Paulo Roberto Arvate

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8527041041464718
  • Última atualização do currículo em 17/01/2019


Professor de graduação e pós-graduação da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas em São Paulo. Doutor em Teoria Economica pela Universidade de São Paulo com "sandwich" na University of California, Los Angeles. Professor visitante na Michigan State University e professor pesquisador da Universidade Nova de Lisboa. Areas de interesse: public finance, political economy, institutions, and business and economics. Vencedor do Prêmio Jabuti (melhor livro técnico do ano). Membro da Business Research Net ? BRN e do C-Micro (Centro de Estudos em Microeconometria Aplicada). Media de publicação recente seguindo o rank da Association of Business Schools (ABS) que vai entre 1 e 4: 3 (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Paulo Roberto Arvate
Nome em citações bibliográficas
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Getulio Vargas - SP.
Av. 9 de Julho, 2029 - 11º andar
Bela Vista
01313-902 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 32817765
URL da Homepage: https://sites.google.com/site/paulorarvate/


Formação acadêmica/titulação


1995 - 1999
Doutorado em Economia.
Faculdade Economia Administração e Contabilidade da Usp, FEA-USP, Brasil.
Título: Quando a Regra é Quebrar a Regra: Uma Versão Institucional sobre a Experiência Brasileira de Endividamento Público Interno, Ano de obtenção: 1999.
Orientador: Prof Dr. João Sayad.
1989 - 1991
Mestrado em Economia.
Faculdade Economia Administração e Contabilidade da Usp, FEA-USP, Brasil.
Título: Crescimento e Endividamento do Setor Publico: O Início dos Anos Oitenta,Ano de Obtenção: 1991.
Orientador: Prof Dr. Joaquim Eloi Cirne de Toledo.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
1982 - 1985
Graduação em Ciências Econômicas.
Fundação Armando Álvares Penteado, FAAP, Brasil.




Formação Complementar


1987 - 2000
Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



FGV/Samaritano/M.da Saude, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Getulio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Nova de Lisboa, UNL, Portugal.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor pesquisador


Fundação Getulio Vargas - SP, FGV-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2008 - Atual
Direção e administração, Escola de Economia de São Paulo, .

Cargo ou função
Coordenador para o Desenvolvimento de Monografia.
02/2007 - Atual
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Supervisão de orientação monografica
Ciência Política
Economia do Setor Público
7/2005 - Atual
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia do Setor Público
Economia III (Macroeconomia)
7/2005 - Atual
Ensino, Administração Pública e Governo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Economia
Economia Política
Escolha Pública
Macroeconomia do Setor Público
Tópicos Atuais em Economia e Finanças Públicas
7/2004 - Atual
Ensino, Administração Pública e Governo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Politica
Economia
1/2001 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Getulio Vargas - SP, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Pós-Graduação.
2/1996 - Atual
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (Macroeconomia)
Finanças Publicas
12/2005 - 12/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Getulio Vargas - SP, .

Cargo ou função
Membro da Comissão Julgadora dos Trabalhos da ANPEC.
1/2005 - 6/2005
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (Macroeconomia)
7/2004 - 12/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Getulio Vargas - SP, .

Cargo ou função
Membro do Processo de Seleção dos Candidatos a Mestrado/Doutorado.
1/2004 - 6/2004
Ensino, Administração Pública e Governo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Macroeconomia do Setor Público
1/2004 - 6/2004
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (Macroeconomia)
1/2002 - 6/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Getulio Vargas - SP, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Gerência de Bolsas CAPES/CNPq.
7/2003 - 12/2003
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (macroeconomia)
1/2003 - 6/2003
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (Macroeconomia)
7/2002 - 12/2002
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia II (Macroeconomia)
7/2002 - 12/2002
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Getulio Vargas - SP, .

Cargo ou função
Membro de Asses. Proc. Seletivo de Alunos p/o CM/CD.
1/2002 - 6/2002
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
1/2002 - 6/2002
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Internacional
7/2001 - 12/2001
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
1/2001 - 6/2001
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
7/2000 - 12/2000
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
1/2000 - 6/2000
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
1/1999 - 6/1999
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
7/1998 - 12/1998
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
7/1998 - 12/1998
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Economia de Empresas
1/1998 - 6/1998
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
7/1997 - 12/1997
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira
1/1997 - 6/1997
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Mercado e Formação de Preços
7/1996 - 12/1996
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia I (Microeconomia)
2/1996 - 6/1996
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira

Michigan State University, MSU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 2007
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente Mestre, Carga horária: 0

Atividades

1989 - Atual
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Macroeconomia
Macroeconomia II
Monografia I, II, III, IV
Contabilidade Social
Economia do Setor Público
Economia Monetária

Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 1991
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar de Ensino, Carga horária: 0

Atividades

1989 - 1991
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Formação Econômica do Brasil
Metodologia Científica

Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, PRODESP, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Diretor Administrativo-Financeiro, Carga horária: 0

Atividades

1997 - 1999
Direção e administração, Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, .

Cargo ou função
Diretor Administrativo-Financeiro.

Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - 1992
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 0

Atividades

1990 - 1992
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Brasileira

Fundação Armando Álvares Penteado, FAAP, Brasil.
Vínculo institucional

1986 - 1987
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar de Ensino, Carga horária: 0

Atividades

1986 - 1987
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Microeconomia

Phillips do Brasil Ltda, PHILLIPS, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1986
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Planejador Financeiro, Carga horária: 0

Atividades

1985 - 1986
Direção e administração, Phillips do Brasil Ltda, .

Cargo ou função
Planejador Financeiro.

Atlântica Boa Vista Seguros, ATLÃNTICA, Brasil.
Vínculo institucional

1982 - 1984
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Traineé em Todas as Áreas de Seguro, Carga horária: 0

Atividades

1982 - 1984
Direção e administração, Atlântica Boa Vista Seguros, .

Cargo ou função
Traineé em Todas as Áreas de Seguro.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Corrupção no ambiente privado
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / Chen Yen-Tsang - Integrante / Andrea Oliveira de Carvalho e Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
A falta de equipe medica afetou a qualidade da saude municipal?
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / Vladimir Ponczek - Integrante / Rodrigo Bandeira-de-Mello - Integrante / Dante Gambardella - Integrante / Sergio Firpo - Integrante / Gisele W Silva - Integrante / Andre Priner - Integrante.
2014 - 2016
Lideranças femininas locais influenciam positivamente mulheres nas empesas locais?
Descrição: O objetivo desse projeto é verificar se mulheres bem-sucedidas eleitoralmente (prefeitas) estimulam mulheres a melhorar sua performance na oferta de trabalho (horas trabalhadas, segundo emprego, etc) e no seu rendimento em relação aos homens. A ideia é de que mulheres bem-sucedidas são um espelho (role model) para que outras mulheres melhorem sua performance dado que as mulheres são um grupo minoritário em diversos setores da sociedade (mercado de trabalho, politico, entre eles). Usaremos três eleições de prefeitos no Brasil (2000, 2004 e 2008) publicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e os dados das empresas formais no Brasil (de 1996 a 2010) encontradas na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) utilizados com autorização do Ministerio do Trabalho para realizar nossa investigação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2013 - 2015
O efeito de uma policia armada sobre a criminalidade
Descrição: Este projeto visa investigar o efeito do uso de arma de fogo pela polícia sobre o nível de criminalidade. Existe um debate recente na arena pública sobre a conveniência ou não da polícia utilizar armas de fogo. Os seus defensores argumentam que o uso da arma de fogo tem um efeito inibidor sobre o crime. Por outro lado, outros argumentam que o uso da arma de fogo por parte da polícia pode aumentar o nível geral de violência. Pimeiro, a própria polícia pode se tornar mais violenta. Segundo, os criminosos podem passar a utilizar armas mais potentes e letais para responder a uma polícia com maior poder de fogo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Gasto Público com Aquisição de Medicamentos Genéricos
Descrição: O objetivo do projeto é investigar o efeito da lei dos genéricos na compra pública de medicamentos. b) apresentar a justificativa e aplicabilidade da proposição, ressaltando sua relevância para as políticas de saúde institucionalizadas no âmbito do Sistema Único de Saúde; A introdução da lei dos genéricos no Brasil foi motivada pela potencial redução no preço de medicamentos e/ou um conseqüente aumento da quantidade comprada. Tais impactos possuem, em tese, impactos positivos sobre as contas públicas e no acesso de medicamentos a população. Contudo, são raros os estudos no Brasil que analisem o impacto de tal mudança na legislação sobre as finanças públicas dos municípios. c) definir o objetivo geral e os objetivos específicos; No contexto, o objetivo deste projeto é estudar se a lei dos genéricos permitiu uma redução do preço de aquisição de medicamentos e/ ou um aumento da quantidade. Para desenvolver tal estudo, será utilizada a base de dados do governo do estado de São Paulo, na qual há informação sobre o preço pago e quantidade compradas de medicamentos. d) descrever detalhadamente o método a ser empregado para atingir os objetivos propostos; Serão empregadas as técnicas econométricas de análise de impacto de políticas públicas amplamente difundidas na literatura internacional sobre o assunto. e) descrever a abrangência do projeto quanto a: e.1) população e/ou instituição beneficiada, seja diretamente - que receberá a intervenção do projeto - seja indiretamente - que poderá se beneficiar dos resultados do projeto, com indicação de n° CNES; Através desse estudo, o governo, em todas as suas esferas, poderá avaliar se a aquisição de medicamentos, na forma de genéricos, lhe permite reduzir no preço pago e/ou aumentar a quantidade adquirida. A partir desses resultados, os governos serão capazes de gerenciar mais adequadamente os seus processos de compra e.2) dimensão geográfica, com indicação de UF/município beneficiário; Serão analisados os dados de.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / Dante Gambardella - Integrante / Klenio de Souza Barbosa - Integrante.Financiador(es): Hospital Samaritano - Auxílio financeiro / Ministério da Saúde - Cooperação.
2012 - 2013
Gender and Agency in Brazil: the Impacts of Female Local Leaders
Descrição: We document the effects of having a woman in charge of the executive branch of a local government. We use Brazilian electoral data and restrict our focus to close mayoral races in which the two most voted candidates are of opposite sexes. As most of the more than 5,500 Brazilian municipalities are relatively small (median size of 20 thousand people) and local governments enjoy ample autonomy in spending decisions, mayors occupy a very important position in Brazilian politics. We first investigate the effects of a woman being in charge in terms of voting behavior of their constituents: We measure the effect of having a female mayor on votes given for women running for other positions two and six years after the mayoral race, as well as on number of women running for town councilors and the votes given to them four years after the same mayoral race. We found no evidence of changes in voting behavior with respect to gender. We also investigate empowerment effects and found no evidence of such effects, even when we split the sample for first and second terms. In Brazil, as mayors cannot run for a third consecutive term, we had hypothesized that given that there are no changes in voting behavior against women, empowerment effects if exist, would be sizeable in a woman?s second term. Finally, we checked whether the election of a female mayor had the power to inspire young women and adolescent girls. In fact, we found that, for 14 years old girls, having a female mayor does change their schooling outcomes with respect to age-grade distortion. This effect occurs for municipal schools only, showing that when the presence of the female local leader is more visible, the effects are more pronounced. We found no effect on differential political involvement by gender of teenagers..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Integrante / Sergio Firpo - Coordenador / Renan Pieri - Integrante.Financiador(es): Banco Internacional de Reconstrucao e Desenvolvimento (Banco Mundial) - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Quotas e performance eleitoral: qual é a melhor combinação?
Descrição: O objetivo desse projeto é calcular o nivel otimo de candidatas a prefeito para que mulheres tenham a melhor chance eleitoral. Esse tipo de investigação é importante porque diversos trabalhos tanto na area de Economia como na area de Ciencia Politica mostram a importancia de quotas para se aumentar a chance eleitoral das mulheres. Contudo, não se investiga qual deve ser esse patamar. A literatura não entra nessa questão porque existe reconhecidamente um viés dos partidos quanto a mulheres candidatas em outros países. Se essa é uma questão importante, os governos locais do Brasil (municipios) são um bom laboratorio para esse tipo de investigação porque o sistema politico brasileiro é muito aberto a novas candidaturas como no caso de Peru e Russia. Usaremos três eleições de prefeitos no Brasil (2000, 2004 e 2008) para calcular esse nível ótimo controlando as características observáveis dos candidatos e dos municípios..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / José Tavares - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2012 - 2012
O Impacto dos Fatores Institucionais no Desempenho das Empresas Latino-americanas
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (1) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Integrante / Rodrigo Bandeira de Mello - Coordenador.Financiador(es): Fundação Getulio Vargas - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Competição tributária entre países: uma abordagem teorica atraves de jogos dinamicos de reputação (Bolsa de Produtividade e Pesquisa - CNPq)
Descrição: De um modo geral, governos procuram evitar eventuais efeitos adversos da competição tributária através da construção de mecanismos de coordenação. Pelo menos é o que se pode observar numa leitura do relatório ?Harmful Tax Competition: An Emerging Global Issue? produzido pela OECD (1998). No entanto, nos países europeus, as tentativas de coordenação das alíquotas sobre capital parecem não ter dado resultado uma vez que a média das alíquotas ficou abaixo do patamar acordado (30%): a média das alíquotas sobre as empresas entre os países da OECD no inicio dos anos oitenta era 50% e em 2007 atingiu metade desse valor. Por um outro lado também é interessante observar que a competição tributária entre países parece não ter levado a um ?race to the bottom?, ou seja, um equilíbrio com alíquotas tão baixas para os países que a arrecadação de impostos inviabilize a manutenção da oferta de bens públicos no seu nível ótimo (Oates, 1972). Um argumento possível para que o ?race to the bottom? não tenha ocorrido é que a mobilidade de capitais entre países não é perfeita. O apêndice 1 apresenta uma série de gráficos sobre o comportamento da receita tributária nos países europeus. Como se pode observar, em alguns países existe uma tendência de elevação (Áustria, França, Alemanha, Grécia, Holanda, Noruega, Polônia e Portugal) e, em outros casos, a tendência é de queda (Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Irlanda, Itália, Espanha, Grã-Bretanha e Suíça). Em casos como no Brasil, onde a mobilidade de capital é total e a competição tributária entre os governos subnacionais ocorre a mais de dez anos no principal imposto desses governos (um imposto sobre consumo chamado de ICMS), não há evidências de que a receita tributária dos governos estaduais tenda a zero como se pode ver nos gráficos do apêndice 2. Desde a implantação da nova Constituição Brasileira em 1988, o marco da mudança institucional que abriu as portas para a competição tributária entre os estados, até o ano de 2006, dos vint.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
Projeto de Reforma Tributaria
Descrição: O objetivo desse projeto é produzir subisidios a Reforma Tributaria avaliando a experiencia brasileira desde a Constituição de 1988 ate o presente e a experiencia internacional a partir de uma perspectiva institucional e economica.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Integrante / Eurico Marcos Diniz de Santi - Coordenador.
2008 - 2009
Existiam diferenças entre ?naïve voters? e ?sophisticated voters? na avaliação dos resultados fiscais
Descrição: Voters have nothing to be afraid of when new hard budget constraint legislation is implemented. This kind of legislation reduces the asymmetry of information between voters and incumbents over the budget and, as a consequence, the latter have incentives to increase the supply of public goods. As a nationwide institutional innovation, the Fiscal Responsibility Law (FRL) is exogenous to all municipalities; therefore, there is no self-selection bias in its implementation. We show that public goods expenditure increases after the FRL. This increase occurs in municipalities located in the country?s poorest region. Our findings can be extended to the supply of public goods because the higher the expenditure with health and education, the greater the probability of incumbents being re-elected. Finally, there exists a ?de facto? higher supply of public goods in education (number of per capita classrooms) after the FRL.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2004
A CPMF ajudou a Reduzir a Sonegação no Brasil? Um Estudo sobre Economia Subterrânea e perda de Arrecadação do Governo Federal (TAX-GAP)
Descrição: O objetivo deste artigo é apresentar os efeitos da CPMF sobre a Economia Subterrânea (ES). Deputados e senadores argumentaram na sua implantação que ela seria um poderoso instrumento de combate à sonegação. Não o foi, e impulsionou o crescimento da ES. Estimamos a ES através do modelo MIMC e descobrimos o quanto à arrecadação do governo federal como um todo pode impulsionar a ES até o seu nível máximo (se a arrecadação total do foverno federal estiver em torno de 60% do PIB). Medimos a perda de receita pela existência da ES (TAX-GAP) e a participação da CPMF na mesma..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / Cláudio Ribeiro de Lucinda - Integrante.
2004 - 2004
The Effects of Corruption on Growth, Public Investment and the Allocation of Expenditures the Brazilian States Between 1992 and 1998
Descrição: O objetivo deste trabalho é verificar percepção da corrupção como Mauro(1996) para captar esta influência mas percebemos que poderíamos usar o diferencial de salários entre o setor público e o setor privado como "proxy" da corrupção observando que esta variável, o trabalho de Van Rijckeghem e Weder (1997), era variável de melhor explicação para este índice. Decompondo o difererencial de salários pela técnica de Oaxaca (1973) para eliminar as diferenças observáveis nos salários para utilizar o resíduo como "proxy" de corrupção, conseguimos por regressões quantilicas produzir " proxier" de corrupção para diferentes níveis (mais baixos e mais altos salários) para verificar se a propina estava instrumentalizada em determinados seguimentos como Kraay e Van Rijckeghem (1995) e Haque e Shay (1996) já haviam adiantado: a propina seria própria de baixos salários na administração. Nossos resultados indicam que existem gastos sendo intrumentalizados para a propina com diferenças de níveis em alguns casos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2004 - 2004
A Guerra Fiscal dos Estados Brasileiros entre 1988/1998 trouxe alguma vantagem de longo prazo? Um Estudo avaliando a Convergência de Renda per Capita entre os Estados e os Momentos Eleitorais
Descrição: Este artigo procura analisar a primeira fase (1988/1998) da guerra fiscal entre os estados brasileiros. Após a Constituição Federal de 1988, os estados brasileiros começaram a competir pela atração de empresas reduzindo o imposto sobre circulação de mercadorias (ICMS). Propõe-se uma variável para medir a guerra fiscal baseada na literatura de econometria espacial. A partir de uma matriz econômica, similar à matriz espacial proposta, por exemplo, por Aslin (1988) é possível identifficar o peso da guerra fiscal na arrecadação dos estados. Ao invés de utilizar distâncias geográficas, utilizamos diferenças nas alíquotas implícitas dos estados ("distância" econômica) para ponderar um vetor de receitas de ICMS para os demais estados. Os resultados confirmam a hipótese de perda social na guerra fiscal ("Race to the Bottom"). Não há benefícios de longo prazo na "guerra fiscal". Também procuramos associar a guerra fiscal com o ciclo político. Porém, não se pode chegar a uma conclusão definitiva a partir dos resultados observados. Em algumas especificações o cliclo parece ser pró-cíclico (aumenta a receita, reduz a guerra fiscal), mas em outras parece ser anti-cíclico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador / Ciro Biderman - Integrante.
2003 - 2004
Como a Ideologia do Executivo e do Legislativo Afetou os Gastos dos Governos Estaduais do Brasil entre 1986 e 1998 - Relatório Final: Um Estudo Empírico sobre a Influência Ideológica na Determinação dos Gastos dos Governos Estaduais entre 1986 e 1998.
Descrição: O objetivo deste trabalho é definir a ideologia existente no Executivo e Legislativo dos vinte e sete estados brasileiros entre 1986 e 1998 a partir da classificação ideológica feita por Coppedge (1997) para, a partir dela, verificar como os principais gastos respondem a ideologia existente. A importância da ideologia na definição do nível de gastos do governo como um todo foi demonstrada por Perotti e Kontopoulos (1998) e sobre o nível de gastos do governo federal apenas em Volkerink e de Haan (2001) para países da OECD. Para países latino-americanos esta importância já foi demonstrada em Amorim Neto e Borsani (2003). Nada foi feito em termos dos gastos estaduais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2003 - 2003
Interferência de Variáveis Políticas na Determinação da Taxa de Câmbio em Países que Conviveram com Períodos de Elevada Inflação: Os Casos da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, México e Peru entre 1970 e 1989 - Novo Título: Regime Político e Participação
Descrição: O trabalho de Frankel (1999) apresentou uma discussão sobre qual política cambial seria mais adequada: administrada ou flexível. Após a leitura do mesmo, chega-se a conclusão de que a política cambial adequada para cada país depende do tipo e das circunstâncias existentes em um determinado momento do tempo. Quando observamos a descrição do processo inflacionário vivido por alguns países latino-americanos nos anos setenta e oitenta, percebemos uma situação que muito se próxima do descrito: 1. a taxa de câmbio tornou-se endógena e em função da restrição externa; 2. a taxa de câmbio foi influenciada por variáveis políticas em diferentes momentos deste processo (anos de eleição, ideologia do governo que está no poder, fragmentação do poder e regime político). Com esta descrição, pelo que pudemos observar em nossa busca pela literatura, não há trabalhos que relacionem empiricamente o resultado do câmbio com variáveis de política. Sendo assim, montamos nosso objetivo: verificar empiricamente se variáveis políticas tiveram influencia nas variações da taxa de câmbio em países latino-americanos que passaram por experiências de processos inflacionários..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2002 - 2003
Conflitos, Receitas Cumulativas do Governo Federal e Exportações no Brasil entre 1982 e 2001. Relatório Final: Mudanças Institucionais, Receitas Cumulativas do Governo Federal e Exportações no Brasil entre 1982 e 2001.
Descrição: De 1982 até recentemente (2001), observou-se no Brasil uma mudança na composição relativa das receitas do governo federal: trocou-se a receita de impostos pela receita de contribuições sociais. Segundo Além e Giambiagi (1999) esta foi a forma escolhida pelo governo federal para recompor a sua perda líquida de receitas visto que, cerca de cinqüenta por cento das receitas arrecadadas com impostos, deveriam ser compartilhadas com estados e municípios. Tudo isto desencadeado pela Constituição de 1988. Varsano et alli (2001) argumentam que o grande problema das contribuições é a distorção de alocação gerada pela sua arrecadação em cascata. Ela prejudicaria as exportações brasileiras, vitais para a solução do problema externo. De qualquer forma, Varsano et alli (2001) também reconhecem que a estrutura tributária brasileira como um todo padece do mesmo mal. Apresentamos alternativas para tratar a questão. Escolhemos trata-la a partir de um conflito, seguindo a linha desenvolvida na literatura a partir de Sachs e Roubini (1989) com desdobramentos recentes em Volkerink e Haan (2001): variáveis políticas explicando resultados fiscais. Feito isto, recuperaremos a metodologia apresentada por Castro e Cavalcanti (1997) sobre os determinantes das exportações para verificar se, adicionalmente, a mudança de gestão nas receitas por parte do governo federal afetaria as mesmas. Se a estrutura tributária é ineficiente como um todo, talvez a forma de arrecadar não esteja influenciando as exportações. Questão não explorada na literatura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2002 - 2003
Uma Análise sobre a Influência de Variáveis Políticas e Econômicas na Composição da Receita Tributária do Governo Federal entre 1980 e 2001 - Relatório Final: A Composição Tributária Responde a Tentativa de Manipulações Eleitorais?
Descrição: O objetivo deste trabalho é verificar como a evolução e a composição da estrutura tributária do governo federal brasileiro foi influenciada por variáveis políticas e econômicas entre os anos de 1981 e 2001. Quando se busca na literatura alguma referência sobre este tipo de questão, percebe-se que falta este tipo de influência e sobram argumentos institucionais. Isto tudo porque, nas avaliações existentes, a responsabilidade do resultado tributário, principalmente nos anos noventa, é atribuído a Constituição de 1988. Nenhum dos eventos econômicos ou políticos ocorridos foram destacados como prioritários neste resultado. A possibilidade da realização deste objetivo só será possível graças à metodologia desenvolvida no trabalho de Ashworth e Heyndels (2002) para captar a turbulência na estrutura tributária. Nela, através do índice de turbulência tributária, poderemos verificar como variáveis políticas e econômicas afetaram a evolução e composição desta estrutura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2002 - 2002
Uma Revisão da Política Monetária do Plano de Ação Econômica do Governo (PAEG)
Descrição: O objetivo deste trabalho é reconstruir a política monetária do PAEG incorporando variáveis que até o momento não foram consideradas na análise de Lara Resende(1982) e verificar, com o instrumental de série de tempo, se as mudanças descritas por este autor de fato ocorreram e em que momento exato..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2001 - 2002
Desigualdade e Demanda Social: Uma Evidência Empírica
Descrição: O objetivo deste trabalho é duplo: 1. verificar como gastos sociais respondem a desigualdade existente nos países. Tentaremos, classificar gastos que respondem a demandas sociais, gastos sociais, e da composição destes gastos nos gastos totais, verificar como o setor público responde à indicadores de desigualdade social, no caso, distribuição de renda. 2. se existir uma correlação entre a estrutura tributária dos países e os indicadores de desigualdade social, inclusive uma causalidade, verificar se a decisão de gastos sociais pelo eleitor mediano é valida. Se existir uma forte correlação entre a estrutura tributária, progressiva ou regressiva, e o resultado de distribuição de renda, poderemos ter uma indicação da validade ou não do critério do eleitor mediano na escolha dos gastos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
2001 - 2001
Conflitos Sociais e Distribuição de Renda na Explicação de Resultados Fiscais - Relatório Final: A Mudança de Comportamento do Setor Público após o Choque Mundial de 1975 como Resultado de Conflitos Sociais
Descrição: O objetivo deste trabalho é duplo: verificar se a mudança de comportamento do setor público foi afetada pelo processo de ajuste que a economia mundial passou após o choque de 1975 e se a mesma foi explicada por variáveis macroeconomicamente pouco convencionais como distribuição de renda e eficiência da burocracia. Os resultados mostram que a mudança estrutural da economia em 1975 não foi significativa enquanto que a distribuição de renda e eficiência da burocracia foram: pior (melhor) distribuição de renda e melhor (pior) eficiência da burocracia levaram o setor público a um ajustamento (expansão). Testou-se ainda um ?mix? entre as variáveis usadas para representar a mudança estrutural, distribuição de renda e eficiência da burocracia. Fez-se isto para ver se esta mudança estrutural, combinada a estas variáveis, que seriam mais estáveis ao longo do tempo, influenciariam o resultado deste comportamento. Viu-se que variáveis de mudança estrutural combinadas com distribuição de renda e eficiência da burocracia foram significativas para explicar a mudança de comportamento do setor público sem alterar o sinais dos resultados obtidos pelas variáveis que foram significativas isoladamente. O ?mix? de variáveis de mudança estrutural e cada uma das variáveis alternadamente não foi: seu resultado não foi significativo ou foi de intuição não muito simples..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
1999 - 1999
Arranjo Institucional, Condições de Financiamento e Default: a Experiência Brasileira dos Anos Oitenta II
Descrição: Os sessenta para a economia brasileira foram um período de montagem institucional que produziu bons resultados em termos de financiamento público durante os próprios anos sessenta e uma parte dos anos setenta. Após este período e sabendo-se da existência da relação entre arcabouço institucional e condições de financiamento, a grande questão que se faz é: mudaram-se as condições institucionais para que as condições de financiamento melhorassem? Se as mesmas não mudaram, é claro que, dentro deste raciocínio, não deveríamos ter melhoria nas condições de financiamento público. É nisto que reside o objetivo deste trabalho: uma investigação para verificar se existe uma mudança no arranjo institucional e se esta mudança é acompanhada pelas condições de financiamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
1998 - 1999
Arranjo Institucional, Condições de Financiamento e Default: A Experiência Brasileira dos Anos Oitenta
Descrição: Os anos sessenta para a economia brasileira foram um período de montagem institucional que produziu bons resultados em termos de financiamento público durante os próprios anos sessenta e uma parte dos anos setenta. Após este período e sabendo-se da existência da relação entre arcabouço institucional e condições de financiamento, a grande questão que se faz é: mudaram-se as condições institucionais para que as condições de financiamento melhorassem? Se as mesmas não mudaram, é claro que, dentro deste raciocínio, não deveríamos ter melhoria nas condições de financiamento público. É nisto que reside o objetivo deste trabalho: uma investigação para verificar se existe uma mudança no arranjo institucional e se esta mudança é acompanhada pelas condições de financiamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
1998 - 1998
A Participação e Influência do Governo na Taxa de Crescimento dos Países III
Descrição: A teoria econômica tem avançado no tratamento da influência que o setor público possui na área de crescimento e na administração da dívida pública muito embora não se tenha trabalhos que relacionem estes dois grupos. O papel deste trabalho é considerar como a maioria dos trabalhos não fazem, dívida pública como riqueza e verificar, nesta condição, a influência que a perspectiva de risco de default possui sobre a razão capital/produto. Como a experiência institucional varia de país para país e seria muito trabalhoso desenvolver cada experiência, decidimos por prudência analítica, centralizar nosso trabalho na economia brasileira que passou por um processo de repúdio de dívida na década de oitenta..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
1997 - 1998
A Participação e Influência do Governo na Taxa de Crescimento dos Países II
Descrição: A literatura econômica brasileira sobre a questão do endividamento público interno não leva em consideração a montagem institucional para tratar a questão do default. Sem dúvida, o tratamento institucional permite que se explique o porquê dos agentes carregarem esta dívida (ativo para eles) tanto tempo com taxas negativas - é o que se pode observar nos dados dos anos setenta e oitenta - e qual a regra conhecida pelos agentes e pelo setor público na construção da capacidade de pagamento do último, fator importante na avaliação da dívida interna pública. O período escolhido para tratar a questão vai dos anos setenta até os dois primeiros anos do Plano Real..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.
1997 - 1997
A Participação e Influência dos Governos na Taxa de Crescimento dos Países
Descrição: A teoria econômica tem avançado no tratamento da influência que o setor público possui na área de crescimento e na administração da dívida pública muito embora não se tenha trabalhos que relacionem estes dois grupos. O papel deste trabalho é considerar, como a maioria dos trabalhos não fazem, dívida pública como riqueza e verificar, nesta condição, a influência que a perspectiva de risco de default possui sobre a taxa de crescimento dos países..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Paulo Roberto Arvate - Coordenador.


Membro de comitê de assessoramento


2002 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
2012 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Revisor de periódico


2005 - Atual
Periódico: Revista de Estudos Econômicos
2000 - Atual
Periódico: Revista de Economia Política
2006 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro)
2005 - Atual
Periódico: RAC. Revista de Administração Contemporânea
2006 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais
2007 - Atual
Periódico: Revista de Economia Aplicada
2010 - Atual
Periódico: Scadinavian Journal of Economics
2010 - Atual
Periódico: Brazilian review of econometrics
2011 - Atual
Periódico: Economics of Governance
2008 - Atual
Periódico: Nova Economia (UFMG. Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Economics of Governance (Print)
2012 - Atual
Periódico: The Social Science Journal (Fort Collins)
2012 - Atual
Periódico: Economics and Politics (Print)
2013 - Atual
Periódico: Latin American Business Review (Binghamton, N.Y.)
2014 - Atual
Periódico: International Tax and Public Finance
2014 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Economia (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Economia (Brasília)
2014 - Atual
Periódico: Revista ANPEC
2015 - Atual
Periódico: American Journal of Political Science
2015 - Atual
Periódico: Latin American Research Review
2015 - Atual
Periódico: Politics and Gender
2015 - Atual
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2016 - Atual
Periódico: The American Economic Review
2015 - Atual
Periódico: The American Political Science Review
2016 - Atual
Periódico: Comparative Political Studies
2016 - Atual
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2015 - Atual
Periódico: Planejamento e Politicas Publicas
2016 - Atual
Periódico: RAE - Revista de Administração de Empresas
2017 - Atual
Periódico: Oxford Economic Papers
2017 - Atual
Periódico: European Journal of Political Economy
2018 - Atual
Periódico: ECONOMIC MODELLING
2018 - Atual
Periódico: WORLD DEVELOPMENT
2018 - Atual
Periódico: PUBLIC CHOICE
2018 - Atual
Periódico: PUBLIC CHOICE


Revisor de projeto de fomento


2012 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
2011 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia do Setor Público.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2008
Melhor Livro de Direito Tributário, 50 Prêmio Jabuti.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:6
Total de citações:3
Fator H:1
Arvate, Paulo  Data: 22/10/2013

SCOPUS

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARVATE, P. R.2018ARVATE, P. R.; GALILEA, G. W. ; TODESCAT, I. . THE QUEEN BEE: A MYTH? THE EFFECT OF TOP-LEVEL FEMALE LEADERSHIP ON SUBORDINATE FEMALES (ABS 4 - Lead Article). LEADERSHIP QUARTERLY, v. 29, p. 533-548, 2018.

2.
ARVATE, PAULO2018ARVATE, PAULO; FALSETE, FILIPE ORTIZ ; RIBEIRO, FELIPE GARCIA ; SOUZA, ANDRÉ PORTELA . Lighting and Homicides: Evaluating the Effect of an Electrification Policy in Rural Brazil on Violent Crime Reduction. JOURNAL OF QUANTITATIVE CRIMINOLOGY, v. 34, p. 1047-1078, 2018.

3.
ARVATE, P. R.2017ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . CONDEMNING CORRUPTION WHILE CONDONING INEFFICIENCY: AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION INTO VOTING BEHAVIOR (ABS 3). PUBLIC CHOICE, v. 172, p. 399-419, 2017.

4.
ARVATE, P. R.2017ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Future electoral impacts of having a female mayor (Lead article). BRAZILIAN POLITICAL SCIENCE REVIEW, v. 11, p. 1-28, 2017.

5.
RUIZ, S. M.2017RUIZ, S. M. ; ARVATE, P. R. ; XAVIER, W. G. . Superior economic performance in developed and developing countries (ABS1). International Journal of Emerging Markets (Print), v. 12, p. 93-107, 2017.

6.
ARAUJO, LUIS2016ARAUJO, LUIS ; ARVATE, PAULO . Institutional quality and capital taxation. INTERNATIONAL TAX AND PUBLIC FINANCE, v. 23, p. 25-47, 2016.

7.
ARVATE, P. R.2015ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; Ponczek, V. . Municipalities secession, median voter, public good provision. ECONOMICS BULLETIN, v. 35, p. p.A22, 2015.

8.
Arvate, Paulo Roberto2013Arvate, Paulo Roberto. Electoral Competition and Local Government Responsiveness in Brazil. WORLD DEVELOPMENT, v. 43, p. 67-83, 2013.

9.
ARVATE, P. R.2011ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . Flypaper effect revisited: evidence for taxcollection efficiency in brazilian municipalities. Estudos Econômicos (USP. Impresso), v. 41, p. 7-28, 2011.

10.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2010ARVATE, P. R.; MACIEL, V. F. . Tamanho do governo brasileiro: conceitos e medidas. Revista de Administração Contemporânea (Impresso), v. 14, p. 1-19, 2010.

11.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2010ARVATE, P. R.; MENDES, M. J. ; ROCHA, A. . Are voters fiscal conservatives? Evidence from Brazilian municipal elections. Estudos Econômicos (USP. Impresso), v. 40, p. 67-101, 2010.

12.
ARVATE, P. R.2010ARVATE, P. R.; ZOGHBI, A. C. P. . Intergenerational conflict and public education expenditure when there is co-residence between the elderly and young (ABS 2). ECONOMICS OF EDUCATION REVIEW, v. 29, p. 1165-1175, 2010.

13.
MARCONI, N.2009MARCONI, N. ; ARVATE, P. R. ; MORICONI, G. M. . Diferentes padrões de políticas salariais nos governos estaduais brasileiros: uma análise a partir do diferencial de salários público-privado. Revista de Economia Política, v. 29, p. 1-10, 2009.

14.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2009ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; PALOMBO, P. E. M. ; MOURA NETO, João Silva . Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments (ABS 3). PUBLIC CHOICE, v. 141, p. 65-85, 2009.

15.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2009ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; TAVARES, J. . Fiscal Conservatism in a New Democracy: ?Sophisticated? versus ?Naïve? Voters (ABS 3). ECONOMICS LETTERS, v. 102, p. 125-127, 2009.

16.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2009ARVATE, P. R.; Curi, Andrea Zaitune ; Rocha, Fabiana ; Miessi Sanches, Fabio . Corruption and the size of government: causality tests for OECD and Latin American countries. Applied Economics Letters, p. 1-5, 2009.

17.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2009ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. ; ZOGHBI, A. C. P. . Mensurando e avaliando a eficîëncia dos gastos estaduais em educação fundamental e média. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, v. 39, p. 1-30, 2009.

18.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2008ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; LUCINDA, Cláudio Ribeiro de . Existe influência da ideologia sobre o Resultado fiscal dos Governos Estaduais Brasileiros?. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, v. 38, p. 789-814, 2008.

19.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2008ARVATE, P. R.; BIDERMAN, Ciro ; MENDES, M. J. . Aprovação de Empréstimos a Governos Subnacionais no Brasil: Há espaço para comportamento político oportunista?. Dados (Rio de Janeiro), v. 51, p. 983-1014, 2008.

20.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2005ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro . Uma Nova Versão sobre a Oferta de Moeda no Plano de Ação Econômica do Governo. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, São Paulo, v. 35, n.3, p. 15-34, 2005.

21.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2005ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro . Governos Autoritários e Câmbio nos Países Latino-Americanos. Revista de Economia Política, 2005.

22.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2002ARVATE, P. R.; LEITE, M. G. . Existe um Hedge para a Moeda em Ambientes de Inflação? A Evolução Institucional da Dívida Pública Interna no Brasil. Revista de Economia Política, v. 22, p. 1-20, 2002.

23.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO2002ARVATE, P. R.. Uma Visão Institucional da Dívida Pública no Brasil. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 2, p. 16-36, 2002.

24.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO1999ARVATE, P. R.. Abertura da Economia com manutenção do nível de emprego e política cambial as avessas. Revista de Economia Política, v. 14, p. 50-61, 1999.

25.
ARVATE, P. R.;Arvate, Paulo Roberto;ARVATE, PAULO1998ARVATE, P. R.. Resenha do Livro Bolhas e Pêndulos, de André Lara Resende. Revista de Economia Política, São Paulo, 1998.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ARVATE, P. R.; BIDERMAN, Ciro . Economia do Setor Público no Brasil. São Paulo: Editora Campus/Elsevier, 2005.

2.
ARVATE, P. R.; BIDERMAN, Ciro (Org.) . Economia do Setor Público. 1. ed. Rio de Janeiro - RJ: Editora Campus Ltda., 2005. v. 1. 592p .

Capítulos de livros publicados
1.
ARVATE, P. R.; ABRUCIO, F. L. ; SANTI, ; PEIXOTO, D. M. ; CANADO, V. R. . Conflitos, receitas cumulativas do governo federal (CPMF e contribuições) e impactos econômicos. In: Eurico Marcos Diniz de Santi. (Org.). Curso de Direito Tributário e Finanças Públicas - Do fato à norma, da realidade ao conceito jurídico. 01ed.São Paulo: Editora Saraiva, 2007, v. 01, p. 01-1146.

2.
BIDERMAN, Ciro ; ARVATE, P. R. ; ROCHA, F. ; ROCHA, A. ; KHAIR, A. ; ARAUJO JR., A. ; GASPARINI, C. E. ; SHIKIDA, C. ; SAMUELS, D. ; LIMA, E. ; GUERZONI, G. ; BLANCO, F. ; AFONSO, J. R. ; TEIXEIRA, L. . Vantagens e desvantagens da intervenção do governo na economia. In: Mendes, M.. (Org.). Gasto Público Eficiente: 91 Propostas para o desenvolvimento do Brasil. Rio de Janeiro e São Paulo: Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial e Topbooks Editora e Distribuidora de Livros Ltda, 2006, v. , p. 45-70.

3.
ARVATE, P. R.. Instituições e Resultados Fiscais no Brasil. In: Ciro Biderman; Paulo Roberto Arvate. (Org.). Economia do Setor Público no Brasil. 1ed.São Paulo: Editora Campus/Elsevier, 2005, v. 1, p. 136-153.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ARVATE, P. R.. A capitalização da Odebrecht. Revista Exame, São Paulo, p. 01 - 08, 26 fev. 2017.

2.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; Gambardella, D. . Generic-branded drug competition and the price for pharmaceuticals in procurement auctions. Antritust and Competition Policy Blog, http://lawprofessors.typepad.c, 28 mar. 2014.

3.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; ORELLANO, V. ; MATTOS, E. H. ; Duarte, L. . Cidades mais populosas de SP gastam melhor com saúde. O Estado de São Paulo, Caderno Vida&, p. A18 - A18, 10 dez. 2008.

4.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. ; ORELLANO, V. . Metas para Educação. O Estado de São Paulo, São Paulo, p. A26 - A28, 31 ago. 2008.

5.
ARVATE, P. R.. Investimento Público ainda é tratado como resíduo. O Estado de São Paulo, São Paulo, 07 jan. 2007.

6.
ARVATE, P. R.; MACIEL, V. F. . Coalizão de Lula pode aumentar gastos com máquina do governo. Folha de São Paulo, 31 dez. 2006.

7.
ARVATE, P. R.; MACIEL, V. F. . Inchaço do governo federal anula a redução de gastos estatais. O Estado de São Paulo, 15 out. 2006.

8.
ARVATE, P. R.; MENDES, M. J. . A importância das instituições e a construção de um ajuste fiscal. Conjuntura Economica, Rio de Janeiro, p. 10 - 11, 01 out. 2006.

9.
ARVATE, P. R.. Setor público paga que o privado no Nordeste. Valor Econômico, São Paulo, 18 jul. 2006.

10.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; PALOMBO, P. E. M. ; MOURA NETO, J. S. . Setor Público paga até 81% mais que o privado no Norte e Nordeste. O Estado de São Paulo, 16 jul. 2006.

11.
ARVATE, P. R.. Sem Dinheiro, Lembo Segura Gastos em São Paulo. Folha de São Paulo, São Paulo, 10 jun. 2006.

12.
ARVATE, P. R.. Estados mais ricos pagam menos a servidor. Valor Econômico, São Paulo, 06 jun. 2006.

13.
ARVATE, P. R.. A rica bucrocracia do Nordeste. Valor Econômico, São Paulo, 23 mar. 2006.

14.
ARVATE, P. R.. Por Trás das Falhas de Governo. Jornal Valor Econômico, São Paulo, 11 mar. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. . The Fire-Armed Police Effect: Evidence from a Quasi-Natural Experiment in Brazil. In: 40 Encontro da Sociedade Brasileira de Econometria, 2018, Rio de Janeiro. 40 Encontro da Sociedade Brasileira de Econometria, 2018.

2.
ARVATE, P. R.; SHIM, Y. L. ; XAVIER, W. G. . Manufacturing Emerging Economy Firms in Export Markets. In: Fourteenth Annual Journal of International Business Studies (JIBS), 2017, Dubai. Fourteenth Annual Journal of International Business Studies (JIBS), 2017.

3.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . The engagement of adolescent girls in politics when the electoral environment for women is uncertain. In: 39th Meeting of the Brazilian Econometric Society., 2017, Natal/RN. SBE, 2017.

4.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . CONDEMNING CORRUPTION WHILE CONDONING INEFFICIENCY:AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION INTO VOTING BEHAVIOR. In: Europena Public Choice Meeting, 2016, Freiburg. Europena Public Choice Meeting, 2016.

5.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . Condemning Corruption while Condoning Inefficiency: An Experimental Investigation into Voting Behavior. In: SIDE ISLE SIDE - ISLE 2015, 2015, Milano. SIDE ISLE SIDE - ISLE 2015 - 11TH ANNUAL CONFERENCE, 2015.

6.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; FUZITANI, E. . Campaign Donations and Government Contracts in Brazilian States. In: The 72nd annual MPSA Conference, 2014, Chicago. The 72nd annual MPSA Conference, 2014.

7.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. . Intergovernmental grants and local public spending in Brazilian Municipalities. In: The Association for Public Economic Theory (APET), 2014, Seatle. PET14 Seattle, 2014.

8.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . Intergovernmental grants and local public spending in Brazilian Municipalities. In: 70th Annual Congress of the IIPF, 2014, Lugano. 70th Annual Congress of the IIPF, 2014.

9.
OCHOA, S. M. R. ; ARVATE, P. R. . New Business Dynamics and Aggressiveness Between Competitors: Superior Economic Performance in Developed and Developing Countries. In: EnANPAD, 2014, Rio de Janeiro. EnANPAD, 2014.

10.
BARBOSA, K. S. ; ARVATE, P. R. ; FUZITANI, E. . Campaign Donations and Government Contracts in Brazilian States. In: EnANPAD, 2014, Rio De Janeiro. EnANPAD, 2014.

11.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; TODESCAT, I. . Local Female Leaders and their effect on women in the informal sector: an experimental investigation in Brazilian Municipalities. In: EnANPAD, 2014. EnANPAD, 2014.

12.
ARVATE, P. R.; RUIZ, S. M. ; XAVIER, W. G. . Superior Economic Performance in Developed and Developing Countries. In: AIB-SE, 2014. AIB, 2014.

13.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. . Intergovernmental grants and local public spending in Brazilian Municipalities. In: 70th Annual Congress of the IIPF, 2014, Lugano. 70th Annual Congress of the IIPF, 2014.

14.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. R. M. L. . The persistent reelection of corrupt politicians in representative democracies. In: European Master in Law & Economics, 2012, Ghent. EMLE Mid Term Meeting, 2012.

15.
ARVATE, P. R.. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil. In: Midwest Political Science Meeting, 2011, Chicago. Midwest Political Science Meeting, 2011.

16.
ARVATE, P. R.. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil. In: 33 Sociedade Brasileira de Econometria, 2011, Foz do Iguaçu. 33 Sociedade Brasileira de Econometria, 2011.

17.
ARAUJO, L. F. ; ARVATE, P. R. . Institutional quality and capital taxation in developing economies. In: Midwest Economic Theory and International Economics Meeting, 2011, Nashville. Fall 2011 Midwest Economic Theory Conference, 2011.

18.
ARVATE, P. R.. Electoral competition and local government responsiveness in Brazil. In: Midwest Political Science Meeting, 2010, Chicago, Illinois. Midwest Political Science Meeting, 2010.

19.
ARVATE, P. R.; CAMARGO, B. ; Pereira, C. . Fiscal Responsibility and the Supply of Public Goods. In: Fiscal Federalism in Comparative Perspective, 2010, Berlin. Hertie School of Governance - School of Public Policy. Berlin, 2010.

20.
ARVATE, P. R.; Pereira, C. . Should Voters be Afraid of Hard-Budget Constraint Legislation? Fiscal Responsibility Law in Brazilian Municipalities. In: Midwest Political Science Meeting, 2009, Chicago. Midwest Political Science Meeting, 2009.

21.
ARVATE, P. R.; Oliveira, E.M.de ; Casalecchi, A.R. de C. . Accountability e Observação Empírica de Aplicação da Lei de Licitações no Estado de São Paulo. In: XXXIII Encontro da ANPAD 2009, 2009, Rio de Janeiro. XXXIII Encontro da ANPAD 2009, 2009. v. 1. p. 1-2.

22.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Do budgetary institutions changes influence the decision of performing or not fiscal adjustments and the odds of an adjustment being successful? The case of the Brazilian state governments. In: First World Meeting of the Public Choice Society, 2007, Amsterdam. First World Meeting of the Public Choice Society, 2007.

23.
ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; TAVARES, J. . Budget deficits and reelection prospects: voters as fiscal conservatives in a New Democracy. In: Workshop on Institutions, Policy Performance, and Cooperation: Brazil and Global Context, 2007, Lansing. Workshop on Institutions, Policy Performance, and Cooperation: Brazil and Global Context, 2007.

24.
MARCONI, N. ; MOURA NETO, J. S. ; MORICONI, G. M. ; ARVATE, P. R. . Diferentes padrões de políticas salariais nos governos estaduais brasileiros: uma análise a partir do diferencial de salários público-privado. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2006, Salvador. EnANPAD -2006, 2006.

25.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MORICONI, G. M. ; MOURA NETO, J. S. . Diferentes padrões de políticas salariais nos governos estaduais brasileiros: uma análise a partir do diferencial de salários público-privado. In: Encontro Nacional de Economia, 2006, Salvador. XXXIV Encontro Nacional de Economia, 2006.

26.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MORICONI, G. M. ; MOURA NETO, J. S. . Diferentes padrões de políticas salariais nos governos estaduais brasileiros: uma análise a partir do diferencial de salários público-privado. In: II Encontro de Administração Pública e Governança, 2006, São Paulo. EnAPG 2006, 2006.

27.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MOURA NETO, J. S. ; PALOMBO, P. E. M. . Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2006. EnANPAD, 2006.

28.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MOURA NETO, J. S. ; PALOMBO, P. E. M. . Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. In: XXXIV Encontro Nacional de Economia, 2006, Salvador. Encontro Nacional de Economia, 2006.

29.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MOURA NETO, J. S. ; PALOMBO, P. E. M. . Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. In: LACEA Annual Meeting, 2006, Mexico D.F.. LACEA 2006 - Annual Meeting, 2006.

30.
ARVATE, P. R.; MARCONI, N. ; MOURA NETO, J. S. ; PALOMBO, P. E. M. . Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. In: II Encontro Nacional de Administração Pública e Governança, 2006, Sâo Paulo. EnAPG 2006, 2006.

31.
ARVATE, P. R.; PALOMBO, P. E. M. . Institutional changes, fiscal restriction and the size of the state governments in Brazil.. In: Public Choice Society 2006 Meeting, 2006, New Orleans. Public Choice Society 2006 Meeting, 2006.

32.
ARVATE, P. R.; MOURA NETO, J. S. ; PALOMBO, P. E. M. . Lei de Responsabilidade Fiscal, Transferências e a Arrecadação Própria dos Municípios Brasileiros. In: II Encontro Nacional de Administração Pública e Governança, 2006, São Paulo. EnAPG 2006, 2006.

33.
ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; LUCINDA, Cláudio Ribeiro de . A influencia da ideologia na definição dos gastos totais e sociais dos governos estaduais do Brasil. In: 30 Encontro Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais, 2006, Caxambú. XXX Encontro Anual, 2006.

34.
ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; LUCINDA, Cláudio Ribeiro de . Ideologia Partidária e Gastos Públicos entre os Governos Estaduais do Brasil. In: II Encontro de Administração Pública e Governança, 2006, São Paulo. EnAPG, 2006.

35.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Vertical Imbalance e eficiência técnica do gasto municipal: um estudo para municipos do Estado de São Paulo. In: II Encontro de Administração Pública e Governança, 2006, São Paulo. II EnAPG, 2006.

36.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Vertical Fiscal Imbalance e Eficiência Técnica do Gasto Público Municipal. In: II Encontro Nacional de Administraçõ Publica e Governo, 2006, São Paulo. II EnAPG, 2006.

37.
ARVATE, P. R.. Has the CPMF Helped Reduce Tax Evasion in Brazil? A Study on the Hidden Economy and Tax-Gap. In: Public Choice Meeting, 2005, New Orleans. Anais do Public Choice Meeting, 2005. v. 3. p. 15-59.

38.
ARVATE, P. R.. Fiscal War and Fiscal Interation Between Brazilian States(1988/1998). In: Public Choice Meeting, 2005, New Orleans. Anais do Public Choice Meeting, 2005. v. 1. p. 12-63.

39.
ARVATE, P. R.. Will it be that the fiscal results on Latin-American coutries depends more coalition both govermment and opposition than of institutions political?. In: Public Choice Meeting, 2005, New Orleans. Anais do Public Choice Meeting, 2005. v. 2. p. 15-69.

40.
ARVATE, P. R.. Ideologia e Gastos nos Governos Sub-Nacionais do Brasil. In: EnANPAD 2005, 2005, Brasília - DF. Anais do EnANPAD 2005, 2005.

41.
ARVATE, P. R.. The Economic and Governance Approaches to the Study of Corruption. In: Public Choice Meeting, 2005, New Orleans. Anais do Public Choice Meeting, 2005.

42.
ARVATE, P. R.. A Guerra Fiscal dos Estados Brasileiros entre 1988/1998 trouxe alguma Vantagem de Longo Prazo? Um Estudo Avaliando a Convergência de Renda per Capita entre os Estados e o Momento Eleitoral. In: EnANPAD, 2004, Curitiba. Anais do EnANPAD, 2004. v. 4. p. 20-60.

43.
ARVATE, P. R.. Diferencial de salários como proxy de corrupção: os efeitos sobre despesas de governo subnacionais no Brasil (1992/1998). In: EnANPAD, 2004, Curitiba. Anais do EnANPAD, 2004. v. 3. p. 3-43.

44.
ARVATE, P. R.. Has the CPMF helped reduce tax evasion in Brazil? A study on the Hidden Economy and tax-gap. In: Jornadas de Finanzas Publicas, 2004, Cordoba - Argentina. Anais da Jornadas de Finanzas Publicas, 2004. v. 4. p. 5-45.

45.
ARVATE, P. R.. A Study on the Influence of Political Factors in the Process for Determining the nominal Exchange Rate in Some Latin America Countries. In: Public Choice Meeting, 2004, Baltimore - EUA. Anais do Public Choice Meeting, 2004. v. 4. p. 26-66.

46.
ARVATE, P. R.. A Study on the Influence of Political Factors in the Process for Determining the Nominal Exchange Rate in Some Latin American countries. In: Jornadas de Finanzas Publicas, 2004, Cordoba - Argentina. Anais das Jornadas de Finanzas Publicas, 2004. v. 5. p. 6-7.

47.
ARVATE, P. R.. A Guerra Fiscal dos Estados Brasileiros entre 1988/1998 trouxe alguma Vantagem de Longo Prazo? Um Estudo Avaliando a Convergência de Renda per capita entre os Estados e o Momento Eleitoral. In: EAPG - Encontro de Administração Pública e Governança, 2004, São Paulo. Anais do EAPG Encontro de Adm,inistração Pública e Governança, 2004. v. 2. p. 20-60.

48.
ARVATE, P. R.. Diferencial de Salários como proxy de Corrupção: Os Efeitos sobre Despesas de Governo Subnacionais no Brasil (1992/1998). In: EAPG - Encontro de Adm,inistração Pública e Governança, 2004, São Paulo. Anais do EAPG Encontro de Adm,inistração Pública e Governança, 2004.

49.
ARVATE, P. R.. A CPMF ajudou a REduzir a Sonegação no Brasil? Um Estudo sobre Economia Subterrânea e sobre a Perda de Arrecadação Potencial do Governo (TAX-C+GAP). In: EAPG - Encontro de Administração Pública e Governança, 2004, São Paulo. Anais do EAPG - Encontro de Administração Pública e Governança, 2004. v. 5. p. 23-62.

50.
ARVATE, P. R.. Do tax structures respond to Attempts of Political Manipulation? The Experience in 14 Latin American Coutries in the 1990s.. In: Jornadas de Finanzas Publicas, 2003, Cordoba - Argentina. Anais das Jornadas de Finanzas Publicas, 2003. v. 4. p. 13-53.

51.
ARVATE, P. R.. Institutional Change, Federal Government, Cumulative Revenue and Exports in Brazil between 1982. In: Jornadas de Finanzas Publicas, 2003, Cordoba - Argentina. Anais das Jornadas de Finanzas Publicas, 2003. v. 6. p. 40-41.

52.
ARVATE, P. R.. Institucional change, federal government, cumulative revenue and exports in Brazil between 1982-2001. In: European Public Choice Meeting, 2003, Aarhus - Noruega. Anais do European Public Choice Meeting, 2003. v. 2. p. 1-40.

53.
ARVATE, P. R.. Fragmentation and variation in the total expenditure of central government. In: Public Choice Meeting, 2003, Nashiville. Anaias do Public Choice Meeting, 2003. v. 1. p. 3-40.

54.
ARVATE, P. R.. Do Governments do what they can or what they want when the question is, who foot the bill? an empirical experiment looking at how the bill has been pa. In: LAMES - Latin American Meeting of Econometric Society, 2002, São Paulo. Anais do LAMES, 2002. v. 1. p. 1-30.

55.
ARVATE, P. R.. Governos fazem o que podem ou que querem quando a questão é quem paga a conta?: Uma experiência empírica sobre como a conta tem sido paga. In: ABE, 2002, São Paulo. Anais do ABE, 2002. v. 2. p. 261-290.

56.
ARVATE, P. R.. A Mudança deComportamento do Setor Público em Meados dos Anos Setenta como Resultado de Conflitos Sociais. In: ANPEC, 2002, São Paulo. Anais do ANPEC, 2002. v. 7. p. 30-70.

57.
ARVATE, P. R.. Conflitos Sociais e Distribuição de Renda como Variáveis a serem Consideradas no Ajustamento do Setor Público o Choque Mundial de 1975. In: EnANPAD, 2001, São Paulo. Anais do EnANPAD, 2001. v. 8. p. 31-71.

58.
ARVATE, P. R.. Abertura da Economia com Manutenção do Nível de Emprego e Política Cambial às Avessas. In: ANPEC, 1991, São Paulo. Anais do ANPEC, 1991. v. 5. p. 12-42.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; CURI, A. ; SANCHEZ, F.M. . Corruption and the size of Government: causality tests for OECD and Latin American countries. In: 8th Designing Strategies for Susteined Growth and Development:EU and LA Compared, 2008, São Paulo. Designing Strategies for Susteined Growth and Development: EU and La compared, 2008.

2.
ARVATE, P. R.. O imobilismo decisório causou diferenças nos resultados fiscais dos países Latino-Americanos?. In: EnANPAD 2006, 2006, Salvador - BA. Resumo em Anais da EnANPAD 2006, 2006. v. 5.

Apresentações de Trabalho
1.
ARVATE, P. R.; CABRAL, S. ; REIS, P. R. . The dual effects of capabilities on public service performance: a quasi-experimental approach. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
PRINER, A. ; ARVATE, P. R. . Corruption and Political Strategies: Just Suspicious or Corrupt in Fact?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ARVATE, P. R.; SHENG, H. H. ; XAVIER, W. G. . Subsidies for Manufacturing Emerging Economy Firms in Export Markets. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
ARVATE, P. R.. Correlação entre variaveis representa causa entre as variaveis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. . 40º Encontro Brasileiro de Econometria. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
ARVATE, P. R.; XAVIER, W. G. . Manufacturing Emerging Economy Firms in Export Markets. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Future welfare gains: the engagement of adolescent girls in politics. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
ARVATE, P. R.; SILVA, A. O. C. E. ; YEN-TSANG, C. . Private Corruption. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. . The Fire-Armed Police Effect: Evidence from a Quasi-Natural Experiment in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . The engagement of adolescent girls in politics when the electoral environment for women is uncertain. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . The engagement of adolescent girls in politics when the electoral environment for women is uncertain. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
ARVATE, P. R.; FIGEIREDO, D. . Another argument against negotiated grants: how the bill for local corruption is distributed. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
ARVATE, P. R.; XAVIER, W. G. . Government support effect on export performance in Emerging Economies. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; FUZITANI, E. . Party Expertise, Campaign Donation and Government Contracts: Evidence from an Electoral Experiment. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; FUZITANI, E. . Party Expertise, Campaign Donation and GovernmentContracts: Evidence from an Electoral Experiment. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
ARVATE, P. R.. Pais e alunos, escolas e empresas: relações determinadas pela reputação. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
ARVATE, P. R.. A Carreira de admiistração. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Electorate?s Gender Stereotypes: What changes when a woman becomes the local political leader?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . CONDEMNING CORRUPTION WHILE CONDONING INEFFICIENCY: AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION INTO VOTING BEHAVIOR. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
Barbosa, K, ; Gambardella, D. ; ARVATE, P. R. . GENERIC-BRANDED DRUG COMPETITION AND THE PRICE FOR PHARMACEUTICALS: NEW EVIDENCE FROM PUBLIC PROCUREMENT AUCTIONS IN BRAZIL. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Gender stereotypes in politics: What changes when a woman becomes the local political leader?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . Intergovernmental grants and local public spending in Brazilian Municipalities. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
BARBOSA, K. S. ; ARVATE, P. R. ; Gambardella, D. . Empirical Evaluation of the Recent Public Procurement Practices in Brazil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
ARVATE, P. R.. Finanças Públicas como elemento determinante do Desenvolvimento Socioeconomico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
ARVATE, P. R.. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
Arvate, Paulo Roberto; TAVARES, J. . The corrupt, the incompetent, and the rest: gender differences in local policymaking. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
ARVATE, P. R.. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
ARVATE, P. R.. As diferenças entre field experimento, quasi-experimento e experimento - Comparação entre dois trabalhos de pesquisa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
ARVATE, P. R.. Electoral competition and local government responsiveness in Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
ARVATE, P. R.; Pereira, C. ; CAMARGO, B. . Fiscal Responsability and supply of public goods. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; PONZECK, V. . Municipalitty secession, voter´s preference and persistence of power. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

32.
ARVATE, P. R.. Gastos em Educação e Envelhecimento Populacional: Uma Análise. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
ARVATE, P. R.. Ideologia Partidária e Gastos Públicos Estaduais no Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
ARVATE, P. R.; Duarte, L. ; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. . Economias de Escala na oferta de serviços públicos de saúde: um estudo para os municipios paulistas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
ARVATE, P. R.; Vieira, F. J. . Eleições Municipais, como interagem os prefeitos e outras esferas de governo para alcançar maior sucesso nas urnas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
ARVATE, P. R.; ZOGHBI, A. C. P. . Altruísmo e Competição Inter-Geracional: o impacto do envelhecimento da população nos gastos em educação dos muncipios brasileiros. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; Ponczek, V. . Municipality Secession and Persistence on Power. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

38.
Pereira, C. ; ARVATE, P. R. . Should voters be afraid of hard-budget constraint legislation? Fiscal Responsability Law in Brazilian Municipalities. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
ZOGBHI, C. ; ARVATE, P. R. . Intergerational altruism in public education expenditure when there is co-residence between the olderly and youth. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
ARVATE, P. R.; Pereira, C. . Should voters be afraid of hard-budget constraint legislation? Fiscal Responsability Law in Brazilian Municipalities. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

41.
ARVATE, P. R.; PONZECK, V. ; MATTOS, E. H. . Municipality secession: some considerations. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
LOPES, M. F. M. ; ARVATE, P. R. . Do budgetry institutions changes influence the decision of performing or not fiscal adjustments and odds of an adjustment being successful?The case of Brazilian state Governments. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
AVELINO, G. ; ARVATE, P. R. ; PALOMBO, P. E. M. . Fiscal adjustment and the influence of the ideology. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Institutional Changes and Fiscal Adjustments: the case of Brazilian State Governments. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. . Flypaper Effect revisited: Evidence for tax collection efficiency in Brazilian Municipalities. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
ARVATE, P. R.; AVELINO, G. ; TAVARES, J. . Budget Deficits and reelection prospects: Voters as fiscal Conservatives in a new democracy. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

47.
AVELINO, G. ; ARVATE, P. R. ; TAVARES, J. . Budget Deficits and Reelection Prospects: voters as fiscal conservatives in a New democracy. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

48.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Institutional Changes, Incentive Schemes and the decision to Undertake Fiscal Adjustments. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
MATTOS, E. H. ; ARVATE, P. R. ; ROCHA, F. . Flypaper effect revisited: Evidence for tax collection efficiency in Brazilian municipalities. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

50.
ARVATE, P. R.. Vertical Transferences and the Appropriation of Resources by Bureaucracy: The Case of Brazilian State Governments. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
ARVATE, P. R.; STORINO, Fabio ; HEIDTMANN Neto, Henrique . Will it be the Fiscal Results on Latin-American Countries Depends more on Coalition both Government and Opposition than of Institutions Political?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

52.
ARVATE, P. R.. Conheça a previdência, antes que ela conheça você. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

53.
ARVATE, P. R.. Instituições e resultado fiscal. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
ARVATE, P. R.. Will the Fiscal Results in Latin-American Countries Depend More on the Government and Opposition Coalition than on Political Instituitions?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

55.
ARVATE, P. R.. Instituições e Resultado Fiscal. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

56.
ARVATE, P. R.. Instituições e Resultados Fiscais no Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

57.
ARVATE, P. R.. O Comportamento do Setor Público após o Choque Mundial de 1975. 2001. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

58.
ARVATE, P. R.. Conflitos Sociais e Distribuição de Renda como Variáveis a serem Consideradas no Ajustamento do Setor Público: O Choque Mundial de 1975. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P. . The Fire-Armed Police Effect: Evidence from a Quasi-Natural Experiment in Brazil 2018 (Revise and Resubmit).

2.
ARVATE, P. R.; SILVA, A. L. P. ; FIGEIREDO, D. . Empirical strategy to understand the correct belief of voters with regard to the corruption of incumbents 2018 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

3.
Arvate, Paulo Roberto; SILVA, A. O. C. E. ; YEN-TSANG, C. . An experimental approach to corruption in procurement (ABS 4+ e Financial Times List) 2018 (Revise and Resubmit).

4.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; FUZITANI, E. . Party Expertise, Campaign Donation and Government Contracts: Evidence from an Electoral Quasi-Experiment 2018 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

5.
SHIM, Y. J. ; ARVATE, P. R. ; XAVIER, W. G. . Subsidies for Manufacturing Emerging Economy Firms in Export Markets 2018 (Revise and Resubmit).

6.
REIS, P. ; CABRAL, S. ; ARVATE, P. R. . The dual effects of capabilities on public service performance: a quasi-experimental approach in public procurement reforms (ABS 4) 2018 (Revise and Resubmit).

7.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Electorate´s Gender Stereotypes: What changes when a woman becomes the local political leader? 2017 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

8.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P. ; FALSETE, F. ; RIBEIRO, F. G. . Lighting and homicides: evaluating the effect of an electrification policy in rural Brazil on violent crime reduction 2017 (Revise and Resubmit).

9.
Arvate, Paulo Roberto; FIGEIREDO, D. . Another argument against negotiated grants: how the bill for local corruption is distributed 2016 (Revise and Resubmit).

10.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . The design of federal transfers and local fiscal autonomy 2016 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

11.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . CONDEMNING CORRUPTION WHILE CONDONING INEFFICIENCY: AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION INTO VOTING BEHAVIOR. São Paulo 2016 (Revise and Resubmit).

12.
ARVATE, P. R.. Can the elderly group influence local governments looking at the most benefit between different levels of government? The Brazilian case 2014 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

13.
ARAUJO, L. F. ; ARVATE, P. R. . Institutional quality and capital taxation in developing economies 2014 (Revise and Resubmit).

14.
ARVATE, P. R.. The importance of educational skill for women in the political market: the Brazilian experience. Electoral Studies, 2014 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

15.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; PONZECK, V. . Municipalities secession, median voter, public good provision 2014 (Revise and Resubmit).

16.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; Ponczek, V. . Political reward and decentralization. Public Choice, 2014 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

17.
ARVATE, P. R.; SILVA, G. W. ; TODESCAT, I. . THE INFLUENCE OF FEMALE LEADERSHIP ON ORGANIZATIONS: WHAT IS IMPORTANT? ROLE MODEL or COMMAND 2014 (Revise and Resubmit).

18.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. R. M. L. . ?STEALS BUT GETS THINGS DONE?: THE PERSISTENT REELECTION OF CORRUPT POLITICIANS IN REPRESENTATIVE DEMOCRACIES 2014 (Working Paper).

19.
ARVATE, P. R.; RUIZ, S. M. ; XAVIER, W. G. . New Business Dynamics and Aggressiveness between Competitors 2014 (Revise and Resubmit).

20.
ARVATE, P. R.; TAVARES, J. . Corruption versus Mismanagement in Government:Evidence from a Random Audit of Brazilian Municipalities 2013 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

21.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B. ; AVELINE, C. E. S. . Examining the relationship between Foreign Direct Investment and Perceived Country-Level Corruption. Strategic Management Journal, 2013 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

22.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . Does the impact of grants follow the predictions of the theory? Evidence from unconditional and conditional municipalities transfers in Brazil 2013 (Working Paper).

23.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S. ; Gambardella, D. . Generic-Branded Drug Competition and the Price for Pharmaceuticals in Procurement Auctions 2013 (Working Paper).

24.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; ROCHA, F. . Fiscal decentralization on Brazilian municipalities: evidence for unconditional block grants on local public spending 2013 (Working Paper).

25.
ARVATE, P. R.. Electoral competition and local government responsiveness in Brazil. World Developement, 2010 (Revise and Resubmit).

26.
ARVATE, P. R.; ZOGHBI, A. C. P. . Intergenerational conflict and public education expenditure when there is co-residence between the elderly and young 2009 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

27.
ARVATE, P. R.. Electoral competition and local government responsiveness in Brazil 2009 (Working Paper).

28.
ARVATE, P. R.. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil 2009 (Working Paper).

29.
ARVATE, P. R.; PONZECK, V. ; MATTOS, E. H. . Fiscal decentralization and public goods provision in Brazil 2008 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

30.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H. ; PONZECK, V. . Municipality secession, voter?s preference and persistence of power 2008 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

31.
ARVATE, P. R.; LOPES, M. F. M. . Do budgetary institutions changes influence the decision of performing fiscal adjustments? The case of the Brazilian state governments 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

32.
ARVATE, P. R.; MENDES, M. J. ; ROCHA, A. . Os eleitores são conservadores em termos fiscais? Uma evidência das eleições municipais brasileiras 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

33.
ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro de ; VIDEIRA, R. . Electoral Moments and Exchange Rate: an examination of Brazilian Exchange Policy in terms of temporary budgetary gains 2007 (Working Paper).

34.
TAVARES, J. ; ARVATE, P. R. ; AVELINO, G. . Fiscal Conservatism in a New Democracy: ?Sophisticated? versus ?Naïve? Voters 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

35.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; CURI, A. ; SANCHEZ, F.M. . Corruption and the size of Government: causality tests for OECD and Latin American countries 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

36.
CALDERINI, S. ; ARVATE, P. R. . Government Size, Decentralization and Democracy: a study for Latin America and Central Eastern Europe 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

37.
ZOGBHI, C. ; ARVATE, P. R. ; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. . Mensurando e avaliando a eficiência dos gastos estaduais em educação fundamental e média 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

38.
ROCHA, F. ; ARVATE, P. R. ; MATTOS, E. H. . Flypaper effect revisited: Evidence for tax collection efficiency in Brazilian municipalities 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

39.
ARVATE, P. R.; MACIEL, V. F. . TAMANHO DE GOVERNO: UMA DISCUSSÃO SOBRE CONCEITOS E MEDIDAS PARA O CASO BRASILEIRO 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).

40.
ORELLANO, V. ; ARVATE, P. R. ; OLIVA, B.T. ; SAITO, K.T. . Determinants of countries? tax structure: an empirical study 2007 (Artigo submetido a periódico científico com arbitragem).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ARVATE, P. R.. AIB - Latin American. 2016.

Trabalhos técnicos
1.
ARVATE, P. R.. Processo numero 2018/02696-6. 2018.

2.
ARVATE, P. R.. Processo 2018/00655-0. 2018.

3.
ARVATE, P. R.. Projeto 2018/09423-5. 2018.

4.
ARVATE, P. R.. Processo numero 2017/00242-5. 2017.

5.
ARVATE, P. R.. Processo numero 426037/2016-2. 2016.

6.
ARVATE, P. R.. Processo 425106/2016-0. 2016.

7.
ARVATE, P. R.. Processo 423252/2016-0. 2016.

8.
ARVATE, P. R.. Processo 403807/2016-6. 2016.

9.
ARVATE, P. R.. Processo 2016/07796-3. 2016.

10.
ARVATE, P. R.. Processo 2016/06701-9. 2016.

11.
ARVATE, P. R.. Processo numero 302259/2016-3. 2016.

12.
ARVATE, P. R.. Processo numero 2014/25855-1. 2016.

13.
ARVATE, P. R.. Processo 2014/25855-1. 2015.

14.
ARVATE, P. R.. Avaliação de trabalhos do 3Es da area de Estrategia. 2015.

15.
ARVATE, P. R.. Processo 444780/2015-7. 2015.

16.
ARVATE, P. R.. Processo 443637/2015-6. 2015.

17.
ARVATE, P. R.. Processo 445036/2015-0. 2015.

18.
ARVATE, P. R.. Processo 44190/2015-5. 2015.

19.
ARVATE, P. R.. Processo 443941/2015-7. 2015.

20.
ARVATE, P. R.. Processo 450522/2014-8. 2014.

21.
ARVATE, P. R.. Processo 451664/2014-0. 2014.

22.
ARVATE, P. R.. Avaliador de trabalhos da EnANPAD - Area de Estrategia. 2014.

23.
ARVATE, P. R.. Processo 454693/2014-1. 2014.

24.
ARVATE, P. R.. Processo 452509/2014-9. 2014.

25.
ARVATE, P. R.. Processo 462838/2014-5. 2014.

26.
ARVATE, P. R.. Processo 311081/2014-2. 2014.

27.
ARVATE, P. R.. Processo 14/50732-0. 2014.

28.
ARVATE, P. R.. Processo 06-166-021. 2014.

29.
ARVATE, P. R.. Processo 2014/22321-6. 2014.

30.
ARVATE, P. R.; PEREIRA, S. C. F. ; BULGACOV, S. . Projeto de Optativas da Escola de Business. 2013.

31.
ARVATE, P. R.. Avaliador de trabalhos da ENANPAD - Area de Estrategia. 2013.

32.
ARVATE, P. R.. Avaliador de artigos da 3ES da ENANPAD. 2013.

33.
ARVATE, P. R.. Processo 470217/2013-8. 2013.

34.
ARVATE, P. R.. Processo 485015/2013-7. 2013.

35.
ARVATE, P. R.. Processo 486664/2013-9. 2013.

36.
ARVATE, P. R.. Processo 489998/2013-7. 2013.

37.
ARVATE, P. R.. Processo. 2013.

38.
ARVATE, P. R.. Processo 456852/2013-1. 2013.

39.
ARVATE, P. R.. Processo 190687/2013-4. 2013.

40.
ARVATE, P. R.. Processo 408226/2013-7. 2013.

41.
ARVATE, P. R.. Processo 407217/2013-4. 2013.

42.
ARVATE, P. R.. Processo 409083/2013-5. 2013.

43.
ARVATE, P. R.. Processo. 2013.

44.
ARVATE, P. R.. Processo 480979/2012-0. 2012.

45.
ARVATE, P. R.. Processo 470771/2012-7. 2012.

46.
ARVATE, P. R.. Processo 405889/2012-7. 2012.

47.
ARVATE, P. R.. Processo. 2012.

48.
ARVATE, P. R.. Processo. 2012.

49.
ARVATE, P. R.. Processo. 2011.

50.
ARVATE, P. R.. Processo. 2011.

51.
ARVATE, P. R.. Processo. 2011.

52.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. ; POSTALI, F. A. S. . Eficiência do Setor Público no Brasil. 2008.

53.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F. ; MATTOS, E. H. ; ZOGBHI, C. . Mensurando e avaliando o desempenho e a eficiência do ensino superior no Brasil. 2007.

54.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos para o Evento EnANPAD 2006. 2006.

55.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigo para Evento ANPOCS. 2006.

56.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigo para publicação em Revista RAUSP. 2006.

57.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos submetidos a Revista de Administração Contemporânea. 2005.

58.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos Submetidos a Revista de Estudos Econômicos. 2005.

59.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Trabalhos na Área de Economia do Setor Público - Participação do Comitê Científico da ANPEC - 2005. 2005.

60.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos submetidos a Revista de Economia Política. 2004.

61.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos submetidos a Revista de Estudos Econômicos. 2004.

62.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos submetidos a Revista de Economia Política. 2003.

63.
ARVATE, P. R.. Avaliador de Artigos submetidos a Revista de Estudos Econômicos. 2003.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. . Cidade com guarda armada reduz mais homicídios, aponta estudo. 2019. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
ARVATE, P. R.. The queen bee: a myth? The effect of top-level female leadership on subordinate females. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
ARVATE, P. R.. The queen bee: a myth?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

4.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. R. M. L. . Eleições eliminam corruptos e maus gestores?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

5.
ARVATE, P. R.. Eleição elimina politicos corruptos e mantem politicos ineficientes. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
ARVATE, P. R.. The queen bee: a myth?. 2018.

7.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; PIERI, R. . Cotas para mulheres são insuficientes para alcançar igualdade entre generos na politica. 2017.

8.
ARVATE, P. R.; PIERI, R. ; Firpo, Sergio . Cotas para candidatas mulheres não bastam, indica pesquisa. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
ARVATE, P. R.; PIERI, R. ; Firpo, Sergio . Mulheres na politica. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
ARVATE, P. R.. InfomoneyTV. 2015.

11.
ARVATE, P. R.. Maior doador concentra repasses a governistas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
ARVATE, P. R.. Gastos Públicos. 2005. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
ARVATE, P. R.. THE QUEEN BEE: A MYTH? THE EFFECT OF TOP-LEVEL FEMALE LEADERSHIP ON SUBORDINATE FEMALES (ABS 4 - Lead Article). 2018; Tema: THE QUEEN BEE: A MYTH?. (Site).

2.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. M. L. . Pesquisa mostra que eleitor condena corrupto, mas tolera desperdício de recursos. 2018; Tema: eleição é um bom mecanismo para lidar com politicos corruptos e que fazem má-gestão. (Blog).

3.
ARVATE, P. R.. Happy New Debate!. 2017; Tema: Happy new debate!. (Site).

4.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz para municípios do Nordeste ajuda na redução de homicídios, diz FGV. 2017. (Site).

5.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz para municípios do Nordeste ajuda a redução de homicidios, diz FGV. 2017; Tema: UOL. (Site).

6.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz para municípios do Nordeste ajuda na redução de homicídios, diz FGV. 2017; Tema: Diario do Comercio Industria. (Site).

7.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz para municípios do Nordeste ajuda a redução de homicidios, diz FGV. 2017; Tema: Extra. (Site).

8.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz a cidades do Nordeste ajuda a reduzir homicídios. 2017; Tema: Terra. (Site).

9.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Iluminação publica pode ajudar a reduzir homicidios. 2017; Tema: Diario do Comercio. (Site).

10.
ARVATE, P. R.; SOUZA, A. P. ; RIBEIRO, F. G. ; FALSETE, F. . Chegada de luz a cidades do Nordeste ajuda a reduzir homicídios. 2017; Tema: ESTADAO. (Site).

11.
ARVATE, P. R.. Menos regras mais trade-offs. 2016. (Site).

12.
ARVATE, P. R.. Eleitores votam com o bolso. 2015; Tema: site do infomoney. (Site).

13.
ARVATE, P. R.. O custo de se governar no Brasil é diferente?. 2015. (Blog).

14.
ARVATE, P. R.. Recomendações de política econômica recente são discutíveis. 2015. (Site).

15.
ARVATE, P. R.. O custo de governar o Brasil é diferente?. 2015. (Site).

16.
ARVATE, P. R.. Nada mudou com as novas medidas sobre financiamento de campanha. 2015. (Site).

17.
ARVATE, P. R.. Existe-alguma-novidade-substituir-eleitos-para-executivo-brasil. 2015. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
ARVATE, P. R.. Economia e Politica: uma visão da atualidade na tentativa de ajudar os tomadores de decisão. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Worshop).

2.
ARVATE, P. R.. Curso de Economia na MAN caminhões. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
ARVATE, P. R.. Aplicação de impostos em ativos financeiros. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Complementação e atualização de capitulo de livro).

4.
ARVATE, P. R.. Meios de Financiamento do Setor Público. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
ARVATE, P. R.. Programa de Pesquisa Integrado: Política e Economia do Setor Público. 2006. (Relatório de pesquisa).

6.
ARVATE, P. R.. Palestra: Visão Geral de Área de Economia do Setor Público. 2006. (Palestrante).

7.
ARVATE, P. R.. Palestra: Finanças Públicas nos EUA: perspectiva histórica e tendências atuais. 2006. (Palestrante).

8.
ARVATE, P. R.. Um Estudo Empírico sobre a Influência Ideológica na Determinação dos Gastos dos Governos Estaduais entre 1986 e 1998. 2004. (Relatório de pesquisa).

9.
ARVATE, P. R.. Mudanças Institucionais, Receitas Cumulativas do Governo Federal e Exportações no Brasil entre 1982 e 2001. 2003. (Relatório de pesquisa).

10.
ARVATE, P. R.. A Composição Triburária Responde a Tentativa de Manipulações Eleitorais?. 2003. (Relatório de pesquisa).

11.
ARVATE, P. R.. Regime Político e Participação do Legislativo na Determinação da Taxa de Câmbio de Países que Conviveram com Elevada Inflação e Persistentes Déficits em Transações Correntes: Os Casos de Argentina, Bolívia, Brasil, México e Peru entre 1970 e 1989. 2003. (Relatório de pesquisa).

12.
ARVATE, P. R.. Desigualdade e Demanda Social: uma evidência empírica. 2002. (Relatório de pesquisa).

13.
ARVATE, P. R.. Uma Revisão da Política Monetária do Plano de Ação Econômica do Governo (PAEG). 2002. (Relatório de pesquisa).

14.
ARVATE, P. R.. A Mudança de Comportamento do Setor Público após o Choque Mundial de 1975 como Resultado de Conflitos Sociais. 2001. (Relatório de pesquisa).

15.
ARVATE, P. R.. Arranjo Institucional, Condições de Financeiamento e Default: a Experiência Brasileira dos Anos Oitenta. 1999. (Relatório de pesquisa).

16.
ARVATE, P. R.. Arranjo Institucional, Condições de Financiamento e Default: a Experiência Brasileira dos Anos Oitenta II. 1999. (Relatório de pesquisa).

17.
ARVATE, P. R.. A Participação e Influência do Governo na Taxa de Crescimento dos Países II. 1998. (Relatório de pesquisa).

18.
ARVATE, P. R.. A Participação e Influência do Governo na Taxa de Crescimento dos Países III. 1998. (Relatório de pesquisa).

19.
ARVATE, P. R.. A Participação e Influência dos Governos na Taxa de Crescimento dos Países. 1997. (Relatório de pesquisa).

Demais trabalhos
1.
ARVATE, P. R.; LIMA, Fernanda Teles de . The Effects of Brazilian Corruption on Growth, Investment and Expenditure. 2005 (Demais trabalhos relevantes) .

2.
ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro . A CPMF ajudou a reduzir a Sonegação no Brasil? Um Estudo sobre Economia Subterrânea e sobre a perda de Arrecadação Potencial do Governo (TAX-GAP). 2004 (Demais trabalhos relevantes) .

3.
ARVATE, P. R.. Constitutional Change and Federal Government Tevenue Administration in Brazil Between 1982 and 2001. 2004 (Demais trabalhos relevantes) .

4.
ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro ; SCHNEIDER, Friedrich . Shadow Economies in Latin America: What do we know? A highlight on Brazil. 2004 (Demais trabalhos relevantes) .

5.
ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro . Do Tax Structures Respond to Attempts of Political Manipulation?. 2004 (Demais trabalhos relevantes) .

6.
ARVATE, P. R.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro . A Study on the Influence of Political Factors in the rocess for Determining the Nominal Exchange Rate in Some Latin American Countries. 2004 (Demais trabalhos relevantes) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H.; BERMUDEZ, B. C.. Participação em banca de Debora Mazetto. Assessing the impact of the "MAIS MEDICOS" program on basic health care indicators. 2018. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

2.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B.; XAVIER, W. G.. Participação em banca de Octavio Augusto Darcie de Barros. Transitory market reforms: mechanisms and effects over firms´ performance. 2018. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

3.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de MARTA CYBELE CARNEIRO. PARTICIPAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NAS LICITAÇÕES PÚBLICAS JUNTO AS UNIVERSIDADES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR. 2017. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

4.
ARVATE, P. R.; ARAUJO, L. F.; MONTE, D.. Participação em banca de MARIANA DE ANDRADE MELGES. CRISES BANCÁRIAS: APLICAÇÃO DOS APRENDIZADOS DA PRÁTICA PARA A TEORIA. 2017. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

5.
ARVATE, P. R.; LAZZARINI, S. G.; HADDAD, F.. Participação em banca de Inaê Piconi Machado. Efeitos do financiamento federal aos estudantes no acesso e na qualidade do ensino superior do Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Mestrado Profissional em Administração) - Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

6.
PICHAI, D.; ARVATE, P. R.; BIANCHI, E. M. P. G.. Participação em banca de Luis Mendonça Romão. O processo de recrutamento e seleção de pessoas como fator de desenvolvimento das pequenas empresas de Viana, Angola. 2017. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

7.
ORELLANO, V.; MATTOS, E. H.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Wagner Marcelino Gomes da Silva. Tributação de Energia Eletrica e Bem-Estar Social: Uma análise regional. 2016. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

8.
Firpo, Sergio; Ponczek, V.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Natalia Heimann. A influencia de eleição de mulheres na participação politica feminina: uma analise do cenario brasileiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

9.
PICHAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Maria Aparecida de Brito Moreira. As competencias gerenciais na percepção de seus gestores e o contexto do Programa Estadual DST/Aids São Paulo. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

10.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; MARCON, R.. Participação em banca de Daniel Barbosa Fejgelman. Conexões politicas e o desemprenho empresarial pós-aquisição no Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

11.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; HANASHIRO, M.. Participação em banca de Julio Cezar Zorzetti. Internacionalização de empresas nascentes: analise do fenomeno born global. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

12.
ARVATE, P. R.; PICHAI, D.; BIANCHI, E. M. P. G.. Participação em banca de Adilson Cunha Costa. Competencias gerenciais na percepção dos gestores das micro e pequenas empresas da rota turistica rural caminho do vinho. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

13.
PICHAI, D.; TACHIZAWA, T.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Elaine Moretti Silva Teixeira de Lima. O processo sucessório em empresas familiares: um estudo de caso. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

14.
ARVATE, P. R.; CABRAL, S.; AZEVEDO, P. F.. Participação em banca de Danilo Azevedo. Nem muita folga, nem muito aperto: a relação entre restrição fiscal e parcerias públicos-privadas. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Mestrado Profissional em Administração) - Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

15.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Mara Lucia Guimarães Mendonça. Cultura Organizacional e Inovação: um estudo em pequenas empresas de Bragança Paulista. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

16.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Luiz Fernando Santos da Silva. O processo de elaboração de planejamento estratégico nas microempresas de guarulhos/SP. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

17.
ARVATE, P. R.; JORGE, M. A.; MELO, R. O. L.. Participação em banca de André Luis Dantas Melo. A reestrutura dos municipios sergipanos co base na sua viabilidade financeira. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Sergipe.

18.
ARVATE, P. R.; PICCHIAI, D.; CONTADOR, J. L.. Participação em banca de Moacir Jose Teixeira. O processo de internacionalização no contexto das micro e pequenas empresas de Campinas (SP): estudo exploratório. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

19.
MATTOS, E. H.; ARVATE, P. R.; POLITI, R.. Participação em banca de Eric William Picin. Competição de impostos sobre serviços entre municipios brasileiros. 2015. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

20.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H.; MONASTERIO, L.. Participação em banca de Pedro João Costa Santos. Um modelo de correção da distribuição de população para municipios brasileiros. 2015. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

21.
ARVATE, P. R.; Ponczek, V.; Firpo, Sergio. Participação em banca de Daniela Parca Cavelegna Costa. Uma analise descritiva do indice de desemprego no Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

22.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H.; TERRA, R.. Participação em banca de Guilherme Augusto Glasser. O que leva um municipio a se tornar um paraiso fiscal?. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

23.
ARVATE, P. R.; PICCHIAI, D.; SARFARTI, G.. Participação em banca de Jose Carlos Tartaglioni de Barros. Gestão de Inovação e gestão de qualidade em empresas prestadoras de serviços na area de saude. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

24.
ARVATE, P. R.; TAVARES, J.; PERALTA, S.. Participação em banca de Dalila Adriana Bernardino Figueiredo. Corruption: Who pays for the bill?. 2014. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Nova de Lisboa.

25.
ARVATE, P. R.; PICCHIAI, D.; TINOCO, J. E. P.. Participação em banca de Jose Luiz de Oliveira Machado. Prestação de serviços de engenharia de custos para pequenas empresas que atuam no setor da construção civil. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

26.
PICCHIAI, D.; TACHIZAWA, T.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Ulisses Tavares da Silva. A aplicação de logistica reversa frente a politica nacional de residuos solidos nas empresas do setor de metalurgia na região de Jundiai. 2014 - Faculdade Campo Limpo Paulista - Pesquisa.

27.
ARVATE, P. R.; ORELLANO, V.; SOUZA, A. P.. Participação em banca de Victor Alexandre de Paulo Lopes. Efeitos do Policiamento sobre a Criminalidade: uma analise de painel para municipios e estados brasileiros. 2013. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

28.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; Marcon, R.. Participação em banca de Maick William Oliveira Costa. A influencia da conexão politica na reestruturação de grupos economicos no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

29.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H.; ROCHA, F.. Participação em banca de Rafael Carlos Cardim. O Efeito preço das transferencias sobre o custo marginal de financiamento do IPTU para os governos locais do Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

30.
ARVATE, P. R.; Souza, A. P.; de Mello, J.M.P.. Participação em banca de Isabel Ferraz Musse. O crime de drogas e a violëncia em São Paulo uma analise a partir da lei de drogas. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

31.
ARVATE, P. R.; Ponczek, V.; MATTOS, E. H.. Participação em banca de Sarah Helena Moya. Avaliação da Eficácia dos Metodos Estruturados de Ensino nas Escolas Públicas Municipais do Estado de São Paulo. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

32.
ARVATE, P. R.; MATTOS, E. H.; Ponczek, V.. Participação em banca de Luis Roberto Cintra Ferreira. O Papel das Guardas Municipais na Redução de Homicidios: Evidencias Empíricas para o Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

33.
MATTOS, E. H.; ARVATE, P. R.; MADALOZZO, R. C.. Participação em banca de MARIA GUAZZELLI MODES. PERFIL DOS PREFEITOS E O PADRÃO DE GASTOS LOCAIS:EVIDÊNCIAS PARA MUNICÍPIOS BRASILEIROS. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Fundação Getulio Vargas.

34.
ROCHA, F.; ORELLANO, V.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Juliana Noriko Yamada. Economias de escala e eficiencia de gastos na saude. 2011. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

35.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F.; ORELLANO, V.. Participação em banca de Ricardo Akiyoshi Sakamoto. Programas de atenção básica a saude no Brasil: um estudo para o periodo 1999 a 2005. 2011. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

36.
ARVATE, P. R.; Reynaldo Fernandes; MARCONI, N.. Participação em banca de Gabriela Miranda Moriconi. Os professores públicos são mal remunerados nas escolas brasileiras? Uma analise da atratividade da carreira do magistério aob o aspecto da remuneração. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

37.
ARVATE, P. R.; Brito, M.H. de; ROCHA, F.. Participação em banca de Ulysses de Moraes Neto. O perfil e a composição do ajuste fiscal brasileiro. 2008. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

38.
Pazello, E.T.; MATTOS, E. H.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Juliana Aranha Serillo. Oferta de Trabalho e Transferências: uma análise econométrica para o Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

39.
ARVATE, P. R.; AVELINO, G.; SILVA, M. F. G.. Participação em banca de Michael David Jasmer. The Free Trade Area of the America (FTAA): Positive Outcomes for Brazil and the Global Community. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

40.
ARVATE, P. R.; BIDERMAN, Ciro; IGLIORI, D.. Participação em banca de Marcelo Tyszler. Econometria Espacial na Análise de Políticas Públicas: Discutindo a Matriz de Ponderação Espacial. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

41.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Bráulio Lima Borges. Sustentabilidade e limites de endividamento público: o caso brasileiro. 2005. Dissertação (Mestrado em Economia) - Faculdade Economia Administração e Contabilidade da Usp.

42.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Francisco Glauber Lima Mota. Consolidação de Balanços Públicos: Análise Empírica da Conformidade de Balanços Estaduais no ano de 2003. 2004. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade de Brasília.

43.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Maria Stella Eugenio Damha. Concessões de Rodovias no Brasil - Reajustes e Revisões de Tarifas. 2001. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

Teses de doutorado
1.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; SCHIOZER, R.; Luis Araujo. Participação em banca de Gisele Walczak Galilea. ?Tax deferral" and shareholding structure of multinational firms. 2018. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

2.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B.; Marcon, R.; HOLZHACKER, D. O.. Participação em banca de Jeferson Lana. Time is Money: O efeito das Estrategias Políticas Corporativas. 2017. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

3.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; Marcon, R.; MUSACCHIO, A.. Participação em banca de Marina Amado Bahia Gama. O efeito da estrutura na performance dos grupos empresariais. 2017. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

4.
MELLO, R. B.; ARVATE, P. R.; XAVIER, W. G.; BULGACOV, S.; MARCON, R.. Participação em banca de Ana Graziele Lourenço Toledo. Ações Politicas ou Estrategias Politicas?. 2016. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

5.
Bandeira-de-Mello, R.; ARVATE, P. R.; Marcon, R.; XAVIER, W. G.; FLEURY, M. T. L.. Participação em banca de Elias Pereira Lopes Junior. Efeito do ambiente político sobre os investimentos realizados por empresas estatais. 2016. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

6.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio; SOARES, R. R.; MELLO, J. M. P.; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Renan Gomes de Pieri. Ensaios sobre Economia Politica Aplicada. 2015. Tese (Doutorado em Escola de Economia) - Fundação Getulio Vargas.

7.
MELLO, R. B.; ARVATE, P. R.; MARCON, R.; FLEURY, M. T. L.; CARNEIRO, J. M. T.. Participação em banca de Maria Fernanda Arreola. Three essays on the role of state ownership in the internationalization of emerging multinationals. 2014. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

8.
MELLO, R. B.; ARVATE, P. R.; LAZZARINI, S. G.; MARCON, R.; BOAVENTURA, J. M. G.. Participação em banca de VALDETE DE OLIVEIRA MRTVI. ANTECEDENTES DA PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NO FINANCIAMENTO POLÍTICO:UM ESTUDO COM DADOS GERADOS POR MEIO DE DINÂMICA DE SIMULAÇÃO EMPRESARIAL (BUSINESS GAME). 2012. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

9.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Raphael Videira. Tres ensaios em economia politica. 2010. Tese (Doutorado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

10.
ARVATE, P. R.; BUENO, R. L. S.; BELLUZZO JR, W.; PIONER, H.; LUCINDA, Cláudio Ribeiro de. Participação em banca de Luiz Claudio Barcelos. Essays on Regulatory Risk Issues. 2010. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

11.
ARVATE, P. R.; SILVA, M. F. G.; ARRETCHE, M.; BARRIONUEVO,A.; GONÇALVES, R.A.. Participação em banca de Ursula Dias Peres. Arranjo Institucional do Financiamento do Ensino Fundamental no Brasil. 2007. Tese (Doutorado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

12.
BIDERMAN, Ciro; AVELINO, G.; ROCHA, F.; SOUZA, C. A.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Flávio Estevez Calife. Determinantes do Desempenho Financeiro dos Municipios Paulistas (1997-2003). 2006. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

13.
AVELINO, G.; ARVATE, P. R.; ABRUCIO, F. L.; ALEM, A. C.; AMORIM NETO, O.. Participação em banca de Luciana Paiva D`Àvila Melo. Os Determinantes políticos das finanças estaduais no Brasil (1986-2002). 2006. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

14.
ARVATE, P. R.; LOYOLA, G.; FAVA, V. L.; ALVES, D.; ROCHA, F.. Participação em banca de Ulisses Monteiro Ruiz de Gamboa. Análise da Sustentabilidade da Política Fiscal Brasileira através da História: Um exercício de cliometria de Dom Pedro I a Lula. 2006. Tese (Doutorado em Economia) - Faculdade Economia Administração e Contabilidade da Usp.

15.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Marcel Guedes Leite. Economia Política das Finanças Subnacionais: Teoria e Análise Empírica para os Vinte e Sete Estados Brasileiros na Década de Noventa. 2004. Tese (Doutorado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

16.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de José Flavio Messias. Trabalho e Emprego: Perspectiva para Unificação Social no Mercosul. 2001. Tese (Doutorado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

17.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Paulo Fernandes Bahia. A Crise da Dívida Subnacional Brasileira nos Anos 1990: Uma Abordagem Institucionalista. 2001. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

Qualificações de Doutorado
1.
ARVATE, P. R.; BARBOSA, K. S.; MELLO, R. B.. Participação em banca de Andre Leonardo Pruner da Silva. Corrupção e CPA: Apenas suspeitos ou corruptos de fato?. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

2.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; XAVIER, W. G.. Participação em banca de Ana Graziele Lourenço Toledo. Testando a Existencia de trade-off e estrategia politica no mercado politico. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

3.
ARVATE, P. R.; SCHIOZER, R.; MELLO, R. B.. Participação em banca de Marina Amado Bahia Gama. A estrutura piramidal do business group e o entrincheiramento dos shareholders. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

4.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; Pereira, C.. Participação em banca de Elias Pereira Lopes Júnior. EFEITO DO AMBIENTE INSTITUCIONAL POLITICO SOBRE O INVESTIMENTO REALIZADO POR EMPRESAS ESTATAIS. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

5.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio; PONZECK, V.. Participação em banca de Renan Gomes de Pieri. Ensaios em Economia Politica Aplicada. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Economia) - Fundação Getulio Vargas.

6.
ARVATE, P. R.; PAIVA, E. L.; BRITO, L. A. L.. Participação em banca de Chen Yen-Tsang. "Steppin´to the bad side". 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

7.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B.; FLEURY, M. T. L.. Participação em banca de Maria Fernanda Arreola. Three essays the role of government ownership in the internationalization of emerging multinationals. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

8.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; FLEURY, M. T. L.. Participação em banca de Carlos Eduardo Stefaniak Aveline. Cross_border Reverse Takeover: O Desempenho dos Emergentes nas Economias Desenvolvidas. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

9.
MELLO, R. B.; ARVATE, P. R.; BRITO, L. A. L.. Participação em banca de David Kallas. O impacto dos fatores institucionais no desempenho das firmas: uma análise entre setores. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas.

10.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Luciane Paiva D'Ávila Melo. Os Determinantes Políticos dos Gstos Públicos Estaduais no Brasil. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP.

11.
ARVATE, P. R.. Participação em banca de Roland Veras Saldanha Junior. Credibilidade e o Processo de Abertura da Economia Brasileira. 1992. Exame de qualificação (Doutorando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

Qualificações de Mestrado
1.
PICCHIAI, D.; Arvate, Paulo Roberto; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Suzy Mary Nunes Lopes de Souza. A geração Y no processo de sucessão familiar de pequenas empresas localizadas na região metropolitana de São Paulo. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

2.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Mara Lucia Guimarães Mendonça. Cultura Organizacional e Inovação: um estudo em pequenas empresas de Bragança Paulista. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

3.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Elaine Moretti Silva Teixeira de Lima. As dificuldades econtradas nos processos sucessorios em empresas familiares. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

4.
PICCHIAI, D.; ARVATE, P. R.; TACHIZAWA, T.. Participação em banca de Luiz Fernando Santos da Silva. O processo de elaboração de planejamento estratégico nas microempresas de guarulhos/SP. 2016.

5.
BRITO, L. A. L.; ARVATE, P. R.; PIGNANELLI, A.. Participação em banca de Lino Mejia. Firm vs. industry: What really drives Total Factor Productivity? Evidence from an emerging economy. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

6.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B.; SCHIOZER, R.. Participação em banca de Daniel Barbosa Fejgelman. Conexões Politicas e o desempenho empresarial pós-aquisição no Brasil. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

7.
ARVATE, P. R.; PICHAI, D.. Participação em banca de Adilson Cunha Costa. Competencias gerenciais a partir da percepção dos gestores da rota turistica rural caminho do vinho. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Centro Universitário Campo Limpo Paulista.

8.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.. Participação em banca de Tatiana Mie Fujita IIzuka. Analise dos Determinantes da Decisão de Financiemnto Corporativo: O Caso dos Deputados Federais no Brasil. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

9.
ARVATE, P. R.; MELLO, R. B.; FLEURY, M. T. L.. Participação em banca de MARINA AMADO BAHIA GAMA. AS ESTRATÉGIAS POLÍTICAS E A INFLUÊNCIA NA DIVERSIFICAÇÃO DOS GRUPOS EMPRESARIAIS NO BRASIL. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

10.
ARVATE, P. R.; PAIVA, E. L.; CSILLAG, J. M.. Participação em banca de João Luis C. Quaglia. Práticas em gerenciamento de projetos, comportamento da equipe e desempenho operacional. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - Fundação Getulio Vargas.

11.
ROCHA, F.; MENEZES FILHO, N. A.; ARVATE, P. R.. Participação em banca de Ligia Lopes Gomes. Avaliação do Programa de Fiscalização de municípios pequenos e médios a partir de sorteio públicos sobre corrupção e mau uso de recursos públicos. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Economia) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ARVATE, P. R.; MACIEL, C. S.; BOVO, J. M.. Contratação de Professor para a Pós-Graduação em Economia. 2008. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
ARVATE, P. R.; ROCHA, F.; RIZZIERI, J. A. B.; MACHADO, F. M. S.; LEITE, C. K. S.. Curso de Gestão de Política Públicas. 2007. Universidade de São Paulo.

Outras participações
1.
ARVATE, P. R.. EnANPAD. 2016.

2.
ARVATE, P. R.. Banca de Trablahos de Iniciação Cientifica. 2016. Centro Universitário FECAP.

3.
ARVATE, P. R.. EnANPAD. 2015. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

4.
ARVATE, P. R.. AIB-LAT Doctoral Student Consortium. 2015. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

5.
ARVATE, P. R.. Avaliação de trabalhos. 2014. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

6.
ARVATE, P. R.. VI Encontro de Estudos em Estratégia - 3Es - Avaliador de trabalhos. 2013. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

7.
ARVATE, P. R.; JUNIRO, W. E.; SHENG, H. H.; CARVALHO, A. G.. Banca para Admissão de Alunos de Doutorado e Mestrado em Finanças. 2013. Fundação Getulio Vargas.

8.
ARVATE, P. R.; Bandeira-de-Mello, R.; FLEURY, M. T. L.. Banca para Admissão de Alunos de Doutorado e Mestrado em Estrategia. 2013. Fundação Getulio Vargas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Corrupção Privada.Corrupção Privada. 2017. (Seminário).

2.
EnANPAD. Another argument against negotiated grants: how the bill for local corruption is distributed. 2016. (Congresso).

3.
EnANPAD. Experimento em Estartegia. 2016. (Congresso).

4.
European Public Choice Meeting. CONDEMNING CORRUPTION WHILE CONDONING INEFFICIENCY: AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION INTO VOTING BEHAVIOR. 2016. (Congresso).

5.
LACEA 21th Annual Meeting. Party Expertise, Campaign Donation and Government Contracts: Evidence from an Electoral Quasi-Experiment. 2016. (Congresso).

6.
XI Research Workshop on Institutions and Organizations.Discussant: Do conditionalities increase support for government transfers?. 2016. (Encontro).

7.
LACEA´s 20th Annual Meeting. The Fire-Armed Police Effect. 2015. (Congresso).

8.
Seminario de Finanças.Party Expertise, Campaign Donation and Government Contracts: Evidence from an Electoral Experiment. 2015. (Seminário).

9.
EnANPAD. Campaign Donations and Government Contracts in Brazilian States. 2014. (Congresso).

10.
EnANPAD. Local Female Leaders and their effect on women in the informal sector: an experimental investigation in Brazilian Municipalities. 2014. (Congresso).

11.
II Encontro de Economia da Estrategia.O efeito de liderança feminina sobre mulheres no mercado do trabalho municipal. 2013. (Seminário).

12.
Seminario academico.Campaign Donation and Government Contracts in Brazilian States. 2013. (Seminário).

13.
Seminario Interncional de Economia da Saude. GENERIC-BRANDED DRUG COMPETITION AND THE PRICE FOR PHARMACEUTICALS: NEW EVIDENCE FROM PUBLIC PROCUREMENT AUCTIONS IN BRAZIL. 2013. (Congresso).

14.
SIMPOI. Metodolgia. 2013. (Congresso).

15.
Sociedade Brasileira de Econometria. Gender stereotypes in politics: What changes when a woman becomes the local political leader?. 2013. (Congresso).

16.
Sociedade Brasileira de Econometria. Conditional versus Unconditional Grants and local public spending in Brazilian Municipalities. 2013. (Congresso).

17.
Sociedade Brasileira de Econometria. Generic-Branded Drug Competition and the Price for Pharmaceuticals in Procurement Auctions. 2013. (Congresso).

18.
XXXVII Encontro da ANPAD. Regulatory Quality and Performance of Latin American Companies. 2013. (Congresso).

19.
Estoril Conference.Comparações entre EU e o Brasil. 2012. (Encontro).

20.
Microeconomics of Competitiveness. 2012. (Encontro).

21.
Midwest Political Science Meeting. The elderly population and the size and composition of local government in Brazil. 2011. (Congresso).

22.
Midwest Political Science Association. Should voters be afraid of hard-budget constraint legislation? Fiscal Responsability Law in Brazilian Municipalities. 2009. (Congresso).

23.
8th Designing Strategies for Susteined Growth and Development:EU and LA Compared.Corruption and the size of Government: causality tests for OECD and Latin American countries. 2008. (Seminário).

24.
Latin American and Caribbean Economic Association. Budget Deficits and Reelection Prospects: Voters as Fiscal Conservatives in a New Democracy. 2007. (Congresso).

25.
Latin American and Caribbean Economic Association. Flypaper Effect Revisited: Evidence for tax collection efficiency in brazilian municiplities. 2007. (Congresso).

26.
Mesa de Debates: Reforma Tributária.Reforma Tributária no Brasil. 2007. (Simpósio).

27.
Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. Diferentes padrões de políticas salariais nos governos estaduais brasileiros: uma análise a partir do diferencial de salários público-privado. 2006. (Congresso).

28.
Encontro Nacional de Economia. Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. 2006. (Congresso).

29.
II Encontro de Administração Pública e Governança. Vertical transfers and the appropriation of resources by the bureaucracy: the case of Brazilian state governments. 2006. (Congresso).

30.
Public Choice Meeting. Public Choice Meeting. 2005. (Congresso).

31.
Seminário do IPE/USP.Seminário do IPE/USP. 2005. (Seminário).

32.
EAPG - Encontro de Administração Pública e Governança.EAPG - Encontro de Administração Pública e Governança. 2004. (Encontro).

33.
EnANPAD.EnANPAD. 2004. (Encontro).

34.
Jornadas de Finanzas Publicas. Jornadas de Finanzas Publicas. 2004. (Congresso).

35.
Public Choice Meeting. Public Choice Meeting. 2004. (Congresso).

36.
Seminário Economia do Setor Público no Brasil.Seminário Economia do Setor Público no Brasil. 2004. (Seminário).

37.
European Public Choise Meeting. European Public Choise Meeting. 2003. (Congresso).

38.
Jornadas de Finanzas Publicas. Jornadas de Finanzas Publicas. 2003. (Congresso).

39.
Public Choice Meeting. Public Choice Meeting. 2003. (Congresso).

40.
ANPEC. ANPEC. 2002. (Congresso).

41.
EnANPAD. EnANPAD. 2001. (Congresso).

42.
I Encontro de Estudos Regionais e Urbanos. I Encontro de Estudos Regionais e Urbanos. 2001. (Congresso).

43.
Seminário do IPE/USP.Seminário do IPE/USP. 2001. (Seminário).

44.
ANPEC. ANPEC. 1991. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ARVATE, P. R.; SILVA, A. O. C. E. ; YEN-TSANG, C. . Corrupção Privada. 2017. (Exposição).

2.
ARVATE, P. R.; SOUZA, S. R. M. L. . Economia Experimental: Aspectos teóricos e práticos. 2014. (Outro).

3.
ARVATE, P. R.; Firpo, Sergio ; Ponczek, V. ; MATTOS, E. H. ; PINTO, C. C. X. ; ROCHA, F. ; BARBOSA, K. S. ; ORELLANO, V. ; BARROS, P. P. ; BARDEY, D. . Seminario Interncional em Economia da Saude. 2013. (Congresso).

4.
ARVATE, P. R.; Pereira, C. . International Workshop on Institutions, Policy Performance and Cooperation. 2007. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Gabriel Cunha. Inequality and New Business. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Andre Leonardo Prunner da Silva. Corruption and Political Strategies: Just Suspicious or Corrupt in Fact?. Início: 2015. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Octavio Augusto de Barros. Transitory market reforms: mechanisms and effects over firms´ performance. 2018. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

2.
Karin C. Huacontare Chambi. DOES CORRUPTION INCREASE REWARDS IN LEGALLY REGISTERED FIRMS?. 2017. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

3.
Andréa Oliveira de Carvalho e Silva. When does it pay to be corrupt?. 2016. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

4.
Sandra Marcela Ruiz Ochoa. New Business Dynamics and Aggressiveness Between Competitors:Superior Economic Performance in Developed and Developing Countries. 2015. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

5.
ISABELA RISCHBECK TODESCAT. O IMPACTO DE UM LÍDER LOCAL DO SEXO FEMININO SOBRE AS MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração) - Fundação Getulio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

6.
Dalila Figueiredo. Corruption: Who pays for the bill?. 2014. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Nova de Lisboa, . Coorientador: Paulo Roberto Arvate.

7.
Paulo Eduardo Moledo Palombo. Descentralização, construção de restrições orçamentárias "hard" e a evolução do tamanho dos governos estaduais no Brasil. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

8.
João Silva Moura Neto. Podem os baixos salários ser apontado como uma das fontes de corrupção no setor público. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

9.
Fausto José Araujo Vieira. CICLOS POLÍTICOS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INTERAÇÃO ENTRE O GOVERNO MUNICIPAL E AS DEMAIS ESFERAS DE GOVERNO ATRAVÉS DAS TRASNFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS. 2007. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

10.
Fernanda Teles de Lima. A Relação entre o Monopólio e Corrupção: Um Estudo através dos Gastos do Governo do Estado de São Paulo. 2004. 0 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

Tese de doutorado
1.
Gisele Walczak Galilea. ?Tax deferral" and shareholding structure of multinational firms. 2018. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

2.
Shim Yong Ju. Manufacturing Emerging Economy Firms in Export Markets. 2016. Tese (Doutorado em Escola de Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

3.
Ana Carolina Pereira Zoghbi. Three essays on education from the perspective of the economics of publc sector. 2011. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP, . Orientador: Paulo Roberto Arvate.

4.
Sergio Ricardo Calderini. Tres ensaios sobre o gasto local no Brasil: decentralização, eficiencia e voto. 2011. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) - Fundação Getulio Vargas - SP, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Marco Antonio Jorge. 2016. Fundação Getulio Vargas, . Paulo Roberto Arvate.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Cibele Araujo. A implantação do programa território da cidadania depende de vinculação partidária. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Administração Pública) - Fundação Getulio Vargas - SP. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

2.
Erico Fukue Fukushiro. Economia Política da Corrupção. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Fundação Getulio Vargas - SP. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

Iniciação científica
1.
André Borsoi de Barros. A atratividade do setor público em relação à iniciativa privada a partir dos rendimentos médios e do aumento do gasto público. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

2.
Leonardo Albuquerque de Gennaro. EVIDÊNCIAS SOBRE A RELAÇÃO ENTRE VARIÁVEIS MACROECONÔMICAS E O FLUXO DE CAPITAL NA AMÉRICA LATINA: UM ESTUDO EMPÍRICO. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

3.
Felipe Moreira. Investir em imóveis ou instrumentos financeiros: o caso do Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

4.
Roberto Brambilla Higgins. Impacts of Expected Interest Rates Changes in the Brazilian Shopping Mall Public Companies´Stock. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. Orientador: Paulo Roberto Arvate.

5.
Guido Medley de Sá. Relação entre preço dos imóveis no Brasil e a Copa do Mundo de 2014. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Administração de Empresas) - Fundação Getulio Vargas. Orientador: Paulo Roberto Arvate.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ARVATE, P. R.. Finanças Públicas como elemento determinante do Desenvolvimento Socioeconomico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Redes sociais, websites e blogs
1.
ARVATE, P. R.. Eleitores votam com o bolso. 2015; Tema: site do infomoney. (Site).

2.
ARVATE, P. R.. Recomendações de política econômica recente são discutíveis. 2015. (Site).

3.
ARVATE, P. R.. O custo de governar o Brasil é diferente?. 2015. (Site).

4.
ARVATE, P. R.. Nada mudou com as novas medidas sobre financiamento de campanha. 2015. (Site).

5.
ARVATE, P. R.. Happy New Debate!. 2017; Tema: Happy new debate!. (Site).



Outras informações relevantes


Recebi Bolsa CAPES e FAPESP na realização do Mestrado,Bolsa Sandwich da CAPES na minha estadia da UCLA e sou financiado pelo GVPesquisa e Centro de Apoio a Pesquisa da Escola de Economia da FGV.
Recebi bolsa CAPES e FAPESP na minha estadia como professor visitante na Michigan State University.
Parecerista da Fundação de Amparo a Pesquisa no Estado de São Paulo (FAPESP)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 19:12:31