Marie Anne Najm Chalita

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1204706429460555
  • Última atualização do currículo em 13/08/2018


Possui graduação em Ciencias Biológicas pela Universidade de São Paulo (1979), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001) e doutorado em Sociologia pela Université de Nanterre Paris X e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Possui especializações pela Universidade Técnica de Dresden/RDA na área de Planejamento Ambiental (Alemanha) e pelo IEDES (Université Paris I) na área de Sociologia do Terceiro Mundo. Foi consultora da ONU/UNV (Programa do Voluntariado das Nações Unidas) (2002-2004), Banco Mundial (Programa RS Rural) (2001-2003) e da FEPAM/UFRGS (Programa Pró-Guaíba) (2001-2004). Trabalhou durante 13 anos na Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo (CETESB) em Planejamento Ambiental e em projetos de Educação Ambiental, Processos Participativos, Políticas Públicas e Gestão de Áreas de Proteção Ambiental. Foi Pesquisadora Científica do Instituto de Economia Agrícola até 2012. Atualmente é Pesquisadora Científica VI e docente no Instituto de Pesca. Atua na área de Sociologia Ambiental, Sociologia Econômica e Sociologia Rural, principalmente em análise politico-cultural de mercados de qualidade na agricultura e na pesca, gestão de bens naturais escassos, sociologia do consumo alimentar e economia da qualidade. Tem experiência em docência em disciplinas que abordam a temática da importância da formação dos vínculos sociais nos mercados e da governança para a sustentabilidade ambiental com abordagem teórica da sub-área sociologia econômica. Pós-doutora pela FEA/USP, com apoio da FAPESP (Auxílio Regular de Pesquisa). Membro do Comitê em Ética Animal (Instituto de Pesca), Coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica ((PIBIC/CNPq/Instituto de Pesca) e Coordenadora do Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca (SICIP). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marie Anne Najm Chalita
Nome em citações bibliográficas
CHALITA, Marie Anne Najm

Endereço


Endereço Profissional
Instituto de Pesca, Centro de Recursos Hídricos.
Rua Francisco Matarazzo, 455
Água Branca
05001-970 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 38717531
Fax: (11) 38717558
URL da Homepage: http://www.pesca.sp.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2004
Doutorado em Sociologia.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
com período co-tutela em Université de Paris X, Nanterre (Orientador: Nicole Eizner).
Título: Cultura política e agricultura familiar: a identidade sócio-profissional de empresário rural como referencial das estratégias de desenvolvimento da citricultura paulista, Ano de obtenção: 2004.
Orientador: Anita Brumer.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: agricultura familiar, campo econômico, estratégias; sociologia econômica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: sociologia econômica.
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados Com Essas Atividades.
1999 - 2001
Mestrado em Sociologia.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: A produção do empresário rural na citricultura paulista,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Anita Brumer.
Palavras-chave: sociedade meio ambiente e agricultura; sociologia econômica; desenvolvimento rural e agronegócios.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Desenvolvimento Rural; Outros.
1987 - 1988
Especialização em Sociologie du Tiers Monde. (Carga Horária: 360h).
IEDES-Université de Paris I - Pantheon Sorbonne, IEDES, França.
Título: La représentation politique des producteurs agricoles familiaux intégrés à l'agro-industrie.
Orientador: Yves Goussault.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1985 - 1986
Especialização em Environmental Management and Protection. (Carga Horária: 360h).
Technische Universität Dresden, TUD, Alemanha.
Título: Social and environmental impacts due to modernization of brazilian agricultural technology.
Orientador: M Seidel.
Bolsista do(a): Unesco, UNESCO/UNEP, Alemanha.
1976 - 1979
Graduação em Ciencias Biológicas.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Pós-doutorado


2009 - 2010
Pós-Doutorado.
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade/USP, FEA, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2017 - 2017
Fotografia. (Carga horária: 60h).
Centro Universitário Senac, SENAC/SP, Brasil.
2013 - 2013
Uso de Banco de Dados. (Carga horária: 16h).
Instituto de Pesca, IP, Brasil.
2009 - 2009
Economia do Meio Ambiente: explicitando as hipótes. (Carga horária: 12h).
Instituto de Economia Agrícola, IEA, Brasil.
2009 - 2009
Os recursos naturais e o meio ambiente no pensamen. (Carga horária: 14h).
Instituto de Economia Agrícola, IEA, Brasil.
2009 - 2009
A sociologia de Pierre Bourdieu: teoria e prática. (Carga horária: 9h).
Centro de Estudos Rurais e Urbanos, CERU, Brasil.
2007 - 2007
Sociologia Econômica. (Carga horária: 84h).
Faculdade de Economia e Administração USP, FEA, Brasil.
2005 - 2005
Sociologia Econômica. (Carga horária: 84h).
Faculdade de Economia e Administração USP, FEA, Brasil.
2004 - 2004
Teoria Social Sociologia Ambiental e Interdiscipli. (Carga horária: 84h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Saber Comunidade e Cultura. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Análise Qualitativa Em Ciências Sociais Novas Pers. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
1987 - 1987
Extensão universitária em Avaliação de Impacto Social e Questões Éticas Envo. (Carga horária: 30h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1987 - 1987
Extensão universitária em Metodologia Para Avaliação de Impacto Ambiental. (Carga horária: 32h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1984 - 1984
Extensão universitária em Ação Multidisciplinar da Problemática do Meio Ambi. (Carga horária: 24h).
Cetesb Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, CETESB, Brasil.
1984 - 1984
Extensão universitária em Métodos e Técnicas de Gerenciamento e Negociação E. (Carga horária: 30h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1979 - 1979
Movimentos Sociais Urbanos e Educação Popular. (Carga horária: 32h).
Instituto Sedes Sapientiae, ISSA, Brasil.
1979 - 1979
Política e Educação Popular. (Carga horária: 32h).
Instituto Sedes Sapientiae, ISSA, Brasil.
1977 - 1977
Extensão universitária em Oceanografia Pesqueira e Aquicultura. (Carga horária: 120h).
Instituto Oceanográfico, IO, Brasil.
1977 - 1977
Extensão universitária em Ecologia Problemas e Pesquisas. (Carga horária: 32h).
Sociedade Botânica do Brasil, SOBOTBR, Brasil.
1976 - 1976
Extensão universitária em O Impacto do Homem na Natureza. (Carga horária: 32h).
Sociedade Botânica do Brasil, SOBOTBR, Brasil.


Atuação Profissional



Comitê de Ética em Experimentação Animal do Instituto de Pesca, CEEAIP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: pesquisador científico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto de Pesca, IP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor de pós-graduação, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Consumo de pescado: avaliações e estudos de caso no Brasil e no mundo/Pesca,sustentabilidade e ciência pesqueira. Mercados e consumo: a problemática da sustentabilidade da atividade pesqueira.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor pós-graduação, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina Mestrado: Pesca, sustentabilidade e ciência pesqueira

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: pesquisador científico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador Comitê Interno PIBIC/CNPq Instituto de Pesca

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: pesquisador científico, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenação do Programa Institucional de |Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC)/CNPq/IP

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: membro do COMPESCA/FIESP, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente e Pesquisador Científico VI, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenação Programa de Iniciação Científica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 4
Outras informações
Mestrado Strictu Sensu em Aquicultura e Pesca Disciplina ministradas: 1.Estrutura e Funcionamento dos Mercados 2.Gestão da atividade pesqueira: aspectos sociais, culturais e políticos

Atividades

09/2017 - 09/2017
Ensino, Aquicultura e Pesca, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Mercados e consumo: a problemática da sustentabilidade da atividade pesqueira

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade/USP, FEA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Pós-doutoramento, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Científica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto de Economia Agrícola, IEA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Científica Nível VI, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Colaborador Docente DIEESE, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 8
Outras informações
Oficina de Capacitação Profissional para Conselheiros de Desenvolvimento Local DIEESE com Prof. Dr. Ricardo Needer

Atividades

7/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Economia Agrícola, .


Secretaria Agricultura e Abastecimento Rs Rural, SECRETARIA AGRIC, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Consultoria, Carga horária: 40

Atividades

11/2001 - 12/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria Agricultura e Abastecimento Rs Rural, .

11/2001 - 12/2002
Conselhos, Comissões e Consultoria, Saa, Rs Rural.

Cargo ou função
Consultor.

Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, SMA, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 1996
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Contrato de Prestação de Serviços, Carga horária: 40
Outras informações
Atividades de pesquisa e implementação de políticas públicas junto a Coordenadoria de Planejamento Ambiental CETESB

Atividades

1988 - 1996
Pesquisa e desenvolvimento , Diretoria de Projetos Especiais, .

1988 - 1996
Outras atividades técnico-científicas , Coordenadoria de Planejamento Ambiental, Coordenadoria de Planejamento Ambiental.

Atividade realizada
Analista de Planejamento Ambiental.

Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, FZB/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Consultoria, Carga horária: 0

Atividades

2001 - 2001
Serviços técnicos especializados , Programa Pró Guaíba, .

Serviço realizado
Diagnóstico sócio-econômico e dos valores histórico-culturais:Indicação e Implementação de novas áreas de Proteção na Bacia do Guaíba.

Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luís Roessler, FEPAM, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 2000
Vínculo: Consultora, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Consultora, Carga horária: 0

Atividades

1/1997 - 2000
Serviços técnicos especializados , Fepam, .

Serviço realizado
Membro da Equipe Técnica do Diagnóstico Socioeconômico da Bacia do Guaíba e Coordenação e elaboração do eixo Unidade de Conservação e Turismo.
1994 - 1994
Serviços técnicos especializados , Fepam, .

Serviço realizado
Elaboração de proposta de Diagnóstico qualitativo dos usos atuais e futuros dos recursos hídricos das bacias dos rios Gravataí e Sinos.

Cetesb Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, CETESB, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1996
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista de Planejamento Ambientalr, Carga horária: 40

Atividades

3/1983 - 3/1987
Pesquisa e desenvolvimento , Diretoria de Planejamento Ambiental, .

3/1983 - 3/1987
Serviços técnicos especializados , Cetesb, Coordenadoria de Planejamento Ambiental.

Serviço realizado
Planejamento e gestão ambiental em área rurais.

Colégio Alexander Fleming, CAF, Brasil.
Vínculo institucional

1979 - 1979
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Atividades

1979 - 1979
Ensino,

Disciplinas ministradas
Ciências e Higiene e Saúde

Novo Horizonte, NH, Brasil.
Vínculo institucional

1980 - 1983
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Atividades

1980 - 1983
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas Integradas e Estudos do Meio


Linhas de pesquisa


1.
Planejamento e gestão ambiental/Educação ambiental/Política ambiental
2.
Desenvolvimento local e conselhos de desenvolvimento rural
3.
Planejamento territorial e áreas especiais de proteção ambiental
4.
Sociologia econômica, sociologia ambiental, sociologia rural/Consumo alimentar, mercados de qualidade e sustentabilidade


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Consumo em um mercado contestado? Ambivalências organizacionais e institucionais no caso do pescado no Brasil
Descrição: O pescado é um alimento denso em bens coletivos tanto por mobilizar direitos de propriedade públicos quanto por sua própria definição como recurso natural renovável em um contexto de sobrepesca (no caso da atividade extrativista) ou de impactos sobre os ecossistemas (no caso das atividades de cultivo). A atividade pesqueira compromete diretamente os resultados econômicos e sociais esperados ao longo do tempo, o que nem sempre depende do perfil econômico e social do pescador ou aquicultor e, em muitos casos, depende de qual recurso pesqueiro específico está sendo extraído (e disputado) ou cultivado. Dadas as características do mercado do pescado (os bens transacionados e as garantias são prioritariamente de natureza pública, em um contexto de informações imperfeitas, resultando em elevado grau de informalidade), o consumo do alimento é afetado não apenas por sua oferta restrita, como também pelos entraves na definição da qualidade do mesmo (qualidade objetiva do alimento; percepção da qualidade do alimento; construção social da qualidade e julgamento coletivo da qualidade) (CERDAN, 2008). Prevalecem os de natureza sanitária somados à indistinção no gosto e consequente alta inespecificidade no consumo. Os dispositivos de qualidade preservacionista/ambiental são ainda incipientes em razão de intensos conflitos entre esferas de decisão na arena das políticas públicas que podem ser resumidas entre aquelas visando desenvolvimento do mercado e aquelas visando a preservação da biodiversidade. Este projeto de pesquisa investigará o consumo do pescado no Brasil. Orienta-se pela evidência de que o incremento do consumo do alimento depende de termos negociados em razão da íntima associação entre atividade produtiva e sustentabilidade ambiental, em que pese a crescente participação da oferta do alimento importado. A partir desta problemática, e baseado em dados secundários, abordará três ordens de questões que afetam o consumo do alimento: 1) as dificuldades de disponibilidade e acesso ao alimento; 2) as dificuldades no surgimento de transações identificáveis e mensuráveis em torno da qualidade do alimento; 3) as disjunções de ordem institucional e organizacional que explicam os discursos antagônicos internos ao mercado. A hipótese deste trabalho é que o consumo do pescado situa-se nos marcos de um mercado contestado pelas próprias características da atividade pesqueira. Em razão disto, as análises pretendidas indicam que a solução do conflito estrutural entre recursos naturais e desempenho econômico tem resultado em segmentação baseada, de um lado, no beneficiamento e diversificação de alternativas de processamento industrial de poucas espécies e, de outro, na formação de um mercado de nichos do produto mais diversificado em espécies e in natura. Será dividido nas seguintes partes: 1) na introdução, as características gerais do mercado do pescado; 2) o referencial teórico (mercados contestados); 3) um panorama da situação em geral do consumo de pescado no Brasil a partir dos dados da POF/FIBGE e de dados de exportação/importação do país; 4) algumas mudanças organizacionais e institucionais que explicam a prevalência de instrumentos de comando e controle ambientais no mercado do pescado sobre os de desenvolvimento setorial e 5) conclusão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
Uma análise politico-cultural do mercado de queijos no Brasil a partir do consumidor
Descrição: O projeto visa empreender uma análise político-cultural (FLIGSTEIN, 2001) do mercado de qualidade dos queijos no Brasil a partir das relações de mútua influência existentes em torno das definições de qualidade do produto originárias, de um lado, do consumidor e, de outro lado, das principais organizações empresariais e algumas iniciativas associativas deste mercado. A principal hipótese orientadora da pesquisa é que os atributos de qualidade que operam no mercado brasileiro apontam para uma ênfase na estratégia industrial de diferenciação e não na estratégia de singularização, pouco qualificando o mercado de queijos tanto no plano do consumo quanto no plano da produção, mantendo-o subordinado ao mercado mundial e caracterizado por um débil processo de coordenação interno. A reflexão teórica parte do sub-campo da sociologia econômica e sua interface com a Economia das Convenções (EYMARD-DUVERNAY, 1989) e a Economia das Singularidades (KARPIC, 2007) com vistas a compreender a legitimação e consolidação da problemática do consumo (BARBOSA e CAMPBELL, 2007; WARDE, 1997; FEATHERSTONE, 2007; MCCRACKEN, 2003; DOUGLAS e ISHERWOOD, 1996) nos mercados de qualidade. A pesquisa empírica investigará a caracterização sócio-cultural de grupos de consumidores em três pontos de venda na cidade de São Paulo (Rua Santa Rosa, Empório Santa Luzia e Mercado Municipal), os processos de definição da qualidade no mercado junto à Associação Brasileira de Indústrias de Queijo (ABIC) e junto à algumas iniciativas governamentais e não-governamentais de valorização dos produtos nacionais e dados da Pesquisa de Orçamento Familiar. Além de revisão bibliográfica, a metodologia está baseada em entrevistas estruturadas, semi-estruturadas e análise multivariada. (IEA/Primeiro ano FEA-USP).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador / Rosana Pithan - Integrante / Regina Petti - Integrante / Dirceu da Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2008 - 2010
Uma análise cultural do mercado de qualidade dos queijos na Rua Santa Rosa, Empório Santa Luzia e Mercado Muncipal da cidade de São Paulo a partir da caracterização do consumidor
Descrição: Analisar as variáveis culturais que constituem um campo de referência para o consumo de queijos comuns e finos, os processo de certificação e os mecanismos de coordenação setorial. Projeto de Pós-Doutoramento (primeiro ano Projeto Fapesp).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador / Rosana Pithan - Integrante / Regina Petti - Integrante / Dirceu da Silva - Integrante.
2008 - 2010
Análise das instituições em torno dos processos de desmatamento e mercado de carbono na Amazônia
Descrição: Este projeto tem com objetivo analisar os processos de ocupação e uso dos recursos naturais da floresta. A forma como se produz a valoração da floresta, considerando as causas sociais e econômicas do desmatamento, possibilita ultrapassar a distinção entre sua valoração pelo mercado e seu valor intrínseco. Com base nos conceitos de direitos de propriedade, direitos econômicos e rede social demonstra-se que a política atual de gestão e concessão da floresta pode também ancorar-se no mercado de carbono para agir diretamente sobre o caráter ilegal e clandestino das atividades que depredam a floresta e diminuir os conflitos existentes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Uma análise sócio-cultural do mercado de qualidade a partir da problemática do consumo: uma revisão da literatura em sociologia econômica
Descrição: Este projeto de pesquisa tem por objetivo fazer uma revisão bibliográfica de autores contemporâneos da sociologia econômica e estabelecer sua interface com a Teoria das Convenções e a Teoria das Singularidades pra situar a importância da problemática do consumo na análise dos mercados de qualidade. Perspectivas teóricas de um autor moderno (Bourdieu) e pós-moderno Bauman serão igualmente objetos de investigação em seus desdobramentos sobre as análises sociológicas dos mercados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Projeto de pesquisa Agroagua: gestão compartilhada de bacias hidrográficas: proposta para adequação tecnológica na atividade agrícola nas cabeceiras do Alto Tietê e Médio Tietê. Módulo 3: Diagnóstico dos atores sociais/APTA/FAPESP
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Integrante / Yara Maria Chagas Carvalho - Coordenador / outros pesquisadores da APTA/SP - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
Análise da segmentação de mercados agroindustriais: trajetórias sociais dos empresários e das estratégias de produção e comercialização
Descrição: Este projeto visa apresentar uma opção de orientação metodológica, de caráter interdisciplinar, para análise da segmentação do mercado dos mercados agroindustriais. A análise da segmentação do mercado supõe que se identifique quais segmentos de mercado as empresas buscam atingir e quais os canais de distribuição utilizados para a colocação do produto no varejo. Este procedimento pode ser realizado através da identificação das trajetórias diferenciadas de ingresso e atuação em segmentos de mercado (interno e externo) através de variáveis sociais, econômicas, gerenciais e culturais que concorrem para a definição de perfis empresarias disitintos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Cachaça: aspectos da qualidade da bebida sob a ótica dos conceitos de diferenciação e singularidade
Descrição: O objetivo deste projeto é a análise da relação entre a estrutura e dinâmica sociais do mercado e o desempenho econômico-comercial da cachaça. Atualmente, observa-se uma debilidade na homologia entre produção e consumo no mercado da cachaça que se resume, fundamentalmente, em três aspectos principais: 1. a cachaça é uma bebida que, apesar do seu baixo preço, é pouco consumida por estratos de renda média ou alta no Brasil; 2. o mercado externo expressa uma grande demanda potencial pela cachaça artesanal; 3. os maiores grupos de produção industrial atuam na padronização do produto, enquanto a cachaça artesanal é produzida, em sua maior parte informal e precariamente em termos tecnológicos, sendo consumida preferencialmente nos locais próximos à sua produção. Buscando elementos na economia da qualidade e sociologia econômica, a idéia que direciona este capítulo é que o melhor desempenho econômico da cachaça nos mercados internacionais depende da capacidade dos agentes produtivos e do poder público salientarem suas características como produto, ao mesmo tempo, diferenciado e singular..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Projeto Perspectivas da citricultura a partir da análise da gestão das propriedades rurais
Descrição: Análise dos instrumentos e processos de gestão da produção, comercialização e acesso às informações estratégicas de mercado por parte produtores de laranja no Estado de São Paulo como indicativo de sua estabilidade na atividade econõmica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.Financiador(es): Instituto de Economia Agrícola - Auxílio financeiro.
2001 - 2002
Projeto RS Rural Mulheres
Descrição: Pesquisa sobre demandas de mulheres agricultores para projeto de geração de renda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.Financiador(es): Banco Mundial/SAA-RS - Auxílio financeiro.
2001 - 2002
Projetos de Geração de Renda, Implantação de Infraestrutura e Preservação Ambiental
Descrição: Pesquisa sobre pobreza no meio rural gaúcho, geração de renda e recuperação da qualidade ambiental..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.Financiador(es): Banco Mundial/SAA-RS - Auxílio financeiro.
2001 - 2002
Projeto RS Rural Jovens
Descrição: Pesquisa sobre demandas de jovens agricultores para proejtos de geração de renda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.Financiador(es): Banco Mundial/SAA-RS - Auxílio financeiro.


Projetos de desenvolvimento


2012 - 2015
Queijo à mesa: a difícil construção de um mercado de qualidade em torno de um alimento tradicional no Brasil
Descrição: Este projeto tem como objetivo a elaboração de um livro sobre os resultados do Projeto FAPESP Análise politico-cultural do mercado de qualidade dos queijo no Brasil a partir do consumidor. Contará com outros pesquisadores que trabalham com mercados de qualidade e alimentação..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
1991 - 1996
Áreas de Proteção Ambiental no Estado de São Paulo: diagnóstico e implementação
Descrição: Diagnóstico dos impactos ambientais, propostas de aoneamento e instrumentos de lei de proteção de APA's.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.
1983 - 1987
Participação comunitária e políticas públicas
Descrição: Processo de participação e descentralização na elaboração de políticas públicas na área ambiental.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.
1983 - 1987
Educação ambiental informal
Descrição: Conceitos e metodologia para educação ambiental.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.
1983 - 1987
Educação ambiental formal
Descrição: Diretrizes e instrumentos para educação ambiental na rede pública de ensino.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marie Anne Najm Chalita - Coordenador.


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2015 - Atual
Agência de fomento: Comitê de Ética em Experimentação Animal do Instituto de Pesca


Revisor de periódico


2005 - 2007
Periódico: Agricultura em São Paulo
2005 - Atual
Periódico: Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola
2007 - Atual
Periódico: Economia Agrícola
2006 - Atual
Periódico: Revista RAE/FGV
2008 - Atual
Periódico: Revista Organizações Rurais & Agroindustriais
2008 - Atual
Periódico: Revista de Economia e Sociologia Rural
2009 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Food Technology (ITAL)
2015 - Atual
Periódico: Acta Pesca


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: sociologia ambiental.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: sociologia econômica.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2001
Prêmio SOBER (Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia), SOBER.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CHALITA, Marie Anne Najm2012CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Determinação e indeterminação do efeito das classes econômicas na alimentação e no consumo de queijos. Revista de Economia Mackenzie (Impresso), v. 9, p. 10-38, 2012.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm2012CHALITA, Marie Anne Najm. O consumo de queijo como referência para a análise do mercado de qualidade do produto. Revista de Economia e Sociologia Rural (Impresso), v. 50, p. 545-562, 2012.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm2010CHALITA, Marie Anne Najm; GODOY, Amália Maria Goldberg ; LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua . Direitos econômicos e de propriedade e aspectos institucionais do mercado de carbono como instrumento de conservação da Amazônia. Revista de Economia Agrícola (Impresso), v. 57, p. 75-90, 2010.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm2010CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, C. R. L. . Cachaça: desempenho comercial e qualidade de uma bebida genuinamente brasileira. Textos para discussão, v. TD, p. 01-36, 2010.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm2010CHALITA, Marie Anne Najm; CARVALHO, Yara Maria Chagas . Limites e potencialidades do envolvimento social em torno da consrução do selo de qualidade ambiental na região das Cabeceiras do Tietê. Textos para Discussão, v. TD, p. 01-17, 2010.

6.
CHALITA, Marie Anne Najm2010CHALITA, Marie Anne Najm; GODOY, Amália Maria Goldberg ; LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua . Direitos econômicos e de propriedade: a construção de uma nova institucionalidade a partir do mercado de carbono na Amazônia visando a preservação do ecossistema. Revista de Administração e Negócios da Amazônia (Online), v. 2, p. 1-32, 2010.

7.
CHALITA, Marie Anne Najm2009CHALITA, Marie Anne Najm; Pithan, Rosana ; PETTI, R. ; SILVA, C. R. L. . Algumas considerações sobre a fragilidade das concepções de qualidade no mercado de queijos no Brasil. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 39, p. 77-88, 2009.

8.
CHALITA, Marie Anne Najm2009CHALITA, Marie Anne Najm. Análise dos mercados de qualidade a partir das noções de diferenciação e singuaridade dos produtos: uma revisão da literatura em sociologia econômica. Textos para Discussão, v. 10, p. 1-14, 2009.

9.
CHALITA, Marie Anne Najm2009CHALITA, Marie Anne Najm. A importância do consumidor nos mercados de qualidade. Textos para Discussão, v. 11, p. 1-14, 2009.

10.
CHALITA, Marie Anne Najm2009CHALITA, Marie Anne Najm. Instituições e representação dos interesses dos citricultores no mercado. Revista de economia agrícola, v. 56, p. 5-22, 2009.

11.
STAUDT, N. P.2009STAUDT, N. P. ; SATO, G. S. ; Pithan, Rosana ; VARELA, Carmem Augusta ; CHALITA, Marie Anne Najm . Processo de certificação de qualidade para produtos agroalimentares: o Selo Produto São Paulo. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 39, p. 17-24, 2009.

12.
CHALITA, Marie Anne Najm2008CHALITA, Marie Anne Najm. O mercado das singularidades (Resenha). Revista de Economia Agrícola (Impresso), v. 1, p. 35-42, 2008.

13.
CHALITA, Marie Anne Najm2008 CHALITA, Marie Anne Najm. A produção do habitus empresarial na citricultura paulista. Revista de Economia Agrícola (Impresso), v. 1, p. 20-38, 2008.

14.
LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua2008LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua ; CHALITA, Marie Anne Najm ; GODOY, Amália Maria Goldberg ; SILVA, C. R. L. . A importância de projetos de conservação da Floresta Amazônica no Protocolo de Kyoto para a redução do desmatamento. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 37-50, 2008.

15.
CHALITA, Marie Anne Najm2008 CHALITA, Marie Anne Najm. A construção social e econômica do gosto e da preferência, o valor simbólico da mercadoria e o desempenho das exportações da cachaça. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 17-29, 2008.

16.
CHALITA, Marie Anne Najm2008CHALITA, Marie Anne Najm; SATO, Geni Satiko . Uma opção metodológica para a análise da segmentação de mercados agroindustriais: trajetórias sociais dos empresários e das estratégias de produção e comercialização. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 18-24, 2008.

17.
CHALITA, Marie Anne Najm2007CHALITA, Marie Anne Najm. Competitividade e eficiência na citricultura paulista: uma análise a partir da gestão dos estabelecimentos agrícolas. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 37, p. 17-32, 2007.

18.
CHALITA, Marie Anne Najm2006CHALITA, Marie Anne Najm. As estruturas sociais da economia (Resenha). Agricultura em São Paulo, v. 53, p. 25-35, 2006.

19.
CHALITA, Marie Anne Najm2006CHALITA, Marie Anne Najm; PANZUTTI, Nilce Migueles . Significados e identidades nas transformações da agricultura familiar. Informações Econômicas (Impresso), v. 36, p. 21-30, 2006.

20.
CHALITA, Marie Anne Najm2006CHALITA, Marie Anne Najm. A agricultura familiar e seus novos vínculos com a prática econômica. Agricultura em São Paulo, v. 53, p. 125-139, 2006.

21.
CHALITA, Marie Anne Najm2006CHALITA, Marie Anne Najm. As relações comerciais entre produtores e indústrias processadoras de suco de laranja.. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 36, p. 7-19, 2006.

22.
CHALITA, Marie Anne Najm2006CHALITA, Marie Anne Najm. Os limites e as potencialidades do voluntariado na ordem econômica e na gestão das políticas públicas. Anais do I Congresso Internacional de Sociologia Econômica e das Finanças, v. 1, p. 70-85, 2006.

23.
CHALITA, Marie Anne Najm2005 CHALITA, Marie Anne Najm. Desenvolvimento rural, agricultura e natureza: novas questões de pesquisa. Agricultura em São Paulo, Secretaria de Agricultura e Ab, v. 52, n.1, p. 97-113, 2005.

24.
CHALITA, Marie Anne Najm2005CHALITA, Marie Anne Najm; PANZUTTI, Nilce Migueles . Pools e condomínios de produtores rurais: as novas formas de organização do mercado e de mediação social na citricultura. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 35, p. 26-37, 2005.

25.
CHALITA, Marie Anne Najm2004 CHALITA, Marie Anne Najm. A construção social dos assalariados na citricultura paulista.. Antropolítica (UFF), EDUFF, n.16, p. 137-159, 2004.

26.
CHALITA, Marie Anne Najm2000CHALITA, Marie Anne Najm. Ocupação territorial na Bacia do Guaíba/Rio Grande do Sul: unidades de conservação. Publicação Núcleo Temas, Núcleo TEMAS/IFFCH/UFRGS, 2000.

27.
CHALITA, Marie Anne Najm2000CHALITA, Marie Anne Najm. Ocupação territorial da Bacia do Guaíba/Rio Grande do Sul: turismo. Publicação Núcleo Temas, NúcleoTemas/IFFCH/UFRGS, 2000.

Capítulos de livros publicados
1.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, C. R. L. . Mercado da cachaça, competitividade e marketing: entre a padronização e a diferenciação na definição da qualidade da bebida. In: José Luiz Tejon e Coriolano Xavier. (Org.). Marketing & Agronegócios: A nova gestão - Diálogos com a sociedade. São Paulo: Ed. Pierson, 2009, v. , p. 286-295.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Educação ambiental. Jornal O Biólogo, São Paulo - SP.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CHALITA, Marie Anne Najm; KUBO, E. ; MONTEIRO JR, A. J. . A importância da qualificação do consumo como sustentável na estratégia de produção de um mercado contestado do pescado. In: 56 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2018, Campinas. Anais do 56 Congresso Sober Desafios em gestão, inovação, sustentabilidade e inclusão social, 2018.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Consumo em um mercado contestado: reflexões sobre o caso do pescado no Brasil. In: 7º Encontro Nacional de Estudos do Consumo/3º Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo/1º Encontro Latino-Americano de Estudos do Consumo, 2014, Rio de Janeiro. Anais do VII ENEC, 2014.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Consumo de queijos no Brasil: uma análise ao nível nacional, regional e por classe econômica a partir dos microdados da POF 2008-2009. In: 50 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2012, Vitória/ES. Anais do 50 Congresso da Sober/2012, 2012. p. 01-21.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Consumo da qualidade dos queijos no Brasil: a fragilidade dos arranjos institucionais e organizacionais em torno da variabilidade industrial e das tipicidades artesanais. In: 6 Encontro Nacional de Estudos do Consumo/2 Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo, 2012, Rio de Janeiro. Anais do VI ENEC/II Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo/ 2012, 2012. p. 01-20.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor. In: 49 Cogresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2011, Belo Horizonte. Anais..., 2011.

6.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor. In: III Colóquio de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural/Mercados, instituições e a questão da qualidade, 2011, Porto Alegre. II Colóquio Internacional de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural, 2011.

7.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . O consumo de queijos e a relação alimentação-alimento: um olhar além do desenvolvimento local. In: II Conferência do Desenvolvimento, 2011, Brasília. CODE/IPEA 2011, 2011.

8.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Análise socio-cultural do consumo de queijos e sua relação com a alimentação. In: 48 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010, Campo Grande/MS. 48 Anais do Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010. p. 01-23.

9.
CHALITA, Marie Anne Najm; CARVALHO, Yara Maria Chagas . Limites e potencialidades do envolvimento social em torno da construção do selo de qualidade ambiental na região das Cabeceiras do Tietê. In: 48 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010, Campo Grande/MS. Anais do 48 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010. p. 01-14.

10.
CHALITA, Marie Anne Najm; GODOY, Amália Maria Goldberg ; LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua . Direitos econômicos e de propriedade e aspectos institucionais do mercado de carbono como instrumento de conservação da Amazônia. In: 48 Congresso Brasileiro da Sociedade de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010, Campo Grande/MS. Anais do 48 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2010. p. 01-18.

11.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise dos mercados de qualidade a partir das noções de diferenciação e singularidade dos produtos: uma revisão da literatura em sociologia econômica. In: III Encontro ESPM de Comunicação e Marketing: para além do produto - Comunicação e Consumo na Sociedade de Acesso, 2010, São Paulo. Anais do III Encontro ESPM de Comunicação e Marketing, 2010. p. 1-16.

12.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. In: V ENEC Encontro Nacional de Estudos do Consumo/Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo Contemporâneo, 2010, Rio de Janeiro. Anais do 5 ENEC/Encontro Luso Brasileiro. Rio de Janeiro, 2010. p. 1-25.

13.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise dos mercados de qualidade a partir das noções de diferenciação e singuaridade dos produtos: uma revisão da literatura em sociologia econômica. In: II Encontro ESPM de Comunicação e Marketing, 2009, São Paulo. Anais do II Encontro ESPM de Comunicação e Marketing. São Paulo: ESPM, 2009.

14.
CHALITA, Marie Anne Najm. A construção social e econômica do gosto e da preferência, o valor simbólico da mercadoria e o desempenho das exportações da cachaça. In: 47 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 2009, Porto Alegre. Anais do 47 Congresso da SOBER, 2009.

15.
CHALITA, Marie Anne Najm; Pithan, Rosana ; PETTI, R. ; SILVA, C. R. L. . Algumas considerações sobre a fragilidade das concepções de qualidade no mercado de queijos no Brasil. In: 47 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 2009, Porto Alegre. Anais do 47 Congresso da SOBER, 2009.

16.
LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua ; CHALITA, Marie Anne Najm ; GODOY, Amália Maria Goldberg ; SILVA, C. R. L. . A Amazônia e o mercado de carbono. In: IV Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ambiente e Sociedade, 2008, Brasília. Anais do IV ENANPPAS, 2008.

17.
Lamarca Junior, Mariano Rua ; CHALITA, Marie Anne Najm ; Godoy, Amália Maria Goldberg ; SILVA, C. R. L. . A Amazônia e o mercado de carbono. In: XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2008, Rio Branco. Anais do XLVI Congresso da Sober, 2008.

18.
Pithan, Rosana ; SATO, G. S. ; VARELA, Carmem Augusta ; CHALITA, Marie Anne Najm ; STAUDT, N. P. . Política Pública relacionada com a certificação agroalimentar: o caso do Selo Paulista. In: Encontro de Administração Pública e Governança (EnAPG/ANPAD), 2008, Salvador. Anais do Encontro de Administração Pública e Governança, 2008. p. 1-12.

19.
SATO, G. S. ; STAUDT, N. P. ; Pithan, Rosana ; VARELA, Carmem Augusta ; CHALITA, Marie Anne Najm . Análise do processo de certificação da qualidade dos produtos agro-alimentares do governo do Estado de São Paulo. In: IV Congresso Internacional de la Red Sial (Sistemas Agroalimentares Localizados/ALFATER), 2008, Mar del Plata. Anais do IV Congresso Internacional de la Red Sial/ALFATER, 2008. p. 1-16.

20.
CHALITA, Marie Anne Najm. Competitividade e eficiência na citricultura paulista: uma análise a partir da gestão dos estabelecimentos agrícolas. In: Congresso Sober, 2007, Londrina. Anais do Congresso da Sober, 2007.

21.
CHALITA, Marie Anne Najm. Uma análise sociológica da evolução das relações comerciais entre citricultores e indústrias processadoras de suco e sua expressão na formação dos preços das frutas e no desenvolvimento setorial. In: SOBER 2006, 2006, Fortaleza. Anais do Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 2006.

22.
CHALITA, Marie Anne Najm. Agricultura familiar na citricultura paulista: a reconstituição da trajetória de um conceito. In: XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural - Instituições, eficiência, gestão e contratos no sistema agroindustrial, 2005, Ribeirão Preto. Anais do XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 2005.

23.
PANZUTTI, Nilce Migueles ; CHALITA, Marie Anne Najm ; FRONZAGLIA, Thomaz . Mercado: ordenação formal e informal da interação social. In: XXIX Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciencias Sociais, 2005, Caxambu. Anais XXIX Encontro Nacional ANPOCS, 2005.

24.
CHALITA, Marie Anne Najm. Associações de produtores de laranja em São Paulo. In: Seminário do Centro de Estudos Rurais e Urbanos/USP, 2005, São Paulo. Evento sem Anais, 2005.

25.
CHALITA, Marie Anne Najm. Programa RS Rural e indicadores sociais:contexto, definições e desafios de uma política de combate à pobreza e recuperação ambiental no meio rural gaúcho.. In: Congresso de la Associación LatinoAmericana de Sociologia Rural, 2002, Porto Alegre. Anais Congresso ALASRU/2002, 2002.

26.
CHALITA, Marie Anne Najm; GEHLEN, Ivaldo ; SILVEIRA, Fernando ; SCHNEIDER, Eduardo . Ambivalências metodológicas para o estudo sócioeconômico de Bacias Hidrográficas. In: X Congresso Mundial de Sociologia Rural/XXXVII Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 2000, Rio de Janeiro. Anais XXVII Congresso Mundial de Economia e Sociologia Rural, 2000.

27.
CHALITA, Marie Anne Najm. O processo de construção da cultura política dos citricultores modernos. In: X Congresso Nacional de Sociólogos e Seminário Latino-Americano de Sociologia, 1996, Porto Alegre. Anais X Congresso de Sociólogos e Seminário Latino-Americano de Sociologia. Porto Alegre, 1996.

28.
CHALITA, Marie Anne Najm; VIEZZER, Moema . Qualidade ambiental, qualidade de vida. In: Produção institucional, 1984, Amplo uso. Material audio-visual. São Paulo: CETESB, 1984.

29.
CHALITA, Marie Anne Najm. Técnicas pedagógicas do estudo do meio ambiente. In: Congresso de Educação, 1982, São Paulo, 1982.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. In: II Seminário Internacional Indicação Geográfica: produtos de origem como estratégia de desenvolvimento, 2010, João Pessoa. Anais II Seminário Internacional Indicação Geográfica. SEBRAE Paraíba/CAPES/COFECUB, 2010. p. 1-2.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. A produção do habitus empresarial na citricultura paulista. In: 35 Encontro Nacional de Estudos Rurais e Urbanos, 2008, São Paulo. www.ceru.br, 2008.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. Crise ambiental global e mudanças de paradigmas. In: 34 Encontro Nacional do CERU, 2007, São Paulo. Anais do 34 Congresso CERU, 2007.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm. Os limites e as potencialidades do voluntariado na ordem econômica e na gestão das políticas públicas. In: I Congresso Internacional de Sociologia Econômica e das Finanças, 2006, São Carlos. Anais do I Congresso Internacional de Sociologia Econômica e das Finanças. São Carlos: UFSCAR, 2006.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. A produção cultural da competitividade nas trocas econômicas do mercado citrícola em São Paulo. In: V Workshop Empresa, empresários e sociedade, 2006, Porto Alegre. Anais do Workshop Empresa, empresários e sociedade, 2006.

6.
CHALITA, Marie Anne Najm. A efetivação do ideal empresarial pela agricultura familiar. In: II Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2005. www.simpósionacionalgeografiaagrária, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Representação institucional e ação política dos citricultores: da coletivização à individualização dos interesses no mercado. In: 36 Encontro Nacional de Estudos Rurais e Urbanos, 2009, São Paulo. Anais do 36 Encontro Nacional de Estudos Rurais e Urbanos, 2009. p. 1-2.

2.
Pithan, Rosana ; SATO, G. S. ; STAUDT, N. P. ; CHALITA, Marie Anne Najm ; VARELA, Carmem Augusta . Gestão Pública da Certificação Agro-Alimentar no Estado de São Paulo. In: XI SEMEAD Seminários em Administração FEA/USP/Empreendedorismo em organizações, 2008, São Paulo. XI SEMEAD Seminários em Administração FEA/USP, 2008.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm; PANZUTTI, Nilce Migueles . Pools e condomínios de produtores rurais: as novas formas de organização do mercado e de mediação social. In: 32º Encontro de Estudos Rurais e Urbanos CERU/IFCH/USP, 2005, São Paulo. Resumos CERU/2005, 2005.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm; PANZUTTI, Nilce Migueles . Significados e identidades nas transformações da agricultura familiar. In: XXV Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia ALAS Desarrolo, crisis y democracia en América Latina: participacíon, movimentos sociales y teoria sociológica, 2005, Porto Alegre. Anais do XXV Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia. Porto Alegre: UFRGS/IFCH, 2005.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. As classes sociais no meio rural: estudo de caso da região citrícola do Estado de São Paulo. In: Seminário interno da Federeção dos Órgãos de Assistência Social e Educacional/FASE, 1990, Jaboticabal, 1990.

6.
CHALITA, Marie Anne Najm; VIEZZER, Moema . Agrotóxicos: solução ou problema?. In: Seminário Agrotóxicos, 1985, Silveiras. São Paulo: CETESB, 1985.

Apresentações de Trabalho
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Consumo em um mercado contestado: reflexões sobre o caso do pescado no Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Proposta de análise do mercado pesqueiro do Estado de São Paulo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
CHALITA, Marie Anne Najm; Chalita ; SILVA, Dirceu da . Consumo de queijos no Brasil: uma análise ao nível nacional, regional e por classe econõmica a partir dos dados da POF/FIBGE 2008-2009. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
CHALITA, Marie Anne Najm; Chalita ; SILVA, Dirceu da . Consumo da qualidade dos queijos no Brasil: a fragilidade dos arranjos institucionais e organizacionais em torno da variabilidade industrial e das tipicidades artesanais.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da ; PETTI, R. ; Pithan, Rosana . Analise socio-cultural do consumo de queijos e sua relação com a alimentação. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
CHALITA, Marie Anne Najm; GODOY, Amália Maria Goldberg ; LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua . Direitos econômicos e de propriedade e aspectos institucionais do mercado de carbono como instrumento de conservação da Amazônia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
CHALITA, Marie Anne Najm; CARVALHO, Yara Maria Chagas . Limites e potencialidades do envolvimento social em torno da construção do selo de qualidade ambiental na região das cabeceiras do Tietê. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
CHALITA, Marie Anne Najm; PETTI, R. ; SILVA, R. O. P. E. ; SILVA, C. R. L. . Algumas considerações sobre a fragilidade das concepções de qualidade no mercado de queijos no Brasil.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
CHALITA, Marie Anne Najm. A construção social e econômica do gosto e da preferência, o valor simbólico da mercadoria e o desempenho das esportações da cachaça.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise dos mercados de qualidade a partir das noções de diferenciação e singularidades dos produtos: uma revisão da literatura em sociologia econômica.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
CHALITA, Marie Anne Najm. Competitividade e eficiência na citricultura paulista: uma análise a partir da gestão dos estabelecimentos agrícolas.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
CHALITA, Marie Anne Najm. Desenvolvimento Sustentável. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CHALITA, Marie Anne Najm. Uma análise sociológica da evolução das relações comerciais entre citricultores e indústrias processadoras de suco e sua expressão na formação dos preços das frutas e no desenvolvimento setorial. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
CHALITA, Marie Anne Najm. Agricultura familiar na citricultura paulista: a reconstituição da trajetória de um conceito.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
CHALITA, Marie Anne Najm. Associações de produtores de laranja em São Paulo. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
CHALITA, Marie Anne Najm. Programa RS Rural e indicadores sociais:contexto, definições e desafios de uma política de combate à pobreza e recuperação ambiental no meio rural gaúcho. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
CHALITA, Marie Anne Najm. O processo de construção da cultura política dos citricultores modernos.. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
CHALITA, Marie Anne Najm. A política ambiental na República Democrática da Alemanha. 1984. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
CHALITA, Marie Anne Najm. Educação Ambiental e Participação Comunitária. 1984. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Contestabilidade no mercado do pescado e consumo sustentável 2016 (Artigo de divulgação).

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Bem natural como convenção social: papel do Estado na preservação ambiental diante de um mercado de singularidades, risco e incerteza 2016 (Artigo de divulgação).

3.
SILVA, Dirceu da ; CHALITA, Marie Anne Najm . Aspectos metodológicos de análise qualitativa e quantitativa do consumo de queijos na relação alimento-alimentação 2012 (Artigo de divulgação).

4.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Apontamentos sobre o mercado mundial e denominações de qualidade dos queijos: volatilidade das tipicidades e diferenciações do produto 2012 (Artigo de divulgação).

5.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Análise politico-cultural do mercado de qualidade dos queijos no Brasil: a coordenação da qualidade dos queijos industriais e dos queijos artesanais 2012 (Artigo de divulgação).

6.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Algumas fronteiras teóricas acerca da diferenciação no consumo de queijos através de semânticas de qualidade sobre atos alimentares, inserção do produto na alimentação e seus atributos intrínsecos 2010 (Artigo de divulgação).

7.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Uma aplicação da análise multi-variada para a classificação de grupos de consumidores de queijo: a fragilidade do mercado do produto derivada das noções de qualidade nas estratégias de segmentação industrial e atendimento a nichos de consumo 2010 (Artigo de divulgação).

8.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Determinação do efeitos das classes econômicas no mercado de qualidade dos queijos: as posições e disposições dos consumidores em relação à alimentação e ao consumo de queijos 2010 (Artigo de divulgação).

9.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da . Indeterminação do efeito das classes econômicas no mercado de qualidade dos queijos: a impessoalidade dos atos alimentares e a inespecificidade do queijo na alimentação 2010 (Artigo de divulgação).

10.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise sócio-cultural da qualidade nos mercados dos produtos alimentares a partir do consumidor: apontamentos teóricos sobre as fronteiras entre a sociologia econômica, a sociologia do consumo e a sociologia. 2010 (Artigo de divulgação).

11.
CHALITA, Marie Anne Najm. O coorporativismo nos institutos públicos de pesquisa do Estado de São Paulo: a fragilidade da atividade científica causada pelo impedimento ao livre exercício da docência 2008 (Artigo de divulgação).

12.
CHALITA, Marie Anne Najm. O transporte público na cidade de Marseille/França, 2007. (Tradução/Artigo).

13.
CHALITA, Marie Anne Najm. Os limites e potencialidades do voluntariado na ordem econômica e na gestão das políticas públicas 2006 (Resumo expandido).

14.
CHALITA, Marie Anne Najm. A produção cultural da competitividade nas trocas econômicas do mercado citrícola em São Paulo 2006 (Resumo expandido).

15.
CHALITA, Marie Anne Najm. O associativismo de mercado na citricultura paulista 2005 (Artigo de divulgação).

16.
CHALITA, Marie Anne Najm. A efetivação do ideal empresarial pela agricultura familiar 2005 (Resumo expandido).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Uma avaliação da ação social do voluntariado no Brasil. 2004.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Projeto APA Ibirapuitã: caracterização, representações, estratificação social, econômica e cultural e ações antrópicas. 2003.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. Orientações para Projetos RS Mulheres. 2002.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm. Projetos Jovens Rurais/Programa RS Rural. 2002.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. Diagnóstico avaliativo e propositivo como subsídio ao Plano Municipal Municipal de Educação Ambiental/SEMASA-Santo André. 1998.

6.
CHALITA, Marie Anne Najm. Instrumento de pesquisa sobre representações sociais dos agentes econômicos e setor público sobre meio ambiente/Bacia do Guaíba. 1996.

Trabalhos técnicos
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Trajetórias teóricas e empíricas de incorporação da natureza na produção sociológica sobre desenvolvimento rural: diálogos entre a produção intelectual, a teoria contemporânea e as intervenções na realidade social. 2004.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Diagnóstico socioeconômico e dos valores histórico-culturais: indicação e implementação de novas áreas de proteção na Bacia do Guaíba. 2001.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. Usos atuais e futuros dos recursos hídricos das bacias dos Rios Gravataí e Sinos/Rio Grande do Sul. 1994.


Demais tipos de produção técnica
1.
CHALITA, Marie Anne Najm; CARVALHO, Yara Maria Chagas . Lilmites e potencialidades do envolvimento social em torno da construção do selo de qualidade ambiental na região das cabeceiras do Tietê. 2010. (Relatório de pesquisa).

2.
CHALITA, Marie Anne Najm; SILVA, Dirceu da ; Pithan, Rosana ; PETTI, R. . Analise socio-cultural do consumo de queijos e sua relação com a alimentação. 2010. (Relatório de pesquisa).

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. Os mercados de qualidade: os pressupostos da sociologia econômica e sua inserção como objeto de pesquisa nas sociologias do consumo e da alimentação. 2010. (Relatório de pesquisa).

4.
CHALITA, Marie Anne Najm. Análise sócio-cultural da qualidade nos mercados dos produtos alimentares a partir do consumidor:. 2010. (Relatório de pesquisa).

5.
CHALITA, Marie Anne Najm; GODOY, Amália Maria Goldberg ; LAMARCA JUNIOR, Mariano Rua . Sustentabilidade ambiental e mercado de carbono na Amazônia. 2010. (Relatório de pesquisa).

6.
CHALITA, Marie Anne Najm; CARVALHO, Yara Maria Chagas . Limites e potencialidades do envolvimento social em torno da construção do selo de qualidade ambiental na região das Cabeceiras do Tietê. 2010. (Artigo).

7.
CHALITA, Marie Anne Najm. Uma análise da segmentação do mercado da cachaça a partir dos conceitos de singularidade e diferenciação. 2009. (Relatório de pesquisa).

Demais trabalhos
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. O associativismo de mercado na citricultura paulista. 2005 (Demais trabalhos relevantes) .

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Cultura, política e agricultura familiar: a identidade sócio-profissional de empresário rural como referencial das estratégias de desenvolvimento da citricultura paulista. 2004 (Monografia/Tese doutorado) .

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. A produção do empresário rural na citricultura paulista. 2001 (Monografia/Dissertação de Mestrado) .

4.
CHALITA, Marie Anne Najm. Elaboração da Metodologia de abordagem de diagnóstico político-institucional visando análise de conflitos ambientais e diretrizes de gestão ambiental.. 1996 (Demais trabalhos relevantes) .

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. Metodologia de abordagem de diagnóstico político-institucional visando a análise de conflitos ambientais e diretrizes de gestão ambiental para APA Botucatu/SP. 1996 (Monografia) .

6.
CHALITA, Marie Anne Najm. Elaboração de Diretrizes para o Plano de Gerenciamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Gravataí. 1994 (Demais trabalhos relevantes) .

7.
CHALITA, Marie Anne Najm. Áudio-visual Qualidade do Ambiente-Qualidade de Vida. 1994 (Demais trabalhos relevantes) .

8.
CHALITA, Marie Anne Najm. Elaboração da metodologia para diagnóstico socioeconômico da utilização dos recursos naturias e diagnóstico político-institucional relacionados à atividade agroindustrial.. 1993 (Demais trabalhos relevantes) .

9.
CHALITA, Marie Anne Najm. La représentation Politique des Producteurs Agricoles Familiaux Intégrés à l'Agro-industrie. 1988 (Monografia) .

10.
CHALITA, Marie Anne Najm. Social and Environmental Impacts due to Modernization of Brazilian Agricultural Technology. 1986 (Monografia) .

11.
CHALITA, Marie Anne Najm. Diagnóstico socioeconômico e da degradação ambiental em área rural do município de Assis. 1985 (Demais trabalhos relevantes) .

12.
CHALITA, Marie Anne Najm. Diagnóstico Socioeconômico Preliminar do Município de Silveiras.?SP. 1985 (Demais trabalhos relevantes) .

13.
CHALITA, Marie Anne Najm. Áudio-visual: Agrotóxicos: solução ou problema?. 1985 (Demais trabalhos relevantes) .

14.
CHALITA, Marie Anne Najm. Participação no Programa Educação Ambiental e Participação Comunitária para a proteção do meio ambiente.. 1985 (Demais trabalhos relevantes) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CAMPANHA, P. M. G. C.; MENDONCA, J. T.; TUTUI, S. L. S.; CHALITA, Marie Anne Najm. Participação em banca de Raphael Estupinham Araujo. Análise das infrações ambientais de pesca no Estado de São Paulo: enfoque na Bacia Hidrográfica do Paraná. 2015. Dissertação (Mestrado em Aquicultura e Pesca) - Instituto de Pesca.

2.
SILVA, C. R. L.; BAIA, P. F.; CHALITA, Marie Anne Najm. Participação em banca de Carlos Joaquim Paulino Pinto. Estratégias competitivas e custos de transação no setor sucroalcooleiro: o caso Cosan. 2009. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

3.
ORIENT, C. R. L. S.; BAIA, P. F.; CHALITA, Marie Anne Najm. Participação em banca de Mariano Rua Lamarca Júnior. O valor econômico do carbono emitido pelo processo de desmatamento da Amazônia como instrumento de conservação florestal. 2007. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
ARRUDA, R. S. V.; Godoy, Amália Maria Goldberg; CHALITA, Marie Anne Najm; NUNES, E.; RANGEL, L. H. V.. Participação em banca de Mariano Rua Lamarca Junior. Políticas públicas globais de incentivo ao uso da energia solar para geração de eletricidade. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica.

Qualificações de Doutorado
1.
ARRUDA, Rinaldo Sérgio Vieira; NUNES, Edison; CHALITA, Marie Anne Najm. Participação em banca de Mariano Rua Lamarca Junior. Políticas públicas de incentivo ao uso da energia solar para geração de eletricidade. 2001. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. Consultora ad-hoc para avaliação de trabalhos inscritos no Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. 2010. Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural.

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. Avaliação de Projetos de Iniciação Científica do 18 SIIUSP/Comissão de Pesquisa da FEA/USP. 2010.

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. Banca de avaliação dos Projetos de Iniciação Científica do Projeto Controversa 2009/2010. 2009. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade/USP.

4.
CHALITA, Marie Anne Najm. Consultora ad-hoc para avaliação de trabalhos inscritos no Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. 2009. Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural.

5.
CHALITA, Marie Anne Najm. Consultora ad-hoc para avaliação de trabalhos inscritos no Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. 2007. Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
56 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e e Sociologia Rural. A importância da qualificação do consumo como sustentável na estratégia de produção de um mercado contestado do pescado. 2018. (Congresso).

2.
Ética Animal. 2017. (Seminário).

3.
Roda de Conversa sobre gestão da atividade pesqueira no olhar multidisciplinar e multi-institucional. 2017. (Outra).

4.
Segurança Alimentar e Agricultura/CONSEAS. 2017. (Encontro).

5.
Segurança Alimentar e Aquicultura/CONSEAS. 2017. (Encontro).

6.
The Age of Sustainable Development/FAPESP. 2017. (Encontro).

7.
7 ENEC Encontro Nacional de Estudos do Consumo/3 Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo/1 Encontro Latino-Americano de Estudos do Consumo.Consumo em um mercado contestado: reflexões sobre o caso do pescado no Brasil. 2014. (Encontro).

8.
Seminário Licenciamento Ambiental da Aquicultura. 2013. (Seminário).

9.
Web of Science & Journal Citation Reports. 2013. (Oficina).

10.
O desenho e seus desdobramentos possíveis. 2012. (Encontro).

11.
V Simpósio de Controle de Qualidade do Pescado. 2012. (Simpósio).

12.
Conferência sobre Desenvolvimento CODE/IPEA 2011. O consumo de queijos e a relação alimentação-alimento: um olhar além do desenvolvimento local. 2011. (Congresso).

13.
I Colóquio sobre Queijos Artesanais Brasileiros. 2011. (Simpósio).

14.
I Encontro do Programa de Pós-Doutorado da FEA/USP.Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor. 2011. (Encontro).

15.
I Encontro Nacional do Grupo de Trabalho sobre Queijos Artesanais do Brasil: o saber-fazer tradicional e o papel do movimento slow food. 2011. (Encontro).

16.
III Colóquio Internacional Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural.Análise do mercado de qualidade dos queijos a partir do consumidor. 2011. (Seminário).

17.
48 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Análise socio-cultural do consumo de queijos e sua relação com a alimentação. 2010. (Congresso).

18.
5 Encontro Nacional de Estudos do Consumo/1 Encontro Luso-Brasileiro de Estudos do Consumo.Algumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores de queijo e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Encontro).

19.
Brasil Food Trends 2020. 2010. (Seminário).

20.
II Seminário Internacional de Indicação Geográfica: produtos de origem como estratégia de desenvolvimento.Alumas considerações sobre as fronteiras teóricas acerca da diferenciação de grupos de consumidores e o mercado de qualidade do produto no Brasil. 2010. (Seminário).

21.
I Seminário sobre Tendencias do Consumo Contemporâneo: Vida privada e consumo público. 2010. (Seminário).

22.
Relatório Estado do Mundo 2010 Transformando Culturas ? Do Consumismo à Sustentabilidade. Instituto Akatu e WWI. 2010. (Encontro).

23.
Seminário Juventude, Consumo e Cidadania. CAEPM/ESPM/SP. 2010. (Seminário).

24.
Sustentabilidade, Alimentação e Saúde. 2010. (Seminário).

25.
Workshop in civil-society-led corporate governance in Latin America: critical research issues and opportunities for collaboration. 2010. (Oficina).

26.
47 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). A construção social e econômica do gosto e da preferência, o valor simbólico da mercadoria e o desempenho das esportações da cachaça.. 2009. (Congresso).

27.
47 Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). Algumas considerações sobre a fragilidade das concepções de qualidade no mercado de queijos no Brasil.. 2009. (Congresso).

28.
A certificação ambiental resiste à crise?. 2009. (Seminário).

29.
A valorização dos produtos de origem como forma de apoiar o desenvolvimento local sustentável.Tradução. 2009. (Seminário).

30.
Encontro Centro de Estudos Rurais e Urbanos.Instituições e representação dos interesses dos citricultores paulistas no mercado. 2009. (Encontro).

31.
III Encontro ESPM de Comunicação e Marketing: Para além do produto: Comunicação e Consumo na Sociedade do Acesso.Análise dos mercados de qualidade a partir das noções de diferenciação e singularidades dos produtos: uma revisão da literatura em sociologia econômica. 2009. (Encontro).

32.
Innovation and business model: the next frontier of sustentability Strategies. NESA/FEA. 2009. (Seminário).

33.
Innovation and business model: the next frontier of sustentability Strategies. NESA/FEA/USP. 2009. (Seminário).

34.
Regras de orgem e barreiras não tarifárias. 2009. (Seminário).

35.
35 Encontro Nacional de Estudos Rurais e Urbanos. CERU, NAP/USP.A produção do habitus empresarial na citricultura paulista. 2008. (Encontro).

36.
7 CBA Agronegócio e Sustentabilidade. 2008. (Congresso).

37.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Direitos de Propriedade da Terra e Política Agrícola: Brasil x USA. 2008. (Seminário).

38.
Ciclo Seminários IEA/SAA/SP - Perspectivas das Indicações Geográficas no Brasil. 2008. (Seminário).

39.
III Encontro Latino-Americano e Caribenho da Rede de Governos Regionais para o Desenvolvimento Sustentável: mudanças climáticas - Discutir o presente para garantir o futuro. 2008. (Encontro).

40.
IV Encontro da ANPPAS (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ambiente e Sociedade (ENANPPAS).A Amazônia e o mercado de carbono. 2008. (Encontro).

41.
Seminário NESA/FEA/USP Do confronto à governança ambiental: uma perspectiva institucional para a moratória da soja. 2008. (Seminário).

42.
Seminário NESA/FEA/USP Impactos socioambientais do biodiesel. 2008. (Seminário).

43.
Seminário NESA/FEA/USP Os impactos socioambientais dos biocombustíveis: o relatório do WWF sobre etanol no Brasil. 2008. (Seminário).

44.
XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). A Amazônia e o mercado de carbono. 2008. (Congresso).

45.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Agronegócio: desenvolvimento, meio ambiente e perspectivas. 2007. (Seminário).

46.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Formação de Recursos Humanos na Cadeia Produtiva de Cana-de-Açúcar e biodiesel e relações de trabalho no setor sucro-alcooleiro e oleaginosas. 2007. (Seminário).

47.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Mapeamento da cana na imagem de satélites de observação. 2007. (Seminário).

48.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Negócios da Economia Ambiental e o MDL. 2007. (Seminário).

49.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Organização e Desenvolvimento Territorial. 2007. (Seminário).

50.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Política de Bioenergia. 2007. (Seminário).

51.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Política Econômica e Renda na Agricultura. 2007. (Seminário).

52.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/SP Segurança Alimentar. 2007. (Seminário).

53.
Ciclo de Seminários IEA/SAA/USP Financiamento do Risco no Agronegócios. 2007. (Seminário).

54.
Congresso da SOBER. Competitividade e eficiência na citricultura paulista: uma análise a partir da gestão dos estabelecimentos agrícolas. 2007. (Congresso).

55.
Congresso da SOBER. Competitividade e eficiência na citricultura paulista: uma análise a partir da gestão dos estabelecimentos agrícolas. 2007. (Congresso).

56.
Encontro Centro Estudos Rurais e Urbanos/USP.Crise ambiental global e mudanças de paradigmas. 2007. (Encontro).

57.
Governança da Água na América Latina. 2007. (Seminário).

58.
Work Shop com Prof.Dr Alan Warde - Pensando o consumo hoje: novas abordagens - Consumo e Poder da Cultura e uma Teoria da Prática - Tendências da Alimentação Contemporânea. 2007. (Seminário).

59.
Workshop Pesquisa sobre sustentabilidade do etanol para o Projeto Diretrizes de Políticas Públicas para a Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo. 2007. (Oficina).

60.
. I Congresso Internacional de Sociologia Econômica e das Finanças ? I CISEF. Os limites e as potencialidades do voluntariado na ordem econômica e na gestão das políticas públicas. 2006. (Congresso).

61.
Congresso SOBER. Uma análise sociológica da evolução das relações comerciais entre citricultores e indústrias processadoras de suco e de sua expressão na formação dos preços das frutas e sua expressão no desenvolvimento setorial. 2006. (Congresso).

62.
V Workshop empresa, empresários e sociedade.A produção cultural da competitividade nas trocas econômicas do mercado citrícola em São Paulo. 2006. (Oficina).

63.
Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia, ALAS. Significados e identidades nas transformações da agricultura familiar. 2005. (Congresso).

64.
Congresso da Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais, ANPOCS. Mercado ordenação formal e informal da interação social.. 2005. (Congresso).

65.
Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, SOBER. Agricultura familiar na citricultura paulista: a reconstituição da trajetória de um conceito. 2005. (Congresso).

66.
Encontro Centro de Estudos Rurais e Urbanos, CERU/IFCCH/USP.Associações de produtores de laranja em São Paulo: competitividade e seleção social. 2005. (Encontro).

67.
Identidade, perspectivas teóricas e metodológicas. 2005. (Outra).

68.
Identidade e modernidade. 2005. (Outra).

69.
Instituições, eficiência, gestão e contratos no sistema agroindustrial. 2005. (Congresso).

70.
V International PENSA Conference on Agri-food Chain/Networks economics and Management. 2005. (Congresso).

71.
XI Congresso Paulista de Agronomia. 2004. (Congresso).

72.
7o. Encontro da Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística. 2002. (Encontro).

73.
Análise qualitativa: novas perspectivas. 2002. (Outra).

74.
Ciclo de Conferências: Dinâmicas sociais e recomposição dos espaços 1. De l'objet de l'interdisciplinarité 2. Sciences sociales, environnenment et interdisciplinarite. Faculdade de Economia UFRGS. 2002. (Seminário).

75.
II Seminário Internacional sobre Agroecologia, IV Seminário Estadual sobre Agroecologia e IV Encontro Nacional dobre Pesquisa em Agroecologia.. 2002. (Seminário).

76.
Jornadas de Sociologia - Qual Cidadania?. 2002. (Outra).

77.
Saber, comunidade e cultura. 2002. (Outra).

78.
VI Congresso de la Asociación LatinoAmericana de Sociologia Rural (ALASRU). Programa RS Rural e indicadores sociais: contexto, definições e desafios de uma política de combate à pobreza e à degradação dos recursos naturais no meio rural gaúcho. 2002. (Congresso).

79.
I Encontro Nacional do Grupo de Trabalho sobre Queijos Artesanais do Brasil: o saber-fazer tradicional e o papel do movimento slow-food. 2001. (Encontro).

80.
Metodologia de Pesquisa. 2000. (Oficina).

81.
X Congresso Mundial de Sociologia Rural/XXXVII). Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural. Ambivalências metodológicas para o estudo sócioeconômico de Bacias Hidrográficas. 2000. (Congresso).

82.
Seminário sobre Código Estadual do Meio Ambiente. 1994. (Seminário).

83.
VII Conferência Estadual do Meio Ambiente. 1994. (Encontro).

84.
XVII Encontro Nacional do PIPSA. 1994. (Encontro).

85.
Semana de Debates sobre Recursos Hídricos e Meio Ambiente. 1992. (Outra).

86.
Seminário Voter en Amérique Latine. 1991. (Seminário).

87.
XV Congresso da Associação Nacional de Pós-graduação em Ciências Sociais - Grup o Estado e Agricultura. 1991. (Congresso).

88.
Seminário Nacional: A Cidade e a Ordem Econômica. 1986. (Seminário).

89.
1o. Simpósio sobre Queima de Palha nos Canaviais e seus Efeitos Ambientais. 1984. (Simpósio).

90.
VII Ciclo de estudos interdisciplinares da comunicação: Estado, sociedade civil e meios de comunicação. 1984. (Outra).

91.
Ciclo de Debates: Semana do Meio Ambiente. 1983. (Outra).

92.
Seminário Movimento Ecológico, Inciativa Civil e Democracia Parlamentar, Política de Proteção ao Meio Ambiente e Questões Energéticas na RFA.. 1982. (Seminário).

93.
Alfabetização de Adultos. 1978. (Outra).

94.
O impacto do homem na natureza. 1976. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. XIII Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca. 2018. (Outro).

2.
CHALITA, Marie Anne Najm. XII Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca. 2017. (Outro).

3.
CHALITA, Marie Anne Najm. XI Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca. 2016. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Orientações de outra natureza
1.
Fabiana Kuroda. Metodologia de análise sobre análise cultural consumo na perspectiva de Pierre Bourdieu e Alan Warde. 2009. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marie Anne Najm Chalita.

2.
Larissa Bellezi. Metodologia de análise cultural sobre consumo na perspectiva de Pierre Boudieu e Alan Warde. 2009. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marie Anne Najm Chalita.

3.
Marcelo Fonseca. Oreintação da pesquisa empírica do sub-projeto Diagnósticos dos atores sociais no Projeto AgroÁgua (FAPES/IEA/APTA. 2009. Orientação de outra natureza - Instituto de Economia Agrícola, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marie Anne Najm Chalita.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CHALITA, Marie Anne Najm; Chalita ; SILVA, Dirceu da . Consumo de queijos no Brasil: uma análise ao nível nacional, regional e por classe econõmica a partir dos dados da POF/FIBGE 2008-2009. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CHALITA, Marie Anne Najm; Chalita ; SILVA, Dirceu da . Consumo da qualidade dos queijos no Brasil: a fragilidade dos arranjos institucionais e organizacionais em torno da variabilidade industrial e das tipicidades artesanais.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CHALITA, Marie Anne Najm. XI Seminário de Iniciação Científica do Instituto de Pesca. 2016. (Outro).



Outras informações relevantes


Apoio financeiro recebido para doutoramento CNPq (bolsa)
Apoio recebido para pós-doutoramento FAPESP (Auxílio Regular à Pesquisa)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 20:34:11