Olivia von der Weid

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9654243878533623
  • Última atualização do currículo em 03/11/2018


Doutora em Antropologia Cultural pelo PPGSA/UFRJ (2014). Mestre em Sociologia (com concentração em antropologia) também pelo PPGSA/UFRJ (2008) e bacharel em ciências sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente realiza o pós doutorado no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Suas principais áreas temáticas de pesquisa são: gênero e sexualidade. antropologia do corpo e da saúde, identidades e diferenças, relações entre natureza e cultura, etnografia das práticas, antropologia dos sentidos, estudos sobre deficiência. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Olivia von der Weid
Nome em citações bibliográficas
VON DER WEID, Olivia

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Centro de Ciências Sociais, Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP).
Rua da Matriz, 83
Botafogo
22260100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22668300
URL da Homepage: http://www.iesp.uerj.br/


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Doutorado em Antropologia Cultural.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Visual é só um dos suportes do sonho: práticas e conhecimentos de vidas com cegueira, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Jean-François Véran.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: cegueira; Corpo; Percepção; Sentidos; Imagem.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
2006 - 2008
Mestrado em Sociologia e Antropologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Adultério consentido: gênero, corpo e sexualidade na prática do swing,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Mirian Goldenberg.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: Gênero; Sexualidade; Conjugalidade; Corpo; Infidelidade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana / Especialidade: Gênero.
2001 - 2004
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2015
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2015 - 2015
Extensão universitária em Tutorial de Professores - Programa FGV Online. (Carga horária: 45h).
Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
2012 - 2012
Técnico em Orientação e Mobilidade. (Carga horária: 40h).
Fundação de Apoio ao Ensino, Pesq. e a Extensão do Inst. Benjamin Constant, FAIBC, Brasil.
2011 - 2011
Oficina de Arte Inclusiva. (Carga horária: 48h).
Caixa Cultural, CAIXA, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em Formação de tutores online. (Carga horária: 24h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2009 - 2009
Curso Básico I e II de Fotografia. (Carga horária: 72h).
Ateliê da Imagem, AI, Brasil.
2006 - 2006
Cultura Express. (Carga horária: 180h).
Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa do Rio de Janeiro, SBCI/RJ, Brasil.
2005 - 2005
General English. (Carga horária: 375h).
University of Technology Sydney, UTS, Austrália.
2002 - 2002
Juventude, Cultura e Cidadania. (Carga horária: 45h).
Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, UNESCO, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós-doutorado, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Outros, Enquadramento Funcional: Contrato temporário de professor, Carga horária: 20
Outras informações
Professora/tutora à distância do curso semipresencial Gênero e Diversidade na Escola - GDE oferecido como especialização para educadores e às educadoras da rede pública do Ensino Básico. Uma parceria do CLAM/IMS/UERJ com a Secretaria Especial de Políticas para Mulheres (SPM), Ministério da Educação (MEC), Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

Atividades

03/2016 - 08/2016
Ensino, Psicologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia Geral
05/2009 - 10/2009
Ensino, Gênero e Diversidade na escola, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
professora-tutora de curso de especialização à distância

Associação Brasileira de Saúde Coletiva, ABRASCO, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Pesquisadora associada, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Associada na categoria efetiva, Carga horária: 5

Atividades

02/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, GT Deficiência e Acessibilidade, .

Cargo ou função
Membro do GT Deficiência e Acessibilidade.

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20
Outras informações
Professora substituta assistente no departamento de história do Instituto Multidisciplinar, na vaga de Ciências Sociais.

Atividades

08/2017 - 12/2017
Ensino, Turismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia e Turismo
08/2017 - 12/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais em Sociologia: Natureza e Cultura nas relações humano-animais
08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução a Sociologia

Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professora-tutora, Enquadramento Funcional: Professora Tutora, Carga horária: 10
Outras informações
Professora-tutora na modalidade à distância da disciplina História das Relações Étnico-Raciais no Brasil, oferecida pelo CPDOC e FGV-Online para alunos de graduação.

Atividades

08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Relações Étnico-Raciais no Brasil

Instituto Federal Catarinense, IFC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora convidada, Carga horária: 15
Outras informações
Ministrou a formação em serviço "Ética e relações humano-animais" para professores e alunos do curso de Pós-Graduação lato sensu em Treinador e Instrutor de Cães-Guia, totalizando 15 horas.

Atividades

08/2017 - 08/2017
Ensino, Treinador e Instrutor de Cães-Guia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Ética e relações humano-animais

Universidad Nacional de Córdoba - Argentina, UNC, Argentina.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professora convidada, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 45
Outras informações
Ministrou o Seminário de Pós-Graduação intitulado "Antropología de las Anormalidades" para alunos do mestrado do curso de Pós-Graduação em Antropologia, da Faculdad de Filosofía y Humanidades da Universidad Nacional de Córdoba.

Atividades

07/2017 - 07/2017
Ensino, Maestría en antropología, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropología de las Anormalidades

Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Contrato temporário, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40
Outras informações
Professor Assistente substituto. Disciplinas ministradas: Antropologia (para História) Teoria Antropológica Clássica (para Sociologia)

Atividades

03/2015 - 07/2015
Ensino, Sociologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Antropológica Clássica
03/2015 - 07/2015
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia

Associação Brasileira de Antropologia, ABA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Antropóloga Associada, Enquadramento Funcional: Antropóloga Associada na categoria Efetiva


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Assistente, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisadora associada a pesquisa "Corpos, envelhecimento e Identidades Culturais", coordenada pela antropóloga Mirian Goldenberg com o apoio da FAPERJ.

Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado, Carga horária: 20


Instituto Benjamin Constant, IBC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Outros, Enquadramento Funcional: Professora voluntária, Carga horária: 3
Outras informações
Oficina semanal ministrada para alunos de reabilitação e do grupo de convivência do Instituto Benjamin Constant. Juntamente com Clara de Andrade.

Atividades

08/2012 - 12/2012
Ensino,

Disciplinas ministradas
Teatro, Criatividade e Imaginação
03/2012 - 07/2012
Ensino,

Disciplinas ministradas
Teatro, Criatividade e Imaginação
10/2011 - 12/2011
Ensino,

Disciplinas ministradas
Teatro, Criatividade e Imaginação

MicrobanK: Instituto de Brasileiro de Microempreendimentos, MICROBANK, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Contrato temporário de professor, Carga horária: 8
Outras informações
Professora das disciplinas "Violência contra o idoso" e "Hoomofobia" no âmbito do curso de prevenção à Violência Racial, Homofóbica e Intrafamiliar, ministrado para a Guarda Municipal do Rio de Janeiro, com carga horária de 60 horas em cada disciplina, totalizando 120 h/a.

Atividades

08/2008 - 12/2008
Ensino, Prevenção à violência, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Homofobia
08/2008 - 12/2008
Ensino, Prevenção à violência, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Violência contra o idoso


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Sociofilo
Descrição: Fundado em 2007, o núcleo desenvolve, a partir de uma perspectiva humanista, reflexões sistemáticas acerca dos fundamentos filosóficos da teoria social. Assim, a investigação dos pressupostos metateóricos das ciências sociais não constitui um fim em si mesmo, mas serve como preâmbulo necessário à construção de uma teoria social geral da ação em comum. Dessa forma, são abordadas diferentes perspectivas sociológicas e filosóficas, como a hermenêutica, a fenomenologia e a teoria crítica. Articulando a metateoria, a teoria social e a teoria sociológica numa teoria geral da sociedade, o núcleo está centrado em torno de quatro linhas inter-relacionadas de pesquisa: I. Fundamentos filosóficos da teoria social; II. As novas correntes da teoria social; III. Teoria sociológica como ontologia do presente IV. Teoria reconstrutiva: em prol do convivivialismo O núcleo atua como um ?colaboratório? que oferece apoio e estímulo intelectuais, funcionando como um fórum para orientandos e pesquisadores envolvidos na elaboração e execução de projetos ligados aos temas de interesse do Sociofilo. Através deste fórum intelectual, almeja-se contribuir para a formação de uma rede virtual descentralizada e aberta na qual circularão debates, informações, contatos e artigos. Com este fim, foi lançada a revista Cadernos do Sociofilo (ISSN: 2318-552X), que publica artigos de alta qualidade que são discutidos e aprovados pelo ´colaboratorio´ que funciona, de fato, com corpo editorial executivo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Corpos, sentidos e diferenças: por uma abordagem perspectivista da deficiência
Descrição: Os resultados do Censo Demográfico 2010 do IBGE apontam 45.606.048 milhões de pessoas que declararam ter pelo menos uma das deficiências investigadas, correspondendo a cerca de 24% da população brasileira. A deficiência é uma classificação que reúne uma série de pessoas e situações absolutamente diversas que, em comum, tem apenas o fato de terem sido consideradas, por séculos de história, anormais. Alguém a quem falta ou sobra algo, menos ou mais que humano. Neste projeto de pós-doutorado temos como proposta avançar em uma abordagem e uma metodologia inovadora de pesquisa na área que se consagrou chamar de ?estudos da deficiência? (disability studies), em um contexto de novas ressignificações do conceito a partir das críticas e contribuições trazidas pelo modelo social. Pretende-se, em alguma medida, avançar na compreensão do papel da percepção sensorial no desenvolvimento de formas de estar no mundo. A proposta é se aproximar do mundo possível que se expressa na vida, nas práticas, nas ações e nas percepções de pessoas cegas. Em um segundo momento, de forma comparativa, de pessoas com surdez. Fala-se das formas de ser encontradas por pessoas com cegueira, suas epistemologias, as brechas que descobrem para seguir, como fazem para permanecer e os conhecimentos produzidos nesses movimentos de resistência e continuidade. Todos os elementos estão constituídos por uma dupla entrada fundamental. Por um lado, entender as percepções e as formas de estar no mundo de pessoas cegas. Por outro lado, ao tentar compreender a cegueira, procura-se também problematizar a visão como o sentido regulador das experiências e das relações. Essa segunda aproximação leva a questionar o que as experiências de vidas com cegueira podem nos dizer e nos mostrar sobre a realidade, para além de seus aspectos visuais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
Processos de Identidade (PROCID)
Descrição: O PROCID é um grupo de reflexão do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia IFCS/ UFRJ. Processos de Identidades é um oximoro voluntário. Processo vem do latino pro ( para, no sentido de ) e de cedere ( ir para, andar ). Identidade vem do latino idem, o mesmo . Enquanto o primeiro terma aponta para o movimento, o segundo traduz a fixidade. Objeto de uma longa tradição analítica, o conceito de identidade vem sido definido nas ciências sociais exatamente na tensão desta oposição. De um lado, uma abordagem primordialista ou essencialista insiste sobre a fixidade: a identidade é a (re)produção do mesmo. Do outro, uma leitura situacional, interacional apresentando a identidade como uma dialéctica em movimento. Entre essas polaridades, varias abordagem combinatórias tentaram conciliar a dimensão atributiva da identidade (ela se fixa sobre determinados elementos materiais e simbólicos, esses elementos não são aleatórios) a uma dimensão situacional ( a exterioridade constituinte ). O propósito do grupo de reflexão não é formular (fixar) uma determinada concepção da identidade, mas de focar sobre processos sociais de transformação que mobilizam dimensões identitárias. Assumindo plenamente o oximoro, trata-se de estudar situações onde o mesmo , real, suposto ou imaginário, é convocado como determinante ou mediator de processos: o idem em transformação. Colocando processos como objeto central da reflexão, trata-se de objetivar a identidade não além mas sem as fronteiras a partir das quais os grupos sociais e indivíduos se pensam e são analiticamente descritos, quer seja numa concepção primordialista ou situacional. A aposta é pensar metodologicamente o mesmo como um processo criativo, uma fixidade em metamorfose ou uma metamorfose fixa. Uma identidade sem fronteiras. Para assumir tal perspectiva, o grupo privilegia 3 posturas analíticas: - Uma abordagem de lado , lateral, dos objetos, onde a percepção dominante é perturbada não em suas marg. Palavras-chave: Mestiçagem; Identidade; História das idéias..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Olivia von der Weid - Integrante / Jean-François Véran - Coordenador / Cecilia Soares - Integrante / Samuel Leal - Integrante / Ana Paula Perrota - Integrante / Ana Paula Morel - Integrante / Rosa Vieira - Integrante.
2007 - 2010
Corpos, Envelhecimento e Identidades Culturais
Descrição: O projeto ?Corpos, Envelhecimento e Identidades Culturais? tem como tema central o processo de envelhecimento e os significados da velhice na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de um projeto internacional que busca comparar os resultados das pesquisas produzidas no Brasil, com os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos por pesquisadores estrangeiros, na Alemanha (o sociólogo Thomas Leithãuser ? Universidade de Bremen), na Inglaterra (a socióloga Lynn Froggett ? Universidade de Lancashire) e na Espanha (o antropólogo Jordi Roca ? Universidade de Tarragona). Através desta pesquisa, pretende-se investigar de que maneira homens e mulheres da cidade do Rio de Janeiro experimentam, percebem e elaboram as mudanças corporais, culturais, sociais ou psicológicas, oriundas da passagem do tempo. Quais os significados de envelhecer na sociedade brasileira? Como se vive o processo de envelhecimento no Rio de Janeiro? Em que momentos e de que maneiras as pessoas se percebem envelhecendo? Considerando que o envelhecimento é um processo inevitável de transformação, relacionado à passagem do tempo, entende-se que ele pode ser analisado sob os mais variados enfoques. A proposta é compreender este fenômeno na sua abrangência e não como algo que se refira a um único objeto ou a uma única etapa de vida. Neste sentido, a pesquisa vai procurar tratar a relação entre o processo de envelhecimento e temas como corporalidade, sexualidade, relações de gênero, representações sobre saúde, juventude, morte e espaços da cidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Olivia von der Weid - Integrante / Mirian Goldenberg - Coordenador / Veronica Tomsic - Integrante / Marisol Rodrigues Goia - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2003 - 2007
Mudanças e continuidades nos papéis de gênero, sexualidade, infidelidade e corpo
Descrição: A pesquisa tem como objetivo dar continuidade ao estudo desenvolvido, desde março de 2000, buscando analisar as representações de gênero presentes nos discursos de homens e mulheres das camadas médias da cidade do Rio de Janeiro. Busca-se compreender as mudanças e continuidades nos atuais relacionamentos afetivo-sexuais, verificando se aparece (ou não) evidências de uma "crise" nas relações entre os sexos. Focalizando a discussão de gênero, em torno de temas como família, novas conjugalidades, sexualidade, infidelidade e construção social do corpo, procura-se analisar, comparativamente, as expectativas, os estereótipos, os problemas, os arranjos conjugais e comportamentos sexuais de homens e mulheres de diferentes gerações. Também tem como objetivo compreender como homens e mulheres estão lidando com as mudanças que afetam os papéis de gênero, analisando-se como se dá a convivência entre modelos considerados tradicionais e "novos" modelos de conjugalidade. Para tanto, foram analisadas as respostas de questionários aplicados em 835 mulheres e 444 homens, de 18 a 50 anos, de nível superior, pertencentes às camadas médias urbanas do Rio de Janeiro, com renda superior a R$ 2.000,00. Como material secundário de análise, foram utilizadas matérias de jornais e revistas de grande circulação (Globo, Jornal do Brasil, Folha de São Paulo, Veja, Época, Istoé), de revistas femininas e de sites da Internet que abordam os temas da pesquisa. Pretende-se averiguar como a televisão tem retratado as mudanças nos relacionamentos conjugais e nos papéis de gênero, no Brasil. Na primeira fase da pesquisa, foi analisada a novela "Laços de Família", exibida na Rede Globo no ano de 2000. Também será elaborado um roteiro de questões a serem respondidas em entrevistas a serem realizadas por mulheres alemãs, com o objetivo de aprofundar comparativamente algumas das discussões já levantadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Cães-guia no Brasil: primeiros estudos
Descrição: Organização e publicação da primeira coletânea de artigos sobre o projeto Cães-Guia a partir da implementação do primeiro Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guia no Instituto Federal Catarinense (IFC-Camboriú), uma das 10 ações prioritárias dentro do âmbito do Plano Nacional de Direitos das Pessoas com Deficiência, o Viver sem Limite..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado profissional: (5) .
Integrantes: Olivia von der Weid - Integrante / Luiz Alberto Ferreira - Coordenador / Marcia Santos de Souza - Integrante / Diana Cuglovice Abrão - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal Catarinense - Auxílio financeiro.
2017 - 2017
Ética e relações humano-animal
Descrição: Curso de formação em serviço (aperfeiçoamento) para professores e alunos do Centro de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guia, em nível de especialização, realizado no Instituto Federal Catarinense, campus Camboriú, em agosto de 2017 totalizando 15 horas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Olivia von der Weid - Coordenador / Luiz Alberto Ferreira - Integrante / Marcia Santos de Souza - Integrante / Carlos Eduardo Rebello - Integrante / Leonardo Goulart - Integrante.
2016 - 2016
Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea
Descrição: Jornada de teoria social realizada no IESP/UERJ pelo Sociofilo - Laboratório de Teoria Social entre agosto e novembro de 2016. Curso gratuito aberto à comunidade, com certificado de participação para os inscritos com 75% de presença..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (6) Doutorado: (4) .
Integrantes: Olivia von der Weid - Integrante / Frederic Vandenberghe - Coordenador / Diogo Correa - Integrante / Andre Magnelli - Integrante / Alexandre Camargo - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Antropologia aplicada.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Antropologia Urbana.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Corpo.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Aprovação em 1o lugar no concurso para professor substituto de ciências sociais da UFRRJ, UFRRJ - IM.
2016
Aprovação em 4o lugar no concurso para professor adjunto de Teoria Antropológica, UFF.
2015
Aprovação em 1o lugar no concurso para professor substituto de Teoria Antropológica Contemporânea, UFF.
2014
Tese indicada para concorrer ao prêmio ANPOCS 2014, PPGSA/UFRJ.
2012
Bolsa nota 10, FAPERJ.
2007
Bolsa nota 10, FAPERJ.
2006
Concurso de Painéis do 30o Encontro da ANPOCS, ANPOCS.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1VON DER WEID, Olivia2017VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. ; CAMPOY, L. . Por uma ciência humana mais anormal?. Teoria e Cultura, v. 11, p. 9-17, 2017.

2.
2VON DER WEID, Olivia2017VON DER WEID, Olivia. Provincializar a visão: esboços para uma abordagem metodológica. Teoria e Cultura, v. 11, p. 131-144, 2017.

3.
3VON DER WEID, Olivia2015 VON DER WEID, Olivia. O corpo estendido de cegos ? cognição, ambiente, acoplamentos. REVISTA SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA, v. 5, p. 935-960, 2015.

4.
4VON DER WEID, Olivia2015VON DER WEID, Olivia. 'A Urca é o paraíso dos cegos': mobilidade urbana, acesso à cidade e territorialização. Revista Iluminuras, v. 16, p. 65-96, 2015.

5.
5VON DER WEID, Olivia2014 VON DER WEID, Olivia. Habilitar corpos e pessoas: práticas e conhecimentos de vidas com cegueiraEnabling bodies and individuals: practical knowledge of life with blindness. Etnográfica, p. 499-520, 2014.

6.
6VON DER WEID, Olivia2012VON DER WEID, Olivia. A prática do swing e a dimensão do prazer. Temáticas (UNICAMP), v. 40, p. 37-68, 2012.

7.
7VON DER WEID, Olivia2010 VON DER WEID, Olivia. Swing, o adultério consentido. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), v. 18, p. 789-810, 2010.

8.
8VON DER WEID, Olivia2009VON DER WEID, Olivia. Masculino e feminino na prática do swing. Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro), v. 3, p. 106-129, 2009.

9.
9VON DER WEID, Olivia2006VON DER WEID, Olivia. Gênero, corpo e sexualidade: um estudo antropológico sobre a troca de casais. Revista Ártemis, v. Nº5, p. 1-15, 2006.

10.
10VON DER WEID, Olivia2004VON DER WEID, Olivia. Perdoa-me por te trair: um estudo antropológico sobre novas conjugalidades. Habitus (UCG. Impresso), www.habitus.ifcs.ufrj.br, v. V 2, p. 1-9, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
VON DER WEID, Olivia; VANDENBERGHE, F. (Org.) . Novas Antropologias. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2018. 264p .

2.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. (Org.) ; CAMPOY, L. (Org.) . Número Especial: Anormalidades: diferenças corporificadas em discursos e práticas. 1. ed. Juiz de Fora: Teoria e Cultura, 2017. v. 11. 192p .

3.
VANDENBERGHE, F. (Org.) ; VON DER WEID, Olivia (Org.) . Novas antropologias. 1. ed. Rio de Janeiro: Terceiro ponto, 2016. 264p .

4.
VON DER WEID, Olivia. Swing, o adultério consentido: um estudo antropológico sobre troca de casais. 1. ed. Rio de Janeiro: Multifoco, 2015. 197p .

Capítulos de livros publicados
1.
VON DER WEID, Olivia. Entre as linhas da cegueira. In: Vandenberghe, Frederic; von der Weid, Olivia.. (Org.). Novas antropologias. 1ed.Rio de Janeiro: Terceiro ponto, 2018, v. , p. 75-123.

2.
VON DER WEID, Olivia. Corporalidades cegas como formas de saber-fazer. In: Rosana Castro, Cíntia Engel, Raysa Martins; Colaboradora Tatiana Guedes. (Org.). Antropologias, saúde e contextos de crise. 1ed.Brasília: Sobrescrita, 2018, v. 1, p. 174-192.

3.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia . A natureza da antropologia. In: Vandenberghe, Frederic; von der Weid, Olivia.. (Org.). Novas antropologias. 1ed.Rio de Janeiro: Terceiro ponto, 2018, v. , p. 5-17.

4.
VON DER WEID, Olivia. Tonalidades de um silêncio. In: Alain Caillé; Frédéric Vandenberghe; Jean-François Véran. (Org.). Manifesto Convivialista - Declaração de Interdependência (edição brasileira comentada). 1ed.São Paulo: Annablume, 2016, v. , p. 273-280.

5.
VON DER WEID, Olivia. A cidade imaginada: o Rio de Janeiro na percepção de pessoas com cegueira. In: Graça Índias Cordeiro; Sofia Santos; Renato Carmo. (Org.). Public Sociability and Spatial Forms. Meanings and Relations (SICYURB). 1ed.Lisboa: ISCTE ? Instituto Universitário de Lisboa, 2013, v. VII, p. 163-181.

6.
VON DER WEID, Olivia. Troca de casais: gênero e sexualidade nos novos arranjos conjugais. In: Mirian Goldenberg. (Org.). O Corpo como Capital. 1ed.São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2007, v. , p. 72-97.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VON DER WEID, Olivia. Relações de gênero na prática do swing. Notícias CLAM, 13 maio 2010.

2.
VON DER WEID, Olivia. Onde (quase) tudo é permitido. Divirta-se - Portal uai, 25 maio 2009.

3.
VON DER WEID, Olivia. Casas de swing: o lado B. TPM, São Paulo, p. 32 - 37, 15 jul. 2007.

4.
VON DER WEID, Olivia. Os novos libertinos. Revista do Globo, Rio de Janeiro, p. 54 - 57, 05 nov. 2004.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VON DER WEID, Olivia. Semelhança pela diferença: a ajuda como dádiva na relação entre deficiência e não-deficiência nos espaços públicos. In: 42o Encontro Anual da ANPOCS, 2018, Caxambu. Anais do 42o Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2018. v. 42. p. 1-32.

2.
VON DER WEID, Olivia. Provincializar a visão: esboços para uma abordagem metodológica. In: Reunião Brasileira de Antropologia, 2016, João Pessoa. 30a RBA - Políticas da Antropologia: Ética, Diversidade e Conflitos. João Pessoa: 30a RBA, 2016.

3.
TRAVANCAS, I. ; VON DER WEID, Olivia . Pesquisando turismo em Visconde de Mauá: uma experiência de antropologia aplicada. In: XI Reunión de Antropología del Mercosul, 2015, Montevideo. Anais de la XI RAM - Diálogos, prácticas y visiones antropológicas desde el Sur. Montevideo: XI RAM, 2015. v. 1. p. 1-15.

4.
VON DER WEID, Olivia. Corpo e cegueira: modos de perceber. In: X RAM - Reunião de Antropologia do Mercosul, 2013, Córdoba. Anais da X RAM - Reunião de Antropologia do Mercosul. Córdoba: X RAM, 2013. v. 1. p. 1-18.

5.
VON DER WEID, Olivia. A cidade imaginada: o Rio de Janeiro na perspectiva de pessoas cegas. In: SICYurb - Second International Conference of Young Urban Researchers, 2011, Lisboa. Proceedings of the Second International Conference of Young Urban Researchers. Lisboa: ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa, 2011.

6.
VON DER WEID, Olivia. Visão de cegos: um olhar aproximado. In: IX RAM - Reunião de Antropologia do Mercosul, 2011, Curitiba. Anais da IX RAM - Reunião de Antropologia do Mercosul. Curitiba: IX RAM, 2011. v. 1. p. 1-21.

7.
VON DER WEID, Olivia. O ?swing? como um tema de pesquisa: algumas reflexões sobre o trabalho de campo. In: VII Reunião de Antropologia do Mercosul, 2007, Porto Alegre. VII RAM - Desafios Antropológicos, 2007.

8.
VON DER WEID, Olivia. Troca de Casais: uma discussão sobre corpo e infidelidade nos novos arranjos conjugais. In: XXX ANPOCS, 2006. XXX Encontro da ANPOCS, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
TRAVANCAS, I. ; VON DER WEID, Olivia . Pesquisando turismo em Visconde de Mauá: uma experiência de antropologia aplicada. In: XI Reunión de Antropología del Mercosul, 2015, Montevideo. Diálogos, prácticas y visiones antropológicas desde el Sur. Montevideo: Universidad de la Republica, 2015. p. 1-17.

2.
VON DER WEID, Olivia. Corpo e cegueira: modos de perceber. In: X Reunião de Antropologia do Mercosul, 2013, Córdoba, Argentina. Situar, atuar e imaginar antropologias a partir do Cone Sul, 2013. v. X.

3.
VON DER WEID, Olivia. 'Visão de Cegos': um olhar aproximado. In: IX Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM), 2011, Curitiba. IX RAM: culturas, encontros e desigualdades. Curitiba: DEAN / PPGAS / UFPR, 2011.

4.
VON DER WEID, Olivia. Troca de Casais: uma discussão sobre infidelidade nos novos arranjos conjugais. In: XXVI Jornada de Iniciação Científica da UFRJ, 2004, Rio de Janeiro. XXVI Jornada de Iniciação Científica da UFRJ, 2004.

5.
VON DER WEID, Olivia. Troca de casais: um estudo antropológico sobre novas conjugalidades. In: XXV Jornada de Iniciação científica da UFRJ, 2003, Rio de Janeiro. XXV Jornada de Iniciação Científica da UFRJ, 2003.

6.
VON DER WEID, Olivia. Perdoa-me por te trair: um estudo antropológico sobre a infidelidade feminina. In: XXIV Jornada de Iniciação científica da UFRJ, 2002, Rio de Janeiro. XXIV Jornada de Iniciação Científica da UFRJ, 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
VON DER WEID, Olivia. Passo a dois ? percepção, mobilidade e deslocamento com cão-guia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
VON DER WEID, Olivia. No caminho: técnica, movimento e ritmo na formação de cães-guia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
FONSECA, C. L. W. ; VON DER WEID, Olivia ; DIAS, A. M. ; CRUZ, A. ; FLEISCHER, S. . Políticas públicas e deficiência: Formas administrativas de discriminação. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
VON DER WEID, Olivia. Semelhança pela diferença: a ajuda como dádiva na relação entre deficiência e não-deficiência nos espaços públicos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
VON DER WEID, Olivia. 'Pas de deux': sobre cães e pessoas no processo de formação de cães-guia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
VON DER WEID, Olivia. Corporalidades cegas como forma de saber fazer. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
VON DER WEID, Olivia. Bengala, objeto-corpo perceptivo.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
VON DER WEID, Olivia. Universos perceptivos da cegueira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
VON DER WEID, Olivia. Entre as linhas da cegueira. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
VON DER WEID, Olivia. Multiplicando corpos, expandindo mundos: uma leitura perspectivista da deficiência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
VON DER WEID, Olivia. Provincializar a visão: esboços para uma abordagem metodológica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
VON DER WEID, Olivia; TRAVANCAS, I. . Pesquisando turismo em Visconde de Mauá ? uma experiência de antropologia aplicada.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
VON DER WEID, Olivia. Corpo e cegueira: interfaces entre teoria e prática. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
VON DER WEID, Olivia. Corpo e cegueira: modos de perceber. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
VON DER WEID, Olivia. Habilitar corpos e pessoas: práticas e conhecimentos de vidas com cegueira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
VON DER WEID, Olivia. Feminino e Masculino na cultura brasileira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
VON DER WEID, Olivia. Visão de cegos: um olhar aproximado. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
VON DER WEID, Olivia. 'A cidade imaginada?: O Rio de Janeiro na perspectiva de pessoas cegas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
VON DER WEID, Olivia. O ?swing? como um tema de pesquisa: algumas reflexões sobre o trabalho de campo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
VON DER WEID, Olivia. 'Swing à brasileira': algumas reflexões sobre a troca de casais. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
VON DER WEID, Olivia. Gênero, corpos e práticas sexuais: algumas reflexões sobre a prática do swing. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
VON DER WEID, Olivia. TROCA DE CASAIS: uma discussão sobre corpo e infidelidade nos novos arranjos conjugais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
VON DER WEID, Olivia. Gênero, corpo e sexualidade: um estudo antropológico sobre a troca de casais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
VON DER WEID, Olivia. Troca de Casais: uma discussão sobre infidelidade nos novos arranjos conjugais. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
VON DER WEID, Olivia. Perdoa-me por te trair: um estudo antropológico sobre a infidelidade feminina. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
VON DER WEID, Olivia. Troca de casais: um estudo antropológico sobre novas conjugalidades. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
VON DER WEID, Olivia. Troca de casais: um estudo antropológico sobre novas conjugalidades. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

28.
VON DER WEID, Olivia. Perdoa-me por te trair: um estudo antropológico sobre a infidelidade feminina. 2002. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
TRAVANCAS, I. ; VON DER WEID, Olivia ; BORGES, S. ; REIS, P. . Projeto de Incentivo à Formalização da Atividade Turística. 2014.

2.
MIGUELES, C. ; ZANINI, M. T. ; VON DER WEID, Olivia ; GOIDANICH, M. E. ; DAROS, R. ; SANTOS, N. S. . Livro de conceitos sobre diversidade, Projeto Equidade de Gênero da Vale. 2013.

3.
MIGUELES, C. ; ZANINI, M. T. ; VON DER WEID, Olivia ; GOIDANICH, M. E. ; DAROS, R. ; SANTOS, N. S. . Lista de temas estratégicos sobre diversidade, Projeto Equidade de Gênero da Vale. 2013.

4.
MIGUELES, C. ; ZANINI, M. T. ; VON DER WEID, Olivia ; PILAO, A. C. ; TRINDADE, T. . Diagnóstico estratégico da cultura organizacional Serasa Experian. 2013.

5.
MIGUELES, C. ; ZANINI, M. T. ; GOIA, M. ; AZEVEDO, B. ; VON DER WEID, Olivia ; ARRUDA, B. . Diagnóstico Estratégico da Cultura Facility. 2012.

6.
MIGUELES, C. ; GOIA, M. ; VON DER WEID, Olivia ; ARRUDA, B. . Diretrizes para a responsabilidade social em comunidades quilombolas. 2012.

7.
VON DER WEID, Olivia. Assessoria à área de Educação, Arte e Cultura do Instituto C&A. 2012.

8.
VON DER WEID, Olivia. Apoio ao planejamento e sistematização de informações do programa Prazer em Ler, Instituto C&A. 2012.

9.
LACERDA, P. M. ; VON DER WEID, Olivia . Parcerias com escolas municipais do Rio de Janeiro. 2009.

10.
VON DER WEID, Olivia. Levantamento de experiências de integração Escola e Família para pesquisa desenvolvida por Innova - Pesquisa e Assessoria em parceria com a UNESCO. 2008.

11.
PACILE, A. ; VON DER WEID, Olivia ; ARRUDA, B. ; MATTOS, S. ; CARVALHO, M. S. ; CERQUEIRA, F. A. ; TOMSIC, V. ; SANTOS, H. ; GALENO, S. ; PEDRETE, L. ; HEMERLY, V. . Pobreza em Centros Urbanos - pesquisa do BID. 2006.

12.
VON DER WEID, Olivia. Avaliação do programa Bolsa Família - IBASE. 2006.

13.
VON DER WEID, Olivia; EDMONDS, A. . Assistência em pesquisa. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
VON DER WEID, Olivia. Avaliadora de resumos submetidos ao 12o Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. 2018.

2.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Sexualidad, Salud y Sociedad. 2018.

3.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Comunicações. 2018.

4.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud. 2017.

5.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Horizontes Antropológicos. 2017.

6.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Mana. 2017.

7.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Dilemas. 2017.

8.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Dilemas. 2016.

9.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Sexualidad, Salud y Sociedad. 2016.

10.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Brasileira de Ciências Sociais. 2016.

11.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Brasileira de Sociologia. 2016.

12.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismo e Sexualidades. 2015.

13.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Etnográfica. 2014.

14.
TRAVANCAS, I. ; VON DER WEID, Olivia . Relatório analítico de entrevistas e observação de campo - Visconde de Mauá e Conservatória. 2014.

15.
VON DER WEID, Olivia. Parecer ad hoc Revista Sexualidad, Salud y Sociedad. 2013.

16.
HERSZENHUT, D. ; VON DER WEID, Olivia . 15 Mostra Internacional do filme etnográfico - Projeto Educativo. 2011.

17.
VON DER WEID, Olivia. Monitoria no "International Honors Program": Cidades no Século 21- Rio de Janeiro. 2007.

18.
VON DER WEID, Olivia. Monitoria no "International Honors Program": Cidades no Século 21- Rio de Janeiro. 2006.

19.
VON DER WEID, Olivia. Monitoria no Encontro Regional de Educadores. 2002.

20.
VON DER WEID, Olivia. Exploração infantil: educação através das imagens. 2002.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ZENI, M. ; VON DER WEID, Olivia ; DAMASCENO, J. J. A. . Programa Contrapontilhando. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
VON DER WEID, Olivia. Sexo Seguro. 2004. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

Redes sociais, websites e blogs
1.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia ; CORREA, D. . Sociofilo. 2018; Tema: Site do laboratório de pesquisa Sociofilo. (Site).

2.
CORREA, D. ; VON DER WEID, Olivia ; VANDENBERGHE, F. ; MARPIN, A. ; SOARES, C. . Blog do Sociofilo. 2016; Tema: Blog do Sociofilo - (co)laboratório de teoria social. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
VON DER WEID, Olivia. Ética e relações humano-animal: revendo o dualismo natureza e cultura a partir dos cães-gua. 2017. .

2.
VANDENBERGHE, F. ; CORREA, D. ; VON DER WEID, Olivia ; MAGNELLI, A. . Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SPELTA, L. L. ; VON DER WEID, Olivia . Além da visão. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
VON DER WEID, Olivia; ANDRADE, C. . Criatividade, teatro e imaginação. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
VON DER WEID, Olivia. O corpo no pensamento antropológico: identidades e diferenças. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensão latu sensu).

6.
Goldenberg, Mirian ; VON DER WEID, Olivia . Relatório final do projeto de pesquisa "Corpos, envelhecimento e identidades culturais". 2010. (Relatório de pesquisa).

7.
VON DER WEID, Olivia. Relatório anual das atividades de pesquisa. 2009. (Relatório de pesquisa).

8.
NASCIMENTO, A. A. ; ARRUDA, B. ; SOARES, C. ; VON DER WEID, Olivia ; ROMEIRO, J. ; MARQUES, C. G. . Curso de prevenção à Violência Racial, Homofóbica e Intrafamiliar. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
ARRUDA, B. ; VON DER WEID, Olivia ; ROMEIRO, J. ; NASCIMENTO, A. A. ; MARQUES, C. G. ; MONTEIRO, F. D. ; SANTOS, M. P. ; GUERALDI, M. . Curso de prevenção à violência racial, homofóbica e intrafamiliar. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).

10.
VON DER WEID, Olivia. Relatório anual das atividades de pesquisa. 2008. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
VON DER WEID, Olivia. PELE. 2010. Fotografia.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FERRAZ, A. L.; VON DER WEID, Olivia; MORAES, M. O.; RAMOS, J. S.. Participação em banca de Daniele Lemos Moreira. A surdez como experiência sensível: para além de "cultura" e "identidade". 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
RAPCHA, E. S.; CARNIEL, F.; VON DER WEID, Olivia; BUENO, Z. P.. Participação em banca de Angela Mari Labut. Nas linhas da cegueira: um estudo antropológico sobre trajetórias de pessoas cegas. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Estadual de Maringá.

Qualificações de Doutorado
1.
ROJO, L. F.; GOMES, L. G.; VON DER WEID, Olivia. Participação em banca de Felipe Moreira. Pensando a não-vidência e as categorias de inclusão e assistencialismo. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
ROJO, L. F.; BARBOSA, A. C. R.; VON DER WEID, Olivia. Participação em banca de Felipe Moreira. De pathos à ethos: a não-vidência enquanto categoria analítica. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Qualificações de Mestrado
1.
ROJO, L. F.; VON DER WEID, Olivia; GUEDES, S. L.. Participação em banca de Orlando Nunes de Souza Neto. Deficiência e Cidade. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
FERRAZ, A. L.; VON DER WEID, Olivia; BURGOS, H.. Participação em banca de Adriana Manzano. Visualidad, escucha y lengua de señas: La experiencia del sonido en personas con diversa escucha. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Maestría en antropología visual) - Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales - Ecuador.

3.
VANDENBERGHE, F.; VON DER WEID, Olivia; VARGAS, J.; WERNECK, A.. Participação em banca de Gabriel Viegas Gorini Bastos. Lembranças sobre a ausência: um estudo sobre a sociologia e o sono. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
FERRAZ, A. L.; DABUL, L.; VON DER WEID, Olivia. Participação em banca de Daniele Lemos Moreira. A surdez como experiência sensível ? para além de ?cultura? e ?identidade?. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
BLAZQUEZ, G.; ESPOSITO, G.; LUGONES, M. G.; VON DER WEID, Olivia; ULM, H. R.. Participação em banca de Natalia Colón. Tirar estereotipos abajo: una etnografía con personas ciegas en la ciudad de Córdoba. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialización en Antropología Social) - Universidad Nacional de Córdoba - Argentina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
PEREIRA, E. L.; PEREIRA, S. O.; NICOLAU, S. M.; VIANNA, N. G.; SANTOS, M. C.; PEREIRA, L. B.; VON DER WEID, Olivia. Comissão avaliadora de trabalhos científicos 12 encontro da ABRASCO. 2018. Associação Brasileira de Saúde Coletiva.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
12 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. membro da comissão avaliadora de trabalhos para o eixo Deficiência e Acessibilidade. 2018. (Congresso).

2.
42o Encontro Anual da ANPOCS. Semelhança pela diferença: a ajuda como dádiva na relação entre deficiência e não-deficiência nos espaços públicos. 2018. (Congresso).

3.
II Encontro Anual do Sociofilo.No caminho: técnica, movimento e ritmo na formação de cães-guia. 2018. (Encontro).

4.
II Encontro Anual do Sociofilo.Moderadora da mesa Etnografia da identidade e da alteridade. 2018. (Encontro).

5.
International Union of Anthropological and Ethnological Sciences. Passo a dois: percepção, mobilidade e deslocamento com cão-guia. 2018. (Congresso).

6.
International Union of Anthropological and Ethnological Sciences. Coordenadora do Open Panel Anthropology of Abnormalities. 2018. (Congresso).

7.
IV Semana Discente IESP-UERJ.Debatedora do GT Diálogos entre Teoria e Empiria na Pesquisa Social. 2018. (Encontro).

8.
XII Reunião de Antropologia do Mercosul. Coordenadora e comentadora do GT Anormalidades. 2017. (Congresso).

9.
XVIII Jornada Discente do PPGSA.Debatedora do Grupo de Trabalho Corporeidades. 2017. (Encontro).

10.
Dádiva, Cultura e Sociedade. 2016. (Seminário).

11.
Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea.A antropologia ecológica de Tim Ingold e a percepção de mundo de pessoas cegas. 2016. (Seminário).

12.
Reunião Brasileira de Antropologia. Provincializar a visão: esboços para uma abordagem metodológica. 2016. (Congresso).

13.
XI Reunião de Antropologia do Mercosul. Pesquisando turismo em Visconde de Mauá e Conservatória ? uma experiência de antropologia aplicada. 2015. (Congresso).

14.
II colóquio Ver e não Ver.Corpo e Cegueira: interfaces entre teoria e prática. 2013. (Simpósio).

15.
XIV Jornada do PPGSA.Habilitar corpos e pessoas: práticas e conhecimentos de vidas com cegueira. 2013. (Outra).

16.
X Reunião de Antropologia do Mercosul. Corpo e cegueira: modos de perceber. 2013. (Congresso).

17.
II Seminário dos Estudantes de Pós-Graduação em Ciências Sociais do estado do Rio de Janeiro (SEPOCS).Grupo de trabalho Gênero 3: corpo e representações. 2012. (Seminário).

18.
IX Reunião de Antropologia do Mercosul. "Visão de cegos: um olhar aproximado". 2011. (Congresso).

19.
Second International Conference of Young Urban Researchers. ?A cidade imaginada?: O Rio de Janeiro na perspectiva de pessoas cegas. 2011. (Congresso).

20.
III Jornada de Ciências Sociais IFCS / UFRJ.Mesa Corpos e Gêneros. 2010. (Outra).

21.
II semana de Diversidade Sexual.Gênero, corpos e práticas sexuais: algumas reflexões sobre a prática do swing. 2007. (Seminário).

22.
Primeira Jornada Conjunta de alunos do PPGSA, PPGAS e IUPERJ."Swing à Brasileira": algumas reflexões sobre a troca de casais. 2007. (Encontro).

23.
VII Reunião de Antropologia do Mercosul. ?O swing como um tema de pesquisa: algumas reflexões sobre o trabalho de campo?. 2007. (Congresso).

24.
VIII Jornada Interna de alunos do PPGSA.Gênero, corpo e sexualidade: um estudo antropológico sobre a troca de casais. 2006. (Encontro).

25.
XXX ANPOCS.Troca de Casais: uma discussão sobre corpo e infidelidade nos novos arranjos conjugais. 2006. (Encontro).

26.
XXVIII ANPOCS. 2004. (Encontro).

27.
III Fórum Social Mundial. 2003. (Congresso).

28.
V Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM). 2003. (Congresso).

29.
Encontro Regional de Educadores. 2002. (Encontro).

30.
II Fórum Social Mundial. 2002. (Congresso).

31.
Juventude, Cultura e Cidadania. 2002. (Seminário).

32.
Violência e descriminalização das drogas. 2002. (Seminário).

33.
Cultura e Desenvolvimento (SESC). 2001. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. ; CAMPOY, L. . Open Panel 21 Anthropology of abnormalities. 2018. (Congresso).

2.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia ; CORREA, D. . II Encontro Anual do Sociofilo. 2018. (Outro).

3.
VON DER WEID, Olivia; CARNIEL, F. . GT 36 Etnografias da Deficiência. 2018. (Congresso).

4.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. ; CAMPOY, L. . GT 29: Anormalidades: diferenças corporificadas em discursos e práticas. 2017. (Congresso).

5.
VANDENBERGHE, F. ; CORREA, D. ; MAGNELLI, A. ; VON DER WEID, Olivia ; CAMARGO, A. . Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea. 2016. (Congresso).

6.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia . Mesa Redonda - A natureza da antropologia. 2016. (Outro).

7.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. ; CAMPOY, L. . GT 48: Anormalidades: diferenças corporificadas em discursos e práticas. 2015. (Outro).

8.
Goldenberg, Mirian ; VON DER WEID, Olivia . Seminário Corpo, envelhecimento e felicidade. 2010. (Congresso).

9.
VON DER WEID, Olivia; CAMPOY, L. ; DULLO, E. ; ARRUDA, B. ; SOARES, C. ; BRASIL, A. ; MARQUES, B. ; BANAGGIA, G. ; GRUNVALD, V. ; REGADAS, J. V. . Primeira Jornada Conjunta de alunos do PPGSA, PPGAS e IUPERJ. 2007. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Fernanda dos Reis Rougemont. Liberdade para envelhecer: expectativas, condutas e escolhas. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Olivia von der Weid.

2.
José Mauricio O. de Oliveira Junior. Velhice, Maturidade ou Experiência?? - A visão de homens e mulheres sobre o processo de envelhecimento. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Olivia von der Weid.

3.
Beatrice Cavalcante Limoeiro. Depois dos 40. Um estudo sobre o envelhecimento e as mudanças no corpo de homens e mulheres na cidade do Rio de Janeiro. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

4.
Antonio Cerdeira Pilão. Diferenças de gênero no processo de envelhecimento. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Olivia von der Weid.

5.
Fernanda dos Reis Rougemont. O ?velho sábio?: maturidade, experiência e sabedoria como ganhos do envelhecimento. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Olivia von der Weid.

6.
Marta Calvet Dias. Corpo, Gênero e Envelhecimento na Cultura Carioca. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

7.
Beatrice Cavalcante Limoeiro. Envelhecer é uma coisa, ficar velho é outra: um estudo antropológico sobre os diferentes tipos de velhice na cidade de Rio de Janeiro. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Olivia von der Weid.

8.
Amanda Alves Migliora. Gênero, sexualidade e envelhecimento na cidade do Rio de Janeiro. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

9.
Leandro Boechat de Almeida. Corpo, beleza, saúde: uma reflexão antropológica sobre o envelhecimento. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

10.
Bruna Roquette Fleury da Rocha. A 'Boa Velhice': uma análise das representações sobre o processo de envelhecimento na cidade do Rio de Janeiro. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

11.
Helder Freitas do Bomfim. Tempo, Corpo e Envelhecimento: uma análise das representações sobre o processo de envelhecimento. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

12.
Aline Borghoff Maia. Perspectivas do ensino brasileiro para a terceira idade. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

13.
Antonio Cerdeira Pilão. 'Disfarça e Chora': Uma Reflexão sobre os Medos de Envelhecer. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Olivia von der Weid.

14.
Veronica Tomsic. Onde o tempo é a grande estrela": Um estudo sobre o envelhecimento na 'Casa dos Artistas. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Olivia von der Weid.

15.
Carolina Rios Thomson. A velhice e seus estereótipos. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Olivia von der Weid.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
9VON DER WEID, Olivia2006VON DER WEID, Olivia. Gênero, corpo e sexualidade: um estudo antropológico sobre a troca de casais. Revista Ártemis, v. Nº5, p. 1-15, 2006.

2.
8VON DER WEID, Olivia2009VON DER WEID, Olivia. Masculino e feminino na prática do swing. Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro), v. 3, p. 106-129, 2009.

3.
7VON DER WEID, Olivia2010 VON DER WEID, Olivia. Swing, o adultério consentido. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), v. 18, p. 789-810, 2010.

4.
5VON DER WEID, Olivia2014 VON DER WEID, Olivia. Habilitar corpos e pessoas: práticas e conhecimentos de vidas com cegueiraEnabling bodies and individuals: practical knowledge of life with blindness. Etnográfica, p. 499-520, 2014.

5.
3VON DER WEID, Olivia2015 VON DER WEID, Olivia. O corpo estendido de cegos ? cognição, ambiente, acoplamentos. REVISTA SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA, v. 5, p. 935-960, 2015.

6.
4VON DER WEID, Olivia2015VON DER WEID, Olivia. 'A Urca é o paraíso dos cegos': mobilidade urbana, acesso à cidade e territorialização. Revista Iluminuras, v. 16, p. 65-96, 2015.


Livros e capítulos
1.
VON DER WEID, Olivia. Swing, o adultério consentido: um estudo antropológico sobre troca de casais. 1. ed. Rio de Janeiro: Multifoco, 2015. 197p .

2.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. (Org.) ; CAMPOY, L. (Org.) . Número Especial: Anormalidades: diferenças corporificadas em discursos e práticas. 1. ed. Juiz de Fora: Teoria e Cultura, 2017. v. 11. 192p .

3.
VANDENBERGHE, F. (Org.) ; VON DER WEID, Olivia (Org.) . Novas antropologias. 1. ed. Rio de Janeiro: Terceiro ponto, 2016. 264p .

1.
VON DER WEID, Olivia. Troca de casais: gênero e sexualidade nos novos arranjos conjugais. In: Mirian Goldenberg. (Org.). O Corpo como Capital. 1ed.São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2007, v. , p. 72-97.

2.
VON DER WEID, Olivia. A cidade imaginada: o Rio de Janeiro na percepção de pessoas com cegueira. In: Graça Índias Cordeiro; Sofia Santos; Renato Carmo. (Org.). Public Sociability and Spatial Forms. Meanings and Relations (SICYURB). 1ed.Lisboa: ISCTE ? Instituto Universitário de Lisboa, 2013, v. VII, p. 163-181.

3.
VON DER WEID, Olivia. Tonalidades de um silêncio. In: Alain Caillé; Frédéric Vandenberghe; Jean-François Véran. (Org.). Manifesto Convivialista - Declaração de Interdependência (edição brasileira comentada). 1ed.São Paulo: Annablume, 2016, v. , p. 273-280.

4.
VON DER WEID, Olivia. Entre as linhas da cegueira. In: Vandenberghe, Frederic; von der Weid, Olivia.. (Org.). Novas antropologias. 1ed.Rio de Janeiro: Terceiro ponto, 2018, v. , p. 75-123.

5.
VON DER WEID, Olivia. Corporalidades cegas como formas de saber-fazer. In: Rosana Castro, Cíntia Engel, Raysa Martins; Colaboradora Tatiana Guedes. (Org.). Antropologias, saúde e contextos de crise. 1ed.Brasília: Sobrescrita, 2018, v. 1, p. 174-192.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VON DER WEID, Olivia. Os novos libertinos. Revista do Globo, Rio de Janeiro, p. 54 - 57, 05 nov. 2004.

2.
VON DER WEID, Olivia. Onde (quase) tudo é permitido. Divirta-se - Portal uai, 25 maio 2009.

3.
VON DER WEID, Olivia. Relações de gênero na prática do swing. Notícias CLAM, 13 maio 2010.

4.
VON DER WEID, Olivia. Casas de swing: o lado B. TPM, São Paulo, p. 32 - 37, 15 jul. 2007.


Cursos de curta duração ministrados
1.
SPELTA, L. L. ; VON DER WEID, Olivia . Além da visão. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
NASCIMENTO, A. A. ; ARRUDA, B. ; SOARES, C. ; VON DER WEID, Olivia ; ROMEIRO, J. ; MARQUES, C. G. . Curso de prevenção à Violência Racial, Homofóbica e Intrafamiliar. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
VON DER WEID, Olivia; ANDRADE, C. . Criatividade, teatro e imaginação. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
ARRUDA, B. ; VON DER WEID, Olivia ; ROMEIRO, J. ; NASCIMENTO, A. A. ; MARQUES, C. G. ; MONTEIRO, F. D. ; SANTOS, M. P. ; GUERALDI, M. . Curso de prevenção à violência racial, homofóbica e intrafamiliar. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ZENI, M. ; VON DER WEID, Olivia ; DAMASCENO, J. J. A. . Programa Contrapontilhando. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
VON DER WEID, Olivia. Sexo Seguro. 2004. (Programa de rádio ou TV/Comentário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VON DER WEID, Olivia; CAMPOY, L. ; DULLO, E. ; ARRUDA, B. ; SOARES, C. ; BRASIL, A. ; MARQUES, B. ; BANAGGIA, G. ; GRUNVALD, V. ; REGADAS, J. V. . Primeira Jornada Conjunta de alunos do PPGSA, PPGAS e IUPERJ. 2007. (Congresso).

2.
Goldenberg, Mirian ; VON DER WEID, Olivia . Seminário Corpo, envelhecimento e felicidade. 2010. (Congresso).

3.
VON DER WEID, Olivia; HEREDIA, F. ; CAMPOY, L. . GT 48: Anormalidades: diferenças corporificadas em discursos e práticas. 2015. (Outro).

4.
VANDENBERGHE, F. ; CORREA, D. ; MAGNELLI, A. ; VON DER WEID, Olivia ; CAMARGO, A. . Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea. 2016. (Congresso).

5.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia . Mesa Redonda - A natureza da antropologia. 2016. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
CORREA, D. ; VON DER WEID, Olivia ; VANDENBERGHE, F. ; MARPIN, A. ; SOARES, C. . Blog do Sociofilo. 2016; Tema: Blog do Sociofilo - (co)laboratório de teoria social. (Blog).

2.
VANDENBERGHE, F. ; VON DER WEID, Olivia ; CORREA, D. . Sociofilo. 2018; Tema: Site do laboratório de pesquisa Sociofilo. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/01/2019 às 19:55:12