Francisco Fernando Monteoliva Doratioto

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6335861954229757
  • Última atualização do currículo em 17/01/2019


Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (1979), graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1982), mestrado em História pela Universidade de Brasília (1988) e doutorado em História pela Universidade de Brasília (1997). É Professor Associado 1 no Departamento de História da Universidade de Brasília, onde leciona História da América na graduação e atua no programa de Pós-Graduação em História dessa instituição; lecionou História das Relações Internacionais do Brasil l no curso de formação de diplomatas do Instituto Rio Branco/Ministério das Relações Exteriores (1998-2016), onde leciona História dos Países Latino-Americanos, desde 2017. Trabalha com História do Rio da Prata; História das Relações Internacionais do Brasil, com ênfase nas relações com os países da América Meridional, e com História Militar do Brasil. É membro correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro; da Academia Paraguaya de la Historia, Paraguai, e da Academia Nacional de la Historia, Argentina, e do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Francisco Fernando Monteoliva Doratioto
Nome em citações bibliográficas
DORATIOTO, Francisco

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Departamento de História.
ICC Ala Norte
Asa Norte
70910900 - Brasília, DF - Brasil
Telefone: (61) 3072366
Ramal: 14
URL da Homepage: http://www.unb.br/ih/novo_portal/portal_his/index.html


Formação acadêmica/titulação


1995 - 1997
Doutorado em História.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: As relações entre o Brasil e o Paraguai (1889-1930): do afastamento pragmático à reaproximação cautelosa, Ano de obtenção: 1997.
Orientador: Prof. Dr. José Flavio Sombra Saraiva.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: História das Relações Exteriores do Paraguai; História das Relações Internacionais do Brasil; Política externa brasileira; Relações Brasil-Paraguai; Relações Internacionais na América do Sul; Relações Argentina-Paraguai.
1986 - 1988
Mestrado em História.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: As Relacoes Entre O Imperio do Brasil e A Republica do Paraguai. (1822-1889),Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: Profa. Dra. Geralda Dias Aparecida.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: História das Relações Exteriores do Paraguai; História das Relações Internacionais do Brasil; Guerra do Paraguai; História do Brasil Império; História do Paraguai; Relações Argentina-Paraguai.
1979 - 1982
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1975 - 1979
Graduação em História.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Orientador de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em História do Departamento de História da UnB.

Atividades

08/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em História - UnB, .

08/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em História - UnB, .

Linhas de pesquisa
História Militar
08/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em História - UnB, .


Instituto Rio Branco, IRBR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 2
Outras informações
Professor de História dos Países Latino-americanos

Vínculo institucional

2008 - 2016
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 2
Outras informações
Professor de História das Relações Internacionais do Brasil (agosto a novembro) e de História da América do Sul (fevereiro a junho) no curso de formação de diplomatas do Instituto Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores

Vínculo institucional

2002 - 2012
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Orientador
Outras informações
Em 2012 deixou de ser oferecido o Mestrado em Diplomacia

Vínculo institucional

1998 - 2004
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 2
Outras informações
Período de atividade docente: agosto de 1998 a maio de 2004. Professor Orientador: atividade presente.

Atividades

08/1998 - 06/2012
Ensino, Mestrado em Diplomacia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História das Relações Internacionais do Brasil
11/2002 - 05/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Rio Branco, .

Cargo ou função
Membro do Conselho de Pós-Graduação.

Universidade Católica de Brasília, UCB/DF, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2008
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40
Outras informações
Esteve em licença da atividade docente desde maio de 2004

Atividades

08/2002 - 08/2008
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Relações Internacionais
História das Relações Internacionais do Brasil
08/2002 - 05/2004
Direção e administração, .

Cargo ou função
Coordenador de Pesquisa do curso de Relações Internacionais.

Casa da Cultura da América Latina - Universidade de Brasília, CAL-UNB, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Cargo em comissão, Carga horária: 40

Atividades

04/1998 - 06/1999
Direção e administração, .

Cargo ou função
Diretor.

Faculdades Integradas UPIS, UPIS, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2008
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Esteve em licença da função desde maio de 2004 até final de atividades na Instituição..

Atividades

03/1999 - 03/2004
Ensino, Licenciatura em História (Estudos Sociais), Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea
História do Brasil Império
História do Brasil (República Velha)
Licenciado desde abril de 2004
Metodologia Científica

Centro Universitário de Brasília, UniCEUB, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 1991
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Atividades

04/1988 - 02/1991
Ensino, Bacharelado em História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da América século XX
História da América século XIX
História da América Colonial
História do Brasil Império

Colégio XII de Outubro, CDO, Brasil.
Vínculo institucional

1980 - 1986
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 30

Atividades

02/1980 - 02/1986
Ensino,

Disciplinas ministradas
História Geral
História da América
História do Brasil

Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, SE-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1978 - 1988
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Concursado, Carga horária: 40

Atividades

08/1978 - 02/1988
Ensino,

Disciplinas ministradas
História Geral
História da América
História do Brasil


Linhas de pesquisa


1.
História da Política Exterior do Brasil

Objetivo: Estudo dos objetivos e do processo histórico da política externa brasileira, desde suas raízes coloniais..
2.
História Militar
3.
História da América Meridional

Objetivo: Estudo da configuração histórica e inserção internacional dos países da América Meridional..


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
O Rio da Prata e a Segunda Guerra Mundial: estudo comparativo (1939-1945)
Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar as inserções internacionais de Argentina, Paraguai e Uruguai no contexto da Segunda Guerra Mundial, comparando-as e demonstrando como se relacionaram, identificando regularidades e singularidades. Para tanto, será necessário recuar, de forma introdutória, ao início dos anos 1930 para caracterizar as diretrizes das políticas exteriores desses países, bem como será necessário identificar os objetivos e atuação no Rio da Prata das diplomacias da Alemanha, do Brasil e dos Estados Unidos, para contextualizar aquelas inserções..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
As relações entre Brasil e Paraguai durante a ditadura de Alfredo Stroessner e o processo político paraguaio (1954-1989).
Descrição: O objetivo do projeto é estudar a atuação da política externa brasileira em relação ao Paraguai e de sua repercussão na política interna do país vizinho no período entre 1954 e 1989. Em 1954 o general Alfredo Stroessner ascendeu ao poder no Paraguai e instalou uma ditadura que persistiu até 1989. Ao tomar o poder, Stroessner se afastou da Argentina, hostilizado pelos militares que derrubaram o presidente Perón em 1955, e estreitou os vínculos com o Brasil. No período entre 1954 e 1989, o Brasil teve uma impressionante quantidade de iniciativas para garantir o Paraguai como seu espaço geopolítico de influência e de complementariedade econômica. Este projeto de pesquisa pretende identificar os objetivos da política externa brasileira em relação ao Paraguai na época da ditadura de Stroessner, analisar aquelas iniciativas e suas repercussões sobre o processo político paraguaio. Em 1989, Stroessner foi derrubado, cabendo esclarecer o evento considerando a dinâmica entre o processo de desgaste interno da sua ditadura e a realidade política regional, em que Argentina, Brasil e Uruguai vivenciavam a redemocratização..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
PARAGUAI : O PROCESSO POLÍTICO INTERNO E A INFLUÊNCIA BRASILEIRA (1941-1989)
Descrição: O objetivo do projeto é o de analisar as articulações entre o processo político interno paraguaio e a política externa do Brasil em relação ao Paraguai. A pesquisa e análise se concentrará na aproximação entre as ditaduras de Getúlio Vargas e Higino Morínigo; na posição do Governo Dutra em relação à Guerra Civil paraguaia (1947); a tomada do poder por Alfredo Stroessner (1954) e as posições dos diferentes governos brasileiros quanto a longa ditadura stroessnista, que perdurou até 1989. No período entre 1954 e 1989, serão analisadas: o estabelecimento de conexões entre os sistemas de transporte paraguaio e brasileiro; os interesses econômicos brasileiros no Paraguai; a migração de brasileiros para o país vizinho; as circunstâncias e repercussões da construção de Itaipu e a influência da redemocratização brasileira na crise da ditadura paraguaia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
SOCIEDADE E PODER NO RIO DA PRATA (a partir de 1776)
Descrição: O objetivo do projeto é o de analisar o processo histórico das sociedades platinas desde a fundação do Vice-Reino do Rio da Prata (1776) até o final do século XX. Serão estudados a dinâmica colonial na região; o fim do Vice-Reino e os processos de independência; as repercussões da independência nas dinâmicas das sociedades do antigo Vice-Reino nas décadas de 1810 e 1820; a busca de uma nova ordem política; as lutas pela construção dos Estados Nacionais; a inserção internacional dos países platinos; as articulações entre o Estado oligárquico, a agroexportação e as transformações sociais (imigração, urbanização, a ocupação de territórios indígenas, etc.); as repercussões da crise de 1920; a região platina e a II Guerra Mundial e a Guerra Fria; os nacionalismos e os populismos; as ditaduras; as redemocratizações; o Rio da Prata como subsistema de relações internacionais; a integração regional e a inserção internacional no mundo globalizado.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2002 - Atual
HISTÓRIA DA POLÍTICA EXTERIOR DO BRASIL
Descrição: O objetivo do projeto é o de analisar a inserção internacional do Brasil, com ênfase nos condicionantes da elaboração da política externa do Estado brasileiro e sua implementação quanto a outros Estados e organismos internacionais. Para tanto serão analisados os contextos externo e doméstico; o processo decisório; identificadas as ?forças profundas?, os objetivos estratégicos dos governos brasileiros, suas linhas de ação e o resultado do esforço em alcançá-las. O projeto priorizará a pesquisa e esforço analítico na dimensão política das relações internacionais brasileiras, na ação das instituições do Estado vinculadas, direta ou indiretamente, à ação externa, e recorrerá a fatores econômico, sociais e culturais na tarefa contextualizadora e de caracterização das diferentes etapas da inserção internacional do país..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2002 - Atual
HISTÓRIA MILITAR DO BRASIL
Descrição: O objetivo do projeto é o de analisar a história das instituições militares do Brasil, desde suas origens, no início do processo de independência brasileiro tendo este como referência a vinda da Família Real para o Brasil (1808). A História Militar é tomada em seu sentido amplo, não se restringindo ao estudo de batalhas ou guerras, embora sejam momentos emblemáticos e desveladores de realidades militares e de relações internacionais. Assim, neste projeto também serão analisados diferentes aspectos das instituições militares brasileiras, como sua organização administrativa; suas estratégias e hipóteses de guerra; o gerenciamento de recursos humanos; os equipamentos bélicos utilizados; a infraestrutura logística; políticas de mobilização e alistamento; a difusão da imagem junto ao mundo civil; políticas de cooperação militar com outros países; a presença do Poder Militar na condução da política externa, etc. Este projeto não trata da presença das instituições militares no processo político interno brasileiro..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2014 - 2016
Periódico: Revista de História da Bilbioteca Nacional
2013 - Atual
Periódico: Revista Paraguay desde las Ciencias Sociales
2012 - Atual
Periódico: Fundação Alexandre de Gusmão
2008 - Atual
Periódico: Boletim Meridiiano 47
2003 - 2008
Periódico: Cena Internacional (UnB)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Relações Internacionais do Brasil.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Rio da Prata.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Militar do Brasil.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América do Sul.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


1989
Ensaios Históricos - Região Centro Oeste, Instituto Nacional do Livro.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:48
Total de citações:371
Fator H:10
Francisco Doratioto  Data: 07/08/2016

Outras
Total de trabalhos:26
Total de citações:651
Francisco Doratioto  Data: 07/08/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
DORATIOTO, Francisco2015DORATIOTO, Francisco. Paraguai: mediterraneidade e política externa até 1989. Monções Revista de Relações Internacionais da UFGD, v. 4, p. 191-210, 2015.

2.
DORATIOTO, Francisco2015DORATIOTO, Francisco. Tentativas de paz na Guerra do Paraguai. Navigator (Rio de Janeiro), v. 11, p. 119-129, 2015.

3.
DORATIOTO, Francisco2011DORATIOTO, Francisco. O fim do mar de Rosas; a batalha de Caseros. Revista de História (Rio de Janeiro), v. 70, p. 30-31, 2011.

4.
DORATIOTO, Francisco2010DORATIOTO, Francisco. Poder naval e política externa do Império do Brasil no Rio da Prata (1822-1852). Navigator (Rio de Janeiro), v. 6, p. 9-20, 2010.

5.
DORATIOTO, Francisco2010DORATIOTO, Francisco. Eterno General; um herói muito perto de você: general Osorio. Revista de História (Rio de Janeiro), v. 52, p. 56-59, 2010.

6.
DORATIOTO, Francisco2009DORATIOTO, Francisco. História e ideologia: a produção brasileira sobre a Guerra do Paraguai. Nuevo Mundo-Mundos Nuevos, v. 0000, p. 49012, 2009.

7.
DORATIOTO, Francisco2009DORATIOTO, Francisco. Hermanos? Bacia de Pólvora. Revista de História (Rio de Janeiro), v. 41, p. 80-84, 2009.

8.
DORATIOTO, Francisco2008DORATIOTO, Francisco. O Império do Brasil e a Argentina (1822-1889). Textos de Historia (UnB), v. 16, p. 217-247, 2008.

9.
DORATIOTO, Francisco2006DORATIOTO, Francisco. O Brasil e as grandes potências no século XX (1902-1991). Revista Múltipla (UPIS), v. 15, p. 41-69, 2006.

10.
DORATIOTO, Francisco2006DORATIOTO, Francisco. En busca del equilibrio: la politica exterior del Paraguay entre 1920 y 1925. Cena Internacional (UnB), v. 1, p. 4-19, 2006.

11.
DORATIOTO, Francisco2006DORATIOTO, Francisco. Guerra de Mágoas. Nossa História (São Paulo), v. 31, p. 50-53, 2006.

12.
DORATIOTO, Francisco2005DORATIOTO, Francisco. Guerra e regeneração: três estudos sobre o Paraguai. Diálogos (Maringá), v. 9, p. 79-87, 2005.

13.
DORATIOTO, Francisco2005DORATIOTO, Francisco. O lugar do Brasil;; projeção brasileira na América do Sul. Nossa História (São Paulo), v. 25, p. 24-27, 2005.

14.
DORATIOTO, Francisco2004DORATIOTO, Francisco. Diplomacia de guerra; nova luz sobre a Guerra do Paraguai. Nossa História (São Paulo), v. 13, p. 18-23, 2004.

15.
DORATIOTO, Francisco2003DORATIOTO, Francisco. Três reflexões sobre a Guerra do Paraguai. A Defesa Nacional, Rio de Janeiro, v. 797, p. 13-22, 2003.

16.
DORATIOTO, Francisco2003DORATIOTO, Francisco. Caxias no Prata: da Guerra da Cisplatina à da Tríplice Aliança. Revista do Instituto de Geografia e Historia Militar do Brasil, v. 89, p. 39-55, 2003.

17.
DORATIOTO, Francisco2003DORATIOTO, Francisco. O Duque revisitado; senhor da guerra e da paz. Nossa História (São Paulo), v. 2, p. 62-65, 2003.

18.
DORATIOTO, Francisco2002DORATIOTO, Francisco. Depois da Guerra: as relações entre o Império do Brasil e o Paraguai. Texto Didático: Relações Internacionais, Brasília, v. 1º, p. 29-47, 2002.

19.
DORATIOTO, Francisco2002DORATIOTO, Francisco. El nacionalismo lopizta paraguayo. América Sin Nombre, Alicante, Espanha, v. 4, p. 18-22, 2002.

20.
DORATIOTO, Francisco2002DORATIOTO, Francisco. Três reflexões sobre a Guerra do Paraguai. Revista do Instituto de Geografia e Historia Militar do Brasil, v. 88, p. 78-87, 2002.

21.
DORATIOTO, Francisco2001DORATIOTO, Francisco. Rio Branco e a consolidação da Amazônia brasileira: a questão do Amapá. Revista Múltipla (UPIS), Brasília, v. 7, p. 75-96, 2001.

22.
DORATIOTO, Francisco2000DORATIOTO, Francisco. A política platina do Barão do Rio Branco. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 02, p. 130-149, 2000.

23.
DORATIOTO, Francisco1999DORATIOTO, Francisco. Brasil, Argentina y la guerra civil paraguaya de 1911-1912. RES GESTA, Rosário, Argentina, v. 37, p. 55-75, 1999.

24.
DORATIOTO, Francisco1999DORATIOTO, Francisco. De aliados a rivais: o fracasso da primeira cooperação entre Brasil e Argentina (1865-1876). Revista Múltipla (UPIS), Brasília, v. 4, p. 21-40, 1999.

25.
DORATIOTO, Francisco1998DORATIOTO, Francisco. La participación brasilera en el golpe de Estadod e 1894 en Paraguay: la Misión Cavalcanti. Historia Paraguaya, Asunción, Paraguay, v. 38, p. 193-215, 1998.

26.
DORATIOTO, Francisco1997DORATIOTO, Francisco. La rivalidad argentino-brasilera y la reorganización institucional del Paraguay. Historia Paraguaya, Asunción, Paraguai, v. XXXVII, p. 219-254, 1997.

27.
DORATIOTO, Francisco1996DORATIOTO, Francisco. En busca del equilibrio: la politica exterior del Paraguay entre 1920 y 1925. Historia Paraguaya, Asunciуn, Paraguai, v. XXXVI, p. 223-252, 1996.

28.
DORATIOTO, Francisco1994DORATIOTO, Francisco. Há 130 anos o Tratado da Tríplice Aliança. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 2, p. 89-112, 1994.

29.
DORATIOTO, Francisco1994DORATIOTO, Francisco. A participação brasileira no golpe de Estado de 1894 no Paraguai: a Missão Cavalcanti. Textos de História, Brasília, v. 2, p. 145-174, 1994.

30.
DORATIOTO, Francisco1993DORATIOTO, Francisco. A imprensa de oposição e a política brasileira em relação ao Paraguai (1869-1975). Textos de História, Brasília, v. 1, p. 77-102, 1993.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
DORATIOTO, Francisco. Introducción a la Guerra del Paraguay. 1a.. ed. Asunción: Intercontinental, 2016. v. 1. 130p .

2.
DORATIOTO, Francisco; Carlos Eduardo Vidigal . História das Relações Internacionais do Brasil. 1a. ed. São Paulo: Saraiva, 2015. v. 1. 152p .

3.
DORATIOTO, Francisco. O Brasil no Rio da Prata (1822-1994). 1a. ed. Brasília: FUNAG, 2014. v. 1. 188p .

4.
DORATIOTO, Francisco. Maldita Guerra; nova história da Guerra do Paraguai. 2/5. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 615p .

5.
DORATIOTO, Francisco. Relações Brasil-Paraguai: afastamento, tensões e reaproximação (1889-1954). 1. ed. Brasilia: Fundação Alexandre de Gusmão, 2012. v. 1. 552p .

6.
DORATIOTO, Francisco. Una relación compleja: Paraguay y Brasil 1889-1954.. 1. ed. Asunción: Editorial Tiempo de Historia, 2011. v. 1. 571p .

7.
DORATIOTO, Francisco. General Osorio, a espada liberal do Império. 1. ed. Sao Paulo: Companhia das Letras, 2008.

8.
DORATIOTO, Francisco. Maldita Guerra; nueva historia de la Guerra del Paraguay. Buenos Aires: EMECÉ, 2004. 637p .

9.
DORATIOTO, Francisco. O conflito com o Paraguai. São Paulo: Atica, 1996. 111p .

10.
DORATIOTO, Francisco. Espaços nacionais na América Latina; da utopia bolivariana à fragmentação. São Paulo: Brasiliense, 1994. 112p .

11.
DORATIOTO, Francisco; José Dantas Filho . De Getúlio a Getúlio: o Brasil de Dutra e Vargas; 1945 a 1964. 6a.. ed. São Paulo: Atual, 1991. 90p .

12.
DORATIOTO, Francisco; José Dantas Filho . A república Bossa Nova; a democracia populista (1954-1964). 9a.. ed. São Paulo: Atual, 1991. v. 1. 89p .

13.
DORATIOTO, Francisco. A Guerra do Paraguai; 2a. visão. São Paulo: Brasiliense, 1991. 83p .

Capítulos de livros publicados
1.
DORATIOTO, Francisco. Política externa na Primeira República: entre continuidades e mudanças. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Luicilia de Almeida Neves. (Org.). O Brasil Republicano. 10ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018, v. 1, p. 273-296.

2.
DORATIOTO, Francisco. O Barão do Rio Branco moldando o Brasil moderno. In: ARAUJO, And´re de Melo; ASSIS, Arthur Alfaix; MATA, Sérgio da.. (Org.). Entre Filosofia, História e Relações Internacionais. 1ed.São Paulo: LiberArs, 2017, v. 1, p. 263-277.

3.
DORATIOTO, Francisco. Brazil and the Paraguayan War: Conflicts and Interests. In: Oxford University Press. (Org.). Oxford Research Encyclopedia of Latin American History. 1ed.Oxford, United Kingdom: Oxford University Press, 2016, v. 1, p. 1-25.

4.
DORATIOTO, Francisco. The Viscount of Rio Branco: sovereignty, diplomacy and power. In: José Vicente de Sá Pimentel. (Org.). Brazilian Diplomatic Thought. 1ed.Brasilia: FUNAG, 2016, v. I, p. 275-313.

5.
DORATIOTO, Francisco. Poder naval e política externa do Império do Brasil no Rio da Prata (1822-1852). In: Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. (Org.). A Guerra da Tríplice Aliança: reflexões e abordagens. 1ed.Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2015, v. II, p. 153-164.

6.
DORATIOTO, Francisco. Tentativas de paz na Guerra do Paraguai. In: Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. (Org.). A Guerra da Tríplice Aliança: reflexões e abordagens. 1ed.Rio de Janeiro: Serviço de Documentação da Marinha, 2015, v. II, p. 304-316.

7.
DORATIOTO, Francisco. O Visconde do Rio Branco: soberania, diplomacia e força. In: José Vicente de Sá Pimentel. (Org.). Pensamento Diplomático Brasileiro. 1a.ed.Brasília: FUNAG, 2013, v. 1, p. 263-299.

8.
DORATIOTO, Francisco. Paraguai: guerra maldita. In: FIGUEIREDO, Luciano. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 363-368.

9.
DORATIOTO, Francisco. Osorio em toda a parte. In: FIGUEIREDO, Luciano. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 399-402.

10.
DORATIOTO, Francisco. A formação dos Estados Nacionais no Cone Sul. In: Fundação Alexandre de Gusmão. (Org.). A América do Sul e a integração regional. 1ed.Brasília: FUNAG, 2012, v. 1, p. 19-41.

11.
DORATIOTO, Francisco. Historia e ideologia: la producción brasileña sobre la Guerra del Paraguay. In: CRESPO, Horacio; PALACIO, Juan Manuel.. (Org.). L a Guerra del Paraguay: historiografias, representaciones, contextos.. 1ed.Mexico: El Colegio de Mexico, 2012, v. 1, p. 53-71.

12.
DORATIOTO, Francisco. O Brasil no mundo (1889-1930). In: SCHWARCZ, Lilia Moritz. (Org.). História do Brasil Nação; a abetura para omundo (1889-1930). 1ed.Rio de Janeiro: Objetiva, 2012, v. 3, p. 133-171.

13.
DORATIOTO, Francisco. Escrever a história do grande personagem. In: PRIORI, Ângelo. (Org.). História, memória e patrimônio. Maringá: Eduem, 2009, v. , p. 13-22.

14.
DORATIOTO, Francisco. Guerra do Paraguai. In: Demétrio Magnoli. (Org.). História das Guerras. 1a.ed.São Paulo: Contexto, 2006, v. , p. 253-285.

15.
DORATIOTO, Francisco. A ocupação político-militar brasileira do Paraguai (1869-76). In: Celso Castro; Vitor Izecksoh; Hendrik Kraay. (Org.). Nova história militar brasileira. 1ed.Rio de Janeiro: FGV Editora, 2004, v. , p. 179-208.

16.
DORATIOTO, Francisco. O Império do Brasil e as grandes potências. In: MARTINS, Estevão Chaves de Rezende. (Org.). Relações internacionais: visões do Brasil e da América Latina. Brasilia: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais/FUNAG, 2003, v. , p. 133-152.

17.
DORATIOTO, Francisco. Rio Branco e a consolidação da Amazônia brasileira: a Questão do Amapá. In: Senado Federal; Ministério das Relações Exteriores. (Org.). Rio Branco e a questão de fronteiras com a Guiana Francesa. Brasilia: Secretaria Especial de Editoração e Publicações do Senado Federal, 2003, v. , p. 51-77.

18.
DORATIOTO, Francisco. Formación de los estados nacionales y expansión del capitalismo en el siglo XIX. In: RAPOPORT, Mario; CERVO, Amado Luiz.. (Org.). El Cono Sur: una historia común. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2001, v. , p. 135-194.

19.
DORATIOTO, Francisco. Formação dos Estados Nacionais e expansão do capitalismo no século XIX. In: Amado Luiz Cervo; Mario Rapoport. (Org.). História do Cone Sul. Rio de Janeiro; Brasília: REVAN; Editora da UnB, 1998, v. , p. 167-238.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DORATIOTO, Francisco. Francisco Doratioto: O historiador aborda o governo de dom Pedro II e os conflitos do Segundo Império. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, 01 jul. 2009.

2.
DORATIOTO, Francisco. O imperialismo tupiniquim. Caderno Mais! jornal Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 5 - 5, 16 nov. 2008.

3.
DORATIOTO, Francisco. O pseudo libertador. Folha de São Paulo caderno Mais!, Sao Paulo, p. 5 - 5, 10 ago. 2008.

4.
DORATIOTO, Francisco. Fogo pálido. Folha de S. Paulo, São Paulo, 21 out. 2007.

5.
DORATIOTO, Francisco. A desilusão do guerreiro. A desilusão do guerreiro, São Paulo, p. 50 - 53, 01 maio 2006.

6.
DORATIOTO, Francisco. Stálin, o terrível. Folha de São Paulo, São Paulo, p. 7 - 7, 16 abr. 2006.

7.
DORATIOTO, Francisco. Cabeças trocadas. Folha de São Paulo, Sao Paulo, p. 7 - 7, 05 mar. 2006.

8.
DORATIOTO, Francisco. Projeção brasileira na América do Sul. Nossa Historia, São Paulo, p. 24 - 27, 01 nov. 2005.

9.
DORATIOTO, Francisco. O sigilo eterno ou a eterna dúvida. O Estado de São Paulo, São Paulo, p. J6 - J6, 19 dez. 2004.

10.
DORATIOTO, Francisco. Nova luz sobre a Guerra do Paraguai. Nossa História, Rio de Janeiro, p. 18 - 23, 01 nov. 2004.

11.
DORATIOTO, Francisco. A mãe de todas as coisas. Folha de São Paulo, São Paulo, p. 7 - 7, 16 maio 2004.

12.
DORATIOTO, Francisco. O duque revisitado. Nossa História, Rio de Janeiro, p. 62 - 65, 01 dez. 2003.

13.
DORATIOTO, Francisco. A guerra no Iraque e o futuro da ONU. Revista da UnB, Brasilia, p. 11 - 13, 01 out. 2003.

14.
DORATIOTO, Francisco. As versões de um mito. Mais! jornal FOlha de São Paulo, São Paulo, p. 14 - 14, 07 set. 2003.

15.
DORATIOTO, Francisco. Historiador estuda uso político do episódio. Folha de São Paulo, São Paulo, p. 3 - 3, 30 mar. 2002.

16.
DORATIOTO, Francisco. A construção de um mito. Folha de São Paulo, São Paulo, 09 nov. 1997.

17.
DORATIOTO, Francisco. SAUVAN LIMA e SANTOS BARBOSA: dois diplomatas em apuros às vésperas da Guerra do Paraguai. Boletim da Associação dos Diplomatas Brasileiros, Brasilia, p. 10 - 12, 02 fev. 1995.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
DORATIOTO, Francisco. O democrata e o ditador. As relações entre o Brasil de Juscelino Kubistchek e o Paraguai de Alfredo Stroessner (1956-1961). In: IV Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay, 2016, Montevideo. Paraguay: investigaciones de historia social y política (II). Asunción: Tiempo de Historia, 2014. v. 1. p. 337-360.

2.
DORATIOTO, Francisco. A derrubada de Federico Chaves e a ascensão de Stroessner na análise da diplomacia brasileira. In: III Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay, 2013, Montevidéu. Paraguay: investigaciones de historia social y política. Asuncion: Tiempo de Historia, 2013. v. 1. p. 269-278.

3.
DORATIOTO, Francisco. A Missão Negrão de Lima na guerra civil paraguaia de 1947. In: II Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay en la Universidad de Montevideo, 2012, Montevidéu. Paraguay en la historia, la literaltura y la memoria. Assunção - Paraguai: Tiempo de Historia, 2010. v. 1. p. 251-266.

4.
DORATIOTO, Francisco. La política del Imperio del Brasil en relación al Paraguay. In: Le Paraguay à l'Ombre de ses Guerres.La política del Imperio del Brasil en relación al Paraguay (1864-1872), 2007, Paris. Las Guerres du Paraguay aux XIXe. et XXe. siècles. Paris: Colibris, 2005. p. 33-47.

5.
DORATIOTO, Francisco. As políticas da Argentina e do Brasil em relação à disputa boliviano-paraguaia pelo Chaco (126-1936). In: Brasil-Argentina: a visão do outro., 2000, Rio de Janeiro. Brasil-Argentina: a visão do outro.. Brasilia: FUNAG, 2000. p. 439-477.

6.
DORATIOTO, Francisco. Mediterraneidade e política externa: o caso paraguaio. In: II Encontro Nacional da ANPLHAC, 1996, Brasilia. Caminhos da História da América no Brasil. Brasilia: ANPHLAC, 1996. p. 473-490.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DORATIOTO, Francisco. A política platina do barão do Rio Branco. In: III Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha, 1998, Sao Paulo. III Encontro da ANPHLAC Programação e Resumos. Sao Paulo: Humanitas, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
DORATIOTO, Francisco. Caxias na Guerra do Paraguai. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
DORATIOTO, Francisco. O porquê da guerra, o porque não da paz. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
DORATIOTO, Francisco. A invasão paraguaia do Brasil e da Argentina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
DORATIOTO, Francisco. Campanha do Paraguai. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
DORATIOTO, Francisco. Guerra do Paraguai: reflexões sobre suas origens. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
DORATIOTO, Francisco. O comando de Caxias na Guerra do Paraguai. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
DORATIOTO, Francisco. Guerra do Paraguai, dilemas e decisões estratégicas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
DORATIOTO, Francisco. Império, identidade e construção do Estado Nacional. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
DORATIOTO, Francisco. O comando de Caxias na Guerra do Paraguai. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
DORATIOTO, Francisco. Reflexões e perguntas sobre a Guerra do Paraguai. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
DORATIOTO, Francisco. Império, identidade e construção do Estado Nacional. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
DORATIOTO, Francisco. A consolidação de Stroessner no Poder no Paraguai visto pela diplomacia brasileira. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
DORATIOTO, Francisco. Stroessner y Juscelino Kubitschek: la diplomacia brasilera y la dictadura paraguaya 1956-1961. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
DORATIOTO, Francisco. O Brasil e a região do Prata em perspectiva histórica'. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
DORATIOTO, Francisco. A evolução das relações Brasil-Paraguai. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
DORATIOTO, Francisco. La consolidación de Stroessner en el poder vista por Brasil (1954-1955). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
DORATIOTO, Francisco; CLAVIJO, A. M. . El otro en los tomadores de decisión de política exterior brasileños y uruguayos entre 1828-1838. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
DORATIOTO, Francisco. La misión Negrão de Lima en la guerra civil paraguaya de 1947.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
DORATIOTO, Francisco. Evolução das relações Brasil-Paraguai: síntese histórica. Berlin: FUNDAÇÃO KONRAD ADENAUER, 2015 (verbete).

2.
DORATIOTO, Francisco. BANDEIRA, Luiz A Moniz. Brasil, Argentina e Estados Unidos; conflito e integração na América do Sul. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2010 (Resenha).

3.
DORATIOTO, Francisco. Prólogo. Montevideo, 2009. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
DORATIOTO, Francisco. Tratado da Tríplice Aliança. São Paulo: Contexto, 2007 (verbete).

5.
DORATIOTO, Francisco. Dilvate Garcia Figueira, Soldados e negociantes na Guerra do Paraguai. São Paulo: Associação brasileira de pesquisadores em História Econômica/HUCITEC, 2002 (Resenha).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
DORATIOTO, Francisco; TORAL, A. . As causas da Guerra do Paraguai. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
DORATIOTO, Francisco. Os 150 anos da Guerra do Paraguai. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
DORATIOTO, Francisco. Pense no Paraguai. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
DORATIOTO, Francisco. Café História. 2014; Tema: Nova História da Guerra do Paraguai. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
DORATIOTO, Francisco. A consolidação de Stroessner no poder no Paraguai visto pela diplomacia brasileira (1954-1955). 2014. (Comunicação).

2.
DORATIOTO, Francisco. Historia de la Politica del Brasil. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
DORATIOTO, Francisco. Un siglo de política exterior brasileña, 1889-1985. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Demais trabalhos
1.
DORATIOTO, Francisco. La Guerra del Paraguay. 2005 (Apresentação/aula) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Giordano Sousa de Almeida. Renegociação do Tratado de Itaipu entre Lugo e Lula. 2015. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

2.
PAROLA, Alexandre Guido Lopes; DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Ronaldo Alexandre do Amaral e Silva. A formação da Tríplice Fronteira Brasil-Argentina-Paraguai: uma perspectiva brasileira. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

3.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de S. M. Dias. O principio das responsabilidades comuns porém diferenciadas: sustentabilidade, assimetria e o interesse brasileiro nas questões ambientais internacionais. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

4.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de L. de A. C. Enge. A convergência macroeconômica Brasil-Argentina. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

5.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de F. R. Frederico. As idéias dos Estados Unidos sobre a América Latina no primeiro pós-Guerra Fria (1989-1994): uma análise do discurso de política externa. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

6.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de M. B. Gasparri. A contribuição dos sistemas interamericano e europeu de salvaguarda para a superação da noção de domínio reservado do Estado. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

7.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de M. R. G. Gerpe. O lado oculto da integração: o que fazer com os não-competitivos? Desemprego, comércio internacional e políticas sociais de ajuste ao comércio em processos de integração econômica. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

8.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de R. P. do A. Gurgel. O projeto brasileiro para a integração da América do Sul. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

9.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de T. V. de Mesquita. A diplomacia e o empresariado: análise da interlocução entre a comunidade empresarial brasileira e a Direção-Geral de Promoção Comercial/Itamaraty. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

10.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de E. C. Oliveira. "Realidade de nosse tempo, espírito de nossa era": a proteção jurídica internacional dos deslocados internos. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

11.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de N. de S. Silva. O patrimônio comum da Humanidade para além da Ordem Jurídica Westfaliana. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

12.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de A. S. Tescari. Violência sexual contra a mulher em situação de conflito armado. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

13.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de A. R. de A. Viotti. Ações humanitárias pelo Conselho de Segurança: entre a Cruz Vermelha e Clausewitz. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

14.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de J. A. C. G. Braga. Os subsídios no comércio internacional e o contencioso Brasil-Canadá sobre jatos regionais. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

15.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Fernanda Freitas Coura. O espelho das águas: a imprensa e a controvérsia do Brasil com a Argentina acerca de Itaipu (1969-1979(. 2001. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Fernanda de Moura Fernandes. No núcleo do átomo: os usos da energia nuclear e a inserção internacional do Brasil (1946-1985). 2015. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

2.
DORATIOTO, Francisco; Teresa Marques; BARBOSA, A. J.; MANZUR, T. M. P. G.; GODINHO, R. O.. Participação em banca de Felipe Hees. O Senado Federal Brasileiro e o Sistema Multilateral de Comércio 1946-1967. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado e História) - Universidade de Brasília.

3.
DORATIOTO, Francisco; BUENO, C.; MANZUR, T. M. P. G.; Teresa Marques; NOGUERÓL. Participação em banca de Paulo Raphael P. Feldhues. A Confederação Nacional da Indústria e o nordeste brasileiro: o desenvolvimentismo nas páginas de. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado e História) - Universidade de Brasília.

4.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de João Paulo Soares Alsina Júnior. A esfinge e o tridente: Rio-Branco, grande estratégia e o programa de reaparelhamento naval (1904-1910) na Primeira República. 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

5.
DORATIOTO, Francisco; ALMDEIDA. Participação em banca de Giliard da Silva Prado. Guerrilhas da Memória: estratégias de legitimação cubana (1959-2009). 2013. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

6.
BRASIL, Vanessa Maria; DORATIOTO, Francisco; MUNIZ, D. C. G.; OLIVEIRA, Ione de Fátima. Participação em banca de Tiago Gomes de Araujo. Brasil, amor que dure um dia: identidade nacional brasileira na literatura, memórias e cartas da Guerra do Paraguai (1864-1870). 2012. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

7.
DORATIOTO, Francisco; ALMDEIDA. Participação em banca de Luís Cláudio Rocha H. de Moura. Ideias de nação na Argentina, Brasil e Chile (1830-1860): Juan Bautista Alberdi, José Inácio de Abreu e Lima, Andrés Bello. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

8.
MENEZES, A. M. F.; BUENO, C.; CERVO, A. L.; DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Cesar de Oliveira Lima Barrio. O intervencionismo do Império Brasileiro no Rio da Prata: da ação contra Rosas e Oribe à Tríplice Aliança. 2011. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília.

9.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Graciela de Conti Pagliari. Segurança regional e política externa brasileira: as relações entre Brasil e América do Sul, 1990-2006. 2009. Tese (Doutorado em Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

10.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Nancy Aparecida Campos. O CNPq e sua trajetória do planejamento e gestão em C&T: história para não dormir contadas pelos seus técnicos (1975-1995). 2008. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

11.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de João Paulo Soares Alsina Júnior. A esfinge eo Tridente: Rio-Branco, grande estratégia e o programa de reaparelhamento naval (1904-1910) na Primeira República. 2004. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
DORATIOTO, Francisco; Teresa Marques; NOGUERÓL; Danilo Nolasco. Participação em banca de Paulo Raphael Pires Feldhues. A Confederação Nacional da Indústria e a ideia de desenvolvimento. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado e História) - Universidade de Brasília.

2.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Helio Franchini Neto. Independência e morte: a guerra de emancipação do Brasil (1822-1823). 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

3.
DORATIOTO, Francisco; ALMDEIDA. Participação em banca de Luis Cláudio Rocha Henriques de Moura. Nação, América, Civilização e Historiografia nas ideias de José Inácio de Abreu e Lima, Juan Bautista Alberdi e Andrés Bello (1830-1860). 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de William Pereira Laport. A atuação da Justiça Militar Expedicionária Brasileira durante a II Guerra Mundial. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

2.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Karoline Pacheco Santos. Entre a teoria e a prática: os aportes intelectuais da "nova esquerda" à radicalização das revoltas trabalhistas na Argentina - Córdoba - 1966-1970. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

3.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Rafael Nascimento Gomes. As relações diplomáticas entre Brasil e Uruguai na era da catástrofe. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

4.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Carlos Molinari Rodrigues Severino. Qunado o nó da concórdia se desata: as relações entre mestres estrangeiros e operários brasileiros na maior fábrica têxtil do Rio de Janeiro (1889-1929). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

5.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Pedro Henrique Soares Santos. Soldados e cidadãos? Recrutamento, castigo e direitos da cidadania no Exército do Primeiro Reinado. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

6.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de William Massayuki Fujii. Os farrapos no Prata: as relações do Rio Grande do Sul Farroupilha com o Estado Oriental (1835-1845). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Gabriela Évora Moreira.Relações Brasil-China: cooperação estratégico-espacial (1984-1988). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

2.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Bianca Soares Pimentel.As relações entre o Brasil e a França de 1822 a 1844. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

3.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Rafael Nascimento Gomes.A inserção internacional do Uruguai de Gabriel Terra (1931-1938). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

4.
DORATIOTO, Francisco. Participação em banca de Diogo d'Angelo de Araújo Roriz."La hora de la espada": as origens do movimento nacionalista argentino (1920-1930). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

5.
DORATIOTO, Francisco; NOGUERÓL; Carlos Eduardo Vidigal. Participação em banca de Karoline Lima Sirqueira.A escravidão negra no Rio da Prata. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade de Brasília.

6.
DORATIOTO, Francisco; NOGUERÓL; ALMEIDA. Participação em banca de Carlos Eduardo Alcântara de Camargo.Faces de Bolivar: análise do culto heróico bolivariano. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em História) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
DORATIOTO, Francisco; MUNIZ, D. C. G.; BRASIL, Vanessa Maria. Bana Examinadora de seleção do Mestrado em História Social. 2009. Universidade de Brasília.

2.
DORATIOTO, Francisco; ALMEIDA, Jaime. Banca Examinadora de Espanhol no concurso de ingresso no Mestrado em História Social. 2009. Universidade de Brasília.

Outras participações
1.
DORATIOTO, Francisco; MUNIZ, D. C. G.; FARIA, D. B. A.; DOBRORUKA, V. C. R. A.. Presidente da Banca Examinadora para Prova Escrita, Prova Oral e Avaliação de Projeto dos candidatos ao Doutorado do Programa de Pós Graduação em História da UnB. 2014. Universidade de Brasília.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Encontro de História das Relações Internacionais da PUCRS.O Brasil e a região do Rio da Prata em perspectiva histórica. 2014. (Seminário).

2.
IV Jornadas Internaciionales de Historia del Paraguay.Stroessner y Juscelino Kubitschek: la diplomacia brasilera y la dictadura paraguaya (1956-1961). 2014. (Seminário).

3.
IV Jornadas internacionales de Historia del Paraguay.Cultura y Sociedad. 2014. (Seminário).

4.
IV Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay.La Guerra del Paraguay en el contexto rioplatense (II). 2014. (Seminário).

5.
III Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay. La consolidación de Stroessner en el poder vista por Brasil (1954-1955). 2012. (Congresso).

6.
A América do Sul e a Integração Regional.A formação dos Estados Nacionais no Cone Sul. 2011. (Seminário).

7.
II Jornadas Internacionales de Historia del Paraguay. A Missão Negrão de Lima na Guerra Civil paraguaia de 1947. 2010. (Congresso).

8.
Posse como Membro Correspondente na Academia Nacional de la Historia de la Republica Argentina.El Império del Brasil y la Argentina (1822-1889). 2009. (Outra).

9.
Bicentenário de General Osorio.Osorio e a Guerra da Tríplice Aliança. 2008. (Outra).

10.
Integração Política e Econômica na América Latina no III Simpósio Institucional da Universidade Católica de Brasília.Integração Política e Econômica na América Latina - III Simpósio Institucional da Universidade Católica de Brasília. 2008. (Simpósio).

11.
IV Ciclo de História Militar e Liderança - Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasileiro.Marechal Manoel Luis Osorio: aspectos de sua vida civil e participação na política do Brasil Império. 2008. (Seminário).

12.
La Guerra del Paraguay: historiografias, representaciones, contextos.Historia e ideologia: la produccion brasilera sobre la Guerra del Paraguay. 2008. (Seminário).

13.
XIV Semana de História e IV Fórum do Programa de Pós-Graduação.Escrever a História do Grande Personagem Histórico. 2008. (Oficina).

14.
Feria del Libro de Buenos Aires.Maldita Guerra mesa redonda. 2005. (Outra).

15.
IV Semana de Relações Internacionais da Universidade Católica de Brasília.Dimensão social da integração sul-americana. 2005. (Outra).

16.
Le Paraguay à l1ombre de ses guerres: acteur, pouvoirs et représentations. La política del Imperio del Brasil en relación del Paraguay: 1864-1872. 2005. (Congresso).

17.
Academia Militar de Agulhas Negras.Maldita Guerra (Caxias na Guerra do Paraguai). 2003. (Outra).

18.
Conflitos na América do Sul.A Guerra do Paraguai. 2003. (Outra).

19.
Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército.Maldita Guerra (Aspectos da Guerra do Paraguai). 2003. (Outra).

20.
Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. Origens da Guerra do Paraguai. 2003. (Congresso).

21.
Novas Visões Acerca da Política Externa do Brasil na Primeira República.Novas Visões acerca do Brasil na América do Sul: o pacto ABC. 2003. (Seminário).

22.
Novas Visões Acerca da Política Externa do Brasil na Primeira República.Novas visões acerca do Brasil na América do Sul: O Pacto do ABC. 2003. (Seminário).

23.
Seminários Históricos: História: Teoria e Metodologia Universidade de Brasilia.A teoria na prática: o historiador e o documento. 2003. (Oficina).

24.
Visões sobre a formação territorial brasileira e argentina - O bicentenário de Caxias - Itamaraty.Comentário sobre o papel do Duque de Caxias na formação territorial do Estado brasileiro. 2003. (Outra).

25.
Encontro Regional da ANPUH do Mato Grosso do Sul.A Guerra do Paraguai: história e historiografia. 2002. (Encontro).

26.
La consolidación de los Estados Nacionales en el Cono Sur y sus relaciones internacionales durante el siglo XIX - Consejo Argentino para las Relaciones Internacionales.Tentativas de cooperação entre a Argentina e o Brasil e suas repercussões regionais: de Bartolomé Mitre ao barão do Rio Branco. 2002. (Seminário).

27.
Seminario de Ciencias Sociales de la Universidad Argentina de la Empresa.La guerra de la Triple Alianza y sus efectos en las relaciones Argentina-Brasil. 2002. (Oficina).

28.
VII Semana del Instituto Rio Branco en el ISEN.O Brasil e as grandes potências no século XX (1902-1991)". 2002. (Seminário).

29.
Brasil-Argentina: a visão do outro.As Políticas da Argentina e do Brasil em relaçao à Disputa Boliviana-Paraguaia pelo Chaco (1926-1936). 2000. (Seminário).

30.
XXIV Semana de Estudos Sociais da UPIS.História das Relações Internacionais: objetos e fontes. 2000. (Oficina).

31.
Brasil 500 anos: História, cultura e sociedade.Historiografia da América no Brasil. 1999. (Seminário).

32.
III Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha.A política platina do barão do Rio Branco. 1998. (Encontro).

33.
Procesos de Integración y Bloques Regionales: Historia, Economía y Política.De aliados a rivais: o fracasso da primeira cooperação entre Brasil e Argentina (1865-1876). 1997. (Seminário).

34.
II Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores de História Latino-Americana e Caribenha.Mediterraneidade e política externa: o caso paraguaio. 1996. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Diogo Alves Reis. Relações entre o Império do Brasil e a Grã-Bretanha (1870-1894). Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Universidade de Brasilia Depto de História. (Orientador).

2.
Gustavo Eberle. A Guerra do Chaco. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Universidade de Brasilia Depto de História. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Rebeka Leite Costa. Os bastidores do reconhecimento das independências platinas pela Igreja Católica. Início: 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Kassius Diniz da Silva Pontes. Relações Brasil-EUA no contexto da Operação Pan-Americana. Início: 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Rafael Nascimento Gomes. As relações entre Brasil e Uruguai (1937-1945) no contexto da Segunda Guerra Mundial. Início: 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rafael Nascimento Gomes. Relações Brasil-Uruguai na década de 1930. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

2.
Eduardo Perez Teixeira. A Coluna Prestes e a imprensa carioca entre 1924 e 1927: a cobertura das batalhas e a construção do mito. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

3.
Diogo Dangelo de Araujo Roriz. Os radicais no Poder: o jornal "La Nación" e o segundo governo Hipólito Yrygoyen (1928-1930). 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

4.
William Pereira Laport. A atuação da Justiça Militar Expedicionária Brasileira na Itália, durante a II Guerra Mundial. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

5.
Ana Carollina Gutierrez Pompeu. Colonização da Patagônia e sua dimensão internacional. 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

6.
Paulo Antonio Zappia. Os carpinteros de ribera e calafates em Buenos Aires (1840-1845). 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

7.
Paulo Cezar Vargas Freire. Mboviré: a erva-mate na fronteira Brasil-Paraguai (1811-1870). 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

8.
Diana Jorge Valle. A influência do Conselho de Estado nas relações entre o Império brasileior e os países do Rio da Prata (décadas 1840-1850). 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

9.
Martin Normann Kämpf. A ocupação da ilha da Trindade (1895-1896); uma questão de suscetibilidades. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

10.
Flavio Antonio da Silva Dontal. A política de defesa da Venezuela e suas implicações políticas para a segurança regional na América do Sul. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

11.
Mariana Benevides Bierrenbach. O ensino da História do Brasil nas escolas de ensino médio dos países do Mercosul. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

12.
Enrico Diogo Moro Gomes. Fronteiras do Brasil com o Paraguai. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

13.
Durval Carvalho C. Junior. A contribuição do Conselho de Estado na construção da política exterior brasileira (1842-1852).. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

14.
Cesar de Oliveira Lima Barrio. A Missão de José Maria da Silva Paranhos ao Prata em 1865. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

15.
Gustavo H. M. Bezerra. Brasil-Cuba: relações político-diplomáticas no contexto da Guerra Fria (1959-1986). 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

16.
Bernardo H. P. Brasil. Brasil e Japão: o rompimento de relações diplomáticas e a declaração de guerra. 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

17.
Patrícia B. L. Côrtes. Relações políticas entre o Brasil e a Argentina durante o Estado Novo (1937-1945). 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

18.
Silviane Tusi Brewer. Imigração italiana no Brasil: a proibição por meio da correspondência diplomática. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

19.
Luis Eduardo Fonseca de Carvalho Gonçalves. As relações Brasil-CEPAL (1947-1964). 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

20.
Rodrigo Andrade Cardoso. O paradigma da rivalidade nas relações Brasil-Argentina entre 1906 e 1912. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

21.
Mauricio da Costa Carvalho Bernardes. O Encontro de Uruguaiana de 1961. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

22.
Felipe Flores Pinto. O Período Pombalino (1750-1777) e os tratados de limites: Madri, El Pardo, Paris e Santo Ildefonso. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

23.
Fernando Augusto Moreira Costa. A Operação Pan-Americana. 2003. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

Tese de doutorado
1.
Sabrina Steinke. A repressão política na fronteira Uruguaiana-Paso de los Libres no final da década de 1970. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

2.
Hélio Franchini neto. A Guerra de Independência Brasileira. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

3.
Ana Carolina Gutierrez. As conquistas do deserto: entre a. 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

4.
Felipe Hees. O Senado Federal e o sistema multilateral de comércio. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

5.
Paulo Raphael P. Feldhues. A Confederação Nacional da Indústria e o nordeste brasileiro: o desenvolvimentismo nas páginas de. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, . Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Carlos Molinari Rodrigues Severino. Jorge Rafael Videla e o "Processo de Reorganização Nacional": a construção de uma ditadura militar. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Sabrina Ribeiro de Oliveira. O Banco Mauá no Uruguai. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasilia Depto de História. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

2.
Gabriella de Castro Pires. A Guerra do Chaco. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasilia Depto de História. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

3.
Marcos Eduardo Carvalho. As relações entre Brasil e México sob Juscelino Kubitschek e Adolfo López Mateos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

4.
Bianca Soares Pimentel. As relações entre o Brasil e a França de 1822 a 1844. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

5.
Rafael Nascimento Gomes. A inserção internacional do Uruguai de Gabriel Terra (1931-1938). 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

6.
Ana Carollina Gutierrez Pompeu. Chile e seus vizinhos (1861-1884). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Bacharelado em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

Iniciação científica
1.
Andre Cantanhede. O significado da visita do ditador Alfredo Stroessner ao Brasil em 1957. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

2.
Sabrina Ribeiro de Oliveira. O Uruguai na Segunda Guerra Mundial. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasilia Depto de História. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

3.
Esther Urias Senra Michel. O primeiro governo de Hipólito Irigoyen. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasilia Depto de História. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

4.
Mayara da Costa Pinheiro. O significado político-militar da visita do Presidente Roosevelt a Natal. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasilia Depto de História. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

5.
Diogo d'Angelo de Araujo Roriz. Um projeto de Nação: as raízes do movimento nacionalista argentino. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.

6.
Rebeka Leite Costa. A Guerra do Chaco. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade de Brasília, Universidade de Brasília Decanato de Pesquisa e Pós Graduação. Orientador: Francisco Fernando Monteoliva Doratioto.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
DORATIOTO, Francisco; Carlos Eduardo Vidigal . História das Relações Internacionais do Brasil. 1a. ed. São Paulo: Saraiva, 2015. v. 1. 152p .

2.
DORATIOTO, Francisco. Introducción a la Guerra del Paraguay. 1a.. ed. Asunción: Intercontinental, 2016. v. 1. 130p .

1.
DORATIOTO, Francisco. Paraguai: guerra maldita. In: FIGUEIREDO, Luciano. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 363-368.

2.
DORATIOTO, Francisco. Osorio em toda a parte. In: FIGUEIREDO, Luciano. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 399-402.


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
DORATIOTO, Francisco. Pense no Paraguai. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
DORATIOTO, Francisco; TORAL, A. . As causas da Guerra do Paraguai. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

3.
DORATIOTO, Francisco. Os 150 anos da Guerra do Paraguai. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Redes sociais, websites e blogs
1.
DORATIOTO, Francisco. Café História. 2014; Tema: Nova História da Guerra do Paraguai. (Site).



Outras informações relevantes


Membro do Conselho Editorial da Fundação Alexandre de Gusmão (a partir de junho de 2012)

Membro do Conselho Editorial da Revista de História da Biblioteca Nacional (desde novembro de 2014)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 6:36:08