguesa de Ciência Política. Análise de Política Externa no Brasil: o diálogo entre acadêmicos e operadores. 2010. (Congresso).

67.
V Congresso da Associação Portuguesa de Ciência Política. Autorização e Legitimidade nos Estudos de Política Externa Brasileira. 2010. (Congresso).

68.
V Congresso da Associação Portuguesa de Ciência Política. A nova arquitetura da arena decisória da Política Externa Brasileira. 2010. (Congresso).

69.
ABRI-ISA Joint International Meeting - DIversity and Inequality in World Politics.A nova arquitetura da arena decisória da Política Externa Brasileira. 2009. (Encontro).

70.
A Ciência Política e a Interdisciplinaridade.Ensino e Pesquisa em Ciência Política e Relaçoes Internacionais - nova área temática da ABCP. 2009. (Seminário).

71.
Novos Caminhos no "Sul" ? Uma Avaliação do Diálogo India-Brasil-África do Sul (IBAS).Determinantes Domésticos e Prioridades de Política Externa dos Países IBAS. 2009. (Seminário).

72.
Vinte Anos após a Queda do Muro: Repercussões na América Latina e na Africa.Continuidades e Rupturas na Política Externa Brasileira após a Guerra Fria. 2009. (Seminário).

73.
XXVIII International Congress of the LASA. Education and Foreign Policy ? identity building in the borders. 2009. (Congresso).

74.
32o Encontro Anual da ANPOCS.América do Sul e regionalismos comparados. 2008. (Encontro).

75.
6o Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Ensino e Formação no Desenvolvimento das Ciência Política e das Relações Internacionais. 2008. (Encontro).

76.
6o Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Política Externa: atores e instituições domésticas. 2008. (Encontro).

77.
6o Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 2008. (Encontro).

78.
IPSA International Political Science: New Theoretical and Regional Perspectives. International Relations Studies in Brazil: Epistemological and Institutional Characteristics?. 2008. (Congresso).

79.
Seminario Atores e Agendas da Política Externa Brasileira: Renovação ou Reconfiguração ?.Educação e Política Externa. 2008. (Seminário).

80.
1o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.Educação, Identidade e Política Externa - debate acadêmico e possibilidades empíricas. 2007. (Encontro).

81.
1o Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.Política Externa Brasileira: novos temas. 2007. (Encontro).

82.
31 Encontro Anual da Anpocs.A SBPC e os Desafios das Ciências Sociais no cenário científico do Brasil. 2007. (Encontro).

83.
31o Encontro Anual da ANPOCS.Sessão Especial "A SBPC e os Desafios das CIências Sociais no cenário científico do Brasil". 2007. (Encontro).

84.
4th APSA Teaching and Learning Conference. How much Foreign Policy Teaching could be Foreign Policy Making ?. 2007. (Congresso).

85.
BISA Annual Conference. Brazilian Foreign Policy: A tale of several voices? (co-autoria com Vanessa Macedo e Danielle Nogueira). 2007. (Congresso).

86.
II Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional - o Brasil no mundo que vem aí. 2007. (Congresso).

87.
O Quebra-Cabeça da Integração Latino-americana: Desafios Nacionais, Regionais e Locais.Políticas Externas Sul-Americanas: Relações Intra e Extra Regionais. 2007. (Seminário).

88.
Seminário Africa - FUNAG e IPRI. 2007. (Seminário).

89.
30o Encontro Anual da ANPOCS.Ordem Hegemonica, multilateralismo e política externa. 2006. (Encontro).

90.
3a Semana de Relações Internacionais.Política Externa Brasileira e Multilateralismo. 2006. (Encontro).

91.
3a Semana de Relações Internacionais da PUC-Rio.Política Externa Brasileira e Multilateralismo. 2006. (Outra).

92.
5o Encontro Nacional da ABCP (Associação Brasileira de Ciência Política).A Inserção Internacional da América do Sul. 2006. (Encontro).

93.
BerlinBall e A Copa do Mundo na Alemanha: aspectos sócio-culturais.BerlinBall e A Copa do Mundo na Alemanha: aspectos sócio-culturais. 2006. (Outra).

94.
Brazilian Foreign Policy in the 2006 Elections.Brazil´s 2006 Presidential Elections. 2006. (Seminário).

95.
Paradiplomacia.Paradiplomacia. 2006. (Outra).

96.
Quem tem medo da diplomacia?.Quem tem medo da diplomacia ?. 2006. (Outra).

97.
Terceiro Foro Sul-Americano, IUPERJ/UCAM, Universidad Torcuato di Tella. 2006. (Encontro).

98.
Brasil como ´país âncora´ na América Latina - uma perspectiva alemã. 2005. (Seminário).

99.
I Forum IBSA - Coalizões e Multilateralismo: perspectivas da cooperação sul-sul: India, Brasil e Africa do Sul.Coalizões e Multilateralismo: Perspectivas da Cooperação Sul-Sul. 2005. (Seminário).

100.
La percepción internacional del Brasil. 2005. (Outra).

101.
Quintas no Memorial.O Petróleo é nosso. 2005. (Outra).

102.
Seminário Relações Internacionais no Brasil.A Pós-Graduação em Relações Internacionais no Brasil. 2005. (Seminário).

103.
XXIX Encontro Anual da ANPOCS - GT 13 - Ordem Hegemônica, multilateralismo e política externa.Política Externa Brasileira: velhos dilemas, novos caminhos (debatedora). 2005. (Encontro).

104.
I Seminario Internacional do Fomerco (A Relação Estados Unidos- America Latina na ordem mundial hoje - uma perspectiva sul-americana ).Brasil-Mercosul em busca de alternativas multilaterais nas relações Norte-Sul / Sul-Sul. 2004. (Seminário).

105.
Seminário Internacional A Relação Estados Unidos-América Latina na Ordem Mundial Hoje - uma perspectiva sul-americana.Mesa Brasil-Mercosul em busca de alternativas multilaterais nas relações Norte-Sul / Sul-Sul. 2004. (Seminário).

106.
III Encontro da ABCP.Mesa: Eleições e Política Externa. 2002. (Encontro).

107.
I Congresso Brasileiro de Relações Internacionais. Perspectivas do Estudo das Relações Internacionais no Brasil (presidente de sessão). 1998. (Congresso).

108.
I Congresso Brasileiro de Relações Internacionais. Desafios Metodológicos no Estudo das Relações Internacionais (debatedora). 1998. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHEIRO, L.; VALENCA, M. . Area Tematica da ABCP Ensino e Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais. 2014. (Outro).

2.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. . Relações Sul-Sul: coalizões políticas e cooperação para o desenvolvimento. 2011. (Outro).

3.
PINHEIRO, L.; BREUNING, Marijke ; DEVIN, Guillaume ; LAZAROU, Elena ; MILANI, C. ; LIMA, M. R. S. ; TOKATLIAN, Juan ; CORONADO, Jaime ; SARAIVA, M. G. ; HIRST, M. ; SMITH, Karen ; CHEN, Z. ; VIEIRA, M. A. M. ; SOUZA, A. M. E. . Agenda e Atores de Política Externa: perspectivas do Norte e do Sul. 2010. (Outro).

4.
PINHEIRO, L.; ALMEIDA, M. H. T. ; FERES, J. . 6o Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 2008. (Outro).

5.
PINHEIRO, L.. Atores e Agendas da Política Externa Brasileira: Renovação ou Reconfiguração ?. 2008. (Outro).

6.
PINHEIRO, L.; MARENCO, A. ; ALMEIDA, M. H. T. . Seminário de Ensino e Formação em Ciência Política e Relações Internacionais. 2007. (Outro).

7.
ALMEIDA, M. H. T. ; FIGUEIREDO, M. ; PINHEIRO, L. . 5o Encontro Nacional de Ciência Política. 2006. (Outro).

8.
PINHEIRO, L.; SANTOS, M. H. C. . GT13 Política Internacional (coordenação). 2000. (Outro).

9.
PINHEIRO, L.. Os Cientistas Sociais na Vida Política (presidente de Mesa). 1997. (Outro).

10.
PINHEIRO, L.. A identidade e o campo profissional do Cientista Social (presidente de Mesa). 1997. (Outro).

11.
PINHEIRO, L.. A Nova Ordem Política e Econômica Internacional: uma perspectiva brasileira. 1996. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Luã Braga. O NASCIMENTO DA COMUNIDADE ACADÊMICA DE ESTUDOS DE DEFESA. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ. (Orientador).

2.
Leonardo Albarello Weber. "Ascensão e Crise da Política Externa Regional da Venezuela (1999-2017): condicionantes internos e externos".. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Leandro Wolpert dos Santos. EVOLUÇÃO DA POLÍTICA EXTERNA BRASILERA EM RELAÇÃO AOS ESTADOS UNIDOS ENTRE 1995 E 2014: governos Fernando Henrique, Lula da Silva e Dilma Rousseff em perspectiva comparada.. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ. (Orientador).

2.
Fernanda Nanci Gonçalves. Entre convergências e tensões: política externa e política de defesa no Brasil e na Colombia. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ. (Orientador).

3.
Roberta Leal Raye. Governo Central Brasileiro e o processo decisório nos projetos de Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento no setor de Turismo. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade do Estado de Mato Grosso. (Orientador).

4.
João Catraio Aguiar. Dos neutralismos aos globalismo: o processo de reformulação da PEB entre 1930 e 1964 (título provisório). Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Taísa Rezende Soares. POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E ELEIÇÕES: um mapeamento das campanhas presidenciais petistas. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

2.
Lívia Liria Avelhan. A Cooperação Técnica Sul-Sul Brasileira em Saude: participação dos atores domésticos. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

3.
Juliana Pinto Lemos da Silva. Condenação vs Diálogo: Análise as tensões entre as ONGs de direitos humanos e a política externa do governo Lula (2003-2010). 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

4.
Nicolle Garcia Berti. A geopolítica da questão agrária no Cone Sul no século XXI: um olhar sobre a disputa de hegemonia entre o agronegócio e a agricultura familiar,. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

5.
Raduan Eugenio H. V. V. Meira. Papeis e desenvolvimento no Brasil, Chile e Venezuela. 2015. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro. Coorientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

6.
Thauan Santos. Integração Energética da América do Sul: desdobramentos do desenvolvimento institucional. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

7.
Tayná Marques Torres Barboza. A saúde na agenda da política externa brasileira nos governos do presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luis Inacio Lula da Silva (2003-2010).. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, . Coorientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

8.
Elizeu Santiago Tavares de Sousa. Agencia, Estrutura, Cognição:o pensamento internacional de Joaquim Nabuco e Oliveira Lima. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

9.
Larissa Mendes Minussi. A CONSTRUÇÃO SOCIAL DAS NORMAS: A ORIGEM DA CONVENÇÃO-QUADRO PARA CONTROLE DO TABACO E SEUS IMPACTOS NO BRASIL. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

10.
Gustavo Puerari. Empresariado e a Política Externa Brasileira para a África: convergências e associações no governo Lula. 2012. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

11.
Fernanda Cristina Nanci Izidro Gonçalves. Cooperação Sul-sul e Política Externa: um estudo sobre a participação de atores sociais". 2011. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

12.
Eduardo Jordão de Achilles de Mello. Democracia, Democratização e Política Externa: um estudo sobre a formulação da políitca de segurança no Brasil (1985-2002). 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

13.
Ana Carolina Areias Fernandes da Silva. OS LIMITES DA COOPERAÇÃO: O BRASIL E O G-20 NAS NEGOCIAÇÕES AGRÍCOLAS DA OMC (título provisório). 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

14.
Guilherme Rios Cardoso. A energia dos vizinhos: uma análise da política externa do governo Lula na "nacionalização" do gás boliviano e nas alterações do Tratado de Itaipu. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

15.
Ploy Khumthukthit. A Nova Diplomacia Pública do Japão. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

16.
Pablo Saturnino Braga. A rede de ativismo transnacional contra o apartheid na África do Sul. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

17.
Paula Vedoveli. Continuidade e Mudança na História Intelectual Diplomática Brasileira: uma análise da construção da tradição. 2010. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

18.
Daniel Ricardo Castelán. O fim do consenso e o consendo do fim: a reforma da política comercial brasileira entre 1985 e 1994. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

19.
Cristina Vinciprova dos Reis. Intervenções: influências da política doméstica em decisões de política externa. 2009. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

20.
Tathiana Machado Araújo Haddad. Diplomacia Pública: a política externa brasileira e as ONGs na Conferência de Beijing (1995). 2007. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

21.
Vanessa Rodrigues de Macedo. A Influencia de uma Organização Social na Política Externa Brasileira - o caso da Rede Nacional de Pesquisa. 2007. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

22.
Danielle de Albuquerque Melo Nogueira. Diplomacia do Gás - a Petrobrás na política externa de Cardoso para a integração energética com a Bolívia (1995-2002). 2007. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

23.
Diego Santos Vieira de Jesus. Além da Guerra Fria: a maximização da flexibilidade estratégica norte-americana e o Tratado de Moscou (2002). 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

24.
Rodrigo Cerqueira do Nascimento. Diários do Príncipe: Imprensa e política externa no governo Cardoso (1995-2002). 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

25.
Marcela Vecchione Gonçalves. A Voz da Identidade Nacional - a política externa como prática dialógica excludente. 2005. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

26.
Tatiana Martins Pedro Coutto. Integração Regional e Formação de Políticas Ambientais - NAFTA e UE. 2003. 153 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

27.
Silvia Lemgruber Anciães. Política Externa e Transição Democrática em Portugal. 2003. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

28.
Elizabeth Gemmal. Transição Democrática e Política Externa Espanhola. 2003. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

29.
Pedro de Castro Amaral Vieira. Autonomia pela Integração ? O Discurso diplomático brasileiro em tempo de renovação de credenciais. 2002. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

30.
Rosane Ribas da Costa. Influências Externas em Processos de Democratização: o caso espanhol. 2002. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

31.
Bruno de Moura Borges. Leveza sob Pressão: Um Estudo sobre Poder, Instituições e o Grupo do Rio. 2001. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

32.
Sidney Miguel Garambone Pessoa. A Imprensa Brasileira e a Primeira Guerra Mundial. 2001. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

33.
Marco Antonio Muxagata de Carvalho Vieira. Idéias e Instituições: A Política Externa Brasileira no Pós-Segunda Guerra Mundial e no Pós-Guerra Fria. 2001. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

34.
Marcello Cappucci Frisoni+. Diplomacia Brasileira e Regulamentação do Comércio Eletrônico. 2000. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

35.
Leonardo Pace Alves. Análise da Literatura Estadunidense sobre a Política Externa Chinesa na Década de 1980. 2000. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

36.
Andre da Costa Misi. A Teoria do Realismo Periférico e a Política de Alinhamento do Governo Menem. 1999. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

37.
Wagner Camilo Alves. Brasil Beligerante: Uma visão sistêmica sobre o processo de envolvimento brasileiro na segunda guerra mundial. 1998. 0 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

38.
SOLANGE PASTANA DE GOES. A Transicao Democratica Brsileira e O Contencioso Brasil X Estados Unidos da Informatica. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

39.
THOMAS FERDINAND HEYE. A Secretaria de Assuntos Estrategicos e Os Diplomatas: Realcionando Estrategia e Politica Externa Atraves do Processo Decisorio Brasileiro(1964-1997). 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

40.
ALFREDO DOMBE. Relacoes Angola-Brasil (1975-1990): A Dimensao Economica No Projeto de Reconhecimento da Independencia de Angola. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

41.
ANA PAULA MOURA FRAGOMENI. O Alinhamento do Brasil Aos Estados Unidos No Governo Dutra e As Vertentes Ideologica e Pragmatica do Paradigma Americanista. 1997. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

42.
JORGE MAURICE JREISSATI. A Cooperacao Internacional Na Investigacao e No Combate Ao Terrorismo Internacional. 1996. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

Tese de doutorado
1.
Elizeu Santiago Tavares de Sousa. Pensamento Político e Política Externa no Brasil Imperial: tendencias do pensamento internacional brasileiro. 2017. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

2.
Bruno Gonçalves Rosi. Saquaremas, Luzias, o Brasil e os Estados Unidos. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Politica) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos / UERJ, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

3.
Diego Santos Vieira de Jesus. Treze passos para o Juízo Final - A flexibilidade estratégica e a nova era do desarmamento nuclear dos Estados Unidos e da Russia (2000-2005). 2010. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

4.
Maria Maro. El Papel de Itamaraty en el Reconocimiento de laa Independência de Angola y del Gobierno de MPLA. 2009. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales - Argentina, . Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Elaine Gomes dos Santos. INTERNACIONALIZAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS: A ATUAÇÃO DA EMBRAPA NOS MARCOS DA COOPERAÇÃO SUL-SUL. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em As Relações Internacionais Contemporâneas - Ator) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Victor Costa Vellho Miranda. As Estratégias de inserção internacional do Brasil e o Conselho de Segurança das Nações Unidas: de bandwagoning a soft-balancing. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

2.
Felipe Augusto Chagas N. de Moraes. Brasil e Saúde Internacional (título preliminar). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

3.
Filipe Urias Soares Novaes. A Politica Externa Brasileira em campanha. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

4.
Gustavo Moraes Franco de Alencar. A inserção internacional do Rio de Janeiro: A paradiplomacia e os impactos para a cidade. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

5.
Pedro Archer Pinheiro Leme Nogueira. O Brasil na Rodada Doha. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

6.
Gabrieli Fernandes Fickelsherer Gaio. "Você imaginou. Nós construimos" - Estado,Mercado e Participação Brasileira na Recuperação da Infraestrutura Angola. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

7.
Tâmara Simão. Uma nova ideia sobre integração: a política externa desenvolvimentista do Brasil para a América do Sul. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

8.
RODRIGO CERVEIRA CITTADINO. OS LIMITES DO DISCURSO DIPLOMÁTICO: A DEMOCRATIZAÇÃO DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA DE DIREITOS HUMANOS SOB LULA. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

9.
Isabela Fontanella. Politica Externa e Energia Nuclear no Governo Geisel. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

10.
Ricardo Meneses. Brasil, 2.0: As novas mídias e o Itamaraty. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

11.
ALEXANDRA DE SÁ PEREIRA MACIEL TEIXEIRA. A Rede Transnacional De Aativismo Anti-barragens no Xingu (1975-1989). 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

12.
Leticia Guimarães Campos. A UNASUL e a Política Externa de Lula. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

13.
Flavia Peixoto de Azevedo Cozan. A Política Autonomista de França e Brasil em Busca de um Enquadramento Teórico. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

14.
Camila D'Elia Coelho. A Política Externa Brasileira no Governo Lula: a participação no comando da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

15.
Sol Marques Vaz de Souza. A Embrapa na Política de Cooperação Sul-Sul do Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

16.
Tiago Nogueira. Política Externa Brasileira e Questões Climáticas ? A posição do Brasil na COP 15. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

17.
Dani Kaufmann Nedal. Militares e Política Externa de Segurança na Nova República. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

18.
Thiago de Gouvêa Scot de Arruda. Cooperação Internacional ao Desenvolvimento na Política Externa Chinesa para America Latina: um Leitura da Economia Política Internacional. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

19.
Mariana Acioli Mayo. A Política Externa Brasileira para Direitos Humanos e a Reforma do Conselho de Segurança da ONU: duas agendas, um só objetivo. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

20.
Luzia da Silva. A importância do Debate sobre a Governança da Internet no Contexto da Cúpula Mundial sob re a Sociedade da Informação: uma introdução à perspectiva brasileira. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

21.
Mayllla Paulino. A Participação do Legislativo na Política Externa: os casos da Ratificação do Tratado Constitutivo do Mercosul e do Protocolo de Adesão da Venezuela ao Mercosul. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

22.
Guilherme Eduardo Figueiredo. Política Externa do Governo Geisel. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

23.
Jesse Maximo da Silva Azevedo. a CPLP na agenda das Políticas Externas Brasileira e Portuguesa - 1996/2006. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

24.
GREGORY BESHARA. AS PARTICIPAÇÕES MINISTERIAIS NA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA PARA O MERCOSUL. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

25.
Tatiana dos Santos Oliveira. Reciprocal Interplay ? Bolsa Familia e objetivos do Milênio (2003-2006). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

26.
Maria Cecília de Araujo Theobald. A Africa na Política Externa dos Governos Medici (1969-1974) e Lula (2003-2006). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

27.
Nathan Klabin Carvalho. O Modelo de desenvolvimento na política externa brasileira: uma análise comparativa entre o primeiro governo de Getúlio Vargas (1930-1945) e os governos do período da redemocratização (1989-1992). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

28.
Eizen Monteiro. O Brasil e a Guerra do Golfo. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

29.
Rodrigo de Souza Pain. Relações Comerciais e Diplomáticas do Brasil com Angola e Moçambique no Governo Sarney. 1999. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Sociologia e Política) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

30.
Bruno de Moura Borges. A Retórica da Defesa: o discurso internacional sobre direitos humanos e a política externa brasileira. 1998. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Sociologia e Política) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

Iniciação científica
1.
Beatriz Mello Carvalho. Caminhos da Democracia na Política Externa Brasileira - Instituições e Ideias no Campo da Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Arquitetura e Urbanismo) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

2.
Yuri Bittencourt Tonani. Expansão, Renovação e Fragmentação das Agendas e Atores de Política Externa. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

3.
Sol Marques Vaz de Souza. A EMBRAPA na política de Cooperação Sul-Sul do Brasil. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

4.
Ana Clara Paiva Abreu. A integração européia: uma obra em progresso. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

5.
Gregory Louis Beshara. Educação e Política Externa: a experiencia brasileira no Mercosul Educacional. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

6.
Tatiana Oliveira Santos. Estado Novo, Equidistância Pragmática e Plano Nacional de Educação. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

7.
Gregory Beshara. IDENTIDADES FORJADAS: O ENSINO DE HISTÓRIA E A POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA PARA O MERCOSUL. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

8.
Tatiana Santos Oliveira. Construção e Análise da Identidade Internacional do Brasil. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

9.
Eizen Monteiro Wanderley. Política Externa Brasileira. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

10.
Diego Santos Vieira de Jesus. Brasil, Chile e Espanha: Política Externa e Transição Democrática em Perspectiva Comparada. 2002. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

11.
Denise Perez. A Diplomacia Presidencial na Imprensa Escrita. 2000. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

12.
Rodrigo de Souza Pain. Relações Comerciais e Diplomáticas do Brasil com Angola e Moçambique no Governo Sarney. 1999. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Sociologia e Política) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

13.
Mila Braga Lima. Processamento de Demandas e Padrões de Alocação de Recursos na Política Externa Brasileira. 1999. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.

14.
Mila Braga Lima. Política Externa Brasileira. 1999. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontífica Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Leticia de Abreu Pinheiro.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1993PINHEIRO, L.. Restabelecimento de Relações Diplomáticas Com A República Popular da China: Uma Análise do Processo de Tomada de Decisão. Estudos Historicos (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 1, n.12, p. 247-270, 1993.

2.
PINHEIRO, L.;PINHEIRO, LETÍCIA;PINHEIRO, LETICIA1986PINHEIRO, L.. A Omissão Pragmática::A Diplomacia Brasileira Na Guerra das Malvinas. POLÍTICA E ESTRATÉGIA, São Paulo, v. IV, n.4, p. 587-604, 1986.

3.
SALOMÓN, MÓNICA2013SALOMÓN, MÓNICA ; PINHEIRO, LETÍCIA . Análise de Política Externa e Política Externa Brasileira: trajetória, desafios e possibilidades de um campo de estudos. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 56, p. 40-59, 2013.

4.
PINHEIRO, L.2013 PINHEIRO, L.; MILANI, C. . Política externa brasileira: os desafios de sua caracterização como política pública. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 35, p. 11-41, 2013.

5.
PINHEIRO, L.2014PINHEIRO, L.; GAIO, G. . Cooperation for Development, Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. Brazilian Political Science Review, v. 8, p. 8-30, 2014.

6.
LIMA, M. R. S.2015LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . O Fim do Ciclo Progressista?. Boletim OPSA, v. n.4, p. 2-4, 2015.

7.
PINHEIRO, L.2015PINHEIRO, L.; MILANI, C. . . 巴西对外政策 : 作为 公共政策特性的挑战 (Brazilian Foreign Policy: Challenges as a Public Policy). Journal of Latin American Studies, v. 37, p. 67-72-72, 2015.

8.
BARBOZA, TAYNÁ MARQUES TORRES2017BARBOZA, TAYNÁ MARQUES TORRES ; PINHEIRO, LETÍCIA ; PIRES-ALVES, FERNANDO . O diálogo entre saúde e política externa brasileira nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010). Carta Internacional, v. 12, p. 175-198, 2017.

9.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.. Editorial. Boletim NEAAPE, v. 1, p. 4-5, 2017.

10.
LIMA, M. R. S.2017LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . Regionalismo e Exclusão. BOLETIM OPSA, v. 11, p. 4-4, 2017.

11.
PINHEIRO, L.2017PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Resistência e Confisco de direitos políticos e sociais. BOLETIM OPSA, v. 11, p. 4-4, 2017.

12.
PINHEIRO, LETICIA2018PINHEIRO, LETICIA. Gênero, Migrações e Partidos Políticos no universo da Política Externa - Editorial. Boletim NEAAPE, v. 2, p. 4-5, 2018.


Livros e capítulos
1.
PINHEIRO, L.. Foreign Policy Decision-Making under the Geisel Government: - the President, the Military and the Foreign Ministry. 1a. ed. Brasília: FUNAG, 2013. v. 1. 317p .

1.
PINHEIRO, L.; PFEIFER, A. ; MOJANO-ROSAS, A. ; MALAMUD, C. ; HUGUENEY, C. ; VEIGA, P. M. . Integração Regional - projetos, dimensões e dinâmicas. In: Patrícia Lisa y Mª Dolores de Azategui. (Org.). Nuevas tendencias de cooperación política y comercial y sus impactos regionales / Novas tendências de cooperação política e comercial e seus impactos regionais. 1aed.Madrid: Secretaría Ejecutiva de la Red Iberoamericana de Estudios Internacionales, 2014, v. , p. 101-104.

2.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . Cooperation for Development, Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. In: Stephen Kingah; Cintia Quiliconi. (Org.). Global and Regional Leadership of BRICS countries. 1aed.New York: Springer, 2016, v. , p. 67-91.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . O Itamaraty e o impeachment: equidistância pragmática?. Carta Capital - Blogo do GR-RI, São Paulo, 11 maio 2016.


Apresentações de Trabalho
1.
PINHEIRO, L.. Abertura ATORES E AGENDAS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA: RENOVAÇÃO OU RECONFIGURAÇÃO?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
PINHEIRO, L.. Abertura do Seminario AGENDAS E ATORES DA POLITICA EXTERNA: PERSPECTIVAS DO NORTE E DO SUL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
PINHEIRO, L.; RATTON, M. S. ; SCHOR, A. ; JUNQUEIRA, M. . Relações Internacionais e Interdisciplinaridade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. . Abertura do Seminario RELAÇÕES SUL-SUL: COALIZÕES POLÍTICAS E COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
SOUZA, A. M. E. ; MILANI, C. ; PINHEIRO, L. ; SARAIVA, M. G. . POLÍTICA EXTERNA E EDUCAÇÃO: CONFLUÊNCIAS E PERSPECTIVAS NO MARCO DA INTEGRAÇÃO REGIONAL. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
PINHEIRO, L.. 'Os (difíceis) novos tempos da Análise da Política Externa Brasileira'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
PINHEIRO, L.. Cooperação internacional para o desenvolvimento. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
PINHEIRO, L.. La formación del campo de estudio sobre política exterior brasileña y su vinculación con los escritos de los diplomáticos brasileños?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
PINHEIRO, L.. Politica Exterior en movimiento: poder, actores e instituciones. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
PINHEIRO, L.. COOPERAÇÃO SUL-SUL E LIDERANÇA REGIONAL DO BRASIL. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . The role of South-South Cooperation on Brazilina Regional Leadership and Global Protagonism. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
PINHEIRO, L.. La formación del campo de estudio sobre política exterior brasileña y su vinculación con los escritos de los diplomáticos brasileños. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
PINHEIRO, L.. Caminhos da Democracia na Política Externa Brasileira. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
PINHEIRO, L.. Diplomacy and Health in the Construction of Horizontal Development Cooperation (Diplomacia e Saúde na Construção da Cooperação Horizontal para o Desenvolvimento. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
PINHEIRO, L.; GAIO, G. . The Role of Cooperation for Development on Brazilian Regional Leadership and Global Protagonism. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Entre a Autonomia e a Heteronomia - o lugar da agencia na Política Externa Brasileira. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
PINHEIRO, L.. Política Externa na América do Sul: reconfigurações políticas e analíticas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira no passado e no presente. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
PINHEIRO, LETÍCIA. Dilemas Atuais das Potencias Emergentes. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
PINHEIRO, L.; DUARTE, R. . Relções Internacionais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
PINHEIRO, L.. Política Externa Brasileira. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. ; HIRST, M. . Relações Sul-Sul: coalizões políticas e cooperação para o desenvolvimento. 2011. (Outro).

2.
PINHEIRO, L.; VALENCA, M. . Area Tematica da ABCP Ensino e Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais. 2014. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
PINHEIRO, L.; MILANI, C. ; HOCHMAN, G. ; VIEIRA, M. A. M. C. ; SARAIVA, M. G. ; SALOMON, M. ; VEDOVELI, P. . Agendas e Atores de Política Externa. 2008; Tema: Politica Externa - formulação e conteúdo. (Site).

2.
PINHEIRO, L.; LIMA, M. R. S. . Carta Capital / Blog do GR-RI [on-line].. 2016; Tema: Itamaraty e o impeachment: equidistância pragmática?. (Blog).

3.
PINHEIRO, L.. Nucleo de Estudos Atores e Agendas de Política Externa. 2016; Tema: Processo decisório de política externa de países do Sul geopolítico. (Site).

4.
LIMA, M. R. S. ; PINHEIRO, L. . Observatorio Politico Sul Americano. 2016; Tema: Politica interna e externa dos países da America do Sul. (Site).



Outras informações relevantes


Coordenadora da Área Temática de Ensino e Formação em Ciência Política e Relações Internacionais da ABCP - 2008/2014



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 21:32:33