Diogo Arruda Carneiro da Cunha

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2219342114150395
  • Última atualização do currículo em 08/02/2019


Possui graduação em História pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP, 2001 - 2004), Mestrado em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 2005 - 2007) e Doutorado em História pela Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) (2007 - 2014). Atualmente é pós-doutorando (PNPD-CAPES) em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, conceito 6), Professor Substituto de Teoria Política no Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (DCP-UFPE) e colaborador do Mestrado Profissional em História da Universidade Católica de Pernambuco (PPGH-UNICAP). Áreas de interesse: Pensamento Político Brasileiro, Teoria Política, História Intelectual, História dos Conceitos, História Política do Brasil e da América Latina (século XX), História dos Intelectuais, História das Direitas, Conservadorismo. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Diogo Arruda Carneiro da Cunha
Nome em citações bibliográficas
CUNHA, Diogo.;CUNHA, DIOGO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Universidade Federal de Pernambuco UF/PE
Iputinga
50670901 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 21268000
URL da Homepage: https://www.ufpe.br/ufpenova/


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2014
Doutorado em História.
Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França.
Título: Les intellectuels conservateurs entre le culturel et le politique : l'Académie Brésilienne des Lettres pendant la dictature militaire (1964-1979), Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Annick Lempérière.
2005 - 2007
Mestrado em História.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Estado de exceção, Igreja Católica e repressão: o assassinato do padre Antonio Henrique Pereira da Silva Neto,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Antonio Torres Montenegro.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: História política; Regime militar; Igreja Católica; padre Henrique.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
2001 - 2004
Graduação em História.
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.


Pós-doutorado


2015
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Pensamento Político Brasileiro.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política / Especialidade: Teoria Política Contemporânea.


Formação Complementar


2017
Curso de italiano. (Carga horária: 1000h).
Centro Cultural Ítalo-Brasileiro Dante Alighieri, DA, Brasil.
2013
Curso de alemão. (Carga horária: 1000h).
Centro Cultural Brasil-Alemanha, CCBA, Brasil.
2012 - 2013
Curso do inglês. (Carga horária: 120h).
British Council, Inglaterra.
2010 - 2013
Curso de Espanhol. (Carga horária: 180h).
Instituto Cervantes, IC, França.
2010 - 2011
Entre le texte et la page. (Carga horária: 12h).
College de France, COLLEGE FRANCE, França.
2007 - 2008
Les métamorphoses de la légitimité démocratique.
College de France, COLLEGE FRANCE, França.
2006 - 2006
Ditadura e Sociedade no Brasil: os Usos do Passado. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2005 - 2005
História e Narrativa. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2004 - 2004
História e Cinema. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2004 - 2004
Tipologia dos Terrorismos Contemporâneos. (Carga horária: 6h).
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.
2004 - 2004
Introdução à Filosofia Política Moderna. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2004 - 2004
Teoria das Relações Internacionais: Uma Introdução. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2003 - 2003
Cultura e Cidade: Vivência e Cotidiano no Recife. (Carga horária: 6h).
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.
2003 - 2003
Uma Iniciação Tópica à Teoria da História. (Carga horária: 8h).
Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede, Brasil.
2003 - 2003
História e Pós-Modernidade. (Carga horária: 10h).
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.
2003 - 2003
A Formação dos Blocos Econômicos da América. (Carga horária: 8h).
Faculdade de Ciências Humanas do Cabo de Santo Agostinho, FACHUCA, Brasil.
2003 - 2003
Violência e Política: Relatos Sobre Violência. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2002 - 2002
História Oral e Narrativas. (Carga horária: 10h).
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.


Atuação Profissional



Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, PARIS 3, França.
Vínculo institucional

2019 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne, PARIS 1, França.
Vínculo institucional

2008 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2019 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ideias Políticas
Introdução a Ciência Política
Teoria Política I
01/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, .

Linhas de pesquisa
Teoria Política
11/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, .

08/2018 - 12/2018
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História do Pensamento Político Brasileiro
Teoria Política I
Teoria Política II
Tópico Especial em Ciência Política: A democracia no Brasil - Da Constituição de 1988 às eleições de 2018
02/2018 - 07/2018
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ideias Políticas
Introdução a Ciência Política
Teoria Política
Teoria Política II
08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciência Política
Teoria Política I
Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)
08/2016 - 12/2016
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ideias e conceitos do pensamento político: a Escola de Cambridge, a Escola Francesa do Político e a História dos Conceitos Alemã
03/2016 - 07/2016
Ensino, Ciência Política, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das ideias políticas

Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador (Quadro permanente), Carga horária: 3

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor convidado
Outras informações
Professor convidado para oferecer a disciplina "Intelectuais, culturas políticas e projetos de organização nacional (1870-1945)" na Especialização em História do Nordeste. Carga horária: 30h.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 16

Atividades

01/2019 - Atual
Ensino, Especialização em História do Nordeste, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Intelectuais, culturas políticas e projetos de organização nacional (1870 ? 1945)
08/2015 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Formação do Mundo Moderno
História Moderna
História da América Colonial
Teoria da História
08/2017 - 11/2017
Ensino, Mestrado Profissional em História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História dos intelectuais e das elites culturais: historiografia, métodos e categorias de análise
11/2016 - 11/2016
Ensino, Especialização em História do Nordeste, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Intelectuais, culturas políticas e projetos de organização nacional (1870-1945)
04/2015 - 06/2015
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Formação do Mundo Moderno
História Moderna
Teoria da História

Université Charles-de-Gaulle Lille 3, LILLE 3, França.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Attaché Temporaire d'Enseignement et Recherhe, Carga horária: 8

Atividades

09/2012 - 07/2013
Ensino, Português - Língua, cultura e civilização, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Compréhension et expression écrite
Introduction au fonctionnement des sociétés contemporaines
Compréhension et expression orale
Portugais langue étrangère II
Portugais langue étrangère III
Techniques de rédaction
Méthodologie, synthèse, dissertation

Institut d'Études Politiques de Paris, SciencesPo, França.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Chargé de cours, Carga horária: 2

Atividades

09/2012 - 07/2013
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Les Amériques Latines au XIXe siècle

Mondes Américains - Sociétés, Circulation, Pouvoirs (siècles XVI - XXI), MASCIPO, França.
Vínculo institucional

2007 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisador membro do laboratório Mondes Américains. Sociétés, Circulations, Pouvoirs (siècles XVI - XXI). Unité Mixte de Recherche 8168 (Université Paris 1 / Université Paris 10 / EHESS).



Linhas de pesquisa


1.
Pensamento Político Brasileiro
2.
Teoria Política


Projetos de pesquisa


2019 - Atual
Ideias em tempo de guerra fria: circulações intelectuais, encontros e desencontros.
Descrição: Quais processos de circulação e difusão das ideias, estabelecidos entre as Américas e a Europa, no período da Guerra Fria, permitiram uma reconfiguração das relações socioculturais franco-brasileiras? Como se constituiu essa nova configuração e quais as relações que ela engendrou? São essas as perguntas que a pesquisa pretende responder, visando : Em primeiro lugar, de forma distinta do que tradicionalmente é feito pela historiografia, focar o olhar em relações multilaterais e não apenas bilaterais. A análise dos intercâmbios entre a França e o Brasil será realizada de modo a acentuar a complexidade das trocas que envolvem a circulação intelectual. Assim é que se pode evidenciar, portanto, a participação nesses processos de países como os Estados Unidos ou a União Soviética. Um bom exemplo da multipolaridade que se pretende investigar pode ser demonstrado na apropriação da chamada french theory que inundou o Brasil nos anos 1980, após ter sido fortemente divulgada primeiramente nos campi universitários norte-americano (Cusset, 2003). Em segundo lugar, pretende-se avaliar as consequências do contexto sobre ideologizado da Guerra Fria como condicionante da circulação e recepção dos produtos culturais franceses no Brasil ou brasileiros na França. Quando Sartre viajou ao Brasil, em setembro de 1960, foi o arauto do existencialismo, então celebrado, ou o companheiro da revolução cubana que acabara de assinar seu famoso relatório "Ouragan sur le sucre", na France Soir (28 de junho a 15 de julho de 1960)? Ou, por outro lado, o Jorge Amado, que os amantes da literatura brasileira descobriam, a partir do fim dos anos 1940, é o pintor-poeta do mundo baiano ou o militante comunista, cujo livro sobre a vida de Prestes tinha sido traduzido por editores próximos ao PCF, antes que Roger Caillois acolhesse seus romances na coleção « La Croix du Sud », que dirigia na Gallimard ? Um terceiro ponto a ser investigado é o que não circula ? ou que não mais circula ? entre a França e o Brasil. O avanço das novas mediações transatlânticas retira desses países o controle sobre as trocas intelectuais que passam a se subordinar às grandes fundações e empresas norte americanas, o que constitui um forte fator de transformação das relações bilaterais (Tournès, 2011; Parmar, 2012). Um bom exemplo é o caso dos jovens professores franceses que haviam atuado na fundação da USP e que foram, neste momento, substituídos por programas criados pela Fundação Rockefeller, que permitiram levar pesquisadores norte-americanos ao Brasil e atrair os principais talentos científicos brasileiros para universidades dos EUA. Um último ponto a ser abordado pelo projeto refere-se aos processos de mediação que contribuem para a configuração do que se pode considerar um campo intelectual transnacional. Qual teria sido o papel de editores, de agências de pesquisa ou de agências como a Unesco na criação de pautas de investigação que reconfiguraram os intercâmbios intelectuais ? (Sapiro, 2013)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador / Olivier Compagnon - Integrante / Giselle Martins Venancio - Integrante / Francine Iegelski - Integrante / Marcelo Ridenti - Integrante / Angélica Müller - Integrante / Juliette Dumont - Integrante / Franck Poupeau - Integrante / Hervé Théry - Integrante / Denise Rollemberg Cruz - Integrante.
2016 - Atual
A Escola de Cambridge, a Escola Francesa do Político e a História dos Conceitos Alemã: aproximações, diálogos, especificidades
Descrição: A história intelectual pode ser definida como o campo do conhecimento que trabalha com ideias, pensamentos, conceitos ou ideologias buscando restituir os suportes, as condições sociais de sua emergência, a relação entre o enunciador e o destinatário, assim como os traços deixados pelo sentido do que foi enunciado na longa duração. Esse campo do conhecimento desenvolveu-se de forma bastante heterogênea em função dos países, abordagens, propostas e objetos privilegiados. Desde os anos 1950, três grupos distintos de cientistas políticos, historiadores e filósofos, em três países, se destacaram na renovação desse campo: um grupo ?anglo-saxão? reunido em torno de autores como Peter Lasllett, John Pocock, Quentin Skinner e John Dunn; um segundo grupo reunido na Alemanha em torno de Reinhart Koselleck e que contou com nomes como os de Otto Brunner e de Werner Conze; finalmente, um terceiro grupo, francês, cujos principais nomes são atualmente os de Marcel Gauchet e de Pierre Rosanvallon, mas que se inscrevem numa linhagem que remonta a Raymond Aron, passando por François Furet et Claude Lefort. Essa pesquisa tem um duplo objetivo: em primeiro lugar, analisar, a través da releitura das obras dos autores que compõem esses três grupos, quais são os principais pontos de convergência e de divergência entre eles. Em segundo lugar, estudar a recepção de seus trabalhos no Brasil e na América Latina e examinar em que medida eles permitiram renovar os estudos sobre o Pensamento Político Brasileiro e latino-americano..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador.
2015 - Atual
Formação do pensamento político brasileiro contemporâneo: Estado, Revolução e Democracia em Miguel Reale
Descrição: O objetivo dessa pesquisa é analisar alguns aspectos do pensamento político de Miguel Reale (1910 ? 2006), particularmente suas concepções de Estado, Democracia e Revolução. Entre os objetivos específicos, procuraremos situar o pensamento político de Miguel Reale na linhagem do pensamento conservador brasileiro que remonta ao visconde do Uruguai e Oliveira Viana (Gildo Marçal Brandão); finalmente, analisar se (e como) suas ideias puderam se transformar em práticas políticas e administrativas antes e durante a ditadura militar. Esperamos, assim, contribuir para a compreensão de algumas vertentes conservadoras da política brasileira contemporânea..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2008 - 2014
Les intellectuels conservateurs entre le culturel et le politique: l'Académie Brésilienne des Lettres pendant la dictature militaire (1964-1979)
Descrição: Cette recherche porte sur les relations entre l?Académie Brésilienne des Lettres (ABL) et le régime militaire brésilien. L?objectif de cette étude est d?analyser dans quelle mesure cette institution ? officiellement « apolitique » ? put être une instance de légitimation pour la dictature militaire. Nous sommes revenus sur l?histoire de l?ABL depuis sa fondation, privilégiant son rôle dans le champ culturel brésilien dans les années 1960 et 1970. Elle formait à ce moment-là, avec l?Institut Historique et Géographique Brésilien (IHGB) et le Conseil Fédéral de la Culture (CFC) une « structure culturelle conservatrice », lieu de sociabilité des élites intellectuelles et politiques de droite et d?élaboration d?un discours conservateur. La prosopographie a permis de mettre en lumière un groupe d?intellectuels brésiliens tombés dans l?oubli pourtant très actif depuis le régime de Vargas jusqu?au coup d?État, ayant du pouvoir dans les médias et dans les réseaux qui facilitaient l?accès aux postes administratifs et politiques. Le quotidien de l?ABL va des cérémonies d?investiture, des visites que les académiciens recevaient, des hommages qu?ils rendaient, à la construction d?une mémoire des héros de la Nation et à l?exaltation de la Patrie. Les militaires se rendaient en grand nombre à chaque investiture, hommage ou commémoration de l?ABL ; réciproquement, lors des hommages et commémorations organisés par le régime, nombre d?académiciens étaient présents. Cette sociabilité entre les académiciens et les responsables de la dictature militaire contribua à légitimer le régime en place. Les académiciens s?engagèrent individuellement en faveur du régime, moins par une participation active dans l?appareil d?État que par l?élaboration et la diffusion d?un discours de légitimation fondé sur les grandes interprétations du Brésil des années trente, en particulier celles de Gilberto Freyre. Les données recueillies montrent que l?institution créée par Machado de Assis à la fin du XIXe siècle a concouru à légitimer le régime instauré en 1964. Cependant, cette légitimation ne s?est pas faite par une « collaboration » active mais plutôt par une forme de complicité. C?est le comportement de l?ensemble des membres de l?ABL, en particulier par le silence et différents degrés d?accommodation, par la proximité qu?ils avaient avec les représentants du régime, et par l?élaboration, la diffusion et la circulation d?un discours conservateur renforçant les notions de civisme et de patriotisme qui jouèrent le premier rôle dans ce processus..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador.
2005 - 2007
Estado de Exceção, Igreja Católica e Repressão: o assassinato do padre Antonio Henrique Pereira Neto
Descrição: Final de maio de 1969, Antonio Henrique Pereira da Silva Neto, um jovem sacerdote encarregado da Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Olinda e Recife foi brutalmente torturado e assassinado. Apesar da forte evidência da participação do aparato repressivo relacionadas com o regime militar em Pernambuco (incluindo a Polícia Civil e a Secretaria de Segurança Pública de Pernambuco), o julgamento, que durou quase vinte anos, terminou com a absolvição de todos os suspeitos, sob a alegação de falta de provas. O objetivo dessa pesquisa é estudar alguns aspectos do regime militar brasileiro por meio de uma análise cuidadosa desse crime. Tomar este evento específico como o eixo central do estudo permitiu observar, a partir de novos ângulos, aspectos do regime militar estabelecido no Brasil em 1964, como a relação entre a Igreja Católica e o Estado, o papel de aparelho repressivo, a censura aos jornais, os limites da ação de juízes em um contexto autoritário e complexidade e heterogeneidade das instituições que tiveram um papel decisivo neste momento, como a igreja católica e as Forças Armadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador.
2003 - 2004
A Igreja Católica em Pernambuco durante o governo Médici (1969-1974)
Descrição: O objetivo dessa pesquisa é analisar o o papel da Igreja Católica durante os quatro anos do governo Garrastazu Médici (1969-1974), numa tentativa de definir melhor a fronteira entre o alinhamento e a oposição da Igreja ao regime militar..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Integrante / Antonio Torres Montenegro - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Bolsa.
2002 - 2003
O Maracatu como expressão da cultura pernambucana
Descrição: O objetivo dessa pesquisa é estudar o Maracatu como expressão da cultura pernambucana..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Diogo Arruda Carneiro da Cunha - Coordenador / Glória Maria Medeiros - Integrante.
Financiador(es): Universidade Católica de Pernambuco - Bolsa.


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Revista História UNICAP
2015 - Atual
Periódico: ESTUDOS IBERO-AMERICANOS (PUCRS. IMPRESSO)
2015 - Atual
Periódico: NUEVO MUNDO-MUNDOS NUEVOS
2015 - Atual
Periódico: Revue Interdisciplinaire de Travaux sur les Amériques
2015 - Atual
Periódico: REVISTA CONTEMPORANEA
2017 - Atual
Periódico: Anuario IEHS


Revisor de projeto de fomento


2015 - 2015
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Pensamento Político Brasileiro.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Primeiro lugar na área de História Política em concurso para professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
2017
Bolsa complementar de pós-doutorado PNPD, FACEPE.
2017
Primeiro lugar no concurso de provas e títulos para Professor Substituto de Teoria Política (Departamento de Ciência Política - Universidade Federal de Pernambuco), Universidade Federal de Pernambuco.
2015
Bolsa de pós-doutorado em Ciência Política (UFPE), PNPD-CAPES.
2014
Doutor em História pela Universidade de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) com a menção "Très honorable avec les félicitations du jury", .
2011
Auxílio para pesquisas de campo no Brasil, Universidade de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne).
2010
Auxílio para pesquisas de campo no Brasil, Universidade de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne).
2009
Auxílio para pesquisas de campo no Brasil, Universidade de Paris 1 (Panthéon-Sorbonne).
2007
Bolsa de pré-doutorado, FACEPE.
2007
Dissertação de mestrado selecionada pelo colegiado do curso de História da UFPE para publicação, Propesq (UFPE).
2005
Bolsa de Mestrado, CNPq.
2003
Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC), FACEPE.
2002
Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC), Universidade Católica de Pernambuco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CUNHA, Diogo.2018CUNHA, Diogo.; LYNCH, Christian . Autoritarismo, autoritarismos: o pensamento político da Era Vargas em revista (1930-1945). POLITICA HOJE (UFPE. IMPRESSO), v. 27, p. 4-8, 2018.

2.
CUNHA, Diogo.2018CUNHA, Diogo.; VOIRIN, Lisandro . Apresentação do número temático 'Violencia estatal persecutoria, ideologías, terrorismo de Estado y genocidio'. CONFLUENZE (BOLOGNA), v. 10, p. 1-3, 2018.

3.
CUNHA, Diogo.2018CUNHA, Diogo.. Intelectuais conservadores e autoritarismo: a construção da memória dos heróis da Nação e a simbologia do patriotismo na Revista da Academia Brasileira de Letras (ABL) durante a ditadura militar brasileira. CONFLUENZE (BOLOGNA), v. 10, p. 80-104, 2018.

4.
CUNHA, Diogo.2018CUNHA, Diogo.. Os conceitos de democracia e revolução no pensamento autoritário de direita entre a ditadura do Estado Novo e o fim do regime militar. POLITICA HOJE (UFPE. IMPRESSO), v. 27, p. 85-122, 2018.

5.
CUNHA, DIOGO2017 CUNHA, DIOGO. Sociabilidade, memórias e valores compartilhados: o cotidiano na Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar. ESTUDOS IBERO-AMERICANOS (PUCRS. IMPRESSO), v. 43, p. 317-332, 2017.

6.
CUNHA, Diogo.;CUNHA, DIOGO2016CUNHA, Diogo.; VOIRIN, Lisandro . Apresentação do dossiê 'As ditaduras no mundo ibero-americano: projetos de organização nacional e estratégias de legitimação'. História Unicap, v. 3, p. 6-10, 2016.

7.
CUNHA, Diogo.;CUNHA, DIOGO2016CUNHA, Diogo.. O campo intelectual no Brasil nas décadas de 1960 e 1970: a 'estrutura cultural conservadora', as universidades e as esquerdas. História Unicap, v. 3, p. 100-120, 2016.

8.
CUNHA, Diogo.;CUNHA, DIOGO2015 CUNHA, Diogo.. De la 'Semaine révolutionnaire' à la 'Révolution' de 1964: itinéraires, réseaux et lieux de sociabilité de la 'génération de 1922'. Brésil(s). Sciences humaines et sociales, v. 8, p. 215-241, 2015.

9.
CUNHA, Diogo.;CUNHA, DIOGO2014 CUNHA, Diogo.. Intelectuais conservadores, sociabilidade e práticas da imortalidade: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964 ? 1979). História Unisinos, v. 18, p. 544-557, 2014.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CUNHA, DIOGO. L'Académie Brésilienne des Lettres pendant la dictature militaire: les intellectuels conservateurs entre culture et politique. 1. ed. Limoges: Éditions Lambert-Lucas, 2017. v. 1. 392p .

2.
CUNHA, Diogo.; COMPAGNON, Olivier (Org.) . Les intellectuels et le politique au Brésil (XIXe - XXe siècles). 1. ed. Limoges: Lambert-Lucas, 2016. v. 1. 200p .

3.
CUNHA, Diogo.. Estado de exceção, Igreja Católica e repressão: o assassinato do padre Antônio Henrique Pereira da Silva Neto. Recife: Editora da UFPE, 2008. v. 1. 280p .

Capítulos de livros publicados
1.
CUNHA, Diogo.. Intelectuais e instituições culturais em tempos de autoritarismo: experiência de uma pesquisa histórica. In: CÉSAR, Tiago; CABRAL, Flávio; NASCIMENTO, Luís Manuel; VASCONCELOS, Maria Emília. (Org.). História, cultura e patrimônio: experiências de pesquisa. 1ed.Recife: Editora da UFPE, 2016, v. , p. 89-114.

2.
CUNHA, Diogo.. Les intellectuels comme médiateurs: diffusion et usages des notions de "culture brésilienne" et de "luso-tropicalisme" pendant la dictature militaire brésilienne. In: CUNHA, Diogo; COMPAGNON, Olivier. (Org.). Les intellectuels et le politique au Brésil (XIXe - XXe siècles). 1ed.Limoges: Lambert-Lucas, 2016, v. 1, p. 134-176.

3.
CUNHA, Diogo.; COMPAGNON, Olivier . Introduction. In: CUNHA, Diogo; COMPAGNON, Olivier. (Org.). Les intellectuels et le politique au Brésil (XIXe - XXe siècles). 1ed.Limoges: Lambert-Lucas, 2016, v. 1, p. 7-25.

4.
CUNHA, Diogo.. Austregésilo de Athayde e a 'Torre de Marfim': os engajamentos de um intelectual liberal durante o regime civil-militar (1964-1979). In: Samantha Viz Quadrat; Denise Rollemberg. (Org.). História e memória das ditaduras do século XX. 1ed.Rio de Janeiro: EDITORA FGV, 2015, v. 1, p. 320-347.

5.
CUNHA, Diogo.. Los usos políticos de la "cultura brasileña": la ideología de la derecha durante las décadas del sessenta y setenta del siglo XX. In: Patricia Calvo González. (Org.). Discursos e ideologías de derechas e izquierdas en América Latina y Europa. 1ed.Santiago de Compostela: Universidade de Santiago de Compostela, Servizo de Publicacións e Intercambio Científico, 2015, v. , p. 141-166.

6.
CUNHA, Diogo.. Os intelectuais e a 'Revolução': trajetória, escritos políticos e memórias de Miguel Reale (1961-1979). In: Janaína Martins Cordeiro; Isabel Cristina Leite; Diego Omar da Silveira; Daniel Aarão Reis. (Org.). À sombra das Ditaduras [Brasil e América Latina]. 1ed.Rio de Janeiro: Mauad X, 2014, v. 1, p. 17-37.

7.
CUNHA, Diogo.. Violência sob a máscara de cuidado : o caso do Padre Henrique em Recife (1969). In: Mauro Passos. (Org.). Diálogos Cruzados: religião, história e construção social. 1ed.Belo Horizonte: Argumentum, 2009, v. , p. 253-276.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CUNHA, DIOGO. A anarquia militar, o submundo do crime e o clã Bolsonaro. Carta Maior, 08 fev. 2019.

2.
CUNHA, Diogo.. Pierre Rosanvallon e os impasses do presente. Pensar a emancipação na era dos populismos.. Carta Maior, 24 jan. 2019.

3.
CUNHA, Diogo.. Privatizações. Uma reflexão para além do déficit.. Carta Maior, 21 dez. 2018.

4.
CUNHA, Diogo.. A ética da política e os combates da esquerda: Florença, Munique, Curitiba. Carta Maior, 25 abr. 2018.

5.
CUNHA, Diogo.. Hannah Arend, Carl Schmitt e a irrupção do ódio na política brasileira. Carta Maior, 09 abr. 2018.

6.
CUNHA, Diogo.. Luís Roberto Barroso: o retorno do intelectual demiurgo. Portal GGN, 29 mar. 2018.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CUNHA, Diogo.. Intelectuais conservadores, sociabilidade e as práticas da imortalidade: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964-1979). In: XVIII Simpósio Nacional de História, 2015, Santa Catarina. Anais do XVIII Simpósio Nacional de História. Lugares do historiador: velhos e novos desafios, 2015.

2.
CUNHA, Diogo.. Estado autoritário e Igreja Católica: as contribuições da religião para a história do político. In: IX Encontro Nacional de História Oral, 2008, São Leopoldo. Anais do IX Encontro Nacional de História, 2008.

3.
CUNHA, Diogo.. Os intelectuais e a política. In: I Seminário Nacional Poderes e Sociabilidade na História, 2008, Recife. Anais do I Seminário Nacional Poderes e Sociabilidade na História, 2008.

4.
CUNHA, Diogo.. História, memória e imagem: as fotografias do caso do assassinato do padre Henrique. In: XXIV Simpósio Nacional de História -, 2007, São Leopoldo. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História. São Leopoldo, 2007.

5.
CUNHA, Diogo.. História dos partidos políticos: uma reflexão teórica. In: III Encontro Cultura e Memória - História: Cultura e Sentimento, 2007, Recife. Anais do III Encontro Cultura e Memória - História: Cultura e Sentimento. Recife, 2007.

6.
CUNHA, Diogo.. As Forças Armadas e o Assassinato do Padre Henrique. In: XII Encontro Regional de História ? Usos do Passado, 2006, Rio de Janeiro. Resumos e Programação do XII Encontro Regional de História ? Usos do Passado.

7.
CUNHA, Diogo.. O Maracatu Pernambucano. In: Semana de Integração Universidade-Sociedade -, 2003, Recife. Anais da Semana de Integração Universidade-Sociedade, 2003.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CUNHA, Diogo.. Memórias do Assassinato do Padre Henrique. In: VI Semana da Mulher da Universidade Católica de Pernambuco, 2004, Recife. Caderno de Resumos da VI Semana da Mulher, 2004.

2.
CUNHA, Diogo.. Simbolismo e Misticismo: o MAracatu como Expressão da Cultura Pernambucana. In: V Semana de Estudos da Mulher, 2003, Recife. Caderno de Resumos da V Semana de Estudos da Mulher, 2003.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CUNHA, Diogo.. Intelectuais conservadores, sociabilidade e as práticas da imortalidade: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964-1979). In: XVIII Simpósio Nacional de História. Lugares do historiador: velhos e novos desafios, 2015, Santa Catarina. Resumos do XVIII Simpósio Nacional de História, 2015.

2.
CUNHA, Diogo.. Memórias do Assassinato do Padre Henrique. In: VIII Encontro Nacional de História Oral ? História Oral e Diversidades Culturais, 2006, Rio Branco. Programação e Caderno de Resumos do VIII Encontro Nacional de História Oral ? História Oral e Diversidades Culturais.

3.
CUNHA, Diogo.. Estado e Igreja: o Caso do Assassinato do Padre Henrique. In: II Encontro Cultura, Modernidade e Memória, 2006, Regional. Caderno de Resumo - II Encontro Cultura Modernidade e Memória, 2006. p. 27-27.

4.
CUNHA, Diogo.. O Assassinato do Padre Henrique: a Construção Jornalística do Acontecimento Histórico. In: XXIV Encontro Nacional dos Estudantes de história, 2004, Recife. Caderno de Resumos do XXIV Encontro Nacional dos Estudantes de história.

5.
CUNHA, Diogo.. Estado x Igreja: a Repressão e a Igreja Nordestina (1964-1969).. In: V Seminário de História - Terrorismo: Insurgência na Globalização, 2004, Recife. Caderno de Resumos do V Seminário de História "Insurgência na Globalização", 2004.

6.
CUNHA, Diogo.. O Papel da Comissão Bipartide Durante o Brasil Militar.. In: ?40 anos em 4 dias ? Revisitando o Brasil Militar?, 2003, Recife. Anais do Encontro ?40 anos em 4 dias ? Revisitando o Brasil Militar?.

7.
CUNHA, Diogo.. A História Trucidada ? Memórias do Assassinato do Padre Henrique. In: IV Seminário de História ? A Razão Histórica, 2003, Recife. Caderno de Resumos do IV Seminário de História ? A Razão Histórica.

Artigos aceitos para publicação
1.
CUNHA, Diogo.. A Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar: os intelectuais conservadores entre cultura e política. INSIGHT INTELIGÊNCIA (RIO DE JANEIRO), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
CUNHA, Diogo.. O 'imortais' sob o regime militar, entre acomodação e colaboração: defesa do patrimônio, civismo e cordialidade. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CUNHA, Diogo.. Legitimando los estados de excepción: los juristas de extrema derecha y el régimen militar brasileño (1964-1979). 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CUNHA, Diogo.. In the shadows of authoritarianism: how ?illiberal? is the Brazilian democracy?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
CUNHA, Diogo.. Entre a cultura e a política: as relações dos intelectuais conservadores com a ditadura militar brasileira. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CUNHA, Diogo.. A Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar. Os intelectuais conservadores entre cultura e política. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CUNHA, Diogo.; CHIRIO, M. ; ARAUJO, R. N. . Clôture du Colloque International 'Quelle droite a pris le pouvoir au Brésil? Perspectives comparatistes'. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CUNHA, Diogo.. Les intellectuels de droite et les concepts de révolution et démocratie entre la dictature de l'Estado Novo et le régime militaire au Brésil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CUNHA, Diogo.. Los conceptos de democracia, revolución y cultura brasileña en el pensamiento conservador en las décadas del 1950 y 1960. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
CUNHA, Diogo.. Intelectuais conservadores, sociabilidade e as práticas da imortalidade: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964-1979). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
CUNHA, Diogo.. Os intelectuais e a 'revolução': trajetória, engajamento e memórias de Miguel Reale (1961 - 1979). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CUNHA, Diogo.. Los usos políticos de la 'cultura brasileña': la ideología de la derecha durante las décadas del 1960 y 1970. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
CUNHA, Diogo.. La désacralisation de l?intellectuel brésilien : autour de Sérgio Miceli. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
CUNHA, Diogo.. Política e cultura: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura civil-militar (1964 - 1979). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
CUNHA, Diogo.. Política e cultura: a Academia Brasileira de Letras durante o regime militar (1964 - 1979). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
CUNHA, Diogo.. La ?Révolution? des clercs : le soutien des intellectuels à la dictature civile-militaire brésilienne à travers leurs ouvrages politiques. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
CUNHA, Diogo.. Geração intelectual e criação da cultura brasileira : elementos para uma análise do conservadorismo no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
CUNHA, Diogo.. Intelectuais, cultura e política : os imortais e a ditadura civil-militar no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
CUNHA, Diogo.. L?histoire, la culture, l?homme brésilien : les immortels à l?École supérieure de Guerre . 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CUNHA, Diogo.. Os intelectuais e a política. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
CUNHA, Diogo.. História, memória e imagem: as fotografias do caso do assassinato do padre Henrique.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
CUNHA, Diogo.. Memórias do Assassinato do Padre Henrique. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
CUNHA, Diogo.. As Forças Armadas e o Assassinato do Padre Henrique. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
CUNHA, Diogo.. Estado e Igreja: o Caso do Assassinato do Padre Henrique. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
CUNHA, Diogo.. Memórias do Assassinato do padre Henrique. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
CUNHA, Diogo.. O Assassinato do Padre Henrique: a Construção Jornalística do Acontecimento Histórico. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
CUNHA, Diogo.. Igreja Católica x Estado: a Repressão e a Igreja Nordestina (1964 ? 1969). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
CUNHA, Diogo.. Simbolismo e Misticismo: o Maracatu como Expressão da Cultura Pernambucana. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
CUNHA, Diogo.. A Relação entre a Igreja Católica e o Estado nos anos Médici: o caso da Comissão Bipartide.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
CUNHA, Diogo.. O Papel da Comissão Bipartide Durante o Brasil Militar. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
CUNHA, Diogo.. A História Trucidada ? Memórias do Assassinato do Padre Henrique. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
CUNHA, Diogo.. O Maracatu Pernambucano. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
CUNHA, Diogo.. Tradução consecutiva da palestra de François Dosse intitulada 'Conversações com François Dosse: um diálogo sobre historiografia, teoria da história e biografia' (Universidade Católica de Pernambuco - 26/06/2017), 2017. (Tradução/Outra).

2.
CUNHA, Diogo.. Tradução consecutiva (português-français / francês-portugais) para o colóquio « Universidade Federal do Espírito Santo (Brésil) / Université Paris Est - Marne La Vallée (França). Perspectives historiographiques croisées », 2010. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo para a Revista Saeculum (UFPB). 2018.

2.
CUNHA, Diogo.. Quarto parecer de artigo para a Revista Estudos Ibero-Americanos (PUC-RS). 2018.

3.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo submetido à revista Anuário IEHS (Universidad de Tandil, Argentina). 2017.

4.
CUNHA, Diogo.. Parecer de artigo submetido à Revista Estudos Ibero-americanos (PUC-RS).. 2016.

5.
CUNHA, Diogo.. Segundo parecer de artigo submetido para a revista Estudos Ibero-Americanos (PUC-RS). 2016.

6.
CUNHA, Diogo.. Terceiro parecer de artigo submetido para a revista Estudos Ibero-Americanos (PUC-RS). 2016.

7.
CUNHA, Diogo.. Segundo parecer de artigo submetido para a revista História UNICAP (UNICAP/PE). 2016.

8.
CUNHA, Diogo.. Terceiro parecer de artigo submetido para a revista História UNICAP (UNICAP/PE). 2016.

9.
CUNHA, Diogo.. Quarto parecer de artigo submetido para a revista História UNICAP (UNICAP/PE). 2016.

10.
CUNHA, Diogo.. Quinto parecer de artigo submetido para a revista História UNICAP (UNICAP/PE). 2016.

11.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo submetido para a revista História UNICAP (UNICAP/PE). 2016.

12.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo submetido à revista Nuevo Mundo Mundos Nuevos. 2015.

13.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo submetido à revista Revista Contemporânea (UFF). 2015.

14.
CUNHA, Diogo.. Segundo parecer de artigo submetido à Revista Contemporânea (UFF).. 2015.

15.
CUNHA, Diogo.. Primeiro parecer de artigo submetido à Revue Interdisciplinaire de Travaux sur les Amériques (1). 2015.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CUNHA, Diogo.; CABRAL, N. D. . A Igreja Católica e a política no Brasil. 2017.

2.
CUNHA, Diogo.. Um crime ainda sem solução. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
CUNHA, Diogo.. Livro rediscute assassinato do padre Henrique. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
CUNHA, Diogo.. Luz sobre a morte do padre Henrique. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CUNHA, Diogo.; VOIRIN, Lisandro . As ditaduras no mundo ibero-americano: projetos de organização nacional e estratégias de legitimação. 2016. (Organização de número temático em revista científica).

2.
CUNHA, Diogo.. Partidos políticos, Forçar Armadas e trabalhadores: a democracia no Brasil, 1945-1964. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CUNHA, Diogo.. História e Questões Metodológicas. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CUNHA, Diogo.. A Década de 1950/1960 em Pernambuco: História e Metodologia. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
CUNHA, Diogo.. Pernambuco e Lutas Sociais nas Décadas de 1940/1970. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Alfredo Cordiviola; Ricardo Postal; Brenda Andrade; CUNHA, Diogo.. Participação em banca de Antonio Márcio Monteiro Gueiros. Literatura cúmplice: horizontes literários e políticos na narrativa de Mario Benedetti. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Pernambuco.

Teses de doutorado
1.
CUNHA, Diogo.; CARVALHO, E.; Enivaldo Rocha; Dalson Figueiredo; QUEIROZ, Leon; Bruno Galindo. Participação em banca de José Vinicius da Costa Filho. Aos magistrados tudo? Uma análise das decisões do Conselho Nacional de Justiça (2005-2015). 2019. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
CUNHA, DIOGO; Angela Prysthon; Nina Velasco; Alexandre Figueroa; Eduardo Duarte. Participação em banca de Rodrigo Almeida. Lembranças de um passado imaginário: epifanias de uma sensibilidade estética da história. 2017. Tese (Doutorado em Comunicação) - Universidade Federal de Pernambuco.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CUNHA, Diogo.; Andrea Steiner; Mariana Batista. Participação em banca de Raísa Maria Rodrigues Galindo.Avaliação da Teoria do Programa Acelera Brasil: Experiência em Recife. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
CUNHA, Diogo.; Mariana Batista. Participação em banca de Coral Barbosa Locatelli.Selva de Pedra: uma análise da teoria do Programa Atitude. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
CUNHA, DIOGO; Mariana Batista; Andrea Steiner. Participação em banca de Marco Antonio de Lima Silva.Conectar, comunicar, cuidar: uma análise descritiva da agenda legislativa brasileira de politicas públicas de prevenção ao suicídio. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
CUNHA, Diogo.; QUEIROZ, Leon; Borges, Ricardo. Participação em banca de Rodrigo Moreira França.Democracia e legitimidade política - anatomia e análise de uma relação paradigmática. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
CUNHA, Diogo.; Borges, Ricardo; Marcelo Medeiros; Rodrigo Albuquerque. Banca de seleção de doutorado em Ciência Política. 2018. Universidade Federal de Pernambuco.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Centro de Estudos do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz).Entre a cultura e a política: as relações dos intelectuais conservadores com a ditadura militar brasileira. 2018. (Seminário).

2.
Ciclo de Palestras IESP-UERJ.Os. 2018. (Outra).

3.
I Encuentro Internacional de Estudios sobre Estados de Excepcíón y Terrorismo de Estado.Legitimando los estados de excepción: los juristas de extrema derecha y el régimen militar brasileño (1964-1979). 2018. (Encontro).

4.
LASA. In the shadows of authoritarianism: how "illiberal" is the Brazilian democracy?. 2018. (Congresso).

5.
Faire de l'Histoire sous des Régimes Dictatoriaux. Les intellectuels de droite et les concepts de révolution et démocratie entre la dictature de l'Estado Novo et le régime militaire au Brésil. 2017. (Congresso).

6.
Noveno Congreso Latinoamericano de Ciencia Política " Democracias en recesion?. Los conceptios de democracia, revolución y cultura brasileña en el pensamiento conservador en las décadas del 1950 y 1960. 2017. (Congresso).

7.
Quelle droite a pris le pouvoir au Brésil? Perspectives comparatistes. Clôture du colloque. 2017. (Congresso).

8.
Caravana Estadual ANPUH Pernambuco 25 anos.Coordenador do GT "O Brasil da ditadura a abertura política". 2015. (Simpósio).

9.
XVIII Simpósio Nacional de História.Intelectuais conservadores, sociabilidade e práticas da imortalidade: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964-1979). 2015. (Simpósio).

10.
IV Coloquio Internacional de Estudios Latinoamericanos "Las ideologías y los discursos de las derechas y las izquierdas en América Latina y Europa 1960-1990". Los usos políticos de la "cultura brasileña": la ideología de la derecha durante las décadas del 1960 y 1970. 2014. (Congresso).

11.
XII Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros (BRASA). Os intelectuais e a "revolução": trajetória, engajamento e memórias de Miguel Reale (1961 - 1979). 2014. (Congresso).

12.
Joint Workshop in Latin American History.Política e cultura: a Academia Brasileira de Letras durante o regime militar (1964 - 1979). 2013. (Encontro).

13.
I Congresso Anual de História Contemporânea. Geração intelectual e criação da cultura brasileira: elementos para uma análise do conservadorismo no Brasil (1920-1980). 2012. (Congresso).

14.
Journée d'Études "Les intellectuels et le politique au Brésil (siècles XIX - XX)."L'histoire, la culture, l'homme brésilien. Les immortels à l'École Supérieure de Guerre". 2011. (Encontro).

15.
XXVI Simpósio Nacional de História Anpuh: 50 anos.Intelectuais, cultura e política: os intelectuais e a ditadura civil-militar no Brasil. 2011. (Simpósio).

16.
I Seminário Nacional Poderes e Sociabilidades na História.Os intelectuais e a política. 2008. (Seminário).

17.
VI Encontro de História Oral do Nordeste. Culturas, memórias e Nordestestes.Considerações sobre a atuação da Igreja Católica em Pernambuco durante o regime militar (1964 - 1985). 2007. (Encontro).

18.
XXIV Simpósio Nacional de História.História, memória e imagem: as fotografias do caso do assassinato do padre Henrique. 2007. (Simpósio).

19.
II Encontro Cultura, Modernidade e Memória.Estado e Igreja: o Caso do Assassinato do Padre Henrique. 2006. (Encontro).

20.
XII Encontro Regional de História - Usos do Passado.As Forças Armadas e o Assassinato do padre Henrique. 2006. (Encontro).

21.
História Local e Regional: Sociedade, Política e Patrimônio do Nordeste. 2005. (Encontro).

22.
Reunião Regional da SBPC - Qualidade de Ensino e Responsabilidade Social.Pernambuco e Lutas Sociais nas Décadas de 1940/1970. 2005. (Encontro).

23.
Reunião Regional da SBPC-PE - Conhecimento, Ensino e Sociedade. 2004. (Encontro).

24.
V Encontro Nordestino/V Encontro Estadual de História - Memória e História. 2004. (Encontro).

25.
VIII Encontro da Sociedade Brasileira de Cinema (SOCINE). 2004. (Encontro).

26.
VI Semana da Mulher da Universidade Católica de Pernambuco.Memórias do Assassinato do Padre Henrique. 2004. (Encontro).

27.
V Seminário de História - Terrorismo: Insurgência na Globalização.Igreja Católica x Estado: a Repressão e a Igreja Nordestina (1964-1969).. 2004. (Seminário).

28.
55a. Reunião Anual da SBPC. 2003. (Congresso).

29.
IV Seminário de História - A Razão Histórica.A História Trucidada - Memórias do Assassinato do padre Henrique. 2003. (Seminário).

30.
Novas Competências para o Ensino da História e da Geografia. 2003. (Encontro).

31.
Semana de Integração Universidade-Sociedade - "Universidade Comunitária: Responsabilidade Social e Inclusão".O Maracatu Pernambucano. 2003. (Encontro).

32.
V Semana de Estudos da Mulher.Simbolismo e Misticismo: o Maracatu Como Expressão da Cultura Pernambucana. 2003. (Encontro).

33.
XXII Simpósio Nacional de História - História, Acontecimento e Narrativa. 2003. (Simpósio).

34.
III Seminário de História - História e Cidade. 2002. (Seminário).

35.
Museus: Missão, Gestão e Incentivo. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CUNHA, DIOGO; CHIRIO, M. ; ARAUJO, R. N. . Colloque International "Quelle droite a pris le pouvoir au Brésil? Perspectives comparatistes". 2017. (Congresso).

2.
CUNHA, Diogo.; BRUSANTIN, B. . IX Colóquio de História da UNICAP. Tolerância religiosa: realidades, desafios e perspectivas. 2015. (Congresso).

3.
CUNHA, Diogo.; FLECHET, A. . Seminário "Lire le Brésil". 2012. (Outro).

4.
CUNHA, Diogo.; COMPAGNON, Olivier . Journée d'Études Les intellectuels et le politique au Brésil (XIX-XX siècles). 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Flávio Freire Neto. O conceito de democracia no Brasil (1930-1980). Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em História) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).

2.
Rafael Brito dos Reis. Rui Barbosa e a construção da democracia brasileira. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em História) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).

3.
Braz Pereira. Um estudo historiográfico sobre as nuances culturais, simbólicas e políticas presentes na obra "Assombrações do Recife Velho". Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em História) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Flávio Freire Neto. De "autêntica" à "universal": o conceito de democracia durante a ditadura militar brasileira (1964-1979). Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em História do Nordeste) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).

2.
Claytiane Mousinho. As mulheres e a resistência à ditadura militar: a trajetória de Socorro Ferraz. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em História do Nordeste) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).

3.
Braz Pereira. Algumas notas contemporâneas sobre o Recife Velho em torno das Assombrações Freyreanas. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em História do Nordeste) - Universidade Católica de Pernambuco. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Rafael Brito dos Reis. A posteridade do pensamento de Rui Barbosa: algumas apropriações e ressignificações da sua ação política (1924-2000). 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em História do Nordeste) - Universidade Católica de Pernambuco. Orientador: Diogo Arruda Carneiro da Cunha.



Outras informações relevantes


1. Publicações previstas para 2018 e 2019:

1.1. Livros:

- CUNHA, Diogo. Os intelectuais conservadores entre o cultural e o político: a Academia Brasileira de Letras durante a ditadura militar (1964-1979). Curitiba: Editora Prisma (previsto para o primeiro semestre de 2018).

1.2. Organização de livro:

- CUNHA, Diogo; CHIRIO, M., NABUCO, R. (orgs.). Que direita tomou o poder no Brasil? Perspectivas comparatistas (em negociação com diversas editoras, previsto para o primeiro semestre de 2018). 

1.3. Organização de número temático em revista científica: 

- Organização, com Christian Lynch (IESP-UERJ), do número temático "Estado Novo, 1937-2017: revisão do pensamento político autoritário brasleiro", para a revista Política Hoje (Ciência Política, Qualis B2). (Previsto para o primeiro semestre de 2018).

- Organização, com Julio Lisandro Cañon Voirin (Columbia University), do número temático "Violencia estatal persecutoria, ideologías, terrorismo de Estado y genocidio" para a revista Confluenze (História, Qualis A2). (Previsto para o segundo semestre de 2018).

- Organização, com Vincent Michelot (Sciences Po - Lyon), do número temático "Les droites dans les Amériques: politiques, idées et mouvements (1991-2018) para a revista L'Ordinaire des Amériques (éditée par l'Institut Pluridisciplinaire pour les Études sur les Amériques, Toulouse) (História, Qualis B1). (Previsto para o segundo semestre de 2019).

1.4. Capítulo em obra coletiva: 

- CUNHA, Diogo. "L'Académie Brésilienne des Lettres entre le culturel et le politique: défense du patrimoine, civisme et cordialité sous le régime militaire". In Dumont, J. Fléchet, A. et Velloso, M.P. (org.), Une histoire culturelle du Brésil, Paris, Institut des Hautes Études de l?Amérique Latine (previsto para



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 2:41:58