Nádia Conceição Lauriti

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3378374909304521
  • Última atualização do currículo em 28/10/2018


Doutora em Educação pela Universidade Nove de Julho (2018). Mestra em em Língua Portuguesa pela PUC/SP (1990). Especialista em Avaliação Institucional (2002) pela UnB. Especialista em Programação Neurolinguística (1996) pela UNAERP. Especialista em Linguística/Semântica e Filologia (1975) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Oswaldo Cruz. Especialista em Língua Francesa e Literatura Portuguesa (1973) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Oswaldo Cruz. Graduada em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho (1979) e em Letras (1972) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Oswaldo Cruz. Jornalista profissional com MTB/DRT/SP nº 46219.010137/02-98. Foi colaboradora - NCE/ECA da Universidade de São Paulo (USP). Professora universitária da Universidade Nove de Julho há mais de 40 anos. Membro da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade Nove de Julho desde de 1997. Integrante do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso de Pedagogia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nádia Conceição Lauriti
Nome em citações bibliográficas
LAURITI, N. C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Rua Diamantina, 302/310
Vila Maria
02117010 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 26339125
URL da Homepage: http://www.uninove.br


Formação acadêmica/titulação


2015 - 2018
Doutorado em Educação.
Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
Título: PEDAGOGIA DA DIALOGICIDADE: Ressonâncias genéticas, intertextuais e discursivas em Pedagogia do Oprimido (o manuscrito), Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Profª Drª Ana Maria Haddad Baptista.
Bolsista do(a): Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
1998 interrompida
Doutorado interrompido em 2001 em Ciências da Comunicação.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Orientador: Prof. Dr. Ismar de Oliveira Soares.
Ano de interrupção: 2001
Palavras-chave: educomunicação.
1982 - 1990
Mestrado em Língua Portuguesa.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: O DISCURSO HUMORÍSTICO: OS MECANISMOS LINGUÍSTICOS DO,Ano de Obtenção: 1990.
Orientador: Profª Drª Leonor Lopes Fávero.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: análise de discurso; discurso humorístico; mecanismos linguísticos.
1999 - 2002
Especialização em Avaliação Institucional. (Carga Horária: 480h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: A EDUCOMUNICAÇÃO NA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE.
Orientador: Profª Drª Thereza Penna Firme.
1994 - 1996
Especialização em Programação Neurolingüística. (Carga Horária: 400h).
Universidade de Ribeirão Preto, UNAERP, Brasil.
Título: O ATO LÚDICO DA CRIAÇÃO NUMA VISÃO NEUROLINGUÍSTICA.
1975 - 1975
Especialização em Lingüística - Semântica. (Carga Horária: 400h).
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras "Oswaldo Cruz", FFCLOC, Brasil.
Título: Não exigida.
1975 - 1975
Especialização em Literatura Portuguesa (Filologia). (Carga Horária: 400h).
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras "Oswaldo Cruz", FFCLOC, Brasil.
Título: Não exigida.
1973 - 1973
Especialização em Língua Francesa. (Carga Horária: 400h).
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras "Oswaldo Cruz", FFCLOC, Brasil.
Título: Não exigida.
1973 - 1973
Especialização em Literatura Portuguesa. (Carga Horária: 400h).
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras "Oswaldo Cruz", FFCLOC, Brasil.
Título: Não exigida.
1977 - 1979
Graduação em Pedagogia.
Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
Título: Não exigida.
1970 - 1972
Graduação em Letras.
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras "Oswaldo Cruz", FFCLOC, Brasil.
Título: Não exigida.




Formação Complementar


2015 - 2015
Workshop de Câmera, Voz e Linguagem Corporal. (Carga horária: 5h).
Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
2010 - 2010
Grupos de Estudos Temáticos sobre a Docência. (Carga horária: 30h).
Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
2004 - 2004
Curso Instrumental de Libras. (Carga horária: 40h).
Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
1996 - 1996
Saúde Integral: de paredes à pontes II. (Carga horária: 60h).
Secretaria Municipal de Educacao de Sao Paulo, SMESP, Brasil.
1993 - 1993
Caminho: qualidade na Educação. (Carga horária: 40h).
Secretaria Municipal de Educacao de Sao Paulo, SMESP, Brasil.
1992 - 1992
Alfabetização: Teoria e Prática. (Carga horária: 20h).
Secretaria Municipal de Educacao de Sao Paulo, SMESP, Brasil.
1990 - 1990
A criança e o conhecimento - PROJETO IPÊ. (Carga horária: 30h).
Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, SEESP, Brasil.
1989 - 1989
Leitura e Escrita na Escola Básica. (Carga horária: 32h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
1987 - 1987
IV Seminário Aberto (MEC/USP/SE). (Carga horária: 32h).
Associação de Professores de Língua e Literatura, APLL, Brasil.
1984 - 1984
A redação: um projeto lúdico. (Carga horária: 4h).
Secretaria Municipal de Educacao de Sao Paulo, SMESP, Brasil.
1978 - 1979
Por um ensino melhor - Treinamento de Professores. (Carga horária: 90h).
Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, SEESP, Brasil.
1978 - 1978
Concurso de Ingresso no Magistério - Nível III. (Carga horária: 100h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1972 - 1972
A didática e a renovação do ensino. (Carga horária: 32h).
Faculdades Oswaldo Cruz, FOC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Nove de Julho, UNINOVE, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Supervisora, Carga horária: 16, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Supervisora do projeto BOLSA ESCOLA PÚBLICA E UNIVERSIDADE NA ALFABETIZAÇÃO.

Vínculo institucional

1997 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro da Comissão Própria de Avaliação/CPA, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão Própria de Avaliação/CPA da Universidade Nove de Julho - UNINOVE

Vínculo institucional

1975 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora de Ensino Superior - Nível 2, Carga horária: 24, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora de Ensino Superior - Nível 2 da Universidade Nove de Julho há 39 anos, atuando em diversos cursos (Pedagogia, Letras, Publicidade, Comunicação Social (Jornalismo), Medicina. Atualmente está no curso de Pedagogia ministrando a disciplina de Fundamentos da Alfabetização. Também é membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE-UNINOVE) do mesmo curso.


Secretaria Municipal de Educacao de Sao Paulo, SMESP, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Supervisora de Ensino, Carga horária: 40
Outras informações
Supervisora Municipal de Ensino aprovada em concurso de provas e títulos - Registro Funcional: 135.398.5.01.

Vínculo institucional

1995 - 1996
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Diretora, Carga horária: 40
Outras informações
Diretora de Ensino aprovada em concurso de provas e títulos - Registro Funcional: 135.398.5.01. Lotada na EMPSG - Prof. Derville Allegreti.

Vínculo institucional

1991 - 1994
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora Pedagógica, Carga horária: 40
Outras informações
Coordenadora Pedagógica aprovada em concurso de provas e títulos - Registro Funcional: 135.398.5.01. Lotada na EMPSG - Prof. Derville Allegreti

Vínculo institucional

1980 - 1990
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora de Língua Portuguesa 1º e 2º graus, Carga horária: 40
Outras informações
Professora de Língua Portuguesa para 1º e 2º graus aprovada em concurso de provas e títulos - Registro Funcional: 135.398.5.01. Lotada na EMPSG - Prof. Derville Allegreti


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboradora - NCE - ECA, Carga horária: 4
Outras informações
Assessora de Pesquisa do LAPIC/ECA/USP



Projetos de pesquisa


2012 - Atual
FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTEXTOS, EPISTEMOLOGIAS E METODOLOGIAS. GRUPEFP
Descrição: O objeto de estudo do grupo de pesquisa que ora se propõe é a formação de professores em seus aspectos epistemológicos, metodológicos e contextuais. Envolvidos por ofício e afinidade com a formação de professores, os componentes deste grupo propõem-se a discutir o tema com perspectivas que se pretendem complementares. Pode-se entender por aspectos epistemológicos aqueles discutem (1) o próprio estatuto da Pedagogia, constituindo-se como Ciência da Educação ou como Didática; (2) a definição do ?aluno? e seus processos constituintes; (3) a identidade dos professores e, (4) os valores fundamentais da docência e da educação. Os aspectos metodológicos são aqueles pertinentes à definição, organização e execução dos processos de transmissão do conhecimento. Serão considerados os processos de aprendizagem dos cursos de formação de professores e atuação de professores na educação básica. Considerar as propostas levadas a efeito na História da Educação no Brasil quanto a formação de professores, investigando seus contextos políticos, sociais e intelectuais será tarefa da investigação contextual deste grupo de pesquisa. Pode-se se afirmar que existe um consenso acerca da crise do atual modelo de formação docente no Brasil. O objetivo deste grupo de pesquisa é contribuir com as discussões sobre a formação de professores de modo crítico, inédito e propositivo. , de modo a fomentar, inclusive, propostas de observação e intervenção em processos de formação docente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Nádia Conceição Lauriti - Coordenador / Sandra da Costa Lacerda - Integrante / Adriano de Morais Martins - Integrante / Andrezza Gessi Trova - Integrante / Elisabeth Márcia Ribeiro Machado da Silva - Integrante / Maria do Socorro Taurino - Integrante / Patricia Aparecida Bioto-Cavalcanti - Integrante / Sylvia Paula de Almeida Torres Vilhena - Integrante / Thatiana Francelino Guedes Pineda - Integrante / Margarete Bertolo Boccia - Integrante / Elaine de Oliveira Carvalho Moral Queiroz - Integrante / Eliana Sala - Integrante / Sandra Helena Loureiro Hoyler - Integrante.
1997 - 2001
NEPAI - Núcleo de Pesquisa sobre Avaliação Institucional
Descrição: O processo de avaliação institucional vem se consolidando desde 1997 e está se articulando de modo cada vez mais sistêmico com a dinâmica do processo decisório da UNINOVE. A avaliação institucional é tema de nossa reflexão interna desde 1994, quando se realizou no Sesc Paulista um Seminário Internacional o que já denota uma latente preocupação institucional com este processo. Até 1997 o tema permanece embrionário, motivando encontros, fóruns e discussões isoladas até que em 1997 a transformação das Faculdades Integradas Nove de Julho em Centro Universitário produz um esperado crescimento institucional e, conseqüentemente, faz emergir o primeiro projeto de avaliação institucional cuja dinâmica fundamentou-se no decreto 2026 de 10 de outubro de 1996 e no Documento Básico para a Avaliação das Universidades Brasileiras que estabelecem os procedimentos para o processo de avaliação das instituições e apresentam os principais indicadores de desempenho global do sistema nacional de ensino superior. Surge assim, em 1997, o primeiro comitê que elabora um projeto e inicia o processo de disseminação de uma cultura avaliativa por toda a Universidade. Em julho deste mesmo ano ocorre a Transformação das Faculdades Integradas Nove de Julho no primeiro Centro Universitário da cidade de São Paulo. O projeto de Avaliação Institucional é consolidado e seu planejamento estratégico organizado em cinco etapas: Sensibilização, Auto-Avaliação, Difusão, Hétero-Avaliação e início do próximo ciclo com o objetivo de fomentar uma reflexão constante em torno da realidade das atividades da Instituição, para implementar ações que impliquem a melhoria de qualidade nas tarefas de ensino, pesquisa, extensão e gestão e fornecer subsídios para uma estratégia de mudança que vise ao aperfeiçoamento do projeto acadêmico. Assim, durante o segundo semestre de 1997 e o ano de 1998, concretizou-se o plano de AUTO-AVALIAÇÃO de disciplinas, docentes e infra-estrutura. Este processo avaliativo e o crescimento institucional delinearam uma profunda alteração no cotidiano acadêmico e administrativo da instituição e deram origem a grandes mudanças na cultura organizacional. O primeiro processo de difusão de resultados da Avaliação Institucional aconteceu em Maio de 1998, sob a forma de boletim informativo distribuído para a comunidade interna e de painéis de divulgação que evidenciaram os resultados obtidos. Neste contexto, em julho de 1999, surge o NEPAI (Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Avaliação Institucional),sob a forma de um projeto de iniciação científica, envolvendo alunos e professores de diferentes departamentos. O Nepai foi gestado na etapa da auto-avaliação e emergiu da necessidade interna de refletir criticamente sobre a amplitude, natureza e complexidade do processo de avaliação Institucional e entender suas idiossincrasias, enquanto processo abrangente, contínuo, cumulativo e, sobretudo, visceralmente participativo e sempre sujeito a interferências de variáveis internas e contextuais. Desta forma de 1997 a 2000 os diferentes setores e áreas foram convidados e convocados a participar do processo, através de seminários, grupos de estudos, fóruns de discussão, encontros, reuniões e convenções acadêmicas, envolvendo professores, alunos, gestores, professores e alunos dentro da temática explícita ou implicitamente trabalhada da avaliação Institucional, sempre dentro de uma perspectiva aberta, democrática e crítica que considera o pluralismo e as especificidades que constituem o tecido da Instituição. Destacam-se neste sentido, em agosto de 1999, a I Convenção Acadêmica da UNINOVE e, em março de 2000, a II Convenção Acadêmica em Águas de Lindóia. Observou-se no decorrer destes anos um grande amadurecimento da equipe no que se refere à maneira como a A.I é vivenciada no âmbito Institucional. Em janeiro de 2000 há a nomeação de um novo comitê de avaliação institucional.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


1999 - 2001
UNIVAI - UNINOVE vai à Escola Pública
Descrição: O projeto UNINOVE VAI À ESCOLA PÚBLICA" (UNIVAI) é um dos projetos de extensão universitária, através da qual a Uninove reafirma seu compromisso social, articulando ensino, pesquisa e prestação de serviços, como fonte geradora de novas formas de reflexão e produção de conhecimento, viabilizado por meio de um acordo acadêmico firmado, em fevereiro de 2002 entre o Centro Universitário Nove de Julho e oito escolas municipais do Núcleo de Ação Educativa (NAE - 2), da Vila Maira. Os princípios norteadores desse projeto são: 1) Buscar integração de esforços e competências da Graduação e da Pós-Graduação; 2) Ter uma atuação pautada pelo compromisso de transformação qualitativa do ensino escolar público; 3) Ter uma atuação voltada para a educação continuada e para uma perspectiva multidisciplinar; 4) Integrar aspectos da escolarização formal e da educação comunitária, criando espaços de atuação para alunos, professores, equipes escolares e representações comunitárias..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Outros Projetos


2007 - Atual
PROJETO BOLSA ESCOLA PÚBLICA E UNIVERSIDADE NA ALFABETIZAÇÃO
Descrição: Em atendimento à solicitação da Secretaria de Estado da Educação (SEE) ? Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME) a UNINOVE organizou-se para atender todos os critérios e exigências estabelecidas pela parceria para a realização do Projeto Bolsa Escola Pública e Universidade na Alfabetização. Os resultados dessa experiência formalizam a importância do Projeto, tanto para o aluno-pesquisador quanto para os alunos dos anos iniciais das escolas públicas envolvidos na parceria. Entendemos que o Projeto Bolsa Escola Pública e Universidade na Alfabetização constituem exemplos importantes de ações públicas que beneficiam não somente os alunos, professores e gestores das escolas públicas estaduais, mas interferem de maneira positiva também nos processos de formação inicial dos alunos-pesquisadores envolvidos no projeto. Essa abrangência de perspectiva vem permitindo a ressignificação da práxis formadora, possibilitando o necessário rompimento com a histórica segmentação entre teoria e prática, por instaurar a pesquisa como eixo vertebrador desse processo formativo. O programa continua possibilitando, assim, a constituição de uma comunidade aprendente, em que há benefícios tanto para a Uninove quanto para as escolas públicas estaduais, cujo objetivo é, além de propor e desenvolver intervenções qualificadas para que os alunos das escolas desenvolvam as competências de leitura e de escrita, também aperfeiçoar o processo de formação de nossos alunos dos cursos de Pedagogia e Letras..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (90) .
Integrantes: Nádia Conceição Lauriti - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Portuguesa.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Teoria e Análise Lingüística.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Ensino-Aprendizagem/Especialidade: Métodos e Técnicas de Ensino.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Ensino-Aprendizagem/Especialidade: Avaliação da Aprendizagem.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Esperanto
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2013
Prêmio "Professor 10", Universidade Nove de Julho.
2012
Prêmio "Professor 10", Universidade Nove de Julho.
2009
Título Honorífico de Orientador de Estudos sobre a Docência, Universidade Nove de Julho.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LAURITI, N. C.2017 LAURITI, N. C.. Paulo Freire: uma carta, uma história, um ethos.. REVISTA BRASILEIRA (RIO DE JANEIRO. 1941), v. VIII, p. 35-49, 2017.

2.
LAURITI, N. C.2016 LAURITI, N. C.. As rotas dialógicas de Marco Lucchesi em 'Clio'.. Tempo Brasileiro, v. 1, p. 129-144, 2016.

3.
LAURITI, N. C.2014LAURITI, N. C.; VERCELLI, L. C. A. ; LIBERATO, A. M. F. . 'A linguagem cinematográfica no processo de alfabetização de crianças pequenas'. Revista @mbienteeducação, v. 07, p. 241-253, 2014.

4.
LAURITI, N. C.2005LAURITI, N. C.. "A parceria NEJA/UNINOVE e ALFASOL: caminhos cruzados". Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos, São Paulo, 2005.

5.
LAURITI, N. C.2002LAURITI, N. C.. 'Bakhtin: do palimpsesto ao hipertexto'. Dialogia (UNINOVE. Impresso), v. 01, p. 83-104, 2002.

6.
LAURITI, N. C.2001LAURITI, N. C.. 'A Comunicação na Avaliação de Desempenho Docente no Ensino Superior'. Ensaio (Fundação Cesgranrio. Impresso), Rio de Janeiro, v. 9, n.30, p. 57-78, 2001.

7.
LAURITI, N. C.1999LAURITI, N. C.. 'Ecologia das Relações Comunicacionais: de paredes...a pontes...'. ECCOS REVISTA CIENTÍFICA (IMPRESSO), São Paulo, v. I, n.I, p. 35-49, 1999.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BAPTISTA, A. M. H. (Org.) ; FUSARO, M. C. F. (Org.) ; LAURITI, N. C. (Org.) . "Estética do Labirinto" - A poética de Marco Lucchesi. 1. ed. São Paulo: Editora Patuá, 2018. v. 1. 315p .

2.
DELGADO, A. P. (Org.) ; TAURINO, M. S. (Org.) ; LAURITI, N. C. (Org.) ; PESSOA, R. C. M. F. (Org.) . Pedagogia de A a Z - Avaliação Escolar: Vários enfoques e uma só finalidade, melhorar a aprendizagem. 14. ed. Jundiaí: Paco Editorial, 2015. v. 14. 232p .

3.
LAURITI, N. C.; BOCCIA, M. B. . O Lúdico e a Cognição. 1ª. ed. São Leopoldo: Oikos, 2014. v. 1. 134p .

4.
LAURITI, N. C.; MOLINARI, S. G. S. (Org.) . Pedagogia de A a Z - Perspectivas da Alfabetização. 1ª. ed. Jundiaí: Paco Editorial, 2013.

Capítulos de livros publicados
1.
LAURITI, N. C.. "O projeto lúdico da criação de Marco Lucchesi em 'Rudimentos da Língua Laputar' e 'Catálogo da Biblioteca de Umbelino Frisão'".. In: Ana Maria Haddad Baptista; Marcia do Carmo Felismino Fusaro; Nádia Conceição Lauriti. (Org.). Estética do Labirinto: A poética de Marco Lucchesi. 1ed.São Paulo: Patuá, 2018, v. 1, p. 73-97.

2.
LAURITI, N. C.. "A invenção da palavra em 'Rudimentos da Língua Laputar': línguas, textos e vozes flutuantes em movimento". In: BAPTISTA, A. M. H; ROGGERO, R; D'AMBRÓSIO, U.. (Org.). "Signos Artísticos em Movimento". 1ed.São Paulo: Big Time Acadêmica, 2017, v. 1, p. 265-280.

3.
LAURITI, N. C.. Diálogos sobre a cultura: aproximações conceituais entre Bakhtin, Boaventura de Sousa Santos e Paulo Freire. In: SILVA, Maurício; BAPTISTA, Ana Maria Haddad. (Org.). Educação e Cultura Literária. 1ed.São Paulo: Big Time Editora, 2016, v. 1, p. 157-182.

4.
LAURITI, N. C.. A Educomunicação em Paulo Freire: do diálogo à ação dialógica. In: BAPTISTA, A. M. H; HUMMES, J. M; DAL BELLO, M. P.. (Org.). "Arte e Educação: o diálogo essencial". 1ed.São Paulo: Big Time Editora, 2016, v. 01, p. 208-217.

5.
LAURITI, N. C.. O discurso lúdico e suas derivações: o poético e o cômico. In: BAPTISTA, Ana Maria Haddad; SILVA, Maurício. (Org.). Educação, Linguagens e Interpretação. 1ed.São Paulo: BT Acadêmica, 2015, v. 1, p. 303-332.

6.
LAURITI, N. C.. A educomunicação e a avaliação nos novos cenários do ensino-aprendizagem. Pedagogia de A a Z - Avaliação Escolar: Vários enfoques e uma só finalidade, melhorar a aprendizagem. 1ªed.Jundiaí: Paco Editorial, 2015, v. 14, p. 13-38.

7.
LAURITI, N. C.. "Memória e linguagem em "Educação e Atualidade Brasileira", de Paulo Freire: um diálogo silenciado". In: BAPTISTA, Ana Maria Haddad; HUMMES, Júlia Maria; DAL BELLO, Márcia Pessoa; D'AMBROSIO, Ubiratan. (Org.). Tempo-memória na Educação: Reflexões. 1ed.São Paulo: Big Time, 2015, v. 1, p. 325-343.

8.
LAURITI, N. C.. A natureza do discurso lúdico: uma análise linguística da paródia. In: BOCCIA, Margarete Bertolo; LAURITI, Nádia Conceição. (Org.). O Lúdico e a Cognição. 1ªed.São Leopoldo: Oikos, 2014, v. 1, p. 11-24.

9.
LAURITI, N. C.. A parceria entre a escola pública e a universidade: um novo eixo vertebrador para a formação, para a pesquisa e para a intervenção na realidade. In: LAURITI, N.C; MOLINARI, S. G. S.. (Org.). Pedagogia de A a Z - Perspectivas da Alfabetização. 1ªed.Jundiaí: Paco Editorial, 2013, v. 01, p. 201-218.

10.
LAURITI, N. C.; LEITE, C. P. . "Análise do encadeamento do texto A". In: Cilia C. Pereira Leite. (Org.). "Gramática de texto para 2º e 3º graus". 1ed.São Paulo: Editora Cortez, 1991, v. 18, p. 33-38.

11.
LAURITI, N. C.; LEITE, C. P. . "Análise do encadeamento do texto B". In: Cilia C. Pereira Leite. (Org.). "Gramática de texto para 2º e 3ºgraus". 1ed.São Paulo: Editora Cortez, 1991, v. 18, p. 39-54.

12.
LAURITI, N. C.; LEITE, C. P. ; NASCIMENTO, J. V. . "Sujeito, ser animado em gramática de texto". In: Cilia C. Pereira Leite. (Org.). "Gramática de Texto para 2º e 3º graus". 1ed.São Paulo: Editora Cortez, 1991, v. 18, p. 9-53.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LAURITI, N. C.. "Renascer Poeticamente". Revista "Elevação", São Paulo, p. 42 - 45, 01 fev. 2001.

2.
LAURITI, N. C.. "Para que serve a culpa". Revista "Elevação", São Paulo, p. 64 - 68, 01 dez. 2000.

3.
LAURITI, N. C.. "Como reencantar os nossos filhos". Revista "Elevação", São Paulo, p. 36 - 39, 01 nov. 2000.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LAURITI, N. C.. O Portfólio como forma de Sistematização da Experiência e de Avaliação do Projeto. In: I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 2002, João Pessoa. ANAIS DO I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: Universidade: conhecimento e inclusão social. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba - UFPB, 2002.

2.
LAURITI, N. C.. "Ecologia das Relações Comunicacionais de Paredes...a Pontes...". In: I Convenção Acadêmica do Centro Universitário Nove de Julho, 1999, São Paulo. Revista Científica "Eccos". São Paulo: Centro Universitário Nove de Julho, 1999. v. I. p. 35-49.

3.
LAURITI, N. C.; NASCIMENTO, J. V. ; LEITE, C. P. . "Sujeito, ser animado em Gramática de Texto". In: XIX Congresso Internacional de Lingüística e Filoloxía Románica", 1996, Santiago de Compostela. Actas do XIX Congresso Internacional de Lingüística e Filoloxía Románicas. La Coruña: Ramón Lorenzo, 1989. v. VIII. p. 451-459.

Outras produções bibliográficas
1.
LAURITI, N. C.. Posfácio III - De uma leitora... para potenciais leitores.... São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Posfácio)>.

2.
LAURITI, N. C.. Comunicação e educação: território de interdiscursividade. São Paulo: Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo, 1998 (Acadêmica).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
LAURITI, N. C.. Português - Linguagem Escrita e Oral - SENAC Nove de Julho. 2008.

2.
LAURITI, N. C.. Português - Linguagem Escrita e Oral - SENAC Nove de Julho. 2007.

Produtos tecnológicos
1.
LAURITI, N. C.; AZEVEDO, E. M. C. ; CRESCITELLI, M. F. C. . "Ludografia" - A forma divertida de exercitar e aprender ortografia. 1989.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
LAURITI, N. C.; PICOLLO, C. . Pensar e Fazer Arte - 53 (GEPI - PUCSP). 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
LAURITI, N. C.. Oficina de Comunicação do Programa de Formação do Futuro Professor Uninove. 2014. .

2.
LAURITI, N. C.. Fundamentos da Alfabetização. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

3.
LAURITI, N. C.. 'Produção de Textos Científicos - Projeto de Educação Continuada'. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
LAURITI, N. C.. 'Emoção: decifra-me ou te devoro - os benefícios da Programação Neurolinguística'. 1997. .

5.
LAURITI, N. C.. 'Contribuição para o estudo anátomo-radiológico do diâmetro transverso da parte abdominal da aorta pela técnica da tomografia computadorizada'. 1984. (Revisão final de texto de Tese de Doutorado do Prof. Dr. Silvio Ures apresentada à UNIFESP).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
LAURITI, N. C.; GREGORIN FILHO, J. N.; CUNHA, M. Z.; HASHIMOTO, S. L. I.. Participação em banca de Márcia de Souza Ravaglio. História em Quadrinhos: gênese, estrutura e sociedade. 2018. Dissertação (Mestrado em Letras (Est.Comp. de Liter. de Língua Portuguesa)) - Universidade de São Paulo.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
LAURITI, N. C.. Participação em banca de Eliane Cristina Amorim Bezerra. "O processo interacional em sala de aula: questões de ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa". 2005. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Práticas e Vertentes da Língua Portuguesa) - Universidade Nove de Julho.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
X Encuentro Internacional Foro Paulo Freire. 2016. (Encontro).

2.
"Redação e Textualidade"."Redação e Textualidade". 2015. (Seminário).

3.
X COLÓQUIO DE PESQUISA SOBRE INSTITUIÇÕES ESCOLARES. 2015. (Simpósio).

4.
IV Seminário Internacional de Educação "Paulo Freire e a Educação Superior".Paulo Freire e a Educação Superior. 2013. (Seminário).

5.
Encontro com alunos do Mestrado e Doutorado em Administração PMDA UNINOVE.Avaliação Institucional. 2010. (Encontro).

6.
Semana da Pedagogia - Olhares e Linguagens da Docência.Alfabetização: Um estudo do ler e escrever nos anos iniciais do EF. 2010. (Encontro).

7.
XII Seminário da Educação do curso de Pedagogia da Universidade Nove de Julho."Educomunicação". 2009. (Encontro).

8.
Formação para atendimento de qualidade.Comunicação Empresarial. 2006. (Oficina).

9.
I Encontro de Professores da Educação Continuada - UNINOVE. 2006. (Seminário).

10.
Semana da Educação UNINOVE - Pluralidade e Transversalidade do Conhecimento.Alfabetização de Jovens e Adultos no século XXI. 2006. (Encontro).

11.
Inclusão: Uma travessia de paredes a pontes. 2005. (Seminário).

12.
IX Curso de Formação de Alfabetizadores de Jovens e Adultos do NEJA.Alfabetização e Inclusão. 2005. (Oficina).

13.
Português Jurídico UNINOVE.Português Jurídico UNINOVE. 2005. (Encontro).

14.
I Fórum Mundial de Educação São Paulo - Educação Cidadã para uma Cidade Educadora. 2004. (Encontro).

15.
II Encontro de Estudantes dos Países Lusófonos.XIV ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO DAS UNIVERSIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA ? AULP. 2004. (Encontro).

16.
Oficina do Centro de pós-graduação UNINOVE.Diferenças e preconceito na escola: o desafio da inclusão. 2004. (Oficina).

17.
Semana da Educação.Educação Inclusiva. 2004. (Encontro).

18.
Semana da Educação UNINOVE - Novos Paradigmas da Educação.Núcleo de Estudos de Jovens e Adultos - NEJA. 2004. (Oficina).

19.
VII Curso de Formação de Alfabetizadores de Jovens e Adultos - NEJA.Pressupostos Linguísticos da Alfabetização I. 2004. (Oficina).

20.
VII Curso de Formação de Alfabetizadores de Jovens e Adultos - NEJA.Pressupostos Linguísticos da Alfabetização II. 2004. (Oficina).

21.
WORKSHOP E-LEARNING HSMEDUCATION/UNINOVE. 2004. (Oficina).

22.
Formação de Alfabetizadores de Jovens e Adultos - ALFASOL - Módulo XIII."Diferentes formas de aprender". 2003. (Oficina).

23.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural.Os Problemas Científicos Fundamentais que se colocam para o Enfoque Histórico-Cultural. 2003. (Seminário).

24.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural. 2003. (Seminário).

25.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural.Apresentação do Contexto do Enfoque Histórico-Cultural. 2003. (Seminário).

26.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural.Leis e Categorias Fundamentais do Enfoque Histórico-Cultural. 2003. (Seminário).

27.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural.Os impactos do Enfoque Histórico-Cultural na Psicologia Social e Comunitária. 2003. (Seminário).

28.
L.S. VYGOTSKI: Uma introdução ao enfoque histórico-cultural.As premissas Metodológicas do Enfoque Histórico-Cultural. 2003. (Seminário).

29.
VI Convenção Acadêmica - Gestão em Debate. 2003. (Encontro).

30.
Encontro de Docentes - UNINOVE.Aperfeiçoamento dos Docentes e Discussão Prática no Cotidiano Escolar. 2002. (Encontro).

31.
II Encontro Nacional de Avaliação Institucional de Extensão Universitária. 2002. (Encontro).

32.
Semana de Orientação Profissional.Orientação Profissional. 2002. (Encontro).

33.
2º Congresso Educacional da Legião da Boa Vontade. Construindo a Ecopedagogia do Cidadão Ecumênico. 2001. (Congresso).

34.
I Fórum de Análise de Expectativa - UNINOVE. 2001. (Encontro).

35.
Vygotsky: aportes brasileiro e caribenho. 2001. (Simpósio).

36.
Análise de Discurso: Novas Tendências e Alternativas. 2000. (Seminário).

37.
Conferência LAPIC/CCA/ECA/USP. Análise de Discurso: Novas Tendências e Alternativas. 2000. (Congresso).

38.
I Encontro de Empresários da Vila Maria e Região. 2000. (Encontro).

39.
II Convenção Acadêmica UNINOVE. 2000. (Simpósio).

40.
I Semana da Secretária.Como falar em público. 2000. (Encontro).

41.
Palestra UNINOVE.A Diversidade Cultural no Contexto Escolar. 2000. (Seminário).

42.
Convenção Acadêmica Uninove.Ecologia das Relações Comunicacionais. 1999. (Seminário).

43.
Convenção Acadêmica Uninove. 1999. (Encontro).

44.
I Seminário da LBV - A pedagogia do cidadão ecumênico - Educando para a Paz. 1999. (Seminário).

45.
"IV Jornada Pedagógica.Valorização e Ação na Década da Educação. 1998. (Seminário).

46.
Encontro Educacional UNINOVE - Novos Rumos da Educação. 1998. (Encontro).

47.
III Jornada Pedagógica de Educação Infantil.Leitura: mil e duas possibilidades. 1998. (Oficina).

48.
III Jornada Pedagógica de Educação Infantil.Neurolinguística e Educação vs. Pais e Professores. 1998. (Encontro).

49.
IV Jornada Pedagógica LBV - Valorização e Ação na década da Educação. 1998. (Encontro).

50.
II Jornada Pedagógica de Educação Pré-Escolar LBV - A construção do conhecimento na Educação.Professor: qual é o seu papel?. 1997. (Simpósio).

51.
I Seminário sobre o sistema LBV Mundial. 1997. (Seminário).

52.
Semana da Integração Universitária UNIBAN. 1997. (Seminário).

53.
Formação de novos educadores LBV."O ato lúdico da criação numa visão neurolinguística". 1996. (Oficina).

54.
Formulação de objetivos e propostas de vida. 1996. (Seminário).

55.
Seminário Regional sobre Parâmetros Curriculares Nacional - MEC/SEF/CNE/CEB/CEESP/SEESP. 1996. (Seminário).

56.
1º Seminário Interdisciplinar de Pesquisa das Faculdades Salesianas.O discurso lúdico: o cômico, o poético e o onírico. 1995. (Seminário).

57.
COMDEX/Sucesu-SP South America '95. 1995. (Congresso).

58.
Encontro de Pedagogas Regionais da LBV. 1995. (Encontro).

59.
Seminário Municipal do Ensino Supletivo. 1995. (Seminário).

60.
I Seminário Municipal de Educação / II Encontro de Entidades de Educação Especial. 1994. (Seminário).

61.
I Encontro dos Coordenadores Pedagógicos SINESP. 1993. (Encontro).

62.
Projeto Bairro a Bairro - Prefeitura de São Paulo.Atividades Culturais. 1993. (Oficina).

63.
Seminário "Avaliação e Pesquisa Institucional". 1993. (Seminário).

64.
América 92: raízes e trajetórias (FFLCH-USP). 1992. (Congresso).

65.
II Congresso Municipal de Educação - SMESP. 1992. (Congresso).

66.
III Congresso Anual do Sinpeem - Educação no Brasil: uma Radiografia da Crise. 1992. (Congresso).

67.
I Congresso Municipal de Educação de São Paulo. 1991. (Congresso).

68.
XIX Congresso Internacional de Lingüística e Filoloxía Románica. Sujeito, ser animado, em Gramática de Texto. 1989. (Congresso).

69.
3ª Semana Cultural da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nove de Julho. 1984. (Encontro).

70.
2ª Semana Cultural da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Nove de Julho. 1983. (Encontro).

71.
V Encontro da Associação de Professores de Língua e Literatura. 1982. (Encontro).

72.
IV Encontro da Associação de Professores de Língua e Literatura. 1981. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LAURITI, N. C.. Inclusão Social como desafio no século XXI - Pessoas portadoras de Necessidades Especiais e Exercício da Cidadania. 2006. (Congresso).

2.
LAURITI, N. C.. I Colóquio Interdisciplinar de Educação Inclusiva. 2006. (Congresso).

3.
LAURITI, N. C.. Diferenças e preconceito na escola: o desafio da inclusão. 2004. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Maurício Canuto. "Leitura: um contraponto entre a fala do professor e o silenciamento da voz do aluno". 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Práticas e Vertentes da Língua Portuguesa) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

2.
Renata Lucia Sena Bianchi Adriani. "Avaliação do uso de jogos no ensino aprendizagem da Língua Portuguesa no Ensino Superior". 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Práticas e Vertentes da Língua Portuguesa) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

3.
Maria Clara Faccini Mendes Macca. "As relações sócio-afetivo-comunicativas na relação ensino-aprendizagem das crianças com necessidades especiais". 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Práticas e Vertentes da Língua Portuguesa) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

4.
Simone A. Martins de Morais Barroco. "Educação de jovens e adultos muito mais que alfabetizar: letrar". 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Práticas e Vertentes da Língua Portuguesa) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Daniele Fernandes Gressens. "O professor como mediador na formação de alunos leitores nas séries iniciais". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

2.
Fernanda Maria Lopes. "A sala de aula como ambiente alfabetizador: um lugar de multiculturalidade escrita". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

3.
Milena Fiuka. "O uso de gêneros textuais na sala de aula do 1º ano do Ensino Fundamental". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

4.
Naíza do Santos Lima. "Leitura na alfabetização: a formação de leitores críticos e reflexivos". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

5.
Jéssica H. M. Paganini. "O papel das estratégias utilizadas na leitura diária do professor alfabetizador". 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.

Iniciação científica
1.
Flavia Pessoa do Nascimento e Gabriele Agostini Martins. "A formação inicial de professores e a pesquisa de didática específica da leitura e da escrita nos anos iniciais". 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Pedagogia) - Universidade Nove de Julho. Orientador: Nádia Conceição Lauriti.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
LAURITI, N. C.2016 LAURITI, N. C.. As rotas dialógicas de Marco Lucchesi em 'Clio'.. Tempo Brasileiro, v. 1, p. 129-144, 2016.

2.
LAURITI, N. C.2017 LAURITI, N. C.. Paulo Freire: uma carta, uma história, um ethos.. REVISTA BRASILEIRA (RIO DE JANEIRO. 1941), v. VIII, p. 35-49, 2017.


Livros e capítulos
1.
LAURITI, N. C.; MOLINARI, S. G. S. (Org.) . Pedagogia de A a Z - Perspectivas da Alfabetização. 1ª. ed. Jundiaí: Paco Editorial, 2013.

1.
LAURITI, N. C.. "Memória e linguagem em "Educação e Atualidade Brasileira", de Paulo Freire: um diálogo silenciado". In: BAPTISTA, Ana Maria Haddad; HUMMES, Júlia Maria; DAL BELLO, Márcia Pessoa; D'AMBROSIO, Ubiratan. (Org.). Tempo-memória na Educação: Reflexões. 1ed.São Paulo: Big Time, 2015, v. 1, p. 325-343.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 6:47:23