Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9872938064820413
  • Última atualização do currículo em 05/02/2018


Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1977), mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Pará (1990), doutorado em Government - University of Essex (1995) - revalidado em Sociologia e Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais - e pós-doutorado, com pesquisa em desenvolvimento territorial, pela Università di Napoli Federico II (2005). Professor no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Pará, coordena o Observatório dos Conflitos Urbanos de Belém. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto
Nome em citações bibliográficas
PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ

Endereço


Endereço Profissional
Museu Paraense Emílio Goeldi, Coordenaçao de Ciencias Humanas.
MCT/Museu Paraense Emílio Goeldi ? Campus de Pesquisa ? Coordenação de Ciências Humanas ? Av. Perimetral, 1901 ? Belém (PA)
Terra Firme
66040170 - Belém, PA - Brasil
Telefone: (91) 32176064
URL da Homepage: http://www.museu-goeldi.br


Formação acadêmica/titulação


1991 - 1995
Doutorado em Government.
University of Essex, ESSEX, Inglaterra.
Título: The making of political careers in southern Pará - Brazil, Ano de obtenção: 1995.
Orientador: Joe Foweraker.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Carreiras políticas; Urbanização na fronteira; Prefeituras e câmaras de vereadores; desenvolvimento regional; cultura politica; Campanhas eleitorais.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Classes Sociais e Grupos de Interesse.
Setores de atividade: Desenvolvimento Urbano; Planejamento e Gestão das Cidades, Inclusive Política e Planejamento Habitacional; Desenvolvimento Rural.
1985 - 1990
Mestrado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Relação da igreja católica com os camponeses na região sul do Pará,Ano de Obtenção: 1990.
Orientador: Jean Hebette.
Palavras-chave: Igreja; CPT; Camponeses; Luta pela terra; STR; Lideranças políticas.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
Setores de atividade: Desenvolvimento Rural.
1972 - 1977
Graduação em Ciências Econômicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Pós-doutorado


2003 - 2005
Pós-Doutorado.
Universita degli Studi di Napoli Federico II, UNINA, Itália.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Professor Permanente do PPGCS, Enquadramento Funcional: Professor Permanente, Carga horária: 20

Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 0

Atividades

05/2014 - Atual
Extensão universitária , Programa de Pos-Graduação em Ciências Sociais - PPGCS, .

Atividade de extensão realizada
Coordenação do Observatório de Conflitos Urbanos de Belém.
9/1995 - 6/1997
Ensino, Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Planejamento do Desenvolvimento Regional

Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Atividades

1/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenaçao de Ciencias Humanas, .

1/1988 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenaçao de Ciencias Humanas, .


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1987
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 40

Atividades

4/1983 - 12/1987
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisas de Produtos Florestais, .
3/1983 - 12/1987
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisas de Produtos Florestais, .

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, IBAMA, Brasil.
Vínculo institucional

1980 - 1983
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Subcoordenador de Programas Especiais, Carga horária: 40

Atividades

4/1980 - 4/1983
Direção e administração, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, .

Cargo ou função
Cargo administrativo.

Prefeitura Municipal de Belém, PMB, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 2001
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0
Outras informações
Cedido do Museu Paraense Emílio Goeldi para a Prefeitura Municipal de Belém para exercer o cargo de Secretaria Municipal de Cooperação Interinstitucional e Captação de Recursos. Na função o servidor propõe articular a administração municipal com o sistema de ensino universitário existente em Belém, a fim de promover colaborações técnicas e científicas em áreas de interesse da população, como saneamento, habitação popular e gestão de resíduos sólidos.

Atividades

1/1997 - 3/2001
Direção e administração, Gabinete do Prefeito, .

Cargo ou função
Secretário Municipal de Cooperação Interinstitucional e Captação de Recursos.

Centro de Ensino Superior do Pará, CESUPA, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 20

Atividades

8/2000 - 12/2000
Ensino, Gestão Urbana Gestão Pública e Planejamento Region, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Gestão Urbana
Política Pública e Gestão Pública Contemporânea
Políticas Urbanas e Desenvolvimento Local Sustentável
01/1999 - 12/2000
Direção e administração, CESUPA - Centro de Ensino Superior do Pará, .

Cargo ou função
Coordenador do Mestrado Interinstitucional em Planejamento Urbano e Regional - IPPUR/CESUPA.


Linhas de pesquisa


1.
Estado, ação coletiva e direitos humanos
2.
Território e Conflitos Ambientais na Amazônia

Objetivo: A linha objetiva estudar e compreender a construção social de territórios na Amazônia, considerando as motivações de grupos camponeses, quilombolas, indígenas e extrativistas, assim como a institucionalização desses espaços de afirmação de identidades. As atividades da linha de pesquisa incluem projetos de elaboração, com os grupos locais, de mapas de territórios das populações tradicionais e de conflitos ambientais, onde se busca também recolher narrativas das circunstâncias desses conflitos. As atividades e projetos são desenvolvidos em cooperação com instituições de ensino e pesquisa e entidades sociais que atuam nesse campo de conhecimento..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
Setores de atividade: Desenvolvimento Rural; Desenvolvimento Urbano; Silvicultura, Exploração Florestal e Serviços Relacionados.
Palavras-chave: instrumentos de desenvolvimento territorial; Desenvolvimento Territorial; Territórios; conflitos sócio-ambientais; Populações tradicionais.
3.
Movimento Indígena, território, identidade e conflito na Amazônia

Objetivo: A linha objetiva estudar e compreender a construção social de territórios na Amazônia, considerando as motivações de grupos camponeses, quilombolas, indígenas e extrativistas, assim como a institucionalização desses espaços de afirmação de identidades. As atividades da linha de pesquisa incluem a elaboração, com os grupos locais, de mapas de territórios das populações tradicionais e de conflitos ambientais, onde se busca também recolher narrativas das circunstâncias desses conflitos. As atividades e projetos são desenvolvidos em cooperação com instituições de ensino e pesquisa e entidades sociais que atuam nesse campo de conhecimento. As partir de pesquisas empíricas, pretende-se escrever sobre os processos identitários e institucionais que ensejam a criação de territórios na Amazônia, tendo como foco principal o Baixo Tocantins, área que se estende de Cametá, logo abaixo da UHE Tucuruí, até a foz do rio Tocantins, nos municípios de Abaetetuba e Barcarena. Considerar a luta por território, que na Amazônia atual qualifica a luta pela terra que historicamente tem oposto diferentes formas produtivas, e identificar as causas e os agentes motivadores dos conflitos que envolvem e afligem populações tradicionais. Com base nesse conhecimento e nas relações estabelecidas com os moradores destes territórios, buscar alternativas de desenvolvimento territorial mediante a troca de saberes, associando instituições de ensino e pesquisa e comunidades territorializadas..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Desenvolvimento Rural; Desenvolvimento Urbano.
Palavras-chave: politicas territoriais; territorio e conflito; territorio e identidade; troca de saberes; movimento indígena e projetos hidrelétricos.


Projetos de pesquisa


2013 - 2013
Destruição da floresta tropical em regiões de presença periférica do Estado: relações com o meio ambiente, configurações de poder e estratégias de ação de atores locais na Amazônia
Descrição: Na Amazônia ocorre um conflito de interesses na exploração e proteção da floresta que en-volve colonos, sociedades indígenas, grandes proprietários, empresas, ONGs (organizações não-governamentais) e instituições governamentais.Essa disputa tem lugar nas fronteiras internas da implementação do controle governamental em regiões que, por falta de contro-legovernamental, podem ser consideradas periféricas.Este projeto propõe-se a investigar quais regulamentações e normas vigoramem regiões de floresta tropical que, até o presente, estão fora do controle efetivo do Estado e a que conflitos e dinâmicaslocais isso leva. O en-quadramento desses conflitos é caracterizado por configurações sociopolíticas contraditórias e caraterizado por influências (p.ex. corrupção, patronagem) e expressões regionais de de-sigualdade social, de hierarquias e poderes que impedem, em parte, a aplicação das normas do Estado nacional e das politicas públicas.Nosso questionamento então é o seguinte: como essas configurações sociopolíticas de poder influenciam estratégias locais de ação? Em que medida são antagônicas as metas do Estado e as da proteção da floresta tropical? Que possibilidades existem para efetivação das politicas públicas quanto àjustiça social (re-gulamentação fundiária) e quanto ao uso sustentável e a proteção da floresta tropical? Neste projeto são pesquisadas as dinâmicas e os resultados das disputas em duas áreas de proteção ambiental (no oeste do Parána área da influência da rodovia federal BR 163, Cuia-bá - Santarém), caracterizadas pelo avanço de assentamentos de reforma agrária, da pro-dução de soja e da extração ilegal de madeira.Trata-se da Floresta Nacional (FLONA) Tapa-jós e da Reserva Extrativista (Resex) Arapiuns-Tapajós além da região de assentamentos estaduais Gleba Nova Olinda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
MERCADOS INTERCULTURAIS: práticas, linguagens e identidades em contextos amazônicos
Descrição: No projeto MERCADOS INTERCULTURAIS: práticas, linguagens e identidades em contextos amazônicos, busca-se analisar práticas que considerem aspectos socioeconômicos e, percebidas como práticas culturais identitárias, que expressariam, ao mesmo tempo, sentidos, linguagens e negociações em relações interétnicas e interculturais, de pertencimento e formas de ação cotidiana no espaço amazônico. Busca-se também realizar uma aproximação etnográfica e conceitual dos fluxos, da produção e circulação de produtos provenientes de comunidades tradicionais, povos indígenas e migrantes que deslocam-se por essa região, visando identificar princípios organizativos de cada um desses grupos e, de que forma seus conhecimentos agregam valor aos produtos por eles produzidos e comercializados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Integrante / Carmem Isabel Rodrigues - Coordenador / Paolo Totaro - Integrante / Luis de Jesus Dias Silva - Integrante / Milton Ribeiro da Silva Filho - Integrante / Rosiane Ferreira Martins - Integrante / Marcos Trindade Borges - Integrante / Suellen Nascimento dos Santos - Integrante / Raphael Lucas de Jesus Silva - Integrante / Jakson Silva da Silva - Integrante.
Número de produções C, T & A: 5
2010 - 2013
Elaboração de mapas de populações tradicionais, conflitos e usos da biodiversidade na área da BR-163 (PA).
Descrição: O subprojeto concentra ações na Resex Tapajós-Arapiúns, em colaboração com o Projeto Saúde e Alegria, o ICMBio, a UFOPA e uma associação de comunidades da Resex, denominada Apruspebras (Associação de Produtores Rurais Extrativistas da Margem Esquerda do Tapajós). Desenvolve-se mediante três componentes interrelacionados, executados simultaneamente: a) ?Mapeando o uso de produtos florestais, a motivação de esforços para aumentar o acesso a produtos florestais através de sistemas agroflorestais, e a influência da expectativa de pagamentos para serviços ambientais, na Resex Tapajós-Arapiuns? b) ?Mapeando os recursos medicinais da flora e das espécies florestais na Resex Tapajós-Arapiúns ? uma interação entre o saber tradicional e o conhecimento científico?; e c) ?Mapeamento territorial das comunidades indígenas na Resex Tapajós-Arapiúns ? o fenômeno da etnogênese na região de Santarém?..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador / Goetz Schroth - Integrante / Maria do Socorro Souza da Mota - Integrante / Kércia Priscilla Figueiredo Peixoto - Integrante.
Número de produções C, T & A: 9
2010 - 2013
Memória Social das Lutas Populares no Pará e Análise de Narrativas
Descrição: Projeto realizado a partir de entrevistas e documentos colhidos nas atividades do Grupo de Trabalho Araguaia (GTA), coordenado e financiado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, pelo Ministério da Justiça e pelo Ministério da Defesa. O projeto envolve a organização de um arquivo da memória social da guerrilha do Araguaia, o qual se integra ao Projeto Memórias Reveladas do Arquivo Nacional, mediante protocolo de cooperação entre esta instituição e o Museu Paraense Emílio Goeldi. O projeto abriga estudantes de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Pará..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador / ALVES, Edivânia - Integrante / Antonia Martins - Integrante / Jakson Silva da Silva - Integrante / Paulo Fonteles Filho - Integrante / Kércia Priscilla Figueiredo Peixoto - Integrante / Paula Miranda Monteiro - Integrante / Vanessa Frazão Lima - Integrante / José Luiz Moraes Franco - Integrante / José Messiano Ramos - Integrante.
Número de produções C, T & A: 19 / Número de orientações: 3
2009 - 2013
Identidades e mobilizações populares nos bairros do Guamá e Terra Firme, em Belém (PA).
Descrição: O objetivo da pesquisa é acompanhar e estudar as organizações populares da Terra Firme e do Guamá, dois populosos e carentes bairros de Belém..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador / ALVES, Edivânia - Integrante.
Número de produções C, T & A: 8
2009 - 2012
Arquivo Memória Social da Guerrilha do Araguaia e da Guerra que Veio Depois
Descrição: A partir do material reunido pela Ouvidoria do Grupo de Trabalho Tocantins (GTT), organizamos um arquivo sobre a Guerrilha do Araguaia, de modo a disponibilizar informações para estudiosos do tema e ao público em geral. Nas várias expedições efetuadas pelo GTT, realizamos dezenas de entrevistas com mateiros, que serviram como guias do Exército, ex-combatentes, camponeses e moradores locais, procurando alcançar os objetivos estabelecidos pelas portarias do Ministério da Defesa, centradas na busca dos restos mortais, e pela sentença proferida pela juíza Solange Salgado, que considera também as circunstâncias das mortes. Essas entrevistas, realizadas com equipamento de vídeo, reúnem histórias da Guerrilha narradas por pessoas que viveram o episódio. São narrativas de valor documental e histórico na medida em que revelam faces expressivas da Guerrilha. Evidentemente, em torno de fato tão dramático, há muitas interpretações contraditórias, na medida em que a memória de cada um dos entrevistados é afetada por ideologias, interesses e constrangimentos. De forma que o Arquivo da Memória Social da Guerrilha não lidará apenas com o fato em si, mas também com o vínculo existente entre memória e visão de mundo, inclusive no que diz respeito a questões do presente. O trabalho que desenvolvemos com o arquivo se relaciona também com a oportunidade de fazer da memória social um ponto de apoio para iniciativas capazes de servir às populações que habitam lugares que têm na Guerrilha do Araguaia um forte fator de identidade. Xambioá, São Geraldo do Araguaia, São Domingos do Araguaia, Brejo Grande, Palestina e mesmo Marabá têm identidade para com a Guerrilha e suas várias histórias e personagens. Quando as pessoas rememoram o fato, que significou para elas uma experiência psicológica profunda, parece que elas estão praticando uma espécie de terapia, ao jogar luz sobre uma história que é pública e é também biográfica. Alguns se emocionam, não conseguem continuar quando falam de atroci.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - 2017
Curso de Capacitaçao em Educaçao Intercultural e Antirracista
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (99) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador / Denise Machado Cardoso - Integrante.
2015 - Atual
Observatório de Conflitos Urbanos de Belém
Descrição: O Observatório dos Conflitos Urbanos de Belém registra e divulga manifestações públicas coletivas que têm a cidade como arena e objeto. Tais conflitos fornecem um retrato e uma chave de leitura para a complexidade e diversidade do espaço urbano. Em sua multiplicidade, oferecem rico material para desvendar as desigualdades urbanas e as relações que diferentes setores da população estabelecem com sua cidade e com as políticas governamentais aplicadas. Tem por objetivo registrar, sistematizar, classificar e prover informações sobre lutas urbanas, movimentos sociais e as múltiplas e diversas manifestações da conflitualidade na cidade de Belém. Através de uma base de dados geo-referenciada, disponibiliza informações on line sobre os conflitos urbanos, suas causas e motivações e seus agentes. O Observatório é fonte de pesquisa para os estudiosos da cidade e oferece igualmente subsídios para a formulação de políticas urbanas, tanto a agências governamentais quanto a outros atores urbanos relevantes - movimentos sociais, associações de bairro e organizações não governamentais de vários tipos. As informações do Observatório de Conflitos Urbanos de Belém podem ser acessadas livremente por qualquer pessoa no seu site. Para fins acadêmicos, podem ser utilizadas como base de dados por parte de professores e estudantes da UFPA e nesse sentido o projeto pretende direcionar atividades de extensão envolvendo especialmente cursos da área de Ciências Humanas, significando um espaço de formação para alunos de graduação. Funcionando em estreita associação com o plano pedagógico da Faculdade de Ciências Sociais, o Observatório se posiciona como base de leitura da cidade e de formação de discentes interessados numa leitura crítica do ambiente urbano. Através dos conflitos urbanos pode-se compreender a estruturação da cidade como resultado de hegemonias de ideias, sobre urbanização, modernização, morfologia urbana, desenvolvimento, progresso, direitos, ideias que podem ser criticamente contestadas por meio do reconhecimento de diversas epistemologias e saberes. Importante reconhecer que os setores populares detêm conhecimento e suas críticas muitas vezes portam também propostas de solução. O Observatório se coloca como repositório desse saber popular que contesta certos \"pensamentos únicos\" sobre administração e desenvolvimento urbanos. Enfim, é na conflitualidade quotidiana, nas suas várias formas de expressão e nos seus vários agentes, que se pode compreender as dinâmicas sociais. Através dos conflitos a cidade se expressa. E a cidade fala múltiplas linguagens, mesmo porque, como desde os anos 20 ensinou a Sociologia Urbana de Chicago, densidade e heterogeneidade fazem a cidade. É por esta razão que o estudo da conflituosidade urbana oferece rica chave para a leitura da realidade e dinâmica urbanas. A diversidade e multiplicidade da cidade aparecem, quase em estado virgem, nos conflitos, eles mesmos dispersos e múltiplos. Atores, objetos e objetivos de conflitos, temporalidades, formas, geografias, retóricas e simbologias oferecem um quadro complexo e diferenciado da cidade. Como e onde se manifestam os conflitos? Que reivindicações, anseios e frustrações emergem? De que maneira a desigualdade sócio-espacial se expõe a partir de informações sistemáticas? Movimentos sociais organizados e manifestações de multidões, ações coletivas na justiça ou abaixo-assinados, inúmeras são as formas através das quais a cidade expõe sua desigualdade e, mais do que isso, elabora as formas de enfrentá-la. O Observatório de Conflitos Urbanos de Belém se coloca como fonte de informação para elucidar essas questões..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador / ALVES, Edivânia - Integrante / Jakson Silva da Silva - Integrante / Suelen Reis da Conceição - Integrante / Raynice Sousa Santos - Integrante / Paulo Sérgio Lima da Silva - Integrante / Felipe Bandeira - Integrante / DIEGO JORGE BARATA BARROS - Integrante / César Vieira - Integrante / Leidiane Maciel Leal - Integrante / Fabrício Tavares de Moraes - Integrante / Domingos Conceição - Integrante / Elson Luiz Brito da Silva - Integrante / Carmelita da Cunha Alfaia - Integrante.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 5


Projetos de desenvolvimento


2008 - Atual
Identidade e institucionalização: a construção de espaços territoriais no Pará
Descrição: A pesquisa objetiva identificar os processos que caracterizam a configuração de territórios no estado do Pará, a fim de discernir estratégias populares, caracterizadas como um movimento de baixo para cima, e critérios governamentais, caracterizados como ações de cima para baixo, identificando eventuais contradições e ou congruências entre as duas formas de espacialização de interesses. A investigação objetiva também construir uma cartografia territorial, de modo a situar em um mapa os vários tipos de território que esse duplo movimento vem desenhando sobre o espaço estadual. Essa referência cartográfica busca acrescentar subsídios à compreensão do processo de ordenamento territorial, que ocorre tanto mediante o planejamento governamental como através de iniciativas sociais. Um dos resultados pretendidos pela pesquisa é a organização de uma tipologia territorial, de modo a caracterizar os vários conteúdos culturais, políticos, ideológicos e econômicos contidos nos territórios do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), nos territórios quilombolas, nos projetos de desenvolvimento sustentável, nas reservas extrativistas (Resex), nas terras indígenas, nos projetos de assentamento do INCRA, nas regiões de integração do Governo do estado, nos territórios da BR-163 e nas Mesorregiões do Ministério da Integração. Além destes territórios formalmente reconhecidos, a pesquisa buscará identificar lutas sociais por reconhecimento de territórios, inclusive no espaço urbano de Belém. Emblemática dessa possibilidade é a história do rio Tucunduba, e a mobilização de seus moradores por saneamento, mobilização a qual acabou por justificar um projeto governamental de macro-drenagem naquela área. Finalmente, espera-se que todo esse percurso de investigação, largamente baseado em informações empíricas, jogue luz sobre o conceito teórico de território..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto - Coordenador.
2003 - 2006
O plano de desenvolvimento sustentável da microrregião da UHE Tucurui : Leitura crítica da proposta, o problema da participação popular e a experiência européia de planejamento territorial negociado
Descrição: O projeto objetiva realizar uma critica da proposta da Eletronorte, sugerindo novos procedimentos metodologicos e novos instrumentos, à luz das politicas territoriais européias..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
5.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Regional e Urbana.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


1989
Prêmio ANPOCS, ANPOCS/BID.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2016PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ; SILVA, JAKSON SILVA DA . Segregação racial na orla de Belém: os portos públicos da Estrada Nova e o Ver-o-Peso. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi Ciencias Humanas, v. 11, p. 563-579, 2016.

2.
5SILVA, J. S.2015SILVA, J. S. ; PEIXOTO, Rodrigo . Gentrificação e resistência popular nas feiras e portos públicos da Estrada Nova em Belém (PA). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 10, p. 681-697, 2015.

3.
6PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2014PEIXOTO, Rodrigo. Índios e Camponeses: antes, durante e depois da Guerrilha do Araguaia. Territórios e Fronteiras (Online), v. 7, p. 47-71, 2014.

4.
8PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2014PEIXOTO, Rodrigo. A GUERRA QUE VEIO DEPOIS DA GUERRILHA. Acervo, v. 27,N.1, p. 239-253, 2014.

5.
3PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2013PEIXOTO, Rodrigo. Memória, verdade e justiça: reconhecendo abusos do passado e do presente no Bico do Papagaio. Novos Cadernos NAEA, v. 16, p. 80, 2013.

6.
2PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2012 PEIXOTO, Rodrigo; ARENZ, K. ; PEIXOTO, K. P. F. . O Movimento Indígena do Baixo Tapajós: etnogênese, território, Estado e conflito. Novos Cadernos NAEA, v. 15, p. 20, 2012.

7.
4PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2011 PEIXOTO, Rodrigo. Memória social da Guerrilha do Araguaia e da guerra que veio depois. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 6, p. 479-499, 2011.

8.
7PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2009PEIXOTO, Rodrigo; ALVES, Edivânia . O Movimento Social do Bairro do Guamá, o Tucunduba e sua vizinhança Acadêmica: Um Debate sobre Identidades no FSM de Belém. Humanitas (UFPA), v. 25, p. 65-86, 2009.

9.
16PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2008PEIXOTO, Rodrigo. A rede paraense de agricultura familiar e biodiesel. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi. Antropologia, v. 3, p. 25-40, 2008.

10.
10PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2007PEIXOTO, Rodrigo. Uma proposta metodológica para a efetivação do ZEE em territórios da Amazônia. Humanitas (UFPA), v. 22, p. 53-71, 2007.

11.
11PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2006PEIXOTO, Rodrigo. Pactos territoriais e agências locais de desenvolvimento: a apropriação destes instrumentos ao território do Baixo Tocantins.. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi. Antropologia (Cessou em 2002), v. 1, p. 9-31, 2006.

12.
12PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2005PEIXOTO, Rodrigo. As lições dos pactos territoriais e das agências locais de. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi. Antropologia, Belèm (PA), 2005.

13.
14PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2002PEIXOTO, Rodrigo. Urbanização, desenvolvimento regional e conjuntos institucionais. Saber. Ciências Exatas e Tecnologia, Belém, v. 3, p. 13-30, 2002.

14.
13PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2002PEIXOTO, Rodrigo. Urbanização, cidades, Gestão Participativa e Parcerias Estratégicas no Pará. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi. Zoologia, Belém, 2002.

15.
15PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2001PEIXOTO, Rodrigo. Entrevistanto políticos e interpretando seus discursos. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi. Zoologia, Belém, v. 17, n.2, p. 35-55, 2001.

16.
9PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ1996PEIXOTO, Rodrigo. O envolvimento das Assembléias de Deus na política. As circunstâncias da região Sul do Pará. Humanitas (Belém), Belém - Pará, v. 14, n.1, p. 53-72, 1996.

17.
17PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ1996PEIXOTO, Rodrigo. A cultura política na fronteira do Sul do Pará. Lusotopie L'oppression Paternaliste Au Brésil, Paris, p. 253-252, 1996.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Instrumentos e politicas para um desenvolvimento territorial inclusivo: um confrontro entre o Mezzogiorno italiano e a Amazonia brasileira. O caso do territorio a jusante da UHE Tucurui/Strumenti e politiche per un sviluppo territoriale inclusivo: un confronto tra il Mezzogiorno italiano e l'Amazzonia brasiliana. Il caso del territorio di Tucurui. Napoles (Italia): Università degli Studi di Napoli Federico II, 2005.

Capítulos de livros publicados
1.
SILVA, Jakson ; PEIXOTO, Rodrigo . Elos entre o rural e o urbano em Belém e Altamira. In: RODRIGUES, Carmem Izabel; SILVA, Luiz de Jesus; MARTINS, Rosiane Ferreira. (Org.). MERCADOS INTERCULTURAIS: produção de sociabilidades e identidades em espaço urbano.. 1ed.Belém: NAEA - NÚCLEO DE ALTOS ESTUDOS DA AMAZÔNIA, 2014, v. 1, p. 238-264.

2.
PEIXOTO, Rodrigo. Caminhos e Descaminhos do Desenvolvimento Territorial no Pará. In: Rocha, Gilberto de Miranda; Magalhães, Sonia Barbosa; Teisserenc, Pierre.. (Org.). Territórios de Desenvolvimento e Ações Públicas. Belém: EDUFPA, 2009, v. , p. 65-93.

3.
PEIXOTO, Rodrigo. UMA REDE OPERATIVA PARA EFETIVAR O ZEE EM TERRITÓRIOS DA AMAZÔNIA. Sociedade, Território e Conflitos: Br 163 em Questão. Belém: Editora da UFPA, 2008, v. , p. -.

4.
PEIXOTO, Rodrigo. O significado das relações internacionais para Belém. In: María Marcela Petrantonio. (Org.). Mercociudades - Las ciudades en el escenario intenacional. 1ed.Mar del Plata: Mercociudades, 2000, v. 1, p. 51-68.

5.
PEIXOTO, Rodrigo. A cultura política na fronteira do sul do Pará. In: Lusotopie - Enjeux contemporains. (Org.). L'oppression paternaliste au Brésil. Paris: Éditions Karthala, 1996, v. , p. 253-272.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Um resumo da ocupação da orla: urbanização forçosa. Destaque Amazônica, Belém (PA), 30 mar. 2012.

2.
Antônio Maria de Souza Santos ; Patrícia C. Campos Trindade ; Claudemir Teodoro do C. Monteiro ; PEIXOTO, Rodrigo . Movimentos Indígenas - A Busca da Terra sem Males. O Liberal, Belém, 14 dez. 2009.

3.
PEIXOTO, Rodrigo. Lideranças Paternalistas. Cuíra - Amazônia & Cidadania, Belém, , v. 18, p. 40 - 42, 02 mar. 1996.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . Luta, reconhecimento e conquista da Terra Indígena Maró (PA). In: 30º RBA - Reunião Brasileira de Antropologia, 2016, Joao Pessoa - PB. Políticas da Antropologia. Ética, Diversidade e Conflitos, 2016.

2.
SOUSA, C. ; PEIXOTO, Rodrigo . Expansão da dendeicultura e campesinato na Amazônia: cooptação e resistências. In: Reunião Equatorial de Antropologia/Reunião de Antropólogos Norte e Nordeste, 2015, Maceió (AL). Direitos Diferenciados, conflitos e produção de conhecimentos, 2015.

3.
SOUSA, C. ; PEIXOTO, Rodrigo . Mais produção ou mais vida: a integração do campesinato ao agronegócio do dendê e a lógica da produtividade versus a lógica da reprodução. In: XI Reunión de antropología del Mercosur: diálogos, prácticasy visiones antropológicas desde el sur, 2015, Montevideo. XI Reunión de antropología del Mercosur: diálogos, prácticasy visiones antropológicas desde el sur, 2015.

4.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . Conflitos na Fronteira e Identidades em conflito no Baixo Tapajós (PA): uma abordagem reflexiva. In: 29º Reunião Brasilieira de Antropologia - Diálogos Antropólicos. Expandindo Fronteiras, 2014, Natal (RN). 29º Reunião Brasileira de Antropologia. Diálogos Antropológicos. Expandindo Fronteiras, 2014.

5.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . Luta por Reconhecimento: Reelaboração Étnica e Conflito no Baixo Tapajós (PA).. In: Congreso de la Associación Latinoamericana de Socioloia 02013, 2013, Santiago do Chile. Luta por Reconhecimento: Reelaboração Étnica e Conflito no Baixo Tapajós (PA), 2013.

6.
FIGUEIREDO, Kércia ; PEIXOTO, Rodrigo . A luta territorial dos indígenas da Terra Maró. In: 3º ENCONTRO NORTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA ? SBS NORTE, 2012, Manaus. Amazônia e Sociologia - Fronteiras do Século XXI, 2012.

7.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . O movimento indígena no Baixo Tapajós: resistências, conflitos, conquistas e contestações. In: 28º RBA - Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. Anais 28º RBA, 2012.

8.
PEIXOTO, Rodrigo; SILVA, Jakson . Gentrificação e resistência popular na orla da Estrada Nova em Belém: uma batalha de significados. In: III ENCONTRO ETTERN GLOBALIZAÇÃO, POLÍTICAS TERRITORIAIS, MEIO AMBIENTE E CONFLITOS SOCIAIS, 2012, Vassouras - RJ. III ENCONTRO ETTERN GLOBALIZAÇÃO, POLÍTICAS TERRITORIAIS, MEIO AMBIENTE E CONFLITOS SOCIAIS, 2012.

9.
PEIXOTO, Rodrigo; ANDRADE, Ana . História Presente da Guerra que Veio Depois. In: I Congresso Pan-Amazônico e VII Encontro Regional Norte de História Oral - História do Tempo Presente e Oralidades na Amazônia, 2012, Belém. Anais I Congresso Pan-Amazônico e VII Encontro da Região Norte de História Oral. Belém: Editora Açaí, 2012.

10.
PEIXOTO, Rodrigo. Estetização espúria, negação da vida popular nas margens de Belém e resistência ribeirinha. In: 2º Encontro da Sociedade Brasileira de Sociologia - Mudanças Sociais e perspectivas para o século XXI, 2010, Belém. SBS NORTE 2010 - ANAIS - 2º Encontro da Sociedade Brasileira de Sociologia - Mudanças Sociais e perspectivas para o século XXI, 2010.

11.
PEIXOTO, Rodrigo. Fenêtres et Portes pour le Fleuve: Métaphores sur les Usages du Water Front à Belém. In: Séminaire International : Métropoles, Inégalités et Planification Démocratique, 2010, Rio de Janeiro. Seminário Internacional, 2010.

12.
PEIXOTO, Rodrigo; MARTINS, A. . Perdas e Danos nos Baixões de Altamira. In: III Encontro Latinoamericano Ciências Sociais e Barragens, 2010, Belém. III ENCONTRO LATINOAMERICANO CIÊNCIAS SOCIAIS E BARRAGENS, 2010.

13.
PEIXOTO, Rodrigo. A grassroots movement and its academic neighbourhood: a debate on identities in the WSF of Belem. In: 2009 ISA - RC 21 Sao Paulo Conference, 2009, São Paulo. 2009 ISA - RC 21 Sao Paulo Conference - Sessões e Trabalhos, 2009.

14.
PEIXOTO, Rodrigo. Entrevistando políticos interpretando seus discursos. In: Congresso Nacional de História Oral, 1995, Campinas, 1995.

15.
PEIXOTO, Rodrigo. A Cultura política no sul do Pará. In: Congresso de Americanistas, 1992, Uppsalla. L'oppression paternalist au Brésil. Paris: Éditions Karthala, 1992. v. 1. p. 253-272.

16.
PEIXOTO, Rodrigo. Problemas atuais da ação da igreja na região do Araguia-Tocantins. In: Seminário ANPOCS - Inter-American Foundation, 1991, Belém. Brasil, Norte e Nordeste. Estudos em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: ANPOCS, 1991. v. 1. p. 115-140.

17.
PEIXOTO, Rodrigo. Relação da Igreja Católica com os camponeses no sul do Pará. In: Seminário da ANPOCS, 1989, Belém, 1989.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, Jakson ; PEIXOTO, Rodrigo . Resistência Popular nas Feiras e Portos Públicos da Estrada Nova em Belém (PA). In: 3º ENCONTRO NORTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA ? SBS NORTE, 2012, Manaus. Amazônia e Sociologia - Fronteiras do Século XXI, 2012.

2.
PEIXOTO, Rodrigo. O Igarapé Tucunduba em Belém: Identidade, pobreza e lutas. In: III Seminário Itinerante Franco-Brasileiro, 2009, Belém. A Cidade e os Rios na História do Brasil, 2009.

3.
PEIXOTO, Rodrigo. O Coletivo Reistência Guamazônica do bairro do Guamá e e sua vizinhança acadêmica: um debate sobre identidades no FSM de Belém. In: II Encontro Globalização, Políticas Territoriais, Meio Ambiente e Conflitos Sociais, 2009, Vassoura - RJ. II Encontro Globalização, Políticas Territoriais, Meio Ambiente e Conflitos Sociais, 2009.

Artigos aceitos para publicação
1.
PEIXOTO, Rodrigo. A guerra que veio depois da guerrilha. Acervo (Rio de Janeiro), 2014.

2.
PEIXOTO, Rodrigo; SILVA, J. S. . Gentrificação e resistência popular na orla da Estrada Nova em Belém. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, 2014.

3.
PEIXOTO, Rodrigo. Índios e camponeses antes durante e depois da guerrilha do Araguaia. Territórios e Fronteiras (Online), 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Raça e segregação nas margens de Belém (Pará, Brasil).. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
FIGUEIREDO, Kércia ; PEIXOTO, Rodrigo . A luta territorial dos indígenas da Terra Maró. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
PEIXOTO, Rodrigo; SILVA, Jakson . Gentrificação e Resistência Popular na Orla da Estrada Nova em Belém: uma batalha de significados. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
PEIXOTO, Rodrigo; ANDRADE, Ana . História Presente da Guerra que Veio Depóis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . O movimento Indígena no Baixo Tapajós: resistência, conflitos, conquistas e contestações. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SILVA, Jakson ; PEIXOTO, Rodrigo . Resistência Popular nas Feiras e Portos Públicos da Estrada Nova em Belém (PA). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
PEIXOTO, Rodrigo. A metáfora dominante das janelas para o rio e a resistência ribeirinha nos portos públicos de Belém. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
PEIXOTO, Rodrigo. Estetização espúria, negação da vida popular nas margens de Belém e resistência ribeirinha. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
PEIXOTO, Rodrigo. Memória Social da Guerrilha do Araguaia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
PEIXOTO, Rodrigo. O Coletivo Resistência Guamazônica, do bairro do Guamá, e sua vizinhança acadêmica: um debate sobre identidades no FSM de Belém. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
PEIXOTO, Rodrigo. O Igarapé Tucunduba em Belém> Identidade, pobreza e lutas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
PEIXOTO, Rodrigo. A grassroots movement and its academic neighbourhood: a debate on identities in the WSF of Belem. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
PEIXOTO, Rodrigo; Paiva . A Rede do ZEE: instituições públicas e entidades da sociedade civil atuando para a promoção da justiça ambiental. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
PEIXOTO, Rodrigo. Políticas Públicas para o Desenvolvimento da Amazônia em Cotejo com o Planejamento Regional na União Européia. 2002. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Prazer em conhecer: São Pedro, a capital do Arapiuns. Santarém: CEA´PS - Projeto Saúde e Alegria, 2012 (Cartilha).

2.
PEIXOTO, Rodrigo. Terra Indígena do Maró. Santarém: Projeto Saúde e Alegria, 2011 (Cartilha).

3.
PEIXOTO, Rodrigo. Comunidade Anã. Santarém: Projeto Saúde e Alegria, 2011 (Cartilha).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
PEIXOTO, Rodrigo. PROPOSTA METODOLÓGICA PARA A EFETIVAÇÃO DO ZEE NA AMAZÔNIA ARTICULANDO ESCALAS E CONCEPÇÕES TERRITORIAIS DE DESENVOLVIMENTO. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
PEIXOTO, Rodrigo; Maria Ivete Nascimento . Relatório Técnico da Ouvidoria Social do Grupo de Trabalho Tocantins. 2009.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Debatedor do filme 'Eu me Lembro'. Mostra Cinema pela Verdade. Instituto Cultura em Movimento - ICEM. Ministério da Justiça, Comiissão de Anistia. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Society, Culture and Survival in the Amazon. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
PEIXOTO, Rodrigo. Cartografia da Comunidade São Pedro. 2012. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

3.
PEIXOTO, Rodrigo. Comunidade São Pedro - Capital da Resex Tajajós Arapiuns. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Cartilha Pedagógica).

4.
PEIXOTO, Rodrigo. Cartografia da Comunidade Anã. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

5.
PEIXOTO, Rodrigo. Cartografia da Terra Indígena Maró. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

6.
PEIXOTO, Rodrigo. Comunidade Anã. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Cartilha pedagógica).

7.
PEIXOTO, Rodrigo. Terra Indígena do Maró. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Cartilha didática).

8.
PEIXOTO, Rodrigo. Política e Gestão Pública Contemporânea. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
PEIXOTO, Rodrigo. Políticas Urbanas e Desenvolvimento Local Sustentável. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
PEIXOTO, Rodrigo. Planejamento do Desenvolvimento da Amazônia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
PEIXOTO, Rodrigo. Mestrado em Planejamento Urbano e Regional. 2002. (Coordenação de Curso de Mestrado).

12.
PEIXOTO, Rodrigo. Gestão Urbana. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
PEIXOTO, Rodrigo. Técnicas e Métodos de Pesquisa. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
PEIXOTO, Rodrigo. Planejamento do Desenvolvimento Regional. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PEIXOTO, Rodrigo; GARCÊS, C. L. L.; HENRIQUE, M. C.; CARDOSO, D. M.. Participação em banca de Irana Bruna Calixto Lisboa. Etnografia da Cultura Material do Povo Indígena Anambé. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

2.
PENARROCHA, P. P.; FONTES, E. J. O.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Raimundo Amilson de Sousa Pinheiro. Abaixo o Figueiredo. O povo não tem medo. Mais arroz e mais feijão. Abaixo a repressão: Quando professores entraram em cena em Belém (1979-1986). 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal do Pará.

3.
PEIXOTO, Rodrigo; Alencar, Edna; CASTRO, E.; PETIIT, P.. Participação em banca de Vanessa Frazão Lima. O modo de vida do MST no Assentamento Mártires de Abril em Mosqueiro-PA: valores, a construção da identidade coletiva e as crises. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará.

4.
PEIXOTO, Rodrigo; PETIIT, P.; CARDOSO, D.. Participação em banca de José Luiz de Moraes Franco. O Movimento Social no Bairro do Guamá (Belém): da Teologia da Libertação ao Coletivo Resistência Guamazônica e o Espaço Cultural Nossa Biblioteca. 2013. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

5.
ASSIS, E. C.; SILVA, A. L. T.; PEIXOTO, Rodrigo; SCHMITZ, H.. Participação em banca de Gerbson Cordeiro Nascimento. Movimento Indígena na Pan-amazônia: COIAB, COICA e a Proposta REDD+ Indígena. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Pará.

6.
PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Marcos Trindade Borges. Do Porto à Mesa: Etnografia dos Fluxos de Comercialização, Circulação e Consumo de Açaí no Bairro do Jurunas Belém (PA). 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará.

7.
PEIXOTO, Rodrigo; TEISSERENC, M. J. S. A.; RIBEIRO, T. G.. Participação em banca de Adele Teixeira dos Santos. África e Laranjituba em Experiências Associativas: Um Estudo sobre Redes em Território Quilombola na Amazônia Oriental. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará.

8.
Carmem Izabel Rodrigues; CASTRO, E. M. R.; PEIXOTO, Rodrigo; CANETE, V. R.. Participação em banca de Abraão José Coelho de Moraes. Caminhos da Produção: relaões econômicas e políticas na comunidade quilombola de Macapazinho, Santa Izabel do Pará. 2012. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

9.
Carmem Izabel Rodrigues; CARVALHO, L. G.; COSTA, A. M. D.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Luciana Almeida Wilm. Todo dia é feira: Estudo sobre a circulação de bens e pessoas no comércio Jurunense. 2012. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

10.
ASSIS, E. C.; PEIXOTO, Rodrigo; CORREA, R. R.; SOUZA, C. A. S.. Participação em banca de Andreici Marcela Araúnjo de Oliveira. Movimento Social Indígena e a Participação Política: A Atuaç]ao da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) na Formação de Lideranças. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal do Pará.

11.
PEIXOTO, Rodrigo; Mario Vasconcelos Sobrinho; Gilberto de Miranda Rocha. Participação em banca de Henrique Rodrigues de Miranda. Planejamento Participativo e Desenvolvimento Local: Projetos de Intervenção e Participação em Pequenas Comunidades Rurais da Amazônia Paraense. 2009. Dissertação (Mestrado em PPGEDAM) - Universidade Federal do Pará.

12.
SILVA, C. M. C. K.; PEIXOTO, Rodrigo; ROBERT, P.; SOUZA, O. N. B.. Participação em banca de Cláudia Maria Carneiro Kahwage Silva. Campesinato e Organização Política em São Felix do Xingu-PA. 2002. Dissertação (Mestrado em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentá) - Universidade Federal do Pará.

Teses de doutorado
1.
RODRIGUES, C. I.; SILVA, Maria das Graças da; RAVENA, V. C.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Carlos Alberto Correa Dias Júnior. "Da Feira para a Cozinha: Consumo, Identidade e Linguagem em Torno da Comida na Feira Municipal de Cametá - PA. 2016. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

2.
RODRIGUES, C. I.; CASTRO, E.; Ponte, J. P. X.; RAVENA, V. C.; PEIXOTO, Rodrigo; CARDOSO, D. M.; TOTARO, P.. Participação em banca de Luiz de Jesus Dias da Silva. Pedra, Redes e Malha na Circulação do Pescado do Ver-o-Peso ao Meio Urbano de Belém do Pará. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

3.
TEISSERENC, M. J. S. A.; CARDOSO, D. M.; PEREIRA, M. J. F.; SILVA, M. D. L.; RIBEIRO, T. G.; PEIXOTO, Rodrigo; MOURA, E. A. F.; SANTANA JUNIOR, H. A.. Participação em banca de Gercilene Teixeira da Costa. Reservas Extrativistas Enquanto Instrumento da Ação Pública Ambiental no Brasil: Comparando a Conservação na Terra Firme e no Maar da Amazônia Maranhense. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

4.
MANESCHY, M. C. A.; LIMA, J. C.; Maciel, Carlos Alberto; PEIXOTO, Rodrigo; FURTADO, L. F. G.; MOREIRA, E.; MOURA, E. A. F.. Participação em banca de Maria Luíza Nobre Lamarão. Juventude e Participação: Jovens na Gestão Compartilhada da Reserva Extrativista Marinha de Caeté-Taperaçu, em Bragança, Pará. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

5.
RODRIGUES, C. I.; MAUES, R. H.; CASTRO, E. M. R.; SILVA, Maria das Graças da; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Rosiane Ferreira Martins. Da fronteira à feira: experiências etnográficas de um mercado multicultural em Caiena - Guina Francesa. 2015. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

6.
RODRIGUES, C. I.; CASTRO, E.; Veissière, S. P. L.; MAUES, R. H.; PEIXOTO, Rodrigo; RAVENA, V. C.; SILVA, Maria das Graças da. Participação em banca de Rosiane Ferreira Martins. Da Fronteira à Feira: Experiencias Etnográficas de um Mercado Multicultural em Caiena - Guiana Francesa. 2015. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

7.
TEISSERENC, M. J. S. A.; TEISSERENC, P.; ASSIS, .. E. C.; PLAS, P.; CARDOSO, D. M.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Vanderlúcia da Silva Ponte. Os Tenetehar-Tembé do Guamá e do Gurupi. Povo Verdadeiro! Saúde "Diferenciada", Território e Indianidade na Ação Pública Local. 2014. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

8.
TEISSERANC, M. J.; SILVA, C. T.; RIBEIRO, T. G.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Carmentilla das Chagas Martins. Para além, através, da fronteira e do acordo: Interações sociais no Oiapoque. 2014. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

9.
SANTANA, A. C.; HOMMA, A. K. O.; SANTANA, A. P. P.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Ruth Helena Cristo Almeida. Discutindo parcerias: Empresa de Biocosméticos, comunidades rurais e o uso de recursos naturais da Amazônia: uma análise do caso da Priprioca (Cyperus articulatus L.) no estado do Pará. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal Rural da Amazônia.

Qualificações de Doutorado
1.
RODRIGUES, C. I.; SILVA, Maria das Graças da; RAVENA, V. C.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Carlos Alberto Correa Dias Júnior. Da Feira para a Cozinha: consumo, identidade e linguagem em torno da comida na Feira de Cametá - PA. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

2.
MANESCHY, M. C. A.; SCHMITZ, H.; PEIXOTO, Rodrigo; Maciel, Carlos Alberto. Participação em banca de Maria Luiza Nobre Lamarão. Participação de Jovens na RESEX Marinha Caeté-Taperaçu, em Bragança, Pará. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

3.
MANESCHY, M. C. A.; SCHMITZ, H.; PEIXOTO, Rodrigo; Maciel, Carlos Alberto. Participação em banca de Maria Luíza Nobre Lamarão. Participaçao de Jovens na Resex Marinha de Caeté-Taperaçu, em Bragança, Pará. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

4.
PEIXOTO, Rodrigo; RANDOLPH, R.; RAVENA, V. C.; CRUZ, S. H.. Participação em banca de Edivania Santos Alves. A relação entre moradores e o poder público na regularização fundiária na bacia da Estrada Nova em Belém. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

5.
HOMMA, A. K. O.; SANTANA, A. C.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Ruth Helena Cristo Almeida. Empresas de Biocosméticos, Comunidades Rurais e o Uso de Recursos Naturais da Amazônia: Uma Análise do Caso da Priprioca (Cyperus articulatus) no Estado do Pará. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Agrárias) - Universidade Federal Rural da Amazônia.

Qualificações de Mestrado
1.
GARCÊS, C. L. L.; RODRIGUES, C. I.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Tadeu Lopes Machado. Os Palikur e suas relações de intercambio de bens na cidade de Oiapoque. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

2.
PEIXOTO, Rodrigo; Alencar, Edna; Rodrigues, O.; RODRIGUES, C. I.. Participação em banca de Paulo Sérgio Lima da Silva. Sobre a vitalidade de associações comunitárias de bairro: relações sociopolíticas, redes sociais e sociabilidades de atores locais, Icoaraci/Belém - Pará. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará.

3.
PEIXOTO, Rodrigo; MAUES, R. H.; CARDOSO, D. M.. Participação em banca de Malcolm Robinson. Os Tambores de Maiandeua: Um Estudo Antropológico da Festa do Carimbó no Litoral Paraense. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

4.
PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Suellen Nascimento dos Santos. Família, Amigos, Barracas e Saberes: Um Estudo sobre Transmissão de Práticas Sociais no Setor de Farinha da Feira do Ver-o-Peso. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

5.
PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Raphael Lucas de Jesus Silva. "Mulheres de Chicano": Uma Análise Antropológica da Produção de Objetos Cerâmicos. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

6.
PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Vanessa Frazão Lima. Os sobreviventes do AMA: Um Modo de Ser Resistente. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

7.
PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Jakson Silva da Silva. O Projeto Portal da Amazônia em Belém: Conflito entre Enobrecimento e Resistência Popular pela Permanência nos Portos da Palha e do Açai. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

8.
Carmem Izabel Rodrigues; CANETE, V. R.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Marcos Trindade Borges. Do Porto à Mesa: Etnografia dos Fluxos Relativos à Comercialização, Circulação e Consumo de Açaí no Bairro do Jurunas - Belém/PA. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

9.
Carmem Izabel Rodrigues; COSTA, A. M. D.; PEIXOTO, Rodrigo; ANTONAZ, D.. Participação em banca de Luciana Almeida Wilm. Todo dia é feira: estudo sobre a circulação de bens e pessoas no comércia jurunense. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VEIGA, H. M. F.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Suelen Reis da Conceição.A relação entre a gentrificação e as práticas de economia popular: o caso do transporte alternativo na Estrada Nova de Belém (PA). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Pará.

Outros tipos
1.
MONTEIRA, A. S. F.; PEIXOTO, Rodrigo. Participação em banca de Alda Selma Fronta Monteira. Mudanças Sócio-Ambientais na Comunidade de Caraparú. 2002. Outra participação, Universidade Federal do Pará.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MOURA, E. A. F.; PEIXOTO, Rodrigo; Alencar, Edna; TEISSERENC, M. J. S. A.; MAUES, R. H.. Banca Examinadora do Processo de Seleção de Doutorado. 2016. Universidade Federal do Pará.

2.
MOURA, E. A. F.; CARDOSO, D. M.; PEIXOTO, Rodrigo; RIBEIRO, T. G.; TEISSERENC, M. J. S. A.. Banca Examinadora do Processo de Seleção de Mestrado (Turma 2016). 2015. Universidade Federal do Pará.

3.
RODRIGUES, C. I.; CARDOSO, D. M.; MOURA, E. A. F.; CARVALHO, L. G.; TEISSERENC, M. J. S. A.; PEIXOTO, Rodrigo; GUIMARÃES, S. B.; RIBEIRO, T. G.. Processo de Seleção de Doutorado Turma 2015. 2014. Universidade Federal do Pará.

4.
MOURA, E. A. F.; RODRIGUES, C. I.; CARDOSO, D. M.; TEISSERENC, M. J. S. A.; PEIXOTO, Rodrigo; RIBEIRO, T. G.; RAVENA, V. C.. Banca Examinadora do Processo de Seleção de Mestrado (Turma 2015). 2014. Universidade Federal do Pará.

5.
CHAVES, A. B. P.; CARDOSO, D. M.; RODRIGUES, C. I.; MENDONÇA, K. M. L.; TEISSERENC, M. J. S. A.; PEIXOTO, Rodrigo; RAVENA, V. C.. Banca Examinadora do Processo de Seleção de Doutorado. 2013. Universidade Federal do Pará.

Outras participações
1.
PEIXOTO, Rodrigo; RODRIGUES, C. I.; CANETE, V. R.. Processo seletivo ao mestrado de Antropologia do PPGCS-UFPA. 2012. Universidade Federal do Pará.

2.
PEIXOTO, Rodrigo; Antonaz; Carmem Izabel Rodrigues. Processo seletivo ao mestrado de Antropologia do PPGCS-UFPA. 2011. Universidade Federal do Pará.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II SIALAT - Seminário Internacional América Latina: Políticae Conflitos tos. 2017. (Seminário).

2.
29º Reunião Brasilieira de Antropologia - Diálogos Antropólicos. Expandindo Fronteiras. Conflitos na Fronteira e Identidade em Conflito no Baixo Tapajós (PA): uma abordagem reflexiva. 2014. (Congresso).

3.
Congresso de la Associación Latinoamericana de Sociologia. Luta por Reconhecimento: Reelaboração Étnica e Conflito no Baixo Tapajós (PA). 2013. (Congresso).

4.
28º RBA - Reunião Brasileira de Antropologia. O movimento indígena no Baixo Tapajós: resistências, conflitos, conquistas e contestações. 2012. (Congresso).

5.
3º ENCONTRO NORTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA ? SBS NORTE. A luta territorial dos indígenas da Terra Maró. 2012. (Congresso).

6.
3º ENCONTRO NORTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA ? SBS NORTE.Resistência Popular nas Feiras e Portos Públicos da Estrada Nova em Belém (PA). 2012. (Encontro).

7.
I Congresso Pan-Amazônico e VII Encontro Regional Norte de História Oral - História do Tempo Presente e Oralidades na Amazônia. História Presente da Guerra que Veio Depois. 2012. (Congresso).

8.
III ENCONTRO ETTERN GLOBALIZAÇÃO, POLÍTICAS TERRITORIAIS, MEIO AMBIENTE E CONFLITOS SOCIAIS. Modelos, práticas e conflitos. 2012. (Congresso).

9.
III ENCONTRO ETTERN GLOBALIZAÇÃO, POLÍTICAS TERRITORIAIS, MEIO AMBIENTE E CONFLITOS SOCIAIS.Gentrificação e resistência popular na orla da Estrada Nova em Belém: uma batalha de significados. 2012. (Seminário).

10.
10 Anos do Estatudo das Cidades: Avanços, Dificuldades e Deeesa.A Orla e o Plano Diretor Urbano de Belém. 2011. (Encontro).

11.
VII Conferência da SALSA. Indígenas resistentes se movimentam por identidade e território no Baixo Tapajós. 2011. (Congresso).

12.
2 Encontro da Sociedade Brasileira de Sociologia. Estetização espúria, negação da vida popular nas margens de Belém e resistência ribeirinha. 2010. (Congresso).

13.
Encontro Internacional de Observatórios de Conflitos Urbanos.Novos Observatórios de Conflitos Urbanos no Brasil. 2010. (Encontro).

14.
Fórum Social Urbano.Movimentos sociais, conflitos urbanos e violência. 2010. (Encontro).

15.
III Encontro Latinoamericano Ciências Sociais e Barragens. Perdas e danos nos baixões de Altamira. 2010. (Congresso).

16.
2009 ISA - RC 21 Sao Paulo Conference. A grassroots movement and its academic neighbourhood: a debate on identities in the WSF of Belem. 2009. (Congresso).

17.
II Encontro Globalização, Políticas Territoriais, Meio Ambiente e Conflitos Sociais - Laboratório ETTERN - IPPUR/UFRJ.O Coletivo Resistência Guamazônica, do bairro do Guamá, e sua vizinhança acadêmica: um debate sobre identidades no FSM de Belém. 2009. (Encontro).

18.
III° SEMINÁRIO ITINERANTE FRANCO-BRASILEIRO ?A CIDADE E OS RIOS NA.O IGARAPÉ TUCUNDUBA EM BELÉM: IDENTIDADE, POBREZA E LUTAS. 2009. (Seminário).

19.
Territórios da biodiversidade: novos desafios para a Amazônia.Histórias da Guerrilha do Araguaia. 2009. (Seminário).

20.
XIV Brazilian Sociology Congress. A grassroots movement and its academic neighbourhood: a debate on identities in the WSF of Belém. 2009. (Congresso).

21.
59º encontro da SBPC.A Rede do ZEE: instituições públicas e entidades da sociedade civil atuando para a promoção da justiça ambiental. 2007. (Encontro).

22.
As carencias do saneamento em cidades periféricas.O urbano na Amazonia. 2005. (Seminário).

23.
As carencias do saneamento em cidades periféricas.As carencias do saneamento em cidades periféricas. 2005. (Seminário).

24.
Instrumentos e politicas para um desenvolvimento territorial inclusivo: um confronto entre o Mezzogiorno italiano e a Amazonia brasileira. O caso do territorio a jusante da UHE Tucurui.Instrumentos e politicas para um desenvolvimento territorial inclusivo: um confronto entre o Mezzogiorno italiano e a Amazonia brasileira. O caso do territorio a jusante da UHE Tucurui. 2004. (Seminário).

25.
Os movimentos populares, as instituiçoes de ensino e pesquisa e o desenvolvimento regional na area de Tucurui.Os planos de desenvolvimento regional da Eletronorte. 2003. (Seminário).

26.
Uma avaliaçao critica da experiencia do Sul da Italia e o desenvolvimento da Amazonia.Uma agenda para a cooperaçao entre a Amazonia e instituiçoes italianas. 2003. (Seminário).

27.
As Desigualdades Regionais nos Programas dos Presidenciáveis.Políticas Públicas para o Desenvolvimento da Amazônia em Cotejo com o Planejamento Regional na União Européia. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, E. ; PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ . Seminário Internacional América Latina: Políticas e Conflitos Contemporaneos. 2017. (Outro).

2.
PEIXOTO, Rodrigo. Observatório de Conflitos Urbanos de Belém. 2016. (Outro).

3.
PEIXOTO, Rodrigo; QUADROS, H. . XIIICurso A Importância do Museu Goeldi nos Diversos Níveis de Ensino. 2012. (Outro).

4.
CASTRO, E. ; Carmem Izabel Rodrigues ; PEIXOTO, Rodrigo . 2º Encontro da Sociedade Brasileira de Sociologia - Mudanças Sociais e perspectivas para o século XXI. 2010. (Congresso).

5.
CASTRO, E. ; VAINER, C. ; PEIXOTO, Rodrigo . III Encontro Latinoamericano Ciências Sociais e Barragens. 2010. (Congresso).

6.
PEIXOTO, Rodrigo. Projeto Igarapé: uma troca solidária de saberes. 2009. (Outro).

7.
PEIXOTO, Rodrigo. Seminário: Integrando políticas territoriais no Baixo Tocantins e no Entorno do Lago de Tucuruí. 2007. (Outro).

8.
PEIXOTO, Rodrigo; GORAYEB, Inocêncio . Seminário: Os movimentos sociais, as instituições de ensino e pesquisa e o desenvolvimento regional na área de Tucuruí. 2003. (Outro).

9.
PEIXOTO, Rodrigo. Seminário: Políticas Públicas para o Desenvolvimento da Microrregião de Tucuruí. 2002. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Paulo Sérgio Lima da Silva. SOBRE A VITALIDADE DE ASSOCIAÇÕES COMUNITÁRIAS DE BAIRRO: RELAÇÕES SOCIOPOLÍTICAS, REDES SOCIAIS E SOCIABILIDADES DE ATORES LOCAIS, ICOARACI/BELÉM-PA.. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Suelen Reis da Conceição. Estratégias políticas de regulamentação do Transporte Alternativo dos trabalhadores de vans da Estrada Nova de Belém (PA).. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
José Messiano Trindade Ramos. O Grito pela Terra. A Luta dos Movimentos Sociais do Bairro do Guamá pela Regularização Fundiária (2007-2010). Início: 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Claudiane de Fátima Melo de Souza. Os impactos da dendeicultura no modo de vida camponês: novas configurações e estratégias no assentamento Ollho d´água I em Moju (PA). Início: 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

5.
Vanessa Frazão Lima. Camponeses em Belém? Um estudo sobre a Identidade Camponesa na Ilha de Mosqueiro-Pa. Início: 2012. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

6.
Jakson Silva da Silva. Gentrificação e resistência popular na Estrada Nova em Belém. Início: 2012. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará. (Orientador).

7.
Raphael Lucas de Jesus Silva. MULHERES DE CHICANO?: UMA ANÁLISE ANTROPOLÓGICA DA PRODUÇÃO DE OBJETOS CERÂMICOS. Início: 2012. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

8.
José Luiz de Moraes Franco. O movimento popular no bairro do Guamá em Belém. Início: 2011. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Jakson Silva da Silva. Gentrificação e racismo na Estrada Nova em Belém. Início: 2015. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará. (Orientador).

2.
Giselle Assis. Tecituras de Poder e Autonomia nas Redes de Comercialização do Roteiro Turístico Arapiuns (Santarém9). Início: 2015. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará. (Orientador).

3.
Carlos Elvio das Neves Paes. Inventando a Universidade Nova no Campus Avançado da UFPA no Marajó (PA).. Início: 2014. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará. (Orientador).

4.
Edivania Santos Alves. Moradia e regularização fundiária na baixada do Tucunduba. Início: 2012. Tese (Doutorado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Paula Miranda Monteiro. Adequação Técnica do Acervo do Arquivo Guerrilha do Araguaia e a Guerra que Veio Depois ao Memória Reveladas. Início: 2012 - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Jakson Silva da Silva. Elos entre o rural e o urbano no Igarapé Tucuncuba - Belém. Início: 2009. Iniciação científica (Graduando em História) - Escola Superior Madre Celeste, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
Ana Railda do Nascimento Andrade. O papel da igreja progressista na luta contra a barragem de Belo Monte. Início: 2009 - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
José Luiz de Moraes Franco. A identidade do igarapé Tucunduba contada pelos moradores do Riacho Doce e Pantanal. Início: 2009. Iniciação científica (Graduando em Ciências da Religião) - Universidade do Estado do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Armando Wagner Sidônio. Histórias de vida de lideranças comunitárias no Pantanal e no Riacho Doce: um exercício de história oral para articular memórias coletivas e construção de identidade.. Início: 2009. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal do Pará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

6.
Adriana Modesto Coimbra. A Memória Social da Guerrilha do Araguaia. Início: 2009 - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

7.
Joice Cristina da Costa Lima. Os mercados e feiras livres do bairro do Guamá. Início: 2009 - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
PAULO SÉRGIO LIMA DA SILVA. SOBRE A VITALIDADE DE DUAS ASSOCIAÇÕES COMUNITÁRIAS DE BAIRRO: RELAÇÕES SOCIOPOLÍTICAS E CAPITAIS EM JOGO, ICOARACI/BELÉM-PA.. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

2.
Claudiane de Fátima Melo de Sousa. Será mesmo o diabo? Expansão da dendeicultura e o campesinato na Amazônia paraense. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

3.
Jakson Silva da Silva. O projeto Portal da Amazônia em Belém: conflito entre enobrecimento e resistência popular pela permanência nos portos da Palha e do Açai.. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

4.
Vanessa Frazão Lima. O modo de vida do MST no Assentamento Mártires de Abril em Mosqueiro-PA: valores, a construção da identidade coletiva e as crises. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

5.
José Luiz de Moraes Franco. O Movimento Social no Bairro do Guamá (Belém): da Teologia da Libertação ao Coletivo Resistência Guamazônica e o Espaço Cultural Nossa Biblioteca. 2013. Dissertação (Mestrado em programa de pós-graduação em ciências sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

Tese de doutorado
1.
Edivania Santos Alves. Regularização Fundiária na Estrada Nova de Belém: o que está em jogo no Programa Chão Legal?. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia e Antropologia - PPGSA) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Suelen Reis da Conceição. A relação entre gentrificação e economia popular: o caso do transporte alternativo na Estrada Nova de Belém. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

Iniciação científica
1.
Jakson Silva da Silva. Elos entre o rural e o urbano no Igarapé Tucunduba - Belém. 2009. Iniciação Científica - Museu Paraense Emílio Goeldi. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

2.
Armando Wagner Sidônio Gomes. : Histórias de vida de lideranças comunitárias no Pantanal e no Riacho Doce: um exercício de história oral para articular memórias coletivas e construção de identidade.. 2009. Iniciação Científica - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.

3.
José Luiz de Moraes Franco. Ecos da Teologia da Libertação no bairro do Guamá. 2009. Iniciação Científica - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rodrigo Corrêa Diniz Peixoto.



Inovação



Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
8PEIXOTO, Rodrigo;PEIXOTO, RODRIGO CORRÊA DINIZ2014PEIXOTO, Rodrigo. A GUERRA QUE VEIO DEPOIS DA GUERRILHA. Acervo, v. 27,N.1, p. 239-253, 2014.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PEIXOTO, Rodrigo. Um resumo da ocupação da orla: urbanização forçosa. Destaque Amazônica, Belém (PA), 30 mar. 2012.


Apresentações de Trabalho
1.
FIGUEIREDO, Kércia ; PEIXOTO, Rodrigo . A luta territorial dos indígenas da Terra Maró. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
PEIXOTO, Rodrigo; SILVA, Jakson . Gentrificação e Resistência Popular na Orla da Estrada Nova em Belém: uma batalha de significados. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
PEIXOTO, Rodrigo; ANDRADE, Ana . História Presente da Guerra que Veio Depóis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
PEIXOTO, Rodrigo; FIGUEIREDO, Kércia . O movimento Indígena no Baixo Tapajós: resistência, conflitos, conquistas e contestações. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
SILVA, Jakson ; PEIXOTO, Rodrigo . Resistência Popular nas Feiras e Portos Públicos da Estrada Nova em Belém (PA). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PEIXOTO, Rodrigo; QUADROS, H. . XIIICurso A Importância do Museu Goeldi nos Diversos Níveis de Ensino. 2012. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 1:05:00