Rosane Sturzeneker

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7276512837722012
  • Última atualização do currículo em 22/10/2014


Possui graduação em Ciencias Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1989), mestrado em Bioquímica e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993) e doutorado em Bioquímica e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1998). Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Humana e Médica (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rosane Sturzeneker
Nome em citações bibliográficas
STURZENEKER, R.


Formação acadêmica/titulação


1994 - 1998
Doutorado em Bioquímica e Imunologia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Tumores com deficiência no sistema de reparo de erros de replicação: um modelo para o estudo do processo de mutação de microssatélites., Ano de obtenção: 1998.
Orientador: Sérgio Danilo Junho Pena.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
1991 - 1993
Mestrado em Bioquímica e Imunologia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Identificação e análise da expressão de proteínas ancoradas por glicosilfosfatidilinositol durante o ciclo de vida do Schistosoma mansoni,Ano de Obtenção: 1993.
Orientador: Andrew John George Simpson.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas / Especialidade: Proteínas.
1985 - 1989
Graduação em Ciencias Biológicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.




Atuação Profissional



Clínica de Hematologia, HEMATOLÓGICA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Prestação de Serviço, Enquadramento Funcional: Gerente de Projeto, Carga horária: 8


Núcleo de Genética Médica, GENE, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2005
Vínculo: Contratada, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Lab. de Medicina Genômica, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.


BIOCOD - Biotecnologia, BIOCOD, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2013
Vínculo: Bolsista - BDTI FAPEMIG, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Lab. Diagnostico Molecular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenadora do Projeto PAPPE-MG EDT- 86/06 Otimização de testes diagnósticos de doenças genéticas, marcadores de predisposição e farmacogenética.

Atividades

08/2005 - 09/2007
Serviços técnicos especializados , Laboratorio de Diagnostico Molecular, .

Serviço realizado
Coordenadora do Laboratorio de Diagnostico Molecular.


Projetos de pesquisa


2008 - 2010
Otimização e desenvolvimento de testes moleculares para o diagnóstico de doenças infecto-contagiosas e a Síndrome do X-Frágil
Descrição: O principal objetivo deste projeto foi a implementação, na Empresa BIOCOD Biotecnologia Ltda, de processos com alto rigor técnico e financeiramente viáveis para o diagnóstico molecular de doenças genéticas e de doenças infecto-contagiosas, os quais tenham relevância clínica e mercado potencial. A BIOCOD desenvolveu um teste de detecção simultânea de cinco microorganismos, a saber, Chlamydia trachomatis, Citomegalovírus, Toxoplasma gondii, Herpes Simplex virus e Treponema pallidum, responsáveis por doenças infecto-contagiosas em humanos, utilizando a técnica da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) - multiplex; tornar o teste de detecção e tipagem do Papiloma Vírus Humano mais simples pelo uso da técnica de Nested-PCR com iniciadores alelo-específicos. As doenças infecciosas são de grande interesse na saúde humana. O diagnóstico precoce, específico e eficaz é uma das formas mais apropriadas de enfrentá-las. No caso do teste para HPV, a Nested- PCR utilizando iniciadores alelo-específicos diminuiu o tempo e o custo de realização do exame sem diminuir a especificidade e a sensibilidade do teste. Com o desenvolvimento de processos mais eficientes e rápidos a BIOCOD introduziu no mercado testes com alta especificidade e sensibilidade, mais accessíveis e com prazos de resultados mais rápidos. O desenvolvimento de estratégias próprias para estes exames utilizou a estrutura já existente na BIOCOD. O sucesso deste projeto evitou a compra de kits diagnósticos comerciais, grande investimentos em equipamentos e a terceirização dos exames para laboratórios de apoio, possibilidades que oneravam significativamente o custo dos mesmos. Outro objetivo da BIOCOD neste projeto foi otimizar um teste diagnóstico para síndrome do X-frágil e da síndrome de ataxia e tremor associados ao X frágil que fosse mais simples que o realizado pela técnica do Southern blot e que cubrisse todas as combinações de alelos normais, pré-mutados e com mutação completa em homens e mulheres. A BIOCOD já o.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de desenvolvimento


2006 - 2007
Otimizaçao de testes diagnosticos de doenças geneticas, marcadores de predisposiçao e farmacogenetica.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
STURZENEKER, R.2003 STURZENEKER, R.; PENA, S. D. . Fetal diagnosis of monosomy X (Turner syndrome) with methylation-specific PCR. Fetal diagnosis of monosomy X (Turner syndrome) with methylation-specific PCR, Prenatal Diagnosis, v. 23, p. 769-770, 2003.

2.
STURZENEKER, R.2003STURZENEKER, R.; PENA, S. D. . Molecular Barr Bodies: Methylation-Specific PCR of the Human X-Linked Gene FMR-1 for Diagnosis of Klinefelter Syndrome. Journal of Andrology, v. 24, p. 809-809, 2003.

3.
PENA, S. D.2003PENA, S. D. ; COSTA, H. B. B. L. M. ; CARVALHO, E. R. F. ; STURZENEKER, R. . Genetic investigation of spontaneous abortions by DNA techniques. Revista Médica de Minas Gerais, v. 13, n.3, p. 164-173, 2003.

4.
STURZENEKER, R.2000 STURZENEKER, R.; BEVILACQUA, R. A. ; HADDAD, L. A. ; SIMPSON, A. J. ; PENA, S. D. . Microsatellite instability in tumors as a model to study the process of microsatellite mutations. Human Molecular Genetics, v. 9, n.3, p. 347-352, 2000.

5.
PEREIRA, R. W.2000 PEREIRA, R. W. ; STURZENEKER, R. ; PENA, S. D. . Screening fetal losses for monosomy X with a simple PCR-procedure. Genetics and Molecular Biology, v. 23, p. 11-14, 2000.

6.
PENA, S. D.1999 PENA, S. D. ; STURZENEKER, R. . Diagnosis of the fragile X sindrome in males using methylation-specifc PCR of the FMR1 locus. Genetics and Molecular Biology, v. 22, p. 169-172, 1999.

7.
STURZENEKER, R.1998 STURZENEKER, R.; BEVILACQUA, R. A. ; HADDAD, L. A. ; SIMPSON, A. J. ; PENA, S. D. . Polarity of mutations in tumor-associated microsatellite instability. Human Genetics, v. 102, n.2, p. 231-235, 1998.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
STURZENEKER, R.; FERNANDES, K. S. S.. Participação em banca de Fernando Victor Martins Rubatino. Padronização e melhorameno da técnica de HRM para determinação de níveis de metilação em genes imprintados: Estudo da metilação da região promotora de MAGEL2 em individuos obesos e não obesos.. 2014. Dissertação (Mestrado em CLÍNICA MÉDICA / BIOMEDICINA) - Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Belo Horizonte.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Jornada Biomédica da UNIFENAS.Medicina Genômica. 2004. (Seminário).

2.
Seminário em Otologia.Avanços da Genética da Surdez. 2002. (Seminário).

3.
Curso de atualização profissional sobre tromboembolismo venoso.Testes de DNA para o risco genético da T.V.P.. 2000. (Encontro).

4.
Curso teórico-prático.A reação em cadeia da polimerase (PCR) e suas aplicações. 2000. (Outra).

5.
Primeiro Congresso Acadêmico de Medicina. Perspectivas do uso dos avanços da genética em medicina. 1999. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/01/2019 às 11:27:14