José Nicolao Julião

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5894462070453777
  • Última atualização do currículo em 05/10/2018


possui graduação (1987) e mestrado (1994) em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado (2001) em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas. Fez estágios nas universidades de Leipzig e Bielefeld, na Alemanha, em nível de doutorado sanduíche como bolsista respectivamente do DAAD e da CAPES/DAAD (no âmbito do programa PROBRAL). Realizou estágio Pós-Doutoral na Technische Universität Berlin (2012) como bolsista da CAPES. É professor Titular da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e pesquisador do CNPq (PQ2). Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: a crítica de Nietzsche à cultura e a sua recepção; a Filosofia da História, de Sto. Agostinho ao historicismo. Também atua nos seguintes temas:Teoria do Conhecimento, sobre o relativismo; Ética, questões de fundamentação e multiculturalismo. Fez parte dos programas de pós graduação em Filosofia da Universidade Federal de Goiás (2001) e da Universidade Gama Filho-RJ (2006-2010). Faz parte dos programas de pós graduação em Filosofia e em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Faz parte dos seguintes GTs da ANPOF : GT-Filosofia da História e Modernidade; GT-Nietzsche. É Membro da Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia (SBTHH) e da "Nietzsche-Gesellschaft" (Naumburg/Alemanha). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Nicolao Julião
Nome em citações bibliográficas
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instistuto de Ciências Humanas e Sociais.
BR 465, Km 7, s/n, sala 21 anexo
23890-000 - Seropedica, RJ - Brasil
Telefone: (021) 26821210
Ramal: 258
URL da Homepage: http://www. ufrrj.br


Formação acadêmica/titulação


1995 - 2001
Doutorado em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Leipzig Universität (Orientador: Christoph Türcke).
Título: O ENSINAMENTO DA SUPERAÇÃO EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA, Ano de obtenção: 2001.
Orientador: OSWALDO GIACÓIA JÚNIOR.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: CONSERVAÇÃO; CONTRADIÇÃO; SUPERAÇÃO.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1995 - 2001
Doutorado em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Bielefeld Universität (Orientador: Jürgen Frese).
Título: O Ensinamento da Superação em Assim Falou Zaratustra de Nietzsche, Ano de obtenção: 2001.
Orientador: Oswaldo Giacóia Junior.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: CONSERVAÇÃO; CONTRADIÇÃO; SUPERAÇÃO.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1989 - 1994
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O ETERNO RETORNO DA DIFERENÇA (A INTERPRETAÇÃO DELEUZIANA DE NIETZSCHE),Ano de Obtenção: 1994.
Orientador: ROBERTO MACHADO CABRAL DE MELO.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: ETERNO RETORNO; VONTADE DE POTÊNCIA; FORÇA; NIILISMO.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros Setores.
1988 - 1989
Aperfeiçoamento em Especialização em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Heidegger e a destruição da ontologia tradicional. Ano de finalização: 1989.
Orientador: Emanuel Carneiro Leão.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1983 - 1987
Graduação em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.


Pós-doutorado


2012
Pós-Doutorado.
Technische Universität Berlin, TUB, Alemanha.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2011 - 2011
Extensão universitária em Curso de Extensão em EAD com ênfase na Tutoria da. (Carga horária: 20h).
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ, CECIERJ, Brasil.
1998 - 1998
Sprachkurs. (Carga horária: 174h).
Goethe Institut Bremen, GI, Alemanha.
1997 - 1998
Sprachkurs. (Carga horária: 470h).
Herder-Institut, HI, Alemanha.
1996 - 1996
Sprachkurs. (Carga horária: 84h).
Goethe Institut München, GI, Alemanha.
1995 - 1995
Nietzsche, uma leitura crítica de AFZ. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1985 - 1988
Nancy I. (Carga horária: 1400h).
Alianca Francesa - Delegação Geral, AF/RJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Fui redistribuído da UFG para UFRRJ em 2002

Atividades

06/2002 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Humanas e Sociais, .

8/2017 - 12/2017
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea I
8/2017 - 12/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
3/2017 - 7/2017
Ensino, MESTRADO EM FILOSOFIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais de filosofia da história
3/2017 - 7/2017
Ensino, MESTRADO E DOUTORADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais de filosofia da história
3/2017 - 7/2017
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da história
8/2016 - 2/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
8/2016 - 2/2017
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea I
3/2016 - 7/2016
Ensino, MESTRADO EM FILOSOFIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
3/2016 - 7/2016
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
08/2015 - 12/2015
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea
08/2015 - 12/2015
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
03/2015 - 07/2015
Ensino, MESTRADO EM FILOSOFIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Ética e Subjetividade
03/2015 - 07/2015
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
08/2014 - 12/2014
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea I e Filosofia da História
04/2014 - 07/2014
Ensino, MESTRADO EM FILOSOFIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História e Suas Implicações Éticas
04/2014 - 07/2014
Ensino, MESTRADO E DOUTORADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA DA HISTÓRIA
04/2014 - 07/2014
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA DA HISTÓRIA E TÓPICOS ESPECIAIS EM FILOSOFIA CONTEMPORÂREA
03/2013 - 07/2013
Ensino, MESTRADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
01/2013 - 05/2013
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética II
01/2013 - 05/2013
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
01/2013 - 05/2013
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea
04/2009 - 04/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Decanato de Pesquisa e Pós-gradução, .

Cargo ou função
Membro da comissão interna de seleção de bolsas de iniciação científica do CNPQ.
05/2007 - 04/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Decanato de Pesquisa e Pós-gradução, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Ética na Pesquisa.
09/2007 - 12/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Decanato de Pesquisa e Pós-gradução, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Avaliação de Projetos Emergentes.
05/2010 - 08/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Membro da Comissão que Elaborou o Projeto de Criação de uma Pós-graduação "stricto sensu" em Filosofia.
03/2012 - 07/2012
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética II
Filosofia da História
01/2011 - 06/2012
Direção e administração, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
CHEFE DO DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA.
08/2011 - 12/2011
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea I
04/2011 - 07/2011
Ensino, MESTRADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Disciplina Obrigatoria da Linha Estado, Ideias e Sociedade
02/2009 - 01/2011
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, .

Cargo ou função
Coordenador do Curso de Filosofia.
08/2010 - 12/2010
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Historia
03/2010 - 07/2010
Ensino, MESTRADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Historia
02/2008 - 01/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras e Ciência Sociais, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão que Elabora o PPP do curso de Filosofia.
08/2007 - 01/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras e Ciência Sociais, .

Cargo ou função
Membro do colegiado do mestrado em História.
03/2009 - 07/2009
Ensino, MESTRADO EM HISTÓRIA, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA DA HISTÓRIA
03/2009 - 07/2009
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Problemas Metafísicos I
08/2008 - 12/2008
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
08/2008 - 12/2008
Ensino, Química, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Ciência
03/2008 - 07/2008
Ensino, Mestrado em História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tutoria de dissertação II
03/2008 - 07/2008
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
Tópicos Especiais
09/2007 - 02/2008
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
Tópicos Especiais III
04/2007 - 08/2007
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais II
Introdução à Filosofia
11/2006 - 04/2007
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
Tópicos Especiais III
04/2006 - 03/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Letras e Ciência Sociais, .

Cargo ou função
Membro da Comissão que Elaborou o Projeto de Criação de uma Pós-graduação "stricto sensu" em História.
03/2005 - 03/2007
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, .

Cargo ou função
Representante docente do DLCS no ICHS.
05/2006 - 11/2006
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
05/2006 - 11/2006
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciências Políticas
06/2006 - 06/2006
Extensão universitária , Departamento de Letras e Ciência Sociais, .

Atividade de extensão realizada
Organização do Primeiro Colóquio Regional de Filosofia e Teoria da História.
11/2005 - 04/2006
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
11/2005 - 04/2006
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciências Políticas
05/2005 - 10/2005
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
10/2004 - 04/2005
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
10/2004 - 04/2005
Ensino, Engenharia de Agremensura, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Ciência
04/2004 - 09/2004
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
introdução à Filosofia
04/2004 - 09/2004
Ensino, Química, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Ciência
10/2003 - 03/2004
Ensino, Química, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Ciência
10/2003 - 03/2004
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da História
04/2003 - 10/2003
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia
04/2003 - 10/2003
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciências Políticas
10/2002 - 03/2003
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fílosófia e Ética das Organizações
Introdução à Ciência Política
10/2002 - 03/2003
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência
04/2002 - 08/2002
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciência Política
04/2002 - 08/2002
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciências Políticas

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador PQ 2, Carga horária: 10
Outras informações
Pesquisa As considerações de Nietzsche sobre a história: sentido história e niilismo

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Parecerista, Enquadramento Funcional: consultor ad hoc, Carga horária: 0


Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultor Ah-doc / ex-Pesquisador APQ1, Carga horária: 0
Outras informações
Desenvolvimento da pesquisa Para Uma Arqueologia da Filosofia da História. Apoio Parecerista


Universidade Gama Filho, UGF, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 2

Atividades

08/2009 - 12/2009
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A Filosofia da História e as Implicações Éticas
08/2007 - 12/2007
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A Filosofia da História e as Implicações Éticas I
08/2006 - 12/2006
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A Filosofia da História e as Implicações Éticas

Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Projessor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/2000 - 04/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Filosofia.

Linhas de pesquisa
História da Filosofia
04/2000 - 04/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Filosofia.

Linhas de pesquisa
METAFÍSICA
3/2001 - 03/2002
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA II
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
08/2001 - 12/2001
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário Especial de Filosofia Política
3/2000 - 12/2000
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA II
ONTOLOGIA
3/1999 - 12/1999
Ensino,

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIO III
SEMINÁRIO IV
ONTOLOGIA
03/1997 - 03/1999
Direção e administração, Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Filosofia.

Cargo ou função
Vice-chefe de Departamento.
3/1998 - 12/1998
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA II
ONTOLOGIA
4/1998 - 6/1998
Extensão universitária , Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Filosofia.

Atividade de extensão realizada
ESTUDO SOBRE A METAFÍSICA DE ARISTÓTELES.
3/1997 - 12/1997
Ensino,

Disciplinas ministradas
ONTOLOGIA
TEORIA DO CONHECIMENTO
HISTÓRIA DA FILOSOFIA II
10/1996 - 12/1996
Ensino,

Disciplinas ministradas
ONTOLOGIA

Technische Universität Berlin, TUBerlin, Alemanha.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20


Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1996
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/1996 - 9/1996
Ensino,

Disciplinas ministradas
TEORIA DO CONHECIMENTO
FILOSOFIA DA CIÊNCIA
3/1996 - 7/1996
Ensino,

Disciplinas ministradas
TEORIA DO CONHECIMENTO
FILOSOFIA DA CIÊNCIA
9/1995 - 12/1995
Ensino,

Disciplinas ministradas
TEORIA DO CONHECIMENTO
FILOSOFIA DA CIÊNCIA

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Parecerista, Enquadramento Funcional: consultor ad hoc, Carga horária: 0


Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/1995 - 9/1995
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
3/1995 - 7/1995
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
3/1995 - 7/1995
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
3/1994 - 7/1995
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Filosofia.

8/1994 - 12/1994
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
3/1994 - 7/1994
Ensino,

Disciplinas ministradas
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I
8/1993 - 12/1993
Ensino,

Disciplinas ministradas
ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA
HISTÓRIA DA FILOSOFIA III
3/1993 - 7/1993
Ensino,

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
HISTÓRIA DA FILOSOFIA I


Linhas de pesquisa


1.
História da Filosofia

Objetivo: Estudo sistematico de certos autores da tradição filosófica, valorizando também seus grandes comentadores, com intuito de introduzir os alunos em história da filosofia..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: METAFÍSICA; TEORIA DO CONHECIMENTO; SER; SUJEITO; LINGUAGEM.
2.
METAFÍSICA

Objetivo: O presente estudo situa o objeto de sua investigação no âmbito da história da filosofia, mais precisamente, em discussões metafísicas. Os conceitos destacados em nossa analise são de cunho metafísico, tais como, Deus e Ser, sujeito, linguagem..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros Setores.
Palavras-chave: SER; SUBSTÂNCIA; NÃO-SER; ONTOLOGIA; Significado.
3.
Estudo de metafísica clássica

Objetivo: Estudar parte da tradição do pensamento metafísico: Platão, Aristóteles, Tomás de Aquino, Descartes, Kant, Hegel, Nietzsche, Heidegger e Wittgenstein. Valorizando os paradigmas do ser, do sujeito e da linguagem..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: LINGUAGEM; SER.
4.
FILOSOFIA DA HISTÓRIA

Objetivo: O objetivo da linha de pesquisa é o de estabelecer um estudo "arqueológico" acerca da Filosofia da História, analisando-a em três momentos do seu desenvolvimento, demonstrando o seu deslocamento paradigmático de uma Filosofia da História Providencial para uma Filosofia da História Metafísica e por conseguinte para Teoria e Filosofia da História Epistemológica. É analisado também as implicações éticas desse desenvolvimento..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: CRÍTICA; FILOSOFIA DA HISTÓRIA; HISTÓRIA; TEMPO.
5.
ESTUDOS SOBRE NIETZSCHE

Objetivo: A linha desenvolve pesquisa de leitura imanente da obra de Nietzsche, esclarecendo conceitos, doutrinas e relações com outros pensamentos..
Palavras-chave: Nietzsche; FILOSOFIA.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
As considerações de Nietzsche sobre a história: sentido histórico, niilismo e genealogia
Descrição: Pretendemos com esta pesquisa fazer um estudo acerca das considerações de Nietzsche sobre a história, levando em conta, os três conceitos ou questões mais fundamentais que envolvem o tema na obra do filósofo, a saber: sentido histórico, niilismo e genealogia. No que concerne à primeira questão, tentaremos demonstrar como os seus textos mais remotos, do período da sua formação, nos possibilitam compreender o uso criativo que ele já fazia da história e da filologia naquele momento. Ainda referente ao tema do sentido histórico, devido não termos avançado suficientemente, na pesquisa anterior, em seu desdobramento nas fases intermediária e madura do processo do desenvolvimento intelectual de Nietzsche, queremos agora evidenciar aspectos positivos - sem negligenciar os negativos também - que envolvem o tema como instrumento crítico que desprende o homem da tradição e lhe confere autonomia, assim, como o fortalece enquanto somas de vivências, principalmente, na segunda fase. Na última fase do pensamento nietzschiano, a questão do sentido histórico se envolve com o tema mais abrangente da genealogia. No que concerne à questão do niilismo, pretendemos abordar como Nietzsche, em posse do conceito, estabelece uma noção mais ampliada e mais bem elaborada da sua concepção de história. No entanto, devido termos avançado consideravelmente sobre o tema, durante a nossa pesquisa anterior, agora, nós não nos deteremos diretamente sobre ele como antes, mas apenas em sua relação de proximidade com o sentido histórico e a genealogia. Sobre a última questão, dentro de uma compreensão de unidade, continuidade e sentido da obra nietzschiana como um todo, vemos como, Nietzsche em suas obras genealógicas - PBM e GM ? elabora o seu mais ambicioso e completo projeto filosófico, e nele, estão reunidas todas as suas considerações sobre a história - sentido histórico e niilismo - sob a insígnia da genealogia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: José Nicolao Julião - Coordenador.
2014 - Atual
As Considerações de Nietzsche sobre a História: sentido histórico e niilismo

Projeto certificado pela empresa Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico em 16/02/2015.
Descrição: O objetivo desta pesquisa é o de investigar as considerações de Nietzsche acerca da história, tendo como base os seus escritos, nos quais a crítica da cultura é revelada a partir da sua falta de sentido histórico e de seu estado niilista. O tema oculto desses escritos é a historicidade do homem, ou seja, a constatação de um estado de degenerescência da humanidade, revelado em seu processo histórico. Para o proposto: 1) num primeiro momento, tentaremos mostrar como os textos referentes ao tema do sentido histórico são significativos, por indicarem o perigo que resulta para a cultura o excesso de história, e pela interpretação da existência humana à luz da estrutura do tempo nas dimensões de passado, presente e futuro, que, ao invés de lhe dar um sentido, acaba por revelar a falta deste. 2) Em um segundo momento, pretendemos abordar como Nietzsche, em posse do conceito de niilismo, a partir de 1881, estabelece uma noção mais ampliada de história, que passa a ser compreendida como sendo uma crise não só da distintiva falta de sentido histórico, mas também dos valores mais fundamentais com os quais se conduziu a história humana como um todo. A nossa hipótese interpretativa, provisória, é de que, a partir do surgimento do conceito de niilismo, em sua obra, Nietzsche amplia a sua reflexão sobre a história da humanidade, compreendendo-a como sendo um processo de desenvolvimento de enfermidade e declínio, tal como já aparecia, embrionariamente, na segunda Intempestiva (1874) e, mais tarde, em 1881, no aforismo 337 de A Gaia Ciência (GC), mas, embora agora, junto com a problemática do niilismo, também surja uma reflexão sobre a possibilidade da superação desse estado ?patológico?, a partir de uma transvaloração de todos os valores que regem a cultura..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: José Nicolao Julião - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - Cooperação.
2010 - Atual
O Perspectivismo Interpretacionista de Nietzsche como um Pragmatismo para além do Relativismo e do Essencialismo
Descrição: Neste estudo, procuramos investigar alguns aspectos relevantes da teoria nietzschiana do perspectivismo, relacionando-a com o relativismo e o pragmatismo. Para o proposto, além dos textos do filósofo que apresentam uma indicação de tal doutrina: seja embrionariamente como em Sobre Verdade e Mentira no Sentido Extramoral (VM) e Humano, Demasiadamente Humano (HDH), § 32, § 33, § 34 e (HDH II), § 39; seja de forma mais desenvolvida como em Gaia Ciência (GC), § 354, § 374, Para Além de Bem e Mal (PBM), § 22, § 36, Genealogia da Moral (GM) III, § 12 e em alguns fragmentos estabelecidos nos volumes XI, XII e XIII da edição KSA, mas, sobretudo em XII, 2(108), 2(117) e 7(60). Baseamo-nos, também, em alguns comentadores que nos ajudam a esclarecer os textos de Nietzsche sobre a questão, pois, nos mais das vezes, são bastante herméticos e de difícil compreensão. Assim como, nos baseamos ainda em alguns representantes da filosofia analítica da linguagem que além de serem altamente críticos do realismo metafísico, tentam, apesar dos riscos, manter certo núcleo de coerência acerca do relativismo em suas epistemologias. E, com isso, tentamos dar mais consistência e coerência à doutrina do perspectivismo, pois, apesar do uso que empregamos do termo ?doutrina? para definir o pensamento de Nietzsche, ele não seria rigorosamente correto, visto que o filósofo nunca desenvolveu sistematicamente em nenhuma parte da sua obra tal pretensão, apenas indicando de forma fragmentária, esboços dessa, por assim dizer, doutrina. O nosso objetivo com isso é então, o de tentar socorrer a teoria nietzschiana do perspectivismo de extremismos, tanto de uma posição dogmática, segundo a qual, ela seria obviamente correta enquanto mera constatação de um fato, quanto de uma posição cética, segundo a qual, ela seria trivialmente falsa enquanto autocontraditória. A nossa hipótese interpretativa provisória é que o relativismo pragmático, próprio ao perspectivismo nietzschiano, mantém certo núcleo de coerênc.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2014
Para uma Arqueologia da Filosofia da História
Descrição: A pesquisa divide a história da Filosofia da História em três partes: Fil. da hist. teológica, metafísica e epistemológica.Procuramos problematizar a passagem de um período ao outro,enfatizando que há uma ruptura mais drástica do período teológico para o metafísico, do que deste para o epistemológico, pois as filosofias da história contemporâneas estão, grosso modo, presas a uma tradição metafísica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: José Nicolao Julião - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2001 - 2009
A Ontoteologia como Estrutura Metafísica e a Necessidade de Sua Superação em Heidegger
Descrição: O presente estudo situa o objeto de investigação no âmbito da história da filosofia, mais precisamente, da metafísica. Os conceitos analisados são exatamente de cunho metafísico, tais como, Deus e ser. Trata-se de investigar como Heidegger relaciona esses temas no âmbito da história da filosofia com o seu conceito de ontoteologia, concebido como estrutura da metafísica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: Jornal Humanities Bulletin
2018 - Atual
Periódico: International Journal of Philosophy
2017 - Atual
Periódico: ESTUDOS NIETZSCHE
2016 - Atual
Periódico: Anunciação
2015 - Atual
Periódico: Revista Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer
2010 - 2014
Periódico: REDESCRIÇÕES
2003 - Atual
Periódico: Boletim. Centro de Letras e Ciências Humanas
2002 - 2010
Periódico: Ethica (Rio de Janeiro)


Revisor de projeto de fomento


2016 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2015 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2008 - Atual
Agência de fomento: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia/Especialidade: Filosofia da História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Teoria e Filosofia da História.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS

Artigos completos publicados em periódicos

1.
JULIÃO, J. N.2018JULIÃO, J. N.. The Nietzsche's Reflection on History: historical sense and nihilism. Open Journal of Philosophy, v. 8, p. 77-84, 2018.

2.
Julião, José Nicolao2018Julião, José Nicolao. An Introduction to Foucault's Nietzschean Genealogy. International Journal of Philosophy, v. 6, p. 19-22, 2018.

3.
Julião, José Nicolao2018Julião, José Nicolao. Tempo e história em Santo Agostinho. Veritas (Porto Alegre), v. 63, p. 408-435, 2018.

4.
JULIÃO, J. N.2018JULIÃO, J. N.. O SENTIDO HISTÓRICO NAS FASES INTERMEDIÁRIA E TARDIA DO PENSAMENTO DE NIETZSCHE. DISSERTATIO (UFPEL), v. 47, p. 42-67, 2018.

5.
JULIÃO, J. N.2017JULIÃO, J. N.. A PRESENÇA DE NIETZSCHE NA ARQUEOLOGIA E GENEALOGIA DE MICHEL FOUCAULT. PENSANDO: REVISTA DE FILOSOFIA (UFPI), v. 8, p. 254-271, 2017.

6.
JULIÃO, J. N.2017JULIÃO, J. N.. NIETZSCHE, Friedrich. Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida.. Cadernos Nietzsche, v. 38, p. 179-186, 2017.

7.
JULIÃO, J. N.2016JULIÃO, J. N.. Nietzsche entre a Polis Grega e o Terceiro Reich Alemão. Cadernos Nietzsche, v. 37, p. 271-296, 2016.

8.
JULIÃO, J. N.2016JULIÃO, J. N.. A TERCEIRA PARTE DE ZARATUSTRA: ETERNO RETORNO COMO IMPERATIVO EXISTENCIAL. Estudos Nietzsche, v. 7, p. 82-112, 2016.

9.
JULIÃO, J. N.2015JULIÃO, J. N.. Uma Introdução à interpretação deleuziana de Nietzsche. Trágica: Estudos sobre Nietzsche, v. 8, p. 145-163, 2015.

10.
JULIÃO, J. N.2014JULIÃO, J. N.. A Filosofia da História como o lugar de efetivação da liberdade no Sistema da Ciência Hegeliano. Veritas (Porto Alegre. Impresso), v. 59, p. 86-105, 2014.

11.
JULIÃO, J. N.2014JULIÃO, J. N.. O Perspectivismo de Nietzsche como Relativismo Pragmático. Estudos Nietzsche, v. 4, p. 181-195, 2014.

12.
JULIÃO, J. N.2014JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre o Iluminismo. Trágica: Estudos sobre Nietzsche, v. 7, p. 1-20, 2014.

13.
JULIÃO, J. N.2014JULIÃO, J. N.. A Presença de Schopenhauer em Assim Falou Zaratustra: a propósito de uma carta. Revista Voluntas: Estudos sobre Schopenhauer, v. 5, p. 17-40, 2014.

14.
JULIÃO, J. N.2012JULIÃO, J. N.. Assim Falou Zaratustra como poema didático. Estudos Nietzsche, v. 2, p. 43-58, 2012.

15.
JULIÃO, J. N.2010JULIÃO, J. N.. ENSAIO DE INTRODUÇÃO À FILOSOFIA DA HISTÓRIA. Veritas (Porto Alegre. Impresso), v. 55, p. 236-250, 2010.

16.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2008JULIÃO, J. N.. O Lugar da Filosofia da História no Sistema da Ciência Hegeliano. Revista Universidade Rural. Série Ciências Humanas, v. 29, p. 01-07, 2008.

17.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2008 JULIÃO, J. N.. SOBRE O PRÓLOGO DO ASSIM FALOU ZARATUSTRA. Cadernos Nietzsche, v. 23, p. 75-104, 2008.

18.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2008 JULIÃO, J. N.. O pragmatismo de Nietzsche e o seu desdobramento estético segundo Habermas. Trans/Form/Ação (UNESP. Marília. Impresso), v. 31, p. 153, 2008.

19.
JULIÃO, J. N.2008JULIÃO, J. N.. A Filosofia da História Alemã: Kant e Hegel. Crítica (UEL), v. 38, p. 145-168, 2008.

20.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2007 JULIÃO, J. N.. A EXPERIÊNCIA DA SUPERAÇÃO EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA. O Que nos Faz Pensar (PUCRJ), v. 21, p. 80-111, 2007.

21.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2007JULIÃO, J. N.. A Interpretação Deleuziana do Conceito de Niilismo em Nietzsche. Revista Universidade Rural. Série Ciências Humanas (Cessou em 2007. Cont. ISSN 2175-1196 Ciências Humanas e Sociais em Revista), v. 28, p. 16-24, 2007.

22.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2005JULIÃO, J. N.. Gênese do Assim Falou Zaratustra de Nietzsche. Boletim - Centro de Letras e Ciências Humanas (UEL), UEL - Londrina, v. 49, p. 71-87, 2005.

23.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2004JULIÃO, J. N.. Os Equívocos de Heidegger na Delimitação da Ontoteologia. Princípios (UFRN. Impresso), UFRN/Natal, v. 9, n.11-12, p. 82-108, 2004.

24.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2004JULIÃO, J. N.. Considerações sobre o Aristocrático e o Estado em Nietzsche. Ethica (UGF), UGF-RJ, v. 9, n.1-2, p. 109-118, 2004.

25.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2004JULIÃO, J. N.. Aspectos Ético-Pedagógicos da Doutrina do Eterno Retorno no Assim Falou Zaratustra. Ethica (UGF), UGF - Rio de Janeiro, v. 11, n.1 e 2, p. 67-92, 2004.

26.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2003 JULIÃO, J. N.. O Mundo Sem Fundo de Zaratustra. Cadernos Nietzsche, São Paulo, v. 15, n.1, p. 43-68, 2003.

27.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2001 JULIÃO, J. N.. ZARATUSTRA - QUARTA PARTE. Tempo Brasileiro, RIO DE JANEIRO/RJ, v. 143, p. 177-200, 2001.

28.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao2000JULIÃO, J. N.. O LUGAR DO ASSIM FALOU ZARATUSTRA NA OBRA DE NIETZSCHE. Philósophos (UFG) (Cessou em 2000. Cont. ISSN 1982-2928 Revista Philósophos), Ed. UFG, v. 5, n.1, p. 159-174, 2000.

29.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao1998JULIÃO, J. N.. SOBRE A INTERPRETAÇÃO HEIDEGGERIANA DO ETERNO RETORNO DO PENSAMENTO DE NIETZSCHE. Philósophos (UFG) (Cessou em 2000. Cont. ISSN 1982-2928 Revista Philósophos), Ed. UFG, v. 3, p. 29-48, 1998.

30.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao1996JULIÃO, J. N.. O PENSAMENTO DA DIFERENÇA EM DELEUZE. Cadernos do Ichl, Ed. UFG, v. 2, n.2, p. 33-40, 1996.

31.
JULIÃO, J. N.;Julião, José Nicolao1994JULIÃO, J. N.. DELEUZE E NIETZSCHE. Tempo da Ciência, Editora Toledo, v. 1, n.1, p. 31-40, 1994.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
JULIÃO, J. N.; CHIVITARESE, L. . 30 anos sem Foucault: História & Filosofia. 1. ed. Seropédica: Editora do PPG Filosofia _ UFRRJ, 2016. v. 1. 87p .

2.
Julião, José Nicolao. O ensinamento da superação em Assim falou Zaratustra. 1. ed. CAMPINAS: PHI, 2016. v. 1. 202p .

3.
JULIÃO, J. N.. Para Ler o Zaratustra de Nietzsche. 1. ed. Barueri: Manole, 2012. v. 1. 154p .

4.
JULIÃO, J. N.. Três Interpretações de Nietzsche: Heidegger, Deleuze e Habermas. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, 2010. v. 1. 144p .

5.
JULIÃO, J. N.; VASCONCELLOS, J. (Org.) . Revista ETHICA - NIETZSCHE. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, 2004. v. 2. 347p .

Capítulos de livros publicados
1.
JULIÃO, J. N.. As considerações de Nietzsche sobre o sentido histórico nos textos juvenis. In: Adriano Correia, Wilson Frezzatti Jr. (Org.). Nietzsche - Coleção XVII Encontro ANPOF. 1ed.São Paulo: Ed. ANPOF, 2018, v. 1, p. 135-155.

2.
JULIÃO, J. N.. A presença de Nietzsche na arqueologia e genealogia de Michel Foucault. In: Emmanuel Chamorro Sánchez. (Org.). Michel Foucault y los sistemas de pensamiento: Una mirada histórica. 1ed.Viña del Mar/Chile: CENALTES Ediciones, 2017, v. 1, p. 255-266.

3.
JULIÃO, J. N.. Michel Foucault intérprete de Nietzsche. In: José Nicolao Julião e Leandro Chevitarese. (Org.). 30 anos sem Foucault: História & Filosofia. 1ed.Seropédica: Editora do PPG- Filosofia - UFRRJ, 2016, v. 1, p. 32-40.

4.
JULIÃO, J. N.. O perspectivismo de Nietzsche como uma forma de realismo interno. In: Alessandro Bandeira Duarte; Alice Bitencourt Haddad; Robinson Guitarrari. (Org.). Realismo & Antirrealismo. 1ed.Seropédica: EDITORA DO PPGFIL ? UFRRJ, 2016, v. 1, p. 143-156.

5.
JULIÃO, J. N.. O Niilismo como narrativa da história segundo Nietzsche. In: Marcelo Carvalho; Wilson Antonio Frezzatti Jr. (Org.). NIETZSCHE - COLEÇÃO XVI ENCONTRO ANPOF. 1ed.São Paulo: Editora ANPOF, 2015, v. 1, p. 403-419.

6.
JULIÃO, J. N.. Considerações introdutórias sobre a crítica de Hegel ao Contratualismo e a sua Concepção Orgânica de Totalidade Sistemática. In: Delmo Mattos da Silva; Fabrício Pontin; Walter Valdevino Oliveira Silva. (Org.). Contratualismo moral e político na contemporaneidade: Anais do I Congresso Internacional. 1.ed.Seropédica: EDITORA DO PPGFIL-UFRRJ, 2014, v. 1, p. 72-85.

7.
JULIÃO, J. N.. Relativismo Perspectivista de Nietzsche. In: Vânia Dutra de Azeredo ; Ivo da Silva Junior. (Org.). Nietzsche e a Interpretação. 1ed.Curitiba: Editora CRV, 2012, v. 1, p. 217-224.

8.
JULIÃO, J. N.. O ASSIM FALOU ZARATUSTRA COMO OBRA CAPITAL DE NIETZSCHE. In: ROSA DIAS; SABINA VANDERLEI; TIAGO BARROS;. (Org.). LEITURAS DE ZARATUSTRA. 1ed.Rio de Janeiro: Mauad Editora, 2011, v. 1, p. 417-430.

9.
JULIÃO, J. N.. O Poema Didático como um dos estilos experimentados por Nietzsche em seu. In: PEDRO HUSSAK; VLADIMIR VIEIRA.. (Org.). Educação Estética: de Schiller a Marcuse. 1ed.Rio de janeiro: NAU/EDUR, 2011, v. 1, p. 89-101.

10.
JULIÃO, J. N.. Zaratustra Ensina a Superação como Princípio da Vida. In: Pedro Hussak, Gabriela Rizo. (Org.). Pensando a Formação: escritos de filosofia e educação. 1ed.Niterói: NAU, 2010, v. 1, p. 81-95.

11.
JULIÃO, J. N.. Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. In: SANTOS, Antônio Carlos dos ; HELFER, Inácio (Org.) ; PIRES, Cecília. (Org.). História e Barbárie. 1ªed.Aracajú: Editora da Universidade Federal de Sergipe, 2009, v. 1, p. 190-211.

12.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e a Interpretação Niilista da História. In: Humberto Guido; Luiz F. N. Andrade e Silva Sahd. (Org.). Tempo e História no Pensamento Ocidental. Ijuí: Editora Unijuí, 2006, v. I, p. 231-244.

13.
JULIÃO, J. N.. A CRÍTICA DE NIETZSCHE À UNIDADE DO SUJEITO. In: ADRIANO N. DE BRITO; J. N. HECK. (Org.). INTERAÇÃO COMUNICATIVA. GOIÂNIA: Ed. UFG, 2000, v. , p. 103-116.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche não é o padrinho do Fascismo?. Coleção Guias de Filosofia, São Paulo, p. 32 - 37, 01 out. 2011.

2.
JULIÃO, J. N.. Foucault, interprete de Nietzsche. Conhecimento Prático Filosofia, Sao Paulo, p. 17 - 19, 20 abr. 2011.

3.
JULIÃO, J. N.. ABORDAGEM DIDÁTICA DE CONCEITOS DO FILÓSOFO ALEMÃO. CADERNO 2 - JORNAL O POPULAR, GOIÂNIA, p. 4 - 4, 20 ago. 2000.

4.
JULIÃO, J. N.. FILÓSOFO TAMBÉM PARA INICIANTES. CADERNO 2 JORNAL O POPULAR, GOIÂNIA, p. 3 - 3, 06 ago. 1997.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
JULIÃO, J. N.. Por que a poesia encerra mais filosofia e importância que a história?. In: SEMINÁRIO OUSIA DE ESTUDOS CLÁSSICOS, 2008, Rio de Janeiro. ANAIS DE FILOSOFIA CLÁSSICA, 2007. v. 2. p. 1-7.

2.
JULIÃO, J. N.. A INTERPRETAÇÃO HEIDEGGERIANA DO ETERNO RETORNO. In: 70 ANOS DE SER E TEMPO, 1997, GOIÂNIA. REVISTA FILÓSOFOS. GOIÂNIA: ED. UFG, 1997.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Julião, José Nicolao. Para Uma Arqueologia da Filosofia da História. In: I Congresso de Pesquisa Científica da UFRRJ, 2003, Seropédica. I Congresso de Pesquisa Científica da UFRRJ, 2003. v. 1. p. 431-435.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
JULIÃO, J. N.. O sentido histórico e genealogia na última fase do pensamento nietzschiano. In: Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018, Niterói. Caderno de Resumos Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias. Rio de Janeiro: Editota da ANPUH-RJ, 2018. v. 1. p. 335-336.

2.
JULIÃO, J. N.. Filosofia da História Teológica: Segundo Santo Agostinho. In: II Simposio Ibero Aericano de Estudos Neoplatonicos, 2011, Niteroi. II Simposio Ibero Aericano de Estudos Neoplatonicos. Niteroi: Ed. EDUFF, 2011. v. 1. p. 49-49.

3.
JULIÃO, J. N.. AS AMBIGUIDADES DE NIETZSCHE ACERCA DO ILUMINISMO. In: VI COLOQUIO NACIONAL DE FILOSOFIA DA HISTÓRIA: História e Ilustração, 2011, CURITIBA. VI COLOQUIO NACIONAL DE FILOSOFIA DA HISTÓRIA: História e Ilustração, 2011. v. 1. p. 37-37.

4.
JULIÃO, J. N.. O Lugar da Filosofia da História no Sistema Hegeliano. In: XIV Encontro Nacional de Filosofia - ANPOF, 2010, Aguas de Lindoia. XIV Encontro Nacional de Filosofia - ANPOF. Campinas: Editora UNICAMP, 2010. v. 1. p. 287-287.

5.
JULIÃO, J. N.. Relativismo Perspectivista em Nietzsche. In: II Encontro do GT Nietzsche da ANPOF: Nietzsche e a Interpretação, 2009, Campinas. II Encontro do GT Nietzsche da ANPOF: Nietzsche e a Interpretação. Campinas: Ed. PUC-CAMP, 2009. v. 1. p. 23-24.

6.
JULIÃO, J. N.. Breve Ensaio Sobre a Filosofia da História. In: XIII Encontro de História Anpuh-Rio, 2008, Seropédica. Identidades. Seropédica: Editora Universidade rural do rio de janeiro, 2008. v. 1. p. 132-132.

7.
JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre a História: Sentido Histórico e Niilismo. In: XIII Encontro Naciona de Filosofia - ANPOF, 2008, Canela. Cadernos de ata do XIII Encontro Naciona de Filosofia. Porto Alegre: UNISINOS, 2008. v. 1. p. 368-369.

8.
JULIÃO, J. N.. A Universalidade da Poeisa na Poética de Aristóteles: Segundo Malcolm Heath e David Ross. In: II Simpósio Internacional Ousia de Estudos Clássicos / UFRJ, 2008, Rio de Janeiro. A poética das Emoções: Pathos, 2008. v. 1. p. 19-19.

9.
JULIÃO, J. N.. Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. In: X Colóquio de Filosofia UNISINOS, 2007, São Leopoldo. Cadernos de Resumos do X Colóquio de Filosofia UNISINOS. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 2007. v. 1. p. 65-66.

10.
JULIÃO, J. N.. Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. In: IV Colóquio Nacional de Filosofia da História, 2007. Caderno de Resumo. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 2007. v. 1. p. 65-66.

11.
JULIÃO, J. N.. Por que a poesia encerra mais filosofia e importância que a história?. In: A Poética de Aristóteles, 2007, Rio de Janeiro. A Poética de Aristóteles, 2007. v. 1. p. 31-32.

12.
JULIÃO, J. N.. A Crítica de Nietzsche à Unidade do Sujeito. In: I Colóquio Interdiciplinar em Cognição e Liguagem - Sujeito e Representação, 2004, Campos. I Colóquio Interdiciplinar em Cognição e Linguagem, 2004. v. 1. p. 52-52.

13.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e a Interpretação Niilista da História. In: XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2004, Salvador. XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. Salvador: Editora da UESC/EDUFBA, 2004. v. 1. p. 245-245.

14.
JULIÃO, J. N.. O Niilismo como Sintoma de Crise da Humanidade. In: Krisis: I Fórum de Filosofia Contemporânea, 2003, Rio de Janeiro. Krisis - I Fórum de Filosofia Contemporânea. Rio de Janeiro: Editora da PUC/RJ, 2003. v. 1. p. 01-110.

15.
JULIÃO, J. N.. Para uma Arqueologia da Filosofia da História. In: II Colóquio Nacional de Filosofia da História - Tempo e História, 2003, Uberlândia. II Colóquio Nacional de Filosofia da História - Tempo e História. Ilhéus: Editus/ ed. da UESC, 2003. v. 1. p. 01-42.

16.
JULIÃO, J. N.. O equívoco de Heidegger na Delimitação da Ontoteologia. In: X Encontro Nacional de Filosofia, 2002, São Paulo. Atas do X Encontro Nacional de Filosofia, 2002. v. 10. p. 05-405.

17.
JULIÃO, J. N.. Aspectos do pensamento de Nietzsche acerca da História. In: I Colóquio Nacional de Filosofia da História, 2001, Ilhéus. Caderno de Resumo de Resumo I Colóquio Nacional de Filosofia da História. Ilhéus: EDITUS-Editira da UESC, 2001. v. 1. p. 07-69.

18.
JULIÃO, J. N.. ZARATUSTRA CONTRA A CONSERVAÇÃO. In: VIII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA (ANPOF), 1998, CAXAMBU. VIII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA (ANPOF). CAMPINAS: ED. UNICAMP, 1998.

19.
JULIÃO, J. N.. A INTERPRETAÇÃO DELEUZIANA DE NIETZSCHE. In: VII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA (ANPOF), 1996, ÁGUAS DE LINDÓIA. VII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA (ANPOF). CAMPINAS: ED. UNICAMP, 1996. p. 76-76.

20.
JULIÃO, J. N.. A IMPORTÂNCIA DA CONTRADIÇÃO NA ELABORAÇÃO DOS TIPOS E DOS DISCURSOS EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA. In: VII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA, 1996, ÁGUAS DE LINDÓIA. VII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA. CAMPINAS: ED. UNICAMP, 1996. p. 76-76.

Apresentações de Trabalho
1.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e Marx sobre a História. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
JULIÃO, J. N.. As considerações de Nietzsche sobre a história em a Genealogia da Moral. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
JULIÃO, J. N.. As considerações de Nietzsche sobre a história: sentido histórico, niilismo e genealogia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
JULIÃO, J. N.. Sobre a doença e o colapso (Zusammenbruch) de Nietzsche. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
JULIÃO, J. N.. A presença de Nietzsche na Arqueolgia e Genealogia de Michel Foucault. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Julião, José Nicolao. As considerações de Nietzsche sobre o sentido histórico. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Julião, José Nicolao. As consideraçoes de Nietzsche sobre o sentido histórico. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
JULIÃO, J. N.. A ontoteologia em Heidegger. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre a História: sentido histórico e niilismo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
JULIÃO, J. N.. O DIAGNÓSTICO DE UMA HISTÓRIA DOENTE SEGUNDO NIETZSCHE. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
JULIÃO, J. N.. O Perspectivismo de Nietzsche como uma forma de Realsmo Interno. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
Julião, José Nicolao. A Filosofia da História como o lugar de efetivação da liberdade no Sistema da Ciência Hegeliano. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
JULIÃO, J. N.. O Afastamento de Nietzsche em Relação a Schopenhauer Durante a Elaboração do Zaratustra. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
JULIÃO, J. N.. O Afastamento de Nietzsche em Relação a Schopenhauer Durante a Elaboração do Zaratustra. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
JULIÃO, J. N.. A Interpretação Foucaultiana de Nietzsche. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre o Iluminismo: Voltaire vs. Rousseau, Iluminismo vs. Revolução Francesa, séc. XVII vs. séc. XVIII. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
JULIÃO, J. N.. O Niilismo como Narrativa da História segundo Nietzsche. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
Julião, José Nicolao. As Considerações de Nietzsche sobre a História: Sentido Histórico e Niilismo. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
JULIÃO, J. N.. Considerações introdutórias sobre a crítica de Hegel ao Contratualismo e a sua Concepção Orgânica de Totalidade Sistemática.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
JULIÃO, J. N.. A Filosofia da Diferença em Zaratustra de Nietzsche. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
JULIÃO, J. N.. Filosofia da História Teológica: Segundo Santo Agostinho. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
JULIÃO, J. N.. O que pode um corpo segundo Nietzsche. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
JULIÃO, J. N.. As Ambiguidades de Nietzsche acerca do Iluminismo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre o Iluminismo: contra Rousseau a favor de Voltaire. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
JULIÃO, J. N.. Zaratustra e o Mundo sem Outrem. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
JULIÃO, J. N.. A Interpretação Deleuziana de Nietzsche. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
JULIÃO, J. N.. O Lugar da Filosofia da História no Sistema Hegeliano. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e o perspecivismo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
JULIÃO, J. N.. Assim Falou Zaratustra como Fenômeno Literário e Ensinamento Ético. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
JULIÃO, J. N.. Relativismo Perspectivista em Nietzsche. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
JULIÃO, J. N.. O poema didático como um dos estilos experimentados por Nietzsche em seu Assim Falou Zaratustra. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
JULIÃO, J. N.. Breve Ensaio sobre a Filosofia da História. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

33.
JULIÃO, J. N.. As Considerações de Nietzsche sobre a História: Sentido Histórico e Niilismo.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
JULIÃO, J. N.. A Universalidade da Poesia na Poética de Aristóteles: Segundo Malcolm Heath e David Ross. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
JULIÃO, J. N.. Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
JULIÃO, J. N.. Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
JULIÃO, J. N.. Por que a poesia encerra mais filosofia e importância que a história?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
JULIÃO, J. N.. As Considerações Nietzschianas sobre a História.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
JULIÃO, J. N.. As Considerações Nietzschianas sobre a História. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
JULIÃO, J. N.. Habermas Crítico de Nietzsche. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
JULIÃO, J. N.. A crítica de Nietzsche à Unidade do Sujeito. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e a Interpretação Niilista da História. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
JULIÃO, J. N.. A Estrutura Ontoteológica em Heidegger. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
JULIÃO, J. N.. Para uma Arqueologia da Filosofia da História. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
JULIÃO, J. N.. O Niilismo como Sintoma de Crise da Humanidade. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

46.
JULIÃO, J. N.. O Equívoco de Heidegger na Delimitação da Ontoteologia. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
JULIÃO, J. N.. O Problema da Quarta Parte em Assim Falou Zaratustra. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
JULIÃO, J. N.. A Concepção de Hitória em Nietzsche como Niilismo. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

49.
JULIÃO, J. N.. Pedagógicos no Pensamento Político de Nietzsche. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
JULIÃO, J. N.. Aspectos do Pensamento de Nietzsche acerca da História. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
JULIÃO, J. N.. O ENSINAMENTO DA SUPERAÇÃO EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

52.
JULIÃO, J. N.. ASPECTOS POLÍTICOS DO PENSAMENTO DE NIETZSCHE. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

53.
JULIÃO, J. N.. ZARATUSTRA IV PARTE. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

54.
JULIÃO, J. N.. A POLÍTICA DA SUPERAÇÃO. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

55.
JULIÃO, J. N.. SUPERAÇÃO E AUTONOMIA NO ZARATUSTRA DE NIETZSCHE. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

56.
JULIÃO, J. N.. O ENSINAMENTO DA SUPERAÇÃO EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

57.
JULIÃO, J. N.. ZARATUSTRA CONTRA A CONSERVAÇÃO. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

58.
JULIÃO, J. N.. A CRÍTICA DE NIETZSCHE À UNIDADE DO SUJEITO. 1997. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

59.
JULIÃO, J. N.. ASPECTOS DA INTERPRETAÇÃO HEIDEGGERIANA DE NIETZSCHE. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

60.
JULIÃO, J. N.. A FENOMENOLOGIA DE HEIDEGGER. 1996. (Apresentação de Trabalho/Outra).

61.
JULIÃO, J. N.. A CRÍTICA DE HABERMAS À CRÍTICA NIETZSCHIANA DO CONHECIMENTO E SUAS IMPLICAÇÕES PRÁTICAS. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

62.
JULIÃO, J. N.. O ETERNO RETORNO DA DIFERENÇA. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

63.
JULIÃO, J. N.. A IMPORTÂNCIA DA CONTRADIÇÃO NA CONSTITUIÇÃO DAS FIGURAS E DOS ARGUMENTOS EM ASSIM FALOU ZARATUSTRA. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

64.
JULIÃO, J. N.. A HISTÓRIA COMO NIILISMO EM NIETZSCHE. 1995. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

65.
JULIÃO, J. N.. A OUSIA COMO SENTIDO PRIMEIRO DA SIGNIFICAÇÃO DO SER EM ARISTÓTELES. 1994. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

66.
JULIÃO, J. N.. A INTERPRETAÇÃO ÉTICA DO ETERNO RETORNO. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

67.
JULIÃO, J. N.. A NECESSIDADE DA DESTRUIÇÃO DA METAFÍSICA: ANÁLISE DO PARÁGRAFO 6 DE SER E TEMPO. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

68.
JULIÃO, J. N.. A INTERPRETAÇÃO DELEUZIANA DO ETERNO RETORNO. 1993. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

69.
JULIÃO, J. N.. O ETERNO RETORNO DA DIFERENÇA. 1992. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
JULIÃO, J. N.; VASCONCELLOS, J. . Ethica. Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, 2004 (Revista de Filosofia).

2.
JULIÃO, J. N.. Fatum e História. Sergipe: Editora da UFS, 2004. (Tradução/Artigo).

3.
JULIÃO, J. N.. Sobre o Sentido da Quádrupla Distinção do Ser em Aristóteles (Metafísica V 7). Rio de Janeiro: Editora Gama Filho, 2004. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Julião, José Nicolao. consultor ad hoc de projetos de pesquisa UFCA. 2017.

2.
JULIÃO, J. N.. Membro do Comitê Externo PIBIC/CNPq da UFPI. 2017.

3.
Julião, José Nicolao. Membro do Comitê Externo PIBIC/CNPq da UFPI. 2016.

4.
JULIÃO, J. N.; Portocarrero, V. . Membro externo de avalição da Semana de Iniciação Científica da UERJ. 2011.

5.
JULIÃO, J. N.; BERINO , A. . Processo de Seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica CNPq/UFRRJ. 2011.

6.
JULIÃO, J. N.; BERINO , A. . Processo de Seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica CNPq/UFRRJ. 2010.

7.
JULIÃO, J. N.. Processo de Seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica CNPq/UFRRJ. 2009.

Trabalhos técnicos
1.
JULIÃO, J. N.. Parecer em projeto de pesquisa de produtividade CNPq. 2018.

2.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Revista Veritas-PUC-RS. 2018.

3.
Julião, José Nicolao. Parecer Prociência-UERJ. 2017.

4.
Julião, José Nicolao. Revista Estudos Nietzsche. 2017.

5.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Revista Veritas-PUC-RS. 2016.

6.
JULIÃO, J. N.. Parecer Programa Doutorado Pleno no Exterior 2016 - CAPES. 2016.

7.
JULIÃO, J. N.. Parecer em projeto de pesquisa de produtividade CNPq. 2015.

8.
JULIÃO, J. N.. Projeto definiitivo de doutorado PPG-Filosofia-UFMG. 2015.

9.
Julião, José Nicolao. Parecer para Progressão Funcional. 2015.

10.
JULIÃO, J. N.. Paracer Revista Trágica. 2014.

11.
Julião, José Nicolao. Parecer para Progressão Funcional. 2014.

12.
Julião, José Nicolao. Projeto de Pesquisa CNPq. 2014.

13.
JULIÃO, J. N.. Parecer Revista Kriterion. 2013.

14.
JULIÃO, J. N.. Parecer para projeto de iniciação científica CNPq/UFRRJ. 2013.

15.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Bolsa de iniciação científica FAPERJ. 2012.

16.
Julião, José Nicolao. Pareceres para a Comissão de Ética na Pesquisa. 2012.

17.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Organização de Evento APQ2 FAPERJ. 2011.

18.
JULIÃO, J. N.. Pareceres para a Comissão de Ética na Pesquisa. 2011.

19.
JULIÃO, J. N.. Processo de Seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica CNPq/UFRRJ. 2011.

20.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Editoração APQ3 FAPERJ. 2011.

21.
JULIÃO, J. N.. Parecer para projeto de iniciação científica. 2011.

22.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Bolsa de iniciação cientifica - FAPERJ-. 2010.

23.
JULIÃO, J. N.. Processo de Seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica CNPq/UFRRJ. 2010.

24.
JULIÃO, J. N.. Pareceres para a Comissão de Ética na Pesquisa. 2010.

25.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Bolsa de Iniciação Científica da FAPERJ.. 2009.

26.
JULIÃO, J. N.. Parecer para APQ 1 - FAPERJ. 2009.

27.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Bolsa Iniciação Cientifica da FAPERJ. 2009.

28.
JULIÃO, J. N.. Pareceres para a Comissão de Ética na Pesquisa. 2009.

29.
JULIÃO, J. N.. Parecer para PDR - Bolsa de Pós-Doutorado Recém Doutor da FAPERJ- 2008/2. 2008.

30.
JULIÃO, J. N.. Parecer para Programa de Auxílio à Instalação da FAPERJ. 2008-2. 2008.

31.
JULIÃO, J. N.. Pareceres para a Comissão de Ética na Pesquisa. 2008.

32.
JULIÃO, J. N.. Comissão de Programa Dos Grupos Emergentes na Pesquisa da UFRRJ. 2007-2. 2007.


Demais tipos de produção técnica
1.
JULIÃO, J. N.. Relatório de Pesquisa de Produtividade - CNPq. 2018. (Relatório de pesquisa).

2.
Julião, José Nicolao. Relatório de Pós-Doutorado - CAPES. 2013. (Relatório de pesquisa).

3.
JULIÃO, J. N.. Introdução à Filosofia da História de Kant, Hegel e Nietzsche e as suas Implicações Éticas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
JULIÃO, J. N.. Relatório do projeto de auxílio à pesquisa APQ1 - FAPERJ. 2008. (Relatório de pesquisa).

5.
JULIÃO, J. N.. O Zaratustra. 2003. .

6.
JULIÃO, J. N.. Nietzsche e o Pensamento da História. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
TUGENDHAT, E. ; JULIÃO, J. N. . Estudo sobre a Metafísica de Aristóteles. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BILATE, D.; JULIÃO, J. N.; MARTINS, A.. Participação em banca de DAVISON ROBERTO DE PAULA. NIETZSCHE E O PATHOS TRÁGICO: UMA TRANSVALORAÇÃO ESTÉTICA DA EXISTÊNCIA. 2018. Dissertação (Mestrado em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
CHIVITARESE, L.; YAZBEK., A.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de LINDALVA TRAJANO. SEXUALIDADE E POLÍTICA EM MICHEL FOUCAULT: NORMALIZAÇÃO DOS CORPOS E ESTRATÉGIAS DE RESISTÊNCIA.. 2017. Dissertação (Mestrado em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
Paschoal, E; LOPES, R.; BILATE, D.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de Ícaro Meirelles Figueredo.. NIETZSCHE E O DIAGNÓSTICO DA MODERNIDADE: Uma análise estrutural da Genealogia da Moral. 2017. Dissertação (Mestrado em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

4.
Ramos Esteves, Júlio Cesar; SOUZA, C. E. B.; NASCIMENTO, G. O.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de CARLOS EDUARDO MORENO PIRES. PODE A MORALIDADE PRESCINDIR DE DESEJOS E INCLINAÇÕES? Kant, Schiller, Hume e o problema do valor moral das ações. 2016. Dissertação (Mestrado em Cognição e Liguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

5.
NOGUERA, R.; JULIÃO, J. N.; SEIXAS, R. L. R.. Participação em banca de Alexandre de Lourdes Laudino. Reflexões sobre a a biopolítica na obra de Michel Foucault: considerações sobre s metodologia e sobre controle de população. 2016. Dissertação (Mestrado em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

6.
MENON FILHO, W. R.; PASCHOAL, A. E.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de Italo Kyomi Ishikawa. A metáfora do meio dia em Nietzsche. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Paraná.

7.
JULIÃO, J. N.; TEXEIRA, R. G.; BARRENECHEA, M. A.. Participação em banca de ANTONIO VINÍCIUS LOMEU TEIXEIRA BARROSO. Um Nietzsche à Brasileira: Uma leitura do pensamento nietzschiano no modernismo (1890-1940). 2015. Dissertação (Mestrado em PPG-História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

8.
BARROS, R.; CHAVES, E.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Ronaldo Luiz Silva do Nascimento. A Genealogia Filosófica em Nietzsche e em Foucault. 2014. Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal do Pará.

9.
Julião, José Nicolao; GUIDO, H. A. O.; DANELON, M.. Participação em banca de Camila Rodrigues da Cunha Merola. Sofrimento, a Transvaloração da Dor: O Diálogo dos Mundos - Ocidente e Oriente - a partir do Conceito de Niilismo em Nietzsche. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Uberlândia.

10.
BAUCHWITZ, O. F.; SANTOS, G. A.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de Verônica Cibele do Nascimento. A Questão da linguagem e do Pensamento a partir da Carta sobre Humanismo. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

11.
OLIVEIRA, Ricardo; ZILLER, Carlos; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Walter luiz de Andrade Neves. O constitucionalismo no Antigo Regime Iberico. Um estudo sobre o contratualismo neoescolastico(Espanha - seculos XV - XVII. 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

12.
Ramos Esteves, Júlio Cesar; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Camila Pinheiro Mascarenha. Kant e a Eutanásia. 2009. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

13.
JULIÃO, J. N.; Pimenta, S.; VASCONCELLOS, J.; Pinho, L. C.. Participação em banca de Luiz Vitor Góes. O Niilismo da "Morte de Deus" como pressuposto paa Emergência do Super-Homem. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

14.
Teixeira Alves, Dario; Ramos Esteves, Júlio Cesar; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Edno Gonçalves Sirqueira. O Problema da Identidade Pessoal Segungo Hume. 2007. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

15.
JULIÃO, J. N.; Nascimento, Miguel Antônio; Medeiros, Paulo de Tarso. Participação em banca de Alex Antônio Abrantes Marques Silva. "Lançarmo-nos ao Proibido": Verdade e Moral no Pensamento de Friedrich Nietzsche. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia (Ufpe-Ufpb-Ufrn)) - Universidade Federal da Paraíba.

16.
Peixoto Resende Filho, Edson; JULIÃO, J. N.; SANTOS, M. P. F. C.. Participação em banca de Ocir de Paula Andreata. o Lugar do Prazer na Ética de Agostinho. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

17.
JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Marcelo Pitanga Miguel. Nietzsche: uma filosofia para além do Niilismo. 2002. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

Teses de doutorado
1.
Julião, José Nicolao; ESTELLITA-LINS, C. E.; TEXEIRA, R. G.; YAZBEK., A.; CHIVITARESE, L.. Participação em banca de Pablo Henrique Spíndola Tôrres. Nem poeira nem nuvem: debates sobre o historiar a partir de Vigiar e punir. 2018. Tese (Doutorado em MESTRADO E DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
GIACOIA JUNIOR, O.; SILVA, R. R.; PASCHOAL, A. E.; VIESENTEINER, J. L.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de JOÃO PAULO SIMÕES VILAS BÔAS. NIILISMO, FANATISMO E TERROR: UMA LEITURA DO FUNDAMENTALISMO A PARTIR DE FRIEDRICH NIETZSCHE. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
BAUCHWITZ, O. F.; JULIÃO, J. N.; MORAES, D.; SILVA, S. E. L.; SANTOS, L. R. A.. Participação em banca de ALAN MARINHO LOPES. O outro começo: Ereignis como transição no pensamento de Heidegger. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

4.
BAUCHWITZ, O. F.; JULIÃO, J. N.; FRAGOSO, E. A. R.; FERNANDES, E. A.; BEZERRA, C. C.. Participação em banca de Luiz Roberto Alves dos Santos. Sloterdijk e o Lugar do Homem no Humanismo Pós-Metafísico. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

5.
JULIÃO, J. N.; AZAR, Celso; HUSSAK v.V. RAMOS, P; PEIXOTO, E. R.; OLIVEIRA, H. F.. Participação em banca de Edson Sendin Magalhães. Ética na Perspectiva de Edgar Morin. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

6.
MURICY, K.; JULIÃO, J. N.; SOAREZ, R.; ROCHA, M.; CASTRO, C. M.. Participação em banca de GUSTAVO ARANTES CAMARGO. Nietzsche: por uma ética trágica. 2008. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
CARVALHO, M. P. F. S.; CAPALBO, Creuza; PINTO PIRES, C.M.; Madarasz, Norman; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Marcia Regina Viana. Demissão ou Assunção da Liberdadede: A Moral da Ambigüidade em Simone de Beauvoir. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

8.
JULIÃO, J. N.; MACHADO, R.; MURICY, K.; BARRENECHEA, M. A.; PIMENTA, O.; SANTORO, F.. Participação em banca de Fernada Machado de Bulhões. Arte, Razão e Mistério. Nietzsche e os Filósofos Arcaicos. 2006. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

9.
JULIÃO, J. N.; MACHADO, R.; Pimenta, S.; Paschoal, E. Participação em banca de Viviane de Souza Mosé. Linguagem e Transvaloração - Perspectiva para uma Grande Política. 2004. Tese (Doutorado em Pós- Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

10.
JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Ana Thereza de Miranda Cordeiro Dürmaier. Ontologia Fundamental e Filosofia Transcendental em Ser e Tempo. 2002. Tese (Doutorado em Pós- Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
OLIVEIRA, J.; RIBEIRO, E.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de ANDERSON LUIZ TEDESCO. ASPECTOS DA ANTI-­EDUCAÇÃO DE NIETZSCHE NOS DISCURSOS DE ZARATUSTRA. 2018.

2.
LOPES, R.; Itaparica, André; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Daniel Filipe Carvalho. O naturalismo de Nietzsche. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Pós doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Portocarrero, V.; OLIVEIRA, M. G.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de Pablo Spíndola. Nem poeira nem nuvem: debates sobre o historiar a partir de Vigiar e Punir. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

4.
JULIÃO, J. N.; MACHADO, R.; MURICY, K.; BARRENECHEA, M. A.; SANTORO, F.. Participação em banca de Fernada Machado de Bulhões. Arte, Razão e Mistério. Nietzsche e os Filósofos Arcaicos. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

5.
CARVALHO, M. P. F. S.; Madarasz, Norman; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Márcia Regina Viana. Demissão ou Assunção da Liberdadede: A Moral da Ambigüidade em Simone de Beauvoir. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

Qualificações de Mestrado
1.
DIAS, R. M.; LOPES, R.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Gabriela Andrade. NIETZSCHE E A CRÍTICA À MORAL: O RESSENTIMENTO COMO MÓVEL AFETIVO DA MORALIDADE ESCRAVAA. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
BILATE, D.; Julião, José Nicolao; MARTINS, A.. Participação em banca de Davison Roberto de Paula. NIETZSCHE E O PATHOS TRÁGICO: A TRANSVALORAÇÃO ESTÉTICA DA EXISTÊNCIA. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
NOGUERA, R.; FONCECA, R.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de João Vitor Lomeu Teixeira Barroso. A Estética Nietzschiana e a sua contribuição para a Filosofia da Arte: um estudo sobre o Nascimento da Tragédia, suas influências e a polêmica gerada no fim do século XIX. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

4.
BILATE, D.; LOPES, R.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Ícaro Figueredo. NIETZSCHE E O DIAGNÓSTICO DA MODERNIDADE: Uma análise estrutural da Genealogia da Moral. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

5.
CHIVITARESE, L.; NOGUERA, R.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Lindalva Trajano. Sexualidade e política em Michel Foucault: normalização dos corpos e estratégias de resistência. 2016.

6.
NOGUERA, R.; SEIXAS, R. L. R.; JULIÃO, J. N.. Participação em banca de Alexandre de Lourdes Laudino. Reflexões sobre biopolítica na filosofia de Foucault: Considerações sobre a metodologia e controle da população.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

7.
BARRENECHEA, M. A.; TEXEIRA, R. G.; Julião, José Nicolao. Participação em banca de Antônio Vivicius Lomeu Teixeira Barroso. Nietzsche à Brasileira: a recepção do pensamento nietzschiano no Brasil (1900-1940). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Rodrigues, F. da R.; Oliva, A.; Portocarrero, V.; Almeida, A.; JULIÃO, J. N.. Concurso para Prof. Adjunto de Lógica e Filosofia da Ciência. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
Araújo, Marcelo; JULIÃO, J. N.; AUGUSTO; Bettencourt de Faria, M. C.; Bocayuva, I.. Problemas Metafísicos. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
Danowski, D.; HUSSAK v.V. RAMOS, P; Rego Costa, P.; Gonçalves, M. C.; JULIÃO, J. N.. Filosofia Moderna. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

4.
HUSSAK v.V. RAMOS, P; JULIÃO, J. N.; GLEIZER, M. A.; PINHEIRO, U.; CORTES TOURINHO, C., D.. Teoria do Conhecimento. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

5.
JULIÃO, J. N.; RUFFINO, M.; HORÁCIO, Roberto; ALVES FILHO, D. T.; Almeida, A.. Concurso Público para professor adjunto na área de Lógica e Filosofia da Linguagem. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

6.
JULIÃO, J. N.; Souza Martins, Ângela; Araújo, Marcelo; Lino de Paula, Lucília Augusta; Ramos Esteves, Júlio Cesar. concurso público para professor adjunto Filosofia da Educação. 2005. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

7.
JULIÃO, J. N.; Teixeira Alves, Dario; Peixoto Resende Filho, Edson; Amorim Nóbrega, Luciana; Tavares Felgueira, Carmem Lúcia. concurso público para professor adjunto Metodologia da Ciência. 2005. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

8.
JULIÃO, J. N.; BATTISTI,, C. A.; SANGIOVANNI, A. J.; RHODEN, H. J.. concurso público para professor auxiliar Filosofia. 1994. Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Outras participações
1.
BILATE, D.; GUITARRARI, R.; Moraes, F. J; Julião, José Nicolao. Seleção de mestrado em Filosofia. 2017. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
JULIÃO, J. N.; Fortes, A.; NASCIMENTO, A. P.; RIBEIRO, M.; OLIVEIRA, M. G.. Seleção de Doutorado em História. 2015. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
Fortes, A.; Calda, M.; Damasceno, C.M.; Cozer, M.; JULIÃO, J. N.. Seleção de Mestrado em História. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
?XL II Encontros do GEN: Nietzsche e seu Tempo. 2018. (Encontro).

2.
Marx e Nietzsche: filosofias no século XIX. Nietzsche e Marx sobre a História. 2018. (Congresso).

3.
?XL Encontros Nietzsche. Nietzsche: Tempo e História.AS considerações de Nietzsche sobre a história em a Genealogia da Moral. 2017. (Encontro).

4.
Colóquio - Nietzsche e as Cartas.Sobre a doença e o colapso (Zusammenbruch) de Nietzsche. 2017. (Outra).

5.
Econtro Nacional do GT-Nietzsche da ANPOF.As consideraações de Nietzsche sobre a história: sentido histórico, niilismo, geneaalogia. 2017. (Seminário).

6.
Simpósio interinstitucional FIOCRUZ-UFRRJ de filosofia, história & saúde. 2017. (Simpósio).

7.
IV Congreso Internacional: A actualidade de Michel Foucault. A presença de Nietzsche na Arqueologia e Genealogia de Michel Focault. 2016. (Congresso).

8.
VIII Colóquio Nietzsche da UNICAMP. As considerações de Nietzsche sobre o sentido histórico. 2016. (Congresso).

9.
XVII Encontro Nacional da ANPOF. As considerações de Nietzsche sobre o sentido histórico. 2016. (Congresso).

10.
Colóquio Nietzsche / 2015 UFPR.As Considerações de Nietzsche sobre a História: sentido histórico e niilismo. 2015. (Outra).

11.
Frederico Furioso: Saúde & Doença em Nietzsche.O DIAGNÓSTICO DE UMA HISTÓRIA DOENTE SEGUNDO NIETZSCHE. 2015. (Simpósio).

12.
I Colóquio Schopenhauer e Netzsche da UFRRJ. Apresentação da Minha pesquisa do CNPq. 2015. (Congresso).

13.
Realismo e Antirrealismo.O Perspectivismo de Nietzsche como uma forma de Realsmo Interno. 2015. (Simpósio).

14.
30 Anos sem Michel Foucault.A Interpretação Foucaultiana de Nietzsche. 2014. (Encontro).

15.
I Congresso Internacional Nietzsche e a Filosofia. O Afastamento de Nietzsche em Relação a Schopenhauer Durante a Elaboração do Zaratustra. 2014. (Congresso).

16.
II Congresso Internacional Nietzsche e a Tradição Filosófica. As Considerações de Nietzsche sobre o Iluminismo: Voltaire vs. Rousseau, Iluminismo vs. Revolução Francesa, séc. XVII vs. séc. XVIII. 2014. (Congresso).

17.
III° Congresso Nacional Nietzsche e a Filosofia. O Afastamento de Nietzsche em Relação a Schopenhauer Durante a Elaboração do Zaratustra. 2014. (Congresso).

18.
XVI ENCONTRO NACIONAL DA ANPOF.O NIILISMOO COMO NARRATIVA DA HISTÓRIA SEGUNDO NIIETZSCHE. 2014. (Encontro).

19.
I Congrsso Internacional sobre Contratualismo Moral e Político. Considerações introdutórias sobre a crítica de Hegel ao Contratualismo e a sua Concepção Orgânica de Totalidade Sistemática.. 2013. (Congresso).

20.
VII Seminário Brasileiro de História da Historiografia.As Considerações de Nietzsche sobre a História: sentido histórico e niilismo. 2013. (Simpósio).

21.
Ohnmacht des Subjekts ? Macht der Persönlichkeit. 2012. (Congresso).

22.
Conversas sobre o corpo.O que pode um corpo segundo Nietzsche. 2011. (Simpósio).

23.
Encontro Nacional do GT Nietzsche.As Considerações de Nietzsche sobre o Iluminismo: contra Rousseau a favor de Voltaire. 2011. (Encontro).

24.
II Simposio Ibero-Americano de Estudos Neoplatonicos.Filosofia da História Teológica: Segundo Santo Agostinho. 2011. (Simpósio).

25.
VI COLÓQUIO NACIONAL DE FILOSOFIA DA HISTÓRIA: Hist´ria e Ilustração.As Ambiguidades de Nietzsche acerca do Ilumismo.. 2011. (Encontro).

26.
Colóquio Deleuze leitor dos Modernos. A Interpretação Deleuziana de Nietzsche. 2010. (Congresso).

27.
Encontro do GT-Pagmatismo.Nietzsche e o perspectivismo. 2010. (Encontro).

28.
ética e alteridade.Zaratustra e o Mundo sem Outrem.. 2010. (Seminário).

29.
XIV Encontro Nacional de Filosofia - ANPOF.O Lugar da Filosofia da História no Sistema Hegeliano.. 2010. (Encontro).

30.
II Encontro do GT-Nietzsche ANPOF.Relativismo Perspectivista em Nietzsche. 2009. (Encontro).

31.
XIII Encontro de História Anpuh-Rio.Breve Ensaio Sobre a Filosofia da História. 2008. (Simpósio).

32.
XIII Encontro Nacional de Filosofia - ANPOF. As Considerações de Nietzsche sobre a História: Sentido Histórico e Niilismo.. 2008. (Congresso).

33.
IV Colóquio Nacional de Filosofia da História.Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. 2007. (Encontro).

34.
Seminário Ousia, Estudos Clássicos: A Poética de Aristóteles.Por que a poesia encerra mais filosofia e importância que a história?. 2007. (Seminário).

35.
X Colóquio de Filosofia UNISINOS.Reflexões Nietzschianas sobre a Política Grega e as suas Implicações na Cultura Moderna. 2007. (Encontro).

36.
Seminário Interno do Progama de Pós-graduação em Filosofia da UFPB.Considerações Nietzschianas sobre a História. 2006. (Seminário).

37.
XIX Encontros Nietzsche: Pensar Contra Nietzsche.Habermas Crítico de Nietzsche. 2005. (Outra).

38.
Congresso Internacional Ética da Finitude. A Estrutura Ontoteológica em Heidegger. 2004. (Congresso).

39.
I Colóquio Interdisciplinar em Cognição e Linguagem.A crítica de Nietzsche à Unidade do Sujeito. 2004. (Outra).

40.
XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.Nietzsche e a Interpretação Niilista da História. 2004. (Encontro).

41.
II Colóquio Nacional de Filosofia da História.Para uma Arqueologia da Filosofia da História. 2003. (Outra).

42.
Krisis - I Fórum de Filosofia Contemporânea.O Niilismo como Sintoma de Crise da Humanidade. 2003. (Outra).

43.
X Encontro Nacional Filosofia.O Equívoco de Heidegger na Delimitação da Ontoteologia. 2002. (Encontro).

44.
Ciclo de Coferências Café Filosófico.O Problema da Quarta Parte em Assim Falou Zaratustra. 2001. (Seminário).

45.
I Colóquio Nacional de Filosofia da História: Modernidade e a Idéia de História.Aspectos do Pensamento de Nietzsche acerca da História. 2001. (Outra).

46.
IV Semana de História da UFG.A Concepção de Hitória em Nietzsche como Niilismo. 2001. (Outra).

47.
VIII Semana de Filosofia política.Elementos Pedagógicos no Pensamento Político de Nietzsche. 2001. (Outra).

48.
III Simpósio Internacional de Filosofia Assim Falou Nietzsche.Zaratustra IV. Parte. 2000. (Simpósio).

49.
Projeto Nietzsche 100 Anos. O Ensinamento da Superação em Assim Falou Zaratustra. 2000. (Congresso).

50.
VII Semana de Filosofia Política.Aspectos Políticos do Pensamento de Nietzsche. 2000. (Simpósio).

51.
Seminário Interno dos Professores do Dep. de Fil. da UNB.Superação e Autonomia no Zaratustra de Nietzsche. 1999. (Seminário).

52.
VIII Encontro Nacional de Filosofia.Zaratustra Contra a Conservação. 1998. (Encontro).

53.
Colóquio: Ser e Tempo, 70 anos depois. Aspectos da interpretação heideggeriana de Nietzsche. 1997. (Congresso).

54.
Simpósio Nacional de Filosofia.A Crítica de Nietzsche ao Sujeito. 1997. (Simpósio).

55.
Primeiro Simpósio de Ética e Política da UFG.A Crítica de Habermas à Crítica Nietzschiana do Conhecimento. 1996. (Simpósio).

56.
VII Encontro Nacional de Filosofia.A Interpretação Deleuziana de Nietzsche. 1996. (Encontro).

57.
VII Encontro Nacional de Filosofia.A Importância da Contradição na Elaboração dos Tipos e Discursos em Assim Falou Zaratustra. 1996. (Encontro).

58.
X Seminário de História.A História como Niilismo em Nietzsche. 1995. (Seminário).

59.
Paletras Internas do Curso de Filosofia da UOESTE.A Ousia como o Primeiro Sentido do Ser em Aristóteles. 1994. (Seminário).

60.
Encontro Estadual de Filosofia: Ética.A Interpretação Ética do Eterno Retorno. 1993. (Encontro).

61.
Semana Acadêmica de 1993 UNIOESTE/ FACITOL.Heidegger e a Destruição da Metafísica. 1993. (Seminário).

62.
Seminário Interno dos Alunos de Pós-Graduação de Filosofia da UFRJ.O Eterno Retorno da Diferença. 1992. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
JULIÃO, J. N.; BILATE, D. . XL II Encontro do GEN (NIETZSCHE E O SEU TEMPO). 2018. (Congresso).

2.
JULIÃO, J. N.; ESTELLITA-LINS, C. E. . Simpósio interinstitucional FIOCRUZ-UFRRJ de filosofia, história & saúde. 2017. (Outro).

3.
JULIÃO, J. N.. PERFECCIONISMO MORAL E POLÍTICO. 2015. (Outro).

4.
GUITARRARI, R. ; JULIÃO, J. N. . REALISMO & ANTIRREALISMO. 2015. (Congresso).

5.
DEBONA, V. ; BILATE, D. ; CHIVITARESE, L. ; JULIÃO, J. N. . I Colóquio Schopenhauer e Netzsche da UFRRJ. 2015. (Congresso).

6.
CHIVITARESE, L. ; JULIÃO, J. N. . 30 anos sem Michel Foucault. 2014. (Congresso).

7.
JULIÃO, J. N.; Peixoto Resende Filho, Edson . SEMINÁRIO INTERNO DE FILOSOFIA. 2010. (Outro).

8.
GHIRALDELLI, P. ; VIDAL, Vera ; CASTRO, Susana ; JULIÃO, J. N. ; COHEN-GEWERC, Elie . Encontro do GT Pragmatismo- ANPOF. 2010. (Outro).

9.
JULIÃO, J. N.; Almeida, A. . SEMINÁRIO INTERNO DE FILOSOFIA. 2009. (Outro).

10.
GOLCAVES, M. A. ; BARRETO, A. ; Damasceno, C.M. ; JULIÃO, J. N. ; SOUZA MORAES, L.E. ; Neri de CamposBasile, M.O. ; De Oliveira, R. ; Guedes Ferreira, R. ; Losada Moreira, V., M. . XIII Encontro de História Anpuh-Rio. 2008. (Congresso).

11.
JULIÃO, J. N.; SOUZA MORAES, L.E. ; BARRETO, A. . Primeiro Colóquio Regional de Filosofia da História. 2006. (Outro).

12.
JULIÃO, J. N.; DRUCKER, C. P. . SEMINÁRIO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA. 1999. (Outro).

13.
JULIÃO, J. N.. I ENCONTRO DE FILOSOFIA DA HISTÓRIA. 1999. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
VINÍCIUS BASTOS FERREIRA BRANTES RIBEIRO. O Fora e o Avesso: o conceito de Literatura Menor na obra de Deleuze. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

2.
Gabriela Ferreira de Andrade. NIETZSCHE E A CRÍTICA À MORAL: O RESSENTIMENTO COMO MÓVEL AFETIVO DA MORALIDADE ESCRAVA. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em PPG-FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Vitor Henriques Marques da Silva. NIETZSCHE E O ILUMINISMO UMA REVISÃO DO LUGAR DO SEU PENSAMENTO NA HISTORIOGRAFIA. Início: 2016. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luana Lima. Niilismo e moral em Nietzsche. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

2.
Diego Motel. Sobre o Nascimento da Tragédia de Nietzsche. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Diego Montel. RELAÇÃO ENTRE NIILISMO E MORAL EM NIETZSCHE. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Ícaro Meirelles Figueredo. NIETZSCHE E O DIAGNÓSTICO DA MODERNIDADE: Uma análise estrutural da Genealogia da Moral. 2017. Dissertação (Mestrado em FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: José Nicolao Julião.

2.
Antônio Vinícius Lomeu. Um Nietzsche à Brasileira: a recepção do pensamento nietzschiano no Brasil (1900-1940). 2015. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: José Nicolao Julião.

3.
Luiz Vitor Góes. O Niilismo da "Morte de Deus" como pressuposto paa Emergência do Super-Homem. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Filosofia) - Universidade Gama Filho, . Coorientador: José Nicolao Julião.

Tese de doutorado
1.
Pablo Henrique Spíndola Torres. Nem poeira nem nuvem: debates sobre o historiar a partir de Vigiar e punir. 2018. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, . Orientador: José Nicolao Julião.

2.
Edson Sendin Magalhães. Ética na Perspectiva de Edgar Morin. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Gama Filho, . Orientador: José Nicolao Julião.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Dalila Gonçalves Martins. Considerações introdutórias à Genealogia de Nietzsche: estrutura, método e termos. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

2.
ÍCARO MEIRELLES FIGUEREDO. Moralidade, Doença e Crise: o Diagnóstico Formulado por Nietzsche - Uma análise estrutural da Genealogia da Moral. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

3.
JOÃO VITOR LOMEU TEIXEIRA BARROSO. REFLEXÕES ESTÉTICAS DE NIETZSCHE A PARTIR DO NASCIMENTO DA TRAGÉDIA: A METAFÍSICA DE ARTISTA COMO CRÍTICA À MODERNIDADE.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

4.
Marcelo Silveira de Freitas. A PÓS-MODERNIDADE E A ESCRITA DA HISTÓRIA EM HAYDEN WHITE E KEITH JENKIS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

5.
Thiago Correa das Neves Pereira. O Advento da Polis Grega. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

6.
Rafael Abreu de Araújo. Contra Cultura Tropical: Um debate sobre à contra cultura no Brasil pela égide da produção cultural. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

7.
Antônio Vinicius Lomeu Teixeira Barroso. Nietzsche, Extemporâneo? Uma análise das condições de produção das Considerações Extemporâneas. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Graduação em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

8.
ANDRÉ DE BARROS BORGES. NIETZSCHE E SEU PROJETO ESTÉTICO: GÊNIO, ESPÍRITO LIVRE, SUPER-HOMEM E ETERNO RETORNO. 2000. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: José Nicolao Julião.

9.
JAIRO RABELO DA SILVA. A Concepção de Substância em Aristóteles. 1999. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: José Nicolao Julião.

10.
DIVO DE CONTO. A CONCEPÇÃO DE OUSIA EM ARISTÓTELES. 1995. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Orientador: José Nicolao Julião.

11.
SÔNIA MARIA FLACH DE ALMEIDA. A DESTRUIÇÃO DA METAFÍSICA EM MARTIN HEIDEGGER. 1994. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Orientador: José Nicolao Julião.

12.
ODINEI PAULO MORAIS. O ASSIM FALOU ZARATUSTRA COMO UMA PARÓDIA À VIA-CRUCIS. 1994. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Orientador: José Nicolao Julião.

Iniciação científica
1.
Luana Alana Mendonça de Lima. NIILISMO E MORAL EM NIETZSCHE. 2018. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

2.
Aline Alves Moreira. RELAÇÃO ENTRE NIILISMO E MORAL EM NIETZSCHE. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

3.
Caroline Coutinho Dal'orto. As considerações de Nietzsche sobre a história. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Graduação em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

4.
DALILA GONÇALVES MARTINS. RELAÇÃO ENTRE NIILISMO E MORAL EM NIETZSCHE. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

5.
Ícaro Merelles Figueredo. Niilismo e História em Nietzsche. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em FILOSOFIA) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

6.
Vitor Lima. RELAÇÃO ENTRE NIILISMO E MORAL EM NIETZSCHE. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

7.
Ícaro Merelles Figueredo. Niilismo e História em Nietzsche. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

8.
João Victor Lomeu. A Reflexão Estética de Nietzsche em o Nascimento da Tragédia. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

9.
Juliano Marques da Costa.. A INTERPRETAÇÃO NIILISTA DA HISTÓRIA EM NIETZSCHE. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Graduação em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

10.
Carla Larissa Almeida Dias. A INTERPRETAÇÃO NIILISTA DA HISTÓRIA EM NIETZSCHE.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

11.
JOÃO VITOR LOMEU TEIXEIRA BARROSO. A Reflexão Estética de Nietzsche em o Nascimento da Tragédia. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

12.
Renato Da Silveira Santos. A Interpretação Niilista da História em Nietzsche. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

13.
Carla Larissa Almeida Dias. A INTERPRETAÇÃO NIILISTA DA HISTÓRIA EM NIETZSCHE. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

14.
Antonio Vinicius Lomeu Teixeira Barroso. A CRÍTICA NIETZSCHIANA À CULTURA MODERNA ALEMÃ. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: José Nicolao Julião.

15.
Lorena Govêa de Araujo. As Considerações de Nietzsche sobre a História. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

16.
Lorena Gouvêa de Araujo. As Considerações de Nietzsche sobre a História. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

17.
Marcelo Césio Silva. A Proposição de Marc Bloch acerca da História. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

18.
Sabrina Barbosa da Silva. A Interpretação Marxista da História. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: José Nicolao Julião.

19.
Marcelo Césio Silva. As Proposições de Marc Bloch acerca da História. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Nicolao Julião.

20.
DIVO de Conto. A CONCEPÇÃO DE OUSIA EM ARISTÓTELES. 1994. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Programa Interno de Bolsa de Iniciação Científica Cnpq. Orientador: José Nicolao Julião.



Outras informações relevantes


ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5253-4897



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/10/2018 às 10:58:09