Eric Bruno da Silva Batista

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6860499613894216
  • Última atualização do currículo em 23/09/2016


Agrônomo formado pela Universidade Federal Rural da Amazônia. Possui experiência profissional em diversas áreas da agronomia, ja tendo atuado na pesquisa (bolsista de iniciação cientifica/microbiologia do solo e de nível superior/manejo florestal - MPEG), no funcionalismo público (ITERPA/regularização fundiária e Banco da Amazonia/credito rural) e na iniciativa privada (BASF/auditoria em qualidade e biotecnologia). Profissional de fácil relacionamento interpessoal e grande capacidade de aprendizado. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Eric Bruno da Silva Batista
Nome em citações bibliográficas
BATISTA, E. B. S.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto de Terras do Pará, Gerencia de Projetos de Assentamento.
Rua Farias de Brito, n.56
São Braz
66090270 - Belém, PA - Brasil
Telefone: (91) 31816500
Ramal: 6532
URL da Homepage: www.iterpa.pa.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2010
Mestrado profissional em andamento em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Loc.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Recursos Naturais, Atores e Poderes nvolvidos na Criação de Projetos Estaduais de Assentamentos Agroextrativistas nos Municipios do Baixo Amazonas (Pará), Ano de Obtenção: .
Orientador: Breno Imbiriba.
Palavras-chave: Projetos de Assentamentos.
2010 interrompida
Mestrado profissional interrompido em 2012 em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Loc.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: O processo de criação de assentamentos estaduais - os projetos estaduais de assentamento criados na Calha Norte do Rio Amazonas (Oeste do Pará), Ano de Obtenção: .
Orientador: Bruno Imbiriba.
Ano de interrupção: 2012
Palavras-chave: Projetos de Assentamentos; amazonia.
2000 - 2004
Graduação em Agronomia.
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.




Formação Complementar


2015 - 2015
METODOLOGIA DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS. (Carga horária: 8h).
BASF - Matriz São Paulo, BASF, Brasil.
2015 - 2015
Programa de Conscientização Antitrust. (Carga horária: 3h).
BASF - Matriz São Paulo, BASF, Brasil.
2010 - 2010
Aperfeiçoamento em Gerenciamento de Projetos. (Carga horária: 300h).
PM21 Soluções em Projetos, PM21, Brasil.
2007 - 2007
Atualização Profissional em Georreferenciamento de Imóveis Rurais. (Carga horária: 364h).
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto de Terras do Pará, ITERPA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Gerente de Projetos de Assentamento, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Desenvolvimento de atividades relacionadas a regularização da malha fundiária no Estado do Pará (vistoria e avaliação de propriedades, demarcação de terras, georreferenciamento de imóveis rurais, reuniões com comunidades e lideranças dos movimentos rurais). Realizava inspeções para ações judiciais de disputas de terras. Participante de força Tarefa Estadual, contra crimes ambientais em conjunto com DEMA, SEMA, PF, entre outros; Realizava perícia para confirmação de validade de Títulos Definitivos, Cartas SesMarias, Títulos de Posse, entre outros. Atuante como coordenador de atividades em campo para regularização fundiária em diversos municípios do Estado do Pará (Almerim, Acará, Juruti, entre outros). Atuou no Gerenciamento do Programa do Estado do Pará de criação de Projetos de Assentamentos Rurais Estaduais, contribuindo para criação de mais de 12 assentamentos Estaduais em parceria com INCRA. Participava de reuniões a nível de planejamento de governo. Durante o desenvolvimento destas atividades desenvolveu/aprimorou capacidade de raciocínio rápido, liderança, coordenação e de solução de conflitos.

Atividades

04/2006 - 02/2007
Direção e administração, Gerencia de Projetos de Assentamento, .

Cargo ou função
Gerente de Projetos de Assentamentos.

Serviço Nacional de Assistência Rural, SENAR, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Serviço técnico, Enquadramento Funcional: Ministrante do curso, Carga horária: 40

Atividades

01/2005 - 02/2005
Ensino, Curso Profissionalizante de Arranjos Florais, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Ministrante de técnicas de arranjos florais (flores tropicais)

Caixa Econômica Federal, CEF, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Prestação de serviço, Enquadramento Funcional: Serviço Técnico, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

12/2004 - 12/2004
Serviços técnicos especializados , Conjunto José de Andrade Homobomo, .

Serviço realizado
Planejamento de arborização e pomar; acessoria para plantio em sistema de multirão..

Secretaria de Agricultura, SAGRI, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

06/2004 - 10/2004
Estágios , Setor de Floricultura, .

Estágio realizado
Planejamento paisagístico; execução de projetos paisagísticos; manutenção de jardins; produção de mudas; gerenciamento de centro matrizeiro; assistência técnica; difusão de tecnologia..
05/2003 - 06/2003
Estágios , ADEPARÁ, .

Estágio realizado
Levantamento da fusariose (Fusarium subglutinans) do Abacaxi.

Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto: Introdução de espécies nativas no Parque Zoobotânico do MPEG. Acompanhamento, manejo e manutenção de introduções de espécies florestais no acervo florístico do Parque Zoobotânico (PZB), administração do Setor de Nutrição da Fauna do PZB. Atuação em programas de Educação Ambiental (ministrante de palestras e cursos). Membro curador do acervo de Flora do PZB do MPEG. Sub-coordenação do Projeto de Monitores Ambientais do Parque Zoobotânico. Membro do Projeto de revitalização do PZB do MPEG. Durante a realização destas atividades desenvolveu/aprimorou a capacidade de lidar com o público, gerenciamento de estoque, realização de treinamentos e manejo de acervo de flora.

Vínculo institucional

2002 - 2004
Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto: Milênio/LBA. Sub-projeto: Determinação dos Teores de Carbono (CBM) e Nitrogênio (NBM) de um Latossolo de Terra Firme na Floresta Nacional de Caxiuanã, Estação Científica Ferreira Pena, Melgaço (Pará). Orientador: Pesq. Dr. Maria de Lurdes Pinheiro Ruivo (MPEG ? CCTE).

Atividades

03/2002 - 02/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Comissão de Ciências da Terra e Ecologia, .


Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagio, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 20

Atividades

04/2004 - 04/2004
Estágios , Campus de Parauapebas - UFRA, .

Estágio realizado
Manejo sanitário pecuário; assistência técnica agrícola.
05/2001 - 07/2001
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ciência do Solo / Laboratório de Microbiologia do Solo, .


Fazenda São João, FSJ, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Extensão universitária, Enquadramento Funcional: Extensionista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2001 - 11/2001
Extensão universitária , Departamento de Meio Ambiente, .

Atividade de extensão realizada
Planejamento paisagístico; manutenção de jardins; reflorestamento; recuperação de áreas degradadas; olericultura; produção de mudas..

Banco da Amazonia - Ag Macapá, BASA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Técnico Cientifico - Agronomo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atuava na análise e avaliação de projetos de financiamento agropecuários do Banco da Amazônia. Atuando na vistoria in loco de diversos empreendimentos de financiamento junto ao FNO Atuação: Manejo sanitário pecuário; Assistência técnica agrícola. Setor de Agricultura Irrigada (UFRA) 06 a 10/2004 Atuação: Manejo de sistema irrigado em Várzea da cultura do arroz; Assistência técnica; Difusão de tecnologia. ▪ ▪ ▪ (principais atividades inspecionadas: bovinocultura; bubalinocultura; piscicultura; manejo de açaí, cupuaçu; lavouras de arroz, soja, milho, sorgo). Elaborava relatórios a gerencia da agencia e da matriz do banco, referente aos índices da carteira de crédito. Acompanhava o andamento das carteiras de créditos da agencia de Macapá, avaliando o alcance das metas de carteiras empréstimos agropecuários da agencia. Ministrante de palestras sobre as linhas de financiamento do Banco e FNO as comunidades e agricultores. Atuando como Supervisor de análise de crédito bancário da Agencia de Laranjal do Jarí (responsável pela abertura de contas e análises de crédito). Durante o desenvolvimento destas atividades desenvolveu/ aprimorou capacidade de avaliação de culturas, análise de créditos e de mercado.


BASF - Matriz São Paulo, BASF, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista Stewardship, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atuação: ?Quality Field Specialist? (QFS) das unidades da biotecnologia da BASF no Ceará. Auditoria interna nos processos dos ensaios/pesquisa de campo através de Liberações Planejada no Meio Ambiente (LPMA) para desenvolvimento de sementes (arroz e soja) Geneticamente Modificado (OGM) inserido escopo de atividades da Comissão Interna de Biossegurança (CIBio BASF), visando contribuir para aderência ao programa global Stewardship da BASF. Estas inspeções ocorriam em todas as fases do ensaio: semeadura, transplantio, cultivo, florescimento, colheita, monitoramento, destruição/descarte, transporte, armazenamento e amostragem. Além de inspeções durante o processamento de sementes OGM`s. Inspetor dos quesitos de biossegurança e regulatório. Membro convidado da CIBio Basf. Acompanhava e reportava inspeções governamentais (Ministério da Agricultura e Ministério do Trabalho), atuando na implantação e reporte das melhorias quando necessárias. Apoiava as auditorias internas de terceira ordem e globais nas unidades da biotecnologia. Reportava o resultado das inspeções a liderança local e global da equipe de Stew, elaborando mensalmente relatórios de suporte a liderança (KPI ? Key Performace Indicator). Inserção das não conformidades no sistema próprio (NCCI ? Non Conformance e Continuous Improvement). Auditor local (?gatekeeper?) dos transportes de material biológico da GreenBasf (GB), sendo o responsável pela liberação e recebimento destes transportes em sistema específico (ShipBPS - Plant Technology Core System). Produzia e revisava documentos de qualidade tais como POP (procedimento operacional padrão), IT (instruções de trabalho), checklists, maual de biossegurança, e documentos regulatórios e ?compliance?. Atuante no registro de ações inseguras (?unsafe condition?) e quase acidentes (?near miss?) e elaboração de melhorias contínuas. Responsável local pelo Programa de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA) da Empresa. Ministrante de treinamentos no procedimentos internos,



Linhas de pesquisa


1.
Análises Microbiológicas do Solo
2.
Determinação dos teores de carbono (CBM) e nitrogênio (NBM) de um latossolo de terra firme da floresta nacional de Caxiuanã, Estação Científica Ferreira Pena, Melgaço-Pará


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BATISTA, E. B. S.. População Microbiana em solo Terra Preta arqueológica: um indicativo de qualidade de Solo?. In: IX Congresso Brasileiro de Geoquímica, 2003, Belém. IX Congresso Brasileiro de Geoquímica. Belem: Sociedade Brasileira de Geoquímica, 2003. p. 232-233.

2.
BATISTA, E. B. S.. População Microbiana, Carbono e Nitrogênio Microbiano como Indicador de Biomassa Microbiana de um Solo de Terra Firme sob a Floresta Nacional de Caixuanã - Experimento LBA, na Estação Científica Ferreira Pena, Melgaço-Pa. In: III Conferencia Científica Internacional do LBA, 2003, Brasilia. III Conferencia Científica Internacional do LBA. Manaus: LBA, 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BATISTA, E. B. S.. Avaliação Preliminar da População Microbiana em Manguezal de Braganç, Nordeste do Pará. In: Conferencia Internacional MANGROVE 2003, 2003, Salvador. Mangrove 2003: Articulando pesquisa e gestão participativa de Estuários e Manguezais. Salvador: UFBA - Instituto de Geociências - Instituto de Biologia Núcleo de Estudos Ambientais, 2003. v. unico. p. 90-90.

2.
BATISTA, E. B. S.. Ocorrência de Microorganismos e Determinação dos Teores de Carbono (CBM) e Nitrogênio (NBM) de um Latossolo de Terra Firme na Floresta Nacional de Caxiuanã. In: XI Seminário de Iniciação Científica do MPEG, 2003, Belem. XI Seminário de Iniciação Científica do MPEG. Belem: MPEG, 2003.

3.
BATISTA, E. B. S.. População Microbiana em latossolo Amarelo e Terra Preta Arqueológica na Floresta Nacional de Caixuanã, Estação Ferreira Penam Melgaço, Pará. In: I Seminário de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural da Amazônia e VII Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental, 2003, Belem. I Seminário de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural da Amazônia e VII Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental, 2003.

Outras produções bibliográficas
1.
BATISTA, E. B. S.. População Microbiana em Latossolo Amarelo e terra Preta Arqueológica na Floresta Nacional de Caixuanã, estação Ferreira Pena, Melgaço, Pará 2003 (Artigo Internet).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
7º Feira Internacional de Paisagismo, Jardinajem e Floricultura - & - EXPOGARDEM.7º Feira Internacional de Paisagismo, Jardinajem e Floricultura - & - EXPOGARDEM. 2004. (Outra).

2.
III Conferência Científica do LBA.III Conferência Científica do LBA. 2004. (Outra).

3.
II Workshop Sobre Pragas e Doenças de Cultivos Amazônicos.II Workshop Sobre Pragas e Doenças de Cultivos Amazônicos. 2004. (Outra).

4.
Seminário Cultural da Amazônia prepraratório para Fórum Cultural Mundial.Seminário Cultural da Amazônia prepraratório para Fórum Cultural Mundial. 2004. (Seminário).

5.
10 Anos da Estação Ferreira Pena.10 Anos da Estação Ferreira Pena. 2003. (Outra).

6.
A Universidade, Ciência, Tecnologia e Inovação na Amazônia.A Universidade, Ciência, Tecnologia e Inovação na Amazônia. 2003. (Seminário).

7.
Fórum de Desenvolvimento da Floricultura.Fórum de Desenvolvimento da Floricultura. 2003. (Outra).

8.
I Seminário de Iniciação Científica da UFRA e VII Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental.I Seminário de Iniciação Científica da UFRA e VII Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental. 2003. (Seminário).

9.
XI Seminário de Iniciação Científica do MPEG.XI Seminário de Iniciação Científica do MPEG. 2003. (Seminário).

10.
XXIII CBA - Congresso Brasileiro de Agronomia. XXIII CBA - Congresso Brasileiro de Agronomia. 2003. (Congresso).

11.
FCAP na Praça.FCAP na Praça. 2002. (Outra).

12.
I Simpósio de Búfalos das Américas.I Simpósio de Búfalos das Américas. 2002. (Simpósio).

13.
IV Semana de Valorização Agrária.IV Semana de Valorização Agrária. 2002. (Outra).

14.
IX Edição da Feira do Vestibular.IX Edição da Feira do Vestibular. 2002. (Outra).

15.
Visita Técnica ao Perimetro Irrigado Petrolina-Pe/ Juaseiro-BA.Visita Técnica ao Perimetro Irrigado Petrolina-Pe/ Juaseiro-BA. 2002. (Outra).

16.
Workshop: "Pragas e Doenças dos Cultivos Amazonicos".Workshop: "Pragas e Doenças dos Cultivos Amazonicos". 2002. (Outra).

17.
XI Semenário de Iniciação Científica da FCAP e V Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental.XI Semenário de Iniciação Científica da FCAP e V Seminário de Iniciação Científica da EMBRAPA Amazônia Oriental. 2002. (Seminário).

18.
XVII CBF - Congresso Brasileiro de Fruticultura. XVII CBF - Congresso Brasileiro de Fruticultura. 2002. (Congresso).

19.
Criação de Patos.Criação de patos. 2001. (Outra).

20.
Hidroponia.hidroponia. 2001. (Outra).

21.
II Congresso internacional israelita de ecologia humana na Amazônia. II Congresso internacional israelita de ecologia humana na Amazônia. 2001. (Congresso).

22.
Seminário de Iniciação Científica da FCAP/EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL.Seminário de Iniciação Científica da FCAP/EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL. 2001. (Seminário).

23.
Transgênicos, saúde humana e ecossistema amazônico.Transgênicos, saúde humana e ecossistema amazônico. 2001. (Simpósio).

24.
Woorkshop "Solos da Amazônia: Perspectivas de uso e manejo".Woorkshop "Solos da Amazônia: Perspectivas de uso e manejo". 2001. (Simpósio).

25.
Seminário de Iniciação Científica da FCAP/EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL.Seminário de Iniciação Científica da FCAP/EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL. 2000. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 13:10:10