Cristine Campos de Xavier Pinto

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6395503971370075
  • Última atualização do currículo em 08/11/2018


possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado em economia pelo PUC-Rio, mestrado em Estatística e doutorado em economia na University of California, Berkeley. Atualmente é professora assistente da Escola de Economia de São Paulo, FGV. Tem experiência na área de Econometria, Economia do Trabalho e Desenvolvimento Econômico. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Cristine Campos de Xavier Pinto
Nome em citações bibliográficas
PINTO, C. C. X.;PINTO, CRISTINE;PINTO, CRISTINE CAMPOS DE XAVIER

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Getulio Vargas - SP.
Rua Itapeva, 474, 12o andar
Bela Vista
01332000 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (31) 37993578
URL da Homepage: http://sites.google.com/site/cristinepinto/


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2008
Doutorado em Economia.
University of California,Berkeley, CAL, Estados Unidos.
Título: Semiparametric Estimation of Peer Effects, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Bryan S. Graham.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Modelos Econométricos; Modelos Semiparamétricos; Efeitos de Pares; Função de Produção de Educação; Efeito Médio de Tratamento; Combinação de Base de Dados.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2004 - 2006
Mestrado em Estatística.
University of California, Berkeley, CAL, Estados Unidos.
Título: Sem Tese, somente prova ao final do curso,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Não se aplica.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2001 - 2003
Mestrado em Economia.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: O impacto das imperfeições no mercado de crédito nas micro empresas brasileiras,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Ricardo Paes de Barros e Francisco Ferreira.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Ineficiência; Mercado de crédito; Modelos Econométricos.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia do Bem-Estar Social.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Industrial / Especialidade: Organização Industrial e Estudos Industriais.
Setores de atividade: Outros.
1996 - 1999
Graduação em Ciências Econômicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: impacto do salário mínimo sobre o emprego de adolescentes: uma avaliação empírica para o Brasil (1986-1997)..
Orientador: Simone Wajnman.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Pós-doutorado


2008 - 2009
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Métodos Quantitativos em Economia.


Atuação Profissional



Escola de Economia de São Paulo, FGV, EESP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Getulio Vargas - SP, FGV-SP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Regime: Dedicação exclusiva.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista do Programa Especial de Treinamento, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista do PET/CAPES na Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG. Desenvolvimento de pesquisas nas áreas de econometria teórica e aplicada e economia do trabalho. As principais atividades incluiam: desenvolvimento de monografias, participação e organização de congressos, reuniões científicas, cursos, seminários.


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor nas seguintes disciplinas: Pós-graduação: Introdução à estatística; Econometria III: Dados em Painel; Tópicos em Métodos Quantitativos: Métodos Econométricos para avaliação de políticas públicas Graduação: Econometria II, Introdução a Economia


University of California System, UC System, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Teaching Assistant, Enquadramento Funcional: Teaching Assistant, Carga horária: 20
Outras informações
Teacher Assistant in the undergraduate course: Introduction to Econometrics, Prof. Michael Jasson

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Assistente de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 20
Outras informações
Research Assistant of Professor Bryan Graham Working in projects related to identification and estimation in models with peer effects


Institute of Economics and Business Research, IBER, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Assistente de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 40
Outras informações
Research Assistant of Professor Guido Imbens Working in a project to find the asymptotic properties of block estimation using the propensity score


The World Bank, WORLD BANK, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultora, Carga horária: 40
Outras informações
Consultant in the project: ?Access to Financial Services in Brazil? Leader of the project: Anjali Kumar Working in the econometrics part of the paper: Clean the data, construct the variables, statistical and econometrics analysis.


Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Monitora, Enquadramento Funcional: Monitora de Pós-Graduação
Outras informações
Monitora das disciplinas Estatística I e Econometria I, do programa de mestrado em economia da PUC-RJ, ministrada pelo Prof. Hélio Migon e pelo Prof. Ricardo Paes de Barros, respectivamente.


Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, IPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Assistente de Pesquisa do diretor do departamento de ciências sociais aplicadas, Ricardo Paes de Barros. Principais atribuições: elaboração do instrumental a ser utilizado nos projetos; leitura e montagem da base de dados; programação estatística (SAS e STATA); interpretação e análise dos dados; redação do relatório final; apresentação dos resultados em palestras e seminários.



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Busca por Especificações em Modelos de Controle Sintético
Descrição: O método de controle sintético foi proposto por Abadie e coautores em uma série de três artigos (2003, 2010, 2015) como uma alternativa para estimação de efeitos de tratamento em estudos de caso comparativos. Nestes artigos, os autores argumentam que uma vantagem do método de controle sintético é a imposição de um processo pré-estabelecido e determinado pelos dados para a seleção das unidades de comparação. Isto geraria uma maior transparência e diminuiria o poder discricionário do pesquisador. No entanto, uma importante limitação do método de controle sintético é a falta de regras sobre quais variáveis usar como preditores na estimação dos pesos para construir a unidade sintética. Neste trabalho, nós mostramos que essa variedade de especificações diferentes que podem ser usadas no modelo de controle sintético faz com que o pesquisador tenha um amplo poder discricionário para escolher especificações com resultados estatisticamente significativos. Isto pode gerar um excesso de artigos com resultados falso-positivos, anulando uma das principais vantagens deste método. Considerado apenas seis especificações diferentes comumente utilizadas em aplicações do modelo de controle sintético, nós mostramos em simulações de Monte Carlo que a probabilidade de encontrar pelo menos uma especificação estatisticamente significante a 5% pode ser de até 20% no caso de 12 períodos pré-intervenção. Esta probabilidade decresce muito devagar quando o número de períodos aumenta, sugerindo grandes possibilidades de procura por especificações significativas mesmo quando o número de períodos pré-intervenção é grande. O método de controle sintético já foi utilizado no Brasil, por exemplo, para estimar os efeitos da mudança de governo com a chegada ao poder do ex-presidente Lula, para estimar os efeitos dos pisos salariais estaduais sobre o mercado de trabalho, assim como para estimar o efeito da Nota Fiscal Paulista sobre o nível de preços. A possibilidade de busca por especificações estatisticamente significativas sugere que resultados gerados a partir deste método devem ser considerados com cuidado.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Avaliação do Impacto de um Programa de Aprendizado Socioemocional no Brazil
Descrição: O objetivo deste projeto avaliar o impacto do programa socioemocional chamado compasso em crianças do primeiro ciclo do ensino fundamental. Para isso, está sendo realizado um experimento aleatório em cerca de 90 escolas da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro. Para a avaliação de impacto da implementação serão realizadas duas rodadas de pesquisas de campo em 2017 e em 2018, uma no começo e outra no final de cada ano letivo. Como forma de obter e comparar dados tanto dos alunos quanto dos professores de ambos os grupos: tratamento e controle, serão aplicados aos alunos instrumentos de mensuração das capacidades cognitivas e socioemocioanais, que darão origem às variáveis de interesse esta avaliação. O impacto do programa será medido nas habilidades cognitivas e socioemocionais dos alunos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Coordenador / Ponczek, Vladimir - Integrante / Dana McCoy - Integrante / Emily Hanno - Integrante.
2017 - Atual
Revisando o Estimador de Controle Sintético
Descrição: O método de controle sintético foi recentemente proposto como uma alternativa para estimar efeitos de tratamento em estudos de casos comparativos. Tal método baseia-se no pressuposto de que existe uma média ponderada das unidades de controle que reconstroí o resultado potencial da unidade tratada na ausência de tratamento. Caso tal ponderação fosse conhecida, seria possível estimar o contra-factual para a unidade tratada. Desta forma, o método de controle sintético forneceria um estimador não viesado para o efeito de tratamento, ainda que a seleção do tratamento estivesse correlacionada com a heterogeneidade não observada. Neste artigo, revisitamos esse método em um modelo de fatores lineares no qual os pesos do controle sintético são considerados parâmetros incidentais que serão estimados para construir o estimador de interesse. Mostramos que, para um número fixo de unidades de controle, os pesos estimados geralmente não convergirão para os valores que reconstroem as cargas dos fatores ("factor loadings") da unidade tratada, inclusive quando o número de períodos pré-intervenção vai para in nito. Em consequência disso, o estimador de controle sintético será assintoticamente viesado caso o tratamento seja correlacionado com a heterogeneidade não observada. Em seguida, sugerimos uma modi cação que garante que o estimador de controle sintético seja assintoticamente não viesado e tenha menor variância assintótica do que o estimador de Diferenças em Diferenças (DID) quando a suposição de identi- cação do DID é satisfeita. Além disso iremos propor uma alternativa em que os pesos s~ao estimados usando variáveis instrumentais, o que garante estimadores de controle sintético não viesados se impormos hipóteses adicionais na estrutura dos erros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Integrante / bruno ferman - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de SP - Auxílio financeiro.
2016 - 2018
Inferência em Diferenças em Diferenças com Poucos Tratados e Heterocedasticidade
Descrição: Diferençcas em Diferençcas (DID) é um dos métodos para identi cação de tratamento mais usados em economia aplicada. No entanto, inferêencia estatatística nos modelos de DID ainda é uma questão em aberto. Neste artigo, nós mostramos que os métodos usuais de inferência em DID não funcionam bem quando há poucos grupos tratados e os resíduos são heterocedasticos. Em particular, quando há variação no número de observações por grupo, os métodos de inferência desenvolvidos para o caso de poucos grupos tratados tendem a (sub-) sobre-rejeitar a hipótese nula quando o grupo tratado é (grande) pequeno em relação aos grupos de controle. Isto ocorre porque os grupos maiores terão menor variância, gerando heterocedasticidade. Usando simulações de Monte Carlo e simulações de DID com placebos usando a base de dados American Community Survey (ACS), nós mostramos que esse problema é relevante mesmo em bases de dados com muitas observações por grupo. Depois nós derivamos um modelo alternativo de inferência que gera testes de hipótese corretos em situações de poucos grupos tratados e muitos grupos de controle mesmo no caso em que há heterocedasticidade. A hipótese fundamental é de que sabemos como a heterocedasticidade é gerada, o que é o caso quando ela é gerada por variações no tamanho dos grupos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Coordenador / bruno ferman - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de SP - Auxílio financeiro.
2015 - 2017
Peer Effects and Socioemotional Abilities
Descrição: Este projeto visa estudar a relação entre as habilidades socioemocionais, formação de redes e o efeito dos pares. Mais precisamente, visa entender como o desenvolvimento de habilidades socioemocionais impacta a rede de amizades de um aluno e como esta rede impacta o desempenho acadêmico de um aluno. Para tanto, serão estimados tanto o efeito endógeno das habilidades dos pares sobre a habilidade do individuo como o impacto contextual das habilidades socioemocionais sobre o rendimento escolar do aluno. Ademais, será investigado como o grau de homo lia (similaridade) entre dois indivíduos em termos das habilidades socioemocionais é importante para formação de links de amizade entre os alunos. Será utilizada uma base de dados coletada entre alunos da rede municipal de Recife. A base contem informação sobre habilidades socioemocionais, formação de rede e desempenho acadêmico dos alunos de terceiro e quinto ano de 30 escolas municipais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Integrante / Ponczek, Vladimir - Coordenador.Financiador(es): Associação dos Servidores do CNPq - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Trade and Labor Market Outcomes in Developing Countries
Descrição: Objetivo do projeto é desenvolver diversos estudos a respeito da relação entre comércio internacional e mercado de trabalho. Em particular serão desenvolvidos projetos que busquem entender a relação entre comércio e informalidade, exportação e crescimento, comércio e desigualdade, etc. Será realizado um workshop internacional sobre o tema em 2016 na EESP-FGV O projeto será desenvolvido em parceira com a Universidade de Genebra e ACET (African Center for Economic Transformation).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Centro de Avaliação de Pesquisa e Aprendizagem
Descrição: Centro que busca mensurar e medir a evolução de habilidades cognitivas e socioemocionais. Além disso, busca avaliar se certas intervenções podem afetar o desenvolvimento destas habilidades..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Coordenador / Vladimir Ponczek - Integrante / Priscilla de Albuquerque Tavares - Integrante.
2013 - 2016
Impacto da Elevação da Remuneração do Professor de Educação Básica sobre a Proficiência dos Alunos: Levantamento de Dados e Análise Econométrica
Descrição: A literatura aponta inúmeros fatores que explicam, em maior ou menor grau, os diferenciais de aprendizagem e proficiência entre alunos. De acordo com Rivkin et al (2005), a qualidade do professor gera impacto sobre o desempenho acadêmico dos alunos superior ao gerado por outros insumos utilizados na educação. Nos últimos anos, no Brasil, visando expandir e melhorar a qualidade da oferta da educação, tem havido diversas iniciativas no sentido de expandir os recursos destinados à educação e, em particular, os destinados à remuneração dos profissionais que atuam diretamente na rede pública de educação básica. A mais recente iniciativa foi a fixação de um piso salarial nacional para esses profissionais. Os objetivos deste projeto de pesquisa são: primeiro, obter informações sobre o cumprimento da lei e; segundo, avaliar o impacto da elevação salarial sobre a qualidade da educação medida pelo desempenho dos estudantes em testes de proficiência escolar. Para tanto, propõese a realização de pesquisa de campo com dirigentes municipais e estaduais de educação. De posse das informações obtidas na pesquisa de campo, utilizando base de dados do SAEB e Censo Escolar, estimar-se-á o impacto da elevação da remuneração do professor sobre a proficiência escolar, tirando proveito da instituição do piso nacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Educação Profissional e Tecnológica e Inserção Produtiva:Uma Análise dos Efeitos do Ensino Profissionalizante de Nível Médio sobre o Mercado de Trabalho
Descrição: Apesar dos avanços recentes na área da educação, o Brasil continua a ser um país caracterizado pelo seu baixo nível educacional. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011 aproximadamente 42% da população com 15 anos ou mais apresentava escolaridade inferior ao ensino fundamental completo (7 ou menos anos de estudo). Para Minas Gerais esta proporção é de aproximadamente 46%. Ainda segundo a PNAD 2011, o Estado de Minas Gerais apresentava a seguinte distribuição educacional para a população em idade ativa (PIA): 11,1% sem instrução; 22,5% com 1 a 4 anos de estudo; 23,7% com educação entre 5 e 8 anos; 29,7% com 9 a 11 anos de estudo; 13% com 12 anos ou mais de estudo. O processo de estabilização econômica iniciado em meados dos anos 90 levou o País a uma nova trajetória de crescimento com atração de novos investimentos e expansão do crédito. Entretanto, grande parte do crescimento observado no início dos anos 2000 foi fruto da expansão da demanda/consumo. Existem, hoje, a despeito do crescimento na absorção de trabalhadores com maior qualificação no mercado de trabalho, gargalos específicos de mão de obra qualificada em diversos setores da economia. A economia nacional parece se acomodar em um padrão de baixa qualificação de mão de obra e, consequente, baixa produtividade. Tal realidade não ser reverte apenas pela pressão das demandas do mercado de trabalho sobre o sistema educacional. É necessário um trabalho sistemático de melhoria da qualidade da educação em todos os níveis e, em especial, em relação ao nível médio, no qual as carências do sistema educacional brasileiro se manifestam de forma mais clara. Como esclarecem Schwartzman & Moura Castro (2013), a educação média brasileira está estagnada tanto pela quantidade como pela qualidade. Há um consenso de que as escolas não estão sendo capazes de gerar o conhecimento mínimo necessário para o exercício da cidadania e inserção no mercado de trabalho. Neste contexto de baixa escolarização da força de trabalho ganha destaque outra modalidade de ensino: a educação profissional. A educação profissional tem como objetivo o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social, ou seja, a qualificação voltada para a inserção de indivíduos no mercado de trabalho. É, portanto, nesse cenário, que se insere a presente proposta, cujo objeto de pesquisa é investigar os efeitos da EPT, especificamente daquela de nível médio, sobre o mercado de trabalho. Para tanto, propõe-se utilizar os dados de estudantes do PEP, programa de educação profissional de Minas Gerais e informações da RAIS - Relação Anual de Informações Sociais, do Ministério do Trabalho e Emprego. O Programa de Educação Profissional - PEP, criado em 2007, é uma iniciativa do governo de Minas Gerais. Coordenado pela Secretaria de Estado da Educação, por meio da Superintendência de Desenvolvimento de Educação Profissional, o PEP facilita o acesso a cursos técnicos, com o intuito de melhorar a inserção de jovens no mercado de trabalho..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Infraestrutura, Urbanização e Custos de Transportes: Uma Análise de Reduções Exógenas em Custos de Transporte no Desenvolvimento Econômico
Descrição: A história da economia regional é baseada na existência de custos de transporte como um instrumento para formar aglomerações econômicas e intensificar o comércio, em particular, as exportações e importações. As decisões econômicas são construídas e limitadas pelos custos de transporte de bens e mercadorias de um lugar para outro (Christaller, 1966; Lösch, 1954; Isard, 1960; Fujita et al., 1999; Glaeser & Kohlase, 2003). Muitos trabalhos empíricos apontam para uma forte relação entre o acesso ao mar, a percentagem da população que vive em zonas costeiras, a urbanização e o crescimento econômico (Gallup, Sachs & Mellinger, 1998). O desenvolvimento de áreas distantes do mar depende dos investimentos em infra-estrutura, apesar da existência de recursos naturais. Esses investimentos estão relacionados com a produção específica e padrões de comércio impostos pelos altos custos de transporte. Conforme documentado recentemente, as principais estradas principais afetam a distribuição da população (Baum-Snow 2007a, 2007b; Duranton & Turner 2007) e os mercados de trabalho (Michaels, 2008). A partir dessas evidências, o que se propõe é uma investigação acerca dos impactos da redução dos custos de transporte sobre o rendimento ou prêmio salarial, sobre formação de capital humano, o mercado de trabalho e outros indicadores de desenvolvimento. O objetivo central dessa pesquisa é analisar a relação entre urbanização/crescimento urbano e desenvolvimento, explorando o papel dos custos de transporte como indutor do crescimento e surgimento de cidades. Chein et al. (2009) já estudaram alguns efeitos de desenvolvimento de infraestrutura de transporte no Brasil. Os autores investigam a relação entre urbanização e rendimentos individuais, explorando o papel dos custos de transporte no processo brasileiro de urbanização. Os resultados encontrados mostram que, embora esta relação exista, não é, necessariamente, direta. Estrutura produtiva e mercado de trabalho local são canais importantes que relacionam a urbanização e rendimento individual nas cidades que emergem no entorno das rodovias. As estimaçõse mostram, também, que não há relação estatisticamente significativa entre a acumulação de capital humano nessas cidades e os rendimentos individuais, diferentemente dos resultados para as grandes e médias cidades. A ideia subjacente ao nosso projeto é muito semelhante ao experimento adotado em Chein et al. (2009), mas pretende-se fazer alguns avanços na identificação da relação entre urbanização e crescimento econômico ou desenvolvimento. Na realidade, os resultados apresentados em Chein et al. (2009) referem-se a uma simples correlação entre urbanização e renda, aqui, propõe-se identificar uma relação de causa entre a urbanização e alguns indicadores de desenvolvimento, utilizando a redução no custo de transporte como um instrumento de urbanização. Baseando-se em Michaels (2008) e Baum-Snow (2007), em vez de se usar uma medida de custos de transporte, a ideia é associar o desenvolvimento de trechos da malha rodoviária nacional a reduções de custo de transporte. Mas, ao contrário de Baum-Snow (2007), e, diferentemente de Michaels (2008), o interesse é a identificação do impacto da urbanização causada pelos investimentos em rodovias sobre o mercados de trabalho e renda, ou seja, utiliza-se a melhoria da rodovia para identificar o crescimento urbano e não a suburbanização (Baum-Snow, 2007) ou, necessariamente, o aumento do comércio internacional (Michaels, 2008). O exercício empírico proposto é construído com base na importância das redes de transporte, especialmente rodovias, para o aumento da urbanização e mudanças nas economias regionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Educação infantil e seus efeitos de curto e médio prazos: levantamento e análise de dados longitudinais
Descrição: Evidência multidisciplinar mundial mostra que educação infantil tem papel fundamental em promover o desenvolvimento infantil e reduzir desigualdades entre crianças de diferentes ambientes familiares. No Brasil, os resultados mostram forte impacto cognitivo da pré-escola e pouco ou nenhum impacto de creches. Aproveitando coleta de dados realizada em 2007 como linha de base em uma coorte de crianças do primeiro ano do ensino fundamental, este projeto pretende reentrevistar estas crianças com o intuito de aprofundar nosso entendimento sobre os impactos do ensino infantil sobre o desenvolvimento. Em particular, pretendemos estimar (em nosso entendimento, pela primeira vez no Brasil) alguns impactos não-cognitivos da frequência e exposição ao ensino infantil, e estimar impactos cognitivos de curto e médio prazos. Evidência internacional mostra que os benefícios não-cognitivos podem ser inclusive maiores, em termos de determinar resultados futuros como salários, envolvimento com violência e estabilidade familiar; do que os benefícios cognitivos. Ademais, parte da evidência sugere que os impactos cognitivos tendem a desaparecer se mensurados em idades mais avançadas (ao contrário dos não-cognitivos)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Restrição de Crédito e Decisões de Investimento em Educação
Descrição: O projeto pretende verificar se a restrição de crédito é ativa para as famílias brasileiras e qual o seu impacto sobre as decisões de investimento em capital humano. Pretende-se, ainda, averiguar se, caso a restrição de crédito seja ativa, qual o impacto de investimentos sub-ótimos sobre o desenvolvimento econômico. Para tanto, usaremos a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), quem vem sendo coletada a cada seis anos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), desde 1996, para os anos de 2002/03 e 2008/09..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2015
Instituto de Ciência e Tecnologia em Educação, Desenvolvimento e Inserção Social
Descrição: Estudos em educação e desenvolvimento e formação do Instituto de Ciência e Tecnologia em Educação, Desenvolvimento e Inserção Social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Escolha Ótima de Parâmetros de Suavização para Estimadores em Desenhos de Regressão Descontínua com Múltiplas Descontinuidades
Descrição: Estudos sobre o estimador de Regressão descontínua em caso de duas ou mais descontinuidades..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Acesso ao Mercado de Crédito e Decisões de Investimento
Descrição: Estudo da relação entre as restrições de crédito e investimentos das pequenas e grandes empresas brasileiras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Cristine Campos de Xavier Pinto - Integrante / Flávia Lúcia Chein Feres - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2009 - 2010
Early Childhood Development in Brazil: Supply and Quality of Daycare and Preschool Services, and their Impacts on Future Educational Outcomes
Descrição: Este projeto investiga o acesso a creche e pré-escola, a qualidade das creches frequentadas e o impacto da frequência no desempenho em matemática dos alunos na 4a série..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Avaliação de Políticas de Educação Pública em Minas Gerais
Descrição: Avaliar projetos educacionais implementados pelo Governo de Minas Gerais, quatro dos novos programas na área de educação. São eles: Aceleração do Aprendizado nas Escolas ; Escola em Tempo Integral , Ensino Médio Profissionalizante e Poupança Jovem ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2009 - 2013
Periódico: Brazilian review of econometrics


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: Brazilian Review of Econometrics
2009 - Atual
Periódico: Revista de Economía
2009 - Atual
Periódico: Revista ANPEC
2010 - Atual
Periódico: Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro)
2010 - Atual
Periódico: Economia e Sociedade (UNICAMP. Impresso)
2010 - Atual
Periódico: Nova Economia (UFMG. Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Revista de Economia Política (Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Journal of Applied Econometrics (Chichester, England. Online)
2011 - Atual
Periódico: International Journal of Computer Engineering Research
2012 - Atual
Periódico: Economia Aplicada (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Journal of Business and Economic Statistics
2014 - Atual
Periódico: The Journal of Economic Inequality (Print)
2014 - Atual
Periódico: Journal of Econometrics
2015 - Atual
Periódico: The Review of Economics and Statistics
2015 - Atual
Periódico: Empirical Economics
2014 - Atual
Periódico: Quantitative Economics
2014 - Atual
Periódico: The Review of Economics and Statistics
2018 - Atual
Periódico: AMERICAN ECONOMIC REVIEW
2017 - Atual
Periódico: BIOMETRIKA
2017 - Atual
Periódico: ECONOMICS OF EDUCATION REVIEW
2016 - Atual
Periódico: JOURNAL OF THE ROYAL STATISTICAL SOCIETY SERIES A-STATISTICS IN SOCIETY
2017 - Atual
Periódico: JOURNAL OF POLICY ANALYSIS AND MANAGEMENT
2016 - Atual
Periódico: Political Analysis


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Métodos Quantitativos em Economia/Especialidade: Métodos e Modelos Matemáticos, Econométricos e Estatísticos.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia do trabalho.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2014
SBE 2014, prêmio da categoria Econometria, Sociedade Brasileira de Econometria.
2007
Dean?s Normative Fellowship, University of California, Berkeley.
2005
IBER mini grant, Institute of Economics and Business Research.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARAUJO, A. J. N.2018ARAUJO, A. J. N. ; CHEIN, F. ; PINTO, CRISTINE . Ensino Profissionalizante, Desemprego Escolar e Inserção Produtiva: Uma Análise com Dados do ENEM. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 48, p. 131, 2018.

2.
CHEIN, Flávia2017CHEIN, Flávia ; PINTO, CRISTINE . Credit constraint and human capital investment: an empirical analysis using Brazilian household budget survey. APPLIED ECONOMICS, v. 50, p. 1-17, 2017.

3.
GRAHAM, BRYAN S.2016 GRAHAM, BRYAN S. ; PINTO, CRISTINE CAMPOS DE XAVIER ; Egel, Daniel . Efficient Estimation of Data Combination Models by the Method of Auxiliary-to-Study Tilting (AST). Journal of Business & Economic Statistics, v. 34, p. 288-301, 2016.

4.
FIRPO, Sergio2016FIRPO, Sergio ; PINTO, CRISTINE . Identification and Estimation of Distributional Impacts of Interventions Using Changes in Inequality Measures. Journal of Applied Econometrics (Chichester, England), v. 31, p. 457-486, 2016.

5.
PINTO, CRISTINE CAMPOS DE XAVIER2016PINTO, CRISTINE CAMPOS DE XAVIER; Santos, Daniel ; GUIMARÃES, CLARISSA . The Impact of Daycare Attendance on Math Test Scores for a Cohort of Fourth Graders in Brazil. Journal of Development Studies, v. 53, p. 1-23, 2016.

6.
FIRPO, Sergio2015FIRPO, Sergio ; JALES, HUGO ; PINTO, CRISTINE . Measuring peer effects in the Brazilian school system. Applied Economics (Print), v. 47, p. 3414-3438, 2015.

7.
Pinto, Arthur2013Pinto, Arthur ; CHEIN, Flávia ; PINTO, C. C. X. . Riqueza inicial, Investimento, Racionamento de crédito, Economia Informal Urbana. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro), v. 43, p. 1, 2013.

8.
RODRIGUES, C. G.2013RODRIGUES, C. G. ; RIOS-NETO, E. L. G. ; PINTO, C. C. X. . Changes in test scores distribution for students of the fourth grade in Brazil: A relative distribution analysis for the years 1997?2005. Economics of Education Review, v. 34, p. 227-242, 2013.

9.
Pinto, Arthur2013Pinto, Arthur ; CHEIN, Flávia ; PINTO, CRISTINE . Restrição de Crédito e Decisão de Investimento: A experiência do Setor Informal no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 43, p. 7-43, 2013.

10.
GRAHAM, B. S.2012 GRAHAM, B. S. ; PINTO, C. C. X. ; Egel, Daniel . A New Method of Estimating Moment Condition Models with Missing Data when Selection is on Observables. Review of Economic Studies, v. 79, p. 1053-1079, 2012.

11.
Rodrigues, Clarissa R.2011Rodrigues, Clarissa R. ; Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto ; PINTO, C. C. X. . Diferenças intertemporais na média e distribuição do desempenho escolar no Brasil: o papel do nível socioeconômico para o período de 1997 a 2005. Revista Brasileira de Estudos de População (Impresso), v. 28, p. 5-36, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINTO, C. C. X.; PEIXOTO, B. ; LIMA, L. ; FOGUEL, M. N. ; BARROS, R. P. . Avaliação Econômica de Projetos Sociais. 1. ed. , 2012. v. 1. 186p .

Capítulos de livros publicados
1.
SOUZA, André Portela Fernandes de ; PINTO, C. C. X. . O impacto da educação infantil no desempenho dos alunos do ensino fundamental. In: Reynaldo Fernandes; André Portela Fernandes de Souza; Fernando Botelho; Luiz Guilherme Scorzafave.. (Org.). Políticas Públicas Educacionais e Desempenho Escolar dos Alunos da Rede Pública de Ensino. 1ed.Ribeirãp Preto, SP: FUNPEC, 2014, v. 1, p. 1-20.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PINTO, A. R. ; CHEIN, F. ; PINTO, C. C. X. . Restrição de crédito e decisão de investimento: A experiência do setor informal no Brasil. In: Sociedade Brasileira de Econometria, 2012, Porto de Galinhas. 24o Encontro Brasileiro de Econometria, 2012.

Artigos aceitos para publicação
1.
FERMAN, B. ; PINTO, CRISTINE . Inference in Differences-in-Differences with Few Treated Groups and Heteroskedasticity. REVIEW OF ECONOMICS AND STATISTICS, 2019.

Apresentações de Trabalho
1.
PINTO, CRISTINE; FERMAN, B. . Inference in Differences-in-Differences with Few Groups and Heteroskedasticity. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
PINTO, C. C. X.; Santos, Daniel ; Rodrigues, Clarissa R. . The impact of daycare attendance on Math test scores for cohort of 4th garders in Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
PINTO, C. C. X.; Santos, Daniel ; Rodrigues, Clarissa R. . The impact of daycare attendance on Math test scores for cohort of 4th garders in Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
GRAHAM, B. S. ; PINTO, C. C. X. ; Egel, Daniel . Efficient Estimation of Data Comnination Models by the Method of Auxiliary-to-Study Tilting. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
PINTO, C. C. X.; Santos, Daniel ; Rodrigues, Clarissa R. . The impact of daycare attendance on Math test scores for cohort of 4th garders in Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of Peer Effects in Classrooms: Evidence for Brazilian Schools in 2003. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of Peer Effects. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of Peer Effects. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of Peer Effects in Classrooms: Evidence for Brazilian Schools in 2003. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
PINTO, C. C. X.. Estimation of Peer Effects in Classrooms at Brazilian Schools in 2003. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
PINTO, C. C. X.. Semiparametric Estimation of the Education Production Function and Peer Effects. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Demais tipos de produção técnica
1.
PINTO, CRISTINE. Panel Data (Duration and Quantile Models). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SANTOS, D. D.; Menezes Filho, Naércio; Scorzafave, Luiz Guilherme; PINTO, CRISTINE. Participação em banca de Lucas Reis Correia. Efeitos Educacionais da Expansão Repentina de Vagas em Educação Infantil: Petrolina e Juazeiro. 2018. Dissertação (Mestrado em mestrado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto.

2.
PINTO, CRISTINE; SOUZA, André Portela Fernandes de; Ponczek, V.; Santos, Daniel. Participação em banca de Luciana Neves Pires. The Impacts of Early Childhood Investment: An Approach Through Latent Cogntive Skills. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

3.
PESSOA, J. P. C. N.; CHIMELI, A. B.; PINTO, CRISTINE; Rezende, L.. Participação em banca de Roberto Amaral de Castro Prado Santos. Natural Gas Vehicles in Brazil; Consquences to Fuel Markets. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

4.
Mattos, Enlinson; PINTO, CRISTINE; Maia, A. C.. Participação em banca de Jonas Manabu Okawarea. Avaliação de Impacto da Política de Resíduos Sólidos e Saúde no Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

5.
PINTO, CRISTINE; SOARES, R.; ROCHA, R.. Participação em banca de Mateus Ferraz Dias. Effects of Glyplosate on Infant Health Indicators. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

6.
CHEIN, Flávia; PINTO, CRISTINE; VIEIRA, M. T.. Participação em banca de Isabel Amaral de Souza. Condições Iniciais de Saúde e Renda Futura; Uma análise dos Impactos da Seca no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

7.
CHEIN, Flávia; VIEIRA, M. T.; PINTO, CRISTINE. Participação em banca de Isabel Amaral de Souza. Condições Iniciais de Saúde e Renda Futura: Uma Análise dos Impactos da Seca no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

8.
CHEIN, Flávia; MONTE, D.; Ricardo Fregulia; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Alexandre Marcos Mendes Rabelo. Acesso ao ensino técnico profissionalizante e seus retornos salariais no Brasil: uma análise a partir de um modelo de sinalização de mercado de trabalho. 2016. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

9.
Madeira, Ricardo; SANTOS, D. D.; RANGEL, M. A.; PINTO, CRISTINE. Participação em banca de Luan Pires Paciência. Avaliação dos instrumentos de mensuração de competências socioemocionais no contexto escolar. 2016 - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

10.
PINTO, C. C. X.; Santos, Daniel; PONCZEK, V.. Participação em banca de Mauricio Chikitani. Peer Effects on Locus of Control. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

11.
PINTO, C. C. X.; CHEIN, Flávia; VIEIRA, M. T.; Maia, A. C.. Participação em banca de Vitor Luiz Andrade. Hábitos de Saúde, Comportamento de Risco e seus Efeitos sobre Gastos Domiciliares: Evidências para o Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Curso de mestrado em economia aplicada) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

12.
PINTO, C. C. X.; FIRPO, S.; AVARTE, P.. Participação em banca de ISABELA RISCHBECK TODESCAT. LOCAL FEMALE LEADERS AND THEIR EFFECT ON WOMEN IN THE FORMAL SECTOR: AN EXPERIMENTAL INVESTIGATION IN BRAZILIAN MUNICIPALITIES. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Escola de Administração de São Paulo.

13.
PINTO, C. C. X.; GUIMARAES, B. V.; RODRIGUES, M.. Participação em banca de Celio Feltrin Jr.. Time-dependent or state-dependent pricing? Evidence from a large currency devaluation episode. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

14.
Pazello, Elaine Toldo; Scorzafave, Luiz Guilherme; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Ivan Donizetti de Paula Júnior. Impacto dos choques de renda sobre a alocação de tempo criança/adolescente entre escola e mercado de trabalho. 2014. Dissertação (Mestrado em mestrado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto.

15.
Menezes Filho, Naércio; Madeira, Ricardo; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Luiísa de Azevedo Senra Soares. A Oferta de Trabalho Voluntário no Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

16.
PINTO, C. C. X.; Mattos, Enlinson; Ulyssea, Gabriel. Participação em banca de Isabela Furtado Brandão. Informalidade, Provisão de Bens Públicos e Oferta de Trabalho. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

17.
SOUZA, André Portela Fernandes de; Menezes Filho, Naércio; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Amanda Arabage. Os Determinantes da Mudança da Desigualdade de Salários no Setor Formal do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

18.
PINTO, C. C. X.; Scorzafave, Luiz Guilherme; Nicollela, Alexandre. Participação em banca de Claudia Hiromi Oshiro. Accountability e Proficiência Escolar no Brasil.. 2012. Dissertação (Mestrado em mestrado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto.

19.
Madalozzo, Regina; Bortoluzzo, Adriana; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Mariana Mauriz Rodrigues. Existe discriminação entre homens e mulheres com ensino superior completo no Brasil?. 2011. Dissertação (Mestrado em Finanças e Macroeconomia Aplicadas) - Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

20.
Mattos, Enlinson; Oliveira Filho, Gesner José; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Lucas Iten Teixeira. Evidências empíricas das políticas de saneamento básico sobre indicadores de saúde para municípios brasileiros. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

21.
PINTO, C. C. X.; FIRPO, S; Ponczek, V.. Participação em banca de Hugo Borges Jales. Identificação e estimação de efeito dos pares sobre desempenho escolar. 2010. Dissertação (Mestrado em Economia de Empresas) - Fundação Getulio Vargas - SP.

22.
PINTO, C. C. X.; FIRPO, S; Rezende, L.. Participação em banca de Rafael de Carvalho Cayres Pinto. Combinando Estratégias para Estimação de Efeitos de Tratamento. 2009. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
Mattos, Enlinson; SOARES, R.; PINTO, CRISTINE; FIRPO, Sergio; ANDRADE, M. V.. Participação em banca de Isabela Brandão Furtado. Essays on Health at Birth, Financial Literacy and Educacinal Outcomes. 2018. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

2.
FERRAZ, C.; GONZAGA, G.; Ulyssea, Gabriel; COSTA, F.; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de Laura Schiavon. Essays on Crime and Justice. 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
GUIMARAES, B. V.; PICCHETTI, P.; PINTO, CRISTINE; BRITO, R. D. O.; MACHADO, C. H.. Participação em banca de Daniela Cunha de Lima. Transparência na Política Monetária: Teoria, Empírico e Projeção. 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

4.
TURRA, C. M.; PINTO, C. C. X.; WAJNMAN, S.; Queiroz, Bernando Lanza; GOMES, M. M. F.; FREIRE, F. H. M. A.. Participação em banca de Miriam Martins Ribeiro. Mortalidade adulta por níveis de escolaridade no estado e município de São Paulo: uma proposta de estimação a partir do Censo Demográfico de 2010. 2016. Tese (Doutorado em Demografia) - Cedeplar.

5.
Madeira, Ricardo; CORBI, R. B.; PINTO, C. C. X.; FIRPO, S; RANGEL, M. A.. Participação em banca de Andrea Gruenwald Lepine. Ensaios em economia da educação no Brasil. 2016 - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.

6.
PINTO, C. C. X.; Menezes Filho, Naércio; Fernandes, Reynaldo; SOUZA, André Portela Fernandes de; PONCZEK, V.. Participação em banca de Eduardo Zylberstajn. Três Ensaios sobre o Mercado de Trabalho no Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

7.
Scorzafave, Luiz Guilherme; Menezes Filho, Naércio; PINTO, C. C. X.; PONCZEK, V.. Participação em banca de Priscilla Albuquerque Tavares. Três ensaios sobre economia da educação. 2014. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

8.
MOREIRA, M. J.; FERNANDES, M.; MEDEIROS, M. C.; GIOVANNETTI, B. C.; PINTO, C. C. X.. Participação em banca de José Diogo Valadares Moreira Barbosa. Asymptotic Eficiency in a Dynamic Panel Model. 2014. Tese (Doutorado em Economia) - Fundação Getúlio Vargas.

9.
PINTO, C. C. X.; Galdi, F. C.; Funchal, B.; Carrasco, V.. Participação em banca de Danilo Soares Monte-mor. The Role of Accounting Fundamentals and Other Information on Stock Prices and Analyst Forecast Errors. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) - Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças.

Qualificações de Doutorado
1.
SOUZA, André Portela Fernandes de; PINTO, C. C. X.; Ponczek, V.. Participação em banca de Flávio Stefani Machado. Impactos Econômicos da Imigração no Brasil. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV.

2.
Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto; Queiroz, Bernando Lanza; PINTO, C. C. X.; Caetano, André Junqueira; Pazello, Elaine Toldo. Participação em banca de Laetícia Rodrizes de Souza. O efeito de filhos sobre a oferta de trabalho dos pais no Brasil desde os anos de 1970: explorando de diversas fontes de variação exógena na fecundidade.. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Demografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto; PINTO, C. C. X.; Oliveira, Ana Maria; Fernandes, Reynaldo; Soares, José Francisco. Participação em banca de Clarissa Guimarães Rodrigues. A dinâmica do desempenho escolar no ensino fundamental brasileiro entre 1995 e 2005: um estudo dos efeitos composição, produtividade e resíduo através do uso de decomposições contrafactuais. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Demografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Mestrado
1.
PINTO, C. C. X.; Menezes Filho, Naércio; Madeira, Ricardo. Participação em banca de Luiísa de Azevedo Senra Soares. A Oferta de Trabalho Voluntário no Brasil. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Economia) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - USP.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Queiroz, Bernando Lanza; CASTELLARES, F.; MIGON, H.; FREIRE, F. H. M. A.; PINTO, C. C. X.. Professor Adjunto - Curso de Ciências Atuariais. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CHEIN, Flávia; PINTO, C. C. X.; Ponczek, V.. Concurso público para professor Adjunto - área Microeconomia. 2012. Universidade Federal de Juiz de Fora.

3.
PINTO, C. C. X.. Banca de Concurso Público Professor Adjunto - Microeconomia. 2012. Universidade Federal de Juiz de Fora.

4.
PINTO, C. C. X.; CHEIN, Flávia; Ricardo Fregulia. Concurso Público para Professor Adjunto - Área Microeconomia. 2011. Universidade Federal de Juiz de Fora.

Outras participações
1.
PINTO, CRISTINE. Latin American Metting of the Econometrics Society. 2017. Universidad de San Andrés.

2.
PINTO, CRISTINE. Comissão Cientifica ANPEC. 2017. Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia.

3.
PINTO, CRISTINE. II Econometric Game. 2017. Escola de Economia de São Paulo, FGV.

4.
PINTO, C. C. X.. Latin American Meeting of the Econometrics Society. 2014. Econometric Society.

5.
PINTO, C. C. X.. Latin American and Caribbean Economic Association. 2013. El Colegio de MExico.

6.
PINTO, C. C. X.; LOSSO, R.. Prêmio SBE Econometria. 2012. Sociedade Brasileira de Econometria.

7.
PINTO, C. C. X.; Galvão, A; SALVATO, M. A.. Comissão Científica SBE. 2009. Sociedade Brasileira de Econometria.

8.
Camargo, Braz; Araujo, Luis; PINTO, C. C. X.. Prêmio Adriano Romariz Duarte. 2008. Sociedade Brasileira de Econometria.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Montreal Applied Microeconomics Workshop.Review of Synthetic Control Estimator. 2018. (Seminário).

2.
2017 European Meeting. Revisiting the Synthetic Control Estimator. 2017. (Congresso).

3.
39o Encontro Brasileiro de Econometria. The Building Blocks of Skill Development. 2017. (Congresso).

4.
IAAE 2017 Annual Conference. Revisiting the Synthetic Control Estimator. 2017. (Congresso).

5.
2016 Latin American workshop in Econometrics Econometric Society.Inference in Differences - in - Differences with Few Treated Groups and Heteroskedasticity. 2016. (Outra).

6.
LACEA Labor Network 4th Annual Meeting.Peer Effects and Locus of Control. 2016. (Outra).

7.
SBE Annual Meeting. Peer Effects on Locus of Control. 2015. (Congresso).

8.
SBE Annual Meeting. Assesing Funcional Form Specifications for the Unconditional Quantile Partial Effects in the GMM Framework. 2014. (Congresso).

9.
34o Encontro da Sociedade Brasileira de Econometria. Restrição de crédito e decisão de investimento: A experiência do setor informal no Brasil. 2012. (Congresso).

10.
ESEM meeting. Direct and Indirect Impacts of Preschool on Proficiency. 2012. (Congresso).

11.
LACEA Annual Metting. THE IMPACT OF DAYCARE ATTENDANCE ON MATH TEST SCORES FOR A COHORT OF 4th GRADERS IN BRAZIL. 2011. (Congresso).

12.
SBE Annual Meeting. Direct and Indirect Impacts of Pre-School on Student Proficiency. 2011. (Congresso).

13.
Seminário de Economia de Belo Horizonte.Avaliação de Impacto do Programa Poupança-Jovem. 2010. (Seminário).

14.
I internacional workshop on surveys for policy evaluation. Econometric Methods for Policy Evaluation. 2009. (Congresso).

15.
Latin American Meeting of The Econometric Society (LAMES). A new methos of estimatinh moment condition models with missing data when selection is on observables. 2009. (Congresso).

16.
XXXI Encontro Brasileiro de Econometria. The impact of daycare attendance on Math test scores for a cohort of 4th graders in Brazil. 2009. (Congresso).

17.
All- UC Econometrics Conference. 2008. (Congresso).

18.
Latin American Metting of the Econometric Society. Semiparametric Estimation of Peer Effects in Classrooms: Evidence for Brazilian Schools in 2003. 2008. (Congresso).

19.
XXX Encontro Brasileiro de Econometria. Estimation of Peer Effects: Evidence for Classrooms in Brazil in 2003. 2008. (Congresso).

20.
XXX Econtro Nacional de Economia. 2002. (Congresso).

21.
XII Congresso da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Economia. 1997. (Congresso).

22.
XXV Encontro Nacional de Economia. 1997. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FIRPO, Sergio ; MOREIRA, M. ; PINTO, C. C. X. . The 2013 LAtin American Worshop in Econometrics. 2013. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Luis Alvarez Fantozzi. Endogenous Model of Network Formation. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Natália Marchi. Peer Effect in Socioemotional Abilites. Início: 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

2.
Gabriela Fonseca. Impacto do Programa Compasso. Início: 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luciana Neves Pires. O Impacto do Ensino Infantil sobre a Formação das Habilidades Cognitivas e Não-cognitivas. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

2.
Antonio José Negreiros Araújo. Impacto do Ensino Profissionalizante sobre o Desempenho Escolar no Brasil entre 1998 e 2011. 2016. Dissertação (Mestrado em Curso de mestrado em economia aplicada) - Universidade Federal de Juiz de Fora, . Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

3.
Lucas Iten Teixeira. Evidências empíricas das políticas de saneamento básico sobre indicadores de saúde para municípios brasileiros. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

4.
Arthur de Rezende Pinto. Restrição de crédito e decisão de investimento: evidências de racionamento de crédito ao setor informal da economia brasileira. 2010. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

Tese de doutorado
1.
Mirian Martins Ribeiro. Mortalidade Adulta segundo Características Socioeconômicas: uma proposta de investigação a partir do Censo Demográfico de 2010. 2017. Tese (Doutorado em Demografia) - Cedeplar, . Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

2.
Geraldo Andrade da Silva Filho. Avaliação Econômica do Piso Salarial do Professor. 2016. Tese (Doutorado em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV, . Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

3.
Elisenda Rentería Perez. Diferenciais Socioeconômicos na Mortalidade Adulta Feminina no Brasil. 2009. 2010. Tese (Doutorado em Demografia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

4.
Clarissa Guimarães Rodrigues. A dinâmica do desempenho escolar no ensino fundamental brasileiro enter 1995 e 2005: um estudo dos efeitos composição, produtividade e resíduo através do uso de decomposições contrafactuais.. 2008. Tese (Doutorado em Demografia) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Verena Dantas Oliveira Duplat Paiva. Uma análise do absenteísmo docente nas escolas estaduais paulistas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Economia) - Escola de Economia de São Paulo, FGV. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

2.
Bruno Vinicius Sanches Perdigão. Composição do gasto público e crescimento econômico dos municípios mineiro. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

3.
Samuel Alves Barbi Costa. Ciclos Políticos: uma investigação sobre a performance econômica brasileiro e sua relação com as eleições, 1985-2008. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

Orientações de outra natureza
1.
RAFAEL SILVA SAURA. Avaliação de políticas públicas em saúde: Programa de assistência farmacêutica para diabetes e hipertensão. 2012. Orientação de outra natureza. (Curso de Especialização e Atualização em Business) - Escola de Economia de São Paulo, FGV. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.

2.
DANILLO ARRUGA BERTOLOTTI. O gasto com itens destinados a educação na renda da nova classe média brasileira: Um estudo utilizando a Pesquisa de Orçamento Familiar. 2012. Orientação de outra natureza. (Curso de Especialização e Atualização em Business) - Escola de Economia de São Paulo, FGV. Orientador: Cristine Campos de Xavier Pinto.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
PINTO, CRISTINE. Panel Data (Duration and Quantile Models). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 10:19:43