Rafaela Camargo Maia

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9316001630165818
  • Última atualização do currículo em 04/12/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2003), Mestrado em Ecologia e Conservação pela mesma Universidade (2006) e Doutorado em Biologia Marinha pela Universidade Federal Fluminense (2010). É Professora Efetiva, em cursos técnicos, de graduação e pós-graduação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Foi Coordenadora de Pesquisa e Inovação no IFCE campus Acaraú (2012 e 2013). É líder do Grupo de pesquisa em Ecologia e Conservação de Manguezais e Coordena o Laboratório ECOMANGUE. Professora do Programa de Pós-graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental do IFCE, campus Fortaleza e foi responsável pelo curso de Pós-graduação (especialização) em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do IFCE campus Acaraú (2015-2018). Foi editora-chefe do Periódico Conexões: Ciência e Tecnologia (2013-2017). É Coordenadora do Núcleo de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura - nordeste IX. É membro do Comitê de Ética em Pesquisa com Experimentação Animal do IFCE. Está fazendo Pós-doutorado no Laboratório de Adaptações de Animais Marinhos (ADAM) na Universidade de Vigo, em Vigo, Espanha. Tem experiência na área de Ecologia e Biologia Marinha, atuando principalmente nos seguintes temas: estuário, manguezal e malacologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rafaela Camargo Maia
Nome em citações bibliográficas
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal do Ceará - Reitoria, Campus Acaraú.
Laboratório de Ecologia de Manguezais - ECOMANGUE. Avenida Desembargador Armando de Sales Louzada, s/n
Monsenhor Edson Magalhães
62580000 - Acaraú, CE - Brasil
Telefone: (88) 36611682
URL da Homepage: http://www.ifce.edu.br/


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em Biologia Marinha.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: O uso do gastrópode Melampus coffeus como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais do Ceará, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Ricardo Coutinho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2004 - 2006
Mestrado em Ecologia e Conservação.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Título: Efeitos da velocidade da correnteza na distribuição de macroinvertebrados límnicos em Bonito, Mato Grosso do Sul,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Marcel Okamoto Tanaka.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2000 - 2003
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Título: Variação morfológica de Littoraria angulifera em um gradiente de perturbação florestal.
Orientador: Franco Leandro de Souza.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidad de Vigo, UVIGO, Espanha.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.


Formação Complementar


2017 - 2017
UM CAFÉ COM MALACÓLOGOS: ESTATÍSTICA E COMPARTILHAMENTO DE DADOS. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2017 - 2017
Reuso de Água para fins Potáveis. (Carga horária: 8h).
Instituto Hidroambiental Águas do Brasil, IHAB, Brasil.
2017 - 2017
Taxonomia de Polyplacophora. (Carga horária: 32h).
Instituto Federal do Ceará, IFCE, Brasil.
2015 - 2015
A curadoria de coleções científicas malacológicas. (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2013 - 2013
Curadoria e Gestão de Coleções Zoológicas.
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2013 - 2013
Noções de Ecotoxicologia e Monitoramento Ambiental.
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável. (Carga horária: 160h).
Universidade Aberta do Nordeste da Fundação Demócrito Rocha, FDR, Brasil.
2011 - 2011
Curso de Capacitação de Professor-Tutor. (Carga horária: 120h).
Instituto Federal do Ceará - Reitoria, IFCE, Brasil.
2009 - 2009
Agentes Multiplicadores em Educação Ambiental.
Superintendência Estadual do Meio Ambiente, SEMACE, Brasil.
2009 - 2009
Técnicas de extração de DNA aplicadas a estudos ma.
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2009 - 2009
Licenciamento ambiental.
Superintendência Estadual do Meio Ambiente, SEMACE, Brasil.
2008 - 2008
Responsabilidade social e sustentabilidade.
Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.
2007 - 2007
Identificação de conchas de gastrópodes marinhos.
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2007 - 2007
Malacologia Médica. (Carga horária: 40h).
Instituto Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2004 - 2006
Extensão universitária em Espanhol.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2005 - 2005
Zonas úmidas costeiras tropicais.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2005 - 2005
Gastrópodes Límnicos. (Carga horária: 20h).
Sociedade Brasileira de Malacologia, SBMa, Brasil.
2005 - 2005
Mergulho Autônomo.
Projeto Netuno, PJ, Brasil.
2003 - 2004
Extensão universitária em Inglês.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Inglês Instrumental. (Carga horária: 72h).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2002 - 2002
Curso de Curta Duração.
Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Brasil.
2001 - 2001
História Natural de Organismos de Mar Profundo.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2000 - 2000
Plantas aquáticas.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidad de Vigo, UVIGO, Espanha.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Pós-doutoranda, Enquadramento Funcional: Laboratório de Adaptações de Animais Marinhos, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Laboratório de Adaptações de Animais Marinhos no Departamento de Ecologia e Biologia Animal


Instituto Federal do Ceará - Reitoria, IFCE, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Efetiva, Carga horária: 2
Outras informações
Membro do NDE - Núcleo Docente Estruturante do curso superior de Licenciatura em Ciências Biológicas

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Permanente, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora do Programa de Pós graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental do IFCE Disciplina ministrada: Conservação da Biodiversidade

Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Efetiva, Carga horária: 2
Outras informações
Membro do Comitê de Ética no Uso de Animais

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Efetiva, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas ministradas nos cursos técnicos subsequentes de Aquicultura e Pesca: Ecologia e Educação Ambiental Biologia aquática Biologia aquática e pesqueira Disciplinas ministradas na Licenciatura Plena em Biologia: Biologia Marinha Histologia Zoologia de Invertebrados I Malacologia

Vínculo institucional

2015 - 2018
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Efetiva, Carga horária: 8
Outras informações
Responsável pelo Curso de Pós-graduação lato sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora de Pesquisa e Inovação, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2012 - Atual
Direção e administração, Campus Acaraú, .

Cargo ou função
Coordenadora de Pesquisa.
01/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Campus Acaraú, .


Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40


Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Aluna visitante


Faculdades Integradas INTA-FACETE, INTA-FACETE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Coordenação de Horizonte
Outras informações
Disciplinas ministradas na Pós-graduação: Meio ambiente e desenvolvimento sustentável ? Curso de Gestão Ambiental. Recursos Hídricos ? Curso de Gestão Ambiental. Planejamento Ambiental - Meio ambiente Urbano. Curso de Gestão Ambiental. Orientações monográficas - Curso de Educação Infantil


Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA-CE, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Núcleo Horizonte
Outras informações
Disciplinas ministradas na graduação em Biologia: Seminário V: Introdução a Legislação ambiental Ecologia Geral Prática e vivência em Biologia I Fundamentos da Biologia



Linhas de pesquisa


1.
Ecologia de Manguezais e Estuários

Objetivo: Caracterização estrutural dos bosques de mangue; Distribuição da macrofauna associada; Recomposição vegetal; Análise da produção de serapilheira e relações energéticas; Educação ambiental..
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
Palavras-chave: mangrove; manguezal; Estuário; molusco; Educação Ambiental.
2.
Malacologia

Objetivo: Biologia e ecologia de moluscos de ecossistemas costeiros; Moluscos de relevante interesse à pesca e aquicultura.
3.
Ecologia Experimental

Objetivo: Ecologia comportamental de organismos aquáticos Interações ecológicas Padrões de distribuição de espécies.
4.
Ecologia Bentônica

Objetivo: Caracterização dos ambientes aquáticos Padrões de distribuição dos organismos aquáticos Monitoramento ambiental.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Avaliação dos efeitos sinérgicos de mudanças climáticas em ecossistemas estuarinos de latitudes temperadas e tropicais utilizando Littorinídeos (Mollusca: Gastropoda) como indicadores
Descrição: As mudanças climáticas vêm sendo consideradas como a mais séria ameaça à biodiversidade e estão recebendo atenção crescente no que diz respeito aos seus potencias impactos na zona costeira. Baseadas em previsões do IPCC (2013) são esperados o aumento das concentrações de CO2, da temperatura do mar e da atmosfera, elevação no nível do mar, acidificação oceânica e mudanças na frequência e intensidade de tempestades. Por estarem na interface entre continente-oceano, os estuários irão ser expostos aos riscos resultantes das mudanças climáticas o que pode alterar a produtividade primária e secundária, o fornecimento de recursos e habitat para muitos organismos além do comprometimento de serviços ecossistêmicos. Daí, a necessidade de se conhecer organismos vivos que nos permitam avaliar ou predizer, com suas respostas ecológicas às condições presentes no habitat. Entre eles, podemos destacar os caramujos da família Littorinidae, herbívoros comuns em regiões entremáres, de quase todo o mundo. Assim, o presente trabalho testará a hipótese que Littoraria angulifera e Littoraria flava, espécies de Littorinidae em estuários do Brasil e; Littorina obtusata e Littorina littorea, comuns áreas estuarinas na Espanha, são bioindicadores de mudanças climáticas respondendo com alterações na morfologia da concha, no peso, comportamento e consequentemente, nas taxas de sobrevivência. Nesse contexto, objetivo desse estudo é avaliar o efeito sinérgico de alterações climáticas futuras baseadas em previsões do IPCC (2013) em Littorinídeos de ambientes estuarinos de latitudes temperadas e tropicais por meio de estudos experimentais. Este trabalho representa a primeira tentativa do entendimento de alterações climáticas futuras nos Littorinídeos estuarinos com foco nas diferenças latitudinais entre o Brasil e a Espanha..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
RESPOSTAS DO GASTRÓPODE Littoraria angulifera (LAMARCK, 1822) ÀS VARIAÇÕES CLIMÁTICAS PREVISTAS PARA MANGUEZAIS ESTUARINOS NO BRASIL

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cristina de Almeida Rocha-Barreira em 09/08/2017.
Descrição: Os manguezais são ecossistemas de grande importância ecológica e econômica, porém, esses ambientes vêm sendo continuamente degradados pelos impactos antrópicos, em decorrência da forte pressão relacionada à exploração de seus recursos naturais e impactos provenientes da urbanização, como o lançamento de gases agravadores do efeito estufa, por exemplo. A temperatura média do planeta vem aumentando desde o século passado e a tendência é que esse fenômeno continue a crescer em decorrência das contínuas emissões de gases nocivos na atmosfera. Littoraria angulifera (Mollusca: Gastropoda) apresenta potencial para funcionar como indicador ecológico, já que pode responder às condições ambientais através de alterações no formato ou tamanho da sua concha (MELO et al., 2012). Por serem organismos de fácil coleta, abundantes e amplamente distribuídos, litorinídeos são considerados excelentes modelos ecológicos para estudos da região entremarés. Assim, este trabalho é de grande importância para avaliar as mudanças climáticas que afetam os ecossistemas bentônicos estuarinos, facilitando o entendimento dos principais agentes que regulam a dinâmica estuarina, ou seja, mudanças na pluviosidade e temperatura (e outras covariáveis) que afetam a distribuição de moluscos bioindicadores..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Integrante / Cristina de Almeida Rocha-Barreira - Coordenador / Heleny Noronha David - Integrante.
2016 - 2018
A influência de gradientes ambientais na diversidade de teredinídeos e da fauna associada às suas galerias

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cristina de Almeida Rocha-Barreira em 09/08/2017.
Descrição: A estrutura e complexidade do habitat podem influenciar a distribuição e diversidade de espécies. Essa relação entre heterogeneidade ambiental e diversidade é explicada pela hipótese de heterogeneidade de habitat, que assume que ambientes mais heterogêneos abrigam maior número de espécies. O objetivo desse estudo é avaliar o efeito da heterogeneidade ambiental sobre as espécies de Teredinidae e a fauna associada às suas galerias no manguezal do rio Acaraú (Ceará), considerando gradientes ambientais (horizontal e vertical). Três pontos do manguezal ao longo do rio Acaraú serão caracterizados quanto à estrutura vegetal e, em cada um, serão coletados troncos a fim de comparar a composição de Teredinidae que aí vivem, bem como a fauna associada às galerias destes animais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Integrante / Cristina de Almeida Rocha-Barreira - Coordenador / Elisangela de Lima Carmo - Integrante.
2016 - 2018
Dinâmica populacional de Neritina virginea (Gastropoda: Neritidae) ao longo de gradientes ambientais em uma praia estuarina

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cristina de Almeida Rocha-Barreira em 09/08/2017.
Descrição: A teoria de história de vida explica como a evolução age sobre as espécies, projetando organismos e suas estratégias adaptativas para a obtenção do sucesso reprodutivo. Os componentes da história de vida são influenciados de acordo com as variações do ambiente. Assim, para se estudar a história de vida é necessário conhecer os aspectos populacionais da espécie. Desta forma objetiva-se descrever a história de vida do gastrópode N. virgínea em uma praia estuarina em Itarema/CE, considerando a sua dinâmica populacional, padrão de distribuição espacial e os fatores ambientais que as influenciam. Para isso serão realizadas coletas mensais durante 24 meses, utilizando um corer e malha de 0,5 mm para a separação dos gastrópodes.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Integrante / Cristina de Almeida Rocha-Barreira - Coordenador / Patrícia Albuquerque da Silva - Integrante.
2016 - 2018
Monitoramento da estrutura vegetal de bosques de mangue sujeitos a impactos ambientais no Ceará como subsídios para recuperação de áreas degradadas.
Descrição: Monitorar a estrutura vegetal de mangues sujeitos aos impactos de carcinicultura e desmatamento e promover a recuperação de bosques degradados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Nájila Rejanne Alencar Julião Cabral - Integrante / Neilson Rocha da Silva - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Ceará - Reitoria - Auxílio financeiro.
2015 - 2018
Monitoramento Fenológico como Ferramenta para Avaliação de Impacto Ambiental em Manguezais Estuarinos no Ceará
Descrição: Plantas tropicais apresentam ciclos fenológicos complexos exibindo padrões irregulares, entretanto, estudos envolvendo a fenologia reprodutiva da flora de mangue ainda são incipientes. O manguezal é um ecossistema costeiro formado por uma vegetação típica e organismos associados que apresenta alta produtividade biológica. Mesmo cientes da riqueza ecológica e potencial econômico do manguezal, este se encontra ameaçado devido às ações antrópicas. A região estuarina do rio Acaraú é um ambiente de alta vulnerabilidade devido ao progressivo avanço da presença do homem nesse ecossistema. Alguns dos impactos observados são consequências do desmatamento, descarte desordenado de resíduos sólidos e a presença de fazendas de carcinicultura. O presente trabalho objetiva caracterizar o padrão fenológico de floração e frutificação de espécies de mangue sujeitas a diferentes tipos de impactos ambientais (disposição inadequada de resíduos sólidos, desmatamento e presença de fazendas de carcinicultura) em regiões estuarinas em Acaraú - Ceará, e compará-la com um bosque com baixo grau de perturbação ambiental. Como também, avaliar se a presença destes impactos influencia no crescimento e propagação das plântulas de mangue por meio de um estudo experimental. Pesquisas nesse sentido permitirão um melhor entendimento da dinâmica entre as espécies dessa comunidade e servirão como subsídio para futuras intervenções na tentativa de recuperação das áreas impactadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Jorgeana de Almeida Jorge Benevides - Integrante / Ingrid H´Oara Carvalho Vaz da Silva - Integrante.
2015 - 2016
Estratégias para educação ambiental sobre o ecossistema manguezal na educação básica do município de Acaraú- Ceará.
Descrição: Os manguezais possuem diversas funções naturais de importância ecológica e socioeconômica, sendo vitais para obtenção de nutrientes e sustento de comunidades ribeirinhas que residem próximas a esses ecossistemas. Sua biodiversidade está sendo alterada devido as ações antrópicas especialmente pela intensa exploração urbana, carcinicultura, serviços industriais, descarte de resíduos sólidos, aterros, lançamento de petróleo em locais inadequados do estuário, dentre outros. Nesse sentido, ações de Educação Ambiental são necessárias para a recuperação e conservação desse ecossistema. O ambiente escolar é ideal para ampliar a consciência, princípios, atitudes e qualidades adequadas para sua utilização. Nesse contexto, o objetivo geral deste trabalho é implantar estratégias metodológicas para educação ambiental, por meio da produção de materiais didático-pedagógicos, sobre o ecossistema manguezal em diferentes etapas da educação básica no município de Acaraú-Ceará. O presente estudo será realizado em duas escolas, em uma turma do ensino infantil e outra do ensino fundamental. Serão realizadas visitas mensais, em torno de uma hora aula, para cada uma das duas turmas das instituições a serem escolhidas. Na ocasião, serão realizadas cinco etapas de trabalho: diagnóstico do conhecimento prévio dos professores e alunos sobre o manguezal, análise avaliativa do livro didático sobre o tema manguezal, aplicação de jogos didáticos para os alunos do ensino infantil, representando um mangue impactado e outro não-impactado, produção de cartilhas sobre educação ambiental, no ecossistema manguezal, para os alunos do ensino fundamental e oficinas de planos de aulas para os professores do ensino infantil e fundamental, sobre educação ambiental, no ecossistema manguezal. Os resultados obtidos no presente trabalho ajudarão as escolas, as quais se situam em áreas onde há presença de manguezais a minimizar os impactos antrópicos por meio da implantação de estratégias metodológicas específicas de educação ambiental para o ecossistema..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Rita Maria Vasconcelos Louzada - Integrante / Sinara Socorro Duarte Rocha - Integrante / Davi José Araújo de Lima - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Ceará - Bolsa.
2014 - 2017
O uso de bioindicadores para avaliação de impactos ambientais em manguezais estuarinos.
Descrição: Manguezais estuarinos são ecossistemas responsáveis pela produtividade, aporte de água, clivagem de nutrientes e matéria orgânica, e ainda, reprodução, alimentação e refúgio para inúmeras espécies. A intensa utilização deste ambiente ameaça à existência deste ecossistema. Faz-se necessário conhecer organismos vivos que nos permitam avaliar ou predizer que determinadas perturbações oceanográficas, climáticas, biológicas ou de influência antrópica estão atuando no ambiente. Esses organismos são chamados bioindicadores, podendo ser vegetais ou animais. A caracterização estrutural dos manguezais e os macroinvertebrados representam, em conjunto, uma importante ferramenta para auxiliar na avaliação das respostas desse ecossistema às condições ambientais locais. Já que os mesmos conseguem se adaptar e resistir á condições adversas no ambiente. Esse estudo será desenvolvido em manguezais estuarinos na região de Acaraú. Serão escolhidas três áreas sob as mesmas condições ambientais, porém sujeitas a diferentes pressões antrópicas resultante do desmatamento, carcinicultura e disposição inadequada de resíduos sólidos e três áreas livres de impacto, totalizando 12 áreas. Em cada área, serão sorteados três sítios e em cada um será demarcado um transecto de três parcelas com 100 m2 cada, distanciadas em 5 m. Em cada parcela será feita a caracterização da estrutura vegetal. Nos hábitats não vegetados, nas margens dos canais estuarinos, será amostrada a macrofauna bentônica. Os organismos encontrados serão identificados ao menor nível taxonômico possível. Em cada manguezal, serão demarcados três sítios e serão coletadas três amostras de sedimento. Também será coletada uma amostra de sedimento para análise granulométrica, e determinação do conteúdo de matéria orgânica total (MOT). Neste contexto, o objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos das condições ambientais de manguezais estuarinos impactados utilizando a estrutura vegetal dos bosques de mangue e a macrofauna bentônica como bioindicador..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Amanda Lídia de Sousa Paula - Integrante / Brena Kézia Sousa Lima - Integrante / KAMILA NARA SILVA DE SOUZA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2014
Influência de Perturbações Antrópicas nos Padrões de Herbívora Foliar em Manguezais Estuarinos
Descrição: O ecossistema manguezal é responsável por uma grande diversidade de funções naturais de grande importância ecológica e econômica. Sua vegetação arbórea, caracterizada pelas as adaptações a condições limitantes de salinidade, é responsável pela produção primária, compondo a serapilheira, e fornece recurso alimentar para muitas espécies por meio da herbivoria. Essa interação ecológica controla o fluxo de energia e de nutrientes, acelerando a formação de detritos. Em condições desfavoráveis do ambiente as plantas de mangue ficam suscetíveis a herbivoria que pode ser influenciada por diversos fatores, especialmente o grau de poluição. A análise foliar incluindo a caracterização vegetativa levando em consideração as interações, herbívoro-planta é uma ferramenta indispensável quanto à avaliação da resposta do ecossistema a essas condições ambientais. No estuário do Rio Acaraú, o manguezal encontra-se muito ameaçado pelas intervenções humanas podendo transformar-se em tensores e juntamente com os problemas naturais do ecossistema drenam a energia do manguezal, resultando em um menor vigor estrutural. Nesse contexto, o objetivo principal desse trabalho é avaliar a herbivoria foliar em diferentes espécies de árvores em dois manguezais estuarinos, sendo um deles impactado e o outro não impactado.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Amanda Lídia de Sousa Paula - Integrante / Brena Kézia Sousa Lima - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Instituto Federal do Ceará - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Produção de Serapilheira e o papel dos Macrodetritívoros na sua Degradação em Bosque de Mangue com diferentes tipos de Perturbação Antrópica.
Descrição: O ecossistema manguezal é um grande produtor de material orgânico, mantendo assim a diversidade biológica de todo o ambiente associado. É com a serapilheira que esta matéria orgânica é produzida, transformada e exportada em forma de detritos. Além de ser indicador de produtividade, a serapilheira também serve como alimento para diversas comunidades de animais. A macrofauna bentônica é uma destas comunidades, sendo uma das principais responsáveis pela decomposição dos detritos foliares, tanto pelo consumo direto ou pela remoção das folhas recém-caídas no solo; ajudando assim a acelerar o processo decompositor. No estuário do rio Acaraú, o manguezal encontra-se muito ameaçado pelas intervenções humanas: desmatamentos, poluentes nas águas, carcinicultura, dentre outros. E estes podem transformar-se em tensores e juntamente com os problemas naturais do ecossistema drenam a energia do manguezal, limitando ainda mais a produtividade. Em virtude disso, o objetivo geral deste trabalho é estimar a produtividade de bosques de mangue com diferentes graus de perturbação antrópica e o papel dos macrodetritívoros na degradação da serapilheira nesses locais. O conhecimento da dinâmica de produção de manguezais e o papel dos macrodetritívoros são essenciais para o entendimento das relações energéticas entre as florestas de mangue e os sistemas aquáticos adjacentes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Amanda Lídia de Sousa Paula - Integrante / Brena Kézia Sousa Lima - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Ceará - Reitoria - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Influência de ostras e da competição intraespecífica na distribuição e morfologia da concha de Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) (Mollusca: Gastropoda).
Descrição: A morfologia dos litorinídeos varia plasticamente entre os diferentes ambientes relacionando o formato ou tamanho da concha com diferentes reservas de água, taxas de sobrevivência e crescimento em resposta à dessecação, hidrodinamismo e predação. Estudos sugerem que a complexidade topográfica do ambiente e a competição intraespecífica influenciam os padrões de distribuição, abundância e morfologia dos litorinídeos. O objetivo deste trabalho é determinar a variação da densidade de Littoraria angulifera em função da complexidade topográfica do ambiente, verificar a influência de ostras Crassostrea rhizophorae e da competição intraespecífica na variação morfológica da concha de L. angulifera. Para tanto, serão realizadas amostragens comparando raízes de Rhizophora mangle com e sem ostras, em diferentes níveis de maré. O efeito da complexidade topográfica será avaliado experimentalmente no campo, para avaliar se há influência das ostras, do nível de maré e da origem da população na morfologia da concha de L. angulifera. O efeito da competição será avaliado entre classes de tamanho pela manipulação da biomassa média, experimentalmente, em níveis crescentes de densidade. Os dados obtidos neste estudo, podem fornecer maiores subsídios para compreender a dinâmica das populações de L. angulifera e para monitorar a recuperação de áreas degradadas, pois esta espécie possivelmente responde plasticamente às mudanças ambientais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Francisca Cinara Araújo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - 2012
Estudo aplicado à recuperação do ecossistema manguezal no município de Acaraú.
Descrição: Os bosques de mangue constituem considerável patrimônio nos aspectos socioeconômico e ecológico, sendo importante fonte de alimento e sustento de comunidades litorâneas de pescadores artesanais. A biodiversidade deste ecossistema está sendo alterada localmente pela ação antrópica do desmatamento, caça predatória e principalmente falta de utilização do uso sustentável. É preciso saber utilizar estes recursos, por meio de técnicas de manejo, de forma que os mesmos não cheguem à escassez. Daí a necessidade de se recuperar e conservar áreas de manguezais estuarinos com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente. Dessa forma, o objetivo geral desse trabalho é fornecer subsídios para recuperação do ecossistema manguezal no município de Acaraú, litoral oeste do estado do Ceará, por meio da caracterização da estrutura vegetal e dos padrões de zonação das áreas remanescentes e avaliação das taxas de crescimento e sobrevivência das espécies de mangue em plantio experimental. Esse dados serão analisados e permitirão reconhecer a situação real dos manguezais, as espécies dominantes bem como a suas distribuições e abundâncias, e assim as possibilidades de regeneração dos mangues na região..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Amanda Lídia de Sousa Paula - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Ceará - Reitoria - Remuneração / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2011 - Atual
ReBentos - Rede de Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros - subprojeto Estuários
Descrição: O objetivo geral da presente proposta é a criação e implementação de uma rede integrada de estudos dos habitats bentônicos do litoral brasileiro (ReBentos), vinculada à Sub-Rede Zonas Costeiras da Rede Clima (MCT) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC), para detectar os efeitos das mudanças ambientais regionais e globais sobre esses organismos, dando início a uma série histórica de dados sobre a biodiversidade bentônica ao longo da costa brasileira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Dinâmica populacional e diagnóstico da cadeia produtiva do molusco bivalve Anomalocardia brasiliana (Gmelin, 1791): subsídios para a elaboração de um plano de manejo no Município de Acaraú.
Descrição: Assim como em outras regiões do litoral nordestino, a extração do marisco Anomalocardia brasiliana é uma atividade comum nas praias e no estuário do rio Acaraú, localizado no município de mesmo nome. Este estudo deverá fornecer informações sobre os modelos de extração empregados atualmente na região e sobre a dinâmica populacional da espécie, provendo um arcabouço de dados essenciais ao diagnóstico do nível de exploração desta espécie e, conseqüentemente, subsidiando a estruturação de um plano de manejo com vista a garantir o desenvolvimento sustentável desta importante atividade..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Variação morfológica e densidade de Littoraria angulifera (Mollusca: Gastropoda) em manguezais do Ceará, Brasil
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Cristina de Almeida Rocha-Barreira - Integrante / Carlos Glauber Batista de Melo - Integrante.
2009 - 2010
Distribuição espaço-temporal de Melampus coffeus (Mollusca: Gastropoda) em manguezais estuarinos da região metropolitana de Fortaleza, Ceará, Brasil.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Cristina de Almeida Rocha-Barreira - Integrante / Alesson Braga Rodrigues - Integrante.
2006 - 2010
O uso do gastrópode Melampus coffeus como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais do Ceará
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - 2017
PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM OS USUÁRIOS DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ- CE
Descrição: O diagnóstico da percepção e a promoção da educação ambiental em zonas de praias são fundamentais diante a grande importância desses ambientes em termos ambientais, econômico e sociais. Isso porque as praias se constituem em belezas cênicas favorecendo a sua procura para fins como lazer e bem-estar. Podendo assim, ficar sujeita a impactos, na maioria das vezes ocasionados por ocupações e usos inadequados destes ambientes naturais. Devido às preocupações com a praia de Arpoeiras, Acaraú ? CE, uma área naturalmente frágil, instável e dinâmica, que o presente trabalho sugere propõe uma estratégia de educação ambiental para esse ambiente, a partir do levantamento de dados da percepção ambiental dos gestores, moradores, comerciantes e turistas (ou visitantes) por meios de questionários. Na tentativa de minimizar os impactos do ambiente praial, será realizada a produção e distribuição de folders para cada público específico e palestras de sensibilização, para promover conservação ambiental local. Após essa intervenção será realizado um comparativo de como era a área antes e o que mudou após a prática ambiental. Os resultados obtidos nas ações serão apresentados a comunidade sugerindo melhorias para conservação do ambiente praial.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / ADRIANA SARA DA SILVA - Integrante.
2012 - 2018
Etnoecologia e Conservação ambiental: incorporando o saber indígena na manutenção do ecossistema manguezal.
Descrição: Implementar ações visando ao equilíbrio ambiental das áreas indígenas por meio de pesquisa aplicada etnoecológica, valorização do conhecimento local, formação de educadores ambientais e fortalecimento das organizações locais possibilitando a sustentabilidade da população..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Geovani Oliveira - Integrante.
2012 - 2016
Recuperação e conservação de áreas de manguezal: aplicação na sustentabilidade dos estoques pesqueiros
Descrição: O objetivo geral desse trabalho foi recuperar dois ambientes de manguezal degradado no município de Acaraú, litoral oeste do estado do Ceará, formando estudantes e preparando os pescadores artesanais para o exercício de atividades ligadas à conservação desse ecossistema, por meio do manejo sustentável dos estoques pesqueiros que constituem a base do sustento tradicional da região..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Rita Maria Vasconcelos Louzada - Integrante / Elciane Maria do Nascimento Farias - Integrante.
2012 - 2016
ECOSSISTEMA MANGUEZAL: PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ÂMBITO ESCOLAR PÚBLICO EM ACARAÚ, CEARÁ
Descrição: O manguezal é uma área de extrema importância ecológica e econômica, mas a intensa utilização e extração de seus recursos naturais têm provocado grandes impactos, ameaçando a sua existência. O presente estudo teve como objetivo geral promover a sensibilização ecológica de alunos do ensino fundamental de uma escola pública nas proximidades de um manguezal em Acaraú, Ceará, buscando a conservação do ecossistema. Nesse contexto, foram realizadas atividades educativas por meio de desenhos, palestras, jogos e foram produzidas mudas de mangue para replantio. Os resultados indicam não só um aumento significativo na percepção sobre a importância do ecossistema, mas também um conhecimento maior sobre as ações degradantes ao manguezal, favorecendo a conservação do mesmo, partindo assim, do contexto escolar para o meio social..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rafaela Camargo Maia - Coordenador / Amanda Lídia de Sousa Paula - Integrante / Elisangela de Lima Carmo - Integrante / Brena Kézia Sousa Lima - Integrante.


Membro de corpo editorial


2013 - 2017
Periódico: Conexões : Ciência e Tecnologia


Membro de comitê de assessoramento


2015 - 2015
Agência de fomento: Programa de Pós Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos (PGSISCO) do C
2012 - 2014
Agência de fomento: Instituto Federal do Ceará
2012 - Atual
Agência de fomento: Instituto Federal do Ceará
2011 - Atual
Agência de fomento: Instituto Federal do Ceará
2010 - 2016
Agência de fomento: Prefeitura Municipal de Acaraú
2006 - 2007
Agência de fomento: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul


Revisor de periódico


2010 - Atual
Periódico: Conexões : Ciência e Tecnologia
2011 - Atual
Periódico: Boletim do Instituto de Pesca
2012 - Atual
Periódico: Pan-American Journal of Aquatic Sciences
2013 - Atual
Periódico: International Journal of Marine Science
2013 - Atual
Periódico: Journal of Ecology and The Natural Environment (JENE)
2014 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology (Impresso)
2015 - 2015
Periódico: Rodriguésia
2017 - Atual
Periódico: HOEHNEA
2018 - Atual
Periódico: ARQUIVOS DE CIÊNCIAS DO MAR
2018 - Atual
Periódico: BIOTA NEOTROPICA


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Instituto Federal do Ceará


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Marinha.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Prêmio de Estímulo à investigação Malacológica " Professor Maury Pinto de Oliveira", Sociedade Brasileira de Malacologia.
2013
Melhor Trabalho - apresentação oral, Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação.
2009
Selo Verde (Coordenadora Municipal), SEMACE.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTOS, MARCOS ROBERTO2018SANTOS, MARCOS ROBERTO ; MAIA, RAFAELA CAMARGO . Padrões de distribuição e abundância de gastrópodes límnicos no município de Acaraú, Ceará: avaliando aspectos da Teoria da Biogeografia de Ilhas. Biotemas, v. 31, p. 35-46, 2018.

2.
NASCIMENTO, N. G.2017NASCIMENTO, N. G. ; MAIA, R. C. . NOTAS SOBRE PÉROLAS PRODUZIDAS POR Anomalocardia brasiliana (BIVALVIA, VENERIDAE) (GMELIN, 1791) EM UM ESTUÁRIO DO CEARÁ. ARQUIVOS DE CIÊNCIAS DO MAR, v. 50, p. 119-124, 2017.

3.
DAVID, H. N.2016DAVID, H. N. ; SILVA, P. A. ; NASCIMENTO, N. G. ; MAIA, R. C. . MALACOFAUNA DOS CURRAIS DE PESCA DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ, CEARÁ.. Conexões : Ciência e Tecnologia, v. 9, p. 71-76, 2016.

4.
LOUZADA, R. M. V.2016LOUZADA, R. M. V. ; FARIAS, E. M. N. ; MAIA, R. C. . Educação Ambiental para o ecossistema manguezal: o papel dos pescadores artesanais. Conexões : Ciência e Tecnologia, v. 9, p. 41-50, 2016.

5.
PAULA, AMANDA LÍDIA DE SOUSA2016PAULA, AMANDA LÍDIA DE SOUSA ; LIMA, BRENA KÉSIA DE SOUSA ; MAIA, RAFAELA CAMARGO . THE RECOVERY OF A DEGRADED MANGROVE IN CEARÁ THROUGH THE PRODUCTION OF Laguncularia racemosa (L.) C.F. Gaertn. (Combretaceae) AND Avicennia sp. Stapf ex Ridl (Acanthaceae) SEEDLINGS. Revista Árvore (Online), v. 40, p. 377-385, 2016.

6.
CARMO, E. L.2016CARMO, E. L. ; Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; MAIA, R. C. . ECOSSISTEMA MANGUEZAL: PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ÂMBITO ESCOLAR PÚBLICO EM ACARAÚ, CEARÁ. Expressões da Extensão, v. 1, p. 29-33, 2016.

7.
TAVARES, D. S.2015TAVARES, D. S. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; MATTHEWS-CASCON, H. . Ecological relations between mangrove leaf litter and the spatial distribution of the gastropod Melampus coffeus in a fringe mangrove forest. Iheringia. Série Zoologia (Impresso), v. 105, p. 35-40, 2015.

8.
MAIA, RAFAELA CAMARGO2015 MAIA, RAFAELA CAMARGO; COUTINHO, RICARDO . The effects of salinity on the density, shell size and survival of a mangrove gastropod: laboratory and field evidence. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom (Print), v. 96, p. 1-9, 2015.

9.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2013MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . The influence of mangrove structure on the spatial distribution of Melampus coffeus (Gastropoda: Ellobiidae) in Brazilian estuaries. Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 8, p. 21-29, 2013.

10.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2012 MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; COUTINHO, R. . Reproductive cycle and embryonic development of the gastropod Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) in the Brazilian northeast. Brazilian Journal of Biology (Impresso), v. 72, p. 1-9, 2012.

11.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2012MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Structural characteristics of mangrove forests in Brazilian estuaries: A comparative study. REVISTA DE BIOLOGIA MARINA Y OCEANOGRAFIA, v. 47, p. 87-98, 2012.

12.
MELO, C. G. B.2012MELO, C. G. B. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Variação morfológica da concha e densidade de Littoraria angulifera (Mollusca: Gastropoda) em manguezais do Ceará, Brasil.. Arquivos de Ciências do Mar, v. 45, p. 68-76, 2012.

13.
TAVARES, D. S.2011TAVARES, D. S. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Contribuição do Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Mollusca: Gastropoda: Ellobiidae) na degradação da serapilheira do médio estuário do rio Pacoti, Ceará, Brasil.. Iheringia. Série Zoologia (Impresso), v. 101, p. 56-60, 2011.

14.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2011MAIA, R. C.; Rodrigues, A. B. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Distribuição espaço-temporal de Melampus coffeus (Mollusca: Gastropoda) em manguezais estuarinos da região metropolitana de Fortaleza, Ceará, Brasil. Conexões : Ciência e Tecnologia, v. 5, p. 28-35, 2011.

15.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2010MAIA, R. C.; LIMA-VERDE, F. B. ; ROLEMBERG, K. F. . Padrões de Distribuição de Littoraria Angulifera (Lamarck, 1822) nos Gradientes Vertical e Horizontal nos Estuários dos Rios Ceará e Pacoti, Estado do Ceará. Arquivos de Ciências do Mar, v. 43, p. 32-39, 2010.

16.
MAIA, R. C.;MAIA, RAFAELA CAMARGO2007MAIA, R. C.; TANAKA, M. O. . Avaliação de efeitos de espécies de mangue na distribuição de Melampus coffeus (Gastropoda, Ellobiidae) no Ceará, nordeste do Brasil.. Iheringia. Série Zoologia (Impresso), v. 97, p. 379-382, 2007.

17.
TANAKA, M. O.2006TANAKA, M. O. ; MAIA, R. C. . Shell Morphological variation of Littoraria angulifera among and within mangroves in NE Brazil. HYDROBIOLOGIA, Reino Unido, v. 559, p. 193-202, 2006.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LOUZADA, R. M. V. ; MAIA, R. C. . Educa mangue: conhecendo o fascinante ecossistema manguezal. 1. ed. Fortaleza: IFCE, 2018. v. 1. 34p .

2.
MAIA, R. C.. Manguezais do Ceará. 1. ed. Recife: Imprima, 2016. 55p .

Capítulos de livros publicados
1.
MAIA, R. C.; Rosa-Filho, J. S. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; SANTOS, E. S. ; MATTHEWS-CASCON, H. ; DAVID, H. N. ; MATOS, A. S. . Benthic Estuarine Assemblages of the Northeastern Brazil Marine Ecoregion. In: Paulo Lana; Angelo Fraga Bernardino. (Org.). Brazilian Estuaries. 1ed.: Springer, 2018, v. , p. 30-45.

2.
Bernardino, A. F. ; R. JUNIOR, F. B. ; Perez, L. F. ; NETTO, S. A. ; COLLING, L. A. ; PAGLIOSA, P. ; LANA, P. C. ; MAIA, R. C. ; Cristofoletti, R. A. ; Rosa-Filho, J. S. ; Costa, T. M. . Monitoramento de ecossistemas bentônicos estuarinos. In: Alexander Turra; Marcia Regina Denadai. (Org.). Protocolos de Campo para o Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros. 1ed.São Paulo: Rebentos, 2015, v. , p. 129-148.

3.
MAIA, R. C.. Família Ellobiidae Pfeiffer, 1854 - Melampus coffeus (Linnaeus, 1758). In: Helena Matthews-Cascon; Cristina de Almeida Rocha-Barreira; Carlos Augusto Oliveira de Meirelles. (Org.). Desovas de alguns Moluscos Brasileiros. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2011, v. , p. 112-114.

4.
MAIA, R. C.. Distribuição de desovas de Pomacea sp. em baías do Pantanal da Nhecolândia.. In: Casella, J.; Cunha, N. L.; Oliveira, R.; Araújo, A. C.; Fischer, E. A.& Raizer, J.. (Org.). Ecologia do Pantanal - Curso de Campo 2004. 1ed.Campo Grande: UFMS, 2005, v. , p. 258-266.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
OLIVEIRA, G. ; DAVID, H. N. ; MAIA, RAFAELA CAMARGO . Etnoecologia e Conservação ambiental: incorporando o saber indígena na manutenção do ecossistema manguezal.. In: V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial, 2016. Anais do V Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Aplicada e Gestão Territorial. Fortaleza, 2016.

2.
SOUZA, K. N. S. ; MAIA, R. C. . IMPACTOS AMBIENTAIS DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA ESTRUTURA VEGETAL DOS BOQUES DE MANGUE DO CEARÁ. In: XII Congresso de Ecologia do Brasil, 2015, São Lourenço. XII Congresso de Ecologia do Brasil, 2015.

3.
ARAUJO, F. C. ; SILVA, P. A. ; LOUZADA, R. M. V. ; MELO, C. R. M. F. ; MAIA, R. C. . Caracterização temporal da macrofauna bentônica no estuário do rio Acaraú, Ceará. In: VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Anais do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

4.
Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; MAIA, R. C. . Herbivoria foliar em manguezais com diferentes níveis de perturbação antrópicas no estuário do rio Acaraú, Ceará. In: VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Anais do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

5.
LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; MAIA, R. C. . Influência de Perturbações Antrópicas nos Padrões de Herbívora Foliar em Manguezais Estuarinos:um estudo experimental. In: VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Anais do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

6.
OLIVEIRA, G. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; MAIA, R. C. ; ARAUJO NETO, M. P. . Análise do conteúdo estomacal de Uca rapax coletados em zonas de efluentes de carcinicultura em manguezais no estuário do rio Acaraú, Acaraú-CE. In: VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Anais do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

7.
SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; OLIVEIRA, G. ; MAIA, R. C. ; ARAUJO NETO, M. P. . Conteúdo estomacal de Uca rapax: uma alternativa para avaliação do impacto da zona portuária sobre áreas de manguezais no estuário do rio Acaraú, Acaraú - CE. In: VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014, Itajaí. Anais do VI Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014.

8.
LOUZADA, R. M. V. ; FARIAS, E. M. N. ; MAIA, R. C. . Educação ambiental para conservação do ecossistema manguezal: O papel dos pescadores artesanais. In: II Semana da Biologia IFCE/Acaraú, 2014, Acaraú. Anais da II Semana da Biologia IFCE/Acaraú, 2014.

9.
Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; MAIA, R. C. . Produção de serapilheira em bosques de mangue com diferentes níveis de perturbação antrópica no estuário do rio Acaraú. In: Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013, Salvador. Anais do Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013.

10.
LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; MAIA, R. C. . O papel dos macrodetritívoros na degradação de serapilheira em bosques de mangue com diferentes níveis de perturbação antrópica. In: Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013, Salvador. Anais do Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013.

11.
SILVA, P. A. ; DAVID, H. N. ; MAIA, R. C. ; CAVALCANTE, E. A. . PERCEPÇÃO AMBIENTAL SOBRE OS RECURSOS DO MANGUEZAL EM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL EM ACARAÚ, CEARÁ. In: VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação da Rede Federal de Educação Pro ssional, Cientí ca e Tecnológica, 2013, Salvador. Anais do VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação da Rede Federal de Educação Pro ssional, Cientí ca e Tecnológica, 2013.

12.
SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; SHIMABUKURO, A. R. ; MAIA, R. C. . Avaliação dos resíduos sólidos coletados no manguezal do rio Acaraú e sua influência na estrutura vegetal dos bosques. In: 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais da 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012.

13.
CARMO, E. L. ; LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; MAIA, R. C. . Ecossistema manguezal: persepção e educação ambiental no âmbito escolar público em Acaraú, Ceará. In: 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais da 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012.

14.
SANTOS, E. R. ; FREITAS, F. V. ; ARAUJO, F. C. ; MAIA, R. C. . Percepção e Educação Ambiental entre alunos da região litorânea de Acaraú: o problema dos resíduos sólidos. In: 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais da 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012.

15.
Paula, A. L. S. ; MAIA, R. C. . Características Estruturais de um bosque de mangue estuarino no Ceará: subsídios para recuperação do ecossistema. In: 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais da 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012.

16.
LIMA, B. K. S. ; CARMO, E. L. ; MAIA, R. C. . Caracterização da Malacofauna associada a vegetação de mangue no estuário do Rio Acaraú. In: 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais da 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012.

17.
SILVA, P. A. ; DAVID, H. N. ; GOMES, N. ; MAIA, R. C. . Influência dos Currais de Pesca na malacofauna da Praia de Arpoeiras, Acaraú, Ceará.. In: I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012, Acaraú. Resumos da I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012.

18.
LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; MELO, C. R. M. F. ; MAIA, R. C. . Anelídeos Poliquetas do Estuário Médio do Rio Acaraú, Ceará.. In: I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012, Acaraú. Resumos da I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012.

19.
SHIMABUKURO, A. R. ; TARGINO, M. G. ; MAIA, R. C. . Avaliação do Efeito de Borda na Distribuição de Duas Espécies de Gastrópodes Estuarinos.. In: I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012, Acaraú. Resumos da I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012.

20.
SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; ARAUJO, F. C. ; MELO, C. R. M. F. ; MAIA, R. C. . Distribuição espacial de caranguejos (Decapoda: Brachyura) em um bosque de mangue estuarino no ceará.. In: I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012, Acaraú. Resumos I Semana de Biologia do IFCE-Acaraú, 2012.

21.
Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; CARMO, E. L. ; MAIA, R. C. . Experiência com a produção de mudas de Laguncularia racemosa e Avicennia sp para recuperação de em um manguezal degradado no estuário do rio Acaraú- CE.. In: VII Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2012, Palmas. Anais do VII Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2012.

22.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Distribuição espacial de Melampus coffeus L. (Gastropoda: Ellobiidae) em estuários no estado do Ceará. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

23.
Rodrigues, A. B. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Distribuição espaço-temporal de Melampus coffeus em estuários da região metropolitana de Fortaleza, Ceará. In: IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010, Rio Grande. Anais do IV Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2010.

24.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Características estruturais de florestas de mangue em estuários no estado do Ceará, Brasil. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008, Fortaleza. Anais do III Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2008.

25.
MAIA, R. C.; TANAKA, M. O. . Efeitos da velocidade da correnteza na distribuição de macroinvertebrados em rios de Bonito, Mato Grosso do Sul. In: VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005, Caxambú. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005.

26.
BORGHESAN, T. C ; MAIA, R. C. ; PIACENTI, A. K ; PAIVA, F. . Ácaros Aquáticos Unionicola sp. (Acari: Unionicolidae) em caramujos do gênero Pomacea sp no Mato Grosso do Sul, Brasil.. In: VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005, Caxambú. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005.

27.
PIACENTI, A. K ; MAIA, R. C. ; BORGHESAN, T. C ; PAIVA, F. . Ocorrência de Temnocephalidae em Pomacea canaliculata (Gastropoda: Ampullariidae) no estado de Mato Grosso do Sul, Brasil.. In: VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005, Caxambú. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Ecologia, 2005.

28.
MAIA, R. C.; TANAKA, M. O. . Variação morfológica de Littoraria angulifera em um gradiente de pertubação florestal. In: VI Congresso de Ecologia do Brasil, 2003, Fortaleza - CE. Anais do VI Congresso de Ecologia do Brasil, 2003. v. III.

29.
LANDGREF FILHO, P. ; MAIA, R. C. ; VIEIRA, E. A. ; CANDIDO, C. F. ; SOUZA, F. L. . Diversidade de formigas (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) nas fitofisionomias Cerrado sensu strictus e Cerradão em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. In: VI Congresso de Ecologia do Brasil, 2003, Fortaleza - CE. Anais do VI Congresso de Ecologia do Brasil, 2003. v. I.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Araújo, M. R. ; MAIA, R. C. . ORGANISMOS BENTÔNICOS EM RAÍZES DE Rhizophora mangle EM MANGUEZAIS DO CEARÁ. In: II Encontro Internacional de Ecologia e Conservação, 2018, Campina Grande. Anais do II Encontro Internacional de Ecologia e Conservação, 2018.

2.
Lima, D. J. A. ; SOUSA, A. P. ; MAIA, R. C. ; DINIZ, A. F. ; Jardim, J. A. . Observações morfológicas do quíton Ischnoplax pectinata (Mollusca: Polyplacophora) em uma praia Rochosa do Ceará, Brasil. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

3.
CARMO, E. L. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; MAIA, R. C. ; DINIZ, A. F. ; Jardim, J. A. . Caracterização de substrato e ocorrência de quítons (Mollusca: Polyplacophora) em duas praias do litoral oeste do Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

4.
CARMO, E. L. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Distribuição espacial da assembleia de Teredinidae (Mollusca: Bivalvia) ao longo do estuário do rio Acaraú, Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

5.
DAVID, H. N. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Respostas do gastrópode Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) às variações climáticas previstas para manguezais estuarinos no Brasil. In: 1 Seminário em Ciências Marinhas Tropicais, 2017, Fortaleza. Anais do 1 Seminário em Ciências Marinhas Tropicais, 2017.

6.
ARAUJO, F. C. ; MAIA, R. C. . O uso do gastrópode Melampus coffeus como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais do Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

7.
Araújo, M. R. ; LOUZADA, R. M. V. ; Lima, D. J. A. ; MAIA, R. C. ; Jardim, J. A. . Distribuição espacial de quítons no estuário do rio Coreaú, Camocim, Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

8.
NASCIMENTO, N. G. ; SILVA, A. S. ; FERREIRA, A.A ; MAIA, R. C. ; DINIZ, A. F. ; Jardim, J. A. . Primeiro registro de ocorrência de Callistochiton righii (Polyplacophora, Calliosplacidae) para o litoral oeste do estado do Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

9.
NASCIMENTO, N. G. ; MAIA, R. C. . Pérolas produzidas por Anomalocardia brasiliana (Bivalvia: Veneridae) (Gmelin, 1791) em um estuário do Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

10.
SILVA, P. A. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . O efeito das variáveis ambientais no padrão de dispersão de Neritina virginea (Gastropoda: Neritidae). In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

11.
SILVA, P. A. ; AMORIM, V. G. ; SANTOS, E. R. ; MAIA, R. C. ; DINIZ, A. F. ; Jardim, J. A. . Caracterização da assembleia de quítons (Mollusca: Polyplacophora) em duas praias do litoral oeste do Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

12.
DAVID, H. N. ; SANTOS, H. F. ; Araújo, M. R. ; MAIA, R. C. . Respostas do gastrópode Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) (Gastropoda: Littorinidae) a diferentes tipos de impactos ambientais em manguezais no Ceará. In: XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017, Mossoró. Anais do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2017.

13.
SILVA, G. A. V. ; Araújo, M. R. ; ALVES, A. X. ; SILVA, N. R. ; MAIA, R. C. . ESTRUTURA VEGETAL DE UM MANGUEZAL SOB INFLUÊNCIA ANTRÓPICA NO ESTADO DO CEARÁ. In: I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. Anais do I SECIT, 2017.

14.
SILVEIRA, A. Y. C. ; MAIA, R. C. . O USO DE TONÉIS DE METAL PARA A CONSTRUÇÃO DE MARAMBAIAS EMPREGADAS NA PESCA PREDATÓRIA DA LAGOSTA NAS LOCALIDADES DE ALMOFALA E TORRÕES, MUNICÍPIO DE ITAREMA-CE. In: I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. I SECIT, 2017.

15.
RODRIGUES, J. A. M. ; VALE, J. A. ; MAIA, R. C. . O uso de exposições didáticas para educação ambiental: um estudo de caso sobre o ecossistema manguezal. In: I SECIT Acaraú - I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. Anais do I SECIT, 2017.

16.
VASCONCELOS, M. T. ; MARIA, F. A. ; SILVA, R. J. R. ; SILVA, M. J. M. ; MAIA, R. C. ; SOUSA, R. M. . IMPACTOS NA MACROFAUNA BENTÔNICA CAUSADOS PELA OBRA DE REVITALIZAÇÃO DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ-CE: DADOS PRELIMINARES. In: I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. Anais do I SECIT, 2017.

17.
OLIVEIRA, G. ; MAIA, R. C. . PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA O ECOSSISTEMA MANGUEZAL COM ALUNOS DA ESCOLA INDÍGENA TREMEMBÉ EM ALMOFALA-CE. In: I SECIT Acaraú - I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. Anais do I SECIT, 2017.

18.
CARMO, E. L. ; SILVA, R. J. R. ; MAIA, R. C. . ESTRUTURA VEGETAL DAS ESPÉCIES DE MANGUE AO LONGO DO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ. In: I Semana de Educação, Ciência e Inovação Tecnológica do IFCE Campus Acaraú, 2017, Acaraú. Anais do I SECIT, 2017.

19.
NASCIMENTO, N. G. ; MAIA, R. C. . Efeitos da Carcinicultura na Distribuição de Anomalocardia brasiliana (Mollusca, Bivalvia, Veneridae) (Gmelin, 1791) em um Manguezal do Litoral Oeste do Ceará, Brasil;. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

20.
Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; MAIA, R. C. . Estrutura Vegetal Como Bioindicadora de Perturbação Ambiental em Bosques de Mangue Estuarinos no Ceará. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

21.
LIMA, B. K. S. ; MAIA, R. C. . Macrofauna Bentônica Como Bioindicadora na Avaliação de Impactos Ambientais em Manguezais Estuarinos no Estado do Ceará. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

22.
CARMO, E. L. ; GOMES, N. ; MAIA, R. C. . Efeitos da Salinidade na Distribuição e Infestação de Teredinidae e na Composição da Macrofauna Associada às Suas Galerias em Manguezais de Acaraú ? CE. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

23.
SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; OLIVEIRA, G. ; AMORIM, V. G. ; MAIA, R. C. ; ARAUJO NETO, M. P. . Conteúdo Estomacal de Uca rapax (Smith, 1870): uma Abordagem Prática para o Monitoramento de Áreas Degradadas de Manguezais. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

24.
SILVA, P. A. ; AMORIM, V. G. ; MAIA, R. C. . Caracterização Temporal da Macrofauna Bentônica no Estuário do Rio Acaraú, Ceará.. In: VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016, Salvador. Anais do VII Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2016.

25.
SHIMABUKURO, A. R. ; TARGINO, M. G. ; MAIA, R. C. . AVALIAÇÃO DO EFEITO DE BORDA NA DISTRIBUIÇÃO DE DUAS ESPÉCIES DE GASTRÓPODES ESTUARINOS. In: XI Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2016, Maceió. Anais do XI Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2016.

26.
CARMO, E. L. ; MAIA, R. C. . Malacofauna associada às galerias de teredinídeos (Bivalvia) em troncos de mangue em Acaraú no Ceará, Brasil. In: XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais do XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015.

27.
SILVA, P. A. ; MAIA, R. C. . Variação morfológica da concha de Neritina virginea (Gastropoda) em uma praia estuarina no Ceará, Brasil. In: XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015.

28.
ARAUJO, F. C. ; MAIA, R. C. . PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO DOS GASTROPODES LITTORARIA ANGULIFERA (LAMARK, 1822) E MELAMPUS COFFEUS(LINNAEUS, 1758) EM MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARA: AVALIANDO INTERAÇÕES COMPETITIVAS. In: XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais do XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015.

29.
ARAUJO, F. C. ; MAIA, R. C. . Avaliação de interações competitivas entre os gastrópodes de manguezal Littoraria angulifera e Melampus coffeus: um estudo experimental. In: XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais do XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015.

30.
LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; MAIA, R. C. . Malacofauna como bioindicadora de impactos ambientais em manguezais estuarinos do estado do Ceará, Brasil. In: XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais do XXIV Encontro Brasileiro de Malacologia, 2015.

31.
DAVID, H. N. ; CUNHA, E. V. ; MARTINS, R. P. ; PEREIRA, A. L. C. ; MAIA, R. C. ; ARAUJO NETO, M. P. . Processo educativo como estratégia de prevenção da esquistossomose para alunos do ensino fundamental em uma escola pública de Acaraú, Ceará. In: XX Semana Universitária da UECE, 2015, Fortaleza. Anais XX Semana Universitária da UECE, 2015.

32.
OLIVEIRA, G. ; Graça-Filho, R. V. ; FERREIRA, A.A ; Silva, J. N. ; Rocha, M. G. ; Matos, E. P. N. B. ; MAIA, R. C. ; TEXEIRA, C. E. C. ; ARAUJO NETO, M. P. . FUNGAL CHARACTERIZATION OF THE STOMACH CONTENTS OF UCA RAPAX: A FOCUS ON MONITORING OF DEGRADED MANGROVES AREAS. In: 28º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015, Florianópolis. Anais do 28º Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015.

33.
LIMA, B. K. S. ; Paula, A. L. S. ; CARMO, E. L. ; MOTA, S. R. T. ; MAIA, R. C. . Influência da Estrutura Vegetal dos Manguezais na Distribuição da Macrofauna Bentônica no Estuário do Rio Acaraú, Ceará.. In: XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013, Maceió. Anais do XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013.

34.
ARAUJO, F. C. ; SHIMABUKURO, A. R. ; MAIA, R. C. . Influência de Ostras na Distribuição de Littoraria Angulifera (Lamarck, 1822) (Molusca: Gastropoda) em um Manguezal no Estado do Ceará. In: XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013, Maceió. Anais do XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013.

35.
SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; OLIVEIRA, G. ; MELO, C. R. M. F. ; SANTOS, B. O. C. ; MAIA, R. C. . Distribuição Espacial De Uca Rapax (Smith, 1870) (Crustacea, Ocypodoidea) Em Manguezais Com Diferentes Níveis De Salinidade No Ceará. In: XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013, Maceió. Anais do XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013.

36.
SANTOS, S. F. ; CARMO, E. L. ; MAIA, R. C. . Percepção Ambiental Das Comunidades Pesqueiras De Acaraú - Ce Sobre Tartarugas Marinhas.. In: XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013, Maceió. Anais do XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013.

37.
DAVID, H. N. ; SILVA, P. A. ; GOMES, N. ; MAIA, R. C. . Influência Dos Currais De Pesca Na Macrofauna Bentônica Da Praia De Arpoeiras, Acaraú, Ceará.. In: XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013, Maceió. Anais do XVIII Encontro Nordestino de Zoologia, 2013.

38.
OLIVEIRA, G. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; MAIA, R. C. . Abordagem etnoecológica da coleta de moluscos por uma comunidade indígena Tremembé no Ceará.. In: XXIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2013, Rio de Janeiro. Anais do XXIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2013.

39.
ARAUJO, F. C. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; MAIA, R. C. . Estudo experimental sobre a influência de ostras na morfologia da concha de Littoraria Angulifera (Lamarck, 1822) (Molusca: Gastropoda).. In: XXIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2013, Rio de Janeiro. Anais do XXIII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2013.

40.
OLIVEIRA, G. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; MAIA, R. C. . DISTRIBUIÇÃO TEMPORAL DE CARANGUEJOS DO GÊNERO UCA (CRUSTACEA, DECAPODA) EM MANGUEZAIS DE ACARAÚ-CE.. In: VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013, Salvador. Anais do VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2013.

41.
MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; COUTINHO, R. . Ciclo reprodutivo do gastrópode Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) no nordeste do Brasil.. In: VIII CLAMA - Congresso Latino Americano de Malacologia, 2011, Puerto Madryn. Anais do VIII CLAMA. Puerto Madryn, 2011.

42.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Efeitos da salinidade sobre a dinâmica populacional do gastrópode Melampus coffeus em manguezais do nordeste do Brasil: estudos experimentais e de campo.. In: VIII CLAMA - Congresso Latino Americano de Malacologia, 2011, Puerto Madryn. Anais do VIII CLAMA, 2011.

43.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Contribuição do gastrópode Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) na degradação da serapilheira em bosques de mangue no nordeste do Brasil. In: XXII Encontro Brasilieiro de Malacologia, 2011, Fortaleza. Anais do XXII Encontro Brasilieiro de Malacologia, 2011.

44.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Efeitos da produção de serapilheira na biologia populacional de Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae). In: XXII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2011, Fortaleza. Anais do XXII Encontro Brasileiro de Malacologia.

45.
MELO, C. G. B. ; MAIA, R. C. ; DINIZ, A. F. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Moluscos da zona entremarés da praia do Presídio, Aquiraz-CE. In: XXII Encontro Brasilieiro de Malacologia, 2011, Fortaleza. Anais do XXII Encontro Brasileiro de Malacologia, 2011.

46.
MELO, C. G. B. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Variação morfológica e densidade de Littoraria angulifera em manguezais do Ceará (Gastropoda: Littoriniidae). In: XXI Encontro Brasileiro de Malacologia, 2009, Rio de Janeiro. Anais XXI Encontro Brasileiro de Malacologia, 2009.

47.
MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; COUTINHO, R. . Aspectos da dinâmica populacional e ciclo reprodutivo anual de Melampus coffeus (Gastropoda: Ellobiidae).. In: XXI Encontro Brasileiro de Malacologia, 2009, Rio de Janeiro. Anais do XXI Encontro Brasileiro de Malacologia, 2009.

48.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Influencia de los factores ambientales en la distribución espacio-temporal de Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae) en manglares del Ceará, Brasil.. In: Congresso Latino Americano de Malacologia (CLAMA), 2008, Valdívia. Anais do Congresso Latino Americano de Malacologia (CLAMA), 2008.

49.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Aspectos del desarrollo embrionario y larval de Melampus coffeus (Linneaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae).. In: Congresso Latino Americano de Malacologia (CLAMA), 2008, Valdívia. Anais do Congresso Latino Americano de Malacologia (CLAMA), 2008.

50.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Influência da estrutural vegetal dos bosques de mangue na distribuição de Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae) em estuários no Ceará, Brasil.. In: Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2008, São Paulo. Anais do Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2008.

51.
MAIA, R. C.; COUTINHO, R. . Estrutura da vegetação em florestas de mangue no estado do Ceará: Um estudo comparativo.. In: Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2008, São Paulo. Anais Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2008.

52.
MELO, C. G. B. ; MAIA, R. C. ; ROCHA-BARREIRA, C. A. . Variação morfológica e densidade de Littoraria angulifera (Gastropoda: Littoriniidae) no estuário do Rio Ceará.. In: XXVII Encontro de Iniciação científica, 2008, Fortaleza. Anais do XXVII Encontro de Iniciação científica, 2008.

53.
MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A. ; COUTINHO, R. . Caracterização morfohistológica da gônada de Melampus coffeus (Linneaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae).. In: XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007.

54.
MAIA, R. C.; LIMA-VERDE, F. B. ; ROLEMBERG, K. F. ; MATTHEWS-CASCON, H. . Padrões de distribuição de Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) (Gastropoda, Littorinidae) nos estuários dos rios Pacoti e Ceará, Fortaleza, CE, Brasil.. In: XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do XX Encontro Brasileiro de Malacologia, 2007.

55.
MAIA, R. C.; PAIVA, F. . Parasitologia de Pomacea canaliculata e Pomacea scalaris no Pantanal. In: 16º Encontro de Biólogos do CrBio-1, 2005, Campo Grande. Anais do 16º Encontro de Biólogos do CrBio-1, 2005.

56.
MAIA, R. C.; TANAKA, M. O. . Efeitos da velocidade da correnteza na distribuição de moluscos límnicos em rios de Bonito, MS. In: Encontro Brasileiro de Malacologia, 2005, Rio de Janeiro. Resumos do Encontro Brasileiro de Malacologia, 2005.

57.
MAIA, R. C.; TANAKA, M. O. . Distribuição de desovas de Pomacea sp. em baías do Pantanal da Nhecolândia. In: Encontro Brasileiro de Malacologia, 2005, Rio de Janeiro. Resumo do Encontro Brasileiro de Malacologia, 2005.

58.
LANDGREF FILHO, P. ; Nunes, M. D ; MAIA, R. C. . Estratégia Reprodutiva de Physalaemus nattereri (Anura: Leptodactylidae) em uma lagoa de Cerrado, Mato Grosso do Sul.. In: 2 Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. Livro de resumos do 2¢ªCongresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

59.
MAIA, R. C.. Comportamento Alimentar de Pomacea canaliculata. In: XXII Encontro Anual de Etologia, 2004, Campo Grande. Resumos do Congresso de Etologia do Brasil. Campo Grande, 2004.

60.
LANDGREF FILHO, P. ; MAIA, R. C. ; VIEIRA, E. A. ; SANTANA, F. D. . Pesquisa Herpetológica no Pantanal: uma revisão. In: I Congresso de Herpetologia do Brasil, 2004, Curitiba. Resumos do I Congresso de Herpetologia do Brasil, 2004.

61.
MAIA, R. C.; YAMAHIRA, J. L. ; TANAKA, M. O. . Gastrópodes associados à alga parda Sargassum stenophyllum em duas praias de São Paulo. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajaí - SC. Resumo, 2002.

62.
MAIA, R. C.. Estrutura e de gradação de um manguezal no litoral do Ceará, Brasil. In: 53º Congresso Nacional de Botânica, 2002, Recife - PE. Livro de resumos, 2002.

Artigos aceitos para publicação
1.
SANTOS, M. R. ; MAIA, R. C. . Padrões de distribuição e abundância de gastrópodes límnicos no município de Acaraú, Ceará: avaliando aspectos da Teoria da Biogeografia de Ilhas. Biotemas, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
MAIA, R. C.. Os desafios da publicação científica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
MAIA, R. C.. Currículo lattes- perspectivas para os alunos da licenciatura. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MAIA, R. C.. Assessoria técnica, fiscalização e elaboração de pareceres para fins de licenciamento. 2009.

Trabalhos técnicos
1.
Matos, E. P. N. B. ; ARAUJO NETO, M. P. ; MAIA, R. C. . GUIA DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. 2015.

2.
MAIA, R. C.. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL. 2015.

3.
Dantas, K. C. S. ; MAIA, R. C. ; Salles, R. ; Carvalho, R. A. A. . Projeto Pedagógico do Curso Superior de Licenciatura em Ciências Biológicas modalidade presencial. 2010.

4.
MAIA, R. C.. Implementação do Aterro Sanitário do Município de Horizonte e o processo de mobilização comunitária e educação ambiental. 2007.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MAIA, R. C.; CAVALCANTE, E. A. ; Matos, E. P. N. B. . Ciência e Docência. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
MAIA, R. C.; LANA, P. C. ; SOARES, M. L. G. . O uso do gastrópode Melampus coffeus como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais do Ceará. 2009. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
MAIA, R. C.; Araújo, M. R. ; PEREIRA, A. L. C. ; Lima, D. J. A. ; GOMES, N. ; SILVA, P. A. ; CARMO, E. L. . Ecomangue. 2016; Tema: Ecologia e Conservação de Manguezais. (Rede social).


Demais tipos de produção técnica
1.
MAIA, R. C.; Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. . Produção de mudas de mangue e educação ambiental para o ecossistema manguezal.. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
MAIA, R. C.. Educação Ambiental. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
MAIA, R. C.. Meio ambiente - Educação para convivência com o semi-árido. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
MAIA, R. C.; RAMIREZ, F. A. O. . Ecologia e Conservação de manguezais. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CABRAL, N. R. A. J.; LIMA, P. V. P. S.; MAIA, RAFAELA CAMARGO. Participação em banca de Regina Cleane Marrocos. Determinação do índice de bem-estar ecossistêmico na área de proteção ambiental da serra de Baturité/Ceará. 2018. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

2.
MAIA, R. C.; CABRAL, N. R. A. J.; SAPORETTI JUNIOR, A. W.; ANDRADE, R. M. B.. Participação em banca de Jorgeana de Almeida Jorge Benevides. MONITORAMENTO FENOLÓGICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL NO MANGUE DE ACARAÚ - CEARÁ. 2018. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

3.
MAIA, R. C.; MEIRELES, A. J.; SANTOS, G. O.. Participação em banca de Neilson Rocha da Silva. MONITORAMENTO DA ESTRUTURA VEGETAL DE BOSQUES DE MANGUES SOB IMPACTOS AMBIENTAIS COMO SUBSÍDIOS PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NO CEARÁ. 2018. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

4.
MAIA, R. C.; CABRAL, N. R. A. J.; Costa, T. M.. Participação em banca de Kamila Nara Souza. Resíduos sólidos em manguezais no Ceará: o uso da estrutura vegetal dos bosques para o monitoramento ambiental.. 2016. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal do Ceará.

5.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; MATTHEWS-CASCON, H.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Francimeire do Nascimento Costa. A heterogeneidade ambiental em angiospermas marinhas e os efeitos sobre a variação espacial da macrofauna associada.. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará.

6.
MAGGIONI, R.; MAIA, R. C.; DINIZ, F. M.. Participação em banca de CARLOS GLAUBER BATISTA DE MELO. Variabilidade do gene mitocondrial Citocromo c Oxidase Subunidade/(COI)em Melampuscoffeus(Linnaeus,1758) ao longo da Costa Cearense. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará.

7.
MATTHEWS-CASCON, H.; MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A.. Participação em banca de Diva da SIlva Tavares. Relações ecológicas entre o Melampus coffeus (Gastropoda: Pulmonata) e a serapilheira no médio estuário do rio Pacoti, Ceará.. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará.

Teses de doutorado
1.
MATTHEWS-CASCON, H.; ARAUJO, D. A. B.; FURTADO NETO, M. A. A.; BRAGA, M. S. C.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Bruno Braulino Batista. INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS ESTRUTURA POPULACIONAL E BIOLOGIA REPRODUTIVA FOCADA NOS ESPERMATÓFOROS DO POLVO OCTOPUS INSULARIS. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia de Pesca) - Universidade Federal do Ceará.

2.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; FONTELES-FILHO, A. A.; MATTHEWS-CASCON, H.; FURTADO-JUNIOR, I.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Carla Suzy Freire de Brito. Ecologia populacional do bivalve Cyanocyclas brasiliana (Deshayes, 1854) no estuário do Delta do rio Parnaíba, Piauí, Brasil,. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará.

3.
MATTHEWS-CASCON, H.; ROCHA-BARREIRA, C. A.; BEZERRA, L. E. A.; BARROSO, C. X.; MAIA, R. C.; GRANGEIRO, T. B.. Participação em banca de Valesca Paula Rocha. Inferências filogenéticas e biogeográficas da subfamília Chioninae (Bivalvia: Veneridae). 2016. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará.

4.
MATTHEWS-CASCON, H.; MAIA, R. C.; BEZERRA, L. E. A.; ROSA, L. C.; BAPTISTA, R. B.. Participação em banca de Wilson Franklin Junior. Anelídeos poliquetas da plataforma continental da costa nordeste semiárida:estados do Ceará, Piauí e Maranhão, entre o Rio Coreaú e delta do Parnaíba. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar.

5.
MATTHEWS-CASCON, H.; LOTUFO, T. M. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A.; MAIA, R. C.; GOMES, A. S.; BEZERRA, L. E. A.. Participação em banca de Cristiane Xerez Barroso. Gastrópodes prosobrânquios marinhos de fundos rasos do Brasil: composição e padrões biogeográficos. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar.

6.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; MAIA, R. C.; SOARES, M. O.; MARTINS, I. X.; LACERDA, L. D.. Participação em banca de Aline Ferreira da SIlva. Distribuição dos moluscos bentônicos e sua relação com o sedimento na plataforma continental da região equatorial nordeste do Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar.

Qualificações de Doutorado
1.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; MAIA, R. C.; BARROSO, C. X.. Participação em banca de Alisson Sousa Matos. Biologia e Ecologia Populacional de Echinollitorina lineolata (d´Orbinay, 1840). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar.

2.
MATTHEWS-CASCON, H.; SOARES, M. O.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Aline Ferreira da Silva. A Malacofauna da Plataforma Continental do Nordeste do Brasil: aspectos históricos e científicos. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará.

Qualificações de Mestrado
1.
CABRAL, N. R. A. J.; LIMA, P. V. P. S.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Regina Cleane Marrocos. Determinação do índice de bem-estar ecossistêmico na área de proteção ambiental da serra de Baturité/Ceará. 2017.

2.
MAIA, R. C.; ELOI, W. M.; MEIRELES, A. J.. Participação em banca de Neilson Rocha da Silva. Monitoramento da estrutura vegetal de bosques de mangue sujeitos à impactos ambientais no Ceará: subsídios para conservação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

3.
MAIA, R. C.; CABRAL, N. R. A. J.; MORO, M. F.. Participação em banca de Jorgeana de Almeida Jorge Benevides. Monitoramento fenológico como ferramenta para avaliação de impacto ambiental em manguezais estuarinos no Ceará. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

4.
MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A.; CABRAL, N. R. A. J.. Participação em banca de Kamila Nara Silva de Souza. Impactos ambientais da disposição inadequada dos resíduos sólidos em manguezais estuarinos no Ceará.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
MAIA, RAFAELA CAMARGO; SILVA, I. H. C. V.; BARROSO, J. C.. Participação em banca de NATÁLIA GOMES DO NASCIMENTO. Aspectos da dinâmica populacional de Anomalocardia brasiliana (Mollusca: Bivalvia): subsídio para a elaboração de um plano de manejo para Praia de Volta do Rio, Acaraú, litoral oeste do Ceará.. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

2.
BRANDAO, A. L. R.; MAIA, R. C.; BEZERRA, M. A.. Participação em banca de STÊNIO DE MOURA FERREIRA FILHO. PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE ACARAÚ E A PROTEÇÃO DO SOLO URBANO EM FACE DA EXPANSÃO IMOBILIÁRIA. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

3.
Matos, E. P. N. B.; MAIA, R. C.; SILVA, I. H. C. V.. Participação em banca de Maria José de Farias. Selo Escola Verde: Certificação ambiental das Escolas Públicas do município de Cruz. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

4.
SANTOS, E. S.; MASIH NETO, T.; CASTRO, L. A. A.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Francisco Leonardo do Nascimento. Avaliação Quantitativa da água utilizada e do efluente gerado em diferentes sistemas de cultivo na produção de tambatingas. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

5.
MAIA, RAFAELA CAMARGO; ARAUJO NETO, M. P.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de Francisca Cinara Araújo. USO DO GASTROPODE Melampus coffeus (LINNAEUS, 1758) COMO INDICADOR ECOLÓGICO DO ESTADO DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE MANGUEZAIS NO CEARÁ. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

6.
MAIA, R. C.; ARAUJO NETO, M. P.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de Eliziario Reis dos Santos. Efeitos do pisoteio antrópico sobre a macrofauna bentônica em uma praia estuarina. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; MAIA, RAFAELA CAMARGO; MATTHEWS-CASCON, H.. Participação em banca de Ana Beatriz da Costa Uchoa.Caracterização do ciclo reprodutivo do gastrópode Nassarius vibex (Say, 1822) (Mollusca: Gastropoda: Nassaridae) em um estuário afetado pelo TBT (estuário do Rio Ceará). 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Instituto de Ciências do Mar.

2.
MAIA, RAFAELA CAMARGO; PEREIRA, A. L. C.; FERREIRA, R. C. P.. Participação em banca de José Ivan Fonteles de Vasconcelos Filho.CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA ASSOCIADA AO MANGUEZAL DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ- CE. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

3.
MAIA, RAFAELA CAMARGO; SILVA, I. H. C. V.; SANTOS, E. R.. Participação em banca de Hélica Ferreira dos Santos.DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA MALACOFAUNA BENTÔNICA DA ZONA ENTRE-MARÉS NÃO VEGETADAS DO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ ? CE. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

4.
MAIA, RAFAELA CAMARGO; BRANDAO, A. L. R.; LIMA, M. C. W.. Participação em banca de Geovani Oliveira.ETNOECOLOGIA E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL: INCORPORANDO O SABER INDÍGENA NA MANUTENÇÃO DO ECOSSISTEMA MANGUEZAL. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

5.
ARAUJO NETO, M. P.; MAIA, R. C.; SILVEIRA, D. A. L.; FARIAS, E. M. N.. Participação em banca de Aline de Albuquerque Ferreira.Caracterização da microbiota fúngica de ostras do gênero Crassostrea de manguezais de Acaraú - Ce, com foco no monitoramento. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

6.
MAIA, R. C.; PEREIRA, A. L. C.; SANTANA, J. V. M.; SECUNDO JUNIOR, J. W. C.. Participação em banca de GRASIELLE DAYSE DE VASCONCELOS SILVA.CARACTERIZAÇÃO DA FAUNA DE CAMARÕES PENEÍDEOS AO LONGO DO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ ? CEARÁ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

7.
MAIA, R. C.; ARAUJO NETO, M. P.; SANTOS, P. H. G.; AMORIM, V. G.. Participação em banca de GISELLE ADAYLLANA DE VASCONCELOS SILVA.MACROFAUNA BENTÔNICA EM UM AMBIENTE DE CULTIVO (VIVEIROS DE ENGORDA) DO CAMARÃO CINZA Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931) NO ES-TUÁRIO DO RIO ACARAÚ-CEARÁ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

8.
MAIA, R. C.; SILVA, I. H. C. V.; ARAUJO JUNIOR, J. M. C.. Participação em banca de Veruska Guilherme Amorim.EFEITO DOS DIFERENTES PROCEDIMENTOS DE AMOSTRAGEM NA CARACTERIZAÇÃO DA MACROFAUNA BENTÔNICA ESTUARINA NO CEARÁ.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

9.
MAIA, R. C.; SILVA, I. H. C. V.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de Marcos Roberto dos Santos.Moluscos límnicos em Acaraú-Ce: aspectos biogeográficos e ecológicos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

10.
BENEVIDES, J. A. J.; SILVA, I. H. C. V.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Maria Rosemércia Tomé de Sousa.Influência do desmatamento na produção anual de serapilheira em área de mangue do estuário do rio Acaraú. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

11.
MAIA, R. C.; BRANDAO, A. L. R.; MUNIZ, M. A.. Participação em banca de ADRIANA SARA DA SILVA.PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM OS USUÁRIOS DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ- CE. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

12.
MAIA, R. C.; ARAUJO NETO, M. P.; CARMO, E. L.. Participação em banca de KENYO DA SILVA CAMPELO.DISTRIBUIÇÃO TEMPORAL DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS DA ZONA ENTRE-MARÉS NÃO VEGETADA DO ESTUÁRIO RIO ACARAÚ - CEARÁ. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

13.
Salles, R.; BRANDAO, A. L. R.; MAIA, R. C.. Participação em banca de MARIA GLEICIANE OLIVEIRA DOS SANTOS.DIVERSIDADE E ABUNDÂNCIA DA ICTIOFAUNA CAPTURADA PELA PESCA ARTESANAL NO ESTUÁRIO DOS RIOS TIMONHA E UBATUBA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

14.
MAIA, R. C.; BRANDAO, A. L. R.; FERREIRA, A.A; LIMA, B. K. S.. Participação em banca de Heleny Noronha David.O uso do gastrópode Littoraria angulifera como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais estuarinos no Ceará. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

15.
BENEVIDES, J. A. J.; MAIA, R. C.; SILVA, I. H. C. V.. Participação em banca de Osmalene Mayara de Souza.Estudo experimental sobre a germinação, crescimento e sobrevivência de espécies de mangue sujeitas às diferentes impactos antrópicos.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

16.
BENEVIDES, J. A. J.; MAIA, R. C.; SILVA, I. H. C. V.. Participação em banca de Tamirys Marques de Almeida Viana.Estimativa da produção anual de serapilheira em duas áreas de manguezais impactados no estuário do rio Acaraú - CE. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

17.
SILVA, I. H. C. V.; MAIA, R. C.; BENEVIDES, J. A. J.. Participação em banca de Diogo Silveira de Sena.Mangues conservados produzem e dispersam mais sementes que manguezais impactados? Um estudo de caso no litoral oeste do Ceará, Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

18.
MAIA, R. C.; ARAUJO NETO, M. P.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de André Luiz da Costa Pereira.Monitoramento de ecossistemas bentônicos estuarinos em resposta a variações climáticas previstas para o Brasil utilizando caranguejos do gênero Uca como bioindicadores.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

19.
MAIA, R. C.; ROCHA, S. S. D.; FARIAS, M. J.; SILVEIRA, E. P. R.. Participação em banca de Rita Maria Vasconcelos Louzada.Estratégias para educação ambiental sobre ecossistema manguezal na educação básica no município de Acaraú - Ceará. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

20.
MAIA, R. C.; TAVARES-NORMANDO, T. C. L.; ARAUJO NETO, M. P.; SOUZA, K. N. S.. Participação em banca de Francisca Cinara Araújo.PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO DOS GASTROPODES LITTORARIA ANGULIFERA (LAMARK, 1822) E MELAMPUS COFFEUS(LINNAEUS, 1758) EM MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARA: AVALIANDO INTERAÇÕES COMPETITIVAS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

21.
MAIA, R. C.; FRANKLIN JUNIOR, W.; BRANDAO, A. L. R.; SOUZA, K. N. S.. Participação em banca de Brena Késia de Sousa Lima.USO DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS COMO BIOINDICADORES DE IMPACTOS AMBIENTAIS EM MANGUEZAIS ESTUARINOS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

22.
MAIA, R. C.; BENEVIDES, J. A. J.; SILVA, I. H. C. V.; SOUZA, K. N. S.. Participação em banca de Amanda Lidia de Sousa Paula.ESTRUTURA VEGETAL E GRAU DE PERTURBAÇÃO AMBIENTAL EM BOSQUES DE MANGUE ESTUARINOS NO CEARÁ. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

23.
MAIA, R. C.; TAVARES-NORMANDO, T. C. L.; SILVA, I. H. C. V.; SOUZA, K. N. S.. Participação em banca de Eliziario Reis dos Santos.EFEITO DA COMPLEXIDADE ESTRUTURAL DE MACROALGAS NA COMPOSIÇÃO E COLONIZAÇÃO DA COMUNIDADE BENTÔNICA ASSOCIADA EM UMA PRAIA ESTUARINA DO CEARÁ. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

24.
ARAUJO NETO, M. P.; MAIA, R. C.; Salles, R.. Participação em banca de José Waldery Costa Secundo Junior.Conteúdo estomacal de Uca rapax (Smith, 1870) oriundos de áreas degradadas de manguezais no município de Acaraú- CE.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

25.
BRANDAO, A. L. R.; MAIA, R. C.; TEXEIRA, C. E. C.. Participação em banca de Érica Priscila Rocha Silveira.Caracterização de planorbídeos do gênero Biomphalaria encontrados em sistemas lênticos do município de Acaraú e análise dos possíveis focos de transmissão de esquistossomose mansônica. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

26.
MAIA, R. C.; SANTOS, E. S.; SANTOS, C. L. T.. Participação em banca de Natalia Gomes do Nascimento.EFEITO DA CARCINICULTURA NA DISTRIBUIÇÃODE Anomalocardia brasiliana (MOLLUSCA, BIVALVIA, VENERIDAE) (GMELIN, 1791) EM UM MANGUEZAL DO LITORAL OESTE DO CEARÁ, BRASIL.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

27.
MAIA, R. C.; ARAUJO NETO, M. P.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de Patrícia Albuquerque da Silva.Plasticidade fenotípica da concha de Neritina virginea (Mollusca: Gastropoda) em uma praia estuarina no Ceará. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

28.
MAIA, R. C.; SANTOS, C. L. T.; BRANDAO, A. L. R.. Participação em banca de ELISÂNGELA DE LIMA CARMO.Efeitos da salinidade na distribuição e infestação de Teredinidae em manguezais de Acaraú ? CE. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará.

29.
ROCHA-BARREIRA, C. A.; MATTHEWS-CASCON, H.; MAIA, R. C.. Participação em banca de Diva da Silva Tavares.Contribuição do Melampus coffeus (linnaeus, 1758) (MOLUSCA, ELLOBIIDAE) na degradação da serrapilheira no médio estuário do rio Pacoti, Ceará, Brasil.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Ceará.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Matos, E. P. N. B.; CAVALCANTE, E. A.; MAIA, RAFAELA CAMARGO. Concurso de Professor Substituto, do IFCE/Campus de Acaraú. 2016. Instituto Federal do Ceará.

2.
Dantas, K. C. S.; MAIA, R. C.; Matos, E. P. N. B.. Concurso para Professor Efetivo - Edital N° 001/GR-IFCE/2011. 2011. Instituto Federal do Ceará - Reitoria.

3.
MAIA, R. C.; Campos, J. O. S.. Concurso para Professor efetivo - Edital N° 24/DGP-IFCE/2010. 2010. Instituto Federal do Ceará - Reitoria.

Outras participações
1.
MAIA, R. C.. Comissão Científica do III Encontro de Pós Graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental. 2018.

2.
MAIA, R. C.; ROCHA-BARREIRA, C. A.. Comissão Científica XXV Ebram. 2017. Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

3.
MAIA, R. C.; SANTANA, J. V. M.; SANTOS, E. S.; BRANDAO, A. L. R.; Salles, R.. Seleção para o Curso de Pós-graduação lato sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do IFCE/campus de Acaraú (Edital N° 013/2016).. 2017. Instituto Federal do Ceará.

4.
MAIA, R. C.; SANTOS, G. O.; ALENCAR NETO, M. F.. Seleção para o mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental - PGTGA. 2016. Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia.

5.
MAIA, R. C.; BEZERRA, M. A.; MORAIS, P. A.; OLIVEIRA, R. F.; SILVA, E. L.; MARQUES, A. M.; SANTANA, J. V. M.; CARVALHO, J. C. N.; SANTOS, E. S.; BRANDAO, A. L. R.; PEIXOTO, C. M. M.; MEIO, C. S. R.; DUTRA, M. A.; SALLES, R.. Seleção para o Curso de Pós-graduação lato sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do IFCE/campus de Acaraú (Edital N° 001/2016).. 2016. Instituto Federal do Ceará.

6.
MAIA, R. C.. Prêmio de Estímulo a Investigação malacológica Prof. Dr. Maury Pinto de Oliveira. 2013. Sociedade Brasileira de Malacologia.

7.
MAIA, R. C.. Prêmio de Estímulo a Investigação malacológica Prof. Dr. Maury Pinto de Oliveira. 2011. Sociedade Brasileira de Malacologia.

8.
MAIA, R. C.. V Feira Regional de Artes, Cultura e Ciências. 2010. Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Encontro de Pós Graduação em Tecnologia e Gestão Ambiental.Impactos das atividades antrópicas nas unidades de conservação e nas áreas de proteção permanente marinhas do Ceará. 2018. (Encontro).

2.
Semana de Meio Ambiente do IFCE ? Campus Acaraú.Impactos das atividades antrópicas nas unidades de conservação e nas áreas de proteção permanente da região de Acaraú-CE. 2018. (Outra).

3.
VI International Symposium on Marine Sciences. 2018. (Simpósio).

4.
Encontro Intercontinental sobre a Natureza. 2017. (Encontro).

5.
XXV Encontro Brasileiro de Malacologia.Comissão Científica do XXV Encontro Brasileiro de Malacologia. 2017. (Encontro).

6.
V Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica - SEMIC.Lançamento do Livro "Manguezais do Ceará". 2016. (Seminário).

7.
I Fórum Ambiental de Jijoca de Jericoacoara.Ecologia e Conservação de Manguezais. 2014. (Outra).

8.
II Semana da Biologia IFCE/Acaraú.Ciência e Docência. 2014. (Outra).

9.
I Onda da Física.Os desafios da publicação científica. 2014. (Seminário).

10.
II Seminário Comemorativo do Dia Internacional do Animal.Malacofauna associada a vegetação de mangue no estuário do Rio Acaraú. 2013. (Seminário).

11.
IV Conferência Municipal Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente.ECOMANGUE: Construindo uma escola sustentável. 2013. (Outra).

12.
XXIII Encontro Brasileiro de Malacologia.Estudo experimental sobre a influência de ostras na morfologia da concha de Littoraria Angulifera (Lamarck, 1822) (Molusca: Gastropoda).. 2013. (Encontro).

13.
IV Encontro dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura.INFLUÊNCIA DOS CURRAIS DE PESCA NA MALACOFAUNA DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ, CEARÁ.. 2012. (Encontro).

14.
I Encontro das Licenciaturas do IFCE - Acaraú.Currículo Lattes: perspectivas para alunos da licenciatura. 2011. (Encontro).

15.
III Encontro do Arranjo Produtivo Local da Carcinicultura do Litoral Oeste. 2011. (Encontro).

16.
III Encontro dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura. 2011. (Encontro).

17.
II Workshop da Rede de Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros. 2011. (Outra).

18.
II Worshop Brasileiro de Mudanças Climáticas em Zonas Costeiras. 2011. (Outra).

19.
I Workshop da Rede de Monitoramento de Habitats Bentônicos Costeiros. 2011. (Outra).

20.
IX Encontro de Bioincrustação, Ecologia Bêntica e Biocorrosão."Rede de Monitoramento de Habitas Bentônicos Costeiros (ReBentos) - subprojeto Manguezal e Marismas. 2011. (Encontro).

21.
VIII CLAMA - Congresso Latino Americano de Malacologia. Ciclo reprodutivo do gastrópode Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) no nordeste do Brasil.. 2011. (Congresso).

22.
VIII CLAMA - Congresso Latino Americano de Malacologia. Efeitos da salinidade sobre a dinâmica populacional do gastrópode Melampus coffeus em manguezais do nordeste do Brasil: estudos experimentais e de campo.. 2011. (Congresso).

23.
XXII Encontro Brasilieiro de Malacologia.Efeitos d produção de serapilheira na biologia populacional de Melampus coffeus (Linnaesu, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae). 2011. (Encontro).

24.
XXII Encontro Brasilieiro de Malacologia.Contribuição do gastrópode Melampus coffeus (Lnnaeus, 1758) (Ellobiidae) na degradação da serapilheira em bosques de mangue no nordeste do Brasil. 2011. (Encontro).

25.
II Encontro de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura Núcleo Nordeste III e I Encontro Regional de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura dos Núlcleos Nordeste. 2010. (Encontro).

26.
II Encontro do arranjo Produtivo Local da Carcinicultura do Litoral Oeste. 2010. (Encontro).

27.
II Encontro dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura. 2010. (Encontro).

28.
IV Congresso Brasileiro de Oceanografia. Distribuição espacial de Melampus coffeus L. (Gastropoda: Ellobiidae) em estuários no estado do Ceará. 2010. (Congresso).

29.
XXI Encontro Brasileiro de Malacologia.Aspectos da dinâmica populacional e ciclo reprodutivo anual de Melampus coffeus (Gastropoda: Ellobiidae).. 2009. (Encontro).

30.
XXI Encontro Brasileiro de Malacologia.O uso do gastrópode Melampus coffeus como indicador ecológico do estado de degradação ambiental dos manguezais do Ceará. 2009. (Encontro).

31.
Congresso Latino Americano de Malacologia (CLAMA). Influencia de los factores ambientales en la distribución espacio-temporal de Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae) en manglares del Ceará, Brasil.. 2008. (Congresso).

32.
III Congresso Brasileiro de Oceanografia. Características estruturais de florestas de mangue em estuários no estado do Ceará, Brasil. 2008. (Congresso).

33.
Simpósio Brasileiro de Oceanografia.Influência da estrutural vegetal dos bosques de mangue na distribuição de Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae) em estuários no Ceará, Brasil.. 2008. (Simpósio).

34.
XX Encontro Brasileiro de Malacologia.Caracterização morfohistológica da gônada de Melampus coffeus (Linneaeus, 1758) (Gastropoda: Ellobiidae. 2007. (Encontro).

35.
16º ENCONTRO DE BIÓLOGOS DO CRBio-1.16º ENCONTRO DE BIÓLOGOS DO CRBio-1. 2005. (Encontro).

36.
Encontro Brasileiro de Malacologia.Encontro Brasileiro de Malacologia. 2005. (Encontro).

37.
VII Congresso Brasileiro de Ecologia. VII Congresso Brasileiro de Ecologia. 2005. (Congresso).

38.
XXII Encontro Anual de Etologia.Comportamento Alimentar de Pomacea canaliculata. 2004. (Encontro).

39.
Semana de meio Ambiente -. 2003. (Outra).

40.
VI Congresso de Ecologia do Brasil. Variação morfológica de Littoraria angulifera em um gradiente de pertubação florestal. 2003. (Congresso).

41.
VIII Jornada de Oncologia do Hospital do Câncer. 2003. (Outra).

42.
1º Workshop da Rede de Sementes do Pantanal. 2002. (Outra).

43.
53º Congresso Nacional de Botânica. 53º Congresso Nacional de Botânica. 2002. (Congresso).

44.
Aids: Atualidades e Direitos. 2002. (Seminário).

45.
XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia. XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia. 2002. (Congresso).

46.
Biotecnologia e o Agronegócio. 2001. (Encontro).

47.
Ciclo de Palestras em Educação Ambiental - Ano 2. 2001. (Outra).

48.
V Congresso Aberto Aos Estudantes de Biologia. 2001. (Congresso).

49.
V Encontro de Botânicos do Centro Oeste. 2000. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRANDAO, A. L. R. ; ARAUJO JUNIOR, J. M. C. ; SILVA, I. H. C. V. ; MAIA, R. C. ; MARINS, J. F. . IV Semana da Biologia. 2017. (Outro).

2.
MAIA, R. C.; Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; ARAUJO, F. C. ; DAVID, H. N. ; SILVA, P. A. ; OLIVEIRA, G. ; LOUZADA, R. M. V. . Semana de Ciência e Tecnologia. 2013. (Outro).

3.
MAIA, R. C.. I Semana do Meio Ambiente do IFCE -Acaraú. 2011. (Outro).

4.
MAIA, R. C.. I Encontro das Licenciaturas do IFCE - campus Acaraú. 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Veruska Guilherme Amorim. EFEITOS DE BORDA NO ECOSSISTEMA DE MANGUEZAL: UM ESTUDO SOBRE A ESTRUTURA VEGETAL E A MACROFAUNA BENTÔNICA. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

2.
Heleny Noronha David. RESPOSTAS DO GASTRÓPODE Littoraria angulifera (LAMARCK, 1822) ÀS VARIAÇÕES CLIMÁTICAS PREVISTAS PARA MANGUEZAIS ESTUARINOS NO BRASIL. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará. (Coorientador).

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
MARCOS ROBERTO DOS SANTOS. MONITORAMENTO DA MACROFAUNA BENTÔNICA DURANTE A OBRA DE REVITALIZAÇÃO DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ ? CE. Início: 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

2.
RITA MARIA VASCONCELOS LOUZADA ALBUQUERQUE. O USO DE COLEÇÕES BIOLÓGICAS COMO FERRAMENTA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA O ECOSSISTEMA MANGUEZAL. Início: 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
ROBERTO JACKSON RODRIGUES SILVA. HERBIVORIA FOLIAR EM UM BOSQUE DE MANGUE NA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ-CEARÁ. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

2.
JOYCE ARAÚJO DO VALE. CARACTERIZAÇÃO DA MALACOFAUNA BENTÔNICA DE PRAIAS ARENOSAS ESTUARINAS E NÃO ESTUARINAS NO LITORAL OESTE DO CEARÁ. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

3.
ÁVILA EVELINE CUNHA ARAÚJO. IMPACTOS AMBIENTAIS NA REGIÃO COSTEIRA DA COROA GRANDE, ACARAÚ-CE: UMA ANÁLISE DA MEMÓRIA, HISTÓRIA E PERCEPÇÃO DOS MORADORES. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

4.
JULIANA ANDRADE MONTEIRO RODRIGUES. ESTUDO DO IMPOSEX NOS GASTRÓPODES Stramonita brasiliensis (Claremont; DG Reid, 2011) E Nassarius vibex (Say, 1822) EM ÁREAS PORTUÁRIAS DE ITAREMA E ACARAÚ, CEARÁ. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).

5.
MAYANE ROCHA DE ARAÚJO. ORGANISMOS BENTÔNICOS ASSOCIADOS ÀS RAÍZES DE Rhizophora mangle : COMPOSIÇÃO E ZONAÇÃO. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Jorgeana de Almeida Jorge Benevides. Monitoramento Fenológico como Ferramenta para Avaliação de Impacto Ambiental em Manguezais Estuarinos no Ceará. 2017. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia, . Orientador: Rafaela Camargo Maia.

2.
Neilson Rocha da Silva. MONITORAMENTO DA ESTRUTURA VEGETAL DE BOSQUES DE MANGUES SOB IMPACTOS AMBIENTAIS COMO SUBSÍDIOS PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NO CEARÁ. 2016. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

3.
ELISÂNGELA DE LIMA CARMO. A influência de gradientes ambientais na diversidade de teredinídeos e da fauna associada às suas galerias. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará, . Coorientador: Rafaela Camargo Maia.

4.
Patrícia Albuquerque da Silva. Dinâmica populacional de Neritina virginea (Gastropoda: Neritidae) ao longo de gradientes ambientais em uma praia estuarina. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará, . Coorientador: Rafaela Camargo Maia.

5.
Kamila Nara Silva de Souza. Resíduos sólidos em manguezais no Ceará: o uso da estrutura vegetal dos bosques para o monitoramento ambiental. 2014. Dissertação (Mestrado em Tecnologia e Gestão Ambiental) - Instituto Federal do Ceará, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
NATÁLIA GOMES DO NASCIMENTO. Aspectos da dinâmica populacional de Anomalocardia brasiliana (Mollusca: Bivalvia): subsídio para a elaboração de um plano de manejo para Praia de Volta do Rio, Acaraú, litoral oeste do Ceará.. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

2.
ELIZIARIO REIS DOS SANTOS. Efeitos do pisoteio antrópico sobre a macrofauna bentônica em uma praia estuarina. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

3.
Francisca Cinara Araújo. USO DO GASTROPODE Melampus coffeus (LINNAEUS, 1758) COMO INDICADOR ECOLÓGICO DO ESTADO DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE MANGUEZAIS NO CEARÁ. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
GISELLE ADAYLLANA DE VASCONCELOS SILVA. MACROFAUNA BENTÔNICA EM UM AMBIENTE DE CULTIVO (VIVEIROS DE ENGORDA) DO CAMARÃO CINZA Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931) NO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ-CEARÁ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

2.
GRASIELLE DAYSE DE VASCONCELOS SILVA. CARACTERIZAÇÃO DA FAUNA DE CAMARÕES PENEÍDEOS AO LONGO DO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ, LITORAL OESTE DO CEARÁ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

3.
ADRIANA SARA DA SILVA. PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM OS USUÁRIOS DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ- CE. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

4.
Hélica Ferreira dos Santos. DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA MALACOFAUNA BENTÔNICA DA ZONA ENTRE-MARÉS NÃO VEGETADAS DO ESTUÁRIO DO RIO ACARAÚ - CE. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

5.
KENYO DA SILVA CAMPELO. DISTRIBUIÇÃO TEMPORAL DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS DA ZONA ENTRE-MARÉS NÃO VEGETADA DO ESTUÁRIO RIO ACARAÚ - CEARÁ. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

6.
JOSÉ IVAN FONTELES DE VASCONCELOS FILHO. CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA ASSOCIADA AO MANGUEZAL DA PRAIA DE ARPOEIRAS, ACARAÚ- CE. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

7.
Geovani Oliveira. ETNOECOLOGIA E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL: INCORPORANDO O SABER INDÍGENA NA MANUTENÇÃO DO ECOSSISTEMA MANGUEZAL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

8.
Heleny Noronha David. USO DO GASTRÓPODE Littoraria angulifera (LAMARCK, 1822) COMO INDICADOR ECOLÓGICO DO ESTADO DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARÁ.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

9.
André Luiz da Costa Pereira. MONITORAMENTO DE ECOSSISTEMAS BENTÔNICOS ESTUARINOS EM RESPOSTA A VARIAÇÕES CLIMÁTICAS UTILIZANDO O CARANGUEJO Uca rapax (SMITH, 1870) COMO BIOINDICADOR. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

10.
Marcos Roberto dos Santos. Moluscos límnicos em Acaraú-Ce: aspectos biogeográficos e ecológicos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

11.
Elisângela de Lima Carmo. Efeitos da salinidade na distribuição e infestação de Teredinidae em manguezais de Acaraú ? CE. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

12.
Natalia Gomes do Nascimento. EFEITO DA CARCINICULTURA NA DISTRIBUIÇÃODE Anomalocardia brasiliana (MOLLUSCA, BIVALVIA, VENERIDAE) (GMELIN, 1791) EM UM MANGUEZAL DO LITORAL OESTE DO CEARÁ, BRASIL.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

13.
Patrícia Albuquerque da Silva. Plasticidade fenotípica da concha de Neritina virginea (Mollusca: Gastropoda) em uma praia estuarina no Ceará. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

14.
Rita Maria Vasconcelos Louzada. (RE) PENSANDO ESTRÁTEGIAS PARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL SOBRE O ECOSSISTEMA MANGUEZAL NA EDUCAÇÃO BÁSICA: entre o real e o ideal.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

15.
Francisca Cinara Araújo. PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO DOS GASTROPODES LITTORARIA ANGULIFERA (LAMARK, 1822) E MELAMPUS COFFEUS(LINNAEUS, 1758) EM MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARA: AVALIANDO INTERAÇÕES COMPETITIVAS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

16.
Amanda Lidia de Sousa Paula. ESTRUTURA VEGETAL E GRAU DE PERTURBAÇÃO AMBIENTAL EM BOSQUES DE MANGUE ESTUARINOS NO CEARÁ. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

17.
Brena Késia de Sousa Lima. USO DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS COMO BIOINDICADORES DE IMPACTOS AMBIENTAIS EM MANGUEZAIS ESTUARINOS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

18.
Eliziario Reis dos Santos. EFEITO DA COMPLEXIDADE ESTRUTURAL DE MACROALGAS NA COMPOSIÇÃO E COLONIZAÇÃO DA COMUNIDADE BENTÔNICA ASSOCIADA EM UMA PRAIA ESTUARINA DO CEARÁ. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

Iniciação científica
1.
Hélica Ferreira dos Santos. USO DO GASTRÓPODE Littoraria angulifera (LAMARCK, 1822) COMO INDICADOR ECOLÓGICO DO ESTADO DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARÁ.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

2.
Veruska Guilherme Amorim. EFEITO DOS DIFERENTES PROCEDIMENTOS DE AMOSTRAGEM NA CARACTERIZAÇÃO DA MACROFAUNA BENTÔNICA ESTUARINA NO CEARÁ.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

3.
Mayane Rocha de Araújo. Organismos bentônicos associados às raízes de Rhizophora mangle: composição, zonação e sucessão ecológica. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

4.
Davi José Araújo de Lima. A Influência da Salinidade na Distribuição e Abundância de Polyplacophora (Mollusca) em Camocim, Ceará.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

5.
Ana Patricia de Sousa. Distribuição espaço-temporal de moluscos estuarinos em Acaraú - CE: aspectos etnoecológicos da mariscagem. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

6.
José Ivan Fonteles de Vasconcelos Filho. Efeito do ciclo lunar e das marés na captura da ictifauna de um manguezal em Acaraú - CE. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

7.
André Luiz da Costa Pereira. Monitoramento de ecossistemas bentônicos estuarinos em resposta a variações climáticas previstas para o Brasil utilizando caranguejos do gênero Uca como bioindicadores.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

8.
Heleny Noronha David. USO DO GASTRÓPODE Littoraria angulifera (LAMARCK, 1822) COMO INDICADOR ECOLÓGICO DO ESTADO DE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE MANGUEZAIS ESTUARINOS NO CEARÁ.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

9.
Hélica Ferreira dos Santos. Monitoramento de ecossistemas bentônicos estuarinos em resposta a variações climáticas previstas para o Brasil utilizando a macrofauna bentônica como bioindicadora.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

10.
Patrícia Albuquerque da Silva. Monitoramento de Ecossistemas Bentônicos Estuarinos em Resposta a Variações Climáticas Previstas para o Brasil, utilizando a macrofauna bentônica como bioindicadora.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

11.
ROBERTO JACKSON RODRIGUES SILVA. USO DE BIOINDICADORES PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAIS EM MANGUEZAIS ESTUARINOS.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

12.
Amanda Lidia de Sousa Paula. O uso de bioindicadores para avaliação de impactos ambientais em manguezais estuarinos.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

13.
Brena Késia de Sousa Lima. O uso de bioindicadores para avaliação de impactos ambientais em manguezais estuarinos.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

14.
Amanda Lidia de Sousa Paula. Influência de Perturbações Antrópicas nos Padrões de Herbívora Foliar em Manguezais Estuarinos. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnolog, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

15.
Brena Késia de Sousa Lima. Influência de Perturbações Antrópicas nos Padrões de Herbívora Foliar em Manguezais Estuarin. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnolog, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

16.
Francisca Cinara Araújo. Rede de monitoramento de habitats bentônicos costeiros - subprojeto estuários.. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

17.
Rita Maria Vasconcelos Louzada. Educação Ambiental para o ecossistema manguezal: o papel dos pescadores artesanais. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

18.
Amanda Lídia de Sousa Paula. Produção de serapilheira em bosques de mangue com diferentes níveis de perturbação antrópica no Ceará.. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

19.
Brena Kesia de Sousa Lima. O papel dos macrodetritívoros na degradação da serapilheira em bosques de mangue com diferentes níveis de perturbação antrópica no Ceará.. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

20.
Francisca Cinara Araújo. Influência de ostras e da competição intra-específica na distribuição e morfologia da concha de Littoraria angulifera.. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

21.
José Waldery Costa Secundo Junior. Rede de monitoramento de habitats bentônicos costeiros - subprojeto estuários.. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria. Orientador: Rafaela Camargo Maia.

22.
Amanda Lídia de Sousa Paula. Estudo aplicado à recuperação do ecossistema manguezal no município de Acaraú.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Instituto Federal do Ceará - Reitoria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rafaela Camargo Maia.



Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MAIA, R. C.; Paula, A. L. S. ; LIMA, B. K. S. ; SECUNDO JUNIOR, J. W. C. ; ARAUJO, F. C. ; DAVID, H. N. ; SILVA, P. A. ; OLIVEIRA, G. ; LOUZADA, R. M. V. . Semana de Ciência e Tecnologia. 2013. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 7:31:29