Alvaro Gabriel Bianchi Mendez

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4087436154334680
  • Última atualização do currículo em 10/12/2018


Professor livre-docente; bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq ? Nível 2; diretor do Instituto de Filosofia em Ciências Humanas da Unicamp; coordenador do Laboratório de Pensamento Político (Pepol/Unicamp) e pesquisador associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos Sobre os Estados Unidos (INCT-Ineu). Mestre em Sociologia (2000), doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e visiting professor na Columbia University (2013). Membro do Comitê de Coordenação da International Gramsci Society e do corpo editorial dos periódicos: Cadernos AEL; Cadernos Cemarx; Lutas Sociais (PUCSP); Outubro e International Gramsci Journal. Atua na área de Ciência Política, com ênfase na história do pensamento político e da ciência política na Itália e nos Estados Unidos e pensamento político latino-americano. Foi diretor do Arquivo Edgard Leuenroth (2009-2017). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alvaro Gabriel Bianchi Mendez
Nome em citações bibliográficas
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Políticas.
Cidade Universitária Zeferino Vaz
Barão Geraldo
13081970 - Campinas, SP - Brasil - Caixa-postal: 6110
Telefone: (19) 37881573
URL da Homepage: http://www.ifch.unicamp.br/pos/cienciapolitica/index.php?texto=alvarobianchi&menu=menudocente


Formação acadêmica/titulação


2000 - 2004
Doutorado em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: O ministério dos industriais. A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo na crise das décadas de 1980 e 1990, Ano de obtenção: 2004.
Orientador: Prof Dr. Sebastião Carlos Velasco e Cruz.
Palavras-chave: Empresários; Federação das Indústrias do Estado de São Paulo; Ação coletiva; Política econômica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Conflitos e Coalizões Políticas.
1997 - 1999
Mestrado em Sociologia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Hegemonia em construção. A trajetória do Pensamento Nacional das Bases Empresariais,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Prof Dr Edmundo Fernandes Dias.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Desenvolvimento.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político.
1989 - 1996
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Pensamento e ação do empresariado brasileiro. O caso do Pensamento Nacional das Bases Empresariais.
Orientador: Prof Drª. Heloísa Helena Teixeira de Souza Martins.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Livre-docência


2013
Livre-docência.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Ciência Política / Ciência e Política: ensaios sobre o pensamento político nos Estados Unidos e na Itália, Ano de obtenção: 2013.
Palavras-chave: História da Ciência Política; Estados Unidos; Itália.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


1999 - 1999
Programa de Reciclagem Docente Metodologia de Pesq.
Universidade do Grande Abc, UNIABC, Brasil.
1992 - 1992
Extensão universitária em Textos Jornalísticos e a Língua Portuguesa. (Carga horária: 30h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1990 - 1990
Extensão universitária em Sociedade e Política no Brasil Contemporâneo. (Carga horária: 30h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Livre-docente, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2017 - Atual
Direção e administração, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Diretor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas.
3/2005 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria do Estado: a Hegemonia e suas Formas na Análise Gramsciana
Teoria Política Contemporânea I
3/2004 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pensamento Político Liberal
Pensamento Político Clássico
Pensamento Político de Antonio Gramsci
09/2010 - 6/2017
Direção e administração, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Arquivo Edgard Leuenroth.

Cargo ou função
Diretor de Unidade.
11/2005 - 11/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Publicações do IFCH ? Coordenador da Coleção Trajetórias.
06/2009 - 09/2010
Direção e administração, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Arquivo Edgard Leuenroth.

Cargo ou função
Diretor Adjunto.
11/2006 - 09/2009
Direção e administração, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Centro de Estudos Marxistas (Cemarx).

Cargo ou função
Diretor de Unidade.
10/2006 - 10/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Membro da Coordenação do Curso de Graduação em Ciências Sociais.

Universidade Metodista de São Paulo, UMESP, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 24

Atividades

8/2002 - 6/2004
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política
8/2001 - 6/2004
Ensino, Economia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política
8/2001 - 6/2004
Ensino, Jornalismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea: economia e política no pós guerra
História Contemporânea do Brasil: economia e política no Brasil contermporâneo
Teoria Política
8/2000 - 6/2004
Ensino, Publicidade e Propaganda, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política
História Contemporânea: economia e políticia no pós-guerra
História Contemporânea do Brasil: economia e política no Brasil contemporâneo
3/2003 - 11/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas, Curso de Jornalismo.

Cargo ou função
Relator da Comissão de Reformulação Curricular.

Universidade do Grande Abc, UNIABC, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2001
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 36

Atividades

9/2000 - 8/2001
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, .

Cargo ou função
Editor do Caderno UniABC de Turismo.
9/2000 - 8/2001
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, .

Cargo ou função
Supervisor Científico de curso de Turismo.
8/2000 - 8/2001
Ensino, Turismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia
8/1999 - 8/2001
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia do Direito I
Sociologia do Direito II
Metodologia da Pesquisa Científica
8/1998 - 8/1999
Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia I

Columbia University, COLUMBIA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor visitante


International Gramsci Society, IGS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Membro Comitê de Coordenação, Enquadramento Funcional: Membro Comitê de Coordenação



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Pensamento político conservador: Brasil e Estados Unidos
Descrição: Trata-se de projeto de pesquisa multidisciplinar e comparativo, que pretende mapear a constituição e as transformações de um moderno pensamento conservador no Brasil e nos Estados Unidos identificando as semelhanças e as diferenças existentes nestes dois diferentes contextos nacionais. Em uma primeira fase esse projeto deverá mapear a bibliografia existente e estabelecer um corpus documental a partir do qual diferentes estudos monográficos podem ser desenvolvidos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador / Rodrigo Duarte Fernandes dos Passos - Integrante / Érika Amusquivar - Integrante.

Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 2
2014 - Atual
Circulação e tradução: para uma história do pensamento político latino-americano
Descrição: A historia do pensamento tem dado grande atenção para o processo de constituição de diferentes tradições nacionais de imaginar a política. Nesses estudos enfatiza-se aquilo que há de particular em diferentes contextos nacionais e a maneira como essa particularidade se expressa em maneiras de pensar a política que não podem ser encontradas em outros países. Esta pesquisa enfatizará os processos de circulação e tradução das ideias políticas na América Latina, destacando os movimentos da internacionalização do pensamento político e os complexos problemas de migração de ideias e conceitos entre diferentes contextos nacionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador / Renato César Ferreira Fernandes - Integrante / Isabella Duarte Pereira Meucci - Integrante / Camila Massaro de Góes - Integrante.

Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 4
2013 - Atual
A ciência política entre dois mundos: investigação sobre a formação de uma disciplina nos Estados Unidos e na Itália
Descrição: A pesquisa aqui proposta tem por objetivo confrontar a afirmação dessas duas diversas tradições nacionais da ciência política na primeira metade do século XX, destacando as diversas noções de ciência e de política em torno das quais elas se organizam, bem como as diferentes respostas que deram aos problemas políticos de sua época. O propósito da investigação é identificar a diversidade das matrizes teóricas e institucionais que caracterizaram o nascimento da ciência política como uma disciplina acadêmica, bem como investigar um movimento de aproximação que ocorreu antes da segunda guerra mundial com a absorção de ideias provenientes da tradição elitista italiana pela tradição pluralista estadunidense, conformando um tipo de elitismo pluralista. O que se pretende é identificar as características principais que permitiriam afirmar a existência de tradições diversas de pensamento político e, a seguir, realizar um investigação sobre a absorção de teorias ou métodos produzidos em outros contextos nacionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2009 - Atual
Antonio Gramsci e a ciência política italiana
Descrição: Tomando como ponto de partida a idéia de que no começo do século XX em uma tradição nacional diversa do pensamento político ? a italiana ? teve lugar um projeto intelectual de conformação de uma nova Ciência Política, os objetivos desta pesquisa são: 1) fixar os traços característicos principais dessa tradição do pensamento político italiano tal como se consubstanciaram no começo do século XX; 2) reconstruir a história da afirmação dessa Ciência Política no começo do século XX investigando seus métodos e seu objeto; 3) identificar no âmbito dessa tradição o lugar ocupado pelo o pensamento político de Antonio Gramsci e verificar as soluções que este apresentou para os problemas apresentados pela Ciência Política italiana de sua época. Com isso pretende-se contribuir, em primeiro lugar para uma história da Ciência Política que valorize as diversidades nacionais e, em segundo lugar, para uma revalorização da contribuição gramsciana para a Ciência Política contemporânea..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador / Daniela Xavier Haj Mussi - Integrante / Renato César Ferreira Fernandes - Integrante / Rodrigo Duarte Fernandes dos Passos - Integrante / Sabrina Miranda Areco - Integrante / Érika Laurinda Amusquivar - Integrante.

Número de produções C, T & A: 20 / Número de orientações: 7
2006 - 2008
Estratégia do contratempo: Uma investigação sobre o conceito gramsciano de hegemonia
Descrição: A presente pesquisa tem por objetivo proceder à reconstrução crítica do pensamento gramsciano, e particularmente dos Quaderni del carcere, investigando o lugar ocupado pelo conceito de hegemonia. A primeira hipótese é a de que a reconstrução das formas de exercício da hegemonia na análise gramsciana implica em reconhecer as diferentes temporalidades que se fazem presentes no conjunto dos Quaderni. Para tal é necessário destacar: a) a não contemporaneidade existente no interior dessa obra entre o tempo histórico e o tempo do processo de produção teórica; b) a discordância dos tempos da herança histórico-nacional italiana e a herança histórico-internacional da Revolução Russa. A segunda hipótese que orientará este trabalho é a de que a valorização da complexidade diacrônica permite revelar a unidade existente no pensamento gramsciano entre: a) história, filosofia e política; b) estrutura e superestrutura; c) as dimensões nacional e internacional da política e da cultura; e d) Estado e sociedade civil. A terceira hipótese é a de que a percepção da discordância dos tempos histórico-internacional e histórico-nacional permitirá distinguir de modo preciso duas formas diferentes de realização da hegemonia no pensamento gramsciano: a) a hegemonia no sentido pleno da palavra, como direção política e cultural de uma classe revolucionária sobre o conjunto das classes subalternas; b) hegemonia restrita, como direção em um período histórico no qual a classe dominante já perdeu a capacidade de assimilar a seu projeto as classes subalternas. Esta investigação procura incorporar aos estudos gramscianos realizados no Brasil a rica metodologia genético-diacrônica que tem caracterizado recentes pesquisas na Itália..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador / Cláudio Reis - Integrante / Luciana Aparecida Aliaga de Oliveira - Integrante / Douglas Santos Alves - Integrante / Paula Berbert Ferreira Albino - Integrante / Tatiana Prado Vargas - Integrante / Leandro de Oliveira Galastri - Integrante / Tahís Mesquita Favoretto - Integrante / Adriano Nascimento Silva - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 19 / Número de orientações: 5
2005 - 2012
Marxismo e Teoria Política
Descrição: Com o Grupo de Pesquisa Marxismo e Teoria Política, pretendemos resgatar a reflexão a respeito dos complexos (e sempre problemáticos) vínculos dialéticos entre teoria e prática política, retornando à gênese dessa questão na tradição teórica fundada pela obra de Marx e Engels. Para realizar essa investigação teórica nos guiaremos por certas indagações que se colocam no âmbito da contemporaneidade. Hoje, em particular no campo hegemônico do chamado pensamento pós-moderno, a teoria da transformação política tem sido marginalizada, enquanto suposto projeto utópico. Caminhando em sentido contrário, pensamos que é preciso retornar à gênese primeira da teoria política agora negada, para estudar e refletir sobre os seus conceitos que têm sido obscurecidos (e supostamente teriam sido negados) pela imediatez histórica contemporânea. O Grupo de Pesquisa Marxismo e Teoria Política desenvolve suas atividades no âmbito do Centro de Estudos Marxistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), congregando professores, pesquisadores e estudantes de diversas universidades brasileiras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador / Lelita Oliveira Benoit - Integrante / Valério Arcary - Integrante / Renato César Ferreira Fernandes - Integrante / João Henrique Galvão - Integrante / Tatiana Prado Vargas - Integrante / Jeremias Pablo Telias Perez - Integrante / Maíra Machado Bichir - Integrante / Cíntia Tarifa Garcia - Integrante / Thaís Mesquita Favoretto - Integrante / Rodrigo Santaella Gonçalves - Integrante.

Número de produções C, T & A: 89 / Número de orientações: 9
2004 - 2006
Teorias da hegemonia
Descrição: A presente pesquisa tem por objetivo proceder ao estudo crítico das teorias mais influentes da hegemonia, procurando reconstruir um conceito capaz de articular as dimensões intra-nacionais e transnacionais da política. O conceito de hegemonia é compreendido, desse modo, como uma ponte conceitual entre uma teoria do Estado e uma teoria das Relações Internacionais. Não se trata de uma reconstrução lógica, mas de um exercício de teoria que se debruça sobre os materiais históricos da política contemporânea...
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: International Gramsci Journal
2010 - Atual
Periódico: Cadernos AEL
2006 - Atual
Periódico: Cadernos Cemarx
2004 - Atual
Periódico: Lutas Sociais (PUCSP)
1998 - Atual
Periódico: Outubro (São Paulo)


Revisor de periódico


1998 - Atual
Periódico: Outubro (São Paulo)
2006 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política
2007 - Atual
Periódico: Crítica Marxista (São Paulo)
2006 - Atual
Periódico: Cadernos Cemarx
2007 - Atual
Periódico: Opinião Pública (UNICAMP)
2011 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Historical Materialism
2014 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Brazilian Political Science Review


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política/Especialidade: Teoria Política Contemporânea.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Classes Sociais e Grupos de Interesse.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MUSSI, Daniela.2018MUSSI, Daniela. ; BIANCHI, Alvaro . Rise of the Radical Right. NACLA REPORT ON THE AMERICAS (1993), v. 50, p. 351-355, 2018.

2.
BIANCHI, Alvaro2017BIANCHI, Alvaro. A Difícil Institucionalização da Ciência Política Italiana: De Muratori a Mussolini. DADOS - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 60, p. 793-823, 2017.

3.
BIANCHI, Alvaro2017BIANCHI, Alvaro; MUSSI, Daniela . Antonio Gramsci, a cultura socialista e a revolução russa. Lua Nova (Impresso), v. 102, p. 267-298, 2017.

4.
BIANCHI, Alvaro2016BIANCHI, Alvaro. O Brasil dos gramscianos. Critica Marxista (São Paulo), v. 22, p. 117-132, 2016.

5.
BIANCHI, Alvaro2016BIANCHI, Alvaro. Pareto, Mosca e a metodologia de uma nova ciência política. Revista Brasileira de Ciência Política, p. 167-197, 2016.

6.
BIANCHI, Alvaro2015BIANCHI, Alvaro. Gramsci interprète du Brésil. Actuel Marx, v. 57, p. 96-111, 2015.

7.
BIANCHI, Alvaro2015BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Entre duas ameaças: a burocracia e a mercantilização da universidade. Margem Esquerda, v. 12, p. 36-42, 2015.

8.
BIANCHI, Alvaro2014BIANCHI, Alvaro. O conceito de estado em Max Weber. Lua Nova (Impresso), p. 79-104, 2014.

9.
BIANCHI, Alvaro2014BIANCHI, Alvaro. Lincoln, Marx e a guerra civil nos Estados Unidos. Outubro (São Paulo), v. 22, p. 201-226, 2014.

10.
BIANCHI, Alvaro2013BIANCHI, Alvaro; MUSSI, Daniela . II Principe e seus contratempos: De Sanctis, Croce e Gramsci. Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso), p. 11-42, 2013.

11.
MUSSI, Daniela2013MUSSI, Daniela ; BIANCHI, Alvaro . É o fim de um ciclo político no Brasil?. PUCviva Revista, v. 13, p. 58-61, 2013.

12.
BIANCHI, Alvaro2012BIANCHI, Alvaro. Octavio Brandão e o confisco da memória: nota à margem da história do comunismo brasileiro. Crítica Marxista (São Paulo), v. 34, p. 133-149, 2012.

13.
BIANCHI, Alvaro2012BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . La scienza politica di Pareto e Gramsci. Critica Marxista (Roma), v. 12, p. 89-96, 2012.

14.
BIANCHI, Alvaro2012BIANCHI, Alvaro. Octavio Brandão e il sequestro della memoria: note a margine della storia del comunismo brasiliano.. Historia Magistra, v. IV, p. 24-40, 2012.

15.
BIANCHI, Alvaro2012BIANCHI, Alvaro. É possível escrever a história recente dos trotskismos brasileiros?. Perseu: História, Memória e Política, v. 6, p. 361-381, 2012.

16.
BIANCHI, Alvaro2012BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Pareto e Gramsci: itinerários de uma ciência política italiana. ANÁLISE SOCIAL, v. XLVII, p. 322-342, 2012.

17.
BIANCHI, Alvaro2011BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Força e consenso como fundamentos do Estado: Pareto e Gramsci. Revista Brasileira de Ciência Política - RBCP, p. 17-36, 2011.

18.
BIANCHI, Alvaro2011BIANCHI, Alvaro. Political Science contra a democracia: a formação de uma tradição. Opinião Pública (UNICAMP. Impresso), v. 17, p. 75-101, 2011.

19.
BIANCHI, Alvaro2010BIANCHI, Alvaro. O marxismo fora do lugar. Politica & Sociedade, v. 9, p. 177-204, 2010.

20.
BIANCHI, Alvaro2009BIANCHI, Alvaro. El marxismo fuera del lugar. Realidad Económica, v. 39, p. 73-97, 2009.

21.
BRAGA, Ruy2008BRAGA, Ruy ; BIANCHI, Alvaro . 1968 e depois: os estudantes e a condição proletária. Outubro (São Paulo), v. 17, p. 15-40, 2008.

22.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2008BIANCHI, Alvaro. Lenin e a filosofia: notas para uma leitura metodológica. Antítese (Goiânia), v. 5, p. 136-150, 2008.

23.
Bianchi, Álvaro2007Bianchi, Álvaro. Empresários e ação coletiva: notas para um enforque relativo. Revista de Sociologia e Política, p. 195-213, 2007.

24.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007 BIANCHI, Alvaro. Gramsci além de Maquiavel e Croce: Estado e sociedade civil nos Quaderni del carcere. Utopía y Praxis Latinoamericana, v. 12, p. 25-55, 2007.

25.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007BIANCHI, Alvaro. Estado y sociedad civil en Gramsci. Herramienta (Buenos Aires), v. 34, p. 107-124, 2007.

26.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007BIANCHI, Alvaro. O laboratório de Gramsci. Primeira Versão (IFCH-UNICAMP), v. 136, p. 1-40, 2007.

27.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007BIANCHI, Alvaro. Democracia e revolução no pensamento de Marx e Engels (1847-1850). Outubro (São Paulo), v. 16, p. 109-143, 2007.

28.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007BIANCHI, Alvaro. Estratégia do contratempo: notas para uma pesquisa sobre o conceito gramsciano de hegemonia. Cadernos Cemarx, v. 4, p. 9-39, 2007.

29.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2007BIANCHI, Alvaro. O marxismo de Leon Trotsky: notas para uma reconstrução teórica. Idéias, v. 14, p. 57-99, 2007.

30.
Bianchi, Álvaro2007 Bianchi, Álvaro. Croce, Gramsci e a "autonomia da política". Revista de Sociologia e Política, p. 15-30, 2007.

31.
Bianchi, Álvaro2007Bianchi, Álvaro. Apresentação. Revista de Sociologia e Política, p. 7-13, 2007.

32.
BIANCHI, Alvaro2007BIANCHI, Alvaro. Uma teoria marxista do político? O debate Bobbio trent'anni doppo. Lua Nova (Impresso), v. 70, p. 39-82, 2007.

33.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2006BIANCHI, Alvaro. Constructing Hegemony: The Evolution of the Pensamento Nacional das Bases Empresariais. Latin American Perspectives, Riverside, CA, v. 33, n.3, p. 51-66, 2006.

34.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2006BIANCHI, Alvaro. Revolução passiva: o futuro do pretérito. Crítica Marxista (São Paulo), São Paulo, v. 23, n.23, p. 34-57, 2006.

35.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2006 BIANCHI, Alvaro. A mundanização da filosofia: Marx e as origens da crítica da política. Trans/Form/Ação, v. 29, p. 43-64, 2006.

36.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2006BIANCHI, Alvaro. Progresso e barbarie. Le trappole della scienza nella contemporaneità. Proteo (Roma), v. 06, p. 20-24, 2006.

37.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2005BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Brazil: The Lula Government and Financial Globalization. Social Forces, Chapel Hill, v. 83, n.4, p. 1745-1762, 2005.

38.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2005BIANCHI, Alvaro. Progresso e barbárie: as armadilhas da ciência na contemporaneidade. Outubro (São Paulo), São Paulo, n.13, p. 79-94, 2005.

39.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2005BIANCHI, Alvaro. Apresentação de um esboço bibliográfico: Trotsky em Português. Cadernos Arquivo Edgard Leuenroth (UNICAMP), v. 12, p. 323-416, 2005.

40.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2004BIANCHI, Alvaro. Neoliberismo di guerra e ordine mondiale. Proteo (Roma), Roma, v. 04, n.1, p. 65-71, 2004.

41.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2004BIANCHI, Alvaro. Brasile: dove è andata a finire la speranza. Proteo (Roma), Roma, v. 04, n.2, p. 98-104, 2004.

42.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2004BIANCHI, Alvaro. Resenha de Gramsci, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999-2002, 6v.. Outubro (São Paulo), São Paulo, v. 10, n.10, p. 134-141, 2004.

43.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2004BIANCHI, Alvaro. Reseña de Ruy Braga. La nostalgia del fordismo. Modernización y crisis en la teoría de la sociedad salarial. Herramienta (Buenos Aires), Buenos Aires, v. 27, n.27, p. 177-180, 2004.

44.
BIANCHI, Alvaro2004BIANCHI, Alvaro. Uma crítica à economia política da terceira via. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n.23, p. 179-184, 2004.

45.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2004BIANCHI, Alvaro. Estado e empresários na América Latina (1980-2000). Antropolítica (UFF), Niterói, v. 16, n.16, p. 101-122, 2004.

46.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Da lógica da diferença à lógica estatal. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, Maringá, v. III, n.24, p. 1, 2003.

47.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro. Hegemonia em tempos de cólera: a difícil construção de uma ordem mundial. Outubro (São Paulo), São Paulo, v. 8, n.8, p. 97-116, 2003.

48.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro. I nuovi crociati: crisi organica e nuovo ordine mondiale. Proteo (Roma), Roma, v. 03, n.1, p. 94-99, 2003.

49.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro. Lukács, Gramsci e a crítica ao Ensaio popular de Bukharin. Universidade e Sociedade (Brasília), Brasília, v. XIII, n.30, p. 182-187, 2003.

50.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Le PT au pouvoir: la gauche brésilienne et le social-libéralisme. Carré Rouge (Paris), Paris, v. 26, n.26, p. 49-60, 2003.

51.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Capitalismo patrimonial nos trópicos? Terceira via e governo Lula. Universidade e Sociedade (Brasília), Brasília, v. XIII, n.31, p. 205-216, 2003.

52.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro. Il movimento dei lavoratori tra la speranza per il futuro e la gestione del presente. Proteo (Roma), Roma, v. 03, n.2-3, p. 188-201, 2003.

53.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2003BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . La izquiera brasileña y el gobierno Lula. Entre la esperanza en el futuro y la administración del presente. Desde Los 4 Puntos, México D.F., v. 55, n.55, p. 2-16, 2003.

54.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2002BIANCHI, Alvaro. Os neocruzados: a guerra no Afeganistão e a nova ordem mundial. Outubro (São Paulo), São Paulo, n.6, p. 31-46, 2002.

55.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2002BIANCHI, Alvaro. Os empresários e a eleição de 2002. Revista Eletrônica Espaço Acadêmico, Maringá, v. I, n.8, 2002.

56.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2002BIANCHI, Alvaro. Crise, política e economia no pensamento gramsciano. Revista Novos Rumos, São Paulo, v. 36, n.36, p. 28-37, 2002.

57.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2002BIANCHI, Alvaro. Dal PCB al PT: continuità e rotture della sinistra brasiliana. Proteo (Roma), Roma, v. 02, n.3, p. 84-90, 2002.

58.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2002BIANCHI, Alvaro. Temas e problemas nos projetos de pesquisa. Estudos de Sociologia (São Paulo), Araraquara, v. 7/8, n.13/14, p. 75-91, 2002.

59.
BIANCHI, Alvaro2001BIANCHI, Alvaro. Crise e representação empresarial: o surgimento do pensamento nacional das bases empresariais. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n.16, p. 123-142, 2001.

60.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2001BIANCHI, Alvaro. Do PCB ao PT: continuidades e rupturas na esquerda brasileira. Marxismo Vivo, São Paulo, v. 4, n.4, p. 106-116, 2001.

61.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2001BIANCHI, Alvaro. Empresários e as eleições de 2002. Conjuntura Política, Belo Horizonte, v. 32, n.32, p. 1, 2001.

62.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2001BIANCHI, Alvaro. Del PCB al PT: continuidades y rupturas de la izquierda brasileña. Marxismo Vivo En Español, São Paulo, v. 4, n.4, p. 100-110, 2001.

63.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2001BIANCHI, Alvaro. Editorial. Caderno UniABC, Santo André, v. III, n.15, p. 5-6, 2001.

64.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2001BIANCHI, Alvaro. From PCB to PT: continuities and ruptures on the Brazilian left. Marxism Alive, São Paulo, v. 4, n.4, p. 1, 2001.

65.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro2000BIANCHI, Alvaro. O primado da política: revolução permanente e transição. Outubro (São Paulo), São Paulo, v. 5, n.5, p. 101-115, 2000.

66.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro1999BIANCHI, Alvaro. Sobre alguns temas em Walter Benjamin. Caderno UniABC, Santo André, v. 1, n.10, p. 16-32, 1999.

67.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro1998BIANCHI, Alvaro. O espectro do Manifesto. A propósito dos 150 anos de uma teoria da ação revolucionária. Outubro (São Paulo), São Paulo, v. 1, n.1, p. 33-44, 1998.

68.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro1996BIANCHI, Alvaro. O que estava em jogo na greve dos petroleiros? Neoliberalismo e resistência operária no governo FHC. Plural (USP), São Paulo, v. 3, n.3, p. 82-101, 1996.

69.
BIANCHI, Alvaro;Bianchi, Álvaro1993BIANCHI, Alvaro. A reforma do reformismo. Desafio, São Paulo, v. 2, n.3/4, p. 11-15, 1993.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BIANCHI, Alvaro. Arqueomarxismo: comentários sobre o pensamento socialista. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2012. 227p .

2.
BIANCHI, Alvaro. Um ministério dos industriais: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo na crise das décadas de 1980 e 1990. Campinas: Unicamp, 2010. 288p .

3.
BIANCHI, Alvaro. Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008. 126p .

4.
BIANCHI, Alvaro. O laboratório de Gramsci: filosofia, história e política. São Paulo: Alameda, 2008. 318p .

5.
BIANCHI, Alvaro. Trotsky em Português: esboço bibliográfico. Campinas: IFCH/Unicamp, 2005. 102p .

6.
BIANCHI, Alvaro. Hegemonia em construção. A trajetória do Pensamento Nacional das Bases Empresariais. 1. ed. São Paulo: Xamã, 2001. v. 1. 174p .

Capítulos de livros publicados
1.
BIANCHI, Alvaro. Prefácio. In: Sabrina Areco. (Org.). Passado presente: a Revolução Francesa no pensamento de Gramsci. 1ed.Curitiba: Appris, 2018, v. , p. 5-7.

2.
BIANCHI, Alvaro; MELLO, D. . Donald Trump é fascista?. In: Ronaldo de Almeida; Rodrigo Toniol. (Org.). Conservadorismo, fascismos e fundamentalismos. 1ed.Campinas: Unicamp, 2018, v. , p. 67-86.

3.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Depois de junho: qual o futuro para uma esquerda pós-petista. In: Luís Felipe Miguel; Flávia Biroli. (Org.). Encruzilhadas da democracia. 1ed.Porto Alegre: Zouk, 2017, v. , p. 65-88.

4.
BIANCHI, Alvaro. Prefácio. In: Rodrigo Duarte Fernandes dos Passos; Sabrina Areco. (Org.). Gramsci e seus contemporâneos. 1ed.Marilia; São Paulo: Oficina Universitária; Cultura Acadêmica, 2017, v. , p. 9-13.

5.
BIANCHI, Alvaro. Igualdade em contexto: discurso e teoria política. In: MIGUEL, Luís Felipe; BIROLI, Flávia; MARQUES, Danusa; MACHADO, Carlos. (Org.). A democracia face as desigualdades: problemas e horizontes. 1ed.São Paulo: Alameda, 2015, v. , p. 21-40.

6.
BIANCHI, Alvaro. Buckley Jr, Kirk e o renascimento do conservadorismo nos Estaods Unidos. In: Velasco e Cruz, Sebastião; Kaysel, André; codas, Gustavo. (Org.). Direita, volver! O retorno da direita e o ciclo político brasileiro. 1ed.São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2015, v. , p. 247-250.

7.
BIANCHI, Alvaro; MUSSI, Daniela . Il Principe y sus contratiempos: De Sanctis, Croce y Gramsci. In: Massimo Modonesi. (Org.). Horizontes gramscianos: estudios en torno del pensamiento de Antonio Gramsci. 1ed.México D.F.: Facultad de Ciencias Políticas y Sociales, UNAM, 2013, v. , p. 149-182.

8.
BIANCHI, Alvaro. Antonio Gramsci e a ciência política italiana. In: Giovanni Semeraro, Marcos Marques de Oliveira, Percival Tavares da Silva, Sônia Nogueira Leitão. (Org.). Gramsci e os movimentos populares. 1ed.Niterói: UFF, 2011, v. , p. 189-200.

9.
BIANCHI, Alvaro. Prefácio. In: Maria Cecília Manzoli Turatti. (Org.). Antropologia, economia e marxismo: uma visão crítica. 1ed.São Paulo: Alameda, 2011, v. , p. 9-18.

10.
BIANCHI, Alvaro. Gramsci in Brasile. In: Dora Kanoussi; Giancarlo Schirru; Giuseppe Vacca. (Org.). Studi gramsciani nel mondo: Gramsci in America Latina. Milano: Il Mulino, 2011, v. , p. 131-150.

11.
BIANCHI, Alvaro. América Latina: o marxismo fora do lugar. In: Luciana aliaga, Henrique Amorim, Paula Marcelino. (Org.). Marxismo: teoria, história e política. São Paulo: Alameda, 2011, v. , p. 59-82.

12.
BIANCHI, Alvaro. Reencontrando o comunismo da emancipação. In: Francisco de Oliveira; Ruy Braga; Cibele Rezek. (Org.). Hegemonia às avessas. São Paulo: Boitempo, 2010, v. , p. 330-342.

13.
BIANCHI, Alvaro. Democrazia e rivoluzione in Marx ed Engels. Quaderni Materialisti: Marx, lo spetro bussa ancora. Milano: Ghibli, 2009, v. 7/8, p. 49-67.

14.
BIANCHI, Alvaro. É preciso combater o macarthismo na Universidade. Entrevista. In: Alvaro Bianchi. (Org.). Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008, v. , p. 13-19.

15.
BIANCHI, Alvaro; CARNEIRO, Henrique ; BRAGA, Ruy . O movimento estudantil e as ocupações. In: Alvaro Bianchi. (Org.). Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008, v. , p. 21-27.

16.
BIANCHI, Alvaro. O que é a "pesquisa operacional"?. In: Alvaro Bianchi. (Org.). Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008, v. , p. 45-59.

17.
BIANCHI, Alvaro. Autonomia universitária como projeto. In: Alvaro Bianchi. (Org.). Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008, v. , p. 61-86.

18.
BIANCHI, Alvaro. Trazendo o Estado de volta para a teoria: o debate Poulantzas-Miliband revisitado. In: Paulino José Orso e Isaura Monica Souza Zanardini. (Org.). Estado, educação e sociedade capitalista. 1ed.Cascavel: Edunioeste, 2008, v. , p. 39-56.

19.
BIANCHI, Alvaro. Emergência e contestação. In: BIANCHI, Alvaro. (Org.). Transgressões: as ocupações estudantis e a crise das universidades. São Paulo: Sundermann, 2008, v. , p. 87-115.

20.
BIANCHI, Alvaro. Historia da Revolução Russa: Trotsky como historiador. In: David Maciel; Cláudio Maia; Antonio Henrique Lemos. (Org.). Revolução Russa: processos, personagens e influências. Goiânia: Cepec, 2007, v. , p. 307-315.

21.
BIANCHI, Alvaro. O complexo Fiesp-Ciesp entre dois liberalismos. In: Denise Gros; Ignacio Delgado; Otavio Dulci; Paola Cappellin. (Org.). Empresas e grupos empresariais: atores sociais em transformação. Juiz de Fora: UFJF, 2005, v. , p. 279-300.

22.
BIANCHI, Alvaro. A revolução fora do tempo. Marx e Engels em 1848. In: Osvaldo Coggiola. (Org.). Ontem & hoje: Manifesto Comunista. Trabalhos apresentados durante as comemorações dos 150 anos do Manifesto Comunista. 1ed.São Paulo: Xamã Editora, 1999, v. , p. 29-57.

23.
BIANCHI, Alvaro. Neoliberalismo e resistência operária no governo FHC. In: VVAA. (Org.). A crise brasileira e o governo FHC. 1ed.São Paulo: Xamã Editora, 1997, v. 1, p. 105-121.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BIANCHI, Alvaro. Um sardo no mundo grande e terrível. Cult, São Paulo, p. 26 - 30, 01 abr. 2017.

2.
BIANCHI, Alvaro. Um retrato de Lívio Abramo. Cult, São Paulo, p. 31, 01 abr. 2017.

3.
BIANCHI, Alvaro. Realismo e política. Cult (São Paulo), São Paulo, p. 50 - 52, 01 nov. 2009.

4.
BIANCHI, Alvaro. Gramsci e as ciências sociais brasileiras. Sociologia (São Paulo. 2006), São Paulo, p. 38 - 45, 01 set. 2009.

5.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Um conto de duas universidades. Cult (São Paulo), São Paulo, p. 53 - 55, 05 ago. 2009.

6.
BIANCHI, Alvaro. A crise financeira é a crônica de uma morte anunciada. IHU On Line - Revista do Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, p. 9 - 11, 20 out. 2008.

7.
BIANCHI, Alvaro. Jean Pierre Vernant, um helenista nas barricadas. Cult, São Paulo, p. 40 - 43, 01 jul. 2008.

8.
BIANCHI, Alvaro. A fera amansada. Rubra, Lisboa, p. 20 - 21, 01 jun. 2008.

9.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Entrevista: Erik Olin Wright e Michael Burawoy. Cult, São Paulo, p. 61 - 64, 01 mar. 2008.

10.
BIANCHI, Alvaro. Desafios, limites e novas pistas no retorno de Marx. Jornal da Unicamp, Campinas, p. 2 - 2, 25 nov. 2007.

11.
BIANCHI, Alvaro. Leon Trotsky e a "História da Revolução Russa". Opinião Socialista, São Paulo, p. 12, 11 out. 2007.

12.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy . Entrevista com István Mészáros: um anticapitalista excepcional. Cult, São Paulo, p. 12 - 15, 01 out. 2007.

13.
BIANCHI, Alvaro. Uma análise crítica da escola regulacionista. Sociologia (São Paulo. 2006), São Paulo, , v. 8, p. 36 - 37, 01 ago. 2007.

14.
BIANCHI, Alvaro. PT 27 anos: Só a sigla continua a mesma. Opinião Socialista, São Paulo, p. 10, 15 fev. 2007.

15.
BIANCHI, Alvaro. Representação e transformismo. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, , v. Idéias, p. 7, 08 maio 2005.

16.
BIANCHI, Alvaro. Objeto de estudo. Folha Popular, Lençois Paulistas, p. A4, 23 abr. 2005.

17.
BIANCHI, Alvaro. O PT e a foto apagada. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. A11, 30 mar. 2005.

18.
BIANCHI, Alvaro. Vitória de Skaf consolida aliança de Lula e empresários. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 191, p. 5, 16 set. 2004.

19.
BIANCHI, Alvaro. O social-liberalismo chega aos trópicos. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 157, p. 10, 22 ago. 2003.

20.
BIANCHI, Alvaro. Militarismo, hegemonia e ordem mundial. Diário do Grande ABC, São Bernardo do Campo, p. E-4 - E-4, 23 mar. 2003.

21.
BIANCHI, Alvaro. Trotsky para o século XXI. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 138, p. 12 - 12, 26 set. 2002.

22.
BIANCHI, Alvaro. Se estivermos todos juntos, contra quem vamos lutar?. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 133, p. 11 - 11, 13 jun. 2002.

23.
BIANCHI, Alvaro. Manifesto ainda incomoda muita gente. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 49, p. 10, 23 fev. 1998.

24.
BIANCHI, Alvaro. Fundos especulam com dinheiro do trabalhador. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 33, p. 5, 23 maio 1997.

25.
BIANCHI, Alvaro. Artistas unem-se à luta pela reforma agrária. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 32, p. 5, 23 abr. 1997.

26.
BIANCHI, Alvaro. Rússia: Máfias e mercado livre. Suplemento Opinião Socialista, São Paulo, , v. 1, p. 3, 18 fev. 1997.

27.
BIANCHI, Alvaro. Rússia: a miséria do capitalismo. Suplemento Opnião Socialista, São Paulo, , v. 1, p. 1, 18 fev. 1997.

28.
BIANCHI, Alvaro. Rússia: empresários no poder. Suplemento Opinião Socialista, São Paulo, , v. 1, p. 2, 18 fev. 1997.

29.
BIANCHI, Alvaro. Marketing eleitoral substitui política. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 103, p. 10.

30.
BIANCHI, Alvaro. Internacionalismo para o século 21. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 102, p. 13.

31.
BIANCHI, Alvaro. Colonização promoveu genocídio dos índios. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 77, p. 4.

32.
BIANCHI, Alvaro. Exploração colonial faz 500 anos. Opiniião Socialista, , v. 75, p. 9.

33.
BIANCHI, Alvaro. Liga dos Comunistas adotou as idéias de Marx. Opinião Socialista, São Paulo, , v. 50, p. 9.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MUSSI, Daniela ; BIANCHI, Alvaro . O Ser e o Dever‐ser da Política: Maquiavel, De Sanctis, Gramsci e o realismo popular. In: Marx e o Marxismo 2011: teoria e prática, 2011, Niterói. Anais do Colóquio Nacional Marx e o Marxismo 2011: teoria e prática. Niterói: NIEP-Marx, 2011.

2.
BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Pareto e Gramsci: duas perspectivas sobre a força e o consenso como fundamentos do Estado. In: 33º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2009, Caxambu. Anais do 33º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo: Anpocs, 2009.

3.
BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Pareto e Gramsci: itinerários de uma ciência política italiana. In: 6º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2008, Campinas. Programação do 6º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2008.

4.
BIANCHI, Alvaro. Marx e a crítica da política (1843-1844). In: 5º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2006, Belo Horizonte. 5º Encntro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2006.

5.
BIANCHI, Alvaro. Existe uma teoria marxista da política? O debate-Bobbio trent'anni doppo. In: 4º Colóquio Marx e Engels, 2005, Campinas. Anais do 4º colóquio Marx e Engels, 2005.

6.
BIANCHI, Alvaro. A luta por um projeto empresarial. As eleições de 1992 no complexo FIESP- CIESP. In: 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política, 2004, Rio de Janeiro. 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política ? Programa. Rio de Janeiro: ABCP, 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BIANCHI, Alvaro. Mosca, Pareto, Gramsci e a ciência política italiana. In: 34º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2010, Caxambu. Programa e resumos: 34. Encontro Anual da Anpocs. Caxambu: Anpocs, 2010. p. 96-97.

2.
BIANCHI, Alvaro; MUSSI, Daniela . Realismo e política no Risorgimento italiano. In: 7. Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2010, Recife. Anais do 7. Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2010.

3.
BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Pareto e Gramsci: duas perspectivas sobre a força e o consenso como fundamentos do Estado. In: 33. Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2009, Caxambu. Programa e resumos: 33. Encontro Anual da Anpocs. São Paulo: Anpocs, 2009. p. 124-125.

4.
BIANCHI, Alvaro. Trazendo o Estado de volta para a teoria: o debate Miliband-Poulantzas revisitado. In: 31ºEncontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2007. Programa e Resumos do 31º Encontro Anual da Anpocs. São Paulo: Anpocs, 2007. p. 100.

5.
BIANCHI, Alvaro. A luta por um projeto empresarial. As eleições de 1992 no complexo FIESP- CIESP. In: 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política, 2004, Rio de Janeiro. Programa 4º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política, 2004. p. 52-53.

6.
BIANCHI, Alvaro. Neocorporativismo forever? A renovação dos pactos sociais na Europa (1992-1998). In: XI Congresso Brasileiro de Sociologia, 2003, Campinas. XI Congresso Brasileiro de Sociologia. Programação e eventos, 2003. p. 92-93.

7.
BIANCHI, Alvaro. Estado e empresários na América Latina. In: XI Congresso Brasileiro de Sociologia, 2003, Campinas. XI Congresso Brasileiro de Sociologia. Programação e resumos, 2003. p. 93.

8.
BIANCHI, Alvaro. Retorno a Gramsci: para uma crítica das teorias contemporâneas da sociedade civil. In: XII Congresso nacional dos Sociólogos, 2002, Curitiba. Anais do XII Congresso Nacional dos Sociólogos. A profissão do sociólogo numa era de incertezas, 2002. p. 10-11.

9.
BIANCHI, Alvaro. Quando velhos personagens entram em cena: discutindo as causas do associativismo empresarial latino-americano nas décadas de 1980 e 1990. In: III Workshop Empresa, Empresários e Sociedade, 2002, Curitiba. III Workshop Empresa, Empresários e Sociedade. Caderno de resumos das comunicações. Curitiba, 2002. p. 10-10.

10.
BIANCHI, Alvaro. A idéia de revolução permanente no pensamento de Marx e de Engels. In: 6º Congresso de Produção Científica da Universidade Metodista de São Paulo, 2002, São Bernardo do Campo. 6º Congresso de Produção Científica da Universidade Metodista de São Paulo. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2002.

11.
BIANCHI, Alvaro. Pensamento e ação do empresariado brasileiro: o caso do Pensamento Nacional das Bases Empresariais. In: IV Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 1996, São Paulo. IV Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1996. v. 1. p. 381-381.

Artigos aceitos para publicação
1.
BIANCHI, Alvaro. Gramsci, Croce e a história política dos intelectuais. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS SOCIAIS (IMPRESSO), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
BIANCHI, Alvaro. Contextualizando Skinner. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BIANCHI, Alvaro. Mosca, Pareto, Gramsci e a ciência política italiana. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BIANCHI, Alvaro; ALIAGA, Luciana . Pareto e Gramsci: duas perspectivas sobre a força e o consenso como fundamentos do Estado. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
BIANCHI, Alvaro. Sociedade civil e hegemonia. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
BIANCHI, Alvaro. A mundanização da filosofia: Marx e a crítica da política. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
BIANCHI, Alvaro. Existe uma teoria marxista da política?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BIANCHI, Alvaro. Democracia e revolução no pensamento de Marx e Engels (1847-1851). 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BIANCHI, Alvaro. Existe uma teoria marxista da política?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
BIANCHI, Alvaro. Comentário a Cultura ilhada - Imprensa e Revolução Cubana (1959-1961). 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
BIANCHI, Alvaro. Comentário a Os prismas de Gramsci: a fórmula política da frente única (1919-1926). 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
BIANCHI, Alvaro. A economia da destruição. Mundialização e guerra. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BIANCHI, Alvaro. Lenin, os sindicatos e a construção do socialismo. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BIANCHI, Alvaro. O marxismo de Lenin. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BIANCHI, Alvaro. A guerra dos deuses e o consenso normativo: diálogo com Weber e Habermas. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
BIANCHI, Alvaro. Quando velhos personagens entram em cena: ajuste estrutural e associações empresariais na América Latina. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BIANCHI, Alvaro. A teoria da revolução permanente em Marx e Engels. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
BIANCHI, Alvaro. A Área de Livre Comércio das Américas. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
BIANCHI, Alvaro. Empresários e Eleições. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
BIANCHI, Alvaro. Sistemas partidário e eleitoral no Brasil contemporâneo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
BIANCHI, Alvaro. A Internet como Ferramenta de Pesquisa. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
BIANCHI, Alvaro. Quando novos personagens entram em cena: Discutindo as causas do associativismo empresarial latino-americano nas décadas de 1980 e 1990. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
BIANCHI, Alvaro. Sistemas partidário e político no Brasil contemporâneo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
BIANCHI, Alvaro. Alca e recolonização. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
BIANCHI, Alvaro. Hegemonia em construção. A trajetória do PNBE. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
BIANCHI, Alvaro. Império, Terror e Guerra. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
BIANCHI, Alvaro. Do PCB ao PT: continudades e rupturas na esquerda brasileira. 2001. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
BIANCHI, Alvaro. Conjuntura política. Eleições 2000. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
BIANCHI, Alvaro. O primado da política: revolução permanente e transição. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
BIANCHI, Alvaro. A conjuntura nacional e as eleições de 1998. 1998. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
BIANCHI, Alvaro. Neoliberalismo e os trabalhadores. 1998. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

31.
BIANCHI, Alvaro. O Manifesto Comunista 150 anos depois. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
BIANCHI, Alvaro. A conjuntura nacional e a sucessão presidencial. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
BIANCHI, Alvaro. Marx e Engles em 1848. 1998. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

34.
BIANCHI, Alvaro. Pensamento e Ação do Empresariado Brasileiro. O caso do Pensamento Nacional das Bases Empresariais. 1996. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
BIANCHI, Alvaro. Antonio Gramsci. Americanismo e fordismo. São Paulo: Hedra, 2008 (Notas e revisão técnica).

2.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 15 2007 (Edição de revista).

3.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 16 2007 (ed).

4.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 13 2006 (Edição de revista).

5.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 14 2006 (Edição de revista).

6.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 12 2005 (Edição de revista).

7.
BIANCHI, Alvaro. Identidade e diversidade no pensamento de Gramsci. Prefácio. São Paulo: Xamã, 2005. (Tradução/Outra).

8.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 10 2004 (Edição de revista).

9.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 11 2004 (Edição de revista).

10.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 8 2003 (Edição de revista).

11.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 9 2003 (Edição de revista).

12.
BIANCHI, Alvaro. Paradoxos do presente e lições de Marx. São Paulo: Outubro, 2003. (Tradução/Artigo).

13.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 6 2002 (Edição de revista).

14.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 7 2002 (Edição de revista).

15.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 5 2001 (Edição de revista).

16.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 4 2000 (Edição de revista).

17.
BIANCHI, Alvaro. A crise estrutural do capital. São Paulo: Outubro, 2000. (Tradução/Artigo).

18.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 3 1999 (Edição de revista).

19.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 2 1998 (Edição de revista).

20.
BIANCHI, Alvaro; BRAGA, Ruy ; AMARAL, Ângela . Revista Outubro n. 1 1998 (Edição de revista).

21.
BIANCHI, Alvaro. Significado histórico e atualidade do Manifesto Comunista. São Paulo: Xamã/Secretaria Nacional de Formação Política-PT, 1998. (Tradução/Artigo).

22.
BIANCHI, Alvaro. Uma leitura do Manifesto 150 anos depois. São Paulo: Xamã/Secretaria Nacional de Formação Política-PT, 1998. (Tradução/Artigo).

23.
BIANCHI, Alvaro. Aprendendo a curvar-se. Pós-fordismo e determinismo tecnológico.. São Paulo: Outubro, 1998. (Tradução/Artigo).

24.
BIANCHI, Alvaro. América Latina: a esquerda, passado e futuro. São Paulo: Xamã, 1998. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
BIANCHI, Alvaro. Parecer para Oficina Universitária Unesp. 2006.

2.
BIANCHI, Alvaro. Parecer para seleção de periódicos da coleção SciELO Brasil. 2005.

3.
BIANCHI, Alvaro. Parecer para Universidade Federal do Paraná. Programa de Iniciação Científica 2004/2005. 2004.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BIANCHI, Alvaro. Perfil Literário. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
BIANCHI, Alvaro. A política e o exercício do jornalismo político. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BIANCHI, Alvaro. 1º Workshop de Metodologia da Pesquisa Científica. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
BIANCHI, Alvaro. Pensamento e ação do empresariado brasileiro. A trajetória do PNBE. Relatório Final de Iniciação Científica. 1996. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
BIANCHI, Alvaro. Entrevista. Eleições 2006. 2006.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
TAVARES, F. M. M.; MACIEL, D.; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Sérgio Mendonça Benedito. Hegemonia em transição: um estudo histórico-político sobre o campo da esquerda no Brasil contemporâneo (2003-2018). 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

2.
BIANCHI, Alvaro; REGO, Walquíria Leão. Participação em banca de Lucas Suárez de Oliveira Tozo. O pluralismo em John Rawls e Isaiah Berlin. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
BIANCHI, Alvaro; SOUZA, N. R.. Participação em banca de Fabiane Helene Valmore. Ciência política no Brasil: a percepção dos editores de periódicos científicos nacionais e a produção publicada (2005-2014). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

4.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Richard de Oliveira Martins.. A regulamentação do direito de tendências no Partido dos Trabalhadores (1986-1992). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Isabella Duarte Pinto Meucci. A Revolução Cubana e o movimento trotskista na América Latina. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
BIANCHI, Alvaro; REGO, Walquíria Leão; RICUPERO, Bernardo. Participação em banca de Sydnei Ulisses de Melo Junior. Mito e religião no pensamento político de José Carlos Mariátegui. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Vinicius Almeida Ribeiro de Miranda. Dois trotskismos num partido de massas : as trajetórias das organizações Democracia Socialista e Convergência Socialista no PT de 1978 a 1992. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

8.
ANTUNES, Ricardo; NOVAES, Henrique; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Michelangelo Marques Torres. Cidadania do capital? A intervenção social das corporações emrpesariais no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

9.
BIANCHI, Alvaro; BOITO JR, Armando; SANTOS, Theotonio dos. Participação em banca de Maíra Machado Bichir. A problemática da dependêcia: uma análise da vertente marxista da dependência. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

10.
BOITO JR, Armando; NOVELLI, José Marcos Nayme; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Rodolfo Palazzo Dias. Organização e posicionamento político dos bancos no governo Lula. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

11.
GALVÃO, Andréia; GRACIOLLI, Edilson José; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Raphael Amorim Machado. O desenvolvimento do Instituto Ethos e o campo da responsabilidade social empresarial no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

12.
GALVÃO, Andréia; MARINGONI, Gilberto; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Pedro Henrique de Moraes Cicero. Revolução Bolivariana e lutas sociais : o confronto político nos primeiros anos do governo Hugo Chávez Frías. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

13.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Douglas Santos Alves. Neoliberalismo, democracia e crise na America Latina : a genese do Argentinazo (1976-2001). 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

14.
BIANCHI, Alvaro; MIGLIOLI, Jorge; NAVES, Marcio Bilharinho. Participação em banca de Felipe Guilherme Gava Cardoso. Divisião do trabalho partidário: organização em Lenin. 2007. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

15.
MORAES, Reginaldo Carmello Correa de; KOERNER, Andrei; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Cristiane Sanches de Souza Correa. Os regimes de investimento direto estrangeiro no Brasil: regulação e política externa nacional. 2007. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Estadual de Campinas.

16.
CRUZ, Sebastião Velasco e; MANCUSO, Wagner Pralon; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Gilson Rodrigues de Almeida. Dilemas da ação coeltiva: prestadoras de serviços mercantis e legislação tributária no Brasil contemporâneo. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

17.
BIANCHI, Alvaro; BOITO JR, Armando; SAMPAIO JR, Plínio de Arruda. Participação em banca de Danilo Enrico Martuscelli. A crise do governo Collor e o PT. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

18.
BIANCHI, Alvaro; BEIRED, José Luís Bendicho; DEL ROIO, Marcos. Participação em banca de Cláudio Reis. Gramsci como tradutor da nação: uma análise sobre seus textos de 1910-1926. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

19.
BIANCHI, Alvaro; KUGELMAS, Eduardo; CRUZ, Sebastião Velasco e. Participação em banca de Luis Fernando Vitagliano. A CEPAL no fim do milênio: a resposta aos programas de ajustes neoliberais. 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

20.
BIANCHI, Alvaro; CORNELLI, Gabriele. Participação em banca de José Roberto Saccomani. Globalização e políticas públicas. 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional Em Administração) - Universidade Metodista de Piracicaba.

21.
BIANCHI, Alvaro; SEGNINI, Liliana; BOITO JR, Armando. Participação em banca de Eleonora Frenkel Barretto. Desemprego e (des)mobilização política: a luta do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região. 2004. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Teses de doutorado
1.
MARTINS, L. R.; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Clara de Freitas Figueiredo. Fotografia: Entre Fato e Farsa (URSS-Itália, 1928-1934). 2018. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade de São Paulo.

2.
ORTIZ, R. J. P.; ALMEIDA, L. C. D. P. O.; RAMOS, M. L. B.; RIDENTI, M. S.; Bianchi, Álvaro. Participação em banca de Marcelo Ribeiro Vasconcelos. O Exílio de Mario Pedrosa nos Estados Unidos e os New York Intellectuals: Abstracionismo na Barbárie. 2018. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
BIANCHI, Alvaro; DEL ROIO, Marcos; CRUZ, A. K. V. E.; MUSSI, Daniela. Participação em banca de Érika Laurinda Amusquivar. Antonio Gramsci e a Geopolítica: teoria e história. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

4.
BIANCHI, Alvaro; ALMEIDA, R. R. M.. Participação em banca de Carlos Andrade Rivas Gutierrez. A reflexividade evangélica a partir da produção crítica e construção de projetos de vida na Igreja Universal do Reino de Deus. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
SEGNINI, Liliana; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de José Carlos Mendonça. Autonomia proletária e contrarrevolução em Karl Korsch. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Sabrina Miranda Areco. Passado e presente: a Revolução Francesa no pensamento de A. Gramsci. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
BIANCHI, Alvaro; RIDENTE, Marcelo. Participação em banca de Fabio Mascaro Querido. Resistência intelectual e engajamento político em Michael Löwy e Daniel Bensaïd: afinidades benjaminianas. 2016. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

8.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Rômulo André Lima. Marx, Poulantzas e o Estado Capitalista. 2014. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal Fluminense.

9.
BIANCHI, Alvaro; ANTUNES, Ricardo. Participação em banca de Franck Seguy. A catástrofe de janeiro de 2010, a "Internacional Comunitária" e a recolonização do Haiti. 2014. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

10.
BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Luciana Aparecida Aliaga Azara de Oliveira. Gramsci e Pareto : itinerários de ciência política. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

11.
FONTES, Virginia; MATTOS, Marcelo Badaró; LEMOS, Renato; ARCARY, Valério; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Felipe Abranches Demier. O longo bonapartismo brasileiro (1930-1964): autonomização relativa do Estado, populismo, historiografia e movimento operário. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

12.
DEL ROIO, Marcos; SECCO, L.; CUNHA, Paulo; PINHEIRO, Jair; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Geraldo Magella Neres. Gramsci e o "moderno príncipe": a teoria do partido nos Cadernos do Cárcere. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

13.
BIANCHI, Alvaro; TOLEDO, Caio Navarro de; MIGLIOLI, Jorge; DEL ROIO, Marcos; NAVES, Marcio Bilharinho. Participação em banca de José Roberto Cabrera. O Partido Comunista do Brasil e a crise do socialismo: rupturas e continuísmos. 2008. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

14.
BIANCHI, Alvaro; GALVÃO, Andréia; BOITO JR, Armando; RODRIGUES, Iram Jácome; CUNHA, Paulo. Participação em banca de Silvana Soares de Assis. O sindicalismo dos trabalhadores do setor público e as reformas neoliberais de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). 2006. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

15.
BIANCHI, Alvaro; ALMEIDA, Lúcio Flávio Rodrigues de. Participação em banca de Célia Maria da Motta. O modelo neoliberal brasileiro e setor elétrico: reestruturações e crises (1995-2005). 2006. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

16.
BIANCHI, Alvaro; VIEIRA, Cláudio Afonso; GRESPAN, Jorge Luís da Silva; DAWSEY, John Cowart; QUEIROZ, Renato da Silva. Participação em banca de Maria Cecília Manzoli Turatti. Antropologia econômica e marxismo: uma revisão crítica. 2005. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

17.
BIANCHI, Alvaro; SEGNINI, Liliana; GRACIOLLI, Edilson José; RODRIGUES, Iram Jácome; BOITO JR, Armando. Participação em banca de Patrícia Vieira Trópia. O impacto da ideologia neoliebral no meio operário. Um estudo sobre os metalúrgicos da cidade de São Paulo e a Força Sindical. 2004. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Doutorado
1.
BIANCHI, Alvaro; CRUZ, A. K. V. E.; QUERIDO, F. M.. Participação em banca de Camila Massaro Cruz de Góes. Gramsci e a tradução da realidade na América Latina: o caso das revistas Pasado y Presente e Presença. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
BOITO JR, Armando; COSTA, Valeriano Mendes Ferreira; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Franceisco Peereira de Farias. Estado e Classes dominantes no Brasil (1930-1964). 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
ALMEIDA, Lúcio Flávio Rodrigues de; MARQUES, Rosa Maria; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Cristiano Monteiro da Silva. Imperialismo e capitalismo dependente no Brasil. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

4.
TOLEDO, Caio Navarro de; PIOZZI, Patrizia; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Leandro de Oliveira Galastri. Gramsci leitor de Sorel. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
BIANCHI, Alvaro; QUARTIM DE MORAES, João; TOLEDO, Caio Navarro de. Participação em banca de Antônio José Lopes Alves. A cientificidade na obra marxiana de maturidade: uma teoria das formas de ser. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
BIANCHI, Alvaro; KRAWCZYK, Nora Rut; TIRAMONTI, Guillermina. Participação em banca de Liliene Xavier Luz. Empresários e políticas educacionais no Brasil e na Argentina: novos atores de governo?. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
BIANCHI, Alvaro; ALMEIDA, Lúcio Flávio Rodrigues de. Participação em banca de Jorge Alano Silveira Garagorry. A Hegemonia do Capital Financeiro Internacional no Brasil. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

8.
BIANCHI, Alvaro; MORAES, Reginaldo Carmello Correa de; NAVES, Marcio Bilharinho. Participação em banca de Isabella Jinkins Mello. O fortalecimento do aparelho coercitivo no Estado neoliebral. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

9.
BIANCHI, Alvaro; ALMEIDA, Lúcio Flávio Rodrigues de. Participação em banca de Célia Maria da Motta. Realizações da política neoliberal brasileira: restruturações e colapsos do setor elétrico. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

10.
BIANCHI, Alvaro; TRÓPIA, Patrícia; BOITO JR, Armando. Participação em banca de Silvana Soares de Assis. A atuação dos trabalhadores do setor público diante das políticas neoliberais de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Mestrado
1.
GALVÃO, Andréia; BOITO JR, Armando; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Otávio Gilioli Spinace. A burguesia industrial em conflito: a trajetória da Confederação Nacional da Indústria entre o neoliberalismo e o neodesenvolvimentismo. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
TATAGIBA, Luciana; REGO, Walquíria Leão; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Karin Deleuse Blikstad.O eixo líderes-liderados na construção política da igualdade em cooperativas populares de Campinas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
GALVÃO, Andréia; NAVES, Marcio Bilharinho; BIANCHI, Alvaro. Participação em banca de Josiane Lombardo Verago.O controle operário em meio a contradições na Revolução Russa (1917-1918). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
BIANCHI, Alvaro; TATAGIBA, Luciana. Participação em banca de Júlia Moretto Amâncio.A participação que virou suco: uma abordagem preliminar sobre os sentidos da participação nos anos 90.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BIANCHI, Alvaro. Concurso para Docente de Ciência Política. 2011. Universidade Estadual de Londrina.

2.
BIANCHI, Alvaro; SECCO, L.; MAZZEO, Antonio Carlos. Concurso para Docente de Teoria Política. 2010. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Outras participações
1.
BIANCHI, Alvaro. Avaliação para Promoção por Mérito. 2015. Universidade Estadual de Campinas.

2.
BIANCHI, Alvaro. Prêmio UFMG de Teses. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Curso Livre "O Golpe de 2016 e o futuro da Democracia no Brasil".O que é um golpe de estado?. 2018. (Outra).

2.
Fórum Michel Maurice Debrun: professor, pensador e filósofo.Michel Debrun e Antonio Gramsci. 2018. (Seminário).

3.
41º Encontro Anual da ANPOCS. Da história da filosofia à pré-história do pensamento político no Brasil. 2017. (Congresso).

4.
9º Congresso da Associação Latino-americana de Ciência Política. Difusão, recepção e tradução: notas para uma história global do pensamento político das esquerdas. 2017. (Congresso).

5.
10º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política. Circulação e tradução: para uma história global do pensamento político. 2016. (Congresso).

6.
10º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Ciência Política. Conjuntura, crise e utopia: o futuro da esquerda. 2016. (Congresso).

7.
III Simpósio nacional sobre Democracia e Desigualdades.Classes sociais são importantes na ciência política?. 2016. (Simpósio).

8.
II Simpósio nacional sobre Democracia e Desigualdades.Contextualizando as teorias da igualdade. 2014. (Simpósio).

9.
The 8th International Conference Rethinking Marxism. Opening the Gramscian workshop. Building a new laboratory. 2013. (Congresso).

10.
Seminário O Direito à Verdade: Informação, Memória e Cidadania.Arquivos e memória. 2012. (Seminário).

11.
Colóquio Nacional Marx e o Marxismo 2011: teoria e prática. 140 anos da Comuna de Paris. 2011. (Congresso).

12.
IV Seminário Científico Internacional de Teoria Política do Socialismo: Antonio Gramsci: As Periferias e os Subalternos.Revolução passiva: teoria e história. 2011. (Seminário).

13.
Seminário Internacional Gramsci Histórico.Revolução passiva: o futuro do pretérito. 2011. (Seminário).

14.
34º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.Mosca, Pareto, Gramsci e a ciência política italiana. 2010. (Encontro).

15.
7. Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Realismo e política no Risorgimento italiano. 2010. (Encontro).

16.
33º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.Pareto e Gramsci: duas perspectivas sobre a força e o consenso como fundamentos do Estado. 2009. (Encontro).

17.
6º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Pareto e Gramsci: itinerários de uma ciência política italiana. 2008. (Congresso).

18.
31ºEncontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.Trazendo o Estado de volta para a teoria: o debate Miliband-Poulantzas revisitado. 2007. (Encontro).

19.
5º Colóquio Internacional Marx e Engels. O marxismo na América Latina. 2007. (Congresso).

20.
5º Seminário Internacional Gramsci.Grasmci e América. 2007. (Seminário).

21.
IV Conferencia Internacional de Estudios Gramscianos. Gramsci y la nocion ampliada del derecho. 2007. (Congresso).

22.
IV Simpósio Trabalho & Educação.Intelectuais e sociedade de massa. 2007. (Simpósio).

23.
Seminário temático - Sociologia da Ciência e da Tecnologia.Marxismo e ideologia do progresso tecnocientífico: um debate contemporâneo. 2007. (Seminário).

24.
30º Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.30º Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. 2006. (Encontro).

25.
3o. Congresso Latinoamericano de Ciência Política. 3o. Congresso Latinoamericano de Ciência Política. 2006. (Congresso).

26.
5º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 5º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 2006. (Congresso).

27.
V Jornada do Núcleo de Ensino de Marília ? A Escola (d)e Gramsci.Mesa Redonda Sociedade Civl e Hegemonia. 2006. (Seminário).

28.
4º Colóquio Marx e Engels. 4º Colóquio Marx e Engels. 2005. (Congresso).

29.
4º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.4º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 2004. (Encontro).

30.
IV Workshop Empresa, Empresários e Sociedade.IV Workshop Empresa, Empresários e Sociedade. 2004. (Oficina).

31.
III Forum Social Mundial. III Forum Social Mundial. 2003. (Congresso).

32.
XI Congresso Brasileiro de Sociologia. XI Congresso Brasileiro de Sociologia. 2003. (Congresso).

33.
6º Congresso de Produção Científica. Democracia e revolução no pensamento de Marx e Engels. 2002. (Congresso).

34.
II Fórum Social Mundial. II Fórum Social Mundial. 2002. (Congresso).

35.
III Workshop Empresar, Empresários e Sociedade.III Workshop Empresar, Empresários e Sociedade. 2002. (Oficina).

36.
XII Congresso Nacional dos Sociólogos. A profissão do sociólogo numa era de incertezas. Retorno a Grasmci: para a crítica das teorias contemporâneas da sociedade civil. 2002. (Congresso).

37.
XI Semana da Faculdade de Ciências Sociais. Rupturas e Continuidade na Contemporaneidade.Estado e empresários na América Latina. 2002. (Encontro).

38.
I Seminário do Trabalho: As Perspectivas do Trabalho no Século XXI.Continuidades e rupturas na esquerda brasileira. 2001. (Seminário).

39.
Seminário Internacional de Ciência Política. Política desde el Sur.Hegemonia em construção: a trajetória do PNBE. 2001. (Seminário).

40.
Simpósio Internacional Passado e Presente do Socialismo. 1990. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BIANCHI, Alvaro; MUSSI, Daniela ; ARECO, S. M. ; PASSOS, R. D. F. . Colóquio Internacional Antonio Gramsci. 2017. (Congresso).

2.
BIANCHI, Alvaro; BOITO JR, Armando ; GALVÃO, Andréia ; TOLEDO, Caio Navarro de . 5º Colóquio Internacional Marx e Engels. 2007. (Congresso).

3.
BIANCHI, Alvaro. III Ciclo de Teoria e Historia do marxismo. 2006. (Congresso).

4.
BIANCHI, Alvaro; GALASTRI, Leandro de Oliveira . Seminário Cemarx 10 Anos: Marxismo e Teoria Social. 2006. (Congresso).

5.
BIANCHI, Alvaro; BOITO JR, Armando ; GALVÃO, Andréia . 4º Colóquio Marx e Engels. 2005. (Congresso).

6.
BIANCHI, Alvaro. Coordenação de Mesa de Comunicações do I Encontro de Pós-Graduação do IFCH. 2005. (Congresso).

7.
BIANCHI, Alvaro. Seminário Lenin 80 anos. 2004. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ligia Carrasco Silva. Os trotskistas brasileiros e o problema da democracia (1974-1979). Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Isabella Duarte Pereira Meucci. Pátria ou morte: nacionalismo e socialismo em Casa de las Américas. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas. (Orientador).

2.
Camila Massaro de Góes. Usos de Gramsci e a tradução do marxismo na América Latina: uma investigação sobre as revistas Presença e Pasado y Presente. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas. (Orientador).

3.
Sydnei Ulisses de Melo Junior. Religiosos e conservadores: pensamento político da ?bancada evangélica? no Congresso Nacional. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Renato César Ferreira Fernandes. As trajetórias da dependência argentina: a questão nacional em Milcíades Peña. Início: 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
João Teixeira Orlandini. Gramsci e a psicanálise. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

2.
Carlos Roberto Lima Ribeiro. O Apostolado Positivista do Brasil e a ideia de ?Ordem e Progresso? (1881-1894). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Isabella Duarte Pinto Meucci. O impacto da Revolução Cubana no pensamento da esquerda latino-americana: o caso do movimento trotskista (1959-1974). 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

2.
Sydnei Ulisses de Melo Junior. ?Mito? e ?religiosidade popular? no pensamento político de José Carlos Mariátegui e Antonio Gramsci. 2012. Dissertação (Mestrado em Pós graduação em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

3.
Rodrigo Santaella Gonçalves. Marxismo e indianismo na Bolívia: inovações e polêmicas na síntese teórica feita pelo grupo Comuna. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

4.
Vinicius Almeida Ribeiro de Miranda. Dois trotskismos num partido de massas: Balanço histórico sobre as contribuições das tendências DS e CS na fundação e construção do PT de 1979 a 1989. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

5.
Tatiana Prado Vargas. Existe um pensamento político-social cebrapiano?. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

6.
Daniela Xavier Haj Mussi. Política e Literatura nos Quaderni del carcere de Antonio Gramsci. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

7.
Maíra Machado Bichir. A problemática da dependência: um estudo sobre a vertente marxista da dependência. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

8.
Renato César Ferreira Fernandes. Gramsci e o problema histórico da burocracia. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

9.
Arthur de Aquino. A Consolidação do Projeto Industrialista à Luz da Controvérsia em torno do Planejamento Econômico entre Simonsen e Gudin (1935-1945). 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

10.
Gilson Rodrigues de Almeida. Dilemas da ação coeltiva: prestadoras de serviços mercantis e legislação tributária no Brasil contemporâneo. 2007. 0 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

11.
Luciana Aparecida Aliaga Azara de Oliveira. A forma política do MST. 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

12.
Douglas Santos Alves. Neoliberalismo, democracia e crise na América Latina: a gênese do Argentinazo (1976-2001). 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

Tese de doutorado
1.
Adriano Nascimento da Silva. Teoria política da via italiana para o socialismo. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

2.
Érika Laurinda Amusquivar. Antonio Gramsci e a geopolítica: teoria e história. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

3.
Luciana Aparecida Aliaga Azara de Oliveira. Pareto e Gramsci: Itinerários de Ciência Poilítica. 2008. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

4.
Leandro de Oliveira Galastri. Gramsci leitor de Sorel: um estudo sobre as fontes teóricas do conceito de hegemonia nos Quaderni del carcere. 2006. 0 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Renato César Ferreira Fernandes. A formação do sujeito político operário. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

2.
Daniel Dalmoro. Racionalidade e natureza humana em James M. Buchanan Jr. 2006. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

3.
João Henrique Galvão. Problemas da revolução espanhola (1931 - 1937): Um debate entre poumistas e trotskistas. 2005. 104 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

Iniciação científica
1.
Lucas Barcos Rodrigues. Edmund Burke e a swinnish miltitude. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

2.
Paula Berbert Ferreira Albino. Revolução passiva e transformismo: critérios para interpretação da trajetória do Partido dos Trabalhadores (1979 ? 1989). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Serço de Atendimento ao Aluno (SAE). Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

3.
Thaís Mesquita Favoretto. Educação brasileira e politecnia: implicações de um conceito gramsciano. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, PIBIC/SAE/UNICAMP. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

4.
Bruna Roberta Floriano. Lenin à luz de Michels: contra-tendências à oligarquização na teoria leninista do partido. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

5.
Paula Berbert Ferreira Albino. Concepções da Democaracia e do Socialismo no Partido dos Trabalhadores. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

6.
Tatiana Prado Vargas. As particularidades da formação do capitalismo brasileiro: polêmicas acerca do caráter da dependência no Brasil. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, PIBIC/SAE/UNICAMP. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

7.
Cíntia Tarifa Garcia. Trotsky em Português: Base de dados bibliográficos em Português de e sobre Leon Trotsky e o trotskismo. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

8.
Renato César Ferreira Fernandes. Vontade coletiva e tempo partido: o partido operário nos Cadernos do Cárcere. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.

9.
Renato César Ferreira Fernandes. A concepção de partido em Rosa Luxemburg. 2005. 96 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas, Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 24/01/2019 às 11:35:16