Anselmo Nogueira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9192761727785856
  • Última atualização do currículo em 08/12/2018


Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (2002), com mestrado em Ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA (2006) e doutorado em Botânica no laboratório de sistemática vegetal pelo Instituto de Biociências da USP (2011). Sua trajetória de pesquisa envolveu as áreas de ecofisiologia vegetal (IC), ecologia vegetal (Mestrado), morfologia e sistemática filogenética, e biologia evolutiva aplicados a área de botânica (Doutorado e Pós-doc). Ministrou aulas de Botânica e Evolução na Universidade Federal de São Carlos campus Sorocaba entre 2011 e 2012. Em 2012 iniciou seu pós-doc em botânica e biologia evolutiva focados nas interações planta-animal pela Universidade de São Paulo que incluiu seis meses na Univesidad de Jaén (Espanha) no laboratório do Dr. Pedro Zamora Rey. Em 2015, iniciou um novo pós-doc na Universidade do Arizona (Department of Ecology and Evolutionary Biology) no laboratório da Dra. Judith L. Bronstein. Em 2016, ingressou como professor visitante na área de botânica na Universidade Federal do ABC. Atualmente é Professor Adjunto na Universidade Federal do ABC em São Bernardo do Campo (SP) ministrando disciplinas de botânica, sistemática, evolução, biologia reprodutiva, dentre outras. Participa também do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (área de concentração: Botânica) no Instituto de Biociências da UNESP-Botucatu, responsável pela disciplina Delineamento Experimental, onde orienta estudantes de mestrado. Possui ampla experiência de campo, tendo realizado diversas atividades em reservas naturais de floresta e cerrado ao longo dos últimos 16 anos. Tem focado seus trabalhos em perguntas relacionadas: (i) a evolução morfo-funcional de caracteres das plantas dentro do arcabouço da sistemática filogenética; (ii) dinâmica e evolução das interações planta-animal, e (ii) padrões de distribuição das plantas e fatores determinantes. Possui interesse direto no planejamento de projetos que envolvam testes diretos da funcionalidade dos caracteres morfológicos e anatômicos das plantas em campo e laboratório, e que se utilizem de abordagens observacionais e experimentais, assim como dos métodos comparativos filogenéticos, para investigar processos eco-evolutivos determinantes na manutenção das populações naturais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Anselmo Nogueira
Nome em citações bibliográficas
NOGUEIRA, Anselmo;Nogueira, Anselmo;Nogueira, A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do ABC, Centro de Ciências Naturais e Humanas.
Rua Arcturus (Jd Antares)
Anchieta
09606070 - São Bernardo do Campo, SP - Brasil
Telefone: (55520) 62196245
URL da Homepage: http://ccnh.ufabc.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Evolução e ecologia dos trichomas em Bignonieae (Bignoniaceae): estruturas morfológicas de defesa anti herbivoria?, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Lúcia Garcez Lohmann.
Coorientador: Pedro Zamora Rey (Espanha).
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: interação formiga-planta-herbívoro; Nectários extrafllorais; Adaptação; Divergência fenotípica.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia das interações planta-animal.
2004 - 2006
Mestrado em Biologia (Ecologia).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Título: Variação da comunidade de lianas e sua relação com variáveis abióticas em uma floresta de terra firme da Amazônia Central,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Flávia R. C. Costa.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Amazônia; floresta de terra firme; comunidade de lianas; distribuição espacial; parcelas permanentes.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Silvicultura, Exploração Florestal e Serviços Relacionados.
1999 - 2002
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Determinação da capacidade fotossintética expressa em área e em massa em espécies lenhosas jovens de mata sob condições de campo.
Orientador: Carlos Alberto Martinez y Huaman.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2015 - 2016
Pós-Doutorado.
University of Arizona, UA, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
2012 - 2015
Pós-Doutorado.
Instituto de Biociências - USP, IBUSP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Evolutiva.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Interações.
2013 - 2013
Pós-Doutorado.
University of Jaén, UJAEN, Espanha.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia Vegetal.


Formação Complementar


2017 - 2017
Experimental and theoretical approaches on plant reproductive diversity. (Carga horária: 24h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2015 - 2015
Estágio de curta duração: Ecologia e Evolução. (Carga horária: 240h).
University of Arizona, ARIZONA, Estados Unidos.
2014 - 2014
Quantitative Genetics. (Carga horária: 15h).
Departamento de Genética - ESALQ/USP, USP, Brasil.
2013 - 2013
Principles in plant biomechanics using lianas as a model. (Carga horária: 90h).
Instituto de Biociências - USP, IBUSP, Brasil.
2012 - 2012
Modelagem estatística para ecologia e recursos naturais. (Carga horária: 90h).
Instituto de Biociências - USP, IBUSP, Brasil.
2011 - 2011
São Paulo School on Ecological Networks. (Carga horária: 84h).
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2011 - 2011
Métodos filogenéticos em ecologia? (NE320 - Tópicos Especiais). (Carga horária: 45h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2010 - 2010
Uso de GPS de navegação e software TrackMaker Pro. (Carga horária: 20h).
Informática Agropecuária, INFOAGRO, Brasil.
2010 - 2010
Análise filogenética usando o R. (Carga horária: 45h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
Biologia del néctar: aspectos teóricos y sobre diseño experimental. (Carga horária: 45h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
Evolução morfológica e Método Comparativo. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2009 - 2009
Estágio em ecologia e biologia evolutiva.. (Carga horária: 160h).
Universidad De Jaén, UJAEN, Espanha.
2009 - 2009
Análise de distribuição de spp. e estruturação de comunidades vegetais. (Carga horária: 80h).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
2008 - 2008
Curso de Ecologia Quantitativa (Bioestatística). (Carga horária: 38h).
Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.
2007 - 2007
Ecologia de Populações de Plantas. (Carga horária: 135h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2006 - 2006
Intermediate english course. (Carga horária: 246h).
Crescent School of English, CSE, Irlanda do Norte.
2005 - 2005
Interações Biológicas e Conservação da Amazônia. (Carga horária: 120h).
Museu Paraense Emílio Goeldi, GOELDI, Brasil.
2004 - 2004
Florestas Nativas do Estado de São Paulo. (Carga horária: 10h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Experimentação e Processamento de dados. (Carga horária: 100h).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em O Uso de Informações Geo Referenciadas Em Ciências. (Carga horária: 3h).
Conselho Regional de Biologia Região 1, CRBIO1, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Análise Estatística Multivariada. (Carga horária: 3h).
Conselho Regional de Biologia Região 1, CRBIO1, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Aspectos fitogeográficos na gestão do meio ambiente. (Carga horária: 90h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2003 - 2003
Atualização em biogeografia. (Carga horária: 5h).
Sociedade Botânica do Brasil - DF, SBB, Brasil.
2003 - 2003
Tópicos Especiais Em Biodiversidade e Conservação. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2003 - 2003
Estágio de Identificação de Árvores de Restinga. (Carga horária: 50h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2003 - 2003
Estágio de identificação de árvores de encosta da Mata Atlântica. (Carga horária: 50h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Evolução das Plantas Terrestres. (Carga horária: 20h).
Centro Estudantil da Biologia, CEB*, Brasil.
2002 - 2002
Premissas, dificuldades e possibilidades: ensino de zoologia com abordagem. (Carga horária: 3h).
Conselho Regional de Biologia Região 1, CRBIO1, Brasil.
2002 - 2002
Eia Rima. (Carga horária: 3h).
Conselho Regional de Biologia Região 1, CRBIO1, Brasil.
2002 - 2002
Análise ambiental: instrumentos, gestão e interdisciplinaridade. (Carga horária: 3h).
Conselho Regional de Biologia Região 1, CRBIO1, Brasil.
2002 - 2002
Aspectos ecofisiológicos da regeneração de florestas estacionais semidecíd.. (Carga horária: 9h).
Sociedade Botânica de São Paulo, SBSP, Brasil.
2002 - 2002
Estágio de Identificação de Árvores do Cerrado. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Paleobotânica. (Carga horária: 16h).
Centro Estudantil da Biologia, CEB*, Brasil.
2000 - 2000
Sistemática de fanerógamas. (Carga horária: 10h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2000 - 2000
Metodologia de estudos faunísticos: invertebrados. (Carga horária: 45h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Aspectos Ecológicos e Evolutivos do Comportamento. (Carga horária: 15h).
Centro Estudantil da Biologia, CEB*, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Introdução a Etologia. (Carga horária: 15h).
Centro Estudantil da Biologia, CEB*, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Colaborador em projetos de pesquisa com a Dra. Laura Carolina Leal de Souza (Coordenadora UNIFESP, Diadema-SP).


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Colaborador em projetos de pesquisa com a Dra. Juliana Villela Paulino (Coordenadora UFRJ, Rio de Janeiro-RJ).


Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Colaborador em projetos de pesquisa com o Dr. Fabrício Baccaro (Coordenador UFAM, Manaus-AM).


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Colaborador em projetos de pesquisa com o Dr. Paulo S. Oliveira (Coordenador Unicamp, Campinas-SP).


Universidade Federal do ABC, UFABC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Parte do quadro permanente de professores de botânica da UFABC.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2018 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DE PLANTAS I (60 horas/aula)
09/2017 - Atual
Extensão universitária , Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, .

Atividade de extensão realizada
Elaboração de curso para a valorização da Botânica (público alvo: idosos).
06/2009 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Fundação Universidade Federal do ABC, .

06/2009 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Fundação Universidade Federal do ABC, .

09/2017 - 12/2017
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
BIOLOGIA REPRODUTIVA DE PLANTAS (48 horas/aula)
EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DE PLANTAS II (72 horas/aula)
09/2017 - 12/2017
Ensino, Ciência e Tecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
BIODIVERSIDADE: INTERAÇÕES ENTRE ORGANISMOS E AMBIENTE (36 horas/aula)
11/2017 - 11/2017
Ensino, Evolução e Diversidade, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Mutualismo e coevolução (duração 6 horas)
09/2017 - 09/2017
Extensão universitária , Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, .

Atividade de extensão realizada
Orientação para estudantes do ensino médio sobre o curso de Ciências Biológicas.
05/2017 - 08/2017
Ensino, Ciência e Tecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EVOLUÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA VIDA NA TERRA ( 36 horas/aula)
EVOLUÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA VIDA NA TERRA (36 horas/aula)
09/2016 - 12/2016
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DE PLANTAS (72 horas/aula)
09/2016 - 12/2016
Ensino, Ciência e Tecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
BIODIVERSIDADE: INTERAÇÕES ENTRE ORGANISMOS E AMBIENTE (36 horas/aula)
10/2016 - 11/2016
Ensino, Evolução e Diversidade, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Mutualismo e Coevolução (duração 6 horas)
06/2016 - 09/2016
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
BIOLOGIA VEGETAL (36 horas/aula)
06/2016 - 09/2016
Ensino, Ciência e Tecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
PROJETO DIRIGIDO (24 horas/aula)

University of Arizona, ARIZONA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pos-doc, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Desenvolve dois projetos de pesquisa no posdoc: 1) Utiliza o sistema formiga-planta-herbívoro na Amazônia Central (região de manaus) para testar o papel das variações dos nectários na defesa das plantas, trabalho este com participação do grupo de pesquisa coordenado pela pesquisadora Dra. Judith L. Bronstein em colaboração com o pesquisador Dr. Fabrício Baccaro, UFAM-AM. 2) Utiliza o sistema abelha-planta em uma espécie de Ericaceae do deserto de Sonora (Manzanita species) para avaliar o papel funcional de cada visitante floral, importância da estrutura floral para a reprodução da planta (polinização cruzada e auto-polinização), e o entendimento da ordem das interações e suas consequências.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pos-Doc, Carga horária: 30

Atividades

10/2015 - 05/2016
Outras atividades técnico-científicas , Department of Ecology and Evolutionary Biology, Department of Ecology and Evolutionary Biology.

Atividade realizada
Treinamento tecnico-cientifico de estudantes, organização e análise de dados..

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Credenciado no Programa de pós, Enquadramento Funcional: Orientador e Professor, Carga horária: 6
Outras informações
Atualmente ministra o curso de "Delineamento amostral em estudos em Botânica e Biologia Evolutiva" anualmente no Programa de Pós-Graduação, e conjuntamente co-orienta e orienta estudantes de mestrado, e também colabora em projetos de pesquisa dos docentes permanentes do Departamento de Botânica.

Atividades

03/2015 - Atual
Extensão universitária , Museu Escola, .

Atividade de extensão realizada
Colaboração na criação de material didático on-line na área de biologia das interações planta-animal.
08/2016 - 09/2016
Ensino, Ciências Biológicas (Botânica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
DELINEAMENTO EXPERIMENTAL EM ESTUDOS DE BIOLOGIA (90 horas/aula)
07/2015 - 07/2015
Ensino, Ciências Biológicas (Botânica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
DELINEAMENTO EXPERIMENTAL EM ESTUDOS DE BOTÂNICA E BIOLOGIA EVOLUTIVA (60 horas/aula)
10/2014 - 10/2014
Ensino, Ciências Biológicas (Botânica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
DELINEAMENTO EXPERIMENTAL EM ESTUDOS DE BOTÂNICA E BIOLOGIA EVOLUTIVA (60 horas/aula)
04/2014 - 05/2014
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
ECOLOGIA E EVOLUÇÃO DAS INTERAÇÕES PLANTA-ANIMAL (Disciplina em colaboração com a Profa. Dra. Elza Guimarães) (24 horas/aula + planejamento da disciplina)

University of Jaén, UJAEN, Espanha.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pos-doc, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisador pos-doc na Universidad de Jaén (Espanha) sob supervisão do Dr. Pedro J. Rey (Departamento de Ecología, Biología Animal y Vegetal).


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Colaborador em projetos de pesquisa com Dra. Verônica Angyalossy (Coordenadora IB-USP, São Paulo-SP).

Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pos-doc, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Estágiário, Enquadramento Funcional: Estagiário no Laboratório de Sistemática, Carga horária: 20
Outras informações
Estágio voluntário em sistemática e biologia evolutiva no Departamento de botânica do Instituto de Biociências da USP, coordenado pela Profa. Dra. Lucia G. Lohmann. Atividades durante o estágio: leituras de textos com discussões semanais, organização de material botânico incluindo exsicatas e coleção viva, preparação de projetos e participação como ouvinte de duas disciplinas no IBUSP (1-Sistemática filogenética e Biogeografia ministrada pelo Prof. Dr. Mario de Pinna; 2-Genética Evolutiva ministrada pelo Prof. Dr. Diogo Meyer).

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário no Laboratório de Botância, Carga horária: 20
Outras informações
Estágio na área de botânica (Profa. Dra. Elenice M. Varanda), ecofisiologia vegetal (Prof. Dr. Carlos A. Martinez e Prof. Dr. Carlos H. B. A. Prado) e ecologia vegetal (Prof. Dr. Alexandre A. de Oliveira), incluindo diversas atividades de laboratório e de campo que culminaram com a iniciação científica na área de ecofisiologia vegetal com bolsa de IC do PIBIC-CNPq. Iniciação Científica (Ecofisiologia Vegetal): ?Determinação da capacidade fotossintética expressa em área e em massa em espécies lenhosas de mata sob condições de campo? Orientador: Carlos Alberto Martinez y Huaman. Artigo publicado na revista Photossynthetica.

Vínculo institucional

1999 - 2004
Vínculo: Aluno de Graduação, Enquadramento Funcional: Aluno de Graduação (Bacharel e Licenciatura), Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Iniciação Científica (Ecofisiologia Vegetal): ?Determinação da capacidade fotossintética expressa em área e em massa em espécies lenhosas de mata sob condições de campo? Orientador: Carlos Alberto Martinez y Huaman. Bolsista do: CNPq (PIBIC-1 ano)

Atividades

01/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.

Cargo ou função
Assessor no Comitê de Acompanhamento de projetos (Ecologia - IBUSP).
06/2009 - 07/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biociências, .

Cargo ou função
Representação discente (Comissão de Pós-Graduação ? CPG, 1 ano).
10/2005 - 06/2007
Extensão universitária , Departamento de Botânica - IB-USP, .

Atividade de extensão realizada
Projeto "Guia do Igapó do baixo Rio Negro" que produziu um guia ilustrado digital das plantas vasculares mais comuns desta região da Amazônia (http://ecologia.ib.usp.br/guiaigapo/guiaplantas.html). Projeto financiado pelo CNPq (Edital Universal - 2006).
02/2005 - 02/2005
Extensão universitária , Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Departamento de Biologia.

Atividade de extensão realizada
Curso de Extensão ministrado: AMAZÔNIA E A ECOLOGIA VEGETAL? (12 horas/aula).
02/2003 - 07/2003
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina Ecologia Vegetal
2002 - 2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Departamento de Biologia.

Cargo ou função
Representante discente (Diretor do Centro Acadêmico da FFCLRP-USP, 1 ano).
08/2002 - 08/2002
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina Sistemática de Fanerógamas
02/2002 - 02/2002
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina Morfologia e Taxonomia de Briófitas e Pteridófitas
2001 - 2002
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Departamento de Biologia.

Cargo ou função
Representante discente de graduação da Congregação da FFCLRP-USP (1 ano).
02/2000 - 06/2000
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina Biologia Celular

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboração de Pesquisas em Ecologia
Outras informações
Pequisa e Desenvolvimento, Coordenação de Pesquisas em Ecologia. Linhas de pesquisa: Padrões de distribuição de plantas.

Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Mestrado (Pós-Graduação em Ecologia), Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenação de Pesquisas em Ecologia, .

02/2006 - 07/2006
Ensino, Ciências Biológicas (Botânica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina ECO 065- Estatística e Delineamento Amostral
05/2005 - 05/2005
Ensino, Ciências Biológicas (Botânica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria da disciplina Ecologia de Comunidades

Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20
Outras informações
Professor substituto na área de Botânica e Biologia Evolutiva na Universidade Federal de São Carlos, campus Sorocaba. Concurso público realizado para vaga não permanente, 20 horas semanais, no qual o contrato de trabalho teve duração de 1 ano.

Atividades

07/2011 - 06/2012
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
DIVERSIDADE E EVOLUÇÃO VEGETAL I (60 horas/aula)
DIVERSIDADE E EVOLUÇÃO VEGETAL II (30 horas/aula)
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA COMPARADA I (60 horas/aula)
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA COMPARADA II (30 horas/aula)

Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Curso de Extensão Universitari, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 15
Outras informações
Curso de extensão pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência

Atividades

02/2011 - 02/2011
Extensão universitária , Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência, .

Atividade de extensão realizada
Ação de extensão intitulada "Métodos de coleta botânicas em parcelas permanentes na Amazônia Meridional" (carga horária 60 horas)..

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, MASP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Contrato temporário, Enquadramento Funcional: Monitor educador, Carga horária: 10
Outras informações
Monitor educador na Exposição "Darwin - Descubra o homem e a teoria revolucionária que mudou o mundo" organizada no MASP, São Paulo, SP.

Atividades

05/2007 - 07/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Educador-monitor na exposição com o público em geral (crianças, jovens e adultos); explorando a vida de Charles Darwin, a teoria de evolução biológica e aspectos gerais da biologia. A exposição contou com a visita de 180 mil visitantes.

Curso Pré-vestibular de Taboão da Serra - MSU, MSU, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor voluntário, Carga horária: 2
Outras informações
O MSU é uma organização comunitária sem fins lucrativos que oferece curso pré-vestibular para estudantes de baixa renda na cidade de Taboão da Serra, SP.

Atividades

10/2006 - 12/2008
Ensino,

Disciplinas ministradas
BOTÂNICA
ECOLOGIA
EVOLUÇÃO E CLASSIFICAÇÃO BIOLÓGICA

Centro de Apoio Popular Estudantil "Coragem para Vencer", CAPE, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor voluntário, Carga horária: 3
Outras informações
O Centro de Apoio Popular Estudantil - CAPE - é uma organização sem fins lucrativos que oferece cursos pré-vestibular para estudantes de baixa renda de Ribeirão Preto, SP.

Atividades

01/2002 - 11/2002
Ensino,

Disciplinas ministradas
BOTÂNICA
ECOLOGIA


Linhas de pesquisa


1.
Padrões de distribuição de plantas e processos determinantes (Dinâmica e evolução das comunidades vegetais)

Objetivo: Dentro desta linha de pesquisa objetiva-se: (1) descrever os padrões de distribuição das plantas (e.g. padrões de correlação entre abundância de espécies e outros atributos funcionais com gradientes ambientais); (2) quantificar até que ponto a história filogenética das espécies pode explicar o padrão de distribuição espacial atual das espécies (e.g. sobreposição de nicho de espécies proximamente relacionadas); e finalmente (3) desvendar os processos mais importantes na manutenção e geração dos padrões de distribuição das plantas por meio de experimentos de campo e laboratório (e.g. experimentos manipulativos que modificam os gradientes mais explicativos da comunidade, como por exemplo os nutrientes do solo e a disponibilidade hídrica)..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Vegetal.
Palavras-chave: padrões de correlação; ciclo de vida das plantas; filtros ecológicos; estrutura filogenética de comunidades.
2.
Aspectos estruturais e funcionais dos caracteres das plantas (Evolução de forma e função)

Objetivo: Uma das questões centrais dentro da biologia evolutiva é a relação entre os caracteres dos organismos e sua funcionalidade (morfologia, fisiologia, eco-fisiologia e ecologia) ao longo da história filogenética por detrás do aparecimento e variação dos caracteres dentro e entre espécies. Neste contexto, esta linha de pesquisa objetiva: (1) investigar os padrões de evolução de caracteres morfo-funcionais entre espécies de plantas (macro-evolução) e (2) quantificar o papel funcional dos caracteres em etapas experimentais de campo e laboratório. Na escala das populações espera-se: (3) explorar a variação morfo-funcional dos caracteres dentro e entre populações, e os fatores locais relacionados com essas variações; (4) testar hipóteses de divergência fenotípica entre populações dirigida por diferentes agentes de seleção; (5) cultivar indivíduos de plantas em casa de vegetação com ambiente controlado ("common garden") para ver se as variações observadas entre linhagens e populações indicam divergência genética ou plasticidade fenotípica, e ainda (6) implementar cruzamentos em desenhos de genética quantitativa para quantificar a herdabilidade dos caracteres morfo-funcionais sob estudo. O foco desta linha de pesquisa está sob caracteres diretamente relacionados com processos ecológicos cruciais dentro do ciclo de vida das plantas - nectários florais e extraflorais, órgãos sexuais, caracteres do sistema vascular e caracteres dos frutos e sementes (aspectos reprodutivos). Essa linha de pesquisa dialoga com diversas sub-áreas dentro da biologia e espera-se que seja o ponto de partida para uma abordagem mais integrativa nas ciências biológicas..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia Vegetal.
Palavras-chave: Evolução morfo-funcional de caracteres de plantas; Estimativa de caracteres ancestrais; Morfologia e o ciclo de vida das plantas.
3.
Evolução das interações planta-animal (Interações mutualísticas e antagonistas mediadas por recursos das plantas)

Objetivo: Grande parte das interações biológicas entre plantas e animais são facultativas. Sob uma mesma espécie de planta existem múltiplas espécies de animais não obrigatórios interagindo e se alternando - positivamente e negativamente - ao longo do ciclo de vida da planta. Esta linha de pesquisa está focada nas interações biológicas sob a perspectiva da planta, investigando o impacto das interações sobre a sobrevivência e manutenção das espécies vegetais nos sistemas naturais. Sendo assim, objetiva-se: (1) detalhar as espécies animais interagindo com as espécies de plantas, descrevendo o comportamento desses animais e recursos vegetais envolvidos nessas interações (história natural das interações); (2) amostrar populações distintas para detalhar as variações geográficas existentes, procurando descrever a condicionalidade dessas interações dada a particularidade de cada comunidade local e a variação fenotípica das plantas; (3) aplicar a teoria de coevolução em mosaico geográfico (Thompson 2005) sobre as interações, e descrever os diferentes cenários associados à variação geográfica e o resultado evolutivo das interações na perspectiva da planta (padrão fenotípico e o sucesso reprodutivo). Nessa linha de pesquisa também espera-se utilizar ferramentas de genética quantitativa para a obtenção de estimativas da herdabilidade dos caracteres focais, e futuramente o uso de técnicas de genética de populações e marcadores moleculares para a estimativa do fluxo gênico entre populações. O fluxo gênico pode ser responsável pela homogeneização das populações, diminuindo a divergência gerada por seleção. Dessa forma, sua inclusão torna-se importante no aprofundamento dos testes da teoria de coevolução/evolução em mosaico geográfico. Esta linha de pesquisa está intimamente associada com a linha de pesquisa anterior, e em última instância também visa o entendimento do papel dos caracteres morfo-funcionais nas plantas..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia.
Palavras-chave: Interações planta-animal; Teoria de coevolução em mosaico geográfico; redes de interação.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Structural and functional evolution in the genus Chamaecrista (Leguminosae): mutualistic traits mediating diversification on Neotropical savanna
Descrição: In recent decades, cooperative interactions between species (mutualisms) have received great attention from evolutionary biologists, and it is now believed that almost all species on Earth form some kind of mutualistic interaction during their lifespan. The monophyletic Chamaecrista Moench is a species-rich caesalpinioid genus of plants in Brazil with around 330 species that are involved in at least three different mutualistic interactions with (i) bee pollinators, (ii) ant-guards, and (iii) nitrogen-fixing bacteria. In Chamaecrista, specific plant features of flowers (e.g., pollen grains and anthers), leaves (e.g., extrafloral nectaries and phloem) and the root system (e.g., root hairs and nodules) could be viewed as mutualistic traits that attract or reward mutualists. Moreover, this plant genus has a huge morphological diversity in flower structure (number and relative position of stamens, stigmatic surface and trichome variation on them, position and reduction of petals, among others), extrafloral nectaries (hereafter, EFNs (e.g. number, position and size) and root system (e.g. number and size of nodules, investment in the secondary growth). The present project proposal will investigate the evolutionary origins and maintenance of these three different mutualisms, the evolution of plant traits functionally associated with them and the potential trade-offs between these traits, proposing Chamaecrista as study system in opened and dryer Brazilian environments. This project focuses on the pattern of evolution of the mutualistic traits and on the ecological description of those interactions and its costs for plants. We hope to develop a new line of research using an eco-evolutionary approach as backbone for the study of these mutualisms. The accumulation of data about the variation of functional plant traits among Chamaecrista species, the clarification of alternative and concomitant plant strategies to occupy seasonal habitats varying in biotic and abiotic factors, and the tempo of evolution can help us to understand the process of diversification and maintenance of the high diversity of organisms observed on the Neotropical savannah, as in the genus Chamaecrista..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Coordenador / Elza Guimarães - Integrante / Judith Lee Bronstein - Integrante / Lorena Bueno Valadão Mendes - Integrante / Carmem Silva Fernandes Boaro - Integrante / Tamiris Delgado - Integrante / Nathalia Canassa - Integrante.Número de orientações: 3
2015 - 2016
Evolução dos nectários extraflorais: herdabilidade, seleção natural e especialização das interações formiga-planta
Descrição: Em trabalhos anteriores, eu e colaboradores mostramos que o padrão de evolução dos nectários extraflorais (NEFs) em plantas da tribo Bignonieae é melhor descrito por um modelo adaptativo de evolução do que por um modelo neutro baseado em deriva. Sugerimos que os dois fatores subjacentes à evolução dos NEFs e do mutualismo de proteção frente à herbívoros foram mudanças associadas com a distribuição geográfica das plantas e o surgimento de novas estruturas morfológicas. Neste grupo de plantas, transições no habitat de florestas para os cerrados ocorridos no passado influenciaram a evolução dos NEFs, levando a uma redução na sua densidade e secreção nas plantas. Propusemos que os nectários em espécies de ambientes mais secos seriam mais custosos (ou menos benéficos) para as plantas. Em apoio a essa hipótese, estudos experimentais em duas espécies do cerrado mostraram que, embora os NEFs atraiam formigas, estes não têm função protetora frente aos herbívoros, o que sugere que tais estruturas continuaram presentes no grupo por inércia filogenética. No entanto, nós não temos nenhum estudo sistemático do papel dos NEFs em espécies florestais incluindo o detalhamento das formigas e herbívoros nessas plantas. De fato, na floresta amazônica, onde este grupo de plantas é altamente diverso e a visitação das formigas sobre os NEFs é bastante abundante, existe uma ausência de estudos explorando a defesa biótica mediada pelos nectários. Portanto, neste projeto buscamos investigar esses aspectos em espécies típicas de de Bignonieae da Amazônia Central..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Coordenador / Pedro Zamora Rey - Integrante / Lúcia G. Lohmann - Integrante / Fabricio B. Baccaro - Integrante / Judith Lee Bronstein - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1
2015 - Atual
Filogenia e evolução de estruturas secretoras em Cajaninae (Leguminosae, Paipilionoideae, Phaseoleae)
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Ana Paula Fortuna Perez - Coordenador / Wanderleia de Vargas Araujo - Integrante.
2015 - Atual
Could extrafloral nectary traits drive ant visiting preferences?
Descrição: Here we used a meta-analytical approach to understand how variation in EFN morphology and function can be related to the attractiveness of ant species that differ in their efficiency as plant body guards. In a first moment, we will evaluate how behavior of ant species attending EFN are related to the quality of its anti-herbivore defense. Ant community are organized into a hierarchical structure in which behaviorally aggressive dominant ant species over compete subordinate less aggressive ant species. Therefore, our hypothesis is that dominant ant species provide higher benefits to EFN-bearing plants than subordinate ant species. In a second moment, we investigated how variation in EFN morphology and physiology were related to EFN attractiveness to more aggressive ant species. As behaviorally aggressive ant species are superior competitor into myrmecofauna, we hypothesized that traits that improve nectar relative value to ants are related to increase of EFN attractiveness to aggressive ant species. Additionally, we also evaluate if variation in morphological and physiological EFN traits could have any relationship with the general interaction outcome to EFN-bearing plant species..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Atividade cambial e estrutura dos tecidos secundários em angiospermas
Descrição: Experimental approaches are essential in studies investigating the causal factors related to the plant growth and cambial activity, especially in tropical species. Here, we studied the potential effect of different water regimes and the natural variation of day length and temperature on the cambial activity in Cordiera concolor, an evergreen tropical species. Experimental procedure was performed in a greenhouse using ninety 1-year-old plants submitted to three distinct water regimes (waterlogging, field capacity and water deficit) divided in two intervals of five weeks each (early spring and late summer) through the year. Temperature and day length were sampled daily during both sampling intervals, and stem samples were obtained per week. In the laboratory, plant anatomical procedures were used to describe the cambial activity in each stem. Cambial activity and abiotic factors relationships were tested by using generalized linear models (GLM). In the early spring, independently of water supply, cambial activity increased along the weeks followed by the increase of day length. In contrast, in the late summer cambial dormancy was strongly delayed in plants under waterlogging and advanced in plants under later deficit, both treatments breaking the positive relationship between day length and cambial dormancy observed in the field capacity treatment. Our results suggest that the water content in the soil and its influence on cambial activity depend on the period of the year, and seems to be day length-dependent to the activation of cambium. A morfologia e anatomia das plantas são bons indicadores dos processos fisiológicos e adaptações ecológicas ao longo do desenvolvimento da planta. A atividade do cambio vascular e as estruturas dos tecidos secundários são influenciadas por variações ambientais, alternando características dos tecidos vasculares produzidos, alem das características dos tecidos de proteção. Com esta proposta pretendemos investigar a atividade cambial e as características anatômicas dos tecidos vasculares secundários e de proteção do caule e raiz em espécies de diferentes ecossistemas. O conhecimento gerado por esta pesquisa contribuirá na compreensão da dinâmica de crescimento, nas adaptações anatômicas do lenho e casca de espécies tropicais em diferentes ecossistemas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
O papel de abelhas mutualistas e antagonistas na reprodução sexuada de Jacaranda oxyphylla (Bignoniaceae)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Elza Maria Guimarães Santos em 04/03/2016.
Descrição: Os mutualismos entre insetos e plantas são os mais bem conhecidos e tornaram-se críticos nos estudos de ecologia e evolução. De fato, a reprodução de grande parte das espécies de plantas está diretamente relacionada com a atração de insetos mutualistas, entretanto plantas hermafroditas normalmente produzem baixa quantidade de frutos em relação ao número de flores. Diversas hipóteses, relacionadas às características intrínsecas da planta, têm sido propostas para explicar esse fato. Entretanto, a eficiência reduzida do polinizador ou a atuação de antagonistas que impactam diretamente as flores, também podem ser responsáveis pelo baixo sucesso reprodutivo. Assim, neste trabalho, nós iremos comparar a capacidade máxima de formação de frutos e sementes com a frutificação e produção de sementes registradas em condições naturais em Jacaranda oxyplhylla. Com base em estudos prévios esperamos encontrar uma diferença pronunciada entre o sucesso reprodutivo potencial (obtido em condições controladas) e o realizado (observado em condições naturais). Nosso objetivo neste trabalho é determinar quais fatores podem ser responsáveis por essa diferença. Para tal, iremos identificar o comportamento de cada espécie de abelha que visita suas flores através observações focais contínuas em áreas de cerrado. Para determinar o papel de cada grupo funcional de abelhas conduziremos experimentos controlados visando a determinar a eficiência do polinizador, o efeito do pilhador de pólen e de néctar sobre o sucesso reprodutivo de J. oxyplhylla..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Elza Maria Guimarães Santos - Coordenador / Marília Monteiro Quinalha - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2013
Seleção natural sobre os nectários extraflorais e especialização das interações planta-formiga-herbívoro
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Aspectos ontogenéticos, funcionais e evolutivos das variações cambiais em traqueófitas
Descrição: Variações cambiais são formas alternativas de crescimento secundário geradoras de grande diversidade anatômica e que surgiram várias vezes ao longo da evolução das plantas vasculares, principalmente nas plantas lianescentes. Apesar de conhecer-se bastante sobre os tipos das variações cambiais e as famílias onde ocorrem, pouco se sabe sobre os mecanismos geradores destas variações. A presença de variação cambial em lianas esta relacionada com o reparo a injúrias, no armazenamento de água e carboidratos, no desenvolvimento e sazonalidade da formação de xilema, na melhor condução de fotossintatos e também na variação da biomecânica do caule. Contudo, apesar da importância evidente das variações cambiais nessas plantas, pouco se sabe ainda sobre os mecanismos atuantes e geradores de tal diversidade, a ontogenia dos caules e raízes, sua funcionalidade e seu padrão de evolução. Assim, neste projeto pretende-se adotar uma abordagem integrativa dentro da anatomia vegetal e outras áreas das ciências biológicas para explorar diferentes aspectos, subdivididos em subprojetos: i. estudo do desenvolvimento das variações cambiais em caules e raízes; ii. sazonalidade da atividade cambial de espécies lianescentes com e sem variações cambiais; iii. anatomia comparada do sistema vascular: xilema e floema, de lianas e plantas eretas; iv. impacto das diferentes formas da variação cambial no crescimento, biomecânica e condutividade hídrica de lianas em uma floresta de terra firme da Amazônia Central. Com esta abordagem pretende-se levantar dados que contribuam para uma melhor compreensão do papel das variações cambiais na evolução das plantas vasculares como um todo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Desenvolvimento e funcionalidade do androceu heteromórfico em espécies de Papilionoideae (Leguminosae)
Descrição: Leguminosae é a terceira maior família de angiospermas e está dividida em três subfamílias: Caesalpinioideae s.l., Mimosoideae and Papilionoideae. A família tem cerca de 19000 espécies em 730 gêneros, no qual cerca de 20 gêneros de Papilionoideae possui flores com androceu heteromórfico. O androceu heteromórfico dessas flores parece estar relacionado com a apresentação dos grãos de pólen e a um processo de polinização diferencial. Em alguns táxons portanto essa morfologia floral pode refletir uma ?divisão de trabalhos? dentro da flor. Nesse contexto, o objetivo do trabalho será elucidar os padrões de desenvolvimento do androceu heteromórfico em Lupinus angustifolius, Spartium junceum, Retama sphaerocarpa e Crotalaria capensis e, explorar a funcionalidade e evolução dos diferentes morfos de estames, servindo como modelo para a subfamília Papilionoideae. Estas espécies foram escolhidas porque, embora, Papilionoideae seja a subfamília com maior representatividade de espécies que apresenta esta condição, ainda não teve nenhum de seus representantes analisados. Para tal, flores e botões florais em vários estádios de desenvolvimento serão processados para observação em MEV; anteras serão processadas para observação em ML e MET; e testes de funcionalidade dos estames serão feitos a partir de plantas cultivadas. Os dados obtidos serão comparados qualitativamente entre as espécies de Leguminosae da literatura, já estudadas em relação aos estames heteromórficos. Uma amostragem ampla será realizada para distinguir as morfologias em diferentes expécies de Papilionoideae por meio da análise cuidadosa de três exsicatas por espécie em diferentes herbários nacionais e internacionais. A amostragem será de acordo com a filogenia disponível para o grupo, a fim de posteriormente, descrever o padrão evolutivo dessas morfologias e suas variações, e finalmente associar sua variação com a ontogenia e funcionalidade por meio das poucas espécies detalhadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
O papel do fenótipo estendido na dinâmica de infecção de hospedeiros: o caso entre formigas, plantas e fungos entomopatogênicos
Descrição: Recentemente o papel de parasitas na estrutura e funcionamento de comunidades tem recebido destaque. Esse interesse se justifica pelo fato dos parasitas representarem boa parte da biodiversidade e interagir com organismos em todos os níveis tróficos. No entanto, o conhecimento está em grande parte enviesado para os hospedeiros, e a importância de inúmeros aspectos da biologia e ecologia dos parasitas continuam virtualmente desconhecidos. Por exemplo, alguns parasitas podem manipular o comportamento de seus hospedeiros, aumentando suas chances de transmissão (fenótipo estendido), mas seu efeito na dinâmica e no processo de infecção ainda são desconhecidos. Esse é o caso das formigas zumbis, que na realidade são formigas parasitadas por um fungo entomopatogênico pertencente ao gênero Ophiocordyceps. As formigas infectadas por Ophiocordyceps morrem em locais específicos fora do formigueiro onde, o microambiente é ideal para esporulação e dispersão do fungo. Algumas espécies desse fungo parasita, induz as formigas infectadas a morder tecido vegetal vivo (normalmente folhas) um pouco antes da sua morte. Esse tipo de manipulação comportamental possivelmente abre caminho para o fungo entomopatogênico acessar nutrientes da planta, resultando em uma relação tri-trófica (formiga, fungo e planta). Este projeto propõe elucidar o papel da manipulação comportamental causada pelo fungo Ophiocordyceps em formigas infectadas na dinâmica de infeção em uma floresta na Amazônia central. Para isso, a presença e infecção desses parasitas será acompanhada em aproximadamente 7.500 m3 de floresta ao longo de dois anos. Experimentos de infecção passiva e cruzada serão executados para elucidar a contribuição do hospedeiro e do parasita para a expressão do fenótipo estendido; e experimentos de campo e laboratório serão usados para determinar o papel da planta no ciclo de vida do parasita. A contribuição de características comportamentais e ecológicas dos hospedeiros na dinâmica temporal e espacial da infecção também será investigada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
Evolução dos nectários extraflorais: herdabilidade, seleção natural e especialização das interações formiga-planta (PROJETO DE POS-DOC no Arizona)
Descrição: Esse projeto visa dar continuidade aos resultados obtidos na tese de doutorado desenvolvida por Anselmo Nogueira entre 2007-2011 (bolsa DR FAPESP 07/54917-1 e Auxílio Regular FAPESP 07/55433-8) de forma a consolidar os estudos ecológico-evolutivos das interações formiga-planta-herbívoros. Neste trabalho esperamos: (1) testar se os nectários extraflorais responsáveis pelas interações formiga-planta são herdáveis em duas populações de uma espécie de planta modelo (Anemopaegma album), conjuntamente com testes sobre a relação da variação quantitativa dessas estruturas secretoras com variáveis descritoras do desempenho das plantas (teste com modelos de seleção direcional e estabilizadora); (2) testar a estrutura da rede de interações formiga-planta e o grau de especialização dessas interações em uma comunidade florestal amazônica, conjuntamente com testes experimentais que avaliem o papel defensivo dos NEFs-formigas frente aos herbívoros em diferentes espécies de plantas; e (3) avaliar o status do conhecimento das interações formiga-planta mediadas pelos nectários extraflorais por meio de uma revisão qualitativa/quantitativa dos trabalhos que testaram diretamente a hipótese defensiva dessas interações frente aos herbívoros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Coordenador / Pedro Zamora Rey - Integrante / Lúcia G. Lohmann - Integrante / Fabricio B. Baccaro - Integrante / Rodrigo Feitosa - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Outra / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2
2012 - Atual
Impactos Antrópicos no Ecossistema de floresta Tropical
Descrição: Ao longo da primeira fase do projeto (PELD) foi possível entender de forma geral os impactos de ações antrópicas, como: fragmentação florestal e extração seletiva de madeira, sobre alguns componentes das florestas amazônicas de terra-firme. Adicionalmente, está sendo possível entendermos os padrões de distribuição de populações, comunidades e processos ecossistêmicos em função da variação ambiental no espaço de diferentes grupos de animais e vegetais. Entretanto, alguns aspectos ainda não estudados são cruciais para avaliarmos o futuro da floresta tropical frente às mudanças locais e globais. Entre os grupos de plantas estudados ao longo do projeto temos as lianas. Elas fazem parte da composição florística da maioria das florestas tropicais, e podem afetar a diversidade de espécies arbóreas. A dinâmica de crescimento desse grupo pode alterar a composição de árvores da comunidade, a armazenagem de carbono e os fluxos de nutrientes e água dentro da floresta. Este estudo pretende descrever a dinâmica da composição de espécies e diversidade funcional de lianas no sítio PELD próximo a Manaus (Reserva Ducke). O protocolo de coletas de lianas usado é o sistema RAPELD e o conjunto de trilhas e parcelas disponibilizados dentro do programa PPBio. Para os cálculos de biomassa serão utilizadas equações alométricas disponíveis na literatura. Espera-se ao final desse projeto conhecer a composição de lianas da região e seus determinantes (e dinâmica), além da contribuição da assembleia de lianas para a estocagem e liberação de carbono..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Interações entre formigas e plantas com nectários extraflorais: padrões comunitários ao longo de um gradiente latitudinal no bioma do cerrado

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Paulo Sergio Moreira Carvalho de Oliveira em 12/04/2017.
Descrição: Formigas (Hymenoptera: Formicidae) constituem um dos mais proeminentes grupos de organismos terrestres em termos de diversidade, abundância relativa e biomassa animal, especialmente na vegetação. As interações entre formigas e plantas podem ser determinantes para o surgimento de adaptações específicas, assim como para a diferenciação de linhagens de plantas. Os nectários extraflorais (NEFs) são estruturas glandulares que frequentemente mediam a interação formiga-planta por meio da oferta de recursos alimentares para as formigas, as quais podem beneficiar a planta ao reduzirem os efeitos negativos dos herbívoros sobre tecidos vegetais. NEFs são particularmente abundantes na flora do cerrado, promovendo um intenso forrageamento de formigas sobre a vegetação. Entretanto, o resultado desta interação do ponto de vista da planta pode ser variável no espaço, pois a interação pode ser condicionada por variações de fatores ambientais diversos e/ou pela própria distribuição dos organismos interagentes. Neste projeto será estudado como a interação entre formigas e plantas com NEFs é afetada pela variação das condições climáticas, da qualidade do solo, e das relações filogenéticas entre as espécies de plantas dentro das comunidades ao longo do bioma cerrado, em um gradiente latitudinal de aproximadamente 2.100 km. Inicialmente estudaremos como se dá a variação na abundância de plantas com NEFs ao longo desse gradiente. Posteriormente, será estudada a variação do efeito protetor da visitação das formigas a plantas com estes atrativos (em termos da diminuição de herbivoria) ao longo do mesmo gradiente. Finalmente, estudaremos se as interações com formigas pode afetar a estruturação filogenética da comunidades locais de plantas em relação a outras variáveis ambientais (e.g. climáticas e/ou edáficas)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2017
Biologia dos coléteres foliares em Rubiaceae de cerrado e floresta estacional semidecídua do estado de São Paulo
Descrição: Neste projeto objetiva-se estudar o papel dos coléteres e sua secreção em espécies de plantas ocorrentes em duas formações vegetacionais distintas: floresta e cerrado. Em especial, buscamos evidências do papel dessas estruturas na proteção dos ápices vegetativos frente aos herbívoros, patógenos e dessecação. Neste contexto, foram selecionadas 17 espécies de rubiáceas ocorrentes em floresta estacional semidecídua e cerrado no interior do estado de São Paulo, visando responder as seguintes perguntas: (1) Qual o padrão de variação morfológico e da secreção dos coléteres entre espécies de Rubiaceae? Existem diferenças entre espécies de cerrado e floresta? (2) Como a variação quantitativa dos coléteres nas diferentes espécies de plantas se relaciona com a herbivoria foliar e/ou proporção de ápices danificados? (3) Existem diferenças no papel funcional dos coléteres entre as espécies de floresta e as espécies de cerrado? (4) A variação dos fatores ambientais e microclimáticos dessas duas formações vegetacionais ? floresta estacional semidecídua e cerrado ? poderia estar associada a variação funcional dos coléteres?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2016
Sistemática da tribo Bignonieae (Bignoniaceae)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Lucia Garcez Lohmann em 23/11/2017.
Descrição: Lianas representam 1/3 da biomassa de folhas de florestas tropicais e contribuem com até 40% dos ramos lenhosos destas florestas, e representam grande parte da diversidade de espécies das florestas tropicais, bem como constituem importante fonte de alimento para diversos animais. A tribo Bignonieae inclui 392 espécies e 21 gêneros e constitui o grupo mais abundante e diverso de lianas neotropicais. Este projeto visa combinar dados morfológicos, ecológicos, e filogenéticos para obter um melhor conhecimento da sistemática da tribo Bignonieae. Especificamente, esse projeto visa: (1) elaborar uma revisão taxonômica da tribo; (2) elaborar um sítio da Web contendo informações sobre a sistemática, ecologia e evolução da tribo Bignonieae; e (3) reconstruir a filogenia de Bignonieae em nível específico. Alguns dos produtos esperados são: (a) artigos científicos sobre a sistemática de diversos gêneros de Bignonieae, incluindo revisões taxonômicas, descrições de espécies novas e mudanças nomenclaturais; (b) um sítio da web contendo informações detalhadas sobre taxonomia, filogenia e evolução de Bignonieae, incluindo literatura especializada (p.ex., protólogos), chaves de identificação interativas, além de uma galeria de fotos das plantas no campo e imagens de exsicatas (incluindo tipos); e (c) artigos científicos sobre a filogenia de diversos gêneros de Bignonieae. Este projeto proporcionará um grande aumento no conhecimento sobre a tribo Bignonieae, o qual servirá como base para um melhor conhecimento dos processos associados à diversificação de plantas na Região Neotropical..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2012
Adaptações em Anemopaegma (Bignoniaceae): evolução de nectários extraflorais e tricomas como estruturas de defesa anti-herbívoria.
Descrição: Para demonstrar que um caráter é de fato uma adaptação é necessário demonstrar o papel biológico atual do caráter, a herdabilidade e o padrão de seleção fenotípica na escala das populações. Conjuntamente, é possível verificar se o caráter evoluiu subseqüentemente às mudanças nas pressões seletivas por meio de uma abordagem filogenética na comparação morfo-funcional entre espécies. Neste trabalho, a tribo Bignonieae (Bignoniaceae) foi utilizada como modelo para os testes de hipóteses adaptativas para caracteres relacionados com a defesa anti-herbivoria: tricomas e nectários extraflorais (NEFs). Este grupo de plantas possui um padrão de distribuição geográfico interessante, ocupando ambientes que provavelmente representam pressões seletivas diferenciadas, tais como: (i) florestas secas e úmidas, e também (ii) savanas e caatinga. Por fim, os tricomas e nectários extraflorais são estruturas morfológicas de fácil manipulação, e permitem a execução dos estudos empíricos necessários para complementar as evidências a cerca das hipóteses adaptativas na escala das populações..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Lúcia Garcez Lohmann - Coordenador / Pedro Zamora Rey - Integrante / Silvia Rodrigues Machado - Integrante / Elza Guimarães - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2005 - 2007
Florestas do Baixo Rio Negro: um guia ilustrado de plantas vasculares.
Descrição: O projeto têm como objetivos principais: (1) recuperar o histórico de coleta, identificação e bibliográfico das espécies do ambiente inundável do Rio Negro; (2) construir um website com as exsicatas das espécies lenhoas mais abundantes no baixo Rio Negro; (3) construir um Guia Botânico Ilustrado das espécies lenhosas do baixo Rio Negro. O projeto visa organizar informações dispersas na literatura, entre herbários e diferentes pesquisadores sobre as espécies predominantes do baixo Rio Negro. Procurando facilitar trabalhos científicos que necessitem de tais informações, ou da identificação das espécies de plantas em campo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Camila de Toledo Castanho - Integrante / Lúcia Garcez Lohmann - Integrante / Alberto Vicentini - Integrante / Alexandre Adalardo Oliveira - Coordenador / Mateus Paciencia - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação o Boticário de Proteção a Natureza - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2004 - 2007
Variação da comunidade de lianas em uma floresta de terra firme da Amazônia Central.
Descrição: Projeto que têm por objetivo ampliar as informações disponíveis sobre a comunidade de lianas da Amazônia Central e enteder a sua variação espacial em função de variavéis ambientais. O projeto esta ligado ao PPBio (Programa de biodiversidade do governo federal) que busca realizar levantamentos biológicos padronizados pela Amazônia, fortalecendo as instituições de pesquisa secundárias no norte do país e maximizando os potenciais de pesquisa de cada instituição em parceria..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Flávia R C Costa - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Programa Ecológico de Longa Duração - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2003 - 2004
Conservação, Dinâmica e Diversidade em Florestas do Estado de São Paulo: 40 ha de parcelas Permanentes - Biota/Fapesp.
Descrição: O projeto "Diversidade, dinâmica e conservação em Florestas do Estado de São Paulo: 40ha de parcelas permanentes" foi desenvolvido em quatro Unidades de Conservação(P. E. da Ilha do Cardoso, E.E. de Carlos Botelho, E. E. de Caitetus, E.E. de Assis), que representam as quatro principais formações florestais do Estado de São Paulo (Floresta de Restinga, Floresta Atlântica de Encosta, Floresta Estacional Semidecidual e Cerradão). Em cada área foram alocadas 256 sub-parcelas permanentes de 400m2 cada, numa parcela maior de 320x320m, totalizando 10,24ha de área amostrada em cada área e 40,96ha nas quatro áreas. Em cada sub-parcela foram amostrados, georreferenciados e identificados todos os indivíduos com PAP maior ou igual à 15cm. Em cada área amostrada foi feita a caracterização detalhada do solo (três profundidades em cada parcela) e da topografia ( escala 1:500), e a caracterização continuada (4 anos) do clima, do lençol freático e da luz, considerando todas as unidades do mosaico florestal e também a caracterização da fauna microbiana do solo, através do perfil de 16S rDNA gerado pelo método de DGGE. Para vegetação foi feita uma caracterização das espécies ocorrentes em cada área (nas várias formas de vida) e a elaboração de guias práticos ilustrados de reconhecimento de campo de todas as espécies florestais amostradas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Alexandre Adadalardo Oliveria - Integrante / Ricardo Ribeiro Rodrigues - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2003 - 2003
Diagnóstico e Adequação Ambiental da Fazenda Vista Alegre, Barrinha - SP.
Descrição: O projeto teve como objetivo realizar o diagnóstico e a adequação ambiental de uma Fazendo no município de Barrinha, próximo a Ribeirão Preto (SP). Foram construídos mapas temáticos da área, validação da legislação ambiental vigente e propostas de adequação. Levantamento das espécies arbóreas nos fragmentos florestais através do método de parcelas. Caracterização da vegetação com espécies típicas de Mata Mesófila Semidecidual e Cerradão (savana florestada). Observações dos diferentes níveis de infestação de lianas nos fragmentos e recuperação do histórico local dos impactos antrópicos nos fragmentos florestais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Gustavo K Tanaka - Integrante / Alexandre Adalardo Oliveira - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2001 - 2003
Projeto Floresta da USP-RP
Descrição: Projeto de recomposição florestal que está sendo realizado dentro do campus da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto. O projeto utiliza 50 espécies nativas de Mata Mesófila Semidecidual para o replantio. Espécies de diferentes classes sucessionais são plantadas em módulos a fim de favorecer a regeneração florestal. Cuidados foram tomadas quanto a origem sementes plantadas (de diferentes árvores-mãe), o que ampliou a diversidade genética dentro de cada espécie. O outro objetivo do projeto é montar um banco genético para espécies arbóreas do estado de São Paulo, com futuros adultos marcados no campo, com suas respectivas origens conhecidas. A taxa de mortalidade e projetos complementares sobre a dinâmica da recomposição estão sendo realizados na área como: estudo da decomposição florestal, reaparecimento de aves e outros animais, variação ecofisiológicas das espécies de árvores em campo e viveiro,etc..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Alexandre Adadalardo Oliveria - Integrante / Elenice Mouro Varanda - Coordenador.


Projetos de extensão


2018 - Atual
?Alimentos, flores e ervas do dia-a-dia: conhecendo mais sobre as plantas ao nosso redor?.
Descrição: Descrição: Até o início do século XX a botânica era conhecida como Scientia amabilis (conhecimento amável), mas ao longo do tempo tem se tornado uma matéria desinteressante, distante do dia-a-dia da vida moderna. Nesse cenário, o cidadão se tornou incapaz de se sensibilizar quanto aos aspectos estéticos das plantas, de reconhecer a sua importância nos processos ecológicos, e de relacionar as plantas e a vegetação com o bem-estar humano. Neste contexto, o curso de extensão "Alimentos, flores e ervas do dia-dia: conhecendo mais sobre as plantas ao nosso redor" pretende promover o intercâmbio entre o conhecimento formal de botânica e o conhecimento tradicional das plantas presentes no dia-a-dia da população no entorno da UFABC. O curso busca incentivar a interação entre seus participantes, promovendo o intercâmbio e a troca de vivências sobre a diversidade biológica, em especial das plantas, entre gerações dentro e fora da Universidade. Espera-se que os participantes se reconheçam como cientistas cidadãos investigando aspectos do interior das plantas, suas partes e seu funcionamento, as trocas gasosas que promovem, e em uma perspectiva mais ampla, a importância das plantas e da vegetação hoje e na história do planeta. Pretende-se conduzir os participantes a uma reflexão sobre o estreito vínculo entre nós e as plantas, de modo que elas sejam vistas como entidades únicas de inspiração, transformação, e beleza ao nosso redor..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Coordenador / Tamiris Delgado - Integrante / Luana de Souza Prochazka - Integrante / Milena Nascimento - Integrante / Isabele Carvalho Maia - Integrante / Caian Gerolamo - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal do ABC - Outra / Pró-Reitoria de Extensão e Cultura - Bolsa.
2015 - Atual
Museu Escola (Tópico: Interações Biológicas).

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Elza Maria Guimarães Santos em 07/11/2016.
Descrição: Projeto institucional de extensão universitária do Instituto de Biociências (IB), a equipe editorial desenvolve conteúdos digitais para o ensino de Ciências e de Biologia. Amparados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio e Fundamental e pautados nas demandas dos professores da rede pública de Ensino Básico os alunos de graduação e de pós-graduação do IB, sob supervisão de professores, geram e mantém os conteúdos do site, desde 2007. Além dos textos que são ricamente ilustrados e contextualizados ao cotidiano do estudante o site disponibiliza vários materiais didáticos para serem baixados (textos de apoio, painéis temáticos, sugestão de aulas práticas). Mantemos e alimentamos, continuamente, uma galeria de fotos e de videos da flora e a fauna do câmpus universitário, cujos arquivos podem ser livremente baixados, desde que a fonte e o seu autor sejam citados..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Anselmo Nogueira - Integrante / Silvia Mitiko Nishida - Integrante / Virginia Sanches Uieda - Integrante / Adriane Pinto Wasko - Integrante / Adriano Valentin Silva - Integrante / Erika Ramos Ono - Integrante / Vanessa Ribeiro Julio - Integrante / Elza Maria Guimarães Santos - Coordenador.Financiador(es): UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu - Outra.


Revisor de periódico


2010 - 2010
Periódico: Biotropica (Lawrence, KS)
2012 - 2012
Periódico: Pesquisa Floresal Brasileira - Brazilian Journal of Forestry Research
2012 - 2012
Periódico: Psyche: A Journal of Entomology (Cambridge)
2013 - 2013
Periódico: Austral Ecology (Print)
2014 - 2014
Periódico: Journal of Evolutionary Biology Research
2015 - 2015
Periódico: Biotropica (Lawrence, KS)
2015 - 2015
Periódico: Plos One
2014 - 2014
Periódico: Arthropod-Plant Interactions (Print)
2016 - 2016
Periódico: Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences
2016 - 2016
Periódico: Flora Neotropica
2016 - 2016
Periódico: Acta Botanica Brasílica (Impresso)
2016 - 2016
Periódico: Brazilian Journal of Botany
2016 - 2016
Periódico: Cambridge University Press
2017 - 2017
Periódico: Oikos
2017 - 2017
Periódico: Oecologia Australis
2018 - 2018
Periódico: JOURNAL OF BIOGEOGRAPHY


Revisor de projeto de fomento


2017 - 2017
Agência de fomento: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal
2017 - 2017
Agência de fomento: Pró-Reitoria de Pesquisa UFABC
2015 - 2015
Agência de fomento: National Geographic


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Botânica funcional (estrutura e função).
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Biologia Evolutiva.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia Vegetal.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia das Interações Biológicas.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Anatomia ecológica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:17
Total de citações:183
Fator H:7
Nogueira, Anselmo  Data: 19/08/2018

Outras
Total de trabalhos:22
Total de citações:389
Anselmo Nogueira  Data: 10/06/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
Nogueira, Anselmo2018Nogueira, Anselmo; VALADÃO-MENDES, LORENA B ; EL OTTRA, JULIANA H L ; Guimarães, Elza ; CARDOSO-GUSTAVSON, POLIANA ; QUINALHA, MARÍLIA MONTEIRO ; PAULINO, JULIANA VILLELA ; RANDO, JULIANA GASTALDELLO . Relationship of floral morphology and development with the pattern of bee visitation in a species with pollen-flowers, Chamaecrista desvauxii (Fabaceae). BOTANICAL JOURNAL OF THE LINNEAN SOCIETY, v. 187, p. 137-156, 2018.

2.
GEROLAMO, CAIAN SOUZA2018GEROLAMO, CAIAN SOUZA ; Nogueira, Anselmo ; COSTA, FLAVIA REGINA CAPELLOTTO ; Castilho, Carolina V. ; ANGYALOSSY, VERONICA . Local dynamic variation of lianas along topography maintains unchanging abundance at the landscape scale in central amazonia. JOURNAL OF VEGETATION SCIENCE, v. 1, p. 1, 2018.

3.
de LARA, N. O. T.2017 de LARA, N. O. T. ; SILVA, M. R. ; NOGUEIRA, Anselmo ; Marcati, Carmen . Duration of cambial activity is determined by water availability while cambial stimulus is day-length dependent in a Neotropical evergreen species. ENVIRONMENTAL AND EXPERIMENTAL BOTANY, v. online, p. EEB 3254, 2017.

4.
QUINALHA, MARÍLIA MONTEIRO2017QUINALHA, MARÍLIA MONTEIRO ; Nogueira, Anselmo ; FERREIRA, GISELA ; Guimarães, Elza . Effect of mutualistic and antagonistic bees on floral resources and pollination of a savanna shrub. FLORA, v. 232, p. 30-38, 2017.

5.
Nogueira, Anselmo2016 Nogueira, Anselmo; REY, P. J. ; Alcantara, J. ; LOHMANN, L. G. . Evidence of between-population differences in natural selection on extra-floral nectaries of the shrub (Bignoniaceae). Botany (Ottawa. Print), v. x, p. 1-13, 2016.

6.
Guimarães, E.2016Guimarães, E. ; Nogueira, A. ; MACHADO, S. R. ; ARROYO, J. . Floral nectar production and nectary structure of a bee-pollinated shrub from Neotropical savanna. Plant Biology (Stuttgart), v. 18, p. 26-36, 2016.

7.
Nogueira, A.2015 Nogueira, A.; REY, P. J. ; Alcantara, J. ; FEITOSA, R. M. ; LOHMANN, L. G. . Geographic Mosaic of Plant Evolution: Extrafloral Nectary Variation Mediated by Ant and Herbivore Assemblages. Plos One, v. 10, p. e0123806, 2015.

8.
Guimarães, E.2015Guimarães, E. ; Nogueira, Anselmo ; NETTO, C. G. D. ; Machado, S.R. . Pollination of Anemopaegma album (Bignoniaceae) with focus on floral nectar as the mediator of interactions with mutualistic and antagonistic bees. The International Journal of Plant Reproductive Biology, v. 7, p. 177-188, 2015.

9.
TRESMONDI, F.2015TRESMONDI, F. ; Nogueira, Anselmo ; Guimarães, E. ; Machado, S.R. . Morphology, secretion composition, and ecological aspects of stipular colleters in Rubiaceae species from tropical forest and savanna. Science of Nature, v. 102, p. x-y, 2015.

10.
SCHIETTI, JULIANA2014SCHIETTI, JULIANA ; EMILIO, THAISE ; RENNÓ, CAMILO D. ; DRUCKER, DEBORA P. ; COSTA, FLÁVIA R.C. ; NOGUEIRA, Anselmo ; BACCARO, FABRICIO B. ; FIGUEIREDO, FERNANDO ; CASTILHO, CAROLINA V. ; KINUPP, VALDELY ; GUILLAUMET, Jean-louis ; GARCIA, ANA RAQUEL M. ; LIMA, A. P. ; Magnusson, William E. . Vertical distance from drainage drives floristic composition changes in an Amazonian rainforest. Plant Ecology & Diversity (Print), v. 7, p. 241-253, 2014.

11.
Nogueira, A.2013 Nogueira, A.; EL OTTRA, J. H. L. ; GUIMARAES, E. ; MACHADO, S. R. ; LOHMANN, L. G. . Trichome structure and evolution in Neotropical lianas. Annals of Botany (Print), v. 112, p. 1331-1350, 2013.

12.
Nogueira, Anselmo2012Nogueira, Anselmo; Guimarães, Elza ; Machado, Silvia Rodrigues ; Lohmann, Lúcia G. . Do extrafloral nectaries present a defensive role against herbivores in two species of the family Bignoniaceae in a Neotropical savannas?. Plant Ecology (Dordrecht), v. 213, p. 289-301, 2012.

13.
NOGUEIRA, Anselmo;Nogueira, Anselmo;Nogueira, A.2012 NOGUEIRA, Anselmo; REY, P. J. ; Lohmann, L. G. . Evolution of extrafloral nectaries: adaptive process and selective regime changes from forest to savanna. JOURNAL OF EVOLUTIONARY BIOLOGY, v. 25, p. 2325-2340, 2012.

14.
PEZZINI, FLÁVIA2012PEZZINI, FLÁVIA ALVES DE MELO, PABLO HENDRIGO SILVA DE OLIVEIRA, DAYANE MAYELY XAVIER DE AMORIM, RAINER GOUVÊA DE FIGUEIREDO, FERNANDO OLIVEIRA PIGNATARI DRUCKER, DEBORA DE OLIVEIRA RODRIGUES, FLÁVIO ROGÉRIO Zuquim, Gabriela Emilio, Thaise Capellotto Costa, Flávia Regina COSTA, F. R. C. Magnusson, William Ernest FELIPE SAMPAIO, ADEILZA PIMENTEL LIMA, ALBERTINA DE MESQUITA GARCIA, ANA RAQUEL NOGUEIRA, Anselmo GILBERTO MANZATTO, ANGELO DA COSTA, CÂNDIDA PEREIRA DE ARAÚJO BARBOSA, CARLOS EDUARDO BERNARDES, Carolina VOLKMER DE CASTILHO, CAROLINA DA CUNHA, CATIA NUNES DE FREITAS, CINTIA GOMES DE OLIVEIRA CAVALCANTE, CLAYMIR OLIVEIRA BRANDÃO, DIEGO , et al.DE JESUS RODRIGUES, DOMINGOS DA PAIXÃO RODRIGUES DOS SANTOS, ELIANA CELESTINO BEGGIATO BACCARO, FABRICIO YOKO ISHIDA, FRANÇOISE ANTUNES CARVALHO, FERNANDA MASSAINE MOULATLET, GABRIEL GUILLAUMET, JEAN-LOUIS BERNARD VEIGA PINTO, JOSÉ LUIZ PURRI Schietti, Juliana DO VALE, JULIO DANIEL BELGER, LAUREN MARTINS VERDADE, LUCIANO PETRATTI PANSONATO, MARCELO TRINDADE NASCIMENTO, MARCELO VILELA DOS SANTOS, MÁRCIA CLÉIA SOUZA DA CUNHA, MARIANA ARRUDA, RAFAEL IMBROZIO BARBOSA, REINALDO Laerte Romero, Ricardo PANSINI, SUSAMAR PENA PIMENTEL, TANIA ; The Brazilian Program for Biodiversity Research (PPBio) Information System. Biodiversity & Ecology, v. 4, p. 265-274, 2012.

15.
LANDEIRO, VICTOR LEMES2012LANDEIRO, VICTOR LEMES ; BINI, LUIS MAURICIO ; COSTA, FLÁVIA R.C. ; FRANKLIN, ELIZABETH ; Nogueira, Anselmo ; DE SOUZA, JORGE L.P. ; MORAES, JAMILE ; MAGNUSSON, WILLIAM ERNEST . How far can we go in simplifying biomonitoring assessments? An integrated analysis of taxonomic surrogacy, taxonomic sufficiency and numerical resolution in a megadiverse region. Ecological Indicators, v. 23, p. 366-373, 2012.

16.
Nogueira, Anselmo2011Nogueira, Anselmo; Costa, Flavia R.C. ; Castilho, Carolina V. . Liana Abundance Patterns: The Role of Ecological Filters during Development. Biotropica (Lawrence, KS), v. 43, p. 442-449, 2011.

17.
Nogueira, A.2004Nogueira, A.; Martinez, C.A. ; Ferreira, L.L. ; Prado, C.H.B.A. . Photosynthesis and Water Use Efficiency in Twenty Tropical Tree Species of Differing Succession Status in a Brazilian Reforestation. Photosynthetica (Praha), v. 42, p. 351-356, 2004.

Capítulos de livros publicados
1.
DEWALT, S. J. SCHNITZER, S. A. ALVES, L. F. BONGERS, F. BURNHAM, R. J. CAI, Z. CARSON, W. P. CHAVE, J. CHUYONG, G. B. COSTA, Flávia R C EWANGO, C. E. N. GALLAGHER, R. V. GERWING, J. J. AMEZCUA, E. G. HART, T. IBARRA-MANRIQUEZ, G. ICKES, K. KENFACK, D. LETCHER, S. G. MACIA, M. J. MAKANA, J. MALIZIA, A. MARTINEZ-RAMOS, M. MASCARO, J. MUTHUMPERUMAL, C. , et al.MUTHURAMKUMAR, S. NOGUEIRA, Anselmo PARREN, M. P. E. PARTHASARATHY, N. PEREZ-SALICRUP, D. R. PUTZ, F. E. ROMERO-SALTOS, H. G. REDDY, M. S. SAINGE, M. N. THOMAS, D. MELIS, J. V. ; Biogeographical patterns of liana abundance and diversity. In: Stefan Schnitzer; Frans Bongers; Robyn J. Burnham, Francis E. Putz. (Org.). Ecology of Lianas. 1ed.Oxford: Wiley-Blackwell, 2014, v. , p. 131-146.

2.
Nogueira, A.; COSTA, Flávia R C ; VILELA DOS SANTOS, MÁRCIA CLÉIA ; Castilho, Carolina V. ; Andrade, A. ; Camargo, J. L. ; W.F., L. ; R.J., B. . Liana assemblage structure in four sites across the Brazilian Amazon. In: Stefan Schnitzer; Frans Bongers; Robyn J. Burnham; Francis E. Putz. (Org.). Ecology of Lianas. 1ed.Oxford: Wiley-Blackwell, 2014, v. , p. 65-75.

3.
Costa, Flavia R.C. ; Castilho, Carolina V. ; Drucker, Debora P. ; Nogueira, Anselmo ; Spironello, Wilson . Flora. In: Márcio Luiz de Oliveira; Fabrício B. Baccaro; Ricardo Braga-Neto; William E. Magnusson. (Org.). Reserva Ducke: biodiversidade amazônica através de uma grade. 1ed.Manaus: Áttema Design Editorial, 2011, v. , p. 21-30.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Mendes L. B. V. ; EL OTTRA, J. H. L. ; GUIMARAES, E. ; PAULINO, J. V. ; RANDO, J. G. ; Quinalha, Marília ; NOGUEIRA, Anselmo . A relação do desenvolvimento floral com uso do pólen por abelhas em flores de Chamaecrista desvauxii. In: II Simposio Brasileiro de Polinização, 2016, Catalão- Goias. Livro de resumos digital. São Carlos: Cubo, 2016. p. 99-99.

2.
Quinalha, Marília ; NOGUEIRA, Anselmo ; SOUZA, C. VSouza. ; FERREIRA, G. ; GUIMARAES, E. . O papel de abelhas pequenas no sucesso reprodutivo de uma espécie de Bignoniaceae. In: II Simposio Brasileiro de Polinização, 2016, Catalão, Goias. Livro de Resumos Digital. São Carlos: Cubo, 2016. p. 91-91.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VALADAO-MENDES, L. B. ; Canassa, N. ; Delgado, T. ; Guimarães, E. ; NOGUEIRA, Anselmo . How the whole-plant ontogeny influence bee visitation pattern and plant reproduction?. In: Symposium on Ecology and Evolution of Plant Reproduction, 2017, Campo Grande. Abstract Book, 2017. p. 38.

2.
Quinalha, Marília ; NOGUEIRA, Anselmo ; SOUZA, C. V. ; Guimarães, E. . Increasing amounts of self-pollen received by flowers lead to decreasing in fruit and seed set in Jacaranda caroba (Bignoniaceae). In: Symposium on Ecology and Evolution of Plant Reproduction, 2017, Campo Grande. Abstract Book, 2017. p. 60.

3.
SENDOYA, S. F. ; Nogueira, A. ; FEITOSA, R. M. ; OLIVEIRA, P. S. . Effects of food sources and nesting space availability on community structure of Cerrado arboreal ants. In: XXIII Simpósio de Mirmecologia: An International Ant Meeting, 2017, Curitiba-PR. XXIII Simpósio de Mirmecologia: An International Ant Meeting, 2017.

4.
Nogueira, A.; VALADAO-MENDES, L. B. ; OTTRA, J. H. L. E. ; CARDOSO-GUSTAVSON, P. ; QUINALHA, M. M. ; PAULINO, J. V. ; Guimarães, E. ; RANDO, J. G. . The relationship between floral morphology and development with the pattern of bee visitation in a legume species with pollen-only flowers. In: XIX International Botanical Congress, 2017, Shenzhen - China. Abstract Book II, 2017.

5.
NOGUEIRA, Anselmo; Alcantara, S. ; GUIMARAES, E. ; MARAZZI, B. ; REY, P. J. ; Bronstein, J. . Evolution of mutualistic traits in the genus Chamaecrista: starting point for a study case. In: LEGUME MORPHOLOGY: International Symposium & Workshop: current knowledge & future directions, 2015, Botucatu- São Paulo. Livro de Resumos Digital, 2015.

6.
Quinalha, Marília ; ONO, E. R. ; FERREIRA, G. ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. . Limitação polínica em Jacaranda oxyphylla (Cham.) Bignoniacae. In: LXVI Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos- São Paulo. Livro de Resumos Digital, 2015.

7.
Quinalha, Marília ; TUNES, P. ; SOUZA, C. V. ; TREVELIN, C. ; NOGUEIRA, Anselmo . Frutificação natural e potencial reprodutivo de Jacaranda oxyphylla (Cham.) Bignoniacae. In: III Simpósio Internacional de Botânica Aplicada ? SINBOT e XXXV Encontro Regional de Botânicos ? ERBOT, 2015, Lavras- São Paulo. Livro de Resumo Digital, 2015.

8.
NOGUEIRA, Anselmo; REY, P. J. ; Lohmann, Lúcia G. ; Alcantara, J. . Natural selection on extrafloral nectaries: heritability and phenotypic selection pattern. In: XI Congresso Latinoamericano de Botânica e LXV Congresso Nacional de Botânica, 2014, Salvador- Bahia. Livros de Resumo Digital, 2014.

9.
TRESMONDI, F. ; NOGUEIRA, Anselmo ; REY, P. J. ; ALCÁNTARA, JULIO M. ; Lohmann, Lúcia G. . Diferenças na secreção de coléteres estipulares entre espécies de Rubiaceae ocorrentes em cerrado e floresta estacional semidecídua. In: XI Congresso Latinoamericano de Botânica e LXV Congresso Nacional de Botânica, 2014, Salvador- Bahia. Livro de Resumos Digital, 2014.

10.
NOGUEIRA, Anselmo; Lohmann, Lúcia G. . Ant-plant interactions mediated by extrafloral nectaries: a case study in Bignoniaceae. In: XXI Simpósio de Mirmecologia: an International Ant Meeting, 2013, Fortaleza. Anais/Proceedings, 2013. p. 457-458.

11.
NOGUEIRA, Anselmo; REY, P. J. ; ALCÁNTARA, JULIO M. ; Lohmann, Lúcia G. . Geographic mosaic of an ant-plant guard system from a Neotropical savanna. In: The 2013 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2013, San Jose, Costa Rica. Web Program, 2013.

12.
NOGUEIRA, Anselmo; REY, P. J. ; Lohmann, Lúcia G. . Evolution of extrafloral nectaries and ant-plant interactions in Neotropical lianas. In: The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito, Mato Grosso do Sul. Abstract Book, 2012. p. 788-788.

13.
COSTA, FLÁVIA R.C. ; NOGUEIRA, Anselmo ; CASTILHO, CAROLINA V. ; KINUPP, VALDELY ; GUILLAUMET, JEAN-LOUIS BERNARD ; Garcia, A. R. M. ; LANDEIRO, VICTOR LEMES ; MAGNUSSON, WILLIAM ERNEST . Niche partitioning and habitat definition in a Neotropical forest: a new detection approach. In: The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito, Mato Grosso do Sul. Abstract Book, 2012. p. 659-659.

14.
TRESMONDI, F. ; FIGUEIREDO, FERNANDO ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. ; MACHADO, S. R. . Vegetative phenology and colleters secretion in Rubiaceae species from cerrado and semideciduous forest in São Paulo state. In: The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito, Mato Grosso do Sul. Abstract Book, 2012. p. 619-619.

15.
FIGUEIREDO, FERNANDO ; TRESMONDI, F. ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. ; MACHADO, S. R. . Folivory and colleters secretion in Rubiaceae species from south american tropical seasonal ecosystems. In: The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito, Mato Grosso do Sul. Abstract Book, 2012. p. 220-220.

16.
SCHIETTI, JULIANA ; EMILIO, THAISE ; RENNÓ, CAMILO D. ; Drucker, D. P. ; COSTA, FLÁVIA R.C. ; NOGUEIRA, Anselmo ; FIGUEIREDO, FERNANDO ; BACCARO, FABRICIO B. ; CASTILHO, CAROLINA V. ; KINUPP, VALDELY ; GUILLAUMET, JEAN-LOUIS BERNARD ; GARCIA, ANA RAQUEL M. ; Lima, A. P. ; MAGNUSSON, WILLIAM ERNEST . Vertical distance from drainage drives floristic composition changes in an Amazonian rainforest. In: The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito, Mato Grosso do Sul. Abstract Book, 2012. p. 84-84.

17.
NOGUEIRA, Anselmo; LOHMANN, Lúcia Garcez . Nectários extraflorais e a interação formiga-planta-herbívoro: ecologia e evolução morfológica em espécies da tribo Bignonieae (Bignoniaceae). In: 61 Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. CD Resumos - 61 Congresso Nacional de Botânica, 2010.

18.
LOHMANN, Lúcia Garcez ; Alcantara, S. ; NOGUEIRA, Anselmo ; Gomes-Silva, F. . Evolution of animal-plant interactions in Bignonieae (Bignoniaceae). In: The 2010 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2010, Bali. Abstract Book, 2010. p. 38-38.

19.
NOGUEIRA, Anselmo; El Ottra, J.H.L. ; LOHMANN, Lúcia Garcez . Trichome evolution in Bignonieae. In: ATBC - Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2009, Marburg. Program - Abstracts, 2009. p. 617-617.

20.
NOGUEIRA, Anselmo; COSTA, Flávia R C . Influence of methodological decisions and environmental factors on the lianas biomass in undisturbed forest in Central Amazon. In: ATBC - Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2005, Uberlândia. Frontiers in Tropical Biology and Conservation, 2005. p. 155-155.

21.
NOGUEIRA, Anselmo. Relação entre parâmetros ecofisiológicos a classificação sucessional de 20 espécies lenhosas jovens de uma floresta estacional semidecidual revegetada no estado de São Paulo.. In: 54 Congresso Nacional de Botânica, 2003, Belém. Digital, 2003.

22.
NOGUEIRA, Anselmo; MARTINEZ, Carlos Alberto ; FERREIRA, Leonnardo Lopez ; PRADO, Carlos Henrique Britto de Assis . Capacidade fotossintética máxima e classificação sucessional de 12 espécies lenhosas jovens de uma área reflorestada no campus da USP de Ribeirão Preto. In: 14º Encontro de Biólogos do CRBio-1, 2003, Cuiabá. Livro de Resumos, 2003. p. 144-144.

Apresentações de Trabalho
1.
Mendes L. B. V. ; EL OTTRA, J. H. L. ; GUIMARAES, E. ; PAULINO, J. V. ; RANDO, J. G. ; Quinalha, Marília ; NOGUEIRA, Anselmo . A relação do desenvolvimento floral com uso do pólen por abelhas em flores de Chamaecrista desvauxii. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
Quinalha, Marília ; NOGUEIRA, Anselmo ; SOUZA, C. V. ; FERREIRA, G. ; GUIMARAES, E. . O papel das abelhas pequenas no sucesso reprodutivo de uma espécie de Bignoniaceae. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
NOGUEIRA, Anselmo. Evolução de forma e função nas plantas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BOSAK, J. ; CRANS, N. ; WANG, K. ; Bronstein, J. ; NOGUEIRA, Anselmo ; MATHIS, K. . Spatiotemporal variation in floral damage on pointleaf manzanita. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Quinalha, Marília ; ONO, E. R. ; FERREIRA, G. ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. . Limitação polínica em Jacaranda oxyphylla (Cham.) Bignoniacae. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
Quinalha, Marília ; TUNES, P. ; SOUZA, C. V. ; TREVELIN, C. ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. . Frutificação natural e potencial reprodutivo de Jacaranda oxyphylla (Cham.) Bignoniacae. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
NOGUEIRA, Anselmo. Descobrindo os detalhes da natureza: floresta, cerrado e interações ecológicas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
NOGUEIRA, Anselmo. Evolution of mutualistic traits in the genus Chamaecrista: starting point for a study case. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
GEROLANO, C. S. ; NOGUEIRA, Anselmo ; ANGELES, G. ; ROWE, N. ; ANGYALOSSY, V. . The impact f cambial variant on the biomechanics and hydraulic of lianas in Bignoniaceae. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
NOGUEIRA, Anselmo; REY, P. J. ; ALCÁNTARA, JULIO M. ; Lohmann, Lúcia G. . Natural selection on extrafloral nectaries: heritability and phenotypic selection pattern. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
NOGUEIRA, Anselmo. Macro e micro-evolução de características das plantas e a importância das interações ecológicas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
Nogueira, A.; REY, P. J. ; Lohmann, L.G. . Ant-plant interactions mediated by extrafloral nectaries: a case study in Bignoniaceae.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
Nogueira, A.; REY, P. J. ; Alcantara, J. ; FEITOSA, R. M. ; LOHMANN, L. G. . Geographic mosaic of an ant-plant guard system from a neotropical savanna. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
NOGUEIRA, Anselmo. Interações formiga-planta-herbívoro e sua relação com a evolução de estruturas secretoras de néctar em plantas?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
Nogueira, A.. Evolução de nectários extraflorais e das interações formiga-planta em Bignoniaceae. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
Nogueira, Anselmo. Evolução de nectários extraflorais e das interações formiga-planta em Bignoniaceae.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
COSTA, FLÁVIA R.C. ; NOGUEIRA, Anselmo ; CASTILHO, CAROLINA V. ; KINUPP, VALDELY ; GUILLAUMET, JEAN-LOUIS BERNARD ; DE MESQUITA GARCIA, ANA RAQUEL ; LANDEIRO, VICTOR LEMES ; MAGNUSSON, WILLIAM ERNEST . Niche partitioning and habitat definition in a Neotropical forest: a new detection approach. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
TRESMONDI, F. ; FIGUEIREDO, FERNANDO ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. ; MACHADO, S. R. . Vegetative phenology and colleters secretion in Rubiaceae species from cerrado and semideciduous forest in São Paulo state. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
FIGUEIREDO, FERNANDO ; TRESMONDI, F. ; NOGUEIRA, Anselmo ; GUIMARAES, E. ; MACHADO, S. R. . Folivory and colleters secretion in Rubiaceae species from South American tropical seasonal ecosystems. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
NOGUEIRA, Anselmo. Evolution of extrafloral nectaries and ant-plant interactions in Neotropical lianas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
Nogueira, Anselmo. Nectários extraflorais: diversidade e tendências evolutivas.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
NOGUEIRA, Anselmo. A interface da sistemática com a ecologia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
NOGUEIRA, Anselmo; LOHMANN, Lúcia Garcez . Nectários extraflorais e a interação formiga-planta-herbívoro: ecologia e evolução morfológica em espécies de Bignoniaceae. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
Nogueira, A.. Aspectos evolutivos da defesa mediada por tricomas e nectários extraflorais. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
NOGUEIRA, Anselmo. Herbivoria e defesa mediada por formigas: aspectos ecológicos e evolução dos nectários extraflorais. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
NOGUEIRA, Anselmo; EL OTTRA, J. H. L. ; Lohmann, Lúcia G. . Trichome evolution in Bignonieae (Bignoniaceae). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
NOGUEIRA, Anselmo; COSTA, FLÁVIA R.C. . Influence of methodological decisions and environmental factors on liana biomass in undisturbed forest in Central Amazon. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
NOGUEIRA, Anselmo; Martinez, C.A. ; Ferreira, L.L. ; Prado, C.H.B.A. . Relação entre parâmetros ecofisiológicos e a classificação sucessional de 20 espécies lenhosas jovens de uma floresta estacional semidecidual revegetada no estado de São Paulo. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
NOGUEIRA, Anselmo; Martinez, C.A. ; Ferreira, L.L. ; Prado, C.H.B.A. . Capacidade fotossintética máxima e a classificação sucessional de 12 espécies lenhosas jovens de uma área reflorestada no campus da USP de Ribeirão Preto. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
NOGUEIRA, Anselmo; Carvalho, F.A. ; Martinez, C.A. ; Prado, C.H.B.A. . Como os grupos ecológicos de espécies arbóreas estão relacionados com suas respostas ecofisiológicas?. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Nogueira, A.. UFABC para todos (Avaliador de protótipos desenvolvidos por estudantes do ensino médio). 2017.

2.
Nogueira, A.. IX Simpósio de Iniciação Científica (Avaliador). 2017.

3.
Nogueira, A.. Parecerista dos resumos enviados ao XIV Workshop da Pós-Graduação Internacionalização e Mercado de Trabalho. 2015.

4.
Nogueira, A.; RANDO, J. G. ; SERAFIM, H. . Laudo Técnico Ambiental da Área Diretamente Afetada (ADA) pelo projeto Programa Pró-Billings. 2012.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Lohmann, L.G. ; Nogueira, A. ; Alcantara, S. . Evolução escrita nos cipós. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
GUIMARAES, E. ; ONO, E. R. ; NOGUEIRA, Anselmo . Interações Biológicas. 2015; Tema: Interações Biológicas. (Site).

2.
OLIVEIRA, Alexandre Adalardo ; GALVANEZE, M. ; CASTANHO, C. T. ; PACIENCIA, M. ; Nogueira, A. ; VICENTINI, Alberto ; SANDRINI, M. P. ; LOHMANN, L. G. . Guia Igapó: Florestas do Rio Negro. 2007; Tema: Plantas de Igapó no Baixo Rio Negro: Imagens das espécies organizadas por família.. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
NOGUEIRA, Anselmo. Amostragem de lianas em estudos ecológicos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Nogueira, A.. Reflexões sobre o texto 'Carefull with that axe Eugene' de Flávia Costa. 2009. (Artigo de reflexão sobre as relações na ciência).

3.
NOGUEIRA, Anselmo. Amazônia e a ecologia vegetal. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Nogueira, A.; LEAL, L. C.; KISSMANN, C.. Participação em banca de Lorena Bueno Valadão Mendes. Interações mutualista ao longo da ontogenia de uma espécie de leguminosa: bactérias fixadoras de nitrogênio, formigas protetoras e abelhas polinizadoras. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

2.
Guimarães, Elza; LUNAU, K.; Nogueira, A.. Participação em banca de Priscila Teixeira Tunes. Influência da florivoria sobre a polinização de espécies ornitófila. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

3.
SOUSA, L. C. L.; Nogueira, A.; PEIXOTO, P. E. C.. Participação em banca de Felipe Carneiro Silva Passos. Demanda de formigas por proteína afeta a eficiência de defesa contra herbívoros em plantas portadoras de nectários extraflorais. 2017. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

4.
SOUSA, L. C. L.; Nogueira, A.; PEIXOTO, P. E. C.. Participação em banca de Anna Thiciane Freitas Santos. Minha planta, minhas regras: influência de formigas nas visitas de polinizadores e na reprodução de plantas portadoras de nectários extraflorais.. 2017. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

5.
NOGUEIRA, Anselmo; Oliveira, Paulo; Souza, Thiago. Participação em banca de Mayra Cadorin Vidal. A predação de formigas por Rhinoleucophenga sp. nov. (Diptera, Drosophilidae) e seus efeitos no mutualismo entre formigas e Qualea grandiflora (Vochysiaceae). 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
NOGUEIRA, Anselmo; Batalha, Marco; Guimarães, E.. Participação em banca de Carolina Stella Gonçalves. Traços florais e filogenia em espécies lenhosas de cerrado. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
NOGUEIRA, Anselmo; Dias, Ana; Santos, João; Gomes, Maria; Lins, Alba. Participação em banca de Thália do Socorro Serra Gama. Ontogênese, estrutura e aspectos funcionais dos tricomas glandulares de Adenocalymma magnificum Mart. ex DC. e Bignonia aequinoctialis L. (Bignoniaceae). 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Rural da Amazônia.

Teses de doutorado
1.
Boaro C. S. F.; ARRUDA, R. C. O.; SOFFIATTI, P.; Nogueira, A.; Rodrigues, Tatiane. Participação em banca de Jane Rodrigues da Silva. Anatomia, densidade e condutividade hidráulica potencial do xilema secundário de árvores de três procedência Balfourodendron riedelianum (Engl.) Engl. (Rutaceae) crescidas em dois plantios. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas- Botânica) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

2.
Nogueira, A.; ANGYALOSSY, V.; Marcati, Carmen; Pirani, José; Tamaio, Neusa. Participação em banca de Marcelo Rodrigo Pace. Evolução do sistema vascular em linhagens que contêm lianas. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade de São Paulo.

3.
Nogueira, A.; Machado, S.R.; Rodrigues, Tatiane; Rocha, Joecildo; Haiad, Bárbara. Participação em banca de Fernanda Tresmondi. Biologia dos coléteres foliares em Rubiaceae de cerrado e floresta estacional semidecídua do estado de São Paulo. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
Nogueira, A.; Marcati, Carmen; ANGYALOSSY, V.; Mori, Fabio; Machado, S.R.. Participação em banca de Fábio Bosio. Atividade cambial e o efeito do anelamento no xilema secundário em espécies de carrado. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Qualificações de Doutorado
1.
MACHADO, S. R.; KISSMANN, C.; Nogueira, A.. Participação em banca de Paula Cristina Benetton Vergilio. Relações entre estrutura, química e densidade da casa com sua função em órgãos aéreos e subterrâneos de espécies em Cerrado. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas- Botânica) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

2.
CECCANTINI, G. C. T.; Nogueira, A.; SOFFIATTI, P.. Participação em banca de Carolina Lopes Bastos. Anatomia e biomecânica de raízes e caules de lianas e plantas autosuportantes relacionadas. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológica (Botânica)) - Instituto de Biociências - USP (SP).

3.
CECCANTINI, G. C. T.; Nogueira, A.; LUZ, C. F. P.. Participação em banca de Marina Milanello do Amaral. Potencial forense de microvestígios botânicos associados a áreas de desova no Estado de São Paulo. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológica (Botânica)) - Instituto de Biociências - USP (SP).

4.
Nogueira, A.; Marcati, Carmen; Rodella, Rita. Participação em banca de Adriano Valentin da Silva. Diversificação floral mediada por polinizadores em espécies de Piper (Piperaceae) em floresta estacional semidecídua. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

5.
Nogueira, A.; Martins, Fernando; RODRIGUES, D.; COGNI, R.; MASSUDA, K. F.; ECHEVERRY, S. F. S.. Participação em banca de Diomar Verçosa. Variação geográfica e temporal de defesas em Crotalaria micans e Crotalaria pallida (Fabaceae: Papilionoideae: Crotalarieae). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Vegetal) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
Nogueira, A.; Rodrigues, João; BONFIM, F. P. G.. Participação em banca de Márcia Provinzano Braga Xavier. Alterações metabólicas durante a superação de dormência e deterioração de sementes de amendoim forrageiro em armazenamento. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
Nogueira, A.; Rodrigues, João; BONFIM, F. P. G.. Participação em banca de Maria Izabela Ferreira. Desempenho fotossintético, produção de biomassa, teor de compostos fenólicos e curcumina em Curcuma longa L. sob diferentes intensidades luminosas e épocas de colheita. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Adriano Valentin da Silva. Diversificação floral mediada por polinizadores em espécies de Piper s.l. (Piperaceae) em floresta estacional semidecidual. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas- Botânica) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

9.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Sabrina Anselmo Joaniti. Relação entre as concentrações de flavonóides, triterpenos e esteróides e concentração de N, P, S, Al, K e MG do solo, altitude e precipitação em espécies de cerrado pertencentes a diferentes regiões. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas- Botânica) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

Qualificações de Mestrado
1.
Nogueira, A.. Participação em banca de Vinicus Mutti Bertin. Dominância e dinâmica demográfica de árvores, lianas, palmeiras e arbustos em um gradiente hidroedáfico na Amazônia Central. 2018.

2.
RODRIGUES, T. M.; Nogueira, A.; ROSSATTO, D. R.. Participação em banca de Bruna Helena de Campos. Atributos de proteção ao fogo em espécies lenhosas distribuídas no gradiente latitudinal do cerrado. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

3.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Priscila Teixeira Tunes. Influência da florivoria sobre a polinização de espécies ornitófilas. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

4.
Nogueira, A.. Participação em banca de Javier Eduardo Ibarra Isassi. Interações entre formigas, membracídeos, flores e visitantes florais em vegetação de cerrado: estudo de caso de Byrsonima intermedia A. Juss (Malpighiaceae). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

5.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Josiéia Teixeira dos Santos. A forma de oferta de recurso glucidicos pelas plantas dirige o tipo de interação entre formigas associadas?. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

6.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Estudante não identificado. Planta, formiga e predador de semente em igapó: impacto do patrulhamento de colônias de Azteca spp. e Pseudomyrmex spp., sobre predadores de sementes nas espécies arbóreas Tachigali paniculata Aubl., Caraipa grandifolia Mart. e Triplaris surinamensis Cham. no Parque Nacional do Jaú - Amazônia Central. 2015 - Universidade Federal do Amazonas.

7.
Nogueira, A.; Rodrigues, João; BONFIM, F. P. G.. Participação em banca de Ângelo Albano da Silva Bertholdi. Alocação diferencial de 13C em Copaifera langsdorfii Desf. (Fabaceae - Caesalpinoideae) sob deficiência hídrica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
Nogueira, A.; Rodrigues, João; BONFIM, F. P. G.. Participação em banca de Camila Vaz de Souza. Biologia floral de Zeyheria tuberculosa (Bignoniaceae). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica) [Botucatu]) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

9.
NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Camila Vaz de Souza. Clonalidade e desempenho em Zeyheria montana (Bignoniaceae). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu.

10.
Nogueira, A.. Participação em banca de Desconhecido (sistema duplo-cego).. Propagação vegetativa em lianas da Amazônia Central e suas implicações para a abundânica relativa das espécies. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

11.
Nogueira, A.. Participação em banca de Patrícia Alfaia Pereira. Chrysobalanaceae no Parque Nacional do Viruá (Roraima) e distribuição de domáceas em Hirtella dorvalii Prance. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Botânica)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Nogueira, A.; CARDOSO-GUSTAVSON, P.; PEREIRA-SILA, E. F. L.. Participação em banca de Felipe Lima Nunes.Ontogenia floral de Chamaecrista nictitans. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do ABC.

2.
Nogueira, A.. Participação em banca de Priscila Teixeira Tunes.Fenologia reprodutiva pós-fogo e oferta de recursos para polinizadores e frugívoros em uma comunidade de cerrado no Brasil. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
Nogueira, A.. Participação em banca de Marilia Monteiro Quinalha.Herbivoria em Bauhinia rufa (Leuminosae: Caesalpinioideae) em fragmentos de cerrrado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
ROCHA, L. P.; Pereira, R. A. S.; NOGUEIRA, Anselmo. Participação em banca de Luciano Palmieri Rocha.Comparação entre os métodos de parcelas e quadrantes por meio de re-amostragem. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Workshop da Base de Dados de Interações Planta-Polinizador.GT-Plantas. 2017. (Outra).

2.
UFABC para Todos 2017. Estande de Ciências Biológicas (Botânica). 2017. (Feira).

3.
3° Workshop Evolução e diversidade.Evolução de forma e função nas plantas. 2016. (Seminário).

4.
II Simpósio Brasileiro de Polinização. 2016. (Simpósio).

5.
LEGUME MORPHOLOGY International Symposium & Workshop: current knowledge & future directions.Evolution of mutualistic traits in the genus Chamaecrista: starting point for a study case. 2015. (Simpósio).

6.
Workshop Estruturas subterrâneas e sua função adaptativa nas formações vegetais. 2015. (Congresso).

7.
XI Congresso Latino americano de Botânica - LXV Congresso Nacional de Botânica. Natural selection on extrafloral nectaries: heritability and phenotypic selection pattern. 2014. (Congresso).

8.
The 2013 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. Geographic mosaic of an ant-plant guard system from a Neotropical savanna. 2013. (Congresso).

9.
XXI Simpósio de Mirmecologia an internacional meeting.Ant-plant interactions mediated by extrafloral nectaries: a case study in Bignoniaceae. 2013. (Simpósio).

10.
The 2012 International Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation ? ATBC. Evolution of extrafloral nectaries and ant-plant interactions in Neotropical lianas. 2012. (Congresso).

11.
South American Compositae Meeting. 2011. (Encontro).

12.
61 Congresso Nacional de Botânica. Nectários extraflorais e a interação formiga-planta-herbívoro: ecologia e evolução morfológica em espécies da tribo Bignonieae (Bignoniaceae). 2010. (Congresso).

13.
ATBC - Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation.Trichome evolution in Bignonieae. 2009. (Encontro).

14.
II Congresso Internacional de Pedagogia Social. 2008. (Congresso).

15.
I Jornada de Práticas Culturais e Cidadania. 2007. (Encontro).

16.
ATBC - Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation.The Association for Tropical Biology and Conservation Meeting. 2005. (Encontro).

17.
Simpósio Internacional de Projetos Ecológicos de Longa Duração. 2004. (Simpósio).

18.
11º Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.Como os grupos ecológicos de espécies arbóreas estão relacionados com suas respostas ecofisiológicas?. 2003. (Simpósio).

19.
14º Encontro de Biólogos do CRBio-1.Capacidade fotossintética máxima e a classificação sucessional de 12 espécies lenhosas jovens de uma área reflorestada no campus da USP de Ribeirão Preto. 2003. (Encontro).

20.
1º Encontro da Biologia Comparada: Quem Somos e o que Fazemos. 2003. (Encontro).

21.
54° Congresso Nacional de Botânica. Relação entre parâmetros ecofisiológicos e a classificação sucessional de 20 espécies lenhosas jovens de uma floresta estacional semidecidual revegetada no estado de São Paulo. 2003. (Congresso).

22.
13º Encontro de Biólogos do CRBio - região 1. 2002. (Encontro).

23.
XIV Congresso da Sociedade Botânica de São Paulo. 2002. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Nogueira, Anselmo; FINE, P. . Simpósio ?The Ecology and Evolution of Plant Defenses? (Symposium S25). 2012. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ely Márley de Souza Ribeiro Rocha. Padrão e desenvolvimento da simetria floral em Chamaecrista Moench (Leguminosae - Caesalpinioideae). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Oeste da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

2.
Tamiris Daiane Delgado de Lima. Importância da morfologia floral no processo de polinização e sua correlação com a produção de flores, frutos e sementes ao longo do ano em uma espécie de Leguminosae. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Juliana Marques dos Santos. Biologia floral de duas espécies de Chamaecrista Moench (Leguminosae - Caesalpinioidea). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Federal do Oeste da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

4.
Henrique Diniz Chinarelli. Resposta induzida de plantas portadoras de nectários a herbivoria e sua influência na identidade das formigas visitantes e do serviço de defesa anti-herbivoria.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

5.
Nathália Fernandes Canassa. Padrões de abundância de plantas lenhosas do Cerrado sensu stricto. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Caian Gerolamo. Relação de atributos anatômicos, biomecânicos e hidráulicos na dinâmica de crescimento de lianas da floresta amazônica.. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciências Biológica (Botânica)) - Instituto de Biociências - USP (SP), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

2.
Elisangela Xavier da Rocha. Dinâmica temporal da composição florística e funcional da assembléia de lianas em uma floresta de terra-firme na Amazônia central. Início: 2015. Tese (Doutorado em Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Orientações de outra natureza
1.
Milena do Nascimento. Diferentes morfologias florais e estratégias de reprodução em flores do gênero Chamaecrista. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do ABC. Pró-Reitoria de Pesquisa UFABC. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Lorena Bueno Valadão Mendes. Interações mutualistas ao longo da ontogenia de uma espécie de leguminosa: bactérias fixadoras de nitrogênio, formigas protetoras e abelhas polinizadoras. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Anselmo Nogueira.

2.
Marília Monteiro Quinalha. O papel de abelhas mutualistas e antagonistas na reprodução sexuada de Jacaranda oxyplhylla.. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA, campus Botucatu, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Anselmo Nogueira.

3.
Caian Souza Gerolamo. Impacto da variação cambial no crescimento, biomecânica e hidráulica de lianas da tribo Bignonieae (Bignoniaceae).. 2013. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Botânica)) - Instituto de Biociências - USP, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Anselmo Nogueira.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Felipe Lima Nunes. Ontogenia floral de Chamaecrista nictitans (Leguminosae). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do ABC. Orientador: Anselmo Nogueira.

2.
Tamiris Daiane Delgado de Lima. Potencial influência da autopolinização e da polinização cruzada sobre a reprodução de Chamaecrista desvauxii (Leguminosae). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências) - Universidade de São Paulo. Orientador: Anselmo Nogueira.

Iniciação científica
1.
Adriana Lins. Distribuição espacial de colônias de jardins de formigas na bacia do Acará na Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus-AM.. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Amazonas. Orientador: Anselmo Nogueira.

Orientações de outra natureza
1.
Felipe Lima Nunes. Variação da estrutura floral em espécies de leguminosas. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do ABC. Orientador: Anselmo Nogueira.

2.
Karolina Suemy Kohari. Trilhas supervisionadas no Jardim Botânico de São Paulo. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do ABC, Jardim Botânico de São Paulo / INSTITUTO DE BOTÂNICA. Orientador: Anselmo Nogueira.

3.
Juliana Hanna Leite El Ottra. Estrutura e evolução de tricomas em espécies de Bignonieae. 2010. Orientação de outra natureza - Instituto de Biociências - USP. Orientador: Anselmo Nogueira.

4.
Patrícia Falcão Bueno. Herbivoria e defesa mediada por formigas em duas espécies de arbustos de ambiente seco: Anemopaegma velutinum e Anemopaegma album.. 2009. Orientação de outra natureza - Instituto de Biociências - USP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Anselmo Nogueira.



Outras informações relevantes


Aprovação em Concurso Público e Processos Seletivos
1. Concurso público para provimento de cargo efetivo de professor adjunto a ? nível I, da carreira do magistério superior, sub-Área: BOTÂNICA, Edital n. 223/2016 (aprovado em 3º Lugar)
2. Concurso Público para seleção de Professor Adjunto Integrante da Carreira do Magistério Superior na Universidade
Federal de Lavras (UFLA), Sub-Área: CONSERVAÇÃO, Edital Proad n. 64/2016 (aprovado em 3º Lugar)
3. Processo Seletivo para Professor Visitante, Departamento de Ciências Biológicas, setor de atuação Centro de
Ciências Naturais e Humanas (CCNH), UFABC (Universidade Federal do ABC), Sub-Área: BOTÂNICA
EVOLUTIVA, Campus São Bernardo do Campo, SP, Edital n. 200/2015 (aprovado em 1º Lugar)
4. Concurso Público para seleção de Professor Adjunto Integrante da Carreira do Magistério Superior na Universidade
Federal de São Carlos (UFSCar), Sub-Área: BOTÂNICA, campus de São Carlos, Edital Proad n. 134/2015
(aprovado em 2º Lugar)
5. Processo Seletivo para Professor Visitante, setor de estudo Biologia Geral, na UNILAB (Universidade da Integração
Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), Área: BIOLOGIA GERAL, Edital n. 49/2015 (aprovado em 1º Lugar)
6. Processo Seletivo para Professor Visitante, Departamento de Ciências Biológicas, setor de atuação Programa de
Pós-Graduação em Botânica, UEFS (Universidade Estadual de Feira de Santana), Sub-Área: BOTÂNICA, Edital n.
01/2015 (aprovado em 1º Lugar)
7. Concurso Público para seleção de Professor Adjunto Integrante da Carreira do Magistério Superior na Universidade
Federal de Ouro Preto (UFOP), Sub-Área: BOTÂNICA, campus Morro do Cruzeiro, Edital Proad n. 75/2014
(aprovado em 3º Lugar)
8. Concurso Público para seleção de Professor Substituto, UFSCAR campus Sorocaba, Sub-Área: BOTÂNICA
EVOLUTIVA, Edital 184/11 (aprovado em 1º Lugar)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 23:48:49