Iná Elias de Castro

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1A

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8993340017173692
  • Última atualização do currículo em 02/06/2018


Professora Titular do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordena o GEOPPOL - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Política e Território. Tem experiência na área de Geografia Política, desenvolveu estudos sobre o discurso político e o regionalismo na Região Nordeste. Atualmente pesquisa as relações entre o sistema político-institucional e o território, com foco nas escalas políticas e na democracia como problema conceitual e espacial. Nesta perspectiva emergiram as questões relativas ao espaço político e as diferentes formas que ele assume na relação entre a política e a ordem espacial, o que tem estimulado aprofundamento teórico conceitual e também empírico sobre esses espaços políticos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Iná Elias de Castro
Nome em citações bibliográficas
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Programa de Pós Graduação Em Geografia.
Prédio do CCNM - Bloco I - Sala 20 -
Cidade Universitária
21945970 - Ilha do Fundão, RJ - Brasil - Caixa-postal: 68537
Telefone: (21) 22707773
Fax: (21) 25901308


Formação acadêmica/titulação


1982 - 1988
Doutorado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia).
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Título: O mito da necessidade. Discurso e prática do regionalismo nordestino., Ano de obtenção: 1989.
Orientador: Sérgio Henrique Abranches.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Região e regionalismo; imaginário político; Região Nordeste; discurso político; Desenvolvimento regional.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros Setores.
1972 - 1975
Mestrado em Geografia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Disparidades espaciais do desenvolvimento brasileiro. Uma análise fatorial,Ano de Obtenção: 1976.
Orientador: Lysia Cavalcanti Bernardes.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: disparidades regionais; análise fatorial; municípios.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Desenvolvimento Urbano.
1964 - 1967
Graduação em Geografia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


1990 - 1991
Pós-Doutorado.
Université Paris Descartes, Paris V, França.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Política.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1979 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Em atividade Atividades de ensino de graduação e pós graduação, orientação de monografia, de dissertação de mestrado e de tese de doutorado e pesquisa. Atividade de administração.

Atividades

8/1991 - Atual
Ensino, Geografia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Imaginário Político e Território
Região e Regionalismo
Seminário de Doutorado
Território e políticas públicas
5/1979 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Geociências da UFRJ, Departamento de Geografia.

5/1979 - Atual
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Humana e Econômica
Geografia Política
Geopolítica
Tópicos Especiais em Geografia Política
08/2004 - 07/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa - CEPG, .

Cargo ou função
Representante dos professores adjuntos do CCMN.
10/2002 - 07/2003
Direção e administração, Programa de Pós Graduação Em Geografia, Instituto de Geociências.

Cargo ou função
Coordenador de Pós-Graduação.
8/1992 - 12/1994
Direção e administração, Instituto de Geociências da UFRJ, Departamento de Geografia.

Cargo ou função
Coordenador de pós-graduação.

Ministério da Previdência e Assistência Social, MPAS, Brasil.
Vínculo institucional

1976 - 1980
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Geógrafo, Carga horária: 40
Outras informações
Lotação na Secretaria de Assistência social no Rio de Janeiro Assessoria para o planejamento de atividades

Atividades

1/1976 - 1/1980
Serviços técnicos especializados , Secretaria de Assistência Social, Coordenadoria de Planejamento.

Serviço realizado
Assessoria de Planejamento de Atividades.

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

1975 - 1976
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 8
Outras informações
Ensino de graduação em geografia

Atividades

3/1975 - 7/1976
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Umana e Econômica
Geografia do Brasil

Universidade Gama Filho, UGF, Brasil.
Vínculo institucional

1970 - 1975
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 20
Outras informações
Atividades de ensino de graduação

Atividades

7/1970 - 7/1975
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Regional
Geografia do Brasil
Geografia Econômica


Linhas de pesquisa


1.
Desenvolvimento, ambiente e território
2.
Imaginário político e território


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Quando as ruas se tornam espaços políticos e os paradoxos da democracia.
Descrição: Há um paradoxo na visibilidade da democracia na atualidade. Paralelamente às ruas e praças que se mobilizam para pôr fim a regimes autoritários, à demanda pelo voto em eleições livres, como um recurso de libertação para muitas sociedades, há o desencanto com os mecanismos de deliberação política e críticas às bases institucionais das democracias contemporâneas. Nesse sentido, o debate em torno do papel das mobilizações políticas nos espaços públicos, tornados políticos nestas situações, e as questões que elas levantam para as instituições representativas e deliberativas na vida democrática continuam em pauta. Sem desconsiderar todo o campo atual de investigação sobre o papel das mídias virtuais na política, este projeto tem como objetivo investigar as condições para a transformação dos espaços públicos em espaços políticos e identificar como isto ocorre. A hipótese de trabalho é que os espaços públicos são espaços do cotidiano social urbano e não possuem uma essência política, embora possam tornar-se espaços políticos quando invadidos por fenômenos da política que transformam temporariamente suas rotinas e seus públicos usuais, muitas vezes ativados a partir das mídias virtuais. Três questões são centrais na investigação. A primeira, sob que condições se dão esta transformação e quais ações são relevantes para que ela ocorra. A segunda, quais os impactos da ação dos grupos sociais de interesse, virtuais ou não, nos espaços tornados políticos sobre o processo de formulação de normas e de leis. A terceira, até que ponto esses espaços públicos animados pela ação política constituem expressão da virtude da democracia ou, ao contrário, uma ameaça aos seus fundamentos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Guilherme Felix Filho - Integrante / Caio Perdomo - Integrante / Tatiana Lemos - Integrante / Eduardon Celestino Nogueira - Integrante / Sergio Silva Borges - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal do Rio de Janeiro - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 4
2014 - Atual
Espacialidade da democracia. Identificação e análise de novos espaços políticos no Brasil
Descrição: A democracia é forma de governo e envolve necessariamente a sociedade e o território. O que a torna um modelo institucional de evidente dimensão geográfica, afetado por questões como: extensão, distância, acessibilidade, escala, população, densidade, infra-estrutura, urbanização, estrutura social etc. Esta dimensão, que foi percebida por seus idealizadores teóricos na antiguidade e retomada pelos filósofos do iluminismo, deve ser recuperada no debate contemporâneo entre seus defensores e críticos, ou mesmo entre aqueles que opõem os modelos de democracia representativa e direta. Na perspectiva geográfica, a premissa é que a democracia como prática social requer outros espaços de discussão e de deliberação, além das arenas legislativas. Assim, o objetivo geral deste projeto de pesquisa é identificar e analisar o processo de formação e de distribuição territorial dos espaços políticos característicos da democracia brasileira. Foram definidos três objetivos específicos: no primeiro, partindo do suposto de que há diferenças entre espaços públicos e espaços políticos de deliberação, propõe-se investigar que condições são necessárias para que espaços públicos assumam o caráter de espaços políticos; no segundo, propõe-se identificar que tipos de espaços políticos de discussão e de deliberação têm sido produzidos na atualidade pela sociedade brasileira; finalmente, busca-se investigar como a geografia política brasileira pode contribuir para a compreensão dos atributos da democracia no país, a partir da perspectiva das escalas da ordem espacial da política. A pesquisa propõe dar continuidade às questões que emergiram nas pesquisas anteriores e analisar a democracia a partir dos espaços que a sociedade reconhece como adequados à participação e à deliberação, tendo em vista as características da sociedade brasileira que se organizou sob o peso do processo histórico excludente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Monica O'Neill - Integrante / Rafael Winter Ribeiro - Integrante / Daniel Abreu de Azevedo - Integrante / Karlos Markes - Integrante / Vinicius Juwer - Integrante / Rubens Gusmão - Integrante / Paula Azevedo da Silva - Integrante / Guilherme Felix Filho - Integrante / Caio Perdomo - Integrante / Eduardo Nogueira - Integrante / Tatiana Lemos - Integrante / Eduardon Celestino Nogueira - Integrante / Alan Gustavo Fernandes Pacífico - Integrante / Sergio Silva Borges - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / FAPERJ - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2012 - 2014
Identificação e análise dos espaços da democracia no Brasil. Limites e possibilidades do encontro da geografia com a política.
Descrição: Projeto financiado pelo Programa Cientista do Nosso Estado da FAPERJ, parte da premissa que democracia é um modelo institucional afetado por questões como: extensão, distância, acessibilidade, escala, população, densidade, infra-estrutura, urbanização, estrutura social etc. Esta dimensão geográfica, percebida por seus idealizadores na antiguidade e retomada no iluminismo, deve ser recuperada. Na geografia, a premissa é que a democracia como prática social requer outros espaços de discussão e de deliberação, além das arenas legislativas. Assim, este projeto de pesquisa se propõe identificar e analisar o processo de formação e de distribuição territorial dos espaços políticos característicos da democracia brasileira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Fabiano Soares Magdaleno - Integrante / Rejane Cristina Araujo Rodrigues - Integrante / Juliana Nunes Rodrigues - Integrante / Monica O'Neill - Integrante / Rafael Winter Ribeiro - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2010 - 2012
Transformação dos espaços públicos e construção da democracia nas cidades sul-americanas
Descrição: Bogotá, Quito e o Rio de Janeiro são cidades que têm aprendido umas com as outras, porque apresentam problemas similares de segurança, segregação, pobreza, macrocefalia urbana, informalidade, cobertura insuficiente de serviços públicos, favelização, privatização do espaço público, poluição, entre outros. Mas também têm aprendido em virtude de suas diferenças, uma vez que suas vocações econômicas, sua composição étnica, seus modelos morfológicos e sua paisagem derivam de matrizes distintas. Por outro lado, os projetos de mobilidade urbana como o Transmilenio de Bogotá, Metrobus e a Ecovia de Quito e as propostas de corredores exclusivos de transporte público do Rio de Janeiro, as ciclovias, o dia sem carro, a renovação de seus centros históricos e os programas de formação dos cidadãos, entre outros temas, as convocam a discutir e a cooperar. Este projeto visa precisamente estabelecer um vínculo mais permanente e produtivo entre os pesquisadores desses três países. Refletir e criar metodologias de pesquisa, estratégias pedagógicas, dispositivos de comunicação e divulgação comuns deve contribuir não apenas para a produção de conhecimento acadêmico, mas para enriquecer as agendas políticas com visões mais sutis acerca da realidade das cidades sul-americanas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Paulo Cesar da Costa Gomes - Integrante / Savio Oselieri Raeder - Integrante / Juliana Nunes Rodrigues - Integrante / Rafae lWinter Ribeiro - Integrante / Ana Marcela Ardila Pinto - Integrante / Leticia Parente Ribeiro - Integrante / Marcos Paulo Ferreira de Góis - Integrante / Kátia Augusta Maciel - Integrante / Daniel Abreu de Azevedo - Integrante / Leonel Alberto Miranda - Integrante / David Parra Bozzano - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Cooperação.
2008 - 2010
O espaço político local. Problemas e significados da sobre-representação política no município
Descrição: Os sistemas de representação política das democracias contemporâneas têm sido objeto de amplos debates nas ciências sociais, especialmente na ciência política. Este debate tem se dado em torno das vantagens ou dos limites dos sistemas eleitorais adotados para transformar os votos dos eleitores dispersos nos territórios nacionais em representação no legislativo. No Brasil, os problemas atuais decorrentes do sistema eleitoral vigente têm colocado na pauta nacional a questão da possibilidade de implantação do voto distrital. A dimensão territorial do sistema de representação política é evidente e inexplicavelmente a geografia do país se coloca a parte nesse debate. O objeto da investigação é a representação política nos municípios brasileiros menos povoados, tendo em vista o significado dos seus impactos para a sociedade e o território locais. Este será tratado em dois níveis, um geral que se propõe aprofundar a perspectiva teórico-conceitual de uma problemática territorial da representação política, no sentido de ampliar o escopo da geografia política; e outro específico que possibilitará identificar padrões de distribuição do impacto da sobre-representação nos municípios menos povoados no território nacional. Duas questões gerais são aqui propostas. Uma, é até que ponto a natureza da organização do território nacional afeta os desequilíbrios identificados no sistema de representação política, tomando como caso o sistema proporcional adotado no Brasil. A outra, é sobre a relevância, ou não, das escalas políticas locais para pensar a representação e a democracia, a partir das consequências do modelo de representação proporcional adotado nos legislativos municipais brasileiros, tendo em vista o pacto federativo da Constituição de 1988. A fundamentação conceitual apóia-se no problema da dimensão territorial da representação política e na questão da escala e da configuração dos espaços políticos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Fabiano Soares Magdaleno - Integrante / Rafael Winter Ribeiro - Integrante / Juliana Nunes Rodrigues - Integrante / Marcio de araújo Rodrigues - Integrante / Savio Oselieri Raeder - Integrante / Maria Monica Vieira Caetano O´Neill - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2004 - 2007
Inovação institucional, cidadania e território no Brasil. O município como problema e a localização como mediação.
Descrição: Analisar o município como escala do fenômeno político institucional, o qual se materializa na gestão e organização do território, tratando o recorte municipal como objeto de análise na geografia política brasileira. Identificar o papel e os limites das densidades institucionais no processo de transformações do território e nos mecanismos de produção e de reprodução dos espaços da desigualdade social, que afetam as condições de acesso aos direitos sociais inscritos da cidadania. Tomando como suposto que a escala local é fortemente afetada pela sua base infra-estrutural, propõe-se comparar e analisar os padrões de localização, no território brasileiro, dos recursos institucionas disponíveis nos municípios, inserindo no espaço na discussão sobre a cidadania e a democracia no país..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2002 - 2004
Municípios, instituições e território. Possibilidades e limites ao exrcício da cidadania no país
Descrição: O objettivo da pesquisa é analisar as densidades institucionais nos municípios brasileiros para compreender o seu papel nos mecanismos de produçâo e reprodução dos espaços da desigualdade social, no processo de transformações do território e na ampliação da cidadania. Tomando como suposto que a escala local é fortemente afetada pela sua base infra-estrutural, propõe-se comparar e analisar os padrões de distribuição, no território brasileiro, dos indicadores de desenvolvimento humano e social e os recursos institucionais disponíveis para a democracia e o exercício da cidadania, a partir dos padrões de dispersão das estruturas municipais de gestão e suas correlações com indicadores econômicos e sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Phillipe Waniez - Integrante / Violette Brustlein - Integrante / Caio Maciel - Integrante / Juliana Nunes Rodrigues - Integrante / Savio Tulio Raeder - Integrante / Monica O'Neill - Integrante.Financiador(es): Institut de Recherche Pour Le Developpement Des Pays Du Sud - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1
1998 - 2000
Novo imaginário político territorial e os sistemas territoriais de produção no semi-árido brasileiro.
Descrição: Levantamento e análise de atividades vinculadas à fruticultura irrigada no semi-árido nordestino, especialmente nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará que podem ser considerados sistemas territoriais de produção. O objetivo da pesquisa era identificar as mudanças que se colocaram em marcha nos territórios onde foram implantadas novas atividades produtivas nas últimas décadas, especialmente aquelas vinculadas à fruticultura. As mudanças mais importantes detectadas ocorreram nas relações de trabalho e na melhoria do nível de mobilização política da sociedade local, identificada pelo aumento de sindicatos e associações. Foram analisadas tam~ém as condições de suporte ou de resistência das estruturas institucionais das escalas estaduais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / José Lacerda Alves Felipe - Integrante / Josias de Castro Galvão - Integrante / Renato Leone Miranda - Integrante / Antonio Angelo Martins Fonseca - Integrante / Rafael Winter Ribeiro - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 7
1998 - 1999
Geografia, gestão do território e desenvolvimento sustentável.
Descrição: O projeto teve como objetivo consokidar uma linha interdisciplinar de pesquisas no âmbito do PPGG/UFRJ em colaboração com o Centre de Recherche et Documentation sur l'Amérique Latine - CREDAL da Universidade Paris III..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Paulo Cesar da Costa Gomes - Integrante / Claudio A G Egler - Integrante / Martine Droulers - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Cooperação / Comission de Cooperation France Brésil - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 1
1994 - 1996
Natureza e imaginário político. A fruticultura irrigada e o novo imaginário do sertão.
Descrição: Análise das mudanças no discurso político decorrentes do desenvolvimento da fruticultura iorrigada no semi-árido nordestino. Esta atividade propiciou o surgimento de novos interesses, comandados pelos novos atores econômicos a ela vinculados. Pelas especificidades e exigências desta atividade, o discurso regional, fortemente marcado pela miséria e pela seca, tem tido um contraponto importante das potencialidade da irrigação. Novas ações têm sido projetadas como decorrência da expansão dessas atividades e de seus atores mais importantes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador / Fabiano Soares Magdaleno - Integrante / José Lacerda Alves Felipe - Integrante / Josias de Castro Galvão - Integrante / Rafael Winter Ribeiro - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 8
1992 - 1994
Natureza e imaginário político territorial. Antigo e moderno no semi-árido nordestino.
Descrição: A pesquisa realizada identificou a tensão entre os velhos atores políticos regionais e o seu discurso tradicional, alimentado pelos impactos da seca sobre a vulnerabilidade econômica e social do sertão, e o surgimento de novos atores, impulsionadores de novas atividades, sobre as quais um novo imaginário foi progressivamente sendo elaborado. Este processo de mudança possibilitou a inversão do determinismo climático tradicional, dando origem a um outro tipo de discurso, elaborado por outro tipo de interesse com suporte justamente nas condições naturais, tradicionalmente vistas como desfavoráveis..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 1
1990 - 1991
Espaço regional e modernização tecnológica: limites e potencialidades do regionalismo.
Descrição: Projeto elaborado para estágio de pesquisa de pós-doutorado. O regionalismo era o problema a ser investigado conceitualmente e a questão central referia-se ao modo como a história e a formação econômica regional definiam as condições de elaboração do imaginário político, fundamento do regionalismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Iná Elias de Castro - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3


Membro de corpo editorial


2011 - Atual
Periódico: Espaço Aberto
2007 - Atual
Periódico: L'Espace Politique
2004 - Atual
Periódico: Vértices (Campos dos Goitacazes)
2003 - Atual
Periódico: Mercator
2000 - Atual
Periódico: Sociedade & Natureza (0103-1570)
1998 - Atual
Periódico: Território


Membro de comitê de assessoramento


2012 - 2013
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2009 - 2012
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Política.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ELIAS DE CASTRO, INÁ2018ELIAS DE CASTRO, INÁ. ESPAÇO POLÍTICO. GEOGRAPHIA (UFF), v. 20, p. 120-126, 2018.

2.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2016CASTRO, I. E.. Política pública e conflito no espaço urbano. Disputas da patrimonialização no Rio de Janeiro. Revista GeoGRAPHIA, v. 18, p. 10-25, 2016.

3.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2015CASTRO, I. E.. Entre a política e a nova agenda da geografia. Revista Continentes, v. 7, p. 9-35, 2015.

4.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2015CASTRO, I. E.. Escala e pesquisa na geografia. Problema ou solução?. Espaço Aberto, v. 8, p. 10-25, 2015.

5.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2012CASTRO, I. E.. Como navegar nas fortes vagas da geografia e não naufragar. A trajetória e as lições de Maurício Abreu. Espaço Aberto, v. 2, p. 9-16, 2012.

6.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2011CASTRO, I. E.. O problema da espacialidade da democracia e a ampliação da agenda da geografia brasileira.. Revista da ANPEGE, v. 7, p. 291-305, 2011.

7.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2011CASTRO, I. E.. ?As bases territoriais da democracia e as questões do sistema eleitoral no Brasil?.. Revista Geográfica de América Central, v. EGAL, p. 1-18, 2011.

8.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2008CASTRO, I. E.. Do espaço político ao capital social. O problema da sobre-representação legislativa nos municípios pequenos.. Redes (Santa Cruz do Sul), v. 12, p. 56-72, 2008.

9.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2008CASTRO, I. E.; TEIXEIRA, A. . Imagens públicas da desordem no Rio de Janeiro: uma nova ordem ou o "ridículo de Pascal"?. Cidades (Presidente Prudente), v. 5, p. 93-107, 2008.

10.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2007CASTRO, I. E.. Décentralisation, démocratie et représentation législative locale au Brésil. L'Espace Politique, v. 3, p. 60-73, 2007.

11.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2006CASTRO, I. E.. Do imaginário tropical à política. A resposta da geografia brasileira à história da maldição.. Geocritica, http://www.ub.es.geocrit, 2006.

12.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2005CASTRO, I. E.. Territorialidade e institucionalidade das desigualdades sociais no Brasil. Potenciais de ruptura e de conservação da escala local.. Geousp, São Paulo, v. 18, p. 35-51, 2005.

13.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2004CASTRO, I. E.. Espaços públicos. entre a publicidade e a política.. Alceu(PUCRJ), Rio de Janeiro, v. 4, n.8, p. 141-154, 2004.

14.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2004CASTRO, I. E.; RAEDER, S. O. . Geografia eleitoral da primeira reeleição de prefeitos no Brasil: o debate e a realidade.. Revista do IEEE América Latina, Rio de Janeiro, v. 12, p. 1-20, 2004.

15.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2004CASTRO, I. E.; RODRIGUES, J. N. . Territorialidade das instituições participativas no Brasil. A localização como razão da diferença.. Revista do IEEE América Latina, Rio de Janeiro, v. 10, p. 1-20, 2004.

16.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2003CASTRO, I. E.. As finanças locais como reveladoras do crescimento econômico e obstáculos territoriais no Brasil. Revista de Administração Municipal, Rio de Janeiro, v. 1, p. 38-48, 2003.

17.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2003CASTRO, I. E.. Instituições e territórios. Possibilidades e limites ao exercício da cidadania no Brasil. GEOSUL, v. 19, p. 16-32, 2003.

18.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2003CASTRO, I. E.. Territorialité des ressources instituionnelles au Brésil. Communes, mobilization et participation.. Revista do IEEE América Latina, Paris, v. 1, p. 1-20, 2003.

19.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2003CASTRO, I. E.. Instituições e cidadania no território nordestino. MERCATOR - Revista de Geografia da UFC, Fortaleza, v. 3, p. 45-52, 2003.

20.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2002CASTRO, I. E.; WANIEZ, P. ; BRUSTLEIN, V. . Les finances locales comme révélateur de la croissance et des blocages territoriaux au Brésil. Problemes d'Amerique Latine, Paris, França, v. 45, p. 53-72, 2002.

21.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2002CASTRO, I. E.. El problema de la escala. Quaderns D'arquitetura i Urbanisme, Barcelona, p. 16-23, 2002.

22.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2002CASTRO, I. E.. The problem of Scale. Quaderns Darquitetura i Urbanisme, Barcelona, p. 24-31, 2002.

23.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2002CASTRO, I. E.. A região como problema para Milton Santos.. Scripta Nova, Barcelona - Espanha, v. VI, n.124, p. 19-25, 2002.

24.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2002CASTRO, I. E.. A região como problema para Milton Santos. Revista do IEEE América Latina, Barcelona, v. VI, n.124, p. 19-25, 2002.

25.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2001CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. ; BERDOULAY, V. . L'espace public entre mythe imaginaire et culture. Cahiers de Géographies du Québec, Montreal, v. 45, n.125, p. 413-428, 2001.

26.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ2000CASTRO, I. E.. "Ilhas de tecnologia no Nordeste brasileiro e a reinvenção da natureza". Revista Território, LAGET/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 9, p. 25-43, 2000.

27.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1996CASTRO, I. E.; MAGDALENO, F. S. . O imaginário da pobreza e a implantação industrial no semi-árido nordestino.. Anuário do Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 19, p. 21-34, 1996.

28.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1996CASTRO, I. E.. Solidariedade territorial e representação. Novas questões para o pacto federativo nacional.. Território, Rio de Janeiro, v. 1, n.2, p. 33-42, 1996.

29.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1995CASTRO, I. E.. Região - lugar político e da política. Representação e território no Brasil.. Cadernos Laget, Rio de Janeiro, v. 5, p. 31-46, 1995.

30.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1994CASTRO, I. E.. Escalas e redes de interesses no semi-árido nordestino: velhos e novos discursos, velhos e novos territórios.. Anuário do Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 17, p. 1-13, 1994.

31.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1991CASTRO, I. E.. Imaginário político e realidade econômica. O marketing da seca nordestina.. Nova Economia (UFMG), Belo Horizonte, v. 2, p. 53-75, 1991.

32.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1989CASTRO, I. E.. Política e território. Evidências da prática regionalista no Brasil.. Dados - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 32, n.3, p. 389-403, 1989.

33.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1986CASTRO, I. E.. Conflitos coletivos e acomodação democrática.. Debates Sociais, Rio de Janeiro, v. 22, n.46, p. 25-36, 1986.

34.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1984CASTRO, I. E.. A dinâmica social e os partidos políticos.. Debates Sociais, Rio de Janeiro, v. 39-40, p. 5-17, 1984.

35.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1983CASTRO, I. E.. Conjunto habitacional: ampliando a controvérsia sobre a remoção de favelas.. Dados - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 26, n.2, p. 213-231, 1983.

36.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1983CASTRO, I. E.. O Estado no pensamento liberal clássico. Uma contribuição ao debate político na Geografia.. Anuário do Instituto de Geociências/UFRJ, Rio de Janeiro, p. 40-56, 1983.

37.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1983CASTRO, I. E.. Housing projects - elarging the controversy about squatter removes.. Revista Geográfica do Ipgh, San Jose, v. 97, p. 23-38, 1983.

38.
CASTRO, I. E.;ELIAS DE CASTRO, INÁ1978CASTRO, I. E.. Classificação dos municípios das Regiões Metropolitanas segundo níveis de urbanização.. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v. 39, n.4, p. 45-63, 1978.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Olhares geográficos. Modos de ver e viver o espaço.. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2016. v. 1. 192p .

2.
CASTRO, I. E.; RODRIGUES, J. N. (Org.) ; RIBEIRO, R. L. (Org.) . Espaços da democracia. Para a agenda da geografia política contemporânea.. 1. ed. RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2013. v. 1. 260p .

3.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Olhares geográficos. Modos de ver e viver o espaço. 1. ed. RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2012. v. 1. 192p .

4.
CASTRO, I. E.. Geografia e política. Territórios, escalas de ação e instituições. 4. ed. RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2011. v. 1. 299p .

5.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Geografia: Conceitos e temas. 14. ed. Riode Janeiro: Bertrand Brasil, 2011. v. 1. 352p .

6.
CASTRO, I. E.. Geografia e política. Território, escalas de ação e instituições.. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. v. 1. 299p .

7.
CASTRO, I. E.; MIRANDA, M. (Org.) ; EGLER, C. A. G. (Org.) . Redescobrindo o Brasil 500 anos depois. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999. v. 1. 389p .

8.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Explorações geográficas. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997. v. 1. 368p .

9.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Brasil. Questões atuais da reorganização do território.. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996. v. 1. 468p .

10.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. (Org.) ; CORRÊA, R. L. (Org.) . Geografia. Conceitos e temas.. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. v. 1. 353p .

11.
CASTRO, I. E.. O mito da necessidade. Discurso e prática do regionalismo nordestino.. 1. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1992. v. 1. 248p .

Capítulos de livros publicados
1.
CASTRO, I. E.. Geografia política.. In: Marcos Paulo Dhein Griebeler; Mario Riedl. (Org.). Dicionário de desenvolvimento regional e temas correlatos.. 1ed.Porto Alegre: Editora Conceito, 2017, v. 1, p. 197-202.

2.
CASTRO, I. E.. Espaço político: limites e possibilidades do conceito.. Olhares geográficos. Modos de ver e viver o espaço.. 2ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2016, v. 1, p. 43-72.

3.
CASTRO, I. E.. Espaços políticos e os novos desafios da relação Estado-Sociedade no Brasil.. In: Eliseu Savério Sposito; Charlei Aparecido da Silva; João Lima Sant'Anna Neto;Everaldo Santos Melazzo. (Org.). A diversidade da Geografia brasileira. Escalas e dimensões da análise da ação.. 1ed.Rio de janeiro: Consequência Editora, 2016, v. 1, p. 95-112.

4.
CASTRO, I. E.. Um modelo geográfico para pensar o espaço e a política na geografia cultural. In: Caio Amorim Maciel; Claudio Ubiratan Gonçalves; Monica Cox de Brito Pereira. (Org.). Abordagens geográficas do urbano e do agrário. 1ed.Recife: Editora Universitária - UFPE, 2013, v. 1, p. 163-175.

5.
CASTRO, I. E.. A democracia como um problema para a geografia: o fundamento territorial da política. In: Iná Elias de Castro, Juliana Nunes Rodrigues e Rafael Winter Ribeiro. (Org.). Espaços da democracia. Para a agenda da geografia política contemporânea.. 1ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013, v. 1, p. 15-40.

6.
CASTRO, I. E.. Território do Estado: divisão ou fragmentação? Argumentos para um debate necessário.. In: Antonio Angelo Martins da Fonseca;Cristovão Brito; Noeli Pertile; Alcides dos Santos Caldas.. (Org.). Estado, território e a dinâmica das fronteiras: reflexões e novos desafios. 1ed.Salvador: JM Gráfica e Editora, 2013, v. 1, p. 10-28.

7.
CASTRO, I. E.; RODRIGUES, J. N. ; RIBEIRO, R. W. . Para o encontro da Geografia com a democracia. In: Iná Elias de Castro, Juliana Nunes Rodrigues; RafaelWinter Ribeiro. (Org.). Espaços da democracia. Para a agenda da geografia política contemporânea.. 1ed.RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2013, v. 1, p. 3-15.

8.
CASTRO, I. E.; GOMES, P. C. C. ; CORRÊA, R. L. . Olhares geográficos: modos de ver e viver o espaço.. In: Iná Elias de Castro; Paulo César da Costa Gomes; Roberto Lobato Corrêa. (Org.). Olhares geográficos. Modos de ver e viver o espaço. 1ed.RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2012, v. 1, p. 7-18.

9.
CASTRO, I. E.. O espaço político:limites e possibilidades do conceito. In: Iná Elias de Castro; Paulo César da Costa Gomes; Roberto Lobato Corrêa. (Org.). Olhares geográficos. Modos de ver e viver o espaço. 1ed.RIO DE JANEIRO: Bertrand Brasil, 2012, v. 1, p. 43-72.

10.
CASTRO, I. E.. Escalas federativas de decisão política no Brasil. Limites institucionais do desenvolvimento regional. In: Gomes, Paulo Cesar da Costa; Bicalho, Ana Maria. (Org.). Questões Metodológicas e Novas Temáticas na Pesquisa Geográfica. Rio de Janeiro: Publit, 2009, v. , p. 9-26.

11.
CASTRO, I. E.. O território e o poder autônomo do Estado. Uma discussão a partir da teoria de Michael Mann. In: Mendonça, F.; Lowen-Sahr, C. L.; Silva, M.. (Org.). Espaço e tempo: complexidades e desafios do pensar e do fazer geográfico. 1ed.Curitiba: Ademadan, 2009, v. 1, p. 579-594.

12.
CASTRO, I. E.. Des dimensions teritoriales et institutionnelles des inegalités sociales au Brésil. Potenciels de rupture et de conservation de l'échelle politique locale. In: Rodolphe Dodier; Alice Rouyer; Raymonde Séchet. (Org.). Territoires en action et dans l'action. 1ed.Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2007, v. , p. 67-86.

13.
CASTRO, I. E.. O Brasil frente aos arranjos espaciais do Século XXI.. In: Ângela Massumi Katuta; William Ribeiro da Silva. (Org.). O Brasil frente aos arranjos espaciais do Século XXI.. 1ed.Londrina: Edições Humanidades, 2007, v. 1, p. 17-43.

14.
CASTRO, I. E.. O espaço político local como condição de construção (mas também de negação) da democracia.. In: José borzachiello da Silva; Luiz Cruz Lima; Denise Elias. (Org.). Panorama da geografia brasileira.. 1ed.São Paulo: ANNABLUME, 2006, v. 1, p. 49-63.

15.
CASTRO, I. E.. Espaces publics: entre publicité et politique. In: Berdoulay, V; Gomes, P.C. da C.; Lolive, J.. (Org.). L'espace public mis à l'epreuve. : MSH/Aquitaine, 2004, v. 1, p. 16-.

16.
CASTRO, I. E.. Paisagem e Turismo. O paradoxo das cidades brasileiras.. In: Yázigi, E.. (Org.). Turismo e paisagem. São Paulo: Editora Contexto, 2002, v. , p. 121-140.

17.
CASTRO, I. E.. Território/Territory. In: IBGE. (Org.). Brasil em números/ Brazil in figures. Rio de Janeiro: IBGE, 2002, v. , p. 27-54.

18.
CASTRO, I. E.. Natureza, imaginário e a reinvenção do Nordeste. In: Rozendahl, Z.; Corrêa, R. L.. (Org.). Paisagem, imaginário e espaço. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001, v. , p. 103-133.

19.
CASTRO, I. E.. Prefácio. In: Felipe, J.L.. (Org.). A (re)invenção do lugar. Os Rosados e o ´país de Mossoró' .. Natal: Editora GRAFSET, 2001, v. , p. -.

20.
CASTRO, I. E.. Desigualdades regionais, cidadania e representação proporcional no Brasil.. In: Iná Elias de Castro; Paulo Cesar da Costa Gomes; Roberto Lobato Corrêa. (Org.). Redescobrindo o Brasil 500 anos depois.. 1ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999, v. , p. 123-136.

21.
CASTRO, I. E.. "Novos interesses, novos territórios e novas estratégias de desenvolvimento no Nordeste brasileiro.". In: González, R. R.; Caldas, A. S. e Bisneto, J. M.. (Org.). Desareollo local y regional en Iberoamérica. Santiago de Compostela: Editora Universidade de Santiago de Compostela, 1999, v. , p. 467-488.

22.
CASTRO, I. E.. Turismo e ética. In: Luzia Neide M. T. Coriolano. (Org.). Turismo com ética.. 1ed.Fortaleza: FUNECE, 1998, v. 1, p. 15-31.

23.
CASTRO, I. E.. El problema de la escala.. In: Graciela Uribe Ortega. (Org.). Cuaderno de geografía brasileña.. 1ed.México: Centro de Investigación Científica "Ing. Jorge L. Tamayo", A.C., 1998, v. , p. 133-151.

24.
CASTRO, I. E.. Imaginário político e território. Natureza, regionalismo e representação.. In: Iná Elias de Castro; Paulo Cesar da Costa Gomes; Roberto Lobato Corrêa. (Org.). Explorações geográficas. 1ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997, v. , p. 155-196.

25.
CASTRO, I. E.. Seca versus seca. Novos interesses, novos territórios, novos discursos no Nordeste.. In: Iná elias de Castro; Paulo Cesar da Costa Gomes; Roberto Lobato Corrêa. (Org.). Brasil. Questões atuais da reorganização do território.. 1ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996, v. , p. 283-324.

26.
CASTRO, I. E.. O papel do Estado na estruturação do espaço. In: Ana maria de Souza Mello Bicalho; Maria do Socorro Diniz. (Org.). A geografia e as transformações globais. Conceitos e temas para o ensino.. 1ed.Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1996, v. , p. -.

27.
CASTRO, I. E.. O problema da escala.. In: Iná Elias de Castro; Paulo Cesar da Costa Gomes; Roberto Lobato Correa. (Org.). Geografia conceitos e temas. 1ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995, v. , p. 117-140.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CASTRO, I. E.. Moça Bonita e os limites da democracia.. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 9 - 9, 23 out. 2000.

2.
CASTRO, I. E.. Representação proporcional e a compra de votos no Brasil.. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 9 - 9, 23 jun. 1997.

3.
CASTRO, I. E.. E a seca está virando água.. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 11 - 11, 14 nov. 1995.

4.
CASTRO, I. E.. A seca é inocente.. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 11 - 11, 12 dez. 1993.

5.
CASTRO, I. E.. Regionalismo e as questões nacionais.. Folha de São Paulo, São Paulo, p. C.3 - C.3, 15 jun. 1990.

6.
CASTRO, I. E.. Refinarias à moda nordestina.. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 111 - 11, 13 maio 1990.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, I. E.. Les conflits et controvreses dans la patrimonialisatio: une étude de cas à Rio de Janeiro. In: Les ruines de la patrimonialisation, 2015, Paris. Les ruines de la patrimonialisation. pARIS: LABEX, 2015. v. 1. p. 1-9999.

2.
CASTRO, I. E.. Tendeências e perspectivas dp governo dos territórios. In: II Congresso Internacional SETED-ANTE. 'Seminario Estado, Territorio e Desenvolvemento, 2015, Santiago de compostela. Estado, Territorio e Desenvolvemento. Santiago de Compostela: Universidade de Santiago de Compostela, 2015. v. 1. p. 1-9999.

3.
CASTRO, I. E.. Democracy as a problem of geography: the territorial foundations of politics. In: The AAG's 2012 Annual Meeting, 2012, Nova York. Social Justice, Media and Human Rights. New York: Associatio of American Geographers, 2012. v. 1. p. 1-15.

4.
CASTRO, I. E.. Isonomie et diversité. Le dileme des législatives municipaux au Brésil.. In: L'Espace politique: Concepts et échelles, 2008, Reims. L'Espace politique: Concepts et échelles, 2008. p. 1-16.

5.
CASTRO, I. E.. Décentralisation, démocratie et répresentation législative locale au Brésil.. In: Journée d'Études "Démocratie, eléctions et territoires"., 2007, Rouen. L'espace politique Révue en ligne de géographie politique et géopolitique. Rheims: www.espacepolitique.org, 2007. p. 01-16.

6.
CASTRO, I. E.. O problema da sobre-representação no legislativo municipal brasileiro.. In: XI ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DE AMÉRICA LATINA, 2007, BOGOTA. ANAIS DO XI ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DE AMÉRICA LATINA. BOGOTA: UNIVERSIDAD DE BOGOTA, 2007. p. 1-16.

7.
CASTRO, I. E.. Do espaço político ao capital social.O problema da sobre-representação legislativa nos municípios pequenos.. In: III SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO REGIONAL, 2006, SANTA CRUZ DO SUL. Desenvolvimento Regional. III Internacional Seminar on Regional Development., 2006.

8.
CASTRO, I. E.. Regionalismo hoje. Do que se trata no Nordeste.. In: ESPAÇOS TEMPOS MOVIMENTOS, 2006, Recife. Anais Eletrônicos. ESPAÇOS TEMPOS MOVIMENTOS., 2006.

9.
CASTRO, I. E.. Do imaginário tropical à política. A resposta da geografia brasileira à história da maldição.. In: VIII Coloquio Internacional de Geocrítica, 2006, México. Anais do VII Colóquio de Geocrítica. Barcelona: Geocritica, 2006. p. 1-20.

10.
CASTRO, I. E.. Morar e votar. A razão da moradia e a produção do espaço político na cidade.. In: VI ENCONTRO NACIONAL DA ANPEGE, 2005, Fortaleza. Anais do VI Encontro Nacional da ANPEGE, 2005. p. 1-15.

11.
CASTRO, I. E.. Identidade versus globalização: a dialética dos conceitos de iconografia e circulação de Jean Gottmann.. In: VI ENCONTRO NACIONAL DA ANPEGE, 2005, Fortaleza. Anais do VI Encontro Nacional da ANPEGE.

12.
CASTRO, I. E.. Instituições e território no Brasil. Algumas possíveis razões das diferenças.. In: I Seminário Internacional - O Desenvolvimento Local na Integral: Estratégias, Instituições e Políticas, 2004, Rio Claro - SP. I Seminário Internacional - O Desenvolvimento Local na Integral: Estratégias, Instituições e Políticas, 2004.

13.
CASTRO, I. E.. Centralisation et décentralisation dans les enjeux de la féderacion brésilienne. In: Conferência no Laboratoire de Géopolitique da Université de Paris, 2003, Paris. Conferência no Laboratoire de Géopolitique da Université de Paris, 2003.

14.
CASTRO, I. E.. Instituições e território no Brasil. Condições e limites ao exercício da cidadania. In: V Encontro: Grupo de Brasilianistas da Alemanha. Brasil: entre cidadania e exclusão, 2003, Berlim. Anais do V Encontro: Grupo de Brasilianistas da Alemanha. Brasil: entre cidadania e exclusão. Berlim, 2003. v. 1. p. 16-32.

15.
CASTRO, I. E.. Resources institutionnelles, territoire et gestion municipale au Brésil. In: Colloque Territoires et mondialisation: l'amont, l'aval, les flux, 2003, Paris. Anais - CD Rom do Colloque Territoire et mondialisation: l'amont, l'aval, les flux. Paris, 2003. v. 1. p. 1-10.

16.
CASTRO, I. E.. Légitimité territoriale et action publique.. In: Séminaire/Seminar Rio+10. Sciences, politiques publiques et contextes géographiques. Enjeux de la soutenabilité., 2002, Paris. Séminaire/Seminar Rio+10. Science, politiques publiques et contextes géographiques. Enjeux de la soutenabilité. Compte-rendu., 2002. p. 3-111.

17.
CASTRO, I. E.. Novos interesses, novos territórios e novas estratégias de desenvolvimento no Nordeste brasileiro.. In: Desarroll local y regional en Iberoamérica., 1999, Santiago de Compostela. Actas. Seminario Internacional sobre Perspectivas de Desarrollo en Iberoamérica., 1999. v. 117. p. 467-488.

18.
CASTRO, I. E.. Solidariedade territorial e representação. Novas questões para o pacto federativo brasileiro.. In: 6º Encuentro de geógrafos de América Latina., 1997, Buenos Aires. Territorio en definición. Lugar y mundo en América Latina., 1997. p. 1-8.

19.
CASTRO, I. E.. O papel do Estado na estruturação do espaço.. In: O ensino da Geografia de 1º e 2º graus frente às transformações globais., 1996, Rio de Janeiro. A Geografia e as transformações globais. Conceitos e temas para o ensino., 1995. p. 63-71.

20.
CASTRO, I. E.. Visibilidade da região e do regionalismo. A escala brasileira em questão.. In: Seminário internacional: Integração, região e regionalismo., 1994, São Paulo. Integração, região e regionalismo., 1992. p. 155-169.

21.
CASTRO, I. E.. Problemas e alternativas metodológicas para a análise da região e do lugar.. In: O novo mapa do mundo, 1993, São Paulo. O novo mapa do mundo. Natureza e sociedade hoje: uma leitura geográfica., 1993. p. 56-63.

22.
CASTRO, I. E.. Análise geográfica e o problema metodológico da escala.. In: I Workshop de Geociências, 1992, Rio de Janeiro. Anuário do Instituto de Geociências (UFRJ. Impresso), 1992. v. 15. p. 21-25.

23.
CASTRO, I. E.. Tecnologia e tendências de configuração do território: problemas e níveis de gestão.. In: Tecnologia e gestão do território., 1988, Rio de Janeiro. Tecnologia e gestão do território, 1987. p. 211-217.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, I. E.. Desigualdades regionais, cidadania e representação proporcional no Brasil.. In: 2º Encontro Nacional da ANPEGE, 1997, Rio de Janeiro. Desafios e alternativas para a gestão do território., 1997. p. 40-41.

2.
CASTRO, I. E.. Regionalismo e pacto federativo no Brasil. O problema das escalas de poder. In: 10º Encontro Nacional de Geógrafos, 1996, Recife. Espacialidade e territorialidade: limites da simulação, 1996. p. 72-73.

3.
CASTRO, I. E.. Remoção e fixação de população favelada. Um estudo de caso no Rio de Janeiro.. In: 5º Encontro Nacional de Geógrafos, 1982, Porto Alegre. Anais, 1982. v. 1. p. 401-402.

4.
CASTRO, I. E.. O espaço urbano e sua influência nos resultados de ações políticas.. In: 5º Encontro Nacional de Geógrafos, 1982, Porto Alegre. Anais, 1982. v. II. p. 394-397.

5.
CASTRO, I. E.. The conflict between government social policy and its spatial intervention.. In: 24º Congresso Internacional de Geografia, 1980, Tokio. Abstract Papers, 1980. p. 410-411.

Artigos aceitos para publicação
1.
CASTRO, I. E.. Espaço político. GEOGRAPHIA (UFF), 2018.

2.
CASTRO, I. E.. Espaços públicos como espaços políticos: O que isso quer dizer?. REVISTA GEOGRAFARES, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
CASTRO, I. E.; FELIX FILHO, G. . The empowerment of the streets. Political spaces and the impeachment of a Republic President.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
CASTRO, I. E.. Tendências e perspectivas dp governo dos territórios. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CASTRO, I. E.. Espaços políticos e novos desafios da relação Estado-sociedade no Brasil. Continuidades e rupturas.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CASTRO, I. E.. Entre a política e a nova agenda da geografia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CASTRO, I. E.. Gestão do Território, cidade e o problema do federalismo no Brasil.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CASTRO, I. E.. Descentralização, federalismo e as questões regionais no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
CASTRO, I. E.. O Leviatã doente. 2018 (Blog do Observatório de Geografia política).

Demais trabalhos
1.
CASTRO, I. E.. O município brasileiro em debate. Algumas questões sobre diferenças territoriais e participação - Publicação em Site do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2004 (Publicação em Site do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro) .

2.
CASTRO, I. E.. Territorialidade das instituições, descentralização e os desafios para uma nova SUDENE - Publicação em site do Instituto de Economia da UFRJ. 2004 (Publicação em site do Instituto de Economia da UFRJ) .

3.
CASTRO, I. E.. Curso de Geopolítica - Curso de Geopolítica oferecido em Mestrado Latu Sensu - CCJE - Instiruto de Economia - Analista Internacional. 2003 (Curso de Geopolítica oferecido em Mestrado Latu Sensu) .

4.
CASTRO, I. E.. Curso de Políticas Públicas e Território - Curso de curta duração para Mestrado e Doutorado Strictu sensu - Universidade Federal de Santa Catarina. 2003 (Curso de curta duração) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CASTRO, I. E.; LIMA, I, G.; BARBOSA, J. L.. Participação em banca de Bruno Abdala. Participação social e governança no Programa Territórios da Cidadania.. 2017. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
CASTRO, I. E.; RODRIGUES, J. N.; RIBEIRO, Rafael Winter. Participação em banca de Adriano Santos Soares. Paisagem, políticas públicas e f e as representações do Complexo do Alemão para a cidade do Rio de Janeiro.avelas:pensando a re-significação. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
GOMES, P. C. C.; VASCONCELOS, C. L.; CASTRO, I. E.. Participação em banca de Sue Elle Coccaro. Medidas de articulação política em redes online:reflexos no espaço público a partir dos protestos de junho de 2013.. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
SILVA, A. C. P.; Strassburg, B.B.N.; CASTRO, I. E.; MARAFON, G. J.. Participação em banca de Alan Gustavo Fernandes Pacífico. Transporte aquaviário de passageiros na Baía de Guanabara (RJ): monopólio e gestão das acessibilidades em uma perspectiva geográfica.. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

5.
CASTRO, I. E.; Dantas, E.W.C.; Coriolano, L.N.T.. Participação em banca de Karlos Markes Nunes Parente. "Espaços Públicos e Privados de Lazer e Turismo na Orla Oeste de Fortaleza: Embates políticos e Contradições Socioespaciais".. 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará.

6.
CASTRO, I. E.; SILVA, A. C. P.; RUA, J.; MARAFON, G. J.. Participação em banca de Alan Gustavo Fernandes Pacífico. "Transporte Aquaviário de Passageiros na Baia de Guanabara: pontecialidades e gestão das acessibilidades em uma perspectiva geográfia.". 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
CASTRO, I. E.; COSTA, H. S. M.; MAGALHAES JUNIOR, A. P.; BARBIERI, A. F.. Participação em banca de Guilherme Pereira de Vargas. "Os Consórcios públicos no planejamento e gestão regionalizada do território brasileiro: as experiências mineiras do COM10 e CODAP.". 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
LIMA, I, G.; CASTRO, I. E.; BARBOSA, J. L.. Participação em banca de Marcus Vinicius Castro Faria. Os territórios do Reino de Deus:uma interpretação da projeção da Igreja Universal.. 2011. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal Fluminense.

9.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Bernardo Gomes Ribeiro. "Do Arranjo Espacial da Casa ao Arranjo Espacial da Cidade. 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

10.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Virginia K. S. C. Dantas. Síndrome de Berardinelli. Territorialidade e imaginário.. 2005. Dissertação (Mestrado em Programa de pós-graduação e pesquisa em Geografia) - UFRN.

11.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Margarida Maria C. L. Mattos. Espaço Metropolitano e Espaço Institucional: o Caso da RIDE. 2003. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
CASTRO, I. E.; LIMA, I, G.; CIGOLINI, A. A.. Participação em banca de Tiago Nogueira Galinari. Entre cooperação e competição: a repactuação federativa expressa na geopolítica dos novos municípios fluminenses.. 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
CASTRO, I. E.; RIBEIRO, Rafael Winter; CARLOS, A. S. L.; LEAL, C. F. B.; CETRATI, M. A.. Participação em banca de Dirceu Cadena de Melo Filho. Patrimônio como recurso político: disputa por reconhecimento, fortalecimento e geopolítica entre UNESCO e Cabo Verde.. 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
MENDONÇA, F.A.; DURAND, M.; CASTRO, I. E.; VECCHIO, M.; PASSOS, E.. Participação em banca de Fabio de Oliveira Neves. Gestão pública de resíduos sólidos urbanos:problemática e práticas de gestão no oeste paranaense.. 2013. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Paraná.

4.
CASTRO, I. E.; RÜCKERT, A.A.. Participação em banca de Antonio Marcos Roseira. "Nova Ordem sul-americana: Reorganização geopolítica do espaço mundial e projeção internacional do Brasil.". 2012. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Filosofia, letras e Ciências Humanas - USP.

5.
CASTRO, I. E.; Antas Júnior, R.M.; FERNANDES, A. C. A.; CONTEL, F. B.. Participação em banca de Pablo Ibañez. "Geopolítica e Inovação Tecnológica: Uma análise da Subvenção Econômica e das Políticas de Inovação para a Saúde.". 2011. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Filosofia, letras e Ciências Humanas - USP.

6.
GOMES, P. C. C.; CASTRO, I. E.; ABRAMO, P.. Participação em banca de Ana Marcela Ardila Pinto. A construção dos espaços públicos em Bogotá e no Rio de Janeiro: uma análise comparada.. 2011. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

7.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Peter Ribon Monteiro. São Paulo no centro das marginais: a imagem paulistana refletida nos rios Pinheiros e Tietê. 2010. Tese (Doutorado em ARQUITETURA E URBANISMO) - Universidade de São Paulo.

8.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Juliana Nunes Rodrigues. La coopération itercommunale: regards croisés entre la France et le Brésil.. 2010. Tese (Doutorado em Doctorat en Géographie et Aménagement) - Université Jean Moulin Lyon 3.

9.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Adilar Antonio Cigolini. "Território e criação de municípios no Brasil: Uma abordagem Histórico geográfica sobre a compartimentação do espaço". 2009. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

10.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Linovaldo Miranda Lemos. O papel das políticas públicas na formação de capital social em municípios. 2008. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

11.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Olivier Labussière. Le défi esthétique em aménagement: vers une prospective du milieu. 2007. Tese (Doutorado em Géographie, option aménagement) - Université de Pau et des Pays de l'Adour.

12.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Marcia Tamborini. Adaptações do Direito Administrativo ao Neoconstitucionalismo: perspectivas e mutações. 2007. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Gama Filho.

13.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Tania Vasconcelos. Imagens da cidade e a arte pública de Fortaleza. 2007. Tese (Doutorado em ARQUITETURA E URBANISMO) - Universidade de São Paulo.

14.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Saumíneo da Silva Nascimento. As relações geopolíticas da agricultura brasileira no contexto mundial.. 2005. Tese (Doutorado em Núcleo de Pós-Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe.

15.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Francisca Silvania de Sousa Monte. A modernidade no uso e controle das águas no Estado do Ceará: o caso da Barragem do Castanhão. 2004 - IPPUR - UFRJ.

16.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de David Pereira de Morais. A Geografia do Risco: A Percepção do Risco sob a Perspectiva da Segurança na cidade do Rio de Janeiro. 2004. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

17.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Carlos Eduardo Santos Maia. Enlaces Geográficos de um Mundo Festivo - Pirenópolis: A tradição cavalheiresca e sua rede organização. 2002. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Adilar A. Cigolini. Processo de criação de municípios no Brasil: Dimensão territorial eescalas geográficas.. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Geografia) - UFSC.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CASTRO, I. E.. Participação em banca de Maurício Felismindo Barcelos.Mudanças e tendências das relações de trabalho na fronteira agrícola meridional do Mato Grosso do Sul. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
CASTRO, I. E.. Concurso para Professor Titular em Geografia Urbana e do Lazer. 2013. Universidade Federal do Ceará.

Concurso público
1.
MARTIN, A.R.; Damiani, A.L.; SPOSITO, E. S.; RÜCKERT, A.A.; CASTRO, I. E.. Concurso público para professor doutor - USP. 2008. Universidade de São Paulo.

Avaliação de cursos
1.
CASTRO, I. E.. Avaliação sobre a viabilidade de um Curso de Graduação em Gestão de Entretenimento e do Turismo. 2003. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Outras participações
1.
CASTRO, I. E.. Concurso de seleção de doutorado. 2009. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
CASTRO, I. E.. Comissão de Pós Graduação. 2008.

3.
CASTRO, I. E.. Banca de Seleção de Professor Assistente, área de Geografia Regional - Departamento de Geografia - UFRJ. 2003. Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
AAG Annual Meeting 2017. The empowerment of the streets. Political spaces and the impeachment of a Republic President.. 2017. (Congresso).

2.
II Congresso Internacional SETED-ANTE. 'Seminario Estado, Territorio e Desenvolvemento. Tendências e perspectivas dp governo dos territórios. 2015. (Congresso).

3.
Les ruines de la patrimonialisation.L'OVPM et les biens du patrimoine mondial: entre légitimation et détournement du patrimoine urbain. 2015. (Encontro).

4.
I Encontro Regional de Geografia & XXIII Semana de Geografia.Geografia e cidadania. 2014. (Encontro).

5.
XXXII International Congress of the Latin American Studies. Public space: conflict and democracy. 2014. (Congresso).

6.
II SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA POLÍTICA.Entre a política e a nova agenda da geografia. 2013. (Simpósio).

7.
IX Semana de Geografia da UNICAMP.Os desafios do fazer geográfico: entre teoria e prática. 2013. (Encontro).

8.
L'adaptation du changement climatique:perspectives historiques sur son cadrage théorique en aménagement.Questions du débat dans la realité de la démocratie brésiliennes. 2013. (Seminário).

9.
Novos Olhares sobre o Nordeste As espacialidades do seu (re)arranjo territorial.O Avanço da democracia na periferia do capitalismo: Democracia brasileira e o papel do Nordeste. 2013. (Simpósio).

10.
I SIMPÓSIO INTERNACIONAL. METROPOLIZAÇÃO DO ESPAÇO, GESTÃO TERRITORIAL E RELAÇÕES URBANO-RURAL.Gestão do território e a cidade. 2012. (Simpósio).

11.
Coloquio Espacio públoco e democracia, aproximaciones desde la investigación y la gestión.Espacio público y democracia, marco conceptual y analítico. 2011. (Simpósio).

12.
Descentralização, Harmonização Tributária e Relações Intergovernamentais. Como fica a saúde?.Pacto federativo e pacto territorial, relações intergovernamentais na regionalização. 2011. (Seminário).

13.
XXVII Congresso Nacional de secretarias Municipais de Saúde VI Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não Violência.. Questão regional e solidariedade territorial. 2011. (Congresso).

14.
2ª Conferência internacional dos Países de Língua Portuguesa: Mudanças Globais e desastres Naturais.. Mudanças Globais e Desenvolvimento Sustentável. 2010. (Congresso).

15.
II Seminário Nacional do Laboratório de Estudos sobre Espaço e Cultura: "Imaginar abordagens culturais do urbano e do rural"..Espaço e Política na Geografia Cultural. 2010. (Seminário).

16.
Questions de géographie politique: Un dialogue franco-brésilien.Les bases territoriales de la démocratie au Brésil et les problémes de la représentation proportionnelle. 2010. (Outra).

17.
VII Simpósito Nacional sobre Espaço e Cultura e I Simpósio internacional Geografia e Religião.Política, Espaço e Cultura. 2010. (Simpósio).

18.
VI Semana de Geografia da UGF.Política, Espaço e Território. 2010. (Outra).

19.
3ª Jornada Científica da Pós-Graduação em Geografia da UFRJ.Água e Regiões. 2009. (Outra).

20.
Plano estratégico da Área de Geografia do IBGE para o período 2010-2014.Plano estratégico da Área de Geografia do IBGE para o período 2010-2014. 2009. (Seminário).

21.
Terceira Jornada da Pós Graduação em Geografia - PPGG. "Água: abordagens multidimensionais"..Água e Regiões.. 2009. (Outra).

22.
XVI Semana de Geografia UEPG - Pluralidade na geografia.Pluralidade na Geografia.. 2009. (Outra).

23.
XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ..XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ.. 2009. (Outra).

24.
International Conference of Political Geography. L'espace politique: concepts et échelles..Démocracie. 2008. (Simpósio).

25.
IV Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional..Gestão territorial e desenvolvimento urbano regional: Exigências e obstáculos da governança multinível.. 2008. (Seminário).

26.
XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ..XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ.. 2008. (Outra).

27.
Journée de Géographie Politique.Décentralisation, démocratie et répresentation législative locale au Brésil.. 2007. (Encontro).

28.
Semana Acadêmica da Universidade Federal de Santa Maria.QUESTÕES PARA UMA GEOPOLÍTICA DO SÉCULO XXI. RECURSOS NATURAIS, DEMOCRACIA E CIDADANIA. 2007. (Simpósio).

29.
XI ENCONTRO DE GEOGRAFOS DE AMERICA LATINA. O problema da sobre-representação no legislativo municipal brasileiro.. 2007. (Congresso).

30.
2a. Jornada Científica da Pós-Graduação em Geografia.Território, cidadania e espaço público.. 2006. (Encontro).

31.
36a. Semana de Estudos Geográficos..A pseudo cidadania brasileira.. 2006. (Simpósio).

32.
ENCONTRO OS SERTÕES: espaços, tempos, movimentos.O mito da seca no Nordeste. 2006. (Simpósio).

33.
III SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO REGIONAL.Do espaço político ao capital social. O problema da sobre-representação legislativa nos municípios pequenos.. 2006. (Seminário).

34.
Seminário de Pós-Graduação.Geografia e política. território, escalas de ação e instituições.. 2006. (Oficina).

35.
Simpósio Tendências da Geografia Regional e Ordenamento Teritorial - Homenagem a Pierre Dennis..Novas estruturas regionais e a integração das Américas.. 2006. (Simpósio).

36.
VIII Coloquio Internacional de Geocrítica. Do imaginário trpoical à política. Resposta brasileira à história da maldição.. 2006. (Congresso).

37.
Missão Chaire Pierre Monbeig.Debate Franco-Brasileiro: Caminhos atuais da geografia regional.. 2005. (Encontro).

38.
V SEMANA DE GEOGRAFIA DA UESB.Geografia e paradoxos contemporâneos: interdependência global e conflitos sócio-territoriais.. 2005. (Simpósio).

39.
SUDENE e Projeto Nacional: um outro Nordeste para um outro Brasil.Debate: Modernização e Estado no Nordeste - SUDENE e Projeto Nacional: um outro Nordeste para um outro Brasil - Núcleo de Documentação e Informação Histórica e Regional - NDIHR - Universidade Federal da Paraíba - UFPB. 2004. (Seminário).

40.
Conferência de Abertura do XVI Encontro Estadual de Estudantes de Geografia do Ceará - EEEGE.Conferência de Abertura - Nordeste: dinâmica territorial e as questões sócio-ambientais - XVI Encontro Estadual de Estudantes de Geografia do Ceará - EEEGE - Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos - FAFIDAM/UECE. 2003. (Outra).

41.
I Jornada Científica da Pós-Graduação em Geografia. Redes, Escalas e Territórios.Debate: Escalas Geográficas: Questões Teórico Epistemológicas e Políticas - I Jornada Científica da Pós-Graduação em Geografia. Redes, Escalas e Territórios - Programa de Pós-Graduação em Geografia - UFRJ. 2003. (Outra).

42.
Palestra no Instituto Universitário de Estúdios e Desenvolvimento de Galícia - IDEGA.Palestra no Instituto Universitário de Estúdios e Desenvolvimento de Galícia - IDEGA - Universidade de Santigo de Compostela. 2003. (Oficina).

43.
Table Ronde CREDAL/CNRS. La Zone de Libre-échange des Amériques (ZLEA) face aux différents processus d´intégration dans les Amériques..Table Ronde: L´intégration regionale et la perspective de l´ALCA - CREDAL/CNRS. La Zone de Libre-échange des Amériques (ZLEA) face aux différents processus d´intégration dans les Amériques.. 2003. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, I. E.. VII JORNADA DA PÓS-GRADUAÇÃO. 40 Anos do PPGG-UFRJ. 2013. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Caio Perdomo de Oliveira. Espaços da democracia na escola: O papel dos Grêmios do Colégio Pedro II na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Guilherme Felix Machado Filho. O protagonismo das ruas e a formação dos espaços políticos. Início: 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Sergio Silva Borges. Do espaço público ao espaço político: quando o lugar da festa transforma-se em espaço político e o nexo com a institucionalidade da política. Início: 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Eduardo Celestino Cordeiro. O problema do federalismo e das regiões metropolitanas - o caso da Grande São Luis - MA. Início: 2015. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Alan Gustavo Fernandes Pacífico. O prblema da política de transporte aquaviário na Baía de Guanabara. Início: 2015. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Karlos Marques Nunes Parente. DEMOCRACIA E REPRESENTATIVIDADE DE ATORES SOCIAIS NO PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO URBANA DE FORTALEZA-CE: Turismo, Estado e as comunidades da Orla Oeste de Fortaleza. Início: 2013. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Renato Alhadas. As redes sociais e a ativação dos espaços políticos urbanos.. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Guilherme Felix Machado Filho. Espaços da política: a relação entre o espaço político das assembleias e o espaço político das ruas no contexto das manifestações políticas brasileiras contemporâneas.. 2017. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

2.
Tatiana Lemos dos Santos Borges. Os meios de comunicação e a formação das esferas públicas locais: o caso das rádios comunitárias de Varre-Sai e Copacabana.. 2017. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Iná Elias de Castro.

3.
Rubens Buarque Gusmão. Da integração territorial à formação do espaço político:pensando a democracia nas comunidades pacificadas - o caso do Morro Dona Marta. 2014. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

4.
Manuelle Lago Marques. Reservas extrativistas como política pública: conservação, território e democracia. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Iná Elias de Castro.

5.
Vinicius Ventura Juwer. A geografia eleitoral dos grupos criminosos territorializados na cidade do Rio de Janeiro. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

6.
Romulo Dias. Quando a Pedra Desafina: Itaipu e o recrudescimento das relações Brasil-Paraguai na contemporaneidade. 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

7.
Daniel Abreu de Azevedo. Divisão Municipal e o exercício da cidadania em espaços desiguais: Os casos do Piauí e Rio Grande do Sul.. 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

8.
Brian Ackerman. A geografia do quarto fundamento: Espaços de organizações de representação estudantil nos campi da Universidade da Flórida Central e a Universidade Federal do Rio de Janeiro.. 2011. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rotary Club. Orientador: Iná Elias de Castro.

9.
Marcio Viveiros Vieira. "O programa de despoluição da Baía de Guanabara. Entraves institucionais e Impactos territoriais na região metropolitana do Rio de Janeiro.". 2009. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

10.
Danilo Fiani Braga. Pentencostalismo e política: uma geografia eleitoral dos candidatos ligados à Igreja Universal do Reino de Deus no Município do Rio de Janeiro.. 2008. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Iná Elias de Castro.

11.
Ricardo de Castro Trovizo. O envolvimento do Exército com a política nacional. E seus reflexos para as transformações da Força Terrestre. 2007. Dissertação (Mestrado em Comando e Estado Maior do Exército) - Escola de Comando e Estado - Maior do Exército, . Orientador: Iná Elias de Castro.

12.
Juliana Nunes Rodrigues. As transferências intergovernamentais de recursos do FPM e do ICMS como estratégias de equilíbrio espacial.. 2006. 98 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

13.
Fabio de Oliveira Neves. Geografia dos resíduos sólidos do Rio de Janeiro: entre os direitos e os deveres da cidadania.. 2006. 98 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Iná Elias de Castro.

14.
Rafael Winter Ribeiro. A construção da aridez: representações da natureza, regionalização e institucionalização do combate à seca (1877-1909).. 2001. 147 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

15.
Fabiano Soares Magdaleno. O território nas Constituições brasileiras: interpretando a estrutura federativa do Brasil.. 2001. 95 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

16.
Mário Bastos Caita. As escalas institucionais e as bases étnicas na organização do poder e do território em Angola.. 2000. 98 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Governo de Angola. Orientador: Iná Elias de Castro.

17.
Maria Lúcia Vilarinhos. Imaginários das políticas educacionais e seus reflexos na organização do território do campus da UFRJ.. 2000. 88 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

18.
Jurandyr Carvalho Ferrari Leite. Projeto geopolítico e terra indígena - Dimensões territoriais da política indigenista.. 1999. 0 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

19.
Nelson Nóbrega Fernandes. O rápito ideológico do conceito de subúrbio carioca.. 1996. 0 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

20.
Rejane Cristina Araujo Rodrigues. O imaginário oligárquico do Programa de Irrigação do Nordeste.. 1993. 0 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

Tese de doutorado
1.
Marcelo Alonso Morais. Espaços da religião na cidade do Rio de janeiro:conflitos e estratégias das práticas umbandistas.. 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Coorientador: Iná Elias de Castro.

2.
Daniel Abreu de Azevedo. A democracia participativa como um sofisma: uma interpretação geográfica da democracia. 2016. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

3.
Savio Túlio Olesiere. Desconcentração regional e evolução da política científica, tecnológica de inovação no Brasil.. 2013. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

4.
Juliana Nunes Rodrigues. La coopération intercommunale: regards croisés entre la France et le Brésil. 2010. Tese (Doutorado em Doctorat en Géographie et Aménagement) - Université Jean Moulin Lyon 3, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Iná Elias de Castro.

5.
Fabiano Soares Magdaleno. A territorialidade da representação política no Estado do Rio de Janeiro: uma naálise dos vínculos territoriais de compromisso dos deputados fluminenses.. 2008. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

6.
Linovaldo Miranda Lemos. O papel das políticas púlicas na formação do capital social em municípios "novos ricos" fluminenses.. 2008. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

7.
Rejane Cristina Araújo Rodrigues. Modenização portuária e rede logística - O PORTO DE SEPETIBA/ITAGUAÍ como vetor de desenvolvimento no território fluminense.. 2007. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

8.
Rafael Winter Ribeiro. A invenção da diversidade: construção do Estado e diversificação territorial do Brasil (1889-1930).. 2005. 250 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

9.
Maria Monica Vieira Caetano O´Neill. As Bases Territoriais Institucionais: Novas Configurações no Espaço Nordestino. 2004. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

10.
Ina Elias de castro. Metonímias Geográficas - Imaginação e retórica da paisagem no semiárido pernambucano.. 2004. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

11.
Renato Leone Miranda. Políticas públicas e territoriralização do desenvolvimento turístico da Bahia: o caso da Chapada Diamantina.. 2003. 365 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

12.
Josias de Castro Galvão. Água, a redenção para o Nordeste: discursos das elites políticas cearence e paraibana sobre obras hídricas redentoras e as práticas voltadas ao setor hídrico.. 2003. 380 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

13.
Vera Lúcia MayrinK de Oliveira Mello. A paisagem do rio Capiberibe: um recorte de significados e representações.. 2003. 280 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

14.
Antonio Angelo Martins da Fonseca. Descentralização e estratégias institucionais dos municípios para a capacitação de recursos: um estudo comparativo entre Feira de Santana, Ilhéus e Vitória da Conquista - BA (1997-2003). 2003. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Orientador: Iná Elias de Castro.

15.
Nelson Nóbrega Fernandes. Festa, cultura popular e identidade nacional. As escolas de samba do Rio de Janeiro (1928-1949). 2001. 376 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

16.
José Lacerda Alves Felipe. Memória e imaginário político na (re)invenção do lugar. Os Rosado e o país de Mossoró.. 2000. 0 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Pablo Ibañez. 2014. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Iná Elias de Castro.

2.
Juliana Nunes Rodrigues. 2011. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Iná Elias de Castro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ataide Cosme Teixeira da Silva Junior. A imagem dos Espaços Públicos nos discursos politicos e suas consequências nas eleições da cidade do Rio de Janeiro. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

2.
Rafael Veríssimo Oliva. O Problema da divisão política do território na escala municipal: Um estudo comparativo na América do Sul. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

3.
Carolina Porto Teixeira. A privatização do espaço público: o estudo do caso do fechamento de ruas no bairro da Tijuca - RJ. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

4.
Bene Godinho Alexandre. O Problema da Escala Política Local. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

5.
Fabio de Oliveira Neves. A Política e suas Instituições na Questão Ambiental. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

6.
Juliana Nunes Rodrigues. O Município como Escala de Gestão no Brasil Contemporâneo. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

7.
Gutemberg A Coelho. Educação Ambiental e Espaço. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Iná Elias de Castro.

8.
Genivaldo Henrique Silva dos Santos. A Representação Política e Verificação de sua Efetividade no Município de Nilópolis. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Iná Elias de Castro.

9.
Gabriel Autran Gonçalves Reichenheim. O Novo Mapa Político do Brasil: As Condições Territoriais na Emancipação Estadual. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

10.
Marcelo Borges Boullosa. Compartimentação social e resultados eleitorias na cidade do Rio de Janeiro.. 2002. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

11.
Sávio Túlio Oselieri Raeder. Geografia Eleitoral da Reeleição dos Prefeitos no Brasil. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

12.
Bianca Motta Guerra. Políticas públicas e território. Projetos de iorrigação da CODEVASF no Norte de Minas Gerais.. 2000. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Iná Elias de Castro.

13.
Hojy-Henda da Rocha Guimarães. A geopolítica das migrações internacionais.. 2000. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Iná Elias de Castro.

14.
Marcio de araújo Rodrigues. As ilhas de tecnologia no semi-árido nordestino e o novo discurso regional.. 1998. 67 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.

15.
Rafael Winter Ribeiro. Seca e determinismo: a gênese do discurso da seca nordestina.. 1997. 74 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Iná Elias de Castro.

16.
Fabiano Soares Magdaleno. Crescimento industrial recente no semi-árido nordestino: novos atores, novas políticas.. 1997. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Iná Elias de Castro.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
CASTRO, I. E.. Um modelo geográfico para pensar o espaço e a política na geografia cultural. In: Caio Amorim Maciel; Claudio Ubiratan Gonçalves; Monica Cox de Brito Pereira. (Org.). Abordagens geográficas do urbano e do agrário. 1ed.Recife: Editora Universitária - UFPE, 2013, v. 1, p. 163-175.


Apresentações de Trabalho
1.
CASTRO, I. E.. Descentralização, federalismo e as questões regionais no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CASTRO, I. E.. Gestão do Território, cidade e o problema do federalismo no Brasil.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CASTRO, I. E.. Entre a política e a nova agenda da geografia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, I. E.. VII JORNADA DA PÓS-GRADUAÇÃO. 40 Anos do PPGG-UFRJ. 2013. (Outro).



Outras informações relevantes


Membro do Comité Científico de L'espace politique - Révue en ligne de géographie politique et géopolitique, associada à Comissão de geografia política da UGI; Artigo aceito para publicação na Revista L'espace politique: "Décentralisation, démocratie et répresentation législative locale au Brésil"; 
Trabalhos aceitos para publicação em livro de Anais: "O mito da seca". UFPE; Regionalismo hoje. Do que se trata no Nordeste? UFPE;
Consultor adhoc da PAPESP e do sistema ScIELO



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 8:27:24