Paolo Ricci

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1719198724073665
  • Última atualização do currículo em 11/11/2018


Professor livre-docente do Departamento de Ciência Política da Usp. É graduado em Ciência Política pela Università degli Studi di Bologna (1997) e possui mestrado e doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2001 e 2006). Foi visiting student na Universidade de Florença (2004-2005) e academic visitor na Oxford University (2014-2015). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Ciência Política Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: processo legislativo, sistemas eleitorais, partidos e sistemas partidários, história das instituições políticas. Atualmente desenvolve pesquisa sobre eleições e comportamento político no século XIX e início XX, com foco sobre a Primeira Republica (1889-1930) e o período que antecede o Estado Novo (1930-1937). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Paolo Ricci
Nome em citações bibliográficas
RICCI, P.;Ricci, P.;Ricci, Paolo;Paolo Ricci

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas.
Av. Prof. Luciano Gualberto, 315
Butanta
05508-900 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 30913754


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Ciência Política.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: De onde vem nossas leis? Origem e conteudo da legislaçao em perspectiva comparada, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Fernando de Magalhães Papaterra Limongi.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: processo legislativo; conexão eleitoral; relaçao executivo-legislativo; metodo comparado.
2000 - 2001
Mestrado em Ciência Política.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: As relaçoes de poder entre o Congresso e Executivo no contexto dinamico do decision-making brasileiro,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Fernando de Magalhães Papaterra Limongi.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: conexão eleitoral; processo legislativo; conteudo das leis; Congresso Nacional.
1992 - 1997
Graduação em Ciencia Politica.
Università degli Studi di Bologna, UNIBO, Itália.
Título: L' integrazione sociale dei favelados: analisi di un caso brasiliano.
Orientador: Giuseppe Scidà.


Pós-doutorado e Livre-docência


2016
Livre-docência.
Faculdade de Filosofia, Letras e Ciencias Humanas, FFLCH, Brasil.
Título: Eleições, partidos e disputas políticas na Primeira República (1899-1930), Ano de obtenção: 2016.
Palavras-chave: competição política; eleições; Primeira República; partidos políticos; comportamento eleitoral.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
2014 - 2015
Pós-Doutorado.
University of Oxford, OX, Inglaterra.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: comportamento politico.
2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Sistemas Governamentais Comparados.


Formação Complementar


2004 - 2005
Extensão universitária em doutorado sanduiche.
Università degli Studi di Firenze, UNIFI, Itália.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor visitante, Carga horária: 8

Atividades

01/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Ciência Política.

08/2010 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Política Comparada
Partidos Políticos e Sistemas Partidários: uma análise comparativa
01/2009 - Atual
Ensino, Ciencias Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política I
Política IV
Sociologia e Política
Sistemas partidários e sistemas eleitorais

Câmara dos Deputados, CÂMARA FEDERAL, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisador


Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: colaborador

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , projeto de pesquisa vinculado a projeto tematico, .


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: colaborador

Atividades

01/2009 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .



Linhas de pesquisa


1.
A organização dos parlamentos do século XIX aos dias de hoje
2.
Partidos e eleições na Primeira República (1889-1930) e na Era Vargas (1930-1937)
3.
O poder de agenda em perspectiva comparada
4.
Dados eleitorais para o período anterior a 1945
5.
Relações executivo-legislativo
6.
A evolução do sistema partidário brasileiro
7.
Instituições políticas estaduais


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Investigação dos determinantes da baixa cobertura vacinal no Estado de São Paulo.
Descrição: Problema: existe preocupação muito grande em relação ao baixo índice de vacinação no estado de São Paulo. Aqui residem cerca de vinte e cinco por cento da população brasileira e existe também um fluxo migratório muito intenso tanto de outras regiões do país como de outros países. Objeto: Identificar as possíveis causas das baixas coberturas vacinais de Sarampo, Caxumba e Rubéola (Tríplice Viral) no estado de São Paulo afim de estabelecer estratégias que possibilitem mitigar o problema. Metodologia: trata-se de pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa e quantitativa, que utiliza o referencial teórico de estudos transversais. A população de estudo são os nascidos vivos em 2016, residentes no estado de São Paulo. As fontes de dados para o estudo serão os bancos de dados do Sistema de Informação de Nascidos Vivos - SINASC, o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações ? SIPNI, além de indicadores selecionados da matriz de indicadores de saúde do banco de dados da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, indicadores demográficos e socioeconômicos. Será utilizado como instrumento de coleta de dados para o inquérito vacinal um formulário semi estruturado com dados de identificação, dados referentes a vacina tríplice viral, caracterização do entrevistado, questões sobre a importância da vacinação e acesso ao serviço..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Moralizing the Vote in Brazil
Descrição: O projeto explora as tratativas que moralizar o processo eleitoral no Brasil desde uma perspectiva histórica abrangente. Procuraremos identificar de forma rigorosa os principais diagnósticos sobre as falhas do governo representativo no Brasil em suas fases históricas cruciais da primeira república à quarta república. Nosso objetivo é entender e explicar as principais reformas que ocorreram neste período. Discutiremos os projetos elaborados por diferentes grupos sociais e políticos que buscavam corrigir os problemas identificados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2018
As origens das regras eleitorais no Brasil: o Código Eleitoral de 1932
Descrição: Este projeto procura entender as causas e que levaram o governo revolucionário a elaborar um Código Eleitoral em 1932 com uma serie de medidas inovadoras (voto feminino, voto secreto, justiça eleitoral, sufrágio obrigatório, representação classista, representação proporcional). A hipótese principal desse trabalho é que o escopo das elites da época era manter o controle no processo eleitoral sobre as velhas oligarquias republicanas. O estudo, por meio de uma análise baseada em fontes inéditas e até agora não exploradas - jornais, arquivos pessoais, resultados eleitorais oficiais -, foca o momento da formulação e da implementação do Código Eleitoral. Os efeitos prático da implementação destas medidas serão observados considerando os pleitos federais de 1933 e 1934 e os pleitos municipais que ocorreram entre 1934 e 1937 em todos os estados. Este projeto visa estimular o dialogo entre áreas afins. Com vista nisso, criou-se um grupo interdisciplinar de jovens profissionais (estudantes e professores) da historia e da ciência política..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Paolo Ricci - Coordenador / Jaqueline Porto Zulini - Integrante / Glauco Peres da Silva - Integrante / Maria do Socorro Sousa Braga - Integrante / Luciana Pessanha Fagundes - Integrante / Mônica Karawejczyk - Integrante / Raimundo Helio Lopes - Integrante / Hannah Maruci Aflalo - Integrante / Josué Lima Nobrega Junior - Integrante / Vithor Torres Lucio - Integrante.
2016 - Atual
Instituições políticas, padrões de interação executivo-legislativo e capacidade governativa
Descrição: Esta proposta é uma seqüência dos quatro projetos temáticos anteriores e mantém seus objetivos analíticos e metodológicos. O principal objetivo do projeto é estudar o impacto das variáveis institucionais sobre o desempenho do governo. O escopo do projeto vem sendo redefinido e ampliado a cada versão. A linha de continuidade da pesquisa é dada por seu objeto e por sua orientação metodológica. Em sua versão inicial, o projeto se inseria na literatura sobre transições entre regimes. Por razões óbvias, esta deixou de ser a referência central deste projeto. Em consonância com as preocupações dominantes na literatura comparada, o projeto se orientou para o estudo da democratização e do funcionamento da democracia. O projeto continua a privilegiar as variáveis explicativas institucionais e, dentro delas, as ligadas ao processo decisório. Mantemos ainda nossa afiliação ao neo-institucionalismo e o compromisso com a mensuração objetiva das variáveis explicativas empregadas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Instituições políticas, processo legislativo e controle abstrato de constitucionalidade: estudo comparativo das relações Executivo/Legislativo, da Jurisdição Constitucional e da produção legislativa nas unidades subnacionais
Descrição: O projeto de pesquisa compreende uma análise comparativa do processo decisório, da produção legislativa, da jurisdição constitucional e das relações entre o Executivo e o Legislativo nas unidades subnacionais (estados, províncias, regiões autônomas) do Brasil, Alemanha, México, Portugal e Espanha nos períodos constitucionais contemporâneos, através: 1) da análise sistemática do processo legislativo (proposições legislativas e leis aprovadas); 2) da investigação do papel do Poder Judiciário na revisão de constitucionalidade (abstrata/concreta) da legislação estadual/regional; 3) da competição político-eleitoral estadual/regional (grau de competitividade e conexão parlamentar/eleitoral); 4) do grau de institucionalização das organizações públicas de controle do executivo estadual, sobretudo legislativa e judiciárias; 5) do estudo do processo decisório das políticas públicas estaduais/regionais, através do arranjo institucional, da atribuição de competências e da forma de nomeação das instituições. Para tanto, procuramos relacionar os dados das elites e instituições políticas (competição política, políticas públicas, institucionalização e regras do processo decisório) com a natureza, a qualidade e/ou o conteúdo das decisões implementadas, sejam as proposições legislativas (estrito senso), sejam os demais itens que compõem a agenda de decisões dos vários períodos governamentais nos diversos estados/regiões autônomas examinados em cada Estado Nacional (legislação, jurisdição constitucional e políticas públicas estaduais/regionais)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Paolo Ricci - Integrante / Sérgio Soares Braga - Integrante / Tomio, Fabricio - Coordenador / Rodrigo Rossi Horochovski - Integrante / Fernando Santos de Camargo - Integrante / Sandro Luís Tomás Ballande Romanelli - Integrante / Jessika Torres KAMINSKI - Integrante / Ilton Norberto Robl Filho - Integrante / Ernani Rodrigues de Carvalho Neto - Integrante / EDUARDO SONCINI MIRANDA - Integrante / Rodrigo Luis Kanayama - Integrante / Julia de Oliveira Ruggi - Integrante / Luciano Machado de Souza - Integrante / Marcelo Augusto Biehl Ortolan - Integrante / Heloísa Fernandes Câmara - Integrante / Galanni Dorado de Oliveira - Integrante / Antonio Eduardo Reichmann Seixas - Integrante / Marco Aurélio Marrafon - Integrante / Melina Girardi Fachin - Integrante / Diogo Luiz Cordeiro Rodrigues - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2015
Instituições Políticas na Primeira República
Descrição: O objetivo principal deste projeto de pesquisa é refletir sobre as práticas fraudulentas para as eleições federais no regime republicano (1891-1930). A ambição é tanto descritiva quanto explicativa. Assim, o estudo dos relatos sobre as práticas mais comuns da corrupção eleitoral deve ser complementado pela consideração da dimensão causal que explicaria a presença da fraude. Neste fim, o projeto incorpora uma discussão metodológica dominante na ciência política internacional atual para este período, embora ainda não explorada para o caso brasileiro e que foca o estudo das contestações apresentadas perante a Câmara dos Deputados após o fim do pleito eleitoral. O projeto se insere numa linha de pesquisa mais ampla centrada em torno do estudo das instituições políticas vigentes em época republicana. Trata-se de um período amplamente tratado na literatura histórica e jurídica, mas completamente negligenciado pelos cientistas políticos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Paolo Ricci - Coordenador / Jaqueline Porto Zulini - Integrante / Lucas Goulart Oliveira - Integrante / Torres, Vithor Lucio - Integrante.
2011 - 2017
As normas regimentais da Câmara dos Deputados ao longo da história
Descrição: Objetivo principal deste projeto é reconstruir e investigar as mudanças ocorridas no regimento interno da Câmara dos Deputados desde o século XIX. Por um lado, o foco recai sobre as reformas voltadas a reequilibrar a relação governo-parlamento para refletirmos sobre a dinâmica da centralização/descentralização do processo decisório. Ao mesmo tempo se tentará identificar quem promoveu as reformas e os demais atores envolvidos no processo em cada país (atores individuais e/ou coletivos). Isso quer dizer: (1) como e de que forma as reformas regimentais foram conseqüência de interesses coletivos múltiplos, e (2) quais atores são responsáveis pelas mudanças.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2016
Instituições políticas, padrões de interação executivo-legislativo e capacidade governativa
Descrição: A versão do projeto ora apresentada segue o formato das versões anteriores, a saber: é composto por dois tipos de projetos, um de cunho mais geral, ligado à perspectiva macro adotada e a sua aplicação concreta no estudo da democracia brasileira - a que chamaremos de "espinha dorsal" do projeto - e de projetos específicos, voltados para pesquisas focadas em temas selecionados e cuja execução e formatação se dão no interior da versão específica do projeto temático aprovado. Incluímos neste grupo, portanto, tanto projetos cuja definição decorre de um recorte da pesquisa mais ampla como também seus desdobramentos. A pesquisa relacionada à espinha dorsal foi mantida em todas as versões do projeto até aqui realizadas. Ela é constituída pela pesquisa iniciada e consolidada pelo grupo antes mesmo da aprovação da primeira versão do projeto temático. Trata-se da pesquisa acerca do funcionamento do sistema político brasileiro, com ênfase nas relações entre o Poder Executivo e o Legislativo. As variáveis independentes privilegiadas são as ligadas ao processo decisório, mais especificamente, as variáveis institucionais que definem que atores controlam a agenda decisória. Neste projeto, pretendemos continuar explorando este veio analítico, do ponto de vista do estudo da democracia brasileira e do ponto de vista comparado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Paolo Ricci - Integrante / Leany Ribeiro Lemos - Integrante / Fernando Guarnieri - Integrante / Fernando Limongi - Coordenador / Argelina Figuiredo - Integrante.
2009 - 2011
A evolução institucional do governo representativo na Itália liberal (1861-1922) e no Brasil republicano (1891-1930)
Descrição: O objetivo principal deste projeto é comparar o funcionamento das instituições representativas no Brasil republicano (1891-1930) e na Itália liberal (1861-1922). Trata-se de duas experiências amplamente tratadas na literatura histórica e jurídica, mas completamente negligenciadas pelos politologos de ambos os países. Em razão disso, o projeto nasce com a pretensão de levar a discussão metodológica dominante na ciência política atual para estes dois casos. Para isso, decidiu-se focar o estudo dos parlamentos de Brasil e Itália no âmbito de três aspectos: 1) a percepção da sociedade da época sobre as instituições representativas; 2) os outputs legislativos 3) a organização dos trabalhos internos. Este enfoque visa mostrar, ao lado da visão dominante sobre os parlamentos da época, como efetivamente se realizava o padrão de relacionamento entre executivo e legislativo e seu desempenho institucional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Instituições políticas, processo legislativo e democracia: estudo comparativo das relações Executivo/Legislativo, do processo decisório e da produção legislativa nos estados (pós Constituição de 1988)
Descrição: O objetivo desta pesquisa é empreender uma análise comparativa do processo decisório, da produção legislativa e das relações entre o Executivo e o Legislativo nos estados (UFs) brasileiros, através: 1) da análise sistemática do processo legislativo (proposições); 2) da competição político-eleitoral no estado (grau de competitividade); 3) do grau de institucionalização das organizações públicas de controle do executivo estadual (Poder Legislativo, Poder Judiciário, Ministério Público, Procuradoria-Geral do Estado, Tribunal de Contas do Estado, burocracia pública, etc.); 4) do estudo do policy-making e das políticas públicas estaduais, através do processo de formação de agenda em cada governo e da seleção de processo decisórios específicos ocorridas em cada período governamental nos estados; 5) da descrição do perfil dos decisores estaduais (legislativo e executivo) e dos agentes que participaram de tais decisões, a fim de verificar se e em que medida seus diferentes perfis afetam o conteúdo e o resultado final das decisões tomadas, da legislação aprovada e das políticas públicas estaduais implementadas. Para tanto, procuramos relacionar os dados das elites e instituições políticas (perfil dos gestores, competição política, policy-making, institucionalização e regras do processo decisório) com a natureza, a qualidade e/ou o conteúdo das decisões implementadas, sejam as proposições legislativas (estrito senso), sejam os demais itens que compõem a agenda de decisões dos vários períodos governamentais nos diversos estados examinados (legislação e políticas públicas estaduais)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (11) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Paolo Ricci - Coordenador / TOMIO, F - Integrante / Luciana Veiga - Integrante / Ricardo costa de oliveira - Integrante / Sérgio Soares Braga - Integrante.
2006 - 2010
Instituições políticas, padrões de interação executivo-legislativo e capacidade governativa
Descrição: Este projeto visa mostrar a importância de duas variáveis de natureza institucional ? a extensão dos poderes legislativos do executivo e a forma de organização interna do legislativo ? na determinação do padrão de relações entre executivo e legislativo e no desempenho governamental. Em sua versão atual, o projeto compreende de duas linhas principais de investigação. A primeira é uma comparação do desempenho do presidencialismo multipartidário no Brasil durante a experiência democrática de 1946-64 e no período posterior à Constituição de 1988. Esta análise comparativa permite o controle do efeito das variáveis institucionais enfocadas. Dois objetos de pesquisa serão privilegiados nesta etapa: os partidos políticos como organizações e o processo de elaboração dos textos constitucionais, procurando relacionar o formato dos trabalhos e as escolhas substantivas. As constituições de 1946 e 1988 não apresentam variação no que diz respeito aos sistemas eleitoral e partidário e à forma de governo, mas apresentam diferenças significativas no que se refere aos poderes legislativos do executivo. Da mesma forma, o atual regimento interno do Congresso contribui para a centralização do processo legislativo. A segunda linha de investigação consiste em um amplo estudo comparativo entre sistema presidencialistas e parlamentaristas, incluindo 134 países e tendo como meta cobrir o período de 1960 a 2000. O principal objetivo é verificar se as diferenças apontadas por outros estudos entre os dois sistemas de governo, no que diz respeito à sua performance e a sobrevivência, persistem quando controladas pelas variáveis relacionadas com as características do processo decisório que identificamos no estudo do caso brasileiro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Paolo Ricci - Integrante / Fernando Limongi - Coordenador / Argelina Figuiredo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2006 - 2009
Instituições políticas e democracia: uma análise comparativa das relações Executivo/Legislativo e do processo decisório no Estado do Paraná (1995-2007)
Descrição: O objetivo da pesquisa presente neste relatório técnico é empreender uma análise comparativa do processo decisório e das relações entre o Executivo e o Legislativo nos governos de Jaime Lerner (1995-1999; 1999-2003) e de Roberto Requião (2003-2007) no estado no Paraná, através da análise sistemática do processo legislativo, do estudo aprofundado do processo de formação de agenda em cada governo e da seleção de processo decisórios específicos (estudos de caso de decisões legislativas relevantes, definidas por sua importância na estratégia governamental e sua repercussão na mídia e na opinião pública) ocorridas em cada um destes períodos governamentais. Além disso, buscamos traçar o perfil dos decisores e dos agentes que participaram de tais decisões, a fim de verificar se e em que medida seus diferentes perfis afetam o conteúdo e o resultado final das decisões tomadas. Para tanto, procuramos relacionar os dados sobre os perfis sócio-políticos das elites decisoras e a representação sobre a atuação política com a natureza ou o conteúdo das decisões tomadas, sejam as proposições legislativas, sejam os demais itens que compõem a agenda de decisões dos vários períodos governamentais examinados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (13) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Paolo Ricci - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo/Especialidade: Sistemas Governamentais Comparados.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Comportamento Legislativo.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Estudos Eleitorais e Partidos Políticos.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Premio Capes de Teses (melhor tese de doutorado em RI & CP do orientando Davi Cordeiro Moreira), Capes.
2014
Prêmio Olavo Brasil de Lima Jr. (Artigos) - para o artigo ?Beheading?, Rule Manipulation and Fraud: The Approval of Election Results in Brazil, 1894?1930. Journal of Latin American Studies, ABCP - Associação Brasileira de Ciência Política.
2013
Premio Capes de Teses (melhor tese em RI & CP do orientando Sergio Eduardo Ferraz), Capes.
2007
Premio Capes de Teses (melhor tese de doutorado em Ciencia Politica e Relaçoes Internacionais), Capes.
2002
Menção honrosa pela dissertação de mestrado, CNPq-ANPOCS.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:300
Total de citações:300
RICCI, PAOLO; PAOLO RICCI; RICCI P.  Data: 10/03/1999

SCOPUS
Total de trabalhos:100
Total de citações:100
RICCI, P.  Data: 10/10/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
Paolo Ricci2017 Paolo Ricci; ZULINI, J. P. . The meaning of electoral fraud in oligarchic regimes: lessons from the Brazilian case (1900-1930). JOURNAL OF LATIN AMERICAN STUDIES, v. 49, p. 243-268, 2017.

2.
Ricci, P.2015Ricci, P.; ZULINI, J. P. . A eleições no Brasil republicano: por além do estereótipo da fraude eleitoral. Histórica (São Paulo. Online), v. 63, p. 48-58, 2015.

3.
Ricci, Paolo2015Ricci, Paolo. Teorias e interpretações recentes sobre o processo decisório nos parlamentos contemporâneos. BIB. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, v. 77, p. 25-44, 2015.

4.
RICCI, P.2014 RICCI, P.; ZULINI, J. P. . Partidos, competição política e fraude eleitoral: a tônica das eleições na Primeira República. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 57, p. 443-479, 2014.

5.
RICCI, P.2013RICCI, P.; ZULINI, J. P. . Quem ganhou as eleições?: a validação dos resultados antes da criação da justiça eleitoral. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 21, p. 91-105, 2013.

6.
RICCI, P.2012RICCI, P.; Tomio, F. . O governo estadual na experiência política brasileira: as performances legislativas das Assembléias Estaduais. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 19, p. 193-217, 2012.

7.
RICCI, P.2012RICCI, P.. Explaining standing order reforms in the Camera dei Deputati during the liberal age. Journal of Modern Italian Studies, v. 17, p. 25-44, 2012.

8.
RICCI, P.2012RICCI, P.; TOMIO, F. . O Poder da caneta. A medida provisória no processo legislativo estadual. Opinião Pública (UNICAMP. Impresso), v. 18, p. 255-277, 2012.

9.
RICCI, P.2012 RICCI, P.; ZULINI, . ?Beheading?, Rule Manipulation and Fraud: The Approval of Election Results in Brazil, 1894-1930. Journal of Latin American Studies (Print), v. 44, p. 495-521, 2012.

10.
TOMIO, F.2012TOMIO, F. ; RICCI, P. . Seis décadas de processo legislativo estadual: processo decisório e relações Executivo/Legislativo nos estados (1951-2010). Cadernos da Escola do Legislativo, v. 13, p. 57-107, 2012.

11.
Paulo Peres2011Paulo Peres ; Lucio Rennó ; RICCI, P. . A Variação da Volatilidade Eleitoral no Brasil: Um Teste com as Explicações Econômicas, Políticas e Sociais. Latin American Research Review, v. 46, p. 46-68, 2011.

12.
Fernando Guarnieri2010Fernando Guarnieri ; RICCI, P. . Eleições 2010: a aparente fraqueza dos partidos políticos brasileiros.. Em Debate (Belo Horizonte), v. 2, p. 7-12, 2010.

13.
RICCI, P.2010RICCI, P.. The Content of Law. Concepts and Measures in Legislative Studies. Working Papers (Political Concepts), v. 43, p. 1-27, 2010.

14.
RICCI, P.2007RICCI, P.. A Evoluçao das reformas do regimento interno no Parlamento Italiano (1946-2003). Revista Brasileira de Estudos Políticos, v. 95, p. 57-97, 2007.

15.
RICCI, P.2006RICCI, P.. Em que ponto estamos? Sessenta anos de reformas institucionais na Itália (1946-2005). Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 49, p. xx-xx, 2006.

16.
RICCI, P.2004 RICCI, P.; LEMOS, L. R. . Produção legislativa e preferências eleitorais na Comissao de Agricultura e Politica Rural da Camara de Deputados. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), v. 19, n.55, p. 107-130, 2004.

17.
RICCI, P.2003 RICCI, P.. O conteúdo da produção legislativa brasileira: leis nacionais ou políticas paroquiais?. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), Rio de Janeiro, v. 46, n.4, p. 699-734, 2003.

18.
RICCI, P.2002RICCI, P.. A medida das leis: do utilizo de noções genéricas à mensuração do imponderável. Boletim Bibliográfico (ANPOCS), São Paulo, v. 54, n.2 semestre, p. 101-123, 2002.

19.
RICCI, P.2000RICCI, P.. Gli emarginati del duemila: le condizioni sociali di una favela paulista. Sociologia Urbana e Rurale, Milano, v. XXII, p. 61-83, 2000.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Ricci, Paolo; TOMIO, F. . Instituições políticas nos estados brasileiros: governadores e Assembleias Legislativas no Brasil contemporâneo. 1. ed. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2018.

2.
Ricci, Paolo; PACHECO, L. B. . Normas regimentais da Câmara dos Deputados. Do Império aos dias de hoje. 1. ed. Brasilia: Câmara dos Deputados, 2017. v. 2.

Capítulos de livros publicados
1.
Paulo Peres ; Fernando Guarnieri ; RICCI, P. . Os partidos no estado federativo: uma abordagem organizacional. In: Paolo Ricci e Fabricio Tomio. (Org.). Instituições políticas nos estados brasileiros Governadores e Assembleias Legislativas no Brasil contemporâneo. 1ed.São Paulo: Alameda Editorial, 2018, v. , p. 1-.

2.
RICCI, P.; TOMIO, F. . A produção legislativa nas Assembleias Legislativas estaduais. In: Paolo Ricci e Fabricio Tomio. (Org.). Instituições políticas nos estados brasileiros Governadores e Assembleias Legislativas no Brasil contemporâneo Paolo Ricci Fabrício de. 1ed.: , 2018, v. 1, p. 1-.

3.
Zulini, J. ; RICCI, P. . The Brazilian election of 1899. In: Eduardo Posada-Carbo and Andrew W. Robertson. (Org.). The Oxford Handbook of Revolutionary Elections. 1ed.New York: Oxford University Press, 2018, v. , p. 1-.

4.
Paolo Ricci; Zulini, J. . The politics of electoral reforms: the origin of proportional representation in Brazil and the Electoral Code of 1932. In: Jorge Gordin (Editor) Lucio Renno (editor). (Org.). Institutional Innovation and the Steering of Conflicts in Latin America. 1ed.: ECPR Press, 2017, v. , p. 57-84.

5.
Ricci, P.; Zulini, J. . Nem só à base do cacete, nem apenas com presentes: sobre como se garantiam votos na Primeira República. In: Cláudia Maria Ribeiro Viscardi e José Almino Alencar. (Org.). A Primeira República Revisitada: construção e consolidação do projeto republicano brasileiro. 1ed.Porto Alegre: EdiPUCRS, 2016, v. , p. 101-116.

6.
RICCI, P.; LEMOS, L. R. . Individualismo e partidarismo na lógica parlamentar: o antes e o depois das eleições. In: César Zucco e Timothy Power. (Org.). O Congresso por ele mesmo: auto-percepções da classe política brasileira. 1ed.Belo Horizonte: UFMG, 2011, v. , p. 207-238.

7.
RICCI, P.. A produçao legislativa de iniciativa parlamentar no Congresso brasileiro. Diferenças e similaridades entre Camara dos Deputados e Senado Federal.. In: Leany, Lemos. (Org.). O Senado Federal brasileiro no pos- constituinte. 1ed.Brasilia: Unilegis/Senado Federal, 2008, v. , p. 237-271.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Ricci, Paolo; ZULINI, J. P. . AS ELEIÇÕES PARA A CÂMARA DOS DEPUTADOS NO BRASIL REPUBLICANO. In: IX Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2014, Brasilia. IX Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2014.

2.
Paolo Ricci; ZULINI, J. P. . A política dos governadores na contramão do regionalismo político: revisitando o pacto Campos Sales. In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal. x, 2013.

3.
RICCI, P.; MESQUITA, L. ; SILVA, G. P. ; SIMONI JR., S. . Competição política e sistema eleitoral brasileiro: algumas evidências empíricas. In: 8 Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2012, Gramado. Ampliando fronteiras da Ciência Política, 2012.

4.
RICCI, P.; ZULINI, J. P. . Tipos, causas e a geografia da fraude eleitoral na Primeira República (1889-1930). In: 8 Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2012, Gramado. Ampliando fronteiras da Ciência Política, 2012.

5.
RICCI, P.; TOMIO, F. . Três décadas de processo legislativo estadual: comparando o processo decisório e as relações executivo/legislativo nos estados brasileiros (1979-2010). In: Primer Encuentro Internacional del Grupo de Estudios Legislativos de la Alacip, GEL ALACIP. Salamanca : ALACIP, 2011, 2011, Belo Horizonte - BH. Grupo de Estudios Legislativos de la Alacip, 2011.

6.
RICCI, P.; ZULINI, . Eleições na Primeira República: o papel da Comissão de Verificação dos Poderes. In: VII Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), 2010, Recife. VII Econtro ABCP, 2010.

7.
RICCI, P.; TOMIIO, F. . Instituições e decisões: estudo comparativo do processo legislativo nas Assembléias Estaduais. In: VII Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política - ABCP, 2010, Recife. ABCP, 2010.

8.
RICCI, P.; TOMIIO, F. . Executive Decree Power and State Decision Process in Brazil: a comparative study of delegation of legislative powers and decision-making in the Brazilian States. In: Congress of the Latin American Studies Association, 2010, Toronto. LASA, 2010.

9.
RICCI, P.; TOMIIO, F. . A conexão eleitoral nas assembléias legislativas locais. Mito ou realidade?. In: Lasa, 2009, Rio. IX Congresso da Latin American Science Association, 2009.

10.
RICCI, P.. A elaboração do regimento interno nas assembléias constituintes: umaabordagem comparada. In: ABCP, 2008, Campinas. VI Encontro da ABCP, 2008.

11.
RICCI, P.; PERES, P. ; RENNO,L. . A variação da volatilidade eleitoral no Brasil: um teste com as explicações economicas, politicas e sociais. In: VI Encontro da ABCP, 2008. VI Encontro da ABCP.

12.
RICCI, P.; TOMIIO, F. . Conexão eleitoral,processo legislativo e estratégias parlamentares nas Assembléias Legislativas estaduais. In: VI Encontro da ABCP, 2008. VI Encontro da ABCP.

13.
RICCI, P.. Incentivos e constrangimentos institucionais à açao dos deputados. Um estudo sobre os determinantes da produçao legislativa de origem parlamentar em perspectiva comparada. In: V Encontro da ABCP, 2006, Belho Horizonte. ABCP, 2006.

14.
LEMOS, L. R. ; RICCI, P. . Comissao permanentes, produçao legislativa e preferencias eleitorais: o caso da Comissao de Politica Rural da Camara dos Deputados. In: XXVII Encontro da Anpocs, 2003, Caxambu. Anpocs, 2003.

15.
RICCI, P.. Conexao eleitoral e estratégias legislativas: hipoteses e evidencias para o caso brasileiro. In: III encontro ABCP, 2002, Niteroi. ABCP, 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
RICCI, P.. A racionalidade do voto em contextos não democráticos: O Brasil da Primeira República em perspectiva comparada. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
RICCI, P.. Politica Comparada. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
RICCI, P.; ZULINI, . A re-assessment of the idea of political competition parties in oligarchic regimes: evidence from the Brazilian case (1899-1930). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
RICCI, P.; ZULINI, . Quem ganhou as eleições? A validação dos resultados eleitorais antes da criação da Justiça Eleitoral. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
LEMOS, L. R. ; RICCI, P. . O Congresso por ele mesmo: resultados e análises da PLIO 2009. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
RICCI, P.. Prefácio, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
RICCI, P.. Moderazione e passioni nel Político di Platone, 2009. (Tradução/Artigo).


Demais tipos de produção técnica
1.
Ricci, Paolo. Relatório de Pesquisa Fapesp - Bolsa de Pesquisa Exterior. 2015. (Relatório de pesquisa).

2.
Paolo Ricci. Relatorio de pesquisa CNPq. 2011. (Relatório de pesquisa).

3.
RICCI, P.. Relatorio de doutorado 3. 2006. (Relatório de pesquisa).

4.
RICCI, P.. Relatorio de bolsa sandwiche. 2005. (Relatório de pesquisa).

5.
RICCI, P.. Relatorio de doutorado 2. 2004. (Relatório de pesquisa).

6.
RICCI, P.. Relatorio de doutorado 1. 2003. (Relatório de pesquisa).

7.
RICCI, P.. Relatorio de mestrado 1. 2001. (Relatório de pesquisa).

8.
RICCI, P.. Relatorio de mestrado 2. 2001. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SANTOS, M. F. J.; PEIXOTO, R. A.; PEREIRA, H. A. A. R.; RICCI, P.. Participação em banca de Itala mayara de castro SIlva. Eloy de Souza e o Nordeste como construção discursiva do espaço dos estados seviciados pela seca na primeira republica brasileira. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

2.
Renato Perissinotto; Bolognesi Bruno; RICCI, P.. Participação em banca de Dhyeisa Lumena Rossi. Condicionantes para a ocupação dos cargos de presidência das comissões permanentes do Senado entre 1990 e 2014. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

3.
Couto, Claudio; RICCI, P.; ARANTES, R. B.. Participação em banca de Gabriel Luan Absher Bellon. Constituições estaduais pós1989: processo de emendamento e seus determinantes. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de Sao Paulo.

4.
RICCI, P.; Couto, Claudio; MOISES, J. A.. Participação em banca de Danilo de Padua Centurione. Cooperação e controle: o papel do legislativo em 20 estados da federação na legislatura 2007-2010. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

5.
HOROCHOVSKI, R. R.; RICCI, P.; TOMIIO, F.. Participação em banca de Eduardo Soncini Miranda. Emendas parlamentares e processo legislativo orçamentário: o caso do Paraná (1998-2011). 2013.

6.
CERVI, E. U.; RICCI, P.; COSTA, P. R. N.. Participação em banca de Fabio Luiz Duarte Lopes. A participação do poder legislativo na elaboração de políticas públicas para o setor agrícula. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

7.
AVELINO FILHO, G.; Limongi, Fernando; RICCI, P.. Participação em banca de Samuel Moura Santos. Maiorias, minorias e oposição: participação legislativa no presidencialismo e coalizão brasileiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

8.
Limongi, Fernando; Carreirão Yan; RICCI, P.. Participação em banca de Sergio Simoni Junior. Flutuação do voto e sistema partidário: o caso de São Paulo. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

9.
RICCI, P.; Wagner Mancuso; Rolf Jurg Rauschenbach. Participação em banca de Nelson Shih Yien Lin. Participação popular no legislativo federal - um estudo de seus mecanismos institucionais: emendas populares no processo constituinte, iniciativa popular de lei e Comissão de Legislação Participativa (CLP). 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciencias Humanas.

10.
Braga, Maria do Socorro; TEIXEIRA, M.; RICCI, P.. Participação em banca de Cintia de Oliveira Santiago dos Reis. Representação Política no Brasil: Uma analise do perfil das mulheres eleitas à câmara dos deputados (1987-2011). 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de São Carlos.

11.
Fleischer, David; Taylor, Matthew; RICCI, P.. Participação em banca de Fernanda Machiaveli. Medidas provisórias: os efeitos não antecipados da EC32 nas relações entre executivo e legislativo. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
RICCI, P.; PERISSINOTTO, R.; LIMA, C. A. M.; PINTO, A. J. P. C.; CODATO, A.. Participação em banca de Lucas Massimo Tonial Antunes de Souza. A profissionalização da oligarquia no Brasil: um estudo sobre a estrutura da carreira política dos senadores na Primeira República. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

2.
RICCI, P.; TOMIIO, F.; Braga Sergio; HOROCHOVSKI, R. R.; KANAYAMA, R. L.. Participação em banca de Eduardo Soncini Miranda. Emendas parlamentares e processo legislativo orçamentário - uma análise comparada dos estados do RS, PR, MG, SP, ES e BA. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

3.
RICCI, P.; Tomio, F.; KOZICKI, K.; HOROCHOVSKI, R. R.; BARBOZA, E. M. Q.; KANAYAMA, R.. Participação em banca de Sandro Luis Tomas Ballande Romanelli. Suprema (in)dependência: mecanismos da relação entre governos e Supremo Tribunal. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Federal do Paraná.

4.
BRAGA, M. S. S.; KERBAUY, M. T.; MARTINS FILHO, J. R.; ONUKI, J.; RICCI, P.. Participação em banca de Bruno Vicente Lippe Pasquarelli. Política externa, partidos políticos e relações executivo/legislativo nas democracias presidencialistas do Brasil e do Chile. 2015. Tese (Doutorado em Ciencia Politica) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
RICCI, P.; Nicolau, José; Dolhnikoff, Miriam; Ferreira, Grabriela Nunes. Participação em banca de Sergio Eduardo Ferraz. O Império devastado - instabilidade ministerial, Câmara dos Deputados e poder moderado (1840-1889). 2012 - Universidade de Sao Paulo.

6.
Janina Onuki; Maria Antonieta Del Tedesco Lins; Adriana Schor; Amâncio Jorge Silva Nunes de Oliveira (orientador); RICCI, P.. Participação em banca de Gabriel Cepaluni. Determinantes do sucesso e fracasso das coalizões internacionais nas negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC). 2010. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

7.
RICCI, P.; Amâncio Jorge Silva Nunes de Oliveira (orientador); Janina Onuki; Maria Antonieta Del Tedesco Lins. Participação em banca de Feliciano de Sá Guimarães. A autonomia burocrática das Organizações Financeiras Internacionais: um estudo comparado entre Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional. 2010. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

8.
Leandro Piquet Carneiro; David Verge Fleischer; RICCI, P.; AVELINO FILHO, G.. Participação em banca de Mayla di Martino Ferreira Oliveira. A política como profissão. Uma análise da circulação parlamentar na Câmara dos deputados (1946-2007). 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
RICCI, P.; CRAVO, S. L. D.; SOUZA, C. B.; AQUINO, M. A.; TOLEDO, E. T.; COMPARATO, B. K.. Concurso Público para provimento no cargo de Prof. Adjunto. 2013. Universidade Federal de São Paulo.

2.
REIS, B. P. W.; SALA, J. B.; RICCI, P.. Concurso para provimento do cargo de professor. 2012. Universidade Federal do ABC.

3.
Couto, Claudio; Almeida, M.H.T.; Schor, Adriana; Badin, Ratton Sanchez M.; RICCI, P.. Concurso para Provimento do cargo de professor Doutor. 2011. Instituto de Relações Internacionais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.A criação de identidades e nações no Orientes e no Ocidente. 2010. (Simpósio).

2.
SImposio Internacional de Iniciação científica da USP.Sistema Eleitoral. 2008. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RICCI, P.; ZULINI, J. P. . As origens das regras eleitorais no Brasil: O Código Eleitoral de 1932.. 2017. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ivan Souza Vieira. Cidade, espaço e poder: a construção da monumentalidade na orla carioca. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Gustavo Venturelli. A composição das comissões permanentes na Câmara dos Deputados. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
José Lima Nobrega Junior. A Política de Gastos Educacionais na Primeira República Brasileira: Um Estudo sobre os Determinantes Políticos da Alocação e Composição Orçamentária nos Estados da Federação. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Fernando Gonçalves Magalhães. Transferência voluntárias da União para os Municipios: barganha politica ou Políticas Públicas?. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

4.
Estevao Alves da Silva. O jogo político na Constituinte de 1933. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Lucas Massimo Tonial Antunes de Souza. Início: 2018. Universidade de Sao Paulo.

Iniciação científica
1.
Fernanda Cimetta. Partidos e eleições na década de 30. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Karen Rizzato Pires. Partidos e eleições na democracia de 1945. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

3.
Caio Martins. Dados eleitorais a nivel de municipio (1946-1964). Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Anildo Lopes Rodrigues. Financiamento dos Partidos Politicos em Cabo Verde. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.

2.
Lucas Goulart de Oliveira. A questão social no Congresso Nacional republicano. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

3.
Mauricio Yoshida Izumi. Os Determinantes do Comportamento Parlamentar no Senado Brasileiro (1989-2010). 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

4.
Constancia L.de B.C.R. Costa. Coordenação eleitoral e voto dividido no Brasil: o caso das eleições municipais de 2004 e 2008. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

5.
Estevão Alves da Silva. As transformações no quadro partidário brasileiro pós-revolução de 1930. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

6.
Fabio L.M.da Silva. Presidencialismo Estadual e Participação Legislativa em São Paulo (1999-2010). 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Paolo Ricci.

7.
Jaqueline Porto Zulini. Comportamento partidario na Republica de 1946: um estudo dos padroes de apoio e conflito entre Congresso e Governo e. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.

8.
Rafael Freitas dos Santos. Poder de agenda e participação legislativa no presidencialismo de coalizão brasileiro. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Paolo Ricci.

9.
Davi Cordeiro Moreira. Benefícios Tributários Federais e Conexão Eleitoral: a concessão de benefícios referentes ao PIS, à COFINS e à CSLL. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

10.
Michele Buttò. Mecanismos deliberativos na Assembléia Nacional Constituinte: a polarização simbolica da reforma agraria. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciencias Humanas, . Orientador: Paolo Ricci.

Tese de doutorado
1.
Guilherme Stolle Paixão e Casarões. Econômica, Democracia e Modernização: a política externa do governo Collor revisitada. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

2.
Fabio Lacerda Martins da Silva. Presidencialismo, coalizões e competição eleitoral. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Paolo Ricci.

3.
Graziella Guiotti Testa. Ilhas inóspitas: padrões de funcionamento do Colégio de Líderes e das comissões permanentes na Câmara dos Deputados. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

4.
Sérgio Ferraz. O Império devastado - instabilidade ministerial, Câmara dos Deputados e poder moderado (1840-1889). 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

5.
Jaqueline Porto Zulini. Modos do bom governo na Primeira República. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

6.
Davi Cordeiro Moreira. Empresariado em busca do Legislativo Federal: como características dos candidatos afetam a estratégia de financiamento do empresariado nacional. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Paolo Ricci.

7.
Miguel Barrientos. Federalismo comparado entre Brasil e Argentina:O poder dos Governadores desde a redemocratização.. 2010. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.

Iniciação científica
1.
Anna Luisa Vitari Salgado. O voto das mulheres em 1933. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Paolo Ricci.

2.
João Paulo Ribeiro Garbelotto. A administração das eleições na Primeira República: aspectos formais. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.

3.
Vithor Torres. A Constituinte de 1891: a mudança de um paradigma no entendimento da Primeira Republica. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciencias Humanas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.

4.
Fernanda Regina Machado. A Interação entre os Poderes Executivo e Legislativo na República Velha: um Estudo sobre a Introdução do Veto Parcial. 2014. Iniciação Científica - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Paolo Ricci.

5.
Patricia Lenes do Nascimento. Grupos de interesses no Brasil republicano. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo. Orientador: Paolo Ricci.

6.
Lucas Goulart Oliveira. Relação executivo-legislativo na Primeira República. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Paolo Ricci.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 3:09:32